Tópicos Recentes
Destaques
Klaus
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Últimos assuntos
Moda casual de luxoHoje à(s) 5:15 ampor  CatherineRen na Grand LineHoje à(s) 3:06 ampor  TerryProjetinho Fellas: O Vasco Sobe, Volta RibamarHoje à(s) 2:38 ampor  Masques[ Tumba - 1º Andar] Minks do BarulhoHoje à(s) 2:24 ampor  TerryCréditosHoje à(s) 1:47 ampor  PepeWorld Legacy ScarsHoje à(s) 1:45 ampor  Pepe I - Fool me onceHoje à(s) 1:23 ampor  Lyosha[ Tumba - 1º Andar] Os bons de guerraHoje à(s) 12:52 ampor  Kira[Tumba - 1º Andar] Casal da pohaHoje à(s) 12:03 ampor  Deep1º Caneco - Bottoms Up!Ontem à(s) 11:55 pmpor  Maka
 :: Oceanos :: Blues :: East Blue :: Shells Town
Página 8 de 8 Página 8 de 8 Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8
Kenshin
Ver perfil do usuário
Imagem : Porradaria, confusão e fuga. [1] - Página 8 XqxMi0y
Créditos : 44
KenshinDesenvolvedor
https://www.allbluerpg.com/t360-agatha-harkness https://www.allbluerpg.com/t985-capitulo-i-cuidado-com-a-meia-noite
Porradaria, confusão e fuga. [1] Sab Jun 26, 2021 9:23 pm
Relembrando a primeira mensagem :

Porradaria, confusão e fuga. [1]

Aqui ocorrerá a aventura do(a) Civil Joe Sins. A qual não possui narrador definido.

_________________

Porradaria, confusão e fuga. [1] - Página 8 J09J2lK

Formiga
Ver perfil do usuário
Imagem : Porradaria, confusão e fuga. [1] - Página 8 CsHkSDy
Créditos : 64
FormigaDesenvolvedor
https://www.allbluerpg.com/t766-takeshi-isamune https://www.allbluerpg.com/t768-capitulo-i-o-espetacular-takeshi-isamune
Re: Porradaria, confusão e fuga. [1] Seg Dez 27, 2021 7:01 pm




Criminosos Macetados

Suruba Inimiga


Dia 01 || Shells Town - Baixa || Clima: Quente || Manhã
N° de Postagens do Narrador: 16



Todos

A fera enjaulada alcançou a sua liberdade naquele momento de ação. Entrar em um combate era um território comum para Sins, que por todo seu caminho lidou com situações onde apenas o mais forte conseguia se manter de pé. A situação atual teve um início diferente do habitual, contudo, findou no domínio onde Joe se sentia bem e confortável em estar. De qualquer modo, o combate tinha sua continuidade com o selvagem observando o velho homem com atenção, enquanto caminhava em passos lentos voltando sua atenção unicamente para seu antagonista, mostrando o quão confiante era em seus aliados.

Como supracitado, Joe é alguém experiente em combate, mas não apenas na ação em si. Uma luta ia muito além de simples trocações de golpes, não era apenas força que definia o vencedor, mas sim todo um conjunto de habilidades. Um lutador deve ser versado no combate simples e franco, mas ter a consciência de usar e aproveitar os indícios que seus oponentes apresentavam naquele campo de xadrez que é a luta. Era nisso que o capitão focava sua atenção naquele momento... os detalhes! Aquela era a porta para o trunfo, já que claramente seu oponente se tratava de um hábil lutador, tão experiente quanto ele, talvez em situações um tanto quanto diferentes da vida única que Sins teve até o momento atual.

Por fim, a fera avançou com toda sua selvageria usando seu cotovelo como conexão, mas ele não parou por aí, passando por movimentos carregados por técnicas que acabaram em um único golpe, após fazer o velhote girar que nem um peão. Segundos; esse foi o tempo entre o início e o término das ações do pirata, que lidou com uma certa facilidade com o seu antagonista naquele primeiro momento. Porém, por mais que tivesse acertado em um ponto sensível do corpo humano, o inimigo parecia que ainda tinha combustível para gastar, já que aproveitando o próprio giro do corpo, desferiu chute que acertou em cheio a nuca de Sins, obrigando-o a dar cerca de dois a três passos para frente – Argh... – A dor do velho foi audível aos presentes, que levou sua mão na região atingida, vendo que o líquido rubro da vida escorria pelo ferimento causado – Joe Sins? Falsário! – Gritou o homem chamando a atenção de todos que estavam ao redor.

Boris estava relaxado e em busca do fogo, recebendo uma dica de Viola sobre onde ele poderia encontrar aquele elemento, já que por ali parecia que nada seria feito perante o seu pedido. Falar na gigante, suas palavras foram ouvidas com atenção, mas, não obteve uma resposta sequer do homem, que se manteve arado observando-a ela e o loiro com certa atenção – Espere, Joe Sins? Então você mentiu por todo esse tempo? Quem é você? – Indagou o diretor entrando em uma postura de combate – Crianças! Entrem agora, Tom, leve-os para dentro e cuide da segurança deles. O restante, ataquem esses malfeitores! – Concluiu o velho diretor antes mesmo de ouvir uma resposta por parte do capitão.

O grupo pirata se encontrava em desvantagem, tendo cerca de nove pessoas, que dava três para cada um enfrentar, se dividissem corretamente. No momento em que todo o montante de inimigos estavam prestes a avançar as portas princiais do lugar foram abertas e a situação ficou ainda pior, cerca de dez marinheiros entraram com velocidade – Então vocês estavam aí?! – Bradou um deles furiosamente – Criminosos de merda! Agora vocês não tem escapatória! – Gritou outro puxando uma espada curta da sua cintura – Mestre! Viemos ajudar também! – Uma voz jovial cortou o lugar, um pequeno grupo de alunos que pareciam estar no último ano estavam prontos para o combate, cerca de sete pessoas que se dividiam entre adolescentes e pré adolescente.

Por fim, a situação finalizou com um avanço em um conjunto! Todas as figuras partiam para cima do trio com velocidade, por todos os lados e formas possíveis. A dupla de velhos estavam com foco em Sins, visando acertá-lo com golpes firmes em seu tronco, enquanto os alunos partiam em sua direção também, assim como os marinheiros usando lâminas de variados tamanhos e tipos – espadas, lanças, adagas - . O mesmo acontecia com Boris e Viola, que percebiam um número alto de oponentes que certamente iriam aumentar, já que o lugar se tratava de uma Ilha dominada pela Marinha. Ataques cortantes, contundentes e voadoras vinham na direção do grupo, que estavam em clara desvantagem numerica.



Histórico Geral:
Joe Sins:
Número de POST:16
Dependência: 06/10
Compulsão: 02/10
Dinheiro: 250.000 B$
Ganhos:

  1. Nada por enquanto.


Perdas:

  1. Nada por enquanto.


Boris Skalovski:
Número de POST: 16
Dependência: 09/10
Dinheiro: 100.000 B$
Ganhos:

  1. Maço de Cigarro 07/10 - POST 01
  2. Isqueiro 02/02 - POST 01


Perdas:

  1. 150.000 B$ - Compra do Maço de Cigarro - POST 01


Viola Altamira:
Número de POST: 13
Dinheiro: 250.000 B$
Ganhos:

  1. Martelo de Guerra - Categoria Profissional - POST 11


Perdas:

  1. Nada ainda


Legendas:
NPC's Específicos
Velho do Terraço - Aparência


NPC's Aleatórios
Personagens Simples: Atendentes | Garçons | Pessoas encontradas nas Ruas | Vendedores | Moradores | Entre outros.

Integrantes da Marinha
Galera da Mesa
Professores e Alunos

Aparência dos NPC's "Comuns"
Ajin - Aparência
Teresa - Aparência
Homem de Dreads - Aparência
Fortão que arrumou o cabelo - Aparência
Marinheiro Bernardes - Aparência
Nogg

Log de combate e Considerações:

Joe
Ferimentos:

  1. 02 Perfurações no Abdômen - Lado Esquerdo - 03/04 [TRATADO]
  2. Pequenas Escoriações pelo Rosto - 02/02 [CURADO]
  3. Escoriações e Hematomas pelo corpo - 04/04 (Devido a queda da Taberna) [CURADO]
  4. Perfuração na Região da Clavícula Esquerda - 04/04 [CURADO]
  5. Corte Mediano na Testa (Vertical) - 03/03 [CURADO]
  6. Escoriações - Hematomas - Cortes/Perfurações superficiais pelo corpo - 05/05 [CURADO]


Considerações:
TA remendado

Danos

    -


HP Atual: 4.223

Boris
Ferimentos:

  1. Perfuração na Coxa Direita - 05/05 [CURADO]
  2. Escoriações e Hematomas pelo corpo - 04/04 (Devido a queda da Taberna) [CURADO]
  3. Corte na Testa (Horizontal) - 03/03 [CURADO]


Considerações:
-


Viola
Ferimentos:

  1. Ferimento simples na testa, tá sangrando de leves. Nada que importe para uma Deusa - 01/01 [CURADO]



_________________

Porradaria, confusão e fuga. [1] - Página 8 Fi6WMX7


Certificurso:
Curso Narrador AB, 2021
Porradaria, confusão e fuga. [1] - Página 8 EBEAdF4X4AYyK13
Magma
Ver perfil do usuário
Imagem : Porradaria, confusão e fuga. [1] - Página 8 Q4frd31
Créditos : 00
MagmaCivil
https://www.allbluerpg.com/t622-joe-sins#3874 https://www.allbluerpg.com/
Re: Porradaria, confusão e fuga. [1] Sab Jan 08, 2022 11:41 pm
Judas





Shhhhhhsss. — Joe soltaria o ar entre os dentes como uma panela de pressão, ele acariciava a região que tivera sido golpeada antes, o sorriso permaneceu no seu rosto enquanto ele assentia.

Que pancada hein. — O wrestler olhou momentaneamente na direção para onde os alunos estavam sendo levados. — Isso seria uma boa lição para as crianças, por que vão tirá-las daqui?! — Ele gritaria, surpreso e um pouco indignado, não parecia nem um pouco preocupado com a aglomeração.

Combate contra múltiplos inimigos. — Murmuraria o sorriso tensionaria para cima como um arco prestes a lançar uma flecha

O avanço repentino de todas as direções poderia ser de certa forma algo surpreendente, se todos ali fossem inimigos uns dos outros aquela com certeza seria uma battle royal, daquelas no nível do royal rumble de 2008 ou de 2018 em que o AJ Styles estreou.

Viola, Boris! é melhor vocês cuidarem da entrada desse lugar, podem deixar esses caras comigo. — Sins afogava-se na própria arrogância enquanto o sorriso não se perdia de seu rosto mesmo diante do avanço das forças inimigas.

A dupla de velhos não lhe causou perigo algum, assim que eles entrassem no alcance de seus punhos Sins avaliara os golpes de ambos, os dois eram mestres ele não acreditava que eles eram capazes de se trombar enquanto golpeavam, desta forma imaginou que seus golpes seriam necessariamente distantes um do outro, provavelmente eles tentariam pinça-lo dos dois lados para colocar o wrestler em um impasse, é claro que se era isso que iam fazer ele iria quebrar uma das pinças.

A altura dos golpes era ideal, ele respiraria fundo e observaria ambos os golpes em simultâneo, procuraria pelo “soco” isso é claro se um dos dois estivesse golpeando-o com um chute lateral também, entretanto, caso ambos utilizassem uma técnica com a parte superior do corpo o sorriso só tensionaria mais. — ACHEI! — Ele esperaria até o último segundo e partiria na direção do golpe que viesse mais à direita, deixaria que o golpe da outra parte entrasse em troca de neutralizar o golpe da direita, ele lançaria ambos os braços e seguraria o pulso do atacante.

Sins puxaria o braço do alvo e giraria por debaixo, depois de torce-lo ele saltaria e lançaria o joelho direito contra a lateral do cotovelo do adversário na tentativa de quebrar o braço do alvo.
Tendo êxito ou não o wrestler soltaria a arma do adversário e saltaria para trás, jogaria os braços para cima e brincaria com o centro de gravidade do próprio corpo, realizando um movimento acrobático para trás, uma espécie de back flip, ele apoiaria o corpo no chão com a palma das mãos e finalizaria o movimento afastando-se do segundo adversário.


Deixem que eu alerte-os de algo. — Seu clássico sorriso selvagem se expos, ele assentiria conforme falasse. — Não se deixem levar pelos números de vocês.

Ele giraria a cabeça e estalaria os ossos do pescoço, seus olhos acompanhariam novamente os dois mestres que estavam o enfrentando. — Vocês não estão enfrentando três pessoas.

Sins arrancaria na direção do adversário que parecesse mais jovem e estivesse mais próximo dele, ele manteria a guarda aberta conforme se aproximasse e quando estivesse prestes a ser atacado ele se abaixaria e transformaria seu corpo inteiro em uma lança, chocaria o ombro esquerdo com toda a potência gerada pelo seu movimento contra o plexo solar do alvo na tentativa de desnorteá-lo.

"S P E A R!"

Porradaria, confusão e fuga. [1] - Página 8 Goldberg-ziggler

Caso tivesse sucesso em seu avanço, Joe iria se erguer o mais rápido possivel, suas mãos deslizariam como serpentes e agarrariam cada uma um tornozelo do alvo anterior.

Ele transformaria os pés em molas e gritaria de força, puxaria a figura pelos tornozelos e usaria seus dois pés como o centro de gravidade de um pião, o wrestler começaria a girar no próprio eixo de maneira chamativa e aos poucos aproveitaria da força centrífuga para girar cada vez mais o garoto. — ARGGGGGGGGGGGGGH..

"KING OF SWING!"

Porradaria, confusão e fuga. [1] - Página 8 DownrightSpiffyCopepod-size_restricted

VOCÊS ESTÃO ENFRENTANDO TRÊS MEMBROS DA ÁRVORE! — Soltaria o corpo do garoto, arremessando-o na direção do maior grupo de adversários como uma arma viva, era quase como se o brutamontes estivesse jogando boliche.


Quando concluísse todo o momentum de sua monografia Joe abriria os braços como asas e observaria os adversários restantes, o sorriso confiante permaneceria em seu rosto enquanto ele suspirava. — Nós somos a Wolhaiksong.

TO BE CONTINUED.



Joe Sins
PDV:4223 (:wing:)
STA:100

Vício:06/10
Compulsão:00/10

Posts:17
Surrados:15. VAI TER MAIS JAJA >Smile


Ganhos:



Perdas:
[*]Pequenas Escoriações pelo Rosto - 02/02 [CURADO]
[*]Corte Mediano na Testa (Vertical) - 03/03 [CURADO]
[*]02 Perfurações no Abdômen - Lado Esquerdo - 04/04 [CURADO]
[*]Pequenas Escoriações pelo Rosto - 02/02 [CURADO]
[*]Escoriações e Hematomas pelo corpo - 04/04 (Devido a queda da Taberna) [CURADO]
[*]Perfuração na Região da Clavícula Esquerda - 04/04 [CURADO]
[*]Corte Mediano na Testa (Vertical) - 03/03 [CURADO]
[*]Escoriações - Hematomas - Cortes/Perfurações superficiais pelo corpo - 05/05[CURADO]

OBJETIVOS:
1. Ser foda.
2. Conhecer o Boris
3. NPC ACOMPANHANTE.
4. Brigar no Bar, porque eu quero.
5. Arrumar mais confusão enquanto a rapaziada chega.
6. Conhecer o resto da futura tripulação.
7. Descer o cacete em uns almofadinhas de um dojo aew. (Quase.)
8. Fugir depois de descer o cacete neles.
9. Pegar um barco "emprestado" pra ralar peito.
10. Despistar a marinha de um jeito doido.
11. Ir pra Loguetown pra descer o cacete em mais gente.


Van
Ver perfil do usuário
Imagem : Porradaria, confusão e fuga. [1] - Página 8 Q4frd31
Créditos : 00
VanCivil
https://www.allbluerpg.com/t641-boris-skalovski#4055 https://www.allbluerpg.com/t623-porradaria-confusao-e-fuga-1#4138
Re: Porradaria, confusão e fuga. [1] Dom Jan 09, 2022 6:54 pm

Árvore!?


O trio de bardeneiros restante parecia encontrar o seu próprio rumo. Embora a aventura estivesse num ritmo frenético, os heróis viviam como se fosse uma eternidade - um post por semana para ser mais preciso - e tal ritmo apressado também era visto na formação de laços. A grande mulher grande já direcionava suas palavras ao loiro com um tom amigável enquanto o casal relaxava diante da situação problemática em que Sins se encontrava.

Verdade… Mas acredito que este elemento está presente aqui nessa cena… As coisas acabam de esquentar… Muito!

Em poucos segundos, o ambiente limitado com poucas pessoas, tornava-se uma roda de Mcs com o trio em seu centro prestes a enfrentar uma grande batalha. Se gritassem "sangue, sangue, sangue" surgiriam um Orochi e um Johnny para largar umas rimas.

Árvore? Uourason??!

Árvores tem membros? Não seriam galhos ou raízes? Indagou mentalmente diante das palavras emitidas pelo capitão. O pensamento a respeito de uma possível concussão sofrida por Joe surgia, mas ia embora diante de coisas mais importantes para focar. Ao melhor estilo Jay-Z, nós temos 99 problemas, mas uma concussão não é um deles.

Você é médica, né, coisa linda?

Estalou o pescoço e moveu os ombros para aquecer e alongar os membros superiores visando uma possível surra futura. Sim, eram muitos adversários para enfrentar ao mesmo tempo e as chances de saírem feridos era altíssima. Entretanto, a autoconfiança era enorme e sentia-se seguro o bastante para encarar aquela multidão. Pegaria a bainha com a mão esquerda e puxaria a katana azul conquistada há poucas horas in-game e meses off-game kek. Portando-a na mão destra, Boris estaria pronto para o combate. Poderia usar o estilo Iai com ela dentro da bainha, mas contra tantos não parecia eficaz. Melhor estar totalmente preparado.

A quantidade seria o ponto principal nessa luta e não podia perder tempo. Cada movimento precisava ser bem pensado pois um erro poderia causar-lhe a morte ou pior: prisão. Ele era bonito demais para ser preso e todos sabem o que acontecem com homens bonitos na prisão… Eles são contratados por agências de modelo que o utilizam como exemplo de superação e ficam milionários até se perderem no uso de cocaína e acabarem morrendo com overdose ou pior, acabam falidos e precisam se prostituir para bancar o estilo de vida luxuoso. Em resumo, ser preso é tomar no cu de uma forma ou de outra e Skalovski não aceitaria isso, embora o uso de cocaína pareça uma boa ideia depois de uns plantões de 24h sem descanso.

Diante de tantos oponentes, o espadachim tentaria controlar o espaço ao seu redor e evitaria sair do centro, usando um ou dois passos para atacar ou esquivar. Os movimentos seriam bem simples, avançar e cortar na vertical descendente ou lateralmente com cortes diagonais descendentes sempre aproveitando a gravidade para ajudar nos ataques e potencializar o dano efetuado. Caso recebesse muitos ataques ao mesmo tempo - de direções distintas - o famoso ataque covarde, Boris contra-atacaria com um corte 360 graus ágil e contudente. Se fosse atingido, tentaria voltar ao ponto fixo e recuperar o equilíbrio para continuar sua série de movimentos ao melhor estilo rurouni Kenshin.

Boris Skalovsk:
PDV:2800
STA:100

Posts:17

Ganhos: Maço de cigarros (02/10)

Perdas: 150k (cigarro)

OBJETIVOS: Encontrar Joe Sins
Encontrar Silent
Encontrar Mizzu
Encontrar Vini

Aprender Geografia
Aprender profissão Navegador
Aprender Psicologia
Ter um NPC acompanhante

Silent
Ver perfil do usuário
Imagem : Porradaria, confusão e fuga. [1] - Página 8 Q4frd31
Créditos : 00
SilentCivil
https://www.allbluerpg.com/t669-viola-altamira#4474 https://www.allbluerpg.com/
Re: Porradaria, confusão e fuga. [1] Qua Jan 12, 2022 9:39 pm


Oh, you are approaching me?!



Há aqueles que digam que coragem nada mais é que um impulso involuntário perante uma inesperada situação, outros afirmar que se não tiver, apenas necessita de mais álcool no corpo. Para Viola, coragem não passava de burrice. Bravura, sim, era algo admirável nos olhos da gigante, pois era algo que tornava aquelas pequenas criaturas seres formidáveis capazes de atos inesperados, mas coragem não passava de um conjunto de influências enxertadas na mente de um humano para que ele faça algo que certamente não deveria. Enfrentar uma deusa, por exemplo. Levando o dedo indicador e o do meio juntos até a testa, ela coçava brevemente o local gerando uma pequena pressão ao pressionar a lateral do local junto ao polegar que servia de base. Quando os inimigos já estivessem ao alcance, levantar-se-ia com uma cara de poucos amigos. Tomaria em mãos seu martelo de combate que estava repousando a seu lado e falaria, em um tom normal, como se estivesse conversando com alguém. -Deixa eu ver se entendi… O nosso grupo amassou alguém de alta patente de vocês, exterminamos os perseguidores, destruímos aquela porcaria de bar que nem me cabia… E mesmo assim vocês ainda continuam nos seguindo? A fala obviamente era direcionada aos marinheiros. Aquele grupo de insetos fardados com uma roupa que faria sucesso em qualquer balada lgbt dançando Y.M.C.A insistia na tola ideia de continuar perseguindo o trio e, dessa vez, Viola iria usar aquele grupo como exemplo.

-Sinceramente… Isso já passou de coragem a muito tempo, agora é apenas… Burrice.

Iniciaria a chacina. Pegando o cabo de sua arma com ambas as mãos, a gigante miraria no primeiro alvo a sua frente que estivesse com uniforme, com uma força tamanha que certamente quem estivesse perto poderia até escutar um "Vulsh!" Do equipamento cortando o ar. Seu alvo? Bom, ela não miraria especificamente em lugar nenhum, pra ser mais exato, ela miraria na pessoa como um todo, tentando acertar principalmente a parte do tronco para que a única coisa que ficasse para trás do felizardo que recebesse o golpe fosse seus pezinhos, enquanto o restante do corpo jorraria pelo local como um extrato de tomate esparramado na forma.

-Mortais ínfimos! Que sirva de exemplo, perante a grande deusa vocês não passam de condimento alimentício!

A fala fez sentido? Não, mas ela é louca! Nada precisa fazer sentido. Nesse mesmo seguimento, apoiaria o pé esquerdo a frente do corpo, jogaria a arma para trás com suas mãos (Não literalmente, jogar no sentido de levar ela com toda a força) e a traria de volta, deixando com que o peso de seu martelo e a força da gravidade + inércia fizesse seu serviço, como um balanço mortal com o intuito de amassar qualquer coisa a sua frente. Uma coisa sobre os bárbaros é que eles não recebem esse nome atoa, vê um em ação era de fato algo assustadoramente bárbaro. Seu estilo de combate era sangrento, desprovido de segurança, violento e selvagem, mas isso é exatamente tudo que a jovem se torna quando entra em combate. Saltaria na direção do maior grupo de inimigos que avistasse, no maior estilo Donkey Kong, onde dobraria suas pernas ao ponto de ficar parecendo um sapo por um breve momento para impulsionar-se na direção desejada. Se chegasse nesse grupo maior de inimigos, "voando", esticaria completamente o corpo, como se fosse dar um mergulho no mar, só que com as duas mãos acima da cabeça segurando o martelo. Seu objetivo? Amassar o maior número de inimigos possíveis, fosse com sua arma ou com seu próprio corpo, que era naturalmente um equipamento bem potente devido a estatura da moça.

"O mestre sempre disse para tomar mais cuidado enquanto lutasse… Mesmo que o estilo que ele tenha me ensinado foi o de bárbaro, de alguma forma ele conseguia ter tanto poder defensivo como ainda se defender dos meus ataques no treino… Ah, sensei…Ainda tenho muito a aprender.

Mesmo com sua loucura, mesmo acreditando ser a reencarnação de uma deusa, Viola nunca perdeu o respeito pelo homem que a ensinou a lutar e, acima de tudo, seu melhor amigo no momento mais difícil que teve na vida. Ele era possivelmente o único humano que mesmo depois da "reencarnação" ela ainda manteve o respeito e admiração. O súbito pensamento enquanto ela, literalmente, mergulhava nos inimigos, a fez pensar que posteriormente esse estilo tão ofensivo poderia lhe prejudicar. Mas foi apenas isso, um pensamento. Assim que caísse, fosse lá onde estivesse a maior concentração de inimigos, levantaria arrastando seu martelo em um arco a sua frente tentando acertar quem tivesse tentando sair de sua "bola de canhão" improvisada.

-Ouch…

Se jogar ao chão certamente teria doído, principalmente quando esse chão está cheio de inimigos para te espetar com suas lâminas, mas ela não ligava muito, afinal, inicialmente apenas o velho havia lhe chamado a atenção ali, então imaginou que o restante do grupo fosse apenas coadjuvantes para a batalha final que iniciaria a qualquer momento, tendo como protagonista um homem selvagem que se mostrava cada vez mais intrigante ao olhos da GG. "...Não sei se é burrice ou se ele entrou demais em sua própria trama, mas ele realmente disse para manter as crianças aqui porque elas teriam algo para aprender ou eu tô louca? Bom… Ela de fato estava louca, mas não vem ao caso. Após levantar-se em meio aos inimigos, se ainda estivesse algum por ali, continuaria sua chacina ao levantar o pé da direção oposta a mão que segurava a marreta, num movimento de pêndulo que passava a arma por onde seus pés estavam anteriormente e, quando ele voltava pro outro lado, dava um pisão e levantaria a outra perna, repetindo esse movimento para limpar qualquer importunação ao seu redor.

-Sins, Loiro, não demorem muito… Esse lugar vai desabar em breve. Vou devolver esses vermes ao lugar de onde nunca deviam ter saído: Debaixo da terra.

Aquilo poderia soar como uma bravata tola aos ouvidos dos presentes que não haviam interagido com Altamira anteriormente, mas os dois do seu grupo certamente sabiam o que ela queria dizer.

Legenda
-Fala-
”Pensamento”

Histórico:

Viola Altamira, 21 anos, Feminino, 6,1m de altura, pesando 927kg, atualmente em Shells Town - East Blue.

Chicoteador(1) // Bárbaro(1)

Médica (Primeiros Socorros; Diagnose; Cirurgia; Anatomia; Psicologia)

401 For(Levanta até 502kg) ; 0 Dex; 180 Acc; 1 Reflexo; 298 Con; Agilidade 90; Red. Dano 5%

HP 5960
STA 100

Condição atual: Ilesa

Pertences:
$250.000
Warhammer Personalizado

Perdas:
-X-



Relações:
-X-

Posts: 14 (2 páginas)

Objetivos:
*Conseguir uma arma
*Se encontrar com todos
*Aprender proficiência Ameaçabagulho caro da porr*
*Conseguir suprimentos médicos
*Tentar não ferir fatalmente alguém do bando
*Resto é estória
Formiga
Ver perfil do usuário
Imagem : Porradaria, confusão e fuga. [1] - Página 8 CsHkSDy
Créditos : 64
FormigaDesenvolvedor
https://www.allbluerpg.com/t766-takeshi-isamune https://www.allbluerpg.com/t768-capitulo-i-o-espetacular-takeshi-isamune
Re: Porradaria, confusão e fuga. [1] Sab Jan 15, 2022 1:44 pm




Criminosos Macetados

Suruba Inimiga


Dia 01 || Shells Town - Baixa || Clima: Quente || Manhã
N° de Postagens do Narrador: 17



Todos

O grupo pirata se encontrava em uma situação complicada, por mais fortes que pudessem ser, a desvantagem numérica acabava sendo algo que influenciaria no desenrolar daquele combate. Para você ver como a coisa estava complicada, até mesmo o preguiçoso Boris parecia ter tido a noção que era necessário ficar sério naquele momento, uma coisa rara pelo histórico do rapaz. Cada um enfrentava seus próprios oponentes, agindo da sua própria maneira, com base nos seus conhecimentos técnicos das artes voltadas ao combate.

Sins estava atento principalmente aos dois mais experientes, já que provavelmente eram os mais fortes dentre todos ali. Algumas opções de ataque surgiam em sua mente e ele estava certo, a dupla – por mais que não fossem próximos – parecia agir em sinergia para efetuar um ataque combinado, onde os dois visavam atingir pontos diferentes do corpo musculoso da figura criminosa. Sins esperou até o último momento para executar uma ação, partindo em direção a um dos golpes, anulando o movimento do outro antagonista, segurando por fim o braço do atacante. Não demorou para que ele continuasse suas ações, pelo menos tentasse, já que um grupo de alunos o atingiu por ambos os lados naquele exato momento em que segurou o pulso de um dos velhos, travando completamente o restante das suas ações – Siam! – Gritou a figura idosa responsável pela academia naquele momento, atingindo a orelha de Joe com um poderoso chute, chacoalhado o seu cérebro.

Boris estava pronto para o combate, controlando o espaço ao seu redor ele permaneceu fazendo movimentos simples, mas carregado pela técnica adquirida após anos de treinamento. Como supracitado a desvantagem numérica cobrava o seu preço, por mais ataques efetivos que fossem realizados pelo loiro, o número de inimigos não parecia diminuir, na verdade, uma troca de oponentes era realizada com maestria, sendo guiada – por gesticulações e alguns sons verbais – pelo professor que portava uma grande espada. Os alunos mais velhos se movimentavam com louvor, atacando, esquivando e bloqueando os ataques do criminoso, protegendo a si mesmos e seus respectivos colegas. Aqueles que foram acertados por Boris com ataques verticais ou diagonais, recuavam enquanto outros assumiram seus lugares, mantendo o fluxo de ações alto ao ponto de gradativamente conseguirem realizar cortes na figura de cabelos loiros. Boris não se dava por vencido, continuava atacando, defendendo e esquivando de várias maneiras possíveis, atacando até mesmo em 360 graus, atingindo uma quantidade alta de alunos. No entanto, seu corpo pagava o preço pela desvantagem, a lâmina de seus oponentes começavam a alcançar o seu corpo, atingindo seus braços, tronco, pernas e até mesmo seu rosto.

A situação estava complicada, os números estavam vencendo a técnica e o fim parecia decretado, no entanto, uma sombra com proporções significativas encobriu o grupo: BOOM! O som explosivo do martelo acertando uma parte dos inimigos ecoou pelo lugar, assim como o vento, terra e pedra que se espalharam pelo lugar. Inimigos tinham sido feitos de patê e a oportunidade para uma virada tinha sido criada, Viola, a deusa em terra devastou parte dos oponentes em um único movimento. A brecha foi aproveitada, Sins seguiu com suas ações pegando os oponentes em seus golpes únicos, enquanto Boris fatia parte dos inimigos com velocidade e maestria. O grupo rodeou a gigante, acertando-lhe alguns golpes nos membros inferiores, mas os socos pareciam não passar pela pele ligeiramente mais resistente que as outras raças. O balanço ocorreu novamente e então ela atingiu mais uma vez o que parecia ser um terremoto percorreu todo o solo, mas isso ainda era o começo, a garota louca saltou no maior estilo Gamabunta e caiu de braços abertos nos inimigos, esmagando-os com seu próprio peso, amassando todos eles.

A dor do impacto percorreu seu coro naquele momento, mas os outros estavam em um estado pior, obviamente. Alguns inimigos enfiaram suas lâminas no corpo da garota, fazendo-a sangrar, mesmo que aquelas armas não causassem danos graves ao extenso corpo de Viola. A gigante continuou a leva de ataques com seu martelo, lançando oponentes na direção de Sins e Boris, ajudando-os e em outros momentos, os atrapalhando, já que os corpos sem vida acertavam/impediam parte das suas ações. Os estrondos chamavam a atenção daquela porção da Ilha e apitos eram ouvindo vindo de diferentes direções, assim como das casas vizinhas, marinheiros pulavam das suas janelas e sacanas, partindo em direção ao colégio carregados pelo ódio, afinal, um grupo de criminosos estavam fazendo uma bagunça em uma das escolas mais renomadas de todos os Blues.

A morte estava espalhada pelo lugar, Boris cortava seus inimigos; Viola esmagava-os como patê e Sins dava o seu show, mostrando toda sua superioridade perante os velhotes e também os outros jovens guerreiros/marinheiros. A situação estava pior, a luta continuava e eles tinham uma noção que aquilo não iria parar, estava claro que chegaria o ponto que nem mesmo as vantagens de Viola deixariam a balança cair de forma vantajosa ao grupo. O som de tiros eram ouvidos e a gigante sentia em suas costas os projéteis acertando, atravessando suas vestes e também a sua carne. O sangue escorria, ela podia continuar daquele jeito, como alguém com proporções exacerbadas, ela era um alvo fácil. Uma lança passou quase acertando um dos seus olhos, abrindo um ferimento na lateral da sua bochecha. Os inimigos eram como formigas, e os piratas eram apenas três! O que eles fariam? Continuariam lutando? Tentariam abrir caminho perante os inimigos? Ou simplesmente aceitariam a morte ali mesmo?



Histórico Geral:
Joe Sins:
Número de POST:17
Dependência: 07/10
Compulsão: 03/10
Dinheiro: 250.000 B$
Ganhos:

  1. Nada por enquanto.


Perdas:

  1. Nada por enquanto.


Boris Skalovski:
Número de POST: 17
Dependência: 10/10
Dinheiro: 100.000 B$
Ganhos:

  1. Maço de Cigarro 07/10 - POST 01
  2. Isqueiro 02/02 - POST 01


Perdas:

  1. 150.000 B$ - Compra do Maço de Cigarro - POST 01


Viola Altamira:
Número de POST: 14
Dinheiro: 250.000 B$
Ganhos:

  1. Martelo de Guerra - Categoria Profissional - POST 11


Perdas:

  1. Nada ainda


Legendas:
NPC's Específicos
Velho do Terraço - Aparência


NPC's Aleatórios
Personagens Simples: Atendentes | Garçons | Pessoas encontradas nas Ruas | Vendedores | Moradores | Entre outros.

Integrantes da Marinha
Galera da Mesa
Professores e Alunos

Aparência dos NPC's "Comuns"
Ajin - Aparência
Teresa - Aparência
Homem de Dreads - Aparência
Fortão que arrumou o cabelo - Aparência
Marinheiro Bernardes - Aparência
Nogg

Log de combate e Considerações:

Joe
Ferimentos:

  1. 02 Perfurações no Abdômen - Lado Esquerdo - 03/04 [TRATADO]
  2. Pequenas Escoriações pelo Rosto - 02/02 [CURADO]
  3. Escoriações e Hematomas pelo corpo - 04/04 (Devido a queda da Taberna) [CURADO]
  4. Perfuração na Região da Clavícula Esquerda - 04/04 [CURADO]
  5. Corte Mediano na Testa (Vertical) - 03/03 [CURADO]
  6. Escoriações - Hematomas - Cortes/Perfurações superficiais pelo corpo - 05/05 [CURADO]


Considerações:
TA remendado

Danos

    -


HP Atual: 4.223

Boris
Ferimentos:

  1. Perfuração na Coxa Direita - 05/05 [CURADO]
  2. Escoriações e Hematomas pelo corpo - 04/04 (Devido a queda da Taberna) [CURADO]
  3. Corte na Testa (Horizontal) - 03/03 [CURADO]


Considerações:
-


Viola
Ferimentos:

  1. Ferimento simples na testa, tá sangrando de leves. Nada que importe para uma Deusa - 01/01 [CURADO]



_________________

Porradaria, confusão e fuga. [1] - Página 8 Fi6WMX7


Certificurso:
Curso Narrador AB, 2021
Porradaria, confusão e fuga. [1] - Página 8 EBEAdF4X4AYyK13
Magma
Ver perfil do usuário
Imagem : Porradaria, confusão e fuga. [1] - Página 8 Q4frd31
Créditos : 00
MagmaCivil
https://www.allbluerpg.com/t622-joe-sins#3874 https://www.allbluerpg.com/
Re: Porradaria, confusão e fuga. [1] Sab Jan 22, 2022 5:54 pm
Saturday Night’s Alright for Fighting





CACETE! — Sem condição alguma de tomar distância para se preparar para qualquer outro golpe Joe simplesmente buscaria por uma brecha em meio aos ataques inimigos ele buscaria pelo primeiro chute que encontrasse e saltaria por cima da perna do atacante, ele se jogaria no chão e faria um rolamento e logo em seguida saltaria na direção do inimigo mais próximo e lançaria seu braço contra o pescoço do alvo com uma brutalidade sem igual.

"Buckshot Lariat"

Porradaria, confusão e fuga. [1] - Página 8 Abc43f97b5896818-600x338

Caso tivesse êxito em derrubar o alvo ou não Joe gritaria na direção de Viola. — Grandona precisamos chegar até o porto e você vai liderar o caminho! — o wrestler e magnífico homem giraria no próprio eixo e tentaria desferir um chute rodado contra o inimigo mais próximo.

Boris, minha retaguarda! — Ele se aproximaria de Boris para dar oportunidade do loiro protegê-lo pelo curto espaço de tempo que ele precisava para realizar sua façanha, Joe olharia ao redor e tentaria desviar dos possíveis golpes físicos que se projetassem na sua direção, ele gingaria o corpo em sentidos nêmesis ao dos golpes e tentaria fazê-los desperdiçar o máximo de energia.

Na sua busca Joe tinha o objetivo de encontrar algum caminho que levasse até o topo dos muros da academia, se ele encontrasse algo ele gritaria — Preciso chegar até os muros, Viola! — apontaria na direção do lugar e começaria a se posicionar e avançar naquela direção, sem desferir golpe algum no caminho apenas tentando desviar dos golpes que lhe eram desferidos e aproveitar da grande quantidade de inimigos que o cercavam para fazê-los cruzar o seu próprio fogo e se acertarem, Joe era um homem grande mas como aprendemos em diversos filmes de dança dos anos noventa os grandões são os que tem o melhor gingado.

Assim que ele chegasse em seu objetivo ele começaria a se agarrar e mover o seu centro de gravidade com concentração e velocidade, se fosse necessário começaria a fazer uma espécie de parkour para escalar o muro, abusando de vigas e outros objetos infincados ou que pudessem servir de apoio, se conseguisse chegar ao topo do muro observaria a estrutura de Shells Town com a boa visão e avaliaria o caminho mais rápido na direção do porto caso conseguisse.

Quando tivesse concluído seu objetivo, isso é se tivesse Joe se viraria na direção do combate novamente, ele ergueria ambos os braços para cima e os abriria como asas, logo em seguida ele saltaria do muro com todo o impulso que fosse capaz de gerar e giraria o corpo no ar, transformaria o próprio corpo em uma arma e se lançaria com o peso multiplicado pela força contra os marinheiros mais próximos ou que tivessem o perseguido em meio a bravata, caso não houvesse nenhum marinheiro próximo ele só desceria de onde estava como chegou.

"Swanton Bomb! What a move from Jeff Hardy!!!!"

Porradaria, confusão e fuga. [1] - Página 8 WPQ4Ge6A

Se por acaso ele não tivesse como escalar o muro ele apenas tentaria se aproveitar de Viola mais uma vez e seria ágil como um rato, escalaria por ela aproveitando que ainda estaria se erguendo do chão, subiria até o topo de sua cabeça como um rato e tentaria observar o caminho até o porto por ali, lógico que o Swanton Bomb ainda aconteceria, independente da situação Joe não poderia perder a oportunidade para incrementar o seu show.

Cof, Cof. — Tossiria algumas vezes e levantaria do chão, ambas as mãos tateariam as costas para limpar os resquícios de sujeira, Joe procuraria por Viola e apontaria na direção do porto.  — Viola, vamos para lá!

Ele voltaria as atenções a luta vagarosamente, afinal o impacto concussivo de um Swanton Bomb não era algo comum nem mesmo para Joe, ele chacoalharia a cabeça e provavelmente tomaria algum golpe nesse processo de recuperação, mas não se importava, quando estivesse melhor voltaria a se defender e desviar de golpes, afastando-se cada vez mais na direção da saída junto com seus amigos, a famosa debandada.



Joe Sins
PDV:4223 (:wing:)
STA:100

Vício:06/10
Compulsão:00/10

Posts:18
Surrados:18. VAI TER MAIS JAJA >Smile


Ganhos:



Perdas:
[*]Pequenas Escoriações pelo Rosto - 02/02 [CURADO]
[*]Corte Mediano na Testa (Vertical) - 03/03 [CURADO]
[*]02 Perfurações no Abdômen - Lado Esquerdo - 04/04 [CURADO]
[*]Pequenas Escoriações pelo Rosto - 02/02 [CURADO]
[*]Escoriações e Hematomas pelo corpo - 04/04 (Devido a queda da Taberna) [CURADO]
[*]Perfuração na Região da Clavícula Esquerda - 04/04 [CURADO]
[*]Corte Mediano na Testa (Vertical) - 03/03 [CURADO]
[*]Escoriações - Hematomas - Cortes/Perfurações superficiais pelo corpo - 05/05[CURADO]

OBJETIVOS:
1. Ser foda.
2. Conhecer o Boris
3. NPC ACOMPANHANTE.
4. Brigar no Bar, porque eu quero.
5. Arrumar mais confusão enquanto a rapaziada chega.
6. Conhecer o resto da futura tripulação.
7. Descer o cacete em uns almofadinhas de um dojo aew. (Quase.)
8. Fugir depois de descer o cacete neles.
9. Pegar um barco "emprestado" pra ralar peito.
10. Despistar a marinha de um jeito doido.
11. Ir pra Loguetown pra descer o cacete em mais gente.


Van
Ver perfil do usuário
Imagem : Porradaria, confusão e fuga. [1] - Página 8 Q4frd31
Créditos : 00
VanCivil
https://www.allbluerpg.com/t641-boris-skalovski#4055 https://www.allbluerpg.com/t623-porradaria-confusao-e-fuga-1#4138
Re: Porradaria, confusão e fuga. [1] Ter Jan 25, 2022 11:02 am

Fudeu de vez


A busca por fogo para acender um cigarro e dar uma relaxada deixou de ser um simples traço cômico. A dependência química cobrava de seu corpo pela substância e causavam tremores em seu corpo… ou seriam os movimentos de Viola? A consciência de Boris também não estava num bom sinal, sentia-se confuso e com dificuldade de entendimento. O que caralhos seria uma árvore? Do que Joe estava falando? Tentou fazer sentido enquanto retalhava colegas de trabalho do seu falecido avô como se nada fossem, os quais de fato nada eram.

Aí, Joe… Você tem que parar de colocar a gente nessas furadas...

O numeral trezentos passou pela mente aleatoriamente. Seria esse o número de adversários que enfrentaram desde que tudo começou? Dá mais de 10 para cada um e se um deles não conseguir, vai sobrar pro espadachim. Aí é foda… Constatou coçando a cabeça ainda sentindo os calafrios da ausência de uma fumaça.

Se alguém enxergar uma porra de um isqueiro, avisa hein…

Diria enraivecido e descontrolado. Sentia a fúria tomar conta do seu corpo e um calor violento aquecer sua corrente sanguínea. Parecia um estado berserker, contudo, não era referente ao combate e sim ao desejo incontrolável de torrar um. As palavras de Sins sobre fugir e a organização imposta por ele agradavam o loiro. Escolheu bem, pensou ao analisar o cenário. Assim teriam tempo para fumar um cigarro. Sim, Skalovski pensava mais em fumar do que na sua própria segurança.

Logo, visando atender as expectativas de seu capitão, tentaria posicionar-se da melhor maneira possível na retaguarda do moreno e garantir sua proteção. Lutando contra si mesmo para ter algum controle sobre suas próprias ações, usaria sua katana para defender o nakama e garantir a sua parte na fuga. Ele sabia do potencial de Viola para destruir e com ela na frente, era só uma questão de tempo até estarem em um lugar mais seguro. Na hipótese de receberem ataques onde Boris era responsável pela segurança, tentaria bloquear usando a parte com fio de sua lâmina ao rebater ou redirecionar as ofensivas, cada um de seu jeito. Golpes grandes talvez fossem mais fáceis de desviar a trajetória e evitar impactos enquanto pequenos como projéteis e lâminas fossem bloqueáveis diretamente. De todo modo, focar-se-ia em conseguir manter a concentração, equilíbrio e controle de seus atos para executar de maneira eficiente as medidas defensivas necessárias visando garantir a proteção de seus aliados.

Boris Skalovsk:
PDV:2800
STA:100

Posts:18

Ganhos: Maço de cigarros (02/10)

Perdas: 150k (cigarro)

OBJETIVOS: Encontrar Joe Sins
Encontrar Silent
Encontrar Mizzu
Encontrar Vini

Aprender Geografia
Aprender profissão Navegador
Aprender Psicologia
Ter um NPC acompanhante

Silent
Ver perfil do usuário
Imagem : Porradaria, confusão e fuga. [1] - Página 8 Q4frd31
Créditos : 00
SilentCivil
https://www.allbluerpg.com/t669-viola-altamira#4474 https://www.allbluerpg.com/
Re: Porradaria, confusão e fuga. [1] Ter Jan 25, 2022 2:13 pm


I'm not DMC, but run bitch, ruuuun!



Dizem que a necessidade humana de pertencer a algo maior do que a si mesmo é uma característica cravada em grosso modo no cerne do que torna essa forma de vida um ser social. A sensação de pertencimento acaba preenchendo suas patéticas vidas com a ilusão de que são mais do que de fato sejam. Altamira presenciava o poder dessa ilusão em primeira mão, vendo aquele enxame de marinheiros que sabiam que não conseguiriam derrubar a gigante, mas que por fazerem parte de algo maior, no caso, a marinha, acreditavam que o conjunto seria capaz de deter o grupo de criminosos a frente. Oh, como estavam enganados. Levantar-se-ia do chão, passando a mão direita sobre a bochecha e sentindo o rubro pesar de um ataque que infelizmente acertava a deusa. Num movimento que certamente não condizia com seu tamanho, a deusa iria, com a maior velocidade que conseguisse, atingir o chão em sua frente em direção oposta de onde seus companheiros estavam e onde tivesse um número considerável de inimigos.

-Vocês… Criaturas insignificantes e indignas de existência… Eu tentei ser misericordiosa e dar uma chance de perceberem a diferença de poderes entre nós, mas isso foi esperar demais de simples humanos, não é mesmo? Eu, Raijin, agora nego a vocês o direito a existência. Julgamento!

A gigante certamente poderia ser atingida durante seu monólogo, mas não ligaria muito, já tinha passado por coisa muito pior que isso de mãos amarradas, literalmente. A palavra final de seu monólogo parecia ser uma espécie de golpe especial, mas na verdade era apenas uma bravata da deusa, que novamente após muito tempo, se chamava pelo supostamente nome da deidade a qual ela seria a reincarnação. Segurando seu martelo com tamanha força que veias saltavam em sua suave pele que preenchia seus braços, Viola miraria não em uma pessoa em específico como anteriormente, mas sim em simplesmente fazer o maior estrago que conseguisse com toda sua força. O movimento não seria nada complexo, apenas levantaria sua arma segurando com ambas as mãos até que a mesma estivesse numa altura suficiente para estar atrás de sua cabeça e, quando praticamente todos os músculos de seus braços estivessem enrijecidos devido a força aplicada, daria uma base mais sólida ao golpe ao pressionar seus pés contra o chão e inclinar-se levemente para frente, trazendo seu martelo para acertar a área a sua frente, descendo com o instrumento com toda sua força mais uma ajudinha da gravidade.

-Patéticos. Envolvendo suas crias em uma luta que apenas adultos deveriam travar. Vocês me dão nojo!

Por incrível que pareça, toda as falas de Viola soaria num tom sereno, como uma mãe decepcionada com o filho, fazendo uso de sua voz melódica para isso. Ela não gritava nem nada, apenas falaria nesse tom. Certamente uma pessoa "normal' estaria gritando em momentos como esse, mas, devido a sua histeria, Viola nem sempre controlava as emoções que sentia em determinados momentos, esse era um deles. Ela queria estar puta, ela queria demonstrar a raiva perante aqueles indignos de sua presença que ousavam atacar uma divindade, mas suas emoções estavam numa montanha russa tão gigantesca devido a sua desvantagem que tudo que falava acabava saindo num tom neutro, sem emoção. Ela ouvia o desejo dos dois únicos humanos com o qual ela se importava levemente ali, Sins e Boris.

"Tsk… Merda. Esqueci que não estou mais sozinha… Espera, isso quer dizer que aqueles dois são meus seguidores agora? Mas porque eu continuo seguindo eles e não o contrário? E porque sinto que devo ajudá-los sem esperar nada em troca?

Conflitante, sua mente entrava num embate com seu peito para entender o conceito de amizade, coisa que só teve uma vez na vida. Mas bem, esse definitivamente não era o momento para uma reflexão nesse nível, por isso, a gigante logo se pôs na direção indicada por Sins, indo até os muros. Durante o trajeto, balançaria seu martelo em um pêndulo em frente as pernas, como se estivesse "varrendo" qualquer inimigo que pudesse se por entre ela e o objetivo. Se chegassem ao muro, montaria uma espécie de guarda enquanto Sins fazia suas peripécias, isso é, tentaria bloquear possível ataques ao rebate-los para os lados, na intenção de redirecionar projéteis. Caso fosse um ataque corpo a corpo, apenas esmagaria o alvo com seus pés, martelo, mãos e o que mais estivesse ao alcance. Caso Sins tivesse êxito em seu plano, seguiria na direção indicada por ele, mas não sem antes concordar com Boris em sua fala. "Realmente… Esse humano parece um ímã de confusões, eu só queria dormir um pouco… tsk." Seguiria para o porto então caso tudo ocorresse como planejado, seguindo as direções de Sins.

-Será que pego eles no colo novamente? Seria mais rápido, m-m-mas pode ser que eles entendam errado… Não quero que esses mortais c-criem ideias erradas sobre uma deusa como eu. R-r-relacionamento entre mortais e deuses nunca dá certo, Zeus que o diga.

E mais um traço de sua personalidade se fazia presente, mesmo que só em pensamentos. Para abrir caminho, Viola iria na frente dos dois companheiros, utilizaria a mesma estratégia de "varrer" os inimigos à sua frente com um movimento de pêndulo em frente as pernas utilizando de sua arma. Porém, antes que saíssem do local, daria uma bela de uma martelada em uma pilastra mais próxima, segurando a arma com ambas as mãos num movimento horizontal da direita para a esquerda, tal qual um jogador de beisebol. -Isso é para que nunca esqueçam o erro que foi desafiar uma deusa um dia, mortais insignificantes!- Dessa vez, porém, novamente devido a histeria, sua fala sairia com uma raiva quase palpável, mudando subitamente de humor, afinal, loucura pouca é bobagem para a querida reencarnação de Raijin.

Legenda
-Fala-
”Pensamento”

Histórico:

Viola Altamira, 21 anos, Feminino, 6,1m de altura, pesando 927kg, atualmente em Shells Town - East Blue.

Chicoteador(1) // Bárbaro(1)

Médica (Primeiros Socorros; Diagnose; Cirurgia; Anatomia; Psicologia)

401 For(Levanta até 502kg) ; 0 Dex; 180 Acc; 1 Reflexo; 298 Con; Agilidade 90; Red. Dano 5%

HP 5960
STA 100

Condição atual: Ilesa

Pertences:
$250.000
Warhammer Personalizado

Perdas:
-X-



Relações:
-X-

Posts: 15 (3 páginas)

Objetivos:
*Conseguir uma arma
*Se encontrar com todos
*Aprender proficiência Ameaçabagulho caro da porr*
*Conseguir suprimentos médicos
*Tentar não ferir fatalmente alguém do bando
*Resto é estória
Formiga
Ver perfil do usuário
Imagem : Porradaria, confusão e fuga. [1] - Página 8 CsHkSDy
Créditos : 64
FormigaDesenvolvedor
https://www.allbluerpg.com/t766-takeshi-isamune https://www.allbluerpg.com/t768-capitulo-i-o-espetacular-takeshi-isamune




Fugas das Galinhas!

Formigueiro de Marinheiros


Dia 01 || Shells Town - Baixa || Clima: Quente || Manhã
N° de Postagens do Narrador: 17




O trio estava imerso em um combate desvantajoso, já que o número de inimigos superaram e muitos os seus. Por mais fodidos que estivessem, eles ainda carregavam em seus corações o ímpeto necessário para continuar sua jornada em busca pela liberdade, já que não queriam morrer ali. Claro, nem todos eram movidos pelo ímpeto, no caso de Boris ele estava buscando a penas a porra de um isqueiro, que caralho em? O loiro estava puto, se os inimigos fossem cigarros ele claramente venceria essa batalha sozinho. De qualquer forma, a pica que eles estavam segurando piorava a cada minuto, mesmo que Viola utiliza-se das suas proporções elevadas ui para desferir golpes pesados, varrendo os minions que voavam pra casa do caralho.

Sins fez ações que um bom capitão faria, deu ordens para que seus subordinados executassem, enquanto ele aproveitaria a visão de Shells bem tranquilamente. Bom, ele subiu usando Viola de escada, passando pelas suas coxas grossas e também os seus seios, que safado em? Enfim, do muro ele pôde ver o caminho logo em frente, uma espécie de grande corredor que continuava – ao que ele conseguia ver – em uma espécie de ladeira, que finalizava próximo ao porto, já que eles ainda deveria cortar um caminho até a área portuária da ilha. A chaminé continuava a lidar com a retaguarda, enquanto eles fugiam – logo após Sins literalmente pular em cima de outros marinheiros, fodendo com a vida deles -. Como supracitado a desvantagem numérica era foda, Boris acabava sofrendo as consequências sendo atingido por alguns cortes, feitos por armas distintas. Viola era um alvo fácil, recebendo porrada atrás de porrada, inclusive, alguns tiros acertaram a região das costas, mas sua pele ligeiramente resistente impedia que os danos fossem mais graves.

A espécie de corredor não ficava tão longe da Escola de Artes Marciais, o problema era que Viola iria precisar atravessá-lo de lado, algo que atrapalharia sua velocidade. Antes de entrar no lugar ela pode sentir um forte dano em seu ombro esquerdo, um tiro atravessou sua defesa natural, saindo na parte da frente do seu corpo, criando um buraco. Era claro que os marinheiros agora contavam com armas mais pesadas, que podiam até mesmo ferir a deusa. Na frente do grupo uma puta sua ladeira se mostrava, uma descida grande, com algumas casas em ambos os lados da rua. O grupo de marinheiros atravessavam o lugar e outras pessoas pareciam percorrer por outros caminhos, provavelmente planejavam interceptar o trio mais a frente. Por fim, daquela posição era possível ver o porto do lugar, que contava com alguns navios atracados por ali. O caminho estava livre, mas provavelmente não permaneceria assim por muito tempo! Os danos recebidos não chegavam a incomodar realmente os criminosos, mas ainda sim era algo que precisava de uma atenção maior.




Histórico Geral:
Joe Sins:
Número de POST:18
Dependência: 07/10
Compulsão: 03/10
Dinheiro: 250.000 B$
Ganhos:

  1. Nada por enquanto.


Perdas:

  1. Hematomas pelo Corpo - 01/04
  2. Alguns Cortes Espalhados pelo Corpo - 01/05


Boris Skalovski:
Número de POST: 18
Dependência: 10/10
Dinheiro: 100.000 B$
Ganhos:

  1. Maço de Cigarro 07/10 - POST 01
  2. Isqueiro 02/02 - POST 01


Perdas:

  1. 150.000 B$ - Compra do Maço de Cigarro - POST 01


Ferimentos:
[lsit=1]
[*]Hematomas pelo Corpo - 01/04
[*]Cortes pelo Corpo - 01/04

Viola Altamira:
Número de POST: 15
Dinheiro: 250.000 B$
Ganhos:

  1. Martelo de Guerra - Categoria Profissional - POST 11


Perdas:

  1. Nada ainda


Ferimentos:
[list=1]
[*]Perfuração de Bala no Ombro - 00/05 [NECESSÁRIO TRATAMENTO]
[*]Hematomas pelo Corpo - 01/04
[*]Cortes pelo Corpo - 01/04

Legendas:
NPC's Específicos
Velho do Terraço - Aparência


NPC's Aleatórios
Personagens Simples: Atendentes | Garçons | Pessoas encontradas nas Ruas | Vendedores | Moradores | Entre outros.

Integrantes da Marinha
Galera da Mesa
Professores e Alunos

Aparência dos NPC's "Comuns"
Ajin - Aparência
Teresa - Aparência
Homem de Dreads - Aparência
Fortão que arrumou o cabelo - Aparência
Marinheiro Bernardes - Aparência
Nogg

Log de combate e Considerações:

Joe
Ferimentos:

  1. 02 Perfurações no Abdômen - Lado Esquerdo - 03/04 [TRATADO]
  2. Pequenas Escoriações pelo Rosto - 02/02 [CURADO]
  3. Escoriações e Hematomas pelo corpo - 04/04 (Devido a queda da Taberna) [CURADO]
  4. Perfuração na Região da Clavícula Esquerda - 04/04 [CURADO]
  5. Corte Mediano na Testa (Vertical) - 03/03 [CURADO]
  6. Escoriações - Hematomas - Cortes/Perfurações superficiais pelo corpo - 05/05 [CURADO]


Considerações:
TA remendado

Danos

    -


HP Atual: 4.223

Boris
Ferimentos:

  1. Perfuração na Coxa Direita - 05/05 [CURADO]
  2. Escoriações e Hematomas pelo corpo - 04/04 (Devido a queda da Taberna) [CURADO]
  3. Corte na Testa (Horizontal) - 03/03 [CURADO]


Considerações:
-


Viola
Ferimentos:

  1. Ferimento simples na testa, tá sangrando de leves. Nada que importe para uma Deusa - 01/01 [CURADO]



_________________

Porradaria, confusão e fuga. [1] - Página 8 Fi6WMX7


Certificurso:
Curso Narrador AB, 2021
Porradaria, confusão e fuga. [1] - Página 8 EBEAdF4X4AYyK13