Tópicos Recentes
Destaques
Klaus
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Últimos assuntos
Moda casual de luxoHoje à(s) 5:15 ampor  CatherineRen na Grand LineHoje à(s) 3:06 ampor  TerryProjetinho Fellas: O Vasco Sobe, Volta RibamarHoje à(s) 2:38 ampor  Masques[ Tumba - 1º Andar] Minks do BarulhoHoje à(s) 2:24 ampor  TerryCréditosHoje à(s) 1:47 ampor  PepeWorld Legacy ScarsHoje à(s) 1:45 ampor  Pepe I - Fool me onceHoje à(s) 1:23 ampor  Lyosha[ Tumba - 1º Andar] Os bons de guerraHoje à(s) 12:52 ampor  Kira[Tumba - 1º Andar] Casal da pohaHoje à(s) 12:03 ampor  Deep1º Caneco - Bottoms Up!Ontem à(s) 11:55 pmpor  Maka
 :: Oceanos :: Blues :: North Blue :: Stevelty
Página 13 de 14 Página 13 de 14 Anterior  1 ... 8 ... 12, 13, 14  Seguinte
Kenshin
Ver perfil do usuário
Imagem : Here Comes The Sun - Página 13 XqxMi0y
Créditos : 44
KenshinDesenvolvedor
https://www.allbluerpg.com/t360-agatha-harkness https://www.allbluerpg.com/t985-capitulo-i-cuidado-com-a-meia-noite
Here Comes The Sun Sex Maio 14, 2021 3:55 am
Relembrando a primeira mensagem :

Here Comes The Sun

Aqui ocorrerá a aventura dos(as) Civis Leonheart Valentine, Kimberly Deshayes, Matteo Martini e Myriam Leuchten. A qual não possui narrador definido.

_________________

Here Comes The Sun - Página 13 J09J2lK

Hoyu
Ver perfil do usuário
Imagem : Here Comes The Sun - Página 13 GX67lHH
Créditos : 11
HoyuNarrador
https://www.allbluerpg.com/t378-leonheart-valentine https://www.allbluerpg.com/t419-here-comes-the-sun
Re: Here Comes The Sun Qua Dez 22, 2021 12:05 am
Leonheart Valentine


Não imaginava que aquele cara pudesse dar um salto tão alto, e com um único movimento, conseguiu me bater contra o solo após uma grande queda. Sentia meu folego sumir, e uma forte dor tomou conta do meu peito, enquanto aquele peludo se levantava novamente, bem ferido, mas ainda de pé. Imaginava que podia ter quebrado algo, e essa possibilidade era bem ruim, mas não podia me dar ao luxo de simplesmente ficar deitado ali, e logo me levantava. - Bem bruto, você. Pra sua sorte eu gosto de uns tapões. - Podia estar sentindo dor, mas momentos como aqueles eram os que deveria brilhar ainda mais, iluminando a escuridão, e a melhor forma de fazer isso e de ignorar a dor que sentia era de fazer piadas sem parar. Mesmo após aquilo tudo, o lobão parecia não ter desistido de focar em Matt, provavelmente ainda ressentido por aquele tiro sorrateiro, mas minha função ali era de segurar aquele bicho o máximo que eu pudesse, e se fosse capaz de tomar os ataques, sem permitir que Matt fosse atingido, para mim seria uma vitória, apesar de preferir que aquele cara ficasse errando os ataques o máximo possível.

Percebendo o avanço de Serberus, logo me posicionei na frente de Matt mais uma vez, respirando fundo e tentando ignorar a dor na costela, me posicionei para proteger o loiro, e quando o mink desceu sua mão para nos golpear, consegui fincar com sucesso minha lança no meio da sua mão, aproveitando a força que o próprio estava aplicando no golpe pra fazer a lâmina entrar fundo em sua carne, e arrancando dele um urro raivoso. - Ui, ui. Não me lembro de ter te convidado a me comer. Já ouviu falar de reciprocidade? - Nesse mesmo momento, a maré da batalha parecia virar à nosso favor: Da entrada daquele grande coliseu, um grande mink dava as caras, sendo identificado por Rosy como Asta, e logo atrás dele vinham os outros minks, que pareciam feridos após alguma batalha que tenham travado antes de chegarem até onde estávamos. Antes tarde do que nunca, o reforço finalmente dava as caras, e por mais que quisesse acenar, precisava ficar de olho em Serberus, com minha lança fincada na sua mão, o que não me impedir de deixar escapar um comentário nada apropriado. - Será que "aquilo" ficou maior também?

Toth finalmente completava sua transformação, e a batalha ao nosso redor se iniciava, com minks matando outros minks. Era triste ver toda aquela carnificina, ainda mais que agora ignoravam completamente a minha luta, e não veriam o espetáculo que apresentaria, mas não tinha muito a fazer quanto a isso. No final, nosso trabalho continuava igual: acabar com Toth e suas seguidoras para dar fim à caçada. Sem pensar muito para não dar tempo para Serberus após toda aquela cena se desenrolar ao nosso redor, me dirigiria rapidamente à Matt. - Me da pézinho, rápido! - Se o loiro juntasse as mãos para me dar apoio para o salto, ainda segurando a lança com a mão direita, daria um salto alto para passar por ciam da cabeça do mink, contando que minha lança funcionaria como um arpão, com a lâmina triangular impedindo que a arrancasse facilmente, e giraria no ar, tentando torcer seu braço e o inutilizar. Se, em meio à acrobacia, Serberus tentasse me segurar ou me dar uma gaarrada com sua outra mão, usaria a lança presa ao seu corpo como ponto de apoio para mudar minha trajetória, modificando a distribuição de peso do meu corpo para dar uma virada repentina, e se fosse necessário, usaria minha mão esquerda para me apoiar na própria mão do mink, saltando por cima dela antes de cair novamente, voltando a segurar a lança e aproveitando a força da gravidade para ir ao chão, torcendo o braço do mink. Se Matt não me ajudasse no salto, tentaria me apoiar no proprio Serberus, usando seu peito ou joelho de apoio para ir mais alto e prosseguir o movimento.

Se em alguma hora ele conseguisse me agarrar de novo, morderia com força sua mão para que me soltasse e pudesse me afastar, mas se nem isso fosse o suficiente ou se me arremessasse novamente, usaria todo meu foco para me concentrar na queda, amortecendo o impacto com um rolamento para não sofrer tanto dano quanto iria normalmente. Conseguindo ou não torcer seu braço, puxaria minha lança novamente com força para a arrancar do corpo do mink, recuperando-a, mesmo que para isso precisasse a girar para funcionar como uma broca ao contrário e rasgar mais a carne dele para libertar a arma. Tendo ainda a oportunidade, tentaria ementar com outro corte fundo contra suas costas, mas se percebesse que não daria certo, apenas recuaria em vez de tentar seu audacioso. Toth já estava pronto para se juntar à luta, então precisávamos derrubar logo aquele cara para focar em quem importava. Tendo espaço livre para avançar e não sendo pressionado, posicionaria a lança mais ou menos na altura da minha cabeça, segurando seu cabo com a mão direita e posicionando a lâmina com a esquerda, de forma semelhante à um taco de sinuca, mas com a esquerda com a palma virada para cima quase a segurando, apenas meio aberta, avançaria novamente, saltando para o lado sob o risco de qualquer ataque, e desferindo uma grande quantidade de estocadas contra o mink, aproveitando que não precisava de um movimento complexo com ambas as mãos, apenas de uma enquanto a outra mãao apenas guiava a direção para executar uma rápida e poderosa sequencia de estocadas.

Ficaria sempre atento a qualquer ataque, no qual rapidamente recuaria para longe, girando a lança e a colocando na frente por garantia, caso não conseguisse apenas esquivar. Se ele tentasse dar um salto de novo, em especial na direção de Matt, correria até o loiro e me jogaria acima dele para levá-lo ao chão e deixar que o mink passasse por cima, mas sendo apenas contra mim me limitaria apenas me jogar no chão. Se percebesse que, ao desviar de algum ataque, Matt ficasse sob o risco de ser golpeado, daria preferencia a bloquear, posicionando minha lança no caminho e respondendo com um forte golpe para anular com a força que ele estaria desferindo com o golpe. Ficaria atento também caso fossemos atacados por gente de fora, em especial a mulher do arco e flecha, girando minha lança para defender o projetil. Mesmo se fosse derrubado, sempre me levantaria o mais rápido possível, me posicionando perto de Matt para defender qualquer golpe vindo em sua direção e contra-tacando logo em seguida com um giro rápido da lança, executando um corte de cima para baixo contra seu corpo com o intuito de o rasgar.


Histórico:
Nome: Leonheart Valentine
Posts: 25
Dinheiro: ฿S 25.000

Qualidades: Atraente | Carismático | Exibido | Mestre em Haki
Defeitos: Extravagante | Devasso | Impulsivo | Fobia (Insetos) | Obcecado (moda)

Ganhos:
- Cartaz de procurada
- Perícia Adestramento

Perdas:
- N/A


Objetivos:
• Virar Caçador de Recompensas
• Me juntar aos meus três amiguinhos
• Aprender a proficiência Adestramento
• Ganhar bastante dinheiro

Ravenborn
Ver perfil do usuário
Imagem : Here Comes The Sun - Página 13 GeK6WP3
Créditos : 09
Localização : Stevelty
Re: Here Comes The Sun Qui Dez 23, 2021 11:35 pm

Here Comes the Sun



Eu tinha que admitir, esse tal de Sulong era ainda mais perigoso do que eu tinha imaginado. Com o poder da lua cheia correndo em suas veias, Serberus tinha ficado maior, mais forte e mais rápido, e ele provavelmente teria me feito em um milhão de pedacinhos se não fosse pela ajuda de Leon e Kim, e o lobo mau ainda deu um show e tanto saltando até o alto da arena e arrastando os dois consigo, antes de fazê-los se estatelarem no chão logo em seguida. Era insano, mas estava acontecendo bem diante dos meus olhos: três contra um, e aquele desgraçado não parecia que ia cair tão cedo. Felizmente, no tempo em que ele se ocupou com os meus dois heróis, eu consegui dar uma mãozinha à Myr, que também estava numa batalha complicada contra as três piratas. Não foi muito, mas esperava ter aliviado um pouco pra ela.

Infelizmente, a droga do bicho lá não parecia ter desistido de mim ainda. - Ah, larga do meu pé vai, foi só uma bala! - eu odiava ter que ficar correndo de um lado pro outro em vez de entrar de cabeça na luta, mas com aquele filho da puta me marcando eu não tinha muita opção se não quisesse virar carne moída. Felizmente Leon voltava a salvar a minha bunda, se interpondo entre mim e a criatura, e eu percebi mais uma vez que a gente ia ter que trabalhar junto se quisesse colocar aquela coisa num caixão. - Não escuta ele não, pode interferir à vontade. - eu sorri, voltando a apontar a arma para Serberus. Nesse meio tempo, porém, a voz de Rosy me chamou a atenção para a entrada da arena, onde uma figura lupina também tomada pelo Sulong aparecia: Asta. A cavalaria tinha chegado. - Isso! - eu comemorei, animado.

Agora o jogo tinha virado. Minha maior preocupação desde que aquela luta tinha começado era o fato de que, mesmo se a gente desse um jeito de vencer ali, eu tinha certeza absoluta de que o resto dos minks não ia deixar a gente simplesmente ir embora. Com esse problema resolvido, as coisas ficavam bem mais simples. - Olha aí Kim, parece que não é dessa vez que a gente vai ficar devendo a você. - comentei em voz alta, num tom confiante. A luta não tinha acabado ainda, é claro, mas eu não tinha a menor intenção de morrer ali. E então, quando eu estava me preparando pra começar a atirar contra o capacho do Toth de novo, Leon se virou pra mim pedindo uma ajudinha. Eu sorriria, reagindo rápido: - Chega aí! - e juntaria as mãos.

Deixaria o lanceiro usar a base que eu formaria com as mãos como uma plataforma pra se impulsionar, e ajudaria fazendo força na direção que ele fosse, tentando sincronizar com o tempo do seu avanço para lançá-lo com ainda mais velocidade. E aí, sem perder um segundo sequer, já voltaria a sacar a minha arma e avançar também, mirando no mink. Tomando cuidado pra não acertar Leon, eu me aproveitaria de qualquer distração que o rosado causasse pra disparar contra Serberus, tentando também atrapalhá-lo caso ele resolvesse atacar meu companheiro: atingindo a sua mão como tinha feito com uma das piratas, por exemplo, se ele tentasse agarrá-lo. E aí, se as coisas ficassem feias pro lado de Leon, eu o provocaria pra atrair sua atenção para mim: - Ô sua bola de pelos fedida, você não disse que vinha atrás de mim? Ficou com medinho por causa do barulho dos tiros? - diria, forçando um sorriso arrogante.

Se em algum momento ele avançasse na minha direção - possivelmente em resposta à provocação - e eu não pudesse depender de Leon pra me defender, eu escolheria ficar parado e esperar o ataque em vez de sair correndo. Não havia a menor chance de eu ganhar dele numa corrida, e por isso, me manteria firme, juntando toda a coragem que tinha em mim, e ficaria de olho nos seus movimentos. A ideia era reagir no último momento possível, mesmo que isso significasse ainda ser acertado de raspão ou de leve, me esquivando pra mais perto dele em vez de me afastar: eu me arriscaria um pouquinho mais para, em troca, ficar de novo no alcance de um disparo a queima-roupa. - Engole isso aqui! - se desse certo, eu deixaria a pistola encostar na pele do lobo antes de começar a descarregar contra ele outra vez, mirando na parte de baixo da sua mandíbula e atirando pro alto. Já que ele queria tanto comer alguma coisa, eu encheria sua boca de bala, e se desse sorte, talvez algum dos tiros varasse a cabeça daquele desgraçado e acabasse com aquilo de uma vez por todas.


Histórico:
Posts: 25
Nome: Matteo Martini
Dinheiro: 25.000 ฿S

Qualidades: Adaptável | Prodígio | Criativo | Prontidão | Atraente
Defeitos: Obcecado (Tecnologia) | Dívidas | Compulsivo (Chocolate)
Compulsão: 5/10

Ganhos: Pistola Gasta | Trufas de Chocolate (3/6 Usos) | Perícia Briga
Perdas: 225.000 ฿S

NPCs: Asta, Rosy
Extras: -

Objetivos:
- Comprar ou (de preferência) Forjar uma arma.
- Arrumar uns chocolates pra dar conta da Compulsão.
- Virar CR.
- Encontrar o restante da galera.
- Aprender a Proficiência Briga.
- Aprender a Proficiência Explosivos ou Química (a que for mais fácil de encaixar).
- Receber os 5kk da Vakinha ingame, de alguma forma.
- Conseguir ingame a recompensa do evento em grupo lá (Link).

_________________

Malka
Ver perfil do usuário
Imagem : Here Comes The Sun - Página 13 7584b85bc7c6addc6f8fb37a030d048bd70ad00a
Créditos : 13
Localização : Stevelty, North Blue
MalkaCriador de Conteúdo
https://www.allbluerpg.com/t295-myriam-leuchten#858 https://www.allbluerpg.com/t419-here-comes-the-sun
Re: Here Comes The Sun Ter Dez 28, 2021 10:34 am

Myriam Leuchten
adv 1

Stevelty - North Blue
POST 23






Como esperado, não seria difícil ver o lobo subindo com os outros caçadores e ouvir os sons de queda, mas lidar com as três de uma vez não era fácil e meu foco não podia ser dividido no momento. Ao ser parada por Yura quando fui atrás de tirar Ivana de cena, abro um sorriso cheio — Não esperava que fosse me segurar com esses bracinhos de macarrão. —. Manter o ritmo contra ela se mostrou de fato um desafio, meus olhos estariam ardendo de não piscar caso parasse pra pensar neles agora. A única coisa capaz de quebrar meu foco seria a lembrança da desvantagem na qual me situo, um corte certeiro no calcanhar que podia começar a virar as marés do combate caso eu não me demonstre atenta a suas consequências. Felizmente Matteo estava posicionado para impedir que eu seja incapacitada, mas era melhor eu arranjar um método de contornar aquilo.

Os golpes não param até Rosy chamar o nome de seu líder. Asta estava lá, e com sua presença torço para que as piratas também se distraiam e eu possa dar um passo para trás para recuperar o fôlego — Arf, arf... Demorou um pouquinho só. Espero que faça valer a pena. — diria amigavelmente a ele — Pode focar no chefe. Essas aqui são peixe pequeno, me dá mais um minuto que eu cuido das três! — falaria então em voz alta como provocação, sem acreditar muito nisso mas confiando em mim o suficiente para fingir que acredito. O avanço de Kim em direção à arqueira era uma oportunidade de ouro agora que os reforços haviam chegado, e me aproveitaria bem disso para eliminar algum dos alvos preferenciais o mais rápido possível. A boa notícia era que depois de meus mais recentes segundos de confronto já sabia quem eu ia levar comigo.

Com o caos tomando conta da arena, ameaçaria movimentos para Elise recuar e então balançaria a espada na direção de Yura para reformar minha postura danificada. Novamente em riste, olho para a usuária dos leques dentro de seus olhos — Não vou esperar uma troca justa com escória como você, mas quero que saiba que este duelo é entre nós duas. Você vai cair, YURA! — após esse bravado para motivar a mim mesma, começaria a me aproximar com outro ponto de apoio, "ao invés da postura sólida com os calcanhares firmes no chão, vou ser fluida. A espada é meu corpo agora". E assim faria, usando minha arma de apoio para desvios e saltos em direção a Yura, usando de golpes mais altos indo de cima da cabeça dela até a metade do dorso para que o peso deles se distribua principalmente sobre meus ombros. Assim que conseguir uma aproximação sólida, seguraria a espada pelos dois lados, uma mão no cabo e outra bem firme na lâmina, golpeando com toda a força e velocidade que meus músculos permitem na esquerda, depois na direita e repetindo. Caso perceba uma entrada, me aproveitaria do controle maior que segurar do outro lado da espada me dá para perfurar um ponto preciso que pudesse enfraquecer as capacidades combativas da adversária, como seu braço ou um dos olhos. Faria também durante o avanço bruto uma ou duas fintas para quebrar sua guarda, mas o foco seria ganhar na base da força, dar tantos golpes seguidos com o peso dividido dos dois braços que a faria perder o fôlego e sua maldita postura arrogante — Toma, bloqueia isso agora! Vai! VAI! Quero ver!

Aproveitando que os golpes são simples e repetitivos, focaria meu olhar nos arredores para caso Elise decidisse fazer uma emboscada. Se a visse se aproximando, iria parar temporariamente meu combate com Yura para tentar golpear e arremessar Elise com o lado da minha espada, a usando como se fosse um bastão de beisebol para que ela voe o mais próximo da arquibancada e fique ocupada um tempo com o caos que aquele lugar agora era. Como no meu novo estilo improvisado a lâmina e ponta de minha espada sempre estão no alto, meus atos de aparar os golpes de Yura se resumiriam em golpear sua mão, pulsos e leques logo antes de que me acerte, usando da parte de baixo composta de ferro da empunhadura, bem pesada para balancear o peso com a lâmina maciça, com sorte pesada o suficiente para causar dor e enfraquecer a firmeza de seu agarro nas próprias armas.

Caso eu perceba Kim na área de minha visão seguindo com o chicote, tentaria posicionar minha adversária de modo que não possa enxergar bem o golpe, ao mesmo tempo que armo um golpe perfurante com tudo na região da barriga. Não me preocuparia com velocidade neste golpe, confiando que o desarme de Kim dê janela o suficiente para que fosse decisivo. Estando ou não ganhando, me posicionaria de costas para Kim assim que pedisse sem nem pensar — Pode confiar em mim! — exclamaria com os braços bem abertos segurando a espada na minha frente em horizontal. Minha parceira é uma combatente de boa distância, então voltaria para a postura firme com peso nos pés, já que em conjunto deveríamos nos movimentar menos e consequentemente botar menos pressão no meu ferimento. Também confiava que daquele modo de guarda alta nenhuma das três seria capaz de se aproveitar bem dos pontos fracos expostos que possuo.


•••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••:
Ficha:

Dinheiro: 4.825.000 ฿S
Proficiências: Arquitetura | Escultura | Carpintaria | Marcenaria | Escudista
Qualidades: Ambidestro | Atraente | Destemido | Saúde de Ferro | Hipoalgia | Prodígio
Defeitos: Doença Degenerativa | Extravagante | Infame | Altruísta | Ambição

Histórico:

Posts: 23
Doença Degenerativa: 3/10
Ganhos: Remédios (2/5 Usos); Contrato de Mercenário.
Perdas: - 300.000 Berries (Remédios)
Relações: Kim: Companheira caçadora, confiante e perspicaz mas igualmente prepotente e implicante. É uma parceira eficiente, o que já é muito melhor que nada.

Mercenário: Mercenário estranhamente metódico e com vestes igualmente estranhas. Nos ofereceu um contrato suspeito, mas no fim seus motivos não pareceram tão ruins.

Leonheart: Doida chamativa que parece estar nos perseguindo. Não é de se imaginar que tenha más intenções, só não tem a cabeça no lugar.

Matteo: Cara gentil que acompanhava Leonheart. Parece esperto e tem pensamento rápido.

Asta: Amigo do meu pai, líder de um grupo de minks lobo perto de onde eu vivo. Mesmo com a força de um líder de tribo não deixa de ser atencioso e cuidadoso.

Rosy: Parceira sanguinolenta de Asta. Precipitada e despreocupada, não me surpreenderia se ela se desse bem com Leon.

Extras: -

Atributos:

PdV: 2990 / 3140
STA: 100 / 100

Força: 100 (+40) (+40) (+20) = 200 (Regular)
Destreza: 90 (Regular)
Acerto: 138 (+40) (+40) = 218 (Regular)
Reflexo: 281 (+80) (+40) = 401 (Hábil)
Constituição: 1 (Regular)

Agilidade: 309
Oportunidade de Ataque: 3
Redução de Dano: 0
•••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••:

FALA | PENSAMENTO


Objetivos:

• Comprar remédios •
• Se juntar com o grupinho •
• Desenvolver a proficiência Condução •
• Chutar bunda de lobo •
• Começar o projeto do nosso barquinho pra sair da ilha •

_________________

Here Comes The Sun - Página 13 LGMRHWx
Alexander III
Ver perfil do usuário
Imagem : Here Comes The Sun - Página 13 8435c86a7b1241a5c499a96b90046594
Créditos : 07
Alexander IIIEstagiário
https://www.allbluerpg.com/t294-alexander-lancaster-caven https://www.allbluerpg.com/t301-os-monarcas-i-efeito-borboleta#910
Re: Here Comes The Sun Seg Jan 03, 2022 4:53 pm

Here Comes The Sun


Around the world : Première partie - Kanto [ft. Lise & Shinzo] 506h





Stevelty — North Blue
23:50h
Noite amena com poucas nuvens, 20 °C


Todos ficavam em silencio depois dos líderes se responderem, os minks ali sabiam que uma guerra estava para acontecer naquela arena, uns começavam a rosnar para os outros e as garras e dentes se mostravam.

— Me perdoem pela demora, o outro grupo era grande como esse, podem deixar o Toth comigo e foquem em seus inimigos atuais!

Toth gargalhava em alto do outro lado da arena e então gritava para Asta

— Você nunca me derrotou antes, o que faz isso mudar agora?


Here Comes The Sun - Página 13 0e7


Como um raio os dois pulavam na direção um do outro e um grande choque acontecia com o encontro de seus punhos, fazendo assim o estopim para o início da guerra.


Here Comes The Sun - Página 13 Tumblr_pefz9cejA71sg8uefo8_540


O que antes era um local relativamente calmo agora virava um infernal campo de batalha, entre mordidas, rosnados e espadadas dois minks libertavam Roxy e Balto que imediatamente entravam na luta também.

Yura, Elise e Ivana VS Kimberly Deshayes e Myriam Leuchten

Enquanto isso acontecia as duas tinham um tempo para respirar e pensar um pouco na situação já que todos ficavam distraídos com tudo, aproveitando essa oportunidade Kim ia em disparada em direção a arqueira pirata.

Tendo apenas tempo para lançar uma mísera flecha Ivana tentava porem falhava já que Deshayes se movia de forma “aleatória” para dificultar sua mira, chegando próxima o suficiente então ela dava um salto no momento correto para seu golpe ficar mais forte.


Here Comes The Sun - Página 13 Damncat-damn


Um estralo do ombro esquerdo da pirata poderia ser escutado por todos por perto, quase como se algo tivesse quebrado, e pela sua face isso era algo verídico, antes que Kim desse outros golpes com o braço esquerdo mole ela saltava para trás tomando distância.

Kimberly fingia estar com a guarda aberta enquanto falava com seus companheiros, Elise que antes estava com Myriam agora aparecia tentando dar uma facada silenciosa pelas costas era surpreendida pela a sagacidade de sua adversaria.

Sua técnica Schmerzgürtel era rápida como balas das armas de Matt, sem tempo de reação várias e várias vezes o chicote batia sobre sua pele a deixando totalmente cortada e ferida e uma rotação ainda acertava seu olho o que a fazia gritar e cair no chão.

— AIIIIIIIIIIIII SUA VADIA, VOCÊ ME DEIXOU CEGA!!

Ivana vendo que não tinha como se aproximar reunia suas últimas forças em seu braço esquerdo e então atirava sua flecha, era uma mira de fato incrível já que passava por todo o couro do chicote que voava para lá e para cá de forma “descontrolada”.


Here Comes The Sun - Página 13 1f9f0cd162ac395deaeffd2c53e0c632


A flecha era certeira e Kim podia sentir ela acertando a parte posterior de sua coxa direita o que fazia ela cair de joelhos por conta da dor e perca de equilíbrio, por sorte Elise não parecia que iria conseguir continuar a lutar já que estava sangrando muito.

A situação de Ivana também não estava nada boa já que o chute de antes havia quebrado sua clavícula o que a impossibilitava de usar seu arco, ela puxava então uma pequena faca de sua bota e se preparava para continuar a luta com Kim.

Enquanto isso ao lado Yura era desafiada de forma honrosa por Myriam que também já estava pronta para cuidar de sua oponente, ela mudava sua postura para algo mais leve diferente da forma habitual que lutava, usando assim menos seu calcanhar ferido.

Chegando mais perto uma outra “trocação” de laminas começava, Myr tentava golpes mais altos em Yura que agora parecia um pouco mais lenta já que o estilo de sua oponente tinha mudado subitamente.


Here Comes The Sun - Página 13 Tumblr_mqe4wg1pZP1rap179o1_500


A cada choque um passo para ficar mais próxima era dado por Leuchten, e finalmente quando estivesse próxima suficiente ela usava então sua força e o peso de sua espada grande para golpear com força e o máximo de velocidade que conseguia.

A cada golpe Yura estremecia e fazia seus leques irem se abaixando de pouco a pouco por cansaço em seus braços, vendo uma abertura criada por seus pesados golpes então uma estocada no ombro da pirata era desferido.

A lamina não atravessava porem era um bom golpe com certeza, mas usando essa chance Yura também cortava a junção do antebraço com o braço de Myr, era um golpe relativamente profundo e então gradativamente sua força nesse braço diminuía.

Kim e Myr se encontravam no campo de batalha e ficavam uma se apoiando nas costas uma da outra, assim as duas estavam protegidas de pontos cegos, mas agora cada uma só tinha que se preocupar em finalizar suas oponentes em sua frente.

Serberus VS Matteo Martini e Leonheart Valentine

Mesmo com dor Leon sempre tinha uma gracinha para fazer, afinal aquela era sua forma de aliviar suas dores físicas que sentia naquele momento, Serberus que tinha se afastado antes pela lança de Valentine agora depois de tudo o que tinha acontecido na arena se voltava a atenção aos dois novamente.

— GHARRRRRRRRR SILENCIO PORRA, VOCÊS ESTÃO ACHANDO QUE ISSO É BRINCADEIRA? EU VOU MATAR VOCÊ E COMER ESSE LOIRO, VAMOS VER SE VAI RIR QUANDO O SANGUE DELE ESCORRER PELO SEUS PÉS HUEAHUEAHUEAHUE.

Sem perder tempo Leon pedia ajuda para Matt com um pezinho, os dois em sincronia faziam o movimento perfeito esperado e então Valentine era lançado para cima, era alto demais para que Serberus apenas tentasse o atacar.

A lança era cravada no bíceps do grande mink, ele grunhia de dor, com a lança presa na carne dele Leon começava a gira-la para que o dano fosse ainda muito maior, mas algo acontecia

— JÁ CHEGA!


Here Comes The Sun - Página 13 Anime-fire-force


Seus músculos que já eram grandes ficam ainda maior com uma grande contração, e no meio da rotação a lança ficava subitamente parada quase como se estivesse presa em uma rocha, dando um longo passo para trás com muita força e a lança que estava presa era puxada acompanhando o movimento o que fazia Leon se soltar dela e começar a cair em direção ao punho do mink.


Here Comes The Sun - Página 13 AgonizingDependentLabradorretriever-size_restricted


Um soco no estomago era acertado com muita força, sangue imediatamente saia de sua boca e então ele era lançado para longe, pelo caminho Leon rolava no chão para diminuir a velocidade porem era muito difícil e ele batia na parede da arena que parava sua trajetória.

Serberus teve que pagar um preço, contrair seus músculos com uma lamina no caminho fez seu braço ficar totalmente destruído, o que criava uma cena bem grotesca já que seu braço estava apenas pendurado por nervos e tendões.

Aproveitando a situação Matt atirava continuamente no mink, ele tentava correr de forma aleatória em sua direção, mas alguns tiros o acertavam de raspão e até de forma mais profunda.

Serberus não parava mesmo com a dor agonizante, lagrimas escorriam de seu rosto e ele se aproximava muito rapidamente de Matt, mas ele sabia que não adiantaria correr do mink lobo e então bravamente ele ficava parado e o esperava.


Here Comes The Sun - Página 13 Tumblr_nzki9icyO31tes8zmo2_r1_540


Finalmente a queima roupa os dois preparavam seus ataques, Matteo atirava várias e várias vezes sendo impossível errar daquela distancia, o tiro que aparentemente mais causava dano era o que fazia finalmente o braço pendurado cair, cortando seus nervos e tendões, mas ficar tão próximo de um lobo tinha um preço.


Here Comes The Sun - Página 13 6f019c2566588f30cf8d93900e51e0d4fcbcf50f_hq


Usando o resto de sua força e seu braço livre um corte com suas garras no peito de Matt era desferido, a dor era latejante e ele podia sentir que mesmo que ele tivesse tentado desviar não tinha sido o bastante, o corte era profundo.

Leon via toda a situação, mesmo com dor ele se levantava e enquanto corria para salvar seu amigo ele se preparava para seu próximo golpe, uma estocada seria desferida nas costas do lobo!

Matteo caia no chão sangrando bastante e sentindo o gosto de ferro em sua boca, o lobo praticamente derrotado levantava sua pata que ainda restava e preparava um golpe final a ele mas ele não esperava um golpe em suas costas.

Quando as garras do mink quase chegaram na face de Matini a lança de Leon perfurava suas costas e saia pela barriga, Serberus parava seu golpe em dor e agonia.

— Então é isso.... Este é meu fim de guerreiro.... Ao menos a minha última luta foi divertida hua...hua.....

Finalmente o gigante caia ao lado de Matt, o sangue se espalhava naquela arena já manchada de sangue, mas os dois eram vitoriosos.

Enquanto as lutas lá foram continuavam Asta e Toth tinham uma luta brutal, porem um ganhador era definido, Toth caia novamente na arena com o líder aliado em suas mãos sendo segurado apenas pela cabeça.

Toth estava ferido e tinha bastante sangue pelo seu corpo, mas ele ainda parecia bem animado para continuar lutando.

— Vejo que mataram meu amigo Serberus... Bom infelizmente não tem espaço para fracos ao meu lado, e é por isso que vocês irão morrer agora!

Jogando o corpo inerte de Asta que quebrava uma parede da arena, Toth se preparava para ir para cima de Matt e Leon que estavam bem feridos agora, será que apenas eles dois dariam conta daquele enorme Mink em sulong? Kim e Myr tinham de se apressar para não ter que descobrir isso da pior maneira...


OFF:
Qualquer coisa me chama no Discord ou me manda MP XD
Discord: Ex-panda#8692

Histórico :
Post narrador: 03

*Kim
Ferimentos:
Ganhos:
- Perícia Cartografia
Perdas:

*Matteo
Ferimentos:
Ganhos:
- Pistola Gasta
- Trufas de Chocolate (3/6 usos)
- Perícia Briga
Perdas:
- 225.000 Berries

*Leonheart
Ferimentos:
Ganhos:
- Cartaz de Procurado
- Perícia Adestramento
Perdas:  

*Myriam
Doença: 2/10
Ferimentos:
Ganhos:
- Remédios (2/5 Usos)
- Contrato Mercenário
- Perícia Condução
Perdas:  
- 300.000 Berries (Remédios)

DANO TOMADO:
MYRIAM LEUCHTEN: - 350 de HP de 2990 = 2640
MATTEO MARTINI: - 450 de HP 2800 = 2350
KIMBERLY DESHAYES: - 300 HP de 2140 = 1840
LEONHEART VALENTINE: - 250 HP de 2200 = 1950


_________________

Here Comes The Sun - Página 13 KMdYuOB

Here Comes The Sun - Página 13 CHaNlHs
Hoyu
Ver perfil do usuário
Imagem : Here Comes The Sun - Página 13 GX67lHH
Créditos : 11
HoyuNarrador
https://www.allbluerpg.com/t378-leonheart-valentine https://www.allbluerpg.com/t419-here-comes-the-sun
Re: Here Comes The Sun Sex Jan 07, 2022 10:20 pm
Leonheart Valentine


Agora era apenas eu e Matt contra o peludão, já que Kim havia corrido para ajudar a escudeira, que havia nos dado tempo o suficiente para debilitar Serberus no 3x1. Mesmo assim, o mink parecia estar completamente enfurecido, sem noção de si e atacando sem parar, mesmo com os ferimentos. Mas, se uma coisa havia dado certo, eram minhas provocações pra cima dele, que pareciam estar cada vez mais o tirando do sério, ainda mais com esse frenesi em que estava, e como sempre, não tirava o sorriso do rosto, mesmo com a dor. - Não estava sabendo que estávamos em um relacionamento aberto pra você declarar assim claramente que vai comer meu boy. Agora, se está oferecendo um ménage, espero que não se importe se eu me intrometer na diversão. - Felizmente Astra estava cuidando do outro lobão, então precisava derrubar Serberus o mais rápido possível para ir o ajudar. Com a ajuda de Matt, consegui dar um salto alto, de modo que o mink não conseguisse me contra-atacar facilmente, e cravava a lança em seu braço, aterrissando e girando a lâmina para ela ferir de forma cada vez mais profunda o braço do lobo. Queria fazer o possível para debilitar seu braço, mas foi pego completamente desprevenido quando enrijeceu seus músculos e travou minha lança. - Hein? - Puxando a com força, ainda cravada em sua carne, eu era puxado junto em direção ao inimigo.

Quando o punho atingiu meu estômago, precisei fazer força para não vomitar minha janta, cuspindo sangue e sendo arremessando para longe com a cabeça ainda maio sem funcionar após a força do golpe. Ainda tentei fazer alguns movimentos para interromper a trajetória, mas não foi o suficiente, e acabei me chocando com força contra a parede de pedra do coliseu. - Ai ai ai ai ai... Alguém anotou a placa? - Ia me levantando como podia, mas ao menos podia ver uma coisa: para realizar esse golpe contra mim, Serberus havia efetivamente aberto mão do seu braço, que agora estava pendurado e inutilizado. Já exibia um sorriso novamente, quando percebia que ele começava a correr em direção a Matt, e o loiro nem parecia estar tentando fugir. Eu estava longe, distante demais para intervir, me restando apenas correr para retornar ao confronto antes que algo de ruim acontecesse, e pude apenas observar quando o mink era atingido por várias balas, mas acertando um corte feio no peito do loiro. - Merda! Não!

Matt estava caído no chão após o golpe, e mesmo extremamente ferido, Serberus parecia determinador em levar um com ele, mas eu não podia deixar isso acontecer. Pegando do chão minha lança que havia sido largada e estado de costas para o mink, corri até ele com tudo e atravessei a lança em seu tórax, entrando pelas costas e saindo pela barriga. Não gostava de matar assim de forma gratuita, mas era ele ou o Matt, então a decisão era óbvia, e não me arrependia disso. Enquanto o mink caia no chão, me aproximava do loiro, aproveitando o breve momento para recuperar o fôlego e retornar à luta. - E ai, cara, você tá bem? Olha, com um ferimento desses é melhor tu tirar a camisa, hein, senão vai ficar toda manchada de sangue. - Ofereceria a mão para ajudá-lo a se levantar. A roupa dele já estava perdida de qualquer forma, tendo sigo rasgada pelas garras e toda ensanguentada, mas não podia ignorar a possibilidade de ver seu peitoral. - Se quiser tirar as calças também, não vou reclamar. - Entretanto, nosso momento de paz foi logo interrompido quando Toth voltou à arena, carregando o corpo de Asta consigo, me fazendo arregalar meus olhos. Esperava muito que ele estivesse apenas desmaiado, pois já havia criado afeição pelo líder dos minks, mas só de vê-lo assim já me partia o coração. Ver aquela cena também me lembrava de Anais, e esperava que ela estivesse segura no meio de toda aquela confusão, escondida em algum canto.

Colocava minha lança novamente em posição, pronto para o combate. - Então você é o chefão, é? - Apesar de tudo, eu não era burro. Se Serberus já era forte daquela forma, então Toth devia ser ainda pior, e estava transformado em sulong ainda por cima. A batalha só começaria de verdade, de forma justa, quando Kim e Myr se juntassem a nós, e enquanto isso, precisávamos segurar o máximo possível. Ao menos havia gastando um tempo de sua transformação Sulong contra Asta, o que significava que não duraria tanto contra nós, mas isso não faria muita diferença se conseguisse nos derrotar antes dela acabar, ainda mais por ele aparentemente saber usar a eletricidade dos minks, ao contrário de Serberus. Com a arma erguida à frente do meu corpo, na vertical como um pilar, e com a lâmina apontada para cima, me afastaria de Matt para tentar chamar a atenção do mink pra mim. - Demorou pra acabar com o Asta, hein. A gente tava apostando que ia demorar menos, mas parece que teve bem mais trabalho, não parece tão forte quanto estávamos esperando. Isso vai ser moleza. - Tentava irritar Toth, para que ele me atacasse e deixasse Matt se lado.

Enquanto o provocava, iria me posicionando da melhor forma possível para que atrás de mim houvesse um grande espaço aberto, para que mesmo se eu precisasse recuar, não corresse o risco de ficar contra a parede. Se ele avançasse contra mim antes de estar devidamente posicionado, correria o mais rápido possível saltando em direção à posição mais favorável, para em seguida me erguer rapidamente já com a lança em punhos pronto para reagir aos ataques. Havia visto o choque que ele havia gerado quando se chocou contra Asta, então o ideal seria evitar bloquear os ataques, então quando viesse até mim, me concentraria na flexibilidade do meu corpo para ir tirando meu corpo do caminho de seus golpes, desviando como pudesse, seja pulando, me abaixando, me jogando para o lado, recuando ou simplesmente desviando meu tronco. sendo necessário, usaria minha lança como apoio para saltar para longe ou em outras direções, mantendo o jogo de gato e rato. Já imaginava que não fosse conseguir evitar todos, então se percebesse que não conseguiria desviar de algum ataque, colocaria a lança na frente, segurando-a com ambas as mãos para lutar contra a força de Toth, afinal era melhor receber um choque do que uma garrada E um choque. Mesmo assim, buscaria recuar a arma assim que pudese, não dando-lhe tempo para soltar uma rajada elétrica.

Se Toth segurasse minha arma, apenas a largaria, ciente de que poderia tentar pegá-la depois, lutar por ela não valeria a pena naquele momento. Se, por outro lago, ele agarrasse meu braço ou minha perna, a situação seria bem diferente. Nessa situação, uma de suas mão estaria "inutilizada", por a estar usando apenas para evitar minhas fugas mirabolantes, mas precisaria me preocupar também com suas presas, então não pensaria duas vezes antes de projetar minha lança contra o braço me agarrando, girando-o para causar bastante dor e o fazer me soltar, enquanto usaria o próprio mink lobo de apoio para tirar minhas pernas do chão e tentar usá-las para travar sua boca ou sua outra mão que fosse me atacar. Sendo largado ou lançado, daria um salto acrobático para cair em pé, mas se fosse atingido mesmo assim, mudaria o alvo da lança para sua cabeça. Se, ao ser agarrado, ele saltasse para fazer o mesmo que Serberus havia feito, tentaria girar meu corpo para ir para as costas do mink e posicionar a lança em seu pescoço, o enforcando e não lhe dando tempo para processar o movimento, mas se mesmo assim me colocasse na direção do chão, giraria novamente para ir para cima, e ele se chocar contra o solo. Se tentasse simplesmente me chocar contra o chão, posicionaria minha lança com o cabo apoiado no solo para o empalar quando fosse se abaixar pra esfregar minha cara no chão.

Estava tentando o máximo possível chamar a atenção dele para que Matt pudesse ficar atacando, enquanto eu ganhava tempo, mas era óbvio que alguma hora Toth se viraria contra Matt, afinal ele não parecia ficar burro quando transformado. Quando isso ocorresse, prepararia a lança em minha mão direita, retesaria meu braço e a dispararia com o máximo de força que pudesse, fazendo-a cruzar o coliseu e acertar Toth de costas enquanto ele fosse atacar o loiro, correndo atrás logo em seguida para recuperar minha arma e o ajudar. Se desde o inicio Toth focasse em Matt, aproveitaria enquanto ele desviasse dos golpes do Mink para o atacar o máximo possível pelas costas, pronto para recuar caso se virasse contra mim, tentando fazê-lo mudar seu foco para que eu então pudesse seguir meu plano de ir recuando e chamando a atenção dele.

Caso, em algum momento, ele parecesse estar prestes a dar um golpe mais poderoso, mudaria minha abordagem. Me concentraria totalmente em tentar ler os movimentos do adversário, por mais que achasse que ele fosse demonstrar uma velocidade grande, mantendo-me afastado para que ele tomasse a iniciativa. Assim que Toth desse o avanço em minha direção, ficaria atento aos seus braços e pernas para tentar identificar de onde iria atacar, com a arma erguida como um chamariz para ele acreditar que eu iria bloquear o golpe, em uma tentativa de o fazer dar um golpe mais desleixado acreditando que me acertaria de qualquer forma com a rajada elétrica. Quando eu  estivesse prestes a ser atacado, saltaria para o lado mais aberto para minha fuga, buscando fazer com que não esperasse o movimento repentino e conseguisse me afastar no momento que ele não pudesse mais mudar a trajetória do seu golpe. Se isso não desse certo, e fosse ser golpeado de qualquer forma, tentaria minimizar os danos ao colocar minha arma na frente do ataque, mesmo que conseguisse apenas realizar um bloqueio parcial, desviando seu golpe. Enquanto saltava para o lado, se visse a oportunidade, realizaria um contra-ataque usando o grande alcance da minha arma para executar um corte em suas pernas durante a fuga. Tendo sido atingido ou evitando o golpe, me afastaria novamente, com a lança erguida. - É só isso?




Histórico:
Nome: Leonheart Valentine
Posts: 26
Dinheiro: ฿S 25.000  

Qualidades: Atraente | Carismático | Exibido | Mestre em Haki
Defeitos: Extravagante | Devasso | Impulsivo | Fobia (Insetos) | Obcecado (moda)

Ganhos:
- Cartaz de procurada
- Perícia Adestramento

Perdas:
- N/A


Objetivos:
• Virar Caçador de Recompensas
• Me juntar aos meus três amiguinhos
• Aprender a proficiência Adestramento
• Ganhar bastante dinheiro

Ceji
Ver perfil do usuário
Imagem : Here Comes The Sun - Página 13 Hwlv4xh
Créditos : 04
Re: Here Comes The Sun Sex Jan 07, 2022 11:04 pm
Coliseu – Parte III

Quando aquela situação desastrosa havia se iniciado, eu havia me sentido nas portas da morte, não vou negar. Nós estávamos excedidos numericamente, e em aparente desvantagem até mesmo de poder, e se minha eu do futuro tivesse me dito o quão bem aquele combate se seguiria, eu teria taxado a mim mesma de mentirosa desiludida. Se fossemos enfrentar todos, é claro que seria um massacre, mas era deliciosamente bom ver a soberba e confiança dos nossos adversários lentamente formando sua ruina. Mesmo que Serberus fosse poderoso, isso não significava que pudesse vencer múltiplos adversários ao mesmo tempo, enquanto as piratas pareciam lutar mais como ladras da montanha do que como criminosas perigosas de verdade. Os únicos problemas ali eram o líder, Toth, e a multidão de minks, mas até mesmo esse problema se dissolveu graças justamente a um erro de cálculos meu ”Parece que esse cãozinho não sabe só ladrar. Vamos ver o quão bem ele morde, Asta” Pensava, pela primeira vez feliz por estar enganada quanto a alguém.

Porém, a maré lentamente se virando à nosso favor não significava que o combate estava ganho, longe disso. Era no momento de maior sucesso que a maior precaução deveria ser tomada, para evitar uma queda tão grande quanto; foi exatamente isso que aquela flechada me fez lembrar. Mesmo após inibir o braço de Ivana, mesmo após dilacerar e cegar Elise, eu não podia me dar ao luxo de relaxar, senão aquele tipo de coisa aconteceria. Olhando para baixo, de joelhos pela flechada final de Ivana, eu não conseguia desviar o olhar, em choque, da flecha cravada em minha perna, maculando minha pele com ferro, madeira e sangue, rasgando minha veste cuidadosamente preparada... Aquela flecha cravada em minha pele e carne era como uma impureza flutuando em meio a um vinho caro, diminuindo seu valor. Era como um rasgo em uma pintura, em uma obra de arte. Era uma imperfeição na figura que eu havia me dado tanto ao trabalho de manter; isto é, minha aparência. A dor me incomodava, é claro, mas quase se tornava secundaria em meio ao rancor de ter aquele maldito dardo vangloriado criando uma imperfeição em minha pele ”Parece que Leonheart vai ter utilidade afinal, viu precisar de alguém para costurar de volta minha meia” Pensava, com um mínimo de esperança, enquanto tentava não cogitar a possibilidade daquilo deixar uma cicatriz.

Apoiando meu peso em meu braço direito e na perna não ferida, logo erguia meu corpo novamente, sem a mínima vontade de dar esperanças às minhas adversarias por me verem ajoelhada ao chão. Por um instante pensei em remover a flecha, mas sabia que aquilo feito às pressas só iria rasgar mais minha pele e aumentar o sangramento, então decidi apenas evitar por força naquela perna - Sabe, antes eu estava pensando em tentar só desmaiar vocês para as entregar às autoridades, mas agora é como diz aquele ditado: “olho por olho...” - Brandindo meu chicote no meio da frase, logo aproveitava o fato de um dos seus braços estar imobilizado para rapidamente disparar meu chicote em sua direção, tentando também interromper seu avanço com o ataque se ela tentasse tomar a iniciativa, mas, em vez de um golpe preciso, rapidamente desviaria a trajetória da correia em sequência disforme, como uma cacofonia de pequenos ataques. Ao menos, era isso que pareceria na visão da minha adversaria - “...Dente por dente” - Completaria, com uma frieza e calma pouco condizentes com minha atitude, até enfim relevar a real natureza do meu ataque. Com a correia dispersa ao seu redor graças ao ataque anterior, logo puxaria-a, fazendo a correia ao seu redor enfim convergir ao ponto central da dispersão: Ivana. Se tudo desse certo, meu chicote rapidamente se enroscaria e amarraria ao redor do corpo danificado de Ivana, suprimindo-a o máximo que pudesse em conjunto ao membro inutilizado dela.

Here Comes The Sun - Página 13 Vl3R3aX

Conseguindo prende-la, com sucesso, rapidamente olharia para trás, em direção a Myriam que possivelmente ainda estaria lutando contra Yura - Myriam, se prepara! - Diria, ao mesmo tempo que me inclinaria sob minha perna boa, usando meus dois braços para puxar com tudo Ivana amarrada, visando joga-la contra sua própria aliada. Exatamente pelo risco de Ivana perceber a colisão e tentar se esquivar, eu arremessaria Ivana lateralmente, utilizando a força centrifuga para ajudar a mover seu corpo e contornar Myr sem risco de se chocar com ela. Se Yura tentasse ir para trás, eu aproveitaria a força centrifuga exercendo força externa e largaria mais um pouco da correia do chicote, distanciando o aro de ataque de mim até onde Yura iria recuar. Se ela, porém, previsse isso e tentasse ir para frente e se abaixar para não ser pega pela correia do chicote, eu faria força para puxar mais Ivana, aproximando o arco de ataque de mim e do ponto onde Yura havia avançado. Tendo sucesso, ao ver as duas se chocando, esboçaria um sorriso, enquanto puxaria o chicote para desamarrar Ivana, com jeito para o atrito fazer o favor de deixar algumas leves queimaduras para trás no ponto de contato com a pele - Myriam, agora! - Declararia, para que ela pudesse usar a chance das duas desestabilizadas e juntas para desferir o golpe final.

Caso algo desse errado no combate com as piratas, se alguma das piratas permanecesse de pé apesar de tudo, respiraria fundo, me preparando para finalizar aquilo de uma vez por todas - Sabe, você(s) são persistentes demais para vermes que rastejam nas sobras de alguém mais forte. Já passou da hora de abandonarem o palco - Diria, e logo rapidamente rotacionaria o chicote verticalmente, disparando a correia com grande momento acumulado para cortar a(s) pirata(s) restante(s). É claro, ficaria atenta a ataques surpresas ou flanqueados delas, de Toth ou de algum lobo espertinho, pois a ultima coisa que queria seria mais imperfeições na minha aparência; me manteria preparada para saltar para o lado com minha perna boa, ao perceber um ataque sendo direcionado em minha direção, numa tentativa de sair da linha de ataque. Caso percebesse que que simplesmente saltar para o lado não seria o suficiente, seria com muito desgosto e pesar que tentaria efetuar um rolamento lateral, triste por ter que deixar meu vestido tocar aquele chão sujo e empoeirado, mas infelizmente seria melhor do que mais um buraco na roupa e em minha pele. Poeira era mais fácil de limpar do que um maldito rasgo e manchas de sangue, afinal.  Nesse caso, tendo a oportunidade, assim que completasse a esquiva, tentaria fixar minha postura rapidamente me ajoelhando, e dispararia o chicote contra o pé do meu agressor, na tentativa de travar seu movimento no meio da investida, possivelmente o derrubando ou desestabilizando. Se fosse um lobo aleatório, tentaria também aproveitar a oportunidade para puxa-lo como com Ivana, e arremessa-lo contra uma das piratas restantes ou contra Toth.

Após finalizar as piratas de uma vez por todas, seria hora de ajudar Matteo e Leonheart, e eu duvidava que a situação deles estivesse lá muito boa. Mesmo em vantagem numérica, Serberus e Toth eram muito mais perigosos que aquelas piratas incapazes. Se tudo desse certo, aquele maldito Toth estaria focado nos dois rapazes, e eu preferia assim, não apenas por evitar problemas para mim, como também porque me daria uma oportunidade perfeita. Lembrando do que ocorreu em meu combate com Serberus, eu sabia que tentar segura-lo com o chicote não daria certo, pela diferença de forças, e eu duvidava que uma chicotada fosse fazer muito estrago em um monstro como aquele, mas felizmente aquela ruina me dava matéria perfeito para driblar esse problema. Buscando ao meu redor algum pedregulho de tamanho entre pequeno e mediano, logo projetaria meu chicote e enrolaria a correia nele, assim que percebesse a oportunidade, ou melhor, Toth, mais ou menos no alcance e não vindo em minha direção. Quando ele avançasse contra um dos meus aliados, eu puxaria com força o pedregulho e dispararia em direção a Toth, erguendo a pedra no ar amarrada na correia como um pesado e poderoso mangual, usando o pedregulho como força de oposição para aumentar a força e velocidade com força centrifuga, afim de acertar Toth com o máximo de força possível. Caso ele esquivasse, com um salto ou movimento semelhante, ergueria a voz aos outros - CUIDADO! - Avisaria aos outros para que se afastassem do arco do chicote ou se abaixassem, enquanto deixaria o movimento prosseguir, erguendo o chicote sob minha cabeça e completando a rotação rapidamente para uma vez mais redirecionar o pedregulho em alta velocidade contra Toth.

Here Comes The Sun - Página 13 E384b0cbc0ad1668d0995df8bf810c28e125875f_hq

Porém, diferente das piratas, eu sabia que minhas chances de evitar completamente os golpes de Toth eram muito menores, especialmente com aquela flechada na perna. Ainda assim, pedir ajuda para algum dos outros estava fora de questão, eu tinha uma imagem a manter. Desta forma, caso acertasse o pedregulho ou percebesse que Toth viria em minha direção antes de conseguir acertar, balançaria a correia para a onda de movimento desagarrar a pedra afim de eu poder retroceder a arma; assim, sem esse outro fator que poderia prejudicar meu movimento, rolaria para o lado caso o ataque fosse ocorrer rápido demais, com muita tristeza pelo meu pobre vestido, sempre tentando me apoiar na perna boa para evitar problemas se um pulso de dor percorresse meu corpo. Caso o ataque não fosse ser tão imediato, tentaria me movimentar para não ficar próxima de Matteo e preferencialmente angularmente atrás de Myriam, uma vez que eu já esperava que ela fosse naturalmente entrar na frente para bloquear um ataque de Toth que visse na direção onde ela estivesse.
Histórico:
Nome da Personagem: Kimberly Deshayes
Nº de Posts: 26

Qualidades: Ambidestria | Atraente | Destemida | Impassível | Voz Melodiosa | Liderança

Defeitos: Vaidosa | Traumatizada

Ganhos:
-Trufa de chocolate (1)
-B$4.000.000

Perdas:

NPCs:
-Gerbil (Ruínas de Stevelty): Mink roedor que parecia governar uma tribo de Minks ratos, derrotados por mim e os outros aspirantes a caçadores.
-Asta (Ruínas de Stevelty): Líder da alcateia autoproclamada guardiã da floresta. Parece, ter um problema com a tal Caçada ocorrendo na floresta.
-Rosy (Ruínas de Stevelty): Aparente vice-lider da alcateia de minks lobos, que veio nos ajudar a capturar o mink traidor.
-Balto (Ruínas de Stevelty): Guerreiro abobalhado mais poderoso da alcateia de minks, que veio nos ajudar a capturar o mink traidor.
-Fox (Aldeia dos Minks): Mink raposa com ótimos conhecimentos cartográficos.
-Toth (Labirinto): Mink traidor que organiza a Caçada junto das piratas.
-Serberus (Labirinto): Mink lobo seguidor de Toth, detentor de um opressivo poder de combate.

Extras:

Objetivos:

-Virar Caçadora de Recompensas
-Aprender a Proficiência Cartografia
Ravenborn
Ver perfil do usuário
Imagem : Here Comes The Sun - Página 13 GeK6WP3
Créditos : 09
Localização : Stevelty
Re: Here Comes The Sun Sab Jan 08, 2022 3:40 am

Here Comes the Sun



A batalha tomava outro rumo com a chegada de Asta e o restante dos minks, mas isso não significava que a luta contra Serberus tinha ficado mais fácil. Com Kim se afastando para ajudar Myr a lidar com as piratas, o trabalho de lidar com aquele lobo fedido tinha ficado comigo e Leon, e eu já estava ficando cansado de ouvir que ia virar a janta dele de tanto que o desgraçado repetia a mesma coisa. Assim, eu e o lanceiro nos juntamos pra tentar colocar um fim naquilo de uma vez por todas, e a princípio, a estratégia de lançá-lo na direção do mink até parecia dar certo...mas Serberus usava força bruta pra prender a arma de Leon em seus músculos, e em seguida o acertava com um soco tão violento que parecia que podia matar uma pessoa comum, jogando-o para longe.  - Puta merda...! - eu exclamei, meio assustado.

Mas o show de horrores não acabava ali, é claro. Mesmo com o braço praticamente prestes a cair, o lobo resolveu avançar na minha direção dessa vez, evitando meus disparos enquanto se aproximava em alta velocidade. Eu não tinha a menor chance de fugir, mesmo se tentasse: então a melhor escolha era aproveitar a chance pra tentar derrubá-lo de uma vez. Os tiros acertaram em cheio dessa vez, mas em troca, em fui pego por um ataque do seu outro braço, e as garras do mink cortaram fundo em meu peito. - Aaargh! - eu grunhi, caindo no chão com o sangue escorrendo do ferimento e até sentindo um pouco na boca. Um único ataque, e ele já tinha feito estrago. E quando ele estava prestes a dar o próximo...

...Serberus parou de repente, agonizando. A lança de Leon o acertava de novo, dessa vez pelas costas, e a besta finalmente parava. Eu o observei por um instante, ainda no chão, como que esperando só pra ter certeza de que ele não ia se erguer dos mortos pra nos caçar outra vez. Quando Leon se aproximou pra me ajudar a levantar, eu segurei sua mão e me pus de pé. Até numa hora dessas ele não perdia uma oportunidade. - O que sobrou da minha camisa, você diz? Heh. - eu brinquei, fazendo uma careta de dor ao levar a mão até o ferimento, vendo o sangue em meus dedos. Eu adoraria ir tratar aquilo, mas ainda não tínhamos acabado por ali.

Dito isso, ficar usando uma camisa toda rasgada e suja de sangue também não me ajudava em muita coisa, então eu decidi que não fazia mal tirá-la pra entreter Leon um pouquinho - mas o faria tomando cuidado, pra não acabar batendo no ferimento e me contorcendo de dor no processo. - Sigh...com certeza vai deixar uma cicatriz, não vai? - eu olhei pras marcas das garras no meu peito, percebendo mais uma vez o quão perigosos os ataques de um mink em Sulong podiam ser. - Aí você vai ficar querendo. Olha aí, temos companhia. - responderia à sugestão das calças, aprontando a arma em mãos novamente ao ver Toth se aproximar carregando um Asta derrotado consigo. Eu meio que estava torcendo pro resultado ser o oposto daquilo, mas é claro que não seria tão fácil assim, né?

Leon logo partia pra provocá-lo, mas apesar das piadinhas, as coisas tinham acabado de ir de mal a pior com a chegada do chefão final. No mínimo do mínimo, aquele cara devia ser tão forte quanto o Serberus, mas as chances eram que ele representava um perigo ainda maior. - Não abusa da sorte, Leon. Vamos só tentar não morrer por enquanto. - sendo franco, se Toth lutasse a sério desde o começo, eu não acho que a gente tinha muita chance. Já tinha sido difícil escapar dos ataques de Serberus, afinal, e ele parecia ser ainda mais rápido. Mas a nossa vantagem é que aquele desgraçado gostava de brincar com as presas - ele não acabaria com a própria diversão tão rápido. Era a oportunidade perfeita pra ganharmos tempo.

Com a luta começando, eu recuaria, tentando sempre me manter mais perto de Leon do que dele pra caso a gente precisasse se reagrupar. Eu pretendia usar e abusar da minha vantagem de atacar a distância, mas procuraria também fazer uso do que estivesse disponível pelo terreno. Por exemplo, qualquer quantidade de areia ou detritos que houvesse no chão podia ser útil pra atrapalhá-lo se ele avançasse até mim, e por isso eu tentaria manter meus pés próximos de algo do gênero. Daí, assim que algum dos dois começasse a atacar, eu me concentraria disparar contra Toth sempre que ele fosse pra ofensiva: o objetivo não era nem acertá-lo, mas simplesmente forçá-lo a se esquivar pra dar mais chances a Leon de sair inteiro de seus ataques. Por isso, dispararia contra partes maiores de seu corpo, como o próprio torso, pra que ele tivesse que se mexer mais pra evitar os tiros.

E então, no caso dele resolver focar em me atacar em vez de lutar contra o lanceiro cor de rosa, eu pegaria uma ou duas pedrinhas do chão, e me prepararia pra tentar atrapalhá-lo de toda maneira possível - já que correr não adiantaria de nada, como Serberus já tinha mostrado. Primeiro, eu atiraria uma das pedras em sua direção, se encontrasse alguma, e atiraria em seguida, na direção que imaginasse que ele tentaria se esquivar - tudo isso enquanto recuaria até o ponto com areia ou detritos, antes que ele pudesse cobrir toda a distância. Se ele chegasse perto demais, o próximo plano seria justamente chutar o que tivesse no solo em direção ao seu rosto, na tentativa de limitar a sua visão e encontrar uma oportunidade pra me afastar. Mas quer isso funcionasse ou não, era muito importante ficar sempre de olho nele pra tentar evitar os seus ataques, especialmente os que viessem de suas garras e dentes, ou qualquer coisa que emanasse eletricidade. Não teria medo de saltar, me jogar no chão e rolar pra evitar ser acertado, mesmo que a dor do ferimento ainda incomodasse. O importante era ganhar tempo até as outras duas terminarem, e fazer de tudo pra não morrer até lá.


Histórico:
Posts: 26
Nome: Matteo Martini
Dinheiro: 25.000 ฿S

Qualidades: Adaptável | Prodígio | Criativo | Prontidão | Atraente
Defeitos: Obcecado (Tecnologia) | Dívidas | Compulsivo (Chocolate)
Compulsão: 6/10

Ganhos: Pistola Gasta | Trufas de Chocolate (3/6 Usos) | Perícia Briga
Perdas: 225.000 ฿S

NPCs: Asta, Rosy
Extras: -

Objetivos:
- Comprar ou (de preferência) Forjar uma arma.
- Arrumar uns chocolates pra dar conta da Compulsão.
- Virar CR.
- Encontrar o restante da galera.
- Aprender a Proficiência Briga.
- Aprender a Proficiência Explosivos ou Química (a que for mais fácil de encaixar).
- Receber os 5kk da Vakinha ingame, de alguma forma.
- Conseguir ingame a recompensa do evento em grupo lá (Link).

_________________

Malka
Ver perfil do usuário
Imagem : Here Comes The Sun - Página 13 7584b85bc7c6addc6f8fb37a030d048bd70ad00a
Créditos : 13
Localização : Stevelty, North Blue
MalkaCriador de Conteúdo
https://www.allbluerpg.com/t295-myriam-leuchten#858 https://www.allbluerpg.com/t419-here-comes-the-sun
Re: Here Comes The Sun Qua Jan 12, 2022 7:35 am

Myriam Leuchten
adv 1

Stevelty - North Blue
POST 24






Com o tempo parecia que aquele lugar isolado ficava cada vez mais barulhento. Se minhas pernas ainda estivessem firmes no chão como no começo da luta temo que seria capaz que bambeassem como consequência do impacto que ocorria na luta ao lado, mas agora não era hora de pensar nisso. Com Kim ainda encostada em minhas costas, a fornecia o equilíbrio que talvez precisasse depois da flechada de Ivana — Ainda consegue, né? Ficar de pé? — questionaria à de cabelos verdes sem perder visão dos alvos atuais. O corte em meu braço não doía tanto, mas a fraqueza em segurar a lâmina era evidente, me incentivando a ficar com ambas as mãos firmes na empunhadura a todo momento.

A estratégia que uso contra Yura agora se tornava outra mais uma vez. Aquele combate próximo entre nós duas estava justo e extenso demais para acabar sem mais nem menos, ela assim como eu deve estar esperando uma brecha para finalizar a luta, mas a adversária provavelmente não sabia dos meus reais limites e iria me aproveitar disso como podia. Ao invés de pressionar o tanto que fiz antes, atuaria o resultado de meu esforço anterior simulando sinais falsos de cansaço, arfando mais do o normal e focando quase que inteiramente na defensiva — Urgh, até que... Você não é tão ruim... Posso ter te subestimado, Yura. — diria forçando minhas pernas com claro sinal de fraquejar, mas atenta totalmente à direção que as lâminas da pirata seguiam contra mim, garantindo que ela não avançaria na direção de Kim enquanto eu estivesse lá presente em sua frente.

Se o plano de vingança de Kim desse certo e de fato as correntes prendessem os membros de Ivana, já seria fácil presumir sua próxima ação. Ela não havia me chamado a toa, e seu aviso em alto e bom tom era o que finalmente confirmava minha suspeita. — Vem com tudo! — diria finalmente sorrindo com a arma recuada ao lado de meu corpo, quase como um bastão de beisebol, só esperando o momento certo: respirando fundo e retomando todo meu ar, todo o agarro na minha espada e a força do ódio para superar o desgaste, faria um golpe reto com a lateral da espada para além de cortar ambas ao mesmo tempo, fazer com que percam o ar com o impacto de um pedaço de ferro pesado como aquele. Assim que sentisse o contato, um deslize para a direita com tudo ajudaria a lâmina a abrir caminho contra o que quer que estivesse na frente. Despreocupada com a chance de esquivarem para trás graças às correntes de Kim, vigiava a frente, se alguma pensasse em avançar pra um golpe direto ou tentasse se agachar seria bem recepcionada com uma joelhada no queixo para que se reposicione na linha do abate.

Caso não haja a deixa de Kimberly, usaria da mesma tática do golpe surpresa em força total contra Yura assim que a visse largar sua postura defensiva e focar totalmente no ataque. Se não, começaria somente a me recompor com cortes mais rápidos e menos comprometedores, ainda na defesa, tentando fisgar uma ação precipitada da autoproclamada "caçadora". Fosse como for, se com esse golpe único ou com o combinado a tivesse finalmente no chão, faria questão de deixar claro — Eu menti, tá? Você não é nada de especial.

Após recuperar o fôlego me viria junto a noção especial que perdi por um instante, presa naquele mundinho pequeno de nós cinco. Olhando para o lado, finalmente vejo o cadáver de Serberus largado ao chão da arena, Toth em combate feroz com os outros dois, e Asta jogado em um canto, num semblante claro de derrota — Asta! Abra os olhos!— pediria em um clamor repentino. Nós nos conhecíamos a pouco, mas o mink lobo sério e gentil já era uma das poucas pessoas que parecia me entender de certa forma. Tentando não ligar muito pros danos sofridos contra as três mulheres, usaria de meu corpo e ferro para proteger Kim em sua caminhada até seu destino, empurrando e se necessário segurando qualquer obstáculo que se mostrasse em nosso caminho "Ainda é cedo. Se vencermos logo Toth, sei que tem como salvar todo mundo...".

Finalmente perto de Toth, tentaria flanquea-lo de forma estratégica. Com a guarda alta, me manteria girando ao seu redor sempre na frente de seu corpo, para expor as costas e regiões da costela na direção de meus aliados com a intenção de que seus golpes peguem em pontos mais danosos ao corpo da besta. Todavia, se o lobo começar a me ignorar o puniria eu mesma com cortes fortes em grandes áreas de seu corpo, deixando o corpo-a-corpo próximo somente se fosse para dar espaço às investidas inesperadas de Leon ou os chicotes de Kim, retomando meu espaço de pressão logo em seguida. Caso Toth tente alguma estratégia de desarme comigo como um choque, arremesso ou agarrão, usaria de minhas mãos no extremo limite da espada para empurrar e cravar o mais fundo que posso a lâmina em seu corpo, me agarrando em seu cabo e usando o próprio Toth de ponto de equilíbrio. Caso de fato seja levada para longe, me apoiaria em meus joelhos e cotovelos para levantar e então voltar a ir em sua direção, evitando botar muito peso em meu calcanhar para não abrir mais o ferimento e dificultar mais ainda meu papel de perseguidora.


•••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••:
Ficha:

Dinheiro: 4.825.000 ฿S
Proficiências: Arquitetura | Escultura | Carpintaria | Marcenaria | Escudista
Qualidades: Ambidestro | Atraente | Destemido | Saúde de Ferro | Hipoalgia | Prodígio
Defeitos: Doença Degenerativa | Extravagante | Infame | Altruísta | Ambição

Histórico:

Posts: 24
Doença Degenerativa: 4/10
Ganhos: Remédios (2/5 Usos); Contrato de Mercenário.
Perdas: - 300.000 Berries (Remédios)
Relações: Kim: Companheira caçadora, confiante e perspicaz mas igualmente prepotente e implicante. É uma parceira eficiente, o que já é muito melhor que nada.

Mercenário: Mercenário estranhamente metódico e com vestes igualmente estranhas. Nos ofereceu um contrato suspeito, mas no fim seus motivos não pareceram tão ruins.

Leonheart: Doida chamativa que parece estar nos perseguindo. Não é de se imaginar que tenha más intenções, só não tem a cabeça no lugar.

Matteo: Cara gentil que acompanhava Leonheart. Parece esperto e tem pensamento rápido.

Asta: Amigo do meu pai, líder de um grupo de minks lobo perto de onde eu vivo. Mesmo com a força de um líder de tribo não deixa de ser atencioso e cuidadoso.

Rosy: Parceira sanguinolenta de Asta. Precipitada e despreocupada, não me surpreenderia se ela se desse bem com Leon.

Extras: -

Atributos:

PdV: 2640 / 3140
STA: 100 / 100

Força: 100 (+40) (+40) (+20) = 200 (Regular)
Destreza: 90 (Regular)
Acerto: 138 (+40) (+40) = 218 (Regular)
Reflexo: 281 (+80) (+40) = 401 (Hábil)
Constituição: 1 (Regular)

Agilidade: 309
Oportunidade de Ataque: 3
Redução de Dano: 0
•••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••:

FALA | PENSAMENTO


Objetivos:

• Comprar remédios •
• Se juntar com o grupinho •
• Desenvolver a proficiência Condução •
• Chutar bunda de lobo •
• Começar o projeto do nosso barquinho pra sair da ilha •

_________________

Here Comes The Sun - Página 13 LGMRHWx
Alexander III
Ver perfil do usuário
Imagem : Here Comes The Sun - Página 13 8435c86a7b1241a5c499a96b90046594
Créditos : 07
Alexander IIIEstagiário
https://www.allbluerpg.com/t294-alexander-lancaster-caven https://www.allbluerpg.com/t301-os-monarcas-i-efeito-borboleta#910
Re: Here Comes The Sun Sab Jan 15, 2022 8:46 pm

Here Comes The Sun


Around the world : Première partie - Kanto [ft. Lise & Shinzo] 506h





Stevelty — North Blue
00:00h
Noite amena com poucas nuvens, 20 °C


Matt e Leon tentavam se distrair de tudo aquilo, a ferida do loiro não estava nada bonita e com certeza deixaria uma cicatriz que no futuro poderia render uma boa história para quem quisesse escuta-la.

Toth finalmente estava livre de seu “compromisso” com Asta e agora poderia dar a devida atenção para seus novos oponentes, ele vinha andando calmamente na direção de Matt e Leon, mas como sempre Velentine brincava com toda a situação.

— HAHAHAHAHA então vocês apostaram ein? Então que tal eu fazer uma aposta também, eu aposto que eu vou matar todos vocês antes do meu sulong acabar, espero que você não perca essa aposta...


Here Comes The Sun - Página 13 Tumblr_ll4ozm4kzP1qh2gyyo1_500


Toth VS Matteo Martini e Leonheart Valentine

Leon era esparto, sabia que uma luta um contra um contra Toth não era a melhor escolha, então ele ia para uma área mais aberta na arena e ficava pronto para o combate, o mink logo surgia em sua frente, quase como se ele tivesse se teleportado de tão rápido que havia se mexido.

A surpresa era grande, mas isso não fazia a estratégia de Valentine ficar abalada, ele se mantinha confiante e então começava a esquivar da melhor forma que conseguia, as garras de seu oponente passavam a milímetros de sua pele, ele podia sentir o vento e a força de cada golpe que ele esquivava.


Here Comes The Sun - Página 13 50ba24fec3be789dfbc0166f59ec4b6e


Mas a cada golpe parecia que Toth estava aumentando sua velocidade, ficando pouco a pouco mais complicado para desviar, usando sua lança Leon até mesmo se projetava para longe de ataques mais amplos, mas seu inimigo voltava para perto de si muito rápido nem dando tempo para respirar.

Matt ajudava seu amigo com alguns tiros que faziam o mink perder tempo para ter que esquivar deles, por sorte ele ainda não tinha ido atrás do atirador, mas isso poderia mudar logo.

Finalmente se esquivar parecia quase impossível então Valentine tinha que se defender, segurando com ambas as mãos ele se defendia, mas não era um soco, Toth segurava com sua mão direita no cabo da arma e dizia.

— Te peguei HAHA.

E então uma corrente elétrica corria pelo metal e ia até as mãos de Leon, mas ele já esperava por isso e soltava sua arma, Toth dava de ombros e então virava para Matt rapidamente e jogava a lança em sua direção com uma força tremenda.

Por sorte a mira do mink não era seu forte então apenas um corte profundo no braço do atirador era feito, a lança cravava na parede com tanta força que a rachava inteira, mas a arma continuava inteira, mesmo que provavelmente não tivesse muito fio agora.

Toth se virava para Valentine e então desferia um grande soco, ele conseguia se defender mas a força era tremenda, aos poucos ele podia sentir seus ossos de seu braço racharem levemente por tamanho impacto.


Here Comes The Sun - Página 13 Vergo-beats-sanji


Seu corpo não conseguia ficar parado e voava para longe, mas com algumas acrobacias ele conseguia cair relativamente bem e parava antes de se chocar com a parede, mesmo que estivesse bem longe de Matt e Toth agora.

— Acho que agora está na hora de brincar com o outro brinquedinho ein?

O mink mais uma vez aparecia tão rápido que era difícil acompanhar com os olhos, por sorte o loiro já esperava por isso e então chutava algumas pedrinhas com poeira do chão nos olhos do lobo.

— ARGH seu merdinha!

Aproveitando essa oportunidade Velentine corria com todas as suas forças para recuperar sua lança, e quando ele chegava lá ele a pegou e a lançou com todas as suas energias em direção as costas de Toth.

Como os olhos do mink estavam fechados ele não pode ver o golpe e então o recebia, a lança ficava fincada na sua carne de suas costas, mas seus músculos eram muito densos então ela não o atravessava, mas ainda assim tinha sido um golpe que com certeza havia o machucado bastante.

— ARGHHHHHHH PORRA, VEM CA CARALHO!

Mesmo com os olhos fechados ele podia saber onde Matt estava, já que sua audição e olfato eram muitas vezes melhor do que a deles, ele pegava o loiro pela perna e dava um choque muito forte que percorria por todo o corpo dele.

Logo após isso com o corpo ainda endurecido ele era lançado para onde Leon estava, Valentine conseguia segurar seu amigo o que fazia a queda ser bem mais tranquila não gerando maiores problemas.

O lobo lutava um tempo por seu tamanho para tentar retirar a lança que estava presa em suas costas e eles ganhavam um tempo com isso, mas essa não era a única luta que acontecia nesta arena, já do outro lado...

Yura, Elise e Ivana VS Kimberly Deshayes e Myriam Leuchten

A flecha que estava presa na carne de Kim a fazia ficar congelada apenas a olhando, aquilo a incomodava e não pela dor, mas sim por estragar sua linda pele e suas roupas, mas ela voltava a realidade logo com Ivana falando algo.

— Se eu estivesse com meu braço bom você teria levado mais uma flechada ficando catatônica assim em uma luta, realmente tu tens sorte!

Ela parecia frustrada em não poder usar seu arco, mas uma lição valiosa era passada, de fato era perigoso ficar parado demais em um campo de batalha, sem deixar isso a abalar Kim levantava e então dizia que iria se vingar.

Ivana também parecia pronta mesmo que não estivesse em condições reais para isso, mas nenhuma das duas tinha escolha, já que ambas lutavam por suas vidas em uma luta até a morte.

A arqueira começava a correr em direção a Kim que ficava parada enquanto brandia seu chicote e se preparava para seu golpe, com a pequena faca em mãos Ivana se aproximava e tentava se defender do chicote, mas não era nem necessário já que ele era sempre redirecionado pela dona, ela parecia não entender o que ela estava tentando fazer.

Sua estratégia parecia que ia funcionar e então em um movimento final puxando toda a sua arma a pirata ficava totalmente enroscada na arma parando seu avanço agressivo, mas ela já estava bem próxima, e antes que Kim pudesse a arremessar ela levava um corte na barriga da pequena faca que doía bastante.

Ela se afastava e então começava a girar a pirata presa e gritava para que sua aliada se preparasse, pois, ela iria a jogar em cima dela, Ivana tentava se debater e se soltar, mas era inútil e pouco a pouco o giro ganhava mais velocidade a fazendo perder o equilíbrio e aceitar a força centrifuga.

Enquanto isso acontecia, do outro lado Myr lutava mesmo que cansada e ferida, recuperando o folego as duas se provocavam de forma “amistosa”.

— Ho ho ho é claro que me subestimou, mas talvez eu também tenha feito o mesmo.

Dizia a pirata com o leque na frente de seu rosto o cobrindo até o nariz, Myr escutava o chamado de Kim e então se preparava, Yura corria com toda a velocidade para tentar impedi-la, mas ela estava um pouco longe e Ivana vinha com uma grande velocidade.

Mas ela correr na direção de sua aliada era exatamente o que Kim queria e então a pegava com sua corrente também e a mandava direto para a grande espada de Myr que preparava um golpe quase como se estivesse com um bastão de beisebol.

Sem ter muito o que fazer Yura colocava seu leque na frente de onde o ataque a iria cortar, mas isso não impedia que o impacto percorresse seu corpo, já Ivana não tinha como se esquivar ou mesmo se defender então em seu ato final ela apenas atacava Myr enfiando sua faca no lado de seu braço direito, a lamina entrava totalmente e ficava fincada em seu braço.

Ivana era cortada ao meio o que fazia uma cena bem grotesca na arena, e Yura era lançada até a parede da arena e a quebrava completamente afundando seu corpo no concreto.

A pirata que havia sido decepada ainda ficava alguns segundos viva e apenas podia gritar e agonizar enquanto lentamente morria, sem dúvidas uma morte cruel, ver aquilo mostrava o impacto de uma guerra, suas vidas estavam em jogo no momento em que decidiram seguir por essa vida.


Here Comes The Sun - Página 13 Para%2Bde%2Bchorar%2Bfeito%2Bmenininha


Aproveitando a oportunidade Myr corria na direção da pirata que havia sido lançada para desferir um golpe com toda a sua força mas algo acontecia.

— PO... POR FAVOR PARE EU ME RENDO!!

O impacto psicológico de ver suas duas aliadas mortas em sua frente e saber que ainda teria que lutar com duas oponentes fazia Yura perder completamente seu espirito de batalha enquanto chorava suplicando de joelhos por sua vida.

A cara de desespero e medo estava em seu rosto vendo a lamina manchada de sangue com alguns pedaços pequenos de pele e órgãos presos na lamina, elas tinham que se decidir rápido se a matariam ou se a prenderiam, afinal a luta final estava começando e todos eram necessários para derrotar Toth.

Toth VS Todos




Myr gritava para Asta acordar, mas infelizmente ela não tinha resposta, mas esse grito tinha um impacto e ele não era positivo, finalmente com os olhos limpos o mink podia enxergar bem mais uma vez.

Ele aprecia na frente de Kimberly mas Myriam já esperava por isso e se colocava na frente a protegendo da forma que dava, mas em um combate mano a mano mesmo que ela fosse forte machucada dessa forma e contra um sulong ela não tinha chances, Toth era simplesmente forte demais...

Kim se afastava e ela começava a tentar preparar seu golpe com seu chicote, prendendo-o em algum destroço grande para que ela pudesse lançar no lobo, enquanto isso Myr desferia golpes para tentar cortar Toth, mas ele os defendia com certa facilidade com suas garras, já que os dois braços e a perna do espadachim estavam feridos seus golpes estavam bem lentos.

— SIM, SIM! ME ENTRETENHAM MAIS, VAMOS BRINCAR!

Um soco era dado em Myr, ela conseguia se defender com sua espada de forma lateral, mas o impacto era muito forte e seu pé havia um corte profundo, ela era lançada para longe na direção de Kim que finalmente conseguia lançar o destroço no lobo.

Uma grande pedra vinha em sua direção, mas ao invés de tentar esquivar ele apenas abria os braços e a recebia com tudo, suas pernas se enfiavam no chão da arena e depois de algum tempo deslizando para trás ele parava o imenso destroço.


Here Comes The Sun - Página 13 C4e8d200c66d2b2548b03f1a4e6bce4d910517f4r1-600-338_hq


Myr e Kim se batiam e eram jogadas para perto dos dois que estavam reunidos agora, os 4 caçadores contra o grande mink lobo Toth, quem sairia vitorioso dessa luta? Ninguém sabia, mas uma coisa era fato, aquela seria a batalha mais difícil de suas vidas até agora.

Toth abraçava o pedregulho e então o quebrava em pedaços enquanto gritava, olhava para todos eles e dizia.

— Me sinto tão sozinho, alguém me dá um abraço? HAHAHAHA!

Pensar em um abraço naquele monstro fazia todos eles ter apenas uma imagem em suas cabeças, a morte.


Here Comes The Sun - Página 13 Overlord-kill

OFF:
Qualquer coisa me chama no Discord ou me manda MP XD
Discord: Ex-panda#8692

Histórico :
Post narrador: 04

*Kim
Ferimentos:
Ganhos:
- Perícia Cartografia
Perdas:

*Matteo
Ferimentos:
Ganhos:
- Pistola Gasta
- Trufas de Chocolate (3/6 usos)
- Perícia Briga
Perdas:
- 225.000 Berries

*Leonheart
Ferimentos:
Ganhos:
- Cartaz de Procurado
- Perícia Adestramento
Perdas:  

*Myriam
Doença: 2/10
Ferimentos:
Ganhos:
- Remédios (2/5 Usos)
- Contrato Mercenário
- Perícia Condução
Perdas:  
- 300.000 Berries (Remédios)

DANO TOMADO:
MYRIAM LEUCHTEN: - 450 de HP de 2640 = 2190
MATTEO MARTINI: - 300 de HP 2350 = 2050
KIMBERLY DESHAYES: - 250 HP de 1840 = 1590
LEONHEART VALENTINE: - 250 HP de 1950 = 1700


_________________

Here Comes The Sun - Página 13 KMdYuOB

Here Comes The Sun - Página 13 CHaNlHs
Ceji
Ver perfil do usuário
Imagem : Here Comes The Sun - Página 13 Hwlv4xh
Créditos : 04
Re: Here Comes The Sun Ter Jan 18, 2022 11:14 pm
Coliseu – Parte IV

Ver enfim a queda das piratas restantes era um deleite para meus olhos, após tanto tempo delas sequer ousarem macular minha pele com aquelas laminas. “Queda” talvez fosse um eufemismo, dado o estado grotesco do que restou da arqueira, mas aquela não era a primeira vez que eu via um ferimento exposto ou uma morte brutal na minha frente, e ver uma criminosa agonizando e morrendo não chegava sequer perto de ver uma pessoa de bom coração sendo torturada. Minha empatia com aquelas mulheres acabou quando elas decidiram organizar aquela matança na floresta, uma vez que elas deveriam estar preparadas para sofrer o mesmo fim, mas, depois de passar algum tempo com Myriam, eu sabia muito bem que para ela seria diferente. Ela tinha um coração naturalmente bom, e parecia querer mais uma aventura do que uma matança, mas infelizmente o mundo era mais cruel do que ela imaginava, e eu sabia que, as vezes, era matar ou ser morto - Myriam - Chamaria ela com voz firme se percebesse sua hesitação - Quando se batalha com criminosos, isso pode ocorrer. Se te incomoda, apenas desvie o olhar, mas não esqueça da sorte de não ser você ali - Dizia, já me virando em direção a Toth - E... Pode decidir o que fazer com a outra. Quem sabe isso não te ajuda a manter o pé no chão.

Ainda assim, as piratas já haviam se tornado a ultima das minhas preocupações, especialmente com aquele monstro chamado Toth instaurando o caos em meio a Matteo e Leonheart. De inicio eu achei que não seria tão difícil, já que no fim os dois haviam conseguido lidar com Serberus quase que sozinhos, mas minha opinião mudou rapidamente quando Toth agarrou e esmigalhou o pedregulho na minha frente ”Merda, parece que eu não vou poder me dar ao luxo de proteger minha imagem, senão minha vida é que corre perigo...!” - Cogh - Tossia mais um pouco de sangue após o novo impacto graças ao choque com Myriam em pleno ar. Já haviam sido duas colisões fortes, uma flechada e uma facada, e estava começando a questionar se aquele dinheiro valia tanto a pena, mas já era tarde demais. Me levantando enquanto pressionava o corte em minha barriga para evitar um sangramento pior, me virava para Myriam - Parece que ataques pesados não vão adiantar tanto. Myriam, acha que consegue debilitar um ou mais membros dele se eu pressionar ele? - Questionava, mais como um incentivo para ela tentar do que uma real dúvida. Eu podia ter minhas duvidas quanto a ela, mas o importante ali era ela não ter duvidas de si mesma.

Dito isso, independente dela ir de cabeça na ideia ou só cogitar, largaria o ferimento e me prepararia para atacar com o chicote. Assim que percebesse que a atenção de Toth estivesse focada em outra coisa, como nas provocações de algum dos meus aliados, começaria uma rápida rotação vertical do meu chicote, segurando seu cabo e correia com ambas as mãos, e, garantindo que não haviam aliados no meio do caminho entre eu e o lobo enfurecido, rapidamente projetaria meu chicote contra o inimigo, como em um ataque surpresa aproveitando a distância, visando um corte com o chicote de baixo para cima em sua pele. Eu, porém, já esperava que ele conseguisse esquivar, e nem tinha a presunção de causar grandes danos a ele, mas, tudo o que eu precisava era dispersar sua atenção ainda mais. Após o primeiro ataque viria o segundo, e o terceiro, conforme aproveitaria o movimento rotatório para que o chicote voltasse de novo e de novo para ataca-lo em uma rápida sequência, e forçando-o a ter que defender destes vários ataques, e, possivelmente, deixar passar ataques mais importantes dos meus aliados. É claro, isso dependeria dele receber os ataques ou se esquivar, mas se ele tentasse agarrar o chicote, a história seria outra. Se o grande lobo segurasse o chicote para impedir a sequência de ataques, eu aproveitaria para dar um rápido e largo passo para frente, para que o chicote não ficasse esticado entre mim e ele, e, largando a mão esquerda da arma, balançaria-a com força, afim de disparar uma onda de movimento pela correia, para que, ao chegar onde ele segurava, forçar a ponta da correia a se agitar e causar uma chicotada secundaria em sua mão, em uma tentativa se o fazer soltar a arma, quando então puxaria e retrairia ela.

Here Comes The Sun - Página 13 D8tcpZU

Caso eu não tivesse tempo de brandir a minha arma para causar a chicotada em sua mão, ou se ele não largasse a arma mesmo com o ataque, e me puxasse como Serberus fez, eu cogitaria aceitar o desafio de frente e usar o puxão para me projetar em sua direção com um chute, mas, sinceramente, eu não era tão abusada e confiante quanto Leon. Serberus já havia se mostrado com velocidade e reflexos maiores que os nossos, e Toth parecia ainda mais poderoso que ele. Assim, nesse caso, com muito pesar largaria novamente meu chicote, preferindo me manter na segurança - LEONHEART, MEU CHICOTE! - Ergueria a voz para ele, numa tentativa de conseguir a ajuda do rosado. Com ou sem a ajuda dele, eu começaria a me deslocar lateralmente, o mais rápido que a dor da flechada me permitisse, para contornar o lobo em direção onde ele possivelmente houvesse largado meu chicote, numa tentativa de me aproximar e rapidamente pegar meu chicote antes de me afastar novamente. Se Toth tentasse me impedir, eu rapidamente deixaria meu corpo cair em meio a corrida, deslizando apoiada em minha mão com luvas e meu pé, para passar por baixo do ataque, agarrar meu chicote e me afastar levantando-me com um salto. Seria triste ter que me abaixar daquela forma, e tentaria deixar o mínimo do meu vestido tocar aquele chão imundo mas sabia que um ferimento das garras daquele monstro seriam bem piores do que um pouco de poeira e umidade. Já se Leonheart pegasse o chicote antes de mim, tentaria me mover aproximando-me dele, balançando um dos braços para chamar sua atenção. Ao pegar o chicote dele, agradeceria - Obrigada.

Nós podíamos estar em quatro contra um, em uma grande vantagem numérica, mas a luta anterior contra Serberus havia me demonstrado que eu não podia ficar confiante demais com isso, e precaução nunca era demais. Caso Toth decidisse me alvejar com algum ataque, tentaria me esquivar abaixando meu corpo e apoiando-me com uma mão no chão, mas, em vez de simplesmente sair da zona do ataque e me afastar, eu rapidamente ergueria minha perna direita para um contra ataque, projetando um chute ascendente contra a mandíbula do mink agressor, afim de chacoalhar sua cabeça e talvez lhe deixar tonto. Se, porem, o ataque fosse amplo o bastante para eu não conseguir evitar me abaixando, ou se fosse um ataque baixo, ou rapidamente saltaria para o lado, numa tentativa de sair da frente do ataque, aproveitando o momento para rotacionar meu chicote ao meu redor, alvejando sua lateral e costas com uma chicotada. Caso ele tentasse me agarrar, tentaria balançar meu corpo para projetar minha cintura para frente, tentando alvejar um chute na parte de baixo do seu braço para tentar faze-lo largar ou ao menos o distrair para a ação de algum dos meus aliados.
Após uma esquiva de sucesso total ou parcial, eu tentaria rapidamente me afastar de Toth com curtos saltos apoiados na minha perna não ferida, para poder me reposicionar e não ficar tão vulnerável.
Histórico:
Nome da Personagem: Kimberly Deshayes
Nº de Posts: 27

Qualidades: Ambidestria | Atraente | Destemida | Impassível | Voz Melodiosa | Liderança

Defeitos: Vaidosa | Traumatizada

Ganhos:
-Trufa de chocolate (1)
-B$4.000.000

Perdas:

NPCs:
-Gerbil (Ruínas de Stevelty): Mink roedor que parecia governar uma tribo de Minks ratos, derrotados por mim e os outros aspirantes a caçadores.
-Asta (Ruínas de Stevelty): Líder da alcateia autoproclamada guardiã da floresta. Parece, ter um problema com a tal Caçada ocorrendo na floresta.
-Rosy (Ruínas de Stevelty): Aparente vice-lider da alcateia de minks lobos, que veio nos ajudar a capturar o mink traidor.
-Balto (Ruínas de Stevelty): Guerreiro abobalhado mais poderoso da alcateia de minks, que veio nos ajudar a capturar o mink traidor.
-Fox (Aldeia dos Minks): Mink raposa com ótimos conhecimentos cartográficos.
-Toth (Labirinto): Mink traidor que organiza a Caçada junto das piratas.
-Serberus (Labirinto): Mink lobo seguidor de Toth, detentor de um opressivo poder de combate.

Extras:
-Flechada na perna
-Corte na barriga

Objetivos:

-Virar Caçadora de Recompensas
-Aprender a Proficiência Cartografia