Bem-vindo ao

All Blue

É com muito prazer que lhes damos os comprimentos ao nosso RPG. All Blue se trata de um RPG narrativo com o ambiente principal centrado em One Piece, obra de Eiichiro Oda.
Se divirta nessa nova aventura e se torne o novo rei pirata... Se puder!

1º Chapter - Wild Hunt

Página 9 de 9 Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8, 9
Kenshin
Imagem :
1º Chapter - Wild Hunt - Página 9 Ahri
Créditos :
00
Ver perfil do usuário https://www.allbluerpg.com/t360-agatha-harkness https://www.allbluerpg.com/t2343-capitulo-i-poesia-com-uma-espada
Kenshin
Desenvolvedor
1º Chapter - Wild Hunt Seg Maio 10, 2021 9:56 pm
Relembrando a primeira mensagem :

1º Chapter - Wild Hunt

Aqui ocorrerá a aventura do(a) Civil Às Volkerbäll . A qual não possui narrador definido.

_________________

1º Chapter - Wild Hunt - Página 9 J09J2lK

"Ah, mas eu não quero ter dois caminhos ou ah, mas eu não quero ter caminho nenhum. Ué, você já pode porra, a única coisa que te impede de fazer isso é ser zé metinha e querer ficar comparando o tamanho do pau com o coleguinha pra compensar o ego frustrado." - Luquinhas, 2022

Yami
Imagem :
1º Chapter - Wild Hunt - Página 9 Giphy
Créditos :
46
Localização :
Alabasta - 7ª Rota
Ver perfil do usuário https://www.allbluerpg.com/t343-shimizu-d-akira#1013 https://www.allbluerpg.com/t2089-hellhounds-6-sands-and-tears
Yami
Avaliador
Re: 1º Chapter - Wild Hunt Sex Jul 16, 2021 11:44 pm

Wild Hunt
- Falas | ~ Pensamentos



Acabava adquirindo uma certa admiração pelo rapaz que havia sido tão corajoso ao realizar uma atitude tão simples. Sua ação me fazia ficar emocionado, confesso, e aceitar aquele caramujo era como aceitar o fardo de ter a responsabilidade de trazer de volta a filha de Giri. — Não se preocupe!! Tudo vai ficar bem, pois agora nós estamos nessa juntos! — Esticaria o punho em sua direção para um cumprimento sincero, partindo logo após isso ao encontro de minha irmã, onde a minha promessa de que ela iria derrotar Maya poderia ser visto de forma clara.

E, como obviamente aconteceria, só conseguia visualizar aquele golpe encaixado com precisão, desmoronando as forças da freira que apagava com os olhos revirados. — Eu não disse?! Agora você tá me devendo um almoço, GHYAHAHAHAHA! — Diria, mesmo que a gente não tenha apostado nada. Acabaria me aproximando, olhando para Às com um olhar clínico, tentando buscar alguns ferimentos, mas ainda mantendo a postura orgulhosa de um irmão que havia acabado de ver sua irmã meter a porrada numa freira. — E fiz um novo amigo! Esse é o Giri. Ele corre abeça! — Daria alguns tapinhas no ombro dele, e Às poderia notar que se tratava do homem que estava trabalhando para Maya momentos atrás.

Então, acabaria por explicar brevemente a situação, sem me vangloriar demais de meus esforços. — A filha dele foi pega pelo Cartel. Eu prometi que vamos trazê-la de volta, custe o que custar! — Diria com confiança, demonstrando que aquela promessa se estendia a todos nós, não apenas a mim. E, então, apenas nesse instante que eu acabaria por me tocar de que seria necessário prender a freira, me fazendo olhar em volta em busca de recursos. — Aaaaa, por que não comprei algemas? Até cogitaria usar minhas linhas de suturas, mas além de não serem tão resistentes assim, elas possuíam outros propósitos que seriam necessários futuramente.

Ajudaria a carregar o corpo a algum local mais adequado, utilizando inclusive o carrinho de mão que estava com o grupo para levá-la junto de nós. Talvez arrancasse também a camisa de algum dos capangas que haviam desmaiado com um único golpe para improvisar umas amarras. Entretanto, minha atenção se voltaria para a carta, onde eu tentaria decorar as palavras para não esquecer uma sequer. — Giri pode nos informar algumas coisas sobre o Cartel. Sei que ele ainda acha difícil derrubá-los, mas sei que conhece mais do que a gente. Enquanto isso, vou catar um pouco de água, esperem aí! — Diria, me aproximando do porto e indo até a água, enchendo as mãos para carregá-las junto comigo. Com a água gelada, esperava jogar no rosto da freira para fazê-la acordar, no instante em que ela estivesse devidamente imobilizada, é claro. Caso acordasse, a primeira coisa que iria olhar seria meu largo sorriso pontiagudo e meu tom de voz sarcástico. — Nem esperou eu chegar pra festa! Mas vim te trazer um poema, moça! — Diria, enquanto leria tudo o que tivesse para ler.

E, enquanto olhava para ela, independentemente se tivesse acordado ou não, olharia para Às e para Giri em tom pensativo. — Acha que conseguiria falar que houve uma mudança e que precisaremos nos encontrar em algum galpão por aqui? — Perguntaria para Giri, cogitando entregar-lhe o denden mushi novamente para que ele avisasse ao Leon. — Nós temos três irmãos que são Minks também. Eles ficam esquisitos quando ficam na lua cheia, sabe? Não é uma boa enfrentá-lo a céu aberto. — Talvez Giri não tivesse conhecimento o bastante para compartilhar de nossas preocupações, afinal os Minks não eram um povo tão comum assim pelos Blues. — Você sabe quanto tempo falta pra eles chegarem? Talvez possamos ainda interceptá-los pelo mar… — Pensaria, mas não era prudente deixar Maya largada ali sozinha.

Desse modo, entregaria o comunicador novamente para o meu novo amigo, demonstrando o nível de confiança que eu tinha junto a ele. Sugeriria que ele enrolasse um pouco, usando de seus conhecimentos sobre o Cartel e sobre a negociação que ocorreria naquele dia, como falar determinados códigos ou coordenadas. Olharia nos arredores, ainda atento quanto a possibilidade de algum galpão que pudesse nos beneficiar, e então olharia para Às. — Talvez Giri possa levá-la para algum local distante, apenas enquanto lidamos com Leon? Ou deixamos ela amarrada enquanto quebramos aquele sarnento no sopapo. — Diria, sentindo agora um pouco de falta do sarnento que eu chamava de irmão, que com certeza teria alguma solução mais imediata para o problema.

De todo modo, acabaria tentando extrair o máximo que haveria para ser extraído do novo companheiro, visto que ele estava inserido diretamente naquele grupo criminoso. Minha maior preocupação, além da chegada do navio de Leon, era a fuga de Maya, que se tornaria indetectável caso escapasse sabendo de tudo o que sabia agora. Eu tinha certeza que ou ela iria para a cadeia agora, ou a perderíamos para sempre.  



  • Posts: 32
  • Ganhos:
    Cargo: Caçador de Recompensas Rank E;
    B$ 1.000.000;
    Cartazes de Serviços da Guilda (Maya e Leon, 1 milhão cada);
    Carta de Contrato para ser lido à Maya;
    Maleta com utensílios médicos:
    Conteúdo na Maleta:

    Treino para adquirir de Ambidestria
    Perícia Farmácia -> Post 25
  • Perdas: B$ 2.000.000
  • Contagem Caçador: B$ 3.000.000
  • Posts Desvantagem: 7/20
  • Players/NPCs:
    Às (irmã)
    Hollyday (irmão)
    Sophie (mãe/NPC)
    Teodor (pai/NPC)
    Mizuki (Caçadora)
    Íris (Órfã)
  • Localização: South Blue - Reino Sorbet



PdV: 4600
STA: 100

Força: 89 +80 +40 +40 = 249 [Regular]
Destreza: 0 [Incompetente]
Acerto: 281 +80 +40 = 401 [Hábil] +5%
Reflexo: 0 +40 = 40 [Regular]
Constituição: 30 +80 = 110 [Regular]

Agilidade: 220
Oportunidade de Ataque: 3
Redução de Dano: 0

Qualidades:

Defeitos:

Primeiros SocorrosVocê sabe tratar ferimentos externos, de gravidade simples ou moderada, além de ser capaz de ministrar o tratamento inicial de qualquer tipo de ferimento. A proficiência primeiros socorros contempla ações como: parar sangramentos, fazer curativos, mitigar danos e similares.

CirurgiaVocê é capaz de tratar ferimentos graves e internos, desde que esteja em posse dos instrumentos apropriados.

AnatomiaVocê conhece o funcionamento e estrutura do corpo dos humanóides, sabendo identificar órgãos, artérias, veias, músculos e todo o resto.

DiagnoseVocê conhece diversas doenças, sabendo identificar seus sintomas e quadro de evolução, além disso, sabe ministrar os tratamentos para frear ou erradicar a doença, se existentes.

AcrobaciaVocê possui um corpo flexível e é capaz de dar saltos elaborados e piruetas, além disso, consegue equilibrar-se em várias superfícies, fazer malabarismo e sabe como amortecer suas quedas.


Profissão:
MédicoOs médicos são especialistas em saúde humana e/ou animal, sabendo preservar a saúde de seus companheiros e sendo capaz de tratar os mais diversos ferimentos.

Bônus: Jogadores médicos são extremos conhecedores do corpo humano, assim sendo, são capazes de aplicar e encerrar condições por meio de tratamentos, criações e técnicas, além disso, podem tratar qualquer ferimento.


Arma: Faixas de MãoDescrição: Um par de faixas de um tecido maleável e resistente, que serve para ser enroscado ao redor dos punhos para dar maior firmeza e capacidade de impacto.
Tipo da Arma: N/A
Qualidade: Clássica
Durabilidade: Baixa
Dano: +40 em Força/LVL
Estado: Nova


Maleta Médica
Kit de Bandagens: Contém 30 bandagens para tratamento de feridos e 10 talas junto deles para caso haja necessidade.  
Bisturi: Extremamente afiado e fino, feito para uso cirúrgico.
Kit de Agulha Esterilizada: 10 agulhas pré-esterilizadas para facilitar tratamentos rápidos, são vendidas num pacote lacrado e com envolcrus as separando...  
Usos: 10 usos.
Álcool: Uma garrafa de 2l de álcool para fins diversos.
Usos: 20 usos.
Estetoscópio: Um instrumento usado por médicos para ouvir as batidas do coração entre outros barulhos internos.
Medidor de Pressão: Um medidor de pressão arterial para fins médicos.
Remédios: Remédios de uso comum,  antigripal, antiinflamatório, remédio para tosse e Soro fisiológico.
Usos: 5 usos. (um uso para cada um)
Espaço no inventário: 0.5 por unidade.
Sedativos: Aqui se encontram sedativos, como morfina e afins. Especifique qual o sedativo na hora da compra. (Morfina)
Usos: 5 usos
Matéria Prima para Criação de Remédios:
Itens diversos para a produção de fármacos.
Usos: 10 usos.


_________________

1º Chapter - Wild Hunt - Página 9 V8upj2D

1º Chapter - Wild Hunt - Página 9 YDNzcDa
Sasha
Imagem :
Berserker
Créditos :
76
Localização :
Rota 6 - 4ª Ilha Vedde
Ver perfil do usuário https://www.allbluerpg.com/t340-sasha-sparks#1002 https://www.allbluerpg.com/
Sasha
Rank B
Re: 1º Chapter - Wild Hunt Dom Jul 18, 2021 1:46 pm


Turma da
Pesada





Às  e Akira 





As palavras do ruivo, haviam cativado algo dentro do coração do grande porém gentil homem, que havia decidido colaborar, talvez não houvesse a ele mais um caminho para voltar atrás, caso ele não se apressasse  em retirar aquilo que era de mais precioso das mãos do cartel.  O grandão sorriu e disse - Eu não acredito…- era como se naquele momento estivesse vislumbrando  um próprio anjo de batalha no campo pois, o modo como Maya havia caido naquele momento demonstrou que eles realmente tinham mais do que a coragem.

Com isso, restringir a todos passou a ser um trabalho afinal, deixar um rastro não era lá uma ideia muito inteligente e subestimasse o valor do que boas amarras são capazes de fazer, já que o próprio tecido pareceu ter um carater firme o suficiente para que eles pudessem restringir sem problemas o carro de mão? Fora uma mão na roda tanto para carregar o povo como também tornar ainda mais difícil para que algum deles pudesse se libertar  quando despertasse.

O próprio Hangar onde poderiam armazenar talvez fosse o lugar mais conveniente para que fizessem tudo e Ás, seria aquela que poderia notar a chave para possibilitar que fizessem o que queriam longe dos olhos dos outros.

Tivessem seguido por essa rota ou não, a questão é, estava escuro o suficiente e menos movimentado para que tivessem alguma tranquilidade, isso permitiu que Akira fosse pegar água para jogar na freira que aos poucos começou a despertar, demonstrando alguma agitação grande relutando verdadeiramente para se libertar, seu rosto estava avermelhado de modo que era difícil saber se ela estava curtindo estar amarrada ou estava verdadeiramente brava.  - Me soltem! O que vocês querem comigo amarrada nessa posição?- Era possível ver enquanto ela relutou que em algum momento ela começou a sentir a dor intensa do golpe que havia levado e sua expressão facial teria demonstrado, tal como  a sua respiração e aquietação.

   1.
Giri resolveu ficar mais longe do ponto de vista de Maya, como se a temesse, enquanto o poema era lido era possível a ver ficando como um pimentão  enquanto resmungava - Quem é idiota o suficiente pra contratar alguém  pra prender quem você gosta? E pior ainda! Pra mandar um outro homem ler a carta ao invés dele mesmo me falar? HUNF- Ela colocou o rosto de lado rapidamente, se fazendo de durona naquele momento ali, onde ela simplesmente fechou os olhos e ficou ali quieta provavelmente pensando e tentando lembrar quem poderia ter sido o autor.


Giri teria sido colaborativo e comentaria - Eu posso ajudar com isso, se esse for o plano mas, isso vai depender de Leon concordar e foi justamente ele que foi muito claro em fazer as coisas a céu aberto... - Ele comentou, mostrando-se colaborativo porém apresentando um problema possível de se enfrentar.

- Supostamente pelo menos mais uma hora…- ele comentou, onde apresentou mais uma pequena trava, não intencional, abrindo o coração ali -Eu… Eu quero acreditar em vocês, de verdade eu quero mas… Não me peça pra fazer todo um trajeto sozinho com ela… Eu sei que se ela me oferecer a mesma coisa que me trouxe até aqui, eu vou trair vocês… E eu não quero ser um exemplo ainda pior para a minha filha, não quero ser um pai ainda mais covarde e morder a mão que me ofereceu ajuda…- Giri fora honesto com ambos ali e o que ele falou fazia pleno sentido, talvez não fosse o campo ideal deixar que ele se responsabilizasse por isso e ele mesmo alertou isso.
Ainda tinham uma hora, poderiam usar do tempo para instruir giri do que ele deveria falar e torcer pelo melhor, procurar uma restrição mais potente do que o tecido dentro do Hangar ou mesmo separar-se ali em duas frentes, tudo dependeria do que a morena e o ruivo decidissem.



Rango


Mitsuki vendo a determinação do mink, teria pego uma caixa por debaixo do balcão e abriu na frente do Mink lobo, onde ela teria dito - Normalmente,  esse tipo de trabalho não seria repassado para aventureiros iniciantes… Mas… Agora parando para ler os registros… Eu posso passar isso pra vocês sem que seja um problema. -

Ela então colocou três cartazes sobre a mesa, explicando qual era a situação - Esses são membros do Cartel, o  tesoureiro, o responsável pelo tráfico de animais e o assassino.- Ela suspirou, dando assim um espaço para respirar e continuar a explicar.

- Normalmente eles não são acessíveis a nós, já que a marinha costuma reter  para si esse tipo de informação mas… Sabendo que seu trabalho foi pego pelos irmãos de vocês, como ato de boa fé, tivemos novas informações muito boas.  É uma missão que pode envolver a segurança maior.- Ela comentou com um olhar sério, explicando mais detalhes.

- O cliente vai revelar mais informações pra vocês quando o primeiro trabalho for concluído e há um requerimento de pessoas… Você precisará ir com mais quatro pessoas na hora da reunião.- Ela  então empurraria a caixa para Rango, esperando a sua decisão, era uma missão perfeita demais para seus interesses mas, era marcada também por requerimentos e passos, era um trabalho que todos irmãos precisariam trabalhar juntos.






Histórico:

_________________



1º Chapter - Wild Hunt - Página 9 HGWnxh1
Às
Imagem :
1º Chapter - Wild Hunt - Página 9 BcOqz4N
Créditos :
21
Ver perfil do usuário https://www.allbluerpg.com/t271-as-e-volkerball#780 https://www.allbluerpg.com/t742-sharp-teeth-and-hard-fists
Às
Designer
Re: 1º Chapter - Wild Hunt Dom Jul 18, 2021 9:10 pm




»» Wild Hunt ««

- Às Volkerbäll -


Ж

Akira retornava com um novo “aliado” se é que podia chamar dessa forma. - Nem imagino o porquê dele ser bom de corrida… - brincava em tom irônico, agindo de maneira um pouco ácida num primeiro momento mas compreendendo as razões pelas quais o ruivo havia agido daquela maneira. - ...essa menina tem nome? - questionava meramente por curiosidade, cruzando os braços em um suspiro sutil antes de sermos pegos pelo dilema de conter Maya até que Leon chegasse no porto. - De qualquer forma vamos limpar essa bagunça. - comentei antes mesmo de usarmos o carro de mão para conduzir os feridos a um local mais discreto, conter e Maya e eventualmente despertando-a para a leitura do carta, um pequeno prazer que coube muito bem a Akira, tendo em vista que por causa dela, ele teve de correr para evitar que nosso objetivo fosse por água abaixo.

Prefere ficar de ponta cabeça? Posso providenciar isso! - cortava-lhe o ímpeto antes mesmo da dor a silenciar naturalmente, a leitura por mais inútil que fosse, fez a mulher ficar vermelha, enquanto em minha mente pairava somente a ideia do quão estúpido aquele pedido era e como talvez a pessoa que solicitou o mesmo talvez esperasse uma reação completamente oposta. - Pois é né! - dava de ombros. - De qualquer forma você poderá dar um beijo no seu admirador secreto quando tudo isso terminar, ou não, eu realmente não me importo. - olhava para o ruivo, antes de Giri comentar sobre sua participação em nossa emboscada contra Leon. O objetivo era trazer o embate para o galpão, a realidade talvez não fosse ser tão fácil visto que o homem nos trazia a informação de que o próprio Mink havia solicitar a troca a céu aberto. - Que cara bom… - suspirava. - ...querendo manter sua vantagem a todo custo. - o desgraçado era esperto e talvez convencê-lo do contrário poderia gerar desconfiança.

E já que o assunto chegou a esse ponto, Giri demonstrava sinceridade, falando abertamente que caso ficasse com Maya, provavelmente nos trairia por pura covardia. - Sério?! - tentava não comentar de forma cretina ou ríspida, mas era meio difícil naquelas condições agir como alguém plenamente calmo, frio e calculista. Olhei para Akira, suspirando em sinal de claro incômodo, mas logo abriu um suave sorriso, gesticulando com as mãos em um sinal de que talvez entendesse bem o homem. - Bom, temos uma hora até Leon chegar e já que ficar com ela não é uma opção para você, temos que garantir que primeiro ela não terá chances de fugir. - cinicamente andava de volta até Maya, onde pararia bem em sua frente. - As especificações são ler a carta e manter seu rosto intacto, mas como o tempo é curto e não sei se encontrarei algo para prender você adequadamente… - olharia para suas pernas, procurando o osso com meu pé. - ...não é nada pessoal. - aplicaria uma grande força, com o intuito de quebrar o osso das pernas da mulher. - Pronto, ela só deve escapar se conseguir se rastejar bem rápido, mas como ainda temos uma hora eu posso só apagar ela de novo alguns minutos antes de irmos até Leon. - cruzava os braços como se lidasse com tudo aquilo de maneira bem casual.

Vou sugerir uma coisa. - começaria a dizer, me aproximando de Giri. - Vamos chamar o Leon e vamos seguir com as coisas dentro das regras dele. Fingimos ser do pessoal dela e quando ele estiver próximo partimos pro ataque. - colocaria a mão no ombro de Giri. - Por precaução, eu vou apagar você no instante que lutarmos. Já que você não será útil numa luta e pode nos trair é melhor estar desmaiado quando tudo rolar não acha? - sorriria, antes de olhar para Akira. - Eu luto contra os homens dele e você lida com Leon, por mais que ele tenha a lua, você terá o mar, estarão em condições similares. - parecia loucura, mas não era e se o ruivo questionasse o fato dele ter de lidar individualmente com o homem, seria franca. - Akira, com ou sem lua, eu ainda aposto em você, então trate de vencer. - suspiraria. - Além do mais, se o caldo engrossar eu já terei lidado com os demais aliados dele.





Histórico:






_________________

1º Chapter - Wild Hunt - Página 9 Z0zQdpF

1º Chapter - Wild Hunt - Página 9 ZaT0xpq
Yami
Imagem :
1º Chapter - Wild Hunt - Página 9 Giphy
Créditos :
46
Localização :
Alabasta - 7ª Rota
Ver perfil do usuário https://www.allbluerpg.com/t343-shimizu-d-akira#1013 https://www.allbluerpg.com/t2089-hellhounds-6-sands-and-tears
Yami
Avaliador
Re: 1º Chapter - Wild Hunt Seg Jul 19, 2021 1:27 am

Wild Hunt
- Falas | ~ Pensamentos



Conseguia sentir que Às ainda mantinha a adrenalina no combate ao me ver. Seus olhos afiados como adagas me atravessavam como se eu fosse a próxima vítima, e o fato de aparecer com Giri não facilitava sua presunção. — É! Ele é legal, e vamos trazer a filha dele assim que esses manés forem pro saco! — Dava alguns soquinhos no ar, demonstrando meu entusiasmo. Mas, por fim, o plano precisava prosseguir, e levar Maya até o galpão havia sido a melhor alternativa por hora.

Te dizer que não imaginava nada diferente. A freira iria espernear e resmungar pelo fato de ter sido derrotada e estar presa, afinal não iria desistir tão fácil. — E eu achando que você seria mais criativa antes da gente te entregar, tipo nos subornar, apelar pro emocional… Que chata. — Sacudiria meus dedos ainda molhados na cara dela, só pra implicar um pouco mais. E, logo então, acabaria pigarreando para começar a ler a frase do admirador de Maya, utilizando um sotaque galanteador enquanto dizia cada uma das palavras. — É, esse realmente te ama muito! GHYAHAHAHAHA — Diria, guardando a carta e decorando a reação da mulher, visto que era um ponto importante para o contrato.

Mesmo com Maya nos escutando, acabaria ouvindo todas as nossas opções e o fato de Leon exigir que o encontro fosse a céu aberto. Resmungava baixinho, olhando para Maya enquanto isso. — Se ele fez essa exigência, tenha certeza que ele pretendia te passar a perna, viu. É tipo fazer uma transação ilegal com um tritão mal encarado no fundo do mar. É idiotice até pra mim. — Minha raça, assim como a dos Minks, possuíam vantagens naturais em determinadas condições que nos colocavam anos-luz à frente dos Humanos. Nossa biologia havia nos adaptado para sobreviver em condições mais extremas e, quando colocado à prova, éramos imbatíveis.

E, se nesse momento eu já achava preocupante o que Giri havia nos dito sobre uma inclinação para uma traição, a reação imediata de Às me fez ficar de queixo caído. — E-Eei, espera!! — Avançava para tentar impedi-la, mesmo sabendo que minha hesitação por conta do susto não teria me permitido ir rápido o bastante. Colocaria as mãos na cabeça, de modo a indicar espanto, trocando olhares entre a mulher ferida e minha irmã. — Como pôde fazer isso?! Além disso, precisamos entregar ela inteira! — Diria, meio que ignorando a questão da possibilidade do “morto” no cartaz de recompensa, apesar de não ter sido a preferência do contratante. Além disso, como médico era inconcebível gerar um ferimento daquela magnitude num oponente desarmado. Não era nada justo, honrado ou desafiador!

Era um dos momentos difíceis de acontecer no qual minha expressão se fecharia para algo mais sério, com meu sorriso oculto por uma faceta ranzinza. Não estava chateado com Às exatamente, mas não conseguia aceitar uma decisão dessas com um sangue tão frio. — Bem, ainda temos tempo então. Tempo o suficiente para levarmos ela para outro lugar da ilha e voltarmos. Talvez deixá-la com o Sr. Bigodes? Ele ainda deve estar na ilha. Ou talvez na própria Guilda, afinal deles devem ter celas por lá que possam ser usadas pelos associados. — Comentaria, relembrando que o caminho até lá não era tão longe assim. Com Maya apagada, chegaríamos lá e teríamos tempo de sobra para voltar até o porto para nos prepararmos contra Leon.

Entretanto, se não fosse uma possibilidade para acontecer, suspiraria frustrado, ainda descontente com o que havia ocorrido. Continuaria a ouvir o plano, atravessando Às com um olhar desafiador. — Não vai machucar o Giri. Ele pode fingir nocaute ou ir embora e nos encontrar mais tarde. — Não era uma sugestão, e minha irmã saberia entender isso. Referente quanto a lidar com Leon, imediatamente acenaria com a cabeça, indicando preparo para o que estava por vir. — Não se preocupe com isso, ele vai cair. Em alguns minutos posso estar nos levando para o mar. Prefiro enfrentá-lo antes que chegue em terra. — Diria, fazendo o planejamento todo enquanto olhava para Giri. — Diga que Maya está ficando impaciente. Pergunte exatamente as coordenadas de onde ele está e nós iremos para lá em breve após decidirmos o que faremos com ela. — Apontaria para Maya, caso ela ainda estivesse conosco.



  • Posts: 33
  • Ganhos:
    Cargo: Caçador de Recompensas Rank E;
    B$ 1.000.000;
    Cartazes de Serviços da Guilda (Maya e Leon, 1 milhão cada);
    Carta de Contrato para ser lido à Maya;
    Maleta com utensílios médicos:
    Conteúdo na Maleta:

    Treino para adquirir de Ambidestria
    Perícia Farmácia -> Post 25
  • Perdas: B$ 2.000.000
  • Contagem Caçador: B$ 3.000.000
  • Posts Desvantagem: 8/20
  • Players/NPCs:
    Às (irmã)
    Hollyday (irmão)
    Sophie (mãe/NPC)
    Teodor (pai/NPC)
    Mizuki (Caçadora)
    Íris (Órfã)
  • Localização: South Blue - Reino Sorbet



PdV: 4600
STA: 100

Força: 89 +80 +40 +40 = 249 [Regular]
Destreza: 0 [Incompetente]
Acerto: 281 +80 +40 = 401 [Hábil] +5%
Reflexo: 0 +40 = 40 [Regular]
Constituição: 30 +80 = 110 [Regular]

Agilidade: 220
Oportunidade de Ataque: 3
Redução de Dano: 0

Qualidades:

Defeitos:

Primeiros SocorrosVocê sabe tratar ferimentos externos, de gravidade simples ou moderada, além de ser capaz de ministrar o tratamento inicial de qualquer tipo de ferimento. A proficiência primeiros socorros contempla ações como: parar sangramentos, fazer curativos, mitigar danos e similares.

CirurgiaVocê é capaz de tratar ferimentos graves e internos, desde que esteja em posse dos instrumentos apropriados.

AnatomiaVocê conhece o funcionamento e estrutura do corpo dos humanóides, sabendo identificar órgãos, artérias, veias, músculos e todo o resto.

DiagnoseVocê conhece diversas doenças, sabendo identificar seus sintomas e quadro de evolução, além disso, sabe ministrar os tratamentos para frear ou erradicar a doença, se existentes.

AcrobaciaVocê possui um corpo flexível e é capaz de dar saltos elaborados e piruetas, além disso, consegue equilibrar-se em várias superfícies, fazer malabarismo e sabe como amortecer suas quedas.


Profissão:
MédicoOs médicos são especialistas em saúde humana e/ou animal, sabendo preservar a saúde de seus companheiros e sendo capaz de tratar os mais diversos ferimentos.

Bônus: Jogadores médicos são extremos conhecedores do corpo humano, assim sendo, são capazes de aplicar e encerrar condições por meio de tratamentos, criações e técnicas, além disso, podem tratar qualquer ferimento.


Arma: Faixas de MãoDescrição: Um par de faixas de um tecido maleável e resistente, que serve para ser enroscado ao redor dos punhos para dar maior firmeza e capacidade de impacto.
Tipo da Arma: N/A
Qualidade: Clássica
Durabilidade: Baixa
Dano: +40 em Força/LVL
Estado: Nova


Maleta Médica
Kit de Bandagens: Contém 30 bandagens para tratamento de feridos e 10 talas junto deles para caso haja necessidade.  
Bisturi: Extremamente afiado e fino, feito para uso cirúrgico.
Kit de Agulha Esterilizada: 10 agulhas pré-esterilizadas para facilitar tratamentos rápidos, são vendidas num pacote lacrado e com envolcrus as separando...  
Usos: 10 usos.
Álcool: Uma garrafa de 2l de álcool para fins diversos.
Usos: 20 usos.
Estetoscópio: Um instrumento usado por médicos para ouvir as batidas do coração entre outros barulhos internos.
Medidor de Pressão: Um medidor de pressão arterial para fins médicos.
Remédios: Remédios de uso comum,  antigripal, antiinflamatório, remédio para tosse e Soro fisiológico.
Usos: 5 usos. (um uso para cada um)
Espaço no inventário: 0.5 por unidade.
Sedativos: Aqui se encontram sedativos, como morfina e afins. Especifique qual o sedativo na hora da compra. (Morfina)
Usos: 5 usos
Matéria Prima para Criação de Remédios:
Itens diversos para a produção de fármacos.
Usos: 10 usos.


_________________

1º Chapter - Wild Hunt - Página 9 V8upj2D

1º Chapter - Wild Hunt - Página 9 YDNzcDa
HollydayRango
Imagem :
1º Chapter - Wild Hunt - Página 9 350x120
Créditos :
05
Ver perfil do usuário https://www.allbluerpg.com/
HollydayRango
Criador de Conteúdo
Re: 1º Chapter - Wild Hunt Seg Jul 19, 2021 10:55 pm
Três homens e uma sentença!

O coiote vai a caça!





Os cartazes estavam na mesa, nomes, recompensas e direcionamentos, todos eram membros do cartel, todos eram pecadores em terras de justos, eu tinha prometido que ia retirar eles dessa terra, e agora eu colocaria em prática tudo isso, não deixaria um sobre a mesa. Pegando os três cartazes analisaria com a calma de um médico a fazer uma cirurgia, questões se formaram, mas foi uma linha de pensamento crítico que me guiou.

Atingir o caixa poderia ser prejudicial, mas todos os devedores iriam ser cobrados, isso poderia ferir mais pessoas do que o preciso, o senhor das bestas era um recurso interessante mas esse, bem esse eu pegava depois, mas o assassino, essa era uma força boa de se parar por hora, tirar homens com esse cacife do jogo ajuda em tudo e por isso comentaria:


-- "Danado sor", só tem peixe "graúdo", acho que vou levar os três "lambe botas" aqui...

E com um olhar sério, pegava lá três cartazes para si enquanto olhando para a recepcionista com um olhar tranquilo e solicito dava uma baixada no chapéu enquanto caminharia de costas para a saida.

Mesmo de costas falaria por cima do ombro em um tom amistosos enquanto buscava naquele momento os indícios para onde ir:


-- Se "Ocê" ver os meus irmãos, diga pra eles que vou dar uma "bizoiada" no porto ...

bichaelson




- Falando com animais.
- Pensamento
- Técnica
- Fala Normal

Comentários OFF:

Histórico Rango:


_________________

1º Chapter - Wild Hunt - Página 9 XHHUTWQ
Sasha
Imagem :
Berserker
Créditos :
76
Localização :
Rota 6 - 4ª Ilha Vedde
Ver perfil do usuário https://www.allbluerpg.com/t340-sasha-sparks#1002 https://www.allbluerpg.com/
Sasha
Rank B
Re: 1º Chapter - Wild Hunt Ter Jul 20, 2021 9:41 pm


Turma da
Pesada





Às  e Akira 




Se Akira era o próprio sol, em contra parte Ás naquele momento era a própria escuridão, havia na sua experiência uma realidade, um conjunto de ações as quais conflitariam completamente com a de todos ali presentes. Enquanto aproximou-se, Giri Respondeu - Inazuma Makino…- O grandalhão respondeu sem entender muito sobre as demais coisas que eram conversadas ali.

Maya apesar de ter dado uma boa sossegada, evitando falar qualquer coisa após terem lido a carta a ela, de guarda baixa só é capaz de perceber o que lhe era feito depois da dor lhe afetar onde berrou - VOCÊ É RETARDADA SUA DESGRAÇADA?- Era a reação mais natural e pura que alguém poderia ter naquela situação, onde era possível ver que sua expressão antes vermelha por estar sem jeito, agora estava vermelha de raiva.

Obviamente aquilo havia assustado Giri mas, também a Akira, que não esperou uma ação tão imediata ou fria como aquela, no fim havia sim sentido nas ações da morena mas, ter a malicia para tomar tal ação, era algo que pouco se via nesse mundo em pessoas boas. - A… A Guilda… Não deve demorar mais do que  vinte minutos… Mesmo com ela agora se debatendo muito mais…- Giri comentou, se não fosse a vontade dele de não trair Akira naquele momento, ele mesmo poderia ter levado e voltado a tempo.

No fim, ele obedeceu e ligou a Leon, dizendo - Onde você esta? A chefe esta impaciente! - Eram suas palavras dirigidas ao dendenmushi, enquanto o caramujo, havia adquirido inexplicavelmente uma espécie de juba, impersonando completamente o leão do outro lado, onde havia um grand ebarulho de canhões - Nós vamos atrasar! Sofremos um ataque e teremos sorte se o navio chegar até o porto! Um Gorila e 30 leões de distância! E quando ele comentou, mais uma explosão alta se fez desligando a transmissão. -  Ele esta a uma hora e meia daqui…- Giri comentou fechando os olhos se preparando para um possível golpe, era possível ver que se fosse necessário que ele caísse pra filha poder ver a luz do dia novamente, ele o faria.


Rango



Com as instruções em mãos, uma admiração por parte do Mink viria, eram alvos muito maiores do que qualquer um poderia esperar em uma primeira caçada, o que quer que tenha ocorrido, era sinal de que seus irmãos deixaram também uma ótima impressão.

- Avisarei sim, pode deixar… E Há…  O Cliente deve vir pra cá em dois dias, não temos mais informações sobre as pessoas, tá tudo nas mãos do cliente.- Ela complementou por fim a informação, antes de deixá-lo ir ao porto.

No caminho, haveriam pessoas que encaravam, como se nunca tivessem visto um mink, outros que só seguiam a vida, diferente da guilda que tinha todo tipo de gente, a maior parte das pessoas preferia se guiar por um idiota medo do desconhecido daquilo que não via no dia a dia.

Ao chegar na região portuária, pela sua localização podia-se dizer que estava no porto A,   onde havia ainda uma boa movimentação de pessoas que descarregavam um navio cargueiro com vários sacos que pela cor e cheiro, fácilmente se caracterizavam por sacos de cevada e café, este trajeto era feito até uma carroça que era carregada por ali e além dos trabalhadores, não haviam mais pessoas.




Histórico:

_________________



1º Chapter - Wild Hunt - Página 9 HGWnxh1
Yami
Imagem :
1º Chapter - Wild Hunt - Página 9 Giphy
Créditos :
46
Localização :
Alabasta - 7ª Rota
Ver perfil do usuário https://www.allbluerpg.com/t343-shimizu-d-akira#1013 https://www.allbluerpg.com/t2089-hellhounds-6-sands-and-tears
Yami
Avaliador
Re: 1º Chapter - Wild Hunt Qua Jul 21, 2021 4:13 pm

Wild Hunt
- Falas | ~ Pensamentos



Com as informações que havíamos adquirido, precisávamos pensar e agir rápido se quiséssemos que tudo saísse conforme o planejado. Com a ligação de Giri para Leon, agora tínhamos uma informação nova e muito relevante. — Ataque? Seriam outros caçadores? — Olharia para Às, começando a imaginar que tipo de coisa ele poderia estar enfrentando. Outros piratas também seriam uma boa possibilidade, visto que o navio de Leon estava carregando mercadorias. — ESPERA, ELES ESTÃO ESTOURANDO NOSSO FUTURO NAVIO!! — Correria até Maya, erguendo-a no colo como um saco de arroz e jogando em cima do carrinho de mão, já pronto para uma corrida até a Red Line se fosse necessário. No movimento, arrancaria de suas vestes também suas tonfas que haviam sido utilizadas para machucar minha irmã, garantindo assim que ela estivesse completamente indefesa.

Olharia para Giri, ainda com o olhar de quem confiava na índole do homem e de que ele iria fazer a escolha correta. — Iremos até a Guilda e voltaremos antes que você pisque! Pode ficar aqui de olho no mar? Se o navio de Leon aparecer, corra até a Guilda e nos encontre no caminho! — Diria, esperando que essa possibilidade não fosse necessária. Deixaria o caramujo com Leon que, apesar de sua inclinação para uma traição e a possibilidade dele repensar as coisas caso ficasse tempo demais sozinho, acabaria podendo receber informações caso o combate no navio acabasse mais cedo do que o planejado. Tínhamos uma hora e meia para ir até a Guilda, deixar Maya aos cuidados da senhorita Mizuki e então retornar.

Olhando para Às, faria um sinal positivo para que fôssemos o mais rápido que pudéssemos, apesar de ainda estar remoendo o sentimento dela ter me magoado em agir de maneira tão imprudente. — Bora, sobe!! — Diria no calor do momento, sem pensar que com o peso extra de Maya e Às no carrinho de mão, provavelmente eu demoraria um pouco mais para chegar na guilda. Independente do modo, correria com o máximo de força e velocidade que eu era capaz de fazer, deixando toda a água de meu corpo transpirar em troca de chegar a tempo no lugar.

Me guiando pelo cheiro e som de festa, esperaria não demorar tanto para alcançar a Guilda, pois como já havíamos visitado algumas vezes ao longo daquele dia, deveria estar em minha memória os trajetos até lá. Olharia para Ás caso ela estivesse correndo ao meu lado e, se notasse que ela estava apenas acompanhando meu ritmo, gritaria rápido para não perder muito o fôlego. — Se adianta pra avisar à Mizuki-chan separar uma cela!! Estarei logo atrás. — E continuaria, sem nenhum obstáculo que me fosse fazer parar naquele momento.

Apesar da minha confiança e na intenção de percorrer o caminho mais curto, não iria dar mole também em seguir por um caminho turbulento onde eu poderia tropeçar e deixar Maya cair, dando uma oportunidade de escapar. Além disso, também evitaria caminhos tortuosos e perigosos demais, uma vez que poderia atrair atenção indesejada caso passasse com uma mulher amordaçada em um carrinho de mão pelos becos e vielas do Reino Sorbet. Caso alcançasse a taverna a tempo, ergueria os braços do carrinho para despejar Maya diretamente no chão que, apesar de minha indelicadeza e pressa, não seria feita com muita força para que ela acabasse não machucando o rosto. — MIZUKI-KUUUUN!!! Guarda essa pra gente?! Já vamos voltar!! — Largaria o carrinho ali mesmo e, num movimento de pressa, pegaria um punhado de comida que tivesse de bobeira em alguma mesa próxima, enfiando tudo goela abaixo para me fazer recuperar as energias.

Caso tudo fosse conforme o planejado, começaria a correr de volta com Às, mas então olharia para o mar, sorrindo para que ela entendesse a dica. — Pronta para mais uma aula de surf-tritão?! GHYAHAHAHAHA! Caso cheguemos no porto e esteja tudo bem, você vai precisar guiar a gente até onde esse cara deve estar. Posso nos levar até lá nadando e interceptá-los num belo momento de fragilidade. — Diria, saltando obstáculos e desviando de pessoas no caminho. — Se chegarmos no meio da luta, esperamos tudo se acalmar e acabamos com quem tiver sobrado! Será só questão de tempo até aquele navio e recompensa serem nossos!!! — Diria, apesar de não ser tão eufórico com dinheiro, era eufórico o bastante com batalhas e boas aventuras.



  • Posts: 34
  • Ganhos:
    Cargo: Caçador de Recompensas Rank E;
    B$ 1.000.000;
    Cartazes de Serviços da Guilda (Maya e Leon, 1 milhão cada);
    Carta de Contrato para ser lido à Maya;
    Maleta com utensílios médicos:
    Conteúdo na Maleta:

    Treino para adquirir de Ambidestria
    Perícia Farmácia -> Post 25
    Recompensa Maya - Post 34
  • Perdas: B$ 2.000.000
  • Contagem Caçador: B$ 4.000.000
  • Posts Desvantagem: 9/20
  • Players/NPCs:
    Às (irmã)
    Hollyday (irmão)
    Sophie (mãe/NPC)
    Teodor (pai/NPC)
    Mizuki (Caçadora)
    Íris (Órfã)
  • Localização: South Blue - Reino Sorbet



PdV: 4600
STA: 100

Força: 89 +80 +40 +40 = 249 [Regular]
Destreza: 0 [Incompetente]
Acerto: 281 +80 +40 = 401 [Hábil] +5%
Reflexo: 0 +40 = 40 [Regular]
Constituição: 30 +80 = 110 [Regular]

Agilidade: 220
Oportunidade de Ataque: 3
Redução de Dano: 0

Qualidades:

Defeitos:

Primeiros SocorrosVocê sabe tratar ferimentos externos, de gravidade simples ou moderada, além de ser capaz de ministrar o tratamento inicial de qualquer tipo de ferimento. A proficiência primeiros socorros contempla ações como: parar sangramentos, fazer curativos, mitigar danos e similares.

CirurgiaVocê é capaz de tratar ferimentos graves e internos, desde que esteja em posse dos instrumentos apropriados.

AnatomiaVocê conhece o funcionamento e estrutura do corpo dos humanóides, sabendo identificar órgãos, artérias, veias, músculos e todo o resto.

DiagnoseVocê conhece diversas doenças, sabendo identificar seus sintomas e quadro de evolução, além disso, sabe ministrar os tratamentos para frear ou erradicar a doença, se existentes.

AcrobaciaVocê possui um corpo flexível e é capaz de dar saltos elaborados e piruetas, além disso, consegue equilibrar-se em várias superfícies, fazer malabarismo e sabe como amortecer suas quedas.


Profissão:
MédicoOs médicos são especialistas em saúde humana e/ou animal, sabendo preservar a saúde de seus companheiros e sendo capaz de tratar os mais diversos ferimentos.

Bônus: Jogadores médicos são extremos conhecedores do corpo humano, assim sendo, são capazes de aplicar e encerrar condições por meio de tratamentos, criações e técnicas, além disso, podem tratar qualquer ferimento.


Arma: Faixas de MãoDescrição: Um par de faixas de um tecido maleável e resistente, que serve para ser enroscado ao redor dos punhos para dar maior firmeza e capacidade de impacto.
Tipo da Arma: N/A
Qualidade: Clássica
Durabilidade: Baixa
Dano: +40 em Força/LVL
Estado: Nova


Maleta Médica
Kit de Bandagens: Contém 30 bandagens para tratamento de feridos e 10 talas junto deles para caso haja necessidade.  
Bisturi: Extremamente afiado e fino, feito para uso cirúrgico.
Kit de Agulha Esterilizada: 10 agulhas pré-esterilizadas para facilitar tratamentos rápidos, são vendidas num pacote lacrado e com envolcrus as separando...  
Usos: 10 usos.
Álcool: Uma garrafa de 2l de álcool para fins diversos.
Usos: 20 usos.
Estetoscópio: Um instrumento usado por médicos para ouvir as batidas do coração entre outros barulhos internos.
Medidor de Pressão: Um medidor de pressão arterial para fins médicos.
Remédios: Remédios de uso comum,  antigripal, antiinflamatório, remédio para tosse e Soro fisiológico.
Usos: 5 usos. (um uso para cada um)
Espaço no inventário: 0.5 por unidade.
Sedativos: Aqui se encontram sedativos, como morfina e afins. Especifique qual o sedativo na hora da compra. (Morfina)
Usos: 5 usos
Matéria Prima para Criação de Remédios:
Itens diversos para a produção de fármacos.
Usos: 10 usos.


_________________

1º Chapter - Wild Hunt - Página 9 V8upj2D

1º Chapter - Wild Hunt - Página 9 YDNzcDa
Às
Imagem :
1º Chapter - Wild Hunt - Página 9 BcOqz4N
Créditos :
21
Ver perfil do usuário https://www.allbluerpg.com/t271-as-e-volkerball#780 https://www.allbluerpg.com/t742-sharp-teeth-and-hard-fists
Às
Designer
Re: 1º Chapter - Wild Hunt Qua Jul 21, 2021 8:34 pm




»» Wild Hunt ««

- Às Volkerbäll -


Ж

Uma ação imprudente? Poderia questionar as razões que levariam uma pessoa a imaginar, mas o fato de quebrar a perna de Maya realmente não me gerava prazer algum, mas também não me gerava qualquer traço de pena. Podia sentir o olhar de Akira diretamente sobre mim enquanto a mulher cuspia palavras de pura raiva, mas mantive-me neutra em relação a tais coisas. - Inteira é bem relativo, o contrato só diz para não feri-la no rosto… - não menti, mas a frieza do pedido abria a brecha para a decisão. A aproximação de Leon era incerta, o tempo poderia variar e no pior de todos os casos, poderia ser preciso deixar Maya imobilizada, quebrar-lhe a perna era uma garantia de que não fugiria para longe e no fim era somente isso. - Prefere que eu quebre a outra também? - um questionamento besta dito de forma séria talvez fosse o suficiente para cortar-lhe o ímpeto embora o ruivo e Giri claramente não estavam confortáveis com a minha decisão.

Prefiro deixá-la na guilda. Se esqueceu do que ele falou? Entregar Maya não irá gerar nada sobre o Cartel com ele, com Mizuki e os demais provavelmente teremos mais sorte em conseguir mais informações. - respondia prontamente, em tom firme enquanto mantinha uma postura relaxada com as mãos nos bolsos. Sob orientação do tritão, Giri entrava em contato com Leon onde prontamente o som de disparos foram ouvidos pela transmissão. Enquanto o Mink falava, olhava para ambos com uma certa preocupação, esperando a ligação terminar para poder falar. - Medições náuticas cifradas… temos alguém bem experiente com navegação. - dizia com a tranquilidade de quem havia aprendido muito bem a respeito. - Piratas e revolucionários costumam usar isso com pequenas variações, mas todas partem da mesma base. - suspirava. - Giri está certo, uma hora e meia se a luta se resolver rapidamente e se o tempo cooperar. - olhava para o alto, como se quisesse estar do lado de fora para precisar o clima e a intensidade do vento. - Pelo menos ganhamos tempo.

E o tempo não podia ser perdido naquele instante, por meio do ímpeto do tritão, saímos rumo a guilda, comigo o acompanhando lado a lado. - Deixa comigo! - responderia, caso estivesse em condições de superá-lo em ritmo para chegar primeiro na guilda. Do lado de fora, observaria o tempo e as condições climáticas, buscaria uma orientação a partir delas para mensurar nosso tempo antes de partir em velocidade até chegar no estabelecimento. - Mizuki! - chamaria por ela em tom de pressa ao chegar no balcão, Akira viria logo em seguida e não seria nem um pouco discreto como eu gostaria que fosse. - Cela pra uma pessoa por favor. - comentaria com um suave sorriso esperando a chegada do ruivo para lidarmos com a entrega de Maya. - Ela ouviu a carta, mas parece não se lembrar da pessoa, mas talvez ela goste de ouvir novamente pela boca de quem a escreveu. - partilhava com Mizuki as reações da mulher com a leitura. - Ela pareceu bem encabulada… - diria em tom provocativo, não perdendo tempo e voltando com Akira para o porto na primeira oportunidade que tivéssemos.

Estou! - responderia ao questionamento do rapaz, antes de comentar sobre sua estratégia. - Você quer que eu oriente você para que possamos executar esse plano horrível?! - comentaria com aparente desgosto, mas logo abriria um suave sorriso. Era horrível, mas era um plano de alguém decidido a fazê-lo dar certo. - Pode contar comigo! - voltaria a observar o céu, buscando perceber as possíveis mudanças e como poderíamos proceder nesse surf até o navio de Leon.





Histórico:






_________________

1º Chapter - Wild Hunt - Página 9 Z0zQdpF

1º Chapter - Wild Hunt - Página 9 ZaT0xpq
HollydayRango
Imagem :
1º Chapter - Wild Hunt - Página 9 350x120
Créditos :
05
Ver perfil do usuário https://www.allbluerpg.com/
HollydayRango
Criador de Conteúdo
Re: 1º Chapter - Wild Hunt Qua Jul 21, 2021 9:02 pm
Cão sarnento no porto!

Destroços e indícios!





Ir ao porto no final das contas foi uma decisão muito acertada, veja bem observar o local da nossa última batalha ajudar a compreender a dimensão dos problemas que podíamos causar em um confronto, mas não era só isso, também ajudava nos a compreender que tipo de inimigos podemos enfrentar.

Era visível ver descarregamentos acontecendo aqui e ali, afinal aquilo era um porto, mas também era comum ver transeuntes em busca de algum ganha pão e esses caras eram o que eu precisava para conseguir o que eu queria, pois para fazer eles se movimentarem eu precisava saber onde eles costumavam estar e se conheço bem meus inimigos ele adoram uma desesperado para "ajudar".

Observaria com tranquilidade todas os transeuntes que estavam de um lado para o outro, a medida que fossem mostrando o conhecimento sobre o local eu ia descer no mundo que já estava em um tempo que não estaria, aonde encontrar o mais provável não morador me aproximaria com tom tranquilo para propor em palavras instigantes:


-- "Perdindin sor?", Novo por essas redondeza?

Porém se não encontrasse um transeunte, eu mesmo procuraria a taverna portuária mais próxima para poder compreender a movimentação e com isso buscar algo que eu já estava acostumado, o Cartel, pois se eles não viriam eu iria com um plano audacioso.

Chegando na Taverna Buscaria o primeiro agiota "licenciado" dos mesmo e iria falar em um tom sério que só um Alfpha de Matilha com Liderança poderia fazer:


-- "Ocê" chame a sua chefia, ele vai querer receber o que eu devo e receber o meu currículo também ...

bichaelson




- Falando com animais.
- Pensamento
- Técnica
- Fala Normal

Comentários OFF:

Histórico Rango:

Sasha
Imagem :
Berserker
Créditos :
76
Localização :
Rota 6 - 4ª Ilha Vedde
Ver perfil do usuário https://www.allbluerpg.com/t340-sasha-sparks#1002 https://www.allbluerpg.com/
Sasha
Rank B
Re: 1º Chapter - Wild Hunt Qui Jul 22, 2021 10:06 am


Turma da
Pesada





Às  e Akira 




O questionamento sobre o que estava acontecendo ao navio, alvo de ataques veio a tona, Mizuki havia comentado sobre a possibilidade da rota ser perigosa por parte do alvo e até então, tudo bateu com as informações dadas, ainda que fosse irritante que isso acontecesse.

Maya com sua resposta natural, recebeu de volta mais uma ameaça de modo que era possível ver que seu sangue realmente fervia e seus braços forçaram o corpo para que ela pudesse se levantar e ir pra cima de Ás, quase como se ela despertasse ali um impeto ao qual não era natural seu, no entanto, quando o fez, uma dor lascerante lhe subiu pelo corpo de modo que a agitação apenas forçou o seu corpo a desligar a sua consciência pra se preservar, com isso, a jogar no carrinho de mão teria sido tão fácil quanto fazer isso com um defunto, visto que ela estava desacordada.

- Certo, estarei atento.- Giri confirmou, enquanto ambos se moveram para a Guilda, o barulho do carrinho de mão já os entregou muito antes deles chegarem de modo que Mizuki quando os viu, já tinha separado em um saco de pano o dinheiro combinado pela recompensa, dizendo - Daqui em diante, pode deixar que eu cuido dela,especialmente dessa perna…- Ela diria logo reparando que como eles não haviam a amarrado, esta fora a solução, de maneira que ela apenas suspirou e pensou alto - O cliente deveria ter no mínimo dado uma corda também… Se queria ela inteira... Complicado.- Ela reclamou um pouco consigo mesma mas, teria assumido a responsa dali em diante dizendo - Bom trabalho, considerem-se a partir de hoje como nível prata.- Dando a ultima motivação, isso os permitiu fazer o caminho de volta muito mais motivados.

Antes disso, um relógio poderia ser visto como 23:40 para Às, indicando que levaram quarenta minutos pra chegar carregando Maya, onde sem ela, ainda teriam algum tempo pro horário combinado, a ausência de Giri em meio ao caminho, era um bom sinal.

Quando chegaram ao porto, já a uma distância poderiam observar bem ao horizonte um navio com a frente completamente danificada que com sorte, chegaria ao porto, certamente uma falha do navegador ou um obstáculo a mais que esse navio tivesse e afundaria como uma rocha, inviabilizando assim, completamente o trabalho de ser completo mas, toda a decisão naquele momento caberia a dupla, se usaria do surf tritão para invadir ou não, aquelas condições eram piores do que a que eles haviam esperado.




Rango


O mink tinha seus próprios caminhos, uma vez no porto procurou por alguém que não fizesse parte do que seus olhos estavam acostumados como padrão de cidadão comum em Sobert, o que era na verdade bem difícil de se identificar visto que a região portuaria comumente naquela hora era ocupada mais por trabalhadores que estão acostumados a realizar o transporte de mercadorias do que alguma população comum ou viajante, visto que navegar pela noite, requer alguma experiência, quando se aproxima de um porto.

Isso o levou a procurar por uma taverna, queria encontrar alguém que pudesse bater com a sua noção de agiota a favor do cartel e o que ele encontrou, primeiramente havia sido um bar que batia com o que ele procurou com o nome de “Figado de bode”, adentrando ao local havia um barman mink caprino de grande porte, havia atrás de suas costas um pequeno escudo broquel, pendurado por uma linha e as ferramentas de preparo como facas, tinham um formato que lembrariam Kunais, enquanto se viu também coisas como uma calculadora bem próxima do armazem de gelo, certamente uma situação fria e calculista algo bem normal de se ver, apesar do tema não bater tão bem com as ferramentas do responsável.

Nas mesas, haviam alguns rapazes curtindo o Happy Hour, rindo e falando bobagem com uma grande porção de batatas em sua mesa, e uma rodada de bebidas variadas em canecos de madeira, mas além deles, havia um rapaz androgino que bem poderia talvez ser uma moça em uma mesa mais afastada, com uma prancheta e uma caneta em mãos, parecendo bem distante nos pensamentos.

A aproximação do Mink, teria ido a figura suspeita, que leventou levemente a cabeça e colocou a caneta na boca por um momento a mordendo enquanto olhava em seus olhos e dizia - Você esta devendo algo?- comentou uma voz calma, suave e até infântil, não delimitando ali devido a voz jovial como característica de algum sexo.

Quando houvesse a resposta continuaria - Certo, certo, qual o nome?- De maneira metódica ainda interromperia caso houvesse uma pressa de adiantar as coisas - Calma ai cara, uma coisa de cada vez.- E então quando tivesse as informações ele diria - Certo, certo, você quer pagar sua dívida e trabalhar conosco? Ou vai pagar sua divida trabalhando? Me explica melhor que eu não vou pertubar ninguém com informação pela metade. - Era possível ver um longo suspiro, não faltou imponência em Rango ou qualquer outra coisa mas, era possível ver que a pessoa quem ele estava falando naturalmente, já não era muito capaz de se impressionar com as coisas.





Histórico:

_________________



1º Chapter - Wild Hunt - Página 9 HGWnxh1
Às
Imagem :
1º Chapter - Wild Hunt - Página 9 BcOqz4N
Créditos :
21
Ver perfil do usuário https://www.allbluerpg.com/t271-as-e-volkerball#780 https://www.allbluerpg.com/t742-sharp-teeth-and-hard-fists
Às
Designer
Re: 1º Chapter - Wild Hunt Qui Jul 22, 2021 10:22 pm




»» Wild Hunt ««

- Às Volkerbäll -


Ж

Uma pressa surreal percorria não apenas meu corpo como o de Akira, com a freira desmaiada o transporte ficava bem menos problemático. Mizuki, já parecia nos aguardar no instante em que chegamos, não perdendo tempo em agilizar o processo e nos motivar com suas palavras. - Uma perna quebrada sara...o que importa é que ele vai ter ela por inteiro e com o rosto preservado. Como havia pedido. - ainda que não precisasse explicar, fazia questão para com a mulher, ressaltando mais uma vez que havia cumprido unicamente com as exigências que nos foram apresentadas no momento do contrato. - Eu adoraria saber sobre os benefícios de ser prata, mas vamos falar sobre isso depois! - respondia com uma ponta de entusiasmo, tendo visto de soslaio o relógio indicar vinte minutos para meia noite. - Vamos retornar na metade do tempo! - diria para Akira, como se incitasse uma corrida competitiva, disparando junto do ruivo ao máximo de nossa velocidade até o porto.

Havia um plano, um muito ruim por sinal, mas que tanto para mim quanto para o tritão bastava para mantermos o foco extremamente objetivo no que era importante. Sem a presença de Giri no caminho, colocava-me a imaginar se ele havia de fato permanecido. - Akira confia nele… - pensava de maneira persistente, tentando não por a ingenuidade do rapaz como um fator predominante para uma possível traição por parte do homem covarde. Chegando ao local, observamos o horizonte, podendo notar a aproximação de uma embarcação em terrível estado. - Parece que a batalha foi péssima… - comentaria, observando a distância, procurando o leão que adornava a frente do navio. - Consegue ver o leão? - temia que a batalha tivesse feito o pobre adorno sumir, tornando a identificação um verdadeiro martírio, embora pudesse muito bem identificar o tipo de navio e verificar se pelo menos ele batia com a informação de Mizuki. - Vamos ter de abortar o surf, o navio está em péssimo estado. - comentaria rapidamente para com Akira, indicando a água logo em seguida.

Irei esperar aqui junto de Giri, melhor você ficar no mar. - comentaria, dando-lhe uma sugestão pertinente. - Não sabemos quem está ali, ou mesmo se é o nosso alvo. De todo modo, se tivermos de lutar é bom que pensem que estou somente com o homem, lhe dando a oportunidade de surpreendê-los saindo da água. - suspirava, estalando os dedos em ansiedade. - Estou indo até Giri, decida-se rápido. Pois não vamos ter muito mais tempo! - diria a espera de uma resposta, retornando para junto de Giri com ou sem Akira, onde aguardaria o desembarque para assim verificar se de fato era Leon que desembarcaria.





Histórico:






_________________

1º Chapter - Wild Hunt - Página 9 Z0zQdpF

1º Chapter - Wild Hunt - Página 9 ZaT0xpq
Yami
Imagem :
1º Chapter - Wild Hunt - Página 9 Giphy
Créditos :
46
Localização :
Alabasta - 7ª Rota
Ver perfil do usuário https://www.allbluerpg.com/t343-shimizu-d-akira#1013 https://www.allbluerpg.com/t2089-hellhounds-6-sands-and-tears
Yami
Avaliador
Re: 1º Chapter - Wild Hunt Sex Jul 23, 2021 12:50 am

Wild Hunt
- Falas | ~ Pensamentos



Era como uma mãe se separando de seu filho me afastar daquela taberna sem festejar um pouco com os outros caçadores. Corria com entusiasmo, era verdade, mas sentia que havia deixado parte de mim para trás. Olhava para Às me provocando numa corrida, me fazendo abrir um largo sorriso e sugar uma quantidade massiva de ar para meus pulmões. — EXPRESSO TRITÃAAAAO, TCHUTCHUUU!!! — E então começaria a correr a todo vapor, a ponto de deixar minha irmã comendo poeira ao ver o tritão mais rápido de todos os mares.

O fato de não ver Giri no caminho, me tranquilizava com a somatória do tempo que havíamos demorado. A ida e volta da Guilda havia sido tranquila e, com o que via ao horizonte, sabia que teríamos um tempo para ao menos recuperar o fôlego. Me jogava no chão, exausto, respirando pesado tentando oxigenar meu cérebro. — Tá… No papo… — Sentia que precisava de um pouco de água salgada, mas sabia que ela chegaria até mim em breve.

Entretanto, sentia a hesitação de Às quando o assunto era nossa próxima sessão de surf. Olhava para o navio, notando realmente que ele estava bem avariado e que não aguentaria muitos outros impactos. — Mas eu pretendia só subir no convés! Não quero destruir o coitado. — Diria, lembrando da batalha no porto. Se bem me recordava, havia finalizado comigo dentro de uma cratera no chão, com uma explosão e com Às esfaqueada caindo no mar… É, talvez fosse necessário pouparmos ele se quiséssemos utilizá-lo depois.

Me ergueria esticando os músculos, olhando para o mar como meu grande domínio, meu reino. — Se for para lutar em terra, deixe-os perto do mar. Chegarei com tudo!! — Com a camisa florida aberta, começaria a caminhar em direção ao mar com toda a confiança do mundo, sentindo que ali seria capaz de demonstrar todo o meu potencial. Dali estaria pronto para a chegada da embarcação, me misturando entre os peixes e as espumas para emergir com o máximo do Karatê Tritão!

1º Chapter - Wild Hunt - Página 9 Tumblr_oasbv5RJ9y1rqg6w8o2_500



  • Posts: 35
  • Ganhos:
    Cargo: Caçador de Recompensas Rank E;
    B$ 1.000.000;
    Cartazes de Serviços da Guilda (Maya e Leon, 1 milhão cada);
    Carta de Contrato para ser lido à Maya;
    Maleta com utensílios médicos:
    Conteúdo na Maleta:

    Treino para adquirir de Ambidestria
    Perícia Farmácia -> Post 25
  • Perdas: B$ 2.000.000
  • Contagem Caçador: B$ 3.000.000
  • Posts Desvantagem: 10/20
  • Players/NPCs:
    Às (irmã)
    Hollyday (irmão)
    Sophie (mãe/NPC)
    Teodor (pai/NPC)
    Mizuki (Caçadora)
    Íris (Órfã)
  • Localização: South Blue - Reino Sorbet



PdV: 4600
STA: 100

Força: 89 +80 +40 +40 = 249 [Regular]
Destreza: 0 [Incompetente]
Acerto: 281 +80 +40 = 401 [Hábil] +5%
Reflexo: 0 +40 = 40 [Regular]
Constituição: 30 +80 = 110 [Regular]

Agilidade: 220
Oportunidade de Ataque: 3
Redução de Dano: 0

Qualidades:

Defeitos:

Primeiros SocorrosVocê sabe tratar ferimentos externos, de gravidade simples ou moderada, além de ser capaz de ministrar o tratamento inicial de qualquer tipo de ferimento. A proficiência primeiros socorros contempla ações como: parar sangramentos, fazer curativos, mitigar danos e similares.

CirurgiaVocê é capaz de tratar ferimentos graves e internos, desde que esteja em posse dos instrumentos apropriados.

AnatomiaVocê conhece o funcionamento e estrutura do corpo dos humanóides, sabendo identificar órgãos, artérias, veias, músculos e todo o resto.

DiagnoseVocê conhece diversas doenças, sabendo identificar seus sintomas e quadro de evolução, além disso, sabe ministrar os tratamentos para frear ou erradicar a doença, se existentes.

AcrobaciaVocê possui um corpo flexível e é capaz de dar saltos elaborados e piruetas, além disso, consegue equilibrar-se em várias superfícies, fazer malabarismo e sabe como amortecer suas quedas.


Profissão:
MédicoOs médicos são especialistas em saúde humana e/ou animal, sabendo preservar a saúde de seus companheiros e sendo capaz de tratar os mais diversos ferimentos.

Bônus: Jogadores médicos são extremos conhecedores do corpo humano, assim sendo, são capazes de aplicar e encerrar condições por meio de tratamentos, criações e técnicas, além disso, podem tratar qualquer ferimento.


Arma: Faixas de MãoDescrição: Um par de faixas de um tecido maleável e resistente, que serve para ser enroscado ao redor dos punhos para dar maior firmeza e capacidade de impacto.
Tipo da Arma: N/A
Qualidade: Clássica
Durabilidade: Baixa
Dano: +40 em Força/LVL
Estado: Nova


Maleta Médica
Kit de Bandagens: Contém 30 bandagens para tratamento de feridos e 10 talas junto deles para caso haja necessidade.  
Bisturi: Extremamente afiado e fino, feito para uso cirúrgico.
Kit de Agulha Esterilizada: 10 agulhas pré-esterilizadas para facilitar tratamentos rápidos, são vendidas num pacote lacrado e com envolcrus as separando...  
Usos: 10 usos.
Álcool: Uma garrafa de 2l de álcool para fins diversos.
Usos: 20 usos.
Estetoscópio: Um instrumento usado por médicos para ouvir as batidas do coração entre outros barulhos internos.
Medidor de Pressão: Um medidor de pressão arterial para fins médicos.
Remédios: Remédios de uso comum,  antigripal, antiinflamatório, remédio para tosse e Soro fisiológico.
Usos: 5 usos. (um uso para cada um)
Espaço no inventário: 0.5 por unidade.
Sedativos: Aqui se encontram sedativos, como morfina e afins. Especifique qual o sedativo na hora da compra. (Morfina)
Usos: 5 usos
Matéria Prima para Criação de Remédios:
Itens diversos para a produção de fármacos.
Usos: 10 usos.


_________________

1º Chapter - Wild Hunt - Página 9 V8upj2D

1º Chapter - Wild Hunt - Página 9 YDNzcDa
HollydayRango
Imagem :
1º Chapter - Wild Hunt - Página 9 350x120
Créditos :
05
Ver perfil do usuário https://www.allbluerpg.com/
HollydayRango
Criador de Conteúdo
Re: 1º Chapter - Wild Hunt Sab Jul 24, 2021 3:53 am
Win Win!

O pistoleiro com um plano!






Meus olhos observavam tudo e todos naquele porto e sinceramente não encontrava nada mais do que um amontoado de trabalhadores, não me restava muita coisa se não utilizar-me do plano B e sinceramente esse B não seria de “ bom demais da conta sô!". Meus pés me levaram a tavernas aqui e ali, mas foi no “Fígado de Bode'' que eu consegui ter a sensação do sucesso nas minhas ancas, o lugar era a latrina mais limpa que eu já tinha visitado e acredite, eu visitei lugares onde a doença teria vontade de ir embora, tudo isso quando trabalhava de faz tudo para amortizar a dívida.

Não demorou muito para que eu tivesse o vislumbre naquele local pouco aconchegante o que eu vim procurar. Rosto diferente, postura despreocupada, prancheta na mão e uma confiança em estar ali maior do que a Ás quando tem que encarar dois pratos de linguiça de bode, e aquele sujeitinho ( ou seria sujeitinha? ) com toda certeza era a pessoa que eu estava procurando para conseguir fazer os meus negócios acontecerem.

Meus pés foram me guiando enquanto observava todos os presentes ali de solaio, não poderia deixar as coisas acontecerem comigo desprevenido, agora era a hora de me manter alerta com toda a minha prontidão. Cheguei e confrontei o mesmo com meus dizeres, ele me observou como um seu ninguém, mas foi com toda certeza o diálogo mais fácil que tive com todo aquele cartel até então:


-- HollyDay Rango, dívida de “22 dois milhão de galô”, caçador de recompensas e com uma proposta irrecusável para o “Sinhor” Cornelios...

Só de falar no nome desse homem me arrepiava, veja bem, nunca encontrei com Cornelios ( o homem que me emprestava dinheiro ) mas sempre fui lembrado que ele era a quem devia, como aquele maldito lobo tinha me feito lembrar no dia da confusão do porto. Cornelios era quem tinha a bala na agulha, citar o mesmo poderia me trazer problemas ou soluções e eu estava pronto a descobrir.

E arrumando o chapéu complementava para o mesmo, em um tom amistoso enquanto sentava na cadeira a frente com um ar tranquilo mas pronto para fazer um saque rapido e atirar nas costelas desse coisinho caso ele se metesse a besta:


-- "Ocê" pode falar com o encarregado vir aqui?

bichaelson




- Falando com animais.
- Pensamento
- Técnica
- Fala Normal

Comentários OFF:

Histórico Rango:

_________________

1º Chapter - Wild Hunt - Página 9 XHHUTWQ
Sasha
Imagem :
Berserker
Créditos :
76
Localização :
Rota 6 - 4ª Ilha Vedde
Ver perfil do usuário https://www.allbluerpg.com/t340-sasha-sparks#1002 https://www.allbluerpg.com/
Sasha
Rank B
Re: 1º Chapter - Wild Hunt Seg Ago 09, 2021 4:57 pm


Yami e Volker


Dentro da guilda, Ás questionou sobre quais os beneficios de ser uma aventureira do rank prata, do ponto que haviam três ranks, era de se esperar que agora, poderiam receber algum tratamento diferenciado ou talvez até mesmo uma prioridade de missões que se diferenciasse em relação a periculosidade e também a fama que poderia vir como espólios, a morena então sorriu, com algum ânimo mas, antes que pudesse anunciar  os efeitos práticos a pressa se deu ao lugar e ambos haviam voltado.

Com o navio se aproximando era possível ver a imponente figura do leão próximo da ponta da frente do navio, erguido com a perna esquerda levemente mais elevada que a direita, onde o mink saltou em direção a terra, fazendo o famoso Hero Landing, antes mesmo do navio chegar.

1º Chapter - Wild Hunt - Página 9 Giphy.gif?cid=790b7611ffab640e4fe6e3c259f448f6e176a91f835dc666&rid=giphy

O som era alto, pesado e podia-se ver que o leão tinha pelo menos três metros e meio de altura, carregava consigo na mão direita um cetro dourado, enquanto na direita tinha um enorme escudo que acoplava-se como uma luva na sua mão esquerda, o som pesado do metal se destacou conforme ele se ergueu e era possível o ver procurando por Maya com os olhos, sem realmente reconhecer que o jovem tritão que estava a menos de três metros de distância dele poderia ser uma ameaça.

- Onde essa menina foi se meter? Não é a primeira vez que ela atrasa, mas dessa vez ela me cobrou mesmo eu tando na merda…. É foda rapaz.- Resmungou, então olhando no seu arredor, onde havia uma calmaria, confiança de si que só poderia ser justificada por uma possível força. O homem não olhava para o céu, na verdade mantinha a cabeça baixa como muitos minks pela noite.


Rango

Uma vez que o rapaz havia se identificado, houve no jovem um suspiro, onde ele teria desabafado - Viu? Não doi explicar melhor, pra conseguir o que quer, palavas são mágicas.- o mesmo comentou, dando uma olhada em uma prancheta que estava apoiada sobre o balcão, onde era possível o ver procurando por nomes, se Rango se atentasse haviam vários nomes e valores diferentes naquela pranchetinha, que provavelmente se refletiria na divida ativa de cada pessoa, seu nome estava lá inclusive.

- Certo, Certo, a informação bate, você tem tempo? Não vai ser rápido, então sei lá, bebe ou come alguma coisa, pega umas  palavras cruzadas que eu vou lá dentro ligar.- Ele esperou, uma vez que ele confirmou que não estaria indo fazer uma ligação atoa  o jovem partiu,  abrindo um pequeno galpão que havia na parte mais afastada dos olhos do bar, onde ele caminharia por escadas que lá haviam, com fim de encontrar alguma privacidade enquanto fazia o contato.

O próprio contato demorou, Rango teria esperado pelo menos 30 minutos  caso decidisse esperar, até que o jovem chegou com um sorriso no rosto dizendo - Você será atendido, mas marcaram um horário porque essa hora, não há meros 22 milhões que fariam os cabras virem pra cá.- Comentou e no momento em que Rango perguntasse haveria a resposta - As 8 e meia da manhã.- Ele comentou de forma simples e satisfeito pela provável comissão que receberia pelo pagamento da divida que ele intercedeu.

Admin escreveu:
Avaliação - Wild Hunt


Yami

Ganhos:
Cargo: Caçador de Recompensas Rank E (Contagem de Recompensas: B$ 4.000.000);
B$ 1.000.000 (divisão da recompensa de Largo); OK
Cartazes de Serviços da Guilda (Maya e Leon, 1 milhão cada);
Maleta com utensílios médicos:  Alterado - Espaço dos Itens no Inventário
Conteúdo na Maleta:

Treino para adquirir de Ambidestria  OK - Ambidestria (1/5)
Perícia Farmácia -> Post 25  OK
Recompensa Maya (B$ 1.000.000) -> Post 34  OK
Mudança de rank para Caçador.  OK

Perdas:
B$ 2.000.000  OK

Relação de Personagens:  OK

Às (irmã) - Akira ama a competitividade saudável que foi criado junto de sua irmã. Para o tritão, foi uma conquista e tanto derrubar as muralhas que impediam as pessoas de se relacionarem com ela, portanto todo o sorriso que Às faz por sua causa é motivo de festa. Além disso, adora o fato de sua irmã apoiar tanto seus sonhos, por mais idiotas que eles sejam. Seria capaz de dar sua própria vida para vê-la bem.

Hollyday (irmão) - Se Às é o contraponto de Akira, Hollyday é quase sua cara metade. Para o tritão, o Mink é muito mais de que um irmão de consideração, agindo como se tivesse compartilhado a própria mãe no nascimento. Gosta do fato do Sarnento ser tão imbecil quanto ele, e admira profundamente o senso de dever e responsabilidade que seu irmão adquiriu. E, assim como todos seus irmãos, daria seu coração numa bandeja para vê-los bem.

Sophie (mãe/NPC) - Enquanto todos costumam se aproximar de Teodor por conta de sua vasta experiência de vida, Akira se aproximou muito de Sophie, sua mãe de consideração, por conta de seu coração imenso. A bondade do tritão veio muito de sua criação e personalidade, e Sophie soube nutrir bem as maiores virtudes de Akira. Admira muito as habilidades da veterinária, fazendo-o questionar se há algo no mundo que ela não saiba fazer.

Teodor (pai/NPC) - Akira admira profundamente seu pai e, provavelmente, é um dos poucos no qual ele não costuma fazer tantas brincadeiras. Isso não é por não gostar do mesmo, mas sim por ter uma profunda admiração e respeito pelo homem, agindo de forma instintiva em uma forma de respeito. Adora ouvir suas histórias e, acima de tudo, ouví-lo tocar banjo.

Mizuki (Caçadora) - A caçadora é uma pessoa que, apesar da seriedade de seu "cargo" junto à Guilda dos caçadores de Reino Sorbet, demonstrou ser uma pessoa super solícita e animada. Akira gostou tanto dela que realmente planeja levá-la até a grande festa que um dia fará e será capaz de reunir todas as pessoas do mundo, sendo ela uma das primeiras a ter recebido um convite diretamente do tritão, fora sua família.

Íris (Órfã) - Apesar de seu passado tortuoso, Akira nunca olhou para Íris com pena. O motivo disso é por ver nela uma força interior tão grande quanto a de um gigante. Sua doença, inclusive, é algo que representa bem isso, devendo o seu corpo sustentar algo muito maior do que realmente possuí. Se Akira planeja mesmo sair do Reino Sorbet para desbravar o mundo, precisa antes fazer o tratamento da menina para poder partir com a consciência tranquila.

Localização Atual: Reino Sorbet - South Blue OK

Experiência

Experiência: 1.050 EXP


Às

Ganhos:
Mudança de rank para Caçador. OK
1.000.000 de Berries pela recompensa de Largo (Valor original 3.000.000) OK
3.000.000 de Berries pela recompensa de Maya a Freira. OK
Proficiência Briga de Rua (Post 23 e 24) OK
Desenvolvimento da Qualidade Ambidestro. OK - Ambidestria (1/5)
Ferida no abdômen (Já tratada) OK

Perdas: OK


Relação de Personagens: OK
A cargo do jogador.
Localização Atual: Reino Sorbet - South Blue OK

Experiência

Experiência: 1.050 EXP


Rango

Ganhos: OK
1.000.000 de Berries pela recompensa de Largo (Valor original 3.000.000)
Proficiência Veterinária OK
Cartazes de recompensa de três elementos OK

Mudança de rank para Caçador. OK

Perdas: OK


Relação de Personagens: OK
A cargo do jogador.
Localização Atual: Reino Sorbet - South Blue OK

Experiência

Experiência: 900 EXP

Quantidade de Postagens do(s) Narrador(es): Sasha - 5 Créditos
Alexander - 4 Créditos


Opinião sobre a Narração:

Players:

Aliph e Alexander:

_________________



1º Chapter - Wild Hunt - Página 9 HGWnxh1