Tópicos Recentes
Destaques
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Últimos assuntos
I - A Selvagem e o SonhadorHoje à(s) 10:25 pmpor  DioColorsHoje à(s) 8:42 pmpor  Shiori1º Chapter - Wild HuntHoje à(s) 8:24 pmpor  ÀsCabras da Peste, vol 1- Amanhecer do SulHoje à(s) 6:02 pmpor  DeepDesventura na Terra dos Sonhos - Grupo 8Hoje à(s) 5:29 pmpor  Narrador De EventosP.D.N. Homem Ciclista vai atropelar Hoje à(s) 5:28 pmpor  Admin1v9 Kirinha Adventures - 1° EpisódioHoje à(s) 5:18 pmpor  Kira[Pedido de Instrutor] AnakinHoje à(s) 4:15 pmpor  Anakin[TUTORIAL] - IonukyHoje à(s) 4:11 pmpor  Joker[TUTORIAL] - DennisHoje à(s) 4:09 pmpor  Joker
 :: Oceanos :: Blues :: South Blue :: Petra Yuni
Página 3 de 6 Página 3 de 6 Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6  Seguinte
Kenshin
Ver perfil do usuário
Imagem : Cabras da Peste, vol 1- Amanhecer do Sul - Página 3 XqxMi0y
Créditos : 10
KenshinDesenvolvedor
https://www.allbluerpg.com/t360-agatha-harkness https://www.allbluerpg.com/t386-prologo-frenesi-da-raposa#1165
Cabras da Peste, vol 1- Amanhecer do Sul Qua Maio 12, 2021 12:21 am
Relembrando a primeira mensagem :

Cabras da Peste, vol 1- Amanhecer do Sul

Aqui ocorrerá a aventura do(a) Civil Deep Scaleback. A qual não possui narrador definido.

_________________

Cabras da Peste, vol 1- Amanhecer do Sul - Página 3 J09J2lK

Moonchild
Ver perfil do usuário
Imagem : Cabras da Peste, vol 1- Amanhecer do Sul - Página 3 JwJyx37
Créditos : 02
MoonchildCivil
https://www.allbluerpg.com/t460-kawazakana-mikazuki https://www.allbluerpg.com/t348p20-cabras-da-peste-vol-1-amanhecer-do-sul
I will take the dive
This small bathtub feels deep today
Singing na na na na na
I’m thinking of you
Then I’m diving

I wanna know you
From your surface
To the other side of the ocean, oh I

Take the dive
I’m dreaming with my eyes open
Breathing in your air
Amanhecer do Sul"Eu o sepultei nas profundezas do mar. Enterrei todos vocês no mesmo túmulo naquele dia."
Quantos dias a viagem tinha durado? Acho que a pergunta certa seria "quantos meses você ficou nadando de um mar a outro?", se você quer saber. Minha missão era sigilosa: Kirizame, meu chefe, precisava que alguém confiável viesse até o South Blue para receber uma encomenda em seu nome. O que exatamente significava "alguém confiável"? Que esse era um trabalho que somente eu poderia cumprir, é claro. Com tanto dinheiro e influência, é de se esperar que Kirizame conseguisse colocar as mãos em qualquer coisa que lhe desse vontade. Contrabando de armas era a sua principal fonte de renda, no que seus subordinados apenas fingiam não estar vendo quando aqueles carregamentos passavam diante dos seus olhos. Para ele não conseguir transportar tal encomenda, eu imaginava que deveria ser algo grande e extremamente sigiloso.

— Não dá para levar o que ele precisa por cima da água, onde todos podem ver. — conclui — É por isso que eu fui o escolhido: pelas profundezas ninguém poderá me impedir.

Minha relação com Kirizame era meramente profissional, apesar dele ter demonstrado por mais de uma vez se importar comigo mais do que deveria. Eu estou por entre suas tropas desde muito novo, quando meu mentor de artes marciais me levou para trabalhar com ele. Acho que ter me visto crescer e me tornar cada vez mais forte lhe causava certa nostalgia. Não gosto de admitir isso, mas eu de certa forma me acomodei com aquela situação. Escalei todos os cargos até atingir o topo do que me seria permitido, me recusando a ser apenas alguém que recebe ordens. Estar sempre abaixo de Kirizame era o que me impedia de considerá-lo algo além de negócios: eu não gosto desse tipo de submissão. Não faz o meu estilo simplesmente obedecer a alguém.

Pelo menos, não mais.

Crianças não pensam direito em suas ações. É por isso que muitos adultos lembram com certa vergonha de coisas que fizeram quando mais novos. Eu não tenho vergonha de ter sido um pirata logo aos oito anos de idade. Se não fosse por isso, eu nunca teria me fortalecido o suficiente para reencontrar a minha mãe, tampouco teria a sagacidade necessária para ter chegado onde eu cheguei. O que acontece é que as pessoas mudam. Eu mudei. Muito. E para ser sincero, eu gosto muito mais da pessoa que sou hoje. Às vezes, antes de dormir, eu me pego pensando se as coisas teriam sido muito diferentes se ele não tivesse morrido. Como estaria a nossa vida? Estaríamos navegando pela Grand Line ou já teríamos sucumbido nas mãos de uma tripulação mais poderosa?

— Foco, Mikazuki. Passado é passado.

O meu destino era Arosa, a cidade portuária de Petra Yuni, uma região desértica do South Blue. Eu planejei a viagem para que eu pudesse fazer a maior parte dela por água, mas quando o momento chegou eu não tive escolha a não ser seguir a pé. Eu não... gostava muito daquilo. Depois de passar anos submergido raramente subindo à superfície, eu passei a ter o mar como meu verdadeiro habitat. O clima por demais quente também não me deixava muito animado. Normalmente, minha roupa levaria algumas boas horas para secar depois de nadar. Naquela situação, não precisei de mais que alguns minutos. Não desejando ser castigado pelo sol, fechei todos os botões da minha camisa, escondendo minhas guelras no processo. Com as membranas dos pés devidamente camufladas pelos sapatos, eu até conseguiria me passar por um humano qualquer se não fosse o cabelo reluzindo com a luz que o tocava. Eu não tenho vergonha alguma de ser um híbrido, não entenda errado, mas eu prefiro não chamar atenção desnecessária. No fim das contas, o meu objetivo naquele lugar precisava de discrição.

Se está se perguntando, sim, eu deliberadamente optei por não ir por água até o porto de Arosa. Seria difícil passar despercebido ao simplesmente sair da água e seguir caminho por terra. Um local talvez não chamasse atenção, mas um completo forasteiro? É o tipo de foco que eu não precisava ter naquele momento. Apesar de tudo, eu acabei chegando alguns dias adiantado. De início eu usei a desculpa de que estava apenas sendo profissional, mas depois percebi que só o fiz para ter algum tempo livre pelo lugar. Tinham se passado anos desde que visitei um dos Blues, então eu tinha aquela vontade de descobrir como as coisas estavam depois de tanto tempo.

De cabeça erguida para emanar confiança, eu seguiria pelas ruas desconhecidas em busca de algo que me agradasse. Talvez uma rua comercial? Eu não tinha dinheiro, mas talvez velhos truques da época de pirata pudessem me arranjar alguns brinquedos por aquele lugar. Ri sozinho ao pensar naquilo, lembrando que provavelmente levaria um grande esporro da mamãe se ela estivesse por aqui. "Roubar, Mikazuki? Foi isso que te ensinei?", ela perguntaria.

— Você não me ensinou isso. — respondi em sussurro, como se conversasse com ela — Mas eu aprendi mesmo assim.

Por enquanto, andarei sem rumo. A curiosidade latente impulsiona cada passo em frente, ansioso por conhecer mais daquele lugar.

ATRIBUTOS
PdV: 140
STA: 100

Força: 0 (Incompetente)
Destreza: 9 (+4) (+3) = 16 (Regular)
Acerto: 5 (+2) (+3) = 10 (Regular)
Reflexo: 5 (+2) = 7 (Regular)
Constituição: 1 (Regular)

Agilidade: 8
Oportunidade de Ataque: 3
Redução de Dano: 0

QUALIDADES
Nadador Nato (Racial)
Você é capaz de respirar debaixo d’água e ganha 10% de agilidade ao se locomover dentro d’água.

Cuspe Potente (Racial)
Você possui a capacidade de ingerir líquidos e, enquanto armazená-los em sua boca, será capaz de cuspi-los com grande força e velocidade, fazendo com que causem impactos similares aos causados por munições de pistolas.

Senso de Direção (1)
Você nunca se perde e sempre é capaz de se orientar, as vezes até parece que você tem uma bússola dentro da cabeça.

Prontidão (2)
Você está sempre pronto para agir ou reagir, alcançando o ápice da sua velocidade ou força em questão de poucos instantes. Mecanicamente, reduz a condição lento em uma categoria, se a condição aplicada for categoria III ou inferior.

Mestre em Haki (4)
Assim que você desbloquear a especialização do Haki da Observação ou do Haki do Armamento, você pode escolher seguir dois caminhos de especialização simultaneamente. Nesse caso, os efeitos narrativos se acumulam, mas os bônus de atributo concedidos não. Nessa hipótese, o melhor atributo entre os dois será considerado sempre.

DEFEITOS
Atípico (Racial)
Devido ao fato dos Meio Homens-Peixe não serem tão comuns e não se tratarem de uma raça tão populosa quanto os humanos, eles têm um alto preço no mercado de escravos, o que sempre pode vir a ser um problema.

Segregação (Racial)
Pelo fato de ser um meio homem-peixe, você é proibido de ingressar na Marinha ou no Governo Mundial (contudo ainda pode fazer a vida como um Caçador de Recompensas).

Compulsivo (1)
Você tem uma mania, hábito ou ritual simples que precisa executar ao menos uma vez a cada duas páginas, como, por exemplo, roer as unhas.
Compulsão: enrolar o cabelo em algum dedo

Perfeccionista (1)
Você não pode ver nada fora de seu devido lugar, qualquer coisa que pareça afetar a harmonia ou a ordem lhe causam um profundo incômodo.

Vaidoso (2)
Você sente a necessidade de estar sempre limpo e bem arrumado, não suportando ficar sujo ou desgrenhado.

Improdutivo (3)
Você tem problemas de inspiração e criativade ao planejar qualquer obra, além disso, libera um espaço para projetar criações apenas em níveis impares.

PROFICIÊNCIAS
Cartografia: Você pode ler, criar e reproduzir mapas com precisão.

Condução: Você sabe conduzir, pilotar, manobrar e manejar veículos com apenas um pouco de treino. Para navegar, é necessário que alguém com condução assuma o timão do navio.

Geografia: Você é capaz de compreender as características geográficas de um lugar, paisagem, território ou região, sabendo identificar coisas como o tipo de solo e bioma.

Navegação: Você sabe se localizar e que direção deve seguir para chegar no ponto que almeja, além disso, sabe ler e interpretar mapas. Sabe coordenar o manejo de um navio, dizendo quando subir ou baixar velas e quando ficar a favor ou contra o vento.

Atletismo: Você tem um corpo atlético e conhece bem os seus próprios limites, consegue correr, saltar e escalar com as mãos nuas, desde que os feitos sejam coerentes com seus atributos físicos.
[ ] Me reunir com a tripulação
[ ] Aprender Acrobacia (Proficiência)
[ ] Conseguir uma máscara
Nome: Mikazuki
Posts: 1
Ganhos: Nada por enquanto
Perdas: Nada por enquanto
Players Conhecidos: Ninguém por enquanto
NPC's: Ninguém por enquanto
Extras: Nada por enquanto

_________________


Smoothie
Ver perfil do usuário
Imagem : Cabras da Peste, vol 1- Amanhecer do Sul - Página 3 P3Qim6Y
Créditos : 00
Localização : Atrás de você.
SmoothieEstagiário
https://www.allbluerpg.com/t376-victoria-regia#1144 https://www.allbluerpg.com/t348-cabras-da-peste-vol-1-amanhecer-do-sul#1080
O Amanhecer do Sul
let the world know your name


A minha típica técnica de sedução parecia não ter funcionado exatamente como planejei. Não é que ela tenha dado errado, mas podemos dizer que o homem que encontrei não seria enganado tão fácil assim. Yagger, como ele disse que se chamava, se mostrou diferente dos outros homens, demonstrando sua malícia ao contrariar minha proposta com algo ainda mais satisfatório para ele. Confesso que me senti desafiada, como ele ousa tentar tirar a melhor de mim? Sua aparência era aceitável e seu físico não dos piores, para ser honesta, mas sua audácia fez com que eu bloqueasse qualquer possibilidade de aceitar a proposta indecente que recebi dele.

— Algo mais que um beijinho? — Eu o responderia quando terminasse de falar. Me aproximaria de maneira provocante e daria uma breve risada. — IARARARA! O que você acha de cair na real? O que faz você pensar que conseguiria algo assim de uma gostosa como eu? Desculpe, mas não fodo com pé-rapados. — A intenção seria atacá-lo com estas palavras, para que percebesse que eu também não sou boba. Eu me sentia em situação complicada, por isso agiria desta forma, para me impor e intimida-lo. A esta altura, olharia bem com atenção para o meu redor e podia ver que a confusão estava ficando bastante calorosa e atiçando minha curiosidade.

Pretendia não dar-lhe tempo para me dar outra resposta e tentaria mudar imediatamente o assunto para a compra, agora me sentia apressada para ver o desenrolar da confusão, mas não sairia dali sem o que eu vim comprar. Eu já havia observado as armas que ele possuía, estas infelizmente não estavam à par da qualidade que buscava, mas certamente serviriam para algo. Estava disposta a pagar o preço ofertado inicialmente e encerrar a minha barganha com Yagger, que a este ponto não merecia nem mesmo um beijo na bochecha. — Esta arma aqui. — Apontaria para uma das espadas em disposição logo após terminar minha fala. — Custa 250 mil, presumo? Não estou mais no clima para ofertas, vou lhe entregar o dinheiro diretamente em suas mãos!

Arma:

Cabras da Peste, vol 1- Amanhecer do Sul - Página 3 3FgOgPo

Arma: Cimitarra
Descrição: Uma espada comum, possuindo 80cm de lâmina.
Tipo da Arma: Acuidade
Qualidade: Clássica
Durabilidade: Baixa
Dano: +2 em força por nível

Estado: Nova

Se conseguisse finalizar o negócio, me distanciaria de Yagger para atentar-me à briga, que estava muito mais interessante que ele. O vendedor havia conseguido me frustrar, portanto, nem mesmo lhe agradeceria ao despedir-me, como uma pessoa educada faria, mas apenas daria costas e iria para meu próximo objetivo. Nada tirava de minha cabeça que eu precisava chegar mais perto, eu precisava só ouvir o que estava rolando...A dupla que protagonizava o espetáculo me parecia bastante aleatória, um mink e um Homem-Peixe, me levando a perguntar o que eles faziam tão longe de suas terras? Quando estivesse próxima o bastante tentaria ouvir o que conversavam, para fisgar qualquer informação sobre suas identidades. Se alguma informação útil aparecesse, como por acaso descobrir que são piratas, ou ouvisse o nome de meu pai, eu tentaria uma abordagem oferecendo minha ajuda para fugirem, mantendo minha identidade discreta, por hora, apenas para lhes fazer um interrogatório depois. — Ei, Seu Bode! Você conhecia Mikau? — Eu diria, surpresa. Olharia bem para o grupo que se formaria no centro da confusão para entender quem eram os inimigos. — Precisa de uma mãozinha? Eu ajudaria qualquer um que saiba esse nome! Eu posso te ajudar afundando a cara desses bocós!

Victoria Regia:
PdV: 160
STA: 100

Força: 14 [Regular]
Destreza: 0 [Incompetente]
Acerto: 12 [Regular]
Reflexo: 6 [Regular]
Constituição: 2 [Regular]

Qualidades:
• Nadador Nato
• Arcada Removível
• Atraente
• Prodígio
• Abastado
• Voz melodiosa
• Meigo
• Destemido

Defeitos:
• Atípico
• Segregação
• Narcisista
• Extravagante
• Perfeccionista
• Supersticioso
• Vaidosa

Histórico:
✽ Nome: Victoria Regia
✽ Posts: 3
✽ Ganhos:
✽ Perdas:
✽ Players conhecidos:
✽ NPC's:
✽ Extras:



_________________

Face
Júpiter
Ver perfil do usuário
Imagem : Cabras da Peste, vol 1- Amanhecer do Sul - Página 3 Pequenino-fubuki2
Créditos : 00
JúpiterCivil
https://www.allbluerpg.com/
Cabras da Peste, vol 1- Amanhecer do Sul - Página 3 D58beb0326d1acbca462be4902281612552243a6

-- Bayou --

O som abafado de corpos e tecidos embatendo ecoou e, com o impacto, a garota ficou ligeiramente atordoada, no entanto, as lágrimas pararam de cair. Ainda com as bochechas rosadas e olhos húmidos olhou, secando os três olhos para o obstáculo da sua fuga. Não passava de um senhor de alguma idade carregando dois sacos. Por sua sorte, o homem parecia bem simpático, até mesmo atencioso se Bella entendesse as complexas nuances do comportamento humano. O velho reparava no seu choro, Bella perguntava-se se havia notado o seu terceiro olho escondido mas espreitando atrás dos seus cabelos negros. Afogando os dedos dos pés na areia, tentava receber todo o calor a fim de se habituar, mas como o velho também vira, não parecia estar a resultar. Bella continuou encarando o sujeito mantendo-se no que poderia ser considerado um silêncio desconfortável. Reparava na sua boca enquanto falava, tentaria olhar os seus dentes, afinal, eram objeto de fascínio e nunca obtivera dentes de velho na sua coleção. Olhara também para o magnifico animal e, antes mesmo do convite do senhor, caminharia apressadamente até ao cavalo como que cumprimentando um parente distante.
- Olá!… - sorria tentando colocar a mão sobre o seu focinho - … Como te chamas doçura? - ouviria o nome vindo do velho, de volta com um sorriso, acariciava o pescoço do animal. Voltaria para o velho, escutando com atenção o mesmo. Observava as próteses bizarras do animal, nunca viria algo assim, era, apesar de triste, fascinante! Enquanto absorvia as suspeitas de doença do velho, estender-lhe-ia uma mão sinalizando que lhe desse uma das cenouras, queria alimentá-la. Caso o fizesse, chegava-lhe docemente o alimento à boca, caso contrário, continuaria a acaricia-la. Se o humor do animal não estivesse dos melhores, tentaria ficar o mais próxima possível, queria demonstrar calma, conforto e confiança ao equídeo.
- Jurema, é? Prazer! - dizia aproveitando a sua ótima visão para um primeiro diagnóstico, estaria à procura de qualquer sinal de doença ou infeção ou fosse o que fosse. Articulações inchadas, alguma irritação na pele, a coloração dos seus olhos...tudo o que pudesse ajudar a perceber o que afinal se passava assim de tão errado com a nova amiga. - Pode me chamar de Bell. - segredava-lhe, havia até esquecido do calor infernal nos seus próprios pés.
- Como que isto aconteceu? - perguntou ao homem, Ben, informava-lhe. Já Bella pouco estava interessada nele, nem o nome lhe dava, estava demasiado intrigada com Jurema. - Médico? Talvez eu possa ajuda-lo com isso… ahm… Ben, não era?


Histórico:
•Nome: Bella Yaga
•Posts: 3
•Ganhos:
•Perdas:
•Players conhecidos:
•NPC's:
•Extras:


Formiga
Ver perfil do usuário
Imagem : Cabras da Peste, vol 1- Amanhecer do Sul - Página 3 FTKZRir
Créditos : 03
FormigaEstagiário
https://www.allbluerpg.com/t529-yuura-mimiko#2306 https://www.allbluerpg.com/t536-i-desventuras-em-sirarossa#2350




Cabras da Peste

Vol 01 - Amanhecer do Sul


Dia 01 || Arosa - Petra Yuni || Clima Quente
N° de Postagens do Narrador: 04



Blade

Blade se mostrava ágil em seus movimentos e interceptando o homem que iniciou seu trajeto até o tritão – Tá querendo morrer? – Indagou em alto tom, mas aquilo de nada abalou as estruturas mentais do Mink que tentava com suas falácias contornar toda aquela situação – Com você falando assim, fica complicado. – O ruivo desarmou completamente sua postura agressiva de segundos atrás, caminhando lentamente na direção de Blade – Acho que teve um certo desencontro de informações, meu chefe queria um serviço em troca do medicamento, aquele caprino o agrediu, você acha que conseguimos chegar a um acordo? – Ficava cerca de um metro de distância do Mink, sua postura não demonstrava qualquer tipo de hostilidade – Veja, se são amigos que tal realizarem esse trabalho em equipe? Assim tudo fica bem. – Balbuciou com um sorriso no rosto e em um movimento extremamente rápido, alcançando o pico da sua velocidade desferiu um chute no queixo da figura animalesca a sua frente, tirando-o centímetros do solo e rapidamente girou todo seu corpo aplicando um forte chute com o calcanhar na região abdominal do ser, jogando no chão – Achou que iríamos resolver isso na conversa? – Pausou sua fala puxando uma adaga que estava presa no cinto, em suas costas – Nunca comi carne de lobo, presumo que o momento chegou. – Bradou enquanto iniciava um avanço empunhando sua adaga, parecia tentar desferir uma espécie de estocada, contudo, será que era apenas isso? Lua estava em posição de guarda, rosnando ao ponto da saliva escorrer pela sua boca.

LegendasChadd ~ Aparência
Lua
Nome (??)



Deep

O colossal tritão se mostrava de certa forma desinteressado naquele embate que estava para iniciar, talvez seu desejo maior fosse colocar o papo em dia com seu capitão ou simplesmente agradá-lo com mais uma dose de carinho, com seu jeito único de fazer tal ação – Rock? Hoje tem peixe frito! – Tirando um chicote de dentro das suas vestes – Meu bebê, hoje você vai brincar! – Bradou olhando de forma estranhamente amorosa para arma em punho.

Deep colocava novamente suas armas e se preparava para o combate, como sempre utilizando seu modo até que simplório de batalha, indo apenas para frente desferindo fortes socos que eram acompanhados em momentos oportunos por barrigadas a fim de desestabilizar e também causar dano a seu oponente, entretanto nenhum deles conseguia de fato acertar seu inimigo, o homem de madeixas loiras se movia de forma similar a um dançarino, seu corpo parecia ser completamente dobrável, dada os ângulos feitos pelo mesmo enquanto se esquivava dos ataques do titã – Dance comigo querido, DANCE! – Falou movimento a arma que estralava no primeiro movimento, com a fina ponta do chicote o homem realizava ataques efetivos na região do rosto do tritão, em um deles ocasionando um pequeno corte, que certamente seria ignorado pelo mesmo.

Cabras da Peste, vol 1- Amanhecer do Sul - Página 3 Tenor

O tritão não parava seus ataques e continuava sua sequência de golpes, os mesmos continuavam a serem esquivados pelo homem, contudo Deep podia notar rapidamente uma certa aceleração na respiração do seu oponente, que ainda se mantinha em movimento – Resistente você, em? – Falou mexendo novamente em suas vestes e tirando uma espécie de objetivo cilíndrico na cor prata, com o polegar lançou longe o pino que aparentemente vedada o recipiente que em questão – Um presente, de um fã. – Faliu lançando o objeto no rosto do tritão que explodia rapidamente, uma cortina de fumaça se espalhava cerca de sete metros ao redor da dupla – Agora o massacre se inicia. – Uma sequência de ataques podia ser sentido pelo tritão, o chicote acertava todo o robusto corpo em diferentes ângulos, enquanto era difícil ter a real percepção da onde estava vindo, afinal, parecia vir de todos os lados.

LegendasTulin  ~ Aparência
Zahir ~ Aparência
Sem nome



Subaé

O Mink de mostrava irritado com toda a situação que estava envolvido, parecia que seu dia estava fadado ao fracasso, mas ele não iria se dar por vencido. Se mostrava extremamente irritado com o ataque desferido pelo seu antigo companheiro de bando, não havia o reconhecido dada suas mudanças físicas que o tempo causou no tritão. O pinscher, digo, o caprino voltava sua atenção ao inimigo que estava caindo com sua espada em punhos na direção do corpo do homem, Subaé então prontamente decidiu acabar rapidamente com a batalha que estava ocorrendo, com um movimento sutil, mas carregado de um gingado diferenciado aplicou um ataque que visava acertar a face do homem de maneira lateral, porém, seu inimigo não era qualquer um, percebendo o golpe que tomaria mudou sua postura  de ataque, para defesa, protegendo seu rosto com o próprio braço reduzindo o dano causado – Você acha que eu, Boron, iria ser acertado por algo desse nível? – Falou enquanto com técnica chegava só solo alguns metros ao lado – Você feriu o físico e a honra de Josuk, peça perdão de joelhos – Bradou.

Por um breve momento Subaé voltava sua atenção ao Tritão, porém, era ignorado, afinal o mesmo estava em um embate fervoroso com seu oponente – MALDITO! – Gritou Boron avançando novamente contra o Mink, um dos protagonistas da nossa história estava precavido e desferiu um chute visando o queixo do homem, porém, o inimigo mostrava um pouco mais das suas habilidades e com um movimento ágil e lateralizado esquivou do chute do Mink, aproveitando o momento para desferir um corte veloz e preciso na região posterior da coxa, continuou com seu avanço até se posicionar nas costas do Mink, com uma breve rotação da sua cintura desferiu um golpe diagonal nas costas de Subaé – Merda, não foi fundo o bastante. – Resmungou enquanto criava uma certa distância entre eles.

Boron estava de pé segurando sua espada enquanto olhava fixamente para o Mink – Já resolveu pedir perdão pela agressão? Talvez Josuk seja misericordioso o bastante e apenas corte um dos seus braços. – Bradou enquanto erguia sua lâmina entrando em posição de batalha novamente – Ou preferes morrer aqui e agora? – Indagou. Por fim, Subaé escutava algumas palavras e caso olhasse na direção da voz, poderia notar a presença de uma bela mulher de cabelos longos, ondulados e de pele negra.

LegendasJosuk
Boron


Regia

A mulher de mostrava perspicaz na negociação que estava ocorrendo entre ela e Yagger, bom, pelo menos no pouco período que cogitou algum tipo de conversa entre eles. A sugestão do vendedor de nada agradou a mulher, suas palavras entraram pelos ouvidos do homem como pequenas esferas pontiagudas, causando um forte impacto no ego do homem – Ok. – Respondeu de maneira seca engolindo todo o sentimento que estava em seu âmago – Boa escolha, senhorita. – Balbuciou enquanto pegava a arma apontada pela cliente, seu semblante fechado deixada ainda mais claro o seu orgulho ferido – Como vê a arma está intacta e em bom estado, não aceito devoluções ou trocar. – Falou de maneira ríspida enquanto pegava a quantia das mãos de Victoria.

A atenção da moça voltava ao furdunço que estava ocorrendo alguns metros perto de ti, quatro homens divididos em duplas de digladiavam ferozmente – São homens do Josuk! – Gritava um dos curiosos que ali estavam – Quem são esses? Eu ouvi um grandão chamar o outro de Subaé, foi isso mesmo? Será que é alguém importante? – Escutava a frase que saia da boca de outro curioso  - Olha a roupa deles, certeza que é mais uma dupla de ladrões querendo se dar bem aqui em Arosa. – Por fim escutava uma voz feminina debochando da vestimenta da dupla.
Enquanto se aproximava, ela pode perceber a cortina de fumaça que tomou conta da área onde o robusto tritão estava a lutar, apenas escutava os sons do que pareciam ser o chicote movendo-se dentro da fumaça. Já chegando mais perto do bode, Regia escutava a conversa entre os homens, digo, escutava as falácias do homem empunhando a espada. Após falar em alto e bom tom palavras direcionadas ao Mink, ficava aguardando a resposta do mesmo.

LegendasYagger
NPC's




Bella

A primeira experiência frustrante da mulher parecia aos poucos se esvaindo da sua mente, o encontro com o velho Bem parecia algo do destino para ambos os lados – Aqui minha querida, pegue. – Falou o idoso entregando uma das cenouras que estava na sacola. Bella rapidamente tomava frente das ações, com calma e delicadeza que só alguém com o entendimento e empatia necessário para com os animais teria, junto com um dos melhores alimentos ao paladar do equino, adquirindo assim sua confiança – Ela é um amor, não sei como viveria sem ela. – Falou o homem colocando as sacolas na carroça, prendendo-as com um pequeno arame – A algumas semanas enquanto limpava seu corpo notei um desconforto abdominal, os dias foram passando e a ela ficou mais sensível nesta região. – Respondeu passando sua mão com uma leveza e cuidado acima do normal, no momento em que chegou na “barriga” do animal, Bella escutou um relincho acompanhado por uma respiração mais funda, indicação de dor – Tá vendo aí? O cocô dela também ficou estranho, um odor diferente, maior quantidade e meio molengo. – Jurema parecia inquieta, realizando movimentos com suas patas frontais como se raspasse no chão – Calma Juju, calma... – Falava o senhor enquanto acaricia a parte superior do corpo do animal, acalmando-o aos poucos – Eu não sei o que fazer, você tem alguma ideia? – Balbuciou aproximando da mulher, segurando nas sua mãos e se mostrando visivelmente emocionado – Não tenho dinheiro, mas se precisar de algo eu faço. Não tenho muitas habilidades, mas sou forte mesmo com minha idade. – Algumas lágrimas escorriam pelos seus olhos e deslizavam pela pele enrugada em seu rosto – Por favor, ajude a Juju. – Concluiu colocando sua testa nas mãos da jovem, enquanto se desfazia em lágrimas – Minha casa não fica longe daqui, podemos ir, vá com Juju que eu levo a carroça. – Falou erguendo sua cabeça e rapidamente limpando suas lágrimas – Não posso fraquejar, Juju precisa de mim. – Falou como uma forma de aumentar sua convicção – Por aqui, venha. – Bradou desacoplado o mecanismo que ligava Jujuba carroça, segurando a parte do veículo e levando-o enquanto caminhava – Vamo Juju, mostra o caminho. – A equina começava a se locomover lentamente ao lado do homem, olhava para Bella e em seguida parava de se mexer – Acho que ela só vai, se você vier junto. – Falou Ben.


LegendasBen
Vendedor de espetinho



Mikazuki

Mikazuki era um meio tritão que a um bom tempo não dava suas caras ao mundo superior, Arosa havia sido seu destino – BRIGA! BRIGA! – Duas crianças afoitas passavam por ele em alta velocidade, o que chamava sua atenção para a balburdia que estava acontecendo alguns metros a sua frente – QUE PORRA É ESSA? AINDA NÃO CAPTURARAM ESSE BODE? – Um homem estava de cabelo curto estava de pé e aí ao seu lado uma mulher limpava o sangue que escorria pelo seu nariz – NÃO TRATOU ISSO AINDA? ESTOU CERCARDO DE INCOMPETENTE, BORON, ACABE LOGO COM ISSO! – Gritava buscando que duas palavras chegassem aos ouvidos do homem, porém, isso não acontecia.

O jovem meio peixe conseguia ver em sua frente um Mink canino apanhando descaradamente de um ruivo, recebendo dois chutes e caindo no chão, ao lado deste ser animalesco um cão de porte médio se rosnava para o agressor.

Por fim, uma jovem de cabelos pretos e curtos, utilizando trajes da mesma cor dos seus cabelos surgia ao seu lado – O que está acontecendo aqui? Os homens do Josuk aprontaram de novo? – Sua voz doce soava como uma melodia aos ouvidos de Mikazuki – Aliás, prazer eu me chamo Eve. Novo por aqui? – Indagou com um pequeno sorriso no rosto, ajeitando suas madeixas negras que caiam por cima do seu óculos – Aí meu deus! Um cachorrinho, não deixa que aquele imbecil com adaga o machuque. – Disse segurando no braço do rapaz, seu olhar meigo passava uma certa confiança. O meio tritão podia notar alguns curiosos ao seu redor, uma nuvem de fumaça alguns metros adiante e olhos atentos assistiram o desenrolar dos embates que estavam ocorrendo.

LegendasJosuk
Eve




Histórico Geral:
Bella:
Número de POST: 03
Ganhos: -
Perdas: -

Blade:
Número de POST: 04
Ganhos: -
Perdas: -

Deep:
Número de POST: 04
Ganhos: -
Perdas: -

Mikazuki:
Número de POST: 01
Ganhos: -
Perdas: -

Regia:
Número de POST: 03
Ganhos:
Arma - POST 04 do Narrador:

Cabras da Peste, vol 1- Amanhecer do Sul - Página 3 3FgOgPo

Arma: Cimitarra
Descrição: Uma espada comum, possuindo 80cm de lâmina.
Tipo da Arma: Acuidade
Qualidade: Clássica
Durabilidade: Baixa
Dano: +2 em força por nível

Estado: Nova
Perdas: 250.00 (Duzentos e cinquenta mil) - POST 04 - Espada


Subaé:
Número de POST: 04
Ganhos: 01 (UM) comprimido referente a doença Degenerativa.
Perdas: -
Dependência: 03/15
Doença Degenerativa: 03/10

FICHAS - NPC:
Arrasta pro lado que tem mais!


ApresentaçãoMe chamo Jozuk, tenho 25 anos e desde que me entendo por gente vivo nas ruas. Nunca fui bom de luta, sabe? Porém, tenho uma inteligência acima da média, pelo menos é o que dizem por aí. Em meio ao caos de Arosa consegui driblar essa falta de habilidade conseguindo pessoas para ficar ao meu lado, um deles  é Boron, um dos melhores espadachins a minha disposição.

Meu maior desejo? Dinheiro, preciso ter MUITO dinheiro para por o maldito do Bafudi no seu devido lugar, aquele miserável um dia pagará por todo o incomodo que me causa diariamente.


InformaçõesEdC: ??
Qualidades: Carismático | Memória Fotográfica
Defeitos: Avarento | Ambição | Cabeça Quente | Devasso | Inimigo


NPCJosuk


ApresentaçãoApresentar? Não sou bom nisso, vou tentar! Me chamo Boron, esse foi o nome que Josuk me deu, não lembro de onde eu vim, apenas me recordo de estar a beira da morte e sentir a mão do homem que se tornou meu Salvador e aquele ao qual dedico minha vida.

Me tornei sua espada, independente da necessidade estarei pronto para realizá-la. Algo que eu goste? Ah… do Josuk, mas ele não sabe disso, ele prefere híbridos de peixe ou coisas desse tipo, argh, que nojento.

Não sou dotado de habilidades marciais, mas dou meu sangue diariamente em treinos para afiar a minha técnica. Talvez essa seja a única coisa que me faça bem além de ser débito ao meu líder, a sensação de manejar uma espada, de enterrá-la no coração dos meus inimigos, é algo que me satisfaz .


InformaçõesEdC: Espadachim
Qualidades: Destemido | Senso de Direção | Hipoalgia
Defeitos: Leal | Obediente | Inimigo

NPCBoron


ApresentaçãoOi! Meu nome é Benjamin, mas pode me chamar de Bem. Não sou muito de falar sobre mim… mas vivo em Petra desde que nasci, ao longo do tempo almejei que esta ilha se tornasse grande, mas a única coisa que cresceu foi a criminalidade e a desigualdade.

Deixa eu ver… tenho um animalzinho deficiente, seu nome é Jurema, vai gostar de conhecê-la.


InformaçõesEdC: ??
Qualidades: Senso de Direção | ?? | ??
Defeitos: ?? | ?? | ??

NPCBen


ApresentaçãoApresentação? Eu tô fora. Vocês não precisam saber sobre mim! Tá maluco que eu vou dar informação pra um bando de aleatório que provavelmente deseja meu mal ou vocês acham que eu não sei como lidam com NPC's? Essa não é minha primeira aventura não meus queridos, me deixem em paz enquanto adestro esse cachorro humano.


InformaçõesEdC: ??
Qualidades: Senso de Direção | ?? | ??
Defeitos: ?? | ?? | ??


NPCSem Nome


ApresentaçãoVocê quer dançar? Se você dançar eu me apresento! Iiiih, não quer dançar? Então vai se *****, tome no seu **. Se prepare para dançar forçadamente! Giahahahahahhaha


InformaçõesEdC: Chicoteador
Qualidades: Prontidão | Visão Aguçada | Hipoalgia
Defeitos: Atormentado | Louco


NPCSem nome


ApresentaçãoOiiiii! Seja bem vindo, que baita confusão está acontecendo aqui né? Meu nome é Eve, prazer. Eu sou… bom, isso você vai saber no futuro! hihihihihi. Que isso não seja tímido, chegue mais perto, olha aqui… você pode me ajudar? Hihihihi.


InformaçõesEdC: ??
Qualidades: Meiga | Atraente | Voz Melodiosa
Defeitos: ?? | ?? | ??


NPCEve


Emme

Log de combate:

Blade:

• Ataque surpresa no queixo
• Ataque na região do abdômen

Ferimentos:

• Por enquanto tá safe

Inimigo- Sem nome
Ferimentos:

• Por enquanto tá safe

Subaé:

Ferimentos:

• Corte no posterior da coxa esquerda – 00/04
• Corte diagonal na região das costas – 00/06 [Necessário tratamento antes de iniciar a contagem]

Boron:
Ferimentos:

• Safezao por hora

Deep:

Ferimentos:

• Corte Superficial no rosto

[•]Algumas escoriações pelo corpo causadas pelo chicote

Inimigo – Sem nome
Ferimentos:

• Safezao, apenas dançando loucamente enquanto marreta o Deep

_________________

Cabras da Peste, vol 1- Amanhecer do Sul - Página 3 Y3cDX2G


Certificurso:
Curso Narrador AB, 2021
Cabras da Peste, vol 1- Amanhecer do Sul - Página 3 EBEAdF4X4AYyK13
Deep
Ver perfil do usuário
Imagem : Deep Scaleback
Créditos : 00


Eu atacava o loiro que se esquivava com um rebolado de dançarino, ta porra eu zuei com dança e no fim o cara dança mesmo, ta foda… Em meio a seus movimentos de dança, o pirilampo puxava um chicote e o usava contra mim sem conseguir causar nem mesmo um ardido em minha pele, continuava meus ataques, mas o cara desviava sem parar, pulando para todo canto, se ele fosse capaz de fazer algo, seria problemático, mas ele mal me arranhava e o pouco de dano causado, eu nem sentia… Era uma perda de tempo sequer lutar com aquele pirilampo que até mesmo estava começando a ficar com a respiração descompassada devido a provavelmente estar se cansando de correr de mim e chacoalhar o chicote.

O cara então esbravejava algumas frases de efeito enquanto jogava uma bomba de fumaça em mim e me batia em meio a fumaça, enquanto tédio e frustração se erguiam dentro de mim na forma de fúria.

-OLHA AQUI SEU BOSTINHA… Você não reparou que eu não desvio dos seus ataques? Que diferença faz a porra da fumaça?

Apenas aguentaria as chicotadas do cara enquanto coçava minha pança com a mão esquerda até a fumaça se dissipar, então diria:

-Faz assim, aproveita que você só faz correr dos meus ataques… E corre pro colo da sua mamãe… Faz isso antes que eu perca a paciência com você, vai lá…

Viraria então de costa pro homem loiro e iria em direção a Subaé e o outro que o enfrentava, ignoraria completamente ataques de chicote e apenas continuaria andando em direção ao outro cara.

-Hey Subaé, acho que você ainda não reconheceu o cozinheiro do seu bando de dez anos atrás… Mas porra tu tá todo fodido contra esses cara já… Tu não ficou nem um pouco mais forte nesse meio tempo.

Olharia então pro cara de espada e diria em tom sério:

-Sabe essa cabra aí pode não parecer, mas é o capitão do meu bando pirata… E você deu uns cortes nele… Então é o seguinte… Aproveita que esse merda de chicote não consegue lutar comigo e pode vir você também… Eu acabei de acordar e to precisando mesmo de um alongamento… Dois fracotes como vocês devem dar para pelo menos aquecer…

Se em algum momento o cara do chicote enrolasse este em alguma parte minha, rapidamente faria uma base de karatê para distribuir meu peso para evitar ser desbalanceado, derrubado ou puxado pelo chicote e diria enquanto agarro a arma que me enrola:

-Algumas pessoas lutam na base da força bruta, outras na base da destreza e muitos se perguntam qual a diferença dos dois estilos… Bem…

Daria então um puxão com toda minha força no chicote, tentando fazer com que o homem soltasse a arma ou fosse jogado em minha direção, caso no qual eu já aproveitaria a base de karatê e daria um soco com o punho direito, tentando causar danos internos com minha arte marcial tradicional de meu povo.

-GYOJIN KARATE:  FUGU MAWARA SEIKEN *(Karatê tritão: Punho quebra-telha do baiacu)*

Cabras da Peste, vol 1- Amanhecer do Sul - Página 3 MistyWelloffHamadryas-size_restricted
Em qualquer desses casos, enrolaria o chicote em meu punho direito para maiores danos com esse e continuaria andando ameaçadoramente para o outro oponente.

-Que foi? Tá com medo? Deixo você bater primeiro… Vamos seu merda, me encara ou foge logo, tô sem paciência para isso...
Histórico:
Nome: Deep Scaleback
Posts: 5
Ganhos:
Perdas:
Players conhecidos:
NPC's:
Extras:


_________________

Cabras da Peste, vol 1- Amanhecer do Sul - Página 3 WBoszKt
Subaé
Ver perfil do usuário
Imagem : Cabra da Peste
Créditos : 02
SubaéCriador de Conteúdo
https://www.allbluerpg.com/t354-subae?highlight=subaé https://www.allbluerpg.com/t348-cabras-da-peste-vol-1-amanhecer-do-sul#1033

Amanhecer do sul 05

De frente para a confusão poderia ver o homem peixe baiacu que estava a levar várias chicotadas aparentemente sem se importar. Olharia para Blade e Lua  que tentavam conversar para resolver a confusão, e toda aquela atmosfera caótica me trouxe uma sensação nostálgica, e por um momento aquilo foi tão bom que quase não me importei com as lapadas que levei. Eu realmente sinto o meu corpo enferrujado, a velhice é uma merda.

O primeiro corte não doeu muito, mas o segundo abriu uma buceta nas minhas costas, e para ser sincero ta doendo pra um caralho. O impacto me fez soltar um grito abafado e me derrubou ajoelhado no chão. Eu recolheria um pouco de areia e me levaria, tentaria ao máximo manter a pose. A situação estava séria e eu não poderia mais ficar dando chance pro azar.

Pensei por alguns momentos em várias respostas plausíveis que eu poderia dizer à Baron, mas do nada eu escuto a voz de uma bela mulher  com uma espada que me perguntava sobre um antigo amigo. Responderia sem tirar os olhos de Baron.

-Se eu conheço o Mikau? Oxe, Eu poderia te contar muitas histórias que vivemos juntos! Se quiser ouvir é só me dar uma mãozinha aqui e me pagar uma cerveja depois.

Se Baron me atacasse em algum momento durante a conversa com Régia eu Recuaria tentando afastar o meu corpo ao máximo do toque da lâmina e nesse momento arremessaria a areia nos olhos do indivíduo.

Apoiar o meu peso sobre a perna esquerda tá bem complicado agora, sendo assim iria usar a perna direita para apoiar o chute que iria desferir com a perna esquerda logo após me esquivar, entretanto, só se a situação fosse oportuna chutaria com o calcanhar a mão de Baron que estivesse segurando a espada a fim de conseguir desarmá-lo.

Em seguida, caso Baron tenha sido desarmado, daria uma sequência de golpes  em seu estômago:
Cotovelada com o braço esquerdo seguido de dois socos e finalizaria com uma cabeçada em sua testa.

Caso Baron defendesse a cotovelada ou o murro eu giraria o meu corpo para poder desferir um chute pela lateral oposta de sua defesa e só então iria desferir a cabeçada em sua testa.

Olharia para meu companheiro canino que acabou de levar um chutão na cara e aquilo me deu uma ideia.

-Ei Blade, me dê cobertura! - Gritaria para que o mink se preparasse para o ataque que estaria por vir.

Correria, mesmo mancando um pouco, e deixaria para trás o espadachim, avançaria em direção ao vendedor que chutou Blade e saltaria em sua direção para desferir uma cabeçada na retaguarda do homem que tinha sua atenção voltada para Blade.
Se ele tentasse me atacar, inclinaria o meu corpo para o lado a fim de me desviar.

Talvez a mulher com espada pudesse impedir que Baron me atacasse pelas costas e por isso decidi confiar nela.



Histórico:
Páginas: 1
Posts: 5
Ganhos: Uma dose de remédio canábico(Post 3)
Perdas:


Proficiências:
- Acrobacia
-Ameaça
-Atletismo
-Briga
-Lábia

Qualidades:
-Carismático
-Prodígio
-Talentoso
-Destemido
-Electro
-Idioma silvestre
-Chifres curvos
-Cabeça dura

Defeitos:
-Doença degenerativa
-Sadista
-Cabeça quente
-Dependente (15 posts)
-Extravagante
-Apegado (ao chapéu)
-Feio
-Preconceito
-Atípico
-Sensível ao calor
-Forma sulong.
Página: 1
Post: 3

-Roubar remédios da farmácia
-Encontrar o bonde
-saciar vício
-Aprender proficiências investigação e Criptografia
-Prender o anão perneta dentro de uma garrafa. (NPC companheiro)
-começar a desenvolver liderança
240/240100/1006/1011/15

_________________

Jupges
Ver perfil do usuário
Imagem : Beowulf the Magician
Créditos : 00
Blade
Lobão
Quando recebeu o chute e caiu no chão, Blade colocou a mão no seu focinho com medo de estar sangrando, mas rapidamente acordando do transe em que se deparava, e gritava,-LUA PEGA!

Quando observava um homem que na teoria era seu falecido capitão, sentava no chão e mirava ao longe na perna do espadachim inimigo , utilizando de sua visão aguçada para mirar exatamente no joelho e prejudicar a sua movimentação. Quando o bode se aproximava do seu inimigo, Blade conseguiria ver seu rosto confirmando o que já suspeitava, -Subaé é você mesmo!, logo depois olhava para o seu atacante e atirava na mão do mesmo tentando desarmar ele, imaginando que Lua estaria mordendo ele distraindo o maluco.

Esperaria seu capitão realizar o ataque e atiraria no seu atacante até ficar sem munição e precisar recarregar.

Se antes da Lua alcançar o seu atacante Blade fosse atacado, o mesmo atiraria na virilha do homem que deu um chute nele, -Me chuta de novo agora arrombado! Esperando que o mesmo parasse de investir contra ele. Se o mesmo insistisse Blade atiraria de novo no joelho do homem, levantaria rapidamente, e pisaria na perna do homem tentando quebra-la.

Se o espadachim viesse até Blade o mesmo também atiraria na sua virilha, tentando se defender o melhor que pode. Enquanto isso pensava, ''Tentei avisar pra não brigarem''. Se algum dos dois insistisse em atacar Blade pegaria um punhado de areia do chão, e enfiaria a mão nos olhos do que viesse, já de pé preparado pra lutar, e depois, como tentativa de um contra-ataque,  atiraria na barriga do homem.

Se o homem que o atacou decidisse reagir a Lua, socando ou chutando ela, Blade tentaria parar o ataque dele atirando em seu braço ou em sua perna, e em seguida correndo até ele e mordendo seu pescoço, puxando a pele com seus dentes e tudo que conseguisse.

Se o espadachim viesse até nós, e tentasse atacar a Lua ou o Subaé, Blade correria pra ele e se jogaria em cima do homem, quando derrubasse ele, Blade aproveitaria a oportunidade e atiraria no peito do homem derrubado, se levantaria e pisaria em sua cabeça com seu coturno sujo de areia.






objetivos:

-reunir-se com a trip
-ensinar meu dog um comando de cão de guarda
-e aprender uma perícia se possível (Acrobacia)

Atributos, qualidades e perícias:
Hp:140
Sta:100

Força: Esquece
Destreza:21
Agilidade:8
Acerto:14
Reflexo:2
Constituição:1

perícias:
• Adestramento: Você é capaz de ensinar um animal domado a executar diversas tarefas, como, por exemplo, servir de montaria, servir de animal de carga, atacar, caçar e executar diversas outras funções.
• Doma: Você é capaz de domesticar ou tornar mansa uma criatura selvagem, fazendo com que ela deixe de ser hostil contra você ou seu grupo momentaneamente.
• Ilusionismo: Você é capaz de realizar truques e enganar uma plateia. Podem ser coisas simples, como fazer uma moeda surgir ‘‘do nada’’ em sua mão até truques complexos com fumaça e espelhos.
• Discurso: Você domina a arte das palavras, sendo capaz de expressar suas ideias, vontades, sentimentos e objetivos com precisão. Com sua dicção e articulação é capaz de se comunicar com exatidão com pessoas e grupos, podendo cativá-los dependendo da mensagem que deseja passar.
• Veterinária: Você consegue tratar de ferimentos animais, desde que tenha em mãos os materiais necessários, independentemente da complexidade dos ferimentos.

Os artistas dominam a arte do canto, dança, artesanato ou outras áreas. Artistas são mestres do entretenimento, sendo capazes de se expressar nas mais diversas formas e cativar aqueles que o cercam
Vantagens e coisas ruins:

Qualidades :

Carismático (2 Pontos):
Você tem uma espécie de magnetismo natural que faz com que algumas pessoas gostem de você sem motivo aparente.
Visão na Penumbra (1 Ponto):
Você é capaz de enxergar com clareza em ambientes com pouca iluminação. Desde que não seja uma escuridão completa, você consegue distinguir coisas e pessoas com relativa precisão. Mecanicamente, esta qualidade reduz a condição Cego em uma categoria quando a causa do efeito em questão for relacionado a falta ou obstrução de luz.
Visão Aguçada (1 Ponto):
Você tem capacidades visuais sobre-humanas, sendo capaz de enxergar com clareza e precisão mesmo em grandes distâncias, além disso, costuma ver detalhes não notados pelos outros. (Metade do custo para Minks)
Olfato Aguçado (1 Ponto):
Você tem capacidades olfativas que são capazes de rivalizar com um cão farejador, sendo capaz de distinguir aromas e cheiros com clareza e precisão mesmo em médias distâncias. (Metade do custo para Minks e cegos)
Renome(1 Ponto):
Você é conhecido localmente de forma positiva, seja por um feito ou sua origem, não importa se você é filho de um herói lendário ou ajudou a capturar uma gangue de criminosos locais. As pessoas tendem a confiar facilmente em você, além de lhe tratarem bem e respeitarem enquanto seu comportamento for coerente.
Blade é bem conhecido pelos lugares aonde passa, pelos seus truques e pela sua fama de gente boa.
Impassível (1 Ponto):
Você é uma pessoa calma que não tem o seu humor alterado por ameaças, provocações ou acontecimentos drásticos, sua razão sempre consegue dominar a sua emoção e você sempre é capaz de tomar as suas decisões com clareza. Isso não significa que você não possa sentir raiva ou outros sentimentos extremos, apenas consegue ter um controle maestral sobre os mesmos.
Qualidades de Raça:
Garras e presas: Minks caninos possuem presas e garras afiadas que podem ser utilizadas como armas naturais.

Alpha (Machos): Você naturalmente se destaca como um líder dentro do seu círculo de amigos. Não quer dizer que você seja um líder nato, mas aqueles que confiam em você sentem quase que uma aura de liderança vinda de você. Infelizmente, devido a sua natureza, quando outro Mink Canino (especialmente de outra “raça”) entra no seu círculo de amigos vocês têm a tendência a ter uma pequena rivalidade saudável nos primeiros momentos.

Electro: Minks tem a capacidade de produzir choques elétricos a partir de seu corpo, de forma não contínua e por meio de liberação única. Os Minks não são capazes de manipular essa eletricidade, apenas gerá-la e transferi-la para outro corpo através de contato direto. O Electro pode ser utilizado uma vez por página e não gera nenhum bônus de atributo, apenas narrativo.

Idioma Silvestre: Você é capaz de se comunicar com criaturas mamíferas similares a sua subespécie através de certo esforço. É importante frisar que essa qualidade garante apenas a capacidade de comunicar-se com as criaturas, não controlá-las.

Defeitos:

Extravagante (1 Ponto):
Você chama atenção por onde quer que passe, seja pela sua aparência ou seus hábitos, você causa uma impressão difícil de esquecer.
Apegado (2 Pontos):
Você ama algo ou alguém, não medindo esforços para proteger e recuperar o alvo de seu apego emocional. Perder algo que ama é uma experiência traumática que pode deixar sequelas.
Blade ama seus companheiros e amigos de verdade, sejam eles membros da sua tripulação ou um pet
Intolerância Racial (2 Pontos):

Blade tem ódio e repulsa contra minks felinos, também desgosta dos animais que lembram ele dos mesmos, um preconceito antigo de Blade
Leal(2 Pontos):
Existe algo ou alguém, uma pessoa ou organização, que você coloca acima de si mesmo, não se importando com o fato de ignorar seus valores ou se sacrificar para proteger essa relação.

Blade é leal ao seu bando e ao seu capitão
Defeitos de Raça:
Preconceito: Você tem uma aparência incomum quando comparado aos humanos e alguns podem lhe achar repugnante, assustador ou até mesmo uma aberração. Alguns humanos podem lhe destratar e serem hostis simplesmente pelo fato de você ser diferente deles, entretanto, é importante notar que nem todos pensam e agem desse jeito.

Atípico: Devido ao fato dos Minks não serem tão comuns e não se tratar de uma raça tão populosa, eles têm um alto preço no mercado de escravos, o que sempre pode vir a ser um problema.

Sensíveis ao calor: Devido a sua pelagem, os Minks são mais suscetíveis a sofrer efeitos adversos relacionados ao calor e altas temperaturas.

Forma Sulong: Como parte da tribo Mink seu corpo tem uma interação muito única com a lua que nenhuma outra raça tem, uma vez que você tenha contato visual com a lua, desperta-se em eu interior os instintos mais primitivos, selvagens e violentos fazendo com que você perca a sua razão agindo como uma besta furiosa que ataca tudo e todos ao seu redor com uma fúria sanguinária, suas características físicas selvagens mostram-se mais aparentes e justifica-se o medo e o preconceito que existem contra os minks, pois aqueles incapazes de dominar a besta anterior, dificilmente serão vistos como algo além disso.

Durante a transformação passada ao se ter o contato visual direto com a lua, você sentirá uma espécie de sede de sangue imensa, atacando a todos ao seu redor que não sejam Minks, sendo assim todas as noites você terá de ser cauteloso pois a sua razão pela noite estará sempre em cheque. Mecanicamente a fúria dura três turnos e após o término, do quarto turno até o momento em que você possa tratar da condição, você estará sobre o efeito de Exausto I.


Histórico:
Nome: Blade
Posts: 5
Ganhos:
Perdas:
Players conhecidos: Deep, Subaé
NPC's:
Extras:

_________________

Cabras da Peste, vol 1- Amanhecer do Sul - Página 3 Images?q=tbn:ANd9GcSZI6OOh5xIjYMLHU1XzVDX9tZwMDdP5BvSWg&usqp=CAU
Moonchild
Ver perfil do usuário
Imagem : Cabras da Peste, vol 1- Amanhecer do Sul - Página 3 JwJyx37
Créditos : 02
MoonchildCivil
https://www.allbluerpg.com/t460-kawazakana-mikazuki https://www.allbluerpg.com/t348p20-cabras-da-peste-vol-1-amanhecer-do-sul
I will take the dive
This small bathtub feels deep today
Singing na na na na na
I’m thinking of you
Then I’m diving

I wanna know you
From your surface
To the other side of the ocean, oh I

Take the dive
I’m dreaming with my eyes open
Breathing in your air
Amanhecer do Sul"Eu o sepultei nas profundezas do mar. Enterrei todos vocês no mesmo túmulo naquele dia."
Todo aquele caos logo de cara não foi nenhuma surpresa. Até mesmo na Ilha dos Homem-Peixe temos desavenças recorrentes, então acho que nesse sentido os lugares não são muito diferentes. Claro que o que me tornava familiar com a agressividade da terra firme era o fato de ter vivo nela por vários anos, então não consegui conter um pequeno sorriso no rosto quando percebi que pouca coisa tinha mudado. Não, não foi um sorriso de nostalgia, estava mais para... desdém. Atraído pela movimentação das crianças, eu a segui até o centro de toda aquela confusão.

Em um primeiro momento, eu apenas observei. Não tinha nada a ver com aquele assunto e por mais que normalmente tentasse afastar brigas generalizadas... bem, eu não estava no meu elemento (literalmente). Como dito anteriormente, eu gostaria de apenas passar despercebido pelos dias que ficasse na cidade. Não estava nos planos entrar numa briga de rua, quem sabe acabar parando na boca do povo e então toda discrição escorregar pelas minhas mãos apenas porque fui descuidado. De braços cruzados, ouvi a conversa das pessoas ao redor enquanto tentava compreender melhor o que estava acontecendo. Aparentemente, um Mink caprino era a causa principal daquilo tudo. Soltei uma lufada de ar penas narinas ao ouvir aquilo. "Que coincidência", pensei, lembrando que estava refletindo sobre o falecido capitão há poucos minutos. Quer dizer, ele também era um Mink caprino propenso a se meter em confusão. Foi o que fez eu querer me juntar a ele na época, inclusive.

Eu estava prestes a dar as costas quando senti uma mão segurando no meu braço, bem como uma voz feminina vindo daquela direção. Ela me pegou de surpresa em meio aos meus devaneios, então teve muita sorte de eu não ter reagido por impulso e lhe acertado um soco bem no meio da cara. Se isso acontecesse, eu realmente me sentiria culpado. Não que eu seja um desses tarados que fazem tudo por uma mulher, porque o meu lance é outro, mas é que agressão descontrolada realmente não faz o meu estilo.

— Acho que sim. — responderia a garota, tentando soar natural e desinteressado. Eu não sabia quem era Josuk, mas para ela chegar perguntando assim mais nem menos a pessoa que carregava aquele nome deveria ser influente. Ainda nos planos de não parecer um completo forasteiro, optei por fingir saber de quem estávamos falando. No que ela perguntou se eu era novo por aqueles lados, tentaria apenas manter a expressão indiferente — Não necessariamente. Já visitei a cidade algumas vezes, mas não me sobrava muito tempo para dar uma volta. Não sabia que as coisas eram tão agitadas por aqui. — comentei, tentando não parecer um completo estranho, ainda que estivesse também evitando perguntas que pudessem me denunciar. Ao falar que não conhecia toda a cidade, eu me livrava de parecer suspeito ao não conhecer as pessoas da região. Ao menos, eu não suspeitaria.

O barulho de porrada vindo chamou minha atenção na base do susto, no que viraria o rosto para ver do que se tratava e então voltaria a manter o contato visual com a tal Eve. Era parte da cortesia que aprendi manter-se olhando para quem você está falando. No começo eu achava estranho, mas hoje em dia já consigo agir assim com a naturalidade necessária. Com um jeitinho tentando ser educado, eu começaria a me desvencilhar das mãos de Eve para realmente ir embora. Infelizmente, ela não parecia disposta a me deixar ir. Reviraria os olhos ao ouvir o seu pedido de ajuda, achando realmente desnecessário me envolver naquela coisa toda. Foi só quando um pedaço de madeira voou na minha direção e por pouco não rasgou a minha roupa que eu não consegui me manter indiferente.

Veja bem, eu gosto das coisas no seu devido lugar. É o que chamam de ser perfeccionista. No entanto, as coisas que eu gosto no lugar são as MINHAS coisas. Se você prefere agir como um animal (metáfora não intencional com os Minks) e quebrar suas coisas, vá em frente, a escolha é sua. Só que a partir do momento que seu surto descontrolado passa a poder me afetar... aí, meu amigo, as suas coisas passam a realmente ser da minha conta também.

Moveria o braço para o lado, finalmente me soltando de Eve. Com uma expressão séria no rosto, eu dei o primeiro passo em frente. Eu não estava necessariamente com raiva daqueles baderneiros, mas as suas ações estavam realmente começando a afetar todo o entorno. Isso, sim, eu sentia um certo dever de impedir que continuasse. No fim das contas, eu sou um chefe da segurança. É inevitável querer manter seguro mesmo desconhecidos que incentivavam toda aquela bagunça.

O primeiro passo seria avaliar a situação. Apesar de estar me aproximando, eu não pretendia simplesmente me meter na briga. Primeiro, quem são os envolvidos. Temos um Mink com características caninas e um cachorro logo na linha de frente da minha visão. Mais atrás falaram de um outro Mink, mas esse eu ainda não tinha conseguido avistar. Meu papel ali seria apenas separá-los. Para conseguir isso, eu precisava agir no momento certo.

ATRIBUTOS
PdV: 140
STA: 100

Força: 0 (Incompetente)
Destreza: 9 (+4) (+3) = 16 (Regular)
Acerto: 5 (+2) (+3) = 10 (Regular)
Reflexo: 5 (+2) = 7 (Regular)
Constituição: 1 (Regular)

Agilidade: 8
Oportunidade de Ataque: 3
Redução de Dano: 0

QUALIDADES
Nadador Nato (Racial)
Você é capaz de respirar debaixo d’água e ganha 10% de agilidade ao se locomover dentro d’água.

Cuspe Potente (Racial)
Você possui a capacidade de ingerir líquidos e, enquanto armazená-los em sua boca, será capaz de cuspi-los com grande força e velocidade, fazendo com que causem impactos similares aos causados por munições de pistolas.

Senso de Direção (1)
Você nunca se perde e sempre é capaz de se orientar, as vezes até parece que você tem uma bússola dentro da cabeça.

Prontidão (2)
Você está sempre pronto para agir ou reagir, alcançando o ápice da sua velocidade ou força em questão de poucos instantes. Mecanicamente, reduz a condição lento em uma categoria, se a condição aplicada for categoria III ou inferior.

Mestre em Haki (4)
Assim que você desbloquear a especialização do Haki da Observação ou do Haki do Armamento, você pode escolher seguir dois caminhos de especialização simultaneamente. Nesse caso, os efeitos narrativos se acumulam, mas os bônus de atributo concedidos não. Nessa hipótese, o melhor atributo entre os dois será considerado sempre.

DEFEITOS
Atípico (Racial)
Devido ao fato dos Meio Homens-Peixe não serem tão comuns e não se tratarem de uma raça tão populosa quanto os humanos, eles têm um alto preço no mercado de escravos, o que sempre pode vir a ser um problema.

Segregação (Racial)
Pelo fato de ser um meio homem-peixe, você é proibido de ingressar na Marinha ou no Governo Mundial (contudo ainda pode fazer a vida como um Caçador de Recompensas).

Compulsivo (1)
Você tem uma mania, hábito ou ritual simples que precisa executar ao menos uma vez a cada duas páginas, como, por exemplo, roer as unhas.
Compulsão: enrolar o cabelo em algum dedo

Perfeccionista (1)
Você não pode ver nada fora de seu devido lugar, qualquer coisa que pareça afetar a harmonia ou a ordem lhe causam um profundo incômodo.

Vaidoso (2)
Você sente a necessidade de estar sempre limpo e bem arrumado, não suportando ficar sujo ou desgrenhado.

Improdutivo (3)
Você tem problemas de inspiração e criativade ao planejar qualquer obra, além disso, libera um espaço para projetar criações apenas em níveis impares.

PROFICIÊNCIAS
Cartografia: Você pode ler, criar e reproduzir mapas com precisão.

Condução: Você sabe conduzir, pilotar, manobrar e manejar veículos com apenas um pouco de treino. Para navegar, é necessário que alguém com condução assuma o timão do navio.

Geografia: Você é capaz de compreender as características geográficas de um lugar, paisagem, território ou região, sabendo identificar coisas como o tipo de solo e bioma.

Navegação: Você sabe se localizar e que direção deve seguir para chegar no ponto que almeja, além disso, sabe ler e interpretar mapas. Sabe coordenar o manejo de um navio, dizendo quando subir ou baixar velas e quando ficar a favor ou contra o vento.

Atletismo: Você tem um corpo atlético e conhece bem os seus próprios limites, consegue correr, saltar e escalar com as mãos nuas, desde que os feitos sejam coerentes com seus atributos físicos.
[ ] Me reunir com a tripulação
[ ] Aprender Acrobacia (Proficiência)
[ ] Conseguir uma máscara
Nome: Mikazuki
Posts: 2
Ganhos: Nada por enquanto
Perdas: Nada por enquanto
Players Conhecidos: Ninguém por enquanto
NPC's: Ninguém por enquanto
Extras: Nada por enquanto

_________________


Smoothie
Ver perfil do usuário
Imagem : Cabras da Peste, vol 1- Amanhecer do Sul - Página 3 P3Qim6Y
Créditos : 00
Localização : Atrás de você.
SmoothieEstagiário
https://www.allbluerpg.com/t376-victoria-regia#1144 https://www.allbluerpg.com/t348-cabras-da-peste-vol-1-amanhecer-do-sul#1080
O Amanhecer do Sul
let the world know your name


Havia apressado a negociação para poder avaliar a briga mais de perto, Yagger parecia ter percebido que eu não estava com paciência naquele momento, bem como se mostrou afetado com minhas palavras. Posso ter sido demasiadamente grossa com ele, mas não pude evitar. Por acaso pareço estar no clima para sexo? Azar o dele ter me tirado do sério! Enquanto o homem de ego ferido me atendia estava tentando segurar uma risada, mas não a soltei. Quando finamente pusesse minhas mãos na arma procuraria um lugar onde a pudesse guardar, para que combinasse com meu estilo. — Deveria coloca-la na cintura ou nas costas? — Diria a mim mesma. — Por hora manterei na mão mesmo. — Diria após tentar experimentá-la dos dois jeitos. Seria mais inteligente mantê-la em mãos, pensei, já que estava prestes a invadir o combate alheio.

Minha curiosidade se mostrou útil quando pude ouvir o que o Mink dizia para mim, o cap que conhecia Mikau. No momento que ouvi o Mink contar que tinha histórias com Mikau eu agradeci aos deuses por ser curiosa. Pela primeira vez este traço se mostrou útil. Me enchi de êxtase por tê-lo encontrado, suas palavras me deram esperança porque havia grandes motivos para acreditar que ele pertencia a mesma tripulação que meu pai, a mesma que eu buscava entrar. Ainda não estava pronta para confiar totalmente no que o caprino dizia, mas ao menos havia encontrado uma pista em dias e me recusava a perder essa chance!

— Não acha que é o cavalheiro quem deve pagar uma cerveja à uma mulher? — Eu diria em resposta ao bode, com um sorriso no rosto e um tom de voz irônico. Ele não me parecia na melhor das situações, ao meu ver o Mink estava xoxo, manco, capenga, manco, anêmico, frágil e inconsistente, além de ser feio.  Estes não eram problemas contanto que me conte sobre Mikau, no fim das contas é tudo que importa, então decidiria ajuda-lo até que eu conseguisse o que queria, fazendo tudo em meu poder para isso.

A situação da batalha não me parecia próspera, de início eu retiraria um pouco do meu tempo para analisar os meus arredores e agir com maior precisão onde eu fosse necessária. Até então não estava entendia exatamente quem também estava do meu lado, então colocaria um único objetivo em mente: proteger o bode. Ele só me serviria se estivesse vivo e consciente, portanto manteria minha visão focada em Subaé para protegê-lo de um ataque surpresa em seus flancos e retaguarda. Caso notasse uma movimentação perigosa correria para mais perto dele e usaria minha espada para defender o Mink enquanto desferisse seu golpe. Usando a mão direita eu atacaria a ameaça com a espada, fazendo com que ela volte a sua atenção a mim. Os golpes seriam dados em seus braços, numa tentativa de incapacitar a ameaça.  

Se alguém percebesse meus intuitos e me atacasse antes de poder alcançar Subaé, eu certamente me sentiria em perigo e lançaria meu corpo para as laterais para desviar, depois saltaria em direção ao Mink caprino para alcança-lo a tempo de protege-lo.

Victoria Regia:
PdV: 160
STA: 100

Força: 14 [Regular]
Destreza: 0 [Incompetente]
Acerto: 12 [Regular]
Reflexo: 6 [Regular]
Constituição: 2 [Regular]

Qualidades:
• Nadador Nato
• Arcada Removível
• Atraente
• Prodígio
• Abastado
• Voz melodiosa
• Meigo
• Destemido

Defeitos:
• Atípico
• Segregação
• Narcisista
• Extravagante
• Perfeccionista
• Supersticioso
• Vaidosa

Histórico:
✽ Nome: Victoria Regia
✽ Posts: 4
✽ Ganhos:
✽ Perdas:
✽ Players conhecidos:
✽ NPC's:
✽ Extras:



_________________

Face
Formiga
Ver perfil do usuário
Imagem : Cabras da Peste, vol 1- Amanhecer do Sul - Página 3 FTKZRir
Créditos : 03
FormigaEstagiário
https://www.allbluerpg.com/t529-yuura-mimiko#2306 https://www.allbluerpg.com/t536-i-desventuras-em-sirarossa#2350




Cabras da Peste

Vol 01 - Amanhecer do Sul


Dia 01 || Arosa - Petra Yuni || Clima Quente
N° de Postagens do Narrador: 05



Blade

O Mink se preocupava em ver os danos causados pelos ataques recebidos anteriormente e constava que nada grave havia ocorrido. O comando dado a Lua era inútil, por mais que o cão compreendesse suas palavras tal ação deixou o animal perdido - AU-AU AUAUAUAUAUAUAU-AUAUAUAUAUAUAU (Que porra tá falando Blade? Tá maluco? A gente tá em uma situação difícil, tô com os pelos oriçados e você fica falando grego?) - Falou Lua, sendo algo que apenas o Mink entenderia, para todos em volta seria apenas um cão latindo.

Enquanto Blade ficava sua atenção adiante na tentativa de identificar quem era aquele bode velho e feio, conseguiu finalmente ter a certeza de quem era, Subaé o seu antigo capitão. Nessa meta fração de tempo o seu antagonista partiu para cima empunhando sua adaga - Está olhando pra onde, cachorrinho? - Diria o homem correndo na direção do Mink. Lua por sua vez não ficaria parada, para sorte do seu dono seu instinto de defesa falou mais alto e ela se colocou entre o canino e seu inimigo, latindo e emitindo um rosnado que emanava uma selvageria sem igual, pulando contra o homem em seguida.

O Mink ainda estava focado em seu capitão e realizava um único disparo no momento oportuno e com uma extrema precisão - Morra cadela! - A voz do seu antagonista chamava sua atenção para o embate que estava ocorrendo a sua frente, em sua visão estava Lua, tendo o pé do homem apoiado em seu pescoço enquanto se debatia na tentativa de sair daquela posição, a adaga que segurava estava indo em direção ao corpo da cadela quando um tiro foi ouvido, o segundo em um curto período de tempo. O disparo acertou o braço do homem interrompendo o seu movimento, seguido de um rápido movimento que carregava uma selvageria semelhante a apresentava por Lua, Blade se encontrava com seus dentes na garganta do seu antagonista, rasgando sua carne e destroçando a região com um movimento que carregava crueldade.

Sem chances de qualquer reação, o ruivo ia de encontro ao solo, com sua garganta aberta. As pessoas ao redor - incluindo os homens de Josuk - ficavam aterrorizados com tal cena, por mais que fossem pessoas envolvidas em crimes, aquela cena revirava os estômagos dos mesmos - [/i]Que porra é essa? [/I]- Um curioso deixou escapar e rapidamente colocou as mãos na sua boca. A cadela levantava-se sem muita dificuldade, rosnava sem parar para o corpo morto à sua frente. Por fim, Blade escutava uma voz feminina gritando (Olha a parte do Moon).

LegendasChadd ~ Aparência
Lua
Nome (??)



Deep - Regia - Subaé

A batalha para Subaé parecia está mais difícil como de costume, provavelmente os anos de bebedeira enviaram seus sentidos, o segundo corte na região das costas começava a sangrar, alongar o combate só pioraria toda a situação.

Respondia a voz feminina sem sequer tirar os olhos do seu inimigo, parecia sério e finalmente tudo a percepção do nível do oponente que estava lutando. Antes dos mesmos realizarem algum movimento, o robusto tritão aparecia disparando uma sequência de palavras para Boron, que simplesmente ignorava a presença do homem ao notar o que estava atrás dele -  Ninguém nunca aguentou tanto tempo! Deve se orgulhar. - Bradou o homem enquanto continuava a desferir ataques nas costas do homem peixe, que por sua quantidade ocasionaram hematomas por toda extensão da dorsal do homem - Vamos acabar com isso, belezinha! - Gritou enquanto lançava o chicote que enrolava na perna de Deep, o mesmo sentia e com sua experiência sabia como aproveitar daquela situação.

Deu um puxão que trouxe consigo o seu oponente, aplicando-lhe um soco em sua face com todo o potencial da sua força e técnica que além de danos externos, causava também um dano interno maior que o comum, lançando-o em seguida alguns metros atrás.

Cabras da Peste, vol 1- Amanhecer do Sul - Página 3 Tenor

O homem caiu desacordado, sua face coberta de sangue dava ainda maior sinal que aquele embate tinha chegado ao seu fim.

Segundos depois da fala do tritão e do mesmo voltar sua atenção ao seu inimigo, Boron havia disparado em direção a Subaé, empunhando sua lâmina manchada com o sangue do mesmo. O Mink utilizava um movimento de esquiva a fim de sair do alcance do homem, contudo ele abusava ainda mais das suas capacidades físicas para em um súbito avanço ir de encontro com o caprino, que percebia a presença de uma figura feminina, defendendo o ataque desferido pelo homem, aquela ela Regia, a mulher que ele anteriormente havia respondido. Boron parecia ter mais força física que Victoria, pressionando-a com sua espada, a situação estava ficando perigosa, Subaé aproveitava o momento para tentar desferir um golpe a fim de desarmar o homem e foi quando um som de tiro trouxe a reviravolta que precisava. Blade de longe atingia o joelho do homem, quebrando totalmente sua postura, o Caprino aproveitou o homem para desarmar o homem e assim conseguiu, com um forte chute. Não parou seu ataque por aí e desferiu uma sequência de golpes, finalizando com uma cabeça  na testa.

A combinação de mostrava efetiva, o homem caia no chão com um ferimento aberto em sua testa - Não... não…. Não pode acabar assim. - Disse com uma certa dificuldade, utilizava de toda sua força para se colocar de pé novamente, sua respiração se mostrava pesada, o sangue escorria pela sua face, seu punho esquerdo estava fechado na altura do seu rosto, como uma tentativa de armar sua guarda, apoiava-se seu peso em sua perna esquerda, a outra apenas a ponta do seu pé tocava o chão - CHEGA! - Gritou uma voz familiar a Subaé, aquele era Josuk. O homem se aproximava calmamente de Boron, sua face estava limpa e uma mulher o acompanhava - Vamos acabar com isso, não posso me dar ao luxo de lhe perder. - Falou olhando carinhosamente para o Espadachim, colocando seu braço em volta dos ombros, servindo de apoio ao mesmo - Aqui, pegue. - Lançou um pequeno frasco na direção do bode, contendo três comprimidos a base de canabidiol - Esses são os únicos que eu tenho, agora vamos acabar com isso. - Falou. Em seguida quatro homens vinham em sua direção, um deles auxiliava Boron a apoiar-se do outro lado.

O que o trio iria fazer? Subaé e Regia estavam a cerca de cinco metros dos homens, já Deep se encontrava apenas um metro mais longe que a dupla.


LegendasTulin  ~ Aparência
Zahir ~ Aparência
Sem nome
Josuk
Boron
Yagger
NPC's




Mikazuki

O rapaz notou a semelhança entre o mundo superior e seu local de origem, a ilha dos tritões. Por mais que fossem coisas totalmente opostas uma da outra, algumas peculiaridades existiam em ambas - Ah então já veio aqui outras vezes? Que legal. - Bradou Eve em um tom como antes, carismático. Mika não queria parecer indelicado, mesmo agindo com um visível desinteresse só foi capaz de se desvencilhar da garota após escutar seu pedido, mesmo que este não tenha sido o motivo.

Quando o homem se colocou a analisar conseguiu ver duas cenas que lhe chamaram atenção: A primeira era o homem que anteriormente estava sendo limpo por terceiros, andando pelo meio do bando de curiosos que abriam espaço para ele e uma mulher que lhe acompanhava, parecia ser sua empregada. A segunda cena era mais brutal, Mika teve a total visão do embate realizado pelo Mink z inclusive o modo brutal que o mesmo finalizou seu oponente, chocando a todos ao seu redor - Meu deeeeeeeeus! Ele matou o cara. - O homem escutava no "pé do ouvido" a voz de Eve, a mesma estava na ponta dos pés e apoiava ambas as mãos nas costas do jovem - Bom, quem bate em animais tem que morrer mesmo. - Pausou encostando seu queixo no ombro do meio tritão - Tô falando do cãozinho, não do Mink, tá? - Concluiu dando um passo, ficando lado a lado com o homem - Você conhece aqueles lá na frente brigando? Pelo que eu ouvi um deles se chama Subaé, disseram que o tritão gordo sai gritando loucamente seu nome, parecia até seu namorado. - Bradou a jovem que estava observando o Mink com sua cadela alguns metros a frente - EI! - Gritou captando a atenção do Canino - Limpa essa boca logo, vai que esse cara tem alguma doença? - Falou e em seguida voltou sua atenção a Mikazuki - Onde já se viu, deixar sangue dos outros entrar na sua boca. Que povo doido! E aí, vamos pra onde agora? - Finalizou.

Por fim não tinha muito o que o meio peixe visualizar, alguns curiosos começaram a ir onde o outro embate parecia também ter finalizado.


LegendasJosuk
Eve




Histórico Geral:
Bella:
Número de POST: 03
Ganhos: -
Perdas: -

Blade:
Número de POST: 05
Ganhos: -
Perdas: -

Deep:
Número de POST: 05
Ganhos: -
Perdas: -

Mikazuki:
Número de POST: 02
Ganhos: -
Perdas: -

Regia:
Número de POST: 04
Ganhos:
Arma - POST 04 do Narrador:

[/color]
Cabras da Peste, vol 1- Amanhecer do Sul - Página 3 3FgOgPo
[color=#EBDE1B]

Arma: Cimitarra
Descrição: Uma espada comum, possuindo 80cm de lâmina.
Tipo da Arma: Acuidade
Qualidade: Clássica
Durabilidade: Baixa
Dano: +2 em força por nível

Estado: Nova
Perdas: 250.00 (Duzentos e cinquenta mil) - POST 04 - Espada


Subaé:
Número de POST: 05
Ganhos: 01 (UM) comprimido referente a doença Degenerativa.
Frasco com 03 (TRÊS) comprimidos referentes a doença Degenerativa.
Perdas: -
Dependência: 05/15
Doença Degenerativa: 05/10

FICHAS - NPC:
Arrasta pro lado que tem mais!


ApresentaçãoMe chamo Jozuk, tenho 25 anos e desde que me entendo por gente vivo nas ruas. Nunca fui bom de luta, sabe? Porém, tenho uma inteligência acima da média, pelo menos é o que dizem por aí. Em meio ao caos de Arosa consegui driblar essa falta de habilidade conseguindo pessoas para ficar ao meu lado, um deles  é Boron, um dos melhores espadachins a minha disposição.

Meu maior desejo? Dinheiro, preciso ter MUITO dinheiro para por o maldito do Bafudi no seu devido lugar, aquele miserável um dia pagará por todo o incomodo que me causa diariamente.


InformaçõesEdC: ??
Qualidades: Carismático | Memória Fotográfica
Defeitos: Avarento | Ambição | Cabeça Quente | Devasso | Inimigo


NPCJosuk


ApresentaçãoApresentar? Não sou bom nisso, vou tentar! Me chamo Boron, esse foi o nome que Josuk me deu, não lembro de onde eu vim, apenas me recordo de estar a beira da morte e sentir a mão do homem que se tornou meu Salvador e aquele ao qual dedico minha vida.

Me tornei sua espada, independente da necessidade estarei pronto para realizá-la. Algo que eu goste? Ah… do Josuk, mas ele não sabe disso, ele prefere híbridos de peixe ou coisas desse tipo, argh, que nojento.

Não sou dotado de habilidades marciais, mas dou meu sangue diariamente em treinos para afiar a minha técnica. Talvez essa seja a única coisa que me faça bem além de ser débito ao meu líder, a sensação de manejar uma espada, de enterrá-la no coração dos meus inimigos, é algo que me satisfaz .


InformaçõesEdC: Espadachim
Qualidades: Destemido | Senso de Direção | Hipoalgia
Defeitos: Leal | Obediente | Inimigo

NPCBoron


ApresentaçãoOi! Meu nome é Benjamin, mas pode me chamar de Bem. Não sou muito de falar sobre mim… mas vivo em Petra desde que nasci, ao longo do tempo almejei que esta ilha se tornasse grande, mas a única coisa que cresceu foi a criminalidade e a desigualdade.

Deixa eu ver… tenho um animalzinho deficiente, seu nome é Jurema, vai gostar de conhecê-la.

InformaçõesEdC: ??
Qualidades: Senso de Direção | ?? | ??
Defeitos: ?? | ?? | ??

NPCBen


ApresentaçãoApresentação? Eu tô fora. Vocês não precisam saber sobre mim! Tá maluco que eu vou dar informação pra um bando de aleatório que provavelmente deseja meu mal ou vocês acham que eu não sei como lidam com NPC's? Essa não é minha primeira aventura não meus queridos, me deixem em paz enquanto adestro esse cachorro humano.


InformaçõesEdC: ??
Qualidades: Senso de Direção | ?? | ??
Defeitos: ?? | ?? | ??


NPCSem Nome


ApresentaçãoVocê quer dançar? Se você dançar eu me apresento! Iiiih, não quer dançar? Então vai se *****, tome no seu **. Se prepare para dançar forçadamente! Giahahahahahhaha


InformaçõesEdC: Chicoteador
Qualidades: Prontidão | Visão Aguçada | Hipoalgia
Defeitos: Atormentado | Louco


NPCSem nome


ApresentaçãoOiiiii! Seja bem vindo, que baita confusão está acontecendo aqui né? Meu nome é Eve, prazer. Eu sou… bom, isso você vai saber no futuro! hihihihihi. Que isso não seja tímido, chegue mais perto, olha aqui… você pode me ajudar? Hihihihi.


InformaçõesEdC: ??
Qualidades: Meiga | Atraente | Voz Melodiosa
Defeitos: ?? | ?? | ??


NPCEve


Emme

Log de combate:

Blade:

• Ataque surpresa no queixo
• Ataque na região do abdômen

Ferimentos:

• Por enquanto tá safe

Inimigo- Sem nome
Ferimentos:

• No céu tem pão?

Subaé:

Ferimentos:

• Corte no posterior da coxa esquerda – 01/04
• Corte diagonal na região das costas – 00/06 [Necessário tratamento antes de iniciar a contagem]

Boron:
Ferimentos:Tiro no joelho / Lesão na testa / Dores nas regiões golpeadas

• Foi marretado pelo combo

Deep:

Ferimentos:

• Corte Superficial no rosto
•Algumas escoriações pelo corpo causadas pelo chicote


Inimigo – Sem nome
Ferimentos: Todos

• Foi de ralo

_________________

Cabras da Peste, vol 1- Amanhecer do Sul - Página 3 Y3cDX2G


Certificurso:
Curso Narrador AB, 2021
Cabras da Peste, vol 1- Amanhecer do Sul - Página 3 EBEAdF4X4AYyK13