Tópicos Recentes
Destaques
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Últimos assuntos
[Kit] ChrolloHoje à(s) 1:29 ampor  HooliganColorsHoje à(s) 12:17 ampor  Shiori1v9 Kirinha Adventures - 1° EpisódioHoje à(s) 12:14 ampor  KiraMazushi: Por um punhado de berriesHoje à(s) 12:08 ampor  Wild Ragnar[Tutorial] VincentOntem à(s) 11:57 pmpor  VincentCréditosOntem à(s) 11:36 pmpor  HooliganTutorial - HooliganOntem à(s) 11:32 pmpor  Dio1º Chapter - Wild HuntOntem à(s) 11:22 pmpor  ÀsHere Comes The SunOntem à(s) 11:14 pmpor  RavenbornDesventura na Terra dos Sonhos - Grupo 5Ontem à(s) 10:37 pmpor  Narrador De Eventos
 :: Oceanos :: Blues :: East Blue :: Dawn
Página 5 de 8 Página 5 de 8 Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8  Seguinte
Kenshin
Ver perfil do usuário
Imagem : 1° - Caminhos entrelaçados, o alvorecer da aventura! - Página 5 XqxMi0y
Créditos : 10
KenshinDesenvolvedor
https://www.allbluerpg.com/t360-agatha-harkness https://www.allbluerpg.com/t386-prologo-frenesi-da-raposa#1165
Relembrando a primeira mensagem :

1° - Caminhos entrelaçados, o alvorecer da aventura!

Aqui ocorrerá a aventura dos(as) Civis Diego Kaminari , Chloe Kaminari , Mané , Kuro Tempest e SIlver D Saru. A qual não possui narrador definido.

_________________

1° - Caminhos entrelaçados, o alvorecer da aventura! - Página 5 J09J2lK

ripper
Ver perfil do usuário
Imagem : 1° - Caminhos entrelaçados, o alvorecer da aventura! - Página 5 Mugen-samurai-champloo-gif-9
Créditos : 05
ripperCivil
https://www.allbluerpg.com/t334-mane#985 https://www.allbluerpg.com/t399-1-caminhos-entrelacados-o-alvorecer-da-aventura
A pequena do beco!

1° - Caminhos entrelaçados, o alvorecer da aventura! - Página 5 NBjhgry




O alvoroço tomava conta do entorno da Igreja enquanto as ruas eram costuradas pelas minhas rápidas passadas, era fácil perceber o peso que havia caído sobre o clima daquele local. Guardas com cara de poucos amigos, trajados de uma vestimenta de veras chamativa, que mais parecia querer passar uma mensagem do que ser eficiente em um combate, invadiam sem pudor o espaço das só demonstravam que o meu cuidado deveria ser redobrado se quisesse sair dali sem problemas.

Mesmo assim, após correr por certo tempo, achei um local que supria a minha necessidade. Me sentei ao chão, junto com Meia-noite, que claramente ainda se encontrava abalado pelo o que havia acontecido, então, envolvi o meu amigo com um dos braços, enquanto fazia carinho em sua cabeça, em uma tentativa de acalmá-lo. Meia-noite talvez não soubesse, mas naquele momento ele me ajudava mais do que o contrário.

O silêncio momentâneo fora interrompido por uma vez meiga e imatura. Uma garotinha que destoava daquele beco sujo surgia, com certa doçura, ficava interessada em meu companheiro. A imagem dela me remetia aos meus anos vagando na rua, antes de ser adotado pelo circo, ela facilmente despertava a compaixão dentro de mim.

Esse aqui é o Meia-noite... — respondia, enquanto segurava uma das mãos do Meia, estendendo minha outra mão em direção a garota. Este era um gesto comum entre nós, que servia para demonstrar ao meu companheiro que aquela pessoa era confiável.

Oi Maka, eu me chamo Mané! — retribuiria com um sorriso — Este não parece ser um lugar onde uma garotinha da sua idade deveria estar, você se perdeu dos seus pais? Lá fora esta uma confusão... — a pequena garota trazia mais tranquilidade para minha cabeça, ajudando a enterrar o restante dos sentimentos ruins.

Eu estava predisposto a ajudar aquela criança, durante nossa conversa, tentaria descobrir o porquê de ela estar naquele lugar tão inapropriado ao mesmo tempo que tentava deixa-la o mais confortável possível. No meio da conversa, faria um truque que tantas outras vezes já havia feito com as crianças que visitavam o circo, pegar uma moeda de meus bolsos e criaria uma ilusão de que estivesse tirando-a de trás da orelha daquele pequeno ser, entregando-a em seguida para a pequena.

Toma, acho que é seu... — minhas palavras acompanhariam a ação, enquanto um sorriso despontava de meu rosto.

Se por ventura a menina aceitasse minha ajuda, provavelmente teríamos que sair daquele local. Para isso, pegaria minha “trouxa” de roupas, tirando dela uma capa ou algum acessório que pudesse esconder a minha identidade da melhor forma que fosse possível para então partir com a garota e caso ela achasse aquilo estranho, responderia:

Nem todos são legais como você, Maka.




fala - #00FF00


Informações Importantes:
Resumo da Ficha:


Atributos:
● Força: 0 [Incompetente]
● Destreza: 1 [Regular]
● Acerto: 10 [Regular]
● Reflexo: 22 [Hábil]
● Constituição: 1 [Regular]

Qualidades:
● Destemido
● Voz Melodiosa
● Precisão Temporal
● Carismático
● Duro de Matar
● Exibido

Defeitos:
● Traumatizado — Situações em que ele possa perder novamente um companheiro, ou qualquer pessoa em eminência de vida afloram este trauma.
● Obcecado — fazer uma apresentação circense em toda ilha que o personagem chegar.
● Cabeça Quente
● Heróico

Proeficiências:
● Acrobacia
● Doma
● Adestramento
● Ilusionismo
● Dança

EDC:
● Espadachim

Pertences:
● Kit de Pincéis
● Roupas Simples
Objetivos:


● Aprender a proficiência Dramaturgia
● NPC Companheiro
● Fazer a apresentação circense em um local movimentado da ilha
● Ensinar o Meia-noite a lançar coisas utilizando um comando discreto
CONTROLE:

● HP:140/140
● STA: 100/100
● Postagens: 007
● Páginas:001
● Ganhos: N/A
● Perdas:N/A
● Defeito Obcecado: Não cumprido
Meia-noite:

1° - Caminhos entrelaçados, o alvorecer da aventura! - Página 5 Jugem_10

Animal: Macaco — Macaco-prego
Altura: 50cm
Peso: 3kg
Porte: Pequeno
Raridade: Comum
Aparência: Meia-noite não ganhou seu nome atoa, o macaco possui a pelugem preta como a noite, o único local que foge disso, é a barriga de Meia-noite, que possui uma coloração branca em formato de círculo.
Personalidade: Meia-noite possui um instinto de sobrevivência muito grande, por várias vezes sua vida esteve ameaçada e ele se saiu bem da situação, de forma até inexplicáveis. Por conta disso, ele não confia facilmente em qualquer humano, tirando Mané. Apenas com o seu companheiro que ele se solta completamente, fazendo brincadeiras e carinhos, não que seja impossível, Meia-noite poderia interagir com outras pessoa depois que criasse certa confiança.

Agora, se ele não gostar de alguém, ele certamente irá pensar em uma traquinagem para atrapalhar o indivíduo, com a sua mobilidade assustadora, ele consegue passar até pelos olhos mais atentos. É extremamente apaixonado por manga e talvez essa seja a única coisa que possa tirar a concentração do pequeno macaco.

Meia-noite não aceitaria ser ameaçado por qualquer um, apesar de pequeno, o macaco pode ser muito perigoso se a situação requisitar.
Atributos: Destreza, Acerto e Reflexo

_________________

1° - Caminhos entrelaçados, o alvorecer da aventura! - Página 5 Daco_110
Chloe Kaminari
Ver perfil do usuário
Imagem : 1° - Caminhos entrelaçados, o alvorecer da aventura! - Página 5 F29b2a4ab51d43b15553ae13727e9e87
Créditos : 00
Chloe KaminariEstagiário
https://www.allbluerpg.com/t374-chloe-kaminari#1140


7º - Hora de arrumar o estoque

Chloe Kaminari


Munida daquilo que podia, segui em direção a floresta. As respostas dadas pelo capitão me deixaram tão puta e em tantos níveis diferentes que não o respondi de forma nenhuma, tudo que me restava agora era simplesmente caçar em meio a um lugar que eu não conhecia.

Conforme andava em direção ao primeiro alvo, sentia cada batida do coração, era como se uma melodia fosse ritmada apenas pelos passos que dava em direção a floresta. O sangue ainda fervia, a mão já não doía em nada visto a pequena queimadura, um erro de principiante que não iria se repetir novamente uma segunda vez enquanto estivesse dentro daquela ilha.  A cesta em minhas costas não parecia pesar tanto, mas naquele momento tentaria encher com o máximo de coisas.

Me abaixaria e iria observar com calma todas as ervas daquele lugar, buscaria principalmente temperos, Salsinha do mato, hortelã e outras que pudessem crescer em áreas mais úmidas da floresta, gastaria o tempo necessário para isso e tentaria pegar o máximo que pudesse. Talvez também algumas frutas para sucos caso houvesse alguma ali em meio as altas árvores da floresta.

Para as carnes, iria improvisar pequenas armadilhas com cipós bem fortes, em caso de animais pequenos buscaria acertar os mesmos com um único golpe em sua cabeça, ou alguma área vital que não deixasse carne muito exposta para outros animais capturarem a caça. Andaria por toda a floresta se fosse preciso para capturar o máximo dos itens que Ana havia pedido, faria um... duas... três... quantas viagens fossem precisas para abastecer o máximo aquele estoque, ou pelo menos deixar o mesmo pronto para o dia seguinte.

Caso atacada no meio do caminho, iria esperar em algum lugar seguro entre os arbustos ou buscaria alguma cabana afastada para me abrigar enquanto o perigo não passasse. Se por algum motivo não achasse um lugar seguro, usaria a corrente em minha cintura de forma a afastar os agressores usando o corpo da mesma e não sua ponta.


Histórico:
● Postagens: 007
● Pagina:001
● Ganhos: N/A
● Perdas:N/A
● NPC: N/A
● Player Conhecido: N/A
Ficha Resumida:


PdV: 200
STA: 100

Força: 2  (Regular)
Destreza: 15 (Regular )
Acerto: 13  (Regular )
Reflexo: 2 (Regular)
Constituição: 4 (Regular)

Agilidade: 7
Oportunidade de Ataque: 3
Redução de Dano: 0


● Qualidades:
* Versátil ( Racial )
* Ambidestro
* Voz Melodiosa
* Mestre em Haki
* Prodígio
* Atraente

● Defeitos

* Apegado -Chloe nutre um profundo amor pelo irmão, ao qual tem ciencia de ser correspondido pelo mesmo. Além de ser sua única família, Chloe não consegue mais enxergar o mundo sem o irmão, e ainda tem esperanças de o ver vivo pelo mundo mesmo que com outra mulher.  
* Teimoso
* LEAL - Sendo este sua única família e irmão, Chloe acabou por se tornar totalmente leal a ele. Sempre buscando defender o irmão quando eram mais novos e isso ainda perdura até hoje, por vezes até se colocando em perigo para proteger a vida dele
* Bisbilhoteiro
* Heroico

• PROFICIÊNCIAS:

* Caça
* Culinária
* Herbalismo
* Preparo
* Primeiros socorros

• Profissão : COZINHEIRO
• EDC : chicoteador
Objetivos:

● Encontrar Diego Kaminari
● Encontrar Silver D Saru
● Encontrar Mané
● Encontrar Kuro Tempest
● Aprender Proficiência Pesca
● Aprender Proficiência Anatomia
● Comprar ( Ou furtar) uma segunda corrente
● Conseguir um NPC Acompanhante.
● Juntar todo o Bando
Legendas:
— Fala —
- Pensamento
Código:
[b][color=#ff6699]— Fala —[/color][/b]
[b][color=#ff66ff]- Pensamento[/color][/b]



_________________

1° - Caminhos entrelaçados, o alvorecer da aventura! - Página 5 U8TTd9b

Ficha
Subaé
Ver perfil do usuário
Imagem : Cabra da Peste
Créditos : 02
SubaéCriador de Conteúdo
https://www.allbluerpg.com/t354-subae?highlight=subaé https://www.allbluerpg.com/t348-cabras-da-peste-vol-1-amanhecer-do-sul#1033

Narração, Post 7


Goa, Cidade Alta:

Mané


A companhia de Mané e meia noite faziam Maka se sentir confortável, a garotinha olhava com muita admiração para o rapaz e seu mascote. Sabe como as crianças olham para alguém que acham demais? pois é.

O macaquinho não fez cerimônias diante da garotinha, apenas escalou o corpo todo da menina enquanto aproveitava para sentir o seu cheiro. Depois de muito brincar, Meia noite se posicionou nos ombros de Maka e começou a bisbilhotar os seus cabelos rosados.

Mané fez o pequeno truque com a moeda e a garotinha ficou maravilhada com os truques mágicos do artista. Depois perguntou para a garotinha se ela se perdeu dos pais, mas a menina apenas levou o dedo indicador à boca. Seu corpo se balançava de frente para trás enquanto ela parecia estar pensando em algo.

-Eu não posso te falar por que é segredo - Maka olhou para o fim do beco e tentou desconversar - Os guardas realmente estão em uma confusão, se eles vierem pra cá a gente vai ter que correr se não quiser entrar numa confusão, né?

Meia Noite, que já estava nos ombros de Maka, acenava positivamente com a cabeça para a garota enquanto resmungava algo. A menina e o macaco, pelo menos, pareciam estar tendo um diálogo muito bem compreendido por ambas as partes. A ludicidade infantil é linda.

-É macaquinho, Tenho certeza que vocês não são malvados!

Maka olhou para Mané com o sorriso malicioso, característico das crianças bagunceiras e lhe falou - Olha,eu to fugindo de casa e preciso sair dessa cidade, tem uma coisa que eu tenho que pegar na floresta. Me ajuda sair daqui?




Floresta Midway:

Diego


O som dos cães estava cada vez mais irregular e isso indicava que os animais estavam ficando impacientes com aquela situação. Diego correu até a dama indefesa para poder tirá-la do chão. Erguer a mulher foi fácil, ela não era muito pesada, devia pesar uns 45 kg no máximo. Se olhasse para as pernas da mulher, Diego poderia perceber que havia um buraco no joelho esquerdo que sangrava muito. Aquilo parecia ser um tiro.

-Muito obrigado! Não sei o que seria de mim sem você - A mulher sorria aliviada, mas todavia continuava a chorar por conta do medo que sentiu -Você é o meu herói - A mulher abraçava Diego forte enquanto o mesmo se preparava para dar o fora dalí.

As palavras de Diego fizeram a mulher se sentir ainda mais confortável com o seu salvador.
Depois disso, a moça apoiou a sua cabeça no peitoral do espadachim para poder aproveitar melhor a viagem -Então você também vive na montanha? Que bom, vai ser tranquilo para você fugir desses cães.

Diego disparou com a mulher no colo para longe do perigo mas os cães não estavam dispostos a deixar a sua refeição escapar e avançaram contra os humanos.
A grande espada de Diego balançou contra os cães selvagens que pouco a pouco recuavam para não serem feridos pela lâmina.  

Nenhum dos cães se aproximou o suficiente para que Diego pudesse cortá-los, mas isso propiciou a oportunidade do rapaz fugir e deixar os animais famintos para trás.

-Vou te recompensar muito bem quando estiver melhor, agora me leva até o topo dessa montanha - A mulher apontava para a direção de uma trilha que estava próxima deles -Siga essa trilha, ela vai nos levar até a casa que vivo com meus companheiros.



Vila Foosha:

Saru & Kuro


As sobrancelhas de Zeno saltavam conforme o seu neto desdenhava da investigação que a marinha estava a desempenhar - É óbvio que eles estão nas montanhas - O velho resmungava para o neto -O importante não é o paradeiro dos bandidos, mas sim o da refém!

Kuro respondeu o chamado de Zeno com uma recusa educada atraindo a atenção do velho.
Enquanto isso, Saru aproveitou a distração de seu avô para meter o pé.

-Oh, é uma pena que você não esteja disponível para se alistar na marinha . Pelo visto os jovens de hoje em dia não querem mais nada com a hora do governo mundial - Kuro pediu informações sobre Lúcio - Eu vi um sujeito com essa descrição mais cedo no bar da Ana, mas vou te dar um conselho: Não se meta com aquela gentalha, eles são o pior tipo de gente. Se dependesse de mim eles sequer estariam nessa ilha.

-Agora se me der licença, eu e meu neto temos umas coisas a fazer - o velho se despediu de Kuro e se virou para onde Saru estaria se não tivesse saído correndo para fugir do avô - Sa-sa-SARUUUUUUUU!!!!  - Zeno soltou um grito carregado de pura raiva.

Saru estava ofegante depois de correr em fuga, encontrava-se na frente do bar da Ana e por um momento até acreditou que havia se livrado de seu avô, mas depois de comemorar consigo mesmo pôde ouvir um berro. Aquela voz ele conhecia muito bem.

-SARU, SEU INSOLENTE! NÃO PENSE QUE VAI ME DAR UM PERDIDO DESSA FORMA!!!

Zeno veio correndo tão rápido quanto um foguete e meteu um socão na cara de Saru que fez o garoto cair no chão a alguns poucos metros de onde estava.

-Não vou aguentar mais essa sua rebeldia! Se você não vai se alistar, ao menos venha comigo para as montanhas. Tenho um serviço que prometi fazer para a marinha e vou querer a sua ajuda - Zeno estava furioso, mas a sua fala era séria e objetiva - Considere essa tarefa parte de seu treinamento.

O velho segurou forte a orelha de seu neto e foi em direção à floresta puxando Saru.




Chloe


Alguns momentos atrás, Chloe deixou o bar da Ana e foi em direção a floresta para ver se conseguia caçar alguma coisa que pudesse quitar a sua divida.

O caminho até a floresta era bem calmo e provido de um vasto campo verde. No chão haviam muitas PANC’s que aos olhos comuns eram apenas de capim, mas para Chloe, dona de um vasto conhecimento gourmet, foi fácil identificar os brotos de coentro indiano que se camuflavam entre a grama alta. Chloe recolheu as ervas não convencionais e as organizou na cesta.

Depois de algum tempo de caminhada, chegou aonde a mata começa a ficar mais densa, não havia dúvida que aquela era a floresta. Chloe observou o local em busca de um bom local e materiais para armar uma armadilha.

Chloe gastou uns vinte minutos no processo mas por fim conseguiu encontrar um par de cipós e uma árvore com um terreno regular, perfeito para armar uma armadilha. Sendo assim a garota ajoelhou-se junto a árvore para confeccionar a armadilha.

Assim que terminou de preparar a armadilha, Chloe pôde ouvir passos e vozes de alguém que se aproximava.

-Não adianta reclamar, você vai comigo para a base dos bandidos das montanhas para conseguir algumas informações - A voz era de um homem bem velho que caminhava apressado em quando puxava alguém pela orelha. Se a cozinheira prestasse um pouco mais de atenção no jovem que acompanhava o velho, poderia perceber que era o garoto que estava no bar mais cedo.

Saru e Zeno, entretanto, não conseguiam avistar Chloe por causa da mata densa.



Maka- Aparência
Zeno- Aparência
Mulher em perigo- Aparência


Diego:
-Ganhos:
-Perdas:sapato, camisa
-NPC:

Chloe:
-Ganhos: um punhado de coentro indiano
-Perdas:
-NPC:

Mané:
-Ganhos:
-Perdas:
-NPC: Meia noite (pet)

Saru:
-Ganhos:
-Perdas:
-NPC:

Kuro:
-Ganhos: Espada (Clássica)
-Perdas: 250.000 ฿
-NPC:
240/240100/10010/1015/15

_________________

Diego Kaminari
Ver perfil do usuário
Imagem : 1° - Caminhos entrelaçados, o alvorecer da aventura! - Página 5 Dante-gif-11
Créditos : 00
Localização : Rio de Janeiro
Diego KaminariEstagiário
https://www.allbluerpg.com/t332-diego-kaminari https://www.allbluerpg.com/t399-1-caminhos-entrelacados-o-alvorecer-da-aventura#1216




No alto do Cume






O som dos cães ficava dissonante enquanto corria por entre as árvores, a mulher era leve, no entanto, sua perna me gerava preocupação. A mulher ao que tudo indicava parecia ter levando um tiro, mas quem fizera isso com uma dama tão bela quanto ela? As palavras que saíram de sua boca me deixaram um tanto eufórico e orgulhoso, se considerado o herói dela era algo gratificante, não somente pelo que poderia ganhar em troca.

Sentindo a mulher me abraçar mais forte notei que os esfomeados não desistiriam da sua caça e estavam querendo me atacar para isso, podem tentar? Podem! Vão se foder? Bastante! Brandava minha espada o que fez com que os que se aventuravam se afastasse e os demais terminassem cautelosos com aproximação, era disso que precisa. Finalmente consegui fugir daqueles cães, mas ainda tinha uma beldade para cuidar, todavia qualquer cansaço que sentia saiu de mim no momento que a mesma disse que iria me recompensar por ajuda-la… Naquele momento comecei a imaginar nua me chamando e meus olhos viraram coração. Eu deveria seguir a trilha que levaria a casa na qual vivia com seus companheiros, espera… Companheiros? Será que era casada? Seria problemático para nós quando o marido se estressasse ao tempo que ela terminasse com ele para vivermos nosso amor intenso.

De qualquer forma iria seguir a trilha e para não perder o costume iria ficar atento a qualquer perigo e não ser pego desprevenido, se chegasse bem ao local tentaria então leva-la para limpar a ferida e ajudaria qualquer um que tivesse capacidade de cuidar daquele ferimento, sempre dando apoio caso ela precisasse.

- Não se preocupe que a levarei até sua casa. – Diria sorrindo. – A propósito, meu nome é Diego Kaminari, mas pode me chamar como quiser.


Histórico:

Numero de Posts: 8
Paginas: 1
Ganhos: -x-
Perdas: -x-
NPCs: -x-
Players Conhecidos: -x-

Resumo da Ficha:

Atributos:

● Força: 18 [Regular]
● Destreza: 0 [Incompetente]
● Acerto: 10 [Regular]
● Reflexo: 5 [Regular]
● Constituição: 3 [Regular]

Qualidades:

● Mestre em Haki
● Prodigio
● Liderança
● Atraente

Defeitos:

Apegado - Ama a irmã Chloe Kaminari, seu amor chega ao ponto de que a mesma é a unica na qual pode fazer com que ele se sinta completo. Sonhe em ter uma familia com ela, filhos e tudo que se diz respeito a uma, no entanto sob seu sonho de liberdade. Chloe é a unica familia viva do jovem e independente da situação ela e a coisa mais importante para Diego
Catsaridafobia - Diante de uma barata o mesmo não fica imóvel, mas sua atenção vai direto pra seu "agressor" que ele carinhosamente chama de "demônio", pois para ele são a encarnação dos mesmos na terra. Desde que a barata não o toque ele até consegue mata-la, mó entanto na presença de tal aberração qualquer coisa que ele esteja fazendo fica a segundo plano. Todavia ser um comissão de Satanás pousar nele, o mesmo ficará em choque batendo em seu próprio corpo pra tira-la até mesmo despindo-se... Indo mãos além se algum barata entrar entrar algum orifício como ouvido, nariz, o mesmo ficará em choque apenas apresentando espasmos como convulsão.
Ambição - Virar um Yonkou, pois quando chegar a esse ponto terá força para impor sua liberdade e fazer o que acha certo, alem de poder destruir o governo mundial.
Heróico
Devasso

Proeficiências:

● Cartografia
● Condução
● Geografia
● Meteorologia
● Navegação

EDC:

● Espadachim

Pertences:

● Espada
● Roupas Simples



Objetivos
● Conseguir um navio (  )

● Conseguir uma tripulação (  )

● Tornar oficialmente um pirata (  )

● Conseguir dinheiro (  )







_________________


1° - Caminhos entrelaçados, o alvorecer da aventura! - Página 5 4nO1oWY
Kuro Tempest
Ver perfil do usuário
Imagem : 1° - Caminhos entrelaçados, o alvorecer da aventura! - Página 5 L4qXuOc
Créditos : 00
THE
LAST
SPARK OF HOPE
O idoso demonstrou certa insatisfação com a minha recusa, deixando-me meio sem jeito com a situação. Pensei em me desculpar, mas ele logo voltou a falar respondendo minha pergunta. —‌ Ah sim, pode deixar. Obrigado pelo aviso. ‌—‌ Deixei um pequeno sorriso escapar pelo canto dos lábios, vendo-o se despedir para dar atenção ao outro garoto que havia aparecido. Este que já não se encontrava mais perto de nós, o que fez o homem ir atrás dele aos gritos.

As pessoas daquele lugar eram um tanto estranhas, isso já tinha constatado desde a minha chegada, mas o quão estranha elas eram? —‌ Ok, vamos ir até lá. ‌—‌ Um pequeno suspiro escapou pelos lábios à medida que meus passos voltaram a seguir pela rua, tentando encontrar o tal bar da Ana que o senhor tinha me dito.

Caminhei da forma mais calma possível, observando os arredores cada construção por qual passava em busca do tal local indicado. Tentaria achar por conta própria, mas caso isso não fosse possível buscaria o auxílio de mais alguém que aparecesse por ali.

HP: 3800/3800 | ST: 100/100

Considerações:

Informações:
● Numero de Posts: 8
● Paginas: 1
● Ganhos: 1 Espada
● Perdas: 250.000
● NPCs: -x-
● Players Conhecidos: -x-
Ficha:
Atributos:
● Força: 150 [Regular]
● Destreza: 70 [Regular]
● Acerto: 215 [Regular]
● Reflexo: 215 [Regular]
● Constituição: 70 [Regular]

Qualidades:
● Versátil
● Ambidestro
● Audição aguçada
● Prontidão
● Mestre em Haki

Defeitos:
● Pacifista
● Sincero
● Personalidade Extra (Combatente)
● Obediente
● Leal

Proeficiências:
● Acrobacia
● Costura
● Forja
● Física
● Projéteis

EDC:
● Espadachim
Itens:

1° - Caminhos entrelaçados, o alvorecer da aventura! - Página 5 JItspIP
Arma: Kinshitak Terceira
Descrição: Uma leve espada de bainha negra forjada pelo Ferreiro Takeru Kinshi que viveu em Foosha, East Blue.
Tipo da Arma: Acuidade
Qualidade: Clássica
Durabilidade: Baixa
Dano: +40 em força

Estado:Nova
Habilidades:
Objetivos:
1° - Conseguir duas armas ( Se encaminhando )
2° - Aprender a proficiência Mecânica ( )
3° - Conhecer pessoas novas ( )
4° - Se juntar a um grupo ( )
5° - Iniciar uma aventura com o novo grupo ( )

_________________

1° - Caminhos entrelaçados, o alvorecer da aventura! - Página 5 KTTKkRi

Ficha / Template
Chloe Kaminari
Ver perfil do usuário
Imagem : 1° - Caminhos entrelaçados, o alvorecer da aventura! - Página 5 F29b2a4ab51d43b15553ae13727e9e87
Créditos : 00
Chloe KaminariEstagiário
https://www.allbluerpg.com/t374-chloe-kaminari#1140


8º - Temperos...vozes misteriosas... Saru ?

Chloe Kaminari


As vezes sentia falta daquele âmbito natural. Sabe, caçar, viver do que a terra da pra você, plantar e viver em harmonia com a mãe natureza e toda a sua estonteante e verdejante beleza, fazia até lembrar um pouco dos jardins que tinha no orfanato que morei durante a infância.
Conforme andava por entre a grama densa, o som dos animais característicos era quase como música, mas naquele momento precisava ficar apenas no que estava para fazer, a captura de animais e temperos para repor o estoque de Ana. A ideia de procurar pequenos animais não era tão ruim assim, entretanto o trabalho seria muito maior do que eu poderia imaginar e não tinha o dia todo para isso.

Em uma das andanças, por sorte, havia achado alguns coentros indianos. Meus olhos faiscaram quanto ao achado, as narinas capturaram docemente o aroma forte que apenas aquela iguaria tinha e as papilas gustativas acabaram por salivar pensando na quantidade de pratos que poderia fazer com o auxílio daquele tempero — Puta merda, que achado maravilhoso, agora vamos a caça — .

Dez... Talvez vinte minutos de caminhada, meus pés começavam a doer pela falta de costume e o fato de usar botas e não tênis em meio a floresta. O que? Eu preciso continuar bela como sempre fui. A mata ficava mais densa e com isso precisava prestar mais a atenção para possíveis ataques de animais que pudessem procurar por uma... comidinha apetitosa. Me abaixei em meio a mata buscando tocos de madeira e cipós que pudesse confeccionar as armadilhas, com o tempo que restava ia fazendo as mesmas, entretanto os passos ecoavam na floresta — Turistas.... Ótimo...— balbuciei enquanto esperava para entender o que estava acontecendo. Tentei observar melhor quem se aproximava, era uma dupla e um deles parecia muito irritado.

— Pera... aquele ali é... ah safado filha da puta... — pronunciei baixo enquanto saia da mata tentando passar a frente dos mesmos — Não querendo interromper a caminhada vespertina de vocês, mas essa área está cheia de armadilhas — Tentaria um pequeno blefe, pois não havia colocado nenhuma ainda — Estou caçando para encher o estoque da Ana já que esse jovem e outros beberrões se aproveitaram do meu teste de trabalho para comer de graça e sair sem pagar — Usaria de toda a inocência, aparência e voz melodiosa para isso — O senhor deve ser o avô desse rapaz... Acho que poderia pagar por ele já que o mesmo demonstrou ser um imundo de alma podre — Ficaria em silêncio e se fosse preciso iria relembrar todo o acontecimento que havia me separado de Diego para chorar frente ao homem.

— A propósito... eu conheço pouco essa área... estou de visita a ilha e um tanto preocupada com uma pessoa... eu poderia acompanhar vocês para talvez contar mais da minha história e achar quem eu procuro? —

Histórico:
● Postagens: 008
● Pagina:001
● Ganhos: N/A
● Perdas:N/A
● NPC: N/A
● Player Conhecido: N/A
Ficha Resumida:


PdV: 200
STA: 100

Força: 2  (Regular)
Destreza: 15 (Regular )
Acerto: 13  (Regular )
Reflexo: 2 (Regular)
Constituição: 4 (Regular)

Agilidade: 7
Oportunidade de Ataque: 3
Redução de Dano: 0


● Qualidades:
* Versátil ( Racial )
* Ambidestro
* Voz Melodiosa
* Mestre em Haki
* Prodígio
* Atraente

● Defeitos

* Apegado -Chloe nutre um profundo amor pelo irmão, ao qual tem ciencia de ser correspondido pelo mesmo. Além de ser sua única família, Chloe não consegue mais enxergar o mundo sem o irmão, e ainda tem esperanças de o ver vivo pelo mundo mesmo que com outra mulher.  
* Teimoso
* LEAL - Sendo este sua única família e irmão, Chloe acabou por se tornar totalmente leal a ele. Sempre buscando defender o irmão quando eram mais novos e isso ainda perdura até hoje, por vezes até se colocando em perigo para proteger a vida dele
* Bisbilhoteiro
* Heroico

• PROFICIÊNCIAS:

* Caça
* Culinária
* Herbalismo
* Preparo
* Primeiros socorros

• Profissão : COZINHEIRO
• EDC : chicoteador
Objetivos:

● Encontrar Diego Kaminari
● Encontrar Silver D Saru
● Encontrar Mané
● Encontrar Kuro Tempest
● Aprender Proficiência Pesca
● Aprender Proficiência Anatomia
● Comprar ( Ou furtar) uma segunda corrente
● Conseguir um NPC Acompanhante.
● Juntar todo o Bando
Legendas:
— Fala —
- Pensamento
Código:
[b][color=#ff6699]— Fala —[/color][/b]
[b][color=#ff66ff]Pensamento[/color][/b]



_________________

1° - Caminhos entrelaçados, o alvorecer da aventura! - Página 5 U8TTd9b

Ficha
Saru
Ver perfil do usuário
Imagem : 1° - Caminhos entrelaçados, o alvorecer da aventura! - Página 5 120x120
Créditos : 00

Uns minutos depois ouvir o grito pelo meu nome do meu avo eu teria andado um pouco e distraido eu ouvia meu avo reclamando -Ahhhh como raios... Logo apos isso eu tomaria um socao que me fazia cair, eu me sentaria no chao coçando e passando a mao na cara.
-Isso doeu. Dizia reclamando.
Zeno logo reclamaria de novo, eu ficaria sentado no chao e falaria.
-Para que a minha ajuda, tu es bem capaz de virar a poha da montanha em ponta cabeça se quiseres ate es capaz de destruir ela.
Cruzava os meus braços e virava a cara para o lado -Me largaste na floresta sozinho por um tempo como treino, tou descansando de treino, nao vou me mexer.
Apos protestar eu sentia minha orelha sendo puxada-Aiii...aiiii, a minha orelha nao. e ia sendo arrastado um pouco pelo caminho, que nao demoraria ate chegarmos na floresta, eu ia sendo puxa pelo meu avo, de braços cruzados.
Na floresta uma voz seria ouvida, uma ruiva falando com o meu avó, eu ficaria olhando para ela como se tivesse um ar pensativo enquanto ouvia a falar.
"Hmm qual o nome dela,Cherry?..nao nao hmm acho que era Sera qualquer coisa, hmm belo corpo....oh é isso Seraphine"
Enquanto eu teria tido meu diálogo pensativo, eu olharia para ela de baixo para cima, apos ela falar em comida e pagar olharia para o meu avo, depois para ela depois pro meu avo e por final para ela e dizia.
-Era pra pagar??.
Talvez fosse um momento idiota, talvez os dois ficariam meio supresos pela pergunta.
Ela teria falado sobre o avo pagar, e falaria por fim se puderia ir junto que ela era nova na ilha e ta visitando, ao ouvir isso eu daria um pulo e me levantaria num instante.
-Mas é claro que podes,vamos eu te guio faço um tour pela vila, eu e meu avo tamos indo para as montanhas.. eu acho, embora sobre um certo protesto. Dizia olhando pro meu avo, e logo em seguida eu ia caminhando pela mesma direçao que o meu avo me puxaria.-Vamo velho, cochilou foi, ela quer conhecer os lugares, vamos logo pra eu ir depois com ela mostrar a ilha.
Dizia olhando para os dois



Histórico:
● Postagens: 008
● Pagina:001
● Ganhos: N/A
● Perdas:N/A
● NPC: N/A
● Player Conhecido: N/A
Objetivos:

● Conhecer Novas pessoas ( bando)
● Aprender Proficiência Criptografia
● Aprender Proficiência Acrobacia
● Arrumar um barco e sair para o Mar

Resumo da Ficha:

PdV:260
STA:100

Atributos:
● Força: 12 [Regular]
● Destreza: 1 [Regular]
● Acerto: 4 [Regular]
● Reflexo: 9[Regular]
● Constituição: 7 [Regular]

Qualidades:
● Mestre em Haki
● Atraente
● Ambidestro
● Prodigio
● Destemido

Defeitos:
● Devasso
● Teimoso
● Cabeça Quente
● Heróico
●Bisbilhoteiro

Proeficiências:
● Historia
● Investigação
● Sociologia
● Logica
● Geografia

EDC:
● Taekwondo
ripper
Ver perfil do usuário
Imagem : 1° - Caminhos entrelaçados, o alvorecer da aventura! - Página 5 Mugen-samurai-champloo-gif-9
Créditos : 05
ripperCivil
https://www.allbluerpg.com/t334-mane#985 https://www.allbluerpg.com/t399-1-caminhos-entrelacados-o-alvorecer-da-aventura
E agora?

1° - Caminhos entrelaçados, o alvorecer da aventura! - Página 5 NBjhgry



A garotinha rapidamente havia ficado confortável comigo e Meia-noite. O truque com a moeda era infalível, eu perdi a conta de quantas vezes eu conquistei a atenção de uma criança que acabara por “obrigar” os pais a comprar ingressos para o circo. Meia também claramente já estava muito confortável com Maka o que era bastante incomum mesmo com a minha intervenção. A garota parecia controlar a situação com maestria, como se já houvesse feito aquilo tantas outras vezes.

Para alguém como eu, que havia experimentado alguns anos na rua, longe de uma família, era confuso alguém que fugia da sua. Mesmo a família que havia me escolhido, agora não estava mais aqui, será que a pequena sabia de seu privilégio?

Mas fugindo de casa? Por que alguém com uma casa iria querer fugir dela? — a partir deste ponto, minhas ações dependeriam da resposta de Maka. Eu não iria ajudar uma criança a fugir de casa se o seu motivo não fosse algo que me convencesse. Situações onde ela era maltratada ou se ela estivesse fazendo aquilo para um bem maior, seriam pontos que me convenceriam a ajuda-la. Mas se eu percebesse que aquilo era uma mera pirraça de uma criança, me recusaria a ir com ela a qualquer outra lugar que não fosse em busca de seus pais.

Caso fosse convencido, começaria a procurar uma rota de fuga em direção a floresta que passasse longe das ruas principais, onde os guardas patrulhavam. Se fosse possível suportar o peso da criança, carregaria ela em meus braços nas situações onde fosse possível pular por cima de obstáculos ou algo do tipo, senão, apenas ajudaria ela a passar por eles, “dando a mão” depois de passar pelo obstáculo em questão.

Caso não fosse convencido, seguraria a garota pela mão, levando-a em direção aos guardas. Assim que eles nos avistassem, soltaria sua mão e sairia correndo de volta ao beco onde me encontrava, para então buscar uma rota de fuga entre as vielas, utilizando a minha acrobacia sempre que fosse possível para ganhar vantagem. Meu objetivo seria me esconder na floresta citada pela garota, até a situação se acalmar e eu pudesse voltar a pensar em minha apresentação.


fala - #00FF00



Informações Importantes:
Resumo da Ficha:


Atributos:
● Força: 0 [Incompetente]
● Destreza: 1 [Regular]
● Acerto: 10 [Regular]
● Reflexo: 22 [Hábil]
● Constituição: 1 [Regular]

Qualidades:
● Destemido
● Voz Melodiosa
● Precisão Temporal
● Carismático
● Duro de Matar
● Exibido

Defeitos:
● Traumatizado — Situações em que ele possa perder novamente um companheiro, ou qualquer pessoa em eminência de vida afloram este trauma.
● Obcecado — fazer uma apresentação circense em toda ilha que o personagem chegar.
● Cabeça Quente
● Heróico

Proeficiências:
● Acrobacia
● Doma
● Adestramento
● Ilusionismo
● Dança

EDC:
● Espadachim

Pertences:
● Kit de Pincéis
● Roupas Simples
Objetivos:


● Aprender a proficiência Dramaturgia
● NPC Companheiro
● Fazer a apresentação circense em um local movimentado da ilha
● Ensinar o Meia-noite a lançar coisas utilizando um comando discreto
CONTROLE:

● HP:140/140
● STA: 100/100
● Postagens: 008
● Páginas:001
● Ganhos: N/A
● Perdas:N/A
● Defeito Obcecado: Não cumprido
Meia-noite:

1° - Caminhos entrelaçados, o alvorecer da aventura! - Página 5 Jugem_10

Animal: Macaco — Macaco-prego
Altura: 50cm
Peso: 3kg
Porte: Pequeno
Raridade: Comum
Aparência: Meia-noite não ganhou seu nome atoa, o macaco possui a pelugem preta como a noite, o único local que foge disso, é a barriga de Meia-noite, que possui uma coloração branca em formato de círculo.
Personalidade: Meia-noite possui um instinto de sobrevivência muito grande, por várias vezes sua vida esteve ameaçada e ele se saiu bem da situação, de forma até inexplicáveis. Por conta disso, ele não confia facilmente em qualquer humano, tirando Mané. Apenas com o seu companheiro que ele se solta completamente, fazendo brincadeiras e carinhos, não que seja impossível, Meia-noite poderia interagir com outras pessoa depois que criasse certa confiança.

Agora, se ele não gostar de alguém, ele certamente irá pensar em uma traquinagem para atrapalhar o indivíduo, com a sua mobilidade assustadora, ele consegue passar até pelos olhos mais atentos. É extremamente apaixonado por manga e talvez essa seja a única coisa que possa tirar a concentração do pequeno macaco.

Meia-noite não aceitaria ser ameaçado por qualquer um, apesar de pequeno, o macaco pode ser muito perigoso se a situação requisitar.
Atributos: Destreza, Acerto e Reflexo


Última edição por ripper em Seg Maio 31, 2021 3:42 pm, editado 2 vez(es)

_________________

1° - Caminhos entrelaçados, o alvorecer da aventura! - Página 5 Daco_110
Subaé
Ver perfil do usuário
Imagem : Cabra da Peste
Créditos : 02
SubaéCriador de Conteúdo
https://www.allbluerpg.com/t354-subae?highlight=subaé https://www.allbluerpg.com/t348-cabras-da-peste-vol-1-amanhecer-do-sul#1033

Narração, Post 8


Área florestal, FLoresta Midway

Chloe & Saru


Zeno continuava a puxar o neto pela floresta e conforme prosseguiam cruzaram o caminho com Chloe que estava a preparar armadilhas para conseguir uma boa caça.

Chloe aproximou-se de Saru e de seu avô a fim de alertar a dupla sobre as armadilhas no local.

-Agradeço a sua atenção! prestarei cuidado enquanto caminho para não estragar o seu trabalho - respondeu o velho gentilmente.

Foi quando Chloe explicou para Zeno o por que dela estar ali. Explicou sobre o teste gastronômico de mais cedo e Saru se assustou ao saber que devia ter pago pela refeição.

-Mas é claro que você tem que pagar pela comida! - Zeno deu um cascudo na cabeça do neto enquanto respondia em tom de bronca - Tá achando que o trabalho dela é cozinhar de graça pra você é?

Depois disso, se virou para Chloe e enfiou a mão no bolso, pegou uma nota de 50.000 B e entregou para Chloe - Olha, isso é o que tenho comigo agora, espero que isso possa pagar a refeição do moleque.

Chloe pediu para acompanhá-los, talvez encontrasse Diego por ali. Saru se empolgou com a companhia da jovem, sendo assim se propôs a levá-la por um tour pela vila, mas Zeno tomou a fala.

-Eu e o garoto estamos indo resolver uns assuntos da marinha e isso pode ser perigoso para uma cozinheira… - O velho olhou para o topo do Monte Colubo como de estivesse procurando algo - Nós estamos indo lá pra cima, se você quiser pode vir com a gente e nos conta a sua história mas se preferir eu libero o garoto para que ele te acompanhe em segurança de volta até Foosha.

Saru e Chloe vão seguir com Zeno ou voltarão para Foosha?




Área florestal, Monte Colubo

Diego

A mulher tremia de dor sempre que sua perna friccionava  ou tombava contra o corpo de Diego, mas mesmo assim ela não gritava nem reclamava, ao invés disso apenas sorria enquanto olhava para o rapaz que garantiu levá-la pra casa a salvo quando se apresentou.

-O meu n-nome é Terra..- A voz de Terra estava fraca. Na verdade, ela estava toda fraca pois perdeu muito sangue.

Conforme Diego seguia seu caminho o tempo passava depressa. A mulher em seu colo pegou no sono depois de alguns minutos de caminhada, Diego podia ouvir diversos assobios que vinham de diferentes lugares. Os assobios pareciam ser algum tipo de comunicação, mas não apareceu nenhum perigo pelo resto do caminho.

Ao final de uma hora de caminhada pela mata, a mulher já estava pálida e fria, Diego entretanto estava quase a chegar no topo do Monte Colubo quando viu um homem loiro de cabelos cacheados vindo correndo em sua direção. Ao lado do homem loiro havia um homem bem baixinho com um cavanhaque e uma cara de ventríloquo.

-Ai meu deus, é a Terrinha!! - Dizia o homem loiro com vestes roxas.

O homem baixinho encarava Diego para poder se curvar ao ponto de encostar a testa no chão - Obrigado por ajudá-la! Não tenho palavras para descrever a nossa gratidão!!

O loiro estava paralizado, olhando em choque para o estado deplorável de Terra quando o baixinho gritou - Não fique enrolando Jacob! Tá achando que isso é brincadeira? Traga ela para dentro logo, lá eu vou poder tratar desses ferimentos.

Jacob tirou Terra gentilmente dos braços de Diego e então a dupla partiu em disparada na direção de um belo chalé que estava mais a frente.

-Venha você também! Não fique aí na vista dos lobos!!




Goa, Cidade Alta

Mané

Mané não conseguia entender o motivo daquela menina querer fugir de casa, para alguém igual a ele que sempre quis uma família fugir de casa era algo impensável.Ainda assim, pode ser que existisse um bom motivo para tal façanha e por isso o rapaz queria se certificar das reais intenções de Maka.

-ME RECUSO A TE FALAR! - A menina cruzava os braços enquanto fazia biquinho de birra - Já te falei que é segredo. Homens tem que respeitar os segredos das damas, você sabia?

Maka, inutilmente, fazia uma pose para tentar ser sexy e tal cena fez Meia-Noite cair em gargalhadas junto da menina. Aquela menina tinha algo de especial, pois Meia-Noite estava totalmente confortável com ela.

Sendo assim, diante da birra infantil de Maka, Mané pegaria a menina pelas mãos para ir procurar seus pais.

Neste momento, um grupo de quatro guardas reais entrou no beco para fazer uma vistoria e se depararam com o trio que alí estava.

-Em nome da rainha Erica, fiquem parados aí! - um dos guardas gritou enquanto os outros avançavam para revistar Mané e Maka.

-Eita, agora foi que deu merda!!! - Maka falou - Bora correr menino!! - Dito isso ela soltaria a mão de mané e sairia correndo deixando o rapaz e o macaco, que tremia assustado, para trás.

Na frente de Mané estavam os quatro guardas, atrás estava o resto do beco que  depois de uns sete metros se bifurcava em dois caminhos, um para a direita e um para a esquerda.
No caminho haviam alguns caixotes, porém não existem janelas e nem portas  nas paredes do beco.

Maka estava correndo, mas ainda estava longe da bifurcação.




Vila Foosha

Kuro


Enquanto isso Em Foosha, Kuro estava em busca do tal “Bar da Ana”. O problema é que ele não sabia onde é que esse boteco ficava.
Saiu caminhando em busca do estabelecimento e quando se deu conta já estava na frente da loja de armas de novo.

Caminhou mais um pouco e em certo momento percebeu uma barulheira que vinha de algum lugar, mas não era uma barulheira qualquer, aquilo era som de festa.

Kuro seguiu o barulho e, para a sua alegria, deu de cara com uma bela construção de madeira pintada de branco e azul celeste com a placa “Bar da Ana”.



Off - @kuro:
Kuro, a sua parte ficou pequenininha assim por que no seu post vc não me deu situações para que eu possa trabalhar. Nos próximos bota em prática o que te falei no discord, elplore mais as possibilidades. Qualquer coisa pode me chamar no pv.


Maka- Aparência
Zeno- Aparência
Terra- Aparência
Jacob - Vou ficar devendo a aparência, proximo post vai ter desenho
Homem baixinho - Esse tbm

Diego:
-Ganhos:
-Perdas: (sapato, camisa - Post 3)
-NPC:

Chloe:
-Ganhos: (Coentro indiano - Post 7) , (50.000 ฿ - Post 8 )
-Perdas:
-NPC:

Mané:
-Ganhos:
-Perdas:
-NPC: Meia noite (pet)

Saru:
-Ganhos:
-Perdas:
-NPC:

Kuro:
-Ganhos: (Espada Clássica - Post 4)
-Perdas: (250.000 ฿ - Post 4)
-NPC:
240/240100/10010/1015/15

_________________

ripper
Ver perfil do usuário
Imagem : 1° - Caminhos entrelaçados, o alvorecer da aventura! - Página 5 Mugen-samurai-champloo-gif-9
Créditos : 05
ripperCivil
https://www.allbluerpg.com/t334-mane#985 https://www.allbluerpg.com/t399-1-caminhos-entrelacados-o-alvorecer-da-aventura
Sebo nas canelas!!

1° - Caminhos entrelaçados, o alvorecer da aventura! - Página 5 NBjhgry



Eu já começava a achar que me entregar e lidar com os guardas não seria tão difícil quanto entender aquela pequena criança, que começava a mostrar sinais de “pirraça”.

Uma dama? Mas você é uma criança... — respondi, abrindo os braços, surpresos com as palavras que acabara de ouvir. Mas antes que eu pudesse completar, ela havia começado a contorcer-se como se estivesse passando mal — Vamos encontrar logo seus pais antes que você vomite ou faça alguma coisa do tipo... — terminei, enquanto segurava sua mão embalado pelos risos de Meia-noite.

Mas antes que pudéssemos voltar as ruas, quatro brutamontes entraram pelo beco. Eles gritaram e partiram em minha direção, minha alma gelou por um momento até que eu senti Maka soltando de minha mão, quando me dei conta já estava encarando as costas da pequena, enquanto sentia o bafo dos guardas alcançarem o meu cangote.

Assim, começaria a correr em direção a Maka, sem antes estender um dos braços para que Meia-noite subisse em meu corpo. Havia muitas caixas no caminho, então certamente as aproveitaria para ganhar algum tempo, pedindo a ajuda de Meia para isso.

Meia-noite, me ajude a derrubar os caixotes no caminho deles!! — Eu e Meia tínhamos uma sincronia de uma vida inteira juntos. Usaria os meus braços para derrubar os caixotes, enquanto com meus outros membros, mudando a direção da corrida ou posicionando-os de forma inteligente, assim, Meia noite teria suporte e me ajudaria a derrubar caixotes mais distantes ou que eu não pudesse dar conta no momento. Minha prioridade era não deixar que Meia-noite caísse, para depois derrubar os caixotes. Inclusive, se fosse necessário abdicaria de derrubar um caixote para auxiliar meu companheiro na tarefa.

Eu imaginava que iria alcançar a criança, na época do circo, eu nunca perdia uma corrida e não seria ali que isso iria acontecer. Quando ela estivesse próxima o suficiente, a pegaria em meus braços para que pudéssemos utilizar de minha velocidade, mas caso eu sentisse que não era possível carregar a criança, seguraria sua mão, indo na frente e fazendo ela imprimir uma velocidade maior que o normal.

Com isso, iria pelo caminho da esquerda na bifurcação, procurando possibilidades de escape dos guardas que vinham logo atrás. Utilizaria minhas habilidades acrobáticas sempre que fosse possível, levando em conta que poderia estar carregando a criança junto comigo, eu não iria parar de correr até que julgasse que os guardas não mais me alcançariam.

fala - #00FF00



Informações Importantes:
Resumo da Ficha:


Atributos:
● Força: 0 [Incompetente]
● Destreza: 1 [Regular]
● Acerto: 10 [Regular]
● Reflexo: 22 [Hábil]
● Constituição: 1 [Regular]

Qualidades:
● Destemido
● Voz Melodiosa
● Precisão Temporal
● Carismático
● Duro de Matar
● Exibido

Defeitos:
● Traumatizado — Situações em que ele possa perder novamente um companheiro, ou qualquer pessoa em eminência de vida afloram este trauma.
● Obcecado — fazer uma apresentação circense em toda ilha que o personagem chegar.
● Cabeça Quente
● Heróico

Proeficiências:
● Acrobacia
● Doma
● Adestramento
● Ilusionismo
● Dança

EDC:
● Espadachim

Pertences:
● Kit de Pincéis
● Roupas Simples
Objetivos:


● Aprender a proficiência Dramaturgia
● NPC Companheiro
● Fazer a apresentação circense em um local movimentado da ilha
● Ensinar o Meia-noite a lançar coisas utilizando um comando discreto
CONTROLE:

● HP:140/140
● STA: 100/100
● Postagens: 009
● Páginas:001
● Ganhos: N/A
● Perdas:N/A
● Defeito Obcecado: Não cumprido
Meia-noite:

1° - Caminhos entrelaçados, o alvorecer da aventura! - Página 5 Jugem_10

Animal: Macaco — Macaco-prego
Altura: 50cm
Peso: 3kg
Porte: Pequeno
Raridade: Comum
Aparência: Meia-noite não ganhou seu nome atoa, o macaco possui a pelugem preta como a noite, o único local que foge disso, é a barriga de Meia-noite, que possui uma coloração branca em formato de círculo.
Personalidade: Meia-noite possui um instinto de sobrevivência muito grande, por várias vezes sua vida esteve ameaçada e ele se saiu bem da situação, de forma até inexplicáveis. Por conta disso, ele não confia facilmente em qualquer humano, tirando Mané. Apenas com o seu companheiro que ele se solta completamente, fazendo brincadeiras e carinhos, não que seja impossível, Meia-noite poderia interagir com outras pessoa depois que criasse certa confiança.

Agora, se ele não gostar de alguém, ele certamente irá pensar em uma traquinagem para atrapalhar o indivíduo, com a sua mobilidade assustadora, ele consegue passar até pelos olhos mais atentos. É extremamente apaixonado por manga e talvez essa seja a única coisa que possa tirar a concentração do pequeno macaco.

Meia-noite não aceitaria ser ameaçado por qualquer um, apesar de pequeno, o macaco pode ser muito perigoso se a situação requisitar.
Atributos: Destreza, Acerto e Reflexo

_________________

1° - Caminhos entrelaçados, o alvorecer da aventura! - Página 5 Daco_110