Tópicos Recentes
Destaques
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Últimos assuntos
[TUTORIAL] - ONIHoje à(s) 14:45por  OniOs Monarcas - I Efeito BorboletaHoje à(s) 14:25por  O TaverneiroMazushi: Por um punhado de berriesHoje à(s) 11:02por  2MiausDesventura na Terra dos Sonhos - Grupo 8Hoje à(s) 09:55por  ripperI - Desventuras em SirarossaHoje à(s) 09:46por  PepeI - Florescer improvávelHoje à(s) 08:02por  VrowkCapítulo 1 - Dois homens e meio.Hoje à(s) 01:00por  gmasterXLivro I - A CaminhadaHoje à(s) 00:38por  Faktor1º Chapter - Wild HuntOntem à(s) 23:28por  HollydayRango[Tutorial] VanOntem à(s) 23:25por  Van
 :: Oceanos :: Blues :: East Blue :: Shells Town
Página 2 de 5 Página 2 de 5 Anterior  1, 2, 3, 4, 5  Seguinte
Kenshin
Ver perfil do usuário
Imagem : Marines&Agiotas, não são o mesmo? - Página 2 XqxMi0y
Créditos : 10
KenshinDesenvolvedor
https://www.allbluerpg.com/t360-agatha-harkness https://www.allbluerpg.com/t386-prologo-frenesi-da-raposa#1165
Marines&Agiotas, não são o mesmo? Qui 13 Maio 2021, 01:10
Relembrando a primeira mensagem :

Marines&Agiotas, não são o mesmo?

Aqui ocorrerá a aventura do(a) Civil Takamoto Lisandro e Joseph Proudguard. A qual não possui narrador definido.

_________________

Marines&Agiotas, não são o mesmo? - Página 2 J09J2lK

Kylo
Ver perfil do usuário
Imagem : Marines&Agiotas, não são o mesmo? - Página 2 XBy0SYk
Créditos : 00
Marines&Agiotas, não são o mesmo? - Página 2 MznxHli
Marines&Agiotas, não são o mesmo?



Seus cabelos albugíneos esvoaçavam com o bafejo oceânico oriundo da ínsula — acalentando o seu espírito e a sua força de vontade. A vovô que havia o auxiliado foi realmente de grandíssima ajuda para o noviço, uma vez que o aspirante à marinheiro agora possuía um norteamento em Shells Town. Talvez, se ainda carregasse consigo alguns docinhos, ele poderia agradecê-la oferecendo algum a ela. Será que um bombom inteiro seria muito? É, talvez seria demais, então seria melhor oferecer três quintos de um bombom! Não, espera.. Vovós não comem tanto, né? Elas têm um estômago pequeno! É, um quinto de um bombom seria então o suficiente. Alçou um sorriso de alívio no rosto ao concluir a equação matemática que havia formulado na sua cabeça e, na sua mais que humilde opinião, com um resultado justíssimo, mas, infelizmente, não haviam sobrado doces nem para ele e nem para a vovó. - Ahhhh... - Bufou em desalento enquanto andava até a Alta Shells Town cabisbaixo e apático ao chutar as pedrinhas que encontrava pelo caminho com a ponta dos pés. Não havia mais ninguém a ser culpado que não ele próprio, uma vez que o comilão não foi capaz de guardar nem um pouquinho dos doces que carregava consigo para comê-los quando chegasse em Shells Town. Sem saída para a problemática que fora criada, o guloso espreguiçou-se estirando ambos os braços para trás e estufando o peito, fomentando uma diminuição na tensão acumulada de seus músculos enquanto seguia até as duas torres da Marinha com pouca motivação. Espera. Seu mestre era, assim como ele, um exímio apreciador de doces das mais diversas composições, mas não havia como ele ter tido tantas oportunidades de apreciá-los se ele passava quase que inteiramente o seu tempo dentro da Marinha. E então, de súbito, suas íris cerúleas eram preenchidas por uma ardência avernal e sua expressão antes desconcertante e onusta pela frustração agora era preenchida por um sopro de esperança e determinação. Seus punhos cerrados e enrijecidos eram alçados ao céu e sua cerviz orientada até o horizonte; a flor havia desabrochado no concreto. - Tudo isso significa que.. - Silenciou-se por um momento enquanto a maresia permeava a sua pele e revigorava aquele entusiasmo em crescência no seu coração. - A MARINHA ALIMENTA OS MARINHEIROS COM DOCES! HAHAHAHAHAHAHA! SIM, ISSO MESMO! COMO EU NÃO PENSEI NISSO ANTES? - Aquela gargalhada, sem sombras de dúvidas, havia esvaído toda aquela apatia que havia se acumulado no noviço, afinal de contas ele se encontrará banqueteando-se em doces pela Marinha em breve; seria o fim da carência de bombons. Alcançar essa conclusão era tão óbvia para ele que Kylo até se sentiu um pouco besta por não ter chegado até ela de maneira mais rápida.

Naquele momento ele já devia ter chego no Q.G da Marinha.  - Eu vou superar os meus limites. - Afirmou postando-se de frente a entrada do quartel da Marinha com um sorriso esbranquiçado e exultante. Aquele jato de determinação que havia abstergido o abatimento que alojou-se em seu corpo o auxiliou em se recordar da mais relevante das suas missões — ser reconhecido como o lutador mais forte. Será que eu encontrarei marinheiros poderosos? Será que eles vão aceitar lutar comigo? HAHAHAHA! Seus pensamentos transbordavam e externavam o seu entusiasmo em desvendar às próximas páginas daquela história. - Alistamento? - Questionaria o marinheiro mais próximo dele com um cenho extrovertido no rosto. - Você sabe aonde é o alistamento? - E depois, o mais próximo àquele marinheiro. - Érhhh... Alistamento? - Sucessivamente como um macaco que pula de galho em galho até que, quando já nem percebesse, se encontrasse na recepção ou na área que fosse responsável pelo recrutamento de novos marinheiros. Sua pré-vida de marinheiro já estava o deixando exausto. - Cara, isso é muito cansativo.. Espero que os doces aqui sejam bons. - Queixou-se em susurro enquanto coçava a parte detrás da sua cabeça. As coisas seriam muito mais fáceis se ao invés de fazer toda esse rodeio ele só precisasse enfrentar alguém mais forte. Apresentaria-se para quem lá estivesse e preencheria quaisquer requisitos que fossem pedidos à ele, da mesma maneira que executaria qualquer ordem para que o alistamento fosse concluído de maneira mais rápida.

histórico:

Nº de Post: 02
Ganhos: X
Perdas: X
Blum
Ver perfil do usuário
Imagem : Marines&Agiotas, não são o mesmo? - Página 2 Tumblr_mdipm8vmJc1ro8cnpo1_500
Créditos : 02
BlumDesigner
https://www.allbluerpg.com/t441-nakamura-blumayden#1506 https://www.allbluerpg.com/t385-marinesagiotas-nao-sao-o-mesmo#1162

I - Aventura
Marines&Agiotas, não são o mesmo?

Questionando o questionário

- HÃÃÃÃÃÃÃAAAAANN?! - Contorcia minha garganta, enquanto tentaria pegar na gola do marinheiro a minha frente. - Quem é que vai morrer aqui, seu maldito? - Arregalei os olhos e assumiria um tom ameaçador para o cachorro da lei. Ficava irritado com a atitude convencida daquele corno, minha mão livre começava a ferver e meu punho fechava-se para adocicar a cara do elemento, o meu braço por impulso, levanta-se abruptamente.

Flashback
- Seu idiota, você está me escutando? Para de ser teimoso e ouve minhas instruções, ah, para ser franco odeio os Yakuzas. Se achando poderosos e fazendo que bem quiser, sem medir nenhuma consequência… - Pausava. - Mas sabe de uma coisa? Até que respeito esse seu lado de querer seguir as ordens até o fim parece até um... Enfim, leve essa carta de reco… EI PORQUE TU TÁ ME CORTANDO DO FLASHBACK, POR ACASO TU JOGOU A CARTA FORA?


A força das minhas mãos se esvaia aos poucos, não podia perder essa chance de primeira e descumprir com a palavra do meu aniki. - Tsc! - Cuspiria no chão, enquanto pegaria agressivamente o formulário junto com a caneta. - Me dar essa parada aqui! - Cerraria minha visão naquele idiota. - Não pense que escapou!

Iria ler aquele maldito questionário e preencher as questões. - Mas que perguntas são essas? Que coisas mais idiotas, aniki não sei que raios você estava com a cabeça pra mandar eu a um lugar desses. - Respondendo tudo, colocaria o papel sobre a mesa e aguardaria por mais instruções. Fitaria cada gesto daquele marinheiro folgado.

Questionário:

Nome:
NAKAMURA BLUMAYDEN!!!
Idade:
21!!!
Onde nasceu:
Grand Line!!!
Objetivos na marinha:
Ingressar nela!!!
Por qual motivo deseja se tornar um marinheiro:
Meu aniki pediu!!!

~Quartel-general G-153 - Shells Town~

Histórico:

Ficha: Blum
Nº de Posts: 02
Ganhos: N/A
Perdas: N/A
Extras: N/A
Relacionamentos: N/A


_________________

Eae, qual foi?

#cc99ff - Pensamento
#ffffff - Fala

Marines&Agiotas, não são o mesmo? - Página 2 Qcj2Qdg
Handa
Ver perfil do usuário
Imagem : Marines&Agiotas, não são o mesmo? - Página 2 NkkZavj
Créditos : 00
Quartel

Usando de meu talento único para conseguir a atenção de um bom homem, conseguia chegar ao Quartel. Primeiramente, daria uma boa olhada pelo local e tentaria ao máximo gravar tudo em minha mente, fosse o chão do ambiente, as janelas, as luzes, qualquer coisa estaria na minha memória para caso algo fosse acontecer ali, afinal, precisava estar preparada para alguma invasão aleatória ou a chance de alguma briga começar.

Tendo terminado esse pequeno processo iria procurar pelo local exato de recrutamento, mas era claro que dessa vez não seria difícil de encontrar porque devem ter vários e vários homens buscando entrar para a Marinha. Eu particularmente nunca havia dado bola para eles, mas pode ser o sonho de vários por aí, pela mesma ilusão de ficarem mais fortes ou de serem alguém importante.

Após ter procurado, e espero encontrado, o local do alistamento, iria procurar a pessoa que tivesse a aparência de ser a mais forte, alguém gritando alto com os outros, ou usando um uniforme mais extravagante. Possivelmente não seria difícil de imaginar uma hierarquia de marinheiros com esses princípios, visto que um dos meios para subir de patente deve ser sua força. "Ha, realmente espero que a forma de hierarquia não seja baseada apenas em força, caso contrário irei me tornar Almirante hoje mesmo Usosososo" - pensaria, caminhando em direção da pessoa que supostamente seria capaz de me recrutar ali e então começaria a falar, me apresentando:
- Bom dia! Me chamo Erina Lockwood, atualmente a pessoa mais forte de Shells Town, e vim aqui para me alistar na Marinha! Ouvi dizer que os piratas por aí são poderosos, então gostaria de esmagar a todos de uma vez com a força da mulher que derrotou um tigre com um único golpe!
gmasterX
Ver perfil do usuário
Imagem : Marines&Agiotas, não são o mesmo? - Página 2 XNhSHch
Créditos : 04
gmasterXEstagiário
https://www.allbluerpg.com/t429-agnis-cyrielle#1403 https://www.allbluerpg.com/

Olha só! Uma pechincha e ainda por cima é um lanche extremamente nutritivo! - Mas que merda você está falando?! Você acabou de comprar lixo! Se era isso que você queria, era só a gente ter ido atrás daquele restaurante que teria achado algo parecido. - Certo, certo, mas eu gosto de influenciar o comércio local. Além disso, a gente já comeu coisa pior, né? - Tá, tanto faz. Só não venha passar mal depois. - … Continuando… Eu precisava muito de algo pra mastigar, e aquele sanduíche foi uma benção dos deuses, só que infelizmente eu não tenho um centavo no bolso, então não posso aproveitar um banquete que nem o Flapjack costumava dar.

Enquanto eu comia e buscava o tal do QG, encontrei um soldadinho que não parecia estar bem. O coitado não conseguia falar A com B, e parece que tudo isso começou depois que ele viu o meu sanduiche. Será que tava com fome? Talvez fosse timido… Ou um tarado olhando os meus peitos… Na real, devia voltar lá e deitar ele na porrada. - Sossega, Agnis. - Tá bom, tá bom.

Ao chega lá, me deparei com um carinha que fazia tão bem o seu trabalho, que nem precisava olhar pra nossa cara. Eu subestimei seu plano, Agnis, mas parece que se entrasse um procurado aqui, eles nem veriam de qualquer forma. O perfeito plano de Agnis dois parecia ir perfeitamente bem até que… Ele me apresentou um papel...E eu tinha que preencher um formulário… E-E… B-BUROCRACIA! EU NÃO AGUENTO MAIS! ME TIRA DAQUI AGNIS DOIS, POR FAVOR! PORQUE VOCÊ TEM QUE FAZER ISSO COMIGO?!? EU NÃO QUERIA ISSO! EU SÓ QUERIA SOCAR ALGUMA COISA! PORQUE AS COISAS TEM QUE SER ASSIM! - SE ACALMA, CACETE! - E-EU ACHO QUE TO HIPERVENTILANDO! ME AJUDA! - Você tá hiperventilando porra nenhuma, Agnis! Para de drama e preenche isso! São só cinco coisinhas, você consegue. - T-Tá… Eu vou conseguir.

Primeiro, eu pegaria o questionário e a caneta, se houvesse uma, e o preencheria aos poucos. Se o marinheiro não tivesse fornecido uma, lhe requisitaria gentilmente. Enfim...  Nome…. Agnis Cyrielle… Idade… - 21.- Isso, obrigada...Uhh… Local de nascimento… Você lembra, Agnis. - Não faço ideia. - E você não acha estranho a gente não saber de onde viemos? - E isso é o mais estranho na nossa situação para você? Só coloca aí que você não sabe, aquele cara lá vai engolir qualquer baboseira. - Tá… Não sei… Objetivo na marinha… - Põe que quer virar almirante. Todo pé rapado que entra para a marinha busca se tornar almirante. - Okay. Me tornar almirante. Hm, por que desejo me tornar marinheira… Bem, naquele momento, Agnis dois pigarreou, e o que saiu da boca dela me pegou desprevenida. - Desejo usar da minha força para fazer uma boa mudança no mundo. - Bom, a questão não era a frase que ela disse em si, mas sim a maneira que a disse. Ela afinou sua voz e tentou dizer a frase de maneira meiga. Foi horrível! E eu não consegui conter a minha risada. Por isso eu ria em voz alta. Bem provável que pensem que eu sou uma doida da cabeça agora. O que meio que é verdade, mas não desse jeito.

Assim que terminasse, eu entregaria o questionário. Bem simples, mas Agnis dois, poderia me responder uma coisa? - Diga. - O que você pretende fazer depois disso? Não pretende nos fazer trabalhar honestamente até chegar ao topo, né? - Ai é que está a surpresa. Nós trabalharemos como o Flapjack. - Quer dizer que vamos extorquir e chantagear?! UHU! - Sim, não vai ser tão fácil, já que era ele que lidava com toda a ladainha e o dialogo, mas teremos que nos virar, e pra começar, precisamos de um bode expiatório. Vá falar com aquele cara ali, o do topete. - Mas… Porque? - Pois se ele ou qualquer pessoa do grupo que juntarmos for o líder, você ficará livre caso algo dê errado, assim como o que aconteceu com o Flapjack. - Por favor, não me lembre disso… Mas tudo bem, eu entendo o seu ponto.

Como havia sido instruída, eu me aproximaria do topetudo esquisito e diria. - Olá~~ Também veio aqui pra brincar de soldado? - Lhe dando meu sorriso apresentável.
Histórico:

Post: 02
Nome: Agnis Cyrielle
Proficiências: Atletismo | Briga | Acrobacia | Estratégia | Lógica
Qualidades: Experiente em combate | Mestre em Haki | Intuitivo
Defeitos: Extravagante | Personalidade extra | Justo | Sádico | Orgulhoso

Ganhos: X ratão (Consumido)
Perdas: 25.000 ฿S
Localização: Shells town - East Blue

Objetivos:
- Aprender as proficiência Persuasão(Prodígio)
- Entrar para a marinha
- Progredir para o Nível 2

_________________

Falas de Agnis um
Falas de Agnis dois
Pensamento de Agnis um
Pensamento de Agnis dois
Marines&Agiotas, não são o mesmo? - Página 2 BvMx90e
Koji
Ver perfil do usuário
Imagem : Marines&Agiotas, não são o mesmo? - Página 2 2ee8bbb0bd647e96edf58ee7c1fa21bd
Créditos : 03
Localização : Sirarossa
KojiEstagiário
https://www.allbluerpg.com/t300-john-white#871 https://www.allbluerpg.com/t401-ascensao-dos-scavenger#1227


Marines & agiotas, não são o mesmo? - 02
12:30 / Shells Town


 
Takamoto Lisandro

Chegando finalmente ao local que seu mestre o havia dito. Sua excitação pela vista e pela conquista era tanta que ele não deixava de proferir mais uma de suas frases, que muitos diriam ser baboseira. Ele ria e falava alto, atraindo atenção até de mais para seu "primeiro" dia na marinha. Apesar disso, ninguém o encarava por mais do que dois segundos, voltando cada um até suas conversas e grupos.

Seguindo para a torre de recrutamento, ele percebia os soldados e superiores usando suas respectivas fardas. Mesmo que as suas próprias roupas estivessem apenas os farrapos, ele ainda era um ferreiro que possuía a habilidade de fazer suas próprias vestimentas, e se preocupava em usar aquelas roupas que ele julgava como rústica.

Deixando isso para quando realmente tivesse sua própria farda, ele caminhava rapidamente até o suposto lugar e procurava por alguém sentado em um tipo de mesa. As palavras "recrutamento" também passavam pela sua cabeça como uma forma de guia, porém, ela não aparecia ali. Apesar disso, a procura não era tão demorada, afinal, ele havia, sim, encontrado o tal "homem" e a "mesa", junto dele, parecia haver algumas outras pessoas que seriam recrutas no mesmo recinto. Sem se conter, ele logo abordava aquele que julgava ser o recrutador.

— Ãh? Mais um louco por hoje? O que ta acontecendo com esse lugar?! — olhava atônito para o homem que acabara de se auto-intitular "o homem mais forte do mundo". — Isso é bom, de qualquer forma. Escreva as respostas para esse questionário e depois entregue isso para mim. — ele falava enquanto entregava um papel para Takamoto, que apenas se sentava no chão e tirava seus sapatos, liberando o chulé para todo o hall.

Questionário:

Nome:

Idade:

Onde nasceu:

Objetivos na marinha:

Por qual motivo deseja se tornar um marinheiro:

~Quartel-general G-153 - Shells Town~

Como se isso fosse pouca coisa, ainda tirava a areia que possuía em seus pisantes, relaxando logo depois. Diferentemente de sua expressão não preocupada, as pessoas presentes naquele lugar faziam gestos de fedor, engoiavam e até mesmo olhavam de cara feia para Lisandro, que não deixava de encarar uma moça bonita que acabara de passar por ele.

Gyatho

Enquanto fazia seu caminho para o QG da marinha, pensava um pouco sobre a divisão da cidade em três estágios. Esse pensamento se mostrava verdadeiro após ele realmente passar por cada uma das regiões. Sua cabeça o levava para os tempos em que fazia parte da nobreza. Um homem de negócios como ele estava habituado a outro cenário social, geográfico e cultural, talvez sendo esse o motivo da estranheza.

Deixando o passado no passado, ele seguia em frente, eventualmente chegando no QG. Seus olhos captavam cada pessoa daquele local, e até mesmo arquitetura das torres que dominavam a visão no geral. Arrumando seu cabelo e ajeitando suas vestimentas, ele adentrava o estabelecimento onde iria fazer seu recrutamento. Aparentemente, já haviam algumas pessoas lá, como ele, que iriam fazer o "teste" para entrar na organização, um deles sendo notável pelo extremo cheiro repugnante de seus pés.

Sem perder muito tempo, falava com o homem que via ser o balconista, ou em melhores termos, recrutador.

— Sim, aqui mesmo! Se deseja ser um marine, então pegue esse questionário e o preencha. Espere por mais instruções depois. — dizia sem rodeios o homem que fazia aquele trabalho por lá. Nesse momento, a cabeça de Joseph parecia maquinar diversas possíveis perguntas e possíveis respostas que o auxiliariam no preencher daquele papel. Pensava até mesmo em sua razão em entrar na marinha. Será mesmo que falar sobre seu filho e a promessa para sua esposa cairia bem, ou até mesmo seria aceito, por aquele homem?

A resposta seria provavelmente negativa. Ele então preenchia tudo com o que havia pensado na cabeça, e como o homem havia dito, esperava por mais instruções, junto de alguns novos rostos presentes no QG naquele momento.
 
Kylo

Kylo, o jovem que estava prestes a entrar para a marinha, não deixava de se culpar. O motivo para isso era simples. Nem ao mesmo um bombom havia sobrado, óbvio, culpa de sua obsessão por algo doce. O menino pensava em recompensar aquele idoso que havia lhe ajudado um tempo atrás com incríveis 1/5 de um bombom, julgando o estômago de um ser ancião como "pequeno".

Estando cabisbaixo pelo fato de não poder degustar um doce como seu mestre, ele lembrava o fato de seu ex-tutor ser um marinheiro, e, amando doces, ele deveria comer regularmente, certo? Os pontos se juntavam na cabeça ainda imatura do menino de cabelos alvos, que soltava uma gargalhada alta na Alta Shells Town ao levianamente julgar que a marinha lhe daria doces regularmente.

Tirando essas coisas de lado, o jovem havia finalmente chegado lá. As duas torres se mostravam e anunciavam a identidade inegável daquele local. O QG da marinha de Shells Town. Ele caminhava até a entrada de um dos prédios e assegurava para si mesmo. Ele iria superar e até mesmo transcender os seus limites. Além disso, sua cabeça se enchia de júbilo apenas pelo fato de pensar poder lutar contra um oponente de força sem igual.

Procurando saber do local de alistamento, como um macaco troca de galho, ele perguntava para cada um dos homens que via pela frente pelo tal lugar.

— Vá para lá. — respondia um deles. — Siga reto aqui. — falava o outro. — Vá até aquele onde homem arrumado acabou de sair — respondia o último, apontando para um lugar, onde se encontrava o tal recrutador.

Reclamando da ineficiência desse processo - que ele mesmo criou - o jovem rapaz seguia para o lugar indicado, recebendo um formulário para seu preenchimento pelo homem que estava em sua frente. Ele nem ao menos precisava olhar para a frente para ver que mais um recruta havia chegado. Eram cerca de três em um curto espaço de tempo.

— Preencha isso e espere meu comando, levarei todos para um lugar em breve. — falava o homem que aparentava estar cansado.

Nakamura Blum

Blum, ao ouvir as palavras e ameaças daquele "cachorro da lei", se transformava em outra coisa. Seu temperamento nada calmo o fazia instintivamente levantar a mão como se fosse bater naquele homem, que apenas fitava aquela situação e abria um sorriso malicioso para o ex "mafioso".

— Hohoho, vai me bater aqui, é? Vamos! — ele provocava ainda mais o homem de cabelo estranho, que agora se encontrava preso em um flashback, onde novamnete via seu perdido aniki. A memória passava pela sua cabeça até perder forma e ser transposta por algumas baboseiras, que o fizeram ver como havia sido descuidado ao perder aquela carta de recomendação.

Sem paciência para toda aquela situação, Nakamura pegava o papel e sem delongas preenchia tudo o que ele precisava preencher ali.

— Agora só espere aí que eu vou dar instruções mais tarde. Tsc... — o homem do alistamento falava como se nada houvesse acontecido naquele local. As respostas dadas por Blum eram no mínimo estranhas, mas isso ficaria para outra hora. Agora, aquele homem que parecia questionar as vontades de seu aniki, seria mantido em espera até o momento correto.

Erina

Erina, após enganar um homem ingênuo, seguia até o QG. Aparentemente, não seria difícil encontrar o local para alistamente, uma vez que o local era repleto de jovens sonhadores como ela. Eles gostariam de ficar mais fortes e subir na vida, tendo uma carreira crescente dentro da marinha, coisas que a mulher via como ilusão para eles.

Sem se prender muito nesse fato ela seguia para onde deveria ir. Ela procurava por algumas características estereotipadas de alguém forte, porém, o máximo que conseguia achar em uma farda era um homem sentado, aparentemente escrevendo algo. Ele aparentava ser uma figura proeminente no local, então era ele que ela abordava sem hesitar.

— Oh! Mais um dos mais fortes do mundo, não é? Certo, certo... preencha esse papel e espere por minhas ordens. — ele suspirava e respondia apaticamente para a moça, satirizando sua introdução.

Agnis

Agnis aparentemente sentia falta dos banquetes de Flapjack. Ela havia acabado de comer um lanche por pouco dinheiro, mas como sua segunda personalidade havia constatado, era um lixo. As chances da mulher passar mal depois eram grandes, e talvez até viesse a atrapalhá-la em seu processo de alistamento. Porém, ela deixava de lado esse pequeno fato e seguia até o QG, como todos os sonhadores de Shells Town.

Pelo caminho, encontrava um soldado tímido, confundindo ele por um tarado, sua mentalidade briguenta rapidamente entrava em ação, apenas para ser parada por Agnis 2, a voz da razão no mesmo corpo que Agnis 1.

Chegando então ao local de alistamento, ela logo começava a se preocupar com seu futuro. Mal entrou no QG e já teria que fazer burocracia? Novamente, sua personalidade briguenta gritava, ansiando por socar coisas. E mais uma vez, Agnis 2 agia. Sua personalidade parecia cuidar bem da outra, o que transformava Agnis em um perfeito equilíbrio entre força e cérebro.

Após a persuação, não hesitava em rapidamente preencher os papéis. Claro, Agnis 2 parecia ajudar com isso, dizendo coisas que soavam clichê, mas que de fato, passavam uma boa impressão. Vendo a situação, Agnis 1 não podia deixar de rir. Ver seu alter-ego naquele estado era no mínimo cômico.

Deixando isso de lado, algumas interações aconteciam entre as duas, revelando os planos verdadeiros d'A Crânio. Aparentemente, ela queria agir como um pirata... No meio dos marinheiros. É claro, se fizesse bem feito, daria tudo certo. E o primeiro passo para isso seria contatos úteis. Percebendo isso, a dupla dinâmica se aproximava de Blum, que estava lá apenas esperando como outras quatro pessoas. Ela trocava algumas palavras com o homem, antes do senhor profissional de antes chamar a atenção de todos.

Todos

— Atenção! Para iniciar na marinha, deverão primeiro realizar algumas pequenas tarefas para que tenhamos certeza de sua lealdade para conosco. — ele falava de modo altivo e imponente. — Começando com a primeira missão! Um navio de carga chegou agora há pouco com mantimentos para essa base. Comida, bebida, armas e afins! Vocês deverão ajudar nessa tarefa. — um sorriso ganancioso se formava na sua face, como se já estivesse sentindo prazer com as possíveis faces de descontentamento. — Me sigam! E eu lhes mostrarei o caminho, agora que é o fim do meu turno. — ele saía de seu posto e andava até a porta, olhando para trás esperando todos se moverem atrás dele enquanto sinalizava para um outro rapaz sentar em seu lugar de recrutador.


Histórico:
Takamoto:
N° de posts: 02
Ganhos: -
Perdas: -
Ferimentos: -
Kylo:
N° de posts: 02
Ganhos: -
Perdas: -
Ferimentos: -
Blum:
N° de posts: 02
Ganhos: -
Perdas: -
Ferimentos: -
Agnis:
N° de posts: 02
Ganhos: -
Perdas:
50.000 (post 01 - X ratão do restaurante de segunda)
Ferimentos: -
Handa:
N° de posts: 02
Ganhos: -
Perdas: -
Ferimentos: -
Joseph:
N° de posts: 02
Ganhos: -
Perdas: -
Ferimentos: -

Legenda / Npc's:
Figurantes
Marines

Considerações:

~X~
Caso tenham uma sugestão, feedback ou algo para pedir, sabem onde me encontrar, boa aventura!

   Code by Arthur Lancaster

     
    


Última edição por Koji em Sab 22 Maio 2021, 16:09, editado 1 vez(es)

_________________

Marines&Agiotas, não são o mesmo? - Página 2 9uIPM5X


"Assume the position to get down on your knees"



Curso narrador All Blue, turma de Janeiro 2021:
Marines&Agiotas, não são o mesmo? - Página 2 Jpu3OmR
Gyatho
Ver perfil do usuário
Imagem : Marines&Agiotas, não são o mesmo? - Página 2 CcVdsGk
Créditos : 00
Localização : Shells Town

Burros de (des)carga


Como planejado, um pequeno formulário me era entregue, e conforme havia planejado, respondia os espaços conforme eram requisitados. Terminava de responder o ultimo campo em poucos minutos e como muitos, me pus a esperar. Podia observar os outros homens e mulheres que estavam ali dispostos a tentar a entrada para a organização “Espero que todos passem... mas se houver um numero limitado de vagas, bom... espero que eles não se desanimem para uma próxima oportunidade” Pensava enquanto aguardava.

Um marinheiro com uma feição mais impositora soltava num tom bastante notável as seguintes instruções do processo seletivo. Era uma peneira para checar a lealdade para com a organização “ Hum, uma dinâmica em grupo. Estou surpreso, mas acho que é o que se esperaria de tal processo, principalmente para a organização que estamos nos aplicando.” Coçava o meu queixo ao finalizar o pensamento. De fato, não esperava tal evento, mas que o usaria para destacar as diferenças entre mim e os concorrentes, usando de minhas qualidades para ajudar a montar uma boa imagem e um bom desempenho.

- Começando com a primeira missão [...] – Já esperava uma dinâmica onde a liderança seria um forte traço positivo para passar para a próxima fase, mas mal sabia eu que era apenas um achismo errôneo. Era uma simples descarga de suprimentos que haviam chegado no exato momento do teste “ Isso é sério?” Pensava ainda indignado com tal premissa “ Bem... acho que seria um teste físico para separar o pessoal que consegue acompanhar a dinâmica do dia-dia pesado de marinheiro... não é? “ Pensava, tentando achar o lado positivo daquele teste, mas por mais que pensava, esse era o único motivo plausível, além de ter uma mão de obra gratuita para uma tarefa cotidiana...

O marinheiro mostrava o caminho, enquanto mantinha certeza que os candidatos o seguiriam sem erro. Faria questão de me manter próximo ao marinheiro em questão, sendo um dos primeiros numa possível fila. Acompanharia conforme instruído, minha mentalidade para aquela tarefa era simples. PUXAR PESO! Era engraçado como se invertiam os papéis se for parar para pensar, um empresário acostumado a tabelas, gráficos e estratégias de negócio agora tinha que fazer o trabalho braçal que seus empregados faziam diariamente.

Chegando ao local de execução, prestaria atenção aos detalhes do descargue, como local e forma, e claro, como nos interagiríamos uns com os outros naquele processo “Entendo agora...” Pensaria em meio a tarefa, na qual tentaria executar com o máximo de esforço possível “ Imagino que tenha sido difícil assim no começo também Pai” refletia no tempo em que o projeto Joseph não passava de um sonho. O tempo em que meu pai havia fundado o negócio que eu dirigia até semana passada, esses deviam ser tempos difíceis. Muito esforço físico e mental, fazendo o que muito tempo depois seria executado diariamente por meros trocados “ Vou lembrar desse momento e dessa lição com toda certeza...” Continuaria a pensar, usando minha mente para manter-me distante do pensamento de cansaço, dor e exaustão.

Esperaria manter um desempenho digno de um filho de ex-comodoro. Em minha vida nunca tive que exercer tamanho esforço, mas sempre me mantive saudável e forte por meio de uma boa alimentação e alguns exercícios físicos. Esperaria passar para a próxima fase sem problemas aparentes.



histórico:

Nº de post: 03
ganhos: N/A
Perdas: N/A

objetivos:

[] Entrar para Marinha
[] Pegar meu dinheiro do [Abastado]
[] Me juntar ao grupo
[] (OPCIONAL) Apender proficiência: Escudista
[] Não morrer de fome ou sede, não morrer no geral hehe




_________________

legenda:


" Pensamento "
- Fala -

Narração
Kylo
Ver perfil do usuário
Imagem : Marines&Agiotas, não são o mesmo? - Página 2 XBy0SYk
Créditos : 00
Marines&Agiotas, não são o mesmo? - Página 2 MznxHli
Marines&Agiotas, não são o mesmo?



Talvez o início da jornada de marinheiro fosse bem mais monótona e burocrática que o pequeno imaginasse ser uma vez que, em seu imaginário meninil, o início profissional de marinheiro seria o sinônimo para perseguições épicas e combates contra os mais condenáveis dos criminosos para se provar o mais forte a cada instante e no entanto, ao invés disso ele se encontrava com uma papelada burocrática de admissão em mãos. Tá, é óbvio que aquilo se tratava de apenas um processo primário e compreendível de admissão que se é realizada em qualquer organização que se preze, mas para Kylo aquilo era intragável de tão maçante e cansativo que era. Fila? Papéis? Formulários? C-H-A-T-O. No entanto, apesar dos pesares, ele estava lá pela Marinha e, além disso, havia uma circunstância decisiva e de caráter determinante para que ele concluísse aquela admissão o mais rápido possível — o seu estômago roncava.

- Qualquer coisa me coloca no paredawnn.. - Susurrou de cara feia enquanto preenchia o formulário sem que prestasse a mínima atenção aos detalhes. É, confesso que até responder o formulário sem ater-se a quase nada fora uma terefa bem cansativa de ser executada. - Beleza. - Se espreguiçou ao erguer os braços e esticar as articulações do pescoço; estalando-o. Já naquele momento a fila de alistamento já começava a ganhar um certo corpo que chamava a atenção do pequeno principalmente pelas figuras que lá estavam. Já sentia-se uma arômata não usual naquele espaço, mas ao deparar-se com o semblante de náusea de alguns daqueles que frequentavam a área, o pequeno concluiu que não era um aroma de ambiente, e sim de algo que estava nele. Até que fede mesmo. Não demorou até que o culpado fosse encontrado; era um rapaz de cabelos acerejados e pés descalços. - HAHAHAHAHA! - Apoiou as mãos no abdômem e gargalhou quase que tão alto que suas pernas começaram a esbambear-se umas às outras. Aquele episódio extemporâneo que estava causando um nítido incômodo em grande parte dos presentes pelo bálsamo emanado era, na realidade, oriundo de um chulé. A parte mais cômica da história era que o chulezento mal se importava com a reação dos outros ou ao menos mal sabia o incômodo que estava causando. A segunda opção era a mais engraçada. - Você é muito engraçado! Vamos ser amigos! - Sorriu despretenciosamente para ele e o estendeu a mão. Em verdade que o chulé não o havia feito sentir nenhum incômodo, mas a reação dos presentes havia sido a cereja do bolo para o pequeno.

Próximo do rapaz de madeixas afogueadas o noviço o perscrutou dos pés à cabeça para conhecê-lo através de mais proximidade. Aquele fato havia sido engraçado demais, não havia mais escapatória — ele seria seu amigo independente de qualquer resposta. - Me chamo Kylo e você? - Apresentou-se com um sorriso dinâmico no rosto, de maneira que esperava-se que o seu novíssimo amigo fizesse o mesmo e contasse o porquê dele encontrar-se ali. - É? Que demais! - Seriam explícitos seus olhos sobressaltados e entusiasmados dados em respostas à uma apresentação dada pelo chulezento. Pra ser sincero, ainda que já se externasse de maneira notória, existia um empolgamento em crescência em seu âmago. - Eu vou ser o lutador mais forte! - Afirmou com naturalidade por detrás de um semblante travesso e animado, afinal de contas para o pequeno aquele reconhecimento seria apenas questão de tempo e nada mais. Antes que investisse em mais questionamentos o pequeno era interrompido pelas instruções dadas pelo marinheiro que aparentava ser o encarregado por aquela recepção. Em dúvida sobre os próximos procedimentos, o pequeno alçaria a mão esquerda para cima, ao passo que executava pequenos pinchos às adjacências até que fosse notado. - Que horas é o almolço? - Questionaria-o com as mãos sobre a barriga. Ainda que obtivesse uma resposta esclarecedora seu estômago entenderia como se fosse demorar-se uma eternidade. Ainda assim, acompanharia o orientador até a área em que ele os instruía com as falanges entrelaçadas por detrás da cabeça; despreocupado e sereno, mantendo-se propínquo ao seu recém-conhecido.

histórico:

Nº de Post: 03
Ganhos: X
Perdas: X


Blum
Ver perfil do usuário
Imagem : Marines&Agiotas, não são o mesmo? - Página 2 Tumblr_mdipm8vmJc1ro8cnpo1_500
Créditos : 02
BlumDesigner
https://www.allbluerpg.com/t441-nakamura-blumayden#1506 https://www.allbluerpg.com/t385-marinesagiotas-nao-sao-o-mesmo#1162

I - Aventura
Marines&Agiotas, não são o mesmo?

Encarregado de carregar

Rangia os dentes, enquanto aquecia meu punho. - Odeio caras metidos! Entrando nessa joça, não irá ser considerado crime quando eu meter o socão na cabeça dessa besta, certo? - Aquele maluco estava brincando com minha cara e não sabia o perigo em que estava se metendo. - Espera só!

Enquanto estava distraído era interrompido por uma mulher de olhos azuis.- Hãan?! Brincar de soldado? Olha só, eu só vim aqui porque meu aniki pediu e agora tô afim de bater em um desgraçado. E é isso. - Eu não havia nada a esconder, por isso era direto com aquela moça que veio bater um papo comigo.

Antes que pudesse dar continuidade a conversa recebia novas instruções do alistamento. - Que mamata é essa? Se alistar só pra carregar umas caixinhas, esses bando de engomadinhos não sabem o que é trabalho de verdade. - Estralaria o pescoço e rodaria meus ombros a fim de alongá-los. - Não gosto de me gabar, mas eu ganhei na quebra de braço com o Tonhão da Marreta, um dos membros mais musculosos da Yakuza. Essa vai ser fácil! - Daria aquela ajustada rápida nos cabelos seguido de um pequeno sorriso.

Com entusiasmo iria até o local indicado e pegaria o máximo de peso possível e faria a descarga no ponto correto. Trabalho era trabalho e não podia me dar o luxo de não conseguir entrar na Marinha, além é claro que isso era os céus comparada ao treinamento infernal do carecão.

- Pera aí, não é apenas eu que estou lutando para ingressar aqui, há vários outros participantes. Eu preciso me destacar e carregar mais coisas que eles pra ser aceito. Foi mal, galerinha, mas promessa é divida. - Dessa forma, tive uma brilhante ideia de levar a carga o mais rápido possível.


Se as mesmas estivessem guardada em caixas ou algo parecido, carregaria uma com os braços até metade do caminho e então a colocaria no chão e meteria uma sequência de chutões até chegar o ponto chave rapidamente. - Perfeito! - Diria, enquanto esfregava minhas mãos. Meu plano não havia falhas e eu seria o mais rápido a levar aqueles suprimentos.

Histórico:

Ficha: Blum
Nº de Posts: 03
Ganhos: N/A
Perdas: N/A
Extras: N/A
Relacionamentos: N/A


Última edição por Blum em Sab 22 Maio 2021, 18:57, editado 1 vez(es)

_________________

Eae, qual foi?

#cc99ff - Pensamento
#ffffff - Fala

Marines&Agiotas, não são o mesmo? - Página 2 Qcj2Qdg
Takamoto Lisandro
Ver perfil do usuário
Imagem : Marines&Agiotas, não são o mesmo? - Página 2 40425c8c6489989a6ba1ce5132784ac2
Créditos : 02
Takamoto LisandroEstagiário
https://www.allbluerpg.com/t355-takamoto-lisandro#1064 https://www.allbluerpg.com/t385-marinesagiotas-nao-sao-o-mesmo#1162

Marines&Agiotas, não são o mesmo?
 

Encontrei o tal homem na mesa, ele tinha a mesma farda que muito outros marinheiros e mal sabia que estava de frente com o homem mais forte do mundo, até mesmo ficou incrédulo, era uma reação normal para as pessoas, pedia as repostas das perguntas dadas pelo papel. - Sem lutar com o guerreiro mais poderoso? - Indaguei, este país é bem mais pacifico do que o lugar ao qual vim e das ilhas as quais passei na jornada para ser o mais forte, o nome e idade respondidos com exatidão, vou até mesmo colocar uma vírgula depois do meu nome e especificar de quem se trata minha pessoa. - O homem mais forte do mundo.. - Sincronizei minha escrita com meu sussurro, não sei se muitas pessoas vão conhecer Pimtombeira já que é quase uma ilha sem habitantes com ambiente hostil, quase nunca éramos visitados por pessoas de bem.

Meus objetivos na marinha? - Só havia um em mente. - Derrotar o rei dos piratas. - É a função do homem mais forte do mundo, derrotar o símbolo que assola medo e impõe maldade em tudo que faz, além que as pessoas poderiam finalmente compreender a imensidão da minha força, por agora já havia finalizado o questionário podendo relaxar mais. - Que beleza. - Movimentava meus dedos com rapidez, ar fresco sempre era o melhor, uma sombra veio de súbito de cima, uma mão estendida e o portador dela era um rapaz de olhos azuis e cabelos prateados, ele tinha um bom sorriso. De fato, era estranho sua aproximação tão rápida, mas não tinha o porquê de recusar um amigo, levei minha mão a dele e apertei confirmando o simples gesto com um os lábios esticados de ponta a ponta. - Claro.

Sou Takamoto Lisandro, o homem mais forte do mundo. É um prazer Kyolo. - Havia subitamente falado o nome errado sem querer. - Quis dizer, Kylo, takaka.. - Soltaria uma gargalhada fraca envergonhada, tropecei sem querer nas letras do seu nome, porém isto não desanimou o rapaz que falava abertamente seu objetivo, seria ele o lutador mais forte? Só o tempo diria, colocaria as botas onde deveriam estar, todos aqui estavam tentando se tornarem marinheiros, Kylo não era uma exceção, o representante do recrutamento anunciava o que deveríamos fazer para passar.

Fácil demais! - Teria de carregar alguns caixotes de produtos? Essa ilha é realmente diferente da minha terra natal, meu mestre como teste faria eu passar três dias no deserto de Zartana com somente as roupas do corpo tendo que me alimentar de escorpiões. E isto foi considerado uma tarefa fácil para ele, levar alguns pesos do porto para cá não seria uma tarefa complicada, porém a escadaria seria a maior adversária para o êxito da tarefa. - Isso não é nada. - Fixei um sorriso no rosto e seguiria o marinheiro, chegando ao local, procuraria uma gama de informações visuais sobre os mantimentos da embarcação.


Controle
Nº de Posts: 3
Ganhos: x
Perdas: x

Relacionamentos: x

Extras: x





_________________


Marines&Agiotas, não são o mesmo? - Página 2 QTwF5xt
gmasterX
Ver perfil do usuário
Imagem : Marines&Agiotas, não são o mesmo? - Página 2 XNhSHch
Créditos : 04
gmasterXEstagiário
https://www.allbluerpg.com/t429-agnis-cyrielle#1403 https://www.allbluerpg.com/

A nova safra de novatos parecia muito boa. Tinha um moleque que mais parecia um turista, mas tenho quase certeza que ele preencheu o mesmo formulário que eu; Um engomadinho, com cara de bebe, que parecia extremamente fora de lugar; Um ruivo desmiolado; Uma anã bombada e o topetudo aqui. Se todos passarmos, tenho certeza que vai ser uma aventura e tanto me juntar a esses carinhas. Me aproximei do topetudo, e aparentemente ele não estava nem um pouco feliz de estar ali. Eu também não estaria se soubesse que teria de ficar assinando papel e fazendo um monte de nada por um bom tempo. Só que pelo o que eu entendi… Ele foi obrigado a ir pra lá por alguém chamado “aniki”… Deve ser alguém muito foda pra ele só aceitar. Não foi uma conversa tão produtiva como esperado, mas o que ele disse no final me agradou. Ele parecia não se importar muito com a autoridade dos homens ali, e só queria socar a cara de um maluco. Me parece uma pessoa muito divertida, talvez a Agnis dois estivesse certa e seria uma boa eu andar junto desse cara.

-Tudo bem. Então não tem problema se eu colar contigo, né? Ah, eu já sei que não, então não precisa responder! Me chamo Agnis, Agnis Cyrielle. Na verdade, só Agnis já tá ótimo. Se tiver alguma sugestão de um apelido bom, eu aceito também, numa boa. - Respondi ao topetudo.

Enquanto conversava com o cabeludo emburrado, um dos marinheiros se aproximou para dar procedência ao processo. Já estava na hora! O que vai ser agora? Lutas um contra um? Um jogo de captura? Talvez um um contra todos com um dos oficiais do QG! Tantas possibilidades e-...! Carregar peso…? Mas que merda, eu esqueci o que a Agnis dois disse… Vou tentar conter os meus ânimos para não me decepcionar mais, parece que essa vida de marinheira vai ser mais chata do que o esperado. Talvez isso seja só um truque pra testar a nossa paciência… Seja o que for, eu vou só me concentrar na tarefa e terminar logo isso.

A propósito… A Agnis dois tem estado bem quieta… Cê tá bem? Agnis dois? AGNIS DOOOOIS?!? Eh, deve estar dormindo. Mais tarde eu chamo. De qualquer forma eu acompanharia o recrutador e carregaria o máximo de caixas que pudesse para o QG. Eu sou bem grandinha e estive me alimentando muito bem, por isso eu devo adiantar bastante o trabalho. Assim que terminasse, aguardaria mais instruções.  
Histórico:

Post: 03
Nome: Agnis Cyrielle
Proficiências: Atletismo | Briga | Acrobacia | Estratégia | Lógica
Qualidades: Experiente em combate | Mestre em Haki | Intuitivo
Defeitos: Extravagante | Personalidade extra | Justo | Sádico | Orgulhoso

Ganhos: X ratão (Consumido)
Perdas: 25.000 ฿S
Localização: Shells town - East Blue

Objetivos:
- Aprender as proficiência Persuasão
- Entrar para a marinha
- Progredir para o Nível 2

_________________

Falas de Agnis um
Falas de Agnis dois
Pensamento de Agnis um
Pensamento de Agnis dois
Marines&Agiotas, não são o mesmo? - Página 2 BvMx90e