Tópicos Recentes
Destaques
Klaus
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Akira
Sasha
Ás
Shiori
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Últimos assuntos
四 - Morte e SangueHoje à(s) 1:21 ampor  Koji6º Capítulo: Gigantes versus Dragões!Ontem à(s) 11:23 pmpor  Sashaficha Aika KinOntem à(s) 10:50 pmpor  mestrej2° - De Dawn a Shells - Uma viagem para conhecimento.Ontem à(s) 10:39 pmpor  SaruNo Maidens?Ontem à(s) 9:38 pmpor  IzumiCap. 2 - Ascendendo às profundezasOntem à(s) 9:23 pmpor  VanKaoru KageyamaOntem à(s) 9:09 pmpor  Kaoru[Pedido de instrutor] - TaliyahOntem à(s) 9:00 pmpor  nothawaiian[TUTORIAL] - TaliyahOntem à(s) 8:56 pmpor  nothawaiianPorradaria e Fuga: Grand Line Drift. [3]Ontem à(s) 8:46 pmpor  Van
 :: Oceanos :: Blues :: East Blue :: Dawn
Página 4 de 4 Página 4 de 4 Anterior  1, 2, 3, 4
Kenshin
Ver perfil do usuário
Imagem : Outlaws from the East - Página 4 XqxMi0y
Créditos : 26
KenshinDesenvolvedor
https://www.allbluerpg.com/t360-agatha-harkness https://www.allbluerpg.com/t1510-capitulo-ii-sonho-de-uma-noite-de-verao
Outlaws from the East Qua Maio 12, 2021 12:12 am
Relembrando a primeira mensagem :

Outlaws from the East

Aqui ocorrerá a aventura dos(as) Civis Shinoda Ryotaro e Axell B. Vogel. A qual não possui narrador definido.

_________________

Outlaws from the East - Página 4 J09J2lK

"Ah, mas eu não quero ter dois caminhos ou ah, mas eu não quero ter caminho nenhum. Ué, você já pode porra, a única coisa que te impede de fazer isso é ser zé metinha e querer ficar comparando o tamanho do pau com o coleguinha pra compensar o ego frustrado." - Luquinhas, 2022

Tidus
Ver perfil do usuário
Imagem : Ademir
Créditos : 12
Re: Outlaws from the East Sex Jun 18, 2021 10:01 pm




TETSU NO AGO

- Shinoda Ryotaro -


Ж

O momento era de… Como os recém casados chamavam mesmo? Lua de mel? Acho que era algo assim, mas Ken nos elertava de algo. - Um teste? - Coloquei as mãos atrás da nuca, entrelaçando os dedos e erguendo a cabeça. - Faz sentido, então se tudo depende do Vogel estamos fudidos. - Um sorriso torto se formou em meu rosto. - Sério, preparem-se para correr quando a merda começar a rolar. - Um teste, se eles queriam nos testar levando em conta nosso passado então estávamos definitivamente ferrados.

Teste ou não, tínhamos nossa primeira missão definida. - Reta Podre? Mas que tipo de código é esse? - Olhei um pouco confuso para Ken e Izumi, mas preferi guardar qualquer comentários extra pra mim mesmo. - Que seja, vamos lá seu bando de retas podres. - E com as mãos nos bolsos rumei em direção ao armazém. A caminhada foi beeeeeem discreta pra variar, aquele trabalho era realmente para pessoas como nós. - Ei, aponta essa merda pra lá. - Me inclinei para o lado tentando sair da frente do Kujo que brincava como uma criança, uma criança armada. - Não quero levar uma bala perdida no primeiro dia como um homem da lei. - Bati uma das mãos nos ombros limpando uma sujeira imaginária ao mesmo tempo em que fazia uma cara de nojo, um deboche com a imitação horrível dos marinheiros de nariz em pé.

Chegando ao nosso posto de trabalho tivemos uma infeliz surpresa. - Se isso é um teste eu não sei, mas que é uma roubada isso com certeza é. - Suspirei já imaginando o trabalho que seria tomar conta de um lugar tão grande e com tantas aberturas. - Aquele baralho está fazendo falta de novo, acho que conseguir um está no topo da nossa lista de prioridades agora, não acha, super Izumi? -  Olhei para o rapaz que parecia estar se divertindo com a situação, talvez mais do que deveria. - Tá, se vamos fazer isso vamos de uma vez, vou ficar com o lado esquerdo. Já to vendo que vai ser um dia muuuuito empolgante, isso porque o tenente mudou nossa missão para algo "grandioso", acho que ele entendeu no sentido errado... - Bocejei, só de pensar em como as próximas horas seriam divertidas senti o sono batendo. - Aaarg… Sinceramente espero que alguém realmente seja estupido o bastante pra tentar roubar esse tipo de lugar, minha mão ta coçando pra socar a cara de alguém desde que aquele coelho idiota furou com a gente, um homem deve manter sua palavra. - Resmunguei comigo mesmo enquanto caminhava para o lado esquerdo do depósito.

Meu ânimo para aquele trabalho era o mesmo que tinha quando acordava, vagarosamente passaria pela frente do armazém e pararia um pouco próximo a esquina, em seguida viraria em direção aos fundos, realizaria algumas pausas durante o percurso e retornaria para a frente do edifício. Repetiria esse processo algumas vezes, variando o tempo que levava de ir da frente até os fundos a depender do meu acumulo de preguiça, eventualmente sacaria o bastão que peguei no quartel, colocaria uma de suas pontas contra o solo e utilizaria a outra ponta para apoiar as mãos como apoio de descanso. - O trabalho dos sonhos…



Histórico:

_________________

Outlaws from the East - Página 4 SignGojo
avatar
Ver perfil do usuário
Imagem : Outlaws from the East - Página 4 Wd6wzaa
Créditos : 05
AxellCivil
https://www.allbluerpg.com/
Re: Outlaws from the East Dom Jun 20, 2021 11:33 pm




TETSU NO AGO

- A.B.VOGEL -


Ж



Um navio atacado?  Eu ouvi alguma coisa sobre isso… - Responderia sem dar muita importância ao assunto, mas completamente atento por dentro. As coisas iriam ficar tensas rápido. - Certo, pode deixar comigo. Eu conheço a dona desse bar, talvez ela possa nos ajudar. ~ O melhor jeito de se contar uma mentira, é contar uma meia verdade! ~

Entraria confiante e com um sorriso no rosto. - ASAMI! Eu consegui! Dá uma boa olhada nesse uniforme? Quem diria que dariam uma chance pra alguém como eu? - Chegaria próximo do balcão e puxaria um banco. - Quem sabe agora eu não posso realmente prender o desgraçado que anda te importunando? - Apesar de todo o circo aquilo era realmente verdade.

Bom, eu estou em uma missão agora e preciso te fazer algumas perguntas então por favor… colabore comigo. - Por um breve instante eu a olharia com a mesma malícia da primeira em que nos encontramos, esperava que ela entendesse o recado. - Você ficou sabendo sobre algum ataque a um barco hoje? Nós não temos muitas pistas que direcionam para algum tipo de pessoa em específico… Não sabemos se é ele ou ela, se é alto ou baixo, se é gordo ou magro? Por deus não sabemos nem se é humano. Tenente, como é que vamos achar o responsável por isso?? - O encararia e daria de ombros para então voltar ao assunto. - Enfim… talvez você possa nos dar algum perfil inicial para começarmos nossas buscas. Você sabe de algo, Asami? - Era isso, agora estava nas mãos da garota.

Independentemente da sua resposta eu me manteria calmo e com um tom de voz divertido e descompromissado, como se tudo aquilo fosse uma grande diversão. Minha ideia era de pouco em pouco fazer Asami dar um falso testemunho, quem sabe até traçar um perfil de pessoa desconhecida e com sorte a gente até prenda alguém inocente! - Pessoal, a gente pode beber? Asami, nos sirva algo!







Histórico:



_________________

Outlaws from the East - Página 4 Tc69If2
Shroud
Ver perfil do usuário
Imagem : Morra Takamoto, morra!
Créditos : 43
ShroudSoldado
https://www.allbluerpg.com/t1358-michelle-johnson#13920 https://www.allbluerpg.com/t1363-um-bom-argumento#14023
Re: Outlaws from the East Ter Jun 22, 2021 4:11 am




TETSU NO AGO

- Izumi Kujo -


Ж

O maior momento de diversão de longe foi imaginar criminosos frente a sua pistola, afinal, a missão dada ao grupo parecia ser tão monótona quanto qualquer outro servicinho desferido a soldados quaisquer da marinha, eles possuíam um grupo exótico como parte de sua força militar e tudo que conseguiam fazer era mandá-los para uma guarda de armazém. A empolgação que outrora tomava Izumi desapareceu tão rápido quanto havia surgido, não queria ser visto como alguém insubordinado logo nas primeiras horas, suspirou, olhou ao redor, aquele lugar era muito grande para ser responsabilidade de apenas três pessoas — O que aquele cara tá pensando? — resmungou para si mesmo incrédulo ao imaginar como seriam suas próximas horas — Mesmo se tivéssemos um baralho, nos roubaram o quarto jogador — deu de ombros fitando todo o prédio.

Não sei ao certo o que pensar sobre tudo isso, — a destra repousou no próprio ombro refletindo sobre a possibilidade daquilo tudo se tratar de um teste como apontado por Ken, as chances eram altas, Izumi não conseguia imaginar uma organização criada em prol da justiça aceitando pessoas com um passado não-limpo apenas porque se disseram mudadas e com sentimentos altruístas, não seriam tão burros, ou seriam? — de qualquer forma, vamos enxergar essa situação como uma “armadilha” da marinha para nos testar, assim como Ken apontou, se isso for verdade algo irá acontecer muito em breve e não seremos obrigados a ficar horas a fio andando para lá e pra cá — seus pés moveram-se para os fundos do armazém — por enquanto vamos nos dedicar a proteger o que quer que esteja aí dentro — deu algumas batidas na parede.

Com a pistola em mãos, Kujo andava de uma ponta a outra sempre aproveitando para vislumbrar as laterais, como estavam em poucas pessoas teriam que cobrir mais de um espaço cada um. Caso visse a aproximação de uma pessoa para perto do armazém Izumi se dirigiria em direção impedindo que desse mais passos — Yo! — o sorriso elegante e falso de sempre se delineava em seus lábios — Sinto em informar que aqui será o máximo que poderá avançar, temos ordens diretas para impedir que haja movimentações não autorizadas nessa área, por favor, se afaste — a última parte, mesmo sendo dita como um pedido soava mais como uma ordem inflexível


Histórico:

_________________

Outlaws from the East - Página 4 RZdtC5v
Pepe
Ver perfil do usuário
Imagem : Teje preso!
Créditos : 11
Localização : Lvneel - North Blue
PepeAvaliador
https://www.allbluerpg.com/t321-aiko-saito#935 https://www.allbluerpg.com/t1723-operacao-p-a-r-a-d-i-s-e
Re: Outlaws from the East Dom Jun 27, 2021 8:35 am


Narração

Izumi e Ryotaro
Localização: Dawn – East Blue
Período do dia: Almoço

A missão era tão chata, sendo um contraste tão grande quanto ao “pedido” de Ryo, que realmente um teste parecia ser algo bem possível. A conversa deles era tão improdutiva quanto a missão e assim acabavam por só se dividirem para realizar a tarefa de sua própria maneira.

Como o espaço era amplo e eram somente três pessoas, acabavam sem conversar durante a tarefa em si e assim viam o tempo passando devagar. Algumas vezes nas primeiras horas Izumi até falava com as pessoas que ali passavam, sobre elas não poderem se aproximar do armazém e todas cooperaram sem menores problemas. Não havia nada de impactante nisso tudo, o trabalho era realmente tedioso ao extremo.

Após várias e várias horas, quando já começava a escurecer o céu, que algo diferente aconteceu. Ryo que estava quase morto de tédio, quase que viu quem ele havia pensado algumas horas antes. Estava vendo um mink coelho, só que não era o Kaneki, era o outro, que havia acertado Izumi. E o que este ser estava fazendo por ali? Correndo. Para onde você me pergunta, e eu lhe respondo: na direção do exato armazém que precisavam defender. E quando chegara alguns metros de distância da parede ele saltava, absurdamente alto, pousando na janela do lado lateral da construção. — Fica quietinho na sua que ninguém se machuca — falou o mink quebrando a janela para entrar e assobiando bem alto.

Axell
Localização: Dawn – East Blue
Período do dia: Almoço

Sua atenção pela situação aumentou rapidamente quando ouviu tudo. Precisava sair daquela da melhor maneira possível e para isso Axell decidia apostar em Asami não o dedurar. Movimento arriscado do jovem.

Vogel entrava no bar e percebia que ele estava bem mais animado do que mais cedo, óbvio, agora estavam na hora do almoço, alguns pescadores e comerciantes estavam sentados no balcão e diversas pessoas já comiam na mesa. Como Axell entrou confiante e chamando a menina em voz alta, diversos, para não falar todos, o olharam. Quantos ali sabiam que ele era um dos responsáveis? Será que o reconheciam com aquelas roupas novas?

Aquilo tudo não importava, no meio daquele bando de pés rapados, os olhos de Vogel focavam a menina e o seu corpo também, pois ia diretamente até ela. Orgulhoso pelo grande passo que havia dado em sua vida e assim podendo se gabar um pouco da situação. Quando falou de um homem a importunando, viu que vários ali no balcão olharam curiosos para Axell.

No entanto, o foco do nosso nobre marinheiro não era simplesmente se gabar ou ajudar a moça, era que ela o ajudasse a prender alguém. Quem quer que fosse que ela poderia apontar já ajudaria. Incrivelmente, não foi nem necessário que ela pensasse em como mentir, quando Vogel comentou sobre o barco, um dos homens do balcão se pronunciou. — Eu estava por perto quando isso aconteceu. Vi um mink coelho, ou um meio-mink coelho porque parecia bem humano... talvez algum pervertido com uma tara estranha, de qualquer forma, ele estava saindo correndo do lugar sangrando — após terminar de falar deu um bom gole em sua bebida. — Não me engano é um pescador, devem descobrir fácil perguntando nas docas — complementou outro. — Ouvi algo sobre ser um pescador que queria roubar o colega.

Asami sorria para o homem por ele ter tentado ajudar, ou melhor, por ele ter ajudado, ela ficava isenta de inventar algo naquele momento. — Como pode imaginar senhor — falava ela de forma educada para Axell, agora um marinheiro. — Minhas fontes seriam os próprios homens que sentam no balcão. Infelizmente não sei mais do que isso — informava a maid para eles.

Satisfeito com a resposta, Vogel perguntava se podiam beber, mas Tiash sinalizava com a cabeça negativamente, com um simples “não durante a missão” e assim percebia que era a deixa para saírem e procurarem pelo porto o tal mink.

Legenda:

Histórico:

Icons made by Freepik from www.flaticon.com


_________________

Outlaws from the East - Página 4 OOvf4T4