Tópicos Recentes
Destaques
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Últimos assuntos
 :: Oceanos :: Blues :: East Blue :: Dawn
Página 5 de 5 Página 5 de 5 Anterior  1, 2, 3, 4, 5
Kenshin
Ver perfil do usuário
Imagem : Outlaws from the East - Página 5 XqxMi0y
Créditos : 25
KenshinDesenvolvedor
https://www.allbluerpg.com/t360-agatha-harkness https://www.allbluerpg.com/t386-prologo-frenesi-da-raposa#1165
Outlaws from the East Qua Maio 12, 2021 12:12 am
Relembrando a primeira mensagem :

Outlaws from the East

Aqui ocorrerá a aventura dos(as) Civis Shinoda Ryotaro e Axell B. Vogel. A qual não possui narrador definido.

_________________

Outlaws from the East - Página 5 J09J2lK

Pepe
Ver perfil do usuário
Imagem : Teje preso!
Créditos : 03
Localização : Flevance - North Blue
PepeEstagiário
https://www.allbluerpg.com/t321-aiko-saito#935 https://www.allbluerpg.com/t384-operacao-t-n-c-t-o-n-i
Re: Outlaws from the East Dom Jun 13, 2021 3:20 am


Narração

Izumi e Ryotaro
Localização: Dawn – East Blue
Período do dia: Manhã

O chá de cadeira era seguido por uma simples caminhada que explicava poucas coisas aos novos recrutas. Mesmo assim já atiçava suas mentes vendo a estrutura do local e como era algo simples e que poderia melhorar a vida deles.

Claro que nem tudo era bom de se ouvir e Izumi perguntava algo relacionado ao colega enquanto adentravam no escritório. Porém o marinheiro respondia bem calmo. — Uma pena que vocês gostem de trabalhar em um quarteto, pois eu mando patrulhas de três pessoas — apesar de calmo, era bem claro que simplesmente não havia a opção de Axell agir com eles três. — E como você alertou que o seu amigo é o mais... complicado, por assim dizer, é ainda melhor que o coloque com pessoas que eu confio completamente. Não concorda? — perguntava para Izumi enquanto Ryo já pegava sua caneta para responder as perguntas do papel.

O papel perguntava algumas informações básicas e mesmo assim Ryo não sabia como respondê-las. Perfeito para mostrar como haviam chegado no fundo do poço. Enquanto Michel lia as respostas, ouvia a primeira pergunta do jovem. — Sim — respondia sem olhar para o mais novo dos Shinoda. — Eu ia mandar vocês patrulharem o porto, pois ouvimos alguns chamados de confusão nele, algo sobre alguns atacarem um barco de um pesqueiro no meio da manhã — falava passando para o papel de Ken. — Mas acho que vou mudar a ordem, já que você tem um objetivo tão peculiar como esse, não posso manda-los em uma missão tão chata, não é mesmo? — falava, mas não parecia que ele queria uma resposta.

Michel balançava a cabeça por um instante como se reprovasse algo, sendo difícil falar se era algo que havia lido ou o que havia acabado de ler, pois logo em seguida parecia mudar de ideia de novo. — Bom, será uma patrulha, mas não a patrulha chata do porto — comentava. — Vocês receberam seus uniformes e armas e irão ficar de vigília em um depósito de fogos de artifício — designava a ordem sem grandes problemas. — Claro que poderão usar a força, desde que estejam sendo atacados. Não existe isso de um marinheiro atacar um civil sem saber que ele é perigoso — explicitava. — E pode ter certeza que investigarei se a cena for estranhamente violenta — explicou o tenente em um tom tão sério que Ryo percebia que não poderia cogitar irritar aquele homem. — Inclusive, não imagino que precise explicar, mas sendo marinheiros, vocês entendem que o dever de vocês é proteger a população, não é? Serem justos com todos.

Com aquele papo todo tendo passado, Michel indicava para seguirem-no novamente. — Existe um dormitório aqui no Quartel General, vou dar as próximas uma ou duas horas para vocês irem até a casa de vocês buscarem suas coisas se quiserem — falava ele indicando com a mão uma escada que havia bem longe, depois da academia. — Os dormitórios ficam lá, quando voltarem tomarão um bom banho e usarão os uniformes da marinha pela primeira vez. Poderão comer algo na lanchonete e pegar suas armas no armazém — continuava, porém o tenente estava voltando para a entrada do QG.

Nela parava na frente do secretário. — Esse aqui é o Randamu. Ele passará as chaves de seus quartos e as informações do armazém que irão patrulhar depois. Estejam prontos aqui até no máximo duas horas — falava olhando para um relógio de pulso, mas não informava para eles que horas eram. — Bem vindos a marinha — comentava ele e então saía.

Randamu era um homem tão comum que a impressão que os três ali possuíam era de já o conhecerem. Era uma impressão falsa, o rosto dele era tão comum que provavelmente poderiam falar que conhecem sabe-se lá quantos deles. Ele parecia esperar os três falarem alguma coisa.

não sei quanta coisas vocês vão fazer antes de irem para o armazém, mas se for pouca/nada importante vocês podem já narrar como vão começar a patrulhar lá depois de pegar as instruções, armas, comer, banho e etc, mesmo comendo vocês não vão esbarrar com o Axell, fica o aviso

Axell
Localização: Dawn – East Blue
Período do dia: Manhã

Decepcionado com a negativa de Asami acabou sem reparar por um tempo na rua a sua volta. Até espantava alguns que o olhavam meio atravessado, mas no geral não significava muita coisa para ele.

Quando chegou no quartel general, apenas reagia a situação que desenvolvia em sua volta. E a única coisa que pedia era para almoçar primeiro. O homem sorria com o pedido. — Claro, podemos almoçar antes — falava indicando para Axell o seguir. — É bom que vamos conversando sobre algumas burocracias que existem na marinha — comentava já andando.

Não foi difícil chegar no refeitório, ele era grande, cheio de mesas e cheio de marinheiros. — Primeiro de tudo — falava Tiash mostrando onde era para se servir. — Os seus amigos te chamaram de Vogel, mas qual é o seu nome completo? — perguntava o homem lhe passando uma bandeja. — Hmmm — falaria com a resposta. — E qual é o nome dos seus pais? — perguntava em seguida enquanto se servia de arroz. — Meus pais eram marinheiros — falava antes mesmo de ouvir a resposta de Axell.

Quando terminavam de se servir Tiash ia para uma mesa e começava a provar a comida. — Alguma pergunta quanto a marinha? — ouvia. A refeição a sua frente não era das melhores, mas era gratuita e na quantidade que quisesse. Enquanto comiam, uma marinheira sentava-se do lado do sargento e comia calada.


Legenda:
Shinoda Kentaro
Mink raivoso – Imagem Dele
Maid Asami - Imagem Dela
Kaneki - Imagem dele
Tenente Michel Thorvanor - Imagem dele
Sargento Tiash

Histórico:
Nome e link da Aventura: Outlaws From the East
Nome e Ficha dos Participantes:Axell Belmont Vogel
Izumi Kujo
Shinoda Ryotaro
Localização da Aventura: East Blue – Dawn Island

Axell

Ganhos:

Perdas: 60k de berries (15k – copo de rum pago no post 4 – pelo nível do bar + 45k – 3x copos de rum pagos no post 9)

Relação de Personagens:

Experiência: 10 posts
Localização Atual: East Blue – Dawn Island

Izumi

Ganhos: Jornal Regional – post 1

Perdas: 50k de berries (50k – jornal post 1)

Relação de Personagens:

Experiência: 10 posts
Localização Atual: East Blue – Dawn Island

Ryotaro

Ganhos:

Perdas:

Relação de Personagens: East Blue – Dawn Island

Experiência: 10 posts
Localização Atual:


Quantidade de Postagens do Narrador: Pepe – 10 posts
Resumo:
  • Eles planejam um roubo da mesma forma que o Bolsonaro planeja o futuro do país
  • Decidem virar da marinha pois isso é dinheiro fácil

Opinião sobre a Narração: Uma bosta

Icons made by Freepik from www.flaticon.com


_________________

Outlaws from the East - Página 5 OOvf4T4
Tidus
Ver perfil do usuário
Imagem : Kain
Créditos : 00
Re: Outlaws from the East Dom Jun 13, 2021 10:58 pm




TETSU NO AGO

- Shinoda Ryotaro -


Ж

Ter uma conversa civilizada com um marinheiro pela primeira vez foi estranho, mas nada foi mais estranho do que a patrulha que quase ficamos encarregados de realizar. - Eu conheço bem aquela região e com certeza isso foi obra dos vagabundos que frequentam uma taverna local, a essa hora do dia já estão bebendo e causando confusão, francamente esse tipo de gente que suja a reputação do porto. - Balancei a cabeça em negação repudiando aquela atitude horrenda - que tinha sido cometida por nós, mas essa parte não era importante para a conversa.

O que veio a seguir foi um discurso ensaiado, servir e proteger, talvez esse tipo de coisa enganasse o povo da cidade alta, mas eu sabia que esse discurso era bem seletivo já que essa proteção nunca esteve lá por mim quando precisei. - Claro, proteger os fracos e um martelo da justiça para os vilões. - Um leve sorriso se formou em meu rosto, me segurando muito para não se tornar um deboche de toda aquela baboseira.

De qualquer forma agora estávamos livres, tínhamos um novo lugar para ficar e até roupas limpas. - Obrigado… Senhor! - Tentei realizar uma continência sem jeito após ouvir todas as informações. - Então Ran, é você quem vai nos dar a chave do quarto? - Questionaria o rapaz. - Bem, não é como se tivesse mais do que estou vestindo para trazer mesmo. - Dei de ombros e aguardaria. - Obrigado. - Agradeceria assim que recebesse as chaves. - Bora? Estou louco pra tomar um banho, acho que ainda estou fedendo a peixe. - Comentaria com Ken e Izumi enquanto caminhava até nossos novos aposentos.

Chegando ao nosso destino apanharia o uniforme e de imediato mudaria meu rumo para o banheiro onde tomaria um bom banho, um que me livrasse do cheiro imundo do lixão e dos peixes. - “Se ser um marinheiro vai me ajudar a tirá-los daquele lixão que assim seja, mesmo que esse seja apenas o primeiro degrau.” - Ser usado pela marinha e usá-la como atalho para alcançar o topo me parecia uma troca justa para os dois lados.

Depois do banho vestiria o uniforme e tentaria encontrar Izumi e Ken. - Estão sentindo isso? - Daria uma longa fungada inspirando todo o ar que meus pulmões aguentassem antes de expirar. - Sem cheiro de lixo ou peixe. - Esboçaria um largo sorriso quase que infantil. - Comida de graça, roupa limpa, camas macias e um trabalho fácil, por que não fizemos isso antes? Eles ainda vão nos pagar por ficar parados na porta de um lugar qualquer fazendo cara de mau, normalmente apanharíamos por isso mas aqui nós somos pagos. - Tudo aquilo estava bom demais pra ser verdade, não que a calmaria e moleza fossem algo pelo qual buscava, contudo não fazia mal nenhum aproveitar um pouco disso às vezes, certo?

Sem mais delongas iria até a lanchonete para comer alguma coisa, em seguida buscar pelo arsenal para conseguir meu bastão e só então retornaria a recepção onde nosso informante - se é que podia chamar assim, estava a nossa espera. - Yo! - Novamente uma continência torta batendo a lateral da mão aberta na testa. - O tenente disse para falar com você sobre a tal patrulha, então qual a boa? - Não faria rodeios sobre o assunto. - Então vamos lá fazer nosso trabalho de marinheiro, até mais ver! - Um sorriso presunçoso se formaria em meu rosto enquanto acenava para o rapaz me despedindo. Marcharia até o local onde nossa primeira missão como marinheiros aconteceria, uma loja de fogos de artifício? Isso parecia trabalho fácil onde ficaremos dormindo até o horario de voltar, afinal de contas que tipo de idiota tentaria roubar esse tipo de lugar?



Histórico:
Post: 11
Nome: Shinoda Ryotaro
Profissão: -x-
Proficiências: Acrobacia | Ameaça | Briga | Condução | Furto.
Qualidades: Versátil | Ambidestro | Carismático | Hipoalgia | Mestre em Haki.
Defeitos: Infâmia | Ambição | Impulsivo | Leal | Orgulhoso.
Ganhos : -x-
Perdas: -x-
Localização: Dawn Island - East Blue

_________________

Outlaws from the East - Página 5 SignKain
Axell
Ver perfil do usuário
Imagem : Outlaws from the East - Página 5 Wd6wzaa
Créditos : 00
AxellCivil
https://www.allbluerpg.com/
Re: Outlaws from the East Seg Jun 14, 2021 11:56 pm




TETSU NO AGO

- A.B.VOGEL -


Ж



Com o almoço garantido minha guarda baixava significativamente, talvez eu até topasse obedecer uma outra ordem ou conversar um pouco como uma pessoa normal. Talvez para Tiash aquilo significasse uma espécie de interrogatório ou então quem sabe ele ainda estivesse me avaliando, de qualquer forma eu não dava a mínima pelo o que ele achava de mim e por isso simplesmente o responderia. - Meu nome é Axell Belmont Vogel. - Olharia para ele. - Me chame de Vogel. - E continuaria andando.

Já sentado e plenamente servido naquele mar de marinheiros era hora de tirar a barriga da miséria. Não exitaria nem por um segundo em provar um pouco de tudo, e isso incluía desde sobremesas até vegetais (se necessário montaria duas bandejas). - Meus pais? - Responderia de boca cheia com o garfo gesticulando de um lado pro outro. - Meu pai era um revolucionário. Axell belmont, O Cavalo Louco. - Olharia para ele e daria de ombros para então voltar a encher a boca. - Ele era do grande escalão, chegou a bater em muita gente. Minha mãe era um caçadora de recompensa, sei lá. Analise  Vogel. - O foco agora era a sobremesa, adorava pudim apesar de ser poucos  os cozinheiros que realmente tinham a mão certa para fazer essa iguaria.

Hmmmm - Refletiria um pouco… O que eu realmente queria saber da Marinha? Eu já sabia que eles eram uns fracassados mimados pelo dinheiro público e que aliás esse era exatamente o motivo por eu estar aqui. Sendo assim: - Eu sou bom com ferramentas. Eu construo… coisas. Se eu quiser planejar e construir veículos e outros artefatos a Marinha me forneceria esses recursos? - E então me viraria para a garota que havia sentado com a gente. - E quem é você? - Me debruçaria sobre a mesa e chegaria um pouco mais perto da garota para então apontar meu garfo de sobremesa e dizer: - Você não é bonita demais para ser marinheira? - Continuaria mastigando atento a espera de sua resposta.

Bom, Tiash. Qual nossa primeira missão? Quero encontrar meus amigos o quanto antes. - Finalizaria empurrando a bandeja e empilhando pratos, talheres e guardanapos num pequeno montinho para então me pôr de pé. Pra aliviar a pressão da barriguinha cheia abriria mais dois botões da camisa e aí sim estaria pronto para exercer o meu dever e proteger a população! Mas basicamente seguiria o sargento para onde quer que ele quisesse que nós fossemos.







Histórico:
Post: 11
Nome: A. B. Vogel
Profissão:
Proficiências: Condução | Mecânica | Engenharia Mecânica | Mecatrônica | Briga.
Qualidades: Versátil | Senso de Direção | Prontidão | Visão Aguçada | Mestre em Haki.
Defeitos: Ambição | Cabeça Quente | Furioso | Indisciplinado | Divída.
Ganhos : -x-
Perdas: - 15k (copo de rum)
Localização: Dawn Island - East Blue



_________________

Outlaws from the East - Página 5 Tc69If2
Shroud
Ver perfil do usuário
Imagem : Morra Takamoto, morra!
Créditos : 05
ShroudDesigner
https://www.allbluerpg.com/t781-mirai-tsumi#6298 https://www.allbluerpg.com/t785-o-cla-de-pecadores
Re: Outlaws from the East Qua Jun 16, 2021 3:02 am




TETSU NO AGO

- Izumi Kujo -


Ж

Quando o homem citou o incidente no porto Izumi se entreolhou junto a Ken e Ryo, aquele episódio só mostrava que a decisão mais sábia do grupo naquela manhã havia sido abandonar o plano do roubo e virar a chave em cento e oitenta graus, se lidar com outros bandidos já não seria fácil, enfrentar os bisbilhoteiros da marinha também não facilitaria as coisas — Que mundo é este em que vivemos — suplicou o garoto levando às costas de sua mão destra à sua testa — as pessoas estão doentes, nossa sociedade está doente, como podem tomar posse do que não lhes pertence? — indagou dramaturgicamente em referência ao evento mais cedo no porto, ironicamente, causado pelo grupo que por muito pouco não foi responsabilizado para tomar medidas a respeito dos próprio crime.

O resto da conversa foi um bate papo muito tedioso entre o marinheiro e Ryo, as mãos de Izumi se afundavam em seus bolsos e chegou até mesmo a soltar um bocejo entre as falas dos demais — Desculpe, desculpe —, os olhos enegrecidos fitavam as paredes, chão e portas do local, a estrutura da organização era realmente algo a se admirar e que mais cedo ou mais tarde poderia usufruir como um verdadeiro soldado da justiça, ao menos era isso que queria que aquelas pessoas pensassem. O conceito de justiça era ambíguo e subjetivo a depender das experiências e vida de cada um, o que era justo para um era injusto para outro e para Izumi, viver uma vida precária e ter se esforçar para salvar desconhecidos não lhe parecia correto, mas se este era o papel que a vida lhe oferecia, era assim que passaria a atuar, pelo menos superficialmente.

Não temos para onde ir, não há ninguém nos esperando em casa mesmo kukuku — comentou quanto ao tempo livre que lhes fora oferecido, tudo o que tinham de valor já estava sendo carregado, o que não era muita coisa, ou basicamente nada. Quando Ryo tomou posse das chaves do dormitório o trio seguiu para o cômodo e como esperado todos fizeram a mesma coisa, tomar um banho quente e demorado para enfim vestir as cores da marinha — Oho parece que o branco fica tão bem em você quanto o preto Ryo, não concorda Ken? Kukuku — riu ao se deparar com tamanho contraste das vestes do companheiro. Izumi também trajava as mesmas roupas e até mesmo se permitiu ser menos formal ao usar o boné virado para trás — E eu, como estou? — perguntou abrindo os braços.

Sim, eu não sinto cheiro de nada — respondeu apontando para o próprio nariz — essa é uma ideia que apenas Vogel poderia ter, é estupidamente genial. Imagino o que ele possa estar fazendo nesse momento, gostaria de ser uma pequena abelha para presenciar o momento kukuku — divertiu-se imaginando que tipo de pessoas e testes Axell poderia estar sendo submetido e principalmente qual era sua reação diante estes fatores. Os passos caminharam para fora do dormitório seguindo o roteiro pré-determinado, refeitório onde puderam tirar a barriga da miséria e posteriormente o arsenal, Izumi olhou para os próprios punhos cobertos por uma faixa velha e suja, sempre usou seu corpo para lutar e não havia resquícios de memórias da última vez que havia empunhado qualquer tipo de lâmina ou arma de fogo, havia uma escolha a ser feita naquele lugar onde, não inesperadamente, os pensamentos do mentalista priorizaram a diversão e não a lógica — Eu vou ficar com essa arma aqui — a destra se direcionou para uma pistola que foi guardada logo em seguida, e seu novo portador só conseguia pensar em uma única coisa “talvez não seja tão difícil atirar assim”

Nas ruas de Dawn Island desfilar como um marinheiro entre as pessoas que outrora lhe olhavam torto era no mínimo estranho, mas Izumi gostava daquilo, sabia que em breve algum daqueles indivíduos poderia ter sua vida ou pertences dependendo de sua boa vontade, assim como bandidos poderiam ter suas vidas “facilitadas” se tivessem os recursos certos para lidar com uma abordagem — Ah, a vida de marinheiro é tão boa — disse erguendo os braços em animosidade — somos agentes da lei pagos para servir a população e proteger os mais fracos — continuou dessa vez imitando os trejeitos e modo de falar Michel — pessoas malvadas não podem ficar impunes, é por isso que eu estou aqui, o Super Izumi — sacou a pistola e a apontou para sua frente sem preocupar-se muito com as consequências — pew pew! Toma essa bandido, pew! Solte o refém, ele não tem nada haver com isso, lute como um homem de verdade — continuou com o punho cerrado a altura de seu peito e praticamente dialogando com um ser imaginário — Então, onde temos que ir e o que temos que fazer?!


Histórico:
Post: 11
Nome: Izumi Kujo
Profissão:
Proficiências: Lábia | Barganha | Discurso | Etiqueta | Persuasão

Qualidades:
Exibido (2 pontos): Você tem um desempenho melhor quando luta diante de uma platéia, desde que eles estejam torcendo por você. Narrativamente, você recebe um pequeno bônus nas suas capacidades físicas, para representar sua determinação.

Carismático (2 pontos): Você tem uma espécie de magnetismo natural que faz com que algumas pessoas gostem de você sem motivo aparente.

Mestre em Haki: (4 pontos): Assim que você desbloquear a especialização do Haki da Observação ou do Haki do Armamento, você pode escolher seguir dois caminhos de especialização simultaneamente. Nesse caso, os efeitos narrativos se acumulam, mas os bônus de atributo concedidos não. Nessa hipótese, o melhor atributo entre os dois será considerado sempre.

Destemido (1 ponto): Você tem uma coragem distinta e não se deixa abalar diante de grandes desafios ou provações, mesmo que tudo esteja contra você e as condições não sejam favoráveis você ainda é capaz de enfrentar seus desafios de cabeça erguida, sem se sentir intimidado. Em termos mecânicos, a aplicação da condição amedrontado em você sempre é reduzida em uma categoria.

Defeitos:
Sonâmbulo: (2 pontos): Você se move durante o sono, toda vez que dorme, você não faz ideia de onde vai acordar.

Supersticioso (1 ponto): Você acredita em crendices populares, como o fato de pisar em uma rachadura trazer azar e um pé de coelho trazer sorte, você leva essas supertições a sério e molda seu comportamento em cima disso.

Sem olfato (1 ponto): Você não é capaz de sentir cheiros e gostos.

Inimigos (2 pontos): Você, por qualquer motivo, é inimigo jurado de alguma pessoa ou organização. Até ser eliminado, seu inimigo vai fazer tudo possível para lhe prejudicar quando tiver oportunidade.

Ganhos:

• Jornal local

Perdas:

• 50,000 berries

Localização: Dawn Island - East Blue

_________________

Outlaws from the East - Página 5 YcW5imp
Pepe
Ver perfil do usuário
Imagem : Teje preso!
Créditos : 03
Localização : Flevance - North Blue
PepeEstagiário
https://www.allbluerpg.com/t321-aiko-saito#935 https://www.allbluerpg.com/t384-operacao-t-n-c-t-o-n-i
Re: Outlaws from the East Sex Jun 18, 2021 2:13 am


Narração

Izumi e Ryotaro
Localização: Dawn – East Blue
Período do dia: Almoço

Enquanto Izumi fazia toda uma cena, claramente a única pessoa que enganava era ninguém. O tenente claramente não acreditava naquele teatrinho. E de resto não havia muito o que falar. A conversa foi fluindo de forma bem tranquila, e como o sem olfato fez questão de destacar, tediosa. Mas seria tédio algo ruim? Naquele mundo que viviam, tédio era uma prova de que não precisavam se preocupar com alguma coisa, qual foi a última vez que tiveram esse sentimento? Principalmente alguém como Izumi.

E não tardava para que novamente mostrassem como tédio era algo incomum em suas vidas, não precisavam buscar nada porque não tinham nada, ou seja, viviam simplesmente para sobreviver um dia a mais. Randamu parecia se emocionar com a facilidade com que falavam que não tinham nada, já o tenente parecia anotar aquilo em sua mente, como se atestasse mais alguma coisa para ele. — Eu que vou passar sim — informava sem problemas.

Com isso tudo, a única coisa que faziam era partir para o quarto, duas chaves foram dadas, uma para Ryo e uma Izumi. Ouviam Randamu comentando que provavelmente o lógico seria Ryo e Ken ficarem juntos já que eram irmãos. E isso ficou mais claro depois, pois o quarto possuía um beliche. Era um quarto bem simples, beliche, escrivaninha, guarda-roupa que seria compartilhado, janela. O banheiro era comunitário e ficava no final do corredor. Mesmo assim, era o melhor banheiro que iam em muito tempo com facilidade.

A vida estava fácil, podia desfrutar de tudo e por isso comiam, se vestiam, faziam piadas sobre o próprio cheiro, pegavam armas e roupas. O que mais poderiam desejar? Ryo mesmo destacava como a vida parecia simples e indagava sobre o motivo de não fazerem isso antes. — Sinceramente, não sei... mas vamos torcer para que consigamos nos adaptar — falava Ken que parecia ainda apreensivo. — Principalmente Axell, ele está isolado da gente de propósito, certeza. Falamos tanto dele que agora vão testá-lo com mais afinco — comentava. — Acredito que a nossa missão no armazém será um teste também — falava, era difícil para o irmão mais velho ali acreditar em tantas coisas boas de forma tão fácil.

Bom, talvez que tudo aquilo viesse sem um preço, mas no momento havia, por isso lá estavam de frente para Randamu mais uma vez, pedindo pelas informações do local. Ele falava o endereço e todos conheciam mais ou menos o local de nome, porém não é só o endereço que passava. — Vocês vão patrulhar até meia noite pelo menos, que será quando outros marinheiros vão render vocês. Podem pedir para entrar no depósito para usarem o banheiro, o nome do porteiro é Bruno e ele é um senhor muito gente boa e paciente, adora contar uma história — falava começando a se perder. — Bom, os marinheiros que forem te render vão utilizar o código “Reta Podre”, se não utilizarem, podem ter certeza de que não são os marinheiros que irão rendê-los — falava Randamu de forma bem assertiva. — No mais, tentem não chamar muita atenção, marinheiros chamativos podem acabar atraindo problemas desnecessários, como arruaceiros pensando que existe muito ouro dentro do local —aconselhava por fim, não havia mais nada a se falar.

Não chamar a atenção provavelmente seria difícil, pois não demorava para nas ruas Izumi começar a chamá-la com todas as forças usando da pistola que pegara. E com isso dito, até demoravam um pouco para chegar no depósito, mas viam que ele era bem grande, cuidar daquele lugar só os três por tantas horas seria uma missão e tanto.

O depósito era grande e não era “grudado” em nenhum prédio do lado, sendo possível acessá-lo por janelas por literalmente todos os quatro lados. Claro, as janelas de trás eram bem pequenas e bem próximas do telhado, algo usado mais para ventilação do local. Na frente havia a entrada e uma janela perto da quina da construção que era onde viam o porteiro. A saída dos principais materiais ocorria na entrada, pois lá ficava também o portão, que ocupava boa parte da fachada. As janelas normais ficavam mais para as laterais da construção, mas também ficavam a uma boa altura.

— Espero que o meu dia ainda seja de sorte mesmo... — falava Ken olhando para aquilo e percebendo, pelos seus anos de malandragem, como seria fácil atacar aquele lugar com só três pessoas vigiando.

Axell
Localização: Dawn – East Blue
Período do dia: Almoço

Quando Axell respondia a pergunta sobre seus pais via o sargento fazendo um beicinho de surpresa. — Pai revolucionário, mãe caçadora e filho marinheiro — falava ele. — Que família interessante essa sua — comentava sorrindo. — Já ouvi falar de seu pai, mas é uma história bem antiga, parece que foi até em outra vida — complementava o marinheiro em seu próprio mundo imaginário.

Durante as falas seguintes, Axell demonstrava a sua paixão por construir coisas, mas não só por isso, não demorou para ele investir na moça que havia aparecido. — Existem muitas marinheiras bonitas — respondia a menina calma, ignorando completamente os modos grosseiros de Vogel e a cena toda que ele fazia subindo na mesa. — Sou a Cabo Rira — respondia a menina ainda calma, parecia quase um robô falando. — Vou trabalhar com o sargento Tiash e você na investigação do crime no porto — respondia sem pestanejar.

No entanto aquilo tudo não alegrava muito o sargento. — Bom... depois vamos falar disso — falava ele tentando retornar a conversa para o ponto que estavam antes. — A marinha ajuda sim nos projetos de seus soldados, claro que materiais raros como Kairoseki são coisas que somente alguns específicos conseguiriam acesso, mas diria que no resto sim, sem problemas — comentava ele animado com a estrutura da marinha. — Inclusive, depois temos que te passar o uniforme... — falava ele olhando para Axell mais atento, como se tentasse ver se havia algo na cintura dele, aproveitava que estava debruçado sobre a mesa. — E uma arma provavelmente, vamos deixar o quarto para depois da missão, não é mesmo? — falava o sargento virando um pouco o rosto e olhando para Rari para ver se ela havia reagido pelo menos a informação de que a missão já estaria chegando, mas a menina continuava a estar desinteressada.

Respirando fundo ele começava a comer mais devagar enquanto falava para Axell mais detalhes. — Hoje de manhã um barco foi aparentemente atacado no porto, vamos lá ver se descobrimos alguma coisa — ele colocava mais um pouco na boca e depois continuava. — Íamos investigar meio perdidos no que fazer, mas aparentemente o soldado Shinoda nos informou que foi uma... como era mesmo? — perguntava para Rari, mas ele “esquecer” parecia uma desculpa para voltar a comer enquanto a menina falasse. — O soldado Ryotaro Shinoda nos informou que conhece bem a região e que provavelmente o ato foi realizado por criminosos que frequentam uma taverna por perto, já listamos os bares e só existem dois possíveis naquela região — falava a menina de forma bem “oficial”, como um relatório mesmo.

Quando ela terminava, tanto Axell quanto Tiash haviam terminado de comer. — Vamos partir agora mesmo, como o começo da missão é só interrogar os donos dos bares, não é necessário perdermos muito tempo com isso — falava o homem se levantando e indicando que Vogel precisava pegar a bandeja e leva-la, igual ele mesmo estava fazendo, até um local onde a entregavam.

No entanto, antes de saírem em missão, Tiash passou em um local, o armazém, e perguntou para Axell qual era a arma que ele precisava, além do tamanho da roupa, pois receberia os dois antes de partirem.

Quando partiam, Vogel notava que o povo agora na rua o olhava de forma diferente. O poder de uma vestimenta. Mas não era só isso que notava, percebia com extrema facilidade que iam na direção exata que ele havia partido mais cedo e por isso não se surpreendeu quando percebeu que o bar que iriam entrar e conversar com a dona era justamente o bar de Asami. — Vamos deixar as perguntas em suas mãos Axell, pelo que seu amigo falou, vocês são acostumados com esse tipo de lugar, saberá se comunicar melhor com essas pessoas — falava o sargento enquanto entrava no bar.

Legenda:
Shinoda Kentaro
Mink raivoso – Imagem Dele
Maid Asami - Imagem Dela
Kaneki - Imagem dele
Tenente Michel Thorvanor - Imagem dele
Sargento Tiash
Cabo Rira – Imagem Dela

Histórico:
Nome e link da Aventura: Outlaws From the East
Nome e Ficha dos Participantes:Axell Belmont Vogel
Izumi Kujo
Shinoda Ryotaro
Localização da Aventura: East Blue – Dawn Island

Axell

Ganhos:

Perdas:
• 60k de berries (15k – copo de rum pago no post 4 – pelo nível do bar + 45k – 3x copos de rum pagos no post 9)

Relação de Personagens:

Experiência: 11 posts
Localização Atual: East Blue – Dawn Island

Izumi

Ganhos:
• Jornal Regional – post 1
• Pistola Clássica – post 11

Perdas: 50k de berries (50k – jornal post 1)

Relação de Personagens:

Experiência: 11 posts
Localização Atual: East Blue – Dawn Island

Ryotaro

Ganhos:
• Bastão Clássico - post 11

Perdas:

Relação de Personagens: East Blue – Dawn Island

Experiência: 11 posts
Localização Atual:


Quantidade de Postagens do Narrador: Pepe – 11 posts
Resumo:
  • Eles planejam um roubo da mesma forma que o Bolsonaro planeja o futuro do país
  • Decidem virar da marinha pois isso é dinheiro fácil

Opinião sobre a Narração: Uma bosta

Icons made by Freepik from www.flaticon.com

Tidus
Ver perfil do usuário
Imagem : Kain
Créditos : 00
Re: Outlaws from the East Sex Jun 18, 2021 10:01 pm




TETSU NO AGO

- Shinoda Ryotaro -


Ж

O momento era de… Como os recém casados chamavam mesmo? Lua de mel? Acho que era algo assim, mas Ken nos elertava de algo. - Um teste? - Coloquei as mãos atrás da nuca, entrelaçando os dedos e erguendo a cabeça. - Faz sentido, então se tudo depende do Vogel estamos fudidos. - Um sorriso torto se formou em meu rosto. - Sério, preparem-se para correr quando a merda começar a rolar. - Um teste, se eles queriam nos testar levando em conta nosso passado então estávamos definitivamente ferrados.

Teste ou não, tínhamos nossa primeira missão definida. - Reta Podre? Mas que tipo de código é esse? - Olhei um pouco confuso para Ken e Izumi, mas preferi guardar qualquer comentários extra pra mim mesmo. - Que seja, vamos lá seu bando de retas podres. - E com as mãos nos bolsos rumei em direção ao armazém. A caminhada foi beeeeeem discreta pra variar, aquele trabalho era realmente para pessoas como nós. - Ei, aponta essa merda pra lá. - Me inclinei para o lado tentando sair da frente do Kujo que brincava como uma criança, uma criança armada. - Não quero levar uma bala perdida no primeiro dia como um homem da lei. - Bati uma das mãos nos ombros limpando uma sujeira imaginária ao mesmo tempo em que fazia uma cara de nojo, um deboche com a imitação horrível dos marinheiros de nariz em pé.

Chegando ao nosso posto de trabalho tivemos uma infeliz surpresa. - Se isso é um teste eu não sei, mas que é uma roubada isso com certeza é. - Suspirei já imaginando o trabalho que seria tomar conta de um lugar tão grande e com tantas aberturas. - Aquele baralho está fazendo falta de novo, acho que conseguir um está no topo da nossa lista de prioridades agora, não acha, super Izumi? -  Olhei para o rapaz que parecia estar se divertindo com a situação, talvez mais do que deveria. - Tá, se vamos fazer isso vamos de uma vez, vou ficar com o lado esquerdo. Já to vendo que vai ser um dia muuuuito empolgante, isso porque o tenente mudou nossa missão para algo "grandioso", acho que ele entendeu no sentido errado... - Bocejei, só de pensar em como as próximas horas seriam divertidas senti o sono batendo. - Aaarg… Sinceramente espero que alguém realmente seja estupido o bastante pra tentar roubar esse tipo de lugar, minha mão ta coçando pra socar a cara de alguém desde que aquele coelho idiota furou com a gente, um homem deve manter sua palavra. - Resmunguei comigo mesmo enquanto caminhava para o lado esquerdo do depósito.

Meu ânimo para aquele trabalho era o mesmo que tinha quando acordava, vagarosamente passaria pela frente do armazém e pararia um pouco próximo a esquina, em seguida viraria em direção aos fundos, realizaria algumas pausas durante o percurso e retornaria para a frente do edifício. Repetiria esse processo algumas vezes, variando o tempo que levava de ir da frente até os fundos a depender do meu acumulo de preguiça, eventualmente sacaria o bastão que peguei no quartel, colocaria uma de suas pontas contra o solo e utilizaria a outra ponta para apoiar as mãos como apoio de descanso. - O trabalho dos sonhos…



Histórico:
Post: 12
Nome: Shinoda Ryotaro
Profissão: -x-
Proficiências: Acrobacia | Ameaça | Briga | Condução | Furto.
Qualidades: Versátil | Ambidestro | Carismático | Hipoalgia | Mestre em Haki.
Defeitos: Infâmia | Ambição | Impulsivo | Leal | Orgulhoso.
Ganhos : Bastão
Perdas: -x-
Localização: Dawn Island - East Blue

_________________

Outlaws from the East - Página 5 SignKain
Axell
Ver perfil do usuário
Imagem : Outlaws from the East - Página 5 Wd6wzaa
Créditos : 00
AxellCivil
https://www.allbluerpg.com/
Re: Outlaws from the East Dom Jun 20, 2021 11:33 pm




TETSU NO AGO

- A.B.VOGEL -


Ж



Um navio atacado?  Eu ouvi alguma coisa sobre isso… - Responderia sem dar muita importância ao assunto, mas completamente atento por dentro. As coisas iriam ficar tensas rápido. - Certo, pode deixar comigo. Eu conheço a dona desse bar, talvez ela possa nos ajudar. ~ O melhor jeito de se contar uma mentira, é contar uma meia verdade! ~

Entraria confiante e com um sorriso no rosto. - ASAMI! Eu consegui! Dá uma boa olhada nesse uniforme? Quem diria que dariam uma chance pra alguém como eu? - Chegaria próximo do balcão e puxaria um banco. - Quem sabe agora eu não posso realmente prender o desgraçado que anda te importunando? - Apesar de todo o circo aquilo era realmente verdade.

Bom, eu estou em uma missão agora e preciso te fazer algumas perguntas então por favor… colabore comigo. - Por um breve instante eu a olharia com a mesma malícia da primeira em que nos encontramos, esperava que ela entendesse o recado. - Você ficou sabendo sobre algum ataque a um barco hoje? Nós não temos muitas pistas que direcionam para algum tipo de pessoa em específico… Não sabemos se é ele ou ela, se é alto ou baixo, se é gordo ou magro? Por deus não sabemos nem se é humano. Tenente, como é que vamos achar o responsável por isso?? - O encararia e daria de ombros para então voltar ao assunto. - Enfim… talvez você possa nos dar algum perfil inicial para começarmos nossas buscas. Você sabe de algo, Asami? - Era isso, agora estava nas mãos da garota.

Independentemente da sua resposta eu me manteria calmo e com um tom de voz divertido e descompromissado, como se tudo aquilo fosse uma grande diversão. Minha ideia era de pouco em pouco fazer Asami dar um falso testemunho, quem sabe até traçar um perfil de pessoa desconhecida e com sorte a gente até prenda alguém inocente! - Pessoal, a gente pode beber? Asami, nos sirva algo!







Histórico:
Post: 12
Nome: A. B. Vogel
Profissão:
Proficiências: Condução | Mecânica | Engenharia Mecânica | Mecatrônica | Briga.
Qualidades: Versátil | Senso de Direção | Prontidão | Visão Aguçada | Mestre em Haki.
Defeitos: Ambição | Cabeça Quente | Furioso | Indisciplinado | Divída.
Ganhos : -x-
Perdas: - 15k (copo de rum)
Localização: Dawn Island - East Blue



_________________

Outlaws from the East - Página 5 Tc69If2
Shroud
Ver perfil do usuário
Imagem : Morra Takamoto, morra!
Créditos : 05
ShroudDesigner
https://www.allbluerpg.com/t781-mirai-tsumi#6298 https://www.allbluerpg.com/t785-o-cla-de-pecadores
Re: Outlaws from the East Ter Jun 22, 2021 4:11 am




TETSU NO AGO

- Izumi Kujo -


Ж

O maior momento de diversão de longe foi imaginar criminosos frente a sua pistola, afinal, a missão dada ao grupo parecia ser tão monótona quanto qualquer outro servicinho desferido a soldados quaisquer da marinha, eles possuíam um grupo exótico como parte de sua força militar e tudo que conseguiam fazer era mandá-los para uma guarda de armazém. A empolgação que outrora tomava Izumi desapareceu tão rápido quanto havia surgido, não queria ser visto como alguém insubordinado logo nas primeiras horas, suspirou, olhou ao redor, aquele lugar era muito grande para ser responsabilidade de apenas três pessoas — O que aquele cara tá pensando? — resmungou para si mesmo incrédulo ao imaginar como seriam suas próximas horas — Mesmo se tivéssemos um baralho, nos roubaram o quarto jogador — deu de ombros fitando todo o prédio.

Não sei ao certo o que pensar sobre tudo isso, — a destra repousou no próprio ombro refletindo sobre a possibilidade daquilo tudo se tratar de um teste como apontado por Ken, as chances eram altas, Izumi não conseguia imaginar uma organização criada em prol da justiça aceitando pessoas com um passado não-limpo apenas porque se disseram mudadas e com sentimentos altruístas, não seriam tão burros, ou seriam? — de qualquer forma, vamos enxergar essa situação como uma “armadilha” da marinha para nos testar, assim como Ken apontou, se isso for verdade algo irá acontecer muito em breve e não seremos obrigados a ficar horas a fio andando para lá e pra cá — seus pés moveram-se para os fundos do armazém — por enquanto vamos nos dedicar a proteger o que quer que esteja aí dentro — deu algumas batidas na parede.

Com a pistola em mãos, Kujo andava de uma ponta a outra sempre aproveitando para vislumbrar as laterais, como estavam em poucas pessoas teriam que cobrir mais de um espaço cada um. Caso visse a aproximação de uma pessoa para perto do armazém Izumi se dirigiria em direção impedindo que desse mais passos — Yo! — o sorriso elegante e falso de sempre se delineava em seus lábios — Sinto em informar que aqui será o máximo que poderá avançar, temos ordens diretas para impedir que haja movimentações não autorizadas nessa área, por favor, se afaste — a última parte, mesmo sendo dita como um pedido soava mais como uma ordem inflexível


Histórico:
Post: 12
Nome: Izumi Kujo
Profissão:
Proficiências: Lábia | Barganha | Discurso | Etiqueta | Persuasão

Qualidades:
Exibido (2 pontos): Você tem um desempenho melhor quando luta diante de uma platéia, desde que eles estejam torcendo por você. Narrativamente, você recebe um pequeno bônus nas suas capacidades físicas, para representar sua determinação.

Carismático (2 pontos): Você tem uma espécie de magnetismo natural que faz com que algumas pessoas gostem de você sem motivo aparente.

Mestre em Haki: (4 pontos): Assim que você desbloquear a especialização do Haki da Observação ou do Haki do Armamento, você pode escolher seguir dois caminhos de especialização simultaneamente. Nesse caso, os efeitos narrativos se acumulam, mas os bônus de atributo concedidos não. Nessa hipótese, o melhor atributo entre os dois será considerado sempre.

Destemido (1 ponto): Você tem uma coragem distinta e não se deixa abalar diante de grandes desafios ou provações, mesmo que tudo esteja contra você e as condições não sejam favoráveis você ainda é capaz de enfrentar seus desafios de cabeça erguida, sem se sentir intimidado. Em termos mecânicos, a aplicação da condição amedrontado em você sempre é reduzida em uma categoria.

Defeitos:
Sonâmbulo: (2 pontos): Você se move durante o sono, toda vez que dorme, você não faz ideia de onde vai acordar.

Supersticioso (1 ponto): Você acredita em crendices populares, como o fato de pisar em uma rachadura trazer azar e um pé de coelho trazer sorte, você leva essas supertições a sério e molda seu comportamento em cima disso.

Sem olfato (1 ponto): Você não é capaz de sentir cheiros e gostos.

Inimigos (2 pontos): Você, por qualquer motivo, é inimigo jurado de alguma pessoa ou organização. Até ser eliminado, seu inimigo vai fazer tudo possível para lhe prejudicar quando tiver oportunidade.

Ganhos:

• Jornal local

Perdas:

• 50,000 berries

Localização: Dawn Island - East Blue

_________________

Outlaws from the East - Página 5 YcW5imp
Pepe
Ver perfil do usuário
Imagem : Teje preso!
Créditos : 03
Localização : Flevance - North Blue
PepeEstagiário
https://www.allbluerpg.com/t321-aiko-saito#935 https://www.allbluerpg.com/t384-operacao-t-n-c-t-o-n-i
Re: Outlaws from the East Dom Jun 27, 2021 8:35 am


Narração

Izumi e Ryotaro
Localização: Dawn – East Blue
Período do dia: Almoço

A missão era tão chata, sendo um contraste tão grande quanto ao “pedido” de Ryo, que realmente um teste parecia ser algo bem possível. A conversa deles era tão improdutiva quanto a missão e assim acabavam por só se dividirem para realizar a tarefa de sua própria maneira.

Como o espaço era amplo e eram somente três pessoas, acabavam sem conversar durante a tarefa em si e assim viam o tempo passando devagar. Algumas vezes nas primeiras horas Izumi até falava com as pessoas que ali passavam, sobre elas não poderem se aproximar do armazém e todas cooperaram sem menores problemas. Não havia nada de impactante nisso tudo, o trabalho era realmente tedioso ao extremo.

Após várias e várias horas, quando já começava a escurecer o céu, que algo diferente aconteceu. Ryo que estava quase morto de tédio, quase que viu quem ele havia pensado algumas horas antes. Estava vendo um mink coelho, só que não era o Kaneki, era o outro, que havia acertado Izumi. E o que este ser estava fazendo por ali? Correndo. Para onde você me pergunta, e eu lhe respondo: na direção do exato armazém que precisavam defender. E quando chegara alguns metros de distância da parede ele saltava, absurdamente alto, pousando na janela do lado lateral da construção. — Fica quietinho na sua que ninguém se machuca — falou o mink quebrando a janela para entrar e assobiando bem alto.

Axell
Localização: Dawn – East Blue
Período do dia: Almoço

Sua atenção pela situação aumentou rapidamente quando ouviu tudo. Precisava sair daquela da melhor maneira possível e para isso Axell decidia apostar em Asami não o dedurar. Movimento arriscado do jovem.

Vogel entrava no bar e percebia que ele estava bem mais animado do que mais cedo, óbvio, agora estavam na hora do almoço, alguns pescadores e comerciantes estavam sentados no balcão e diversas pessoas já comiam na mesa. Como Axell entrou confiante e chamando a menina em voz alta, diversos, para não falar todos, o olharam. Quantos ali sabiam que ele era um dos responsáveis? Será que o reconheciam com aquelas roupas novas?

Aquilo tudo não importava, no meio daquele bando de pés rapados, os olhos de Vogel focavam a menina e o seu corpo também, pois ia diretamente até ela. Orgulhoso pelo grande passo que havia dado em sua vida e assim podendo se gabar um pouco da situação. Quando falou de um homem a importunando, viu que vários ali no balcão olharam curiosos para Axell.

No entanto, o foco do nosso nobre marinheiro não era simplesmente se gabar ou ajudar a moça, era que ela o ajudasse a prender alguém. Quem quer que fosse que ela poderia apontar já ajudaria. Incrivelmente, não foi nem necessário que ela pensasse em como mentir, quando Vogel comentou sobre o barco, um dos homens do balcão se pronunciou. — Eu estava por perto quando isso aconteceu. Vi um mink coelho, ou um meio-mink coelho porque parecia bem humano... talvez algum pervertido com uma tara estranha, de qualquer forma, ele estava saindo correndo do lugar sangrando — após terminar de falar deu um bom gole em sua bebida. — Não me engano é um pescador, devem descobrir fácil perguntando nas docas — complementou outro. — Ouvi algo sobre ser um pescador que queria roubar o colega.

Asami sorria para o homem por ele ter tentado ajudar, ou melhor, por ele ter ajudado, ela ficava isenta de inventar algo naquele momento. — Como pode imaginar senhor — falava ela de forma educada para Axell, agora um marinheiro. — Minhas fontes seriam os próprios homens que sentam no balcão. Infelizmente não sei mais do que isso — informava a maid para eles.

Satisfeito com a resposta, Vogel perguntava se podiam beber, mas Tiash sinalizava com a cabeça negativamente, com um simples “não durante a missão” e assim percebia que era a deixa para saírem e procurarem pelo porto o tal mink.

Legenda:
Shinoda Kentaro
Mink raivoso – Imagem Dele
Maid Asami - Imagem Dela
Kaneki - Imagem dele
Tenente Michel Thorvanor - Imagem dele
Sargento Tiash
Cabo Rira – Imagem Dela

Histórico:
Nome e link da Aventura: Outlaws From the East
Nome e Ficha dos Participantes:Axell Belmont Vogel
Izumi Kujo
Shinoda Ryotaro
Localização da Aventura: East Blue – Dawn Island

Axell

Ganhos:

Perdas:
• 60k de berries (15k – copo de rum pago no post 4 – pelo nível do bar + 45k – 3x copos de rum pagos no post 9)

Relação de Personagens:

Experiência: 12 posts
Localização Atual: East Blue – Dawn Island

Izumi

Ganhos:
• Jornal Regional – post 1
• Pistola Clássica – post 11

Perdas: 50k de berries (50k – jornal post 1)

Relação de Personagens:

Experiência: 12 posts
Localização Atual: East Blue – Dawn Island

Ryotaro

Ganhos:
• Bastão Clássico - post 11

Perdas:

Relação de Personagens: East Blue – Dawn Island

Experiência: 12 posts
Localização Atual:


Quantidade de Postagens do Narrador: Pepe – 12 posts
Resumo:
  • Eles planejam um roubo da mesma forma que o Bolsonaro planeja o futuro do país
  • Decidem virar da marinha pois isso é dinheiro fácil

Opinião sobre a Narração: Uma bosta

Icons made by Freepik from www.flaticon.com


_________________

Outlaws from the East - Página 5 OOvf4T4