Tópicos Recentes
Destaques
Klaus
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Akira
Sasha
Ás
Shiori
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Últimos assuntos
Registro de PhotoplayerHoje à(s) 5:40 ampor  RyomaRenHoje à(s) 5:30 ampor  Ryoma[Criações] - RenHoje à(s) 5:29 ampor  RyomaZaynHoje à(s) 5:26 ampor  RyomaAgatha HarknessHoje à(s) 5:20 ampor  RyomaAnnabelle Petit BarozziHoje à(s) 5:17 ampor  Ryoma''Sir'' Douglas WhitefangHoje à(s) 5:04 ampor  Ryoma[Criações] - ''Sir'' Douglas WhitefangHoje à(s) 5:04 ampor  RyomaJoe SinsHoje à(s) 5:01 ampor  RyomaBoris SkalovskiHoje à(s) 4:45 ampor  Ryoma
Página 3 de 9 Página 3 de 9 Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8, 9  Seguinte
Achiles
Ver perfil do usuário
Imagem : Hellhounds 4 - Ragnarok - Página 3 Aecfe07ef5c7ca842816fd453e897a56
Créditos : 13
Localização : Lvneel - North Blue
AchilesAvaliador
https://www.allbluerpg.com/t1735-caitlyn-g#18385 https://www.allbluerpg.com/t1725-iii-death-or-paradise#18382
Hellhounds 4 - Ragnarok Qua Fev 02, 2022 10:53 pm
Relembrando a primeira mensagem :

Hellhounds 4 - Ragnarok

Aqui ocorrerá a aventura dos(as) Caçador de recompensa Shiori Miyamoto, Sasha Sparks, Shimizu D. Akira e Às E. Volkerbäll. A qual não possui narrador definido.

Formiga
Ver perfil do usuário
Imagem : Hellhounds 4 - Ragnarok - Página 3 OFj4cNo
Créditos : 45
FormigaDesenvolvedor
https://www.allbluerpg.com/t1194-aizawa-mikagi#11079 https://www.allbluerpg.com/t768-capitulo-i-o-espetacular-takeshi-isamune
Re: Hellhounds 4 - Ragnarok Seg Fev 07, 2022 11:32 pm


Hellhounds



Sasha - Senshi - Yami

Akira continuava seu árduo treinamento sem pestanejar, pausando por um pequeno intervalo por conta do seu mestre perceber os novos poderes de Sasha, logo percebendo que eram provenientes de uma Akuma no Mi... o Ex-Agente sabia de algo? Será que ele conhecia aquela fruta? Bom, se já tinha visto algo antes ele guardou para si – Entendo, já tinha visto algumas por aí, mas nada tão “assim”. – Falou o símio observando todas as novas peculiaridades existentes na forma de Sasha – [b]Achou aqui mesmo? Hum... entendi, entendi. – Completou o selvagem logo após escutar as palavras do tritão, pelo jeito não se importava muito com aquilo, afinal, nem faz mais parte do Governo. De qualquer modo, voltou sua atenção ao seu discípulo e então retornou ao treinamento, ensinando ao mesmo sobre um novo Rokushiki, dessa vez o Soru.

Se de um lado Akira treinava junto com Mamaco, do outro Sasha estava imersa na busca sobre a extensão dos seus novos poderes. Ela logo voltou a sua forma animalesca padrão, percebendo a falta de controle para manter e alternar entre as formas que seu novo poder conseguia gerar, pelo jeito, era realmente necessário continuar o que ela estava fazendo desde momentos atrás: treinar. Ela então continuou, demorando um pouco para voltar a sua forma híbrida, ganhando novamente os detalhes caninos, que mesclavam com sua forma natural felina, era algo de louco. Shiori por outro lado agora estava treinando com o macaco, aproveitando a brecha para aprender mais algumas técnicas com o selvagem, que tinha se tornado um verdadeiro mestre para eles. Seu ensinamento não se resumia unicamente na técnica, mas também usava da sua experiência em combate para polir alguns pontos que ele julgava necessário.

Voltando para Sasha ela agora tentava controlar um pouco mais aquelas chamas gélidas, tentando lançar da sua própria mão. Ela tentou algumas vezes, mas aquilo era estranho, sua chama não estava saindo da sua mão, ele parecia preso no seu próprio corpo. Era frustrante? Sim! Mas ela continuou, tentando repetidas vezes até que conseguiu lançar por cerca de dois metros a sua frente, era pouco? Claro, mas era um progresso. Mas isso parava por aí, ela não conseguia aumentar a distância ou a intensidade, na verdade, a própria cama se esvaia rapidamente ao se distanciar do seu corpo. Em determinado momento ela pensou: será que pela boca fica melhor? Bom, ela iria descobrir em alguns instantes.

Quando a loba e o tritão acabou seu treino, puderam ver com clareza a “rajada” de ar frio que saiu da boca da felina e de maneira imparável. O ar frio se espalhou pelo interior do lugar, parando cerca de quarenta segundos depois do seu início. Aquilo era bom? Sim! Uma nova habilidade que abria um leque grande de possibilidade para garota que amava um bom combate. Por fim, seu irmão marítimo se aproximou falando sobre ir atrás de informações e tentar buscar alguma recompensa para seu bolo. Nesse momento a garota percebeu que – após uma certa concentração – sua mão ficou revertida por uma pequena camada de gelo, mas que se esfarelou poucos segundos após a sua criação. Tudo tinha acabado bem, treinamentos feitos e uma das estrelas dessa aventura partiu em direção a cozinha para se hidratar.

Por fim, todos continuaram por ali, interagindo entre si.


Volker

Volkerball continuava naquela mansão obtendo mais informações sobre o que ocorreu e também sobre a história em si que já rolava na ilha – Sinceramente, não sei. Toda essa história é algo complicado, quando mais cava, mais coisa aparece. Mas se fosse uma opinião baseada unicamente no achismo, sim, acredito que existe alguém acima do Kraa. – Falou o homem relaxando agora no sofá, deixando seu corpo repousar sobre o acolchoado do item – Eu acredito que ele não esteja longe, o clima da Ilha é difícil e não tem tantos lugares assim para ficar. Se ele estiver recebendo alguma ajuda de alguém da cidade, ele está por lá... se não, nos arredores, esse é meu palpite. – Concluiu o homem expondo sua opinião e visando de todo o ocorrido – Observava? Veio de uma família de marinheiros ou de pessoas do governo? – Indagou o homem antes de começar a nova rodada de ensinamentos.

O treino durou por algumas horas e o término chegou com tranquilidade, ela não parecia muito cansada, mas era notável o desgaste mental por conta daqueles aprendizados. Troy não tinha muito mais informações a passar e pegou todas suas coisas espalhadas por ali – Bom, fui pago para isso e agora estou indo. – Falou o homem encerrando sua participação nessa cena. Pouco tempo depois do homem sair, Sam apareceu pela sala observando sua companheira recém treinada – E ai, como foi o treino? – Indagou a mulher com um sorriso no rosto e uma cara bem descansada, diferente de antes – Akame, não erre o nome dela na frente dela, por favor. – Continuou a mulher mantendo o sorriso no rosto – Não fica muito longe daqui, preciso fazer algumas coisas na cidade, posso te acompanhar. – Falou a mulher ajeitando seus óculos e ouvindo as palavras da garota – Sim, além disso preciso checar se está tudo ok com seu novo corpo. – Finalizou a cientista caminhando em direção ao laboratório.

Lá As foi colocado em uma maca onde sentiu seu corpo sendo conectado a alguns cabos e outros mecanismos, logo Sam começou toda a explicação sobre as funcionalidades do corpo da ciborgue, os mecanismos que ela já tinha criado previamente e também a necessidade de consumir o combustível de tempos em tempos, algo que seria novo e talvez pudesse soar um pouco estranho para caçadora. A mulher de óculos não poupou palavras, falando ponto por ponto de todos os mecanismos que a caçadora agora tinha à disposição – Acredito que seja só isso, o que achou? – indagou a mulher no final.


Histórico:


Legenda:



Sasha
Ver perfil do usuário
Imagem : Hellhounds 4 - Ragnarok - Página 3 Giphy
Créditos : 17
Localização : Rota 6 - Piutôv
SashaRank B
https://www.allbluerpg.com/t340-sasha-sparks#1002 https://www.allbluerpg.com/
Re: Hellhounds 4 - Ragnarok Ter Fev 08, 2022 1:50 am


     Ragnarok
Cat


Era inevitável que eu não tivesse sentido um aumento tão grande em minhas capacidades, algo que como alguém que gostava muito do sentimento de se estar no campo de batalha por  vezes despertava um pouco do pior em mim pois o sentimento de estar bebada  de poder fácilmente era algo que acabava me consumindo em procurar por cada vez mais, eu não sabia há quanto tempo eu havia adquirido um pouco desta característica mas os acontecimentos recentes me empurraram ainda mais nessa direção.

Eu sabia que meu  Akira e minha Shiori deveriam estar cansados, o treino dessas artes exigia muito do corpo sem dúvida alguma e por isso quando me aproximei o fiz de forma mais lenta - Acho que vocês tiverem mais progresso que a Sasha, acho que essa fruta quebrou a Sasha. - Eu teria dito e com a pergunta de qualquer um dos três sobre o porquê, eu teria explicado - Sasha já acreditava que tinha um potencial ilimitado, agora ela tem certeza e isso não é legal. - Eu teria dito com uma seriedade de quem realmente acreditava nessas palavras como algo preocupante, até que  os pensam.

Quando minha Shiori falou sobre laser pelos olhos eu pensei  se eu faço tudo isso qual seria o problema de conseguir também? - Olhos laser de gelo! - Eu semicerraria meus olhos olhando pra longe e fazendo força com as pálpebras pra ver se saia algo dali mas,  não, Sasha não parecia ter essa habilidade ainda - Sem raios lasers pra essa gatinha por enquanto Nyan… Tudo que eu consigo ainda é só um pedaço, tirando o bafo de gelo que eu  consegui soltar bem… - Eu teria então dado uma pausa pra tentar explicar o meu ponto ao plantar bananeira e dar alguns passos me apoiando sobre as mãos, o que me obrigou a logo segurar a roupa para que não mostrasse mais do que deveria - É como fazer isso, meio que aprender a andar de um jeito diferente nyan - Tentei explicar da forma menos confusa possível, dando um mortalzinho pra voltar a ficar de pé, analisando o tanto de potencial que tinha pra se explorar.

-  É tipo o  nosso eletro  na sensação  pelo corpo mas, Sasha ainda tá aprendendo a ter talento pra controlar mas vai dar certo, a primeira vez que eu for pressionada a usar em batalha,  o corpo descobre melhor nyahahaha. - Comentei animada com a situação e com isso dito eu teria dito - Nyaargh bem, tem uma coisa que talvez esteja mais ao meu alcance no momento e eu quero alcançá-la, Meu Akira, se importaria de treinar comigo o Haki da observação? Sasha ta ficando melhor com a Armadura, ela consegue ver o progresso de conseguir cobrir mais coisas mas, este eu ainda não entendi muito bem, na verdade ainda não sinto  tanto assim. - Eu esperei pela sua resposta e por uma possível explicação, tentando entender o que fosse possível pro meu pequeno cérebro de gata.

Treino de Kenbunshoku Haki

Primeiro de tudo, eu teria me dirigido junto ao Meu Akira para um local onde tivéssemos espaço, Sasha era um pouco orgulhosa de si as vezes e não gostava tanto assim de pedir ajuda mas, eu não tinha irmãos fracos então não era vergonha ser um pouco mimada e depender um pouco deles as vezes. - Certo, Sasha acha que é melhor evitar armas no treino né? Se Sasha vai fortalecer o sétimo sentido dela, tem que ser de jeito que dê certo. - Comentei colocando ambas as mãos na cintura.

- Audição, Tato, Olfato, Paladar, visão e instinto de batalha, todo mink nasce com o sexto mais ou menos desenvolvido, mesmo minks aquáticos ou sem pelo,o sétimo vai ser esse Haki nyan. - Eu explicaria caso ele me perguntasse sobre qual era o meu sexto sentido, onde decidi ouvir  o que ele havia instruído, algo como a privação de algum sentido como a visão ou qualquer coisa poderiam tornar difícil.

- Pera ai! Agora Sasha esta pronta!- É o que eu resmungar nas primeiras trinta e três vezes que eu tivesse falhado em perceber a aproximação de algum objeto que fosse usado pra me ajudar a treinar, eventualmente  eu sabia que essa percepção se tornaria mais natural e se eu percebesse que é porque eu estava inconscientemente decorando os padrões de movimento do meu Akira eu diria - Meu Akira, acho que é melhor trocar o jeito, Sasha talvez seja esperta pra essas coisas, não vai treinar direito. - Era o meu jeito de tentar explorar e instigar meus instintos mais quando eles deixassem de ser estimulados.

Aos poucos  quando começasse a sentir melhor a sensação da presença de meu Akira que não fosse dependendo de meus outros instintos, era onde o maior ânimo surgiria, me deixando  me incentivar a sentir mais moldando a minha cabeça para o que dava certo, em relação ao que falhava, para ir melhorando.

Diferente do primeiro Haki que me era mais fácil de visualizar, aos poucos expandir a minha capacidade de sentir começaria a ter um impacto maior sobre mim até que eu enfim, conseguisse realmente aprender como usar isso ao meu favor.


Fim do treino de Kenbunshoku

- Sasha acha que devemos procurar uma Capitã Ruiva mesmo mas antes, vamos descansar um pouquinho, minerar também não vai ser fácil. - Era o que eu diria me sentando e respirando fundo, tentando deixar a cabeça relaxar um pouco.




Histórico:


_________________



Hellhounds 4 - Ragnarok - Página 3 WN4Utd7

Shiori
Ver perfil do usuário
Imagem : Hellhounds 4 - Ragnarok - Página 3 CSDlXWh
Créditos : 05
Re: Hellhounds 4 - Ragnarok Ter Fev 08, 2022 1:51 am
Ragnarok


Então aquilo era gelo sendo solto pela boca? Caraca… Essa eu realmente não esperava, até porque estava bem fora do que imaginei ela fazendo por ali… Mas é isso é uma oportunidade de aprender muita coisa. -Caramba. O que mais você consegue fazer? Laser pelos olhos?- disse empolgada começando a balançar a cauda de um lado pro outro e olhando atentamente pra Sasha, tentando ver se ela conseguia soltar laser pelos olhos.

Minha cabeça ia ficar indo e vindo olhando pra onde ela mirava e depois pro rosto dela, então de novo e de novo. Completamente empolgada pelos resultados, queria ver um laser de olho.-É, acho que não foi o Lazer… Mas quem sabe ainda não vemos um em? KYAHAHAHAHA- é verdade ela tá aprendendo a usar, então pode ser que ela fique ainda mais interessante dali pra frente.

E a explicação era cirúrgica, aprender a usar um poder que não nasceu com você era realmente desse jeito, como se a gente estivesse começando a aprender a andar de novo, uma coisa bem diferente de tudo que já fez na vida.-Entendi. Deve ser bem como eu imaginei.- então tendo visto tudo que eu tinha aprendido até ali, ainda não havia me dado por satisfeita completamente.

Então olhei para o Mamaco e logo dei um sorriso de canto, onde começaria a minha nova investida para o treinamento.-Ei, eu quero tentar o dedinho pistola de novo, tem como me explicar mais uma vez?- Então iria me dispor a ouvir todos os detalhes desse assunto.

~Aprendizado de Shigan~

Eu começaria fazendo parecido com a última vez, com a garra recolhida. Tentando exercer o potencial de perfuração, como eu já tinha tentado aprender uma vez, eu sabia melhor como era o conceito, só não tinha atingido o pico, então era mais fácil começar agora.

Com isso iria rapidamente começar a fazer os movimentos corretos para tentar conseguir aplicar sempre com uma postura parecida, e novamente tentando, as falhas eram geralmente por erros menores, o que me fazia ter um nível de perfuração mais baixo que o normal.

E assim iria repetir até que realmente tivesse alcançado o grau necessário de conhecimento e técnica para aplicar aquilo de forma eficiente dentro de um combate. Então na tentativa e erro iria até conseguir.

~Fim do Aprendizado~

Quando tivesse terminado então, mais uma vez iria dar aquela respirara.-Então, acho que agora dessa vez foi!! Valeu Mamaco.- Então iria primeiro na cozinha de novo, beber mais água, e comer alguma maçã nesse tempo. E voltar pra ir assistir o que os outros dois estavam fazendo.



Historico:

_________________

Hellhounds 4 - Ragnarok - Página 3 YHVeK1M

Hellhounds 4 - Ragnarok - Página 3 VYrwji0
Às
Ver perfil do usuário
Imagem : Hellhounds 4 - Ragnarok - Página 3 PqslDr4
Créditos : 38
ÀsDesigner
https://www.allbluerpg.com/t271-as-e-volkerball#780 https://www.allbluerpg.com/t742-sharp-teeth-and-hard-fists
Re: Hellhounds 4 - Ragnarok Ter Fev 08, 2022 5:04 pm



»» Ragnarok ««

- Às Volkerbäll -


Ж


O caçador tecia observações pertinentes, especialmente quando lhe questionei a respeito de sua opinião acerca de todo o ocorrido, sua sinceridade era notória em afirmar, mesmo que não diretamente, que Kraa era somente uma peça em um tabuleiro maior e de que caso ele estivesse recebendo ajuda, a cidade e seus arredores seriam o local certo para encontrá-lo. - Resta saber quem acolheria esse tipo de gente. - comentava, levando a mão ao queixo em uma breve reflexão antes de colocar-me novamente de prontidão para o recomeço do treino, onde era questionada sobre minha família, em um momento de real curiosidade do homem, algo que me fez sorrir, visto que ele praticamente parecia se manter alheio a tudo que não fosse o combinado para fazer. - Ahhh, ficou interessado! - brincava com o homem, mantendo um tom de descontração. - Seja lá quanto tenha recebido, não foi o suficiente para ter essa informação. Kihaahaha! - gargalhava, antes de encaminhar o treinamento para sua parte final, terminando o aprendizado de Geppou.

Troy ainda arrumava suas coisas para partir e mesmo sabendo que nada mais poderia extrair de informação dele, mantinha a conversa. - Eu nasci em uma família, fui acolhida por outra e encontrei uma para chamar de minha. Não há nobreza no meu sangue e vi coisas que nenhuma criança precisaria ver. É complicado definir de onde eu vim, por isso eu prefiro focar para onde eu vou. - sorria para Troy, abraçando-o novamente quando ele estivesse pronto para partir. - Você fez seu trabalho muito bem! E se um dia precisar de ajuda é só me chamar! - me afastaria suavemente dele. - E eu juro que nem vou cobrar pela ajuda! - riria, despedindo-me de Troy e aproveitando o silêncio da casa por alguns bons minutos, até poder ouvir a voz de Sam. - Foi ótimo! - respondia-lhe com animação, saltando o sofá e usando um Soru em sua direção, parando bem na frente da mulher, encarando-a com animação. - Você está ótima! - e de fato ela estava, o descanso havia lhe feito bem, tanto que rapidamente ela se colocou em agito.

Ah, não se preocupe, prometo que não vou errar! - agradecia ao comentário, que também topava vir conosco até o local onde meus irmãos estavam, mas primeiro, era necessário revisar se meu corpo estava reagindo bem às mudanças, ou pelo menos era o que acreditava ser. Deitada em uma maca, podia notar a mulher fazendo algumas anotações e conectando alguns cabos e peças ao meu corpo, como se colocasse algo em uma casca vazia. - O que são essas coisas? - questionei e pude ouvir ela começar a explicar sobre o que ela chamou de “mecanismos”. Aparentemente, ela equipava meu corpo com funções nas quais eu não seria capaz de executar em um corpo orgânico minimamente comum. - Então são como armas? - a dúvida era pertinente, mas Sam parecia afastar a ideia, segundo a própria os mecanismos poderiam ser usados de tal maneira, mas nunca fora do interesse dela gerar um equipamento militar. O mecanismo de cabos, se destinava à mobilidade e ao uso em escaladas em grandes alturas, enquanto os mecanismos auxiliares de calor e eletricidade, se destinavam a um projeto para a própria ilha, um para lidar com o frio e o outro para auxiliar na extração do Gelo Eterno. Tudo soava complexo aos meus ouvidos, mas bastou o primeiro mecanismo se conectar para enfim enxergar algo através do meu olhar. - Ah, agora eu enxergo o que você falou! - respondia em um misto de surpresa e animação. Pela minha visão conseguia enxergar uma série de informações, que me diziam os nomes dos mecanismos acoplados ao meu sistema. - Sirius, Orion, Alioth e Polaris. Eu consigo ver as informações sobre todos eles, que útil! - comentava, percebendo que não era assim tão incômodo as informações em meu campo de visão.

Bom, eu não entendi tudo com perfeição, mas acho que vou entender melhor conforme eu for usando. Acho que respondo melhor através do corpo. - respondia, dando a mulher um sorriso de confiança, antes de levantar da maca. - Ah não se preocupe com o combustível, acho que já sei um ideal para meu corpo! - abafaria uma risada, não deixando claro que havia consumido bastante do rum que havia na dispensa da mansão. - Vamos então? - com tudo terminado, colocaria minhas roupas outra vez, tal como o casaco de búfalo e iria para a saída junto de Luna, esperando a presença de Sam para que pudéssemos seguir até o encontro dos demais. - Sam, você conhece algum médico por essa ilha que possa tratar de uma perfuração grave? - no caminho, perguntaria a cientista sobre tal possibilidade e lembraria Luna do que havíamos conversado. - Vamos ver o que sabemos da marinha. - assim iriámos até onde Íris, Akira e os demais estavam e se houvesse alguém cuidado do local, diria. - Viemos falar com a capitã Akame, sou a irmã do ruivo que saiu daqui mais cedo, junto de outras duas mulheres e uma menina. - aguardaria uma resposta para seguir de encontro a todos, ou ficar por ali mesmo, talvez à espera de uma confusão. - A propósito Sam… - falaria com a mulher, enquanto entrávamos no local, ou enquanto esperávamos do lado de fora. - Quanto o Troy cobrou pelo treinamento? Eu ficaria feliz em poder dividir com você o valor que ele pediu!














Histórico:






_________________

Hellhounds 4 - Ragnarok - Página 3 Z0zQdpF

Hellhounds 4 - Ragnarok - Página 3 ZaT0xpq
Yami
Ver perfil do usuário
Imagem : Hellhounds 4 - Ragnarok - Página 3 SFDBQPA
Créditos : 04
Localização : Alabasta - 7ª Rota
YamiAvaliador
https://www.allbluerpg.com/t343-shimizu-d-akira#1013 https://www.allbluerpg.com/t1413-hellhounds-5-darude-sandstorm
Re: Hellhounds 4 - Ragnarok Ter Fev 08, 2022 7:33 pm

Ragnarok
- Falas | ~ Pensamentos



Estava prestes a partir em busca da capitão quando notei o semblante preocupado de minha irmã, principalmente após soltar aquelas baforadas de gelo completamente sem controle. — Quebrada? Mas o que houve? — Me aproximava preocupando, pegando no seu braço para ver se estava fraturado, notando uma fina partícula de gelo se desfazendo. — GHYAHAHA, a única coisa que você quebrou em você foi seu limite, minha irmã. Não gosto da ideia de você nunca mais ser capaz de mergulhar, mas fora isso, o mundo será seu, bastando querer. — Uma pequena carícia em seus cabelos seria feita de forma afetiva, escutando seu pedido seguinte.

Estava ansioso para a busca de informações sobre Kraa, era verdade, mas achava que eu poderia utilizar daquele tempo para repousar um pouco o meu corpo, enquanto ajudava quem estivesse precisando. — Mas é claro! Não é algo tão fácil, pois é baseado em puro instinto, mas você se sairá bem. — Acabaria chamando-a para um lugar mais distante, para que o silêncio pudesse ajudar em sua concentração.

Por lá, acabava tentando encontrar algum galho, concordando com ela da falta de necessidade de usarmos armas. — Já aprendi com o treino do Tekkai com a Shiori que nem sempre o melhor é treinar com a força total, GHYAHAHAHA. As vezes o simples também funciona. — Com isso, pediria para que ela se sentasse, enquanto eu pegaria algumas bandagens de meu kit médico, entregando para ela. — O melhor a ser feito será te privar de qualquer estímulo externo. Vamos tentar tampar seus olhos e talvez as orelhas. Quero que você enxergue o que tem ao seu redor sem olhar de fato. — Com isso, acabaria dando início às explicações teóricas, mesmo não sendo a minha área de fala.

Era difícil explicar algo que para mim acabou surgindo naturalmente. Era como um interruptor em meu cérebro que tivesse sido ligado de uma hora para a outra, mas desde então havia começado a perceber coisas que nunca havia notado. Tentaria repassar minhas experiências enquanto ela se concentrava, momento no qual começaria a balançar os galhos em sua direção para ver se ela iria reagir. Com a sua sugestão de fugir dos padrões, riria confirmando. — Está bem, está bem. Imprevisível então. — Falaria, mudando completamente os padrões.

De tempos em tempos corrigiria seus movimentos com explicações de onde ela estava errando. — Quando você começar a sentir uns certos arrepios te alertando que o perigo está chegando, é quando você deve dar ouvidos a ele e agir de acordo. Eu chamo isso de “os arrepios do Akira”! — Esperando que ela também sentisse, começaria a notar o seu progresso aos poucos, até que chegasse ao ponto onde não seria mais necessário treino, e sim prática. — E lembre-se que seu corpo sempre irá evoluir mais nos momentos extremos. Não que eu queira você em perigo, mas se acontecer, sua mente irá se adaptar ao novo perigo e evoluir ainda mais. — Diria, determinado.

Com o fim do treino, seguiria com ela de volta até os demais, observando-os treinar também. — Eu também pediria para que me ensinasse sobre o do Armamento, mas creio estarmos sem tempo e muito exaustos agora… Vamos recuperar as energias e procurar a Capitã. Todos nós temos algo a tratar com ela. E, além do mais, já deve ser hora de vocês reverem Às, o que acham?


  • Posts: 7
  • Ganhos: Shigan (Post 5), Soru (Post 6)
  • Perdas:
  • Contagem Caçador: B$ 72.500.000 - Rank C
  • Posts Desvantagem: 3/20
  • Players/NPCs: Sam, Mamaco,
  • Localização: Pyatidrov - 6ª Rota - Grand Line



PdV: 33930
STA: 800

Força: 1061 +80 +360 +500 = 2001 [Perito]
Destreza: 720 [Talentoso]
Acerto: 2655 +80 +360 +400 = 3495 [Perito] +5%
Reflexo: 0 +360 +400= 760 [Hábil]
Constituição: 400 +80 = 480 [Hábil]

Agilidade: 2127
Oportunidade de Ataque: 3
Redução de Dano: 8,5% +300 Tekkai

Qualidades:

Defeitos:

Primeiros SocorrosVocê sabe tratar ferimentos externos, de gravidade simples ou moderada, além de ser capaz de ministrar o tratamento inicial de qualquer tipo de ferimento. A proficiência primeiros socorros contempla ações como: parar sangramentos, fazer curativos, mitigar danos e similares.

CirurgiaVocê é capaz de tratar ferimentos graves e internos, desde que esteja em posse dos instrumentos apropriados.

AnatomiaVocê conhece o funcionamento e estrutura do corpo dos humanóides, sabendo identificar órgãos, artérias, veias, músculos e todo o resto.

DiagnoseVocê conhece diversas doenças, sabendo identificar seus sintomas e quadro de evolução, além disso, sabe ministrar os tratamentos para frear ou erradicar a doença, se existentes.

AcrobaciaVocê possui um corpo flexível e é capaz de dar saltos elaborados e piruetas, além disso, consegue equilibrar-se em várias superfícies, fazer malabarismo e sabe como amortecer suas quedas.

FarmáciaCom os instrumentos corretos, você é capaz de criar e manipular remédios, seja através de ingredientes orgânicos ou químicos..

HerbalismoVocê conhece plantas, ervas e suas propriedades. Sabe onde encontrar a planta ou erva que deseja, como cultivá-la, se elas têm propriedades venenosas, características curativas ou alucinógenas. Você pode utilizar as propriedades in natura das plantas e ervas que encontrar, mas essa proficiência não permite a manipulação das mesmas.

ToxicologiaVocê conhece e sabe identificar diversos venenos, sejam eles orgânicos ou não. Além disso, é capaz de produzir venenos, com os materiais e matéria prima necessários. Essa proficiência também contempla a criação de antídotos.

HipnoseAtravés de sugestões mentais, você pode tentar manipular o comportamento de um indivíduo.

FísicaVocê conhece a natureza e as suas leis, sendo capaz de realizar cálculos para prever fenômenos.


Profissão:
MédicoOs médicos são especialistas em saúde humana e/ou animal, sabendo preservar a saúde de seus companheiros e sendo capaz de tratar os mais diversos ferimentos.

Bônus: Jogadores médicos são extremos conhecedores do corpo humano, assim sendo, são capazes de aplicar e encerrar condições por meio de tratamentos, criações e técnicas, além disso, podem tratar qualquer ferimento.


Arma: BubblesArma: Bubbles
Descrição: Um par de manoplas cuidadosamente forjado para garantir uma boa proteção, com a base de tungstênio puro, mostra-se extremamente resistente ao calor, seu design parece carregar consigo alguma característica hidrodinâmica, sendo pensada para um tritão usar.
Tipo da Arma: Manopla
Qualidade: Forjada
Durabilidade: Alta
Dano: 500
Estado: Nova


Maleta Médica
Kit de Bandagens: Contém 26 bandagens para tratamento de feridos e 10 talas junto deles para caso haja necessidade.
Espaço no inventário: 2 por unidade
Bisturi: Extremamente afiado e fino, feito para uso cirúrgico.
Espaço no inventário: 0.5 por unidade
Kit de Agulha Esterilizada: 10 agulhas pré esterilizadas para facilitar tratamentos rápidos, são vendidas num pacote lacrado e com invólucros as separando...
Usos: 10 usos.
Espaço no inventário: 0.5 por unidade
Álcool: Uma garrafa de 2l de álcool para fins diversos.
Usos: 18 usos.
Espaço no inventário: 1 por unidade
Estetoscópio: Um instrumento usado por médicos para ouvir as batidas do coração entre outros barulhos internos.
Espaço no inventário: 0.5 por unidade
Medidor de Pressão: Um medidor de pressão arterial para fins médicos.
Espaço no inventário: 1 por unidade
Remédios: Remédios de uso comum, antigripal, antiinflamatório, remédio para tosse e Soro fisiológico.
Usos: 5 usos. (um uso para cada um)
Espaço no inventário: 0.5 por unidade.
Sedativos: Aqui se encontram sedativos, como morfina e afins. Especifique qual o sedativo na hora da compra. (Morfina)
Usos: 4 usos
Espaço no inventário: 0.5 por unidade
Matéria Prima para Criação de Remédios:
Itens diversos para a produção de fármacos.
Usos: 9 usos.
Espaço no inventário: 1 por unidade


Insígnia da PurezaDescrição: Essa insígnia emana um brilho colorido, como uma espécie de aura que envolve o portador. A aura pode assumir qualquer cor que o usuário escolher. Porém, é apenas visual, não sendo capaz de causar condições ao utilizar disso.







_________________

Hellhounds 4 - Ragnarok - Página 3 V8upj2D

Hellhounds 4 - Ragnarok - Página 3 YDNzcDa
Formiga
Ver perfil do usuário
Imagem : Hellhounds 4 - Ragnarok - Página 3 OFj4cNo
Créditos : 45
FormigaDesenvolvedor
https://www.allbluerpg.com/t1194-aizawa-mikagi#11079 https://www.allbluerpg.com/t768-capitulo-i-o-espetacular-takeshi-isamune
Re: Hellhounds 4 - Ragnarok Qua Fev 09, 2022 10:36 pm


Hellhounds



Sasha - Senshi - Yami

Sasha realizou mais algumas tentativas enquanto buscava ter uma noção da extensão dos seus poderes, percebendo que infelizmente ela não atirava raios lasers dos olhos. Shiori resolveu treinar com Mamaco, que prontamente instruiu sua aluna no aprendizado do Shigan, sendo o mais didático possível. Akira deixou o treino de lado e dessa vez fez o papel de professor, ajudando sua irmã com o treinamento do Haki da Observação, tentando tornar tudo mais fácil para a felina, sendo tão didático quanto Mamaco.

O tempo passou enquanto o grupo continuava imerso em treino, aumentando o leque de habilidades e possibilidades em meio ao combate. Algumas interações aconteceram no meio do caminho, Akira estava relativamente chateado por Sasha não conseguir mais entrar no mar, no entanto, ele também motivou sua irmã em outro momento. No fim, uma figura conhecida entrou no lugar, na verdade, duas figuras: a primeira dela era Luna, carregava em seu corpo um casaco de pele de Búfalo e sua expressão estava como sempre; a segunda era nada mais, nada menos que Volkerball, a irmã robô daquela estranha família.


Volker

A caçadora mostrou surpresa com o interesse de Troy, retribuindo seus ensinamentos com um pouco de informação, sem dizer nada muito importante ao homem. Mesmo que aquela relação tivesse começado com uma cobrança de favor, aparentemente eles tinham criado um verdadeiro vínculo, já que o homem retribuiu o abraço e agradeceu a ajuda que teria em qualquer momento, ainda mais sendo quase que de graça. Ele saiu, deixando As na presença de Sam que explicou tudo sobre os mecanismos colocados no corpo da garota, itens criados para suprir uma demanda da própria Ilha, enquanto outros, foram feitos de maneira mais generalizada. A caçadora agora tinha novos brinquedos, mecanismos que facilitariam sua vida e que certamente ela aprenderia a usar para o combate, já que era boa nisso.

Sam não perguntou sobre qual combustível foi escolhido, apenas ergueu uma de suas sobrancelhas ao ouvir as palavras da ciborgue. Por fim, saíram da mansão trajadas para enfrentar o frio intenso de Pyat, que agora As voltava a sentir - Uma médica? Bom, existem algumas por aqui com certeza. De cabeça, consigo lembrar de Brunka, uma mulher vinda do Novo Mundo e que se fixou nessa ilha alguns anos após meu pai sair daqui. Ela normalmente cuida daqueles que têm dinheiro! A segunda pessoa que me vem à mente vive nas arredores da cidade, é uma nativa da Ilha que usa uma medicina um tanto quanto ortodoxa, mas sim, ela tem a capacidade para tratar um ferimento desse tipo. - Respondeu a mulher caminhando pelas ruas do lugar, indo em direção ao Quartel General - Não precisa se preocupar, quando falei que era para você, ele não cobrou nada. - Concluiu a mulher.

Sam levou a dupla até a porta do Quartel, facilitando o acesso das mesmas e antes que o portão central e fechasse com a cientista do lado de fora, Volkerball ouviria sua voz - A segunda se chama Ametista, sim, como aquela pedra. Até mais! - Finalizou a mulher partindo em direção ao seu destino. Não demorou para chegarem no anexo onde sua família estava, observando alguns deles treinando no grande salão principal e outros indo/vindo do que ser a cozinha, já que estavam comendo.


Histórico:


Legenda:



Shiori
Ver perfil do usuário
Imagem : Hellhounds 4 - Ragnarok - Página 3 CSDlXWh
Créditos : 05
Re: Hellhounds 4 - Ragnarok Qui Fev 10, 2022 12:44 am
3,,
Ragnarok


Os momentos finais do treino, foram marcados por uma visita inesperada, sinceramente, eu não imaginava que fosse ver Às hoje, mas os ventos trouxeram ela até mim. Algo que me fez arregalar os olhos quando vi. Mas Sasha tinha ido mais rápido que eu até ela. Mesmo assim me aproximei ali, para ver como ela estava. Meus olhos tinham certa dúvida até por que ela chegou andando de pé.

Então meu comentário foi meio impensado, uma primeira frase meio ruim.-CARACA SEM CADEIRA DE RODAS? Isso sim!! Achei que talvez estivesse mal- eu tava feliz por ela tá inteira mesmo, com todos os membros, mesmo que não fossem exatamente os membros dela, mas foi um comentário impensado, eu já tinha indícios de algo assim.

Mas eu tinha um sorrisão enorme na cara, não deu tempo de pensar muito com a surpresa, então já falava em seguida sobre o assunto.-É muito bom te ter de volta. Seja muito bem vinda!- Disse meio que corrigindo o primeiro momento de surpresa, e era honesto de minha parte dizer isso, era muito bom ver ela.

Imaginava que se acostumar a tudo isso, e Sasha como imaginei já esperava que ela voltasse inteira, então digamos que às vezes um pouco de inocência é bom. As vezes faz bem mesmo.-É verdade, mas imagino que esse braço deve dar pra fazer uns truques, tipo o truque do dedo, só que de verdade.- Dizia aplicando o que aprendi com ilusionismo a técnica simples de parecer que eu tava removendo o meu polegar.

Então quando Sasha me pegava para que eu subisse nela iria me prender nela com as penas e me segurar com as mãos também pra poder acompanhar ela nos movimentos. Mas ainda não sabia montar. O que já me fazia ter a próxima ideia, aprender a montar pra poder ir eficientemente com ela pra o campo de batalha também. E ver o gelinho era muito legal cara.

É uma cusparada de gelo, eu ficava empolgada imaginando como ia ser isso numa luta, balançava a cauda de um lado pro outro animada. Era um poder bem diferente, e que abria muitas possibilidades.-Esse negócio é muito maneiro!!- comentei depois de ver o golpe. E quando Sasha me pegava nos braços ficava ainda mais animada dando uma lambida no rosto dela balançando a cauda super agitada e dando um beijinho depois.

Ficando um tempinho agarrada nela ali, animadinha, e confortável, e depois iria descer com cuidado, voltando para o chão e prestando atenção no assunto de novo. Era bem legal rever a Às denovo.



Historico:

_________________

Hellhounds 4 - Ragnarok - Página 3 YHVeK1M

Hellhounds 4 - Ragnarok - Página 3 VYrwji0
Sasha
Ver perfil do usuário
Imagem : Hellhounds 4 - Ragnarok - Página 3 Giphy
Créditos : 17
Localização : Rota 6 - Piutôv
SashaRank B
https://www.allbluerpg.com/t340-sasha-sparks#1002 https://www.allbluerpg.com/
Re: Hellhounds 4 - Ragnarok Qui Fev 10, 2022 12:46 am


     Ragnarok
Cat



Ao fim do treino, Sasha poderia estar um pouco cansadinha mas, poder ver a minha Ás erguida novamente e andando era algo que mexeu com a minha estrutura, não pensei e só senti correndo e indo em direção a minha Ás, largado o escudo e a lâmina pra trás, pra não pesar ainda mais  então teria pulado com os braços e pernas abertas pra que ela me segurasse, em um abraço intenso ao qual torci pra que ela fosse capaz de segurar.

Hellhounds 4 - Ragnarok - Página 3 Anime-hug

Ás lagrimas tiveram vontade de vir mas o sorriso tomou o lugar enquanto eu pude finalmente ver que ela estava bem, um peso grande me saiu das costas enquanto eu teria dito bem alto e sem pudor algum - Sasha não vai deixar machucaram a Às assim novamente, ela promete Nyan!- Eu comentaria dando mais um aperto a trazendo para próxima de mim, fazendo alguma pressão com minhas bençãos antes de dar o espaço a ela, afinal, achava que os outros também queriam ter esse momento.

- Como que funciona? - Eu teria aberto e fechado a minha mão direita enquanto apontei com a esquerda,  curiosa como qualquer gata estaria, dando uma boa olhada, eu queria saber também se podia ajudar com a manuntenção… Sabendo do que aconteceu e antes que meu coração pudesse começar a tomar um tom não colorido eu só suspirei fundo enquanto ouvi o que ela teria a dizer respondendo - É meio difícil mas Sasha acha que entendeu.- Teria dito observando qualquer coisa que ela pudesse ter ali mostrado.

O comentário da minha Shiori havia me feito arregalar os olhos um pouquinho - Não Shiori cadeira de rodas não,  eles não podiam devolver a minha Ás sem estar andando não! Sasha faria o Akira dela estudar até conseguir fazer a  Ás voltar! - Eu teria dito algo que plenamente fez sentido na minha cabeça afinal, um médico conserta as pessoas de machucados, já era estranho ele não ter colado a minha Ás de volta mas eu não ia debater isso.

Minha Shiori pegou a minha atenção e apesar de eu entender sobre truques,  eu fiquei tão distraída de como minha Shiori era bonita que eu teria virado a cabeça de lado realmente achando aquilo incrível por um momento até que Sasha entendeu - Seria bem incrível acho, dava pra dobrar e jogar igual bumerangue e voltar… Hm…. Isso é interessante aliás ALIÀS! - Eu teria dito empolgada.

- ÁS DA SASHA, ÁS DA SASHA EU TENHO QUE TE MOSTRAR ISSO, A SASHA ADQUIRIU O PODER SUPREMO OLHA-  E então eu teria ido correndo em direção a minha Shiori de forma que eu teria abaixado a minha postura pra que eu encaixasse a cabeça e os ombros pelo meio de suas pernas, então a teria erguido me transformando em uma loba com chamas azuis e geladinhas por debaixo de minha Shiori para que ela ficasse montada próxima da região do meu pescoço.

Hellhounds 4 - Ragnarok - Página 3 DanR7AL


OLHA O QUE A SASHA PODE FAZER AGORA, ELA PODE VIRAR DRAGÃO DE GELO TAMBÉM OLHA NYAARGHHH E  então teria soltado com a boca mirando longe uma rajada enorme gélida a interrompendo logo depois, apesar da aparência ameaçadora, era possível ver os olhos  super empolgados com o brilho neles e o rabo abanando, dali eu teria dito depois voltando aos poucos a minha forma humana, enquanto transicionei pra segurar a minha Shiori nos braços e então eu teria dito - A Sasha na próxima viagem vai ensinar pra sua Ás como criar  uma armadura com sua determinação pra ninguém machucar mais ela. - Teria mostrado as mãos tomando um tom negro e esticando-se quase até o cotovelo sem dificuldades.

Eu responderia ao beijinho de minha Shiori super animada, onde eu a teria mantido no colo até que ela desse um sinal pra sair,  minha Shiori não era pesada e eu gostava de ter ela nos meus braços, me julgue quem tiver coragem, não lutando quando ela quisesse descer mas, fazendo uma carinha meio xoxa.


Histórico:


_________________



Hellhounds 4 - Ragnarok - Página 3 WN4Utd7

Yami
Ver perfil do usuário
Imagem : Hellhounds 4 - Ragnarok - Página 3 SFDBQPA
Créditos : 04
Localização : Alabasta - 7ª Rota
YamiAvaliador
https://www.allbluerpg.com/t343-shimizu-d-akira#1013 https://www.allbluerpg.com/t1413-hellhounds-5-darude-sandstorm
Re: Hellhounds 4 - Ragnarok Qui Fev 10, 2022 7:30 pm

Ragnarok
- Falas | ~ Pensamentos



A figura de minha irmã era um colírio para os olhos. Metade da população feminina na ilha, e a população masculina completa, poderiam concordar comigo, mas por outros motivos. — Falando nela, vos apresento nossa irmã de lata! — Diria com um largo sorriso no rosto, já vendo Sasha avançando como um foguete na direção dela para um abraço daqueles. Por um instante, preocupava-me com a fragilidade que seu corpo ainda poderia estar sofrendo, uma vez que ela estava aprendendo a se adaptar à nova realidade, mas acreditava na determinação dela para conseguir suportar aquela bombardeada de amor.

Me aproximando mais um pouco, deixava os demais cumprimentá-la primeiro, uma vez que já havia ido visitá-la mais cedo e tido nosso momento. — Chegou na hora certa, irmã. Está pronta para voltar ao trabalho ou vai ficar dando desculpas que perdeu a memória de novo? — Riria em provocação, amando o fato de ter de volta uma das minhas melhores amigas para curtirmos a vida juntos novamente. — Estava indo agora mesmo dar uma checada que procurados temos por aqui. Além de pegar algumas informações sobre o pessoal da montanha. — Comentava, como um convite.

Após as demonstrações de Sasha e seus novos poderes, que cada vez mais aparentavam estar ficando mais sob controle, eu me retiraria para o interior do QG junto aos demais, buscando informações que pudessem nos levar até a capitã. Como sabia que não era bem-vindo por ali, deixaria que Rango conduzisse as perguntas para as pessoas por lá até que nos encontrássemos com a Capitã, onde eu sorriria de maneira animada. — Sabe, estou em mente de preparar uma grande festa pela recuperação de minha irmã, mas não vai ser possível sem ganhar alguns trocados com os procurados da ilha. Algumas informações úteis para nós? — E, dessa vez, fechando mais o semblante, também questionaria. — E principalmente sobre Kraa e os seus seguidores? Temos assuntos a tratar, como deve imaginar. — Diria, deixando claro sobre minhas intenções.



  • Posts: 8
  • Ganhos: Shigan (Post 5), Soru (Post 6)
  • Perdas:
  • Contagem Caçador: B$ 72.500.000 - Rank C
  • Posts Desvantagem: 4/20
  • Players/NPCs: Sam, Mamaco,
  • Localização: Pyatidrov - 6ª Rota - Grand Line



PdV: 33930
STA: 800

Força: 1061 +80 +360 +500 = 2001 [Perito]
Destreza: 720 [Talentoso]
Acerto: 2655 +80 +360 +400 = 3495 [Perito] +5%
Reflexo: 0 +360 +400= 760 [Hábil]
Constituição: 400 +80 = 480 [Hábil]

Agilidade: 2127
Oportunidade de Ataque: 3
Redução de Dano: 8,5% +300 Tekkai

Qualidades:

Defeitos:

Primeiros SocorrosVocê sabe tratar ferimentos externos, de gravidade simples ou moderada, além de ser capaz de ministrar o tratamento inicial de qualquer tipo de ferimento. A proficiência primeiros socorros contempla ações como: parar sangramentos, fazer curativos, mitigar danos e similares.

CirurgiaVocê é capaz de tratar ferimentos graves e internos, desde que esteja em posse dos instrumentos apropriados.

AnatomiaVocê conhece o funcionamento e estrutura do corpo dos humanóides, sabendo identificar órgãos, artérias, veias, músculos e todo o resto.

DiagnoseVocê conhece diversas doenças, sabendo identificar seus sintomas e quadro de evolução, além disso, sabe ministrar os tratamentos para frear ou erradicar a doença, se existentes.

AcrobaciaVocê possui um corpo flexível e é capaz de dar saltos elaborados e piruetas, além disso, consegue equilibrar-se em várias superfícies, fazer malabarismo e sabe como amortecer suas quedas.

FarmáciaCom os instrumentos corretos, você é capaz de criar e manipular remédios, seja através de ingredientes orgânicos ou químicos..

HerbalismoVocê conhece plantas, ervas e suas propriedades. Sabe onde encontrar a planta ou erva que deseja, como cultivá-la, se elas têm propriedades venenosas, características curativas ou alucinógenas. Você pode utilizar as propriedades in natura das plantas e ervas que encontrar, mas essa proficiência não permite a manipulação das mesmas.

ToxicologiaVocê conhece e sabe identificar diversos venenos, sejam eles orgânicos ou não. Além disso, é capaz de produzir venenos, com os materiais e matéria prima necessários. Essa proficiência também contempla a criação de antídotos.

HipnoseAtravés de sugestões mentais, você pode tentar manipular o comportamento de um indivíduo.

FísicaVocê conhece a natureza e as suas leis, sendo capaz de realizar cálculos para prever fenômenos.


Profissão:
MédicoOs médicos são especialistas em saúde humana e/ou animal, sabendo preservar a saúde de seus companheiros e sendo capaz de tratar os mais diversos ferimentos.

Bônus: Jogadores médicos são extremos conhecedores do corpo humano, assim sendo, são capazes de aplicar e encerrar condições por meio de tratamentos, criações e técnicas, além disso, podem tratar qualquer ferimento.


Arma: BubblesArma: Bubbles
Descrição: Um par de manoplas cuidadosamente forjado para garantir uma boa proteção, com a base de tungstênio puro, mostra-se extremamente resistente ao calor, seu design parece carregar consigo alguma característica hidrodinâmica, sendo pensada para um tritão usar.
Tipo da Arma: Manopla
Qualidade: Forjada
Durabilidade: Alta
Dano: 500
Estado: Nova


Maleta Médica
Kit de Bandagens: Contém 26 bandagens para tratamento de feridos e 10 talas junto deles para caso haja necessidade.
Espaço no inventário: 2 por unidade
Bisturi: Extremamente afiado e fino, feito para uso cirúrgico.
Espaço no inventário: 0.5 por unidade
Kit de Agulha Esterilizada: 10 agulhas pré esterilizadas para facilitar tratamentos rápidos, são vendidas num pacote lacrado e com invólucros as separando...
Usos: 10 usos.
Espaço no inventário: 0.5 por unidade
Álcool: Uma garrafa de 2l de álcool para fins diversos.
Usos: 18 usos.
Espaço no inventário: 1 por unidade
Estetoscópio: Um instrumento usado por médicos para ouvir as batidas do coração entre outros barulhos internos.
Espaço no inventário: 0.5 por unidade
Medidor de Pressão: Um medidor de pressão arterial para fins médicos.
Espaço no inventário: 1 por unidade
Remédios: Remédios de uso comum, antigripal, antiinflamatório, remédio para tosse e Soro fisiológico.
Usos: 5 usos. (um uso para cada um)
Espaço no inventário: 0.5 por unidade.
Sedativos: Aqui se encontram sedativos, como morfina e afins. Especifique qual o sedativo na hora da compra. (Morfina)
Usos: 4 usos
Espaço no inventário: 0.5 por unidade
Matéria Prima para Criação de Remédios:
Itens diversos para a produção de fármacos.
Usos: 9 usos.
Espaço no inventário: 1 por unidade


Insígnia da PurezaDescrição: Essa insígnia emana um brilho colorido, como uma espécie de aura que envolve o portador. A aura pode assumir qualquer cor que o usuário escolher. Porém, é apenas visual, não sendo capaz de causar condições ao utilizar disso.







_________________

Hellhounds 4 - Ragnarok - Página 3 V8upj2D

Hellhounds 4 - Ragnarok - Página 3 YDNzcDa
Às
Ver perfil do usuário
Imagem : Hellhounds 4 - Ragnarok - Página 3 PqslDr4
Créditos : 38
ÀsDesigner
https://www.allbluerpg.com/t271-as-e-volkerball#780 https://www.allbluerpg.com/t742-sharp-teeth-and-hard-fists
Re: Hellhounds 4 - Ragnarok Qui Fev 10, 2022 10:32 pm



»» Ragnarok ««

- Às Volkerbäll -


Ж


Era natural da minha parte o sentimento de querer, pelo menos, dividir o valor que Sam pudesse ter pago a Troy para que o mesmo me treinasse. Havia um sentimento de não permanecer em uma dívida crescente com a mulher, mas precisava admitir que ao ouvir que o caçador sequer cobrou um valor ao saber que era eu quem ele treinaria me arrancou um sorriso de satisfação. - Foi pago para isso né? - pensava com o sorriso nos lábios, pois entendia agora que o abraço retribuído de mais cedo tinha um sentimento bem diferente sem os valores monetários que eles até aquele momento teriam. - Ortodoxa você diz? - a conversa seguia seu rumo natural, com a mulher a responder-me acerca das pessoas cujas capacidades médicas poderiam atender as necessidades de um ferido Kraa. - Hmm, bom saber. Talvez eu visite algumas delas. - comentava para com Sam, sentindo o ar frio em meu rosto conforme nos aproximávamos da base da marinha, onde a mulher ajudava a facilitar meu acesso.

Qualquer coisa é só me chamar! - mantinha uma postura altiva, apesar do frio, protegida pelo casaco, mas agindo como se o frio do local não fosse um problema real a minha pessoa, despedia-me de Sam, sorrindo para a mulher enquanto demonstrava minha preocupação naquelas palavras. - Você é importante pra mim agora, então não hesite em me chamar. - dava uma piscadela enquanto observava o portão se fechar entre nós duas. - Temos alguns novos locais agora. - comentava com Luna, claramente a respeito das médicas, enquanto seguíamos rumo ao complexo, onde imediatamente podia observar todos por ali, enquanto uma ansiedade crescente parecia fulminar-me.

Não havia palavras a dizer, senti-me muda, como se absorvesse aquele instante igual a um pintor que admira uma paisagem pronta a ser pintada. Minha presença no entanto era rapidamente percebida e as reações tão abruptamente sinceras, em especial de Sasha, faziam com que Sirius sinalizasse pelo canto do olhar o alerta de uma rápida aproximação. - É eu vou ser atacada mesmo! - pensava em resposta, mas claramente não parecia alguém determinada a evitar aquele avanço. Sasha pulou em mim e eu obviamente aceitava seu abraço absorvendo-o sem grandes problemas, porém eventualmente me deixava ceder, caminhando alguns passos para trás até cair. - Prefiro gastar essa força em um abraço. - pensava com felicidade enquanto minha irmã, tal como uma gata, parecia não saber o que fazer comigo naquela situação. - Eu sei que não vai. Sua Às também promete o mesmo, tal como promete não dar mais um susto desses. - dizia com voz abafada, uma vez que ela parecia querer me sufocar entre bem...em um local que eu gostava de estar, mas não exatamente naquele contexto.

A surpresa e emoção do reencontro deu lugar a dúvida e a curiosidade, era engraçado ver Sasha interessada em como meu corpo funcionava agora e mesmo a reação inicial de Shiori me arrancou risos. - Kihaahahaha! Eu estava mal, mas agora me sinto nova em folha… - olhava para meu corpo e me corrigia. - ...ou seria mais correto, firme como metal recém forjado? - ria, gesticulando com minhas mãos igual Sasha fazia antes de dar-lhe um afago em seus cabelos. - Eu consigo sentir tudo outra vez. Sam juntou a tecnologia dela com os conhecimentos médicos da minha mãe, aparentemente eu uso um conceito de acupuntura que replica os acupontos de um corpo orgânico em minha estrutura cibernética, onde uma vez interligado e estimulado pela minha coluna eu consigo enviar impulsos elétricos ao cérebro, captando as reações de toque e fazendo recuperar as sensações de tato. - disparava as informações como uma especialista, mantendo uma seriedade estranha que logo se quebraria em um riso. - É isso, mas não me pede pra falar mais porque eu não entendi nem o que eu falei. - apontava para meu olho esquerdo. - Eu li as informações que Sirius me passou. Ele é um mecanismo que Sam instalou em mim, ele me dá as informações do meu corpo e outras coisas, mas eu ainda estou aprendendo. - tocava o globo ocular para mostrar que era de fato um olho sintético.

Ouvia minhas irmãs conversarem e lembrava com prazer o quanto momentos como esse eram bons. - Eu prefiro não arriscar o truque do dedo, especialmente agora que eu recuperei minhas sensações Kihaahaha. - gesticulava de maneira negativa, mas logo ponderava. - Mas eu tenho alguns truques, quem sabe eu não mostro para vocês depois?! - não gostaria de cortar a animação delas. - Mas é bom estar de volta! - dizia com satisfação antes de Sasha chamar-me a atenção para algo incrível. - Ooohh você tá parecendo um protetor das montanhas! - dizia com os olhos brilhando, aproximando-me para tocar em Sasha, enquanto ela se abaixava para que Shiori montasse nela. - Minha mãe costumava me contar histórias sobre um lobo de pelos brancos que protegia as pessoas nas montanhas e locais gélidos. Sempre achei que fosse apenas um mito antigo! Mas olha pra você! - a animação me tirava da racionalidade ao ponto de esquecer o óbvio, que o poder de Sasha vinha de uma akuma no mi. Mas como lembrar quando um lobo de chamas azuis bafora uma rajada de gelo? Super legal.

Akira vinha ao meu encontro e inicialmente eu brincava com ele ao ser questionada sobre voltar ao trabalho. O encarava com seriedade. - Quem é você mesmo? - dizia com um olhar de dúvida, mas logo sorriria. - Engana-se se acha que eu fiquei só parada. Eu tenho informações, mas primeiro quero falar com Akame, saber o que ela tem a oferecer nesse quesito. - explicava ao ruivo, enquanto Sasha voltava a falar, desta vez sobre uma armadura negra. - Se for o que estou pensando, eu topo! - apertava meu punho em pura afirmação, enquanto permanecia junto deles até encontrar com Akame, mas não esquecendo de falar com Sasha algo importante. - Hey Sasha. Eu vou precisar de novas manoplas já que as minhas se foram nas montanhas. Também vou precisar de duas espadas se não for muito trabalho pra você.

Você deve ser Akame! Eu me chamo Às. - faria uma leve reverência cortês, mantendo-me bem protegida pelo casaco. - Eu procurei saber sobre Kraa, mas parece que as ações na montanha são envoltas em mistérios, o que vocês sabem exatamente dessa situação? - faria um questionamento bem direto, iniciando assim uma eventual conversa com a capitã.













Histórico:






_________________

Hellhounds 4 - Ragnarok - Página 3 Z0zQdpF

Hellhounds 4 - Ragnarok - Página 3 ZaT0xpq
Formiga
Ver perfil do usuário
Imagem : Hellhounds 4 - Ragnarok - Página 3 OFj4cNo
Créditos : 45
FormigaDesenvolvedor
https://www.allbluerpg.com/t1194-aizawa-mikagi#11079 https://www.allbluerpg.com/t768-capitulo-i-o-espetacular-takeshi-isamune
Re: Hellhounds 4 - Ragnarok Sex Fev 11, 2022 5:14 pm


Hellhounds



Sasha - Senshi - Yami

O reencontro aconteceu de maneira tranquila e repleta de curiosidade por parte de alguns membros da família, que ficavam surpresos com o novo corpo de Volkerball e também com os novos poderes de Sasha. A conversa rolou ali mesmo, enquanto Akira levantava o ponto de necessidade em buscar informações do Kraa, sendo As responsável por citar algumas informações que adquiriu na sua jornada até aqui. Todos estavam felizes e animados por estarem juntos novamente, promessas foram feitas e demonstrações de algumas habilidades também aconteceram, como o caso do Haki do Armamento da Felina. Falando nela, ela estava de certa forma aprendendo a dominar suas habilidades, no entanto, ainda era acometida por algumas transformações involuntárias, o que acabava podendo ser ruim em certos momentos.

Eles estavam prontos para ir em busca de Akame, Mamaco havia ido para cozinha, acompanhado por Astolfo, que parecia querer aprender algo de novo com o símio. Iris estava por ali, ela se aproximava de As com um sorriso no rosto, olhando para ela e Akira com os olhos brilhando, voltando em seguida sua atenção para Sasha e Shiori, a pequena não disse nada, mas ela estava nitidamente feliz com a reunião. Por fim, todos estavam prontos para ir encontrar Akame, porém, antes mesmo que pudessem dar um passos sequer para fora do anexo da Marinha, a porta do lugar se abriu, revelando a presença da figura de cabelos vermelhos e com trajes que mostravam ser a Capitã – Estão de saída? – Falou a mulher entrando no local em passos lentos e tranquilos.

Ela logo escutou toda demanda vinda do grupo, que buscava informações sobre Kraa e sua história em si na Ilha - Depois que Noema entrou em contato comigo, passamos esses dias investigando mais a fundo todo esse problema. A cabeça daquela procurada nos deu uma dica sobre quem pode estar por trás disso tudo. – Ela foi concisa em sua explicação, não parecia ser uma pessoa de muitos rodeios - Kraa faz parte de uma Seita que adora um Demônio chamado Mephisto, sua simbologia retrata uma grande criatura humanóide com quatro braços. Em sua doutrina está os sacrifícios em troca de proteção e também para trazê-lo de volta a vida. – Ela parou por alguns segundos, observando a presença da pequena garota que estava por ali - Alguém pode levá-la para outro lugar? – Perguntou com um olhar sério.

Mizuki agiu rapidamente, puxando a garota interagindo com ela com um largo sorriso em seu rosto, tapeando a pequena espertinha que claramente notou o teor da conversa dos adultos que ali estavam, mas, que partiu sem muitas reclamações logo em seguida - Desculpe, acabei não notando ela por aqui. – Bradou a mulher dando continuidade ao seu falatório - Sinceramente acho que isso tudo é balela para enganar aqueles com mente fraca, acredito que ele use essa desculpa para acumular seguidores, já que conseguimos informações que deixam claro a conexão do Kraa com outras organizações, como por exemplo: Os Minotauros de Asmodeus; The Dragons e soubemos de última hora que Kraa está ligado também a uma organização chamada Agulha Escarlate. – Finalizou a mulher dando tempo para que eles digerirem toda a informação.

Ela não demorou para voltar ao falatório - Enfim, nós não sabíamos que isso estava tão enraizado assim em Pyat, foi uma surpresa para mim. Nosso setor de inteligência conseguiu dois pontos onde ele pode estar, o primeiro é na cidade e nós da marinha tomaremos conta de vasculhar por lá, vim aqui justamente para pedir o apoio de vocês em ir ao segundo ponto, nos arredores da cidade. Estamos com poucos homens disponíveis para isso, na verdade, com força para enfrentar alguém tão forte, isso é, contando com as palavras de Noema sobre ele. Não sei informar se ele está sozinho ou não, provavelmente os homens que vocês derrotaram na montanha não são os únicos em seu comando, então, isso será trabalhoso. – Concluiu a mulher.

Akame então passou todas as informações necessárias para eles irem atrás do ponto, falando sobre a mesma médica que Sam citou anteriormente para Volkerball. A localização não ficava muito longe dali, nos arredores de Lukomorye e antes de Maly Kitezh. Não parando por aí, a capitã citou também sobre o pedido de Sasha, deixando duas opções para felina: A primeira era a própria marinha pegar uma quantidade de Gelo Eterno, sendo necessário o pagamento por parte da garota de um valor – Vamos colocar 1kk por material para forjar 1 arma – ou ela mesmo podia ir, nesse caso ficando por sua responsabilidade lidar com o transporte e também a mineração do material. Enfim, quais escolhas o grupo tomaria? Contaria com a ajuda da marinha naquela empreitada? Fariam as coisas com suas próprias informações? Eis a questão.


Histórico:


Legenda:



Yami
Ver perfil do usuário
Imagem : Hellhounds 4 - Ragnarok - Página 3 SFDBQPA
Créditos : 04
Localização : Alabasta - 7ª Rota
YamiAvaliador
https://www.allbluerpg.com/t343-shimizu-d-akira#1013 https://www.allbluerpg.com/t1413-hellhounds-5-darude-sandstorm
Re: Hellhounds 4 - Ragnarok Sex Fev 11, 2022 5:56 pm

Ragnarok
- Falas | ~ Pensamentos



A calorosa reunião era tamanha que poderia derreter a neve daquela gelada ilha. Além do mais, percebia que cada um dali estava pronto para colocar em prova aquilo que havia treinado depois de tantos dias, não perdendo tempo até o reencontro com Akame. A capitã, entretanto, acabava nos encontrando primeiro no momento derradeiro, destacando as informações que esteve acumulando. — Mephisto parece nome de carneiro. — Diria, completamente alienado de todo o contexto daquela conversa, apesar de ainda manter o foco no que importava. Com a saída de Mizuki e Íris, sentia-me aliviado por podermos tratar melhor o assunto de forma direta, e Akame prosseguia.

Ao notar a quantidade de grupos que Kraa fazia parte, eu começava a socar meus punhos uns contra os outros, aquecendo os músculos que estavam prontos para chutar aquele cara até os confins do mundo. — Quando eu chutar o rabo dele pra fora daqui, vou apresentar uma nova seita. A seita que dói menos! — Comentava tentando levantar o ânimo dos demais, bem como desmoralizar meu futuro oponente.

Quando enfim informado um possível local onde ele poderia estar, eu já começaria a me tremer de tanta energia acumulada, deixando que Akame finalizasse com as informações. — E o que estamos esperando?! Vamos antes que ele sinta o cheiro da nossa vitória e fuja de medo! — Começaria a correr em círculos, jogando meu casaco no chão numa euforia desenfreada. — Vou precisar disso. — Diria pegando-o de novo, mas sem me conter de fato.

Com o caminho até a localização sendo indicada para mim, começaria a correr na frente de todos, gastando toda aquela energia em excesso para poder enfrentá-lo com tudo. — Vamos logo, não há tempo a perder!! — E, de forma totalmente impulsiva, começava a correr em meio a neve, em direção ao local onde havia sido indicado ou, no pior dos casos, no lugar onde eu sentia que deveria estar indo.

Hellhounds 4 - Ragnarok - Página 3 Giphy-downsized-large

Com as manoplas já em punho, começaria a rondar o lugar com um olhar atento, dando uma má encarada em todo mundo que surgisse no caminho. Naquele momento, estava em meu modo de caça, e o arrepio do Akira seria essencial para me alertar do perigo iminente, bem como em guiar meus passos para o local certo que eu deveria estar indo. Por lá, observaria também a presença de meus irmãos e aliados, esperando que o trabalho em conjunto fosse o suficiente para a nossa revanche contra aquele esquisitão.


  • Posts: 9
  • Ganhos: Shigan (Post 5), Soru (Post 6)
  • Perdas:
  • Contagem Caçador: B$ 72.500.000 - Rank C
  • Posts Desvantagem: 5/20
  • Players/NPCs: Sam, Mamaco,
  • Localização: Pyatidrov - 6ª Rota - Grand Line



PdV: 33930
STA: 800

Força: 1061 +80 +360 +500 = 2001 [Perito]
Destreza: 720 [Talentoso]
Acerto: 2655 +80 +360 +400 = 3495 [Perito] +5%
Reflexo: 0 +360 +400= 760 [Hábil]
Constituição: 400 +80 = 480 [Hábil]

Agilidade: 2127
Oportunidade de Ataque: 3
Redução de Dano: 8,5% +300 Tekkai

Qualidades:

Defeitos:

Primeiros SocorrosVocê sabe tratar ferimentos externos, de gravidade simples ou moderada, além de ser capaz de ministrar o tratamento inicial de qualquer tipo de ferimento. A proficiência primeiros socorros contempla ações como: parar sangramentos, fazer curativos, mitigar danos e similares.

CirurgiaVocê é capaz de tratar ferimentos graves e internos, desde que esteja em posse dos instrumentos apropriados.

AnatomiaVocê conhece o funcionamento e estrutura do corpo dos humanóides, sabendo identificar órgãos, artérias, veias, músculos e todo o resto.

DiagnoseVocê conhece diversas doenças, sabendo identificar seus sintomas e quadro de evolução, além disso, sabe ministrar os tratamentos para frear ou erradicar a doença, se existentes.

AcrobaciaVocê possui um corpo flexível e é capaz de dar saltos elaborados e piruetas, além disso, consegue equilibrar-se em várias superfícies, fazer malabarismo e sabe como amortecer suas quedas.

FarmáciaCom os instrumentos corretos, você é capaz de criar e manipular remédios, seja através de ingredientes orgânicos ou químicos..

HerbalismoVocê conhece plantas, ervas e suas propriedades. Sabe onde encontrar a planta ou erva que deseja, como cultivá-la, se elas têm propriedades venenosas, características curativas ou alucinógenas. Você pode utilizar as propriedades in natura das plantas e ervas que encontrar, mas essa proficiência não permite a manipulação das mesmas.

ToxicologiaVocê conhece e sabe identificar diversos venenos, sejam eles orgânicos ou não. Além disso, é capaz de produzir venenos, com os materiais e matéria prima necessários. Essa proficiência também contempla a criação de antídotos.

HipnoseAtravés de sugestões mentais, você pode tentar manipular o comportamento de um indivíduo.

FísicaVocê conhece a natureza e as suas leis, sendo capaz de realizar cálculos para prever fenômenos.


Profissão:
MédicoOs médicos são especialistas em saúde humana e/ou animal, sabendo preservar a saúde de seus companheiros e sendo capaz de tratar os mais diversos ferimentos.

Bônus: Jogadores médicos são extremos conhecedores do corpo humano, assim sendo, são capazes de aplicar e encerrar condições por meio de tratamentos, criações e técnicas, além disso, podem tratar qualquer ferimento.


Arma: BubblesArma: Bubbles
Descrição: Um par de manoplas cuidadosamente forjado para garantir uma boa proteção, com a base de tungstênio puro, mostra-se extremamente resistente ao calor, seu design parece carregar consigo alguma característica hidrodinâmica, sendo pensada para um tritão usar.
Tipo da Arma: Manopla
Qualidade: Forjada
Durabilidade: Alta
Dano: 500
Estado: Nova


Maleta Médica
Kit de Bandagens: Contém 26 bandagens para tratamento de feridos e 10 talas junto deles para caso haja necessidade.
Espaço no inventário: 2 por unidade
Bisturi: Extremamente afiado e fino, feito para uso cirúrgico.
Espaço no inventário: 0.5 por unidade
Kit de Agulha Esterilizada: 10 agulhas pré esterilizadas para facilitar tratamentos rápidos, são vendidas num pacote lacrado e com invólucros as separando...
Usos: 10 usos.
Espaço no inventário: 0.5 por unidade
Álcool: Uma garrafa de 2l de álcool para fins diversos.
Usos: 18 usos.
Espaço no inventário: 1 por unidade
Estetoscópio: Um instrumento usado por médicos para ouvir as batidas do coração entre outros barulhos internos.
Espaço no inventário: 0.5 por unidade
Medidor de Pressão: Um medidor de pressão arterial para fins médicos.
Espaço no inventário: 1 por unidade
Remédios: Remédios de uso comum, antigripal, antiinflamatório, remédio para tosse e Soro fisiológico.
Usos: 5 usos. (um uso para cada um)
Espaço no inventário: 0.5 por unidade.
Sedativos: Aqui se encontram sedativos, como morfina e afins. Especifique qual o sedativo na hora da compra. (Morfina)
Usos: 4 usos
Espaço no inventário: 0.5 por unidade
Matéria Prima para Criação de Remédios:
Itens diversos para a produção de fármacos.
Usos: 9 usos.
Espaço no inventário: 1 por unidade


Insígnia da PurezaDescrição: Essa insígnia emana um brilho colorido, como uma espécie de aura que envolve o portador. A aura pode assumir qualquer cor que o usuário escolher. Porém, é apenas visual, não sendo capaz de causar condições ao utilizar disso.




_________________

Hellhounds 4 - Ragnarok - Página 3 V8upj2D

Hellhounds 4 - Ragnarok - Página 3 YDNzcDa
Às
Ver perfil do usuário
Imagem : Hellhounds 4 - Ragnarok - Página 3 PqslDr4
Créditos : 38
ÀsDesigner
https://www.allbluerpg.com/t271-as-e-volkerball#780 https://www.allbluerpg.com/t742-sharp-teeth-and-hard-fists
Re: Hellhounds 4 - Ragnarok Sex Fev 11, 2022 7:20 pm



»» Ragnarok ««

- Às Volkerbäll -


Ж


Com todos enfim reunidos, era o momento de trocarmos informações com Akame, que surgia de maneira inesperada no exato instante em que caminhávamos para fora do complexo de treinamento. Maior do que a surpresa em vê-la naquele momento, sem sombra de dúvidas era a aparência da mulher que me fazia reclamar em pensamento, porque sempre tão instigantes? - Essa é a Akame? - questionaria Shiori com um sussurro, enquanto observava a mulher dos pés a cabeça. - Interessante… - comentava, observando Luna com um olhar repleto de interesse, que logo mudava de foco para o assunto que deveria ser nossa prioridade.

A explicação da capitã era complexa e pareceu em um primeiro instante misturar-se ao misticismo enquanto atrelava-se a figura de uma criatura de nome Mephisto, mas que rapidamente mostrou-se um subterfúgio para afastar Íris da conversa e assim falar de tudo o que ela sabia. - Muitos nomes conhecidos, espero que seja apenas coincidência… - olharia para todos os meus irmãos. - ...senão vamos ter de bater em muito mais gente do que pensamos! - mantinha-me com os braços cruzados e o olhar carregado de seriedade, enquanto partilhava do que eu sabia. - Kraa está ferido e as fontes que tenho indicam que ele pode estar recebendo ajuda de pessoas na cidade, mas também existe uma médica nos arredores que tem o conhecimento para tratar os ferimentos do desgraçado. - explicava a situação e podia ouvir com clareza a animação de Akira, antes de contestar sua pressa.

Calma lá! Não há certezas de que Kraa esteja sozinho, muito menos de que ele esteja nos arredores. Se quisermos vencer, temos que dar um tiro certeiro, do contrário só perderemos tempo e vamos expor as pessoas que amamos a uma retaliação. - explicava, embora soubesse que planejar era algo ruim não apenas da minha parte como também uma completa inexistência por parte de Akira e Sasha. - Nós vamos até os arredores, mas só faremos isso se você prometer a segurança dos nossos. - apontava para Akame, aguardando uma confirmação da mulher para assim aceitar seguir rumo ao destino que nos fora solicitado. - Lembre-se do que eu falei mais cedo. - comentaria com Luna. - Se estiver em perigo, cante o mais alto que puder e eu virei até você. - sorriria para mulher e seguiria o caminho com meus irmãos, utilizando Sirius para orientar-me a respeito da direção que deveríamos seguir.

Orientaria os demais e partiria junto deles a passos rápidos até os arredores de Lukomorye, onde cessaria meu avanço próximo do local enquanto permaneceria atenta a eventuais surpresas. - Fiquem atentos!













Histórico:






_________________

Hellhounds 4 - Ragnarok - Página 3 Z0zQdpF

Hellhounds 4 - Ragnarok - Página 3 ZaT0xpq
Sasha
Ver perfil do usuário
Imagem : Hellhounds 4 - Ragnarok - Página 3 Giphy
Créditos : 17
Localização : Rota 6 - Piutôv
SashaRank B
https://www.allbluerpg.com/t340-sasha-sparks#1002 https://www.allbluerpg.com/
Re: Hellhounds 4 - Ragnarok Sex Fev 11, 2022 8:53 pm


Ragnarok
Cat


O começo da conversa pareceu tranquilo, era um papo doido de culto doido a demônio doido aqui e ali e até então nada de novo nessa história, cultistas são sempre cultistas mas então eu teria ficado verdadeiramente alerta quando ouvi o nome da agulha escarlate, tendo um calafrio imenso que me percorreu da ponta da cauda até a cabeça em um misto de memórias ruins e um ódio ao qual quase me fez tremer no momento, fechei os punhos e meu olhar teria tornado-se muito mais violento, como se é esperado de alguém que sofreu muito e encontra a possibilidade de encarar seu agressor.

Suspirei, respondendo a minha Às, talvez como um jeito de não surtar? Sei lá, Só quis responder mesmo e é isso. - Eu não vejo problemas, posso fazer sim.- Comentei ouvindo o que minha Shiori havia dito e… Realmente quantos necromantes teriamos de enterrar pro mundo parar de nos mandar eles?

- Eles estão agrupados? Bom, muito bom na verdade. Se estiverem tudo em um lugar só é só a Sasha cortar o lugar Nyarghhh - Inconscientemente acabei deixando um rosnado escapar, ouvindo o que Ás havia levantado também, eu não me importava em lutar contra um grande número de inimigos… Na verdade isso acontecia com bastante frequência mas, proteger os outros enquanto se luta é difícil… - Às sabe guiar até lá? Sasha precisa da ajuda nisso, se vocês não quiserem se meter com esse problema, Sasha não vai ficar chateada, eles são ruins, de verdade, fazem até a Sasha parecer uma santa.- Era um questionamento de preocupação raro ao qual eu fazia, pois em geral eu não teria feito isso e só iria correndo até achar o local mas, eu sabia o que eles podiam querer fazer e eu podia lutar a minha guerra com a minha Shiori sem precisar que ninguém mais se machucasse.

Tentei respirar fundo novamente mas, os punhos já estavam bem fechados segurando minha arma e meu escudo, onde comentei a Akame - Por favor, diga ao seu contato que preciso de o suficiente pra pelo menos 5 armas, dinheiro não é o problema…. Vamos? - Eu teria dito, tentando acompanhar a Akira naquele momento, eu odiava o fato de este nome mexer comigo desse jeito, talvez se eu fosse capaz de lutar contra, eu pudesse agir mais naturalmente… E hoje em dia eu definitivamente posso.


Histórico:


_________________



Hellhounds 4 - Ragnarok - Página 3 WN4Utd7

Shiori
Ver perfil do usuário
Imagem : Hellhounds 4 - Ragnarok - Página 3 CSDlXWh
Créditos : 05
Re: Hellhounds 4 - Ragnarok Sex Fev 11, 2022 8:55 pm
3,,
Ragnarok


As informações iam chegando aos meus ouvidos, depois do nosso reencontro, eu tinha em mente que as coisas iam começar a esquentar completamente. Então ao ouvir o nome da organização já assimilava o que estava acontecendo.-Então eles agora, realmente, mandaram alguém relevante.- disse coçando o queixo enquanto ia terminando de ouvir. A organização tinha pessoas especialistas no que eles faziam, então era o tipo de coisa, que precisava de muito poder pra lidar, e de certo modo, as coisas com eles não tinham meios termos.

Bem eu não sabia se era fachada ou não, realmente pode ter algo assim no mundo, não duvido de nada nesse sentido, já vi mortos se levantando duas vezes, mais um levantar seria rotina.-Olha conhecendo a organização, eu diria que pode não ser fachada, eu já vi mortos ressuscitando na minha frente três vezes em poucas semanas, eles acordarem mais um? É só rotina.- disse me lembrando das memórias ruins lutando com a galera morta do Sinistro… Ele era mesmo Sinistro… E até agora enfrentamos muitos inimigos, até mesmo alguns membros da força tarefa deles, no entanto, eles agora estavam começando a mandar pessoas de maior peso aparentemente.

Chega deu aquele arrepio e balancei a cabeça de um lado pro outro. Onde respirei profundamente e voltei a comentar sobre o assunto pensando que se a Sasha lembrava o nome, ela provavelmente ainda guardava muita memória ruim também.-É verdade, eles são gente bem complicada. Diria que esse problema é realmente grande. Se eles começaram a mandar pessoas relevantes da organização isso não é brincadeira.- falei começando a me preparar, calcei as manoplas, e iria colocar as botas, começando a acompanhar a Sasha nesse momento. Pra onde ela estava indo.



Historico:

_________________

Hellhounds 4 - Ragnarok - Página 3 YHVeK1M

Hellhounds 4 - Ragnarok - Página 3 VYrwji0