Tópicos Recentes
Destaques
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Últimos assuntos
II - Sombras em SteveltyHoje à(s) 5:45 ampor  KerigusVoice of the SoulHoje à(s) 1:38 ampor  YamiOperação T.N.C.T.O.N.I.Hoje à(s) 12:17 ampor  VincentMary Van TasselOntem à(s) 11:57 pmpor  KerigusSharp Teeth and Hard Fists.Ontem à(s) 11:25 pmpor  ÀsManae LiebeOntem à(s) 8:42 pmpor  RyomaCatherine Petit Barozzi Nero BellarosaOntem à(s) 8:36 pmpor  RyomaHizumy Mizushiro MayanOntem à(s) 8:35 pmpor  RyomaPedidos de CargosOntem à(s) 7:56 pmpor  Arthur LancasterAs Crônicas dos Scavenger: A Leoa, o Louco, e o MudoOntem à(s) 7:45 pmpor  Arthur Lancaster
 :: Oceanos :: Blues :: East Blue :: Dawn
Página 10 de 11 Página 10 de 11 Anterior  1, 2, 3 ... , 9, 10, 11  Seguinte
Kenshin
Ver perfil do usuário
Imagem : 1° - Caminhos entrelaçados, o alvorecer da aventura! - Página 10 XqxMi0y
Créditos : 20
KenshinDesenvolvedor
https://www.allbluerpg.com/t360-agatha-harkness https://www.allbluerpg.com/t386-prologo-frenesi-da-raposa#1165
Relembrando a primeira mensagem :

1° - Caminhos entrelaçados, o alvorecer da aventura!

Aqui ocorrerá a aventura dos(as) Civis Diego Kaminari , Chloe Kaminari , Mané , Kuro Tempest e SIlver D Saru. A qual não possui narrador definido.

_________________

1° - Caminhos entrelaçados, o alvorecer da aventura! - Página 10 J09J2lK

Subaé
Ver perfil do usuário
Imagem : Cabra da Peste
Créditos : 02
SubaéCriador de Conteúdo
https://www.allbluerpg.com/t354-subae?highlight=subaé https://www.allbluerpg.com/t348-cabras-da-peste-vol-1-amanhecer-do-sul#1033

Narração, Post 15

Kuro

O homem acenava feliz para Kuro, mas um simples aviso do rapaz  fez Lucio ficar sério.
-Não vou deixar vocês roubarem o senhor Kinshi e sairem impunes, seus desgraçados!! Vou dar um porradão em vocês!

Foi assim que a fuga ganhou forma:
Os dois fugitivos são o filho do dono da loja com o seu melhor amigo, eles roubaram a loja do pai de Stan (mais uma vez) e fugiram em direção à floresta Midway.

Logo atrás estão Kuro e Lúcio, dois homens do mar que acabaram de se conhecer e não tem nenhum motivo aparente para estarem se ajudando, mas ainda assim o fazem.

As duplas corriam uma atrás da outra desenfreadamente, mas o terreno irregular e a vasta vegetação atrapalhavam cada vez mais o percurso e a visão daqueles que não conheciam o lugar.

Quando perseguição acirrada alcançou o coração da floresta, Acerola jogou duas das espadas para Stan e gritou
- Vamos nos encontrar naquele lugar - Depois os dois se  separaram e sumiram no meio do mato.

-Vem, me segue -Lúcio falou depois de algum tempo de busca - Tenho certeza de que ouvi eles aqui perto.



Chloe & Saru



Diferentemente de Saru, que entrou empolgadíssimo na cozinha, a moça titubeou antes de adentrar no aposento por conta da educação que recebeu, Jacob apenas riu  admirando a moça jeitosa que, sem muita cerimônia, começou a definir funções enquanto organizava seu mise en place.

O jovem arqueólogo até reclamou do (mais um) serviço que lhe era ordenado, foi quando sentiu o afeminado lhe abraçar com apenas um braço.

-Vamos lá gatinho, temos uns insumos para recolher! - Jacob falou ao dar uma olhada profunda seguida de uma piscadela sexy para Saru.

Saru reclamou mais uma vez, e desta vez disse que preferia ir buscar os alimentos com Terra ao invés de Jacob.

-Não seja tão ortodoxo, tudo o que Terrinha faria com você eu também posso fazer… somos mais parecidos do que você imagina... - O homem flertava enquanto puxava Saru para fora do chalé em direção da trilha que levaria às armadilhas.
- Eu conheço um lugar que tem mandioca, bora lá colher se precisar.



Diego

Ao erguer sua espada e apoiá-la nos ombros, Diego contou sua história e seus sonhos em alto e bom tom, tanto que suas palavras ecoaram por todo o chalé e foram ouvidas também pelo grupo que estava na cozinha.

-É isso ai, Carinha da espada!!!! - Disse um deles.
- Marinheiros são carrascos!!!- Gritou outro.
- O mar realiza sonhos!! Boa sorte camarada!!!!

Os bandidos da montanha vibraram exaltados por conta daquele discurso e o furor era tamanho que nem Zeno e nem Terra ouviram ou perceberam quando Saru e Jacob saíram.

Com exceção de Zeno que torceu a cara com desgosto para o discurso de Diego, todos sorriam ao ouvir tais palavras. Inclusive Elma sorriu por um breve momento, mas voltou a enfurecer-se ao ouvir a barganha do jovem:

A líder dos bandidos olhou para Diego fuzilando-o com seu olhar - Se você acha que eu vou te entregar o caderno ou o tesouro de meu irmão você está muito enganado, pivete!! - Sua feição já não era mais a de uma mulher nostálgica pelas recordações de seu passado - Não pense que vou abrir os braços para você e implorar pela sua ajuda só porque você brinca de ser pirata… Até porque existem piratas tão ruins quanto marinheiros - Os bandidos se calaram e o silêncio tomou conta do local.

-Você quer barganhar? pois essa é minha proposta: Esqueça nosso tesouro e nossos assuntos e volte para o mar que é seu lugar… Ou serei obrigada a te mostrar que nós os bandidos temos tantos motivos para sermos temidos quanto os piratas - Sua presença já não era mais intimidadora. Para dizer a verdade, “intimidadora” é pouco para definir.

Diego deverá decidir como lidar com a situação. Ele pode respeitar o pedido da mulher, ou insistir em sua barganha, mas isso resultará em uma luta sem sentido bem acima de seu nível.

-Pretende continuar com sua oferta?



Saru




Sairam do chálé e viram um moleque correndo seguido de uma menina com um macaco.
Saru até acenou para comprimentá-los, mas só foi correspondido pelo macaco que sorriu e fez uma reverência para o jovem. Aquele macaco parecia ter gostado de Saru por algum motivo.

Consolado pela certeza de que valia a pena andar tanto pela comida de Chloe, o jovem seguiu com Jacob pela trilha reclamando de como seu mau dia lhe levou a estar naquela situação com aquele indivíduo.

-Sei caçar nada não… só trabalho com ferro HaHaHaHHa!! - O gay respondeu - Posso te ser útil de mil formas diferentes. Sou bem criativo viu.

Seguiram até o local onde as armadilhas estavam e para a felicidade de todos (menos dos animais) haviam dois coelhos brancos de porte médio  presos (Tem cerca de uns 3kg de carne). Jacob pegou os coelhos, matou usando uma faca e entregou um para Saru

Tudo perfeito, os insumos já estavam em mãos e agora só bastava voltar para o chalé.

Foi quando um homem armado com uma cimitarra apareceu do meio do mato desferindo um corte diagonal no peito de Jacob, que caiu no chão gemendo de dor.



Mané

A menina já tinha até tirado um pedaço da banana para dar pro Meia-Noite que por sua vez já estava com os braços esticados para pegar a comida, mas assim que ouviu o que Mané falou ela enfiou o pedaço inteiro na boca e falou enquanto mastigava -Danadinho! Nem ia falar nada né, só ia comer!!

O símio ria bastante da menina, pulou do ombro de mané e foi para o ombro de Maka onde começou a futucar sua cabeça em busca de piolhos talvez.

Quando avistaram o Chalé, Mané acreditou ter visto um restaurante. Talvez seja por conta do aroma da sopa de verduras que começava a exalar pelo local. A questão é que Mané saiu correndo e contando as moedas na direção do chalé nem se importar com mais nada, tanto que sequer percebeu a reação que Maka teve ao avistar o Chalezinho.

-Esse chalé…- A menina congelou ao ver a construção. Parecia conhecer aquele lugar.
Seguiu o menino a passos lentos enquanto os seus olhos marejavam-se de lágrimas.Meia-Noite percebeu que o estado emocional da garota estava abalado, sendo assim abraçou-a com seus bracinhos pequeninos.

Foi quando dois rapazes passaram por Mané e Maka, inclusive um até acenou para eles mas Mané estava faminto demais para notar o cumprimento, assim como Maka estava desnorteada também para tal.

O unico que respondeu o cumprimento foi Meia-Noite, pois ele gostou muito do acessório que o menino usava em sua cabeça.

Ao entrarem no chalé, encontraram um amontoado de pessoas que tentavam bisbilhotar por uma porta algo que acontecia dentro do quarto.

O silêncio agora tomava conta do lugar, parecia que algo tenso estava acontecendo dentro daquele quarto, mas mesmo assim um dos bandidos deixou de prestar atenção na confusão que acontecia lá dentro e veio até Mané.

O homem sorriu fe forma maliciosa ao olhar Mane de cima a baixo, depois respondeu - Se você quer comer é só pagar. Vai custar 300 mil bellys por cabeça… incluindo o macaco. GaGaGaGaGa!!

Maka entrou no Chalé logo depois de Mané e ao ver o interior daquele local começou a chorar copiosamente.

Elma Kopler estava dentro do quarto com Diego e por isso ambos não perceberam a chegada da pupla de fugitivos.

A porta da cozinha está aberta de forma que Chloe pode ver Mané e Mané pode ver Chloe.



Kuro & Saru



-o que… aconteceu?.. O que eu f… fiz? - O sangue de Jacob escorria pelo chão junto de suas lágrimas de desespero.

-Cale a boca seu ladrãozinho de merda!!- Lúcio respondeu ferozmente. Ergueu a cimitarra na direção de Saru e falou - Fale de uma vez onde vocês esconderam as espadas e talvez eu deixe vocês viverem.

Naquela clareira estavam Saru, Kuro, Lúcio e um Jacob gravemente ferido;Mas e os ladrões? onde eles estão? Além disso, parece que um combate está para acontecer…


Stan Kinshi- Aparência
Acerola- Aparência
Lúcio- Aparência
Maka- Aparência
Jacob - Aparência
Ochio - Aparência
Elma Kopler - Aparência

NPC RANDOM


Diego:
-Ganhos:
-Perdas: (sapato, camisa - Post 3)
-NPC:

Chloe:
-Ganhos: (Coentro indiano - Post 7) , (50.000 ฿ - Post Cool
-Perdas:
-NPC:

Mané:
-Ganhos:
-Perdas:
-NPC: Meia noite (pet)

Saru:
-Ganhos:Coelho 3kg (post 15)
-Perdas:
-NPC:

Kuro:
-Ganhos: (Espada Clássica - Post 4)
-Perdas: (250.000 ฿ - Post 4)
-NPC:
240/240100/10010/1015/15
Saru
Ver perfil do usuário
Imagem : 1° - Caminhos entrelaçados, o alvorecer da aventura! - Página 10 120x120
Créditos : 00


Apos uns minutos apos ter saido da casa e caminhando juntamente com o Jacob para fazer o que foi pedido pela Chloe, eu teria passado por alguem acompanhado por uma menina e um macaco que aparentemente o mesmo macaco teria me acenado respondendo ao meu aceno.
-Tu viu ele me comprimentou, nunca vi um macaco pequeno por aqui que estranho. Dizia supreso enquanto caminhava.
Eu antes teria perguntado o que Jacob saberia fazer se iria ser util em algo pelo menos e o mesmo respondia que não sabia muito caçar, que só trabalha com ferro.
-Aff.. ou seja tu é util para o que foi pedido, já que é tao criativo em pegar frutas depois pelo menos.
Não demoraríamos muito ate chegar onde as armadilhas estavam, aparentemente teriam dois coelhos brancos capturados na qual jacob não perdia tempo em matar eles, ele me entregava um enquanto ele ficaria com o outro.
-Bom agora que temos comida vamos levar de volta, e pelo caminho tenta pegar umas frutas se necessario ta, espero que voces tenham algo pra beber com a comida.
Dito isso eu viraria costas ao mesmo tempo me entretia-me com musica e ia caminhando calmamente.
Musica:
“As ilhas do sul são
Quentes
Cabeças desmaiadas
Idiotas (bakas)”
Do nada eu ouvia um barulho de dor, olharia para trás e via jacob no chao.
-O coelho?, eu sei que já ta morto mas devias ter cuidado pra não sujar muito.
Olharia melhor e via sangue vindo do jacob e o mesmo perguntava o que teria acontecido e o que ele teria feito e eu olhando para ele respondia e falaria ao mesmo tempo.
-Tu se magoou…eu sei la o que tu fez, apenas ve se recupera e não morre, quero ser culpado disso não, tu nem é animal para levar para a cozinha por isso outro corpo morto não serve de nada. Eu olharia para tras e me deparia com dois caras e um deles apontaria a lamina de sua espada para mim.
-Ohh entao foi assim que tu te magoaste, porque tu nao avisou antes, agora eu entendi parabens, o que tu fez?. Dizia meio falando para o Jacob no chao.
Um deles fazia pergunta sobre umas tais espadas e referia ladroes e eu reconhecia a voz de algum lado, eu dava um passo para o lado saindo da direçao da lamina, e prestaria mais atençao a eles, e logo reconheceria eles.
-Senhor do bar?.. olharia para o outro que acompanhava Lucio e reconheceria que era o cara que tava com o meu avo antes quando ele procurava por mim. -Cara que ajudou meu avo?.
Olharia um e olharia para o outro e logo falaria meio aborrecido.
-Tas me a ver com cara de ladrao, ou que tenha espadas por acaso, se nois fossemos ladroes não seria meio obvio estarmos a correr ou com pressa para não sermos pegos em vez de estarmos com dois coelhos na mao e procurando frutas para fazer de comer, qual é tio afff porra tu acabou de magoar o cara que em si não era muito util para caçar ou pegar comida e agora ficou ainda mais menos util, olha se procuras ladroes ou se ladroes te roubaram melhor procurarem em outro trilho porque nois veio deste trilho e duvido que eles estejam neste caminho sendo frequente por bandidos das montanhas ladroes iam nem chegar perto acho eu alem disso estamos aqui caçando e não passou ninguém.Dizia apontanto por varios caminhos na floresta.
-Alem disso sou conhecido da Anna nois bebeu e se divertiu no bar acha mesmo que seria um ladrão vai la e pergunta para ela sobre Saru que ela te tira as duvidas, bom enfim como voce foi otimo pra mim no bar, eu depois posso avisar meu avo Zeno e ele te ajudar ver isso dos ladroes talvez, vai que ele conhece alguém. Dizendo eu acenaria com uma mão livre na qual eu seguraria na gola da tshirt de Jacob e na outra mão os dois coelhos pelas patas deles, e logo começaria a caminhar de volta arrastando o Jacob pelo caminho, deixando eles para tras e ia reclamando um pouco qo mesmo tempo.
-Valeu por isto tio, agora vou ter que arrastar ele de volta, nem fodendo irei carregar ele, e tu fica quieto vamos voltar logo que eu quase sinto o cheiro de comida daqui. Dizia antes que Jacob falasse algo


Histórico:
● Postagens: 016
● Pagina:003
● Ganhos: N/A
● Perdas:N/A
● NPC: N/A
● Player Conhecido: Chloe Kaminari e Diego Kaminari.
Objetivos:

● Conhecer Novas pessoas ( bando)
● Aprender Proficiência Criptografia
● Aprender Proficiência Acrobacia
● Arrumar um barco e sair para o Mar

Resumo da Ficha:

PdV:260
STA:100

Atributos:
● Força: 12 [Regular]
● Destreza: 1 [Regular]
● Acerto: 4 [Regular]
● Reflexo: 9[Regular]
● Constituição: 7 [Regular]

Qualidades:
● Mestre em Haki
● Atraente
● Ambidestro
● Prodigio
● Destemido

Defeitos:
● Devasso
● Teimoso
● Cabeça Quente
● Heróico
●Bisbilhoteiro

Proeficiências:
● Historia
● Investigação
● Sociologia
● Logica
● Geografia

EDC:
● Taekwondo
ripper
Ver perfil do usuário
Imagem : 1° - Caminhos entrelaçados, o alvorecer da aventura! - Página 10 Mugen-samurai-champloo-gif-9
Créditos : 05
ripperCivil
https://www.allbluerpg.com/t334-mane#985 https://www.allbluerpg.com/t399-1-caminhos-entrelacados-o-alvorecer-da-aventura
Um lugar novo

1° - Caminhos entrelaçados, o alvorecer da aventura! - Página 10 NBjhgry



Passei rapidamente por uma dupla, onde um deles acenava para o horizonte, o que me deixava feliz, seria menos um maluco no meu dia e eu nem precisava olhar para trás para ter a certeza de que Meia noite cumprimentaria de volta o homem, meu companheiro sempre se dava bem com pessoas excêntricas.

Adentrei na construção enquanto tirava as últimas moedas de meus bolsos, meu ímpeto foi logo correspondido por um homem de bafo horrível, que chegava a me enjoar, diminuindo minha fome por consequência.

- Trezentos mil... mas que merd... – naquelas frações de segundo, eu começava a assimilar o ambiente, as várias pessoas amontadas sobre uma porta, o espaço que nada lembrava uma taverna e a visão de uma jovem moça responsável pelo cheiro de comida, que mais parecia uma boneca de porcelana. O contemplar do ambiente fora interrompido pelo choro de Maka atingindo meus ouvidos, virei rapidamente quando percebi a intensidade, tornando toda minha atenção a ela.
Dei alguns passos em sua direção e dobrei os joelhos de forma a ficar na altura dos olhos da pequena.

- O que foi Maka, o homem maluco mexeu contigo lá fora? – dizia enquanto apontava com o indicador em direção ao lado exterior – Foi isso Meia? – terminava com a cara mais emburrada que havia aparecido naquele dia em minha face.





fala - #00FF00



Informações Importantes:
Resumo da Ficha:


Atributos:
● Força: 0 [Incompetente]
● Destreza: 1 [Regular]
● Acerto: 10 [Regular]
● Reflexo: 22 [Hábil]
● Constituição: 1 [Regular]

Qualidades:
● Destemido
● Voz Melodiosa
● Precisão Temporal
● Carismático
● Duro de Matar
● Exibido

Defeitos:
● Traumatizado — Situações em que ele possa perder novamente um companheiro, ou qualquer pessoa em eminência de vida afloram este trauma.
● Obcecado — fazer uma apresentação circense em toda ilha que o personagem chegar.
● Cabeça Quente
● Heróico

Proeficiências:
● Acrobacia
● Doma
● Adestramento
● Ilusionismo
● Dança

EDC:
● Espadachim

Pertences:
● Kit de Pincéis
● Roupas Simples
Objetivos:


● Aprender a proficiência Dramaturgia
● NPC Companheiro
● Fazer a apresentação circense em um local movimentado da ilha
● Ensinar o Meia-noite a lançar coisas utilizando um comando discreto
CONTROLE:

● HP:140/140
● STA: 100/100
● Postagens: 016
● Páginas:003
● Ganhos: N/A
● Perdas:N/A
● Defeito Obcecado: Não cumprido
Meia-noite:

1° - Caminhos entrelaçados, o alvorecer da aventura! - Página 10 Jugem_10

Animal: Macaco — Macaco-prego
Altura: 50cm
Peso: 3kg
Porte: Pequeno
Raridade: Comum
Aparência: Meia-noite não ganhou seu nome atoa, o macaco possui a pelugem preta como a noite, o único local que foge disso, é a barriga de Meia-noite, que possui uma coloração branca em formato de círculo.
Personalidade: Meia-noite possui um instinto de sobrevivência muito grande, por várias vezes sua vida esteve ameaçada e ele se saiu bem da situação, de forma até inexplicáveis. Por conta disso, ele não confia facilmente em qualquer humano, tirando Mané. Apenas com o seu companheiro que ele se solta completamente, fazendo brincadeiras e carinhos, não que seja impossível, Meia-noite poderia interagir com outras pessoa depois que criasse certa confiança.

Agora, se ele não gostar de alguém, ele certamente irá pensar em uma traquinagem para atrapalhar o indivíduo, com a sua mobilidade assustadora, ele consegue passar até pelos olhos mais atentos. É extremamente apaixonado por manga e talvez essa seja a única coisa que possa tirar a concentração do pequeno macaco.

Meia-noite não aceitaria ser ameaçado por qualquer um, apesar de pequeno, o macaco pode ser muito perigoso se a situação requisitar.
Atributos: Destreza, Acerto e Reflexo

_________________

1° - Caminhos entrelaçados, o alvorecer da aventura! - Página 10 Daco_110
Diego Kaminari
Ver perfil do usuário
Imagem : 1° - Caminhos entrelaçados, o alvorecer da aventura! - Página 10 Dante-gif-11
Créditos : 00
Localização : Rio de Janeiro
Diego KaminariEstagiário
https://www.allbluerpg.com/t332-diego-kaminari https://www.allbluerpg.com/t399-1-caminhos-entrelacados-o-alvorecer-da-aventura#1216




O Certo É O Certo,
Na Guerra Ou Na Paz






Após cair no sono naquela ilha misteriosa eu volto a cabana dos bandidos da montanha, eu estava com o par de alianças guardados o que me deixou confortável, no entanto, estava com uma promessa e um destino a cumprir, entretanto, como aquilo aconteceu em menos de um segundo... Foi real? Bem se estou com o par de anéis significa que foi verdade o que vivemos... Mas se foi verdade, aquele beijo de Ren… Meu rosto começou a corar com as lembranças, quase segurei a baba. Entre tudo tinha que focar na minha vida e nos acontecimentos presentes.

Meu discurso motivou muitos dos homens, homens apaixonados e com um novo sopro de inspiração para a batalha da vida, no entanto, essa inspiração foi somente como eu disse... Para os homens, visto que a mulher maluca que se dizia líder começou a procurar guerra comigo. Suas palavras entraram em meus ouvidos dentro daquele silêncio que se instaurou, todavia, minha raiva chegou em meu âmago e transbordou sobre meus limites.

- Cala essa boca velha maluca! Você fala como se não precisasse de nada, mas até agora pelo que sei você so se mostrou uma espectadora da sua própria desgraça. Antes de falar sobre piratas olhe bem para o que você é, pense bem, o que acha que seu irmão se tornou ou ao menos almejava indo para o mar? Você fica sentada vendo as merdas acontecerem na sua vida e nas das pessoas que você ama, e você apenas chora e tenta convencer ser suficiente, mas não tira a porra da sua bunda do lugar porque, no fundo, você sabe que não possui a coragem que seu irmão tinha. Melhor deixar como está, correto? Sua sobrinha está vivendo em meio as cobras e você está preocupada com tesouro? Se não fosse por mim mais uma de sua família estaria morta, e você me vem com essa hipocrisia de não precisar de ninguém? – Pausei olhando para todos, inclusive para Terra a jovem que até aquele momento jurara sua vida a mim, tirei minha espada dos ombros e a posicionei com a ponto no chão diante de mim. – O mínimo que você tinha que ter era humildade quando alguém te oferece ajuda, então vou deixar você pensar e reconsiderar suas próximas palavras e me responder se vai querer ajuda, mas caso queira guerra... Guerra você terá! – Minhas palavras foram tão firmes que poderiam ecoar pelos cômodos, com sorte até Chloe poderia escutar.

Se a mulher me atacasse iria me defender dando um salto para trás para então ter chance de me preparar para um golpe, no caso de muitos se juntarem, iria precisar de espaço e saltaria pela janela onde em ar livre poderia ter mais liberdade ao embate. Acreditava que até o momento, minha irmã teria percebido tudo e poderia estar ciente dos acontecimentos, todavia não sabia como o resto poderia reagir. Se minha oponente desse brecha iria tentar revidar meu ataque de maneira que a imobilizaria ou causasse um dano não letal, minha intenção era derrubar a mesma, não matar.


OFF - AVALIADOR:
Ao avaliador, alguns das informações são derivados do evento "Agosto a Gosto - Mega Churrascão". Por isso alguns itens entraram na aventura e algumas informações fora adentradas em ON.



Histórico:

Numero de Posts: 16
Paginas: 3
Ganhos: -x-
Perdas: -x-
NPCs: -x-
Players Conhecidos: -x-

Resumo da Ficha:

Atributos:

● Força: 401 [Hábil]
● Destreza: 0 [Incompetente]
● Acerto: 239 [Regular]
● Reflexo: 100 [Regular]
● Constituição: 40 [Regular]
● Agilidade: 169 (Regular)

Qualidades:

● Mestre em Haki
● Prodigio
● Liderança
● Atraente

Defeitos:

Apegado - Ama a irmã Chloe Kaminari, seu amor chega ao ponto de que a mesma é a unica na qual pode fazer com que ele se sinta completo. Sonhe em ter uma familia com ela, filhos e tudo que se diz respeito a uma, no entanto sob seu sonho de liberdade. Chloe é a unica familia viva do jovem e independente da situação ela e a coisa mais importante para Diego
Catsaridafobia - Diante de uma barata o mesmo não fica imóvel, mas sua atenção vai direto pra seu "agressor" que ele carinhosamente chama de "demônio", pois para ele são a encarnação dos mesmos na terra. Desde que a barata não o toque ele até consegue mata-la, mó entanto na presença de tal aberração qualquer coisa que ele esteja fazendo fica a segundo plano. Todavia ser um comissão de Satanás pousar nele, o mesmo ficará em choque batendo em seu próprio corpo pra tira-la até mesmo despindo-se... Indo mãos além se algum barata entrar entrar algum orifício como ouvido, nariz, o mesmo ficará em choque apenas apresentando espasmos como convulsão.
Ambição - Virar um Yonkou, pois quando chegar a esse ponto terá força para impor sua liberdade e fazer o que acha certo, alem de poder destruir o governo mundial.
Heróico
Devasso

Proeficiências:

● Cartografia
● Condução
● Geografia
● Meteorologia
● Navegação

EDC:

● Espadachim

Pertences:

● Espada
● Roupas Simples



Objetivos
● Conseguir um navio (  )

● Conseguir uma tripulação (  )

● Tornar oficialmente um pirata (  )

● Conseguir dinheiro (  )







_________________


1° - Caminhos entrelaçados, o alvorecer da aventura! - Página 10 4nO1oWY
Chloe Kaminari
Ver perfil do usuário
Imagem : 1° - Caminhos entrelaçados, o alvorecer da aventura! - Página 10 F29b2a4ab51d43b15553ae13727e9e87
Créditos : 00
Chloe KaminariEstagiário
https://www.allbluerpg.com/t374-chloe-kaminari#1140


16º - Novas entidades

Chloe Kaminari


O piscar de olhos foi tão rápido que sequer entendi o que realmente aconteceu. Num segundo Diego estava a meu lado, meu corpo tampado apenas por um traje de praia e a lembrança de muitas pessoas, bem como o vivre card que ainda se encontrava em meu seio. Aquilo eu fiz questão de guardar dentro da estranha mochila, na verdade ela era muito mais fofa do que parecia. Abri a mesma com cuidado e puxaria as facas e utensílios que ali dentro haviam. Separava as facas calmamente enquanto com os alimentos já estavam devidamente lavados e separados na quantidade exata que precisaria para aquele pequeno... jantar?

A porta aberta ajudava a ouvir as palavras infladas de emoção que meu irmão soltava e aquilo me enchia de orgulho, mas o vislumbre do mesmo quase beijando os lábios da mink felina acabou me fazendo perder a atenção e apertar a faca com mais força no vegetal do que o realmente necessário. Sacodi a cabeça espantando então a informação daquela estranha ilha, mas logo minha atenção foi levemente roubada para o “trato” que Diego fazia com Elma —Espero que a vagabunda não vá com ele procurar o tesouro— o comentário saia baixo para que ninguém além de mim ouvisse o mesmo.

As palavras pareciam não animar apenas a mim, mas a todos os bandidos daquele lugar animavam e davam certa razão a Diego, mesmo que parecesse pouca perante a líder de todos. Suas palavras pareciam ainda mais agressivas do que foram outrora pra mim do lado de fora, Diego parecia controlar a situação, mas ainda sim precisaria dar um enorme chega pra lá naquela velha — Se não quer a ajuda de um pirata, deixe eu ajudar então. — falei em um tom mais alto para que pudesse ser ouvida graças ao silencio que poderia ter se instaurado naquele lugar. Elma era uma mulher intimidadora, mas ainda sim não deixaria minha cabeça abaixar perante alguém que, como disse meu próprio irmão, sequer levantava a bunda para ajudar em alguma coisa.

Conforme cortava agora a batata em cubos brandes para começar a cozinhar, acabei notando a presença de outra figura em meio ao enorme silêncio que se fazia, seus trajes simples pareciam indicar que correram por muito tempo e poderiam estar feridos. A exclamação do homem quanto a um preço parecia ecoar como música no silêncio e logo sorri com a possibilidade de conseguir o dinheiro que pagaria minha dívida com Ana, mas isso não seria justo —Não se preocupe, não precisa pagar nada pra esse pé rapado não. Me ajude aqui que você consegue um bom prato de comida— Aquela figura havia chego na hora certa, pois se os ânimos se alterassem entre Diego e Elma, partiria sem pensar duas vezes para ajudar meu irmão, seja imobilizando-a caso estivesse perto da porta do quarto ou a atacando com um chute na parte de trás do joelho para que não chegasse muito perto de meu amado e desse tempo para o mesmo sair do embate ou até mesmo imobilizar a mulher.

Minha raiva estava mobilizada para a pessoa errada? Talvez , mas usaria de todo o ódio que estava sentindo por Terra e pela tal Ren naquele possível embate caso se desenrolasse, caso contrario iria me manter na cozinha até que Jacobi e Saru retornassem com o que havia pedido.

Ao avaliador:
Os fatos aqui descritos ocorreram durante/ após o evento " agosto a gosto - mega churrasco" itens e demais relações já constam na ficha


Histórico:
● Postagens: 0016
● Pagina:003
● Ganhos: 50.000 e coentro indiano
● Perdas:N/A
● NPC: N/A
● Player Conhecido: N/A
Ficha Resumida:


PdV: 4000
STA: 100

Força: 40  (Regular)
Destreza: 300 (Regular )
Acerto:  260  (Regular )
Reflexo:  40 (Regular)
Constituição: 80 (Regular)

Agilidade: 150
Oportunidade de Ataque: 3
Redução de Dano: 0



● Qualidades:
* Versátil ( Racial )
* Ambidestro
* Voz Melodiosa
* Mestre em Haki
* Prodígio
* Atraente

● Defeitos

* Apegado -Chloe nutre um profundo amor pelo irmão, ao qual tem ciencia de ser correspondido pelo mesmo. Além de ser sua única família, Chloe não consegue mais enxergar o mundo sem o irmão, e ainda tem esperanças de o ver vivo pelo mundo mesmo que com outra mulher.  
* Teimoso
* LEAL - Sendo este sua única família e irmão, Chloe acabou por se tornar totalmente leal a ele. Sempre buscando defender o irmão quando eram mais novos e isso ainda perdura até hoje, por vezes até se colocando em perigo para proteger a vida dele
* Bisbilhoteiro
* Heroico

• PROFICIÊNCIAS:

* Caça
* Culinária
* Herbalismo
* Preparo
* Primeiros socorros

• Profissão : COZINHEIRO
• EDC : chicoteador
Objetivos:

● Encontrar Diego Kaminari
● Encontrar Silver D Saru
● Encontrar Mané
● Encontrar Kuro Tempest
● Aprender Proficiência Pesca
● Aprender Proficiência Anatomia
● Comprar ( Ou furtar) uma segunda corrente
● Conseguir um NPC Acompanhante.
● Juntar todo o Bando
Legendas:
— Fala —
- Pensamento

Código:
[b][color=#ff6699]— Fala —[/color][/b]
[b][color=#ff66ff]Pensamento[/color][/b]




_________________

1° - Caminhos entrelaçados, o alvorecer da aventura! - Página 10 U8TTd9b

Ficha
Kuro Tempest
Ver perfil do usuário
Imagem : 1° - Caminhos entrelaçados, o alvorecer da aventura! - Página 10 L4qXuOc
Créditos : 00
THE
LAST
SPARK OF HOPE
Os garotos continuaram a correr, mesmo que gritasse para que parassem. Lúcio, por sorte, entendeu o que eu acabara de dizer e logo fechava o rosto e começava a correr junto comigo, passando a gritar para os dois pivetes que pareciam não se importar com o que estava acontecendo. ”Droga, eles não vão parar.” A vegetação mudara rapidamente após alguns minutos, e começou a ficar difícil segui-los. —‌ Onde viemos parar? ‌—‌ Precisava usar a lâmina da espada para tirar alguns galhos da frente do caminho, mas já não os via mais.

Precisei parar um pouco para respirar, olhando para o mais velho que vinha logo atrás com uma disposição que não imaginava que ele tinha. —‌ Acho que os perdi. É o filho do senhor Kenshin mais outro garoto. ‌—‌ Talvez essa não fosse a melhor coisa que o homem gostaria de ouvir naquele momento.

Considerando que ele era mais experiente, balançava a cabeça em acordo com o que ele acabara de me dizer. —‌ Tudo bem, vamos. ‌—‌ Ele dizia que ouvira os dois meliantes ali perto, e logo eu colocava a espada a frente do corpo andando calmamente buscando vestígios dos dois ladrões, que naquele momento poderiam estar escondidos em algum lugar.

Não levou muito tempo para encontrarmos alguém. Lúcio avançou com ferocidade e pude ouvir o som de gemidos de dor logo em seguida, e vi quem ele acabara de ferir ao sair de trás de alguns galhos de árvore. —‌ Você o pegou? ‌—‌ Olhei atentamente para o jovem caído no chão com um rasgo em seu peito, vendo o desespero em seu rosto mas não o reconhecendo como um dos ladrões. Suspirei, vendo o que tinha acabado de acontecer e lembrando do rosto do outro que estava a nossa frente. —‌ Ham... ‌—‌ Antes que pudesse continuar Lúcio os ameaçou, deixando claro que a situação estava ainda pior.

O outro garoto, que lembrei se chamar Saru, começou a explicar a situação. —‌ Lúcio, eles não são mesmo os ladrões. Aliás, um dos bandidos é o próprio filho do senhor Kinshi. ‌—‌ O outro estava mesmo dizendo a verdade, e eu me sentia mal pelo que tinha acontecido. —‌ Nos desculpe, nós estávamos correndo atrás dos bandidos. Creio que teremos que procurar por outro caminho. ‌—‌ Olhei para o mais velho que estava perto de mim, colocando a mão sobre seu ombro para que ele não continuasse com os ataques.

HP: 3800/3800 | ST: 100/100

Considerações:

Informações:
● Numero de Posts: 16
● Paginas: 3
● Ganhos: 1 Espada
● Perdas: 250.000
● NPCs: -x-
● Players Conhecidos: -x-
Ficha:
Atributos:
● Força: 130 [Regular]
● Destreza: 70 [Regular]
● Acerto: 215 [Regular]
● Reflexo: 215 [Regular]
● Constituição: 70 [Regular]

Qualidades:
● Versátil
● Ambidestro
● Audição aguçada
● Prontidão
● Mestre em Haki

Defeitos:
● Pacifista
● Sincero
● Personalidade Extra (Combatente)
● Obediente
● Leal

Proeficiências:
● Acrobacia
● Costura
● Forja
● Física
● Projéteis

EDC:
● Espadachim
● Dual Arms
Itens:

1° - Caminhos entrelaçados, o alvorecer da aventura! - Página 10 JItspIP
Arma: Kinshitak Terceira
Descrição: Uma leve espada de bainha negra forjada pelo Ferreiro Takeru Kinshi que viveu em Foosha, East Blue.
Tipo da Arma: Acuidade
Qualidade: Clássica
Durabilidade: Baixa
Dano: +40 em força

Estado:Nova
Habilidades:
Objetivos:
1° - Conseguir duas armas ( Se encaminhando )
2° - Aprender a proficiência Mecânica ( )
3° - Conhecer pessoas novas ( )
4° - Se juntar a um grupo ( )
5° - Iniciar uma aventura com o novo grupo ( )

_________________

1° - Caminhos entrelaçados, o alvorecer da aventura! - Página 10 KTTKkRi

Ficha / Template
Subaé
Ver perfil do usuário
Imagem : Cabra da Peste
Créditos : 02
SubaéCriador de Conteúdo
https://www.allbluerpg.com/t354-subae?highlight=subaé https://www.allbluerpg.com/t348-cabras-da-peste-vol-1-amanhecer-do-sul#1033

Narração, Post 16


1° - Caminhos entrelaçados, o alvorecer da aventura! - Página 10 Mapa_n10

Saru e Kuro

O sangue do afeminado escorria pelo chão junto de suas lágrimas de desespero, ao mesmo tempo o homem lamentava sua desgraça, atrapalhando a cantoria de Saru.

Não sei dizer ao certo se Saru é um idiota ou só um rapaz desatento, mas o fato é que por um breve moento ele pensou que Jacob lamentava-se por causa de seus insultos e que estava apenas sujo de sangue de coelho. Porém, assim que avistou Lucio com sua cimitarra suja de sangue, entendeu a situação e cumprimentou a dupla que chegou de surpresa mostrando que já os conhecia.

-Hã?- Lúcio fez uma cara de dúvida ao ouvir seu nome sendo proferido pelo pseudo-ladrão, já Kuro apenas se ateve a observar aquela situação, mesmo reconhecendo Saru de mais cedo.

Saru começou  dar um sermão na dupla que o atacou, lembrou-os dos momentos que passaram mais cedo juntos, mostrou todos os pontos por onde passou, explicou a situação e até colocou sua reputação nas mãos da Ana do bar. Foi um daqueles sermões que ao ouvir a gente não sabe onde enfiar a cara, e foi exatamente assim que Lúcio se sentiu.

Para completar, Kuro confirmou a veracidade da fala de Saru e explicou melhor a identidade dos ladrões.

Envergonhado por ter atacado alguém inocente sem ter perguntado antes, Lúcio curvou-se demonstrando respeito umas dez vezes seguidas para Saru e Jacob
- ME PERDOEM POR ESSE MAL ENTENDIDO!!! EU ESTOU TÃO ARREPENDIDO!!!! - O homem gritava ao curvar-se.

Kuro também se desculpou pelo mal ocorrido e agora tudo parecia ter se acalmado.
Estavam prontos para seguirem seus caminhos: Saru com os coelhos em uma mão e arrastando Jacob com a outra, e Kuro e Lúcio de pé procurando alguma pista para seguir.

-Ei menino…- Lúcio chamou a atenção de Saru - ...Você falou sobre bandidos da montanha, posso te fazer uma perguntinha?

Independente de qual fosse a resposta de Saru, ele não teria como respondê-la pois naquele momento quinze homens armados, de armadura, lanças e escudos carmesim apareceram rodeando aquela clareira. Cercando com uma parede de escudos todos os três homens e meio que ali estavam.

- Encontramos ele, senhor!!! - Gritou um dos guardas.

Dois escudos se separaram, abrindo espaço para um homem de túnica vermelha e cabelos esbranquiçados que veio com um andar boçal até o quarteto. O homem olhou o rosto de cada um e Falou - Não é nenhum desses ai!!

-Mas senhor, olhe bem… um deles é magricela, tem cabelos negros e desgrenhados e anda com um macaco estranho!
(Jacob ensanguentado gemendo “uh ahh... dor… uuhh!!!”)

-ISSO NÃO É UM MACACO SEU IMBECIL!!! É só um homem gemendo de dor! - O reverendo Sheep parecia estar impaciente por algum motivo.

- Ei, ei, ei… - Lúcio falou com as mãos levantadas demonstrando rendição - isso deve ter sido só outro mal entendido, podemos resol…

-CALE-SE!!!- Gritou um dos guardas ao enfiar sua lança na lateral do abdômen do homem que caiu de joelhos no chão por causa da dor.

-GYAAAAH!!!- Ah, o karma...

Sheep, andando em círculos com as mãos cruzadas em suas costas, observava cada um dos aventureiros que estavam naquela maldita situação.

-Bandidos como vocês não merecem respeito ou compaixão… Na verdade, vocês pecadores não merecem nada além do fogo do inferno! Porém vou ser misericordioso se me dizerem o que eu preciso: Vocês viram um moleque com um macaco por aí acompanhado de uma menininha de cabelos castanhos?


1° - Caminhos entrelaçados, o alvorecer da aventura! - Página 10 Mapa_n11

Mané, Chloe e Diego


O bandido sorridente já estava com a mão estendida para recolher o dinheiro do Mané, mas o jovem ignorou o homem por conta do choro da menina. Foi até ela e perguntou preocupado se o maluco(Saru) fez algo com ela.

Meia-Noite entortou a cabeça e estendeu os ombros pois não tinha ideia do que aconteceu.

-Não… - A menina respondeu em lágrimas - Os moços que passaram pareciam legais…- Maka começou olhar para os cantos do chalé com uma certa preocupação - Eu só…

Acontece que a garota foi interrompida pela ruiva que deixou o preparo da refeição pela metade para vir recepcionar o trio com nomes que começam com M (Mané, Maka e Meia-Noite). Ofereceu comida em troca da ajuda no preparo, até aí tudo bem, mas o bandido entortou a cara enfurecido ao ter sido chamado de “pé rapado”.

-Quem é você? - A menina perguntou, ignorando completamente o convite da cozinheira. Sua voz chorosa ecoava rispidamente, ela não estava sendo nem um pouco educada. Para dizer a verdade ela parecia estar... assustada?

-Eu não conheço você! Quem é você!?!?

Ao mesmo tempo, no quarto, Diego discursava sua opinião junto de diversas ofensas. Se antes as suas palavras inspiraram aqueles homens positivamente, o efeito de suas palavras ecoaram de forma bem diferente agora. Todos aqueles bandidos, antes empolgados, agora se encontravam extremamente enfurecidos por tamanho desrespeito.

Elma bateu o seu bastão de madeira cheio de pregos no chão por conta da fúria. As veias saltavam em sua testa de tanta raiva que pareciam que iam explodir.

-Você é só um moleque que fica falando asneiras sobre o que não sabe! Se você acha que eu fiquei sentada enquanto todos os que amo sofrem, você está enganado. Eu passei esse tempo todo protegendo o tesouro de meu irmão, pois sei que um dia ele voltará!! Eu passei esse tempo todo protegendo o tesouro de gananciosos de merda igual você!!

Chloe gritou para completar a fala de seu irmão. Mesmo havendo uma barreira de bandidos entre ela e Diego, a garota parecia querer participar daquela discussão. Elma, entretanto, ignorou as palavras da garota; Sua conversa era com Diego, apenas.

Quem respondeu Chloe foi o bandido que anteriormente foi chamado de “pé rapado”.
Ele puxou os cabelos ruivos da garota com muita força, impedindo-a de se afastar.
-Com quem você acha que está falando, ein?

Maka, ainda chorando, parecia estar em busca de algo. Olhava de um lado para o outro e a cada vez parecia estar mais desesperada. começou a chorar mais do que antes, e em soluços gritou.

-E..EU ACHEI QUE… BUUAAAAAAAAAA…. NINGUÉM MAIS…. BUUAAAAAAA!!!! CADÊ TODO MUNDO?!

Em meio ao choro e aos soluços, Maka saiu correndo desenfreadamente pela porta do chalé, mata à dentro - BWAAAAAAAAAAHHH!!!

Voltamos para o quarto, onde Diego terminava seu discurso colocando Elma e o resto dos bandidos em xeque. Ou eles concordavam com os termos do rapaz, ou haveria guerra.

Os bandidos começaram a gritar em fúria, pareciam macacos raivosos, aguardando a palavra final de sua líder, que por sinal eles já sabiam qual seria.

-Eu não tenho o que reconsiderar, assim como não preciso de sua ajuda. Seu  verme! - A mulher cuspiu no chão ao referir-se à diego - EU já disse tudo o que tinha para dizer, mas se ainda assim você quer guerra, é guerra que você terá!!

Os bandidos gritaram copiosamente, e neste momento o bandido que segurava Chloe pelos cabelos desferiu uma forte joelhada em seu estômago.

Elma girou o seu bastão três vezes com a mão esquerda antes de avançar contra diego em uma velocidade  alcançada por muitos poucos. A mulher avançou contra Diego que saltou para trás para tentar defender o golpe da mulher que girava rapidamente seu bastão.

Infelizmente, o ataque de elma foi uma investida direta e apenas saltar para trás não foi o suficiente para o jovem Kaminari conseguir esquivar do porradão. O bastão da mulher acertou a testa de Diego em cheio, fazendo-o voar aos giros por alguns metros  antes de cair no chão já ensanguentado e atordoado.

1° - Caminhos entrelaçados, o alvorecer da aventura! - Página 10 Cena_d10

O golpe foi mais poderoso do que Diego estava esperando, talvez aquele tenha sido o golpe mais poderoso que o rapaz já tinha recebido na vida.  O golpe direto que recebeu na testa foi tão forte que o jovem pôde ouvir um barulho de rompimento,  Foi uma fratura na lateral esquerda da testa. Os pregos também feriram-lhe o rosto fazendo um corte em formato de “x” no mesmo local da fratura.


1° - Caminhos entrelaçados, o alvorecer da aventura! - Página 10 Skull10

Log de Combate:

Diego:

Hp Atual: 4.620
STA: 100
Ferimentos:
-Fratura no crânio [0/5] (Necessário tratamento para iniciar contagem)
-Corte na testa [0/3] (Necessário tratamento pra não ganhar cicatriz)
-Atordoado I [0/2]


Atordoado I:
Categoria I: Redução de 5% em Acerto, Reflexo e Agilidade, além do aspecto narrativo da redução da compreensão das coisas que acontecem ao seu redor.

Chloe:
Hp Atual: 3.920
STA: 100
Ferimentos:Nenhum




Reverendo Sheep- Aparência
Lúcio- Aparência
Maka- Aparência
Jacob - Aparência
Elma Kopler - Aparência

NPC RANDOM


Diego:
-Ganhos:
-Perdas: (sapato, camisa - Post 3)
-NPC:

Chloe:
-Ganhos: (Coentro indiano - Post 7) , (50.000 ฿ - Post Cool
-Perdas:
-NPC:

Mané:
-Ganhos:
-Perdas:
-NPC: Meia noite (pet)

Saru:
-Ganhos:
-Perdas:
-NPC:

Kuro:
-Ganhos: (Espada Clássica - Post 4)
-Perdas: (250.000 ฿ - Post 4)
-NPC:
240/240100/10010/1015/15
Kuro Tempest
Ver perfil do usuário
Imagem : 1° - Caminhos entrelaçados, o alvorecer da aventura! - Página 10 L4qXuOc
Créditos : 00
THE
LAST
SPARK OF HOPE
Ali estava o resultado das ações de Lúcio, que agora se sentia extremamente arrependido por ter ferido um completo inocente. —‌ Está tudo bem, está tudo bem. ‌—‌ Tentava fazer o mais velho se sentir melhor com minhas palavras, mesmo sabendo que seria difícil. —‌ Você não fez por mal, sei que os dois vão entender. Não é mesmo? ‌—‌ Olhei para o ferido e o garoto ao seu lado, expressando minha sinceridade junto a minha simpatia, na tentativa de diminuir os problemas. —‌ Enfim, esse mal entendido passou e a desculpa foi dada. ‌—‌ O homem ao meu lado se interessou pelo que Saru havia dito, o questionando sobre o assunto.

Antes que o desenrolar daquele diálogo ocorresse uma cerca de quinze homens nos cercou, levantando uma parede defensiva com seus escudos enquanto suas lanças apontavam para nós. —‌ Ah que droga! ‌—‌ Por instinto levei a destra até o cabo da espada, mas me segurei para não piorar a situação. ”O que é dessa vez?” Perguntei-me mentalmente, vendo um deles apontar para nós como se fossemos culpados de alguma coisa.

Mais uma vez, um desentendimento desnecessário que nos levava a uma situação arriscada. Um homem, vestido de túnica vermelha, desmentiu o outro que apontava para nós. Ali estava, o início dos nossos problemas e talvez, da nossa morte. Lúcio tentou falar algo, mas um dos guardas o atingiu na lateral do abdômen com sua lança. —‌ Hey, o que pensa que está fazendo? ‌—‌ Retirei minha lâmina da bainha e procurei atingir sua arma para afastá-la do mais velho. Me colocaria entre ele e o guarda que havia lhe acertado, para impedi-lo de fazer novamente.

O de vestimentas vermelhas nos rodeou por alguns instantes, antes de demonstrar sua repulsa por nós e sua desconfiança, acabando por nos questionar. —‌ Não, eu não vi ninguém assim. ‌—‌ A minha vontade foi de falar mais, só que alguma coisa me disse para me manter quieto por ora antes que piorasse ainda mais nossa situação.

HP: 3800/3800 | ST: 100/100

Considerações:

Informações:
● Numero de Posts: 17
● Paginas: 3
● Ganhos: 1 Espada
● Perdas: 250.000
● NPCs: -x-
● Players Conhecidos: -x-
Ficha:
Atributos:
● Força: 130 [Regular]
● Destreza: 70 [Regular]
● Acerto: 215 [Regular]
● Reflexo: 215 [Regular]
● Constituição: 70 [Regular]

Qualidades:
● Versátil
● Ambidestro
● Audição aguçada
● Prontidão
● Mestre em Haki

Defeitos:
● Pacifista
● Sincero
● Personalidade Extra (Combatente)
● Obediente
● Leal

Proeficiências:
● Acrobacia
● Costura
● Forja
● Física
● Projéteis

EDC:
● Espadachim
● Dual Arms
Itens:

1° - Caminhos entrelaçados, o alvorecer da aventura! - Página 10 JItspIP
Arma: Kinshitak Terceira
Descrição: Uma leve espada de bainha negra forjada pelo Ferreiro Takeru Kinshi que viveu em Foosha, East Blue.
Tipo da Arma: Acuidade
Qualidade: Clássica
Durabilidade: Baixa
Dano: +40 em força

Estado:Nova
Habilidades:
Objetivos:
1° - Conseguir duas armas ( Se encaminhando )
2° - Aprender a proficiência Mecânica ( )
3° - Conhecer pessoas novas ( )
4° - Se juntar a um grupo ( )
5° - Iniciar uma aventura com o novo grupo ( )

_________________

1° - Caminhos entrelaçados, o alvorecer da aventura! - Página 10 KTTKkRi

Ficha / Template
Diego Kaminari
Ver perfil do usuário
Imagem : 1° - Caminhos entrelaçados, o alvorecer da aventura! - Página 10 Dante-gif-11
Créditos : 00
Localização : Rio de Janeiro
Diego KaminariEstagiário
https://www.allbluerpg.com/t332-diego-kaminari https://www.allbluerpg.com/t399-1-caminhos-entrelacados-o-alvorecer-da-aventura#1216




Abaixa a Cabeça Para o
Chifre Entrar






Ao que tudo indicava meu discurso não foi muito bem aceito pelos bandidos e muito menos pela velha maluca com cara de sadomasoquista. O clima ficou tenso e após algumas palavras que atiçaram meu lado sem paciência algo inesperado aconteceu. Bem... Inesperado nem tanto, eu imaginava que algo assim poderia ocorrer, mas não pensei que acertaria logo de primeira. E o segundo ponto que tenho que anotar aqui, a safada é bem mais forte do que aparenta. Meu corpo foi arremessado com o impacto de sua clava em minha cabeça, a dor que se seguiu ao unir com o som que escutei, mostrava que meu crânio não fora forte o suficiente para manter sua integridade, coisa maravilhosa isso.

No chão e com dor evitei demostrar tal sentimento para minha adversaria, a raiva subia devido ao golpe, todavia meu pensamento era logico e aquela não seria uma luta como a que tive mais cedo. Ela era um adversário que seria difícil de enfrentar, mas na realidade nem tinha tanta necessidade assim.

- Pode me bater o quanto quiser velha maluca, essa é uma batalha que venço mesmo sendo derrotado. – Disse sorrindo para ela enquanto tentava me levantar. – Eu não preciso te machucar, você já faz isso consigo mesma há muito tempo, não tem dor que possa te causar que seja pior que aquela que você mesma se causa. – Eu já havia passado por aquilo, aquela mulher poderia estar sofrendo sem ninguém nem perceber. - Por muitos anos eu me culpava pela morte de Chloe e por mais que odiava a marinha e o governo mundial, eu era a pessoa mais atacada... Uma dor profunda que você não tem como fugir, como um lago que você afunda e independente da força que você nade para a superfície ela nunca chega e você vai se afogando sem conseguir escapar... Pois, tudo isso está dentro de você. – Àquela altura eu já estava de pé, olhava com um sorriso enquanto continha as expressões de dor. – Vamos combinar uma coisa, se eu fizer você abaixar a cabeça, você me deixa te ajudar... Caso contrario você pode me matar, afinal o que prestaria um capitão que perde para a primeira velha sadomasoquista que encontra... Só seria uma pena que você mataria o amor da vida da querida Terra, na frente dela... Traumático, não?

A partir daqui meus planos podem seguir dois caminhos, o de ela não aceitar o desafio e o de aceitar, começarei por esse. Neste caso se a mulher ficasse parada esperando algum movimento meu iria disparar e sua direção e tentaria arremessar minha espada na altura de seu tronco, mas a ideia não seria acertar, pois, compreendo que ela não é tão idiota assim, o ponto seria desviar a atenção enquanto eu escorrego pelo outro lado tentando acertar a lateral de seu joelho visando proporcionar uma perda de equilíbrio e suporte, rapidamente me levantaria e se conseguisse pegar minha espada fincada na parede ou no chão, tentaria saltar para com a potencialização da própria gravidade, desferir um golpe com a chapa da lâmina em sua cabeça. No caso de eu não conseguir pegar a espada, faria o mesmo, entretanto com um soco bem-dado.

Se o plano de desviar a atenção não funcionasse, tentaria desviar de contra-ataques rolando para um dos lados visando sempre alcançar minha espada. Mas se considerar a possibilidade de a mulher vir em minha direção após minhas palavras, esperaria o momento certo para desviar com um rolamento lateral e após finalizado visar um golpe em algum ponto vital para seu equilíbrio, afinal meu intuito era fazer ela se ajoelhar e abaixar a merda da cabeça. No caso de o rolamento ser inviável, iria tentar bloquear seu ataque com minha espada ao tempo que tentaria contra-atacar com um chute em seu joelho, se ela fosse homem nesse momento seria tudo mais fácil, bastaria um chute no lugar certo…

No caso de Elma não aceitar meu desafio eu podia crer que ela não ficaria tão calma após minhas palavras, se ela viesse para cima de mim, iria manter o plano, rolamento e golpe, entre tudo não seria com a chapa, seria com o fio da espada no lugar que parecesse mais dolorido ou vital. Novamente se o rolamento não fosse possível e não tivesse possibilidade de recuar mais, minha defesa seria um bloqueio visando contra-atacar com uma joelhada na boca do estomago tentando lhe fazer faltar ar, para assim aproveitar a oportunidade e golpear a mulher de frente.

Todavia tinha mais uma possibilidade que iria me preparar, e se os amiguinhos dela resolvessem se meter? O confronto era um contra um e já estava sendo difícil o suficiente, imagina com mais pessoas... Logo ao notar que a possibilidade estaria sendo real, iria levantar minha voz e gritar.

- Chloe, sei que está me ouvindo meu amor. – Falei olhando para a direção da porta. – Quero que siga minha ordem, não deixa que ninguém se intrometa neste confronto, essa é sua missão.

Se ainda assim alguém me arremessasse algo ou tentasse me atacar de alguma forma, iria desviar ou bloquear, o que fosse mais fácil para um contra-ataque. Se ainda assim um contra-ataque fosse inviável, manteria minha postura de defesa até que minha irmã fizesse algo. Caso possível fosse poderia usar os próprios ataques dos bandidos a meu favor, redirecionando eles para Elma.



Histórico:

Numero de Posts: 17
Paginas: 3
Ganhos: -x-
Perdas: -x-
NPCs: -x-
Players Conhecidos: -x-

Resumo da Ficha:

Atributos:

● Força: 401 [Hábil]
● Destreza: 0 [Incompetente]
● Acerto: 239 [Regular]
● Reflexo: 100 [Regular]
● Constituição: 40 [Regular]
● Agilidade: 169 (Regular)

Qualidades:

● Mestre em Haki
● Prodigio
● Liderança
● Atraente

Defeitos:

Apegado - Ama a irmã Chloe Kaminari, seu amor chega ao ponto de que a mesma é a unica na qual pode fazer com que ele se sinta completo. Sonhe em ter uma familia com ela, filhos e tudo que se diz respeito a uma, no entanto sob seu sonho de liberdade. Chloe é a unica familia viva do jovem e independente da situação ela e a coisa mais importante para Diego
Catsaridafobia - Diante de uma barata o mesmo não fica imóvel, mas sua atenção vai direto pra seu "agressor" que ele carinhosamente chama de "demônio", pois para ele são a encarnação dos mesmos na terra. Desde que a barata não o toque ele até consegue mata-la, mó entanto na presença de tal aberração qualquer coisa que ele esteja fazendo fica a segundo plano. Todavia ser um comissão de Satanás pousar nele, o mesmo ficará em choque batendo em seu próprio corpo pra tira-la até mesmo despindo-se... Indo mãos além se algum barata entrar entrar algum orifício como ouvido, nariz, o mesmo ficará em choque apenas apresentando espasmos como convulsão.
Ambição - Virar um Yonkou, pois quando chegar a esse ponto terá força para impor sua liberdade e fazer o que acha certo, alem de poder destruir o governo mundial.
Heróico
Devasso

Proeficiências:

● Cartografia
● Condução
● Geografia
● Meteorologia
● Navegação

EDC:

● Espadachim

Pertences:

● Espada
● Roupas Simples



Objetivos
● Conseguir um navio (  )

● Conseguir uma tripulação (  )

● Tornar oficialmente um pirata (  )

● Conseguir dinheiro (  )







_________________


1° - Caminhos entrelaçados, o alvorecer da aventura! - Página 10 4nO1oWY
Saru
Ver perfil do usuário
Imagem : 1° - Caminhos entrelaçados, o alvorecer da aventura! - Página 10 120x120
Créditos : 00


Eu teria começado a arrastar Jacob magoado quando ate que o Tio teria percebido o erro apos o Kuro teria confirmado tudo, quem eram os ladroes e tudo, ele pederia desculpas de joelhos e tudo.
-Ta tudo bem, eu sei que não foi por mal, apesar que magoou ele sem necessidade, se quizer pedir desculpas tanto assim, pode vir comigo e me ajudar a levar ele de volta. Dizia ainda pegando o Jacob pela roupa no chao.
Ia dando mais uns passos em frente quando o tio perguntaria ou estaria prestes a perguntar algo sobre os bandidos.
Enquanto caminhava esperando eles caminhar junto eu falaria -Pergunte a vontade.
Antes de ele perguntar algo, apareciam uns homens rodando nois 3, e pareciam um tanto barulhentos ou talvez perdidos.
A descriçao que um dos homens falaria sobre alguem com um macaco me vinha logo a mente de quem seria, mas ao mesmo tempo eu olharia para o jacob gemendo de dor e imaginando ele como um macaco.
-Ele ta falando de ti de certeza. Dizia pro Jacob.
Com o grito do outro que se vestia com um padre dizendo que não era um macaco eu suspirava baixo pro Jacob -Aff e eu que achava que tinha pego um Macaco.
O tio ia falar porque aquilo poderia ser outro mal entendido e ao mesmo tempo que ele dizia um aa ele seria atacado por um outro homem parecia um soldado, isso dava uma terminada na minha mao segurando com força a camisola do Jacob, Kuro ficaria perto do Tiozao para que mais nenhum ataque acontecesse.
Inspiraria fundo e soltaria o ar pela boca de maneira que so o Jacob nota-se pois era o que estaria bem perto de mim, e no mesmo instante eu puxaria ele para cima segurando ele por de baixo do braço. -Mais outro contratempo, fica quieto e calado, so aguenta que vou te levar de volta. Sussurava pro Jacob
Notaria o padre a andar a volta de nois, pregando com tal confiança mas palavras, como eu imaginava ele andaria atras da pessoa que passou por nois e foi indo para chale na montanha, Kuro de imediato falaria que não tinha visto ninguem e que de facto era possivel já que eles não viram nem para onde os ladroes foram.
-Bom eu tenho um macaco de baixo do braço segundo a pela descriçao que o seu homem fez, e tenho dois coelho junto, mas nenhuma menina, ainda bem pois sou novo de mais pra ser pai meu avo me matava. Sacudia minha cabeça como se tivesse me perdido no assunto.
-Desculpa fugi ao assunto, uma menina hmm acho que vi possivelmente uma sombra, voz ou talvez tenha sido um choro parecido de uma menina, e vinha da floresda do lado direito, não pera era do esquerto, bom não lembro direito mas com certeza o barulho tava na direçao para cima da montanha posso levar ate ao lugar de onde ouvi,seja quem for que voces procuram ta indo para aquele lado, bom eu tou indo para o mesmo lado, porque eu so vim buscar algo para cozinhar, sendo voce tao mesericordioso, eu irei pagar tal gesto, ao levar voce ate la, suponho que seja tudo bem para voce já que voce ta em vantagem numerica so um louco tentaria algo ne. Olharia para o Tio ferido -Segure a ferida Tio para não sangra muito voce vai ficar bem. e depois para o Kuro, e no meu olhar eu esperaria que ele entendesse o que eu pretendia qual a jogada, e como tal eu esperaria que ele so seguisse a ideia e mudaria meus para o padre com uns olhos calmos e ainda dava um leve sorriso.
-Melhor seguirnos caminho, porque se demorarmos muito a tal pessoa que voces procuram pode tomar vantagem de terreno. Logo em seguida sem qualquer intençao hostil eu continuaria a caminhar, com intençao de passar por entre os guardas calmamente, mas ainda assim com a mente preparada e afiada para caso algo de pro tordo mas no entando eu saberia que pra eles procurarem tanto por aquela menina ao ponto de ferir alguem pra isso, eles iriam seguir qualquer pista ainda por mais quando eles sabem a vantagem que tem alem que a floresta era gigante, sendo assim ao passar pelos guardas eu seguia o caminho de volta esperando que todo mundo me segui-se inclusive o padre, kuro e o tio.
Visto que Jacob estaria ao pe de mim eu sussurava -Imagino que voces tenham algum sistema de alerta ao longo do caminho, por armadilhas ou coisas assim Elma parece espera de mais pra não ter alarme, por isso quero que me digas ou me des sinal sem ninguem perceber de onde tem e que armadilhas tens pelo caminho, caso algo de errado no meio do caminho precisamos de algo pra usar em vantagem, e se isso acontecer mantem te sempre perto de mim. Esperando que ele entendesse eu continuaria o caminho calmamemte embora o meu corpo tremesse um pouco, não de medo, mas de ansiedade por tudo que houve.







Histórico:
● Postagens: 017
● Pagina:003
● Ganhos: N/A
● Perdas:N/A
● NPC: N/A
● Player Conhecido: Chloe Kaminari e Diego Kaminari.
Objetivos:

● Conhecer Novas pessoas ( bando)
● Aprender Proficiência Criptografia
● Aprender Proficiência Acrobacia
● Arrumar um barco e sair para o Mar

Resumo da Ficha:

PdV:260
STA:100

Atributos:
● Força: 12 [Regular]
● Destreza: 1 [Regular]
● Acerto: 4 [Regular]
● Reflexo: 9[Regular]
● Constituição: 7 [Regular]

Qualidades:
● Mestre em Haki
● Atraente
● Ambidestro
● Prodigio
● Destemido

Defeitos:
● Devasso
● Teimoso
● Cabeça Quente
● Heróico
●Bisbilhoteiro

Proeficiências:
● Historia
● Investigação
● Sociologia
● Logica
● Geografia

EDC:
● Artista Marcial