Bem-vindo ao

All Blue

É com muito prazer que lhes damos os comprimentos ao nosso RPG. All Blue se trata de um RPG narrativo com o ambiente principal centrado em One Piece, obra de Eiichiro Oda.
Se divirta nessa nova aventura e se torne o novo rei pirata... Se puder!

Últimos assuntos
Ato II — Tiro, Porrada e ÁguaHoje à(s) 12:46 amporFormigaCap 3 - Uma gloriosa evoluçãoOntem à(s) 11:40 pmporRexCidade do Pecado, 罪市Ontem à(s) 11:15 pmporKoji2 - Fat Bottomed GirlsOntem à(s) 11:05 pmporMakaShen IkimuraOntem à(s) 10:59 pmporFormigaCrie sua Forma ZoanOntem à(s) 10:30 pmporSashaTeste seu TemplateOntem à(s) 10:16 pmporSadakiyoCriação de AventurasOntem à(s) 9:38 pmporSadakiyoKit mestre JOntem à(s) 9:22 pmpormestrejCapitulo 1 - O homem do terminal cinza!Ontem à(s) 9:06 pmporBarnabasBenks

Moda casual de luxo

Página 1 de 10 1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8, 9, 10  Seguinte
Kenshin
Imagem :
Moda casual de luxo - Página 2 Ahri
Créditos :
41
Ver perfil do usuário https://www.allbluerpg.com/t360-agatha-harkness https://www.allbluerpg.com/t1972-capitulo-iii-solsticio#21373
Kenshin
Desenvolvedor
Moda casual de luxo Ter Set 28, 2021 10:07 pm
Relembrando a primeira mensagem :

Moda casual de luxo

Aqui ocorrerá a aventura do(a) Civil Arthur Gyoukou Chesire. A qual não possui narrador definido.

_________________

Moda casual de luxo - Página 2 J09J2lK

"Ah, mas eu não quero ter dois caminhos ou ah, mas eu não quero ter caminho nenhum. Ué, você já pode porra, a única coisa que te impede de fazer isso é ser zé metinha e querer ficar comparando o tamanho do pau com o coleguinha pra compensar o ego frustrado." - Luquinhas, 2022

Achiles
Imagem :
Moda casual de luxo - Página 2 Bf3w3iH
Créditos :
20
Localização :
Farol - Grand Line
Ver perfil do usuário https://www.allbluerpg.com/t1735-caitlyn-g#18385 https://www.allbluerpg.com/t2060-iv-you-ll-never-see-me-cry#22235
Achiles
Pirata
Re: Moda casual de luxo Qui Out 07, 2021 7:10 pm
♪ Luxury ♪

Arthur Chesire

A energia de Chesire parecia ser contagiante para o Professor que o olhava com uma certa emoção e compartilhava da empolgação do jovem. – Hahahaha! Caralho, garoto! Faz tempo que eu não via uma ideia tão estranha e interessante ao mesmo tempo! – O homem gargalhava conforme Arthur ia expondo o que tinha em sua mente. Com a ideia já tracejada de como deveriam seguir com aquele projeto, o carpinteiro começava a fazer o seu trabalho.

O seu pincel formava linhas retas usando do apoio de uma régua e o observador curioso começava a entender cada passo de como deveria se começar um projeto, cada pergunta que deveria fazer e como que deveria pensar, ele calculava como que o barco se comportaria em mares mais tempestuosos sem que se partisse ao meio e mesmo a estrutura de uma estrela de sete pontas ser complicada para aplicar em um barco, ele conseguia aos poucos demonstrar como era possível de ser realizada.

Para alguém dos Blues, um carpinteiro com tamanha maestria era um tanto estranho, por isso, o Professor tinha um dom e isso era claro. – Você tem que tomar cuidado com cada passo de seus desenhos e nunca embaralhar os processos, comece com um pensamento e termine com este, o que eu recomendo primeiro, antes de tudo, é analisar o quadro como um todo e escrever os processos que deve fazer para que isso seja possível de ser realizado. Devido a minha experiência, eu consigo ter mais clareza nisso, mas para alguém iniciante como você, deveria tomar mais cuidado com isso. – E além da teoria, o senhor também deixava que Chesire participasse do processo pincelando com as suas próprias mãos.

O tempo passava voando e o que era por volta do meio dia já se tornava algo para as quatro horas da tarde. – Ah, o tempo passa voando mesmo quando estamos tão concentrados em algo. – Comentava o homem que ouvia sua barriga roncar de fome, porém a fome por ensinar era bem maior que isso. - Claro, vejamos, a física é algo tão complexo quanto o projeto, é necessário um conhecimento prévio teórico antes de ser colocado na prática já que suas práticas são inicialmente intangíveis. – Debaixo da sua mesa de desenho, ele retirava um livro de capa dura vermelho. - Vou preparar um lanche, durante esse tempo, leia e faremos algumas aplicações práticas. – O homem saia dali deixando o seu aluno com o livro.

Samira Malkova

Crack, crack. O barulho característico dos ossos estralando após uma espreguiçada era claramente visível e até fazia um pouco de eco em um ambiente tão silencioso, nada que incomodasse alguém ou similar. Samira tinha paciência e compreensão com a bibliotecária e achava os respectivos lugares dos livros, colocando-os em suas devidas posições.

Malkova procurava por um livro de geografia e não demorava para encontra-lo em uma estante próxima aos livros de Lógica, eles pareciam se tratar do Reino de Illusia e do West Blue. – Realmente, este lugar é perfeito para um bom estudo. – A moça sorria ao ver que Samira referia-se a ela e continuava a sua leitura e era espelhada pela leitora.

A civil conseguia informações a respeito da geografia do Reino, contendo uma ilustração referente ao local, tendo acesso a informações como os distritos industriais que produzem inúmeras mercadorias que são vendidas por todo West Blue e a fumaça que contribuem para manter o dia e noite nublados, um clima um tanto similar ao que estava do lado de fora e talvez o seu real motivo do que a chuva. Era através de um estudo a respeito de como a ilha era que conseguia entender melhor a geografia em geral, o autor deixava claros exemplos teóricos e práticos das estruturas geológicas, da coleta de amostrar de terreno e entre outras matérias referente a esta área.

No próximo livro continha informações básicas e geológicas referente as ilhas mais conhecidas do West Blue e as horas iam passando até que Samira tinha o seu foco retirado do livro pela bibliotecária que tinha começado a arrumar tudo para fechar o local e faltava apenas trancar as portas. – Moça, com licença, me desculpe pertubá-la, porém terei que fechar a biblioteca. Já são por volta das sete horas da noite. – Era claro que a moça tentava ser o mais educada possível e de nenhuma forma tinha pressa em fazê-lo já que havia deixado Malkova a vontade todo esse tempo enquanto estava terminando o seu expediente.

Lucky

Lucky tinha um sentimento um tanto nostálgico no Reino de Illusia e posteriormente um sentimento inquietante, estava sem cigarros, em movimentos bem parecido com nossa segunda protagonista, suas mãos tateavam os seus bolsos para sofrer da triste ilusão de que não tinha conseguido achar cigarros.

Conforme ele ia andando pelas ruas da ilha, sua memória ia ficando cada vez mais refrescada de forma que até mesmo com novos estabelecimentos não fosse difícil encontra o seu caminho até a loja de conveniência mais próxima e que teria a marca de cigarros dele. Ao adentrar o estabelecimento, conseguia ver prateleiras cheias de mercadorias e um homem careca e sem barba de dois metros com uma regata branca suja segurando um bastão na entrada. Ao se direcionar para o balcão, uma moça de cabelos bagunçados e olheiras enormes folheava um jornal.

Ao primeiro instante, se fez de surda, fazendo com que Lucky não tivesse resposta, mas após ler a sua coluna ela olhava para cima e avistava o cavaleiro bem arrumado e um sorriso amarelado charmoso era direcionado a ele. – Olá bonitão. – Ela tentava desesperadamente arrumar o cabelo. – É para já, custarão 150.000 B$ no Kit – Se o homem de terno analisasse direito a vitrine, conseguiria ver que o preço era bem mais barato que o comum, como se ela estivesse tentando conquista-lo. – Aah, também compartilharia do mesmo pensamento se não achasse que sua beleza não me mataria primeiro. – Wink Wink. – Se precisar de mais alguma coisa, é só me dizer, gatinho. Me chamo Carmélia, bonitão. – Wink Wink.

Seu caminho prosseguia para fora do estabelecimento e até uma forja ali perto, uma placa acima da entrada indicava o nome daquele local como: “Os Uivos do Martelo”. Ainda restavam cem mil berries em seu bolso para gastá-lo e Lucky sentia que talvez não fosse preço o suficiente para pagar pelos materiais ou sequer chegasse perto já que o próprio cigarro e isqueiro eram a quantidade que tinha em seus bolsos. Do lado de dentro, através da vitrine, Lucky conseguia ver dois homens martelando no fundo com um martelo e uma fornalha acesa, na entrada havia um balcão cheio de fuligem com vitrines contendo armaduras, espadas e outros tipos de armas e peripécias.

Arthur Chesire
Posts: 03
Ganhos:
- N/A

Perdas:
- N/A

Dinheiro – Bolso: 250.000 B$


Samira Malkova
Posts: 03
Ganhos:
- Maço de Cigarro (10 Usos) (Post Nº 01)

Perdas:
- 150.000 B$ (Compra do Cigarro - Post nº 01)

Dinheiro – Bolso: 100.000 B$


Lucky
Posts: 01
Ganhos:


Perdas:


Dinheiro – Bolso: 100.000 B$





_________________

Moda casual de luxo - Página 2 BhECXT7
yatto
Imagem :
Moda casual de luxo - Página 2 350x120
Créditos :
28
Localização :
Las Camp
Ver perfil do usuário https://www.allbluerpg.com/t1314-onatah#12999 https://www.allbluerpg.com/t1318-i-amigo
yatto
Novato
Re: Moda casual de luxo Qui Out 07, 2021 8:16 pm
É uma mistura de postura e elegancia.

Conseguia atingir meu objetivo primário, cigarros, porem o que não esperava era a resposta da atendente que me deixava com um grande sorriso no rosto. “Está mais barato... melhor assim então” via que o preço estava abaixo do que era previamente cobrado, não poderia estar em melhor situação. – Prazer carmélia, pode me chamar de Lucky. – Tentaria pegar a mão da moça com minha própria mão direita e tentaria dar um pequeno beijo na mesma. – Claro, manterei seu rosto em meus pensamentos. – Daria novamente um sorriso enquanto acenaria com a mão esquerda e vagarosamente deixaria a loja. Sentia que provavelmente não voltaria ali novamente.

Chegava a um local que parecia ser o que desejava, Uivos do Martelo, o dinheiro que me restava já não parecia tanto, porem iria dar prioridade para o maço de cigarros sempre, poderia ficar sem comer, mas sem dar uma tragada uma vez ou outra seria meu triste fim. Entrando no local percebia que tinha acertado em cheio, o cheiro do ambiente já me remetia ao começo de minha aventura no barco dos velhos, me dava uma sensação de nostalgia que nunca tinha sentido antes. – Olá... – Entraria no local enquanto com a parte de trás da mão direita bateria na porta ou em qualquer lugar que pudesse fazer um barulho mais característico. Com passos lentos iria me aproximar do balcão, contudo iria tomar cuidado para não se encostar no mesmo, afinal, não poderia de maneira nenhuma sujar minha vestimenta com a sujeira que estava exposta ali quase que do mesmo jeito que as mercadorias.

- Eu tenho um pedido um tanto quanto diferente... Gostaria de usar sua fornalha, equipamentos e materiais para criar algo para mim. – Falava com um sorriso no rosto – Claro, não espero que seja de graça, o que posso oferecer no momento são alguns berries mas o mais importante. – Levantava o braço direito e com a mão esquerda tocava no bíceps estendido – Fabricarei algo para vocês com uma qualidade diferenciada. – Falava confiante. Era uma pessoa insegura comigo mesmo, mas desde que tinha decidido sair pelo mundo sozinho tinha feito uma promessa para demonstrar confiança e seguir sem medos e duvidas, direto como uma flecha. – Se o que oferecer não lhes for de agrado, prometo trabalhar por 1 mês sem receber salário! – Um pouco de pressão sempre me fazia bem, buscar desconforto era meu novo lema.

Moda casual de luxo - Página 2 0sH4IQA


Histórico:
Objetivos:
Legenda:


Última edição por yatto em Sex Out 08, 2021 9:12 am, editado 1 vez(es)
Samira
Imagem :
Moda casual de luxo - Página 2 Orra5aa
Créditos :
16
Localização :
País de Kano
Ver perfil do usuário https://www.allbluerpg.com/t819-samira-malkova https://www.allbluerpg.com/t1510p15-capitulo-ii-sonho-de-uma-noite-de-verao#17597
Samira
Administrador
Re: Moda casual de luxo Sex Out 08, 2021 12:47 am







Ato IV.



Novamente eu conseguia passar tanto tempo de concentração enquanto lia os livros que quase não percebia o passar do tempo. Aquela biblioteca parecia ser um dos melhores locais para se estudar em toda a ilha, visto que possuía bons livros e uma clientela quase inexistente. Além de uma bela de uma bibliotecária.

- Hm? - Erguia os olhos do livro para a moça que me interrompia a leitura. Em seguida, olhava em volta para toda aquela biblioteca vazia e arrumada, quase como uma mala feita antes de uma viagem longa. Percebia então que aparentemente eu estava sendo o elefante na sala ali. - Ah. - Suspiraria, levantando-me da cadeira e recolhendo os livros. - Mil perdões. Me perdi na leitura e na companhia. - Soltaria, levando os livros até seus respectivos espaços dentre as prateleiras e guardando-os. Em seguida, me adiantaria até a saída e levantaria uma das mãos, acenando para a bibliotecária.

Já na rua, retiraria meus óculos do interior do bolso de meu casaco, colocando-os no rosto e ajustando-os rente a ponte do nariz. Voltaria a enfurnar as mãos no casaco enquanto caminharia calmamente pelas ruas, procurando seguir todo o caminho até o endereço daquele bar que Arthur tinha mencionado no dia anterior. "Onde ficava mesmo?" Tentaria me lembrar, mas ainda que não conseguisse, seguiria o caminho tentando improvisar ou achar algum outro bar que parecesse ser do "tipinho" dele. Lembrando, ainda, que ele tinha dito algo a respeito da possibilidade de apostar dinheiro no local. "Espero que isso diferencie de alguma maneira esse bar."

Ao entrar no local, correto ou não, sequer olharia para os lados, empurrando a porta de entrada com o joelho da perna direita e ainda mantendo as mãos nos bolsos do casaco preto. Cruzando o ambiente até alguma cadeira vazia, a puxaria para me sentar e me encostaria sobre alguma mesa ou balcão próximo, alcançando a minha carteira de cigarro com uma das mãos, retirando um deles com certo cuidado e levando-o até os lábios, voltando a guardar a carteira. - Tem fogo? - Perguntaria a alguém próximo.




Objetivos
Perícia Lógica e Geografia. De resto, me divertir e ir pra Kano. Aliás, quero receber o dinheiro da Little Cow (5kk) ingame, já que não recebi na ficha anterior e é um prêmio vinculado à conta. https://www.allbluerpg.com/t357-evento-de-abertura-little-cow


Histórico
Número de posts: 4
Ganhos: • Maço de Cigarro - 9 usos (1) • Perícia Lógica (2) • Perícia Geografia (3)
Perdas: • 150k •
HP: 10420
Stamina: 100
Relacionamento:
Relacionamento:









_________________

Moda casual de luxo - Página 2 Yz8SSU6
Lyosha
Imagem :
Moda casual de luxo - Página 2 AO7UjML
Créditos :
42
Ver perfil do usuário https://www.allbluerpg.com/t1056-lyosha-bulgakov#10148 https://www.allbluerpg.com/t1725-iii-death-or-paradise#18228
Lyosha
Administrador
Re: Moda casual de luxo Sex Out 08, 2021 4:59 am
Cê vê e depois copia: física



O Professor era um homem dedicado e atencioso, como o seu próprio nome sugeria. Apesar de todas as suas qualidades e todo o seu esforço para passar sua sabedoria, o processo acabava inevitavelmente ficando tedioso após algumas horas, de forma que a vontade de se levantar e simplesmente sair do local era crescente em Arthur. Após ter entendido tudo nas primeiras explicações do homem, tudo parecia enfadonho e repetitivo demais, a ideia de deixar tudo para trás e abandonar o local sem absorver tudo que o velho poderia lhe passar parecia um cenário tentador, mas tudo mudava quando a oferta do lanche era feita. - Um lanche parece ótimo, parece que você leu meus pensamentos. - Responderia com um sorriso genuíno no rosto.

O livro oferecido pelo Professor era uma mudança de ares bem-vinda, afinal já estava cansado da voz de seu mentor. Assim que tivesse uma oportunidade, começaria a ler o material da forma mais veloz que fosse capaz sem comprometer sua absorção do conteúdo. Assim que o lanche chegasse, pegaria a comida e se levantaria. - Obrigado, vovô, acho que já aprendi tudo que precisava, até nunca mais! - Seria o mais simpático possível, afinal se sentia grato pelo tempo gasto com ele, mas simplesmente abandonaria o local com o livro embaixo do braço e o lanche na mão esquerda, degustando o mesmo enquanto caminhava pelo porto. No processo de sua fuga, obviamente ignoraria qualquer comentário ou protesto.

Se vendo livre do longo e tortuoso aprendizado, tentaria lembrar-se do ponto de encontro que havia combinado com Samira, caso ainda fosse muito cedo ou não conseguisse se lembrar, simplesmente caminharia pela cidade até notar algo que captasse sua atenção.

Moda casual de luxo - Página 2 EBvmOjk

Histórico:
Objetivos:

_________________

Moda casual de luxo - Página 2 H4KRIvB
Achiles
Imagem :
Moda casual de luxo - Página 2 Bf3w3iH
Créditos :
20
Localização :
Farol - Grand Line
Ver perfil do usuário https://www.allbluerpg.com/t1735-caitlyn-g#18385 https://www.allbluerpg.com/t2060-iv-you-ll-never-see-me-cry#22235
Achiles
Pirata
Re: Moda casual de luxo Sab Out 09, 2021 4:49 am
♪ Luxury ♪

Arthur Chesire

O aprendizado de Chesire e sua personalidade era algo que combinava, um jovem enérgico que odeia ficar muito tempo parado ou ouvindo outra pessoa por tantas horas ficando bem feliz ao ver que seria recepcionado por um lanche. Com o intuito de se mandar daquele local o mais rápido possível, Arthur começava a devorar o livro como uma máquina e conforme ia realizando perguntas sobre o assunto em sua mente, já conseguia compreendê-las de uma forma única, era um verdadeiro prodígio.

O velhote voltava da cozinha com um sanduíche de trinta centímetros em sua mão. - Aqui, é um B.M.T Italiano. Feito de pão integral, salame, maionese, picles e azeitona roxa. Receita própria. – O homem parecia bem carismático e começava a gargalhar com a despedida do jovem e ele visivelmente não ficava triste ou bravo, como quem entendesse que a juventude odeia ficar parado. – Boa sorte! – Gritava.

Arthur seguia seu caminho até o local onde tinham marcado e era exatamente o “La Plaza”. (Encontrará a descrição do local na parte da Samira). Gritos de vitória e derrota eram escutados de qualquer lugar, o local funcionava como uma grande Vegas e tinha uma grande variedade de apostas dos mais diversos tipos de jogos até os mais simples como Truco para um Poker, ou de roletas e Jackpot. Além disso, também haviam diversas outras atrações, porém o narrador acredita que estas não seriam tão desejadas pelo espírito jovem de Chesire. Ao lado, havia um bar com algumas pessoas nele, uma delas, que reconhecia de cara, era Samira Malkova.

Samira Malkova

- Não tem problemas, agradeço pela sua presença. Volte sempre. – Dizia a bibliotecária que acenava em despedida para Samira e trancava as portas de um tesouro dentro da ilha. Com o óculos em seu rosto agora conseguia ver um clima mais fechado e uma brisa mais gélida com o cair da noite. Sua mente tracejava um caminho em direção a um possível bar com apostas e a resposta mais óbvia que poderia ser considerada coisa de Chesire era um imenso bairro com duas grandes portas de metais abertas, o local? “La Plaza”.

O ambiente era lotado de pessoas entrando e saindo com um cassino sendo uma das suas principais atenções, ao lado, havia uma passagem V.I.P para os nobres não se misturarem com a gentalha plebeia que também aparecia naquele local. O cassino inspirava, cheirava e era um local bem luxuoso com seguranças nos mais diversos postos preparados para agir caso alguém saísse do controle e claramente algumas dessas pessoas saiam, já que dinheiro e bebida estavam envolvidos.

Samira direcionava até um bar dentro do cassino e aproveitando de um dos bancos vazios, ela sentava. O bartender rapidamente ia ao seu atendimento e observava ela retirando o seu cigarro e pedindo pelo fogo e em um movimento rápido o homem sacava um isqueiro banhado a ouro. – Sim, senhorita. Precisar de alguma coisa, pode me chamar, sou o Carlos. – Carlos era um homem de roupas sociais e mechas escuras penteado para trás com gel, não tinha sequer um pelo em seu rosto.

Por mais que Malkova desejasse encontrar o seu amigo, não era ele que vinha ao seu encontro e sim um homem arrumado e cheiroso, seus olhos pareciam ter se encantado com a aparência de Samira e ele tinha um sorriso confiante em seu rosto. – Boa noite, senhorita. Posso lhe pagar um drinque? – Ele era alguém por volta dos trinta anos e pedia para que Carlos o trouxesse um uísque com gelo.

Lucky

A mulher cujo julgava a si bela ficava mais do que lisonjeada com o cumprimento que Lucky causava nela e tinha certeza que tinha ganho na loteria ao ser conquistada por um gatinho como ele, julgando que o homem tivesse grana. Obviamente, não era o caso, porém as ilusões do amor são as mais dolorosas.

Toc Toc. Lucky tinha a sua atenção voltada para ele por alguns dos ferreiros e o recepcionista no balcão que com um sorriso no rosto saudava o seu novo cliente. – Olá, bem vindo aos Uivos do Martelo, o que podemos fazer para sermos úteis ao senhor hoje? – A sua formalidade parecia uma linha previamente escrita, o que provavelmente era, mas era indiferente. Contudo, o pedido que o celestial fazia era capaz de levantar algumas sobrancelhas de curiosidade a respeito do homem, o recepcionista por um momento não sabia como responder, ficando até mesmo incrédulo com tamanha audácia.

Por sorte, um homem barbudo tingido pela idade e com marcas de queimadura pelo corpo e calos nos dedos se aproximava, era um verdadeiro ferreiro pela sua aparência. – Há. Um mês sem receber salário?! Isso deve ser uma piada, até mesmo porque se existisse um ferreiro com tamanha maestria em uma ilha pacata como essa seria realmente algo muito raro. – O senhor lhe olhava com certo receio e um sinal claro de irritação. – Qual é o seu nome, ó, ferreiro majestoso? – Zombava, com um coro de risadas ao fundo. – Já que o senhor se dispõe a utilizar a nossa humilde forja, vou querer o valor de berries que tem agora. Fornecerei os materiais e a forja, porém seu trabalho durante um mês sem salário é inútil para mim. Vou querer um favor. – Seus olhos encaravam o de Lucky extremamente sério e os outros trabalhadores que tinham desviado de seu trabalho para olhá-lo, voltavam quase que correndo para as suas funções.


Arthur Chesire
Posts: 04
Ganhos:
- N/A

Perdas:
- N/A

Dinheiro – Bolso: 250.000 B$


Samira Malkova
Posts: 04
Ganhos:
- Maço de Cigarro (10 Usos) (Post Nº 01)

Perdas:
- 150.000 B$ (Compra do Cigarro - Post nº 01)

Dinheiro – Bolso: 100.000 B$


Lucky
Posts: 02
Ganhos:
- Maço de Cigarros (10 usos) - (Post nº01)
- Isqueiro (10 usos) - (Post nº01)

Perdas:
-150.000 B$ - (Post nº01)

Dinheiro – Bolso: 100.000 B$






_________________

Moda casual de luxo - Página 2 BhECXT7
yatto
Imagem :
Moda casual de luxo - Página 2 350x120
Créditos :
28
Localização :
Las Camp
Ver perfil do usuário https://www.allbluerpg.com/t1314-onatah#12999 https://www.allbluerpg.com/t1318-i-amigo
yatto
Novato
Re: Moda casual de luxo Sab Out 09, 2021 11:07 pm
É uma mistura de postura e elegancia.

Conseguia o que desejava, tinha uma oportunidade de criar minha primeira espada desde que tinha saído do navio. Não gostava de me gabar, mas meu mestre falava que eu era o melhor ferreiro que ele já tinha visto e conhecendo o velho ele com certeza não estava mentindo para mim. – Pois bem, se me dão licença. – Com ambas as mãos usaria o balcão como apoio e pularia sobre o mesmo tentando chegar ao outro lado. Com habilidade tiraria a parte de cima de meu terno, não iria sujar o mesmo com meu com a sujeira que iria ser criada da fabricação daqueles armamentos. – Pois bem... deixe me ver os materiais. – Precisava ver que tipo de matéria prima iria ter a minha disposição, afinal, era o coração de qualquer criação era a qualidade dos materiais utilizados. Para se criar algo de qualidade era necessário matéria prima de qualidade. Contudo, eu tinha um truque ou outro para fazer qualquer forja se tornar de ótima qualidade, mesmo com materiais de meia boca, se os materiais eram o coração o ferreiro era o cérebro. – Aço... madeira e... – Começaria a vasculhar entre o que poderia encontrar que seria útil. – Farei algo que irão se surpreender. – Com um sorriso no rosto iria começar a ir em direção a matéria prima.

Iria dividir o trabalho em três partes, a escolha dos materiais assim como fazer a organização para que tudo estivesse pronto, a forja da espada em si e por fim os detalhes, afinal, um homem como eu não poderia carregar qualquer troço de metal comigo, teria que combinar comigo. – Podem me chamar de Lucky. – Revelaria meu nome enquanto procuraria pelas peças de aço que tivessem as características que mais desejava. Procuraria aquelas que tivessem uma massa considerável, tivessem poucas rachaduras que demonstrassem fraqueza na fundição e todo tipo de sinal que pudesse identificar como problemático. Achando tudo que desejava iria começar a fazer a fundição, juntar os aços que achasse mais interessante e faria que o plural se tornasse um forte singular. – Farei algo incrível. – Com um sorriso no rosto já começava a ter uma ideia geral do que iria se tornar aquilo. Uma lamina perfeita para minha defesa, afinal, o mundo era perigoso e mesmo que meus socos fossem mais efetivos que minha esgrima, ainda nutria certa paixão pelo mundo da espada.

Procuraria o local perfeito para conseguir forjar, um fogo em temperatura elevada seria o suficiente. Juntaria os materiais e começaria a mexer com o que estivesse à disposição. – A respeito desse favor, o que desejam que eu faça? – Procurava puxar um papo para matar o tempo, mesmo que estivesse com pressa para ver o resultado, a física não poderia ser ignorada, cada momento tinha seu tempo determinado e ser apressado apenas faria com que minha criação viesse a se tornar uma falha, isso eu não iria tolerar, afinal, tinha sido arrogante e se não demonstrasse que era capaz de realizar não poderia me olhar no espelho uma outra vez.

Esperaria os materiais se fundirem, procuraria então madeira, uma boa madeira não apenas iria funcionar para o quesito estético, mas também para no futuro ter uma boa empunhadura e em meio a uma batalha não aguentar o impacto recebido e virar farelo em minhas mãos. Procurava uma madeira firme, que viesse de uma arvore como carvalho ou algo parecido, algo que demonstrasse que vinha de uma arvore forte. Após isso procuraria por algo um pouco mais interessante, bronze, cobre, qualquer coisa que tivesse um aspecto de uma coloração diferente para colocar na parte estética de minha espada. – Peço perdão se de alguma maneira estou sendo muito invasivo, mas eu gosto de me sentir em casa quando estou forjando algo. – Novamente mostraria o sorriso no rosto enquanto com a mão esquerda limparia o provável suor que estaria escorrendo devido a temperatura elevada de uma forja.


Moda casual de luxo - Página 2 0sH4IQA


Histórico:
Objetivos:
Legenda:
Samira
Imagem :
Moda casual de luxo - Página 2 Orra5aa
Créditos :
16
Localização :
País de Kano
Ver perfil do usuário https://www.allbluerpg.com/t819-samira-malkova https://www.allbluerpg.com/t1510p15-capitulo-ii-sonho-de-uma-noite-de-verao#17597
Samira
Administrador
Re: Moda casual de luxo Seg Out 11, 2021 5:51 am







Ato V.



A fumaça tóxica do cigarro era tragada com força pela minha boca e inspirada por meus pulmões enquanto o brilho do fogo se intensificava. Segurando o cigarro com dois dedos da mão, puxaria-o para fora de meus lábios, vagarosamente liberando a fumaça de meu peito para o ambiente em volta, deixando-a levar consigo todo o peso de minhas costas e quaisquer preocupações em mente. - Ah... - Percebia o homem bem arrumado que se aproximava, com um sorriso em seus lábios. Encararia-o por cima das lentes dos óculos após ouvir a sua proposta, ponderando.

- Mfufu. - Abriria um sorriso para o homem, levando o cigarro novamente aos lábios e dando uma nova longa tragada enquanto deixaria a fumaça escapar da boca semiaberta dessa vez. - O mesmo que o do cavalheiro, Carlos. Mas coloca gelo de água de coco, por favor. - Diria ao bartender, aceitando a oferta do homem desconhecido. Faria pausas mais longas nas tragadas, de forma que pudesse receber a bebida a tempo de aproveitar um pouco do cigarro de forma conjunta, dando alguns goles na bebida e tragando o cigarro enquanto a boca ainda possuísse o sabor alcoolizado.

- Samira Malkova. - Responderia caso apresentações fossem realizadas em algum momento da estadia. Não as iniciaria, no entanto. - Parece estar bem à vontade por aqui. - Deduziria a partir da forma como o rapaz estava lidando com o local, pagando bebida para uma desconhecida. Além de que já conhecia o nome do bartender, e eu não lembrava de tê-lo visto se apresentar ao cavalheiro também.

Manteria-me sentada, dando alguns goles no drinque enquanto ainda estivesse gelado, e apressaria tais goles para finalizá-lo caso a bebida começasse a esquentar. Já o cigarro faria o possível descartá-lo o quanto antes, apertando-o contra algum cinzeiro próximo pelo balcão, ou apenas apagando-o na bancada em sua ausência. Tentaria manter uma postura permissiva para a conversa do homem, mas também ficaria atenta aos arredores e às entradas, buscando ficar de olho na passagem de outras figuras interessantes.




Objetivos
Perícia Lógica e Geografia. De resto, me divertir e ir pra Kano. Aliás, quero receber o dinheiro da Little Cow (5kk) ingame, já que não recebi na ficha anterior e é um prêmio vinculado à conta. https://www.allbluerpg.com/t357-evento-de-abertura-little-cow


Histórico
Número de posts: 5
Ganhos: • Maço de Cigarro - 9 usos (1) • Perícia Lógica (2) • Perícia Geografia (3)
Perdas: • 150k •
HP: 10420
Stamina: 100
Relacionamento:
Relacionamento:









_________________

Moda casual de luxo - Página 2 Yz8SSU6
Lyosha
Imagem :
Moda casual de luxo - Página 2 AO7UjML
Créditos :
42
Ver perfil do usuário https://www.allbluerpg.com/t1056-lyosha-bulgakov#10148 https://www.allbluerpg.com/t1725-iii-death-or-paradise#18228
Lyosha
Administrador
Re: Moda casual de luxo Seg Out 11, 2021 10:41 pm
Black & Red



Além de ser um velho simpático, prestativo e bem humorado, o Professor aparentemente também era um cozinheiro de mão cheia. O pão estava quente, com miolo macio e casca crocante, os ingredientes do sanduíche eram fortes, mas tinha uma harmonia entre si de forma que nenhum ofuscava o outro, por fim, a maionese era o toque final, aprimorando o sabor da receita e dando liga para que os ingredientes não se espalhem a cada mordida. Com o bucho cheio, Chesire saltava pelas ruas de Illusia com uma alegria nítida, havia aprendido o que desejava, encontrado um velho interessante e, acima de tudo, tinha se lembrado do seu compromisso e não ia deixar Samira fumaçando de raiva enquanto esperava por ele, uma verdadeira raridade, parecia que todas as estrelas haviam se alinhado naquele dia.

Sua alegria se transformava em excitação quando chegou ao La Plaza, o local era maior do que imaginava e aparentava ser muito mais divertido do que pensava, se sentia como um diabético numa loja de doces, cercado por várias opções que morreria para experimentar. Não demorou para notar a presença de Samira, mas os diversos jogos e possibilidades de aposta atraiam sua atenção como a luz atrai mosquitos. Pensava em todas as suas opções, jogos de carta, como poker e truco, tinham questões estratégicas que o deixavam entediado, consistiam em uma opção de pouco risco e aleatoriedade quando comparados aos demais. As máquinas caça-níquel também não pareciam ser a melhor opção, ganhar de uma máquina, e não de outros humanos, parecia desanimador. A escolha óbvia estava diante de seus olhos, a roleta.

Abriria caminho até se aproximar do crupiê responsável pelo jogo, sem hesitar em usar força para afastar qualquer um que se colocasse em seu caminho. Assim que se aproximasse o suficiente para ter uma visão clara, simplesmente assistiria uma rodada do jogo, vendo aonde a bola pararia. Ao observar a bola girar, provavelmente sentiria uma crescente de adrenalina dentro de seu corpo, resultado de sua empolgação pura e genuína. Ao fim da rodada que teria acabado de observar, tiraria todo seu dinheiro do bolso e o colocaria em frente ao crupiê - Tudo no vermelho. - Não sabia dizer a razão por trás da sua escolha, era pura intuição, uma aposta que o deixaria feliz independente do resultado pelo risco de 50% envolvido mas, se pudesse escolher, é óbvio que desejaria ganhar.

Após apenas uma rodada, pegaria seu lucro ou sairia de bolsos completamente vazios, de ambas as formas com um sorriso largo no rosto. Se aproximaria de Samira, contente por ter experimentado um pouco da emoção pela qual tanto ansiava. - Perdi tudo, mas valeu a pena, foi divertido! - Desabafaria sem nenhuma hesitação ou vergonha caso tivesse perdido suas economias na roleta. - Você já descobriu como a gente vai recuperar o prejuízo? - Pensar não era o seu forte e não havia vergonha nenhuma nisso, se alguém viesse a surgir com um plano que os levaria ao sucesso e riqueza com certeza seria Malkova.

Entretanto, se tivesse ganho na roleta, chegaria por trás de Samira, passando seu braço esquerdo pelos ombros da mulher. - Eu já dobrei o meu dinheiro, agora eu sou só pobre, não muito pobre. - Esperava que sua parceira se alegrasse com a notícia e, se notasse uma bebida na mão da mulher, diria. - Essa é por conta da casa, vamos ficar ricos hoje! - Estaria visivelmente inebriado pela expectativa das emoções que poderia experimentar naquele local caso tivesse obtido sua primeira vitória.

Moda casual de luxo - Página 2 EBvmOjk

Histórico:
Objetivos:
Achiles
Imagem :
Moda casual de luxo - Página 2 Bf3w3iH
Créditos :
20
Localização :
Farol - Grand Line
Ver perfil do usuário https://www.allbluerpg.com/t1735-caitlyn-g#18385 https://www.allbluerpg.com/t2060-iv-you-ll-never-see-me-cry#22235
Achiles
Pirata
Re: Moda casual de luxo Qua Out 13, 2021 11:12 am
♪ Luxury ♪

Arthur Chesire

A presença de inúmeros jogos mostravam o quanto Chesire se animava em relação a eles enquanto que a outros destes mesmos jogos pareciam entediante, contudo, era a roleta que tinha a sua maior atenção e era o que fazia o garoto atropelar algumas pessoas em seu caminho e trombar outras para chegar até o mais próximo possível do jogo. O crupiê começava a realizar as apostas e as pessoas ao lado iam apostando no que achavam o mais correto, tanto em números como em cores.

A bola então tinha o seu início e quicava algumas vezes após rodar por todo o círculo e no fim cair no número 31 preto e era o êxtase para alguns enquanto que para outros parecia ser o pesadelo como que se tivessem perdido tudo.

Entretanto, se olhasse para Arthur naquele momento, conseguiriam ver os seus olhos brilharem e o seu sangue pulsar em vibração a emoção que aquele jogo tinha e em um ato impulsivo, antes mesmo de que a bola fosse retirada do número e a roleta começasse mais uma vez a rodar, Chesire fazia a sua aposta! – Hahaha! Boa garoto! – O crupiê parecia animado com isso, principalmente porque a casa sempre vence e era claro que a juventude do carpinteiro deixava o pessoal mais animado.

Alguns apostavam em determinadas casas e outros apostavam em números e então a roleta começava a girar, o destino se mostraria apenas presente daqui a alguns instantes e talvez para a alegria ou ânimo de Chesire. – Vamos lá! Onde que a bola vai cair?! Será um par?! Será um impar?! Será preto ou vermelho?! E se cair no verde?! – Com três cores no tabuleiro, a rola era jogada pelo crupiê e então a sorte estava dada.

Quantidade aleatória (1,3) : 2

Samira Malkova

O bartender se aprontava para começar a realizar o preparo do drinque enquanto que o homem continuava com o seu sorriso no rosto. – Me chamo Alberto, senhorita ...? – As apresentações era feitas e os dois desfrutavam da mesma bebida enquanto que o cigarro era apagado de Malkova. – Um belo nome para uma bela moça. – O homem dava um gole em sua bebida.

- Para alguém que está em um cassino, acredito que o bar não seja o único motivo e está atrás de dinheiro como todos por aqui. Eu tenho um bom negócio para alguém tão bela como você. – O homem retirava um papel do bolso, parecia ser um endereço. – Sei reconhecer pessoas, você não é da marinha ou algum agente disfarçado. Então... Quer ganhar algum dinheiro? Apenas preciso de algumas distrações. – Alberto ajeitava o seu terno.

Samira Malkova & Arthur Chesire

A sorte podia estar a favor ou azar de Chesire e para o azar de Alberto este momento chegaria para atrapalhar a proposta de seu plano. Com a chegada de Arthur, o homem dava um passo para trás em relação a ela e retirava o papel da vista dos dois. – Aah.. entretanto, me parece que está acompanhada. – Comentava o homem voltando ao seu drinque mais uma vez, porém não saindo dali tão imediatamente.

Lucky

Lucky tinha um lado um tanto arrogante e mostrava ele pulando sobre o balcão e incomodando os outros ferreiros de forma bem clara, seu passeio pela forja começava, juntando as matérias primas necessárias para realizar o que tinha em mente e objetivando que surpreenderia qualquer um daqueles trabalhadores. Revelando seu nome para eles, os mesmos não respondiam e parecia que aquele cara era muito papo para pouco trabalho.

O ferreiro em ascensão começava a organizar os seus materiais para que pudesse utilizá-los de acordo com a ordem que gostava e também facilitar na hora de obter um melhor resultado e então as suas mãos começavam a tecer os seus trabalhos aquecendo o metal em meio a uma fornalha que escolhia a dedo. A respeito do favor, homem lhe olhava com um sorriso mais malévolo no rosto. – Não precisa se preocupar com o favor, ó, ferreiro habilidoso. Isso chegará no momento correto, afinal, a forja tem a necessidade de uma paciência elevada, não é mesmo? – Ele parecia zombar a cada instante cada atitude que o homem arrogante a sua frente tinha.

Os materiais que tinha a sua frente se tratava de um aço mais comum, não era nada sofisticado e calharia para o trabalho que tinha em mente já que era resistente para ser a lâmina de uma espada, ele aguentaria bons trancos e também conseguiria ter um bom corte. Claro, dependendo da habilidade do ferreiro para trazer esses atributos à tona. Enquanto que com a madeira, ele conseguia encontrar um tanto de carvalho e outros tipos, eram madeiras resistentes e que serviriam para dar uma boa empunhadura para arma, porém também tinha um trabalho a ser realizado nela. Quanto aos aspectos de enfeite da arma não havia muito mais do que alguns fios de cobre por ali, no final, era uma forja dos blues e ninguém era suficientemente rico para ter tantos materiais assim sobrando.

Lucky percebia que seu trabalho havia começado bem e o metal já se encontrava derretido e a madeira pronta para ter o formato desejado, tratava-se agora dele começar o verdadeiro trabalho de um ferreiro.

Arthur Chesire
Posts: 05
Ganhos:
- Proficiência: Carpintaria (Post 03)
- Proficiência: Física (Post 04)

Perdas:
- N/A

Dinheiro – Bolso: 250.000 B$


Samira Malkova
Posts: 05
Ganhos:
- Maço de Cigarro (09 Usos) (Post Nº 01)

Perdas:
- 150.000 B$ (Compra do Cigarro - Post nº 01)

Dinheiro – Bolso: 100.000 B$


Lucky
Posts: 03
Ganhos:
- Maço de Cigarros (10 usos) - (Post nº01)
- Isqueiro (10 usos) - (Post nº01)

Perdas:
-150.000 B$ - (Post nº01)

Dinheiro – Bolso: 100.000 B$




_________________

Moda casual de luxo - Página 2 BhECXT7
Samira
Imagem :
Moda casual de luxo - Página 2 Orra5aa
Créditos :
16
Localização :
País de Kano
Ver perfil do usuário https://www.allbluerpg.com/t819-samira-malkova https://www.allbluerpg.com/t1510p15-capitulo-ii-sonho-de-uma-noite-de-verao#17597
Samira
Administrador
Re: Moda casual de luxo Sab Out 16, 2021 3:20 pm







Ato VI.



- Boa, Arthur. - Comentava, com pouca empolgação ao descobrir que o rapaz tinha obtido sucesso em alguma coisa naquela casa de apostas. Bom, pelo menos a noite tinha começado boa para alguém. Percebia, no entanto, que Alberto não se sentia muito mais confortável em manter sua proposta de pé após a chegada do outro, e recuava, deixando de apresentar o cartão com o endereço.

Não tinha qualquer ideia do tipo de trabalho que me estava sendo ofertado, mas ele tinha dito que tinha dinheiro envolvido, então obviamente era algo que merecia certa atenção. Se fosse uma furada, eu saberia me virar e sair de tudo como sempre havia feito.

- Ah, esse é o meu irmão. - Diria, apresentando-o a Alberto. - Assim como eu, ele tá tentando ganhar dinheiro. Portanto não entendo o seu recuo. - Complementaria, olhando para ele claramente intrigada. Acenaria para chamar atenção do barman, e então apontaria para o meu copo, levantando três dedos em seguida, de forma a deixar claro o meu pedido. - Veja, Alberto, eu faço os negócios aqui. Me diga o que precisa, eu direi quando o terá. - Finalizaria, dando um longo gole na minha bebida para secar o copo antes da chegada da nova dose.

- Arthur, eu sempre soube que você seria bom nas apostas, ainda mais com aquele seu método infalível. - Diria, lançando-lhe uma piscadela. Apenas o faria caso Alberto se mostrasse irredutível. - Estou pensando em lhe dar todo o meu dinheiro.




Objetivos
Perícia Lógica e Geografia. De resto, me divertir e ir pra Kano. Aliás, quero receber o dinheiro da Little Cow (5kk) ingame, já que não recebi na ficha anterior e é um prêmio vinculado à conta. https://www.allbluerpg.com/t357-evento-de-abertura-little-cow


Histórico
Número de posts: 6
Ganhos: • Maço de Cigarro - 9 usos (1) • Perícia Lógica (2) • Perícia Geografia (3)
Perdas: • 150k •
HP: 10420
Stamina: 100
Relacionamento:
Relacionamento:









_________________

Moda casual de luxo - Página 2 Yz8SSU6
Lyosha
Imagem :
Moda casual de luxo - Página 2 AO7UjML
Créditos :
42
Ver perfil do usuário https://www.allbluerpg.com/t1056-lyosha-bulgakov#10148 https://www.allbluerpg.com/t1725-iii-death-or-paradise#18228
Lyosha
Administrador
Re: Moda casual de luxo Seg Out 18, 2021 11:07 am
A coragem conduz às estrelas



Chesire não era um especialista em meteorologia, mas era óbvio que sua chegada havia mudado o clima. Não podia se importar menos com o que o homem que conversava com Samira pensava sobre ele e o motivo de seu recuo, mas os sinais dados por Samira eram bastante claros, conversar com o tal Alberto era algo importante para ela, então agiria de acordo com os interesses de sua parceira.

Deixaria Samira de lado por um instante e se aproximaria de Alberto, sentando-se no balcão do bar e, se possível, colocando sua mão direita em um dos ombros do homem e apertando-o com força. Com um sorriso nada amigável no rosto, fitaria os olhos de Alberto sem cogitar piscar. - O que a minha irmãzinha diz é verdade, eu tenho um método para sempre ganhar e conseguir o que eu quero. - Seu sorriso escancarado ficaria distorcido e sua mão apertaria o ombro do homem com ainda mais força. - E o que eu quero agora é que ela não fique frustrada por eu ter interrompido essa conversa, consegue me entender? - Esperava que o tico e o teco do homem ainda conversassem entre si e resolvessem entender a mensagem, odiava ter que dar rodeios sem sentido para conseguir o que queria, simplesmente desejava que o homem voltasse a colaborar para que Samira pudesse tomar as rédeas da situação.

Sentindo que seu trabalho estava cumprido, simplesmente abandonaria o bar, afinal, Alberto parecia ser um tanto quanto tímido. Apenas se afastaria do local e observaria os diversos jogos em busca de uma oportunidade interessante.

Moda casual de luxo - Página 2 EBvmOjk

Histórico:
Objetivos:
yatto
Imagem :
Moda casual de luxo - Página 2 350x120
Créditos :
28
Localização :
Las Camp
Ver perfil do usuário https://www.allbluerpg.com/t1314-onatah#12999 https://www.allbluerpg.com/t1318-i-amigo
yatto
Novato
Re: Moda casual de luxo Ter Out 19, 2021 6:52 pm
É uma mistura de postura e elegancia.

Escutava as palavras do homem e decidia continuar minha forja, tinha que fazer algo digno para não ser taxado de idiota depois de tudo que tinha dito. Suspirava, tinha algo em mente, colocaria o metal em uma temperatura elevada para que pudesse manusear o mesmo. Juntaria os diversos tipos de metal para que pudesse fazer uma lâmina que não se quebrasse fácil. Juntando iria os por na forja, elevaria a temperatura até sentir que o metal estivesse adotando a coloração avermelhada, laranja e um pouco amarela nas pontas. Isso seria o determinante para que pudesse conseguir martelar com delicadeza e força quando necessário para transformar aquilo em uma obra prima. Suspirava mais uma vez, retiraria o que tivesse de vestimenta ainda acima de minha cintura e colocaria sobre algo que não pegasse sujeira, tinha que manter as aparências e não sair dali com um terno completamente sujo. Seguraria firme o metal após ele adotar as expectativas desejas e colocaria sobre uma bigorna ou algo semelhante para que pudesse por fim começar meu trabalho artístico.

Com a mão direita iria pegar um martelo de tamanho médio. Com a mão esquerda utilizando de um aparato para que não tocasse diretamente no metal quente seria quem faria o real trabalho ali. Com a mão direita começaria a martelar o material, com a mão esquerda iria indo para frente para trás, as vezes para o lado. Tentava transformar aquele material bruto em uma lâmina deixando algo que tinha um formato provavelmente retangular em algo mais parecido com uma katana, essa era minha intenção. Tinha tido contato com diversos tipos de armamentos, mas quem mais me tinha pregado a atenção eram as katanas. Principalmente as O Katanas um tipo que é maior do que a maioria das normais. Por isso procurava deixar a lâmina maior do que o comum. Tinha testado e utilizado uma diversas vezes no passado então tinha certa pratica com a mesma e achava que seria o ideal para mim em minha jornada só pela primeira vez, uma arma imponente afinal.

Com a mão direita diversas vezes largava o martelo para dar uma ajeitada no cigarro na boca que já estava por seu fim, mas já tinha cumprido seu propósito, estava calmo e totalmente concentrado naquela tarefa. Continuaria a martelar, de vez em quando abaixando meu corpo para que tivesse noção da grossura e espessura da lamina. Agora era hora de dar formato a mesma. Pensava por alguns segundos, mas logo achava minha resposta, iria fazer algo mais tradicional, algo que poderia facilmente manusear sem me preocupar com nada, uma lamina boa e segura, era o que desejava. Por diversas vezes pegaria água e colocaria sobre a lamina quente e logo após voltaria a colocar no fogo para que voltasse a ter alta temperatura e continuasse a manipular. Isso era o que faria a lamina ser uma katana de verdade, esse processo era necessário para que o metal adotasse as características desejadas e por fim aquele toque sutil que as pessoas chamavam de desenhos na lamina. Não era algo que era possível controlar por completo mas tinha uma grande possibilidade de fazer aquilo se tornar incrível, estava animado.

Martelaria para que fizesse as divisões certinhas, faria o centro mais elevado e ambas as laterais mais baixas, o fio da lamina seria perfeito, para ambos os lados. Usaria outra lamina para fazer o fio se tornar mais evidente, afinal, nada melhor do que outra lamina para cortar o metal. Continuaria a fazer isso até todo aquele acumulo de coisas começar a se parecer com algo que se assemelhasse uma katana. – Enquanto estou aqui, porque não compartilham um pouco sobre como é viver nesta ilha... – Falava despretensiosamente, tinha a oportunidade de falar com um local e nem mesmo tinha me atido a isso até agora. – Quais as oportunidades para se ganhar um dinheiro fácil? Estou em uma jornada e isso com certeza iria ajudar. – Estava quase terminando o processo da lâmina, o próximo passo seria a fase da utilização da argila – Tsuchioki! – Falava dando nome ao processo.


Moda casual de luxo - Página 2 0sH4IQA


Histórico:
Objetivos:
Legenda:
Achiles
Imagem :
Moda casual de luxo - Página 2 Bf3w3iH
Créditos :
20
Localização :
Farol - Grand Line
Ver perfil do usuário https://www.allbluerpg.com/t1735-caitlyn-g#18385 https://www.allbluerpg.com/t2060-iv-you-ll-never-see-me-cry#22235
Achiles
Pirata
Re: Moda casual de luxo Qui Out 21, 2021 7:40 pm
♪ Luxury ♪

Samira Malkova & Arthur Chesire

Alberto se mostrava um tanto inquieto em relação a Chesire já que Samira era uma pessoa que parecia ter um senso de mais demonstrável de noção e uma aparência, ligeiramente, mais calma, talvez era isso que o homem estava procurando para negociar com alguém já que eram atributos mais confiáveis, de certo. A demonstração que ambos eram irmãos e estavam trabalhando juntos para conseguir algum dinheiro era o que tornava as coisas mais amigáveis entre eles e o homem pudesse se aproximar novamente com o cartão que havia em suas mãos.

- Certo, já que começávamos com isso, vamos até o fim. – Porém visto que a presença de Chesire, naquele momento, era um dando incômoda, o homem animado saia para tentar procurar algo mais divertido deixando a situação nas mãos de sua irmã. – Esse é o cartão de uma marcenaria, o local produz materiais de qualidade, porém queríamos deixar as coisas um pouco mais quentes, entende? Eles não precisam de tanta qualidade nesse mercado para alguém que está no Reino de Illusia, talvez... a empresa dele precise de uma mudança que queime as suas vendas, entende?

Eram esses detalhes que fazia Malkova entender facilmente o que aquele homem queria, porém ele não tinha um passado conhecido pela mulher e claramente ele não estava sozinho naquela empreitada. – Nós oferecemos uma recompensa de três milhões para cada um de vocês. É bem visível que após a queima de estoque dessa marcenaria que haja presença de marinheiros e ela também está guarnecida com alguns seguranças que ficam vinte e quatros horas de vigia. Os homens não são muitos, porém tem força para disputar com alguém parecido com um sargento. Para cada um abaixo de vocês, oferecemos quinhentos mil, se necessitar de números. Porém, não forneceremos esses números – Parecia ser a última coisa que Alberto falava em relação a este trabalho como quem já não quisesse tocar mais no assunto como se ouvidos estivessem mais atentos nesse final do que o restante da conversa. – Seu irmão, se quiser, pode se aproximar. Peguem e bebam o que desejarem, a conta do bar é por minha conta hoje.

Ele olhava para o bartender que havia atendido anteriormente e dava uma aceno com a cabeça para afirmar que a conta era dele e começava a se levantar deixando o cartão nas mãos de Samira. O nome do estabelecimento era “Gigipeto”.

Era nesse momento em que o cassino parecia sofrer uma súbita mudança de humores que deixava o pessoal ainda mais animado, em cima de um palco com uma enorme esfera cheia de bolas do tamanho de uma de futebol e algumas apresentadoras pouco trajadas e com atributos físicos bem maiores que a média e aparência bem bonitas. O apresentador central, um homem careca de óculos utilizando um terno cinza e gravata vermelha com um físico mais magro começava a anunciar: - A hora da loteria está chegando! Daqui há uma hora sortearemos seis números para arrecadar o nosso prêmio de CINCO MILHÕES DE BERRIES! É isso mesmo! CINCO MILHÕES DE BERRIES! Façam as suas escolhas! Ali no bar com o nosso amigo estará sendo vendida as fichas para os números da loteria por apenas cinco mil berries! FAÇAM SUAS ESCOLHAS!

E uma grande movimentação de pessoas começava a se direcionar em direção ao bar como que aquilo também já fosse planejado por Alberto já que facilitava que ele saísse de forma mais discreta daquilo como se sentisse incomodado pela grande presença de pessoas perto do bar.

Lucky

O trabalho de Lucky continuava e a sua forja ficava cada vez mais quente em relação ao seu trabalho pois agora era possível ver os frutos dele começando aos poucos tomarem uma forma, o homem começava trabalhando em relação ao temperamento da lâmina de sua futura Katana começando a temperar durante várias vezes e dobrar o metal para que pudesse alcançar ao seu formato e também para conseguir força e resistência.

Conforme continuava a sua forja, outros ferreiros também voltavam aos seus afazeres e começando a verem os frutos do trabalho que o homem estava começando a ter tinham as suas bocas mais quietas e o chefe dentre eles era quem respondia em relação a pergunta e o desejo de conhecimento a respeito da ilha. – A ilha é algo que sempre dá bastante oportunidade para quem está querendo aprender e ganhar um dinheiro. Há várias formas de viver dentro dessa ilha, principalmente em relação a trabalho de artesãos como nós. – Começava comentando. – Se você quer ganhar um dinheiro fácil, porém arriscado. Acredito que o cassino possa ser um lugar que você possa tentar, porém há sempre um ditado em locais como este: “A casa sempre vence”. E não é mentira, pois assim como há alguns que dão sorte, muitos saem com muito menos dinheiro do que quando entraram ou sequer algum.

O homem comentava como se já tivesse ele mesmo presenciado uma coisa como essa e mantinha um semblante mais triste do que aquele olhar mais bravo de antes. – Hoje a noite haverá uma loteria, o preço da ficha é de cinco mil berries se você desejar participar... Não é um preço muito alto a se pagar, entretanto, não é garantido que vá ser você entre os milhares de moradores. – Comentava ele enquanto que via ele começando o seu trabalho com argila e então tomava um tempo para observá-lo melhor e ver as suas técnicas.

Arthur Chesire
Posts: 06
Ganhos:
- Proficiência: Carpintaria (Post 03)
- Proficiência: Física (Post 04)
- 250.000 B$

Perdas:
- N/A

Dinheiro – Bolso: 500.000 B$


Samira Malkova
Posts: 06
Ganhos:
- Maço de Cigarro (09 Usos) (Post Nº 01)

Perdas:
- 150.000 B$ (Compra do Cigarro - Post nº 01)

Dinheiro – Bolso: 100.000 B$


Lucky
Posts: 04
Ganhos:
- Maço de Cigarros (10 usos) - (Post nº01)
- Isqueiro (10 usos) - (Post nº01)

Perdas:
-150.000 B$ - (Post nº01)

Dinheiro – Bolso: 100.000 B$




_________________

Moda casual de luxo - Página 2 BhECXT7
Samira
Imagem :
Moda casual de luxo - Página 2 Orra5aa
Créditos :
16
Localização :
País de Kano
Ver perfil do usuário https://www.allbluerpg.com/t819-samira-malkova https://www.allbluerpg.com/t1510p15-capitulo-ii-sonho-de-uma-noite-de-verao#17597
Samira
Administrador
Re: Moda casual de luxo Sex Out 22, 2021 12:48 am







Ato VII.



Balançava a cabeça vagarosamente, em concordância, enquanto ouvia a respeito da tarefa que o homem precisava que fosse realizada. Meus lábios esboçavam um sorriso esperto, e eu me mantinha em silêncio enquanto esperava que o homem terminasse de comunicar as suas necessidades. Por fim, recolhia o cartão de sua mão, dando uma olhada por alguns instantes e memorizando o nome em seu texto antes de guardá-lo no bolso de minha calça. - Gostei. - Fazia uma pausa, recolhendo um copo de bebida dos que havia pedido anteriormente e levando-o até a boca, dando um gole enquanto buscava ganhar tempo para fazer o meu próprio jogo de palavras. - Considere feito. - Finalizaria, sem ter conseguido arrumar qualquer trocadilho com calor para falar.

Por fim, um grande anúncio começava a ser feito no cassino, e eu rapidamente olhava para Chesire enquanto arqueava as sobrancelhas. - Vai tentar? - Perguntaria, e então viraria para o barman, entregando-lhe o total de cinco mil berries. - Um ticket pra essa loteria. Quero 123456. - Informaria, depois daria de ombros, demonstrando que não se importava muito com o resultado, afinal, sequer acreditava que esse tipo de jogo era veradeiro. "Deve ser apenas mais uma atração para tirar dinheiro de pobre, e enchê-los com sonhos de que podem se tornar ricos da noite pro dia... Maas vamos lá, né? Quem sabe..."

Após isso, voltaria a me aproximar de Chesire, recolhendo o meu ticket com o barman e esperando pelo resultado. - Temos um trabalho. - Diria, conclusiva, ao rapaz. - Lá fora eu te falo dos detalhes, se você não tiver prestado atenção.






Objetivos
Perícia Lógica e Geografia. De resto, me divertir e ir pra Kano. Aliás, quero receber o dinheiro da Little Cow (5kk) ingame, já que não recebi na ficha anterior e é um prêmio vinculado à conta. https://www.allbluerpg.com/t357-evento-de-abertura-little-cow


Histórico
Número de posts: 7
Ganhos: • Maço de Cigarro - 9 usos (1) • Perícia Lógica (2) • Perícia Geografia (3)
Perdas: • 150k •
HP: 10420
Stamina: 100
Relacionamento:
Relacionamento:









_________________

Moda casual de luxo - Página 2 Yz8SSU6
Lyosha
Imagem :
Moda casual de luxo - Página 2 AO7UjML
Créditos :
42
Ver perfil do usuário https://www.allbluerpg.com/t1056-lyosha-bulgakov#10148 https://www.allbluerpg.com/t1725-iii-death-or-paradise#18228
Lyosha
Administrador
Re: Moda casual de luxo Dom Out 24, 2021 2:53 pm
A sorte favorece os ousados



O apresentador captava sua atenção de tal forma que qualquer outra coisa ao seu redor parecia simplesmente não existir. A loteria era uma oportunidade extremamente tentadora, não pelo dinheiro, mas por ser praticamente o retrato daquilo que mais lhe empolgava, um jogo onde suas chances de ganhar beiravam o absurdo. Se viesse a vencer o sorteio, com certeza experimentaria um prazer sem precedentes e só a antecipação desse momento já o fazia salivar. As palavras de Samira captavam sua atenção, como se o fizessem despertar de um transe, com um sorriso audacioso no rosto, daria a única resposta possível. - Óbvio que sim. - E caminharia até o barman.

Enquanto tateava seus bolsos em busca dos 5.000 ฿S, escutava, despretensiosamente, os números de sua irmã e abria ainda mais o seu sorriso quando uma ideia tentadora surgia em sua mente. - Os meus números são 654321! - Diria de forma animada, em seguida, viraria para Samira e comentaria. - De ponta a ponta, não tem como perdemos. - Desse momento em diante, focaria toda a sua atenção no resultado da loteria, observando atentamente o sorteio de cada número.

O anúncio feito por Samira, informando que tinham um trabalho, era algo de menor importância para ele se comparado ao que acontecia diante de seus olhos. - É sempre a mesma coisa não é? Matar alguém, espancar alguém ou destruir algo, todo trabalho é igual no fim. - Confiava plenamente em sua parceira e, se ela havia decidido que era um bom trabalho, não exisitiam motivos para recusar. - Eu só espero que seja algo divertido, mas se for muito complicado eu vou precisar de algumas ferramentas. - Deixaria a busca pelos materiais necessários para realizar o trabalho em segundo plano enquanto esperava o resultado da loteria.

Moda casual de luxo - Página 2 EBvmOjk

Histórico:
Objetivos: