Tópicos Recentes
Destaques
Klaus
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Akira
Sasha
Ás
Shiori
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Últimos assuntos
Registro de PhotoplayerHoje à(s) 5:40 ampor  RyomaRenHoje à(s) 5:30 ampor  Ryoma[Criações] - RenHoje à(s) 5:29 ampor  RyomaZaynHoje à(s) 5:26 ampor  RyomaAgatha HarknessHoje à(s) 5:20 ampor  RyomaAnnabelle Petit BarozziHoje à(s) 5:17 ampor  Ryoma''Sir'' Douglas WhitefangHoje à(s) 5:04 ampor  Ryoma[Criações] - ''Sir'' Douglas WhitefangHoje à(s) 5:04 ampor  RyomaJoe SinsHoje à(s) 5:01 ampor  RyomaBoris SkalovskiHoje à(s) 4:45 ampor  Ryoma
 :: Oceanos :: Blues :: East Blue :: Dawn
Página 2 de 4 Página 2 de 4 Anterior  1, 2, 3, 4  Seguinte
Kenshin
Ver perfil do usuário
Imagem : Outlaws from the East - Página 2 XqxMi0y
Créditos : 26
KenshinDesenvolvedor
https://www.allbluerpg.com/t360-agatha-harkness https://www.allbluerpg.com/t1510-capitulo-ii-sonho-de-uma-noite-de-verao
Outlaws from the East Qua Maio 12, 2021 12:12 am
Relembrando a primeira mensagem :

Outlaws from the East

Aqui ocorrerá a aventura dos(as) Civis Shinoda Ryotaro e Axell B. Vogel. A qual não possui narrador definido.

_________________

Outlaws from the East - Página 2 J09J2lK

"Ah, mas eu não quero ter dois caminhos ou ah, mas eu não quero ter caminho nenhum. Ué, você já pode porra, a única coisa que te impede de fazer isso é ser zé metinha e querer ficar comparando o tamanho do pau com o coleguinha pra compensar o ego frustrado." - Luquinhas, 2022

avatar
Ver perfil do usuário
Imagem : Outlaws from the East - Página 2 Wd6wzaa
Créditos : 05
AxellCivil
https://www.allbluerpg.com/
Re: Outlaws from the East Sab Maio 22, 2021 9:20 pm




TETSU NO AGO

- A.B.VOGEL -


Ж


Meus olhos dançavam conforme a música, lendo a garota por completo. Sim, eu tinha cara de delinquente, mas seu medo era grande demais para uma simples pergunta. ~ A garota esconde algo. ~ Era pouca coisa, mas o detalhe de sua mão deixava claro que o colar era uma espécie escudo, como se ela usasse algo bonito e vistoso para esconder alguma dor ou história do passado. Sendo assim, logo responderia sem nem me mover do balcão. - Nah.. eu não vou te roubar. Eu já tenho um roubo planejado para hoje e com certeza não envolve você. A não ser que você conheça um mink coelho chamado Kaneki, conhece? - Meus olhos se estreitariam tentando ler com exatidão sua reação ao ouvir o nome.

Mudaria de assunto abruptamente tentando tirar algo de útil da garota ou então me preparia para dar o fora daqui. - Esse lugar tá sim caindo aos pedaços, mas antes construir algo para si próprio do que trabalhar e dar a vida para outra pessoa. Eu respeito isso. - Jogaria os cabelos castanhos e sujos para trás e os prenderia atrás da  orelha. - Eu também estou construindo algo. Tetsu no Ago, a mandíbula de aço. Se um dia precisar de algum serviço ou de alguma ajuda, pode nos procurar. - Não precisava dizer exatamente que tipo de serviço eu prestava, o tom de voz e os trejeitos deixavam bem claro o teor da coisa. - Eu já gastei muito tempo aqui e tenho que encontrar os outros membros. - Me levantaria da cadeira, a colocaria no lugar rente ao balcão em forma de respeito e viraria o copo de rum de uma vez. - O que esse colar esconde?

Independente da resposta da garota já era hora de encontrar os outros e a não ser que ela me desse uma boa pista ou revelasse alguma dica muito quente sobre um possível negócio, eu colocaria o pé na rua. - Até mais, Asami. - Faria uma breve continência improvisada, deixaria o dinheiro da bebida no balcão e me mandaria dali com as mãos no bolso em direção ao porto, sem pressa e curtindo a brisa… afinal, não é como se tivesse trabalho duro me esperando, não é mesmo? Durante a caminhada me manteria relaxado, mas atento ao que estava acontecendo à minha volta, principalmente referente a carga e descarga dos navios atracados. Minha atenção também estaria em possíveis guardas contratados ou oficiais da marinha fazendo ronda, basicamente qualquer um que pudesse ser um problema caso nós realmente encontrássemos esse mink.





Histórico:



_________________

Outlaws from the East - Página 2 Tc69If2
Pepe
Ver perfil do usuário
Imagem : Teje preso!
Créditos : 11
Localização : Lvneel - North Blue
PepeAvaliador
https://www.allbluerpg.com/t321-aiko-saito#935 https://www.allbluerpg.com/t1723-operacao-p-a-r-a-d-i-s-e
Re: Outlaws from the East Seg Maio 24, 2021 4:58 am


Narração

Izumi e Ryotaro
Localização: Dawn – East Blue
Período do dia: Manhã

Os dois foram pegos na própria armadilha, um ofereceu ajuda meramente acreditando que o outro teria a decência de não aceitar, enquanto o outro percebia que seu horoscopo já havia lhe informado para ter cuidado com isso. Assim, que escolhas possuíam além de começar a carregar os cestos cheios de peixes?

Enquanto faziam tal ação beneficente, viam Ken chegando, indicavam que aquele era Kaneki e o próprio mink explicava que seria bom ter mais um par de mãos ajudando. Com mais um, a tarefa acabava concluindo-se de forma ainda mais rápida. — Se vocês quiserem, posso arranjar trabalho fácil para vocês aqui, parecem fazer isso com facilidade — comentava o mink quando acabavam.

Só que os três queriam simplesmente sair dali e discutir o tal roubo. Indagavam sobre Axell ser necessário ou não para discussão, Ken ponderava por alguns instantes antes de responder. — Não acho que ele seja necessário na discussão do plano... mas tenho medo do que ele pode fazer se ficar longe da gente por muito tempo, vamos atrás dele — comentava o mais velho ali demonstrando conhecer bem o colega que estava em outro lugar cortejando uma moça.

Axell
Localização: Dawn – East Blue
Período do dia: Manhã

Negando que iria roubá-la, perguntava se Asami conhecia o mink coelho Kaneki. Via ela concordando com a cabeça e retirando a mão do colar acabava apontando para fora, Axell conseguia dizer que era mais ou menos na direção que havia vindo. — Se não me engano é um dos pescadores do cais aqui perto, pela hora... ou ele está no mar ou já voltou... — respondia a moça ainda um pouco assustada com um possível roubo.

Com a informação, Axell sabia para onde ir, mas antes disso ele queria saber um pouco mais da moça. Para isso ele contava um pouco sobre si mesmo e seu grupo, além de comentar que Asami poderia procurá-lo se necessitasse de algum serviço. No entanto, tudo aquilo era papo para saciar a própria curiosidade, Vogel queria saber o que o colar escondia. Ao citar o objeto a mão da maid voltava ao pescoço, mas não com a mesma urgência de antes. O comentário sobre algo estar escondido demonstrava o interesse dele em outra coisa. O tom que saía da pequena boca dela era bem baixo, só ele poderia ouvir. — Uma cicatriz... que o meu... antigo patrão deixou — comentava ela claramente não querendo se aprofundar mais naquilo.

Porém a resposta estava dada e com isso Axell pagava o que precisava e seguia seu caminho rumo a Kaneki. O que não esperava era que ao abrir a porta daria de cara com seus colegas que já iam entrando.

Axell, Izumi e Ryotaro
Localização: Dawn – East Blue
Período do dia: Manhã

Quando Izumi e Ryo entraram no bar que Axell estavam, notaram algumas coisas. A primeira obviamente era a bonita maid que havia perto do balcão. A segunda era os poucos bêbados que havia por aí, claramente um bom local para discutir sem se importar com te ouvirem. Eles separaram uma mesa mais ao canto e Ken sinalizou para a moça que não precisava se preocupar com servir aquele grupo.

Quando começaram a conversa. O primeiro a falar era Ryo, que comentava o básico, sobre saberem de um roubo a nobres. O segundo a comentar era Izumi, que surgia até com embarcação na conversa. Porém ao terminar de falar o jovem supersticioso percebia que havia cometido um erro, pois Kaneki sorria e já até estendia a mão. — Feito — falava o mink satisfeito, se aquilo era discussão de plano ou de termos, não importava, pois o menino havia demonstrado que se contentariam com pouco. — Agora entendi o papo de que alguém do signo da serpente iria atrapalhar... — falava Ken olhando para Izumi sem acreditar muito no que havia ouvido, o mink parecia estranhar aquele papo de signo, mas preferiu não falar nada porque simplesmente não sabia o contexto daquilo. — Somos quatro aqui e ele é um, falando de roubar nobres numa cidade, você introduz uma embarcação na conversa e fala de dividirmos com ele meio a meio? — perguntava meio incrédulo até aumentando um pouco o tom de voz. Tanto que olhava para os bêbados e para a maid após falar aquilo tudo. Axell até percebia que Asami olhava para eles preocupados, mas fingia ignorar em sua maior parte.

— Bom, que seja, preciso seguir meus instintos ainda, não é? — perguntava Ken meio irritado com a possibilidade do trato ser uma porcaria, mas apertando a mão de Kaneki. — Até tem um navio na história — começava a falar o mink. — Mas o nosso objetivo é exatamente o de impedir que os objetos dos nobres chegue nele — completava.

O mink olhava para seus arredores confirmando que não havia ninguém por perto e se debruçava um pouco mais em cima da mesa, diminuía o tom e começava a falar. — Uma família de riquinhos está para viajar para a Grand Line e precisam levar suas joias para Loguetown, que é onde os marinheiros vão partir — enquanto ia contando um sorriso surgir no rosto do mink. — Um dos meus colegas pescadores está envolvido no transporte, fiquei sabendo que eles vão tentar fazer isso colocando as joias no meio de um carregamento de peixes que vamos exportar para Loguetown — complementou. — Obviamente não vão usar o meu barco, se fosse o caso nem precisaria de ajuda — falou explicando um pouco mais. — Não vou contar qual barco planejam usar e quais nobres são ainda, preciso confiar um pouco mais em vocês, mas o plano primário é interceptar o container entre a mansão e o barco, como ele vai sair da cidade alta, existe uma boa janela de tempo até chegar no cais — completava ele.

Kaneki voltava então para uma posição mais normal na cadeira. — Imagino que no cais seja onde vão estar mais atentos, pois qualquer pirata poderia atacar nele e já partir direto com algum barco, então talvez atacar no meio do percurso seja a melhor opção — comentou. — Mas onde atacar e como atacar são os principais pontos de debate, por isso adoraria ouvir o que vocês pensam sobre isso — terminou o mink, esperando agora alguma informação deles.

Legenda:

Situação do HP:

Histórico:

Icons made by Freepik from www.flaticon.com
Tidus
Ver perfil do usuário
Imagem : Ademir
Créditos : 12
Re: Outlaws from the East Ter Maio 25, 2021 12:41 am




TETSU NO AGO

- Shinoda Ryotaro -


Ж

A negociação - se é que podia ser chamada assim, com o famigerado Kanemi foi relativamente rápida, eu não era exatamente o especialista na burocracia mas julgando pela reação de Ken tínhamos metido os pés pelas mãos. - Sempre podemos contar com Izumi para cuidar da burocracia. - Um comentário sarcástico, mas preferi deixar as coisas com Kentaro, se estava bom para ele, estava bom para mim.

O que veio a seguir foram algumas informações nebulosas, uma família querendo ir para Grand Line, um transporte de tesouros e um navio a sua espera, no fim era apenas isso que importava. - Ta, pra resumir uma galera que não sabemos quem é tá indo para um lugar que não sabemos onde exatamente fica, carregando algo teoricamente valioso e você quer saber como e onde vamos atacar? - Eu não era exatamente um gênio do crime, mas até mesmo eu conseguia perceber que com as informações que tínhamos as opções eram bem limitadas. - Vocês já devem saber minha opinião sobre isso. - Abri um leve sorriso confiante no rosto.

- Vamos acabar com eles no meio do caminho, pegar o que estiverem carregando e depois você vai nos dizer onde está o navio que eles pretendiam usar, afinal de contas a embarcação faz parte do acordo, se outros piratas ou os capangas da gorila tentarem se aproveitar da situação acabamos com eles também. - Me inclinei um pouco para trás na cadeira. - Hunf, eu sei que você não tem motivo para confiar em nós e nós também não temos para confiar em você. Contudo confiança não é necessária quando temos um acordo, são apenas negócios e eu sou um homem de palavra, o acordo está firmado e não vou permitir que ninguém o quebre, independente de quem seja. - Uma expressão séria se instalou no meu rosto enquanto olhava todos a mesa, inclusive Vogel que estava mais distante, sabia bem da fama que me procedia e de fato fazia jus a ela, mas se tínhamos firmado um acordo eu o honraria e não permitiria que ninguém pisasse no meu orgulho indo contra esse pacto formado ali e agora por todas as partes.

Aguardaria que todos comentassem e acertassem tudo que tinha para ser acertado e assim que terminassem seguiria para o local da emboscada, no fim eu não me importava muito de onde era ou contra quem seria, eles só precisavam apontar a direção e deixar a mágica acontecer, se o mink tinha amor a própria vida miserável ele manteria sua parte no acordo, mas se decidisse quebrar nosso pacto em algum momento, bem, nesse caso seria obrigado a expressar minha enorme decepção.



Histórico:

_________________

Outlaws from the East - Página 2 SignGojo
avatar
Ver perfil do usuário
Imagem : Outlaws from the East - Página 2 Wd6wzaa
Créditos : 05
AxellCivil
https://www.allbluerpg.com/
Re: Outlaws from the East Qua Maio 26, 2021 12:11 am




TETSU NO AGO

- A.B.VOGEL -


Ж


~ Uma cicatriz? ~ A imagem da garota sendo agredida me vinha à mente instantaneamente e, sinceramente, eu não gostava. Por hora era melhor não revirar demais as feridas do passado, mas se daqui pra frente eu tivesse alguma chance mesmo que mínima de encontrar esse homem eu garanto que não só daria o troco, como faria ele ter um lembrete claro do quão fodido ele estava toda vez que olhasse no espelho.

Mas por enquanto era hora de procurar os outros. - Opa. - Deixaria escapar quando visse toda a gangue entrando no bar. - Por que vocês tão cheirando a peixe? - Perguntaria num tom de desdém e com os dedos apertando o nariz. Aparentemente eles tinham achado o tal mink coelho e para mim só restava escutar e deixar as coisas fluírem. Me sentaria mais afastado do grupo e manteria meus olhos em Kaneki, a chance dele também estar tentando ganhar algo em cima da gente era grande e cabia a mim manter as coisas nos eixos caso necessário.

Não demorou muito para Ryo se deixar levar pelo calor do momento e colocar seu orgulho na frente dos negócios. - Se o acordo já está fechado, que assim seja. - Diria rispidamente o encarando de volta. - Vamos atacar na frente da multidão. - Continuaria e deixaria o silêncio tomar conta por alguns instantes. - Esse lugar só precisa de uma boa fagulha para pegar fogo de vez e acho que podemos usar isso ao nosso favor. Talvez até criar algumas distrações… eu posso cuidar disso. Izumi também faria isso bem. - O tom não se abalaria, na verdade a proposta era feita com a mesma naturalidade de quem discute a lista de compra em uma ida ao mercado. No final da frase também encararia Asami, deixando claro que eu sabia que ela estava escutando tudo aquilo, cabia a ela encarar como um voto de confiança ou uma ameaça.

Por fim esperar Izumi, Ken e o mink se posicionarem. Se não quisessem seguir meu plano tudo bem… eu seguiria o deles… pelo menos até algo dar errado e eu ter que improvisar à minha maneira. De qualquer forma confiava nos homens ao meu lado e sabia que faríamos um bom trabalho para começar a ligar esse poderoso motor da mandíbula de aço.







Histórico:



_________________

Outlaws from the East - Página 2 Tc69If2
Shroud
Ver perfil do usuário
Imagem : Morra Takamoto, morra!
Créditos : 43
ShroudSoldado
https://www.allbluerpg.com/t1358-michelle-johnson#13920 https://www.allbluerpg.com/t1363-um-bom-argumento#14023
Re: Outlaws from the East Qua Maio 26, 2021 2:01 pm




TETSU NO AGO

- Izumi Kujo -


Ж

Izumi não compreendeu a reação negativa de seus companheiros frente a sua proposta para Kaneki, este que a aceitou de prontidão. Apesar do dinheiro ser importante para quitar as dívidas que Axell assumirá para dar vida a Tetsu no Ago, uma embarcação para poder tirá-los dali, pelo menos em sua visão era prioridade máxima — Tenhamos calma amigos, — Izumi ergueu as mãos pedindo paciência durante as tratativas — o que foi feito está feito, não choremos o leite derramado kukuku!

Kaneki tomou cuidado no momento de contar mais sobre o plano e os demais mostraram-se atentos em suas palavras, Kujo também, mas ao final da fala do mink teve de admitir que não tinha assimilado todas as situações, os locais, os alvos, os motivos, tudo ficou voando em sua mente como peças de quebra-cabeça sem se encaixar, por isso, no primeiro momento calou-se esperando que seus companheiros pudessem propor algo mais palpável para se apoiar, contudo o que veio a seguir mostrou seu equívoco naquele planejamento já que nem mesmo Ryotaro ou Axell mostraram-se do tipo estrategista. Suspirou, nem ele era.

Eu concordo com Axell, desculpe se estava esperando um grupo de estrategistas, mas somos apenas arruaceiros, fazemos as coisas do jeito mais simples e óbvio possível, causando o caos e gerando destruição — deu de ombros deixando claro que não sairia nada de útil de sua parte, pelos menos da parte mais intelectual na formulação de um plano, se é que poderiam chamar aquilo de planejamento — Kaneki, me desculpe a pergunta, mas poderia me dizer qual é seu signo?! É de extrema importância essa informação para o prosseguimento de nossa parceria — sorriu simpaticamente, até o momento todo o horóscopo estava acertando tudo que ditará para o dia.

Levantou-se da mesa, estava ansioso para colocar seu corpo em ação novamente, os dias pacatos haviam enferrujado suas juntas, além de tudo, a fala de Axell sobre estar à vista fazia seus olhos brilharem, só de pensar no olhar das garotas sobre si durante um combate, o público ovacionando sua performance e torcendo por sua vitória era algo mágico, apesar de ser um tanto contraditório, afinal de contas, em uma perspectiva geral, ele e seu grupo eram o lado mau da história — Podemos seguir em frente?! Ou tem algo a mais que precisemos fazer ou ouvir, Kaneki?!



Histórico:

_________________

Outlaws from the East - Página 2 RZdtC5v
Pepe
Ver perfil do usuário
Imagem : Teje preso!
Créditos : 11
Localização : Lvneel - North Blue
PepeAvaliador
https://www.allbluerpg.com/t321-aiko-saito#935 https://www.allbluerpg.com/t1723-operacao-p-a-r-a-d-i-s-e
Re: Outlaws from the East Sex Maio 28, 2021 8:56 am


Narração

Axell, Izumi e Ryotaro
Localização: Dawn – East Blue
Período do dia: Manhã

O mink estava sendo cauteloso, meio óbvio, estava em desvantagem em uma luta por ali. Por isso, mesmo após passar as informações e esperar por opiniões, o que acabava recebendo era basicamente expressões de pessoas que não sabiam o que realmente fazer. Ryotaro começava a resumir a situação tentando pensar em algo, mas nada lhe surgia de genial, na verdade a nenhum deles.

O plano do caçula Shinoda era simples, bom, com as informações que possuíam simplicidade era o que podiam imaginar. Mas ele não parou por aí, emendava algo sobre confiança par Kaneki, que pareceu gostar de ouvir aquilo. Ouvindo aquilo Axell acabou reagindo. O jovem não parecia ter gostado muito sobre já terem fechado o acordo, mas como aquilo estava feito, acabou dando seu próprio pitaco. Izumi concordava com ele, mas logo o mink perguntou meio surpreso. — Multidão? — claramente confuso com a sugestão do novo colega ali, já o supersticioso emendava simplesmente perguntando algo totalmente avulso. — Signo? — e viu Ken balançando a cabeça positivamente sorrindo. — Cão — respondeu meio perdido.

— Vamos esquecer isso de signo por agora... você acha que não vai ter uma multidão então? — Perguntou Ken só para confirmar o óbvio que já vinha com um aceno de cabeça. — Se queremos o barco, ataca-los no meio do caminho pode ser uma boa opção para manter o barco intacto... — falava Ken sozinho imaginando a situação. — Se querem o barco, podemos armar uma emboscada no próprio barco também — falava Kaneki. — O carregamento é só a noite, tanto que por isso que descobri isso tudo, não fazia muito sentido usarem aquele barco numa viagem de noite — comentou.

Se Ken havia entendido o motivo da fala de Kaneki, não demonstrou, pois seu foco era outro. — Sim, já havia comentado com eles que era a noite o roubo, mas a ausência de multidão provou ser ainda mais tarde do que imaginava... — falou Ken olhando para os três colegas. — Sim, por isso que perguntei o que vocês imaginavam, temos o dia todo para ver locais e arquitetar o que quisermos... claro, podemos simplesmente seguir o plano dos dois de agirem de iscas enquanto o resto ataca, mas até isso é bom decidir o ponto... talvez até decidindo que o ideal seja no meio do caminho como Ryotaro havia dito — falava agora o mink se levantando.

Kaneki parecia parar por um instante pensando e então falava. — Sei que o combinado foi eu mostrar a embarcação depois — comentou olhando principalmente para Ryo. — Mas acho melhor vocês a verem de uma vez, pois parecem depositar esperança demais nele, o trato já está feito, mas é melhor eu me prevenir de sofrer ataques depois porque não gostaram do que receberam e quererem mais — falava indicando para que o seguissem.

Após se levantarem partiram do local, como Axell queria, Asami não havia comentado nada e nem dado sinal de que falaria qualquer coisa. Do lado de fora do bar a luz do sol começava a bater mais forte em seus rostos, as nuvens pareciam ter aberto um espaço maior, só que mesmo assim ficava claro que era algo temporário, o céu ainda estava tomado por elas e daqui a pouco voltaria a ficar nublado novamente.

Andando então pelo cais viam várias e várias pessoas por todos os lados que simplesmente ignoravam aquele grupo andando. Não tardou, estavam relativamente perto, provavelmente demorariam bem menos de noite, quando não teriam que desviar de tantas pessoas, para cruzar aquela distância entre o bar e o ponto que Kaneki havia parado.

Quando o mink apontou para o barco ficou claro porque ele ficou feliz com a proposta de Izumi, o barco era minúsculo. Era um barco de pequeno porte, que não só parecia desconfortável por causa do tamanho, como poderiam afirmar que não comportaria mais do que quatro pessoas. Ele possuía uma única porta que levava provavelmente para o único cômodo que havia ali, o que era não se sabe, mas não era nada grande, provavelmente algum local para manter mantimentos protegidos da chuva e da água do mar. — Como falei, ficou óbvio para mim que havia algo errado quando fiquei sabendo que iam usar esse barco para viajar a noite para vender peixes em outra cidade... pode ser que eles vão usar este barco só por um pedaço do caminho e depois utilizariam um maior, não sei... — Kaneki parecia começar a divagar um pouco em suas hipóteses até voltar a realidade com a ajuda de Ken.

— É... não sei se é bom lutarmos perto dele, mas com esse tamanho, não sei nem se é bom ficarmos com ele, só se fossemos vende-lo — falou Ken olhando para aquele projeto de barco. — Arrombá-lo com certeza não seria difícil para podermos ataca-los de surpresa quando chegarem, só que lutar perto dele com certeza traria prejuízos, pois ele não deve aguentar muito — falava o mink imaginando uma luta naquela pequena embarcação. — Mas e então... não vão desistir por causa do barco, não é?

Legenda:

Situação do HP:

Histórico:

Icons made by Freepik from www.flaticon.com
Tidus
Ver perfil do usuário
Imagem : Ademir
Créditos : 12
Re: Outlaws from the East Sab Maio 29, 2021 2:07 am




TETSU NO AGO

- Shinoda Ryotaro -


Ж

Formar planos nunca foi nossa especializado - talvez isso explicasse porque ainda estávamos naquele buraco, de qualquer forma os demais reforçavam isso e Kaneki não parecia se incomodar muito com isso, era provável que ele apenas quisesse um bando de arruaceiros para fazer o trabalho sujo por ele e nisso nós éramos bons. Papo foi e papo veio, enquanto Ken e Kaneki faziam comentários sobre o pseudo plano, nada que me interessasse, isso até o tom do coelho começar a ficar suspeito. - Uhn? - Arqueei uma das sobrancelhas, a verdade é que ele nunca comentou direito sobre o barco e agora isso estava me dando um pressentimento ruim. - Já posso imaginar onde isso vai dar. - Murmurei comigo mesmo.

Com a sugestão do mink em nos mostrar a embarcação antes do show principal começar deixávamos a taverna sem fazer cerimônia. - Encontrou algo de interessante durante sua caça por “informações”? - Questionei Vogel enquanto indicava a garota no balcão com um olhar tendencioso, deixando no ar qualquer insinuação. De qualquer forma, durante nossa caminhada foi até difícil de prestar atenção no caminho com toda aquela gente por ali, eram momentos como aquele que percebia o quão na merda estávamos, não apenas nós mas todos ali trabalhando como escravos a troco de migalhas, quando não era o cheiro ruim do lixão era dos peixes, viver daquela forma já não era o suficiente, nunca foi, mas eu já estava farto apenas de reclamar e faria aquilo dar certo para nos tirar daqui a qualquer custo.

Meu devaneio chegou ao fim quando finalmente chegamos ao nosso destino e todo sonho de grandeza foi por água abaixo em poucos instantes. - Uma caixa de fósforo? - Deixei escapar a primeira coisa que me veio em mente. - Como sempre um ótimo contrato, ein, Izumi? - Um sorriso debochado se formou tentando mascarar minha frustração. - Bem, trato é trato. - Suspirei enquanto meneava a cabeça. - Mas podemos esquecer a parte de ficar com a canoa ali, essa coisa nem um barco deveria ser considerado, sem ofensas. - Era difícil acreditar que aquela coisa seria utilizada para transportar algo valioso, o que talvez fosse a intenção no fim das contas.

- Então faremos assim. - Olhei na direção de Kaneki após ouvir sua última sugestão. - Vamos utilizar o barco e não importa se ele sair danificado, me parece mais prático ficar esperando que tragam o tesouro para nós ao invés de correr atrás deles por aí, não é? E parece mais divertido, mal posso esperar para ver a cara deles. - Com um sorriso confiante dei alguns passos em direção a embarcação. - Será que tem alguém em casa?

Me aproximaria do nosso alvo o analisando como quem não quer nada, olhando em volta e vendo se a porta estava aberta, se não fosse o caso daria um passo para trás e golpearia com a perna deireita efetuando um chute reto na direção da maçaneta - se existisse uma. Se conseguisse abrir a porta olharia o que tinha dentro por mera curiosidade. - E então, alguém trouxe um baralho? Acho que temos tempo. - A expressão relaxava em meu rosto deixava transparecer como a situação sequer me afetava - o que não era exatamente uma qualidade.  



Histórico:

_________________

Outlaws from the East - Página 2 SignGojo
avatar
Ver perfil do usuário
Imagem : Outlaws from the East - Página 2 Wd6wzaa
Créditos : 05
AxellCivil
https://www.allbluerpg.com/
Re: Outlaws from the East Sab Maio 29, 2021 1:22 pm




TETSU NO AGO

- A.B.VOGEL -


Ж


Depois de mais papo furado tinha ficado claro para mim que Kaneki só queria ganhar em cima da gente. ~ É um ladrão tentando roubar o outro… A diferença é que ele é só um pescador e nós somos profissionais. ~ Ainda não tinha ficado claro, mas quando o momento chegasse e as coisas apertassem ficaria claro para todos que nós estávamos em níveis completamente diferentes, talvez não de força, mas sim de entrega e foco em seus objetivos. Até onde Kaneki iria por esse dinheiro? Nós iríamos até o fim.

- Eu encontrei esse bar vazio e aproveitei pra tomar uma e descansar um pouco. - Sorriria com sinceridade apesar do comentário maldoso de Ryotaro. - A única informação que eu consegui é de que as coisas são bem devagar por aqui a essa hora da manhã. Da próxima vez vamos começar a trabalhar quando anoitecer, ok? - Não tinha intenção de contar sobre a minha conversa com Asami ou das poucas informações que ela tinha dado sobre Kaneki, apesar da garota ser até interessante não parecia uma boa ideia jogar isso na roda agora.

O plano de criar o caos completo em meio a multidão me parecia muito mais divertido, mas pelo menos por hora deixaria Ryo tomar a frente das coisas. - É uma pena. - Me levantaria me espreguiçando. - Mas vamos em frente! O foco é na recompensa e o meio não importa para mim. - Me colocaria para andar porta a fora junto dos demais, mas deixaria que eles passassem na minha frente para então por meu dedo indicador na frente dos lábios, e fazer um sinal de silêncio para Asami e depois dar uma leve piscadela seguida de um sorriso. Sim, as chances daquilo dar alguma merda eram grandes, mas o que é a vida se não uma grande moeda jogada para cima?

Quando enfim chegamos na embarcação tudo fez mais sentido. - Esse barco é uma grande pilha de lixo. Como vamos lutar dentro disso? - Imediatamente me veio na mente que o melhor plano era não deixar todos apertados aqui dentro, mas eu já tinha me distanciado deles por tempo demais, então foda-se, apenas ficaria aqui até nossa recompensa chegar. - Izumi. Ken. Talvez seja uma boa ideia pegarem um outro ponto e vigiar a gente de longe para atacar junto na hora certa… vocês que sabem. - Deixaria a escolha a cargo dos dois. De resto apenas me encostaria junto de Ryo e aguardaria com ouvidos atentos e escondido nossos visitantes. - Um baralho realmente iria bem.







Histórico:



_________________

Outlaws from the East - Página 2 Tc69If2
Shroud
Ver perfil do usuário
Imagem : Morra Takamoto, morra!
Créditos : 43
ShroudSoldado
https://www.allbluerpg.com/t1358-michelle-johnson#13920 https://www.allbluerpg.com/t1363-um-bom-argumento#14023
Re: Outlaws from the East Sab Maio 29, 2021 2:48 pm




TETSU NO AGO

- Izumi Kujo -


Ж

Um sorriso sem graça foi oferecido a seus colegas no momento que todos presenciaram que o barco dentro do acordo não passava de um amontoado de madeira sem estrutura alguma para tirá-los dali — Maldita má sorte, não é mesmo?! Kukuku — riu sem importar-se muito com as condições firmadas no tratado anteriormente. Espreguiçou-se junto de um bocejo, não havia feito nada durante o dia de repente já se sentia cansado, ou apenas entediado, não importava, Izumi só sabia que entre tantos planos e sugestões não tinha muito o que acrescentar para o prosseguimento do roubo - e tampouco o faria com sua previsão de má sorte -, manteve-se focado no que seus companheiros tinham em mente e concordou com cada palavra.

Ryo, impaciente não poupou esforços em forçar a entrada do grupo, Kujo sorriu, o pouco avanço que estavam fazendo parecia promissor, se não pelas recompensas, pelo menos pela diversão de surpreender os donos daquela pilha de madeira velha — É realmente um barquinho bem meia boca, como eu poderia imaginar que utilizariam isso para fazer algo do tipo kukuku! — entraria na embarcação bisbilhotando seu interior com curiosidade, se houvessem baús, gavetas, armários ou guarda-roupas Izumi os abriria a fim de encontrar algo útil ou minimamente interessante — Ryo, agora que você quebrou a porta de entrada, não acha que irão desconfiar quando se depararem que a entrada do barco foi forçada?! — questionou de maneira indiferente, não que aquilo fosse realmente um problema, mas apenas um ponto que passou por sua cabeça — De qualquer forma esse lugar é muito apertado para ficarmos todos esperando a emboscada, Vogel está certo, vou ficar do lado de fora de um ponto não muito distante, assim poderemos cobrir brechas, manter uma guarda e encurralar possíveis fujões kukuku!

Sem mais, Izumi deu um salto para fora do barco e caminhando em direção ao cais, como era um local tipicamente frequentado por pescadores em sua maioria não seria difícil encontrar caixas e barris espalhados pelo local, objetos que poderiam ser usados como cobertura para Izumi que ficaria no máximo a vinte metros de distância do barco — Aqui está bom — pensou dando um aceno para seus companheiros demonstrando que ficaria por ali durante a execução do plano.


Histórico:

_________________

Outlaws from the East - Página 2 RZdtC5v
Pepe
Ver perfil do usuário
Imagem : Teje preso!
Créditos : 11
Localização : Lvneel - North Blue
PepeAvaliador
https://www.allbluerpg.com/t321-aiko-saito#935 https://www.allbluerpg.com/t1723-operacao-p-a-r-a-d-i-s-e
Re: Outlaws from the East Ter Jun 01, 2021 12:47 am


Narração

Axell, Izumi e Ryotaro
Localização: Dawn – East Blue
Período do dia: Manhã

A mente daqueles jovens claramente não era normal. Negociando sem pensar muito no que estavam falando, ignorar o momento do dia, ou até mesmo formular planos e desistir deles na velocidade da luz. Porém nada disso fora o suficiente para preparar Kaneki para o que Ryo falou e fez ao avistar o barco pequeno e entender como o tratado deles era horrível.

Antes vamos voltar um pouco no tempo, sem maiores comentários, eles puderam partir do bar de Asami. Izumi parecia só comentar sobre a sorte do dia dele estar em baixa. Já Ryo parecia relaxado a ponto de realizar questionamentos e piadinhas quanto a beleza do achado de Axell aquele bar, mas esse preferia desconversar. Na real Vogel parecia mais preocupado com Kaneki e o que o futuro aguardava.

Seguiram por aquele caminho como citado cheio e então se depararam com o navio e foi nesse momento que as coisas desandaram. Ryo falava que iriam sim usar o barco para a emboscada, não havia por que se preocupar em danificá-lo ou qualquer coisa do tipo, pois a embarcação estava longe de atender a necessidade deles. Após perguntar se havia alguém lá começou a se aproximar. Enquanto ia se aproximando ouvia Ken e o mink conversando. Claro, a cada passo a conversa ia ficando mais baixa para ele, o ruído da cidade continuava a toda.

— Bom, com isso resolvido, qual é o próximo passo?
— Diria que não chamar a atenção até a hora do roubo, podemos ficar naquele bar, ou em outro local.
— Nos separar então é uma boa?
— Acho que sim, podemos nos encontrar aqui lá pelas nove ou dez da noite que daria tempo para...

Mas Ryo não terminou de ouvir a conversa dos dois, porque a população em volta continuava lá e acabava abafando demais. O jovem então chutava a porta do barco e a quebrava. O local ali estava completamente vazio com exceção de cordas e outros materiais que poderiam ser usados no barco, como baldes, uma vela substituta etc.

Os três iam conversando tranquilamente, perguntando sobre um baralho e outras coisas mais. Quando Izumi então começava a sair do barco viam Ken e Kaneki surpresos com o que estavam fazendo. — Até para a inteligência limitada de vocês, parabéns, vocês se superaram — apesar da piada, claramente ele não estava satisfeito com o que havia visto. — Vocês tem demência? — perguntou o mink insatisfeito. — Vocês acham que ninguém ia passar no barco o dia inteiro para checar se estava tudo bem com o barco? Se o próprio colega pescador não faria isso antes? — perguntava o mink mais apressado sem saber o que falar. — Ou sei lá, que nós já falamos que ia ser de noite... Iam ficar aí literalmente o dia inteiro num lugar apertado sem comer nada ou beber sequer água para depois lutarem com prováveis guardas de nobres? — pergunta Ken num tom mais amigável, mesmo que ainda estivesse incrédulo quanto a situação. — Ou sei lá, pelo menos não quebrar isso no meio da cidade? — perguntava apontando para a porta.

O mink começava a massagear a própria cabeça pensando no que poderiam fazer.  — Se o meu colega simplesmente vir olhar o próprio barco qualquer hora do dia vai avisar que tem coisa errada com ele agora e todo o roubo vai por água abaixo. — Ele parecia triste já com a ideia de ter os aceitado como colegas naquela empreitada. — Teremos que calar o seu companheiro de trabalho — falou Ken sem pensar muito. — Mas temos que fazer isso sem que a família nobre desconfie de qualquer coisa — ele massageava a própria cabeça com mais força. — Tentem fechar essa porta de merda da melhor forma possível e vamos sair daqui — falava Ken com uma ordem contundente, sem espaço para outras brincadeiras. — E eu sei que está cedo, mas botem essa cabecinhas de vocês para pensar antes de fazerem merda caralho — falava ele ainda mais ríspido olhando a sua volta. Era óbvio que já havia civis que haviam visto aquela cena toda. O ponto eram quantos e quão normal era aquilo. Aquele barco era bem ruim, ninguém imaginaria um grupo roubando uma embarcação daquelas no meio de uma multidão, como sairiam dali chamando menos atenção era uma boa pergunta.


Legenda:

Situação do HP:

Histórico:

Icons made by Freepik from www.flaticon.com
Tidus
Ver perfil do usuário
Imagem : Ademir
Créditos : 12
Re: Outlaws from the East Ter Jun 01, 2021 11:57 pm




TETSU NO AGO

- Shinoda Ryotaro -


Ж

Buuum! A porta estourou tão fácil quanto achei que iria e seu interior foi igualmente previsível. - Barco... Ele ainda chamou isso de barco… - Murmurei comigo mesmo enquanto um suspiro escapou, Izumi e Vogel pareciam estar pensando no próximo passo, mas Ken por outro lado tinha uma reação diferente. - Uhn? - Arqueei uma da sobrancelhas, olhei em volta como se não soubesse bem do que ele e o mink coelho estavam falando até que então a ficha caiu. - Aaaaah… - Comentei inclinando a cabeça para trás, quando percebi meu corpo tinha já se movido e feito a merda acontecer. - Merda. - Ergui as mãos e dei um passo para trás.

Vendo a possível comoção que meu pequeno ato impensável poderia gerar dei um passo em direção a Vogel, passando o braço por cima do seu ombro e puxando-o para perto. - Hahaha, essa hora da manhã já está bêbado e fazendo merda? Eu te disse para não ficar correndo atrás de rabo de saia, principalmente das que trabalham em bar. - Um papo furado para descontrair e mudar o foco da confusão. - Vamos pra casa antes que você quebre mais alguma coisa, olha a merda que você fez! Isso vai ser descontado do seu salário! Primeiro matando trabalho e sequer nos ajudou no descarregamento de peixe e agora mais essa! - A expressão brincalhona no meu rosto oscilava entre uma mais severa, talvez nosso trabalho no descarregamento mais cedo ajuda no álibi.

- Ei Izumi, veja se não quebrou nada, vou levar esse aqui para esfriar a cabeça. - Indicaria para nosso companheiro a porta quebrada, talvez não tivesse muito que pudéssemos fazer, mas agora só podíamos dançar conforme a musica. Um pouco cambaleando começaria a me distanciar do barco, tentando trazer Vogel comigo. - Vamos, me ajudem aqui antes que ele quebre alguma coisa cara. - Aos poucos utilizaria da multidão para me misturar e desaparecer, tentando buscar um lugar mais calmo e sem tantos olhos curiosos.

Se conseguíssemos nos afastar sem grandes problemas voltaria ao normal. - Ok eu sei, cagada minha, mas nós vamos até o fim com isso, nem que tenhamos de invadir a casa dos riquinhos. - Até mesmo eu sabia admitir que tinha feito merda, mas isso não era desculpa para desistir ou voltar atrás, tinha aceitado o trabalho e terminaria de uma forma ou de outra. - Você falou de um colega que pode dar com a língua nos dentes? - Olharia para Kaneki. - Pessoas costumam sumir por essas bandas com frequência, ninguém deve notar a falta de um pescador, sabe como é, os piratas e os seguidores da gorila das montanhas são pessoas terríveis. - Dei de ombros, a situação tinha acabado de piorar mas isso era apenas mais um dia normal para nós, nossos planos nunca deram certo de qualquer forma nem imagino o porque, improvisar era nossa verdadeira especialidade.




Histórico:

_________________

Outlaws from the East - Página 2 SignGojo
Shroud
Ver perfil do usuário
Imagem : Morra Takamoto, morra!
Créditos : 43
ShroudSoldado
https://www.allbluerpg.com/t1358-michelle-johnson#13920 https://www.allbluerpg.com/t1363-um-bom-argumento#14023
Re: Outlaws from the East Qua Jun 02, 2021 5:06 am




TETSU NO AGO

- Izumi Kujo -


Ж

Kaneki e Ken se pareciam de tamanha forma que um único ato impensado do trio fez com que a reação fosse única: indignação. Izumi apenas sorriu, estar no meio daquelas pessoas era divertido e isso parecia ser mais importante do que qualquer plano dado o momento — Talvez eles não percebam que a porta foi quebrada, o navio está tão velho que eu não me surpreenderia kukuku! — riu o rapaz assistindo a cena onde Vogel passava a ser o culpado da situação e, embora soubesse dos fatos, entrou na brincadeira — Ei Vogel, o que aquela garota do bar te deu para você agir dessa forma tão impulsiva?! Seja o que for te deixou com os nervos à flor da pele — deu as costas a embarcação, seu interior não guardava nada de útil ou interessante e por isso não merecia mais a atenção do Kujo que por um instante teve um lampejo de algo que, de acordo com o ponto de vista poderia ser enxergado como uma tentativa de salvar o roubo.

Em sua face expressou-se toda “boa ideia”, quem sabe até mesmo pudesse-se enxergar uma lâmpada acendendo no topo de sua cabeça com tamanha engenhosidade — Já que estamos frequentando um lugar de poucas leis e muita pobreza, não é incomum que roubos aconteçam, talvez se espalharmos um boato de que um alguns zé ninguém estão invadindo barcos isso chegue aos ouvidos das pessoas certas — deu de ombros, para ele tudo era bem simples e funcional, só precisavam dar o sopro inicial e deixar com que a natureza humana cuidasse do resto — bandidos pequenos não devem ser uma preocupação para eles, se bem que olhando bem, nós somos bandidos pequenos kukuku!

O punho direito bateu contra a palma da mão contrária, — Podemos ir até o bar da namorada do Vogel e começarmos o boato por lá, talvez não tenha ninguém no momento já que o lugar é uma espelunca, mas não temos nada a fazer por hora — ponderou imaginando o que fariam até o anoitecer dado o fato que o sol da manhã ainda os banhava com seus poucos raios que atravessavam as nuvens — bem, o fato de haverem pessoas que já nos viram aqui apenas vai fortalecer o boato, então podemos tomar proveito da situação ao mesmo tempo que permanecemos anônimos e escondemos nossas reais intenções. O que acham?! — propôs pressentindo o quão divertido seria assistir toda aquela maluquice acontecendo de fato, os lábios curvados em um sorriso se tornavam a ilustração de sua malicia.


Histórico:

_________________

Outlaws from the East - Página 2 RZdtC5v
avatar
Ver perfil do usuário
Imagem : Outlaws from the East - Página 2 Wd6wzaa
Créditos : 05
AxellCivil
https://www.allbluerpg.com/
Re: Outlaws from the East Qui Jun 03, 2021 5:49 pm




TETSU NO AGO

- A.B.VOGEL -


Ж



A reação de todos junto da cara de merda de Ryo me fazia explodir em uma gargalhada. - KAHHAHAHAHAHAHAHAHAHAHHAHAHAHAH caralho… KAHAHAHAHkKAKKA... por essa nem eu esperava. - A risada vinha tão forte e estridente que facilmente chamaria atenção de quem estivesse passando por perto. - Vocês são muito burros… - Diria com a voz meio distorcida enquanto limpava as lágrimas involuntárias com a camisa.

Foi então que Ryo começou a dizer algumas coisas sem sentido. - EU? - Me referia a sua acusação completamente bem louca. - Que porra você ta falando?! Que salário? Tira a mão de mim eu nunca ganhei salário nenhum! - Foi então que finalmente entendi o que ele queria com tudo isso. - Ahhh - É que as habilidades teatrais dele são tão avançadas quanto sua capacidade de decisão que eu me perdi entre os personagens. - Ok então. EU NÃO QUERO NEM SABER. EU VOU QUEBRAR TUDO. VOCÊS SÃO UNS IDIOTAS. VOCÊS FEDEM A PEIXE MORTO, EU TO CANSADO DISSO, EU VOU É BEBER PORQUE BÊBADO EU NÃO TENHO QUE ME LEMBRAR DE SUAS CARAS AMASSADAS. - Tentaria me soltar de Ryo o empurrando para trás. - E VOCÊ, EM… COELHO? - O agarraria pelo colarinho e o puxaria para perto tentando dar uma cabeçada no seu focinho amassado. E sem o soltar o traria para perto de novo para cochichar em suas longas orelhas. - Da próxima vez que falar merda pra mim eu vou te apagar. - E o empurraria com força para trás, se ele revidasse em algum momento eu tentaria esquivar no maior estilo punho bêbado dragão de comodo.  

- IZUMI! HEY, IZUMI! QUAL O MEU HORÓSCOPO???? MEU PLANETA É RUM COM ASCENDENTE EM… ERRRrrr… COM ASCENDENTE NA MÃE DO KEN EM CIMA DO MEU COLO KAHAHAHAHAHAHAHAHHZAHZHAZHAHZHAHZZAHZHA CoFfFfff cofff arghhh - E em meio a tosses e engasgos voltaria a me apoiar em Ryo para sair dali com as pernas entrelaçadas. - Ok. Chega dessa merda. Você me deve uma. - É cada uma que a gente passa pra construir uma grande organização criminosa de sucesso.

Esperava que todo aquele showzinho resolvesse o problema, mas se não, sinceramente, foda-se. O tesouro estava na ilha, bastava o encontrar em algum lugar. Seguiria o grupo para onde quer que fossem para esperar o tempo passar e enquanto isso o meu foco estaria se estavam nos seguindo e se as pessoas realmente tinham acreditado naquela palhaçada toda.






Histórico:



_________________

Outlaws from the East - Página 2 Tc69If2
Pepe
Ver perfil do usuário
Imagem : Teje preso!
Créditos : 11
Localização : Lvneel - North Blue
PepeAvaliador
https://www.allbluerpg.com/t321-aiko-saito#935 https://www.allbluerpg.com/t1723-operacao-p-a-r-a-d-i-s-e
Re: Outlaws from the East Sab Jun 05, 2021 5:27 am


Narração

Axell, Izumi e Ryotaro
Localização: Dawn – East Blue
Período do dia: Manhã

A situação era ruim, mas eles pensavam rápido após começarem a ouvir a bronca de Ken e Kaneki. O primeiro a reagir era Ryo que já começava a interpretar todo seu plano, dava uma simples ordem para Izumi e começava a gritar com Axell. Este meio lento das ideias demorava para pegar a ideia e por isso o começo do teatro era bem patético em comparação com quando ele realmente participava.

Izumi, ao invés de tentar consertar a porta ou fazer alguma gambiarra, pensava em um plano para que acreditassem na coincidência. Enquanto ele ia pensando nisso, Ryo ia falando com o mink sobre o amigo dele, mas a fala era interrompida com Vogel em sua encenação que agarrava Kaneki e simplesmente cabeceava o nariz do pobre mink que estava pagando pato por ter confiado em retardados.

Sangue voou e agora sim haviam chamado a atenção, viram alguém gritando sobre a agressão, o plano do mentalista provavelmente seria super efetivo. Apesar do sangue, Axell o segurava e ainda o ameaçava. Porém após o empurrar, ao contrário do que havia ameaçado, ouvia o mink em alto e bom tom. — SEU RETARDADO FILHO DA PUTA! — o grito ecoava tanto quanto fosse possível naquele cais caótico. Viam Kaneki colocando a mão em seu próprio nariz e se espantando com o próprio sangue. Ele começava a sair correndo sabe-se lá para onde, aproveitando a multidão para tentar se mesclar com a população. Se Axell fosse atrás dele, poderia até pegá-lo se não se importasse em empurrar as pessoas a sua volta.

Ken olhava aquilo tudo e preferia não comentar, começar a rir era melhor do que xingar o cabeça oca. Assim, aos poucos foram para o bar. — Recomendo que se limpe antes de ver aquela menina, a não ser que você não se importe — falava Ken para o Vogel antes de abrir a porta caso esse estivesse ali e não caçando um mink. Axell sentia o sangue do mink em seu rosto em certa quantidade.

Dentro do bar, o mais velho ali sentava-se na mesma mesa que haviam sentado antes e indicava com a mão para que a maid trouxesse quatro copos ali. Não havia especificado a bebida, provavelmente para ele não importava no momento. — Bom... o seu plano pode funcionar Izumi... — falava inclinando a cadeira para trás e olhando para o teto. — Só que agora ficou mais difícil de invadir a casa deles... — falava olhando para Ryo quanto a sugestão que havia dado no cais ainda. — Não sabemos qual riquinho que é — falava meio nervoso, não com algum deles ali, mas com a situação merda que estavam naquele momento. — Sabemos o barco... mas eles podem mudar com ele estando quebrado... claro que podemos tentar o plano de Izumi... — falava ele pensando nas possibilidades, mas percebiam que Ken não parecia acreditar mais naquele plano como um todo. Eles que teriam que bolar algo mirabolante para sair daquilo com algo.


Legenda:

Situação do HP:

Histórico:

Icons made by Freepik from www.flaticon.com


_________________

Outlaws from the East - Página 2 OOvf4T4
avatar
Ver perfil do usuário
Imagem : Outlaws from the East - Página 2 Wd6wzaa
Créditos : 05
AxellCivil
https://www.allbluerpg.com/
Re: Outlaws from the East Sab Jun 05, 2021 6:06 pm




TETSU NO AGO

- A.B.VOGEL -


Ж



Afinal, parecia que o Kaneki era só um pescador falador e não sabia trocar alguns bons socos. - Au revoir, desgraçado! - Diria ainda meio perdido no personagem bêbado enquanto saía dali junto de meus amigos. Ken me lembrava do sangue no meu rosto ao qual eu sinceramente nem tinha percebido e instintivamente eu o limparia na roupa de quem estivesse mais perto e que não fosse a minha própria.

- Voltamos! - Falaria em alto e bom som em uma saudação à garçonete. Talvez tivesse um pouco de sangue no meu bigode e cabelo, mas isso eram ossos do ofício e eu tinha certeza que ela entenderia. Logos todos estávamos acomodados na mesma mesa de antes e ao ver aquela cena uma fagulha se acendia em minha mente, e quando isso acontecia eu geralmente ia até o fim com ela. De qualquer forma ouviria Ken atentamente e não o interromperia até que ele acabasse de falar, só então diria de maneira firme:

- O quão idiota nós somos? - Isso era claramente uma tentativa de ofender os três idiotas na mesa. - A quanto tempo estamos nessa porcaria de ilha procurando migalhas e fracotes como Kaneki? - Me debruçaria sobre a mesa como se fosse contar um grande segredo. - Eu não sou um idiota. Eu quero poder, eu quero dinheiro e eu quero esse grupo no topo do mundo. - Encararia um de cada vez até entenderem que toda essa merda que eu estava falando era realmente séria. - Vamos virar marinheiros. - Sorriria como o maior dos sádicos. - Marinheiros ganham recursos do governo… armas, navios, comida, roupas e equipamentos qualquer idiota consegue subir de patente assim, num estalar de dedos. O salário desses filhos da puta nunca foi tão alto… - Daria um soco na mesa e diria empolgado. - E OS BONS NEGÓCIOS AINDA VIRIAM ATÉ A GENTE! Pra que depender de informantes? Como marinheiros vamos ter todas as cartas na nossa mão! Vamos contar uma grande piada e fazer a Mandíbula de Aço crescer dentro de sua maior ameaça. - E então me encostaria na cadeira com o peito arfando pronto para beber um grande gole do que quer que estivesse no copo.

Eu não sabia muito bem como iriam receber tudo aquilo, mas esse era o grande plano da noite. - Não tem como ficar muito mais fodido do que nós estamos agora. - Entrelaçaria os dedos atrás da cabeça e me encostaria confortavelmente na cadeira. Talvez isso acabasse em uma grande discussão ou em um brinde, tudo dependeria do nível de insanidade dos homens naquela mesa.







Histórico:



_________________

Outlaws from the East - Página 2 Tc69If2