Tópicos Recentes
Destaques
Klaus
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Últimos assuntos
Ren na Grand LineHoje à(s) 3:06 ampor  TerryProjetinho Fellas: O Vasco Sobe, Volta RibamarHoje à(s) 2:38 ampor  Masques[ Tumba - 1º Andar] Minks do BarulhoHoje à(s) 2:24 ampor  TerryCréditosHoje à(s) 1:47 ampor  PepeWorld Legacy ScarsHoje à(s) 1:45 ampor  Pepe I - Fool me onceHoje à(s) 1:23 ampor  Lyosha[ Tumba - 1º Andar] Os bons de guerraHoje à(s) 12:52 ampor  Kira[Tumba - 1º Andar] Casal da pohaHoje à(s) 12:03 ampor  Deep1º Caneco - Bottoms Up!Ontem à(s) 11:55 pmpor  MakaOperação G.R.E.T.A.Ontem à(s) 11:44 pmpor  Vincent
 :: Oceanos :: Blues :: North Blue :: Stevelty
Página 12 de 14 Página 12 de 14 Anterior  1 ... 7 ... 11, 12, 13, 14  Seguinte
Kenshin
Ver perfil do usuário
Imagem : Here Comes The Sun - Página 12 XqxMi0y
Créditos : 44
KenshinDesenvolvedor
https://www.allbluerpg.com/t360-agatha-harkness https://www.allbluerpg.com/t985-capitulo-i-cuidado-com-a-meia-noite
Here Comes The Sun Sex Maio 14, 2021 3:55 am
Relembrando a primeira mensagem :

Here Comes The Sun

Aqui ocorrerá a aventura dos(as) Civis Leonheart Valentine, Kimberly Deshayes, Matteo Martini e Myriam Leuchten. A qual não possui narrador definido.

_________________

Here Comes The Sun - Página 12 J09J2lK

Hoyu
Ver perfil do usuário
Imagem : Here Comes The Sun - Página 12 GX67lHH
Créditos : 11
HoyuNarrador
https://www.allbluerpg.com/t378-leonheart-valentine https://www.allbluerpg.com/t419-here-comes-the-sun
Re: Here Comes The Sun Sab Dez 04, 2021 11:49 pm
Leonheart Valentine


Desde que havia deixado Momoiro para trás afim de explorar o mundo, nunca havia estado tão para baixo quanto agora. Meu otimismo sempre me ajudou a passar pelas situação sem me falar, vendo o lado positivo das coisas, mas naquele momento, ao reviver o ponto mais baixo da minha vida diante dos meus olhos, eu simplesmente havia desabado, e não tinha forças para me reerguer sozinho. Sentado em um canto, pensando em tudo que havia acontecido enquanto Myriam e Matteo tentavam me reconfortar, mas era um momento delicado, e mesmo com aquelas palavras gentis, as memórias não desapareciam dos meus pensamentos. Apenas quando Kimberly se manifestou, repetindo palavras que eu havia dito a um tempo atrás que eu percebi a besteira que eu estava fazendo. Se Sophie me visse em uma situação como essa, eu levaria uns tabefes pra aprender, e apesar de não prestar muita atenção na segunda parte do esporro da esverdeada, sua citação da minha fala foi o que bastou. - ...Você tem razão. O que penso que tô fazendo? - Com a manga do casaco que carrego em minhas costas, limparia as lagrimas, estampando um largo sorriso novamente. Era exatamente nesse tipo de situação que eu deveria estar sorrindo mais forte, para espantar a tristeza. Foi assim que Sophie me ensinou, e assim que sempre vivi, não podia deixar a tristeza e melancolia roubar o melhor de mim nesse momento. - Afinal, se eu estiver pra baixo, não vou ser o bobo alegre que vocês conhecem e amam. - Me levantando rapidamente, por mais que ainda sentisse aquela tristeza pelas memórias que voltaram a superfície, afastava-as novamente para o fundo da minha mente, deixando-me guiar pelo momento mais uma vez. - Tá legal, tô bem. Todo mundo tá seguro e eu ainda consegui me esfregar no Matt, acho que sai no lucro.

Rosy parecia ter voltado também, ressurgindo após adentrar a passagem com a escadaria, e carregando uma bolsinha com ela, que ao meu ver parecia um saquinho de moedas, mas não tinha certeza. - Pera, então foram os nanicos? Já não basta acabar com minha pele sedosa, ainda me vem com essa alucinação. Ah, se eu ver eles de novo vão se ver comigo. - Começava a criar certo ódio pelas criaturas, mas que rapidamente desaparecia quando mudava de assunto. - Bom, depois a gente checa o saquinho. É hora da aventura, em frente! - Logo voltaria a atravessar os corredores infindáveis daquele labirinto. Anais seguia ao meu lado, e dessa vez andava ao seu lado para deixá-la descansar um pouco, entretanto percebia que ela parecia querer me animar depois da minha recaída, então apenas daria uma coçada no pescoço dela, no ponto preferido dela. - Não se preocupa, garota, eu tô bem agora. É só que... Eu lembrei dele. - Por um instante meu sorriso e tornava um pouco melancólico. Anais me conhecia bem antes de eu conhecer os irmãos Barlowe, mas nunca chegou a conhecer pessoalmente Alex, só Sophie, então não imaginava que ela fosse entender, mas sabia que ela compreendia meus sentimentos. Entretanto, logo voltaria ao meu sorriso habitual, não deixando a nostalgia me dominar por mais do que alguns instantes.

Fomos seguindo por várias viradas pelos corredores das ruínas, e cada vez que adentrávamos mais a construção, tinha a certeza que se não fosse pelo fio que Kim estava carregado, certamente ficaria preso naqueles corredores confusos e aleatórios. Entretanto, para minha felicidade, após mais um tempo de caminhada finalmente chegamos no que parecia nosso destino: um grande coliseu em meio as ruinas, com a arena mais embaixo e uma série de arquibancadas a parte da entrada em que estávamos, indo até o chão. No passado aquele lugar deveria ser usado para realizar grandes espetáculos, e se tudo der certo, nossa luta faria jus a eles. No momento seguinte reconhecia um mink que parecia muito ser o tal Toth do outro lado da arena, e minha animação já voltava à mil mesmo após a tenebrosa alucinação. - Ih, olha ele lá. - Sem pensar duas vezes, me levantaria da minha posição e pularia em uma das arquibancadas, buscando ficar em uma posição mais alta para que o lobão pudesse me perceber facilmente. - EI, GOSTOSO! - Daria um grito bem alto uma vez que estivesse posicionado em um ponto visível, buscando que ele me percebesse rapidamente. - Ouvi dizer que você é um pedaço de mal caminho, então decidi vir tirar isso a prova. - Empunharia a lança, demonstrando minhas intenções diante a ele. Se fosse uma possibilidade, adoraria eu mesmo pular em sua direção, mas com uma arena tão grande no meio do caminho era complicado, então apostava em nos encontrarmos lá embaixo. - Então me deixar só tirar um pedacinho e já estou de saída. - Claro, eu queria ver se ele era gostoso mesmo, mas estava muito mais ansioso para ver ele lutando, então podia deixar essa vontade de lado.

- Nana, desça com cuidado pela arquibancada, te encontro lá embaixo. - Instruiria minha companheira, e coloco começaria a descer de forma ágil e acrobática pela arquibancada, me equilibrando graciosamente por entre os assentos e executando piruetas e mortais até chegar na arena lá embaixo. Ser um pouquinho exibido sempre era algo divertido. Por outro lado, se fosse impedido por meus companheiros de confrontar Toth imediatamente, assim como haviam feito quando quase fugi da alucinação do escaravelho, me debateria com força para me soltar. - MmmMmmm! MmMmmmmMmm?! (Me Solta! O que estão fazendo?!) - Tentaria cuidadosamente contorcer meu corpo, agora sem o pânico que limitou minhas possibilidades, usando da minha flexibilidade corporal, para me soltar do agarrão, em seguida dando a língua para eles e indo chamar a atenção do mink. Se mesmo assim não conseguisse me libertar, esperaria o que fossem fazer bem a contragosto, para me libertar quando me soltassem. - Eu vou me lembrar dessa traição. - Em seguida pularia para as arquibancadas e faria minha interação com o mink do outro lado. Uma vez na área junto a ele, posicionaria minha lança apontada para frente, na direção dele, pronto para o início do combate, enquanto esperaria o primeiro movimento. Ficaria atento aos meus arredores, caso ele estivesse acompanhado, para evitar ataques surpresa, sempre tentando recuar do golpe, ou então dar piruetas para trás, saindo do caminho, mesmo que precise usar minha lança como impulso para saltar mais longe. - Que covardia, achei que nossa relação fosse especial!




Histórico:
Nome: Leonheart Valentine
Posts: 23
Dinheiro: ฿S 25.000  

Qualidades: Atraente | Carismático | Exibido | Mestre em Haki
Defeitos: Extravagante | Devasso | Impulsivo | Fobia (Insetos) | Obcecado (moda)

Ganhos:
- Cartaz de procurada
- Perícia Adestramento

Perdas:
- N/A


Objetivos:
• Virar Caçador de Recompensas
• Me juntar aos meus três amiguinhos
• Aprender a proficiência Adestramento
• Ganhar bastante dinheiro

Ravenborn
Ver perfil do usuário
Imagem : Here Comes The Sun - Página 12 GeK6WP3
Créditos : 09
Localização : Stevelty
Re: Here Comes The Sun Ter Dez 07, 2021 2:15 am

Here Comes the Sun



Aquela confusão toda causada pelos efeitos dos palitinhos dos gerbils tinha sido uma dor de cabeça e tanto, mas felizmente Leon e Myr aos poucos se acalmavam e iam recobrando suas consciências. Infelizmente, não parecia que os dois tinham tido lá o melhor dos sonhos, já que ficaram bem abatidos mesmo depois da coisa toda terminar - e isso era especialmente alarmante no caso de Leon, considerando o jeito que ele agia normalmente. De novo, a curiosidade atacava, e eu imediatamente comecei a imaginar que tipo de coisas eles podiam ter visto pra ficar daquele jeito...mas perguntar isso logo agora seria babaca demais, até pra mim. Por enquanto, eu resolvi só me contentar em ver os dois bem.

Felizmente, Kim era melhor do que eu com as palavras, e enquanto eu não pude fazer muita coisa pra animar nosso lanceiro cor-de-rosa, ela o atingiu bem em cheio com um discurso que fez uso das mesmas palavras que ele tinha dito mais cedo. Era até fofo de ver ela fazendo um esforço pra ajudar alguém que há não tanto tempo a estava deixando descabelada de raiva. Daí, não demorou muito pra que o sorriso voltasse ao rosto de Leon, e quando ele voltou com as piadinhas, eu tive certeza de que ele estava melhor e que o pior já tinha passado. - Ha. Ha. Ha. Não se acostuma. - eu riria de forma monótona, mas daria um sorriso genuíno ao final.

Com a volta de Rosy, o grupo inteiro estava reunido outra vez, mas foi o som do tilintar de moedas na sacola que ela trouxe lá debaixo que me chamou mais a atenção. Não era como se eu fosse super louco por dinheiro, apesar dele ter se tornado quase uma obsessão nos últimos dias, dada a situação. - Mais dinheiro nunca é ruim. Viu só? Eu falei que a gente ia sair daqui com os bolsos cheios. Só falta a cabeça de um certo lobo pra completar. - eu respondi, depois de Kim anunciar a quantia que havia na bolsa. Não era muito se fôssemos dividir entre todo mundo, mas era alguma coisa. Cada centavo me deixava um pouquinho mais perto.

E então, nós continuamos seguindo labirinto adentro, e a cada virada eu sentia um misto de ansiedade e animação, quase que na esperança de encontrarmos algum baú do tesouro escondido por ali em algum lugar - o que seria uma bela de uma adição aos nossos ganhos, junto da recompensa de Toth. Feliz ou infelizmente, porém, a gente acabou não se deparando com mais nada fora do normal, até chegarmos ao que parecia ser o nosso destino: uma espécie de arena subterrânea, que era também o fim do labirinto. Talvez eles usassem aquele lugar pras lutas finais da caçada ou algo assim? O lugar estava praticamente vazio...não fosse por uma dupla peculiar conversando mais ao canto. Uma mulher, que devia ser uma daquelas piratas, e um lobo impossível de não reconhecer. - "Finalmente te encontramos, desgraçado."

Minha mão iria instintivamente até a arma, e depois de um segundo ou dois, eu me lembraria um pouco tarde demais que nós tínhamos um elemento do caos com tara em homens-fera do nosso lado - e que se ninguém o segurasse, nosso ataque surpresa ia à merda. Com sorte, porém, alguém do grupo pensaria mais rápido e daria um jeito de mantê-lo sob controle, e nesse caso, eu ouviria atentamente o que Kim tinha a dizer...coisa que ela nem precisava ter feito, sinceramente. - Um tiro? - repetiria, baixinho, ao erguer a arma e me concentrar, mirando.

- Que tal dois? - aquela arma ali podia não ser das melhores, mas eu ainda tinha orgulho da minha mira. Não erraria um disparo daqueles...mas isso não me garantia que aquele cara não fosse conseguir se esquivar se percebesse. Rosy já tinha provado que os minks eram astutos em combate, e se Toth era mais forte que ela, não me surpreenderia ele evitar um tiro, mesmo de surpresa. BANG, BANG! Por isso, eu atiraria duas vezes. O primeiro seria um pouco mais baixo, na direção de uma das pernas, mas também pra caso ele se abaixasse por instinto; da mesma forma, o segundo iria mais alto, na parte do torso, mas ainda tinha chance de acertar se ele resolvesse saltar por algum motivo estranho. Eu atiraria não tentando acertar ambos, mas assumindo que ele desviaria de ao menos um, pra dar mais chances ao outro.

E depois disso, eu esperaria o breve momento da viagem das balas até o alvo para ver o resultado. Se acertasse ao menos um, comemoraria com um gesto de braço, sorrindo e me preparando pra descer pro combate. Mas se ele de alguma forma evitasse ambos, xingaria sem medo: - Filho da puta! - e da mesma forma, desceria junto aos outros pro combate. Mesmo com a vantagem do alcance, eu não me limitaria a ficar sempre de longe dos adversários, me permitindo entrar no meio do campo de batalha e atirar mais de perto - já que era mais divertido assim. Porém, aproveitaria bem a nossa linha de frente, ficando sempre próximo de Myr ou Balto, deixando-os entre mim e os inimigos e atirando daí. Se algum deles conseguisse chegar perto, porém, ou se fosse atacado de longe, não hesitaria em me afastar correndo, saltando ou rolando, evitando os ataques e retaliando com mais disparos - ou até colocando a arma no caminho para bloquear, em último caso.


Histórico:
Posts: 23
Nome: Matteo Martini
Dinheiro: 25.000 ฿S

Qualidades: Adaptável | Prodígio | Criativo | Prontidão | Atraente
Defeitos: Obcecado (Tecnologia) | Dívidas | Compulsivo (Chocolate)
Compulsão: 3/10

Ganhos: Pistola Gasta | Trufas de Chocolate (3/6 Usos) | Perícia Briga
Perdas: 225.000 ฿S

NPCs: Asta, Rosy
Extras: -

Objetivos:
- Comprar ou (de preferência) Forjar uma arma.
- Arrumar uns chocolates pra dar conta da Compulsão.
- Virar CR.
- Encontrar o restante da galera.
- Aprender a Proficiência Briga.
- Aprender a Proficiência Explosivos ou Química (a que for mais fácil de encaixar).
- Receber os 5kk da Vakinha ingame, de alguma forma.
- Conseguir ingame a recompensa do evento em grupo lá (Link).

_________________

Malka
Ver perfil do usuário
Imagem : Here Comes The Sun - Página 12 7584b85bc7c6addc6f8fb37a030d048bd70ad00a
Créditos : 13
Localização : Stevelty, North Blue
MalkaCriador de Conteúdo
https://www.allbluerpg.com/t295-myriam-leuchten#858 https://www.allbluerpg.com/t419-here-comes-the-sun
Re: Here Comes The Sun Qua Dez 08, 2021 6:09 pm

Myriam Leuchten
adv 1

Stevelty - North Blue
POST 21






Ver Leon quebrado daquele jeito não era fácil de se sentir, mas visto minha situação semelhante era ao menos um pouco mais fácil de se compreender. Ir fundo nisso não ajudaria muito, por isso faria questão de manter o assunto no objetivo para desfocar a atenção geral — Toth não deve estar longe. Vamos continuar antes que percamos a vantagem do horário. —. O elogio de Kim que acompanha a conversa com Leon por sua vez não passa batido, mas evito reagir e demonstrar o pequeno impulso de alegria que aquilo me trás "ela só tá querendo fazer nós nos sentirmos bem depois daquilo... Bom, não acho que isso seja algo ruim. A Kim até que consegue ser fofa as vezes".

Não muito tarde, ao botar os pés no chão da literal arena, lá estava o alvo, o tal chefão que causou essa confusão toda. E ainda junto de mais alguém que só poderíamos assumir que fosse outra participante, ou ainda mais provável: uma das piratas que estavam trabalhando pra ele, as quais viemos caçar para começo de conversa. Toth era grande. Bem maior do que aparentava ser pelo cartaz, era alto e não parecia do tipo que seria tranquilo de se derrubar também. "Talvez a confiança não tenha sido uma total virtude. Mas como diria Leon, você precisa de mais emoção garot-" "— EI, GOSTOSO! —" poderia se ouvir do meu lado vindo de Leon, e faria o possível para tapar sua boca e o interromper quase puramente na base do instinto ao ouvi-lo falar. Se realmente saísse em alto e bom tom de sua boca de caçapa, quebraria toda minha linha de raciocínio, os meus olhos piscando várias vezes em resposta externando a incredulidade na situação. — Nunca mais, e eu repito, nunca mais eu te cito positivamente em pensamentos na minha vida! — sussuraria entre dentes para com o rosado, levantando a mão e me segurando pra não recorrer a violência naquela situação. Tendo se concretizado ou não o ocorrido, junto ao pedido de Kim, seguraria ele o melhor que posso, olhando sério para a égua que o acompanhava caso ela pareça querer reagir, esperando que entenda a gravidade da situação e a necessidade de cautela para a segurança de todos nós.

Me manteria em silêncio absoluto, ou o mais próximo disso que eu for capaz de me manter com esforço. Assim que o estrondo do tiro fosse ouvido, esperando não mais que um segundo para ver se havia pego em Toth, soltaria Leon para que avance — Agora sim, vai lá e quebra ele. — e iria, ao seu lado, em direção ao desertor da tribo. Envolvida em adrenalina, com sangue nos olhos me despertando (dessa vez, felizmente, não literal), gritaria com o mink para chamar sua atenção em nossa direção e dar mais segurança para Matt e Kim — VAMOS, DESÇA E NOS ENFRENTE! Tem medo de lidar com suas responsabilidades?! Você também, ô cara de quem chupou limão! — completaria dizendo a última frase com a ponta da espada apontada para a face da moça. A aproximação de Leon, como esperado se meu plano de ação desse certo, acabaria se demonstrando em primeira instância direta e focada em chegar em seu objetivo, e é aí que eu entro: "se ele é a lança, que eu seja o escudo", colocaria todo meu foco em bloquear e redirecionar ataques que viessem em sua direção, fazendo com que seus desvios sejam os mais breves possíveis e ele possa se focar no grande objetivo. Se alguém me parar no caminho, faria o possível para empurrar e tentar vencer dessa pessoa na velocidade, e se necessário ficando para trás para segurá-la o tempo necessário. Faria o mesmo de tentar desviar ou bloquear com a larga espada caso fosse algo em minha direção e não na de Leon, mas daria a preferência a lhe proteger caso a escolha se mostrasse necessária.


•••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••:
Ficha:

Dinheiro: 4.825.000 ฿S
Proficiências: Arquitetura | Escultura | Carpintaria | Marcenaria | Escudista
Qualidades: Ambidestro | Atraente | Destemido | Saúde de Ferro | Hipoalgia | Prodígio
Defeitos: Doença Degenerativa | Extravagante | Infame | Altruísta | Ambição

Histórico:

Posts: 21
Doença Degenerativa: 2/10
Ganhos: Remédios (2/5 Usos); Contrato de Mercenário.
Perdas: - 300.000 Berries (Remédios)
Relações: Kim: Companheira caçadora, confiante e perspicaz mas igualmente prepotente e implicante. É uma parceira eficiente, o que já é muito melhor que nada.

Mercenário: Mercenário estranhamente metódico e com vestes igualmente estranhas. Nos ofereceu um contrato suspeito, mas no fim seus motivos não pareceram tão ruins.

Leonheart: Doida chamativa que parece estar nos perseguindo. Não é de se imaginar que tenha más intenções, só não tem a cabeça no lugar.

Matteo: Cara gentil que acompanhava Leonheart. Parece esperto e tem pensamento rápido.

Asta: Amigo do meu pai, líder de um grupo de minks lobo perto de onde eu vivo. Mesmo com a força de um líder de tribo não deixa de ser atencioso e cuidadoso.

Rosy: Parceira sanguinolenta de Asta. Precipitada e despreocupada, não me surpreenderia se ela se desse bem com Leon.

Extras: -

Atributos:

Força: 100 (+40) (+40) (+20) = 200 (Regular)
Destreza: 90 (Regular)
Acerto: 138 (+40) (+40) = 218 (Regular)
Reflexo: 281 (+80) (+40) = 401 (Hábil)
Constituição: 1 (Regular)

Agilidade: 309
Oportunidade de Ataque: 3
Redução de Dano: 0
•••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••:

FALA | PENSAMENTO


Objetivos:

• Comprar remédios •
• Se juntar com o grupinho •
• Desenvolver a proficiência Condução •
• Começar o projeto do nosso barquinho pra sair da ilha •

_________________

Here Comes The Sun - Página 12 LGMRHWx
Alexander III
Ver perfil do usuário
Imagem : Here Comes The Sun - Página 12 8435c86a7b1241a5c499a96b90046594
Créditos : 07
Alexander IIIEstagiário
https://www.allbluerpg.com/t294-alexander-lancaster-caven https://www.allbluerpg.com/t301-os-monarcas-i-efeito-borboleta#910
Re: Here Comes The Sun Qui Dez 09, 2021 7:57 pm

Here Comes The Sun


Around the world : Première partie - Kanto [ft. Lise & Shinzo] 506h





Stevelty — North Blue
23:00h
Noite amena com poucas nuvens, 20 °C


Ainda meio baqueados pelos efeitos dos alucinógenos de antes, Leon e Myr estavam começando a melhorar, mas um ainda estava atormentado por traumas do passado ou coisas que viu em seus pensamentos mais profundos.

Kimberly que já estava melhor notava isso, seu companheiro Leonheart não estava bem, estava triste e encolhido, e para aquele ser que era quase como um arco íris todo o tempo era muito atípico estar daquela forma.

Colocando em sua cabeça motivos para ter de ajudar seu companheiro a garota de cabelos esverdeados ia para perto dele e começava com um discurso inspirador e usava palavras que ela sabia que iriam ter mais efeito no mais afetado.

Matteo ficava curioso com o que poderia ter os deixado daquele jeito, porem se segurava para não ser mais babaca do que o habitual e apenas esperava que eles ficassem bem com a ajuda da “psicóloga” da vez.

Depois de um tempo apenas escutando Valentine finalmente volta para a realidade, colocando o que realmente importava dentro de sua cabeça novamente, agora não era hora de ficar triste ou parado, eles tinham de continuar.

— Nossa que lenga lenga em, meus dedos quase grudaram uns nos outros de tanta melosidade.

Retrucava a mink que logo era respondida por Balto com uma voz grave e lenta.

— Eu gosto de mel...

Ela virava para ele e começava a dizer que não era sobre isso que ela estava falando, enquanto eles perdiam tempo, o grupo conversava sobre o pequeno saco de dinheiro, apenas de não saber exatamente a quantidade Kimberly sabia que não era muito, mas para quem não tem nada a metade é o dobro.

Com todos em fim de volta ao normal eles continuavam a seguir a frente, Anais parecia preocupada com Leon e ambas se reconfortavam andando em direção a aventura. Finalmente depois de um longo tempo de caminhada eles chegavam na grande arena.


Here Comes The Sun - Página 12 82929e75dcfb1a926eb6527a48de13f9072590fa_00

PSA imagem é apenas para vocês se situarem melhor, porem ela seria maior e mais larga, o telhado seria basicamente da mesma forma, tendo apenas um círculo para o céu aberto e o resto sendo fechado, entrando apenas mais luz lunar as 00:00 e solar aos 12:00.


Logo a frente eles podem ver seus inimigos que estavam caçando, Toth, Yura, Elise, Ivana e um outro lobo que eles nunca tinham visto antes, porém ele estava ao lado do chefe dele quase como um cão de guarda.

Procurados:


Here Comes The Sun - Página 12 Yura


Here Comes The Sun - Página 12 Elise


Here Comes The Sun - Página 12 Lust


Here Comes The Sun - Página 12 Procurado

— Espera, mas que merda é essa? Como esse filho da puta ta vivo? Serberus esse traidor de merda!

Rosy parecia enfurecida com o lobo de pelagem levemente azul que estava ao lado de Toth, mas antes que ela pudesse mostrar sua ira Leonheart já queria mostrar que estava ali para seus inimigos, mas era rapidamente contido pela Kim que o segurava e tampava sua boca.

Usando sua força ela pedia ajuda para Myriam para conter o eufórico que nesse momento apenas grunhia algumas coisas enquanto tentava se livrar com seus movimentos flexíveis. Com um pensamento rápido Kimberly pede para Matt atirar no distraído lobo do outro lado.

Vendo a distância ele sabia que não seria um feito exatamente fácil, por mais que sua mira fosse boa sua arma infelizmente não acompanhava tanta precisão, mas confiante ele não faria apenas um, mas sim dois tiros.

Um som estridente ecoava por toda a arena e então a primeira bala percorria toda aquela área aberta.


Here Comes The Sun - Página 12 29d26030358560a4a5fb7ce79e3a607906e0589e_hq


Logo em seguida o segundo tiro acompanhava, mas algo acontecia, Serberus rapidamente entrava na frente de seu chefe e o puxava para trás de uma pilastra de pedra, o primeiro tiro acertou a sua armadura que o fez ricochetar para longe, porem o segundo acertava de raspão a sua costela de forma profunda.

Finalmente Velentine se soltava e então corria para as arquibancadas mostrando sua língua para os “traidores” que o prenderam, mas antes que ele pudesse falar algo uma risada podia ser escutada do outro lado da arena.

Toth aparecia com um sorriso no rosto e então dizia:

— Ora ora ora quem vemos por aqui, não imaginava que os veria por aqui, e muito menos que jogariam sujo tentando atirar em alguém desavisado... Mas bom quem sou eu para julgar, afinal eu também jogo sujo!

Neste momento o lobo uivava para cima olhando para o céu que ainda não mostrava a lua cheia que fazia nessa noite, mas então a arena que tinha vários corredores distintos começava a se iluminar, e vários minks lobos saiam de cada uma delas, inclusive na deles os cercando completamente.

— Mas que merda! Esses vermes eram para estar todos mortos, pelo visto eles apenas viraram traidores e se uniram ao Toth.

Todos os minks da arena pareciam meio agitados e com um semblante eufórico no rosto, Balto e Rosy eram presos imediatamente e colocados em uma gaiola que eles trouxeram nesse momento.

— Me solta daqui seus filhos da puta eu vou ma... hmmmmmm

Ela era amordaçada e jogada lá dentro, Balto mesmo com 5 minks lobos o tentando empurrar ele não movia um musculo, ele apenas estava olhando o céu admirando as estrelas, mas eles pareciam conhecer o imenso mink e jogavam um doce para dentro da gaiola.

— Ainda bem que o retardado não deu problemas, como sempre um doce com ele se resolve tudo, AGORA MEUS COMPATRIOTAS TRAGAM ESSES QUATRO AQUI!

Com tanta gente era praticamente impossível resistir então o melhor era apenas obedecer e ir para o centro onde a arena era mais funda, finalmente lá no meio estavam apenas os: Toth, Serberus, Yura, Elise e Ivana.

Enquanto isso todos os lobos estavam de fora, apenas nas arquibancadas olhando tudo e segurando a gaiola para que Balto e Rosy não fugissem.

— Bom meus queridos, pode até não parecer, mas mais do que um caçador eu também sou um homem de negócios sabe? Então que tal nós fazermos um bem simples...

— Uma caçada final nessa noite linda de lua cheia, ou vocês nos matam ou nos matamos vocês, simples não? Mas claro que todo negócio tem de ter ganhos para ambos os lados então... Se vocês ganharem podem sair daqui vivos e pegar tudo o que tem dentro daquela casinha ali, porem se nós fomos vitoriosos hahahahaha.

Toth quase não se controlava em euforia e tentava segurar sua risada que agora parecia mais uma agonia constante em forma de riso.

— Nós vamos torturar vocês! Vamos tirar na sorte para ver quem será o primeiro até o ultimo a morrer, quem tiver sorte e ser o primeiro não vai precisar ver seus amigos morrerem diante de seus olhos HAHAHAHAHAHAHA

Todos os lobos da arena começavam a gritar, uivar e bater palma em alegria e excitação pelo show que estava por vir.

— É UM OTIMO NEGOCIO NÃO? HAHAHAHAHAHAHA. Afinal vocês nem podem recusar né?!


00:00


Here Comes The Sun - Página 12 Moon-43


A lua finalmente chegava em seu ápice, todos os minks nesse momento olhavam para cima sem nem perceber, quase que como instintivo e então todos eles começavam a sua transformação.

— ARGHHHHHHHH

Serberus gritava em agonia, caia no chão e se contorcia, porem diferente dos outros ele era o primeiro a alcançar sua forma, até Toth lutava enquanto ficava atrás dos 4 que estavam na arena com ele.


Here Comes The Sun - Página 12 Warwick_35


— EU VOU MATAR VOCÊS HUEAHUEAHUEAHUEAHUEAHUEAHUEA ROARRRRRR.

Serberus agora em sua forma Sulong, as 3 moças finalmente se preparavam para o combate, parecia que eles queriam ganhar tempo para que Toth pudesse ter uma transformação tranquila, sem perder mais tempo o lobo enfurecido pulava com suas garras miradas para quem tivesse em seu caminho, que nesse caso era Matt que antes o havia o ferido.


Here Comes The Sun - Página 12 Warwick-cinematic


As três moças acompanhavam e apenas corriam para frente, deixando Myriam, Leon e Kim escolher quem lutaria com quem, infelizmente suas armas estavam escondidas deixando a decisão ainda mais difícil.

OFF:
Qualquer coisa me chama no Discord ou me manda MP XD
Discord: Ex-panda#8692

Histórico :
Post narrador: 01

*Kim
Ferimentos:
Ganhos:
- Perícia Cartografia
Perdas:

*Matteo
Ferimentos:
Ganhos:
- Pistola Gasta
- Trufas de Chocolate (3/6 usos)
- Perícia Briga
Perdas:
- 225.000 Berries

*Leonheart
Ferimentos:
Ganhos:
- Cartaz de Procurado
- Perícia Adestramento
Perdas:  

*Myriam
Doença: 1/10
Ferimentos:
Ganhos:
- Remédios (2/5 Usos)
- Contrato Mercenário
- Perícia Condução
Perdas:  
- 300.000 Berries (Remédios)

Considerações:


_________________

Here Comes The Sun - Página 12 KMdYuOB

Here Comes The Sun - Página 12 CHaNlHs
Hoyu
Ver perfil do usuário
Imagem : Here Comes The Sun - Página 12 GX67lHH
Créditos : 11
HoyuNarrador
https://www.allbluerpg.com/t378-leonheart-valentine https://www.allbluerpg.com/t419-here-comes-the-sun
Re: Here Comes The Sun Sex Dez 10, 2021 10:33 pm
Leonheart Valentine


Ver Toth do outro lado da arena me animava profundamente, e meus pelos já ficavam arrepiados diante do vislumbre da batalha que enfrentaríamos. 20 milhões não era pouca coisa, e tinha grandes expectativas para aquele cara, mas antes que eu pudesse chamar a atenção dele e dar início a luta fui agarrado por Kim e Myr para impedir minha apresentação. Por mais que eu não fosse contra alguém com pegada, mulheres não faziam meu tipo, e naquele momento a batalha era muito mais importante pra mim, então em debati com força para tentar me soltar, sem sucesso antes que Matt disparasse dois tiros, destruindo minha chance. Infelizmente nem mesmo os disparos do loiro pareceram fazer diferença, mas consegui aproveitar que baixaram a guarda quando o tiro foi efetuado para me soltar, pulando na arquibancada, entretanto nem ao menos tipo tempo de falar com o mink antes. - Qual é, tinha pensado tanto nessa piada... - Ficava pra baixo por um instante de não ter tido a chance de fazer o trocadilho, mas meus olhos se arregalaram ao ver o que surgia por entre o coliseu: vários outros minks surgindo e nos cercando. - O Asta não fez o trabalho dele? - Por mais que parecesse chateado pela minha fala, meu sorriso não saia do rosto, esperando uma batalha ainda mais acirrada, mas com uma pontada de preocupação pelo meu peguete peludo.

O que não esperava era que iriam prender Rosy e Balto em uma grande gaiola, enquanto iriam nos arrastar para o centro da arena. - Ei, me larga! Não é assim que se trata uma dama! - Me debatia com força contra aqueles brutos, mas era em vão, e todos éramos arrastados até o centro do coliseu, onde ficávamos cara a cara com os 5 inimigos que estavam nos esperando. Estava bastante incomodado com toda aquela atitude dele, mas logo meu foco se tornava o estranho discurso que Toth tratava como uma proposta. - Você é burro, cara? - Ficava com cara emburrada, ainda mais ao ver os lobos ao redor se animando pelas palavras do líder dos minks. - Isso tudo aí já é óbvio. Se ganhássemos, íamos pegar tudo. Se perdêssemos, íamos perder tudo. Toda essa lenga lenga foi decidida quando viemos até aqui. Só está perdendo nosso tempo constatando o óbvio. - Em seguida, esboçava um sorriso, já deixando minha lança a postos. - Recusar? Tá doido? Eu vim exatamente atrás disso. Mostra o que sabe fazer, peludo. - Estava um pouco decepcionado pela atitude dele, principalmente por ter criado expectativas dele ser irresistível por causa da história das três mulheres que o acompanhavam, mas tudo que via era um psicopata com mania de grandeza, mas ao menos o calor do combate havia finalmente dado as caras, e era hora de colocar nossas cartas em jogo.

Após olhar em volta, parecia que os outros minks estavam se preparando para assistir um espetáculo de carnificina, mas queriam deixar Rosy e Balto de fora. Não sabia ao certo por que havia decidido trazer nós para a luta em vez de só prender todos, mas tinha uma suspeita. Talvez ainda nutrissem inimizade com os minks que moravam na floresta, e não queriam lhes dar a oportunidade de lutar por suas vidas, ou talvez até quisessem evitar o sulong deles. Por outro lado, se aquelas pessoas eram que organizavam a caçada, então certamente gostavam de um espetáculo sanguinolento, e se era um espetáculo que queriam, era um espetáculo que eu daria a eles. Cada vez mais animado, abriria os braços, como se chamando para olharem para mim. - Este vai ser o ato final! Vamos montar um belo espetáculo! - Logo a lua surgia, fazendo os minks se contorcerem em transformação. Sabia que existiam minks que não controlavam a forma sulong, mas não tinha certeza de como isso era definido, mas pela probabilidade imaginava que a maioria dali não deveria controla-la, o que daria uma cena surpreendente. - Se tivermos sorte, os peludos transformados vão começar a se matar ali em cima. Tentem não morrer.

Toth ficava para trás, se concentrando na transformação, o que era uma pena, mas os outros quatro vinham em nossa direção, mas entre todos, meus olhos se fixavam em Serberus, que pulava com tudo na direção do Matt. Sem pensar duas vezes correria para perto de Matt, pronto para tentar uma loucura: Assim que Serberus passasse por mim em seu salto na direção do loiro, seguraria em seus cabelos que cresceram pela transformação com a mão direita, e que a esquerda fincaria a lança no chão, tentando usá-la como ponto fixo para não deixar o mink avançar. - Tira as mãos do meu boy! - Se não fosse capaz de pará-lo, preferia ser puxado junto do que o largar, tentando me estabilizar em suas costas com minhas habilidades acrobáticas e fincar minha lança, tomando cuidado para não acabar atravessando e acertando Matt do outro lado. Conseguindo o segurar, prosseguiria logo em seguida com uma estocada certeira contra a região do seu peito, retirando-a logo em seguida para não lhe dar a chance de tentar segurar a lâmina. Se, mesmo com o meu esforço, não conseguisse segurá-lo nem ir de carona em seus costas, me viraria rapidamente na direção das mulheres que vinham, como para tentar garantir que não já estavam prontas para me dar um ataque, e correria para perto de Serberus para ajudar Matt a enfrentá-lo. Meu objetivo era lutar com o sulong, Myr e Kim que cuidassem das outras duas.

Here Comes The Sun - Página 12 Tumblr_on33e97GKr1qzxv73o1_r2_540

Caso alguma das mulheres chegasse até mim e tentasse me atacar, impedindo que eu fosse até Serberus, me concentraria em minha atacante por um momento, girando minha lança com ambas as mãos para defletir seu ataque ao bater com força o cabo da minha arma contra seu braço, jogando-o para o lado, mas tomando cuidado para o caso de a atacante repetir o movimento com a outra mão, mas como não conseguiria simplesmente bloquear pelo lado contrário após desviar o golpe com um movimento giratório sem dar uma margem para ser acertado, apenas saltaria para os lados ou me abaixaria para desviar de um segundo ataque, seja dos leques afiados de Yura ou das adagas de Elise. Por fim, assim que tivesse a brecha, fincaria com tudo a ponta da lança no pé da mulher que havia corrido até mim, prejudicando seu movimento. - Foi mal, sem tempo a perder. - E correria para perto de Matt. Se ela desviasse do golpe no pé, repetiria o processo com múltiplas estocadas até conseguir acertar. Ficaria também sempre atento a possíveis flechadas de Ivana, tentando evitar golpes surpresa a distancia sempre jogando meu corpo para o lado para evitar a flecha enquanto girava minha lança como uma hélice, em um movimento duplo defensivo para garantir que não seria atingido como foi contra os gerbils.

Assim que estivesse perto de Serberus, independentemente do que passei para chegar naquele ponto, me colocaria ao lado de Matt. - Precisando de uma mãozinha? - Já havia achado que ele havia morrido uma vez hoje, não podia deixar ele morrer de verdade. Avançaria na direção de Serberus, tentando manter seu grande corpo entre mim e a arqueira para evitar suas flechas, e correndo meio abaixado para dar espaço para Matt efetuar seus disparos, até que ficasse de frente para o mink. Cara a cara, usaria a parte sem lâmina da lança para dar uma forte pancada, como se fosse uma estocada, contra o joelho direito da criatura, tentando o deslocar para prejudicar sua movimentação, e esperando o ataque vir contra mim. O motivo de ter feito o ataque anterior com a parte sem lâmina era para manter a mesma posicionada para cima e com fácil acesso, para que assim que ele brandisse uma de suas mãos para me dar uma garrada, eu colocasse a lâmina bem no caminho do movimento, para a lança perfurar sua mão. - Cuidado ai, essa farpa é grande.

Se não conseguisse fincar a lança em sua mão, apenas pularia para trás, usando minhas habilidades acrobáticas para me afastar bastante e evitar os golpes que ele desferisse. Caso eu conseguisse fincar a arma, mas ele reagisse com outro ataque logo em sequencia com a mão oposta, daria um saltinho para posicionar meu corpo em sua lateral, do lado da mão debilitada para que ele não me alcançasse. Se tentasse brandir a mão para tirar a lança de mim, apenas a puxaria de volta com força, do contrário balançaria meu corpo com leveza para ser levado junto, e no ar daria uma cambalhota para forçar seu braço a torcer para o lado errado ao aterrissar, libertando a arma em seguida. Se apenas tentasse a segurar, soltaria a lança momentaneamente, dando um salto para frente e a agarrando pela parte que saia das costas de sua mão, puxando-a para faze-la terminar de atravessar e permitindo que a arrancasse pelo outro lado. Com minha arma novamente em minhas mãos, se estivesse logo nas costas de Serberus, aproveitaria para mirar uma estocada em seu pescoço antes de recuar para onde Matt estava. Se em qualquer momento eu fosse atingido por um ataque que não conseguisse evitar, me levantaria de forma instantânea com uma técnica acrobática, sem colocar as mãos no chão, para aproveitar a brecha do movimento para ser meu plano. Ao final, tentaria me manter perto do loiro, tentando sempre protege-lo enquanto estivesse perto ao golpear qualquer ataque desferido contra nós com minha lança. ficaria sempre atento também para o caso de algum dos minks da arquibancada viesse nos atacar, sempore bloqueando com minha lança e mitigando ataques surpresas.




Histórico:
Nome: Leonheart Valentine
Posts: 24
Dinheiro: ฿S 25.000  

Qualidades: Atraente | Carismático | Exibido | Mestre em Haki
Defeitos: Extravagante | Devasso | Impulsivo | Fobia (Insetos) | Obcecado (moda)

Ganhos:
- Cartaz de procurada
- Perícia Adestramento

Perdas:
- N/A


Objetivos:
• Virar Caçador de Recompensas
• Me juntar aos meus três amiguinhos
• Aprender a proficiência Adestramento
• Ganhar bastante dinheiro



Última edição por Hoyu em Sex Dez 10, 2021 11:00 pm, editado 2 vez(es)
Ceji
Ver perfil do usuário
Imagem : Here Comes The Sun - Página 12 Hwlv4xh
Créditos : 04
Re: Here Comes The Sun Sex Dez 10, 2021 10:44 pm
Coliseu – Parte I

Conforme a luz da lua da meia noite inundava aquela arena maldita, eu sentia o abismo uma vez mais olhando em minha direção, como se clamando minha vida à escuridão eterna. Os olhares brilhantes dos lobos eram como de uma miríade de carrascos, esperando para ter sua vez de me desmembrar, de novo e de novo, e me fazia perguntar-me: Como havia chegado àquilo? Eu tinha um plano, eu tinha ferramentas, eu tinha suporte... Eu havia organizado aqueles malditos lobos sarnentos para dispersarem as forças de Toth, e ainda assim lá estava ele com suas piratas se estimação e seus lobos seguidores, e esse era justamente o problema. Um plano inteiro, uma preparação inteira, para nada. Para. Absolutamente. NADA. Olhar para aqueles homens-lobo era como ver meu tempo e esforço fisicamente jogado no lixo, e me esforçava para conter a expressão de repulsa e raiva que sentia, ao menos para manter o mínimo de presença e compostura que me restava em meio aquela contra-emboscada ”Pra que eu confiei naqueles animais pra começo de conversa?!” Eu sabia que não devia ter confiado em mais ninguém, quanto mais em minks, eu sabia que confiar nos outros era uma variável que eu não conseguia controlar ou determinar, eu sabia que confiar em alguém além de mim mesma só causaria problemas, então porquê?! Eu me sentia uma palhaça tendo ido ali a noite por causa dos outros apenas para ser cumprimentada com dezenas de minks em sulong, e ainda mais por ter me deixado levar pela ajuda daqueles lobos. Se eu tivesse deixado os outros três lutarem junto dos lobos, para virem na frente e desgastado os inimigos antes de morrerem, eu poderia ter tido sucesso em um ataque diurno!

”...Não.” De repente, cortava os pensamentos julgadores e acusadores. Mesmo que isso tudo fosse verdade, eu não sei se teria coragem de realmente deixar eles irem para a própria morte, não enquanto eu me lembrasse do olhar de desespero da minha antiga família sob as garras cruéis dos traficantes de escravos. Os minks podiam ter sido inúteis, não ter dispersado a força de Toth, e ainda serem capturados, mas eles não chegaram a atrapalhar mais do que ajudar. Parte da culpa era minha também por não me preparar para a incompetência deles de sequer checar se seus inimigos estavam mortos ou agindo junto de Toth. Aquele desastre iria rolar com ou sem a presença dos minks e dos outros caçadores, na verdade, enfrentar aquilo junto deles ao menos significava não estar tão subjugada. Fora Leonheart, que nos forçou a vir de noite por causa da desgraça do sulong, os outros dois não causaram nada ruim, então, em vez de me revoltar com todas as peças daquela situação infeliz, eu devia era bolar uma forma de contornar aquilo, dar a volta por cima; afinal, depois de ter rido na cara da morte uma vez, o que me impedia de fazer de novo? - Eu avisei. Se nós morrermos aqui, vocês me devem 10 milhões de berries cada - Dizia, com um misto de seriedade e brincadeira, enquanto um olhar confiante tomava meu rosto, porque, acima de tudo, aquela era a hora para aqueles três me mostrarem o que sabiam fazer - Vamos ver se vocês tem o que é preciso para sobreviver na Grand Line - Falava para ninguém especifico, enquanto preparava meu chicote.

Ver Leonheart pulando para cima do tal Serberus em outro momento poderia ter sido uma dor de cabeça, mas, felizmente para ele, proteger Matteo era nossa prioridade, e se conseguíssemos derrubar aquele maldito lobo furioso todos juntos, as nossas chances de vencer cresciam exponencialmente. Assim, assim que percebia que o alvo da besta era nosso atirador, meu chicote se movia quase que como se tivesse vida própria, com um veloz movimento centrifugo para cumular força uma fração de instante antes de eu o projetar contra o lobo, vindo quase por trás de Matteo para acertar a fera no meio do caminho em vez de ter que disputar velocidade com seu ataque. Embora houvesse feito um movimento com força do chicote, meu objetivo não era rasgar a carne do mink enfurecido, mas sim fazer meu chicote se chocar contra seu pescoço e se enrolar lá quase como uma coleira naquele cão raivoso. Se percebesse o flagelo conectando com o pescoço de Serberus com sucesso, rapidamente puxaria o chicote com força para tenciona-lo ao máximo; primeiro puxaria pelo cabo com minha mão direita que o segurava, depois puxaria direto pela correia com a mão esquerda, antes de enrolar um pedaço ao redor do meu cotovelo direito, e por fim pisar na correia para encaixa-la no espaço do tamanco. Assim, criaria um sistema de 4 alavancas para, puxando-as todas de uma vez, multiplicar a força do meu puxão e poder disputar até mesmo com um monstro como aquele lobo.

Here Comes The Sun - Página 12 SvPUE66

Caso conseguisse travar o movimento do lobo e o impedir de chegar a Matteo, com ou sem a ajuda de Leonheart, o seguraria com força na esperança do rapaz aproveitar para dar o máximo de tiros que conseguiria nele - AGORA SE AFASTA!!! - Berraria a ele, esperando ele finalmente começar a recuar para enfim desfazer as alavancas, brandindo o chicote para desfazer a amarração e instantaneamente fazer um giro anti-horário para retornar com uma forte chicotada de cima para baixo onde o lobo estava. Caso, porem, eu percebesse que ele iria conseguir superar a força das minhas alavancas e me puxar até ele pelo chicote, eu rapidamente tentaria desfazer a amarração para recuar, e em seguida prosseguir com um giro anti-horário para projetar o chicote contra ele de cima para baixo. Ainda porem, se eu percebesse que não conseguiria amarrar o chicote em seu pescoço, eu balançaria o cabo para transmitir uma onda física pela correia, para agredi-lo com um forte e audível estalo do chicote entre ele e Matteo se continuasse avançando. Independente de qual dos dois ocorresse, após o ataque superior ter sucesso ou não, eu puxaria de volta o chicote e tentaria me afastar das três piratas, me movendo diagonalmente para Serberus ficar entre mim e elas e impedir ataques a distancia, antes de tentar projetar mais uma vez meu chicote contra ele, mirando em seu rosto mas já esperando que ele fosse esquivar. Nesse caso, rapidamente moveria minha mão esquerda pela correia do chicote, para que uma força direcional fosse criada e o ataque fosse abruptamente redirecionado na direção em que a besta se esquivou, de forma rápida o bastante para reduzir suas possibilidades de fuga.

Here Comes The Sun - Página 12 6747706-alucard%20feat%20durability%20%282%29

O pior caso, porém, seria se o lobo monstruoso fosse tentar puxar meu chicote amarrado nele, e usasse um de seus braços livres para isso. Se eu percebesse que ele puxaria minha arma e minhas duas únicas opções fossem a largar ou ser puxada junto, eu largaria a muito contragosto o chicote, possivelmente vendo ele ser arrancado de mim e jogado para outro lugar pela besta - Alguém! Meu chicote! – Pediria por auxilio na esperança do aliado mais próximo dele ajudar, já que aquela não era hora de me fazer de mais forte do que realmente era. Se eu realmente fosse desarmada, não restaria outra opção além de lutar com o que tinha, e isso eram meus tamancos. Eu não queria correr o risco de me aproximar daquele monstro, mas eu não poderia ficar parada, então logo correria em sua direção, me abaixando, antes de me erguer projetando com um rápido chute ascendente com o salto do tamanco direto em seu queixo, numa tentativa de atordoa-lo por um instante. Se meu chicote estivesse no meio do caminho, eu tentaria agarra-lo rapidamente quando me abaixasse para preparar o ataque; mas, se o chicote houvesse sido jogado para o outro lado dele, tentaria aproveitar o impacto do meu pé com seu rosto, ou do caminho desobstruído por sua esquiva, para rapidamente me impulsionar em direção ao chicote, tentando agarra-lo e finalmente me rearmar.

Ainda assim, por mais que eu esperasse que Myriam fosse nos defender e travar as três piratas de nos impedir de ajudar Matteo, eu não confiava nela o bastante para deixar minhas costas totalmente livres. Felizmente, mesmo que elas não houvessem sacado suas armas ainda, seu pequeno aliado desertor havia nos dito como elas lutavam, e eu não deixaria esse erro da parte delas sair barato. Caso Ivana tentasse atirar uma flecha, ou se uma das outras duas tentasse arremessar uma adaga ou leque, eu tentaria dar um rápido salto para o lado para esquivar dos projeteis, infelizmente desfazendo as alavancas se ainda estivesse tentando segurar Serberus. Porém, se meu chicote estivesse livre, eu tentaria instantaneamente retaliar racionando-o verticalmente e projetando a correia de baixo para cima na direção da agressora, como um corte com a ponta do chicote. Mas, é claro, em vez de um ataque a distância, Elise ou Ivana poderiam usar seu leque afiado ou adagas para tentar um ataque corpo a corpo, ao qual, se meu chicote estivesse livre, eu tentaria rotaciona-lo horizontalmente eu meu redor para criar uma região ao meu redor que as atingiria se adentrassem, e, se tentassem passar saltando, moveria minha mão pela correia para rapidamente redirecionar o chicote em seus corpos no ar, onde dificilmente conseguiriam esquivar da retaliação. Se o ataque visse quando eu estivesse com o chicote ocupado ou sem o chicote em mãos, eu desfaria as alavancas que usava para segurar Serberus, e, com meu corpo livre, jogaria meu tronco para trás enquanto projetaria meu pé para frente, me afastando do ataque enquanto um chute rapidamente ascenderia de baixo para cima contra o centro de gravidade da atacante, numa tentativa de a empurrar ou derrubar, Em ambos os casos, eu recuaria para me afastar de mais ataques.

Histórico:
Nome da Personagem: Kimberly Deshayes
Nº de Posts: 24

Qualidades: Ambidestria | Atraente | Destemida | Impassível | Voz Melodiosa | Liderança

Defeitos: Vaidosa | Traumatizada

Ganhos:
-Trufa de chocolate (1)
-B$4.000.000

Perdas:

NPCs:
-Gerbil (Ruínas de Stevelty): Mink roedor que parecia governar uma tribo de Minks ratos, derrotados por mim e os outros aspirantes a caçadores.
-Astra (Ruínas de Stevelty): Líder da alcateia autoproclamada guardiã da floresta. Parece, ter um problema com a tal Caçada ocorrendo na floresta.
-Rosy (Ruínas de Stevelty): Aparente vice-lider da alcateia de minks lobos, que veio nos ajudar a capturar o mink traidor.
-Balto (Ruínas de Stevelty): Guerreiro abobalhado mais poderoso da alcateia de minks, que veio nos ajudar a capturar o mink traidor.
-Fox (Aldeia dos Minks): Mink raposa com ótimos conhecimentos cartográficos.
-Toth (Labirinto): Mink traidor que organiza a Caçada junto das piratas.

Extras:

Objetivos:

-Virar Caçadora de Recompensas
-Aprender a Proficiência Cartografia
-Conseguir um barco pra sair se Stevelty
Ravenborn
Ver perfil do usuário
Imagem : Here Comes The Sun - Página 12 GeK6WP3
Créditos : 09
Localização : Stevelty
Re: Here Comes The Sun Seg Dez 13, 2021 11:01 pm

Here Comes the Sun



- "Talvez o peixe tenha sido grande demais..." - eu pensei, visivelmente frustrado. O nosso ataque surpresa tinha até dado certo, com um dos meus disparos atingindo um dos inimigos, mesmo que não tivesse sido o alvo principal. O problema era justamente o fato de haver um segundo mink lobo ali, além de Toth, e a explicação não demorou muito pra aparecer. Em questão de segundos, estávamos numa situação completamente desesperadora, cercados pelos homens-fera que surgiam aos montes. - Tá de brincadeira comigo... - pela primeira vez desde que tinha posto os pés naquela ilha, eu senti qualquer pensamento de diversão ou sentimento de aventura sumir da minha mente, dando lugar a medo, raiva e preocupação.

Eu tinha que encarar a verdade: não importava o quão forte cada um de nós fosse, era simplesmente impossível lidar com todos aqueles minks e sair com vida. E se eu morresse ali, o que aconteceria com o meu velho? Com a Dawn e a Eve? Os vinte milhões de recompensa faziam com que apenas Toth já parecesse um oponente bem perigoso - o suficiente pra que tivéssemos todo o trabalho de tentar distraí-los para pegá-lo de surpresa. Mas pelo visto o buraco era bem mais embaixo, e ele tinha reforços pra dar e vender. Eu tinha dado um passo maior do que a perna, e agora quem ia pagar o preço se eu caísse ali era minha família.

Em meio a esses pensamentos não muito agradáveis, nosso grupo foi levado até o centro daquela arena subterrânea, com Balto e Rosy sendo presos em jaulas pra ter certeza de que não incomodariam no que quer que estivesse pra começar ali. E foi aí que Toth, em vez de simplesmente acabar com a gente usando a força dos números, resolveu fazer uma espécie de espetáculo pra animar os seus seguidores. Uma proposta irrecusável em todos os sentidos da palavra. Honestamente, eu duvidava muito que ele fosse cumprir o que prometia se a gente ganhasse, mas não era como se tivéssemos escolha. Eu ainda estava pra baixo, até que eu ouvi um - Você é burro, cara? - vindo de Leon, e ergui uma sobrancelha, surpreso.

O lanceiro cor de rosa deu uma resposta bonita de ver à fala do lobo, e o que ele disse acabou me impactando também. Mesmo diante daquilo tudo, até mesmo ele que parecia tão fragilizado há não muito tempo tinha um sorriso confiante no rosto. E daí que tinha um monte de cães sarnentos a mais que a gente precisava lidar? Isso não mudava o que nós tínhamos vindo fazer ali. A atmosfera opressiva daquele lugar tinha me pegado de jeito, mas não mais. As palavras de Kim foram a gota d'água, dizendo que cada um de nós devia dez milhões a ela se morrêssemos ali. - Pfft...ahahahaha! - eu nem tentei segurar o riso, deixando toda aquela vibe ruim ir embora de uma vez. - Ei, pega leve aí, Kim. Desse jeito as minhas dívidas não vão acabar nunca! - eu coloquei um sorriso confiante no rosto, carregando a pistola. Mesmo com Rosy e Balto presos, com Myr, Kim e Leon do meu lado, eu sentia que não perderia nunca.

E assim, a lua no alto fazia com que as transformações tivessem início, juntamente à nossa luta pela sobrevivência. - Eita porra. - eu arregalei os olhos quando o tal do Serberus, sendo o primeiro a terminar, resolvia me fazer de alvo e saltava na minha direção. Era assustador e animador ao mesmo tempo, e por hora eu precisava ter certeza de que não seria pego. Acelerando de uma vez só, eu também daria um salto, mas na intenção de me afastar dele - nem que fosse só o suficiente pra dar tempo pros outros virem me dar uma mão. - Alguém segura esse desgraçado só um pouquinho! - pediria, me concentrando em esquivar de seus ataques até que algum dos outros conseguisse criar uma brecha pra mim. Tomaria cuidado especial com suas garras e dentes, observando bem e saindo do caminho dos golpes no momento certo: mas sem me afastar demais, pra mantê-lo no alcance dos outros.

Se Kim ou Leon conseguissem prendê-lo por um instante, eu aproveitaria a oportunidade com um sorriso no rosto. - Senta aí, totó! - me lembrando das aulas de Rosy, eu chutaria com tudo a sua perna, bem onde mais doía, pra tentar fazê-lo cair ou se ajoelhar - e nessa hora, quer funcionasse ou não, descarregaria todo o pente em vários disparos consecutivos à queima-roupa, mirando em qualquer canto que não estivesse coberto pela armadura de mais cedo. Depois disso, é claro, saltaria pra longe pra não arriscar ser pego pelo lobo mau ali se ele ainda resolvesse se levantar depois disso. Se Leon se aproximasse depois de ajudar, eu lhe daria um sorriso em resposta: - Nada, eu tô super de boa. Posso derrubar esse bicho com uma mão nas costas! Maaas, se você quiser ajudar, por que não fica na frente enquanto faço ele virar uma peneira? - eu podia ter tido minhas dúvidas antes, mas Leon já tinha se mostrado quão forte era, e além do mais, eu tinha certeza de que ele se divertiria mais indo pra cima com tudo.

A questão era como exatamente proceder a partir dali. Obviamente, Serberus não era a nossa única preocupação, e aquelas três piratas provavelmente seriam uma dor de cabeça se a gente as deixasse fazer o que quisessem. Sendo assim, além de continuar o combate com o homem-lobo, disparando em qualquer brecha que encontrasse e me esquivando se fosse atacado, eu ficaria de olho nelas também, pra caso alguma viesse em nossa direção ou tentasse um ataque de surpresa. Porém, também ficaria de olho em qualquer chance que tivesse de ajudar Myr, especialmente se ela estivesse lidando com as três sozinha. - Aguentem aí um pouquinho! - diria para Leon e Kim, me reposicionando para ter uma visão melhor da luta da nossa espadachim. Se alguma das inimigas tentasse flanqueá-la ou pegá-la por trás, por exemplo, eu saltaria no ar para poder mirar de um ponto mais alto e atiraria contra elas, mirando nos pés pra não acabar acertando Myr por acidente. A do arco e flecha, Ivana, merecia atenção especial, já que só eu tinha alcance pra lidar bem com ela no nosso grupo. Não teria medo de trocar tiros com ela, rolando para me esquivar sempre que visse uma das flechas vindo na minha direção, e mantendo-a na mira o tempo inteiro para retaliar.


Histórico:
Posts: 24
Nome: Matteo Martini
Dinheiro: 25.000 ฿S

Qualidades: Adaptável | Prodígio | Criativo | Prontidão | Atraente
Defeitos: Obcecado (Tecnologia) | Dívidas | Compulsivo (Chocolate)
Compulsão: 4/10

Ganhos: Pistola Gasta | Trufas de Chocolate (3/6 Usos) | Perícia Briga
Perdas: 225.000 ฿S

NPCs: Asta, Rosy
Extras: -

Objetivos:
- Comprar ou (de preferência) Forjar uma arma.
- Arrumar uns chocolates pra dar conta da Compulsão.
- Virar CR.
- Encontrar o restante da galera.
- Aprender a Proficiência Briga.
- Aprender a Proficiência Explosivos ou Química (a que for mais fácil de encaixar).
- Receber os 5kk da Vakinha ingame, de alguma forma.
- Conseguir ingame a recompensa do evento em grupo lá (Link).

_________________

Malka
Ver perfil do usuário
Imagem : Here Comes The Sun - Página 12 7584b85bc7c6addc6f8fb37a030d048bd70ad00a
Créditos : 13
Localização : Stevelty, North Blue
MalkaCriador de Conteúdo
https://www.allbluerpg.com/t295-myriam-leuchten#858 https://www.allbluerpg.com/t419-here-comes-the-sun
Re: Here Comes The Sun Qua Dez 15, 2021 11:04 am

Myriam Leuchten
adv 1

Stevelty - North Blue
POST 22






Me mantinha relaxada, esperando o melhor da situação, mas o uivo provindo da garganta de Toth soava muito diferente do que ouvi de Asta mais cedo. A aparição daquela horda de lobos chega me desnortear, estavam por todos os lados, tudo que eu podia fazer a esse ponto era tentar não perder Leon, meu parceiro de escolha, de vista. Infelizmente isso me foi cobrado logo em seguida — Rosy! — gritaria ao vê-la ser pega antes que eu pudesse agir, encurralada sem poder fazer nada assim como é feito com Balto pouco depois — Urgh, retardado... Retardado é você, seu lambedor de saco peludo! —. Devido a situação, não tinha muito mais que eu pudesse fazer a não ser seguir o empurra e puxa dos minks, mas meu olhar de ódio no rosto de cada um dos mais próximos deixaria claro que não era de bom grado. Aquelas tinham sido as pessoas que me deram abrigo e me guiaram ao que eu queria, mesmo sabendo dos riscos, e aquilo não ia ficar por isso mesmo.

A proposta feita por Toth no meio daquela arena era no mínimo suspeita. Não havia motivo para acreditar na palavra de alguém que acabara de assumir que jogava sujo, eu tinha certeza que mandaria aquela arquibancada voar nas nossas cabeças assim que estivesse perdendo. Entretanto, tem uma coisa em que ele não mentiu: não havia escolha, era isso, ou enfrentar todos de uma vez sem perspectiva alguma de vitória. Indo contra eles agora nesse campo de batalha banhado à luz da lua tinhamos a oportunidade de os segurar até Asta chegar caso a situação apertasse, ou ao menos uma chance maior de lidar com os "espectadores" sem que os que parecem ser mais fortes fiquem nos causando problemas — Certo... Que essas sejam as condições — diria a todos sem gritar, mas ainda bem alto e o mais claro possível, batendo a ponta da espada no chão e jogando minha blusa ao lado dela com a mão esquerda, deixando o movimento de meus ombros e cotovelos o mais livre possível. Estranhamente dessa vez eu parecia a mais séria da situação, não conseguindo responder diretamente aos comentários despreocupados dos outros três — Façamos deste o lugar que nossos destinos se traçam, Toth. Tanto o mais digno quanto o desonrado sairão daqui em sangue, mas somente um deles estará de pé. — essa era a frase de um livro que li uma vez e se prendeu na minha mente, a qual recitei letra por letra, surgindo do fundo de minha memória nessa hora oportuna para que não tema e me lembre da glória que me aguardava ali, no campo de batalha. Morderia o canto de meu lábio, esperando o soar de uma trombeta, uma gota audível de um suor frio tocar no chão ou qualquer outro sinal para marcar o início daquele conflito "se é um show que eles querem, é um show que vão ter".

Here Comes The Sun - Página 12 HxCJ1NH

A risada distorcida e cheia de maldade vinda de Serberus era o suficiente para cumprir tal papel. Ali, logo abaixo da lua, minha primeira caçada realmente começava, e era meu dever mostrar para Kim e os outros do que eu sou feita. Estava quase para me por na frente de Matteo para protegê-lo da violência do lobo, mas assim que visse Leon se prestar a esse serviço pulando pra cima dele e o flagelo de Kim o seguir, meus planos se mostrariam outros — Cuida do sarnento, AS TRÊS VADIAS FEIOSAS SÃO MINHAS! — gritaria olhando para cada uma delas, tentando ter certeza de que me ouviam enquanto corro em sua direção. Caso Serberus tente me impedir, daria-o um empurrão na direção de Leon ou da arma de Kim, o que parecesse mais proveitoso no momento, utilizando-me do lado da espada e as duas mãos para ter mais força na hora de empurrar, e repetindo isso até poder seguir meu caminho desejado em paz.

Já na frente das três, teria de fazer uma escolha "beleza, hora de exercitar a memória, pensa rápido, o bigodinho disse que a loirinha briga de faca, a cara de cobra usa leques afiados, e a morena era... Com arco e flecha, sim!" no momento dessa última realização, iria na direção da moça com o arco sem pestanejar, deixar ela armar as flechas e me desgastar a longa distância seria potencialmente mortal — Eu nem preciso de amiguinhos pra derrubar as três patetas. Espero que estejam prontas pra eu limpar o chão com vocês! — diria com a voz rasgada enquanto avanço com a espada em riste como uma lança de cavalaria em sua direção, o cabo levantado a poucos centímetros de minha cabeça para proteger os pontos vitais de possíveis flechadas. Diferentemente de uma lança convencional no entanto o golpe seria administrado vindo de lado a partir da linha da costela, visando causar um bom corte no dorso ou ao menos danificar um braço que tentasse bloquear, assim caso Ivana desvie para trás ou para o lado eu poderia ser capaz de reposicionar os pés e manter o momentum do golpe com mais facilidade, diferentemente de um golpe reto de alto investimento.

Here Comes The Sun - Página 12 Animesher.com_akame-ga-kill-gif-akame-1652946

Assim se seguiria um frenesi de cortes laterais e diagonais. Sem um dos braços a atiradora teria de lutar muito para acertar uma boa flecha, e sendo uma lutadora de longa distância é de se imaginar que eu conseguiria vencê-la numa troca corpo-a-corpo. Daria prioridade a esses golpes antes de enfrentar qualquer uma das outras duas se possível, no máximo usando de minha lâmina para redirecionar as delas para longe, mas assim que visse que a postura de Ivana estivesse fragilizada pelos ferimentos tentaria a chutar no chão ou para trás e larga-la de mão no momento. Se a provocação não houver dado certo e qualquer uma entre Yura e Elise tenha largado Ivana de lado, seguiria ela ou ambas para impedir que cheguem até os outros caçadores — Qual é, vão arregar de um alvo fácil é? Achei que as palhaças fossem criminosas de respeito. — entrando em postura defensiva e demarcando um território de proteção: qualquer uma que tente passar levaria uma estocada com toda a força que possuo.

Estando em distância próxima delas e tendo me tornado um alvo com sucesso, o melhor a se fazer, diferente do que era com Ivana, deveria ser manter o alcance médio e redirecionar suas armas. Não seria uma tarefa tão simples visto que ambas não eram armas de haste ou de grande porte para que fosse fácil prever a trajetória, mas ao lutar principalmente com a ponta de minha espada longa não só conseguiria manter uma distância um pouco mais segura de meu corpo, como ao bloquear tentaria acertar os dedos e pulsos das piratas, principalmente de Yura já que os leques normalmente não são armas muito preparadas para aguentar esse tipo de golpe pela falta de uma guarda especializada na região. Se em algum de meus golpes aparentar quase com certeza que vá causar um bom acerto, seja por um bom posicionamento meu ou uma brecha feita por um dos tiros de Matt, sacrificaria de minha defesa para golpear com força total, se possível só rangendo os dentes em um sorriso debochado caso alguma das lâminas me perfure no processo — Kirihihihi! É o seu melhor?


•••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••:
Ficha:

Dinheiro: 4.825.000 ฿S
Proficiências: Arquitetura | Escultura | Carpintaria | Marcenaria | Escudista
Qualidades: Ambidestro | Atraente | Destemido | Saúde de Ferro | Hipoalgia | Prodígio
Defeitos: Doença Degenerativa | Extravagante | Infame | Altruísta | Ambição

Histórico:

Posts: 22
Doença Degenerativa: 2/10
Ganhos: Remédios (2/5 Usos); Contrato de Mercenário.
Perdas: - 300.000 Berries (Remédios)
Relações: Kim: Companheira caçadora, confiante e perspicaz mas igualmente prepotente e implicante. É uma parceira eficiente, o que já é muito melhor que nada.

Mercenário: Mercenário estranhamente metódico e com vestes igualmente estranhas. Nos ofereceu um contrato suspeito, mas no fim seus motivos não pareceram tão ruins.

Leonheart: Doida chamativa que parece estar nos perseguindo. Não é de se imaginar que tenha más intenções, só não tem a cabeça no lugar.

Matteo: Cara gentil que acompanhava Leonheart. Parece esperto e tem pensamento rápido.

Asta: Amigo do meu pai, líder de um grupo de minks lobo perto de onde eu vivo. Mesmo com a força de um líder de tribo não deixa de ser atencioso e cuidadoso.

Rosy: Parceira sanguinolenta de Asta. Precipitada e despreocupada, não me surpreenderia se ela se desse bem com Leon.

Extras: -

Atributos:

Força: 100 (+40) (+40) (+20) = 200 (Regular)
Destreza: 90 (Regular)
Acerto: 138 (+40) (+40) = 218 (Regular)
Reflexo: 281 (+80) (+40) = 401 (Hábil)
Constituição: 1 (Regular)

Agilidade: 309
Oportunidade de Ataque: 3
Redução de Dano: 0
•••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••:

FALA | PENSAMENTO


Objetivos:

• Comprar remédios •
• Se juntar com o grupinho •
• Desenvolver a proficiência Condução •
• Chutar bunda de lobo •
• Começar o projeto do nosso barquinho pra sair da ilha •

_________________

Here Comes The Sun - Página 12 LGMRHWx
Alexander III
Ver perfil do usuário
Imagem : Here Comes The Sun - Página 12 8435c86a7b1241a5c499a96b90046594
Créditos : 07
Alexander IIIEstagiário
https://www.allbluerpg.com/t294-alexander-lancaster-caven https://www.allbluerpg.com/t301-os-monarcas-i-efeito-borboleta#910
Re: Here Comes The Sun Qui Dez 16, 2021 7:41 pm

Here Comes The Sun


Around the world : Première partie - Kanto [ft. Lise & Shinzo] 506h





Stevelty — North Blue
23:30h
Noite amena com poucas nuvens, 20 °C


A situação parecia ficar cada vez mais tensa para eles, cercados em uma arena sem saída com vários minks sanguinários querendo apenas uma coisa, um grande e belo espetáculo, e na visão deles terminaria com braços e pernas separados de seus corpos originais.

Apesar de tudo parecer muito assustador Leonheart retrucava Toth depois de seu pequeno discurso, e enquanto ele tentava fazer a cara do lobo de bobo, Kim ficava imersa em seus pensamentos, porque aquilo estava acontecendo? Tanto planejamento para nada, ela tentava ao máximo para não demonstrar as emoções negativas que sentia em seu peito no momento.

Depois de ficar cabisbaixa por um leve período ela decide que não adiantaria “chorar pelo leite derramado” e teria que resolver as coisas como elas estavam. Logo depois ela fazia uma piada com seus amigos e Matt não podia deixar de rir e retruca-la com um sorriso no rosto.

Serberus VS Matteo Martini, Kimberly Deshayes e Leonheart Valentine

Finalmente a batalha começava e o primeiro movimento era um grande salto de Serberus que ia em direção a Matt, sabendo o que deveria ser feito Leonheart vai rapidamente na frente de seu amigo e tenta parar o lobo com tudo o que tem.

Fincando sua lança no chão com força e segurando os pelos das costas de Serberus uma espécie de “contenção” era criada para que ele não avançasse mais, aproveitando também essa oportunidade Kim projetava seu chicote com força em direção a o pescoço do agressor.

Matt também não ficava parado e tentava ir o mais para trás possível no pequeno espaço de tempo que ele tinha antes que aquelas enormes garras o rasgassem em pedaços. Para a má sorte deles Serberus estava extremamente forte e com um golpe lateral ele tirava a lança de sua trajetória.

O chicote de antes agora ficava bem preso no pescoço dele e usando seu conhecimento com sua arma, Kim o puxava para baixo usando força e inteligência no manuseio do “golpe”. Com ele mais baixo e preso Leon podia subir em suas costas e preparar seu próximo ataque.

Com sua lança em mãos ele estocava as costas dele e então atravessava a armadura de Serberus e chegava em sua carne de forma profunda, mas não fatal, o que fazia sangue jorrar levemente no chão da arena.

— GARHHHHHHHHHHHHRGGGGGG

Aproveitando que os dois estavam segurando ele, Matt se aproxima rapidamente e atira várias vezes a queima roupa no lobo, fazendo cada vez mais o sangue se espalhar no chão acinzentado da arena.


Here Comes The Sun - Página 12 6b05b4ec293c1560ed43b5528fbebbee7379eab2_hq


Ainda de pé e parecendo completamente enfurecido o lobo olhava para Kim e Matt enquanto cambaleava e respirava com força.


Here Comes The Sun - Página 12 Tumblr_ojj29gpYYN1v1uteuo4_400


— ARF ARF, EU VOU MATAR VOCÊS!!

Antes que Kim pudesse desfazer suas amarras o lobo segurava o chicote com força e ainda com Leon em suas costas ele contraia suas pernas e saltava tão alto que um ser normal jamais poderia chegar, mas um mink em sua forma sulong era outra história...

Kim era puxava junto para cima já que sua arma ainda estava enrolada em seu braço, ela ficava um pouco abaixo do nível da altura dos dois, mas ainda assim bem alto

Lá em cima quase perto do telhado da arena parecia que tudo ficava lento, Leon parecia ter a vantagem já que estava em suas costas, porem ele parecia já ter decidido seu próximo movimento.

La de baixo Matt não podia fazer muito a não ser ver suas amigas “voando” tão longe do chão, mas talvez ele poderia ajudar sua outra amiga dando supressão de fogo.

Usando seu cotovelo em direção a Leon que estava em suas costas ele trocava de lugar e agora ficava por cima enquanto eles caiam, e sem se esquecer da chicoteadora ele tentava puxa-la, mas com um gosto amargo na boca ela soltava sua arma evitando que ele a golpeasse também.


Here Comes The Sun - Página 12 R40rwl


Kim era a primeira a cair, batia suas costas com tudo no chão fazendo a cuspir um pouco de sangue e perder o ar por alguns segundos, pelo menos ela havia conseguido evitar um golpe poderoso dele, logo após quase como um meteoro caia Serberus por cima e Valentine por baixo, e então o impacto no solo acontecia.

O som de um corpo caindo de tão alto não era agradável, bom.... Não para eles pelo menos, já que a plateia aplaudia, rosnava e uivava em euforia depois do golpe e o barulho, o pobre rapaz que estava em baixo do lobo sentia uma dor que percorria todo o seu corpo, principalmente em sua costela esquerda que possivelmente estava trincada.

Serberus levantava com algumas partes do chão ainda em cima do seu corpo após a queda, pequenos pedaços e a arma que estava presa em suas costas caiam no chão enquanto ele bufava em ira, mas ele parecia muito machucado depois de tantos tiros e a perfuração da lança em suas costas, provavelmente se não estivesse em uma lua cheia o mink não estaria mais entre nós.

Infelizmente a única coisa que Kim podia fazer agora era correr atrás de seu chicote que estava próximo as três moças que lutavam contra Myriam nesse momento e então ela assim fazia.

Yura, Elise e Ivana VS Myriam Leuchten, e ajudantes oportunos (Matteo Martini, Kimberly Deshayes)

As três que também corriam em direção a luta eram paradas por ninguém mais que Myriam que assumia a responsabilidade de segurar as três sozinha enquanto o lobo era contido pelos outros.

— Então você acha que pode segurar nos três hihihi? Nossa que interessante hihihi, vamos ver se é assim tão forte...

Falava Elise que nesse momento já sacava suas facas uma em cada mão, Ivana que ficava atrás das duas arrumava seu arco e flecha e começava a puxar a corda com a primeira flecha, e na frente ao lado da loira, Yura mostrava seus leques afiados que pareciam que cortavam até mesmo o vento.

Sem perder tempo correndo em direção a arqueira Myriam protegia seu corpo com sua espada e cada vez mais aumentava sua velocidade, usando sua habilidade Ivana atira duas flechas em sua direção, porem são defletidas por Leuchten com facilidade.

Preparando seu golpe agora que já estava próxima o suficiente Myr mirava no dorso de Ivana porem de forma muito rápida Yura aparecia e defletia o golpe com ambos os leques juntos o que fazia o chão se partir levemente pela força de ambas.


Here Comes The Sun - Página 12 VsJL9Rh


Enquanto as duas agora começavam a bater armas em grande velocidade Ivana se afastava para se reposicionar para logo mais atirar novamente de forma segura, Myr causava alguns cortes leves em sua adversaria.


Here Comes The Sun - Página 12 Content_capa_v25c05


Mas o problema de lutar contra três pessoas era exatamente esse, o maior número sempre trazia uma desvantagem muito grande, Elise que estava sumida agora aparece começando a cortar seu calcanhar que provavelmente seria de forma bem profunda se Matt não estivesse dando cobertura.

Dando um salto para ver melhor a situação Martini podia ver a intenção do ataque da garota loira e então evitava com um tiro em sua mão que o corte em sua amiga fosse bem mais profundo do que era agora.

Elise grunhia de dor com sua mão perfurada com um tiro e nem percebia Kim correndo, aproveitando que ela não estava vendo, Deshayes passava por ela e dava um chute na cara de Ivana a fazendo errar um tiro em Myr, e deslizava no chão para pegar seu chicote.

Apesar de não ser grave ainda era um corte preciso em uma área de equilíbrio, principalmente para um espadachim que usava as posições dos pés para seus golpes, pouco a pouco Yura ganhava vantagem na velocidade e força dos golpes fazendo assim Myriam levar vários cortes superficiais em seus braços e era lançada levemente para longe com um último golpe com ambos os leques juntos, mas por sorte ela conseguia defender bem.

Todos VS Todos

— ENTÃO SEU NOME É MATT SEU MERDINHA?! ARF ARF, ACHO MELHOR VOCÊ CORRER, PORQUE AGORA VOCÊ É MINHA PRESA!

Mesmo que machucado o lobo ia em direção a toda velocidade que ele podia mais debilitado em direção ao atirador que o tinha machucado tanto, sabendo de seu dever Leon levantava mesmo com sua costela machucada pegava sua lança e então ia para proteger “seu boy”

Ele não seria mais rápido que o lobo para dar um golpe em sua perna, porem ele conseguiria ficar entre ele e o atirador e então assim o fazia, Serberus levantava sua pata com suas garras prontas, mas em um movimento rápido e sagaz Valentine usa sua lança como uma defesa/ataque colocando na direção do golpe e então a pata do grande mink era perfurada.

Mesmo em tais situações ele nunca deixava de brincar, o lobo por instinto recuava momentaneamente pela dor.

— MALDITO, PARE DE INTERFIRIR, EU VOU MATAR ELE E COMER SUA CARNE!

Tudo parecia um caos, mas então algo acontecia mais uma vez, isso fazia todos ficarem em silencio e parados por um momento, apenas ouvindo o marchar de todos os corredores da arena.

Um mink da plateia que ia verificar o que era voltava voando apagado e caia nas escadas, deixando todos boquiabertos, quem saia de lá nenhum dos quatro podia reconhecer até que Rosy gritava seu nome

— ASTA VOCÊ CHEGOU!


Here Comes The Sun - Página 12 988541b3a1a4daba3264e43f69c6aa73


Era impressionante pensar que um “homem” tão calmo e magro estava naquela forma agora, apesar de não estar musculoso de fato ele havia basicamente dobrado de tamanho.

— TOTH! EU ACHEI QUE TIVESSE LHE DITO QUE VOCÊ NUNCA IRIA QUERER VER A IRA DE UM HOMEM GENTIL!

Quando ele via que todos na arena ainda estavam bem ele sorria por mais que parecesse difícil naquela forma, e abaixava a cabeça meio que dizendo: Desculpem a demora.

O lobo prateado que estava praticamente com sua forma completa agora, parecia sorrir em meio a agonia e então respondia.


Here Comes The Sun - Página 12 070d2a2a91a6852c15c9bcb55479fc06


— VOCÊ DEMOROU SEU MERDA! HOMENS MATEM TODOS!! AUUUUUUUUUUUUUUUUU!

Minks da tribo de Asta e desertores aliados de Toth então finalmente começavam o confronto enorme nas arquibancadas, todos em suas formas mais fortes de Sulong, alguns estavam já feridos por provavelmente ter batalhado antes com outros que já estavam mortos ou detidos agora, mas eles finalmente estavam ali e as coisas começavam a mudar.


OFF:
Qualquer coisa me chama no Discord ou me manda MP XD
Discord: Ex-panda#8692

Histórico :
Post narrador: 02

*Kim
Ferimentos:
Ganhos:
- Perícia Cartografia
Perdas:

*Matteo
Ferimentos:
Ganhos:
- Pistola Gasta
- Trufas de Chocolate (3/6 usos)
- Perícia Briga
Perdas:
- 225.000 Berries

*Leonheart
Ferimentos:
Ganhos:
- Cartaz de Procurado
- Perícia Adestramento
Perdas:  

*Myriam
Doença: 2/10
Ferimentos:
Ganhos:
- Remédios (2/5 Usos)
- Contrato Mercenário
- Perícia Condução
Perdas:  
- 300.000 Berries (Remédios)

DANO TOMADO:
MYRIAM LEUCHTEN: - 150 de HP de 3140 = 2990
MATTEO MARTINI: - 0 de HP 2800 = 2800
KIMBERLY DESHAYES: - 360 HP de 2500 = 2140
LEONHEART VALENTINE: - 400 HP de 2600 = 2200


_________________

Here Comes The Sun - Página 12 KMdYuOB

Here Comes The Sun - Página 12 CHaNlHs
Ceji
Ver perfil do usuário
Imagem : Here Comes The Sun - Página 12 Hwlv4xh
Créditos : 04
Re: Here Comes The Sun Seg Dez 20, 2021 10:58 pm
Coliseu – Parte II

Desde o início eu não esperava que aquele fosse um trabalho fácil. Éramos quatro contra cinco criminosos naquela arena, sendo dois deles minks fortificados pela lua, e ainda haviam mais dezenas de minks esperando fora da arena, mas isso não me impedia e absolutamente odiar aquilo. Ter confiança não me deixava cega aos perigos, e a investida de Serberus foi o estopim para reforçar bem que não poderíamos dar um passo em falso sequer, como uma dança da morte onde apenas os mais perfeitos dançarinos e atores sobreviveriam para ver o raiar de mais um dia. Tudo que eu almejava era a perfeição, então não me importava tanto com aquele tipo de riscos, mas maculas à minha aparência e roupas eram uma outra história. Mesmo em meio àquele pandemônio, o que mais me preocupava era algum acabar danificando meu vestido e derramando meu sangue sob minha pele imaculada, então é claro que aquelas malditas com armas cortantes eram mais preocupantes a meu ver do que o mink enfurecido. Ele era forte, muito forte, e havia feito o gosto de ferro do meu sangue tomar minha boca após aquela queda super exagerada, mas se ele fosse tentar dar socos, cotoveladas ou o que fosse nessa mesma linha, era um problema secundário.

Envolvida no combate, totalmente concentrada em não cometer uma falha sequer, foi só quando a primeira gota de suor começou a escorrer que eu percebi que eu precisava de uma pausa para respirar e esfriar o corpo. Felizmente para mim, Asta e os minks aliados finalmente chegaram, quase que como em um pedido de desculpas pela demora e trabalho mal feito ”Já não era sem tempo. Se for um bom garoto e lidar com os lobos sarnentos das arquibancadas, eu penso em te perdoar” Pensava, aproveitando que a atenção de todos estava nos novos intrusos para rapidamente bater na parte de trás do vestido, afim de tirar qualquer sujeira que restasse da queda gerada por Serberus, além de retirar um filete de sangue que escorria da minha boca com a ponta de um dos dedos, onde a longa luva não cobria. Se percebesse que Asta não houvesse visto Rosy e Balto, ou se ninguém fosse os ajudar, rapidamente ergueria minha voz ao líder dos minks - Asta! Rosy e Balto estão ali! - E apontava rapidamente, esperando que ele ou algum dos minks recém chegados fosse libertar os colegas para ajudar no confronto. Já esperando que meu chamado fosse atrair atenção, daria um sorriso quando as piratas olhassem para mim - Então, hora do round dois?

Tão logo minhas palavras fossem anunciadas, eu dispararia em direção à pirata portando o arco e flecha, não tentando acerta-la com meu chicote, mas sim com o objetivo de acertar um chute com o duro salto dos meus tamancos contra seu corpo, assim como da última vez. Correndo em sua direção, manteria um movimento levemente zigue-zagueante, como se simulasse passos de dança, não apenas para dificultar com que ela mirasse em mim, como também para me dar a oportunidade de olhar pelos lados se havia alguma das outras duas piratas vindo atrás de mim, considerando que Myriam estivesse segurando já uma das três. Estaria sempre preparada para dar um passo mais largo para o lado afim de esquivar de uma flecha, antes de prosseguir o avanço. Caso alcançasse a atiradora sem interrupções, aproveitaria o momentum da corrida para dar um pequeno salto, rotacionando minha perna direita em um alto ângulo e descendo o tamanco contra a pirata em um movimento de cima para baixo, visando acertar sua mão ou ombro. Caso acertasse o chute, tentaria rapidamente descer a perna usada, enquanto miraria um segundo chute contra a atiradora, mantendo o fluxo de ataques com um golpe mirando em seu estomago com minha outra perna, afim de debilita-la ainda mais e a empurrar para trás uma pequena distancia, enquanto eu usaria o mesmo movimento para dar um pequeno impulso na direção contraria. Caso, porém, eu errasse o chute, pisaria forte com o pé no chão, e, girando o tornozelo, projetaria em sua direção o lado esquerdo do meu corpo desta vez, aproveitando da minha ambidestria para um veloz segundo avanço em sua direção com meu cotovelo estendido, tentando acertar seu rosto com a superfície rígida do meu osso do cotovelo.

Here Comes The Sun - Página 12 WHmZcju

Após minha investida, esperava que apenas um dos meus ataques funcionasse, e que a arqueira não estivesse na melhor das condições para reagir naquele momento. A não ser que ela tivesse esquivado de tudo, fingiria abrir minha guarda me virando para trás, e erguendo minha voz aos meus colegas - Matteo! Leonheart! Deixem as piratas comigo e com a Myriam! - Afirmaria aos dois, aproveitando para transparecer as posições de batalha, mas, principalmente, aproveitando a chance para mover minha cabeça lateralmente, e ter uma visão periférica tanto da arqueira quanto da minha retaguarda, onde alguma das outras poderia estar se aproximando. Caso não visse ninguém, me viraria novamente em direção à arqueira, esticando novamente o chicote e dando pequenos giros com ele em minha mão, ainda parada no lugar - Vamos lá, isso é tudo que vocês tem? Achei que tivessem feito um acordo de iguais com Toth, mas parece que só se tornaram cadelinhas se estimação dele, deplorável - Provocaria a ela e a qualquer outra que prestasse atenção no que eu falava, enquanto acompanharia o movimento giratório do chicote com meu corpo, indo levemente de um lado para o outro para vez ou outra dar uma espiada com minha visão periférica para trás de mim. Se, enfim percebesse um vulto se aproximando, viraria para trás de supetão, abrindo um largo sorriso, como o de uma predadora que finalmente houvesse visto sua presa se revelando, enquanto minha expressão dizia um claro “escolha errada”. Se a figura que visse não fosse Myriam nem nenhum aliado, mas uma das outras piratas caindo na isca, uma palavra surgiria em minha mente, junto do movimento brusco que naturalizei com ela. Logo meu corpo se moveria por conta própria, quase que como em memoria muscula, rotacionando meu chicote em uma grande área ao meu redor como um furacão, para atingir ambas as piratas na tormenta de flagelos - Schmerzgürtel!!

Here Comes The Sun - Página 12 XNpzvWp

Mas, é claro, eu sabia quem nem só as três piratas eram minhas adversarias. Serberus poderia tentar a qualquer momento um ataque contra mim ou Myriam, e Toth certamente não demoraria para terminar sua longa transformação e vir se juntar ao combate. Assim, ficaria preparada para a qualquer momento saltar para o lado ou para trás para esquivar de um ataque iminente de um dos lobos ou outro adversário inoportuno, onde, se ele permanecesse dentro do alcance do meu chicote, aproveitaria para o rotacionar e projetar na direção do agressor, retaliando com uma rápida chicotada graças ao meu grande alcance. Caso novamente um dos lobos tentasse me agarrar e carregar, eu sabia pela experiencia de antes que não adiantaria tentar me soltar contra aquela força bestial deles, então, com muita revolta, projetaria meu chicote contra alguma das piratas mais próximas, tentando amarrar minha arma em seu braço ou perna, para que fosse carregada comigo e ao menos transformar a dor e ferimentos iminentes em um bocado de fogo amigo. Se eu conseguisse completar meu plano com sucesso, aproveitaria a brecha para rapidamente retornar para perto de Myriam, projetando meu chicote contra o braço da adversaria dela se ainda lutasse, para atrapalha-la e dar a chance de Myriam de completar seu próprio ataque - Algum progresso ou o aquecimento está demais pra você? - Questionaria sem muita seriedade, voltando logo a me concentrar nas inimigas para não tira-las da linha de visão - Protege as minhas costas, eu estou começando a ficar com um mal pressentimento - Afirmaria me posicionando em suas costas, e logo começaria a me focar nos arredores para disparar uma chicotada contra qualquer um que tentasse se aproximar ou se intrometer.
Histórico:
Nome da Personagem: Kimberly Deshayes
Nº de Posts: 25

Qualidades: Ambidestria | Atraente | Destemida | Impassível | Voz Melodiosa | Liderança

Defeitos: Vaidosa | Traumatizada

Ganhos:
-Trufa de chocolate (1)
-B$4.000.000

Perdas:

NPCs:
-Gerbil (Ruínas de Stevelty): Mink roedor que parecia governar uma tribo de Minks ratos, derrotados por mim e os outros aspirantes a caçadores.
-Astra (Ruínas de Stevelty): Líder da alcateia autoproclamada guardiã da floresta. Parece, ter um problema com a tal Caçada ocorrendo na floresta.
-Rosy (Ruínas de Stevelty): Aparente vice-lider da alcateia de minks lobos, que veio nos ajudar a capturar o mink traidor.
-Balto (Ruínas de Stevelty): Guerreiro abobalhado mais poderoso da alcateia de minks, que veio nos ajudar a capturar o mink traidor.
-Fox (Aldeia dos Minks): Mink raposa com ótimos conhecimentos cartográficos.
-Toth (Labirinto): Mink traidor que organiza a Caçada junto das piratas.

Extras:

Objetivos:

-Virar Caçadora de Recompensas
-Aprender a Proficiência Cartografia
-Conseguir um barco pra sair se Stevelty