All Blue RPG

Um RPG narrativo baseado no universo de One Piece, obra criada por Eiichiro Oda.
 
InícioCalendárioFAQProcurarMembrosGruposRegistarEntrar
Últimos assuntos
» Zulkras
[Narrada/Aberta] Mei Homi, Mei Fera. Revo Total Emptypor Takamoto Lisandro Ter Abr 16, 2024 1:40 pm

» [Narrada/Fechada] Sigam as Borboletas
[Narrada/Aberta] Mei Homi, Mei Fera. Revo Total Emptypor Oni Ter Abr 16, 2024 9:27 am

» [TUTORIAL] - MAURICE
[Narrada/Aberta] Mei Homi, Mei Fera. Revo Total Emptypor Maurice Seg Abr 15, 2024 12:06 am

» [Narrada/Aberta] Lia, a Guerreira do Mar
[Narrada/Aberta] Mei Homi, Mei Fera. Revo Total Emptypor mestrej Sáb Abr 13, 2024 6:07 pm

» [Narrada/Fechada] Força x Magnética
[Narrada/Aberta] Mei Homi, Mei Fera. Revo Total Emptypor Oni Qua Abr 10, 2024 9:04 am

» Cap 1 ~ Piratas Indomáveis em Sabaody
[Narrada/Aberta] Mei Homi, Mei Fera. Revo Total Emptypor Blind1 Ter Abr 09, 2024 7:00 pm

» [TUTORIAL] - Erj Euclid
[Narrada/Aberta] Mei Homi, Mei Fera. Revo Total Emptypor Erj Euclid Ter Abr 09, 2024 3:28 pm

» [Narrada/Fechada] 1 - Vozes
[Narrada/Aberta] Mei Homi, Mei Fera. Revo Total Emptypor Handa Dom Abr 07, 2024 2:09 pm

» [Autonarrada/Fechada] - A Duke's Return and a Queen's Will.
[Narrada/Aberta] Mei Homi, Mei Fera. Revo Total Emptypor Kenshin Sex Abr 05, 2024 11:58 pm

» RP Player - Ficha Yang (Douglas)
[Narrada/Aberta] Mei Homi, Mei Fera. Revo Total Emptypor Takamoto Lisandro Sex Abr 05, 2024 8:44 pm

» Crie sua Forma Zoan
[Narrada/Aberta] Mei Homi, Mei Fera. Revo Total Emptypor Jonas Hatake 007 Sex Abr 05, 2024 7:38 am

» [FICHA] - Kuro Dragunov
[Narrada/Aberta] Mei Homi, Mei Fera. Revo Total Emptypor OverLord Qua Abr 03, 2024 9:08 pm

» Mr.Joy
[Narrada/Aberta] Mei Homi, Mei Fera. Revo Total Emptypor gmasterX Qua Abr 03, 2024 2:46 pm

» [Ficha NPC Companheiro] Meghan Strongbody
[Narrada/Aberta] Mei Homi, Mei Fera. Revo Total Emptypor Tanaka Qua Abr 03, 2024 12:10 pm

» Registro de Photoplayer
[Narrada/Aberta] Mei Homi, Mei Fera. Revo Total Emptypor Mizzu Qua Abr 03, 2024 11:50 am

» [FICHA] Meera
[Narrada/Aberta] Mei Homi, Mei Fera. Revo Total Emptypor Mizzu Qua Abr 03, 2024 11:45 am

» Meera
[Narrada/Aberta] Mei Homi, Mei Fera. Revo Total Emptypor Mizzu Qua Abr 03, 2024 11:45 am

» [FP] - Ajaw "Jack" K'iin
[Narrada/Aberta] Mei Homi, Mei Fera. Revo Total Emptypor Mizzu Qua Abr 03, 2024 11:12 am

» [Narrada/Aberta] Mei Homi, Mei Fera. Revo Total
[Narrada/Aberta] Mei Homi, Mei Fera. Revo Total Emptypor Sagashi Ter Abr 02, 2024 9:51 pm

» Claire Allim Rac
[Narrada/Aberta] Mei Homi, Mei Fera. Revo Total Emptypor King Ter Abr 02, 2024 6:21 pm


------------
- NOSSO BANNER-

------------


 

 [Narrada/Aberta] Mei Homi, Mei Fera. Revo Total

Ir para baixo 
+2
Blum
Takamoto Lisandro
6 participantes
AutorMensagem
Takamoto Lisandro
Estagiário
Takamoto Lisandro


Imagem : [Narrada/Aberta] Mei Homi, Mei Fera. Revo Total XN7Hddl
Créditos : 89

[Narrada/Aberta] Mei Homi, Mei Fera. Revo Total Empty
MensagemAssunto: [Narrada/Aberta] Mei Homi, Mei Fera. Revo Total   [Narrada/Aberta] Mei Homi, Mei Fera. Revo Total EmptySex Mar 01, 2024 9:53 pm

Metade Homem, Metade Fera. Revo por completo!

Participantes: Takamoto Lisandro, Blum Murphy, Viel Solanima e Claire Allim Rac
Localização: ShellsTown - East Blue
Modalidade: Narrada
Invasão Livre: Ligada


_________________


[Narrada/Aberta] Mei Homi, Mei Fera. Revo Total FHbbbAZ
Ir para o topo Ir para baixo
https://www.allbluerpg.com/t2783-takamoto-lisandro#29686 https://www.allbluerpg.com/t2840-narrada-aberta-mei-homi-mei-fera-revo-total#29980
Takamoto Lisandro
Estagiário
Takamoto Lisandro


Imagem : [Narrada/Aberta] Mei Homi, Mei Fera. Revo Total XN7Hddl
Créditos : 89

[Narrada/Aberta] Mei Homi, Mei Fera. Revo Total Empty
MensagemAssunto: Re: [Narrada/Aberta] Mei Homi, Mei Fera. Revo Total   [Narrada/Aberta] Mei Homi, Mei Fera. Revo Total EmptySex Mar 01, 2024 10:24 pm



Metade Homem, Metade Animal. Revo por completo!

Post 1°




Quem vai pegar na minha? – Uma pergunta intimista com uma resposta ainda mais óbvia. – Todos, é claro. – Não havia nada que pudesse parar meu charme absoluto diante de tantas pessoas, sou literalmente o único coala nesta ilha, logo o maior daqui, consequentemente o melhor e factualmente o mais forte, bonito e elegante coala de todos os tempos. – Tem como não, sou demais. Alguém me segure!

Não havia muito tempo que pus minhas patas nesta ilha, humanos para todos os lado e olhares curiosos. – Olha que eu como.. De curioso. – Ajeitava os óculos escuros escondendo meus olhos inocentes deste mundo terrível e desequilibrado, um único motivo em mente, paz mundial. Para isso, tenho que recorrer a meios inapropriados, bater em mendigos? Não desta vez, não desta vez..

Devo direcionar minhas forças para mudar o mundo e como ele deve ser regido, procuro liberdade? Não sou pirata, esses malditos banguelos com pernas de pau e tapa-olho, se tivessem ao menos noção do que é liberdade, não estariam zanzando mundo a fora atrás de um boga dourado. – Preciso comprar um coco. – Cheguei a uma resolução, naquele momento, fiquei com sede.

Em que lugar posso comprar um coco? – Dei uma investigada de antemão na ilha, conhecimentos gerais e secretos sempre são bem-vindos. – Ei você! – Apontaria para uma criatura aleatória passando na rua. – Escutei que tem cocos por aqui, não tô falando de cocô karai. É coco verde.. Não cocô verde. – Coçaria minha nuca com a destra enquanto meu pé esquerdo instintivamente começaria a chutar o vento, era uma reação normal pra carinho na nuca. Bom demais.

Esperaria por sua resposta, mas de antemão. – É sério, não tenho fetiche em merda.








_________________


[Narrada/Aberta] Mei Homi, Mei Fera. Revo Total FHbbbAZ
Ir para o topo Ir para baixo
https://www.allbluerpg.com/t2783-takamoto-lisandro#29686 https://www.allbluerpg.com/t2840-narrada-aberta-mei-homi-mei-fera-revo-total#29980
Blum
Designer
Blum


Imagem : [Narrada/Aberta] Mei Homi, Mei Fera. Revo Total 350x120
Créditos : 00

[Narrada/Aberta] Mei Homi, Mei Fera. Revo Total Empty
MensagemAssunto: Re: [Narrada/Aberta] Mei Homi, Mei Fera. Revo Total   [Narrada/Aberta] Mei Homi, Mei Fera. Revo Total EmptyDom Mar 03, 2024 4:13 pm


I - Aventura
Metade Homem, Metade Fera. Revo por completo!

Pela honra!

Minha vida virou do avesso após a última missão que me foi dada, a ilha que jurei proteger virou cinzas e, para piorar a situação fui transformado em uma espécie de sapo. Havia aceitada esse destino infame, porém, saber que ainda existe possíveis amigos lutando para reerguer o reino Shikkearu, não pude mais ficar parado, estava pronto para salvar a ilha Kuraigana.

Mas por onde começar? Essa era uma boa pergunta... Bom, vamos por partes. Por hora, tinha que ao menos que comprar uma espada e um escudo para poder seguir viagem.

Começaria a andar pelas aquelas ruas de Shells Town. Cobria o rosto com o capuz, mas não por conta do remorso das pessoas, mas sim porque era maneiro e no momento não queria chamar muita atenção, pois não sabia se ainda os escravistas que haviam me capturado estavam me seguindo. Ficar quieto por enquanto seria a melhor opção, sem dúvidas.

Ei você! – Paralisava. – Falou comigo? - Lentamente olhava para trás e encontrava uma figura inesperada. – Escutei que tem cocos por aqui, não tô falando de cocô karai. É coco verde.. Não cocô verde. – Começaria a gargalhar, aquele ser havia me chamado de estrume. – Croacacacacaca!!! Você acaba de me irritar, amigo. – Um verdadeiro cavaleiro jamais deve aceitar qualquer tipo insulto, denigrir um, é o mesmo que rebaixar todo o esquadrão do exército.

Apontaria o dedo na direção do... Que animal era aquele mesmo? - Você insultou minha honra e de todo exército real, espero que esteja preparado para as consequências. – Abaixaria meu capuz. -  Eu te desafio para um duelo, mano a mano, valendo a nossa honra em jogo. – Chamaria a atenção de um suburbano. – Ei, você aí. Por favor, seja o juiz e testemunha desse duelo, para que fique registrado que será uma luta justa. – Passou tanto tempo que havia esquecido de falar o principal. - Sou Blum Murphy, cavaleiro do reino de Shikkearu.


Histórico:

_________________

Eu lavo o pé, sim!!!

#ffcc00 - Pensamento
#00cc00 - Fala

[Narrada/Aberta] Mei Homi, Mei Fera. Revo Total StSTJAE
Ir para o topo Ir para baixo
https://www.allbluerpg.com/t2803-blum-murphy#29763 https://www.allbluerpg.com/t2840-narrada-aberta-mei-homi-mei-fera-revo-total#30073
Certamente não é o Handa
Soldado
Certamente não é o Handa


Créditos : 00

[Narrada/Aberta] Mei Homi, Mei Fera. Revo Total Empty
MensagemAssunto: Re: [Narrada/Aberta] Mei Homi, Mei Fera. Revo Total   [Narrada/Aberta] Mei Homi, Mei Fera. Revo Total EmptySeg Mar 04, 2024 9:56 pm


I - Aventura
Metade Homem, Metade Fera. Revo por completo!

Shells Town? É isso mesmo?




Não sei se essa sensação é comum para a maioria das pessoas, mas vocês já se pegou pensando no que se passava na cabeça do seu chefe? É minha situação no momento. Finalmente chegava em Shells Town e já aproveitava para dar uma boa olhada em volta, ver o panorama da cidade, e prestar bastante atenção pra ver se não via algo de novo por ali. Tinha que ter alguma coisa acontecendo ali. Afinal de contas, eu, sou um revolucionário, e fui mandado para uma das cidades mais notórias do East Blue por ser comandada pela Marinha. Algo tinha que acontecer.

"Será que é uma missão de assassinato? Será que finalmente estamos começando uma guerra de grande escala?!" era o pensamento que eu tinha, e possivelmente a natural naquela situação. Bom, mas não era hora de se focar apenas nisso. Eu preciso, acima de tudo, fazer minha boa ação do dia, e talvez um pequeno conserto. Andaria pelas ruas da cidade, cantarolando como sempre, em busca de algo que me chamasse atenção. Poderia ser um civil precisando de ajuda, um gatinho preso em uma árvore, ou até mesmo uma grande briga acontecendo. Possivelmente em breve eu devo encontrar a pessoa que irá me informar da minha missão aqui em Shells Town.


Histórico:
Ir para o topo Ir para baixo
https://www.allbluerpg.com/t2451-violet-lockhart https://www.allbluerpg.com/
King

King


Imagem : [Narrada/Aberta] Mei Homi, Mei Fera. Revo Total X7VUkdI
Créditos : 05

[Narrada/Aberta] Mei Homi, Mei Fera. Revo Total Empty
MensagemAssunto: Re: [Narrada/Aberta] Mei Homi, Mei Fera. Revo Total   [Narrada/Aberta] Mei Homi, Mei Fera. Revo Total EmptyTer Mar 05, 2024 12:20 pm





VAMPIRA DO ROCK



Apenas mais um dia como revolucionária! Não me lembro do motivo de ter chegado em Shells Town mas até então, parece ser uma ilha bem pacata, me fazia questionar se o exército era realmente necessário nela. Mas isso não é um problema! Pois se o espírito revolucionária ainda não está por essas bandas, farei questão de conquistar corações para nossa causa. E havia jeito melhor de conseguir isso do que através da música? O único problema era que por mais que eu fosse uma artista, minha carreira mal havia começado, talvez uma cidade tranquila como Shells fosse o pontapé inicial que precisava para me tornar uma grande estrela do rock! Eu já tinha a técnica, guitarra e a motivação, só faltava um local para servir como palco. Claro, talvez eu devesse procurar por outros revolucionários na ilha, tenho certeza que existem outros de nós por aqui, ainda que escondidos, mas não é errado passar um tempinho pensando no meu futuro como música, né? – Hihihi, tá na hora de chacoalhar essa ilha!

E quem diria que os ânimos já estavam exaltados? Se tem algo que eu não esperava encontrar no meu caminho, era uma dupla que estava prestes a brigar. Dois sujeitos diferentes do que tinha visto em Shells até agora, não consegui me conter quando vi uma cena tão peculiar, tinha que me envolver também. – AI MEU DEUS, QUE FOFINHOS! – Um coala e um... sapo? peixe? não conseguia dizer, talvez se eu fosse uma vampira mais experiente seria capaz de identificar quem era aquele misterioso ser. Tudo que entendia daquela confusão é que aparentemente um duelo aconteceria e precisavam de um juiz. Já fazia um tempo que eu não participava de uma briga, adoraria que tivesse envolvida de forma mais direta, mas se o que me restou foi o papel de juíza, que assim seja!

Levantei minha mão dando alguns pulinhos de empolgação. – EU! Eu posso ser a juíza! – Olhei bem em seus olhos, colocando minhas mãos como obstáculos antes que começassem a lutar. Estava tão animada que não resisti a tentação de transformar aquilo em um espetáculo. – SENHORAS E SENHORES! – Gritei para que todos que estivessem em volta percebessem o que estava prestes a acontecer. – SE PREPAREM PARA O EMBATE DO SÉCULO! UM COALA TÃO FOFO QUE DEVE SER FEITO DE PELÚCIA! – O que me deixou curiosa se era um coala de verdade, esse tipo de bicho não aparece todo dia, ainda mais vestido assim. – Cê num é de pelúcia não... Né? – Disfarcei minha dúvida com uma tossida e continuei a apresentação. – CONTRA UM... SAPO? PEIXE? UM HOMENZINHO VERDE! – Apontando para os dois com os respectivos dedos indicadores, me aproximaria dos encrenqueiros e cochicharia algumas regras a respeito da luta. Eu adoro uma confusão, mas não podia admitir que aquilo se tornasse um banho de sangue, até onde eu saiba, são apenas dois civis inocentes, resolver as diferenças com os punhos era ótima forma de aliviar o estresse, lidar com problemas de amizade... Se ninguém morre no processo. – Tudo bem senhores, quero deixar claro que hoje nenhum de vocês morre, ou vão se ver comigo, hein? Já lutaram contra uma vampira? Pois é! E nada de golpe baixo. – Eu tentava disfarçar o riso, mas numa cena daquelas? Impossível. – HIHIHI, apesar que deve ser meio difícil quando cês são baixinhos assim. Se precisarem de um banco, é só falar! – Não contive a brincadeira ao perceber que eram tão altos quanto uma criança.

Me afastaria mais, procurando uma sombra, de preferência. Com um largo sorriso, fitaria os encrenqueiros. – Querem se apresentar? Últimas palavras? Declarar o amor por alguma donzela? A hora é agora! A propósito, podem me chamar de Claire, sua vampira favorita! – Esperava que contassem mais sobre quem eles eram, talvez até explicar o motivo da briga antes que a pancadaria começasse.





Histórico:
Ir para o topo Ir para baixo
https://www.allbluerpg.com/t2782-claire-allim-rac https://www.allbluerpg.com/t2840-narrada-aberta-mei-homi-mei-fera-revo-total
Sagashi
Civil
Sagashi


Imagem : [Narrada/Aberta] Mei Homi, Mei Fera. Revo Total 350x120
Créditos : 05

[Narrada/Aberta] Mei Homi, Mei Fera. Revo Total Empty
MensagemAssunto: Re: [Narrada/Aberta] Mei Homi, Mei Fera. Revo Total   [Narrada/Aberta] Mei Homi, Mei Fera. Revo Total EmptyQua Mar 06, 2024 12:40 am


I - Aventura
Metade Homem, Metade Fera. Revo por completo!

Não consigo achar a veia…!

”Ai… ai… bosta…!” Pensei. Estava em um quarto de motel que eu havia arrombado a janela mais cedo, com roupas aleatórias espalhadas pelo chão, apoiado em uma mesa de cabeceira com um abajur aceso, alfinetando meu antebraço na expectativa de atingir uma veia, que, a esse ponto, encontrava-se praticamente impossível. ”Não consigo… não tá pegando…” Ecoavam pelas frestas dos detalhes de madeira da cabeceira os sons da carne sendo penetrada — sons esses que encerravam com um grunhido sussurrado, após a agulha atingir um nervo e uma estrela de sangue pintar meu queixo de sangue. Retirava rapidamente, como reação natural do corpo, em sequência, limpava com desgosto o sangue do rosto, largava a seringa no chão e tapava a ferida com o dedo. ”É isso, aqui não vai dar. Preciso de luz.” Meus dedos tremiam e sentia uma certa tontura misturada com o sentimento de ansiedade, de necessidade. Engolia seco, não tinha saliva suficiente na boca para umedecê-la; tão breve, ouvia passos vindos da porta perto de mim, evidência suficiente para entender que alguém vinha vindo, e, é claro, eu como invasor não seria tão bem recebido quanto o dono real do quarto, então, decidia que ali era melhor pular pela janela e rezar para que a queda não quebrasse minhas pernas.

Minha pressão caía ao levantar rápido, via estrelas. Fazia um esforço para chegar até a janela e, bambeando, saltava. De mau jeito, atingia o joelho no parapeito, acabando por cair de ponta-cabeça. Graças aos meus reflexos apurados, pude colocar os braços na frente para amortecer a queda. Doeu? ”Doeu… doeu pra caralho… ai…” Não demorava muito para a rouxidão nos braços começar a aparecer, principalmente os cotovelos. Levantava devagar, com o corpo trêmulo, tateando as roupas para tentar sentir meus pertences. ”O s-suco!” Meu coração acelerava, como há tempos não fazia. ”Cadê meu frasco?! Cadê a PORRA do meu frasco?!” Conseguia me mover melhor graças à adrenalina. Após levantar e voltar aos sensos, conseguia enxergar o frasco de heroína rolando em direção à três coisas, duas delas falando coisas que eu não conseguia dar atenção e uma falando mais alto. A última parecia estar narrando alguma coisa, talvez aquilo fosse uma briga organizada, eu não sei.

— É MEU, PORRA! — Corria desengonçado em direção ao frasco, tropeçava e caía com o peito no chão, próximo aos três. Esticava-me para pegar o frasco antes de fazer força para levantar. Guardava o frasco no bolso do uniforme e me dava conta do que havia acabado de fazer. — E-Eu…! — Finalmente fazia contato visual com as pessoas. ”Um sapo?” Franzia minha testa, olhava para o outro. ”Um sapo batendo num coala…” Olhava agora para a narradora. ”Uma gótica…” Rapidamente me recompunha. — É que… e-eu… — Tremia para falar, dessa vez fazia contato visual com o coala. Engolia as palavras ao gaguejar mais do que deveria e abaixava a cabeça, enquanto caminhava no meio dos dois, empurrando acidentalmente o sapo com o ombro. — F-Foi mal, d-desculpa… — Tentaria andar para longe, sobretudo para um lugar com luz, de preferência sem movimento de pessoas. ”Por que eu sou desse jeito? Eu mal consigo falar…” Manteria uma expressão de abatido, triste por não conseguir me socializar apropriadamente.




Histórico:
Ir para o topo Ir para baixo
https://www.allbluerpg.com/t728-signor-liebert#5230 https://www.allbluerpg.com/t731-incipit-prologus#5394
Toji
Narrador
Toji


Imagem : [Narrada/Aberta] Mei Homi, Mei Fera. Revo Total Xp7dwp8
Créditos : 9
Localização : Felinolandia

[Narrada/Aberta] Mei Homi, Mei Fera. Revo Total Empty
MensagemAssunto: Re: [Narrada/Aberta] Mei Homi, Mei Fera. Revo Total   [Narrada/Aberta] Mei Homi, Mei Fera. Revo Total EmptyTer Mar 12, 2024 11:44 pm

Shells Town


Revo Total

TODOS

Shells Town, em sua baixa cidade, um quinteto bem chamativo surgia com toda pompa. Não entrarei em muitos detalhes de toda a bizarrice que o grupo levava consigo, vocês descobrirão aos poucos, à medida que essa história for contada.

Próximo ao porto, uma encorajada e ousada criatura peluda caminhava em busca de uma bebida que pudesse satisfazê-la, porém, o mesmo não parecia ser tão claro em sua fala. Suas intenções eram puramente simples, o pobre Coala apenas queria satisfazer a sua sede, mas, o outro indivíduo abordado não era tão simples quanta a vontade do mink.

De costas para o Coala, aquela criatura verde, trajando roupas simples e uma capa que dançava ao soprar do vento, onde se poderia sentir aquela música épica ser tocada ao fundo, emanando heroísmo em sua pose. A atenção foi lhe chamada, mas a compreensão da fala da outra besta que se vestia elegantemente – até demais para os costumes de sua raça -, trouxe certo alvoroço, tomando a atenção do público ao redor, já que o... sapo!?... enfim, desafiava a fofa criatura.

Não muito longe dali...

Próxima a muvuca criada, em um motel nada aconchegante, muito menos higiênico, em um fraco feixe luz, um dos nossos protagonistas se angustiava na tentativa de manter a sua dopagem em dia, levando ao traço de sujar com o próprio sangue enquanto alguns fortes e acelerados passos sob a velha madeira anunciavam a chegada de alguém.

Não levou muito tempo para que o rapaz optasse pelo único movimento possível... Um salto de fé pela janela. O salto foi de fé, e a queda foi real, mas não sem antes ouvir ao fundo uma voz que aos poucos sumia. – EI, QUEm é voc... - Apesar da adrenalina, as dores eram fortes, cair do segundo andar e sobreviver não era algo possível para meros mortais – ah não ser que ele seja um dos protagonistas da história, então sim, ele consegue!

Voltando a briga...

Em meio a multidão que se formava, uma dupla não figurante nessa história se aproximava, e enquanto uma apenas parecia gostar da situação, a outra adentrou ao caso e se ofereceu para manter a ordem da briga, criando o seu próprio show particular – talvez não o que ela de fato queria, mas ainda teria a atenção que ela tanto buscava. A questão era... o Coala de fato aceitaria essa briga? Além do mais, ele só quer aproveitar um bom coco gelado. Eu estou falando daquele que se bebe, não que se tira do C.... Vocês entenderam!

Contudo, antes mesmo que qualquer resposta pudesse ser dada, a iminente briga fora interrompida por um desajeitado que esbarrou na criatura das trevas ao qual anunciava a batalha, fazendo com que a dupla levasse consigo o fofo Coala e o Príncipe Sapo até o chão, fazendo um montinho cômico, tirando umas boas risadas da pequena plateia. – É UM CIRCO! E ELES TEM UM COALA E UM SAPO QUE FALAM! HAHAHAHAHAHA! – O prenúncio de um grande duelo honrado, se tornara em um espetáculo de primeira, talvez a trupe devesse seguir por esse caminho, não é mesmo!? Mas antes que pudessem continuar, um homem surgia em meio à multidão, cansado e ofegante por ter corrido 3 lances de escada. – Parem esse homem! Ele pulou pela janela do meu quarto, é um ladrão! – Disse o obeso enquanto apontava para o nosso querido nóinha.


Legendas/Npc's:
Narrador:
Ponto-Situação dos Personagens:


_________________

[Narrada/Aberta] Mei Homi, Mei Fera. Revo Total SRosUpu
Ir para o topo Ir para baixo
https://www.allbluerpg.com/t2357-ajaw-jack-kiin https://www.allbluerpg.com/t2234p30-os-seis-caminhos#26207
King

King


Imagem : [Narrada/Aberta] Mei Homi, Mei Fera. Revo Total X7VUkdI
Créditos : 05

[Narrada/Aberta] Mei Homi, Mei Fera. Revo Total Empty
MensagemAssunto: Re: [Narrada/Aberta] Mei Homi, Mei Fera. Revo Total   [Narrada/Aberta] Mei Homi, Mei Fera. Revo Total EmptyTer Mar 19, 2024 10:21 pm





VAMPIRA DO ROCK



Eu nunca teria esperado que a situação acabasse daquela forma. Antes que o tão esperado duelo sequer começasse, eu senti meu corpo se desequilibrar e ir direto ao chão. Um momento de descuido? Os malditos agentes do governo mundial haviam me achado de novo, dessa vez numa cidade que mal tive tempo de me acostumar? Nada disso, uma resposta muito mais mundana, quase sem graça, explicava tudo: Um trombadinha mal-humorado acabou esbarrando em mim e em uma pessoa próxima e levou todos nós pro chão. Quando percebi o que estava acontecendo, uma multidão estava rindo da gente, de certa forma, eu conseguia chamar a atenção desejada, e não podia deixar de divertir com toda aquela confusão. Com um sorriso no rosto, comecei a me levantar, checando o estado dos outros derrubados também.

E antes de poder dizer qualquer coisa, mais uma figura se juntava a cena. Um gorducho suado acusava o desastrado de ter lhe roubado. Pelo estado que os dois se encontravam, parecia algo plausível. Mas como eu poderia condenar aquele pobre coitado a um linchamento público? O garoto era tão magro, desnutrido e pálido que parecia um vampiro faminto! E sendo ele uma criatura da noite como eu ou não, ele precisava da minha ajuda, aposto que a última vez que ele teve a chance de saborear uma boa refeição foi quando as minhas presas nem tinham nascido. E além disso, havia um duelo para se acertar, não sei como a dupla de estressadinhos reagiria, mas já sabia nem todo mundo tem o mesmo senso de humor que o meu, aquilo podia acabar mal pros desavisados. Tinha que tomar as rédeas da situação.. ou será que não? uma boa pancadaria atiça o espírito rebelde!

Estapeei minhas roupas enquanto me punha de pé, pronta para apaziguar os ânimos do homem da mesma maneira que me livrava da sujeira. – Calma aí seu barriga, cê tem certeza disso? – Eu disse, puxando o trombadinha pro meu lado, precisava de arrumar uma desculpa convincente e a minha aposta estava em caçoar da aparência do foragido. A plateia já estava rindo, aproveitar do bom humor deles faria com que a acusação do gorducho parecesse absurda demais para ser real. – Esse garoto é um ladrão? Magrelo e desatento assim? É só um garoto de rua, pô! Se já conseguiu roubar pão, foi muito. – Gesticulava para que a plateia olhasse bem pra aparência do garoto, enfatizando que não havia perigo naquela figura. – Imagina ele pulando duma janela? Só se for pra cair dentro do paletó de madeira! Vai se partir no meio que nem biscoitinho da sorte! HAHAHA!– Com o homem convencido ou não, eu não conseguia conter o riso e, mais importante do que a comédia, tínhamos um compromisso maior para ser resolvido. – Agora, se cê nos dá licença, um duelo vai acontecer aqui, té mais. – Apontava para os dois animaizinhos no meio da confusão. – É isso ai! A menos que tu queira brigar também, é melhor dar no pé, seu barriga! E os dois ai, tão prontos pra lutar? – Voltava a minha atenção para a dupla do sapo e coala, com um sorriso no rosto. Mesmo que não conseguisse atingir meus objetivos, sinto que uma confusão das boas tava prestes a acontecer.  







Histórico:

_________________

[Narrada/Aberta] Mei Homi, Mei Fera. Revo Total Tv7lEXD
Ir para o topo Ir para baixo
https://www.allbluerpg.com/t2782-claire-allim-rac https://www.allbluerpg.com/t2840-narrada-aberta-mei-homi-mei-fera-revo-total
Certamente não é o Handa
Soldado
Certamente não é o Handa


Créditos : 00

[Narrada/Aberta] Mei Homi, Mei Fera. Revo Total Empty
MensagemAssunto: Re: [Narrada/Aberta] Mei Homi, Mei Fera. Revo Total   [Narrada/Aberta] Mei Homi, Mei Fera. Revo Total EmptyDom Mar 31, 2024 10:18 am






SELEN



Confusão! Era exatamente o que eu queria naquele momento! Ao caminhar um pouco pela grande cidade os céus me abençoaram e em pouco tempo já era capaz de ver alguma coisa interessante acontecendo: Uma grande disputa entre um coala e um sapo estava próxima de começar, e eles pareciam preparados para lutar até o fim. No momento eu apenas caminhava até eles devagar, sem tentar chamar muita atenção a princípio, afinal, era o show deles. O interessante era que outra garota que estava por ali já começava a fazer um tipo de show sobre o caso. "Ah, então será que isso é tudo um show?", não era impossível, afinal de contas, em uma ilha tão conhecida pela sua Marinha alguém que tentasse puxar brigas aleatoriamente só poderia ser um grande idiota.

Bom, não fazia mal assistir, especialmente se os dois tiverem potencial para se juntar ao Exército Revolucionário. Aproveitando a oportunidade e o pensamento, também voltaria ao olhar ao redor da plateia pra ver se tinha alguém que poderia ser algum tipo de informante ou qualquer pessoa que poderia me informar sobre minha missão na ilha. De qualquer forma eu também não poderia deixar as pessoas se envolverem naquela luta, então rapidamente iria circular ao redor e acompanhar a outra moça falando:
- Atenção, atenção! Ladies and Gentleman! Um confronto assim é perigoso para a população comum, então, por favor, se afastem um pouco. Lembrem-se de torcer de uma distância segura e apenas usar de gritos de emoção e vaias, atirar objetos ou tentar atrapalhar a luta é proibido!

Enquanto eu começava a discutir as regras para aquele evento, um homem chegou confrontando um garoto e chamando ele de ladrão. A "vampira" que estava ali parecia começar a defender o garoto e até ameaçava o acusador com uma briga e vários insultos. "Bom, não sou uma marinheira, mas acho que não deveria deixar uma pessoa ser roubada na minha frente e não fazer nada. Ou pior ainda, ser acusada de roubo e não ter como se defender!", e por conta desse pensamento, iria me aproximar das três figuras ali e daria um pequeno sermão - Opa, calma aí, você dúvida muito das pessoas, vampira! Esse rapaz pode não ser forte, mas ele com determinação suficiente pode ser capaz de roubar alguém com agilidade! E você, senhor acusador, você tem alguma prova concreta? Conte o caso. Não irei deixar nenhuma injustiça acontecer, seja com o senhor ou com o garoto! — me portava na frente deles, preparado para uma luta caso necessário.




Histórico:

Legenda:
DE4F92 - Pensamento
F565DE - Falas
Ir para o topo Ir para baixo
https://www.allbluerpg.com/t2451-violet-lockhart https://www.allbluerpg.com/
Takamoto Lisandro
Estagiário
Takamoto Lisandro


Imagem : [Narrada/Aberta] Mei Homi, Mei Fera. Revo Total XN7Hddl
Créditos : 89

[Narrada/Aberta] Mei Homi, Mei Fera. Revo Total Empty
MensagemAssunto: Re: [Narrada/Aberta] Mei Homi, Mei Fera. Revo Total   [Narrada/Aberta] Mei Homi, Mei Fera. Revo Total EmptyTer Abr 02, 2024 11:29 am



Metade Homem, Metade Animal. Revo por completo!

Post 1°




No chão, estava impressionado e pressionado, havia dito completamente que não estava interessado em merda anteriormente e mesmo assim acabei aqui, sendo rodeado de tanta bosta. Primeiro o sapo, depois uma anêmica, uma garotinha e o pior de todos, a razão de eu ter que gastar energia levantando e ficando de pé, esfregando minhas roupas e tirando a sujeira do solo. – Que alvoroço é esse? Que circo oquê? Tô é com sede porra. – Das risadas surgia uma face brava, apontava seu dedo para o magrelo indicando a real identidade do meliante.

Um ladrão?! – Surpreso cocei meu queixo enquanto avaliava toda a situação, aquele gordo conseguiu perseguir esse cara que deve pesar igual a uma pena ou menos? Não poderia ser possível, lambi o indicador e estirei para cima, tinha que sacar a direção do vento, conclui que não sei fazer isso direito, mas até onde sei, o vento estava a favor do ladrão, logo lhe dando vantagem, com sua estatura e peso, poderia praticamente voar se tivesse penas. Deixando de lado o obeso e desviando o olhar dele, quase não foi possível pelo tamanho do sujeito, eu nunca gostei de ladrões, por mais que eu seja o melhor coala de todos os tempos e espaço-tempo, eu já fui roubado uma vez..

Flashback


Você... – Olhei para frente sabendo que tinha perdido algo. – Roubou meu coração.

Fim do Flashback


Quase chorei, coloquei meus óculos escuros e limpei meu focinho com a manga do terno, uma dor no peito quase me tirou o ar.. – Não gosto de ladrões. – Começaria chutar o sujeito sem pestanejar até que o sentimento amargo sumisse. – Maldito! Eu só queria água de coco! Como pode roubar e ainda perder na corrida contra uma baleia? Tu tinha a vantagem do vento! – Terminando de descontar minhas frustações no safado, olharia para o Senhor Barriga. – Como pode ver, ele já foi punido o suficiente por seus erros, logo, eu ganhei este embate. – Sairia com a vitória, não era o sapo que tinha sido atingido por meus chutes, mas uma briga é uma briga.

Sendo ou não sendo o ladrão, a punição seria sua liberdade, logo, a paz estava instaurada naquela confusão. – Ele foi punido e você recompensado, deve ter perdido uns dois quilos com essa sua perseguição, não vejo problemas a se resolver por agora. A paz reina. – Sorri, conflitos são desnecessários, porém as vezes não podemos fugir deles e temos de enfrentá-los usando palavras ou violência, geralmente violência resolve muita coisa. Agora só devo ficar parado esperando a resolução de todo o caso.








_________________


[Narrada/Aberta] Mei Homi, Mei Fera. Revo Total FHbbbAZ
Ir para o topo Ir para baixo
https://www.allbluerpg.com/t2783-takamoto-lisandro#29686 https://www.allbluerpg.com/t2840-narrada-aberta-mei-homi-mei-fera-revo-total#29980
Blum
Designer
Blum


Imagem : [Narrada/Aberta] Mei Homi, Mei Fera. Revo Total 350x120
Créditos : 00

[Narrada/Aberta] Mei Homi, Mei Fera. Revo Total Empty
MensagemAssunto: Re: [Narrada/Aberta] Mei Homi, Mei Fera. Revo Total   [Narrada/Aberta] Mei Homi, Mei Fera. Revo Total EmptyTer Abr 02, 2024 12:03 pm


I - Aventura
Metade Homem, Metade Fera. Revo por completo!

O ser iluminado

- Que ultrajante! – O duelo havia sido interrompido. Essas pessoas de hoje em dia não tem um pingo de honra? Quando um desafio entre dois homens é anunciado, não deve ser interrompido.

Olhando para um chão vi que se tratava de um homem com aspecto doentio e o outro sujeito que reclamava dele, tinha o mesmo aspecto. Dois infelizes estavam tirando sarro da minha cara, atrapalhavam meu embate pelos seus próprios problemas.

- Ei! O que tu tá fazendo? – Meu oponente começava a intensificar uma série de chutes no pobre coitado que estava no chão. Queria impedir aquele ser de fazer aquilo, não era nada honroso e justo em fazer algo em uma pessoa incapacitada e indefeso. De fato, na minha frente estava um homem sem escrúpulos e a encarnação do próprio mal. Não o deixaria sair impune.

Como pode ver, ele já foi punido o suficiente por seus erros, logo, eu ganhei este embate. – Paralisava, era a segunda vez que aquele sujeito fazia isso comigo. Nunca na minha vida de cavaleiro, havia ficado tão surpreendido.

Normalmente, o anêmico seria levado a julgamento e depois enviado à forca por ter atrapalhado o embate. Então para resolver esse tipo de situação a curiosa criatura começou a chutar o coitado, até que ele fosse punido e perdoado o suficientemente. No final das contas, ele que estava sendo misericordioso e justo.

Então, o verdadeiro desafio foi saber de qual nos dois seria mais justo naquela situação? Foi tudo um teste desde o começo? Ele fez com que eu perdesse a paciência para não entender o que realmente estava sendo testado ali? Quantos passos ele estava a frente de mim?

- CROACACACACA!!! – Abaixaria-me. – Realmente estou perdendo o jeito... – Curvaria-me. – Devo admitir, eu fui completamente derrotado por você. – Ficar tanto tempo sendo suprimido por pensamentos negativos fez com que eu ficasse afastado do verdadeiro caminho. Agora, esse sujeito com um simples gesto me guiava novamente ao caminho do bem. Quem de fato era aquele homem? - Juíza, por favor, encerre esse duelo...


Histórico:

_________________

Eu lavo o pé, sim!!!

#ffcc00 - Pensamento
#00cc00 - Fala

[Narrada/Aberta] Mei Homi, Mei Fera. Revo Total StSTJAE
Ir para o topo Ir para baixo
https://www.allbluerpg.com/t2803-blum-murphy#29763 https://www.allbluerpg.com/t2840-narrada-aberta-mei-homi-mei-fera-revo-total#30073
Sagashi
Civil
Sagashi


Imagem : [Narrada/Aberta] Mei Homi, Mei Fera. Revo Total 350x120
Créditos : 05

[Narrada/Aberta] Mei Homi, Mei Fera. Revo Total Empty
MensagemAssunto: Re: [Narrada/Aberta] Mei Homi, Mei Fera. Revo Total   [Narrada/Aberta] Mei Homi, Mei Fera. Revo Total EmptyTer Abr 02, 2024 9:51 pm


I - Aventura
Metade Homem, Metade Fera. Revo por completo!

Não consigo achar a veia…!

Quando pensei que estava tudo bem e com sol, me deparava com o dono do quarto que eu tinha acabado de sair. Que azar! Quase que por instinto, abraçava meus pertences e vocalizava uma espécie de grunhido, algo como um ”AH!”, sinalizando que não era para que se aproximasse, uma forma de alerta. Com os olhos, procurava rapidamente por uma arma de fogo ao meu alcance, ou uma adaga, com a intenção de me defender de um possível golpe do gordo. Quando e caso se aproximasse a uma distância de contato físico, empurraria-o e propulsionaria meu corpo para trás, fechando as mãos e colocando na frente do rosto se não houvessem armas disponíveis próximas a mim. — S-Sai d-de perto! Eu vou sujar sua barriga, s-senhor terno! — Não pude fazer pleno uso da raiva para cobrir meu desespero, pois os sintomas de abstinência cresciam e cresciam, eu precisava com urgência da aplicação. — … seu… terno… s-senhor barriga…! — Me corrigia com certa dificuldade, tropeçando novamente em um dos pés mas mantendo o equilíbrio a tempo.

Meus olhos procuravam com desespero por rotas de fuga, olhava nos olhos de cada pessoa e suor frio escorria pela minha testa. Meus lábios secavam e me sentia sem chão por um momento. Assim era puxado pela gótica, e mesmo assustado, me permitia estar conduzido. — Esse garoto é um ladrão? Magrelo e desatento assim? É só um garoto de rua, pô! Se já conseguiu roubar pão, foi muito. — Nem um pouco ofendido, tentando sorrir daquele jeito amarelado, concordava com a cabeça e ria soproso. — Os pão t-tá ali ó, t-tá ali ó, t-tá ali… ó! Alá! — Com certa dificuldade, apontava para a barriga do homem e novamente ria sussurrante. Logo em sequência, uma figura diferente com cabelos cor-de-rosa aparecia por fora da minha visão periférica, ou, se estava dentro, não percebi. — Opa, calma aí, você dúvida muito das pessoas, vampira! Esse rapaz pode não ser forte, mas ele com determinação suficiente pode ser blá blá blá… — As palavras paravam de fazer sentido na minha cabeça, conseguia ouvir meus batimentos cardíacos e uma sensação pura de violência crescia dentro do meu peito. Eu sabia que agora era hora de usar, em público ou não. Via que a mulher se colocava na minha frente e que provavelmente a multidão estaria concentrada no seu discurso, rapidamente tentava me desvencilhar da gótica e dava uns passos para trás.

Ajoelharia no chão e colocaria o frasco. ”É agora! É agora!” Limparia o suor das mãos na roupa, colocaria a agulha no frasco, puxaria o líquido e, agora fora de um quarto mal iluminado, teria mais consciência das minhas veias. Fincaria a agulha no braço, com excitação e força, até me machucando no processo. — GRRR!! AAAAAAaaaahh…! — Caso eu não fosse interrompido, abriria um sorriso de orelha a orelha, me levantaria sem tremedeiras, guardaria as drogas no uniforme e caminharia desfilando de volta para a roda. Nesse momento, sentiria uma interrupção por chutes. — Ai! — Depois outro, outro e outro. Colocaria o braço e a perna na frente para me defender. — Para, porra! — Me afastaria do coala e fecharia a mão para bater, até ouvir suas próximas palavras. — Ele foi punido e você recompensado, deve ter perdido uns dois quilos com essa sua perseguição, não vejo problemas a se resolver por agora. A paz reina. — Abaixaria o punho, com o rosto surpreso. — … uau! — Meus lábios se contorceriam para baixo, em sinal de respeito, enquanto concordava com a cabeça. De fato, um argumento excelente.

Bateria a poeira da roupa e sorriria ligeiramente para o coala. Ainda sim, manteria certa distância do gordo, me preparando para empurrá-lo caso ameace entrar na minha zona de alcance. Percebia também que o sapo estava se rendendo, e com a rendição do sapo, era previsível que não houvesse mais espetáculo, e sem espetáculo, sem plateia. Então, assim que; e caso; a plateia se dispersasse, me aproximaria devagar do coala. — Viel…! — Sem conseguir fazer contato visual, diria em frente à criatura, e caminharia para perto da gótica. — … valeu! — Abaixaria a cabeça e me esgueiraria no beco mais próximo, hesitante por no fundo querer agradecer melhor aqueles que me ajudaram.

Se no ato de usar a heroína eu fosse interrompido de alguma forma, recolheria a droga o mais rápido possível, colocaria-a no uniforme e levaria as mãos à cabeça, ficando em posição fetal e tentando aguentar os sintomas de abstinência com meus próprios pensamentos, apesar das pessoas ao meu redor.

Histórico:


Ir para o topo Ir para baixo
https://www.allbluerpg.com/t728-signor-liebert#5230 https://www.allbluerpg.com/t731-incipit-prologus#5394
 
[Narrada/Aberta] Mei Homi, Mei Fera. Revo Total
Ir para o topo 
Página 1 de 1

Permissões neste sub-fórumNão podes responder a tópicos
All Blue RPG :: Oceanos :: Blues :: East Blue :: Shells Town-
Ir para: