Tópicos Recentes
Destaques
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Últimos assuntos
[Kit] ChrolloHoje à(s) 1:29 ampor  HooliganColorsHoje à(s) 12:17 ampor  Shiori1v9 Kirinha Adventures - 1° EpisódioHoje à(s) 12:14 ampor  KiraMazushi: Por um punhado de berriesHoje à(s) 12:08 ampor  Wild Ragnar[Tutorial] VincentOntem à(s) 11:57 pmpor  VincentCréditosOntem à(s) 11:36 pmpor  HooliganTutorial - HooliganOntem à(s) 11:32 pmpor  Dio1º Chapter - Wild HuntOntem à(s) 11:22 pmpor  ÀsHere Comes The SunOntem à(s) 11:14 pmpor  RavenbornDesventura na Terra dos Sonhos - Grupo 5Ontem à(s) 10:37 pmpor  Narrador De Eventos
 :: Oceanos :: Blues :: North Blue :: Stevelty
Página 2 de 4 Página 2 de 4 Anterior  1, 2, 3, 4  Seguinte
Kenshin
Ver perfil do usuário
Imagem : Here Comes The Sun - Página 2 XqxMi0y
Créditos : 10
KenshinDesenvolvedor
https://www.allbluerpg.com/t360-agatha-harkness https://www.allbluerpg.com/t386-prologo-frenesi-da-raposa#1165
Here Comes The Sun Sex Maio 14, 2021 3:55 am
Relembrando a primeira mensagem :

Here Comes The Sun

Aqui ocorrerá a aventura dos(as) Civis Leonheart Valentine, Kimberly Deshayes, Matteo Martini e Myriam Leuchten. A qual não possui narrador definido.

_________________

Here Comes The Sun - Página 2 J09J2lK

Milabbh
Ver perfil do usuário
Imagem : Here Comes The Sun - Página 2 Ezgif.com-resize
Créditos : 05
Localização : Flevance - North Blue
MilabbhAvaliador
https://www.allbluerpg.com/t311-haru-kaplyanova?highlight https://www.allbluerpg.com/t301-os-monarcas-i-efeito-borboleta#980
Re: Here Comes The Sun Ter Maio 18, 2021 11:26 pm
Narração - Here Comes The Sun
Localização: Stevelty
Período do dia: Manhã


~Todos Menos Matteo~





À princípio, a moça que abordara Leonheart ficava confusa com suas falas sobre roupas, mas ela encarava suas vestimentas e depois as dele, e abria um sorriso animado. Com algumas falas rápidas e desconexas ela se despedia, provavelmente rumando até alguma loja de roupas.

De qualquer forma, o rapaz chamativo agora se deparava com a apática construção triste, e ficava claramente decepcionado com sua escolha de cores. Contudo, isso não o impedia de gritar novamente, agora dentro dela, o que era no mínimo irritante para Kim, que precisava se conter para não dar uma lição de moral no rosado sem noção. No entanto, ao identificar o mural com cartazes, parecia ter sua atenção redirecionada, ignorando o estranho.

Kimberly aproveitava o tempo que tinha para ponderar com cuidado suas opções e, naquele momento, pelo menos, se unir a um grupo parecia ser o mais viável. O problema real era: Não conhecia ninguém ali, como acharia pessoas dispostas a fazer uma missão com ela?

Pensando nisso, a moça se virava para sondar mais uma vez o recinto. Não muito longe de si, notava novamente o estranho rapaz chamativo, que agora se apoiava na parede e parecia flertar com um homem alto e moreno, que parecia bem envergonhado, diga-se de passagem.

- Aremm, garanhão? - O homem respondia após limpar a garganta com a mão em frente a boca. Seus olhos evitavam encontrar os de Leonheart, mas ele ainda respondia. - Estou trabalhando agora, não posso me divertir. Precisa de ajuda?

Antes de qualquer outra fala, porém, o jovem peculiar abraçava o homem moreno, que erguia os braços em surpresa, e o encarava confuso, com o rosto completamente tomado de rubor. - Ahh, e-eu já sou comprometido, pode me soltar? - Enquanto dizia isso, o homem serpenteava para fora do aperto de Leonheart, e uma vez livre, se afastava rapidamente.

O jovem, agora com expressão derrotada, começava a encarar os cartazes, na esperança de achar algo que pudesse lhe distrair de tudo aquilo que acabara de perder: O gostosão. Mas não demorava muito até que algo chamasse sua atenção. Uma conversa se desenrolava ao seu lado, entre uma nativa e uma estrangeira.

A moça de cabelos do mesmo tom que os seus também observava o quadro e, apesar de parecer bem calma por fora, seu interior estava prestes a explodir de alegria por estar ali, fato esse desconhecido por todos, menos ela, claro. Ela, inclusive, era a nativa, e confirmava a informação que tinha obtido mais cedo, a ilha realmente não possuía um QG.

Além disso, descobria seus nomes. A nativa se chamava Myriam Leuchten, ou Myr, e era uma carpinteira. Já a forasteira atendia pelo nome de Kim e era uma navegadora. E uma outra coisa também vinha à tona, ambas pareciam confiar extremamente rápido em desconhecidos ou, ao menos, negociavam de forma muito eficiente, uma vez que a rósea já convidava a esverdeada para caçar com ela, bem como propunha um desconto em um futuro barco.

Se elas tinham se enturmado tão rápido, valeria a pena uma aproximação por parte de Leonheart, certo? Afinal, quem poderia dizer não a tal criatura magnífica? Tirando o moreno gostoso, mas isso não vem ao caso. Se decidisse se aproximar, veria o mesmo que as outras duas moças, três cartazes pendurados um ao lado do outro, com recompensas somadas de 15.000.000 Berries, isso porque pertenciam a um bando pirata denominado HunterXHunter, uma clara afronta aos caçadores.

Procuradas:

Here Comes The Sun - Página 2 Yura

Here Comes The Sun - Página 2 Elise

Here Comes The Sun - Página 2 Lust


~Matteo~





Enquanto isso, em um lugar um pouco mais afastado, mas ainda assim, caótico, Matteo se encontrava. Dentro daquela pacata loja de armas, mergulhado em peças soltas e bagunçadas, o rapaz se esbaldava, parecia um verdadeiro pinto no lixo... Isso até um fato importante lhe atingir: Não possuía nem mesmo um tostão furado.

Com essa nova informação no ar, Matteo perguntava ao bigodudo se ele possuía peças usadas, e o homem o olhava coçando os pelos faciais. - Ehh, tenho sim. Uma pena que não pode usá-las, dariam uma bela arma. Bom, vem cá. - O baixinho o conduzia até um outro ambiente, onde uma bancada enorme se estendia. Sobre ela jaziam diversas peças, agora com uma aparência menos polida.

Sentando-se na tal bancada, Matteo começava seu trabalho, catando as peças que julgava serem mais adequadas ou, no mínimo, menos destruídas. Contudo, durante todo o processo, o baixinho ficava ali perto, encostado em uma parede e falando coisas como: "Eu não usaria essa se fosse você...", "eu apertaria mais esse ferrolho.", "será que essa peça é aí mesmo?".

Claro que isso poderia ser irritante para um jovem sabido como ele, mas a experiência do baixinho parecia ser grande, e as chances de sua arma ser falha seriam um pouco menores, talvez. De qualquer forma, após algum tempo de trabalho, ele finalmente havia concluído sua arma, bem simples e não muito resistente, mas definitivamente letal... Eu acho.

O teste da arma era realizado, e o som produzido soava como música para o ouvido dos dois ali presentes. Um glorioso "tec" ecoava pelo recinto, indicando que tudo funcionava normalmente. Com a fala do jovem, o dono da loja sorria por trás do bigode e falava. - Nada mal pra um pirralho. Ainda mais com essas peças aí... Quem sabe você não volta depois e faz algo melhor, não é?

Matteo se erguia e sacudia a poeira das roupas, já alcançando seu dinheiro nos bolsos. - Fica 125.000 Berries. Até mais, garoto. - O baixinho então o guiava para a entrada da loja novamente, em meio a assobios e um andar saltitante. Com isso, o rapaz estava mais uma vez do lado de fora.

Ao sair da construção, se deparava novamente com o porto, onde notava que várias pessoas passavam apressadas. Por ali, também via algo que não tinha prestado atenção antes: Comércios. Não era nada muito elaborado, parecia mais uma espécie de feira. Uma das tendas, em específico, lhe capturava mais a atenção, já que emanava aquele cheiro hipnótico de chocolate.

ControlePosts: 02

*Kim
Ferimentos:
Ganhos:
Perdas:

*Matteo
Ferimentos:
Ganhos:
- Pistola Gasta
Perdas:
- 125.000 Berries (Pistola Gasta)

*Leonheart
Ferimentos:
Ganhos:
Perdas:  

*Myriam
Ferimentos:
Ganhos:
- Remédios (0/5 Usos)
Perdas:
- 300.000 Berries (Remédios)

Considerações



emme



_________________

Here Comes The Sun - Página 2 QeMkXKw
Falta de Humildade:

Here Comes The Sun - Página 2 ABC
Ceji
Ver perfil do usuário
Imagem : Here Comes The Sun - Página 2 Hwlv4xh
Créditos : 00
Re: Here Comes The Sun Qua Maio 19, 2021 10:54 pm
Competição - Parte I

Embora mantivesse uma cara amigável por fora, por dentro quase não conseguia resistir a satisfação em ver meu plano de ação funcionando. Aquela tal Myriam era exatamente quem eu precisava no momento, e isso só podia significar que a sorte estava do meu lado. Quer dizer, olhando de certa forma, até parecia bom demais. Uma nativa amigável, em busca de ajuda para conseguir ir atrás de uma recompensa melhor, e ainda por cima capaz de oferecer exatamente o que eu queria, um navio? Por mais que fizesse sentido ela oferecer serviços só após eu demonstrar interesse, ainda era estranho, quase como se ela também estivesse tentando fisgar minha atenção... - "Aí, eu preciso parar de me preocupar demais nessas horas. Se ela quisesse algum mal não teria vindo na Guilda de Caçadores, onde capturam criminosos e reúne pessoas fortes. Só olhando pra ilha da pra ver que aqui tem pouco espaço pra trabalho com madeira, então faz sentido ela vir tentar conseguir dinheiro com caçadas também" - Pensava comigo mesma, tentei do traçar um perfil de Myr. Experiências passadas ainda me faziam cogitar o pior das situações, mas ao menos olhar ambos os lados me ajudava a analisar melhor as coisas, e dessa vez me ajudava a ter certeza que aquela mulher era uma boa pessoa. Ou menos, ao menos uma pessoa confiável o bastante para eu me unir em uma caçada sem problemas.

- Hmmm, uma caçada em conjunto, você diz? Sabe, tem um problema - E apontava sutilmente para os cartazes, imaginando que ela não houvesse olhado eles com calma por chegar um pouco depois de mim - Embora sejam todos do mesmo bando, a maior recompensa é dessa Yura, 6 milhões. Eu estava pensando em ir atrás de algum procurado de talvez dez milhões, não acho que seria problema para mim... - Na verdade, achava sim, mas isso não vinha ao caso. Vencer um inimigo desse naipe seria muito custoso e difícil, mas o ponto era mostrar pra Myriam que eu tinha confiança em minhas habilidades - ...Mas pelo fluxo desse lugar e os criminosos que vi sendo trazidos para aqui agora a pouco, acho que o resto dos caçadores já se ocuparam capturando as cabeças mais valiosas, infelizmente - Claro que perder a hora era em partes culpa minha, eu podia ter vindo na Guilda no dia anterior, mas ao menos o "atraso" me fez achar uma carpinteira - Se a oferta ainda está de pé para irmos atrás desse tal bando todo, "Hunter x Hunter", em vez de uma cabeça mais valiosa, imagino que seja melhor do que competirmos por elas - Terminaria enfim, de certa forma aceitando a proposta de Myriam.

Porém, era aí que me tocava. Tinham três cartazes, de três piratas do mesmo bando. O que significava que os caçadores atrasados iam acabar todos gravitando em direção ao bando Hunter x Hunter... E, para minha infelicidade, o escandaloso de rosa havia berrado claramente que estava atrás de alguma cabeça para capturar. Ele ia acabar indo inevitavelmente atrás das três, o que significava que as chances de disputarmos pela recompensa era alta - Droga. Myriam, ok, já definimos que vamos atrás das três, então vamos logo - Afirmava, com seriedade, antes de começar a marchar para fora da Guilda e sinalizando para ela me seguir. Do lado de fora, explicava a situação - Viu o sujeito de rosa escandaloso lá na Guilda? Ele com certeza vai acabar indo atrás da Hunter x Hunter, o que significa que, se não acharmos e capturarmos elas antes dele, vamos acabar competindo pelas recompensas - Relatava, já tentando formular na minha cabeça a forma mais rápida de tentar rastrear o trio de piratas - Esse com certeza não é o cenário ideal, e eu não sei quantas mais pessoas podem ir atrás delas também. Ele foi só quem gritou, mas quantos mais devem ter pensado calados?

Felizmente para nós, o sujeito de rosa provavelmente não era habituado com a ilha, senão teria ido direto ao mural ou ido atrás de um contato. Claro, eu também não era, então em teoria estaríamos em pé de igualdade em uma busca, mas eu tinha uma vantagem, e essa era Myriam. Ela disse que havia nascido e vivido em Stevelty, o que significava que conhecia o local melhor do que eu ou ele, e isso seria um recurso e tanto - Bom, se as três da Hunter x Hunter são um bando conformado, então não seria estranho pensar que elas têm um navio, ou que tivessem antes e este tivesse quebrado na ilha. Você disse que era Steveltiana e Carpinteira, então talvez saiba onde poderíamos achar onde um navio poderia ter ancorado, sido escondido ou naufragado? Seria um bom ponto inicial de busca - Exporia minha linha de raciocínio, esperando que ela acompanhasse e tivesse alguma ideia já de onde buscar. Porém, se ela não tivesse muito conhecimento de lugares assim, minha esperança com ela já começaria a diminuir. Claro, não demosntraria meu descontentamento, não depois de ter aceitado ir caçar com ela, então nesse caso apenas tentaria mudar o foco da investigação - Entendo, então suponho que nossa melhor escolha seja buscar alguém que tenha avistado uma das três? Sabe algum lugar onde poderíamos ir pra questionar sobre isso? - Perguntaria, esperando que dessa vez ela tivesse alguma ideia. Infelizmente ela é quem deveria conhecer mais a ilha, então, ao menos em um momento incial, deixaria Myriam tomar as rédeas da busca.
Histórico:
Nome da Personagem: Kimberly Deshayes
Nº de Posts: 3

Qualidades: Ambidestria | Atraente | Destemida | Impassível | Voz Melodiosa | Liderança

Defeitos: Vaidosa | Traumatizada

Ganhos:

Perdas:

NPCs:

Extras:

Objetivos:

-Encontrar os outros 3 players
-Virar Caçadora de Recompensas
-Aprender a Proficiência Cartografia
-Conseguir um barco pra sair se Stevelty
Ravenborn
Ver perfil do usuário
Imagem : Here Comes The Sun - Página 2 GeK6WP3
Créditos : 05
Localização : Stevelty
Re: Here Comes The Sun Qui Maio 20, 2021 12:38 am

Here Comes the Sun



Juntando as peças e apertando parafusos como já tinha feito dezenas de vezes antes, não demorou tanto pra que a pistola estivesse pronta. Tudo bem que o senhorzinho ficou dando pitaco em absolutamente tudo - e que foi um saco de ficar ouvindo durante todo o processo - mas pelo menos ele sabia do que estava falando, e elogiou o resultado apesar de tudo.

- Bem, eu vim pra essa ilha pra conseguir dinheiro. Se der tudo certo, eu volto pra te mostrar o que eu sei fazer com umas peças de verdade. - eu respondi num sorriso, dando uns tapinhas com as costas da mão na arma recém-montada. Apesar dela não ser perfeita, eu saí satisfeito da loja depois de pagar pela arma, voltando a caminhar pelas ruas cinzentas de Stevelty em busca de uma outra coisa muitíssimo importante: e sem demora, o seu aroma se fez perceber, mesmo em meio àquela fumaceira toda. Se bem que, depois de todo esse tempo, talvez eu só tivesse ficado bom demais em sentir o cheiro de chocolate, mesmo de longe.

Com o olhar curioso, eu observaria em volta as outras vendinhas e barracas do que parecia ser uma feira ou mercado, me perguntando por um instante se uma ilha daquelas não teria algum tipo de souvenir que eu pudesse levar pras meninas. Infelizmente o dinheiro era pouco, e eu tinha uma coisa que era mais importante por enquanto. - Com licença! - eu chamaria a atenção do dono da tendinha que tinha me atraído com o cheiro do doce. - Deu pra sentir de longe que o que você vende aqui não é meia boca. Esse aroma meio doce, meio amargo, meio pedaço de mau caminho...você tem chocolate, não tem? Quanto é? Na verdade, nem precisa dizer! Eu quero tudo que der pra comprar com isso aqui. - eu colocaria um bolo de cem mil berries em cima do balcão, quase que salivando com a ideia de provar do chocolate.

Here Comes The Sun - Página 2 Tenor

Talvez você possa pensar que gastar cem mil com chocolates é exagero, mas eu digo que nenhum preço é alto demais pra pagar por aquilo que se ama. E além do mais, essas coisinhas funcionam que nem mágica - uma mordidinha e de repente eu me já sinto pronto pra tudo o que der e vier. Eu esperaria o vendedor me entregar aquele doce néctar dos deuses e sorriria em agradecimento, empurrando o dinheiro pro seu lado. - Valeu, tio(a)! Por sinal, sabe me dizer se a Guilda dos Caçadores fica longe daqui? Preciso chegar lá o quanto antes. - uma coisa que o Nicolò me disse uma vez foi que as pessoas sempre ficavam mais felizes em fazer algo por você se você já tiver feito algo por elas antes. Se era mesmo esse o caso, eu não tinha dúvidas de que o vendedor ficaria mais que contente de me dar as direções pra guilda, agora que eu tinha enchido os meus bolsos de chocolate e os dele de dinheiro.

Se tudo fosse conforme o planejado, eu estaria agora mais quebrado do que nunca - mas com um destino em mente, uma arma na cintura e chocolate mais que o suficiente na bolsa. Por agora, era literalmente de tudo o que eu precisava. - "E agora, é só ir atrás de uns bandidinhos pra caçar. Hahaha...isso vai ser divertido!" - e deixando pra turistar caminhando mais tarde, eu dispararia animado na direção que tivesse sido apontada, pronto pra abrir as portas com tudo e procurar uns cartazes de procurado. A aventura de verdade começava agora!


Histórico:
Posts: 03
Nome: Matteo Martini
Dinheiro: 125.000 ฿S

Qualidades: Adaptável | Prodígio | Criativo | Prontidão | Atraente
Defeitos: Obcecado (Tecnologia) | Dívidas | Compulsivo (Chocolate)
Compulsão: 2/10

Ganhos: Pistola Gasta
Perdas: 125.000 ฿S

NPCs: -
Extras: -

Objetivos:
- Comprar ou (de preferência) Forjar uma arma.
- Arrumar uns chocolates pra dar conta da Compulsão.
- Chegar na Guilda pra virar CR.
- Encontrar o restante da galera e fazer dinheiro.
- Aprender Proficiências (ainda me resolvendo em quais, pode ser mais pra frente).
- Receber os 5kk da Vakinha ingame, de alguma forma.

_________________

Hoyu
Ver perfil do usuário
Imagem : Here Comes The Sun - Página 2 GX67lHH
Créditos : 12
HoyuEstagiário
https://www.allbluerpg.com/t378-leonheart-valentine https://www.allbluerpg.com/t419-here-comes-the-sun
Re: Here Comes The Sun Qui Maio 20, 2021 1:38 pm
Leonheart Valentine

Não esperava encontrar um pretendente tão rápido, logo ao chegar na ilha, mas aquele moreno parecia não estar tão interessado em mim quanto eu estava nele, apesar da minha abordagem infalível. Pela resposta ficava claro que ele era sério, pois deu mais atenção ao trabalho do que à beldade que estava na frente dele, e com o recuo vi que seria necessário dar uma motivação extra para ele, me agarrando prontamente à sua cintura, mas ele novamente se desvencilhou, negando meus avanços ao dizer já ser comprometido. - Não seja por isso, só dar um pé na bunda dela. - Mas de nada adiantou, e ele foi se afastando de mim. - ME LIGA! - Quase que imediatamente que proferi esse grito, me lembrei que não possuía mais um den den mushi, então me ligar seria um tanto quanto impossível, e mesmo se ainda tivesse, não havia dado meu número para ele. Mas no final, eram apenas detalhes pequenos, poderia apenas procura-lo de novo depois, e com tempo para pensar tenho certeza de que teria o bom senso de me escolher. E mesmo se não escolhesse, ainda poderia me divertir um pouco com ele, e aproveitar novamente a fofura de sua cara ruborizada.

Me voltando novamente para o quadro de cartazes, via que haviam apenas três ali, e nenhuma das procuradas parecia valer muito. Fiquei triste por um instante, pois caçar um homem seria muito mais divertido, e poderia provocar ele bastante depois que fosse derrotado, mas não final não tinha muita escolha. Prestando atenção nos meus arredores, conseguia também bisbilhotar uma conversa de duas garotas sobre caçar juntas, mas logo afastei minha atenção delas, sem interesse nenhum pelo que falavam. Não tinha mais muito que fazer naquele lugar, e depois de olhar brevemente para os cartazes, sem muita atenção sobre as informações sobre as três procuradas, arranco o cartaz de Yura do quadro para levar comigo para que não esquecesse do rosto dela e para mais ninguém tentar roubar minha caça. Escolhi ela apenas por valer mais, então provavelmente seria um desafio mais divertido para minha primeira caçada, e logo sairia da guilda.

Do lado de fora, me aproximaria novamente de Anais, passando a mão gentilmente por sua crina. - Estou de volta, e com nosso próximo alvo.- com o cartaz que havia arrancado do mural, mostraria o rosto de Yana para ela, em seguida escuraria um pouco as pernas. - Acho que meu traseiro já está mais recuperado, e você é definitivamente muito mais rápida que eu. - Fazendo carinho mais uma vez, saltaria para montar em Anais. - Já sabe o que fazer, né? Hora de procurar essa mulher de olho vermelho, aí eu compro muitas cerejas para você, combinado? - Assim seguiria montado pelas ruas da cidade. Entretanto, se no meio do caminho eu avistasse algum belo homem, pararia meu avanço imediatamente. - Opa, opa, opa. Calma aí, Nana, bonitão avistado às 4 horas. - Aproximando-me dele montado, tentaria vestir minha melhor expressão carismática e sedutora, tentando uma abordagem diferente da que tive com o moreno.

- Olha que surpresa, não esperava encontrar uma pessoa tão bela em um lugar cinza e feio como esse. Estou atrás de uma vil criminosa, uma demônia cruel que precisa ser capturada, gostaria de me acompanhar em uma emocionante aventura que possivelmente acabará com um final feliz e um belo romance? - Claramente estava chamando-o para um encontro, e por mais que isso provavelmente fosse facilitar a caçada, tudo que me importaria seria ter sucesso naquela aproximação amorosa. Conhecendo Anais, não faria surpreso se ela também tentasse o xavecar, mas se eu acabasse sendo rejeitado novamente, continuaria insistindo enquanto tentaria fazer minha melhor expressão feminina. - Os mais bonitos são sempre os mais difíceis. Vamos, vem comigo. Eu prometo não apertar sua bunda... Sem avisara antes. - Continuaria seguindo ele por mais um tempinho antes de desistir. Entretanto, se não acabasse encontrando ninguém que achasse bonito o suficiente para fazer meus avanços, apenas seguiria reto em direção ao porto, tentando fazer uma varredura vendo os barcos aportados.


Histórico:
Nome: Leonheart Valentine
Posts: 03
Dinheiro: ฿S 25.000

Qualidades: Atraente | Carismático | Exibido | Mestre em Haki
Defeitos: Extravagante | Devasso | Impulsivo | Fobia (Insetos) | Obcecado (moda)

Ganhos:
- N/A

Perdas:
- N/A


Objetivos:
• Virar Caçador de Recompensas
• Me juntar aos meus três amiguinhos
• Aprender a proficiência Sedução
• Ganhar bastante dinheiro

Malka
Ver perfil do usuário
Imagem : Here Comes The Sun - Página 2 Q6I9Vt0
Créditos : 07
Localização : Stevelty, North Blue
MalkaCriador de Conteúdo
https://www.allbluerpg.com/t295-myriam-leuchten#858 https://www.allbluerpg.com/t419-here-comes-the-sun
Re: Here Comes The Sun Qui Maio 20, 2021 5:51 pm

Myriam Leuchten
adv 1

Stevelty - North Blue
POST 03




No fim não era um peixe grande que chamou minha atenção, mas sim o que parecia ser um cardume: HunterXHunter, um grupinho pirata lotado de recompensas individuais. "Ou fizeram um estrago, ou são péssimas em se ocultar, e de todo modo, é meu dia de sorte!".

— É, aqui o fluxo tá bem tranquilo já, o povo é rápido, tava esperando que com sorte eu conseguisse achar alguém com uns... Vinte milhões, na cabeça? — diria sem receio, mais provavelmente por falta de experiência do que por reais motivos pra confiar em mim, mas isso nunca me impedira de meter a cara e fazer algo mesmo assim. Tomaria os dois cartazes que sobravam no mural, mas mantendo ainda a terceira recompensa em mente — mas ao menos parece uma caça segura. Com sorte terminamos sem nos machucar muito, e a gente ainda divide um jantarzinho depois — perceberia aos poucos meu exagero nos esforços de soar amigável, meu discurso já começara a ficar esquisito — Não que eu esteja te convidando com segundas intenções, meu pai só me ensinou a ser cordial, principalmente com gente disposta a comprar algo de mim.

Com notável pressa, seria "arrastada" para o lado de fora por Kim. — O do cavalo rosa, né? Bom, pareceu que ele se distrai muito facilmente, ainda temos tempo. E não sei se tantos estão dispostos a caçar, caçadores solo provavelmente vêem um grupo grande de recompensa baixa mais como uma dor de cabeça do que como opção viável. Mas sim, temos que correr de toda maneira — ficaria um tempo pensando em como encontrar os alvos, com receio de perguntar a opinião de Kim por eu teoricamente ser a guia. Deixaria de estar tão perdida assim que ela fizesse o comentário, iluminando algo em minha mente — Sim! D-digo, tranquilo, só me seguir.

Indicaria para Kim o caminho de alguns pontos da ilha em que um navio fosse capaz de desembarcar com segurança que não fossem obviamente o porto, já que estamos lidando com procurados, seguindo para lá e buscando qualquer embarcação de um modelo que eu não reconhecesse ou com atividade suspeita, além é claro dos rostos das procuradas. No caminho de cada um desses pontos, faria questão de fazer o reconhecimento e pedir para Kim perguntar aos moradores sobre o paradeiro das três piratas — perdão, eles provavelmente não vão te ouvir se eu estiver contigo — bateria o dedo no pequeno chifre direito que surge no fim de minha testa por dentre meus fios rosas, com os olhos já um pouco tristes de medo de minha parceira temporária me deixar para terminar o trabalho sozinha, mas alguma hora eu teria de dizer — as pessoas tem medo da marca do diabo.


••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••:
Ficha:

Dinheiro: 4.825.000 ฿S
Proficiências: Arquitetura | Escultura | Carpintaria | Marcenaria | Escudista
Qualidades: Ambidestro | Atraente | Destemido | Saúde de Ferro | Hipoalgia | Prodígio
Defeitos: Doença Degenerativa | Extravagante | Infame | Altruísta | Ambição

Histórico:

Posts: 03
Doença Degenerativa: 2/10
Ganhos: 5.000.000 ฿S; Remédios (0/5 Usos)
Perdas: - 300.000 Berries (Remédios)
Relações: -
Extras: -

Atributos:

Força: 1 (+2) (+3) (+1) = 7 (Regular)
Destreza: 0 (Incompetente)
Acerto: 4 (+2) = 6 (Regular)
Reflexo: 14 (+4) (+3) = 21 (Hábil)
Constituição: 1 (Regular)

Agilidade: 13
Oportunidade de Ataque: 3
Redução de Dano: 0
••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••:

FALA | PENSAMENTO


Objetivos:

• Comprar remédios
• Conseguir um escudo
• Desenvolver a proficiência Condução
• Criar nosso barquinho v1

_________________

Here Comes The Sun - Página 2 Tenor
Milabbh
Ver perfil do usuário
Imagem : Here Comes The Sun - Página 2 Ezgif.com-resize
Créditos : 05
Localização : Flevance - North Blue
MilabbhAvaliador
https://www.allbluerpg.com/t311-haru-kaplyanova?highlight https://www.allbluerpg.com/t301-os-monarcas-i-efeito-borboleta#980
Re: Here Comes The Sun Sex Maio 21, 2021 10:15 pm
Narração - Here Comes The Sun
Localização: Stevelty
Período do dia: Manhã


~Myr & Kim~



Concentradas nos cartazes, as moças decidiam que a melhor ideia era realmente perseguir o tal gurpo. No entanto, a perspicácia de Kim a lembrava de algo: Não haviam tantos cartazes assim por ali, e isso significava mais concorrência para a dupla.

Com isso em mente, a forasteira puxava a nativa para fora da guilda, e lá conversavam sobre o caso. A principal preocupação era o estranho rosado que andava com um cavalo, além disso, ainda precisavam de alguma pista sobre o paradeiro das mulheres.

Novamente, a atitude partia de Kim, que já imaginava vários cenários em que poderiam achar algo interessante. O mais sensato deles era o porto ou algum tipo de cemitério de navios e, para sua sorte, estava acompanhada de uma nativa.

Myriam, feliz por finalmente ter alguém em sua companhia que não fugia, e ainda por cima precisava dela, decidia guiar o caminho até um pequeno porto que conhecia. Por conta dos caçadores, os piratas tinham que ser bem mais cuidadosos, mas isso não impedia que crianças travessas os avistassem e espalhassem suas histórias por aí.

Em um local afastado e escondido, coberto por maquinarias obsoletas e enferrujadas, jazia uma pequena baía, usada como ancoradouro de pessoas não desejadas, como os tais piratas. Não demorava muito até que chegassem no local, vendo-o de cima.

Ali existiam 4 barcos, sendo que 1 parecia estar mais acabado que os demais. Nas redondezas, ninguém podia ser visto, mas Myriam sabia o que havia ali perto: As ruínas, onde quase ninguém ia, por se perderem antes mesmo de acharem o caminho.

~Leonheart~



Ao lado das duas moças anteriores estava o tal rapaz chamativo, que parecia não dar a mínima para a conversa delas. Na realidade, se importava tão pouco que apenas arrancava o cartaz da procurada mais valiosa e saía andando tranquilamente, rapidamente alcançando a parte exterior da guilda.

O cavalo se erguia altivo, e aproximava-se lentamente do companheiro, permitindo ser acariciado. Anais não parecia muito interessada nas informações, tampouco na ideia de ser montada naquele momento, contudo, ao ouvir a palavra "cereja", mudava radicalmente, e fazia questão que Leon a montasse.

A égua saía quase que em disparada pela cidade, cortando as ruas como um raio rosa. Mas nem toda aquela velocidade poderia se comparar ao radar para homens bonitos de Leonheart. Foi necessário apenas um vislumbre do que seria um cabelo loiro e minimamente atraente para que o cavaleiro mandasse o cavalo parar.

Anais apertava os cascos no chão, produzindo pequenas faíscas por conta de sua ferradura. Se recuperando, a égua voltava para seu porte altivo, e até mesmo sacudia a cabeça, afastando a crina dos olhos. Em suas costas, Leon também se aprumava, querendo parecer o mais charmoso que podia.

~Matteo~



O cheiro adocicado daquele que era o objeto de seus sonhos, invadia as narinas de Matteo, que sem demora seguia o caminho indicado. Ao chegar na vendinha, se deparava com várias embalagens de todos os tamanhos e cores, bem como uma fonte de chocolate derretido.

O deleite para seus olhos era grande, e ele já chamava a atenção da vendedora, uma mulher baixinha e gordinha, com cara de simpática. - Ahh, bom dia jovem! Claro que não é meia boca! Esse chocolate tem a matéria prima extraída diretamente da Grand Line, é delicioso!

O rapaz nem esperava a fala ser terminada direito, e já colocava um punhado de Berries sobre a bancada. A mulher o olhava como se achasse graça, mas continuava a negociação. - Bom... Com isso não dá para muita coisa. Mas aqui, são 6 trufas.

Ela erguia um saquinho com os doces para o rapaz, entregando-o em seguida. Recolhia os Berries também, guardando-os no bolso do avental. Ao fim da troca, Matteo aproveitava para perguntar sobre a guilda de caçadores, mas antes que a moça pudesse responder, um barulho estridente ecoava pela rua.

O som de metal arrastando contra pedras e depois um leve "pocotó". Se olhasse naquela direção, o loiro veria uma figura quase angelical montada em um cavalo rosa. A luz do sol atravessava timidamente as nuvens que se espalhavam pelo céu.

Um pequeno feixe cálido era formado, e agia como um holofote, iluminando o rosado em sua frente. O cavaleiro em armadura rosa choque se tratava de Leonheart, ainda que Matteo não soubesse disso, mas isso não impedia que o convite fosse realizado.

Anais agora olhava para o loiro com pequenas piscadinhas sedutoras, enquanto esboçava o que parecia ser um sorriso. Sua pata traseira era dobrada como se estivesse cansada da posição, e se apoiasse. Sua crina esvoaçante criava uma belíssima cena, complementada pela figura que ainda falava sobre ela.

O convite para caçar uma demônia estava no ar, e talvez pudesse ser... Intimidador para Matteo, mas a moça atrás dele o cutucava e dizia baixinho. - Eu acho que ele deve saber onde é... Ou bateu a cabeça com muita força. Mas o cavalo é bonito.

ControlePosts: 03

*Kim
Ferimentos:
Ganhos:
Perdas:

*Matteo
Ferimentos:
Ganhos:
- Pistola Gasta
- Trufas de Chocolate (0/6 usos)
Perdas:
- 125.000 Berries (Pistola Gasta)
- 100.000 Berries (Trufas)

*Leonheart
Ferimentos:
Ganhos:
Perdas:  

*Myriam
Ferimentos:
Ganhos:
- Remédios (0/5 Usos)
Perdas:
- 300.000 Berries (Remédios)

Considerações



emme



_________________

Here Comes The Sun - Página 2 QeMkXKw
Falta de Humildade:

Here Comes The Sun - Página 2 ABC
Ceji
Ver perfil do usuário
Imagem : Here Comes The Sun - Página 2 Hwlv4xh
Créditos : 00
Re: Here Comes The Sun Dom Maio 23, 2021 12:49 pm
Competição - Parte II

Havia algo que me incomodava em Myriam, mas eu não sabia o que era. Desde quando começamos a interagir, eu sentia que havia algo de estranho com ela, e não eram aqueles chifres, que antes eu achava serem enfeite de uma tiara. Não, era como se ela omitisse algo, como se estivesse mentindo sobre algo, e essa sensação me fazia ficar com um pé atrás com ela, mesmo sabendo que sua ajuda era indispensável. Sendo sincera, eu não era a melhor pessoa para julgar os outros por omissão, sabia que existiam certas coisas que era melhor se manterem em segredo, mas o caso dela parecia um pouco mais complexo. Se o que ela estava omitindo fosse um segredo antigo, então ela teria mais habilidade em o esconder e eu não teria aquela impressão desconcertante com seu diálogo. Eu já imaginava que provavelmente não era algo relacionado a crimes ou golpes, ao menos não atuais, por ir na Guilda, mas sua falta de habilidades oratorias só podia significar que ela estava escondendo especificamente de mim. Era preocupante, mas feliz ou infelizmente eu possua outras prioridades agora, prioridades aos quais Myriam seriam uma ajuda omitindo informações ou não.

Não tardava para a presença de Myriam se mostrar valiosa, e ver aquele ancoradouro era a prova de que me juntar a uma nativa havia sido a escolha certa. É claro, eu não podia dizer que gostava do local; Stevelty no geral já era suja e repulsiva, e aquele ancoradouro parecia conseguir ser ainda pior que o resto da cidade, me fazendo mais uma vez ter uma faisca de raiva por não poder sequer suspirar diante daquela vista deplorável - Tem algum lugar nessa ilha que não seja cinza e sujo? - Questionava a Steveltiana ao meu lado com um tom baixo de voz, garantindo de não usar palavras como "feio", "deplorável" ou afins na minha descrição do cenário da ilha. Quer eu gostasse ou não, aquele parecia ser o local correto para iniciar nossas buscas, e os navios ancorados quase clamavam por minha atenção. Se aquele era um porto dos indesejados, então era plausível pensar que seria o porto usado por piratas, o que talvez incluísse nossas queridas Hunter x Hunter, o que me levava a olhar com cuidado as velas e bandeiras dos quatro navios ancorados. Piratas normalmente usavam velas e bandeiras pretas, e, se tivesse sorte, talvez conseguisse até mesmo identificar uma bandeira que mais provavelmente pertencesse a um bando de piratas caçoando de caçadoras.

Porém, antes que eu pudesse tomar a dianteira na busca, os comentários de Myriam me pegavam de guarda baixa - "Marca do diabo?!" - Por um instante encarava a moça, desviando o olhar até o chifre que ela apontava, mas tentando manter o máximo que conseguia minha expressão neutra, quebrada apenas por um levantar involuntário de sobrancelhas. Myriam dizia que as pessoas se recusariam a interagir com ela, que tinham medo, e só então algo clicava em minha cabeça. Eu não sabia ao certo o que era aquela "marca do diabo", mas se fossem os chifres, e as pessoas da ilha tivessem preconceito com ela por causa disso, finalmente o discurso estranho da moça faria um pouco mais de sentido. Eu sendo estrangeira, ela provavelmente não queria que eu fosse pega pelo preconceito dos outros steveltianos, e por isso parecia tão interessada, e até animada, com a minha presença. Isso significava que os "amigos" que ela havia comentado anteriormente provavelmente não existiam, ou possuíam essa mesma "marca" que ela. Independente do caso, a vida pessoa dela não era importante pra mim, mas ficava aliviada que ela houvesse comentado sobre aquilo antes de eu mesma ter que interroga-la.

- ...Tudo bem. Eu vou te questionar isso mais tarde, mas melhor não perdermos tempo com isso agora - Respondia quanto a revelação da "marca do diabo" e do preconceito das pessoas dali - Pra sua sorte, ou azar, não parecem ter muitas pessoas nesse ancoradouro. Se não fossem pelos navios, acharia que estava abandonado - Completava, olhando em volta, um pouco decepcionada por não ver ninguém que pudesse interrogar pra sair logo daquele lugar imundo - Vamos fazer assim, então: Você se aproxima dos navios ancorados pra analisar eles. A bandeira, sinais de passagem, não sei. Você é quem entende de navios aqui, procure um que seria mais plausível ser a das três. Enquanto isso eu vou buscar alguém por aqui que eu possa questionar. Tudo bem? - Sugeriria, duvidando que ela fosse ser contra o plano - Ah, sim, e por favor deixe os cartazes comigo - Pediria, analisando-os para memorizar as caracteiticas físicas das duas piratas antes de guardar ambos os cartazes - Depois nos encontramos aqui denovo. Ou em outro lugar se algo der errado - Finalizaria, me virando para sair.

Me afastando de Myriam, mais uma vez meu olhar cruzaria o ancoradouro, na esperança de agora encontrar alguém. Em caso de falha, decidiria então começar a caminhar, passando pelo local enquanto observava meus arredores e os edifícios, tentando ainda encontrar alguém, talvez dentro se um edifício, quem sabe um deles não fosse uma loja com um vendedor? Tomaria muito cuidado enquanto andasse pelo local; aquele lugar era usado por pessoas indesejadas, o que significava que era uma área mais perigosa, e no melhor dos casos poderiam haver ladrões que pudessem tentar me roubar. Infelizmente não era como se eu tivesse muita escolha, e, logo que achasse alguém, que presencialmente não parecesse arisco ou perigoso, me aproximaria - Com licença, pode me dar uma informação? - Anunciaria minha presença - Eu estou procurando uma pessoa, uma mulher com uma tatuagem de serpente alada pouco abaixo do pescoço. Viu alguém assim por aqui? - Questionava, na esperança de uma resposta positiva. Eu não sabia bem qual seria a reação das pessoas daquela era por cartazes de procurado, então evitaria mostrar, e infelizmente a tal Ivana era a única com caracteiticas menos genéricas, que eu poderia questionar e outros poderiam lembrar, então ela teria que ser o alvo provisório. Caso não achasse ninguém, apenas continuaria vasculhando o local, analisando bem os meus arredores, antes de retornar até Myriam ou até onde estávamos antes.
Histórico:
Nome da Personagem: Kimberly Deshayes
Nº de Posts: 4

Qualidades: Ambidestria | Atraente | Destemida | Impassível | Voz Melodiosa | Liderança

Defeitos: Vaidosa | Traumatizada

Ganhos:

Perdas:

NPCs:

Extras:

Objetivos:

-Encontrar os outros 3 players
-Virar Caçadora de Recompensas
-Aprender a Proficiência Cartografia
-Conseguir um barco pra sair se Stevelty
Ravenborn
Ver perfil do usuário
Imagem : Here Comes The Sun - Página 2 GeK6WP3
Créditos : 05
Localização : Stevelty
Re: Here Comes The Sun Dom Maio 23, 2021 4:03 pm

Here Comes the Sun



Aparentemente, cem mil berries em chocolate não dava pra tanta coisa assim. Mais uma vez, a realidade da minha falta de dinheiro era esfregada na minha cara, e olha que eu nem tinha começado a pagar a dívida ainda. - "Sigh..." - eu suspirei internamente. Era uma pena, mas eu ia ter que fazer aquelas seis trufas durarem, então o jeito seria ir comendo aos pouquinhos. Resolvida essa parte, eu perguntei à vendedora a respeito da Guilda de Caçadores da ilha...

E foi aí que eu ouvi. Um som que parecia até fora de lugar naquela cidade lotada de máquinas, fumaça e vapor - um cavalgar que chamava a atenção de todos. Junte isso a um cavalo cor-de-rosa com um cavaleiro igualmente chamativo e uma iluminação que fazia a cena parecer ter saído diretamente de um conto de fadas, e você tem uma situação que me fez pensar se não tinha algo estranho misturado no cheiro daquele chocolate de antes.

Here Comes The Sun - Página 2 D995d1c5e5e47637a803195c513821d1515fb24er1-391-398_hq

- Pera aí, quê? - eu perguntei sem entender direito aquela situação toda. Aquilo tinha sido um convite pra ir atrás de um procurado? Uma cantada? Ambos? E quem que era aquele, afinal de contas? Eu não conseguia nem dizer se estava olhando pra um homem ou uma mulher, o que só tornava a situação ainda mais confusa. - Não não não não não, calma aí. Eu até agradeço o elogio, mas você não tá pulando uns passos aí não? Eu nunca nem te vi na vida! - além do mais, eu não tinha vindo até Stevelty pra ficar paquerando, ainda que não pudesse negar que aquela pessoa - por falta de palavra melhor pra usar - era bonita. O olhar do cavalo me dava um frio na espinha, no entanto, já que eu podia jurar com todas as forças que ele estava piscando pra mim. Talvez o mundo lá fora fosse ainda mais maluco do que eu imaginava.

Me recompondo, eu limparia a garganta com um pigarro antes de voltar a falar. - Mas deixando isso pra lá, você é caçador de recompensas, né? Eu tava mesmo precisando de umas direções pra chegar na Guilda. Pra que lado fica? Não é por mal, mas eu realmente preciso do dinheiro, então seria melhor arrumar um cartaz pra mim por lá. - eu explicaria de maneira descontraída. Não era lá muito legal pedir um favor a alguém logo depois de recusar um pedido, mas eu não tinha nenhuma opção melhor. Assim, eu aceitaria a ajuda para chegar até a guilda - ignorando completamente aquela história de pegar na minha bunda, mas me certificando de não baixar a guarda pra isso - e se ele não quisesse ajudar, eu só perguntaria em alguma outra tendinha.

Caso a figura vestida de rosa e seu cavalo resolvessem me acompanhar no caminho até lá, eu aproveitaria pra puxar um pouco de conversa. Eles podiam ser uma dupla bem estranha, mas isso não era algo ruim. - Você mora aqui em Stevelty? Eu chutaria que não, pelo que disse mais cedo. Toda a tecnologia daqui é fantástica, mas o fato de ser tudo tão cinza e sujo realmente deixa a cidade bem mais melancólica do que eu gostaria. - deixaria escapar um leve suspiro de desapontamento. Acho que era o preço a se pagar por todas aquelas máquinas espalhadas pela ilha e tudo mais. Uma vez que chegássemos na entrada da guilda, eu entraria com um olhar animado, observando um pouquinho em volta pra ver que tipo de pessoas estariam por ali antes de procurar por algum cartaz...e, possivelmente, não achar nenhum.

- Tá falando sério...? - eu olharia desolado pra parede vazia se realmente não tivesse sobrado nenhum. Como diabos eu ia fazer pra conseguir dinheiro se não tinha nenhum procurado pra caçar!? As pessoas não cometiam ali por acaso!? Eu olharia por cima do ombro para a dupla de antes mais uma vez. Não era o ideal...mas meia recompensa ainda era melhor que recompensa nenhuma. - Bem, parece que eu tô sem sorte dessa vez. Eu não vou prometer nada sobre finais felizes ou belos romances, mas se o convite pra ir atrás dessa tal criminosa ainda estiver de pé...pode contar comigo! - daria um sorriso que irradiava confiança, apontando para mim mesmo com o polegar. - Pode me chamar de Matt, por sinal. E você, quem é?


Histórico:
Posts: 04
Nome: Matteo Martini
Dinheiro: 25.000 ฿S

Qualidades: Adaptável | Prodígio | Criativo | Prontidão | Atraente
Defeitos: Obcecado (Tecnologia) | Dívidas | Compulsivo (Chocolate)
Compulsão: 3/10

Ganhos: Pistola Gasta | Trufas de Chocolate (0/6 Usos)
Perdas: 225.000 ฿S

NPCs: -
Extras: -

Objetivos:
- Comprar ou (de preferência) Forjar uma arma.
- Arrumar uns chocolates pra dar conta da Compulsão.
- Chegar na Guilda e virar CR.
- Encontrar o restante da galera e fazer dinheiro.
- Aprender Proficiências (ainda me resolvendo em quais, pode ser mais pra frente).
- Receber os 5kk da Vakinha ingame, de alguma forma.

_________________

Hoyu
Ver perfil do usuário
Imagem : Here Comes The Sun - Página 2 GX67lHH
Créditos : 12
HoyuEstagiário
https://www.allbluerpg.com/t378-leonheart-valentine https://www.allbluerpg.com/t419-here-comes-the-sun
Re: Here Comes The Sun Dom Maio 23, 2021 10:36 pm
Leonheart Valentine

Havia avistado um loiro extremamente atraente durante meu avanço junto de Anais, e como toda boa donzela, fiz questão de parar rapidamente e tentar fisgar meu príncipe encantado. Por mais que ele não fosse alto e musculoso como o moreno que havia encontrado na guilda, sua aparência era impressionantemente bela, e tinha quase uma aura sedutora, então seria fisicamente incapaz de ignorar tal beldade. Mas sua reação de confusão diante de toda a situação parecia bem diferente da que esperava com minha entrada triunfal, na qual até mesmo o sol veio admirar. - Pulando passos? Não existe limites para o amor! - Minha fala era tanto determinada quanto apaixonada, tentando ressaltar a força de meus sentimentos inabaláveis, pelo menos até que outro gostosão aparecesse. Felizmente o loirão parecia também querer se tornar um caçador de recompensas, o que facilitava nossa jornada romântica, mas claramente não iria revelar que ainda não havia me tornado um oficialmente. - Sim, mas é claro, e certamente irei te levar até lá, se isso for o necessário para conquistar seu amor. - Prontamente daria um salto para frente em Anais, para dar espaço para que ele pudesse subir logo atras de mim. - Não vai ser um problema levar o bonitão também, né, Nana? - A conhecendo, imaginava que estava tão interessada no loiro quanto eu, então adoraria sentir a bunda dele em cima dela, então não me preocupava muito.

- E se quiser apertar minha bunda redonda, não precisa avisar. Eu gosto da surpresa. - Com um olhar travesso, seguiria para a guilda. Obviamente não daria a ele as direções exatamente para que fosse obrigado a me acompanhar, do contrário estaria correndo o risco do loiro fugir por entre meus dedos. No mínimo, queria garantir que seguisse andando ao meu lado, apesar de preferir ficar coladinho com ele em cima de anais. Enquanto seguisse o caminho de volta para a guilda, responderia com animo se o loiro tentasse puxar assunto. - Obviamente não sou desse lugar horroroso, acabei aqui aleatoriamente. Vim de uma distante ilha da Grand Line, a ilha das donzelas, onde tudo é rosa e perfeito. Se tudo der certo no nosso encontro te levo lá algum dia, você vai amar. - Chegando enfim na guilda, quando ele fosse em direção à entrada, seguraria com minhas pernas no tronco de Anais para me equilibrar e me inclinaria para o lado, ficando quase que horizontal em relação ao cavalo, me inclinando na direção do loiro e com biquinho. - Não vai me dar nem um beijinho de agradecimento?

Não tinha muitas expectativas para o beijinho, mas não podia deixar de tentar. O que passava em minha mente naquele momento era como continuar perseguindo o loiro, escondendo bem o cartaz que estava carregando. Se ele voltasse com algum cartaz em mãos, faria uma cena bem dramática. - Oh, não! Em nossa corrida até aqui para te ajudar acabei perdendo o cartaz que levava comigo! Deve estar voando com o vento por ai! É por sua causa, então é responsabilidade sua me levar junto! - Botaria bastante dramatismo, não que fosse um bom ator, mas esperava que ele não percebesse. Entretanto, no melhor dos casos, caso não houvesse mais nenhum cartaz disponível, daria um largo sorriso e saltaria para trás de Anais dessa vez, abrindo espaço para ele subir na minha frente, para que seguisse com a corda guia do cavalo em minhas mãos quase o abraçando, e com acesso livre ao seu bumbum. - Mas é claro que está de pé! Logo conquistarei seu coração! - Se ele recusasse a posição, abaixaria triste a cabeça e saltaria para frente novamente.

- Pode me chamar de “Amor da minha vida”. - Responderia, quando perguntasse meu nome, mas responderia serio se ele insistisse. - Pode me chamar de Leon, se tiver vergonha dos seus verdadeiros sentimentos. - Seguiria então com Anais em direção ao porto. Se aquela mulher era uma pirata, provavelmente ou tinha um navio, ou alguém poderia me dizer sobre sua chegada. Durante o caminho, se estivesse sentado logo atrás dele, como planejava, daria um sorriso travesso. - Atenção ao bumbum. - Em seguida apertaria sua bunda. - Cumpri minha promessa. Avisei antes. - Assim que chegássemos no porto, ficaria olhando ao redor, procurando algum chamativo ou que pudesse me dar alguma pista.



Histórico:
Nome: Leonheart Valentine
Posts: 04
Dinheiro: ฿S 25.000  
Qualidades: Atraente | Carismático | Exibido | Mestre em Haki
Defeitos: Extravagante | Devasso | Impulsivo | Fobia (Insetos) | Obcecado (moda)

Ganhos:
- N/A

Perdas:
- N/A

Objetivos:
• Virar Caçador de Recompensas
• Me juntar aos meus três amiguinhos
• Aprender a proficiência Sedução
• Ganhar bastante dinheiro

Malka
Ver perfil do usuário
Imagem : Here Comes The Sun - Página 2 Q6I9Vt0
Créditos : 07
Localização : Stevelty, North Blue
MalkaCriador de Conteúdo
https://www.allbluerpg.com/t295-myriam-leuchten#858 https://www.allbluerpg.com/t419-here-comes-the-sun
Re: Here Comes The Sun Ter Maio 25, 2021 9:19 am

Myriam Leuchten
adv 1

Stevelty - North Blue
POST 04




Sorriria um pouco menos melancólica quando noto o assunto da minha condição sendo entendido e posto de lado pelo momento "é, isso pode ficar pra depois", e logo em seguida voltaria a analisar a visão da baía, ainda me decidindo em como agir, até meus pensamentos serem interrompidos pelo incômodo claro que Kim demonstra com o ambiente — Bom, tem minha casa. O ar pode ainda não ser dos melhores, mas se ficar longe da oficina eu juro que não é sujo — naturalmente daria uma pequena risada descontraída, cobrindo a boca e controlando a respiração para não fazer barulho com algo tão bobo —agora sendo sincera, eu gosto da minha Stevelty, mas não sei se realmente é um bom lugar. Por isso também penso em sair dessa ilha e tomar minhas próprias conclusões logo.

Concordaria com o plano, respondendo com um aceno leve e repassando rapidamente os cartazes enrolados que eu haveria trazido nas mãos após mais uma breve olhada para marcar os rostos — bom, consideremos que foi sorte, mais tempo para investigar. Vou dizer que acho que o que eu mais temo agora é ser capaz delas terem decidido se aventurar nas ruínas, nem sei se valeria a pena ir atrás delas lá... Mas vamos considerar isso o último caso possível, ao menos por enquanto — completaria, ao ponderar sobre.

Rumaria até próximo dos barcos, de olho em meus arredores. Assim como combinado, iria checar por bandeiras e outros detalhes estruturais ou estilísticos que não se encaixassem com os padrões do que já pude observar na ilha. Caso notasse algo suspeito, decidiria investigar mais de perto, todavia sem me permitir subir ao navio. Se o dono ou outro presente por um acaso viesse me questionar de surpresa, daria a desculpa não irreal de — Ah, perdão, eu trabalho com isso e o design me interessou bastante. — para desviar-me de confrontos iniciais. Se nada chamasse minha atenção, voltaria até o ponto onde me separei de Kim para espera-la, já que "avançar mais que isso por conta própria ia acabar comprometendo a operação, imagino. Ela tá confiando em mim, não posso vacilar assim".


••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••:
Ficha:

Dinheiro: 4.825.000 ฿S
Proficiências: Arquitetura | Escultura | Carpintaria | Marcenaria | Escudista
Qualidades: Ambidestro | Atraente | Destemido | Saúde de Ferro | Hipoalgia | Prodígio
Defeitos: Doença Degenerativa | Extravagante | Infame | Altruísta | Ambição

Histórico:

Posts: 04
Doença Degenerativa: 3/10
Ganhos: 5.000.000 ฿S; Remédios (0/5 Usos)
Perdas: - 300.000 Berries (Remédios)
Relações:
Kim: Companheira caçadora
Extras: -

Atributos:

Força: 1 (+2) (+3) (+1) = 7 (Regular)
Destreza: 0 (Incompetente)
Acerto: 4 (+2) = 6 (Regular)
Reflexo: 14 (+4) (+3) = 21 (Hábil)
Constituição: 1 (Regular)

Agilidade: 13
Oportunidade de Ataque: 3
Redução de Dano: 0
••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••:

FALA | PENSAMENTO


Objetivos:

• Comprar remédios
• Conseguir um escudo
• Desenvolver a proficiência Condução
• Criar nosso barquinho v1

_________________

Here Comes The Sun - Página 2 Tenor