Bem-vindo ao

All Blue

É com muito prazer que lhes damos os comprimentos ao nosso RPG. All Blue se trata de um RPG narrativo com o ambiente principal centrado em One Piece, obra de Eiichiro Oda.
Se divirta nessa nova aventura e se torne o novo rei pirata... Se puder!

Últimos assuntos

II - Today, We continue our lives together under the same roof

Página 5 de 5 Anterior  1, 2, 3, 4, 5
Achiles
Imagem :
II - Today, We continue our lives together under the same roof - Página 5 Bf3w3iH
Créditos :
12
Localização :
Lvneel - North Blue
Ver perfil do usuário https://www.allbluerpg.com/t1735-caitlyn-g#18385 https://www.allbluerpg.com/t1725-iii-death-or-paradise#18382
Achiles
Avaliador
Relembrando a primeira mensagem :

II - Today, We continue our lives together under the same roof

Aqui ocorrerá a aventura das Marinheiras Rael Kronin & Luciferanna Von Brilliant. A qual não possui narrador definido.

Shiori
Imagem :
II - Today, We continue our lives together under the same roof - Página 5 EEEWL0c
Créditos :
26
Ver perfil do usuário https://www.allbluerpg.com/t363-shiori-miyamoto#1109 https://www.allbluerpg.com/



Então quando todas as especificações iam sendo atendidas a moça embalava com bastante afinco tudo que elas pediam, enquanto cantarolava uma musiquinha, ela parecia saber cantar bem, apesar de soar baixinho era uma música agradável.-Eu queria me mudar para os mares do leste!!! Onde a paz é mais forte, do que o oeste ou o norte!! ♫♫♫♫- E com isso ela embalava o primeiro material, o chicote número um estava embalado.

E então ela seguia com a cantoria toda animada, dava pra ver ela de costas e o quadril se mexendo enquanto ela colocava o segundo material noutra caixinha passando a fita por cima.-Eu poderia me mudar para os mares do Sul!!! Mas lá os indiozinhos podem comer o meu c…. ♫♫♫- ela fazia uma pausa na cantoria, e então complementava depois de alguns segundos.-C–H-O-C-O-L-A-T-E!♫♫♫- e assim ela terminava apenas assobiando o resto da canção, que tinha uma letra um tanto estranha por sinal.

Com tudo feito, ela colocava as caixinhas embaladas, para que as duas não tivessem problemas para carregar depois.-Aqui está moças!! Obrigada pela preferência e voltem sempre, se cuidem, que tá bem de noite já.- Disse pegando o dinheiro das duas, que pagaram meio a meio já que a loira se negou a deixar que Rael arcasse sozinha, e do lado de fora elas podiam ouvir a cantoria ainda rolando enquanto elas caminhavam de volta ao quartel, essa estrofe ia ecoando até uma certa distância, quando elas viraram a esquina.

Eu não gosto de morar pelos mares do norte, porque lá o agiota leva todo o meu cofre!!♫♫♫♫ Mas o pior de tudo é os mares do Oeste, pois bandidos aqui são tipo uma peste!!! ♫♫♫ Mas aqui tu nem encontra do tipo boladão… São uns caras de terno que nem pagam pensão!!! ♫♫♫

E com isso, elas iam noite adentro na sua caminhada para o QG, chegando tranquilinhas no local, ali elas se organizavam, enquanto Luci pedia para Rael guardar para ela sua camisola na mochila. O quarto estava todo preparado, onde elas poderiam apenas aproveitar o momento e dormir, já eram 22:00 depois de toda a excursão e iam acordar cedo no dia seguinte, provavelmente com a tenente chamando elas. Ambas levavam um tempinho pra dormir, e principalmente Rael que estava bastante ansiosa depois daquele dia.

Mas no fim ambas venciam esse momento e o sono ia ganhando espaço e por fim a noite desapareceu, e o dia chegou, com a figura de cabelos ruivos entrando naquele ambiente, a tenente estava ali perante elas falando.-Bom dia garotas. Levantem e vão comer temos de começar a nos preparar.- A voz entrava alta no ouvido de ambas que sabiam que tinham de levantar.

Se Luci fizesse corpo mole a tenente iria se aproximar dela, e então, puxar as cobertas falando.-Vamos mocinha, hoje tem de levantar cedo, já são cinco da manhã.- e se ainda não fosse suficiente, molharia o dedo com água na garrafinha e tocaria com a mão gelada no pescoço dela. Assim ela poderia acordar no susto, e finalmente talvez levantar.



Histórico:


Legenda:


_________________

II - Today, We continue our lives together under the same roof - Página 5 YHVeK1M

II - Today, We continue our lives together under the same roof - Página 5 VYrwji0
Garota Cavalo
Imagem :
II - Today, We continue our lives together under the same roof - Página 5 Eula-genshin-impact
Créditos :
29
Localização :
Las Camp - West Blue
Ver perfil do usuário https://www.allbluerpg.com/t995-rael-kronin#9228 https://www.allbluerpg.com/t1634-ii-today-we-continue-our-lives-together-under-the-same-roof

Ken no Yuusha



Ia afastando tentando afastar meu rosto dos dedos gelados de Luci enquanto fazia uma expressão dramática, entrando na brincadeira da loira, sem nem mesmo ter percebido que ela havia armado a armadilha perfeita, e com nossos braços entrelaçados não havia escapatória, por sorte era poupada dessa vez, oq trazia um instintivo suspiro de alívio. Sua oferta seguinte de me acompanhar em uma loja bugigangas qualquer dia desses me deixava contente, e eu não conseguia evitar senão rir da tentativa falha de parecer indiferente comigo.


Gishishishi… Então eu vou me certificar de que a outra Lucy não possa me acompanhar — Seja lá o isso signifique, porque eu mesma ainda não sei.

[...]


Na manhã seguinte acordava com o doce som da voz de alguém me chamando, ainda sonolenta e sem abrir os olhos direito, me aninhei virando para o lado da parede ainda com soninho — ghmmm… só mais cinco minutinhos mãe… — Rael processando… Rael processando… e numa súbita realização de onde eu estava e o que eu tinha dito, meus olhos se arregalaram completamente enquanto eu nervosa rolava da borda da cama direto pro chão — Ai! — Desde que cheguei no quartel isso já aconteceu mais vezes do que eu gostaria de admitir.


Bom dia Tenente… foi o que eu quis dizer… é, definitivamente… Tenente. Bom dia…


Me levantava do chão achando já estar atrasada, apressada até as coisas que havia organizado na noite anterior, e sem pensar muito colocava a escova de dentes na boca e tentava calçar a bota direita na perna esquerda, enquanto saltitava pelo quarto tentando não cair de novo e observando Luci sendo acordada. Demorava um tiquinho pra perceber que eu estava tentando calçar o pé errado… antes de colocar o short… ainda de pijama… e tendo pulado a parte do banho.


Ai ai… já comecei fazendo tudo errado — Definitivamente não tinha acordado nem com o pé esquerdo, quem dirá com o direito. Cuspia a escova de volta e soltava a bota enquanto retornava à cama para arrumá-la primeiro, observando as outras duas de canto de olho.


A Tenente vai tomar café com a gente hoje? — Era uma pergunta sincera.


Terminando de arrumar a cama pegava meu uniforme, toalha, escova e partia para o banheiro — Tá bem, eu me arrumo logo! — dessa vez só uma ducha rápida ia ter que bastar. Vestia o uniforme do mesmo jeito de sempre, dessa vez com o cabelo solto e sem boné.


Apesar do rush matinal, depois de me aprontar no meu recorde pessoal de tempo, já estava um pouco mais calminha e decidia por esperar por Luci de qualquer forma antes de ir comer — Bom dia — cumprimentava a loira agora que já não estava mais no estado mental de "perdi a hora da missão".
Scylla
Imagem :
II - Today, We continue our lives together under the same roof - Página 5 RE4wkxu
Créditos :
05
Localização :
Las Camp
Ver perfil do usuário https://www.allbluerpg.com/t1207-luciferanna-von-brilliant#11238 https://www.allbluerpg.com/t1004-a-sailor-who-enlisted-because-she-didn-t-want-to-get-married
Scylla
Soldado

Twin Souls




Eu estava num soninho tão gostoso, enroladinha na coberta, porém a minha mente se encontraria no mundo dos sonhos, onde os acontecimentos eram no mínimo calorosos. — Nhãããmm.. A enfermeira Kat sabe que eu gosto de receber uma massagem antes da injeção no bumbum. — No sonho em questão a ruiva que me chamava pelo nome usava o mesmo uniforme exótico do dia anterior, entretanto a enfermeira tinha intenções duvidosas com a minha pessoa. — Uiiin! A Katkat é sempre tão direta e incisiva comigo. — A Tenente puxava a coberta, porém naquele sonho ela havia me jogado numa maca e arrancava minhas roupas,enquanto eu me esfregava na cama ficando encolhida, tendo um sorrisão bem satisfeito no rosto a ponto da saliva escorrer pelo cantinho da boca, mesmo que no sonho eu fingisse não gostar daquele tratamento rigoroso.


Após alguns segundos de anexando a barreira entre o sonho e a realidade se rompia comigo sentindo algo gelado tocando minha nuca quentinha. — Iiiiik! — Ainda sem entender o que estava acontecendo eu me levantei no susto, praticamente dando um pulo na direção da ruiva. E a partir daqui imagino dois possíveis desfechos.


A primeira possibilidade seria a mais tranquilinha, comigo apenas parando de pé em frente a Tenente lhe prestando uma continência, com alguns fios de meus longos cabelos loiros fora do lugar. – Bom dia enfermei.. Digo, Tenente Von Eisbern, soldado Luciferanna às suas ordens! — A adrenalina matinal me fazia entrar no modo 100% formal, mesmo estando com o rosto meio amassado por ter recém acordado, então rapidamente esfregava as costas do punho no canto da boca removendo o filete de baba e voltava a prestar continência.


A segunda hipótes, bom, essa é um pouco mais complexa de descrever com apenas um adjetivo, é melhor que vocês acompanhem o raciocínio e tirem as próprias conclusões. Em relaçãoa Tenente, eu sou bem baixinha, e como acordei praticamente me jogando ao encontro dela, é provável que devido a diferença de alturas o meu rosto colidisse contra as duas grandes e imponentes montanhas fofinhas da Tenente. — Nhmmffff! Nhmmr? Nhmmmzzz… — Inicialmente eu me assustaria pois teria a visão completamente obstruída, enquanto me encontrava sufocando por dois objetos volumosos, porém após me debater e apertar as montanhas em questão eu perceberia o quão fofinha elas são, e tal estímulo a princípio me surpreenderia, em seguida eu ficaria bem relaxada tentando encontrar uma posição confortável para apoiar a cabeça ao mesmo tempo que esfregava as bochechas na superfície. — Eu não dessas almofadas aqui, mas se os nossos travesseiros tivessem tanta qualidade assim eu com certeza acordaria bem humorada todos os dias… — Ainda devaneando eu daria dois tapinhas nas "almofadas" e depois apalparia como se estivesse afofando um travesseiro.


Eventualmente eu notaria galera, seja por Rael ou pela própria Tenente me alertando, ou então quando eu lentamente abrisse um dos olhos para descobrir o que de fato eram aquelas almofadas. —.... Gulp… — Engolia a seco sentindo um gostinho agradável da morte lenta e dolorosa que acredito sofrer por ter enfiado o rosto no busto de uma superiora. — Ra-ra-rae-Rael, socorr… Vish! — No momento de desespero tudo que me restava era solicitar com urgência a ajuda da marinheira do espadão, mas ela estava travando sua própria batalha, contra botas trocadas e pijamas com calças. — Errrrhhh… Eu não tô sonhando né? — Óbvio que eu estava acordada, mas queria fortemente acreditar que ainda estava mimindo na minha caminha, e que aquele mal entendido não passava de um sonho maluco.


Só então que eu percebia ainda estar com as mãos e as bochechas afundadas nas almofadas da Tenente. — Waaa! Desculpa Tenente Von Einzbern, eu aceitarei a punição que você julgar necessária. — Com o rosto quase brilhando de tão vermelho eu imediatamente me afastava com um longo passo para trás, fazendo uma continência me obrigando a encarar Kat diretamente nos olhos, pois apesar da extrema vergonha eu queria demonstrar alguma dignidade e coragem para enfrentar o castigo.


Se tudo ocorresse bem, na medida do possível é claro, eu começaria a me arrumar, levando o uniforme até o banheiro onde optaria por uma ducha rápida. — Ei Rael, o chuveiro não vai fugir da gente. — Eu entendia a razão pela qual minha amiga marinheira estava tão agitada, mas mesmo assim tentava lhe acalmar visto que toda aquela pressa só atrapalhava, em seguida viria o desjejum. Por fim retornaria ao quarto para apanhar os pertences e partir em viagem.

Shiori
Imagem :
II - Today, We continue our lives together under the same roof - Página 5 EEEWL0c
Créditos :
26
Ver perfil do usuário https://www.allbluerpg.com/t363-shiori-miyamoto#1109 https://www.allbluerpg.com/



As coisas tinham começado a andar, exceto pelo fato de que as moças, estavam levemente presas a um sono profundo, onde Rael levantou primeiro, mas não antes de ficar toda perdida falando algumas coisas. E Luci foi até os finalmentes, onde só se levantou ao sentir o dedo gelado da Tenente em seu pescoço.

Saltando diretamente nas duas grandes almofadas, segundo ela, onde a tentene a segurou pra ela não cair, já que pela diferença de tamanho, a cabeça da loira, ficava suspensa, e presa entre as montanhas, começando a ser sufocada, enquanto a ruiva caminhava pra porta carregando ela.-Vamos, agora que acordou comecem logo a andar.-ela não percebeu de cara mas o ar ia se esvaindo dos pulmões da loira. Era uma boa forma de morrer? Sim, muito provavelmente era uma forma de morrer que muitos desejariam.

Que aos poucos começava a sufocar, e acabava falando isso, com os pés levantados do chão sem tocar o piso, e aí a Tenente soltava ela deixando ela pisar no solo e sair do meio daquele sufocamento pouco convencional.-Vamos vamos!! A punição é começar a ir rápido, o banheiro não vai fugir, mas temos horários a cumprir.- e ela dava dois tapinhas nas costas da loira pra ela apressar esse passo. Era uma forma de apressar ela o mais que conseguisse, afinal era pra elas já estarem preparadas a essa hora, de qualquer forma.

Ela então continuou falando com uma certa rigidez, já que dessa vez não era um momento para vacilos, um vacilo ali poderia significar bem mais do que apenas perder a missão, poderia significar a morte de pessoas e a falha para todos ali.-Vocês tem uma responsabilidade como marinheiras, a vida de pessoas está dependendo de vocês, e se falharem com o básico isso vai levar a tragédia a muitos lugares, não somos oniscientes, e por isso contamos com eficiencia da parte de vocês.- cocretizou todo o raciocinio, dando mais um tapinha nas costas de Luci e dizendo.-Andem logo, em dez minutos na cantina. Se atrasarem, terão de partir sem café da manhã, e esperar até servirem o almoço na embarcação, infelizmente não temos muito tempo.- disse com completa seriedade saindo do lugar.

Elas agora tinham um tempo reduzido para fazer as suas coisas, e poderem finalmente chegar à cantina, para comer e partir. Elas teriam pouco tempo e tinham de escolher bem suas ações, na cantina quando chegassem eventualmente, a comida servida no café, eram pães com ovo, mortadela, queijo e café de acompanhamento, dava pra comer rápido antes da partida se esse fosse o pensamento delas, e claro, elas tinham pouco tempo então era lógico, comida rápida, mas forte e eficiente.

Histórico:


Legenda:


_________________

II - Today, We continue our lives together under the same roof - Página 5 YHVeK1M

II - Today, We continue our lives together under the same roof - Página 5 VYrwji0
Garota Cavalo
Imagem :
II - Today, We continue our lives together under the same roof - Página 5 Eula-genshin-impact
Créditos :
29
Localização :
Las Camp - West Blue
Ver perfil do usuário https://www.allbluerpg.com/t995-rael-kronin#9228 https://www.allbluerpg.com/t1634-ii-today-we-continue-our-lives-together-under-the-same-roof

Ken no Yuusha



Essa era a primeira vez que eu via alguém ser carregada daquela maneira, parecia confortável e claustrofóbico ao mesmo tempo. Uma vez que estávamos longe da Tenente, eu tocava em um dos ombros da loira, esfregando a mão como se estivesse tentando acalmar alguém em choque — E-ei Lucy… Tá tudo bem? Consegue respirar de novo?


Visto que estávamos com pressa, antes de ir pra cantina eu me separava de Lucy por um instante para ir até o nosso quarto — Eu vou pegar as nossas coisas, guarda um lugar pra mim! — Embora o lugar provavelmente não estivesse muito cheio devido ao horário, partia direto para quarto e apanhava minhas duas mochilas, espadas e todos os pertences da Loira, amontoada de coisas e arrastando o Espadão pelo chão, tentava voltar rapidamente para a cantina, onde despejava tudo ali do lado da mesa em que Lucy estivesse.


Apesar do tempo limitado, eu pegava meu habitual prato de pedreiro acompanhado de um cafézinho — Você deve estar se perguntando se eu vou ter tempo de comer tudo isso fufufufu… — mas desde aquela primeira manhã no QG, onde pude ver a Tenente comendo, um objetivo foi criado em minha mente, e para entender melhor, vamos voltar um pouco no tempo, mais especificamente seis dias no passado.


Durante todo o período de treinamento de Rokushiki, a Tenente me proibiu de sentar à mesa normalmente, na verdade eu tive que manter a pose sentada em pleno ar para fortalecer os músculos mesmo durante o tempo de repouso. Para manter minha sobrevivência tive que aprender a comer cada vez mais rápido, tentando replicar a forma como a Tenente se alimentou naquele dia.


Observe Lucy, a sétima técnica secreta! — E num rápido movimento eu tentava comer toda a comida de uma vez sem desperdiçar nem um segundo nem uma migalha, limpando a garganta no final com o café quente, que não só descia queimando como também me fazia engasgar — BLha… Cof….cOf…cof… bleh… Ainda… ainda não aperfeiçoei ela ainda, mas um dia… — Talvez fosse nervosismo da missão, talvez eu estivesse empolgada com finalmente algo que não fosse só patrulhar por aí, mas o fato é que eu estava estranhamente energética nessa manhã, o que intensificava meu comportamento aparentemente estranho.


Terminando nós duas de comer, aproveitava que nossas coisas já estavam ali e me aprontava para partir. Sabre na cintura, Espadão nas costas, mochila também nas costas por cima do Espadão, e bolsa apoiada no ombro. Seguia então com Lucy para o ponto de encontro com a Tenente, aguardando suas próximas ordens.
Scylla
Imagem :
II - Today, We continue our lives together under the same roof - Página 5 RE4wkxu
Créditos :
05
Localização :
Las Camp
Ver perfil do usuário https://www.allbluerpg.com/t1207-luciferanna-von-brilliant#11238 https://www.allbluerpg.com/t1004-a-sailor-who-enlisted-because-she-didn-t-want-to-get-married
Scylla
Soldado

Twin Souls




Nunca em minha vida imaginei que estar tão próximo da morte pudesse ser tão… Agradável? Não me restava ar no peito, me debatia tentando encontrar uma rota de fuga porém ficava presa sem direito a respirar, minhas bochechinhas indefesas eram achatadas pelas imponentes montanhas da ruiva, somente me restava aceitar o vagaroso sufocamento, agarrava os ombros da Tenente cravando os dedos em seu uniforme ao mesmo tempo lhe envolvia a cintura com as pernas tentando me manter estável enquanto estava sendo carregada, o pouco ar que me restava eu o prendia dentro dos pulmões sem respirar.


Ao ser colocada no chão meus joelhos vacilaram e eu me curvava com as mãos apoiadas nas coxas, os cabelos bagunçado cobriam parte de minha face avermelhada, o sermão vinha logo em seguida e eu ofegava esbaforida tentando assimilar tudo que havia naquele curto período de tempo. — Tô indo! Tô indo! — Eu queria ter tido mais tempo para recuperar o fôlego porém os tapinhas nas costas me faziam ir correndinho na direção do banheiro ainda que estivesse meio esbaforida, felizmente Rael juntava todas as nossas coisas.


Quando a marinheira de cabelos safira demonstrou estar preocupada comigo eu parei uns segundinhos refletindo melhor sobre o ocorrido. — Sendo sincera… Eu cheguei a acreditar que não ia escapar com vida, mas não foi tão ruim assim… Sabe, a nossa Tenente é bem quentinha, e macia também. — Comentava um tanto pensativa enquanto massageava as bochechas com as pontinhas dos dedos. — Só que a gente fala disso depois, a Tenente não deve ser tão piedosa se a gente atrasar, de novo. — Por mais que fosse agradável ficar revivendo o momento em que meu rosto foi esmagado pelas montanhas fofinhas de Kat eu não queria correr o risco de irritá-la ainda mais, então logo tratava de afastar os pensamentos inapropriados e me focava em tomar uma ducha rápida antes de irmos até o refeitório.


Era impossível não prestar atenção em Rael que fazia toda uma performance para anunciar sua nova técnica secreta. — Kaskaskaskas! Acho que você tá pegando o jeito. — Cobrindo os lábios e pressionando a barriga minha risada escapava, só mesmo a Rael para me fazer rir depois dessa manhã turbulenta. — Bom, eu não sei exatamente o segredo da Tenente, mas eu tenho um palpite. — Comentava enquanto apoiava o dedo indicador abaixo dos lábios num ar pensativo. — Primeiro você prende a respiração e deixa a boca aberta, depois empurra até o fundo da garganta, nas primeiras vezes é normal engasgar e sentir cócegas, mas depois você acostuma… — Era uma hipótese bastante pessoal, eu tentava deduzir com base em experiências passadas, apesar de no meu caso não ser exatamente com comida, então talvez minha teoria estivesse errada. — O problema é depois, conseguir empurrar todo o volume até o estômago, a Tenente deve ter treinado bastante a musculatura da garganta para enfiar tanta coisa na boca de uma vez só, realmente a técnica dela é invejável. — Nessa hora eu cruzava os braços e acenava repetidas vezes com a cabeça enfatizando minha opinião.


O papo fluía bem, porém nosso prazo era curto, foi então que uma ideia me ocorreu, precisaria apenas apanhar uma faca, então cortaria a lateral dos pães para fazer um sanduíche com ovos e bacon. — Assim podemos comer enquanto caminhamos. — Dizia para Rael exibindo os sanduíches improvisados. E com a marinheira do espadão estando de acordo começaria a caminhar até o navio de partida, eventualmente dando uma mordidona no sanduíche tentando comer tudo antes de encontrarmos nossa superiora.