Bem-vindo ao

All Blue

É com muito prazer que lhes damos os comprimentos ao nosso RPG. All Blue se trata de um RPG narrativo com o ambiente principal centrado em One Piece, obra de Eiichiro Oda.
Se divirta nessa nova aventura e se torne o novo rei pirata... Se puder!

Últimos assuntos
Yagami Yami *Hoje à(s) 3:21 pmporZoro7º Capítulo: Um Titã em LótdäHoje à(s) 3:12 pmporBlindao[FP] Valentine DécèsHoje à(s) 12:19 pmporYamiAventura dois: trabalhando até desmaiar.Hoje à(s) 12:19 pmporDiego Kaminari2 - Fat Bottomed GirlsHoje à(s) 12:16 pmporRyanletonySpear & Shield - 01Hoje à(s) 10:45 amporNoskireVoice of the SoulHoje à(s) 7:32 amporAntestorCriação de TécnicasHoje à(s) 5:31 amporAntestorJungle D. PalomeroHoje à(s) 5:04 amporsubaúmaCrie seu Estilo de Combate ÚnicoHoje à(s) 4:58 amporAntestor

Hellhounds 5.5 - Evolution Arc

Página 4 de 5 Anterior  1, 2, 3, 4, 5  Seguinte
Sasha
Imagem :
Berserker
Créditos :
45
Localização :
Rota 6 - 4ª Ilha Vedde
Ver perfil do usuário https://www.allbluerpg.com/t340-sasha-sparks#1002 https://www.allbluerpg.com/
Sasha
Rank B
Hellhounds 5.5 - Evolution Arc Qui Jun 16, 2022 11:16 pm
Relembrando a primeira mensagem :



Hellhounds 5.5 - Evolution Arc


[ Caçadores de recompensa]Shimizu D. Akira e Às E. Volkerbäll

não possui narrador definido.
Aberta

_________________



Hellhounds 5.5 - Evolution Arc - Página 4 9g2joTh


Blindao
Imagem :
Hellhounds 5.5 - Evolution Arc - Página 4 ZDZLMTU
Créditos :
77
Localização :
Segunda Rota ~ Lotda
Ver perfil do usuário https://www.allbluerpg.com/t296-thorkell-dragnar-godheim https://www.allbluerpg.com/t1057-4-capitulo-gigantorines-em-altai
Blindao
Tenente
Re: Hellhounds 5.5 - Evolution Arc Ter Jul 26, 2022 9:43 pm

Narração
Aventura


Às havia alfinetado Ísis em razão da alteração da cor em seus olhos, ainda que não soubesse bem o que era ou o motivo, optava por pedir para ela recuar, e a mesma fazia. A caçadora haveria dito para Laika frear qualquer ação louca do tritão, ainda que ela não desse a mínima para eles, ela apenas assetava com a cabeça para não prolongar mais tempo. Sem mais delongas, as duplas se separavam e seguiam para os respectivos esconderijos.

Akira ficava em dúvida de como o líder da base, Horus, haveria antecipado o deslocamento de sua base para outro local. Por sua vez, Laika acabaria respondendo subjetivamente. – Vai saber. Como falei... Horus é muito astuto e ardiloso. Talvez ele nem sabia, mas por precaução moveu a base devido o sumiço de Ísis. Ela ficava olhando ao redor, não que tivesse esperança de encontrar algo, mas apenas aguardando os próximos passos do tritão.

Conforme o vento soprava e as mãos de Shimizu entrelaçavam as areias do deserto, o tritão começava a matutar sobre suposições, chegando até mesmo concordar com as afirmações de sua irmã; Às. – Pode ser que sim, pode ser que não. Mas conhecendo bem Horus... mesmo se eu ver seu corpo morto no chão, ainda suspeitaria de que fosse algum sósia se passando por ele e ele ainda estivesse respirando em algum lugar. Fieros diria de forma sincera, ainda que não tivesse necessidade de falar, ela acabaria dialogando com tritão por tedio.

Não tardou para Akira e Laika retornarem a seguir para próxima base, sobrevoando os céus de Alabasta aproveitando da bela vista... e do calor infernal que lá fazia. Laika suava igual um porco e por sorte, Akira não era afetado tanto, ou talvez seus poderes lhe dessem uma boa imunidade para com os raios solares. De qualquer forma, não demoraria muito para chegarem na outra base. Porem, antes de chegarem lá, Akira acabaria puxando papo outra vez com a mulher com intuito de esclarecer algumas coisas.

Laika ouvia durante o voo e então respondia de bom grado. – Na verdade ele é um humano meio Mink. Um hibrido, por assim dizer. Dotado com uma Akuma do tipo zoan bastante... especial, igual a sua. Ela dizia enquanto olhava para o mapa com objetivo de encontrar o local exato da base de Tot. A explicação dela era curta, mas elucidava agora para o tritão estar a par do seu alvo; ou possível inimigo.

Hellhounds 5.5 - Evolution Arc - Página 4 OzdkhYO

Quando havia chegado na base de Tot, avistando do céu, era possível notar dois desfiladeiros que iam se afunilando e se estendiam e desciam vários e vários metros de distância. No final, haveria um aglomerado de tendas, barracas, casas de barro e um pequeno lago. Até mesmo vegetação haveria. Era incrível o local, uma base bem formada e bem desenvolvida. Akira poderia notar que haviam pessoas de um lado para o outro, muitos pareciam normais, já outros soldados de prontidão. – Isso é bem a cara do Tot. Laika diria impressionada com a desenvoltura que o mesmo havia aplicado em pouco tempo que lá estavam.

O tritão poderia permanecer no céu, mas sem duvidas seria avistado por um dos guardas. Porém, caso quisesse, poderia usar uma das bordas que se sobressaiam entre o topo do desfiladeiro e usar como pouso provisório e analisar o local com mais cautela.

Optando por ficar mais escondido na borda do desfiladeiro, Akira poderia usar seu Kenbunshoku e perceber que havia centenas de pessoas naquela base, que mais parecia um ressorte pessoal; exceto pela grande quantidade de soldados armados e apostos. – É difícil deduzir se ele está lá. Mas se estiver... com certeza não deixaria seu rosto a vista. Laika diria de forma astuta, ainda que talvez ela pudesse estar equivocada. Porém, era a opinião pessoal dela. Laika então apontava para um local mais afastado próximo do que parecia uma entrada para uma caverna. – Aquilo parece uma prisão. Ela diria, Akira poderia notar que o local era mais afastado e seria difícil conseguir ver com precisão através de seu haki da observação. Contudo, ainda era possível ver que haviam pessoas presas lá.

Enquanto isso, Às e Ísis estavam percorrendo as milhas no deserto com os superpatos. Logo então, a caçadora acabaria perguntando sobre o braço direito da revolucionaria. – És sim. Alfred me conhece desde... sempre, quase um pai para mim. Ela diria com um pequeno sorriso no rosto. Quando Volkerball questionou sobre ele ser um possível alvo, ela acabaria respondendo quase que imediatamente. – Não! Eles não ousariam... Ela retornaria a mostrar aquele semblante aflito, ainda que duvidasse de suas próprias palavras, o que não era comum dela.

O silêncio permutaria por algum tempo, até que Às acabaria quebrando o gelo por meio de um dialogo explicando sobre o comportamento de seu aliado anteriormente. Ísis notando a sinceridade e simpatia de Às, acabou sendo reciproco. – Admito que também me exaltei. Afinal, ainda que a organização esteja em caos e desordenada... não desejo mal a nenhum oprimido desta ilha. Mas ao ouvir o tom de sua voz e sua ameaça... velhos instintos afloraram, mas agradeço sua preocupação. Ela diria olhando nos olhos da caçadora. – És perceptível o bom coração dele. Isto me lembrou de Tot. Tão bondoso e honesto... Ela retornava a uma face ainda mais aflita que antes.

– És incrível como um coração pode ficar amargurado e revoltado. Tenhas isso em mente, senhorita Volkerball. A bondade em seu ápice pode ser louvável, mas se corrompida pode se tornar o mais puro mal. A lealdade em seu ápice pode ser o eterno amor pelo familiar de não-sangue. Mas se corrompido, se tornara as chamas do ódio puro em ternura por vingança. Todos estamos fadados a ser manchados por sangue, em algum momento. Mas nem todos consegue diferenciar os motivos. As falas de Ísis explicavam que apesar das ótimas qualidades, bastasse uma ação para que elas se voltassem contra a essência.

Quando Às comentou sobre salvar Rango e ajudar na revolução, a mulher imediatamente mudou seu semblante para algo próximo de uma felicidade. Animada com o ímpeto da caçadora e com esperanças de um “amanhã” melhor para todos.

Enfim chegado ao destino, a base de Ísis, um silencio no local parecia incerto. Às usufruía de Sirius para analisar o ambiente ao seu redor, notando rachaduras sobre o solo, alguns tiros em rochas, algumas gotículas de sangue e um odor desagradável. Notando a porta de acesso ao subterrâneo, a caçadora ordenava para o pato permanecer lá e o mesmo acenava com a cabeça de forma positiva. *Guamp.

Ísis deixava seu pato lá também, se aproximando do alçapão a seguir e abrindo-o. Às haveria tomado a frente e descido com a revolucionaria. Uma breve escada lhes faria descer alguns metros, mostrando uma base bem simples, mas com uma extensão razoável. Não havia sangue, pelo menos não visivelmente para o olho humano. Porém, era notável para Sirius. Pequenas bifurcações sobre as paredes em forma de Flecha, talvez Kunai.

Tudo lá estava organizado, até demais. Se não fosse por Sirius, poderia dizer que nada de errado lá havia. Entretanto, muitos detalhes diziam inverso. Parecia que a base havia sido atacada, mas arrumada para evitar investigações. Às poderia afirmar que não seria trabalho de caçador. Afinal, grande parte dos caçadores são desleixados. Poderia afirmar que não era trabalho de Mercenários, afinal, estava tudo muito limpo e arrumado.

Andando um pouco mais, exceto a falta de pessoas, não havia nada de errado para Ísis. Porém, isso só confirmava que algo havia acontecido aos olhos da revolucionaria; apesar de que Às já estaria ciente disso. – Isso não estás certo! Onde estás, onde estás. Ela começava a dizer ao tempo que vasculhava alguns quadros do local em busca de algo.

Ísis não havia dito para Às, mas era uma forma de se comunicar para caso ocorresse algum evento inesperado, como era o caso. A procura pela base levaria a mulher até o cômodo central onde havia uma mesa redonda cumprida e um quadro com diversas dunas pintadas. – Só pode ser esse! Ela diria e então viraria o quadro. Quando feito isso, ela começaria a chorar e cairia de joelhos no chão.

Assim que Volkerball olhasse o quadro, invertido agora, notaria uma palma vermelha bastante enrugada e uma pequena frase: “Se quiser ele de volta, venha me ver.” Simples e direta. Às poderia concluir algumas coisas, deduzir outras, mas o que ela sem duvidas poderia afirmar era que Ísis havia sido apunhalada, não fisicamente, mas em seu poderio de batalha.

Histórico Akira:

Histórico Às:



_________________

Hellhounds 5.5 - Evolution Arc - Página 4 2uAvx3T_d
Yami
Imagem :
Hellhounds 5.5 - Evolution Arc - Página 4 Giphy
Créditos :
16
Localização :
Alabasta - 7ª Rota
Ver perfil do usuário https://www.allbluerpg.com/t343-shimizu-d-akira#1013 https://www.allbluerpg.com/t1413-hellhounds-5-darude-sandstorm
Yami
Avaliador
Re: Hellhounds 5.5 - Evolution Arc Qua Jul 27, 2022 12:41 pm

Evolution Arc
- Falas | ~ Pensamentos



Ao menos aquela visão agradava meus olhos. A quantidade de pessoas ao redor daquela base, bem como a boa quantia de soldados, me sinalizava que meu objetivo estava, enfim, alcançável. Laika informava que não era uma certeza, mas meus instintos diziam o contrário. Acabaria por optar em pousar numa área mais distante, descendo de um modo que as chamas não chamassem tanta atenção, afinal de contas eu não era um pássaro qualquer. — Os soldados não serão problema, mas eu preciso saber se Tot está realmente por aqui. Podemos cuidar da prisão depois. — Comentava ao observar os pontos de interesse no qual a mulher também sinalizava.

Me aproximando com mais cautela, esperava poder passar despercebido em meio das pessoas sem chamar tanta atenção, apesar de ter uma natureza aquática que dificilmente seria ignorada. — Não temos problemas com nenhuma dessas pessoas, e nem com os guardas. Vamos andando como se realmente fizéssemos parte desse lugar. Quando estivermos perto o bastante, deixa que eu cuido de tudo. — Comentava ao começar a andar em meio das pessoas agora, deixando apenas que as vestes típicas da região ocultassem meus traços mais marcantes.

Meu Kenbunshoku no Haki, o apelidado Arrepio do Akira, seria a minha bússola naquela saga. Não caminharia ao léu, mas sim numa busca constante de identificar áreas onde o líder daquela região poderia se localizar, como num ponto mais isolado, numa área mais elevada ou numa sala mais reservada. Além disso, sua aura mais poderosa também denunciaria sua localização, visto que os demais não apresentavam uma tão chamativa assim.

No caso de alguém me parar, me questionando sobre meus motivos ali, apenas sinalizaria em tom baixo, sem criar muito alarde. — Assuntos a tratar com Tot sobre um novo membro dos Rá. — Comentava, sem mentir exatamente. Se fôssemos levados até Tot, seguiria sem maiores contestações, apesar de ainda permanecer na vigília em caso de tentarem nos enganar. Caso o problema se iniciasse ali, entretanto, ergueria uma mão aberta na direção de meu potencial agressor, disparando através dos tubos em meus pulsos um jato intenso de água marítima, moldando-a através de minha hidrocinese para empurrar o homem para longe através de um forte impacto em seu peito.

Nessa situação, emergeria rapidamente de minhas costas um par de asas flamejantes, que serviriam basicamente como um par de membros extras para me proteger como um escudo. Além disso, começaria a orbitar uma esfera de água em alta velocidade ao redor de meu corpo, demonstrando pleno controle de meu Estilo de Combate do Senpū Tetsuzan-ken. Através desse anel d’água, eu teria uma agilidade absurda em reagir ao perigo que me rodeava, sendo capaz de projetar água para qualquer direção em uma fração de segundo.

Hellhounds 5.5 - Evolution Arc - Página 4 Giphy

Se guardas viessem para cima, experimentariam um pouco da minha fúria através dessas rápidas torrentes que seriam disparadas contra os mesmos, atingindo-os como socos, e os empurrando para longe sem chance de aproximação. Minha intenção não era destruí-los, mas um nocaute já seria o bastante. Os ataques mesmo demonstravam uma clara intenção de mantê-los afastados, mas não de ferí-los mortalmente. — Estou aqui pelo Tot!! Tragam-no e tudo será resolvido sem derramamento de sangue! — Gritava até mesmo para o dito cujo ouvir, pois imaginava que não recusaria um combate direto.

Entretanto, se minha aproximação fosse bem-vinda, e fosse levado até de fato o tal meio-mink, retiraria meu capuz para deixar meus espetados cabelos vermelhos serem mostrados, bem como meu olhar determinado ao olhá-lo nos olhos. — Olha, não tenho nada haver com seus assuntos ou com sua organização, mas preciso de você para que meu irmão seja salvo. Pretende vir comigo do jeito fácil ou difícil? — Diria de forma direta, não tentando enganá-lo com mentiras ou meias-verdades. Nunca me dei bem com jogo de palavras, com enganações e estratégias ou jogo sujo, pois para mim a abordagem direta era sempre mais fácil de compreender e evitava falhas de interpretação. Como disse também, não tinha nada contra Tot, sua organização ou seus métodos, mas o importante era que ele era uma chave fundamental para o resgate de Rango, então eu iria extrair aquela oportunidade dele, quer ele queira ou não.


  • Posts: 16
  • Ganhos:
  • Perdas: -2 doses garrafa d’água (Post 6), B$ 27.000 (comida Post 10/11)
  • Contagem Caçador: B$ 547.500.000 - Rank B
  • Posts Desvantagem: 5/20
  • Players/NPCs:  Neftis e Laika
  • Localização: Alabasta - 7ª Rota - Grand Line



PdV: 79.980
STA: 2000

Força: 1220 +80 +400 +1000 +1000 +300 (Shigan) = 4000 [Extravagante]
Destreza: 1500 [Talentoso]
Acerto: 3670 +80 +400 +1200 +1050 (Jujutsu) = 7300 [Magnífico]
Reflexo: 188 +400 +1200 +1050 (Jujutsu) +300 (Kami-e) = 4738 [Extravagante]
Constituição: 920 +80 = 1000 [Talentoso]

Agilidade: 6019 +300 [Soru]
Oportunidade de Ataque: 3
Redução de Dano: +300 Tekkai

Qualidades:

Defeitos:

Primeiros SocorrosVocê sabe tratar ferimentos externos, de gravidade simples ou moderada, além de ser capaz de ministrar o tratamento inicial de qualquer tipo de ferimento. A proficiência primeiros socorros contempla ações como: parar sangramentos, fazer curativos, mitigar danos e similares.

CirurgiaVocê é capaz de tratar ferimentos graves e internos, desde que esteja em posse dos instrumentos apropriados.

AnatomiaVocê conhece o funcionamento e estrutura do corpo dos humanóides, sabendo identificar órgãos, artérias, veias, músculos e todo o resto.

DiagnoseVocê conhece diversas doenças, sabendo identificar seus sintomas e quadro de evolução, além disso, sabe ministrar os tratamentos para frear ou erradicar a doença, se existentes.

AcrobaciaVocê possui um corpo flexível e é capaz de dar saltos elaborados e piruetas, além disso, consegue equilibrar-se em várias superfícies, fazer malabarismo e sabe como amortecer suas quedas.

FarmáciaCom os instrumentos corretos, você é capaz de criar e manipular remédios, seja através de ingredientes orgânicos ou químicos..

HerbalismoVocê conhece plantas, ervas e suas propriedades. Sabe onde encontrar a planta ou erva que deseja, como cultivá-la, se elas têm propriedades venenosas, características curativas ou alucinógenas. Você pode utilizar as propriedades in natura das plantas e ervas que encontrar, mas essa proficiência não permite a manipulação das mesmas.

ToxicologiaVocê conhece e sabe identificar diversos venenos, sejam eles orgânicos ou não. Além disso, é capaz de produzir venenos, com os materiais e matéria prima necessários. Essa proficiência também contempla a criação de antídotos.

HipnoseAtravés de sugestões mentais, você pode tentar manipular o comportamento de um indivíduo.

FísicaVocê conhece a natureza e as suas leis, sendo capaz de realizar cálculos para prever fenômenos.

DançaVocê conhece diversos estilos de dança e é capaz de executá-los com maestria.


Profissão:
MédicoOs médicos são especialistas em saúde humana e/ou animal, sabendo preservar a saúde de seus companheiros e sendo capaz de tratar os mais diversos ferimentos.

Bônus: Jogadores médicos são extremos conhecedores do corpo humano, assim sendo, são capazes de aplicar e encerrar condições por meio de tratamentos, criações e técnicas, além disso, podem tratar qualquer ferimento.


Médico de GuerraBônus: Ao estar sob os cuidados de um Médico de Guerra em meio a uma urgência, o jogador poderá receber um tratamento extremamente veloz (mas não necessariamente o ideal) para solucionar o problema que está enfrentando naquele instante. Entretanto, a solução é ilusória, gerando uma espécie de Pontos de Vida Temporários (narrativo) para que a pessoa possa procurar por um tratamento melhor ou finalizar um combate difícil de lidar. Além disso, remédios produzidos pelo Médico de Guerra são capazes de garantir efeitos bônus em capacidades físicas em uma maior duração durante um combate.


Arma: BubblesArma: Bubbles
Descrição: Um par de manoplas cuidadosamente forjado para garantir uma boa proteção, com a base de tungstênio puro, mostra-se extremamente resistente ao calor, seu design parece carregar consigo alguma característica hidrodinâmica, sendo pensada para um tritão usar.
Tipo da Arma: Manopla
Qualidade: Forjada
Durabilidade: Alta
Dano: 1000
Estado: Nova


Maleta Médica
Kit de Bandagens: Contém 26 bandagens para tratamento de feridos e 10 talas junto deles para caso haja necessidade.  
Espaço no inventário: 2 por unidade
Bisturi: Extremamente afiado e fino, feito para uso cirúrgico.
Espaço no inventário: 0.5 por unidade
Kit de Agulha Esterilizada: 10 agulhas pré esterilizadas para facilitar tratamentos rápidos, são vendidas num pacote lacrado e com invólucros as separando...  
Usos: 10 usos.
Espaço no inventário: 0.5 por unidade
Álcool: Uma garrafa de 2l de álcool para fins diversos.
Usos: 18 usos.
Espaço no inventário: 1 por unidade
Estetoscópio: Um instrumento usado por médicos para ouvir as batidas do coração entre outros barulhos internos.
Espaço no inventário: 0.5 por unidade
Medidor de Pressão: Um medidor de pressão arterial para fins médicos.
Espaço no inventário: 1 por unidade
Remédios: Remédios de uso comum,  antigripal, antiinflamatório, remédio para tosse e Soro fisiológico.
Usos: 5 usos. (um uso para cada um)
Espaço no inventário: 0.5 por unidade.
Sedativos: Aqui se encontram sedativos, como morfina e afins. Especifique qual o sedativo na hora da compra. (Morfina)
Usos: 4 usos
Espaço no inventário: 0.5 por unidade
Matéria Prima para Criação de Remédios:
Itens diversos para a produção de fármacos.
Usos: 9 usos.
Espaço no inventário: 1 por unidade


Insígnia da PurezaDescrição: Essa insígnia emana um brilho colorido, como uma espécie de aura que envolve o portador. A aura pode assumir qualquer cor que o usuário escolher. Porém, é apenas visual, não sendo capaz de causar condições ao utilizar disso.


Den Den Mushi BebêDescrição: Diferentemente do Regular, esses são usados pela sua portabilidade, é normal levar eles tranquilamente na mochila, o que ajuda a se comunicar com pessoas da mesma ilha que estejam longe de você, mas seu alcance não vai além de uma mesma ilha.


Water DialDescrição: São dials capazes de armazenar e liberar água, eles conseguem guardar um total de até 20l dentro deles de forma compactada, podendo liberar de forma controlada, ou pressurizada, dependendo do usuário. Ao ser usado para combate para disparos pressurizados, a água pode ir até  10m a frente, tendo 10 usos até a necessidade de recarga.


Enciclopédia Akuma no MiDescrição: O livro que contém o nome de todas as akumas conhecidas. O livro possui uma breve descrição de cada uma das akumas sem se aprofundar em suas capacidades ou fraquezas mas explicando o básico delas. Dessa forma um jogador com esse livro pode ver o código de sua akuma antes de comer ela, já sabendo das capacidades.


Roupas Típicas de AlabastaDescrição: Roupas Típicas de Alabasta, um turbante de cor azul claro e trajes confortáveis e folgados (calça, camisa de manga na cor branca e um lenço preso na cintura na cor azul). Todas bem resistentes, costuradas e aptas a vagar pelo deserto.




Última edição por Yami em Qua Jul 27, 2022 9:37 pm, editado 1 vez(es)

_________________

Hellhounds 5.5 - Evolution Arc - Página 4 V8upj2D

Hellhounds 5.5 - Evolution Arc - Página 4 YDNzcDa
Às
Imagem :
Hellhounds 5.5 - Evolution Arc - Página 4 BcOqz4N
Créditos :
03
Ver perfil do usuário https://www.allbluerpg.com/t271-as-e-volkerball#780 https://www.allbluerpg.com/t742-sharp-teeth-and-hard-fists
Às
Designer
Re: Hellhounds 5.5 - Evolution Arc Qua Jul 27, 2022 8:34 pm



»» Evolution Arc ««

- Às Volkerbäll -


Ж


A angústia parecia ser um sentimento cravado fundo no coração de Ísis, por mais que tentasse motivá-la e conseguisse em alguns momentos tirar dela um sentimento positivo, as memórias de seus irmãos e o que eles haviam hoje se tornado somente parecia puxá-la de volta ao seu Mundo particular de lamentações. - Fora o tom filosófico… - pegava-me a silenciosamente reclamar, apesar do bom coração da mulher, sua insistência em colocar as coisas para baixo e a necessidade de sempre tentar transmitir um conhecimento, ou sabedoria era realmente desconcertante, tanto que ficava feliz por estar com ela e não Akira, uma vez que tinha a certeza de que em algum momento de tudo aquilo, o ruivo não hesitaria de dar a ela um corte ou comentário mais áspero. - Entendo bem… - comentava a respeito de Alfred. - …ele estará bem, tenho certeza disso. - tentava confortá-la, à medida que nos aproximávamos do esconderijo.

O tom monótono do local era o principal fato preocupante em um primeiro instante, mas como considerava que as pessoas que lá estivessem poderiam estar escondidas no seu interior, valia a pena arriscar e averiguar o local. - Hmmm… - o silêncio e a calmaria do local claramente indicava um certo grau de abandono, sem sons e sem rastros que pudessem ser seguidos, ou pelo menos era o que aparentava em um primeiro olhar. Sirius no entanto, conseguiu capturar informações que passariam por olhos mais desatentos. - O local foi invadido. - era espontânea e direta, não fazendo rodeios em avisar Ísis, a respeito do que havia encontrado. - As armadilhas foram disparadas, há sinais de sangue nelas. - olhava ao redor. Seja lá quem tivesse feito aquilo, tinha tido a paciência de limpar o local e garantir que tudo aparentemente estivesse normal - Provavelmente… - podia sugestionar uma ou mais hipótese, mas torcia para que no fundo estivesse equivocada.

A mulher então tomava a frente, vasculhando os quadros espalhados pelo local, enquanto sussurrava algo. Meu passo aumentava, a fim de manter-me próxima a ela até o instante em que chegássemos ao cômodo central, o ambiente atraia um pouco da minha atenção, pelo tempo necessário para ser surpreendida pelo choro da mulher, notando-a cair no chão. - Ísis o que foi? - a dúvida seria passageira no entanto, pois ao observar o local do quadro, podia observar a marca de uma palma vermelha. - Parece que chegamos tarde. - olhava os arredores, tentando captar com Sirius mais pistas, antes de segurar a mulher pelos braços, levantando-a nem que fosse para se sentar em uma das cadeiras do local. - Quem poderia ter feito isso? - olhava para ela, antes de abaixar-me para encará-la nos olhos. - Não parece ter sido feito por pessoas desconhecidas. Caçadores e Mercenários teriam no mínimo deixado um rastro bem evidente de destruição. Isso poderia ter sido causado por seus irmãos? - era a pergunta crucial.

Respeitando o tempo de Ísis em responder a pergunta, vasculharia com mais atenção o esconderijo, em busca de passagens secretas, ou mesmo de alguma pessoa. Com a resposta da mulher, a observaria brevemente, antes de voltar a falar com a mesma. - Como chegamos até ele? - demonstraria meu interesse, retornando com a revolucionário até a entrada do esconderijo, onde voltaria a usar os patos para cruzar caminho rumo a quem supostamente tenha atacado o local.













Histórico:






_________________

Hellhounds 5.5 - Evolution Arc - Página 4 Z0zQdpF

Hellhounds 5.5 - Evolution Arc - Página 4 ZaT0xpq
Blindao
Imagem :
Hellhounds 5.5 - Evolution Arc - Página 4 ZDZLMTU
Créditos :
77
Localização :
Segunda Rota ~ Lotda
Ver perfil do usuário https://www.allbluerpg.com/t296-thorkell-dragnar-godheim https://www.allbluerpg.com/t1057-4-capitulo-gigantorines-em-altai
Blindao
Tenente
Re: Hellhounds 5.5 - Evolution Arc Sab Jul 30, 2022 9:10 pm

Narração
Aventura


Após observar por um tempo a base de Tot, Akira se determinou em se infiltrar na região. O tritão se misturava facilmente, além de Laika, pois, era bastante comum ter humanos, tritões e Minks dentro da revolução. Shimizu havia dito que bastasse ambos se mesclarem entre os soldados que o resto ele cuidaria, então logo Laika seguiria suas orientações.

Durante sua jornada por dentro da base, seria perceptível os diversos Associados e Insurgentes trabalhando com carregamento de suprimentos, armamentos e etc. afinal, eles tinham grandes planos, segundo Ísis. Dado algum tempo lá, Akira e Laika acabariam sendo pegos por um dos oficiais. – Ei? O que estão fazendo? Ele se aproximavam e mostrava um ar sério no rosto. – Hunn. Ele então olhava uma planilha e lia por alguns segundos. – Vocês são do grupo do Red? Ele diria arqueando uma das sobrancelhas. – Deveriam estar carregando os barris de pólvora, e não aqui perto. Por que estão aqui? Ele diria já tirando conclusões precipitadas.

Akira respondia rapidamente sobre estarem lá referente a um novo membro da base. – Huh? Ninguém me informou nada sobre isso. O senhor Tot está em repouso após sua última missão. Ele então colocava a mão no queixo tentando lembrar sobre algum novo membro. – Que seja. Quem é o cara novo? Ele questionava Akira, olhando uma vez que outra para Laika. – Você me parece familiar. Ele diria inclinando um pouco seu corpo para tentar ver mais de perto o rosto da Revolucionaria. Enquanto isso, a mulher tentava disfarçar com intuito de não revelar sua identidade. – Puta merda. A mulher diria em um tom baixo enquanto tentava virar o rosto em busca de dificultar a varredura do homem a sua frente.

Durante esse tempo, Isis e Às estavam dentro da base improvisada que servia como um dos centros de comandos de RÁ. Não demorou para a situação ser entendida, tanto pela caçadora quanto pela revolucionaria. – Não, não. Eles não... Ela então derramava mais alguns lagrimas. -... não existe motivo para eles fazerem isso. Mas o que me surpreende... és o fato de eles não terem vindo vasculhar o motivo de meu sumiço. Ela então limpava os olhos rapidamente. – Preciso encontrar Alfred e meus associados. Ela diria mostrando um rosto mais determinado. – Só pode ter sido ele, sem dúvidas. Ela expressava raiva pela primeira vez. – Zakaiya Mesbah! Até onde você irá em busca de meu poder! Seu tom de voz era mais alto e sua zanga era bastante visível.

Hellhounds 5.5 - Evolution Arc - Página 4 138053

Enquanto Isis respondia as perguntas da caçadora, sentada em uma cadeira, Às começava a vasculhar os cômodos e locais em busca de alguma evidencia. Exceto um bilhete com um local marcado, mais nada seria encontrado. Ao pegar o bilhete, escrito um endereço nele, em uma das estantes do local, Isis diria para a caçadora Cibernética. – Isso... és o endereço da mansão dele. Aquela víbora! Ela diria expressando fúria ao tempo que seus olhos cintilavam em uma coloração diferente de antes... desta vez um vermelho rubro intenso.

Isis então notava sua mudança, logo dissipando aquele sentimento raivoso e vingativo. – Perdoe-me. Não tive a intenção. Ela diria retornando seu semblante aflito de antes. – Não tenho escolha. Preciso ir salvar meus companheiros. Infelizmente... infelizmente não poderei continuar lhe ajudando. Sinto que lhe pedir ajuda seria mais do que mereço, devido aos atos de Neftis. Suponho... és aqui que iremos nos separar, senhorita Volkerball. Ela diria em duvida se seria o ideal a se fazer, mas sabendo bem que esperar era o mesmo que sentenciar seus amigos a morte, a melhor escolha dela seria ir até a mansão daquele que estava atrás dela.

Se Às decidisse não ajudar a revolucionária, Isis então iria embora com seu pato para a mansão no endereço. No entanto, caso decidisse propor ajuda-la, deveria ponderar a situação com cautela. Afinal de contas, o local que ela iria agora não seria algo tão simples ou tão fácil quanto a base em que eles haviam parado.


Histórico Akira:

Histórico Às:



_________________

Hellhounds 5.5 - Evolution Arc - Página 4 2uAvx3T_d
Às
Imagem :
Hellhounds 5.5 - Evolution Arc - Página 4 BcOqz4N
Créditos :
03
Ver perfil do usuário https://www.allbluerpg.com/t271-as-e-volkerball#780 https://www.allbluerpg.com/t742-sharp-teeth-and-hard-fists
Às
Designer
Re: Hellhounds 5.5 - Evolution Arc Seg Ago 01, 2022 3:52 pm



»» Evolution Arc ««

- Às Volkerbäll -


Ж


A inquietação de Ísis não era injustificada, o desaparecimento de seus companheiros havia afetado fortemente seu emocional, obrigando-me a agir de maneira mais calma, tentando dentro do possível acalmá-la para assim tentar encontrar mais peças daquele quebra cabeça. - Se não foram seus irmãos, quem poderia ser então? - o questionamento era pertinente, com todo o cenário do local e o pouco rastro de destruição visível, era fortemente possível que seja lá quem tivesse ordenado o ataque, sabia muito bem o que fazer por ali Apesar de gastar minha concentração em tentar encontrar um culpado para a situação, podia ouvir que a mulher não parecia lamentar somente o sumiço de seus homens, mas também o desinteresse de seus irmãos pelo seu paradeiro. - Isso a surpreende mais do que o esperado? - a questionaria, momentos antes de ouvir sua constatação dos fatos, tal como pela primeira vez uma demonstração clara de raiva.

A menção de Zakiyah, novamente pairava no ar, enquanto uma enraivecida Ísis parecia determinada a lidar com a situação. - Por que ele faria isso? - olhava os arredores, antes de voltar a olhar para a mulher e seus olhos subitamente rubros. - O que você tem de tão poderoso que ele quer? - o tom era sério, principalmente por transmitir o sentimento de que compreendia a origem do possível poder da mulher. - O que seus olhos podem fazer? - suspirava, prestando atenção numa eventual resposta por parte dela. Neste meio tempo, vasculhava o esconderijo em busca de pistas, mas encontrava somente um bilhete com uma localização. - A localização? - observava o bilhete com atenção, deixando Sirius guardar bem as informações, antes de dar o papel para a mulher. - Não se preocupe, irei com você. - me colocaria disposta a ajudar, embora achasse estranho toda a situação, tal como uma possível evasão por parte da mulher a respeito de suas habilidades.

Vamos embora. - comentaria com a revolucionária, caminhando com a mesma até o lado de fora, onde montaria novamente nos patos e seguiria rumo ao endereço de Mesbah. - Tentarei não ficar muito exposta. - explicaria durante a viagem. - Se ele tem cobiça por você, se sentirá mais à vontade para agir se vê-la sozinha. Mas estarei lhe dando cobertura. - diria, apertando o passo da viagem até alcançar as imediações do local. Lá, me separaria momentaneamente de Ísis, escalando as construções para ter uma visão melhor do local, analisando sua estrutura e sua possível vigilância. Aguardaria a chegada de Ísis para observá-la, tal como, observaria qualquer sinal de ataque. - Vamos ver qual é dessa situação.













Histórico:






_________________

Hellhounds 5.5 - Evolution Arc - Página 4 Z0zQdpF

Hellhounds 5.5 - Evolution Arc - Página 4 ZaT0xpq
Yami
Imagem :
Hellhounds 5.5 - Evolution Arc - Página 4 Giphy
Créditos :
16
Localização :
Alabasta - 7ª Rota
Ver perfil do usuário https://www.allbluerpg.com/t343-shimizu-d-akira#1013 https://www.allbluerpg.com/t1413-hellhounds-5-darude-sandstorm
Yami
Avaliador
Re: Hellhounds 5.5 - Evolution Arc Seg Ago 01, 2022 4:37 pm

Evolution Arc
- Falas | ~ Pensamentos



Talvez a forma direta e simples no qual eu havia falado acabava por confundir o homem, que interpretava minhas falas como se eu estivesse fazendo parte daquilo tudo. Tentando entender exatamente onde eu me encaixava, ele me olhava e relembrava de movimentos da organização que justificassem minha aparição por ali, mas eu apenas negava com a cabeça. — Não, não. Me chamo Akira, sou um caçador de recompensas. Estou aqui para ver Tot. Não vim caçá-lo, então relaxa. — Diria de forma direta, talvez até demais. — Meu irmão está com problemas por conta de uma nova membro dos Rá, e Tot pode me ajudar nessa. Preciso que ele venha comigo. — Talvez aquela forma tão simples e impactante de revelar os fatos fosse o bastante para o homem dispersar a atenção de Laika, que estava começando a ser identificada. — Essa daí não é ninguém importante não. O importante é onde está o Tot. Poderia me dizer pra onde ele está? E aí te deixo em paz. — De forma bem casual, começaria a andar pelo homem, sem esboçar hostilidade nem nada do tipo.

Mas talvez as revelações tão nuas e cruas pudessem ser demais, e o homem poderia se voltar contra mim rapidamente numa tentativa de proteger seu líder. Imaginando tal conflito, imediatamente me aproximaria dele com um rápido avanço do Soru, aplicando um poderoso gancho de esquerda diretamente contra a boca de seu estômago, usufruindo do Karatê Tritão para extrair de seu corpo uma massiva quantia de água, causando maior atordoamento e desidratação. — Eu disse que ia te deixar em paz, não falei? Só preciso ir até o Tot e tudo ficará certo. — Comentava num tom de voz agora mais sério e impositivo. Se o homem fosse nocauteado, deixaria seu corpo por ali enquanto caminharia em direção de onde meus instintos me guiassem, frisando agora o fato de que Tot estaria descansando após uma recente missão. Aquilo significava que ele estaria cansado, o que poderia ser frustrante para mim caso estivesse procurando-o para testar minhas forças. Mas estava ali para levá-lo comigo em resgate ao Rango, então não me importava com seu estado atual.

Se mais homens surgissem nos arredores em prol da defesa de seu general, deixaria que minhas asas brotassem em minhas costas, enquanto o resto do corpo permaneceria o mesmo homem-peixe de sempre. — Querem que eu chute a bunda de todo mundo antes de falar com Tot? Muito bem, então sejamos rápidos. — Dizia com seriedade aquilo, afinal não estava com tempo para gastar ali. Começaria a avançar de um em um, deixando meu Kenbunshoku por toda a região para me gerar uma espécie de onipresença, ao mesmo tempo em que percorria o campo de batalha através do Soru e revestindo meus punhos com água e Busoushoku. Com os punhos se movendo com a mesma fluidez das correntes marítimas, golpearia de forma incisiva contra pontos estratégicos de suas anatomias, buscando um nocaute rápido ao vibrar as moléculas de água de seus corpos através dos golpes bem encaixados.

Além disso, usufruindo de um pouco de água proveniente do Water Dial, dispararia contra os que estavam mais distantes para ter uma maior abrangência em minha área de ataques. Após derrubar aqueles que se colocariam contra mim, retomaria minha atenção para onde Tot poderia estar, pegando o mais medroso dos guardas pelo colarinho e erguendo-o no ar. — Vamos, me diga onde está Tot. Meu assunto é apenas com ele. — Em tom de autoridade, tentaria arrancar a informação na força bruta, para então sair correndo em direção aos aposentos do referido homem. Caso o encontrasse por lá, o encararia em uma distância segura, estudando-o através de minha observação e de meu Haki. — Olha, moço, não temos muito tempo, então serei breve. Me chamo Akira, e por causa da desgraçada da Neftis, você vai precisar vir comigo. Quer vir numa boa ou vai dificultar? — Diria já de punhos erguidos, deixando claro que não estava blefando sobre meus motivos de estar por ali.


  • Posts: 17
  • Ganhos:
  • Perdas: -2 doses garrafa d’água (Post 6), B$ 27.000 (comida Post 10/11)
  • Contagem Caçador: B$ 547.500.000 - Rank B
  • Posts Desvantagem: 6/20
  • Players/NPCs: Neftis e Laika
  • Localização: Alabasta - 7ª Rota - Grand Line



PDV: 79980/79980
STA: 2000/2000
CONDIÇÕES: N/A
FERIMENTOS: N/A

Força: 1220 +80 +400 +1000 +1000 = 4000 [Perito] +300 [Shigan]
Destreza: 1500 +1000 = 2500 [Perito]
Acerto: 3670 +80 +400 +1200 +1050 Jujutsu = 6400 [Magnífico]
Reflexo: 188 +400 +1200 +1050 Jujutsu = 3138 [Perito] +300 [Kami-e]
Constituição: 920 +80 = 1000 [Talentoso]

Agilidade: 4769 +300 [Soru/Geppou]
Oportunidade de Ataque: 3
Armadura: 0 +1000 +300 [Tekkai]
Penetração: 0 +1000

Formas Zoans: Tori Tori no Mi - Model Phoenix:

Qualidades:

Defeitos:

Primeiros SocorrosVocê sabe tratar ferimentos externos, de gravidade simples ou moderada, além de ser capaz de ministrar o tratamento inicial de qualquer tipo de ferimento. A proficiência primeiros socorros contempla ações como: parar sangramentos, fazer curativos, mitigar danos e similares.

CirurgiaVocê é capaz de tratar ferimentos graves e internos, desde que esteja em posse dos instrumentos apropriados.

AnatomiaVocê conhece o funcionamento e estrutura do corpo dos humanóides, sabendo identificar órgãos, artérias, veias, músculos e todo o resto.

DiagnoseVocê conhece diversas doenças, sabendo identificar seus sintomas e quadro de evolução, além disso, sabe ministrar os tratamentos para frear ou erradicar a doença, se existentes.

AcrobaciaVocê possui um corpo flexível e é capaz de dar saltos elaborados e piruetas, além disso, consegue equilibrar-se em várias superfícies, fazer malabarismo e sabe como amortecer suas quedas.

FarmáciaCom os instrumentos corretos, você é capaz de criar e manipular remédios, seja através de ingredientes orgânicos ou químicos..

HerbalismoVocê conhece plantas, ervas e suas propriedades. Sabe onde encontrar a planta ou erva que deseja, como cultivá-la, se elas têm propriedades venenosas, características curativas ou alucinógenas. Você pode utilizar as propriedades in natura das plantas e ervas que encontrar, mas essa proficiência não permite a manipulação das mesmas.

ToxicologiaVocê conhece e sabe identificar diversos venenos, sejam eles orgânicos ou não. Além disso, é capaz de produzir venenos, com os materiais e matéria prima necessários. Essa proficiência também contempla a criação de antídotos.

HipnoseAtravés de sugestões mentais, você pode tentar manipular o comportamento de um indivíduo.

FísicaVocê conhece a natureza e as suas leis, sendo capaz de realizar cálculos para prever fenômenos.

DançaVocê conhece diversos estilos de dança e é capaz de executá-los com maestria.


Profissão:
MédicoOs médicos são especialistas em saúde humana e/ou animal, sabendo preservar a saúde de seus companheiros e sendo capaz de tratar os mais diversos ferimentos.

Bônus: Jogadores médicos são extremos conhecedores do corpo humano, assim sendo, são capazes de aplicar e encerrar condições por meio de tratamentos, criações e técnicas, além disso, podem tratar qualquer ferimento.


Médico de GuerraBônus: Ao estar sob os cuidados de um Médico de Guerra em meio a uma urgência, o jogador poderá receber um tratamento extremamente veloz (mas não necessariamente o ideal) para solucionar o problema que está enfrentando naquele instante. Entretanto, a solução é ilusória, gerando uma espécie de Pontos de Vida Temporários (narrativo) para que a pessoa possa procurar por um tratamento melhor ou finalizar um combate difícil de lidar. Além disso, remédios produzidos pelo Médico de Guerra são capazes de garantir efeitos bônus em capacidades físicas em uma maior duração durante um combate.


Arma: BubblesArma: Bubbles
Descrição: Um par de manoplas cuidadosamente forjado para garantir uma boa proteção, com a base de tungstênio puro, mostra-se extremamente resistente ao calor, seu design parece carregar consigo alguma característica hidrodinâmica, sendo pensada para um tritão usar.
Tipo da Arma: Manopla
Qualidade: Forjada
Durabilidade: Alta
Dano: 1000
Estado: Nova


Maleta Médica
Kit de Bandagens: Contém 26 bandagens para tratamento de feridos e 10 talas junto deles para caso haja necessidade.
Espaço no inventário: 2 por unidade
Bisturi: Extremamente afiado e fino, feito para uso cirúrgico.
Espaço no inventário: 0.5 por unidade
Kit de Agulha Esterilizada: 10 agulhas pré esterilizadas para facilitar tratamentos rápidos, são vendidas num pacote lacrado e com invólucros as separando...
Usos: 10 usos.
Espaço no inventário: 0.5 por unidade
Álcool: Uma garrafa de 2l de álcool para fins diversos.
Usos: 18 usos.
Espaço no inventário: 1 por unidade
Estetoscópio: Um instrumento usado por médicos para ouvir as batidas do coração entre outros barulhos internos.
Espaço no inventário: 0.5 por unidade
Medidor de Pressão: Um medidor de pressão arterial para fins médicos.
Espaço no inventário: 1 por unidade
Remédios: Remédios de uso comum, antigripal, antiinflamatório, remédio para tosse e Soro fisiológico.
Usos: 5 usos. (um uso para cada um)
Espaço no inventário: 0.5 por unidade.
Sedativos: Aqui se encontram sedativos, como morfina e afins. Especifique qual o sedativo na hora da compra. (Morfina)
Usos: 4 usos
Espaço no inventário: 0.5 por unidade
Matéria Prima para Criação de Remédios:
Itens diversos para a produção de fármacos.
Usos: 9 usos.
Espaço no inventário: 1 por unidade


Insígnia da PurezaDescrição: Essa insígnia emana um brilho colorido, como uma espécie de aura que envolve o portador. A aura pode assumir qualquer cor que o usuário escolher. Porém, é apenas visual, não sendo capaz de causar condições ao utilizar disso.


Den Den Mushi BebêDescrição: Diferentemente do Regular, esses são usados pela sua portabilidade, é normal levar eles tranquilamente na mochila, o que ajuda a se comunicar com pessoas da mesma ilha que estejam longe de você, mas seu alcance não vai além de uma mesma ilha.


Water DialDescrição: São dials capazes de armazenar e liberar água, eles conseguem guardar um total de até 20l dentro deles de forma compactada, podendo liberar de forma controlada, ou pressurizada, dependendo do usuário. Ao ser usado para combate para disparos pressurizados, a água pode ir até 10m a frente, tendo 10 usos até a necessidade de recarga.


Enciclopédia Akuma no MiDescrição: O livro que contém o nome de todas as akumas conhecidas. O livro possui uma breve descrição de cada uma das akumas sem se aprofundar em suas capacidades ou fraquezas mas explicando o básico delas. Dessa forma um jogador com esse livro pode ver o código de sua akuma antes de comer ela, já sabendo das capacidades.


Roupas Típicas de AlabastaDescrição: Roupas Típicas de Alabasta, um turbante de cor azul claro e trajes confortáveis e folgados (calça, camisa de manga na cor branca e um lenço preso na cintura na cor azul). Todas bem resistentes, costuradas e aptas a vagar pelo deserto.



_________________

Hellhounds 5.5 - Evolution Arc - Página 4 V8upj2D

Hellhounds 5.5 - Evolution Arc - Página 4 YDNzcDa
Blindao
Imagem :
Hellhounds 5.5 - Evolution Arc - Página 4 ZDZLMTU
Créditos :
77
Localização :
Segunda Rota ~ Lotda
Ver perfil do usuário https://www.allbluerpg.com/t296-thorkell-dragnar-godheim https://www.allbluerpg.com/t1057-4-capitulo-gigantorines-em-altai
Blindao
Tenente
Re: Hellhounds 5.5 - Evolution Arc Seg Ago 01, 2022 11:36 pm

Narração
Aventura


As perguntas de Às possuíam relevância e seriam respondidas dentro do possível. A caçadora estava intrigada com poder da revolucionaria e logo questionou o mistério por trás, já que, não só assassinos, mas alguém estrava lhe caçando com frequência. Eu... Isis se sentiu um pouco relutante para dizer a caçadora, mas sendo tratada bem e percebendo a generosidade da mulher cibernética se viu na obrigação de responder com franqueza. ...possuo o poder da Kanjō no mi. Ela diria o nome da Akuma no mi. És uma paramecia que se entrelaça em meus sentimentos e os aflora, onde cada uma emoção possuí uma característica especial no corpo e uma habilidade. Sua honestidade era visível, agora explicando o motivo de seus olhos mudarem suas cores, sendo bem provável que a cor de seus olhos atuais nem fosse original.

Apesar de explicar a essência por trás de seu poder, ainda sim era difícil acreditar que alguém estava movendo mundos e fundos para capturar a jovem mulher. Uma destas habilidades me permite ver a natureza por trás das coisas. Me permites ter um deslumbre de sua criação, sua verdade. Sempre foi algo difícil para a mulher explicar, mas Às poderia entender que uma de suas habilidades era ver o surgimento e andamento da criação de um objeto, o forjamento inicial de uma espada; o polimento final de um escudo; o ouro composto em uma coroa; o toque final do pincel em uma obra de arte. Isso para um colecionador como Zakiyah era algo imensurável. Isso explicava o motivo do choro em relação a palma no quadro, apenas com uma frase que não dizia nada, mas para a mulher dizia tudo. Afinal, ela havia visto o ocorrido com sua habilidade.

O poder de Isis era bastante único, ainda que ela pudesse usar diferentes formas, seu controle era outra história. Afinal, estavam vinculados a seus sentimentos e era impossível ela ter controle absoluto sobre eles; grande parte da natureza humana era assim.

Quando a caçadora comentou que iria ajudar a mulher, Isis ao mesmo tempo se sentiu aliviada por ter uma valiosa aliada como a caçadora. – És uma boa pessoa, senhorita Volkerball. Se estás determinada em me ajudar, usaremos o tempo a nosso favor. Provavelmente não sabem de nossa chegada, o melhor seria descansarmos um pouco para então irmos até a mansão de Zakiyah. Ela diria mostrando estar um pouco cansada. – Irei para meu quarto e em algumas horas podemos ir. Estava querendo ir logo por pensar que você não ajudaria esta nobre alma, mas com sua ajuda será mais rápido e eficiente. Agradeço verdadeiramente. Isis diria ao tocar nas mãos da Às gentilmente e abaixando sutilmente a cabeça.

Isis então expressava um pequeno esboço de sorriso para a mulher caçadora, mas logo se retirando do recinto e caminhando para seu quarto que ficará não muito longe do salão central. Neste meio tempo, Às poderia descansar ou aproveitar para fortalecer suas aptidões.

Do outro lado da cidade, estava Akira e Laika dentro da base da organização de RÁ. O revolucionaria que havia abordado Akira acabava entendendo que os dois eram recrutas novatos, porém, logo então compreendendo que não seria bem o caso. Afinal, Shimizu na maior cara de pau dizia ser um caçador e não estava lá para caçar Tot; seria louco ou apenas tolo? De qualquer forma, o homem se sentiu ameaçado e quando largou sua prancheta assustado em razão de um caçador estar lá, Akira rapidamente nocauteou o sujeito à sua frente.

O tritão era forte, isso era fato, mas quando derrubou o revolucionaria a sua frente, logo os Associados, Rebeldes e Insurgentes na hierarquia da revolução cercavam o homem-peixe. – Ataque inimigo?! Um deles gritavam enquanto empunhavam suas armas. – INIMIGOS DENTRO DA BASE! Eles decretavam ao tempo que entendiam a hostilidade por parte do tritão ao manifestar os poderes de sua Zoan mística. – Agora ferrou. Laika diria enquanto tocava em seu colar suavemente preparada para o ataque.

A quantidade de homens lá era alta, tanto que Akira começou a ter dificuldade de seguir todos. Entretanto, em razão de seu excepcional haki da observação e habilidades na forma Fênix, conseguia lidar com a quantidade de inimigos conforme vinham. Seja por golpes, bater de asas e até jatos de água, o tritão utilizava tudo de seu arsenal para derrotar o máximo de alvos próximo a ele; quase acertando Laika uma vez que outra. Porem, por sorte, a mulher conseguia lidar com ele e evitar os ataques inimigos.

A situação estava bem ruim, isso para os soldados da revolução. Akira estava sentando o sarrafo em grande parte deles. Porém, o Oficial da organização RÁ viria aparecer; pelo menos um dos oficiais deles. Através de um contra-ataque usufruindo da própria água liberada por Akira, atingindo-o em uma das asas. – Aí! Pare agora mesmo! O que pensa que está fazendo, seu maníaco! O homem estava sem camiseta e portava calças brancas. Possuía uma espécie de barbatana na cabeça e lábios mais volumosos que o normal, logo então Akira conseguiria ver as guelras próximo do queixo e deduzir que era um tritão também.

- Porque um camarada tritão está tentando destruir nossa base? Seu vilão! Ele então apontava para Shimizu. O caçador então dizia querer encontrar Tot. – O Comandante Tot está... O tritão então ficava em silencio com uma face séria. -... em algum lugar. Parecia não ser um oficial, mas era um de fato. – Enfim. Vá embora, já causou caos demais aqui. Aproveite minha bondade, irmão. Ele diria andando alguns passos à frente e então cruzando os braços com uma expressão séria enquanto escorria um pouco de ranho do seu nariz. Ele parecia não se preocupar com isso, ou era orgulho demais para limpar em um momento que ele estava se achando foda.

Alguns enfermeiros começavam a ajudar os feridos, enquanto outros soldados tomariam a frente para proteger seus aliados. – Mostra pra ele quem manda! Snark! Um dos rebeldes diria incentivando seu superior a lidar com o intruso, este no caso Akira. Laika estava escondida, mas se Shimizu usasse seu haki da observação veria que ela estava aproveitando da baderna para procurar Rango, ou pelo menos assim parecia.


Histórico Akira:

Histórico Às:



_________________

Hellhounds 5.5 - Evolution Arc - Página 4 2uAvx3T_d
Yami
Imagem :
Hellhounds 5.5 - Evolution Arc - Página 4 Giphy
Créditos :
16
Localização :
Alabasta - 7ª Rota
Ver perfil do usuário https://www.allbluerpg.com/t343-shimizu-d-akira#1013 https://www.allbluerpg.com/t1413-hellhounds-5-darude-sandstorm
Yami
Avaliador
Re: Hellhounds 5.5 - Evolution Arc Ter Ago 02, 2022 11:39 am

Evolution Arc
- Falas | ~ Pensamentos



Os homens ali presentes tinham de fato algum nível de treinamento, mas eram nada comparados às minhas habilidades marciais e ao meu corpo treinado após tantas provações ao longo de toda a Grand Line. Um a um eles iam caindo, mesmo que minha intenção não fosse causar tanto caos assim. Entre um soco e outro, eu resmungava, e até mesmo pronunciava minhas intenções. — Ei, ei, pega leve. Você vai acabar se quebrando se avançar desse jeito. — Diria após nocautear algum emocionado no caminho.

Me surpreendia, entretanto, no momento em que um de meus disparos de água acabavam voltando para uma de minhas asas, que chamuscavam e voltavam a crescer. Meu olhar agora voltava para uma figura musculosa e de pele lisa, que rapidamente identificava como sendo outro de minha espécie. — Enfim, alguém que quis conversar antes de cair pra cima. — Dizia de forma relaxada. Erguia os braços, em sinal de que não havia intenção de causar mal. — Olha, não tenho nada contra vocês, apesar de ser um caçador. Seu amigo aqui soube disso e já ficou desesperado. — Apontava para o homem no chão. — Meu irmão foi sequestrado, e Tot pode resolver isso pra mim. Preciso que ele venha comigo pra gente resolver uns assuntos. Depois vocês podem tê-lo de volta, não me importo com o que estão fazendo aqui. — Comentava de forma sincera, ainda de braços erguidos para deixar claro minha falta de hostilidade.

Se o homem fosse colaborativo e quisesse me levar até Tot, suspiraria aliviado, e guardaria minhas asas para retomar à minha forma padrão. — Olha, e quando tudo isso acabar, podemos fazer uma grande festa para comemorar o fim desses problemas, o que acha? — Com um sorriso puro e naturalmente carismático, ergueria uma mão adiante para apertar a mão do tritão, caso fosse colaborativo, e firmar minha promessa de que não causaria nenhum outro problema. Meu objetivo ali era levar Tot para fazer a troca pelo Rango, mas nada me impedia de levá-lo inteiro e de boa vontade, ao invés de carregar sua cabeça pendurada num espeto.

Entretanto, sabia que nem tudo eram flores. O tritão ainda assim poderia lutar pelo seu líder, e mesmo com toda a sinceridade e espírito colaborativo de minha parte, ele poderia avançar para lidar com a ameaça. Suspirando decepcionado, voltaria a moldar aqueles discos d’água ao meu redor, como luas em órbita de um planeta, ao mesmo tempo em que transmutava meu corpo novamente na forma híbrida da ave flamejante. — Muito bem, vocês me forçam a fazer isso. — Diria ao avançar com tudo em sua direção.

Mas quando digo avançar, digo ser feito do meu próprio modo. O Soru adiantaria meus passos para não ir em linha reta na direção do mesmo, mas sim num movimento de semicírculo para tentar contorná-lo e alcançar seus flancos. Para blefar meu movimento, dispararia uma rápida onda de água em sua direção, como se ocultasse a minha localização, para que ele acreditasse que eu estivesse avançando pela frente. Prevendo que ele estaria ocupado lidando com a ameaça aquática bem na sua frente, talvez acreditando que eu estivesse logo atrás dela, me aproximaria pela sua lateral com um movimento rasteiro, aplicando um poderoso chute contra a lateral de seu joelho numa tentativa ágil de desestruturá-lo para acabar rapidamente com aquele combate.

Ainda assim, os tritões eram mais resilientes do que humanos comuns, então desacreditava que um mero chute, por mais forte que pudesse ser, fosse capaz de tirá-lo de jogo tão facilmente. Por isso, logo após o chute, eu faria com que outro jato de água fizesse um movimento semicircular curto que visaria atingir sua coluna, semelhante a um movimento de gancho do boxe. Ao mesmo tempo, com um bater de asas, e adquirindo maior precisão no movimento ao utilizar do Geppou, eu tentaria fazer um salto por cima de sua cabeça, de modo a me posicionar em instantes em sua outra lateral. Naquele movimento tão ágil, duvidava que o mesmo fosse capaz de se proteger de uma sequência que fosse atacar cada um de seus lados.

Agora, localizado em seu outro flanco, ajustaria meu punho na posição do Hira-ken, que jogaria toda a potência de meu soco para a ponta de minhas falanges, golpeando-o na direção das costelas para causar, além de um grande impacto em seus ossos na intenção de partí-los, também gerar uma grande onda de impacto através do meu estilo de combate, unificado com o Jujutsu, para expelir a água de seu corpo para fora, e movimentá-la no interior de seu organismo através de microondas, o que poderia gerar diversos efeitos extremamente desagradáveis.

Não estaria tão preocupado com minha integridade física. Poucas situações me fariam buscar uma esquiva, mas um golpe direto poderia ocasionar em eu comandar que uma das esferas de água que estavam me orbitando fossem diretamente contra a área de ameaça, se expandindo num grande disco d’água e gerassem o bloqueio que eu precisasse no momento. No mais, manteria minha hidrocinese ao máximo para evitar que eu fosse atacado pelo meu próprio elemento, refletindo a água jogada em mim, ou a misturando com minha própria para intensificar ainda mais meus ataques.

Por fim, com o resultado sendo a minha liberação até onde Tot estava, caminharia até lá com cautela para mais ataques, se fosse necessário. Atentar-me-ia também ao céu, afinal nosso oponente possuía uma Akuma no Mi de uma ave e não me surpreenderia dele já ter se antecipado para estudar o que estava ocorrendo em seu território. No fim, ao chegar até ele, tentaria iniciar no diálogo. — Ei, companheiro, foi mal pela bagunça aí. — Comentava já de forma amigável, tentando ganhá-lo na simpatia. — Me chamo Akira, e estou precisando de você para resgatar meu irmão. Sua irmã está junto com a gente nessa, mas preciso que venha também. Podemos resolver na boa? — Diria com um semblante completamente amigável, antes de precisar mudá-lo para uma face mais agressiva para alcançar meus objetivos a qualquer custo.


  • Posts: 18
  • Ganhos:
  • Perdas: -2 doses garrafa d’água (Post 6), B$ 27.000 (comida Post 10/11)
  • Contagem Caçador: B$ 547.500.000 - Rank B
  • Posts Desvantagem: 7/20
  • Players/NPCs: Neftis e Laika
  • Localização: Alabasta - 7ª Rota - Grand Line



PDV: 79980/79980
STA: 2000/2000
CONDIÇÕES: N/A
FERIMENTOS: N/A

Força: 1220 +80 +400 +1000 +1000 = 4000 [Perito] +300 [Shigan]
Destreza: 1500 +1000 = 2500 [Perito]
Acerto: 3670 +80 +400 +1200 +1050 Jujutsu = 6400 [Magnífico]
Reflexo: 188 +400 +1200 +1050 Jujutsu = 3138 [Perito] +300 [Kami-e]
Constituição: 920 +80 = 1000 [Talentoso]

Agilidade: 4769 +300 [Soru/Geppou]
Oportunidade de Ataque: 3
Armadura: 0 +1000 +300 [Tekkai]
Penetração: 0 +1000

Formas Zoans: Tori Tori no Mi - Model Phoenix:

Qualidades:

Defeitos:

Primeiros SocorrosVocê sabe tratar ferimentos externos, de gravidade simples ou moderada, além de ser capaz de ministrar o tratamento inicial de qualquer tipo de ferimento. A proficiência primeiros socorros contempla ações como: parar sangramentos, fazer curativos, mitigar danos e similares.

CirurgiaVocê é capaz de tratar ferimentos graves e internos, desde que esteja em posse dos instrumentos apropriados.

AnatomiaVocê conhece o funcionamento e estrutura do corpo dos humanóides, sabendo identificar órgãos, artérias, veias, músculos e todo o resto.

DiagnoseVocê conhece diversas doenças, sabendo identificar seus sintomas e quadro de evolução, além disso, sabe ministrar os tratamentos para frear ou erradicar a doença, se existentes.

AcrobaciaVocê possui um corpo flexível e é capaz de dar saltos elaborados e piruetas, além disso, consegue equilibrar-se em várias superfícies, fazer malabarismo e sabe como amortecer suas quedas.

FarmáciaCom os instrumentos corretos, você é capaz de criar e manipular remédios, seja através de ingredientes orgânicos ou químicos..

HerbalismoVocê conhece plantas, ervas e suas propriedades. Sabe onde encontrar a planta ou erva que deseja, como cultivá-la, se elas têm propriedades venenosas, características curativas ou alucinógenas. Você pode utilizar as propriedades in natura das plantas e ervas que encontrar, mas essa proficiência não permite a manipulação das mesmas.

ToxicologiaVocê conhece e sabe identificar diversos venenos, sejam eles orgânicos ou não. Além disso, é capaz de produzir venenos, com os materiais e matéria prima necessários. Essa proficiência também contempla a criação de antídotos.

HipnoseAtravés de sugestões mentais, você pode tentar manipular o comportamento de um indivíduo.

FísicaVocê conhece a natureza e as suas leis, sendo capaz de realizar cálculos para prever fenômenos.

DançaVocê conhece diversos estilos de dança e é capaz de executá-los com maestria.


Profissão:
MédicoOs médicos são especialistas em saúde humana e/ou animal, sabendo preservar a saúde de seus companheiros e sendo capaz de tratar os mais diversos ferimentos.

Bônus: Jogadores médicos são extremos conhecedores do corpo humano, assim sendo, são capazes de aplicar e encerrar condições por meio de tratamentos, criações e técnicas, além disso, podem tratar qualquer ferimento.


Médico de GuerraBônus: Ao estar sob os cuidados de um Médico de Guerra em meio a uma urgência, o jogador poderá receber um tratamento extremamente veloz (mas não necessariamente o ideal) para solucionar o problema que está enfrentando naquele instante. Entretanto, a solução é ilusória, gerando uma espécie de Pontos de Vida Temporários (narrativo) para que a pessoa possa procurar por um tratamento melhor ou finalizar um combate difícil de lidar. Além disso, remédios produzidos pelo Médico de Guerra são capazes de garantir efeitos bônus em capacidades físicas em uma maior duração durante um combate.


Arma: BubblesArma: Bubbles
Descrição: Um par de manoplas cuidadosamente forjado para garantir uma boa proteção, com a base de tungstênio puro, mostra-se extremamente resistente ao calor, seu design parece carregar consigo alguma característica hidrodinâmica, sendo pensada para um tritão usar.
Tipo da Arma: Manopla
Qualidade: Forjada
Durabilidade: Alta
Dano: 1000
Estado: Nova


Maleta Médica
Kit de Bandagens: Contém 26 bandagens para tratamento de feridos e 10 talas junto deles para caso haja necessidade.
Espaço no inventário: 2 por unidade
Bisturi: Extremamente afiado e fino, feito para uso cirúrgico.
Espaço no inventário: 0.5 por unidade
Kit de Agulha Esterilizada: 10 agulhas pré esterilizadas para facilitar tratamentos rápidos, são vendidas num pacote lacrado e com invólucros as separando...
Usos: 10 usos.
Espaço no inventário: 0.5 por unidade
Álcool: Uma garrafa de 2l de álcool para fins diversos.
Usos: 18 usos.
Espaço no inventário: 1 por unidade
Estetoscópio: Um instrumento usado por médicos para ouvir as batidas do coração entre outros barulhos internos.
Espaço no inventário: 0.5 por unidade
Medidor de Pressão: Um medidor de pressão arterial para fins médicos.
Espaço no inventário: 1 por unidade
Remédios: Remédios de uso comum, antigripal, antiinflamatório, remédio para tosse e Soro fisiológico.
Usos: 5 usos. (um uso para cada um)
Espaço no inventário: 0.5 por unidade.
Sedativos: Aqui se encontram sedativos, como morfina e afins. Especifique qual o sedativo na hora da compra. (Morfina)
Usos: 4 usos
Espaço no inventário: 0.5 por unidade
Matéria Prima para Criação de Remédios:
Itens diversos para a produção de fármacos.
Usos: 9 usos.
Espaço no inventário: 1 por unidade


Insígnia da PurezaDescrição: Essa insígnia emana um brilho colorido, como uma espécie de aura que envolve o portador. A aura pode assumir qualquer cor que o usuário escolher. Porém, é apenas visual, não sendo capaz de causar condições ao utilizar disso.


Den Den Mushi BebêDescrição: Diferentemente do Regular, esses são usados pela sua portabilidade, é normal levar eles tranquilamente na mochila, o que ajuda a se comunicar com pessoas da mesma ilha que estejam longe de você, mas seu alcance não vai além de uma mesma ilha.


Water DialDescrição: São dials capazes de armazenar e liberar água, eles conseguem guardar um total de até 20l dentro deles de forma compactada, podendo liberar de forma controlada, ou pressurizada, dependendo do usuário. Ao ser usado para combate para disparos pressurizados, a água pode ir até 10m a frente, tendo 10 usos até a necessidade de recarga.


Enciclopédia Akuma no MiDescrição: O livro que contém o nome de todas as akumas conhecidas. O livro possui uma breve descrição de cada uma das akumas sem se aprofundar em suas capacidades ou fraquezas mas explicando o básico delas. Dessa forma um jogador com esse livro pode ver o código de sua akuma antes de comer ela, já sabendo das capacidades.


Roupas Típicas de AlabastaDescrição: Roupas Típicas de Alabasta, um turbante de cor azul claro e trajes confortáveis e folgados (calça, camisa de manga na cor branca e um lenço preso na cintura na cor azul). Todas bem resistentes, costuradas e aptas a vagar pelo deserto.



_________________

Hellhounds 5.5 - Evolution Arc - Página 4 V8upj2D

Hellhounds 5.5 - Evolution Arc - Página 4 YDNzcDa
Às
Imagem :
Hellhounds 5.5 - Evolution Arc - Página 4 BcOqz4N
Créditos :
03
Ver perfil do usuário https://www.allbluerpg.com/t271-as-e-volkerball#780 https://www.allbluerpg.com/t742-sharp-teeth-and-hard-fists
Às
Designer
Re: Hellhounds 5.5 - Evolution Arc Qua Ago 03, 2022 11:17 pm



»» Evolution Arc ««

- Às Volkerbäll -


Ж


No interior daquele esconderijo, perante a necessidade de ajudar Ísis a resolver a situação ao mesmo tempo que precisava lidar com a situação de Rango, aproveitava do momento para novamente questionar a mulher a respeito de sua habilidade, a qual ela constantemente havia tentado revelar desde que a tinha encontrado. - Que poder bizarro. - comentava, prestando atenção a explicação da mulher conforme avaliava as dimensões daquilo, embora não conseguisse qualquer resposta suficientemente inteligente para tal. - Cada emoção manifesta um poder diferente, tal como você fez para petrificar aqueles homens na cidade correto? - coçava a cabeça, tentando encontrar algum sentido lógico nas habilidades da revolucionária, embora ela sequer demonstrasse estar mentindo a respeito daquilo. - Quantas emoções você já experimentou até hoje? - a pergunta era simples, mas buscava entender melhor o quão vasto eram seus poderes, apesar de que ela continuava a explicar, sendo mais específica no que tangia ao motivo dela estar sendo perseguida.

Agora eu entendo o motivo. - comentava, observando a marca que ela havia tocado na parede. - E qual sentimento esse poder está atrelado? - caminhava sutilmente pelo local, absorvendo a informação e imaginando o quão vasto algo como aquilo poderia ser. - Mas se ele a quer tanto assim é provável que ele tenha algo que justifique essa busca. - levantava uma hipótese, baseando-me unicamente naquela busca desmedida por Ísis, a pressa de Zakiyah só poderia se justificar se ele tivesse em mãos, algo realmente valioso e de seu interesse. - Não sabem o momento da nossa chegada, mas já devem estar com a expectativa para tal. - cruzava os braços. - Em nenhum dos casos eu nos vejo em grande vantagem, mas é melhor estarmos descansadas se quisermos resolver qualquer coisa. - compreendia a necessidade do descanso de Ísis, deixando-a seguir para seu quarto, enquanto eu procurava algum local mais reservado .

Esse seria o tipo de situação que deixaria Akira ainda mais ansioso. - pensava, observando o silêncio do local, especialmente quando encontrasse um espaço suficientemente amplo. - Porque eu tenho a sensação de que ele já está se metendo em alguma confusão? - suspiraria, coçando a cabeça por alguns segundos, talvez por arrependimento de não ter seguido junto do tritão. De toda forma, com o compromisso firmado com a revolucionária e sem qualquer sinal de sono ou cansaço que justificasse um descanso da minha parte, restava-me treinar mais e por isso, dedicava o tempo livre em treinamento, focando-me especialmente no meu combate corpo a corpo, tentava avançar não apenas em minha técnica, como em minha interação com os mecanismos, aprimorando minha movimentação ao uso dos mesmos, além de obviamente ao meu balanço com os membros metálicos. Porém, por mais que treinasse, era difícil enxergar uma melhora imediata, ou pelo menos, era o que pensava.

- Aprendizado do Estilo de Combate Karatê Tritão

Em dado momento daquele treinamento, lamentava abertamente sobre meu desempenho o que gerou uma situação inesperada por parte de Sirius. - O que?! - notava com um certo espanto, ou vislumbrava pelo meu olho esquerdo um alerta em vermelho. - Análise de Padrões Concluída! - dizia a mensagem. - Explique Sirius. - o comando simples, desencadeou uma série de textos e códigos que desconhecia, porém tudo aquilo parecia ser o mecanismo realizando uma leitura em seus sistemas antes de me comunicar. - Protocolo de Teste 11, Análise e Tutorial. Iniciar relatório? - o sinal de dúvida pairava, não apenas em minha mente, como em meu olhar, teria Santina colocado aquilo, ou se tratava de algo que ela havia se esquecido de remover? - Iniciar! - dava o comando e para minha surpresa, Sirius me revelava algo inesperado.

Acesso ao Banco de Dados ADAM
Objeto de Análise: Estilo de Combate.
Categoria: Inicial
Fonte de Análise: Shimizu D. Akira.
Resultado: Karatê Tritão
Contra Medidas: Realizadas.
Análise Detalhada: Realizada.
Relatório de Adaptação: Iniciando…


A partir do meu olho esquerdo, uma sequência de imagens e análises surgiam, baseadas no que havia enxergado da maneira de lutar de Akira, principalmente das lutas que havíamos feito, em especial a que tínhamos feito antes de Néftis aparecer em nosso caminho. - Interessante. - Sirius parecia ter sido capaz de realizar uma análise precisa do karatê tritão, identificando padrões de movimento, respiração, posicionamento e o movimento das mãos. Era um convite à prática, quase como um professor a disparar-me dicas e mostrar-me exemplos. Assim, tomava o tempo para replicar a movimentação de Akira, usando as informações coletadas para gradativamente aprender o básico do Karatê Tritão, encontrando uma facilidade em se encaixar a disciplina dos movimentos, porém sofrendo para compreender e assimilar como ele fazia para trazer a água para si e usá-la. - Se bem que, para usar aquele tanto de água, você sequer conseguiu analisar isso não é mesmo? - conversava com Sirius, conduzindo o treinamento até sentir que estava pronta, mesmo com o mecanismo avisando-me de meu possível sucesso naquilo.

- Aprendizado do Estilo de Combate Karatê Tritão

Após o treinamento, procuraria pelo local alguma boa garrafa de rum para repor minhas energias, enquanto esperava por Ísis. - Sente-se melhor agora? - diria, assim que a visse retornar. - Vamos, temos um longo caminho até Zakiyah. Podemos conversar melhor no caminho. - tinha pressa e isso ficaria claro na velocidade com a qual montaria no pato selvagem e seguiria viagem. - Você sabe onde é esse local? Poderia me falar como ele é? - prestaria atenção na explicação de Ísis, usando daquelas informações para de maneira simples, compreender o que deveria fazer assim que chegasse no local.













Histórico:






_________________

Hellhounds 5.5 - Evolution Arc - Página 4 Z0zQdpF

Hellhounds 5.5 - Evolution Arc - Página 4 ZaT0xpq
Blindao
Imagem :
Hellhounds 5.5 - Evolution Arc - Página 4 ZDZLMTU
Créditos :
77
Localização :
Segunda Rota ~ Lotda
Ver perfil do usuário https://www.allbluerpg.com/t296-thorkell-dragnar-godheim https://www.allbluerpg.com/t1057-4-capitulo-gigantorines-em-altai
Blindao
Tenente
Re: Hellhounds 5.5 - Evolution Arc Sex Ago 05, 2022 2:10 pm

Narração
Aventura


Akira tinha boas intenções de fato, porém, era difícil ganhar credibilidade uma vez que ele havia gerado um bom estrago na base revolucionaria. Tanto é, que o tritão só lhe abordava com palavras e não socos, em razão das habilidades ratificadas e testemunhas por todos lá. – Seu irmão? Snark ficava um pouco pensativo, logo então deduzindo quem Shimizu estava buscando. – Por um acaso é um Mink canino? Ele diria, já que, seria um dos últimos presos em sua base que haviam recebido.

A conversa fluía bem, apesar da situação, mas isto porque Akira era bastante carismático. – Me siga, irmão. O tritão diria virando de costas e em seguida dando uma ordem aos soldados de patente mais baixa. – Arrumem essa bagunça, deviam ter dialogado antes de usar suas armas. Não estamos buscando vingança contra o mundo, e sim um lugar a todos os que nos oprimem. Snark diria, mostrando haver um cérebro além dos músculos... e orgulho.

Caminhando até a cela mais próxima, Akira logo poderia ver alguns soldados da marinha, pareciam estarem sendo bem tratados, e por fim um Mink. – A senhorita Neftis trouxe ele hoje. Ele diria apontando para aquele que seria... o próprio Rango. – Até que enfim, compadre. Ele diria daquele típico jeito de gente do interior.

Shimizu poderia notar hematomas e alguns ferimentos mais graves, tanto é que até mesmo seu braço estava com uma faixa. Certamente havia sido maltratado, mas ele não parecia estar abalado. Entretanto, notando a reação de Akira, possivelmente, ele diria em resposta. [color=#666600]– Pois é, meu amigo... tentei fugir, mas além de falhar tomei uns bons sopapos. Ele expressava um pequeno sorriso, apesar da situação.

Snark então abria a cela e fazia sinal para o Mink sair, que viria seguir as palavras ainda com dificuldade para andar. – Tsk. A senhorita Neftis não tem pena mesmo. O tritão diria, não gostando muito do que havia visto e ainda mais perdido por não entender a situação no geral. Porém, por já conhecer Neftis, havia deduzido que aquele homem-cachorro estava lá sem ordens de Tot. – Peço desculpas, irmão, por não estar a par do que aconteceu. Quando Akira viesse a auxiliar seu companheiro, ele ouviria passos atrás dele. – Não. Está. Autorizado. As falas sairiam quase que robóticas, quase irracionais, e com uma tonificação vocal bastante... grave.

A voz era de Vex, apesar de sua voz ser a primeira vez que Shimizu ouvirá, ele já reconhecia a aparência do homem...? A sua frente. – Volte. Para. Cela. Ordens. Da. Mestra. Estava com suas roupas e mascara de antes, junto a seu gato que parecia ser um Pet do lado. Ele deveria medir por volta de um metro e meio, não possuía nenhuma aura intimidadora ou ameaçadora, na verdade não possuía nada naquele corpo; exceto roupas. Mas Akira poderia sentir com seu Haki da Observação um frio na espinha ao notar o vazio dentro do espirito da criatura, sendo apenas notado a aura do gatinho ao lado; o que era muito, mas muito estranho.

Snark arqueava uma das sobrancelhas e então viria tirar satisfação. – Desde quando tu mandas aqui, Vex? Já não basta fazer os caprichos da senhorita Neftis, ainda trás problemas para a base do mestre Tot?! Você está bem audacioso e comunicativo hoje, haaan!! Snark parecia meio irritado, principalmente por estar perdido no que estava acontecendo. Afinal, ele deveria ser o primeiro a saber por ser um Oficial lá dentro.

Enquanto isso, Às ficava pasma com o poder bizarro da revolucionaria Isis. – Sim, és de fato. Ela diria, já que, não seria primeira vez que ouvirá esse tipo de conclusão. A caçadora tentava especular mais um pouco a respeito das capacidades de Isis, que tentava responder conforme ela conhecia sobre seus próprios poderes. – Até agora, as emoções que revelaram meus poderes foram: alegria, tristeza, raiva, aversão, surpresa, medo e desprezo. Ela terminaria de explicar, ainda que nem mesmo ela entendesse como sua Paramecia funcionava exatamente, mesmo já sendo uma usuária algum tempo.

Após a revolucionaria ir descansar, neste momento Às estaria sozinha e pensativa quanto a seu aliado tritão. Deduzindo que ele estaria se metendo em confusão... o que realmente estaria ela certa. Após andar um pouco pelo esconderijo, que de longe poderia se comparar com de Tot, mas ainda útil para com uma base, Volkerball conseguira encontrar um cômodo um pouco mais amplo.

A sala era talvez um local de treinamento físico e estratégico, já que, possuía cerca de 10 metros cúbicos. Era o suficiente para fornecer um local de treino apropriado para a caçadora. Usufruindo de Sirius, Às era doutrinada mentalmente a aprender, evoluir e concluir sua mestria no Karate tritão, mostrando que sua parte cibernética era deveras útil neste tipo de analises e aprendizado.

Havia-se passado algum tempo, não tanto assim, porem suficiente para efetivar o aprendizado da caçadora. Quando Volkerball retornou ao salão central, pode notar Isis bebendo um pouco. Ela não era do tipo que bebia, mas para seus próximos passos ela precisava de coragem e um pouco de ousadia. – Sim. E você... Conseguiste descansar, senhorita Volkerball? Ela perguntava, mostrando estar um pouco mais disposto.

O rum não era dos melhores, mas era adequado para saciar sua sede, repor as energias da caçadora e ainda dar aquele gás de motivação para o que Isis estaria disposta a fazer a seguir. – Iremos até a mansão de Zakiyah. És um lugar bem guardado, por motivo de seus Hobbies estarem confinados lá. Seus guardas são bons, mas este não és o problema. Ela diria tomando mais um gole do Rum. – O verdadeiro problema é sua segurança pessoal. Ela finalizaria suas palavras e em seguida começariam a sair pelas escadarias que dava acesso a superfície do deserto.

Em seguida a montarem nos patos selvagens, e começarem a percorrer sua jornada até a cidade outra vez, Às acabaria questionando mais informações sobre o local. – A residência deste deplorável homem és um local mais afastado do centro da cidade, fica próximo as terras desérticas no interior. És uma propriedade privada e fortemente armada. Influenciada a não autorizar ninguém entrar, exceto com um brasão especial. Seu território detém hectares. Por isso o que acontece lá, raramente és descoberto pelo povo. Ela terminava de dizer, ainda que nem ela soubesse o que exatamente acontecia lá.

Se Às perguntasse sobre a segurança pessoal dele, Isis então responderia. – Poucos conhecem a dupla Alfa e Ômega. Mas sua reputação é bastante conceituada. Eles são peritos, destemidos e lideres do clã de Hassassin. Era perceptível o terror nos olhos de Isis. – Nós o combatemos a algum tempo, mas nunca fomos fortes suficiente para liquidar com seus esquemas. Por outro lado, era notável em Isis uma certa força de vontade para realizar seus objetivos.

Não demoraria mais tempo até que fosse possível passar pela lateral da cidade e seguir até alguns relevos de areia e notar um tipo de Sitio enorme. Possui uma grande mansão no centro e era cercado por algumas estruturas belas, fontes e guardas de prontidão. – Estás vendo... és ali que ele se encontra. Irei lhe salvar, meu grande amigo Alfred. Isis diria, ao tempo que desceria de seu e fintava a mansão que estava a uma boa distância.

Não havia cercas ou portão, mas sim cactos cercando uma boa parte daquele local. Havia uma razoável quantidade de vegetação, talvez a maior que Às haveria visto desde que chegou em Alabasta. O local quase parecia ser um palácio real, exceto pelo castelo ser uma mansão.


Histórico Akira:

Histórico Às:



_________________

Hellhounds 5.5 - Evolution Arc - Página 4 2uAvx3T_d
Às
Imagem :
Hellhounds 5.5 - Evolution Arc - Página 4 BcOqz4N
Créditos :
03
Ver perfil do usuário https://www.allbluerpg.com/t271-as-e-volkerball#780 https://www.allbluerpg.com/t742-sharp-teeth-and-hard-fists
Às
Designer
Re: Hellhounds 5.5 - Evolution Arc Sab Ago 06, 2022 4:45 pm



»» Evolution Arc ««

- Às Volkerbäll -


Ж


Descansar é algo bem relativo pra mim. - o comentário era sincero, o tom no entanto apresentava uma leve oscilação entre o humor e o lamento. Após tanto tempo, tornar-se extremamente disciplinada cobrava seus custos e entre eles o descanso sem qualquer esforço real, era como me pedir para fazer o impossível. Não havia dormido ou relaxado naquelas horas, mas sim treinado mas, não apenas para me aprimorar, como também para me aquecer para os desafios que viriam. - E você? Tomando coragem? - comentava, observando por alguns segundos antes de apontar para a garrafa de rum, não sabia ao certo se Ísis costumava consumir esses tipos de bebida, mas o gosto forte apesar da baixa qualidade do rum não era um problema, especialmente pra quem nunca teve problemas com aquilo. - Tem certeza de que não quer um gole? - faria a gentileza de oferecer a ela mais um pouco do destilado, mas sem pressioná-la ao consumo caso não fosse mais de seu interesse. Era o momento de partir e com isso o nosso alvo passou a tomar conta do assunto.

Por mais específico que fosse a explicação de Ísis, imaginar um cenário ou qualquer estratégia, fugia completamente das minhas capacidades, sua breve explicação havia sido compreendida da maneira mais simplória possível. - Ok. Então só precisamos invadir o local, bater em algumas pessoas e sair. - coçava a cabeça, pensando em pelo menos algo simples com o qual pudesse cumprir, no entanto sabia que na realidade, era preciso estar no local para se ter um pensamento mais consolidado. - Que tipo de segurança pessoal estamos falando? - O meu interesse, no entanto, pairou nesta questão. Seriam pessoas fortes? Seriam procurados? - Essa guarda pessoal é formada pelo que? Mercenários? - era a pergunta óbvia, à medida que partíamos para o local, deixando a garrafa de rum vazia pelo deserto. - Hmm você disse brasão? - lembrava-me de que Luna havia carregado consigo um brasão quando fora atacada em Pyatidrov. - Você diz isso? - mostraria a ela a peça de metal, explicando como havia a conseguido caso fosse de fato tal elemento. - Em Pyatidrov minha companheira foi atacada, quando ela retornou ao navio, carregava consigo essa peça. - comentaria, voltando a prestar atenção nas palavras da revolucionária.

Mercenários então! - respondia ao ter a explicação sobre os líderes do clã Hassassin. Apesar de seus nomes parecerem bem estranhos. - Mas podiam ter uns nomes melhores, parece coisa de gente estranha. - dizia com uma leve pitada de humor, até mesmo para quebrar o temor estampado no olhar da mulher. - Eles só prestam esse tipo de serviço pelo dinheiro, ou eles tem segundas intenções? - seria a última pergunta antes de chegarmos ao local, passando pelo cidade e atravessando parte do deserto até observar uma espécie de oásis com uma grande mansão no centro do local. - Uau, é uma bela propriedade. - precisava ser sincera com relação ao que enxergava, mas não era apenas a beleza do local que chamava a atenção, a segurança que lá havia também era algo impossível de não notar. - Você quer entrar com um plano, ou apenas entrar no local? - a perguntava, enquanto descia do pato selvagem, usando Sirius para realizar uma varredura local, em especial por pontos onde pudesse usar Orion de maneira eficiente. - Eu tenho uma sugestão. - diria, mostrando a ela o brasão que havia pego com Luna.

Eu levo você comigo e apresento o brasão, solicito ver esse tal de Zakiyah e entramos, como se eu fosse entregar você a ele em busca de uma recompensa. - o tom era sério, mas logo quebrava aquele pensamento. - O problema é que não sei mentir, então a menos que eles não façam muitas perguntas, devemos ficar bem. Até porque, eu não sei fazer nenhuma abordagem mais furtiva que isso. - dizia aquilo com bastante sinceridade e caso Ísis aceitasse o plano, tal como o brasão fosse de fato útil, a seguraria pela cintura, jogando-a sobre meu ombro. - Finja estar desmaiada. Se as coisas deram errado, seria bom você petrificar eles. - começaria a caminhar rumo a mansão. - E se o Beta e Gama aparecerem, deixa que eu mesma cuido deles. - errava os nomes, mas quem ligaria para aquilo? Fato era que seguiria caminho, chegando até ser abordada por um dos guardas, onde lhe mostraria o brasão.

Tenho algo que Zakiyah Mesbah deseja e espero ser bem remunerada por isso. - bom, o problema era mentir, não omitir. - Podem me levar até ele? Ou ele não quer mais o poder de Ísis? - apostaria tudo naquela abordagem, onde passaria a caminhar até a mansão caso os seguranças liberassem minha passagem. No entanto, caso fosse ‘descoberta’, procuraria o ponto alto mais próximo dali. - Ok então! - diria antes de disparar Orion, puxando-me junto de Ísis para longe, buscando usar a vegetação para me ocultar. - Parece que vamos ter de lutar. Acha que consegue avançar se eu criar uma distração?















Histórico:






_________________

Hellhounds 5.5 - Evolution Arc - Página 4 Z0zQdpF

Hellhounds 5.5 - Evolution Arc - Página 4 ZaT0xpq
Yami
Imagem :
Hellhounds 5.5 - Evolution Arc - Página 4 Giphy
Créditos :
16
Localização :
Alabasta - 7ª Rota
Ver perfil do usuário https://www.allbluerpg.com/t343-shimizu-d-akira#1013 https://www.allbluerpg.com/t1413-hellhounds-5-darude-sandstorm
Yami
Avaliador
Re: Hellhounds 5.5 - Evolution Arc Sab Ago 06, 2022 9:23 pm

Evolution Arc
- Falas | ~ Pensamentos



Quando a menção sobre o “mink canino” era feita pelo homem-peixe, imediatamente minha guarda abria, expondo completamente meus pontos fracos, que eram meus irmãos. — Ele está aqui?! Me leve até ele! — Diria num tom de súplica, exigência e ansiedade, tudo ao mesmo tempo. Olhava para Laika que me seguia enquanto seguíamos até a localização de Rango. — Com isso, estará livre novamente. Não me interessa ficar te arrastando por aí sem propósito. — Diria de forma direta, pois não sabia bem como ela iria reagir àquilo. No caminho, estava eufórico demais para encontrar meu irmão para notar os estragos que havia feito ali, de modo que eu apenas abaixaria a cabeça em pedido de desculpas para as pessoas que estavam se levantando e precisando lidar com a bagunça.

SARNENTO!! — E numa explosiva arrancada em sua direção, de modo a facilmente ser confundido com a técnica Soru, eu saltaria em direção de meu irmão de braços e pernas abertas, agarrando-o como se fosse um grande e suculento pedaço de bife após anos sem comer. O jogaria no chão igual quando éramos criança, e rolando pela terra, implicaria com ele assim como um bom irmão fazia. Ouvia seus resmungos de dores, mas era tudo parte da brincadeira também, como uma disputa pelo irmão mais forte. — Espera só a Às souber que pegamos você de volta. Um pouco quebrado, mas inteiro, ao menos. — Comentava já de pé, olhando-o de cima a baixo ainda desacreditado. Com as mãos incandescentes, encostava em meu irmão para que suas feridas fossem consumidas pelas labaredas, acelerando a regeneração natural de seu corpo com um pouco daquela maldição.

Hellhounds 5.5 - Evolution Arc - Página 4 Hug-anime

Snark acabava se desculpando por não saber exatamente o acontecido, assim como demonstrava estar sentido por tudo o que havia sido causado pelo seu grupo. Saltaria em sua direção também, abraçando-o com força como se aquela montanha de músculos fossem algodão doce. — Não tenho palavras para agradecer, irmão! Saiba que não importa aonde, não importa quando, mas eu estarei sempre em dívida. — Comentava enquanto erguia-o no ar, antes de deixá-lo após ouvir uma voz robotizada se aproximando.

Aquele pau mandado de Néftis se aproximava para garantir que Rango continuasse preso. Snark se colocava na frente, demonstrando que, de fato, nem todos daquela organização compactuava com tais atitudes. — Acabou, esquisitão. Vocês perderam. Podem pegar a moeda de troca de vocês de volta se quiserem. — Comentava me colocando na frente de Rango, sabendo que a regeneração ainda demoraria para deixá-lo 100%. Talvez a autoridade de Snark fosse o bastante para deixá-lo contido, mas quando alguém não tem mais nada a perder… É nesse momento que eles costumam explodir.

E se através de meu Haki, eu notasse que esse momento chegaria, eu teria avançado com ainda mais velocidade, usufruindo de toda minha velocidade de reação para desaparecer aos seus olhos. Quando fosse se dar conta, eu já estaria atrás de si, com o punho erguido e as asas flamejantes em minhas costas como se fosse um anjo vindo do inferno. O olhar já determinaria o fim de sua jornada, e o punho voando em sua direção seria como a foice que acabaria com tudo. Não mirava em seu rosto diretamente, mas sim no gato ao seu lado, tentando levar os dois num único golpe, esmagando a pequena criatura junto com aquela casca vazia que era o corpo robótico. Desconhecendo exatamente seus segredos, interpretava a falta de aura pelo fato de ser apenas um meio de transporte da criatura felina, que deveria ser o cérebro da operação. Desse modo, acabaria tanto com criação e criador num único murro, que gritava pela liberdade daqueles que me eram amados.

Hellhounds 5.5 - Evolution Arc - Página 4 Deku-overhaul


  • Posts: 19
  • Ganhos:
  • Perdas: -2 doses garrafa d’água (Post 6), B$ 27.000 (comida Post 10/11)
  • Contagem Caçador: B$ 547.500.000 - Rank B
  • Posts Desvantagem: 8/20
  • Players/NPCs:  Neftis e Laika
  • Localização: Alabasta - 7ª Rota - Grand Line



PDV: 79980/79980
STA: 2000/2000
CONDIÇÕES: N/A
FERIMENTOS: N/A

Força: 1220 +80 +400 +1000 +1000 = 4000 [Perito] +300 [Shigan]
Destreza: 1500 +1000 = 2500 [Perito]
Acerto: 3670 +80 +400 +1200 +1050 Jujutsu = 6400 [Magnífico]
Reflexo: 188 +400 +1200 +1050 Jujutsu = 3138 [Perito] +300 [Kami-e]
Constituição: 920 +80 = 1000 [Talentoso]

Agilidade: 4769 +300 [Soru/Geppou]
Oportunidade de Ataque: 3
Armadura: 0 +1000 +300 [Tekkai]
Penetração: 0 +1000

Formas Zoans: Tori Tori no Mi - Model Phoenix:

Qualidades:

Defeitos:

Primeiros SocorrosVocê sabe tratar ferimentos externos, de gravidade simples ou moderada, além de ser capaz de ministrar o tratamento inicial de qualquer tipo de ferimento. A proficiência primeiros socorros contempla ações como: parar sangramentos, fazer curativos, mitigar danos e similares.

CirurgiaVocê é capaz de tratar ferimentos graves e internos, desde que esteja em posse dos instrumentos apropriados.

AnatomiaVocê conhece o funcionamento e estrutura do corpo dos humanóides, sabendo identificar órgãos, artérias, veias, músculos e todo o resto.

DiagnoseVocê conhece diversas doenças, sabendo identificar seus sintomas e quadro de evolução, além disso, sabe ministrar os tratamentos para frear ou erradicar a doença, se existentes.

AcrobaciaVocê possui um corpo flexível e é capaz de dar saltos elaborados e piruetas, além disso, consegue equilibrar-se em várias superfícies, fazer malabarismo e sabe como amortecer suas quedas.

FarmáciaCom os instrumentos corretos, você é capaz de criar e manipular remédios, seja através de ingredientes orgânicos ou químicos..

HerbalismoVocê conhece plantas, ervas e suas propriedades. Sabe onde encontrar a planta ou erva que deseja, como cultivá-la, se elas têm propriedades venenosas, características curativas ou alucinógenas. Você pode utilizar as propriedades in natura das plantas e ervas que encontrar, mas essa proficiência não permite a manipulação das mesmas.

ToxicologiaVocê conhece e sabe identificar diversos venenos, sejam eles orgânicos ou não. Além disso, é capaz de produzir venenos, com os materiais e matéria prima necessários. Essa proficiência também contempla a criação de antídotos.

HipnoseAtravés de sugestões mentais, você pode tentar manipular o comportamento de um indivíduo.

FísicaVocê conhece a natureza e as suas leis, sendo capaz de realizar cálculos para prever fenômenos.

DançaVocê conhece diversos estilos de dança e é capaz de executá-los com maestria.


Profissão:
MédicoOs médicos são especialistas em saúde humana e/ou animal, sabendo preservar a saúde de seus companheiros e sendo capaz de tratar os mais diversos ferimentos.

Bônus: Jogadores médicos são extremos conhecedores do corpo humano, assim sendo, são capazes de aplicar e encerrar condições por meio de tratamentos, criações e técnicas, além disso, podem tratar qualquer ferimento.


Médico de GuerraBônus: Ao estar sob os cuidados de um Médico de Guerra em meio a uma urgência, o jogador poderá receber um tratamento extremamente veloz (mas não necessariamente o ideal) para solucionar o problema que está enfrentando naquele instante. Entretanto, a solução é ilusória, gerando uma espécie de Pontos de Vida Temporários (narrativo) para que a pessoa possa procurar por um tratamento melhor ou finalizar um combate difícil de lidar. Além disso, remédios produzidos pelo Médico de Guerra são capazes de garantir efeitos bônus em capacidades físicas em uma maior duração durante um combate.


Arma: BubblesArma: Bubbles
Descrição: Um par de manoplas cuidadosamente forjado para garantir uma boa proteção, com a base de tungstênio puro, mostra-se extremamente resistente ao calor, seu design parece carregar consigo alguma característica hidrodinâmica, sendo pensada para um tritão usar.
Tipo da Arma: Manopla
Qualidade: Forjada
Durabilidade: Alta
Dano: 1000
Estado: Nova


Maleta Médica
Kit de Bandagens: Contém 26 bandagens para tratamento de feridos e 10 talas junto deles para caso haja necessidade.  
Espaço no inventário: 2 por unidade
Bisturi: Extremamente afiado e fino, feito para uso cirúrgico.
Espaço no inventário: 0.5 por unidade
Kit de Agulha Esterilizada: 10 agulhas pré esterilizadas para facilitar tratamentos rápidos, são vendidas num pacote lacrado e com invólucros as separando...  
Usos: 10 usos.
Espaço no inventário: 0.5 por unidade
Álcool: Uma garrafa de 2l de álcool para fins diversos.
Usos: 18 usos.
Espaço no inventário: 1 por unidade
Estetoscópio: Um instrumento usado por médicos para ouvir as batidas do coração entre outros barulhos internos.
Espaço no inventário: 0.5 por unidade
Medidor de Pressão: Um medidor de pressão arterial para fins médicos.
Espaço no inventário: 1 por unidade
Remédios: Remédios de uso comum,  antigripal, antiinflamatório, remédio para tosse e Soro fisiológico.
Usos: 5 usos. (um uso para cada um)
Espaço no inventário: 0.5 por unidade.
Sedativos: Aqui se encontram sedativos, como morfina e afins. Especifique qual o sedativo na hora da compra. (Morfina)
Usos: 4 usos
Espaço no inventário: 0.5 por unidade
Matéria Prima para Criação de Remédios:
Itens diversos para a produção de fármacos.
Usos: 9 usos.
Espaço no inventário: 1 por unidade


Insígnia da PurezaDescrição: Essa insígnia emana um brilho colorido, como uma espécie de aura que envolve o portador. A aura pode assumir qualquer cor que o usuário escolher. Porém, é apenas visual, não sendo capaz de causar condições ao utilizar disso.


Den Den Mushi BebêDescrição: Diferentemente do Regular, esses são usados pela sua portabilidade, é normal levar eles tranquilamente na mochila, o que ajuda a se comunicar com pessoas da mesma ilha que estejam longe de você, mas seu alcance não vai além de uma mesma ilha.


Water DialDescrição: São dials capazes de armazenar e liberar água, eles conseguem guardar um total de até 20l dentro deles de forma compactada, podendo liberar de forma controlada, ou pressurizada, dependendo do usuário. Ao ser usado para combate para disparos pressurizados, a água pode ir até  10m a frente, tendo 10 usos até a necessidade de recarga.


Enciclopédia Akuma no MiDescrição: O livro que contém o nome de todas as akumas conhecidas. O livro possui uma breve descrição de cada uma das akumas sem se aprofundar em suas capacidades ou fraquezas mas explicando o básico delas. Dessa forma um jogador com esse livro pode ver o código de sua akuma antes de comer ela, já sabendo das capacidades.


Roupas Típicas de AlabastaDescrição: Roupas Típicas de Alabasta, um turbante de cor azul claro e trajes confortáveis e folgados (calça, camisa de manga na cor branca e um lenço preso na cintura na cor azul). Todas bem resistentes, costuradas e aptas a vagar pelo deserto.



_________________

Hellhounds 5.5 - Evolution Arc - Página 4 V8upj2D

Hellhounds 5.5 - Evolution Arc - Página 4 YDNzcDa
Blindao
Imagem :
Hellhounds 5.5 - Evolution Arc - Página 4 ZDZLMTU
Créditos :
77
Localização :
Segunda Rota ~ Lotda
Ver perfil do usuário https://www.allbluerpg.com/t296-thorkell-dragnar-godheim https://www.allbluerpg.com/t1057-4-capitulo-gigantorines-em-altai
Blindao
Tenente
Re: Hellhounds 5.5 - Evolution Arc Dom Ago 07, 2022 11:23 pm

Narração
Aventura


A pergunta da caçadora em relação a guarda pessoal de Zakiyah era bastante logica, mas a revolucionaria responderia de bom grado. – Um pouco de tudo. Mercenários, assassinos, sequestradores e por aí vais. Difícil mensurar tudo vinculados a eles. Isis diria não gostando de um pouco de saber disto. Afinal, eram seus amigos que estavam na posse do inimigo.

Logo então, quando Isis comentou sobre o brasão, seria nesse momento que Às revelaria tal símbolo que estava com ela. – Como... tens isso? Isis arregalava os olhos, surpresa e alegre ao mesmo tempo. – Isto facilitarás nossa entrada, sem dúvidas. Não questionarei como deténs isto. Ela diria, pois, seria algo muito estranho em posse de Volkerball.

Apesar da revolucionaria não perguntar sobre o motivo, talvez com receio de saber sobre, Às achou melhor falar o motivo de estar com ele, agora fazendo Isis interligar as peças. – Entendo. Certamente era do clã Hassassin. Isto é um brasão especial que eles carregam quando estão em missão. Incrível ela ter conseguido isso. Isis diria, pois, conhecia a força do clã em primeira mão. Porem, não seria surpresa para ela quando havia comparado a força do tritão e da ciborgue, já que, havia enfrentando vários assassinos com intuito de lhe salva-la outrora.

Quando a caçadora comentava sobre os nomes, foi neste momento que Isis lhe respondeu. – Minhas fontes confirmaram que seus nomes verdadeiros são desconhecidos, sempre sendo reportados com esses epítetos. Talvez para segurança de suas faces ou por outros motivos. Independente, não devemos subestimar sua força. Ela diria, por razão de que, até então não haviam conseguido vencer essa outra organização.

Abordando mais sobre a organização dos assassinos, Às perguntou sobre o tipo de serviços que eles aceitavam. – Não sabemos ao certo, mas provavelmente dinheiro não é o centro de sua doutrina e esforços. Tem algo a mais por trás deles, eles são vistos em muitas partes dos mares, em divergentes tipos de serviços. Mas nunca ouvimos falar deles servindo a uma entidade, como é o caso de Zakiyah. Ela diria um pouco ansiosa e preocupada.

Em um determinado momento, as mulheres chegavam no território da enorme mansão e terras do endereço escrito no papel. A caçadora perguntava para Isis sobre ter algum plano em mente ou simplesmente meter o pé na porta e ver o que ia rolar. No entanto, antes que Isis pudesse comentar sua ideia, já antes arquitetada ao ver o símbolo em posse da ciborgue, Às montava o plano e proferia para a revolucionaria; coincidentemente, era o mesmo que Isis havia pensado. – Isso! És bem o que imaginei. És o melhor caminho, por hora. Graças aos céus tenho você ao meu lado. Ela diria um pouco mais animada com a facilidade que estava em mãos para entrar no local.

Volkerball colocava sua mão sobre a cintura da revolucionaria, não de forma sutil, mas gentil ao mesmo tempo. Isis corava o rosto, confirmando com sua cabeça a ideia em que ambas haviam pensado. Quando a caçadora brincou sobre aparecer mais epítetos, entre Beta e Gamma, a revolucionaria quase soltou um riso. – Puft. Em seguida, fingindo estar inconsciente com um pequeno esboço de riso.

Conforme a ciborgue ia adentrando no terreno adentro, guardas já começavam a monitorar e seus movimentos, mas nenhum deles lhes abordava. Às poderia suspeitar disto, em algum momento, todavia foi o suficiente para logo um homem lhe parar quase estando poucos metros da mansão. O caminho era em linha reta, em tijolos refinados e belos, sutilmente havendo contornos, mas fácil de seguir e chegar até a grande residência.

O chefe da segurança da mansão, ou pelo menos assim parecer ser o caso, abordava a caçadora de forma ríspida. – Alto lá. O homem já estava na meia idade e possuía cabelos e sobrancelhas rosadas; além de uma postura galante. - Se está aqui, deve saber de quem essa propriedade pertence. Ele estava calmo, com a mão no bolso e fintava constantemente Às nos olhos, intenso até demais.

Quando Volkerball respondeu e afirmou ter a revolucionaria em suas mãos, o guarda deu uma bela olhada de perto e então, preservando seu semblante sério, falou. – Oho, nada mal. O chefe ficará contente, me siga. Ele seria direto, ao tempo que começaria a caminhar em direção a mansão.

Após entrar na residência, notando sua enorme estrutura bem acima do normal, Às poderia perceber diversas obras e quadros luxuosos por todo local. Um colecionador de fato. O homem de terno a sua frente caminhava lentamente enquanto mostrava o caminho para as mulheres.
– Que curioso. Ele puxaria então papo durante o tempo que atravessavam um extenso corredor. – Nem mesmo o clã de assassinos conseguiram capturar um dos Comandantes do exercito revolucionaria, Isis a feiticeira dos amantes da organização RÁ. Ele então sutilmente fintava de canto a caçadora e não mostrava intenções hostis. – Mas como “você” conseguiu capturar ela? E ainda por cima sem nenhum ferimento ou hematomas, impressionante. Me deixou bastante intrigado, com seu talento o chefe há de se interessar em contratar você. Ele falava de forma sincera e com bastante calma.

O corredor teria seu final a algumas dezenas de metros, mostrando que a mansão era realmente muito vasta em sua proporção. Quando enfim saíram de dentro da mansão, se deparando com um belo jardim cercado por belas estruturas e um capo florido, nem parecia ser um reino desértico, luxo e vida pareciam florescer lá demasiadamente. A primeira coisa que Às viria notar seria um homem pintando um quadro e outros dois sentados em uma mesa poucos metros dele. Estavam com capuz e pareciam já estar ciente da chegada de Às e Isis, ou pelo menos assim parecia ser o caso.

Neste meio tempo, Akira havia sentindo um grande alivio quando enfim encontrou seu camarada. Rango estava meio debilitado, mas nada muito grave. Animado e eufórico, Shimizu saltava em direção ao homem cão lhe derrubando ao chão pela explosão de felicidade em rever seu amigo. O Mink havia reclamado um pouco, mas acabava rindo junto do ruivo por terem passado por poucas e boas. – Boum, não foi dessa vez que levaram esse peludo para a cova. Ele diria com seu sotaque de forma extrovertida.

Snark havia se desculpado e inesperadamente recebia de Akira uma imensa e calorosa forma de agradecimento. O tritão chegou a ficar corado em resposta e simplesmente desgrudava o outro homem peixe ruivo por ficar meio tímido com a situação. – O-Oh, certo, certo. Tritões devem se ajudar, sempre. Ele diria ainda tímido e desconcertado com a forma carismática de Shimizu.

Com o surgimento de Vex, Akira tentava impor para ele desistir, até mesmo Snark tentava impedir a autoridade de Vex, mas ambos falhavam. Afinal, o subalterno ainda estava lá de pé e aguardando mandarem o canino de volta a cela. Em resposta, o tritão-fênix utilizava sua explosiva velocidade e asas para romper a distância tão rápida que nem Snark havia conseguido lhe acompanhar. – Pelas barbas de Netuno... Ele diria pasmo, talvez aliviado também por não ter enfrentado o tritão.

O ataque atingiria Vex de forma certeira, rápida e violenta. O subalterno de Neftis era arremessado para o outro lado do campo atingido uma das casas do Oasis. Quando Akira se deu conta, o gato estava sentado em seu ombro expressando um semblante irritado. – Ei seu peixe-galinha! Tá querendo morrer, maldito! O gato na verdade era um Mink. Talvez por isso Akira havia tentando atingir os dois, provavelmente supondo que era uma dupla, o que de fato era.

Hellhounds 5.5 - Evolution Arc - Página 4 D5tktlk-c6eb1db8-5c27-47bb-ab6f-1ce0386dc470.gif?token=eyJ0eXAiOiJKV1QiLCJhbGciOiJIUzI1NiJ9.eyJzdWIiOiJ1cm46YXBwOjdlMGQxODg5ODIyNjQzNzNhNWYwZDQxNWVhMGQyNmUwIiwiaXNzIjoidXJuOmFwcDo3ZTBkMTg4OTgyMjY0MzczYTVmMGQ0MTVlYTBkMjZlMCIsIm9iaiI6W1t7InBhdGgiOiJcL2ZcL2Y1YjY2YjczLTY0MDUtNDdmYi1iNzFlLWU3ZDU2OWZiMTA2MVwvZDV0a3Rsay1jNmViMWRiOC01YzI3LTQ3YmItYWI2Zi0xY2UwMzg2ZGM0NzAuZ2lmIn1dXSwiYXVkIjpbInVybjpzZXJ2aWNlOmZpbGUuZG93bmxvYWQiXX0

Contudo, o tritão havia acertado e errado ao mesmo tempo. O porque disso? Bom, Vex na verdade era uma marionete controlada pelo felino. Akira poderia ver isso quando observou o boneco que havia atingido despedaçado. – Humph. O felino saltava do ombro do tritão e então fazia um movimento com suas mãos mais agressivo. – Mostre pra ele quem manda, Vex! O Mink indagava ele mesmo, mas direcionado a marionete, que por sua vez saltava dos escombros e se juntava em várias partes, liberando de suas mãos uma rajada de agulhas envenenadas.

Elas atingiam Akira, mas não causavam tanto dano. Entretanto, o tritão poderia notar que começaria a acumular em sua rede sanguínea um estado de Envenenamento. O que seria fácil deduzir que levar mais daqueles seria um tanto complicado. Afinal de contas, nem mesmo Snark poderia lhe ajudar, uma vez que ele havia usado seu corpo para proteger Rango das agulhas.

O tritão estava já sentindo os efeitos, diferente de Shimizu que possuía um poder de regeneração bem benéfico, Snark era habilidoso, mas não a esse ponto de evitar tais condições. Por outro lado, Rango estava bem e a salvo. Talvez não por muito tempo. Os recrutas rebeldes não sabiam se deveriam ajudar ou evitar entrar naquele confronto. Afinal, era um subalterno direto de Neftis que estava lá.


Histórico Akira:

Histórico Às:



_________________

Hellhounds 5.5 - Evolution Arc - Página 4 2uAvx3T_d
Às
Imagem :
Hellhounds 5.5 - Evolution Arc - Página 4 BcOqz4N
Créditos :
03
Ver perfil do usuário https://www.allbluerpg.com/t271-as-e-volkerball#780 https://www.allbluerpg.com/t742-sharp-teeth-and-hard-fists
Às
Designer
Re: Hellhounds 5.5 - Evolution Arc Seg Ago 08, 2022 11:06 pm



»» Evolution Arc ««

- Às Volkerbäll -


Ж


Não havia bolado exatamente o melhor dos planos, porém em razão de possuir o brasão daquele grupo de mercenários que protegiam Zakiyah, a simples ideia de entrar pelo porta da frente pareceu não tão absurda e estúpida quanto poderia imaginar em primeiro momento, o fato de Ísis partilhar do mesmo pensamento era de certa forma um alívio, ao menos teria com quem dividir a culpa pela estratégia simplória. - É, mas isso pode resolver apenas parte do problema. Uma vez lá dentro, vamos precisar improvisar na melhor das hipóteses. - comentava, segurando Ísis pela cintura antes de jogá-la sob meu ombro. - Aliás, você consegue imaginar qual item da coleção poderia motivá-lo a buscar você de maneira tão ferrenha? - questionava Ísis, terminando de me ajeitar para seguir caminho rumo a mansão. - Talvez até mesmo tenha algo lá do interesse desse clã de mercenários. - sussurrava para com a mulher, olhando os arredores antes de enfim caminhar pelo território inimigo.

As passadas eram firmes e largas, o olhar era afiado e por mais que não observasse apropriadamente meus arredores, podia sentir uma inquietude subir-me a espinha. - Estamos sendo observadas. - pensava, enquanto podia vislumbrar a residência aos poucos crescendo as minhas vistas, tal como mensurar o quão grande era aquele oásis. O caminho de tijolos não demorou a ter uma terceira presença, a de um homem alto e bem vestido. - Eu sei a quem pertence. Por isso estou aqui. - respondia, sem desviar o olhar daquela figura que me observava intensamente. - Estou aqui para trazer algo. - comentava, movendo minha cabeça sutilmente, sinalizando que carregava Ísis. O segurança parecia um pouco desconfiado, mas bastou um olhar mais atento para notar que não estava blefando e logo pedia-me para acompanhá-lo, o qual prontamente fazia, adentrando a mansão após mais alguns passos.

Silenciosamente contemplava a riqueza do local, fossem as obras de arte, os quadros antigos ou mesmo a arquitetura da construção, tudo parecia fazer jus ao homem que diziam habitar o local. A observação, no entanto durou pouco, pois o homem que me guiava parecia querer assunto. - Aonde quer chegar com isso? - perguntava sem rispidez, apenas curiosa pela comparação, pois justamente não notava nele qualquer hostilidade. - Talvez estivessem usando a abordagem errada. O que utilizam, flechas e armas? - explicava, tomando cuidado para falar verdades de forma que não pudesse ser descoberta. - Com a abordagem certa dá pra evitar até mesmo uma luta. Eu só precisei da minha boca e da minha língua, se é que me entende. - dizia com um leve sorriso no canto do lábio, não era um mentira de fato, fora conversando com Ísis que havia chegado até ali com ela a dedução com a qual o homem chegaria no entanto, ficava a cargo de sua própria imaginação.

Continuava a caminhada, passando por um corredor que dava para os fundos da mansão, onde um belo jardim cobria minha visão, tal com estruturas ornamentais bastante luxuosas. - É um belo oásis esse aqui. - comentava com o homem que havia me guiado até então. - É ele? - questionaria, apontando para a figura central alguns metros à minha frente, que pintava um quadro enquanto uma dupla encapuzada parecia nos observar sem grandes preocupações. - Ok, agora é o improviso. - pensava, enquanto silenciosamente pedia a Sirius para escanear a área, em busca de mais informações das quais não conseguia captar de imediato. Dessa maneira, passaria a caminhar mais alguns metros, ‘ignorando’ a presença daquela dupla para chegar o mais perto possível do trio. - Você é Zakiyah Mesbah? - precisava daquela confirmação. - Meu nome é Às e eu tenho algo do seu interesse. O que acha de negociar?

















Histórico:






_________________

Hellhounds 5.5 - Evolution Arc - Página 4 Z0zQdpF

Hellhounds 5.5 - Evolution Arc - Página 4 ZaT0xpq
Yami
Imagem :
Hellhounds 5.5 - Evolution Arc - Página 4 Giphy
Créditos :
16
Localização :
Alabasta - 7ª Rota
Ver perfil do usuário https://www.allbluerpg.com/t343-shimizu-d-akira#1013 https://www.allbluerpg.com/t1413-hellhounds-5-darude-sandstorm
Yami
Avaliador
Re: Hellhounds 5.5 - Evolution Arc Seg Ago 08, 2022 11:10 pm

Evolution Arc
- Falas | ~ Pensamentos



Eu sabia! — Gritava ao ver o gatinho reerguer-se após sua marionete ter sido trucidada. Entretanto, mesmo que estivesse quebrada, o mink conseguia reorganizar as peças, montando seu brinquedo esquisito de volta no lugar. Eu percebia o pequeno felino ficando irritado, mexendo as mãozinhas como se aquilo fosse nos matar ou algo parecido. — Qual é o problema do carcereiro de gaiola? Vocês deixam crianças circularem por aqui? — Comentava para Snark, antes que o mink resolvesse agir.

Hellhounds 5.5 - Evolution Arc - Página 4 Z8SpUUu

A saraivada de agulhas me pegava desprevenido, talvez por desacreditar que o pequeno fosse alguma ameaça. As agulhas me lembravam do dia que eu apostei com Rango para ver se eu conseguiria dançar abraçado com um cacto em troca da sobremesa após o jantar do Sarnento. Devo dizer que fui o maior bailarino de cacto que o Reino Sorbet já viu, então aquilo dali para mim não era grandes coisas. O efeito percorrendo em minhas veias, entretanto, demonstravam que era algo maior, o que me gerava preocupação ao olhar para Rango, que havia sido heroicamente protegido por Snark. — Ei, você tá maluco?! Esse daí é do seu time! — Dizia correndo na direção do homem-peixe, que começava a sofrer com as avarias do veneno.

Com o corpo entrando em combustão novamente, cobriria o corpo de Snark por completo em minhas labaredas, numa intenção de fazer com que as chamas da alma fossem capazes de suprimir os efeitos do veneno no corpo dele também. — Não precisam defender a mim ou ao meu irmão, mas vão deixar um companheiro de vocês ser atacado assim?! Que tipo de grupo de malucos vocês são?! — Diria aos subalternos que ali estavam presentes, considerando um absurdo hesitar em defender um de seus aliados, mesmo que outro estivesse os atacando.

Com o corpo completamente em chamas, deixando que minhas chamas também consumissem os males dos corpos daqueles que eu protegia, eu dispararia dois jatos intensos de água para cada um dos lados, enquanto encarava Vax de peito aberto. Com um jato de água indo por cada lado e meu corpo indo para frente em velocidade máxima, a marionete só teria opção de me atacar ou de ir defender seu mestre e, para ambos os casos, eles estavam perdidos. Independente quem ficasse atrás, este seria alvo da minha água que, ao alcançar o alvo, englobaria-o completamente em uma grande esfera de água, girando em altíssima velocidade para uma espécie de redemoinho. Me aproximando logo após, firmaria meu pé no chão antes de começar a girar também, engolfando meu alvo numa sequência destruidora de socos e tapas, ao mesmo tempo em que envolveria-os em uma espécie de vendaval, puxando fios que permitiam o controle daquela marionete. — Kongō-te Ryū: Same no Uzu! — Expressaria em plenos pulmões, enquanto girava atacando a marionete, ou o próprio felino, enquanto mantinha a água englobando-os logo atrás.

Com tamanha velocidade de giro, finalizaria o ataque com um golpe direto, como se tentasse atravessar o coração da marionete, ou de esmagar o Mink com um forte agarrão. Esperando que as chamas ainda estivessem mais intensas do que nunca, saberia que poderia manter a salvo aqueles que me eram importantes enquanto eu colocava em exposição meu novo corpo para servir-lhes de escudo.

Técnica Kongō-te Ryū: Same no Uzu:



  • Posts: 20
  • Ganhos:
  • Perdas: -2 doses garrafa d’água (Post 6), B$ 27.000 (comida Post 10/11)
  • Contagem Caçador: B$ 547.500.000 - Rank B
  • Posts Desvantagem: 9/20
  • Players/NPCs: Neftis e Laika
  • Localização: Alabasta - 7ª Rota - Grand Line



PDV: 79980/79980
STA: 2000/2000
CONDIÇÕES: N/A
FERIMENTOS: N/A

Força: 1220 +80 +400 +1000 +1000 = 4000 [Perito] +300 [Shigan]
Destreza: 1500 +1000 = 2500 [Perito]
Acerto: 3670 +80 +400 +1200 +1050 Jujutsu = 6400 [Magnífico]
Reflexo: 188 +400 +1200 +1050 Jujutsu = 3138 [Perito] +300 [Kami-e]
Constituição: 920 +80 = 1000 [Talentoso]

Agilidade: 4769 +300 [Soru/Geppou]
Oportunidade de Ataque: 3
Armadura: 0 +1000 +300 [Tekkai]
Penetração: 0 +1000

Formas Zoans: Tori Tori no Mi - Model Phoenix:

Qualidades:

Defeitos:

Primeiros SocorrosVocê sabe tratar ferimentos externos, de gravidade simples ou moderada, além de ser capaz de ministrar o tratamento inicial de qualquer tipo de ferimento. A proficiência primeiros socorros contempla ações como: parar sangramentos, fazer curativos, mitigar danos e similares.

CirurgiaVocê é capaz de tratar ferimentos graves e internos, desde que esteja em posse dos instrumentos apropriados.

AnatomiaVocê conhece o funcionamento e estrutura do corpo dos humanóides, sabendo identificar órgãos, artérias, veias, músculos e todo o resto.

DiagnoseVocê conhece diversas doenças, sabendo identificar seus sintomas e quadro de evolução, além disso, sabe ministrar os tratamentos para frear ou erradicar a doença, se existentes.

AcrobaciaVocê possui um corpo flexível e é capaz de dar saltos elaborados e piruetas, além disso, consegue equilibrar-se em várias superfícies, fazer malabarismo e sabe como amortecer suas quedas.

FarmáciaCom os instrumentos corretos, você é capaz de criar e manipular remédios, seja através de ingredientes orgânicos ou químicos..

HerbalismoVocê conhece plantas, ervas e suas propriedades. Sabe onde encontrar a planta ou erva que deseja, como cultivá-la, se elas têm propriedades venenosas, características curativas ou alucinógenas. Você pode utilizar as propriedades in natura das plantas e ervas que encontrar, mas essa proficiência não permite a manipulação das mesmas.

ToxicologiaVocê conhece e sabe identificar diversos venenos, sejam eles orgânicos ou não. Além disso, é capaz de produzir venenos, com os materiais e matéria prima necessários. Essa proficiência também contempla a criação de antídotos.

HipnoseAtravés de sugestões mentais, você pode tentar manipular o comportamento de um indivíduo.

FísicaVocê conhece a natureza e as suas leis, sendo capaz de realizar cálculos para prever fenômenos.

DançaVocê conhece diversos estilos de dança e é capaz de executá-los com maestria.


Profissão:
MédicoOs médicos são especialistas em saúde humana e/ou animal, sabendo preservar a saúde de seus companheiros e sendo capaz de tratar os mais diversos ferimentos.

Bônus: Jogadores médicos são extremos conhecedores do corpo humano, assim sendo, são capazes de aplicar e encerrar condições por meio de tratamentos, criações e técnicas, além disso, podem tratar qualquer ferimento.


Médico de GuerraBônus: Ao estar sob os cuidados de um Médico de Guerra em meio a uma urgência, o jogador poderá receber um tratamento extremamente veloz (mas não necessariamente o ideal) para solucionar o problema que está enfrentando naquele instante. Entretanto, a solução é ilusória, gerando uma espécie de Pontos de Vida Temporários (narrativo) para que a pessoa possa procurar por um tratamento melhor ou finalizar um combate difícil de lidar. Além disso, remédios produzidos pelo Médico de Guerra são capazes de garantir efeitos bônus em capacidades físicas em uma maior duração durante um combate.


Arma: BubblesArma: Bubbles
Descrição: Um par de manoplas cuidadosamente forjado para garantir uma boa proteção, com a base de tungstênio puro, mostra-se extremamente resistente ao calor, seu design parece carregar consigo alguma característica hidrodinâmica, sendo pensada para um tritão usar.
Tipo da Arma: Manopla
Qualidade: Forjada
Durabilidade: Alta
Dano: 1000
Estado: Nova


Maleta Médica
Kit de Bandagens: Contém 26 bandagens para tratamento de feridos e 10 talas junto deles para caso haja necessidade.
Espaço no inventário: 2 por unidade
Bisturi: Extremamente afiado e fino, feito para uso cirúrgico.
Espaço no inventário: 0.5 por unidade
Kit de Agulha Esterilizada: 10 agulhas pré esterilizadas para facilitar tratamentos rápidos, são vendidas num pacote lacrado e com invólucros as separando...
Usos: 10 usos.
Espaço no inventário: 0.5 por unidade
Álcool: Uma garrafa de 2l de álcool para fins diversos.
Usos: 18 usos.
Espaço no inventário: 1 por unidade
Estetoscópio: Um instrumento usado por médicos para ouvir as batidas do coração entre outros barulhos internos.
Espaço no inventário: 0.5 por unidade
Medidor de Pressão: Um medidor de pressão arterial para fins médicos.
Espaço no inventário: 1 por unidade
Remédios: Remédios de uso comum, antigripal, antiinflamatório, remédio para tosse e Soro fisiológico.
Usos: 5 usos. (um uso para cada um)
Espaço no inventário: 0.5 por unidade.
Sedativos: Aqui se encontram sedativos, como morfina e afins. Especifique qual o sedativo na hora da compra. (Morfina)
Usos: 4 usos
Espaço no inventário: 0.5 por unidade
Matéria Prima para Criação de Remédios:
Itens diversos para a produção de fármacos.
Usos: 9 usos.
Espaço no inventário: 1 por unidade


Insígnia da PurezaDescrição: Essa insígnia emana um brilho colorido, como uma espécie de aura que envolve o portador. A aura pode assumir qualquer cor que o usuário escolher. Porém, é apenas visual, não sendo capaz de causar condições ao utilizar disso.


Den Den Mushi BebêDescrição: Diferentemente do Regular, esses são usados pela sua portabilidade, é normal levar eles tranquilamente na mochila, o que ajuda a se comunicar com pessoas da mesma ilha que estejam longe de você, mas seu alcance não vai além de uma mesma ilha.


Water DialDescrição: São dials capazes de armazenar e liberar água, eles conseguem guardar um total de até 20l dentro deles de forma compactada, podendo liberar de forma controlada, ou pressurizada, dependendo do usuário. Ao ser usado para combate para disparos pressurizados, a água pode ir até 10m a frente, tendo 10 usos até a necessidade de recarga.


Enciclopédia Akuma no MiDescrição: O livro que contém o nome de todas as akumas conhecidas. O livro possui uma breve descrição de cada uma das akumas sem se aprofundar em suas capacidades ou fraquezas mas explicando o básico delas. Dessa forma um jogador com esse livro pode ver o código de sua akuma antes de comer ela, já sabendo das capacidades.


Roupas Típicas de AlabastaDescrição: Roupas Típicas de Alabasta, um turbante de cor azul claro e trajes confortáveis e folgados (calça, camisa de manga na cor branca e um lenço preso na cintura na cor azul). Todas bem resistentes, costuradas e aptas a vagar pelo deserto.



_________________

Hellhounds 5.5 - Evolution Arc - Página 4 V8upj2D

Hellhounds 5.5 - Evolution Arc - Página 4 YDNzcDa