Bem-vindo ao

All Blue

É com muito prazer que lhes damos os comprimentos ao nosso RPG. All Blue se trata de um RPG narrativo com o ambiente principal centrado em One Piece, obra de Eiichiro Oda.
Se divirta nessa nova aventura e se torne o novo rei pirata... Se puder!

Últimos assuntos
Aventura dois: trabalhando até desmaiar.Hoje à(s) 1:18 ampormestrejCriação de TécnicasHoje à(s) 12:50 amporDiego KaminariBad KarmaHoje à(s) 12:10 amporNoskireOs Seis CaminhosHoje à(s) 12:01 amporToji3º - A Liberdade Que Atravessa a Ponte LupinaOntem à(s) 11:52 pmporSubaé[TDN] Yuuma D. YukinagaOntem à(s) 11:49 pmporDreamstainÚltimo Baile Antes da GuerraOntem à(s) 11:25 pmporNoskireCréditosOntem à(s) 11:13 pmporKenshinIII - RagnarökOntem à(s) 11:01 pmporNoskire[PEDIDO DE INSTRUTOR] UhtredOntem à(s) 9:28 pmporUhtred

Marines&Agiotas, não são o mesmo?

Página 8 de 9 Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8, 9  Seguinte
Kenshin
Imagem :
Marines&Agiotas, não são o mesmo? - Página 8 Ahri
Créditos :
00
Ver perfil do usuário https://www.allbluerpg.com/t360-agatha-harkness https://www.allbluerpg.com/t2343-capitulo-i-poesia-com-uma-espada
Kenshin
Desenvolvedor
Marines&Agiotas, não são o mesmo? Qui Maio 13, 2021 1:10 am
Relembrando a primeira mensagem :

Marines&Agiotas, não são o mesmo?

Aqui ocorrerá a aventura do(a) Civil Takamoto Lisandro e Joseph Proudguard. A qual não possui narrador definido.

_________________

Marines&Agiotas, não são o mesmo? - Página 8 J09J2lK

"Ah, mas eu não quero ter dois caminhos ou ah, mas eu não quero ter caminho nenhum. Ué, você já pode porra, a única coisa que te impede de fazer isso é ser zé metinha e querer ficar comparando o tamanho do pau com o coleguinha pra compensar o ego frustrado." - Luquinhas, 2022

Blum
Imagem :
Marines&Agiotas, não são o mesmo? - Página 8 350x120
Créditos :
00
Ver perfil do usuário https://www.allbluerpg.com/t441-nakamura-blumayden#1506 https://www.allbluerpg.com/t385-marinesagiotas-nao-sao-o-mesmo#1162
Blum
Designer
Re: Marines&Agiotas, não são o mesmo? Qui Maio 26, 2022 4:12 pm

I - Aventura
Marines&Agiotas, não são o mesmo?

Entrada triunfal

-O que demônios essa mulher está pensando? - Por alguns instantes ela conseguia quebrar minha concentração, pois no meio do embate ela com certeza havia me chamado para sair em um encontro. - Ah, Blum. Seu pedaço de mal caminho, nem mesmo suas adversárias resistem ao seu charme. - Enfim, responderia meio bobo a minha futura advermorada. - Eu sei que sou bonitão, mas chamar um inimigo pra sair é complicado... - Em seguida ajeitar o topete e sorriria galantemente.

Ao saber que na verdade aquela piranha estava apenas brincando com meus sentimentos, indagaria. - Sua malditaaa!!! Agora pode ter certeza que a punição vai ser em dobrooo. - Ela conseguia colocar mais lenha na fogueira, e o fogo que queimava dentro do meu coração abrasava como nunca. - AAAAAAAAAAAAAH! Concentra. - Respiraria lentamente.

Colocaria-me em posição de combate, dois punhos levantados protegendo a cabeça e as duas pernas flexionadas, com uma mais para frente. - Então é assim… Vejo que a muro de tijolos vai apelar para arminha. Francamente, me recuso a perder para esse tipo de gente. - De qualquer forma era fácil falar, só que deu para ver que a mamute é jogo duro, não é qualquer ataque que a derrubaria. Preciso executar um golpe rápido e forte, tinha guardado o Hadouken para esse tipo de situação, mas não deu em nada quando fui usar, aquele velhote deve ter me ensinado errado. - Pensa, pensa… Ah! Sei lá, mermaum, pensei foi em merda nenhuma!

Se não tem, a gente inventa aqui e agora. - Vou te mandar pra vala e a próxima é sua chefinha! - Saltaria na direção da oponente com uma serpente dando um bote em sua presa e aplicando uma voadora na direção da infeliz. Meu objetivo? Fazer ela recuar e gastar alguma bala.

- Dança do macaco! - Relaxando os ombros, encolhendo o pescoço e andando de um lado para o outro com as pontas dos pés realizaria minha técnica. Com essa habilidade, conseguiria ter mais leveza para poder desviar dos possíveis tiros. - Ahuhu! - Tentaria ler os movimentos do braço para desviar dos disparos. Quando atirasse, pularia para o lado ou daria a famosa cambalhota na qual o chefia havia me ensinado. Se ela desse brecha ficaria me aproximando mais. - Ahuhuhu.

Se conseguisse ficar a mais ou menos um metro de distância, estaria perfeito, pois… Tem aquela hora que disse que não pensei em nada, pois é, estava mentindo na cara dura para pegar você e a adversária de surpresa. A verdade era que esperei paciosamente por esse momento, finalmente a elefante havia entrado no raio de alcance do meu golpe surpresa. - Agora você não escapa! - Com um sorriso maléfico, flexionaria rapidamente meus dois joelhos e deixaria meu braço direito na altura da minha cintura. Então em um impulso rápido, saltaria para frente. Assim, jogaria toda a força do meu corpo para cima, enquanto giraria a cintura. - SHOORYUUKEEN!!! - Como o meu braço estava embaixo ele conseguia ganhar ainda mais impulsão com o pulo, sendo assim, poderia realizar um socação bem na fuça dessa mal amada. É claro, além disso, manteria meu joelho direito flexionado para atingir alguma parte do corpo da oponente com uma joelhada.

Também não poderia descartar a possibilidade dela executar algum dos seus socos, então havia preparado um presentinho. Quando o golpe entrasse, tentaria bloquear com um dos meus antebraços, redirecionando o ataque para o ar. Enquanto isto, o meu outro braço livre cuidaria do trabalho sujo. Juntando todos meus dedos da mãoe e avançando rapidamente, gritaria. - COBRAAA ENVENENADAAAA! - Faria um ataque sagaz na direção do pescoço da mulher, para sufocá-la e a cereja do bolo seria aplicar uma rasteira em suas pernas.

Histórico:

_________________

Eae, qual foi?

#cc99ff - Pensamento
#ffffff - Fala

Marines&Agiotas, não são o mesmo? - Página 8 Qcj2Qdg
Oni
Imagem :
Marines&Agiotas, não são o mesmo? - Página 8 0g5XGJQ
Créditos :
49
Ver perfil do usuário https://www.allbluerpg.com/t693-sir-douglas-whitefang#4758 https://www.allbluerpg.com/t697-quem-liga-para-karate#4784
Oni
Pirata
Re: Marines&Agiotas, não são o mesmo? Sex Maio 27, 2022 8:42 pm


Narração - 08
11:25- XXX... / Shells Town



O louco de cueca representando o braço armado do Governo Mundial se movia com uma voadora em direção às duas damas.

Atrás dele, um outro louco tentava se comunicar de maneira incompreensível.

Joanna pôs o cotovelo na frente do chute de Nakamura, que a sentiu impassível como uma muralha. Por isso, tentou mudar de estratégia e ir em direção a Tammy.

Enquanto Blumayden se aproximava se utilizando do estilo do macaco, Tammy mantinha sua pistola apontada para o chão. Quando o mesmo chegou mais perto, Joanna se pôs entre os dois, com a guarda montada, os dois braços cruzados, pronta para bloquear qualquer ataque.

- Não bloqueie, Joanna. - Primeiro a guardiã agia com uma expressão de confusão. Entretanto, sem contestar, apenas desfazia a própria proteção e recebia o soco bem no nariz.

Pendia para trás, com o sangue jorrando no punho do Ex-yakuza vindo do seu nariz. Colocava a mão na frente do rosto, tentando lidar com a dor.

Takamoto assistia a tudo aquilo com estranhamento. O que aquela mulher estava fazendo?

Entretanto, não teria tempo pra lidar com nada daquilo. Afinal, os seguranças já estavam se aproximando.

Um carregava uma corrente com uma bola de ferro enorme e o outro com uma espada presa a ela.

- Joanna. Sem deixar rastros. - A mulher musculosa acertava um chute contra os bagos de Blumayden, que levava as mãos para apará-los, ficando com o rosto completamente roxo. Após isso, sem aplicar força suficiente para deixar marcas, era Joanna quem apertava o pescoço do marinheiro, começando a sufocá-lo.

Algo de muito estranho estava se desenvolvendo naquela mansão.


Histórico:
  Code by Arthur Lancaster

   
   

_________________

Marines&Agiotas, não são o mesmo? - Página 8 N7yl9g2

Marines&Agiotas, não são o mesmo? - Página 8 T7y7CNR
Blum
Imagem :
Marines&Agiotas, não são o mesmo? - Página 8 350x120
Créditos :
00
Ver perfil do usuário https://www.allbluerpg.com/t441-nakamura-blumayden#1506 https://www.allbluerpg.com/t385-marinesagiotas-nao-sao-o-mesmo#1162
Blum
Designer
Re: Marines&Agiotas, não são o mesmo? Qui Jun 02, 2022 8:17 pm

I - Aventura
Marines&Agiotas, não são o mesmo?

Entre a vida e as bolas

Por mais que doa dizer isso, mais que golpe certeiro dessa mamute. - Aaaaarg! - Era o que conseguia expressar nesse momento. Meu fôlego começava a se esvair em instantes, aquele golpe tinha feito minha alma sair pela boca e para completar, o sufocamento exorcizava o meu espírito. Em alguns instantes não existiria mais Blum e sim uma lápide escrita com meu nome.

Rapidamente moveria minhas mãos ao meu pescoço a fim de fazer aquela monstruosidade soltar o osso. - Droga! Eu preciso fazer algo, se não a cobra vai fumar pro meu lado… Cobra… COBRA!!! - Em uma espécie de epifania maluca, conseguia encontrar uma luz no final do túnel e espero que essa luz não seja para ir ao céu.

Não é a primeira vez em que me meto em situações assim e também não será a última. São nos momentos de aperto - literalmente - que definem quem você é de verdade, por isso, jamais ousaria desistir. Sabe, esse pessoal se acham o tal, pensando que podem fazer o que bem entendem, pois pensam que tem o domínio todo da situação e isso me deixa realmente puto. E quer saber de algo? Eles consideram que já venceram e tem toda vantagem, entretanto, aí em que se enganam, não foi eles que me encurralaram e sim eu quem encurralei eles.

Abrindo um sorriso demoníaco para minha algoz e sussurrando de fininho, aplicaria a técnica lendária transmitida por diversas gerações. - Booooiiiiii… - Em seguida, pararia de tentar desprender as mãos da muralha do meu pescoço, nesse caso seguraria fortemente o braço dela. - Agora você não escapa! - Com o último fôlego que restava, faria um movimento rápido para flexionar os joelhos e aplicar um chute certeiro na garganta da maldita. - TATAAAAAAAAA!!! - O ataque devia ser rápido como uma serpente para não dar chance da brutamontes desviar, além disso, o golpe na garganta foi friamente calculado, pois um ataque na buzanfa dela não surtiria efeito algum, e atacando em seu pescoço a incapacitaria do combate.

- Ptsu! - Cuspiria e tentaria recuperar o fôlego se conseguisse fugir das garras daquela mulher. - Essa foi foda! - Estralaria o pescoço e daria umas palmadas na cara para recuperar dos danos que havia sofrido no meu precioso. - Puta merda, os irmãos bolinhas nunca ficaram tão separados como agora. - Rangeria os dentes com uma cara de insatisfação.

Suspirando e pondo-me em posição de ataque novamente, averiguaria quem era o inimigo que estivesse mais próximo de mim para eu mandar uma passagem direto ao inferno, com uma hospedagem bem quentinha. - Bora ver quem vai sentar no colo de Dabura hoje.

Correria até a minha primeira vítim. Algo era certo por conta do ataque anterior não conseguiria movimentar bem minhas pernas, por isso usaria as artimanhas do estilo da águia para utlizar mais meus punhos. - AVEEEEEEE… - Estando próximo do oponente, aplicaria um golpe no queixo do oponente, utilizando as costas da minha mão direita, deixando os dedos totalmente juntos e esticados. - Fêeee-, digo, GAIAATAAAA!!! - Sabia que ele podia ser rápido o suficiente para bloquear o ataque, por isso, com minha outra mão iria segurar o braço do oponente e empurrar para baixo, assim quebrando o equilíbrio do inimigo. Em seguida, novamente com o punho direito aplicaria ataque na cara do otário e faria o mesmo ato com o punho esquerdo.

Possuído pela alma do deus da batalha continuaria com o meu ataque frenético. Correndo em direção ao meu alvo, usaria a infame investida. - Miiil ANOOOOS! - O punho direito estaria elevado para proteger o rosto, já a mão esquerda estaria com as articulações dos dedos flexionadas. Diante disso, com o impulso do ódio, aplicaria um ataque na cara do sujeito. Durante o golpe giraria o braço para frente, enquanto flexionaria os joelhos e rotacionaria o quadril de lado, assim, abaixando-me ligeiramente, dessa forma, surpreendendo o infeliz e atigindo bem em seu estômago. - DE CAGANEIRAAAAAA!!!

Na hipótese de ser atacado com um golpe na região superior do corpo, bloquearia o ataque utilizando o dois antebraço em um formato de X. Se estivesse próximo do inimigo, então, sorrateiramente colocaria uma das minhas pernas entre as pernas do oponente. Em seguida daria uma pequena rasteira no calcanhar do adversário, logo em seguida, empurraria o indivíduo ao chão.

Caso eles fossem espertos e conseguissem acertar minha parte inferior do corpo, pularia para desviar e por seguinte, jogaria-me ao chão de modo que ficasse em uma posição de flexão. - LAGARTIXAA ESCORREGADINHAAAAA! - Usando as força dos braços, saltaria meu corpo para cima, enquanto flexionaria meu quadril para frente e inclinando o meu corpo todo para trás, aplicando uma rasteira no cuzão.

Histórico:

_________________

Eae, qual foi?

#cc99ff - Pensamento
#ffffff - Fala

Marines&Agiotas, não são o mesmo? - Página 8 Qcj2Qdg
Takamoto Lisandro
Imagem :
Marines&Agiotas, não são o mesmo? - Página 8 XN7Hddl
Créditos :
84
Ver perfil do usuário https://www.allbluerpg.com/t355-takamoto-lisandro#1064 https://www.allbluerpg.com/t385-marinesagiotas-nao-sao-o-mesmo#1162
Re: Marines&Agiotas, não são o mesmo? Dom Jun 05, 2022 3:14 am


Marines&Agiotas, não são o mesmo?

Post 24°




Sabe explicar a situação? Pode relatar o que ocorre? Simplesmente, estou vendo um homem tomar um apavoro, meu parceiro de crime e da justiça foi pego nas partes baixas e era segurado por mãos musculosas de uma mulher sem escrúpulos. As intenções delas não eram nada boas, tudo só piorava cada vez mais, os seguranças recuaram da batalha secundária vindo à principal. Blum havia dito que cuidaria de tudo, socaria tudo que visse e realizaria com sucesso a missão, o que o idiota não pensou que se Tammy emprestasse o dinheiro, tudo se resolveria sozinho.

Olhei para o alvo da missão e sua face incrédula, ele era um medroso que ficou se escondendo em casa por todo esse tempo, talvez nunca tivesse se reconhecido como um homem, aquele que desbrava o mundo e mesmo entre obstáculos, persevera sorrindo até encarando o diabo. Era a hora da peça mais importante entrar no jogo, remexia os lábios, enrolava a língua e começava a caminhar dando um leve tapa nas costas do gorducho, o destino era parar os guardas.

Passaria por Tammy calmamente, retiraria os tecidos do meu rosto durante o processo, enfrentando tudo e todos, não havia atitude mais condizente com meu título. - Takamoto Lisandro, o homem mais forte do mundo se apresentando! - Erguendo os braços e deixando voar as bandagens recinto, anunciava minha entrada nessa confusão oriunda. - Tammy, não vai ser preciso usar essa arma. Pois, definitivamente, estamos do mesmo lado.

Ela daria o dinheiro, o gorducho receberia e pagaria a marinha, quebrar alguns seguranças e o Team Puri Puri sempre foi opcional, o Blum cedeu ao duelo, assim seria, não o atrapalharia e não deixaria ninguém o desamparar. - Um homem deve sempre cumprir com suas palavras. - Ele havia dito, bateria em todos. - Vocês. - Apontaria para os seguranças, os respectivos instrumentos de batalha deles eram reconhecíveis. - O gorducho não tem qualquer ferimento, o cuecaman ali não tem uma rixa com ele ainda, se fosse vocês, ficaria que nem a mulher ali. - Apontaria para Tammy sentando com toda a calma do mundo.

Primeiro, não quero lutar. Prefiro dialogar, afinal não sou irracional. Mas se darem um passo, vou ter que sacar minha espada. - Colocaria a mão na empunhadura. - Se quiserem ter a honra de enfrentar o homem mais forte do mundo, fiquem gratos, pegarei leve com ambos. - Olharia de relance para a líder dos Puri. - Ei, se quiser ver algo incrível, melhor prestar atenção aqui! - Sorriria confiante.








_________________


Marines&Agiotas, não são o mesmo? - Página 8 Lot8c27
Oni
Imagem :
Marines&Agiotas, não são o mesmo? - Página 8 0g5XGJQ
Créditos :
49
Ver perfil do usuário https://www.allbluerpg.com/t693-sir-douglas-whitefang#4758 https://www.allbluerpg.com/t697-quem-liga-para-karate#4784
Oni
Pirata
Re: Marines&Agiotas, não são o mesmo? Qui Jun 16, 2022 12:59 pm


Narração - 09
11:28- XXX... / Shells Town



A jiripoca estava prestes a piar para Blumayden Nakamura.

As fronteiras da sua visão periférica se tornavam cada vez mais estreitas e o mundo escurecia por entre suas pálpebras. As mãos de ferro da guardiã de Tammy espremiam sua vida pra fora.

O marinheiro parou de lutar.

Concentrou-se no corpo da inimiga, o semblante transmutando-se em um sorriso que assustaria até mesmo o diabo. E foi nesse momento em que tudo se escureceu em sua visão, e só existia a sua perna e o pescoço dela.

De maneira certeira, com a perna esticada como uma cobra em bote, conseguiu atingir um pontapé no gogó de Joanna, que sufocou com o próprio sangue e acabou deixando-o ir.

A mulher tomabava para trás, vomitando, e Blum sentia as solas dos pés de novo no chão, voltando a respirar, vendo o mundo se reacender.

Joanna cuspia sangue e voltava a respirar, mas com muita dificuldade. Ficava de quatro no chão, as palmas das mãos encostadas, os olhos arregalados. Tammy cobria sua guarda com a pistola, esperando para ver se Blumayden se aproximaria ou não.

O yakuza logo se virava em direção aos seguranças que se aproximavam, como um demônio louco por combater mais ainda.

Enquanto isso, Takamoto, que assistia toda aquela violência sem sentido, tinha uma ideia genial: a marinha só precisava ser paga, sem necessidade de toda aquela confusão. Por isso, o homem mais forte do mundo se prostrava em seu palco imaginário, sob os holofotes do combate. E, de maneira bastante performática, levantava as mãos, os cotovelos em ângulos pontudos e chamativos, os dedos se aproximando do rosto, ele era o homem mais forte do mundo e ia fazer um discurso capaz de pacificar aquela situação com diplomacia e - não conseguiu se desamarrar.

Todas as suas falas a seguir foram incompreensíveis.

Neste momento, se lembraria do que a enfermeira tinha dito, sobre amarrá-lo para que ele não falasse por um bom tempo, de forma que ela não teria trabalho, por não ser paga o suficiente para cuidar de idiotas.

Via seu aliado estúpido da marinha correr em direção aos seguranças que usavam correntes, apenas para vê-lo apanhar. A vantagem da arma daquele segurança era justamente poder lutar à distância, o que ele fazia: Conforme Takamoto via Blum correndo na direção da luta, também o viu ser obrigado a parar para colocar os braços à frente do corpo para se proteger da lâmina que o fazia um talho na diagonal, logo retornando para o seu dono.

- Hehehe... Nosso chefe é um vendedor prestigiado de armas, seus pilantras! Não subestimem o poder das nossas correntes! - Dizia seu discurso padrão de personagem secundário, apenas para deixar bem claro.

O braço de Blumayden sangrava, mas Takamoto não tinha como se preocupar com aquilo, pois o outro figurante lançava a imensa bola de ferro na direção do homem mais forte do mundo, que a recebia em suas costas e saía capotando.

O dono da casa, a essa altura, já havia desmaiado. Sua boca espumava. Tammy permanecia apenas assistindo o caos, com a sua arma em mãos. Takamoto, no chão, a assistia pegar o caderno em que o burguês havia assinado a transferência da dívida e guardá-lo.


Histórico:
  Code by Arthur Lancaster

   
   

_________________

Marines&Agiotas, não são o mesmo? - Página 8 N7yl9g2

Marines&Agiotas, não são o mesmo? - Página 8 T7y7CNR
Blum
Imagem :
Marines&Agiotas, não são o mesmo? - Página 8 350x120
Créditos :
00
Ver perfil do usuário https://www.allbluerpg.com/t441-nakamura-blumayden#1506 https://www.allbluerpg.com/t385-marinesagiotas-nao-sao-o-mesmo#1162
Blum
Designer
Re: Marines&Agiotas, não são o mesmo? Dom Jun 19, 2022 7:23 pm

I - Aventura
Marines&Agiotas, não são o mesmo?

Ponto Fraco

- Meu braço tá sangrando, doideraaaa. - Fazia muito tempo que isso não ocorria comigo. Ficava um pouco impressionado, não diria que negativamente apesar dessa dor infernal dos infernos, mas meio que despertava um sorriso na minha minha alma. Tal situação de vida ou morte era algo costumeiro na vida de um Yakuza, bem, o que quero dizer é que sentia-me de volta aos velhos tempos com toda esta situação. Até era estranho admitir, mas por algum motivo estava me divertindo com isso tudo… Ptsu! Essa merda tá ficando sentimental demais, vamos para pancadaria total e a brutalidade pura.


- Ei, cabeça de pica! Em um único golpe tu revelou seu maior ponto fraco, é um fraquin mesmo. - Indagaria ao palerma que havia me acertado. Um blefe? Claro que não, esse animal acabara de assinar o contrato da derrota e não sabia, mais que otário. Ainda está se perguntando qual é o ponto? Bom, não posso te culpar, um mero iniciante não poderia notar e até mesmo um mestre experiente poderia deixar passar esse mínimo detalhe. Enfim, preste bem atenção nos meus próximos movimentos para revelar a resposta do tal enigma.

- AAAAAAAAAAAAAAAAA! - Sairia correndo com toda velocidade feito um ouriço em direção ao ponto fraco do infeliz no qual era nada mais e nada menos que… O vida mansa dormindo ali. - BUSHIBABABA!!! - Pegaria o infeliz no braço. - Estranho, bateu até uma nostalgia agora. - Agora correndo em direção aos guardas, aplicaria o conhecidíssimo golpe. - ROOOOCKEEEEETMAAAAAAAN!!! - Quando estivesse próximo ao meu inimigo, jogaria o infeliz ao alto, em seguida, pularia e chutaria o chefia com o calcanhar em um movimento vertical a fim de atingir o terrestre abaixo da gente.

- Ver se não enchem mais meu saco, seus otários! Onde foi que a gente parou mesmo, gatinha? - Referia-me a dona da agiotagem. Agora tinha ganhado algum tempo para acertar as contas com a Yakuza fajuta. Não sabia qual seria a reação da mulher, por isso, era possível que ela quisesse fugir do local do crime o quanto antes, então perseguiria a presa, tomando cuidado para não tomar nenhum tiro, correr em zig zag e tentando pular atrás de algo para servir como escudo.

Histórico:


Última edição por Blum em Seg Jun 20, 2022 8:38 am, editado 1 vez(es)

_________________

Eae, qual foi?

#cc99ff - Pensamento
#ffffff - Fala

Marines&Agiotas, não são o mesmo? - Página 8 Qcj2Qdg
Takamoto Lisandro
Imagem :
Marines&Agiotas, não são o mesmo? - Página 8 XN7Hddl
Créditos :
84
Ver perfil do usuário https://www.allbluerpg.com/t355-takamoto-lisandro#1064 https://www.allbluerpg.com/t385-marinesagiotas-nao-sao-o-mesmo#1162
Re: Marines&Agiotas, não são o mesmo? Dom Jun 19, 2022 8:29 pm


Marines&Agiotas, não são o mesmo?

Post 24°




A poeira do lugar não baixava, já estava ficando farto de toda a situação, só havia uma maneira de parar toda essa esculhambação, o homem mais forte do mundo tinha que se intrometer. Tinha falhado sutilmente em desembaralhar os tecidos e tinha sido atingido pelas costas por uma bola de ferro, jogado ao longe, mas próximo o bastante para ver Tammy agarrar seu caderno de trapaças e negócios, sua presença aqui era tão divagante que tinha até mesmo esquecido dela. Não necessariamente totalmente, tinha mesmo de ir atrás da mulher que deu dinheiro ao homem para efetuar o pagamento à marinha?

Levantei ainda disforme, a coluna não tinha ficado ereta, com um estalo, voltava ao padrão ou tinha quebrado algum osso. Os seguranças tinham entrado em uma fria, por mais que eu fosse gentil e sempre tivesse a manha de evitar problemas por meio do diálogo, eles tinham extrapolado demais, ferir e machucar o Blum? Tudo bem, mas me acertar por trás? Ultrapassaram o limite, o homem mais forte do mundo nunca ficaria parado após tamanha desfeita, eles não sabiam quem sou, descobririam da pior maneira que não se deve irritar o homem mais forte do mundo.

ROOOOOAAAAR!! - Daria um rugido abafado, observaria os arredores, um velho esbagaçado no chão, Joana se recuperando dos golpes, dois futuros cadáveres, um idiota e Tammy. Apontaria o indicador em direção a mulher e depois apontaria para o céu, ela com toda certeza entenderia “fuja”, a janela estava aberta no andar de cima.

Miraria nos dois mortos-vivos, ambos tinham um ponto fraco único, mal eles sabiam disso, novatos inexperientes poderiam até se indagar se havia um, até mesmo um mestre combatente esquece esse fato. Muitos se perguntam onde está, nos meus próximos movimentos, todos ficariam cientes do ponto fraco.

O animal do cuecaman tinha uma ideia do que seria, porém não era nada como ele pensou, apesar que usaria seu plano como distração. Enquanto o veio voava em direção a sua proteção, ficaria ligado na bola de aço, se ele puxasse, ela poderia me atingir por trás já que não havia a recolhido, poderia ter vantagem a longa distância, porém seus movimentos eram pesados e demorados. Não precisaria tirar a bainha da minha espada e nem mesmo utilizar o estilo de combate do homem mais forte do mundo, focaria o ataque principal naquele que pegaria o velhote, correria segurando o punho da espada com ambas as mãos na altura da cintura e quanto tivesse perto o suficiente, partiria dois ovos ao meio.

Isso mesmo, o ataque que Joana fazia no Blum, eu faria no desavisado, este era um dos pontos fracos, depois dele sentir o baque, poderia finalizá-lo com um golpe de espada pesado em sua nuca, não precisava desmaia-lo, somente tira-lo de combate enquanto acabo com o outro cadáver ambulante. - HUNMSUHMADHUNM! - Apontava a espada para ele, alguns vão pensar que o saco era o ponto fraco, mais uma vez, sendo enganados, só havia um verdadeiro ponto fraco para todos. Eu! Eu sou o homem mais forte do mundo, eu sou o PONTO FRACO!

Não deixaria que ele usasse a corrente ao seu favor, bloquearia ataques diretos com a espada distorcendo sua direção, e se viessem pelos lados, bastaria enroscar minha espada entre as correntes e usar da mecânica da arma. Puxaria a espada da bainha, fazendo ele cair no meu truque e enfim, avançaria diante da surpresa para cortar seu torso. - HUMUHMSDH!








_________________


Marines&Agiotas, não são o mesmo? - Página 8 Lot8c27
Oni
Imagem :
Marines&Agiotas, não são o mesmo? - Página 8 0g5XGJQ
Créditos :
49
Ver perfil do usuário https://www.allbluerpg.com/t693-sir-douglas-whitefang#4758 https://www.allbluerpg.com/t697-quem-liga-para-karate#4784
Oni
Pirata
Re: Marines&Agiotas, não são o mesmo? Ter Jun 21, 2022 10:05 am


Narração - 10
12:30- XXX... / Shells Town



O Yakuza grisalho ousava mais do que qualquer um naquela sala poderia imaginar, pegando o dono da mansão, alguém que era inocente e apenas estava um tanto endividado com a marinha e o usando de escudo humano. Não, além. De bola de canhão humana.

- AAAAAAAHHHHHHHH!! - O personagem secundário que usava uma lâmina na corrente berrava ao ver seu chefe erguido no ar.

Observando sua boca escancarada de cima, Blumayden chutava o gorducho e o atirava contra seu subordinado. O homem dava um passo para o lado, se esquivando. Até que se lembrava de se tratar do seu chefe, o homem que lhe pagaria seu salário, mas apenas se estivesse vivo. Por isso dava um passo de volta, estendendo os braços e aguardando para capturá-lo.

Afundava na grama e revelava terra marrom por baixo do verde, sendo arrastado para trás alguns metros, mas seu chefe estava seguro.

A luz do sol brilhava no topete de Blum, de maneira bastante estilosa, assim que ele aterrissava. - Vê se não enchem mais meu saco, seus otários! Onde foi que a gente parou mesmo, gatinha? - Olhava para Tammy por cima dos ombros. Agora, encurralada, ela apontava a sua pistola para ele.

Do lado do outro marinheiro, entretanto, as coisas eram diferentes.

O segurança puxava a bola de ferro com força e girava em torno de si, de forma a fazer um movimento horizontal para atingir o ruivo.

Takamoto, por sua vez, se adiantava rumo à corrente e a atingia, de forma a fazer a esfera girar em torno de sua espada.

Nesse momento, foi capaz de sentir o verdadeiro peso da bola contra seus braços. Embora não pudesse medi-lo ao certo, sabia que estava na faixa daquilo que teria extrema dificuldade em carregar. Aquele pensamento era como um ataque direto contra a sua mente. Será que poderia carregar aquela esfera e se movimentar como aquele segurança?

Seus membros penderam, a corrente enroscada na espada. O homem puxou sua arma de volta para si, trazendo consigo a bainha de Takamoto. Por sorte, o plano havia dado certo.

O marinheiro corria na direção dele com a arma em mãos. Ele respondia com a corrente em punhos.

Blumayden corria em ziguezague contra Tammy, que apontava sua arma de volta.

- Hã... Isso não pode estar acontecendo. - Sargento Smith havia chegado em sua cadeira de rodas. Suas palavras faziam os dois marinheiros pararem de correr. - É. Isso não faz o menor sentido. Vocês nem foram designados para essa missão. - Falava baixo, preso nas próprias palavras. - Além disso, o malucão tá só de cueca. - Alisava a careca, um tanto nervoso. - É. Isso não tá com nada. - Ele pegava o denden mushi e telefonava para alguém.

Em cerca de trinta minutos uma outra equipe da Marinha chegava.

Tammy pegava o documento em seu caderno, demonstrando que havia aceitado a transferência de dívidas. Transferia imediatamente. Agora, era o burgês quem devia pra ela.

Uma equipe médica cuidava dos feridos no combate, finalmente libertando Takamoto, o permitindo falar e enfaixando o braço de Blumayden, que não havia sido atingido gravemente.

Os relatos aconteciam, as testemunhas falavam. Tudo confluía para o fato de que os dois marinheiros haviam agido com violência desnecessária contra civis, tendo invadido patrimônio privado sem autorização da instituição e causado dano ao imóvel e às estátuas sem qualquer justificativa.

Nesse momento, um escrivão no próprio quintal os dava uma chance para se justificarem.

Pelo clima, as coisas estavam ficando ruins para a dupla. As consequências de suas atitudes viriam. E o pior: - Nós falhamos na missão. Não cobramos a dívida e agora estamos devendo para ele! Vamos ter de reparar a casa, o quintal e as estátuas! E o pior: não deu pra abater do que ele devia para a gente, pois agora a dívida é de outra pessoa. É. Parece que vocês vão morar nas masmorras. Bem, estendam os braços. Vocês estão presos preventivamente. O julgamento vai ser daqui a uma semana. - Estendia algemas para os dois, ainda em sua cadeira de rodas. - Maldita dupla de encrenqueiros.

Agora, a situação havia se invertido. E eram eles que eram presos enquanto Tammy atingia seus objetivos. O julgamento aconteceria. Eles seriam declarados marinheiros em serviço ou agiotas criminosos?

Caso aceitassem ser levados, ficariam em um corredor no qual eles eram os únicos na mesma cela, mas em que era possível ouvir os criminosos em outras celas reclamando.


Histórico:
  Code by Arthur Lancaster

   
   


Última edição por Oni em Ter Jun 21, 2022 10:07 am, editado 1 vez(es)

_________________

Marines&Agiotas, não são o mesmo? - Página 8 N7yl9g2

Marines&Agiotas, não são o mesmo? - Página 8 T7y7CNR
Blum
Imagem :
Marines&Agiotas, não são o mesmo? - Página 8 350x120
Créditos :
00
Ver perfil do usuário https://www.allbluerpg.com/t441-nakamura-blumayden#1506 https://www.allbluerpg.com/t385-marinesagiotas-nao-sao-o-mesmo#1162
Blum
Designer
Re: Marines&Agiotas, não são o mesmo? Sab Jun 25, 2022 3:40 pm

I - Aventura
Marines&Agiotas, não são o mesmo?

Entre as grades

- Vocês, ver se param de reclamar seus arrombados! - Gritaria enfurecido para o bando de imbecis que se encontravam presos no momento. - E… Seu MALDITO para de tocar essa MALDITA gaita! - O som emanado daquele instrumento era horripilante e era uma boa dose para aumentar meus nervos. Faltava muito pouco para matar meu companheiro de cela.

- Ptsu! A gente tava com a faca e o queijo na mão, faltava muito pouco para acabar com a raça daquela mulher… - Balançaria a cabeça em rejeição. - Ai do nada aparece esses maricas da marinha e cagam o pau em tudo. Que droga… - Mantia-me em silêncio por um tempo. - Ei, seu maltido tu quer morrer mesmo, hein? - Segurava na gola do ruivo, encarando com uma faceta de demônio, pois o espertinho começava a tocar novamente aquela gaita.

Nem na minha época consegui a proeza de ser preso e agora, do lado da marinha, consegui, mas que bela ironia. Observaria de um lado a outro buscando algo no qual ajudasse a fugir do cárcere, porém no fundo sabia que não havia nada a ser feito.

E ainda ensar que aquele vigarista havia se mandado sem levar um belo de um socão, era de enlouquecer, porém… - Essa missão foi divertida! BUSHIBABABABABA!!! Tu viu a cara do segurança lá, depois que lancei o chefe dele? BUSHIBABABABA!!! Sim, sim e aí o carecudo ficou puto da final quando viu que a gente tinha feito todo trabalho. Bom demais, mermaum. - Como diabos sairia dessa cela desgraçada?

Histórico:

_________________

Eae, qual foi?

#cc99ff - Pensamento
#ffffff - Fala

Marines&Agiotas, não são o mesmo? - Página 8 Qcj2Qdg
Takamoto Lisandro
Imagem :
Marines&Agiotas, não são o mesmo? - Página 8 XN7Hddl
Créditos :
84
Ver perfil do usuário https://www.allbluerpg.com/t355-takamoto-lisandro#1064 https://www.allbluerpg.com/t385-marinesagiotas-nao-sao-o-mesmo#1162
Re: Marines&Agiotas, não são o mesmo? Seg Jun 27, 2022 12:44 am


Marines&Agiotas, não são o mesmo?

Post 26°




“Não acho que quem ganhar ou quem perder, nem quem ganhar nem perder, vai ganhar ou perder. Vai todo mundo perder!” Talvez essa frase tenha sentido agora, tendo ambas as mãos aprisionadas por um mecanismo básico de aço, senti uma leve tremulação no meu peito, não era a minha primeira vez sendo preso por trás de algumas celas, tinha até arranjado um parceiro de cela. Não estou falando do topetudo, a gaita que nunca pode faltar durante meu tempo de cárcere.

Reformulando, mesmo tendo ganhado a briga, feito os fatos que Blum acabou por destruir e muito a propriedade do calvo, juntando a lógica deles que uma missão só é atribuída diretamente e não por um folheto na parede. Parece que perdemos. - VRUUUUUUM! - A gaita alçava os céus. - É sua primeira vez em cana? - Coloquei a mão na cintura e encostei o corpo nas barras pendendo para elas. - Não fique assim, você que nos colocou aqui. - Sorriria confiante. - Mas tudo bem, uma prisão só é uma prisão se ela restringir sua liberdade, mas se sua mente é livre, como isso pode ser uma prisão?

Ele não entenderia, voltaria a tocar minha gaita. - Vrovuvuvruuuum! - Soltava mais um verbete. - Morrer? Não tem como o homem mais forte do mundo morrer para você, nem se eu deixar. - Ele tinha força, porém eu sou o homem mais forte do mundo. - Relaxa, você não ouviu? Ele falou que vamos a julgamento, só explicar a situação, seremos soltos fácil, fácil. - Queria confortar Blum, afinal um animal irritado era imprevisível.

Calmo, ele desabafava. - Acho que a missão ia ser um sucesso até tu destruir metade da casa do careca. Realmente não sei como esse lugar se encaixa no lugar que vai me reconhecer como o homem mais forte do mundo.. Parece que sou só mais um detento, será que fugir daqui rende alguns pontos? - Meu mestre deveria ter sido menos vago do que se tratava a marinha, uma explicação direta facilitaria as coisas.








_________________


Marines&Agiotas, não são o mesmo? - Página 8 Lot8c27
Oni
Imagem :
Marines&Agiotas, não são o mesmo? - Página 8 0g5XGJQ
Créditos :
49
Ver perfil do usuário https://www.allbluerpg.com/t693-sir-douglas-whitefang#4758 https://www.allbluerpg.com/t697-quem-liga-para-karate#4784
Oni
Pirata
Re: Marines&Agiotas, não são o mesmo? Sab Jul 02, 2022 12:40 pm


Narração - 11
??:??h - XXX... / Shells Town



Takamoto Lisandro tocava a sua gaita, que não passava de suas duas mãos juntas em formato de concha, onde ele soprava para que os sons saíssem. Apesar de não ter nenhuma habilidade musical, conseguia emitir sons dali. Entretanto, justamente por não ter nenhuma habilidade musical, os sons eram horríveis.

Após os gritos de Blumayden os prisioneiros paravam. Seu tom ameaçador era o suficiente para mantê-lo no poder até mesmo preso.   - Desculpe!

Os dois marinheiros seguiam na sua conversa, que transcorria normalmente, até que Takamoto dizia algo sobre mente livre. - NÃO, SEU ESTÚPIDO! É PRA ISSO QUE PRISÕES SERVEM! MENTE LIVRE É IDIOTICE! SE FOR ASSIM, VAMOS TROCAR DE LUGAR. VOCÊ É CONDENADO E EU SOU PRESO PROVISORIAMENTE ESPERANDO JULGAMENTO - Os outros presos gritavam junto, em concordância. É, aquela opinião não parecia tão descolada por aqui.

Takamoto voltava a tocar sua gaita. O som repercutia pela escuridão empoeirada de maneira melancólica, o pior blues já ouvido, completamente agudo e, por vezes, parecendo uma música de faroeste desafinada.

Entretanto, quando os dois falavam sobre ''missões'', ''seguranças'' e sobre serem inocentes, aquilo chamava ainda mais a atenção dos presos.

- Esperem aí, bonitões, vocês são inocentes? - Dizia um deles, que assumia que os dois eram bonitões. - Inocentes como o Jack Inocente, que a gente chama de inocente ironicamente, pois ele é um desgraçado tão grande que nenhum de nós o suporta, já que ele matou várias criancinhas? Ou inocentes como o falecido Falecido, que foi preso injustamente e era tão bonzinho que acabou morrendo por aqui?

- Peraí, vocês me chamam de inocente ironicamente? - O tom de voz grave de Jack estava meio magoado. - Eu já disse! Não eram criancinhas! Elas eram orelhudas demais pra isso! - Os presos suspiravam fundo, desapontados. - Desgraçado.

- Ei, o Pyro Perú queimou várias criancinhas e ninguém liga pra isso.

- Não diga meu nome em vão, desgraçado! E eu sou um piromaníaco, não um assassino de criancinhas. Se elas estavam na escola em plena segunda-feira quando eu ateei fogo a culpa não é minha! E ei, peraí. Vocês disseram missão? O grosseiro fala como um yakuza, mas o outro mariquinha não parece nada com um deles. Marinheiro corrupto? - Perguntava Pyro.

Aquele diálogo estava muito confuso e diversos presos começavam a sussurrar, criando hipóteses para saber de onde os prisioneiros misteriosos haviam vindo.

Neste momento, o guarda abria a porta e todos ficavam silenciosos.

Parecia que os dois teriam visitas.

- Olá, olá... Sou eu. - Era o careca! O dono das diversas estátuas! - Ei, vocês dois. Preciso da ajuda de ambos. - Caminhava lentamente até a frente da cela deles, os outros presos se segurando às grades, tentando assistir, em alta expectativa quanto o que aquele momento revelaria.

Neste momento, haveria um fade-out com a prisão escurecendo ainda mais. Seria a cena do anime em que entrariam as propagandas. Entretanto, temos que avançar na trama e isso é um RPG.

- Acontece que o documento que eu assinei da líder do Puri Puri Team era uma transferência não só da dívida, mas de todos os meus bens! E agora ela está com tudo o que eu tenho! A única coisa que me resta é a dívida que a Marinha tem comigo! E eu estou disposto a vendê-la para pagar a Liberdade Condicional de vocês até o dia do julgamento! Vamos, me ajudem! Precisamos de provas para que ela seja presa e meus bens voltem pra mim! Se conseguirmos, é capaz de o julgamento de vocês ser positivo! Vamos! Estou implorando! Eu sempre fui rico, não sei ser pobre!

- O QUÊ? PURI PURI? Eu sempre era confundido com eles! - Dizia Pyro Perú.

Blumayden e Takamoto poderiam ser livres, mas teriam apenas alguns dias para provar que Tammy não era inocente. Como eles poderiam fazer aquilo em tão pouco tempo?




Histórico:
  Code by Arthur Lancaster

   
   


Última edição por Oni em Dom Jul 17, 2022 3:14 pm, editado 1 vez(es)

_________________

Marines&Agiotas, não são o mesmo? - Página 8 N7yl9g2

Marines&Agiotas, não são o mesmo? - Página 8 T7y7CNR
Takamoto Lisandro
Imagem :
Marines&Agiotas, não são o mesmo? - Página 8 XN7Hddl
Créditos :
84
Ver perfil do usuário https://www.allbluerpg.com/t355-takamoto-lisandro#1064 https://www.allbluerpg.com/t385-marinesagiotas-nao-sao-o-mesmo#1162
Re: Marines&Agiotas, não são o mesmo? Sex Jul 15, 2022 11:16 pm


Marines&Agiotas, não são o mesmo?

Post 27°




Apenas o homem mais forte do mundo sabe o significado de liberdade, vocês sequer podem entender mesmo eu colocando em palavras. - Afirmava para os detentos, suas conversas não tinham pé ou cabeça. - Tem sorte de ta na grade certa Pyru Péru, se não iria lhe quebrar! O Jack, eu vos digo, vou lhe enfiar na terra para nunca mais sair. - Dei meus avisos para aqueles que tinham cometido pecados sem volta, por hora, era aproveitar o tempo até o julgamento e tentar não acabar com a raça dos meliantes das outras celas, cada um tinha sua história, porém ninguém seria desafio para mim.

Todos ficaram calados, o careca se aproximava, o mesmo de antes, aquele que um dia teve cabelo, sua voz era trêmula e sua face reinava a desolação, ter uma estátua atravessada por sua sala não era para qualquer um. - Ajuda? Tentamos cumprir uma missão e estamos presos aqui, na verdade, todos aqui menos eu. - Afirmei, pois com minha mente vou a mil lugares, e a imaginação me dá forças para voar.

Escutando as súplicas da nossa visita inusitada, cheguei a um raciocínio lógico. - Tu é muito burro, tu não leu nada? Tipo, quando se faz um acordo ou pacto, é preciso deixar explícito os termos. - Olharia de relance para Blum, ele concordaria com tudo se o resultado fosse ele sair da prisão e acabar com a Tammy, preciso ser o mediador desse embate. - CALA A BOCA PERU! - Torcia um pouco pela mudança súbita de tom e o grito, voltaria a me direcionar ao careca ex-rico que agora é pobre e ainda quer ser rico de novo. - É o seguinte, se a gente pegar a Tammy e seu caderno malegno, você não só vai pagar a dívida com a marinha, mas dizer que somos os melhores marinheiros de todos que já conheceu, além de anunciar para eles que a missão foi cumprida por conta de nossos esforços. Fechado?

Se for fechado, é melhor tirar a gente daqui, pois temos um trabalho a fazer. - Sorriria, ele estava negociando com o homem mais forte do mundo. - Eu, Takamoto Lisandro, o homem mais forte do mundo, sempre cumpro com minhas palavras! TAKAKAKAKAKAKAKA!!!







[/quote]

_________________


Marines&Agiotas, não são o mesmo? - Página 8 Lot8c27
Blum
Imagem :
Marines&Agiotas, não são o mesmo? - Página 8 350x120
Créditos :
00
Ver perfil do usuário https://www.allbluerpg.com/t441-nakamura-blumayden#1506 https://www.allbluerpg.com/t385-marinesagiotas-nao-sao-o-mesmo#1162
Blum
Designer
Re: Marines&Agiotas, não são o mesmo? Sex Jul 15, 2022 11:31 pm

I - Aventura
Marines&Agiotas, não são o mesmo?

Trato Feito

- Tu pode ser um arrombado, mas gostei do teu estilo. - Afirmaria ao riquinho. Ele admitia de cara dura que gostava de viver na boa vida, de certo modo isso é uma das qualidades de um verdadeiro homem, declarar do que realmente gosta e seguir esse estilo de vida, sem máscaras, apenas a sinceridade pura e bruta.

Após a ação do ruivo, continuaria. - Então somos seu último tiro, hein? BUSHIBABABABA!!! Não espere que façamos isso de graça, desgraçado. É claro que vamos querer algo em troca. - Encostaria minha cara nas barras da cela e o encararia. - É bom tu pagar essa dívida da marinha com juros e falar como somos os fodões, entendeu? Ah, tem mais uma coisinha, apenas um pedido do seu melhor amigo aqui… Vou querer uma certa quantia de berries quando chegar a hora certa. Temos um acordo?

Caso o vida mansa, não aceitasse ainda ou quisesse diminuir o valor de berries, apenas começaria a indagar algumas palavras. - Como é bom viver nessa cela. Acho que consigo passar uns 20 anos aqui. - Deitaria-me no banco. - Nossa, que coisa relaxante. Parece até que é feito de nuvem. - Olhando ao alto. - Sou agradecido por ter pelo menos um teto, imagina viver sem um. Não é, Taka? BUSHIBABABABABA!!!

Caso o patrão concordasse, falaria aos companheiros de cela. - Gostaram aí, otários? Fui libertado e ainda ganhei uma grana, vão aprendendo. Menos vocês seus assassinos de merdas, vocês são mais pesados do que minha pica. Nem deviam fazer parte dessa história.

Histórico:

_________________

Eae, qual foi?

#cc99ff - Pensamento
#ffffff - Fala

Marines&Agiotas, não são o mesmo? - Página 8 Qcj2Qdg
Oni
Imagem :
Marines&Agiotas, não são o mesmo? - Página 8 0g5XGJQ
Créditos :
49
Ver perfil do usuário https://www.allbluerpg.com/t693-sir-douglas-whitefang#4758 https://www.allbluerpg.com/t697-quem-liga-para-karate#4784
Oni
Pirata
Re: Marines&Agiotas, não são o mesmo? Dom Jul 17, 2022 4:51 pm


Narração - 12
??:??h - XXX... / Shells Town



Takamoto gritava com Pyro Peru e com Jack e todos os presos apenas gritavam de volta com eles, com os ruídos crescendo.

Blumayden respirava para falar com o careca e todos se silenciavam, achando que ele iria ameaçá-los de novo.

O burguês ouvia tudo o que os dois falavam calado, com carinha de cachorro pidão. Ele realmente não tinha mais metade do ar de riqueza que possuía e se sentia incapaz de dar muitas ordens, apelando para as emoções dos outros. Realmente, aquele homem não era ninguém sem dinheiro.

- O quê? Dinheiro a mais? Hm, claro. Sim. Sim. Pode ser. Tanto faz. O que vocês quiserem, maldição! - Dizia roendo as unhas. - Ei, eu ainda tenho duas armas para servir como dinheiro a mais por enquanto. Uma espada descolada e também manoplas incríveis. Bem mais legais do que essas da Marinha. Eu posso dar as duas para vocês com um ticket de troca para armas ainda mais fortes, em qualquer loja dos blues que seja minha, tão descoladas quanto. Mas antes, por favor, por favorzinho, vamos me deixar rico de novo, tudo bem? - Quando Takamoto fizesse menção ao caderno, o homem responderia: - É verdade! Aquele caderno! Se você conseguir pegá-lo, talvez seja a melhor forma de incriminá-la!

Um pouco depois, o homem os deixava. Em algumas horas, um funcionário da marinha abria a porta e os libertava - Aquele maluco desesperado abriu mão da dívida que tinha com a Marinha para pagar a fiança de vocês. Mas é bom saberem que serão julgados em uma semana. E que, muito provavelmente, serão considerados culpados e deverão se apresentar. Até lá, os dois não são considerados marinheiros e nenhuma das suas atitudes tem a ver com a instituição, só podendo ser, talvez, readmitidos, se o julgamento for favorável. Mas isso não deve acontecer. - Bocejava - Ele deixou armas para vocês no balcão, já que vocês não são mais permitidos a pegar em armas da Marinha.

- Droga! O Falecido morreu apesar de ser inocente apenas porque não tinha um amigo rico pra comprar a Marinha! - Reclamava um dos presos, vendo os dois saírem.

- E eu também nunca fui solto! - Falava Jack Inocente. Todos os presos suspiravam. - Desgraçado.


Takamoto Lisandro e Blumayden Nakamura poderiam pegar suas armas na recepção, vestir suas roupas de civis e sair da Base da Marinha, onde seriam recebidos por uma intensa luz solar, fustigando seus olhos acostumados com a escuridão da cadeia. Agora, ambos tinham muito mais noção de como aquela cidade funcionava, o que talvez os permitisse enfrentar Tammy e derrotá-la de uma vez por todas. Tinham apenas sete dias, por onde começar?




Histórico:
  Code by Arthur Lancaster

   
   

_________________

Marines&Agiotas, não são o mesmo? - Página 8 N7yl9g2

Marines&Agiotas, não são o mesmo? - Página 8 T7y7CNR
Blum
Imagem :
Marines&Agiotas, não são o mesmo? - Página 8 350x120
Créditos :
00
Ver perfil do usuário https://www.allbluerpg.com/t441-nakamura-blumayden#1506 https://www.allbluerpg.com/t385-marinesagiotas-nao-sao-o-mesmo#1162
Blum
Designer
Re: Marines&Agiotas, não são o mesmo? Dom Jul 24, 2022 3:25 pm

I - Aventura
Marines&Agiotas, não são o mesmo?

Em busca da presa

- Caralho! Nunca pensei que ia gostar tanto de ver o sol novamente. Que coisa boa! - Esboçava um grande sorriso ao olhar para o céu. - Ei cabeça do meu ovo, não sei você, mas sei exatamente por onde começar.

Uma semaninha para poder completar essa missão, dar tempo que sobra. Sabe, ultimamente os céus colocou novamente esses marmanjos no meu caminho, dessa vez não iria falhar. Bom, vamos deixar de muito papinho e seguir o fluxo, andaria ajeitando o meu lindo topete. - Garai borracha. Tá faltando colocar um gelzin aqui.. Esse tempo na prisão não fez nada bem pro meu estilo.

De repente o avermelhado puxava minha camisa. - Que foi maldito? É claro que vamos para o bar novamente, eles vão tá lá com certeza. A gente só chega, mete o rolo, captura os otários e cabô. - Após isto, o miserável começava com um papo de blá, blá e blá que talvez não tivessem lá e blá, blá. Era tanta baboseira que decidi segui-lo só para ele calar a boca. - Então para onde vamos, homem mais forte do mundo depois de mim?

Quando estivéssemos no local proposto, adentraria na loja e procuraria por aquele velhaco. Caso o encontrasse, começaria o interrogatório. - Ei, velhote! Pode desabafar tudo agora, a gente tá procurando por esses desgraçados do Puri Puri que andam extorquindo sua loja.

Caso o velha guarda não quisesse cooperar com a gente, pois achasse que ainda não resolveríamos nada, simplesmente começaria a encará-lo e, em seguida, pegaria a arma que ele tivesse em mãos ou alguma arma de fogo por perto e encostaria na minha testa. - Se você realmente não quer confiar na nossa palavra, pode puxar o gatilho e acabar com tudo isso então. Pode crê que tô falando muito sério. - Em nenhuma circunstância um Yakuza recua, para gente é tudo ou nada.

Agora tinha duas opções ou ele puxava o gatilho e começaria a me arrepender por não ter conseguido ver o final de Doraemon ou ele ajudava a gente. - Vou meter a porrada nesses cuzões! Me diz onde eles estão, que a peia vai torar. - Aguardaria a resposta do gente boa.

Histórico:

_________________

Eae, qual foi?

#cc99ff - Pensamento
#ffffff - Fala

Marines&Agiotas, não são o mesmo? - Página 8 Qcj2Qdg