Tópicos Recentes
Destaques
Klaus
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Últimos assuntos
Moda casual de luxoHoje à(s) 5:15 ampor  CatherineRen na Grand LineHoje à(s) 3:06 ampor  TerryProjetinho Fellas: O Vasco Sobe, Volta RibamarHoje à(s) 2:38 ampor  Masques[ Tumba - 1º Andar] Minks do BarulhoHoje à(s) 2:24 ampor  TerryCréditosHoje à(s) 1:47 ampor  PepeWorld Legacy ScarsHoje à(s) 1:45 ampor  Pepe I - Fool me onceHoje à(s) 1:23 ampor  Lyosha[ Tumba - 1º Andar] Os bons de guerraHoje à(s) 12:52 ampor  Kira[Tumba - 1º Andar] Casal da pohaHoje à(s) 12:03 ampor  Deep1º Caneco - Bottoms Up!Ontem à(s) 11:55 pmpor  Maka
 :: Oceanos :: Blues :: South Blue :: Petra Yuni
Página 17 de 19 Página 17 de 19 Anterior  1 ... 10 ... 16, 17, 18, 19  Seguinte
Kenshin
Ver perfil do usuário
Imagem : Cabras da Peste, vol 3- Velozes e furiosos: Desafio marítimo - Página 17 XqxMi0y
Créditos : 44
KenshinDesenvolvedor
https://www.allbluerpg.com/t360-agatha-harkness https://www.allbluerpg.com/t985-capitulo-i-cuidado-com-a-meia-noite
Relembrando a primeira mensagem :

Cabras da Peste, vol 3- Velozes e furiosos: Desafio marítimo

Aqui ocorrerá a aventura dos(as) Piratas Subaé, Deep Scaleback,  Blade Sharptree A qual não possui narrador definido.

_________________

Cabras da Peste, vol 3- Velozes e furiosos: Desafio marítimo - Página 17 J09J2lK

Jupges
Ver perfil do usuário
Imagem : Cabras da Peste, vol 3- Velozes e furiosos: Desafio marítimo - Página 17 E15c6d7c739cc36e59ee7e583a39a3ae
Créditos : 02
Conforme o clima melhorava Beowulf agradecia, seus deuses não haviam abandonado ele. Com um sorriso no rosto por um breve momento tudo ficou calmo, até que o barco vinha na nossa direção mas aquele tritão de maneira formidável aguentava todo o impacto, talvez ele fosse algo além do que ele mesmo imaginava, mas um tritão, tão corrompido pela pirataria como ele não seria agraciado pelos deuses... ou seria?

O tritão se arrastava para o barco e aparentava a primeira vista estar bem, só de estar vivo já era algo impressionante. E no momento que o barco subiu a cachoeira, Beowulf correu, pegando uma corda se conseguisse achar na sua vista, e amarrando tudo que estava solto no barco, sejam caixas ou barris soltos no convés ou qualquer outra coisa.

A garota gritava preocupada com o tritão e Subaé corria até o mesmo, neste momento Beowulf olhou para o mar, mas não havia mar algum abaixo do barco, apenas nuvens, e o Sol, brilhando e dando um caloroso abraço em Beowulf, o vento gelado secando seu pelo molhado em um momento que durou poucos segundos, mas a paz que este momento trouxe ao lobo durou uma eternidade.

Beowulf então sabia o que vinha em seguida, o lobo sentou perto da borda do barco e se segurou nele, calmamente como se não houvesse perigo algum. Baixinho Beowulf murmurava:

-A minha jornada começou Ângelo.

objetivos:

-Ir pro farol
-Tentar não morrer no processo
Atributos, vantagens e perícias:
Hp:5980
Sta:100

Força: 401
Destreza:200
Acerto:180
Reflexo:40
Constituição:179
perícias:

• Primeiros Socorros
• Anatomia
• Cirurgia
• Diagnose
• Farmácia
Vantagens e coisas ruins:

Qualidades:
 
Experiência em Combate (3 pontos) Você inicia o jogo com um Estilo de Combate Básico adicional.

Hipoalgia (2 Pontos) Você tem uma tolerância alta a dor, essa qualidade não o torna incapaz de sentir dor, mas o torna extremamente capaz de resistir a ela. Em situações onde outras pessoas simplesmente desmaiariam, você é capaz de resistir. Essa qualidade não o torna de qualquer forma resistente aos danos, no entanto você se torna capaz de aguentar muito bem a dor e pode passar a idéia de ser muito mais resistente do que verdadeiramente é. Em termos mecânicos, você não reduz de forma alguma o dano que recebe.

Duro de Matar (2 Pontos) Você continua consciente mesmo ao atingir uma porcentagem negativa de PdV, entretanto, ainda morrerá normalmente ao alcançar -21% de seus PdV.

Garras e presas (Racial) Minks caninos possuem presas e garras afiadas que podem ser utilizadas como armas naturais.

Alpha (Machos) (Racial) Você naturalmente se destaca como um líder dentro do seu círculo de amigos. Não quer dizer que você seja um líder nato, mas aqueles que confiam em você sentem quase que uma aura de liderança vinda de você. Infelizmente, devido a sua natureza, quando outro Mink Canino (especialmente de outra “raça”) entra no seu círculo de amigos vocês têm a tendência a ter uma pequena rivalidade saudável nos primeiros momentos.

Idioma Silvestre (/Racial) Você é capaz de se comunicar com criaturas mamíferas através de certo esforço. É importante frisar que essa qualidade garante apenas a capacidade de comunicar-se com as criaturas, não controlá-las.



Defeitos:
Atípico (Racial) Devido ao fato dos Minks não serem tão comuns e não se tratar de uma raça tão populosa, eles têm um alto preço no mercado de escravos, o que sempre pode vir a ser um problema.

Preconceito (Racial) Você tem uma aparência incomum quando comparado aos humanos e alguns podem lhe achar repugnante, assustador ou até mesmo uma aberração. Alguns humanos podem lhe destratar e serem hostis simplesmente pelo fato de você ser diferente deles, entretanto, é importante notar que nem todos pensam e agem desse jeito.

Sensíveis ao calor (Racial) Devido a sua pelagem, os Minks são mais suscetíveis a sofrer efeitos adversos relacionados ao calor e altas temperaturas.

Forma Sulong (Racial) Como parte da tribo Mink seu corpo tem uma interação muito única com a lua que nenhuma outra raça tem, uma vez que você tenha contato visual com a lua, desperta-se em eu interior os instintos mais primitivos, selvagens e violentos fazendo com que você perca a sua razão agindo como uma besta furiosa que ataca tudo e todos ao seu redor com uma fúria sanguinária, suas características físicas selvagens mostram-se mais aparentes e justifica-se o medo e o preconceito que existem contra os minks, pois aqueles incapazes de dominar a besta anterior, dificilmente serão vistos como algo além disso.
Durante a transformação passada ao se ter o contato visual direto com a lua, você sentirá uma espécie de sede de sangue imensa, atacando a todos ao seu redor que não sejam Minks, sendo assim todas as noites você terá de ser cauteloso pois a sua razão pela noite estará sempre em cheque. Mecanicamente a fúria dura três turnos e após o término, do quarto turno até o momento em que você possa tratar da condição, você estará sobre o efeito de Exausto I.

Extravagante (1 Ponto) Você chama atenção por onde quer que passe, seja pela sua aparência ou seus hábitos, você causa uma impressão difícil de esquecer.

Sincero (2 Pontos) Você é incapaz de mentir, simplesmente não faz parte da sua natureza. Mesmo que seja prejudicial para você, você sempre diz a verdade.

Teimoso (2 Pontos) Quando você acredita em algo, nada e nem ninguém pode convencê-lo do contrário, mesmo que provas e evidências sejam mostradas, você se recusa a mudar sua opinião.

Obediente (2 Pontos) Você nunca desobedece os seus superiores, mesmo que discorde dos seus valores e modos de agir. Para você ordens são absolutas e devem ser seguidas a qualquer custo.

Histórico:
Nome: Beowulf
Posts: 20
Ganhos:
Perdas:
Players conhecidos:
NPC's:
Extras:
Formiga
Ver perfil do usuário
Imagem : Cabras da Peste, vol 3- Velozes e furiosos: Desafio marítimo - Página 17 CsHkSDy
Créditos : 64
FormigaDesenvolvedor
https://www.allbluerpg.com/t766-takeshi-isamune https://www.allbluerpg.com/t768-capitulo-i-o-espetacular-takeshi-isamune




Cabras da Peste

Vol 03 - Velozes e Furiosos - Desafios Marítimo


Dia 03 ||Reino Sobert - South Blue || Clima: Frio ||
N° de Postagens do Narrador: 34



Desgraçados


Todos



A subida tinha sido complicada, o pior havia passado após um trabalho impecável do capitão na condução do barco e o sacríficio louvável do imediato, em segurar parte da colisão que certamente destruiria completamente o lamento. Falando nele, sua situação não era das melhores! Suas pernas ainda não funcionavam, mas ele agora tinha uma melhor percepção que aquele trauma não era algo que levaria para o resto da vida, na verdade, era algo passageiro. Subaé estava preocupado com seu aliado, assim como o restante dos tripulantes que realizavam suas ações sem muitos problemas.

A jovem Nix avisou a dupla no interior do navio sobre as ordens do bode, eles correram prendendo o máximo de caixas e itens possíveis com algumas cordas encontradas no mesmo ambiente, entretanto, não tiveram tempo hábil para concluir com êxito toda sua ação. Isso valia também para os membros no convés, que infelizmente não conseguiram prender todas as caixas e barris vazios que estavam espalhados pelo convés. Todos se seguraram do seu próprio jeito, alguns em desespero, com o capitão que gritava aos quatros ventos naquele momento, já outros estavam tranquilo, como o caso de Beowulf que mantinha seus animos controlados, como se aquilo tudo nada fosse além que um simples passeio na montanha russa.

Com todos presos – inclusive o capitão segurando Deep – o barco começou a pegar o embalo da descida; as cordas tremiam como se fossem partir a qualquer momento, a vela parecia que iria estourar e se desprender do mastro; até mesmo o próprio mastro parecia envergar pouco a pouco com a forte pressão do vento. O interior do barco era mais tranquilo, por mais que alguns itens voassem na cozinha, Nix estava em uma posição segura e relativamente tranquila, segurando todo o tranco que o impacto final causaria. Falando no diabo, não demorou muito para que sentissem o forte impacto atingindo o casco com ferocidade e o navio ficando quase que completamente imerso, contudo voltando ao estado normal logo em seguida.

Os Cabras da Peste estavam agora nos mares tortuosos da Grand Line, logo em frente puderam avistar facilmente um grande Farol, uma silhueta que aparentava ser uma estrutura refinada, mas que claramente enganava os novatos naqueles mares. O navio voltou ao seu curso normal, o som dos martelos vindos do interior da embarcação podiam ser ouvidos por todos os membros, Monoliso e Zuba estavam e um árduo trabalho para reparar parcialmente todo o dano causado pela travessia. Aos poucos o grupo pode ter uma noção melhor da estrutura precária da ilha que recebia todos aqueles que conseguiam descer com segurança, uma grande estrutura formada por resto de navios e outros itens visivelmente reutilizados. O porto estava movimentado, cerca de quatro embarcações estavam atracadas ali e aparentemente uma pequena confusão tinha acabado de acontecer, já que os ânimos do pessoal presente ainda estavam à flor da pele, assim como os corpos ensanguentados daqueles que – aparentemente – foram os vitoriosos.



Histórico Geral:


Beowulf:
Número de POST: 20

    Ganhos
  1. Kit Médico: 30/30 Bandagens + 10/10 Talas - 01 Bisturi - 01 Rolo de Linha de Sutura 20/20 - 10/10 Agulhas
  2. Medicamento a Base de Canabidiol - 10/10
  3. Suprimentos para Viagem - POST 15

  4. Perdas
  5. 500.000 B$ - POST 14
  6. 600.000 B$ - POST 14


Ferimentos

  1. Ferimento no Olho Esquerdo - 50% de visão no Post atual - [Curado] - 06/06
  2. Dois buracos no peito feito a bala - Projétil alojado no interior do Tórax - [Curado] - 04/04


Deep:
Número de POST: 34

    Ganhos
  1. Suprimentos para Viagem - POST 03
  2. Cantil com Beserker - 02/05 usos - POST 14
  3. 07 Ampolas de Analgésico - POST 15

  4. Perdas
  5. Pochete com todos os Projetos e guloseimas - POST 04


Ferimentos

    Cortes Leves pelo Tronco - 03/03
    Ferimento a Bala no Antebraço Esquerdo - 05/05 [TRATADO]
    Perda dos movimentos da cintura para baixo (momentâneo) - 02/06


Subaé:
Número de POST: 33

    Ganhos
  1. Livro de Armadilhas - POST 03
  2. Livro de Geografia - POST 03
  3. 02 Cantil Metálicos - Cheio de Beserker 02/02 Usos - POST 03
  4. 02 B$ - POST 03
  5. 50 Mil Berries - POST 21
  6. Proeficiencia Geografia - POST 24
  7. Cantil com Cerveja - 06/10 Usos - POST 25
  8. Proeficiencia Armadilha - POST 26
  9. Dente Canino do Lobo Blade - POST 25
  10. 1.500.00 B$ - POST 28
  11. 500.000 B$ + Jóias (2 pares de brinco e 3 anéis) - POST 28

  12. Perdas Dignidade


Dinheiro Atual: 3.595.000 B$
Dependência: 02/15
Doença Degenerativa: 08/10
Ferimentos:

    Corte no Supercílio Direito - 04/04
    Dor na região das Costas - 02/02
    Dores pelo Corpo - 03/03



Niix:
Número de POST: 20

    Ganhos
  1. Rifle Winchester - Arma Clássica - POST 17

  2. Perdas
  3. Dignidade


Ferimentos

  1. Nada



Legendas:
NPC's Específicos
Subas Júnior

NPC's Aleatórios
Personagens Simples: Atendentes | Garçons | Pessoas encontradas nas Ruas | Vendedores | Moradores de Petra | Civis em Geral
Caçadores de Recompensa
Marinheiros

Aparência
[url=https://pin.it/4AqNPQh]Homem de Cabelo longo e Amarelo
Mulher Loira
Homem magro
Homem de Chapéu
Monoliso - NPC ACOMPANHANTE DO SUBAÉ


_________________

Cabras da Peste, vol 3- Velozes e furiosos: Desafio marítimo - Página 17 Fi6WMX7


Certificurso:
Curso Narrador AB, 2021
Cabras da Peste, vol 3- Velozes e furiosos: Desafio marítimo - Página 17 EBEAdF4X4AYyK13
Deep
Ver perfil do usuário
Imagem : Deep Scaleback
Créditos : 10
DeepNovato
https://www.allbluerpg.com/t1116-deep-cutt#10446


O capetão pulava para me ajudar, apesar de eu não pedir ajuda, seria mais seguro para todos ele ficar no leme, no entanto como agora ele estava sozinho lá, era melhor ele ter algum lugar para se segurar, então não reclamei… Mas céus… Para que esse berreiro, é só uma queda homem… Das nuvens? Ok, mas caralho.

Quando o navio quase submerge no fim da descida, eu me preocupava com a possibilidade de afundar, mas pelo menos a cabra parava de gritar… Meus tímpanos agradecem.

Quando voltávamos à superfície ganhamos visão do farol, não era minha primeira vez aqui, então tudo trazia muita nostalgia, apesar que minha primeira visita foi completamente diferente de agora, para começar que meu caminho era o oposto e eu era um tritão totalmente diferente de como sou hoje.

Perdido em nostalgia não percebia os tripulantes virem em minha direção, pareciam perceber que eu não tava levantando tão rápido quanto eles, a primeira era a pequena Nix, ela parecia realmente preocupada comigo, era raro ver esse tipo de sentimento para mim, principalmente partindo de humanos, ela com toda certeza era diferente.

-Tudo tranquilo, pequena, só uma ferida de leve…

Por mais que eu achasse que poderia ser algo grave, não ia trazer isso à tona numa situação que eu não considerava necessária, eu tinha que trazer a sensação de segurança ao bando, senão não tinha o porque de eu ser o imediato.
O próximo a perguntar era o médico, não teria como esconder dele uma ferida, então preferi falar de forma como se não fosse um problema, evitar uma conversa tratando a ferida como grave, mesmo que fosse.

-Humm... Não sei bem... Meio dormente as pernas... Cuspi um pouco de sangue.... Sacomé... Quarta feira…


Nix caía na fala de que não era nada grave e ia para perto do capetão que queria atracar, o lobo falava termos médicos que eu entendia pelo meio, mas não parecia ser tão grave como eu temia que pudesse ser, então olhei pra Nix e Subaé e decidi lhes dar um aviso, afinal ambos tendem a não sentir bem a tensão no ar.

-Hein.... Não estamos mais nos blues... Fiquem atentos.


Os dois pareciam entender, então eu me colocava em pé, o médico falava que meu corpo estava se virando bem com a ferida, então não tinha por que evitar andar, só ir devagar até as pernas ficarem bem firmes novamente.

-Se você diz... Mas eu queria mascar uma hydra agora... Será que aqueles bunda mole tem bebidas? Mais importante... Lobo, verifica como estamos de comida... Se algo caiu na água e o que…

Falava pro médico enquanto eu olhava para alguns combatentes ensanguentados em terra firme, eu não sabia se teria como comprar mantimentos no farol, mas aquelas quatro embarcações dele com certeza tinham algum mantimento para completar o nosso… Eles também não pareciam muito inteiros para serem uma ameaça.

-Ihh rapaz... O Coiote caolho... Eu tomei uma surra federal aqui quando passei mais de 15 anos atrás…

Diria ao me levantar e avistar o bar, se o lobo falasse que não conhecia bem o local, esbanjaria um sorriso e diria:

-Com certeza não é sua praia essas bandas mesmo... Aqui é dedo no cu e gritaria... Saudades

Tentaria então acompanhar o mais de perto possível Nix e o capetão, isso sem andar muito rápido para não mancar demais, não me importava de parecer lento, mas não queria demonstrar que minhas pernas estavam feridas… Assim como eu podia atacar aqueles bandos para pegar o que eu queria, eles podiam nos atacar pelo mesmo.

Tentaria andar perto dos meus companheiros, mas sempre estando o mais próximo do mar possível no grupo, sempre sendo o mais que está do lado da direção do mar.

Se em algum momento ouvisse alguém falando algo em tom de zuar, ridicularizar ou ameaçar, qualquer um de nós, diria em tom sério:

-O que você disse, seu merdinha?

Se alguém tentasse nos atacar ou sequer tocar de forma hostil, tentaria puxar uma bolha de água como eu treinei, sendo essa água de algo por perto, seja mar, um balde ou até mesmo de nossas roupas molhadas pela submersão, iria então a agarrar com a mão e a arremessar como uma bala usando toda minha força contra a cabeça do atacante.

No caso de alguém me atacar, sabia que minhas pernas podiam não aguentar uma porrada e me fazerem cair, então se alguém fosse me atacar, aproveitaria meu próprio estilo de luta já e tentaria deixar meu corpo cair em sua direção, assim minha queda parecia um ataque e não uma fraqueza. Caso a pessoa fosse ágil para sair debaixo de mim durante a queda, inflaria para aumentar meu tamanho e tentar impedir a fuga.

Histórico:
Nome: Deep Scaleback
Posts:35
Ganhos:jujutsu
Perdas:pochete(e conteúdos), garrafa de berserk
Players conhecidos:
NPC's:
Extras:


_________________

Legenda:

-Fala do Deep

-Voz da entidade

Cabras da Peste, vol 3- Velozes e furiosos: Desafio marítimo - Página 17 9ictvtN
Jupges
Ver perfil do usuário
Imagem : Cabras da Peste, vol 3- Velozes e furiosos: Desafio marítimo - Página 17 E15c6d7c739cc36e59ee7e583a39a3ae
Créditos : 02
A descida foi o mais tranquila que poderia ter sido, o tritão não havia morrido e um farol gigantesco podia ser visto por Beowulf. Apesar de ter se molhado aquilo pelo menos servia para limpar o sangue do corpo de Beowulf, e o lobo agradecia aos céus por isso.

O lobo se surpreendia quando a cabra falava para nunca comentar o que aconteceu antes, -Eu só te segurei para que você não saísse voando, a cabra perguntava sobre quem iria no bar com ela e Beowulf respondia, -Eu vou ver como que o tritão está.

Ao chegar na frente do tritão Beowulf dizia:

-Ei! Como você está?

O tritão respondia falando sobre as pernas estarem dormentes, e o lobo analisaria os ferimentos usando de sua diagnose, depois de passar um pouco de tempo pensando chegava a conclusão em sua mente de que não era nada realmente grave, o que era impressionante.

-Uma hemorragia interna... Bom as pernas ficarem dormentes não é algo de se estranhar

Beowulf analisaria e chegaria a conclusão de que aparentemente o corpo do tritão lidaria bem com a situação, então Beowulf diria:

-O impacto foi bem grande mas seu corpo está tratando disso sozinho. Impressionante tritão, verdadeiramente impressionante

Beowulf então observaria os suprimentos como foi ordenado pelo tritão, antes de ir Beowulf diria, -Vou ver, estava tudo na cozinha, vejamos se permaneceu lá. Beowulf então depois de observar diria o que estava faltando, e se nada estivesse faltando Beowulf diria que tudo estava bem.

O tritão fazia um comentário, indicando que já havia passado pelo local, e o lobo dizia com um certo pesar e leve preocupação em sua voz:

-E a partir daqui eu estou em uma terra que não conheço bem

Beowulf ouvia o comentário de Deep e dava uma risada leve, arfando ar pelo nariz e boca. Beowulf andaria atrás de Deep, tentando proteger o membro que neste momento estava no estado mais frágil do grupo, agora ele tinha uma dívida de vida com o tritão e o mínimo que poderia fazer é se mostrar agradecido.

Ouvindo muita coisa ruim sobre a Grand Line, caso percebesse alguma briga se formando, Beowulf pegaria seu machado e apoiaria ele em seu ombro direito, segurando ele de maneira intimidadora e cobrindo seu corpo com uma aura de eletricidade utilizando de seu electro, isto provavelmente não evitaria inimigos de chegarem perto, mas que pelo menos eles soubessem o que estão prestes a enfrentar se quisessem avançar até o grupo.

objetivos:

-Ir pro farol
-Tentar não morrer no processo
Atributos, vantagens e perícias:
Hp:5980
Sta:100

Força: 401
Destreza:200
Acerto:180
Reflexo:40
Constituição:179
perícias:

• Primeiros Socorros
• Anatomia
• Cirurgia
• Diagnose
• Farmácia
Vantagens e coisas ruins:

Qualidades:
 
Experiência em Combate (3 pontos) Você inicia o jogo com um Estilo de Combate Básico adicional.

Hipoalgia (2 Pontos) Você tem uma tolerância alta a dor, essa qualidade não o torna incapaz de sentir dor, mas o torna extremamente capaz de resistir a ela. Em situações onde outras pessoas simplesmente desmaiariam, você é capaz de resistir. Essa qualidade não o torna de qualquer forma resistente aos danos, no entanto você se torna capaz de aguentar muito bem a dor e pode passar a idéia de ser muito mais resistente do que verdadeiramente é. Em termos mecânicos, você não reduz de forma alguma o dano que recebe.

Duro de Matar (2 Pontos) Você continua consciente mesmo ao atingir uma porcentagem negativa de PdV, entretanto, ainda morrerá normalmente ao alcançar -21% de seus PdV.

Garras e presas (Racial) Minks caninos possuem presas e garras afiadas que podem ser utilizadas como armas naturais.

Alpha (Machos) (Racial) Você naturalmente se destaca como um líder dentro do seu círculo de amigos. Não quer dizer que você seja um líder nato, mas aqueles que confiam em você sentem quase que uma aura de liderança vinda de você. Infelizmente, devido a sua natureza, quando outro Mink Canino (especialmente de outra “raça”) entra no seu círculo de amigos vocês têm a tendência a ter uma pequena rivalidade saudável nos primeiros momentos.

Idioma Silvestre (/Racial) Você é capaz de se comunicar com criaturas mamíferas através de certo esforço. É importante frisar que essa qualidade garante apenas a capacidade de comunicar-se com as criaturas, não controlá-las.



Defeitos:
Atípico (Racial) Devido ao fato dos Minks não serem tão comuns e não se tratar de uma raça tão populosa, eles têm um alto preço no mercado de escravos, o que sempre pode vir a ser um problema.

Preconceito (Racial) Você tem uma aparência incomum quando comparado aos humanos e alguns podem lhe achar repugnante, assustador ou até mesmo uma aberração. Alguns humanos podem lhe destratar e serem hostis simplesmente pelo fato de você ser diferente deles, entretanto, é importante notar que nem todos pensam e agem desse jeito.

Sensíveis ao calor (Racial) Devido a sua pelagem, os Minks são mais suscetíveis a sofrer efeitos adversos relacionados ao calor e altas temperaturas.

Forma Sulong (Racial) Como parte da tribo Mink seu corpo tem uma interação muito única com a lua que nenhuma outra raça tem, uma vez que você tenha contato visual com a lua, desperta-se em eu interior os instintos mais primitivos, selvagens e violentos fazendo com que você perca a sua razão agindo como uma besta furiosa que ataca tudo e todos ao seu redor com uma fúria sanguinária, suas características físicas selvagens mostram-se mais aparentes e justifica-se o medo e o preconceito que existem contra os minks, pois aqueles incapazes de dominar a besta anterior, dificilmente serão vistos como algo além disso.
Durante a transformação passada ao se ter o contato visual direto com a lua, você sentirá uma espécie de sede de sangue imensa, atacando a todos ao seu redor que não sejam Minks, sendo assim todas as noites você terá de ser cauteloso pois a sua razão pela noite estará sempre em cheque. Mecanicamente a fúria dura três turnos e após o término, do quarto turno até o momento em que você possa tratar da condição, você estará sobre o efeito de Exausto I.

Extravagante (1 Ponto) Você chama atenção por onde quer que passe, seja pela sua aparência ou seus hábitos, você causa uma impressão difícil de esquecer.

Sincero (2 Pontos) Você é incapaz de mentir, simplesmente não faz parte da sua natureza. Mesmo que seja prejudicial para você, você sempre diz a verdade.

Teimoso (2 Pontos) Quando você acredita em algo, nada e nem ninguém pode convencê-lo do contrário, mesmo que provas e evidências sejam mostradas, você se recusa a mudar sua opinião.

Obediente (2 Pontos) Você nunca desobedece os seus superiores, mesmo que discorde dos seus valores e modos de agir. Para você ordens são absolutas e devem ser seguidas a qualquer custo.

Histórico:
Nome: Beowulf
Posts: 21
Ganhos:
Perdas:
Players conhecidos:
NPC's:
Extras:
Subaé
Ver perfil do usuário
Imagem : Cabra da Peste
Créditos : 10
Localização : Nos bares de então
SubaéCriador de Conteúdo
https://www.allbluerpg.com/t354-subae?highlight=subaé https://www.allbluerpg.com/t348-cabras-da-peste-vol-1-amanhecer-do-sul#1033

34: Excitação


A descida pela montanha foi assustadora mas no final conseguimos chegar ao outro lado inteiros e com vida. Eu me encontrava no batente frontal no barco, junto a Deep. Agarrava o batente como se minha vida dependesse disso, mesmo depois que o barco perdeu velocidade.

Inacreditavelmente, o clima parecia ser mais calmo deste lado da montanha, ainda assim era frio. Notei que em um dos cabos existia um grande farol isolado em meio a rochas e terras inférteis, no outro cabo havia uma pequena cidade feita de destroços onde havia um porto onde outras quatro embarcações estavam atracadas.

Com as pernas ainda tremendo, caminharia pelo convés e então perceberia que estava todo sujo de medo.

“que maldição”

Avistaria o Beo e me aproximaria do mesmo  - Nunca mais vamos falar sobre o que aconteceu lá atrás, okay? - diria ao dar-lhe uns tapinhas no ombro. Depois iria até o leme onde poderia conduzir o Lamento até o porto  da cidade dos destroços.

-MONO, ZUBA ICEM VELAS E PREPAREM-SE PARA ATRACAR.

Chegando no porto, ajudaria os marujos a atracar o navio e então olharia para o mar, enamorando-me pelo novo horizonte que acabara de conhecer - O mundo realmente é maravilhosamente imenso! - falei comigo mesmo sem conseguir deixar de sorrir - faz muito tempo que não me sinto assim de novo - O meu coração palpitava desenfreadamente diante o desconhecido, essa é a sensação que antecede grandes experiências e descobertas. Aventuras maravilhosas - Foi por essa sensação que parti para o mar ZeBeBeBaBa!! e eu que achei que ela já havia se extinguido!

Agora me sinto completo, pois, depois de novamente quase ter morrido, estar com minha tripulação, meu navio, e com essa excitação infantil em meu peito… eu me sinto renascido.

Observei a cidade de destroços e lembrei que ainda precisamos pegar um montão de coisas para nos preparar para a viagem, já que os nossos planos em Baterilla não foram lá muito eficientes. Além do mais, eu não tenho ideia de qual caminho tomar a partir daqui e também não tenho nenhuma bússola.

-Cabras!! - falei para que todos me ouvissem - eu vou atrás de um goró e de informações sobre o novo mar! Quem quer vir comigo?

Nix se prontificou em me acompanhar e já foi empolgadíssima, como de praste, saltando para fora da embarcação. A guria me apressaria, mas antes de sair eu precisaria resolver algumas coisas.

-Calma, calma -  Iria até Monoliso e perguntaria sobre o que seria necessário para que ele deixasse o Lamento nos trinques - Monoliso, tome conta do Lamento! Talvez, quando voltar eu te traga um agrado - Depois iria até Zuba e o convidaria para vir comigo e Nix, por fim saltaria do lamento para o cais - Prontinho, vamos.

No porto,  observaria indiscriminadamente o pessoal ensanguentado e todos os outros que por lá estivessem e se alguém se aproximasse eu perguntaria - E ai homi, o que foi que aconteceu por aqui? ZeBeBeBaBa Parece que a briga foi feia - escutaria toda a história atentamente, balançando a cabeça positivamente com a mão no queixo - Caramba, que situação ein?! Eu e meus tripulantes também passamos por poucas e boas no caminho até aqui. Parece que todos nós precisamos de uma cerveja gelada para relaxar, não é? ZeBeBeBaBa!!!! Por falar nisso, ocê num saberia me dizer onde eu posso conseguir bebida e informações por aqui?


info.:
Histórico:
Páginas: 6
Posts: 34

Pessoal:

Proficiências:
- Acrobacia
-Ameaça
-Atletismo
-Briga
-Lábia
-Condução
-Navegação
-Astronomia

Qualidades:
-Carismático
-Prodígio
-Talentoso
-Destemido
-Electro
-Idioma silvestre
-Chifres curvos
-Cabeça dura

Defeitos:
-Doença degenerativa
-Sadista
-Cabeça quente
-Dependente (15 posts)
-Extravagante
-Apegado (ao chapéu)
-Feio
-Preconceito
-Atípico
-Sensível ao calor
-Forma sulong.

Inventário & Armas:

ARMAS:
- Caneleira de Taekwondo
- Espada de Petra Yuni

ITENS:
- Chapéu de cangaceiro
- Bussoleta da Peste
- Livros (Condução / Navegação / Astronomia / História dos Mares)
- Frasco de Remédios (vazio)


3.645.000 ฿S


Ganhos e Perdas:

Ganhos:
Livro de Armadilhas - POST 03
Livro de Geografia - POST 03
Cantil com Cerveja - 00/10 Usos - POST 25
50 Mil Berries - POST 21
Proficiência Armadilha - POST 26
Dente canino de mink lobo (BLADE) - POST 26
Medicamento a Base de Canabidiol - 10/10
1.500.00 B$ - POST 28
500.000 B$ + Jóias (2 pares de brinco e 3 anéis) - POST 28

Perdas:

Combate:

Corte no Supercílio Direito - 04/04
Dor na região das Costas - 02/02
Dores pelo Corpo - 03/03



Objativos:

[x] Chegar em Sorbet e reabastecer o brigue
[x] Pegar remédios
[x] Pegar 2 cantis com alça
[x] Chegar em Baterilla
[x] Partir para a Grande Rota
[  ] Chegar no Farol

[x] Aprender proficiência: Geografia
[  ] Aprender proficiência: Criptografia
[x] Aprender proficiência: Armadilhas

[  ] continuar a desenvolver liderança










15.760/15.760280/4001/1012/15

_________________

"Sobrou meia garrafa, meia palavra e o meio-fio"


Jean Fraga
Ver perfil do usuário
Imagem : Cabras da Peste, vol 3- Velozes e furiosos: Desafio marítimo - Página 17 I7Pk1V9
Créditos : 02
Jean FragaEstagiário
https://www.allbluerpg.com/t951-nix#8224 https://www.allbluerpg.com/t837p60-cabras-da-peste-vol-3-velozes-e-furiosos-desafio-maritimo


Velozes e furiosos: Desafio marítimo


- O Farol -

A descida era firme e o som do mar ia aumentando, o vento parecia cantar com seu forte barulho que fazia o barco tremer, quando aos pés o impacto chegava, era forte, porem com os joelhos flexionados sentia pouco.

Animada conforme sentia uma certa paz voltar, saia indo para o convés, percebendo que Deep não parecia tão bem como realmente tinha achado anteriormente, na verdade com o sangue a sua volta, uma preocupação crescia dentro de mim, eu corria e sentava de joelhos ao seu lado.

— DEEEPP?! O que aconteceu?? - algumas lagrimas lentamente escorriam pelos meus olhos - Você vai morrer? NAO MORRRAAA se você morrer eu vou até no inferno se preciso para te buscar!! – A resposta do peixe me acalmava, com os pulsos limpava as lagrimas, ficando mais aliviada.

— Ta… fica bem ta? - quando ouvia o convite de Subaé, levantando-me corria até ele.

Por sorte Beo estava abordo e vendo ir até Deep, ficava bem calma, fato que abria espaço para minha animação dominar quando ouvia o capetão convidando nos para ir ao farol.

Era minha primeira para na Grand Line e queria desbravar tudo, por isso já perto dele dizia pulando e remexendo os braços, dizia, — EUUUU!!!!

Quando o barco estivesse já mais colado com no porto, pularia no cais e o chamaria, — VAMOS CAPITÃO! VAMOS!! – animada esperava por ele, ele demorava um pouco, mas logo aparecia, antes de sair, ouvia o aviso de Deep.

Acenava usando minha cabeça, com firmeza, sorria empolgada e seguia com a cabra, por mais que minha euforia mal cabia dentro de mim, tinha que manter certa calma e atenção, realmente o imediato estava certo, mares novos, pessoas novas, não sabemos como aqui funciona e não queria ser um problema como fui em nossa última parada.

Por isso, seguiria caminhando atrás de Subaé, olhando aos lados animada com as coisas novas que pudesse encontrar, mas ainda assim, mantendo-me perto do capitão, seguindo seu ritmo de caminha, parando se preciso e aumento o passo também, por garantia, teria descido com minha pistola e com o rifle em minhas costas.

Assim, matinha minha visão afiada tentando antecipar possíveis inimigos que pudesse estar se aproximando de nos ou até mesmo escondido entre becos ou prédios altos com visão de nós.


HistóricoInfo
Nº de Posts: 21
Ferimentos

  • N/A

Ganhos:

  • Rifle Winchester - Arma Clássica - POST 17

Perdas

  • N/A




_________________

Cabras da Peste, vol 3- Velozes e furiosos: Desafio marítimo - Página 17 3dtLmqd
Formiga
Ver perfil do usuário
Imagem : Cabras da Peste, vol 3- Velozes e furiosos: Desafio marítimo - Página 17 CsHkSDy
Créditos : 64
FormigaDesenvolvedor
https://www.allbluerpg.com/t766-takeshi-isamune https://www.allbluerpg.com/t768-capitulo-i-o-espetacular-takeshi-isamune




Cabras da Peste

Vol 03 - Velozes e Furiosos - Desafios Marítimo


Dia 03 ||Reino Sobert - South Blue || Clima: Frio ||
N° de Postagens do Narrador: 35



Desgraçados


Todos



Os cabritos estavam agora na Grand line, mas não perderam o costume da conversação exacerbada existente em um grupo. Beowulf via que na cozinha a comida era escassa, seria necessário obter mais mantimentos para que a viagem pelos mares tortuosos continuassem; Monoliso falava para o capitão que era necessário uma reforma geral do navio ou pelo menos algumas tábuas e pregos para que ele pudesse reparar alguns pontos mais complicados, enquanto aguardava por mais materiais para cuidar de tudo. Enfim, com tudo pronto o único que ficava no navio era o macaco, reparando alguns pontos com os itens que tinha, tirando de um lugar para colocar no outro, uma verdadeira baderna.

O homem-peixe estava em uma situação relativamente complicada, caminhava devagar junto com seu grupo, não deixando que percebessem o seu estado deplorável, sabendo que isso seria apenas uma brecha para que sofressem um ataque. Nix estava portando suas duas armas e se colocava como sempre atenta aos arredores, observando o que poderia passar despercebido pelo restante do grupo. Zuba e Beowulf caminhavam quase que lado a lado, o lobo atua como uma espécie de guarda, enquanto Zuba estava bem relaxado em suas passadas, observando seu pai interagir com as pessoas ensanguentadas naquele porto – Caçadores de merda, nós seguirem até aqui. Mas pegamos esses filhas da puta! – Falou um dos homens limpando o sangue que escorria pela sua boca – Um bar? Aquele ali é o melhor bar pirata da região, não é como se tivesse outro por aí, essa merda de farol a cada dia que passa parece que fica pior. – Continuou a figura corpulenta – Vamos homens! Seu capitão merece uma bebida também porra! Para o bar caralho! – Gritou o homem chamando – por meio de gesticulações – os seus homens.

O bar não ficava muito longe dali e o grupo observava aqueles “aliados” indo em direção ao bar, que não tinha porta e seu interior parecia em festa, com cânticos sobre piratas e suas aventuras. Não existiam muitos estabelecimentos por ali, como citado anteriormente a pobreza reinava no lugar, isso dava para ver na estrutura da ilha, que era feita majoritariamente por embarcações destruídas, placas metálicas repletas de ferrugem e outros itens visivelmente deploráveis. O imenso farol não ficava muito longo daquele ponto inicial e no caminho – uma rua relativamente estreita – algumas pessoas eram vistas, pareciam pedintes que esperavam por uma moeda de um dos homens que vagavam por ali.

Era notável para o grupo que algumas pessoas estavam indo em direção ao farol, algumas sozinhas e outras em grupos de diferentes tamanhos, mas algo realmente claro era que nenhum deles parecia ser nativo da ilha. Aquela região estava um tanto quanto movimentada, o que tinha no farol para atrair tantas pessoas assim? Um barulho de gritos percorreu o ambiente poucos segundos depois, não muito longe dali algo estava acontecendo, seria uma festa? Uma reunião? Aqueles mais altos poderiam ver uma espécie de estrutura relativamente grande e um tanto quanto trabalhada, mesmo que carregava os mesmos itens utilizados em outras estruturas. Enfim, quais seriam as ações do grupo?



Histórico Geral:


Beowulf:
Número de POST: 21

    Ganhos
  1. Kit Médico: 30/30 Bandagens + 10/10 Talas - 01 Bisturi - 01 Rolo de Linha de Sutura 20/20 - 10/10 Agulhas
  2. Medicamento a Base de Canabidiol - 10/10
  3. Suprimentos para Viagem - POST 15

  4. Perdas
  5. 500.000 B$ - POST 14
  6. 600.000 B$ - POST 14


Ferimentos

  1. Ferimento no Olho Esquerdo - 50% de visão no Post atual - [Curado] - 06/06
  2. Dois buracos no peito feito a bala - Projétil alojado no interior do Tórax - [Curado] - 04/04


Deep:
Número de POST: 35

    Ganhos
  1. Suprimentos para Viagem - POST 03
  2. Cantil com Beserker - 02/05 usos - POST 14
  3. 07 Ampolas de Analgésico - POST 15

  4. Perdas
  5. Pochete com todos os Projetos e guloseimas - POST 04


Ferimentos

    Cortes Leves pelo Tronco - 03/03
    Ferimento a Bala no Antebraço Esquerdo - 05/05 [TRATADO]
    Recuperando os movimentos, já consegue andar com maior firmeza, mas ainda sim não está 100%- 03/06


Subaé:
Número de POST: 34

    Ganhos
  1. Livro de Armadilhas - POST 03
  2. Livro de Geografia - POST 03
  3. 02 Cantil Metálicos - Cheio de Beserker 02/02 Usos - POST 03
  4. 02 B$ - POST 03
  5. 50 Mil Berries - POST 21
  6. Proficiência Geografia - POST 24
  7. Cantil com Cerveja - 06/10 Usos - POST 25
  8. Proficiência Armadilha - POST 26
  9. Dente Canino do Lobo Blade - POST 25
  10. 1.500.00 B$ - POST 28
  11. 500.000 B$ + Jóias (2 pares de brinco e 3 anéis) - POST 28

  12. Perdas Dignidade


Dinheiro Atual: 3.595.000 B$
Dependência: 03/15
Doença Degenerativa: 09/10
Ferimentos:

    Corte no Supercílio Direito - 04/04
    Dor na região das Costas - 02/02
    Dores pelo Corpo - 03/03



Niix:
Número de POST: 21

    Ganhos
  1. Rifle Winchester - Arma Clássica - POST 17

  2. Perdas
  3. Dignidade


Ferimentos

  1. Nada



Legendas:
NPC's Específicos
Subas Júnior

NPC's Aleatórios
Personagens Simples: Atendentes | Garçons | Pessoas encontradas nas Ruas | Vendedores | Moradores de Petra | Civis em Geral
Caçadores de Recompensa
Marinheiros

Aparência
[url=https://pin.it/4AqNPQh]Homem de Cabelo longo e Amarelo
Mulher Loira
Homem magro
Homem de Chapéu
Monoliso - NPC ACOMPANHANTE DO SUBAÉ


_________________

Cabras da Peste, vol 3- Velozes e furiosos: Desafio marítimo - Página 17 Fi6WMX7


Certificurso:
Curso Narrador AB, 2021
Cabras da Peste, vol 3- Velozes e furiosos: Desafio marítimo - Página 17 EBEAdF4X4AYyK13
Subaé
Ver perfil do usuário
Imagem : Cabra da Peste
Créditos : 10
Localização : Nos bares de então
SubaéCriador de Conteúdo
https://www.allbluerpg.com/t354-subae?highlight=subaé https://www.allbluerpg.com/t348-cabras-da-peste-vol-1-amanhecer-do-sul#1033

35: Log… o quê?


A outra tripulação seguiu o seu capitão para o bar depois que o mesmo me contou um pouco sobre a briga que haviam participado. Fiquei contente ao avistar o boteco em festa, afinal, estamos em perseguição desde Petra Yuni, eu mereço um pouco de lazer.

Comecei a sentir um pouco de dor de cabeça, então peguei um comprimido canábico, enfiei na boca e engoli à seco, foi quando Deep me perguntou quais seriam os planos.

-Bora naquele buteco sem porta - falei apontando para o local - lá a gente deve encontrar pelo menos metade do que estamos procurando.

Deep comentaria que precisamos de um Log alguma coisa para poder navegar na grande rota.

-log.. o que? isso é uma bebida local? - perguntei.

Deep, espantado por eu não saber, me explicaria de forma leiga que o log é uma bússola feita para navegar por esse mar.

-Por que eu saberia? Você por acaso já me viu usando alguma bússola? enfim, eu não sabia não…

Deep advertia sobre os perigos da grande rota e então diria que talvez exista alguém no farol que tenha uma bússola dessas.

-Aquele farol torto? tudo bem, bora comprar um goró e umas tábuas e depois a gente passa lá!

O tritão insistia em ir primeiro para o farol, mas antes precisamos pegar o material para que o Monoliso possa trabalhar nos consertos do Lamento.

-Se a gente pegar logo a madeira o Mono vai poder adiantar os reparos enquanto a gente pega esse "lognose" - disse, enfim convencendo o grande baiacu - e ainda por cima eu estou sem uma gota de álcool! Vamos!

Ao adentrar no boteco, observaria cada um dos bebuns presentes. Prestaria atenção em suas faces, em suas armas e em suas mesas; visando entender quem é quem, quanto estão embriagados, e quanto tem em seus bolsos.

Avançaria pelo saloon sem esquivar o meu caminho por conta dos bêbados. Caso eu encontre uma garrafa ao lado de algum bêbado que esteja distraído ou dormindo eu a pegaria naturalmente ao passar. seguiria reto até o balcão onde bateria a garrafa levemente para chamar a atenção do atendente (caso não tenha pego uma garrafa no caminho, daria algumas palmadas no balcão)

-Ahoy! Meu caro, parece que as vendas estão boas por aqui não é? Qual o motivo de tanta diversão? - perguntaria - Eu e meus companheiros viemos diretamente lá de Petra Yuni no South Blue, conhece aquele lugarzinho de merda? ZeBeBeBeBaBaBa!!! Se não conhece não está perdendo nada, só o que tem lá é areia e gente rica. Mas sabe, eu roubei algumas coisas interessantes por lá, veja este anel por exemplo - diria ao mostrar o anel que roubei no restaurante de Baterilla - ele parece um simples anel, não é? mas a verdade é que ele foi encantado por um grande faraó que viveu naquela terra muitos séculos atrás… ele é um artefato mágico, veja!

E então eu utilizaria a habilidade do meu brinco para fazer a minha mão queimar.

Cabras da Peste, vol 3- Velozes e furiosos: Desafio marítimo - Página 17 A81533ec92f2ba54d762d054a61008b8180baf39

-Incrível! não é mesmo? Além desse tem mais dois anéis mágicos, mas eu ainda não consegui despertar o poder desses outros - diria ao fazer o fogo se esvair - mas vamos ao que importa, estou atrás de algumas tábuas, pregos e abastecimento para o meu navio, você não teria o que eu preciso ai? - Daria alguns goles na bebida e se a resposta do taverneiro fosse positiva eu continuaria a falar - Whoa! Que bom, sendo assim eu vou levar! quanto vai custar ein , meu amigo?

-O que? tudo isso? - Diria ao ouvir o preço, independente de quanto seja - Eu entendo que você precisa da grana, mas infelizmente eu não tenho muitos bellys aqui comigo agora… TIVE UMA IDÉIA!! Eu estava pensando em vender esses três anéis em um leilão, mas parece que estou sem muitas opções. O que você acha de fazermos um escambo? Se você achar a pessoa certa conseguirá vendê-los pelo dobro, ou quem sabe o triplo, do que eu te pagaria agora! O que me diz?

Caso ele aceite, entregaria os anéis e pegaria o abastecimento e tábuas com o auxílio de Zuba e quem mais ajudasse.

-Só mais uma coisinha, como eu faço pra conseguir um “lognose”?

Se alguem viesse tirar satisfação comigo por conta da garrafa roubada eu me faria de desentendido - Acho que está me confundindo com outro cabra - diria sem esboçar nenhuma emoção - eu comprei essa porra aqui, agora me deixe em paz!

Se a pessoa continuasse a me importunar, eu incendiaria a garrafa com o fogo do faraó e então, com um rápido movimento giratório acertaria a mesma no pé da orelha do infeliz, fazendo a garrafa romper-se, consequentemente, rasgando o rosto do sujeito.

Em casos de ser atacado diretamente eu inclinaria meu corpo para trás para esquivar do golpe, se o ataque visava atingir as minhas pernas eu saltaria para me desvencilhar e contra atacaria chutando o rosto do atacante.


info.:
Histórico:
Páginas: 7
Posts: 35

Pessoal:

Proficiências:
- Acrobacia
-Ameaça
-Atletismo
-Briga
-Lábia
-Condução
-Navegação
-Astronomia

Qualidades:
-Carismático
-Prodígio
-Talentoso
-Destemido
-Electro
-Idioma silvestre
-Chifres curvos
-Cabeça dura

Defeitos:
-Doença degenerativa
-Sadista
-Cabeça quente
-Dependente (15 posts)
-Extravagante
-Apegado (ao chapéu)
-Feio
-Preconceito
-Atípico
-Sensível ao calor
-Forma sulong.

Inventário & Armas:

ARMAS:
- Caneleira de Taekwondo
- Espada de Petra Yuni

ITENS:
- Chapéu de cangaceiro
- Bussoleta da Peste
- Livros (Condução / Navegação / Astronomia / História dos Mares)
- Frasco de Remédios (vazio)

3.645.000 ฿S

Ganhos e Perdas:

Ganhos:
Livro de Armadilhas - POST 03
Livro de Geografia - POST 03
Cantil com Cerveja - 00/10 Usos - POST 25
50 Mil Berries - POST 21
Proficiência Armadilha - POST 26
Dente canino de mink lobo (BLADE) - POST 26
Medicamento a Base de Canabidiol - 9/10
1.500.00 B$ - POST 28
500.000 B$ + Jóias (2 pares de brinco e 3 anéis) - POST 28

Perdas:

Combate::

Corte no Supercílio Direito - 04/04
Dor na região das Costas - 02/02
Dores pelo Corpo - 03/03



Objativos:

[x] Chegar em Sorbet e reabastecer o brigue
[x] Pegar remédios
[x] Pegar 2 cantis com alça
[x] Chegar em Baterilla
[x] Partir para a Grande Rota
[ ] Chegar no Farol

[x] Aprender proficiência: Geografia
[ ] Aprender proficiência: Criptografia
[x] Aprender proficiência: Armadilhas

[ ] continuar a desenvolver liderança










15.760/15.760280/4000/1011/15

_________________

"Sobrou meia garrafa, meia palavra e o meio-fio"


Deep
Ver perfil do usuário
Imagem : Deep Scaleback
Créditos : 10
DeepNovato
https://www.allbluerpg.com/t1116-deep-cutt#10446


Eu caminhava tentando me forçar a ficar o mais normal possível, ainda sentia minhas pernas falhando abaixo de mim, mas sentia elas menos formigantes a cada minuto que passava, aparentemente eu melhoraria sem problemas como o lobo disse.

Aparentemente a confusão no porto era de piratas recém chegados que encararam caçadores que o perseguiam, não é uma prática que eu diria que deve ser incomum, afinal de contas eu duvido que alguma tripulação passe por essa provação com o navio sem danos, assim como sem tripulantes feridos. Era um bom ponto de caça na realidade.

De qualquer forma eu queria saber o que o capetão pretendia fazer primeiro, então eu perguntei pro mesmo:

-Então... Qual o plano, capetão?


Após ele me falar eu adicionaria uma informação sobre a necessidade de pegar um log pose.

-Creio que você vai precisar de um log pose também, mas eu não sei com quem pegar um, não peguei quando passei aqui antes…


O capetão no entanto não sabia o que é log pose, por eu ser nascido na grand line, me parecia um conhecimento fácil e comum, mas não parecia ser tanto.

-Um tipo de bússola para a grand line, precisa disso para esse mar... Tu não sabia?

O capetão falava sobre eu nunca ter visto ele usar uma bússola, mas na grand line é meio que diferente dos blues, então o avisei.

-A grand line é muito confusa e traiçoeira, a única forma de chegar em algum canto é com um log pose... No farol tem alguém com eles... Mas não sei quem ou como pegar…

Eu achava melhor pegarmos o log primeiro do que as coisas, assim podiamos ficar protegendo o barco durante o conserto, mas o capetão queria adiantar os mesmos, então eu tentei dar uma última aconselhada.

-Pra ser sincero... acho melhor ir lá achar o cara do log primeiro... O resto vai apenas ficar à vista, podendo ser roubado se tivermos que ir atrás do log depois... Fora que madeira e comida... Temos os barcos dos pau dágua da praia para saquear caso seja necessário... Os preços aqui são meio loucos...

Como pensado, realmente o capetão queria agilizar os reparos, não tinha por que eu criar problemas por tal decisão, então apenas o seguiria nessa.

Continuaria andando com o grupo de soqueira em punho e atento ao meu redor. Qualquer tentativa de atacar o grupo seria recebida com um socão concentrado de karatê bem na fuça.
Se alguém nos encarasse de forma hostil, encararia de volta pronto para uma luta, a tensão faria sombras saírem de minha arma e começarem a fluir pelos meus braços.



Histórico:
Nome: Deep Scaleback
Posts:36
Ganhos:jujutsu
Perdas:pochete(e conteúdos), garrafa de berserk
Players conhecidos:
NPC's:
Extras:







_________________

Legenda:

-Fala do Deep

-Voz da entidade

Cabras da Peste, vol 3- Velozes e furiosos: Desafio marítimo - Página 17 9ictvtN
Jean Fraga
Ver perfil do usuário
Imagem : Cabras da Peste, vol 3- Velozes e furiosos: Desafio marítimo - Página 17 I7Pk1V9
Créditos : 02
Jean FragaEstagiário
https://www.allbluerpg.com/t951-nix#8224 https://www.allbluerpg.com/t837p60-cabras-da-peste-vol-3-velozes-e-furiosos-desafio-maritimo


Velozes e furiosos: Desafio marítimo


- E se a gente usasse 100% do cérebro? -

Caçadores!!! Ficava completamente arisca, mas uma pergunta vinha a cabeça, caçadores não caçam animais?! Acabava por perceber que o ensanguentado não bastava ser fraco, ele era burro também, — Tsc... Que perda de tempo... – Soltava ao vento palavras vazias, ouvindo o resto de suas falas, ao menos para avisar do bar mais próximo ele servia.

Ficava calado olhando a volta mantendo minha concentração na decisão de Subaé, — Log Pose? – Uma bússola para este mar? Porque não qualquer bússola? Sei lá, todos pareciam meio fora da casinha nos últimos minutos, ou será... que foi no momento em que o barco bateu contra a água? E talvez..., mas só talvez, uma parte adormecida do meu cérebro finalmente ligou?  Seria isso possível?

Olhava para Beowulf, afinal, ele era o medico e pudesse saber de algo... aproximando-me falaria, — Beo... uma coisa, bater a cabeça causa danos certo? mas isso se estende a acordar partes adormecidas do seu cérebro? – Ele dava uma explicação muito plausível, porém, era Beowulf então na duvida sempre acreditamos no contrario do que ele disse.

O que me animava, já que seu não se torna um sim! Acenava com o rosto mostrando que estava prestando atenção em suas palavras, ficando em silencio ouvia o fim da conversa entre o capitão e o imediato, estando internamente mega feliz pela descoberta.

No fim ir ao bar era a decisão tomada, andando agora com o rosto sempre focado a frente, sentia-me subindo uma escada que somente eu poderia subir, afinal, era agora a mais inteligente do grupo, tarefa... não muito difícil.

Assim que entrasse buscaria ver todas armas possíveis que conseguisse, focando-me em encontrar as mais diferentes, talvez armas que sequer havia visto até hoje, sempre me mantendo perto do bando, sacaria e atiraria com minha arma se um combate se iniciasse e esquivaria para de trás de mesas e pilastras para me proteger se preciso.


HistóricoInfo
Nº de Posts: 22
Ferimentos

  • N/A

Ganhos:

  • Rifle Winchester - Arma Clássica - POST 17

Perdas

  • N/A




_________________

Cabras da Peste, vol 3- Velozes e furiosos: Desafio marítimo - Página 17 3dtLmqd