Tópicos Recentes
Destaques
Klaus
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Últimos assuntos
Ren na Grand LineHoje à(s) 3:06 ampor  TerryProjetinho Fellas: O Vasco Sobe, Volta RibamarHoje à(s) 2:38 ampor  Masques[ Tumba - 1º Andar] Minks do BarulhoHoje à(s) 2:24 ampor  TerryCréditosHoje à(s) 1:47 ampor  PepeWorld Legacy ScarsHoje à(s) 1:45 ampor  Pepe I - Fool me onceHoje à(s) 1:23 ampor  Lyosha[ Tumba - 1º Andar] Os bons de guerraHoje à(s) 12:52 ampor  Kira[Tumba - 1º Andar] Casal da pohaHoje à(s) 12:03 ampor  Deep1º Caneco - Bottoms Up!Ontem à(s) 11:55 pmpor  MakaOperação G.R.E.T.A.Ontem à(s) 11:44 pmpor  Vincent
 :: Oceanos :: Blues :: South Blue :: Petra Yuni
Página 15 de 19 Página 15 de 19 Anterior  1 ... 9 ... 14, 15, 16, 17, 18, 19  Seguinte
Kenshin
Ver perfil do usuário
Imagem : Cabras da Peste, vol 3- Velozes e furiosos: Desafio marítimo - Página 15 XqxMi0y
Créditos : 44
KenshinDesenvolvedor
https://www.allbluerpg.com/t360-agatha-harkness https://www.allbluerpg.com/t985-capitulo-i-cuidado-com-a-meia-noite
Relembrando a primeira mensagem :

Cabras da Peste, vol 3- Velozes e furiosos: Desafio marítimo

Aqui ocorrerá a aventura dos(as) Piratas Subaé, Deep Scaleback,  Blade Sharptree A qual não possui narrador definido.

_________________

Cabras da Peste, vol 3- Velozes e furiosos: Desafio marítimo - Página 15 J09J2lK

Jean Fraga
Ver perfil do usuário
Imagem : Cabras da Peste, vol 3- Velozes e furiosos: Desafio marítimo - Página 15 I7Pk1V9
Créditos : 02
Jean FragaEstagiário
https://www.allbluerpg.com/t951-nix#8224 https://www.allbluerpg.com/t837p60-cabras-da-peste-vol-3-velozes-e-furiosos-desafio-maritimo


Velozes e furiosos: Desafio marítimo


- A fuga -

O Sangue voava e o desespero nos rostos dos civis era cativante, trazia a minha sentimentos até aquele momento incompreendidos, porém senti-lo era maravilhoso.


Cabras da Peste, vol 3- Velozes e furiosos: Desafio marítimo - Página 15 224-2241610_hisoka-hunter-x-hunter-hunter-x-hunter-hisoka


Aquela sinfonia, ou melhor... os gritos dos reféns, levavam-me naquele momento ao paraíso, as atitudes de Subaé comprovavam que havia acertado ao me tornar pirata deste grupo e até Beowulf, conseguia tirar do meu rosto um sorriso genuíno de felicidade, ele partia a garota no meio sem mais nem menos.

E como esperado, o capetão botava ordem no lugar, ditando como seria o ritmo entre os sequestrados, ainda assim manteria meus olhos atentos neles, percebendo alguma atitude brusca, não pouparia balas atirando no alvo.

Os gritos dos marinheiros faziam com que uma alegria e euforia crescessem em meu corpo, queria pular, gritar e comemorar, as coisas estavam indo rumo ao que eu mais gostava, o caos.

— Sim, Sim! SIM! VAMOS! NÃO PARE! – minha mente voltava quando ouvia a ordem de Subaé, confirmava com a cabeça e girava minha pistola sobre meu dedo indicador.

Recarregava caso necessário e ficava parada ao lado do lobo, sairia logo em seguida dele.

Quando a brecha necessária para fugirmos aparecesse, apoiando uma mão nas costas do lobão, correria junto dele, ele era grande então se necessário, para não ser alvejada, correria junto dele, porém alternando minha posição.

Ficando um momento a frente, nas costas e nas laterais do mesmo, se fosse pra alguém tomar tiro que fosse ele, afinal... ele mostrou que aguenta hoje mais cedo, gargalhava comigo mesmo e então, focava na situação.

Percebendo espaços na defesa inimiga, com minha pistola, atiraria contra eles, logo ao sair do restaurante, focaria aqueles que estivessem mais próximos de mim e de Beo e caso sobrasse tempo, ainda tentaria atirar contra os que lutavam com o capitão.

Conforme conseguíssemos nos distanciar e sem alvos próximos, tentaria com minha visão aguçada atirar nos inimigos antes que eles nos avistassem, contudo, para inimigos realmente perto, guardaria rapidamente minha pistola e usando de rasteiras e do jogo de corpo, utilizando o peso do marinheiro para joga-lo longe, tentaria afasta-los e continuar protegendo a carga.


HistóricoInfo
Nº de Posts: 16
Ferimentos

  • N/A

Ganhos:

  • N/A

Perdas

  • N/A




_________________

Cabras da Peste, vol 3- Velozes e furiosos: Desafio marítimo - Página 15 3dtLmqd
Formiga
Ver perfil do usuário
Imagem : Cabras da Peste, vol 3- Velozes e furiosos: Desafio marítimo - Página 15 CsHkSDy
Créditos : 64
FormigaDesenvolvedor
https://www.allbluerpg.com/t766-takeshi-isamune https://www.allbluerpg.com/t768-capitulo-i-o-espetacular-takeshi-isamune




Cabras da Peste

Vol 03 - Velozes e Furiosos - Desafios Marítimo


Dia 03 ||Reino Sobert - South Blue || Clima: Frio ||
N° de Postagens do Narrador: 30



Desgraçados


Todos



A situação dos criminosos não era uma das melhores, o grupo estava cercado por marinheiros que estavam claramente dispostos a matá-los, isso é, se eles não se rendessem pacificamente. O capitão logo ordenava algumas ações para seus tripulantes, Monoliso retornou com um caixote de madeira grande, capaz de comportar toda a comida que Beowulf carregava em seus braços, ele não parou por aí, trouxe mais duas caixas menores para dividir o conteúdo, evitando que caíssem na corrida até o navio. Nix era responsável pelo suporte, como uma exímia atiradora iria garantir que o seu companheiro de penugem branca concluísse sua missão sem muitas dificuldades. Subaé ficou responsável por criar a brecha necessária para que seus aliados fugissem dali, após andar em círculos logo encontrou em uma das mesas uma garrafa de vinho, com cerca de sete usos restantes. O criminoso ingeriu o líquido e logo entrou naquele estado de embriaguez, cambaleando pelo lugar como um verdadeiro bêbado.

A tentativa do caprino em incendiar o lugar ia por água abaixo, afinal, ele não encontrava apenas os panos que cobriam as mesas do estabelecimento e claro, o garfo que manteve escondido em suas vestes. Seus passos foram totalmente irregulares, saindo do lugar podendo ver seu antagonistas o olhando de maneira séria, enquanto um único homem estava alguns metros a frente – Preparem-se! – Gritou mesmo e os outros quatorze marinheiros entraram em posição de batalha, mantendo seus músculos rígidos e tensos. Assim que saiu do lugar um marinheiro que estava na lateral passou voando como uma bala, tentando aplicar uma voadora no caprino que habilmente se esquivou, para surpresa do marinheiro em questão que caiu rolando do outro lado e partiu com velocidade para o encontro do seu grupo novamente.

A partir daquele momento nenhum marinheiro se moveu – Seu erro foi ter retornado. – Bradou o líder daquele grupo estalando os dedos da mão – Peguem-no! – Gritou o membro superior vendo que o criminoso corria em sua direção. Rapidamente o amontoado de marinheiros partiram contra o capitão, que usando do seu estilo alcóolico e desordenado, se esquivou da maneira que podia, enquanto tropeçava e rolava aplicando rasteiras em alguns dos seus inimigos. Em determinado momento ele aplicou um salto por cima de um deles, usando sua cabeça como um degrau, entretanto, no momento em que estava no ar percebeu aquele mesmo marinheiro da voadora vindo em sua direção, seu pé acertou de raspão a face do criminoso e ele mais uma vez passou no vácuo.

Com a brecha criada o trio partiu com velocidade, os marinheiros que perseguiam o grupo foram recharchidos com os disparos da jovem Nix, que aproveitava do corpulento Beowulf para se manter livre dos inimigos, deixando que aquele farol branco fosse o único alvo dos seus inimigos. A putaria estava formada, de um lado Subaé avançava contra seus antagonistas causando uma balbúrdia sem fim, enquanto do outro os três membros dos Cabras da Peste partiam em direção ao porto. Não demorou muito para a oportunidade que o capitão precisava surgir, passando entre os marinheiros com seus movimentos totalmente aleatórios e unindo-se com seu grupo, começando então uma verdadeira perseguição.

Os marinheiros estavam atrás aos montes, era como se o grupo tivesse mexido em um formigueiro, já que homens fardados surgiam de todas as ruas pelas quais eles estavam passando. Alguns avançavam contra o grupo, mas o trio defensor fazia seu papel de maneira inteligente, contra-atacando nos momentos certos, principalmente Nix, que disparava usando toda sua mira e conhecimento, acertando os marinheiros que caiam como merda no chão. O caminho até a embarcação demorava alguns minutos e as pessoas saíam do caminho dos criminosos com velocidade, deixando as ruas livres para que eles pudessem passar, tendo que lidar apenas com a perseguição dos defensores da ordem e justiça.

O quarteto pode ver de longe – já no porto – uma figura redonda e escamosa no convés do navio, aquele era Deep que parecia conversar com uma outra figura, certamente só poderia se tratar de Zabu. Entretanto, uma pedra entrava no caminho do quarteto e pela lateral do porto um pequeno grupo de seis marinheiros entravam no caminho até o navio, uma luta estava prestes a ocorrer e se eles perdessem muito tempo ali, um imenso batalhão que estava no encalço os alcançariam. Falando no tritão, ele chegou momentos antes que o restante da sua tripulação chegasse no porto – Não sei onde eles estão, eles foram roubar um lugar, um restaurante. Chamei você porque tinha muitos marinheiros pelo porto e o Bode tem um cartaz. – Falou o menino enquanto escutava o som da balbúrdia vindo em sua direção.

Os marinheiros no porto estavam prontos para o combate, assim como o bando da Peste que parecia se preparar para o confronto certo. No entanto, o céu tempestuoso parecia ter ficado ainda mais escuro... ah! Era o homem-peixe caindo nos inimigos e disparando uma sequência de socos na dupla que conseguiu fugir do esmagamento, seus golpes pesados destruíram a face dos homens restantes, nocauteando-os sem muita dificuldade. O caminho estava livre e eles conseguiram chegar na embarcação em segurança, o grupo de marinheiros que estava no encalço se mostrava cada vez mais perto, perto ao ponto dos disparos dos marinheiros alcançarem a embarcação, sendo estes contra-atacados pela jovem Nix, que disparava do lado de cá.

Pelo jeito só restava ao grupo zarpar em direção a Grande Rota ou esmagar aqueles marinheiros com suas próprias mãos, qual seria a opção escolhida pelo grupo?



Histórico Geral:


Beowulf:
Número de POST: 16

    Ganhos
  1. Kit Médico: 30/30 Bandagens + 10/10 Talas - 01 Bisturi - 01 Rolo de Linha de Sutura 20/20 - 10/10 Agulhas
  2. Medicamento a Base de Canabidiol - 10/10
  3. Suprimentos para Viagem - POST 15

  4. Perdas
  5. 500.000 B$ - POST 14
  6. 600.000 B$ - POST 14


Ferimentos

  1. Ferimento no Olho Esquerdo - 50% de visão no Post atual - [Tratado] - 03/06
  2. Dois buracos no peito feito a bala - Projétil alojado no interior do Tórax - [Tratado] - 02/04


Deep:
Número de POST: 30

    Ganhos
  1. Suprimentos para Viagem - POST 03
  2. Cantil com Beserker - 05/05 usos - POST 14
  3. 07 Ampolas de Analgésico - POST 15

  4. Perdas
  5. Pochete com todos os Projetos e guloseimas - POST 04


Ferimentos

    Cortes Leves pelo Tronco - 03/03
    Ferimento a Bala no Antebraço Esquerdo - 05/05 [TRATADO]


Subaé:
Número de POST: 29

    Ganhos
  1. Livro de Armadilhas - POST 03
  2. Livro de Geografia - POST 03
  3. 02 Cantil Metálicos - Cheio de Beserker 02/02 Usos - POST 03
  4. 02 B$ - POST 03
  5. 50 Mil Berries - POST 21
  6. Proeficiencia Geografia - POST 24
  7. Cantil com Cerveja - 06/10 Usos - POST 25
  8. Proeficiencia Armadihla - POST 26
  9. Dente Canino do Lobo Blade - POST 25
  10. 1.500.00 B$ - POST 28
  11. 500.000 B$ + Jóias (2 pares de brinco e 3 anéis) - POST 28

  12. Perdas Dignidade


Dinheiro Atual: 1.595.000 B$
Dependência: 00/15
Doença Degenerativa: 04/10
Ferimentos:

    Corte no Supercílio Direito - 04/04
    Dor na região das Costas - 02/02
    Dores pelo Corpo - 03/03



Niix:
Número de POST: 16

    Ganhos
  1. Nada

  2. Perdas
  3. Dignidade


Ferimentos

  1. Nada



Legendas:
NPC's Específicos
Subas Júnior

NPC's Aleatórios
Personagens Simples: Atendentes | Garçons | Pessoas encontradas nas Ruas | Vendedores | Moradores de Petra | Civis em Geral
Caçadores de Recompensa
Marinheiros

Aparência
Homem de Cabelo longo e Amarelo
Mulher Loira
Homem magro
Homem de Chapéu
Monoliso - NPC ACOMPANHANTE DO SUBAÉ


_________________

Cabras da Peste, vol 3- Velozes e furiosos: Desafio marítimo - Página 15 Fi6WMX7


Certificurso:
Curso Narrador AB, 2021
Cabras da Peste, vol 3- Velozes e furiosos: Desafio marítimo - Página 15 EBEAdF4X4AYyK13
Jean Fraga
Ver perfil do usuário
Imagem : Cabras da Peste, vol 3- Velozes e furiosos: Desafio marítimo - Página 15 I7Pk1V9
Créditos : 02
Jean FragaEstagiário
https://www.allbluerpg.com/t951-nix#8224 https://www.allbluerpg.com/t837p60-cabras-da-peste-vol-3-velozes-e-furiosos-desafio-maritimo


Velozes e furiosos: Desafio marítimo


- A fuga pt. II -

Correr pelas ruas atirando em pessoas acompanhada dos meus novos amigos era perfeito, soltava um baixo gemido que me deixava envergonhada, porém como esconderia todo meu prazer com aquela situação?

A animação me consumia e a cada instante as coisas pareciam melhorar exponencialmente, ficava muito feliz porque podia na frente de Subaé mostrar todo meu potencial, minha mira estava afiada e pretendia mantê-la dessa forma.

Minha euforia mesclava com um estado de concentração, era como se quanto mais estivesse gostando, mais focada eu conseguia ficar, porém os ratos conseguiam nos cercar, eu sorria com um sorriso sádico, lambendo os lábios e gritando conforme íamos se aproximando daqueles a nossa frente.

Contudo, era nesses momentos que os superiores mostravam o porque de estarem onde estão, Deep surgia esmagando e acabando com todos e aquele gesto, despertava dentro de mim um sentimento... estranho, meu coração se aquecia vendo os marinheiros serem destroçados.

Olhando para o homem-peixe, ficava encantada, como se minhas pupilas fossem agora dois grandes corações, — Depp!!!!! Você... Você é incrível! – Gritava conforme me aproximava do mesmo, levantando um joinha e sorrindo para ele.

Passando pelos corpos amassados, olharia rapidamente entre as armas e caso encontrasse algo de útil, como peças intactas ou armas por completo, as pegaria e levaria comigo, carregando somente o que aguentasse sem perder velocidade.

A ordem de Subaé era curta e suficiente, queria continuar a brincadeira, porém levaria muito tempo e teríamos mais momentos como esse no futuro, entrando após Beowulf e Mono, subiria na embarcação e caso estivesse carregando algo, rapidamente as guardaria em algum compartimento seguro e voltaria para o convés.

Não sabia ao certo se conseguiria ajudar a zarpar, contudo poderia ser útil de outras formas, — Meninos!!! Vou me posicionar e continuar afastando os marinheiros!! Se precisarem de mim eu largo a posição e os ajudo!

Procurando um lugar de vantagem, apoiaria meus cotovelos, pés, joelhos, o que fosse necessário para ficar firme e estável, levando minha arma a frente, começaria os disparos, mirando em pontos específicos, cabeça, joelhos e coxas.

Por estar mais confortável agora, tentaria recarregar rapidamente e usando de toda minha capacidade, afastar o máximo de marinheiros.

Entretanto, se fosse necessário da minha ajuda no convés, largaria o que estivesse fazendo e correria para ajudar os outros, seja para fazer o barco começar a se movimentar e finalmente possamos sair da ilha, como para afastar marinheiros que tivessem subido abordo.

Usando de socos e chutes em pontos específicos para derruba-los rapidamente, assim como usando do peso corporal dos marinheiros para arremessá-los para forca do barco.


HistóricoInfo
Nº de Posts: 17
Ferimentos

  • N/A

Ganhos:

  • N/A

Perdas

  • N/A




_________________

Cabras da Peste, vol 3- Velozes e furiosos: Desafio marítimo - Página 15 3dtLmqd
Deep
Ver perfil do usuário
Imagem : Deep Scaleback
Créditos : 10
DeepNovato
https://www.allbluerpg.com/t1116-deep-cutt#10446


O pivete me dizia que eles tinha ido roubar um restaurante, mas ele não sabia bem onde era, a falta de informação poderia ser um problema e eu já ia reclamar, mas ao longe vi o grupo vindo. Logo me intrometi no meio causando danos em alguns marinheiros que não prestavam atenção em seus arredores. Com a cooperação do bando, o grupo podia chegar com caixas ao navio no qual começavam a trocar tiros com alguns marinheiros. A grande vantagem de ser um tritão é que não preciso estar no barco quando ele parte, isso me permite segurar os inimigos em terra um pouco e permitir uma melhor fuga.

Correria em direção ao grupo de marinheiros que trocava tiros, inflaria e começaria a rolar na direção dos mesmos se errasse pelo menos um, usaria meu Ryukai para tentar pular em direção ao marinheiro que eu tivesse errado e que estivesse mais próximo de mim agora.

Tentaria derrubar a maioria e se visse alguma arma de fogo que aparentasse ser de maior calibre que as da atiradora do bando, pegaria a mesma.

Achando armas para carregar ou não, mergulharia, mas se percebesse algum marine vendo a cena, diria em tom alto de voz:

-Um aviso pra vocês… Fiquem na terra…

Tendo pra quem falar ou não meu aviso final, mergulharia na água, segurando as armas na mão direita para fora da água, evitando que molhem. Nadaria até o barco, onde subiria no mesmo e se tivesse alguma arma colocaria dentro de algum barril vazio no convés, na ausência de um desses, colocaria na cozinha, no chão.

Se algum inimigo me acertasse algum golpe nesse período de tempo, olharia para ele com uma expressão confusa e diria:

-Muito bom… Pera, era pra ter doído?

Então contra atacaria mirando um soco direto no queixo do oponente.


Ryukai(holy diver reavaliada):
Referência:

Cabras da Peste, vol 3- Velozes e furiosos: Desafio marítimo - Página 15 EagerSmugHorseshoecrab-max-1mb
Nome: Kaishin: Ryukai (Meteoro do fundo do mar)
Rank: 1
Descrição:Enquanto já inflado e rolando, Deep espera suas pernas estarem em posição durante o rolamento, para dar um impulso com sua força, capaz de erguer seu próprio peso várias vezes, tal impulso faz a esfera de carne saltar cinco metros no ar e cinco metros na direção desejada, com poder de destruição aumentado pela força do tritão. O aterrissar da esfera de banha , causa dano na área na qual acertar e caso o terreno não seja feito de materiais que o tritão não consiga quebrar, também gera dano no material, quebrando partes do mesmo pra gerar destruição do terreno e estruturas.
Componentes:Edc: Fat’n Roll, Peso, Força, Pernas, Inflar (Raça).
Requisitos:Já estar inflado e rolando antes de usar a técnica.
Penalidades:
*Se cair sobre um material que o tritão não consegue quebrar, o mesmo irá tomar o dano de sua técnica.
*Mesmo sendo capaz de quebrar o que acertar, o tritão não sai imune da pancada, tomando um terço do dano técnica em todo uso, esse dano se soma ao anterior no caso deste ocorrer.
*Danos causados contra o tritão durante a queda, vindos de baixo, irão aproveitar a própria força da queda, sendo aumentados em 50% contra o tritão;
Aditivos: ~x~
Dano: Força +6%
Stamina:50.
Histórico:
Nome: Deep Scaleback
Posts:31
Ganhos:cantil2/5 usos de berserkl, jujutsu
Perdas:pochete(e conteúdos), garrafa de berserk
Players conhecidos:
NPC's:
Extras:



Última edição por Deep em Sab Jan 08, 2022 10:58 am, editado 1 vez(es)

_________________

Legenda:

-Fala do Deep

-Voz da entidade

Cabras da Peste, vol 3- Velozes e furiosos: Desafio marítimo - Página 15 9ictvtN
Jupges
Ver perfil do usuário
Imagem : Cabras da Peste, vol 3- Velozes e furiosos: Desafio marítimo - Página 15 E15c6d7c739cc36e59ee7e583a39a3ae
Créditos : 02
Beowulf finalmente terminava de carregar o que precisava para dentro do navio, e por um segundo, sua mente voltava ao normal, sem ordem alguma para realizar. Beowulf então rapidamente colocaria a carga na cozinha do navio e iria para o convés.

Beowulf olharia para seu corpo e se veria coberto em sangue, ao se lembrar do que ocorreu enquanto cumpria ordens, Beowulf se lembrava da garota que ele havia cortado ao meio. Beowulf fechava seus olhos e pedia perdão:

-Me perdoe, perdoe por quem eu machuquei, mas não foi minha culpa... eu não pude evitar, eu tinha que cumprir as ordens.  

Ao abrir seus olhos Beowulf começava a entender a situação, marinheiros estavam perseguindo eles, e aquele tritão... era verdadeiramente impressionante, não parecia demonstrar muita graça em seus movimentos, mas não era necessário. Seus golpes eram avassaladores, e possuíam energia suficiente para esmagar os marinheiros como papel.

A garota se mostrava uma boa atiradora, assim como a cabra se mostrava minimamente treinada em combate. Beowulf ainda analisava para ver se havia algum ferimento em seu corpo, mas não havia nada novo lá, tirando o sangue de pessoas inocentes.

Ao terminar de analisar a situação Beowulf partiu para o lado de Subaé, cercando o corpo da cabra sem impedir sua passagem para aonde ele quisesse ir. Beowulf estava agindo como guarda-costas e estava cobrindo Subaé de possíveis disparos direcionados a ele vindos dos marinheiros. Beowulf serviria de escudo humano para Subaé apenas protegendo o próprio rosto com o seu gigantesco braço, sua preocupação não era exatamente ser baleado, mas ser baleado no rosto era um problema.

Se os marinheiros jogassem uma caixa, barril ou outros objetos no barco, Beowulf se colocaria na frente da trajetória do objeto, levantaria seus braços e quando o objeto chegasse, Beowulf no mesmo momento giraria para usar a inércia ao seu favor, e durante o giro arremessaria o objeto de volta nos marinheiros.

Se algum marinheiro subisse a bordo, Beowulf pegaria seu machado, e atacaria da direita para esquerda, mirando no joelho do marinheiro, após isso miraria outro golpe no ombro e por fim pegaria o marinheiro com seu braço esquerdo e o arremessaria para fora do barco.

Se algum marinheiro tentasse atacar Nix, Monoliso ou Zuba, Beowulf iria correndo em direção, se jogando em cima do oponente, para derrubar ele, ficando em cima do marinheiro usando seu peso e força contra ele, Beowulf começaria a disferir socos contra seu crânio, esmagando a face do marinheiro contra o chão do barco.

Se fosse necessária a ajuda de Beowulf para preparar o barco para velejar, Beowulf faria o possível de acordo com o que lhe ordenassem.

objetivos:

-Ir pro farol
-Tentar não morrer no processo
Atributos, vantagens e perícias:
Hp:5980
Sta:100

Força: 401
Destreza:200
Acerto:180
Reflexo:40
Constituição:179
perícias:

• Primeiros Socorros
• Anatomia
• Cirurgia
• Diagnose
• Farmácia
Vantagens e coisas ruins:

Qualidades:
 
Experiência em Combate (3 pontos) Você inicia o jogo com um Estilo de Combate Básico adicional.

Hipoalgia (2 Pontos) Você tem uma tolerância alta a dor, essa qualidade não o torna incapaz de sentir dor, mas o torna extremamente capaz de resistir a ela. Em situações onde outras pessoas simplesmente desmaiariam, você é capaz de resistir. Essa qualidade não o torna de qualquer forma resistente aos danos, no entanto você se torna capaz de aguentar muito bem a dor e pode passar a idéia de ser muito mais resistente do que verdadeiramente é. Em termos mecânicos, você não reduz de forma alguma o dano que recebe.

Duro de Matar (2 Pontos) Você continua consciente mesmo ao atingir uma porcentagem negativa de PdV, entretanto, ainda morrerá normalmente ao alcançar -21% de seus PdV.

Garras e presas (Racial) Minks caninos possuem presas e garras afiadas que podem ser utilizadas como armas naturais.

Alpha (Machos) (Racial) Você naturalmente se destaca como um líder dentro do seu círculo de amigos. Não quer dizer que você seja um líder nato, mas aqueles que confiam em você sentem quase que uma aura de liderança vinda de você. Infelizmente, devido a sua natureza, quando outro Mink Canino (especialmente de outra “raça”) entra no seu círculo de amigos vocês têm a tendência a ter uma pequena rivalidade saudável nos primeiros momentos.

Idioma Silvestre (/Racial) Você é capaz de se comunicar com criaturas mamíferas através de certo esforço. É importante frisar que essa qualidade garante apenas a capacidade de comunicar-se com as criaturas, não controlá-las.



Defeitos:
Atípico (Racial) Devido ao fato dos Minks não serem tão comuns e não se tratar de uma raça tão populosa, eles têm um alto preço no mercado de escravos, o que sempre pode vir a ser um problema.

Preconceito (Racial) Você tem uma aparência incomum quando comparado aos humanos e alguns podem lhe achar repugnante, assustador ou até mesmo uma aberração. Alguns humanos podem lhe destratar e serem hostis simplesmente pelo fato de você ser diferente deles, entretanto, é importante notar que nem todos pensam e agem desse jeito.

Sensíveis ao calor (Racial) Devido a sua pelagem, os Minks são mais suscetíveis a sofrer efeitos adversos relacionados ao calor e altas temperaturas.

Forma Sulong (Racial) Como parte da tribo Mink seu corpo tem uma interação muito única com a lua que nenhuma outra raça tem, uma vez que você tenha contato visual com a lua, desperta-se em eu interior os instintos mais primitivos, selvagens e violentos fazendo com que você perca a sua razão agindo como uma besta furiosa que ataca tudo e todos ao seu redor com uma fúria sanguinária, suas características físicas selvagens mostram-se mais aparentes e justifica-se o medo e o preconceito que existem contra os minks, pois aqueles incapazes de dominar a besta anterior, dificilmente serão vistos como algo além disso.
Durante a transformação passada ao se ter o contato visual direto com a lua, você sentirá uma espécie de sede de sangue imensa, atacando a todos ao seu redor que não sejam Minks, sendo assim todas as noites você terá de ser cauteloso pois a sua razão pela noite estará sempre em cheque. Mecanicamente a fúria dura três turnos e após o término, do quarto turno até o momento em que você possa tratar da condição, você estará sobre o efeito de Exausto I.

Extravagante (1 Ponto) Você chama atenção por onde quer que passe, seja pela sua aparência ou seus hábitos, você causa uma impressão difícil de esquecer.

Sincero (2 Pontos) Você é incapaz de mentir, simplesmente não faz parte da sua natureza. Mesmo que seja prejudicial para você, você sempre diz a verdade.

Teimoso (2 Pontos) Quando você acredita em algo, nada e nem ninguém pode convencê-lo do contrário, mesmo que provas e evidências sejam mostradas, você se recusa a mudar sua opinião.

Obediente (2 Pontos) Você nunca desobedece os seus superiores, mesmo que discorde dos seus valores e modos de agir. Para você ordens são absolutas e devem ser seguidas a qualquer custo.

Histórico:
Nome: Beowulf
Posts: 17
Ganhos:
Perdas:
Players conhecidos:
NPC's:
Extras:
Subaé
Ver perfil do usuário
Imagem : Cabra da Peste
Créditos : 10
Localização : Nos bares de então
SubaéCriador de Conteúdo
https://www.allbluerpg.com/t354-subae?highlight=subaé https://www.allbluerpg.com/t348-cabras-da-peste-vol-1-amanhecer-do-sul#1033

30: Preparar para zarpar


Durante a corrida avancei cambaleando em zigue e zague por entre os soldados, causando a confusão costumeira que faço por esse marzinho. Mas infelizmente o fogo que tentei iniciar sequer aconteceu. Pelo visto não é hoje que vou queimar essa cidade, mas isso ainda vai acontecer, eu te garanto. Agora eu e meus companheiros temos uma aventura nos esperando na Grande Rota!

Quando chegamos ao porto pude ver que Deep estava lá com Zuba, ambos rodeados de soldadinhos já nocauteados.

-PARA O BARCO PESSOAL!!! - gritaria ao saltar para o barco sem nome que estava no porto - PREPARAR PARA ZARPAR!!!

No batente do navio sem nome, então, me voltaria para os marinheiros saudando-os com um aceno de mãos - Boa sorte com o tritão!

Então saltaria para o convés, e nesse meio tempo pediria auxilio para que pudessemos zarpar mais rapidamente.

- Zuba, ajuste as velas com a ajuda de “Bladewulf”... o Lobo - Depois me voltaria para Monoliso - Você… Hic … levantar âncora!  

Seguiria diretamente até o leme e direcionaria o barco para longe do porto de Baterilla.
Afastaria o barco da costa, já contornando o caminho de volta para enfim regressar ao Lamento de Caronte.

Ao retornar ao Lamento, recolheria  de uma das caixas alguma fruta para comer, depois assobiaria para chamar a atenção de Monoliso Naranjado e meu filho, Zuba - Me ajudem levar essas caixas para o Lamento - Ajudaria eles a carregar para que, se possível, só fizéssemos uma viagem. Levaríamos para o lamento, também, qualquer coisa que Nix, Beo e Deep tenham recolhido na pilhagem.

Faria uma última vistoria em busca de alguma bebida que tenha me passado despercebida, depois iria direto para o meu navio.

Feito isso me voltaria para Zuba e pediria para que me devolvesse o chapéu - Ah, mais uma coisa - diria ao me lembrar - eu perdi a espada que te dei, mas não se preocupe pois vou te dar um monte de coisas mais incríveis!

Perfeito, agora ele não vai ficar apegado com algo que outra pessoa deu.

Voltaria para o leme (do Lamento) onde voltaria a bradar as mesmas ordens referentes à “zarpar” que disse antes. Feito tudo, e com todos à bordo Zarparia na direção que a "Luz-Guia"  do farol do porto estivesse a apontar, em direção à Montanha Reversa.


Off - O convite de entrada para a Grand Line:
Você não mencionou o farol, nem sei se ele existe. na verdade só usei como guia de lógica o farol de Loguetown que a Nami menciona no Cap 100, afinal se não me engano as ultimas ilhas de blue tem esse farol ai mesmo. Qqr coisa desconsidera.



info.:
Histórico:
Páginas: 6
Posts: 30

Pessoal:

Proficiências:
- Acrobacia
-Ameaça
-Atletismo
-Briga
-Lábia
-Condução
-Navegação
-Astronomia

Qualidades:
-Carismático
-Prodígio
-Talentoso
-Destemido
-Electro
-Idioma silvestre
-Chifres curvos
-Cabeça dura

Defeitos:
-Doença degenerativa
-Sadista
-Cabeça quente
-Dependente (15 posts)
-Extravagante
-Apegado (ao chapéu)
-Feio
-Preconceito
-Atípico
-Sensível ao calor
-Forma sulong.

Inventário & Armas:

ARMAS:
- Caneleira de Taekwondo
- Espada de Petra Yuni

ITENS:
- Chapéu de cangaceiro
- Bussoleta da Peste
- Livros (Condução / Navegação / Astronomia / História dos Mares)
- Frasco de Remédios (vazio)


3.645.000 ฿S


Ganhos e Perdas:

Ganhos:
Livro de Armadilhas - POST 03
Livro de Geografia - POST 03
Cantil com Cerveja - 06/10 Usos - POST 25
50 Mil Berries - POST 21
Proficiência Armadilha - POST 26
Dente canino de mink lobo (BLADE) - POST 26
Medicamento a Base de Canabidiol - 10/10
1.500.00 B$ - POST 28
500.000 B$ + Jóias (2 pares de brinco e 3 anéis) - POST 28

Perdas:

Combate::

Corte no Supercílio Direito - 04/04
Dor na região das Costas - 02/02
Dores pelo Corpo - 03/03



Objativos:

[x] Chegar em Sorbet e reabastecer o brigue
[x] Pegar remédios
[x] Pegar 2 cantis com alça
[x] Chegar em Baterilla
[x] Partir para a Grande Rota
[  ] Chegar no Farol

[x] Aprender proficiência: Geografia
[  ] Aprender proficiência: Criptografia
[x] Aprender proficiência: Armadilhas

[  ] continuar a desenvolver liderança










15.760/15.760280/4005/1015/15

_________________

"Sobrou meia garrafa, meia palavra e o meio-fio"


Formiga
Ver perfil do usuário
Imagem : Cabras da Peste, vol 3- Velozes e furiosos: Desafio marítimo - Página 15 CsHkSDy
Créditos : 64
FormigaDesenvolvedor
https://www.allbluerpg.com/t766-takeshi-isamune https://www.allbluerpg.com/t768-capitulo-i-o-espetacular-takeshi-isamune




Cabras da Peste

Vol 03 - Velozes e Furiosos - Desafios Marítimo


Dia 03 ||Reino Sobert - South Blue || Clima: Frio ||
N° de Postagens do Narrador: 31



Desgraçados


Todos



O grupo dos cabras conseguiram retornar ao barco sem muitos problemas, já que usaram uma estratégia simples logo no início de toda fuga. De qualquer maneira, o problema no porto era resolvido pelo tritão e o bando – exceto o peixe – prosseguiu em direção a embarcação que os levaria até o lamento, deixado em alto mar momentos atrás. No processo, Nix encontrou uma arma simples, um rifle winchester de qualidade simples – arma clássica – no chão, pegando-o com velocidade e seguindo seu rumo sem mais interrupções.

Já no navio, o capitão pirata iniciou uma série de ordens para Monoliso e Zuba, que obedeceram sem pensar duas vezes e tão rápido quanto chegaram, foi o recomeço da viagem dos Cabras da Peste. Beowulfse colocou em defesa do capitão, mostrando alguns traços da sua personalidade, mesmo que estivesse um tanto quanto sentido pela garota morta no restaurante. Nix se posicionou na lateral da embarcação, atirando com seu armamento na direção dos marinheiros que enfrentaram o tritão, sua posição vantajosa e suas perícias de combate proporcionaram um combate unilateral por parte do homem-peixe, que sem muita demora mostrou a diferença de força entre ele e aqueles simplórios homens. Para infelicidade do tritão, aqueles homens contavam com armas simples, que não se encaixavam com o que ele buscava, teria que arranjar de outra forma uma arma formidável para sua colega de equipe.

Por fim, todos estavam reunidos naquele navio com algumas marcas de tiro que conseguiram alcançar a sua estrutura. Chegando no lamento a troca de navios foi feita com celeridade, sendo da responsabilidade de Zuba e o macaco auxiliarem nesse trabalho. O Bode em um devaneio tentou buscar por uma bebida alcoólica no navio novamente e como anteriormente, nenhuma garrafa sequer era encontrada pelo capitão. De qualquer forma, todos estavam prontos para continuar a viagem rumo a Grand Line, partindo com o lamento aproveitando-se dos fortes ventos para engatar uma velocidade considerável. O homem-peixe – se procurasse – pode ver de longe aquele grande navio festeiro de antes, mas pelo jeito sua entrada triunfal ficaria para outro momento.

Certo, se você está dizendo... eu acredito! – Falou Zuba meramente animado com tudo aquilo, pelo jeito ele já tinha tomado sua decisão de continuar a aventura com seu pai, talvez até mesmo receber o carinho e amor paterno que foi-lhe tirado durante toda sua infância. Enfim, o navio continuava sua velocidade rumo a Grand Line, o capitão – e todos os outros membros que estivessem no convés – não demoraram para ver ao fundo uma grande silhueta, na verdade, uma silhueta monstruosa, parecia uma estrutura criada por divindades. O som da água parecia ser maior naquela era, mas algo estava estranho, aquilo era uma cachoeira? Não dava para verem por completo, com exceção de Nix, que conseguia ter uma visão melhor da correnteza subindo, mas sem muitos detalhes além deste. Um navio estava vários metros à frente do lamento, parecia que outro grupo também pretendia atravessar o caminho tortuoso rumo à grande rota.



Histórico Geral:


Beowulf:
Número de POST: 17

    Ganhos
  1. Kit Médico: 30/30 Bandagens + 10/10 Talas - 01 Bisturi - 01 Rolo de Linha de Sutura 20/20 - 10/10 Agulhas
  2. Medicamento a Base de Canabidiol - 10/10
  3. Suprimentos para Viagem - POST 15

  4. Perdas
  5. 500.000 B$ - POST 14
  6. 600.000 B$ - POST 14


Ferimentos

  1. Ferimento no Olho Esquerdo - 50% de visão no Post atual - [Tratado] - 04/06
  2. Dois buracos no peito feito a bala - Projétil alojado no interior do Tórax - [Tratado] - 03/04


Deep:
Número de POST: 31

    Ganhos
  1. Suprimentos para Viagem - POST 03
  2. Cantil com Beserker - 05/05 usos - POST 14
  3. 07 Ampolas de Analgésico - POST 15

  4. Perdas
  5. Pochete com todos os Projetos e guloseimas - POST 04


Ferimentos

    Cortes Leves pelo Tronco - 03/03
    Ferimento a Bala no Antebraço Esquerdo - 05/05 [TRATADO]


Subaé:
Número de POST: 30

    Ganhos
  1. Livro de Armadilhas - POST 03
  2. Livro de Geografia - POST 03
  3. 02 Cantil Metálicos - Cheio de Beserker 02/02 Usos - POST 03
  4. 02 B$ - POST 03
  5. 50 Mil Berries - POST 21
  6. Proeficiencia Geografia - POST 24
  7. Cantil com Cerveja - 06/10 Usos - POST 25
  8. Proeficiencia Armadilha - POST 26
  9. Dente Canino do Lobo Blade - POST 25
  10. 1.500.00 B$ - POST 28
  11. 500.000 B$ + Jóias (2 pares de brinco e 3 anéis) - POST 28

  12. Perdas Dignidade


Dinheiro Atual: 3.595.000 B$
Dependência: 01/15
Doença Degenerativa: 05/10
Ferimentos:

    Corte no Supercílio Direito - 04/04
    Dor na região das Costas - 02/02
    Dores pelo Corpo - 03/03



Niix:
Número de POST: 17

    Ganhos
  1. Rifle Winchester - Arma Clássica - POST 17

  2. Perdas
  3. Dignidade


Ferimentos

  1. Nada



Legendas:
NPC's Específicos
Subas Júnior

NPC's Aleatórios
Personagens Simples: Atendentes | Garçons | Pessoas encontradas nas Ruas | Vendedores | Moradores de Petra | Civis em Geral
Caçadores de Recompensa
Marinheiros

Aparência
[url=https://pin.it/4AqNPQh]Homem de Cabelo longo e Amarelo
Mulher Loira
Homem magro
Homem de Chapéu
Monoliso - NPC ACOMPANHANTE DO SUBAÉ



_________________

Cabras da Peste, vol 3- Velozes e furiosos: Desafio marítimo - Página 15 Fi6WMX7


Certificurso:
Curso Narrador AB, 2021
Cabras da Peste, vol 3- Velozes e furiosos: Desafio marítimo - Página 15 EBEAdF4X4AYyK13
Deep
Ver perfil do usuário
Imagem : Deep Scaleback
Créditos : 10
DeepNovato
https://www.allbluerpg.com/t1116-deep-cutt#10446


Após atrasar os marinheiros para a fuga do grupo, não achei nenhuma arma para levar comigo, voltando para junto do bando sem um espólio para dividir, mas também sem perseguidores. O barco de patetas que me encheram o saco estava ficando para trás, mas esses putos eu dou um sacode no futuro se a oportunidade ocorrer.

O capitão vinha com uma ideia de brinde, não me parecia algo para ser comemorado agora, mas ele colocava bebida nos copos, não negarei um bom trago.
Se enquanto eu bebia minha dose, reparasse que o lobo pretendia jogar fora o dele, ficaria nervoso com o desperdício e diria:

- OHHHH que que é isso ai, desperdício? Nem fudendo, é pra beber, bebe…

Se ele falasse que não podia beber, tentaria trazer uma esfera de água do mar com a bebida dentro, eu não podia controlar a bebida para a puxar sozinha, mas tentaria puxar a água ao seu redor. Jogaria o líquido então no copo do lobo tentando tirar o máximo de água salgada possível, então diria:

- Pronto...  Agora bebe…

E se o lobo ao beber tentar cuspir ou por pra fora a bebida de qualquer forma depois de por na boca, seguraria sua boca fechada com minhas mãos para forçar que bebesse.

Perante a visão da red line, meu coração se encheria de saudosismo, me lembrando de como é a grand line, mar do qual eu vim.

-Rapaz faz tempo que não vejo isso aqui... O que? ... uns 15 ou 18 anos? Saudades desse mar…

Enquanto eu reparava a presença de outro barco à nossa frente, ouvia o lobo falar alguma asneira sobre a pedra ser um dedo, minha resposta era simples.

-Bateu a bebida foi? Ideia furada, enfim, parece que tem mais alguém querendo entrar na paradise… Hummm…

Quanto menos concorrência para nós melhor, então mergulharia tentando me aproximar por baixo da água da peça do barco atrás, a peça que o leme controla e que permite se ter controle de direção. Uma vez próxima da peça começaria a socar ela com força, tentando a danificar ou destruir até começar a sentir que a corrente começaria a ficar muito forte. Nesse momento eu voltaria pro barco visando sair antes de a correnteza ser muito forte pra minha capacidade de nado. meu objetivo era retirar a capacidade de controle do barco que estava a frente, para  que o mesmo acabasse afundando por ser jogado contra as pedras pela correnteza.

No caso do barco à frente afundar e seus pedaços passarem por perto da gente, tentaria mover a água para trazer coisas dos destroços para o alcance da minha mão. Tentaria assim agarrar roupas, armas, caixas de bebida, comida, coisas de valor, principalmente manoplas e roupas para mim, meu soquinho inglês era bom pros blues, mas não para a paradise e andar semi nu é um problema.

Se algum náufrago aparecesse, sem dó eu o socaria para que afundasse na correnteza, caso ele segurasse em algum item que eu queria, seguraria o item firmemente com a mão direita enquanto o socaria para soltar com a esquerda. Caso encontrasse alguém com manoplas que e servisse, agarraria as manoplas uma com cada mão e faria a água subir por cima de quem as usasse, visando fazer o mar puxar o cara para o fundo enquanto eu puxava a arma.

Se em algum momento eu notasse que alguém precisava de ajuda para segura algo devido a sacolejos na viagem, tentaria ajudar a pessoa, emprestaria meus músculos para ajudar a segurar, fosse o leme, fosse alguém que estivesse prestes a cair na água, fosse itens prestes a serem perdidos na correnteza.

Se o poder do mar fizesse alguma corda se romper ou soltar, pularia na mesma tentando segurar a corda numa mão e a outra ponta ou lugar onde ela deveria estar amarrada, na outra. Faria força para tentar refazer um nó. E se enquanto com as mãos ocupadas, alguém acabasse por estar caindo do barco perto de mim bem nessa hora, sem soltar tentaria morder a roupa da pessoa e a manter no barco.


Histórico:
Nome: Deep Scaleback
Posts:32
Ganhos:cantil2/5 usos de berserkl, jujutsu
Perdas:pochete(e conteúdos), garrafa de berserk
Players conhecidos:
NPC's:
Extras:



Última edição por Deep em Seg Jan 10, 2022 3:34 pm, editado 1 vez(es)

_________________

Legenda:

-Fala do Deep

-Voz da entidade

Cabras da Peste, vol 3- Velozes e furiosos: Desafio marítimo - Página 15 9ictvtN
Jupges
Ver perfil do usuário
Imagem : Cabras da Peste, vol 3- Velozes e furiosos: Desafio marítimo - Página 15 E15c6d7c739cc36e59ee7e583a39a3ae
Créditos : 02
Tão rápido quanto o vento, os marinheiros nos perdiam em meio a gigantesco mar em que navegávamos. Beowulf iria para o meio do convés, o mar revolto fazendo o barco balançar não chegava a incomodar o lobo branco, mas dava para ver que ele estava imerso em seus próprios pensamentos. Se apoiando no próprio machado o lobo pegaria o copo meio sem entender o que a cabra queria.

Subaé estava propondo um brinde, Beowulf entendia aquilo como uma espécie e ordem e brindava, logo em seguida indo para a beira do barco e jogando a bebida fora. Deep que supostamente era o imediato do bando, mandava Beowulf beber a bebida, mas o lobo simplesmente falava, -Eu já joguei fora.

E agora dotado de uma teimosia admirável, não sabendo aceitar que algo era impossível, o tritão levantava uma massa de água e jogava no copo que Beowulf segurava e o mandava beber. Como um superior Beowulf deveria cumprir a ordem mesmo sabendo que parte do líquido deveria ter se misturado com água salgada, não deveria estar impróprio para consumo por que tudo foi muito rápido, mas o gosto seria ainda pior.

Beowulf bebia tudo fazendo uma leve careta, o lobo podia dotar de uma constituição impressionante mas nunca havia bebido anteriormente na sua vida, nesse momento tossindo o lobo pensava que precisava pagar esta dívida o mais rápido possível.

Tentando desviar do fato que acabava de fazer algo abominável, o lobo falava sobre a Red Line:

-Eu ouvi as lendas sobre essa parede. Quando os malignos se juntaram contra Nido e conseguiram arrancar o seu dedo em batalha... O dedo caiu no nosso mundo e a Red Line se formou

O tritão parecia discordar da ideia, mas se ele tinha uma origem melhor para a parede ele poderia ter falado, Beowulf sempre achou estranho o fato de que alguém, por mais poderoso que seja, conseguiria cortar o dedo de Nido.

Beowulf observaria o tritão mergulhando no mar, e tentando destruir o barco a frente, estranho já que os coitados não fizeram nada para ele, mas discutir não iria adiantar nada. Beowulf ficaria ali então, esperando para ver o que o destino reservava para ele, sentado num canto do convés, se mexendo só por causa do mar revolto.

Se Subaé pedisse por ajuda, Beowulf ajudaria da forma mais ágil possível seguindo a sua ordem.

objetivos:

-Ir pro farol
-Tentar não morrer no processo
Atributos, vantagens e perícias:
Hp:5980
Sta:100

Força: 401
Destreza:200
Acerto:180
Reflexo:40
Constituição:179
perícias:

• Primeiros Socorros
• Anatomia
• Cirurgia
• Diagnose
• Farmácia
Vantagens e coisas ruins:

Qualidades:
 
Experiência em Combate (3 pontos) Você inicia o jogo com um Estilo de Combate Básico adicional.

Hipoalgia (2 Pontos) Você tem uma tolerância alta a dor, essa qualidade não o torna incapaz de sentir dor, mas o torna extremamente capaz de resistir a ela. Em situações onde outras pessoas simplesmente desmaiariam, você é capaz de resistir. Essa qualidade não o torna de qualquer forma resistente aos danos, no entanto você se torna capaz de aguentar muito bem a dor e pode passar a idéia de ser muito mais resistente do que verdadeiramente é. Em termos mecânicos, você não reduz de forma alguma o dano que recebe.

Duro de Matar (2 Pontos) Você continua consciente mesmo ao atingir uma porcentagem negativa de PdV, entretanto, ainda morrerá normalmente ao alcançar -21% de seus PdV.

Garras e presas (Racial) Minks caninos possuem presas e garras afiadas que podem ser utilizadas como armas naturais.

Alpha (Machos) (Racial) Você naturalmente se destaca como um líder dentro do seu círculo de amigos. Não quer dizer que você seja um líder nato, mas aqueles que confiam em você sentem quase que uma aura de liderança vinda de você. Infelizmente, devido a sua natureza, quando outro Mink Canino (especialmente de outra “raça”) entra no seu círculo de amigos vocês têm a tendência a ter uma pequena rivalidade saudável nos primeiros momentos.

Idioma Silvestre (/Racial) Você é capaz de se comunicar com criaturas mamíferas através de certo esforço. É importante frisar que essa qualidade garante apenas a capacidade de comunicar-se com as criaturas, não controlá-las.



Defeitos:
Atípico (Racial) Devido ao fato dos Minks não serem tão comuns e não se tratar de uma raça tão populosa, eles têm um alto preço no mercado de escravos, o que sempre pode vir a ser um problema.

Preconceito (Racial) Você tem uma aparência incomum quando comparado aos humanos e alguns podem lhe achar repugnante, assustador ou até mesmo uma aberração. Alguns humanos podem lhe destratar e serem hostis simplesmente pelo fato de você ser diferente deles, entretanto, é importante notar que nem todos pensam e agem desse jeito.

Sensíveis ao calor (Racial) Devido a sua pelagem, os Minks são mais suscetíveis a sofrer efeitos adversos relacionados ao calor e altas temperaturas.

Forma Sulong (Racial) Como parte da tribo Mink seu corpo tem uma interação muito única com a lua que nenhuma outra raça tem, uma vez que você tenha contato visual com a lua, desperta-se em eu interior os instintos mais primitivos, selvagens e violentos fazendo com que você perca a sua razão agindo como uma besta furiosa que ataca tudo e todos ao seu redor com uma fúria sanguinária, suas características físicas selvagens mostram-se mais aparentes e justifica-se o medo e o preconceito que existem contra os minks, pois aqueles incapazes de dominar a besta anterior, dificilmente serão vistos como algo além disso.
Durante a transformação passada ao se ter o contato visual direto com a lua, você sentirá uma espécie de sede de sangue imensa, atacando a todos ao seu redor que não sejam Minks, sendo assim todas as noites você terá de ser cauteloso pois a sua razão pela noite estará sempre em cheque. Mecanicamente a fúria dura três turnos e após o término, do quarto turno até o momento em que você possa tratar da condição, você estará sobre o efeito de Exausto I.

Extravagante (1 Ponto) Você chama atenção por onde quer que passe, seja pela sua aparência ou seus hábitos, você causa uma impressão difícil de esquecer.

Sincero (2 Pontos) Você é incapaz de mentir, simplesmente não faz parte da sua natureza. Mesmo que seja prejudicial para você, você sempre diz a verdade.

Teimoso (2 Pontos) Quando você acredita em algo, nada e nem ninguém pode convencê-lo do contrário, mesmo que provas e evidências sejam mostradas, você se recusa a mudar sua opinião.

Obediente (2 Pontos) Você nunca desobedece os seus superiores, mesmo que discorde dos seus valores e modos de agir. Para você ordens são absolutas e devem ser seguidas a qualquer custo.

Histórico:
Nome: Beowulf
Posts: 18
Ganhos:
Perdas:
Players conhecidos:
NPC's:
Extras:


Última edição por Jupges em Seg Jan 10, 2022 2:26 pm, editado 1 vez(es)
Jean Fraga
Ver perfil do usuário
Imagem : Cabras da Peste, vol 3- Velozes e furiosos: Desafio marítimo - Página 15 I7Pk1V9
Créditos : 02
Jean FragaEstagiário
https://www.allbluerpg.com/t951-nix#8224 https://www.allbluerpg.com/t837p60-cabras-da-peste-vol-3-velozes-e-furiosos-desafio-maritimo


Velozes e furiosos: Desafio marítimo


- O Começo de Uma Nova Era -

Conforme íamos se afastando da ilha, secava as gotas de suor que escorriam pela minha testa, quando lembrava da minha coleta, pegando a arma que antes havia coletado, sorria enquanto a olhava, passava o olhar analisando-a por completo.

Ela tinha um peso ideal, o cano parecia pouco deformado e por sorte, havia pego um winchester em boa qualidade, era como ter recebido uma recompensa após ter feito a coisa certa.

— Eu só preciso matar marinheiros pra conseguir coisas legais? Se for assim... será tão divertido! – Dizia para mim mesmo conforme inspecionava a arma, caso o rifle tivesse uma bandoleira, passá-lo-ia atravessado de um lado para o outro sobre meu ombro, botando a arma em minhas costas com o cano para cima, senão por hora carregaria em mãos até conseguir fabricar uma.

Indo para a frente do lamento, olharia a paisagem com atenção, tudo era novo para mim e por mais que isso me animasse, lá no fundo sentia um medinho, porém Subaé logo surgia com uma ideia que me animava e naquele momento, tirava minha cabeça dos medos que sentia.

Ele reconhecia meu esforço entregando-me um copo com bebida, eu sorria feliz com tal gesto, — Obrigado Capetão Subaé!!! Você não viu nada! – Fala seguida de uma risadinha baixinha.

Paredão vermelho? Olhando a frente, via o que sempre li nos livros, então estava ali a Red Line! Meu sonho sempre foi ver de perto e agora, estaria tão perto de realiza-lo, as palavras da cabra me emocionavam, lagrimas de felicidade escorriam pelos meus olhos, descendo até as bochechas e por fim, indo de encontro com o chão do convés.

Estendia o copo brindando com todos e com um sorrio de uma orelha a outra tomava o copo em uma golada só, respirando de forma ofegante corria até a beira novamente e ficava atento vendo agora mais de perto as rochas.

Eram maciças e com uma altura que sequer conseguia ver o topo, abria uma duvida em minha cabeça como subiríamos, mas logo avistava uma correnteza que levava para o topo, o som da água era forte e o lamento balançava bastante, por isto me abria a base dos pés para ter mais equilibro.

As coisas pareciam perfeitas então percebia um navio um pouco a nossa frente, por via das dúvidas, gritava avisando todos, — Há um navio a nossa frente! – Dizia sacando a winchester e mirando em direção a eles.

— Pronta para atirar caso necessário! – Ficava apostos e se necessário, abriria fogo, sentido o peso da arma, o recuo e a precisão da arma, ajeitando a altura para me adequar a distancia entre nós e melhorar a precisão das balas, o vento era forte, o que dificultaria minha vida, mas havia treinando para os piores cenários.

Atiraria caso preciso focando acertar os despercebidos que não tivessem notado minha presença e daria cobertura para Deep em seu percurso de volta para o lamento, se abrissem fogo contra a gente, agacharia tentando me proteger com fuselagem do navio como escudo e percebendo espaço entre os tiros inimigos, revidaria.

Se os barcos ficassem mais próximos e a distancia fosse curta o suficiente pra atrapalhar o manejo do rifle, o guardaria e sacando minha pistola, abriria fogo.

De toda forma, quando estivéssemos se aproximando da subida, me agarraria com força no barco ou em Beo ou Subaé, não esperava que subir seria fácil, então tentaria me preparar, em ultimo caso, entrando para dentro do lamento.


HistóricoInfo
Nº de Posts: 18
Ferimentos

  • N/A

Ganhos:

  • Rifle Winchester - Arma Clássica - POST 17

Perdas

  • N/A




_________________

Cabras da Peste, vol 3- Velozes e furiosos: Desafio marítimo - Página 15 3dtLmqd