Tópicos Recentes
Destaques
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Últimos assuntos
I - A Selvagem e o SonhadorHoje à(s) 10:25 pmpor  DioColorsHoje à(s) 8:42 pmpor  Shiori1º Chapter - Wild HuntHoje à(s) 8:24 pmpor  ÀsCabras da Peste, vol 1- Amanhecer do SulHoje à(s) 6:02 pmpor  DeepDesventura na Terra dos Sonhos - Grupo 8Hoje à(s) 5:29 pmpor  Narrador De EventosP.D.N. Homem Ciclista vai atropelar Hoje à(s) 5:28 pmpor  Admin1v9 Kirinha Adventures - 1° EpisódioHoje à(s) 5:18 pmpor  Kira[Pedido de Instrutor] AnakinHoje à(s) 4:15 pmpor  Anakin[TUTORIAL] - IonukyHoje à(s) 4:11 pmpor  Joker[TUTORIAL] - DennisHoje à(s) 4:09 pmpor  Joker
 :: Oceanos :: Blues :: South Blue :: Petra Yuni
Página 5 de 6 Página 5 de 6 Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6  Seguinte
Kenshin
Ver perfil do usuário
Imagem : Cabras da Peste, vol 1- Amanhecer do Sul - Página 5 XqxMi0y
Créditos : 10
KenshinDesenvolvedor
https://www.allbluerpg.com/t360-agatha-harkness https://www.allbluerpg.com/t386-prologo-frenesi-da-raposa#1165
Cabras da Peste, vol 1- Amanhecer do Sul Qua Maio 12, 2021 12:21 am
Relembrando a primeira mensagem :

Cabras da Peste, vol 1- Amanhecer do Sul

Aqui ocorrerá a aventura do(a) Civil Deep Scaleback. A qual não possui narrador definido.

_________________

Cabras da Peste, vol 1- Amanhecer do Sul - Página 5 J09J2lK

Subaé
Ver perfil do usuário
Imagem : Cabra da Peste
Créditos : 02
SubaéCriador de Conteúdo
https://www.allbluerpg.com/t354-subae?highlight=subaé https://www.allbluerpg.com/t348-cabras-da-peste-vol-1-amanhecer-do-sul#1033

Amanhecer do sul, Post 8


Estar em uma mesa farta com meus companheiros era bom demais pra ser verdade, só me entristeci um pouco quando percebi que o Mikazuki não estava lá. Talvez ele tenha se perdido.

Blade falou sobre precisar ir ao palácio de sal e isso me interessou. Dizem que o palácio de Petra Yuni é um tanto quanto singular. -Nos diga mais sobre esse palácio amigão - Responderia.

Olharia para Blade e Deep  e perguntaria - O que vocês estão fazendo nessa ilha? Como passaram os últimos dez anos?

Eu estava enchendo o meu prato com tudo que não fosse carne (eu peguei o meu pedaço de carne e dei para Lua), quando um ser pequenininho veio até minha mesa.

Eu não conseguia acreditar no que os meus olhos estavam vendo.Ele era tão pequenininho e ainda por cima é perneta, e usa um gorrinho vermelho! Sim, ele estava ali na minha mesa. Mas dizia não ter poderes curativos.

-Você tá só tentando me confundir né, duendezinho discarado?

O discarado me deu um soco no braço e me intimou sobre eu beber o seu sangue.

-Eca, tá achando que eu sou um homem morcego, é? Tu tá confundindo os bichos - Olharia para ele dando um sorriso guloso - Eu pensei em te comer com farofa e vinagrete - Caso ele se assustasse eu apenas daria risada e desconversaria, afinal ele vai tratar meus ferimentos -ZEBEBEBE! To só zuando tampinha.

Por falar em tratamento, o homenzinho trouxe uma garrafa com uma bebida azul que usou para desinfetar o corte de minhas costas. Eu sei que consegui manter a pose ate agora, mas quando aquele homenzinho começou o tratamento eu não aguentei segurar os gritos.

-AAAAAAAHHH!!!!!

Meus olhos se encheram de lágrimas e quando dei por mim eu já estava a ponto de fazer um escândalo no meio do restaurante. Dei mais uns goles na minha bebida a fim de acalmar os ânimos.

EU continuaria a soltar gemidos de dor, gritos e até mesmo daria tapas na mesa durante o resto do procedimento médico.

Ao final do tratamento, o pequenininho me ordenou aquietar o facho por algum tempo até que a ferida cure e assim eu pretendo fazer. Então ele me perguntou como eu conhecia o verdadeiro nome dele.

-A alguns anos atrás eu conheci um bêbado moribundo que contava histórias sobre você, o nome dele era Mont Rolbatto. Desde então pesquisei os contos e canções com seu nome e tenho te procurado por todo o South blue.

De repente o dono do restaurante se meteu na conversa e começou a discutir com Peri. Achei a situação um tanto quanto engraçada, aproveitaria o momento em silêncio para comer a minha refeição. Encheria um copo de água e tomaria o primeiro comprimido canábico que consegui roubar de Josuk mais cedo.

Comi uns Três pratos e fiquei empanturrado, me sentia tão cheio que qualquer coisinha que eu comesse me provocaria um refluxo e por isso apenas me jogaria na mesa e ficaria esparramado ali regozijado naquela boa sensação. Foi quando Tulin comentou sobre um tal leilão.

-Um leilão nesta ilhazinha? ZEBEBEBE!! Vão vender o que? Aposto que deve ser algum item mágico, como por exemplo uma Lâmpada ou um Tapete. Acertei?

Caso Deep e Blade terminem as suas refeições e decidam ir para o palácio de sal eu pegaria a minha garrafa de bebida que eu pedi e guardaria/ carregaria comigo.

-Eita que rango bom!! Agora vamos pro palácio né? - Neste momento eu olharia para Peri bem de perto, tentando ao máximo olhar bem nos seus olhinhos - Por sinal eu quero trocar umas idéias com você e esclarecer umas coisas, bora no palácio de sal com a gente, vai ser rapidinho.

Mesmo que ele recusasse eu continuaria a insistir. tentando vencê-lo pela chatice caso fosse preciso.

Antes que pudéssemos sair do restaurante, Tulin nos advertiu sobre a periculosidade de Josuk e dos Caça-Recompensas - Josuk, o come merda deve realmente estar “pistolito” comigo. O que me propõe, taverneiro?Você não teria algumas fantasias aí para nos emprestar?




Histórico::
Páginas: 2
Posts: 8

Ganhos:
-Uma dose de remédio canábico(Post 3)
-Frasco com 3 comprimidos de remédio canábico (Post 5)
Perdas:
-200.000 B$ (Post 7)

Dinheiro Atual: 4.800.000 B$ (Quatro milhões e Oitocentos mil)


Proficiências:
- Acrobacia
-Ameaça
-Atletismo
-Briga
-Lábia

Qualidades:
-Carismático
-Prodígio
-Talentoso
-Destemido
-Electro
-Idioma silvestre
-Chifres curvos
-Cabeça dura

Defeitos:
-Doença degenerativa
-Sadista
-Cabeça quente
-Dependente (15 posts)
-Extravagante
-Apegado (ao chapéu)
-Feio
-Preconceito
-Atípico
-Sensível ao calor
-Forma sulong.
-Roubar remédios da farmácia
-Encontrar o bonde
-saciar vício
-Aprender proficiências investigação e Criptografia
-Prender o anão perneta dentro de uma garrafa. (NPC companheiro)
-começar a desenvolver liderança
240/240100/1003/1015/15

_________________

Deep
Ver perfil do usuário
Imagem : Deep Scaleback
Créditos : 00

Negociamos a comida e nos sentamos, enquanto nos era apresentado um anãozinho perneta, agora entendo de onde diabos veio aquela pimenta, tava tão puto na hora que nem notei a existência do pequenino. Comida era trazida para nossa mesa enquanto o médico costurava Subaé, o qual gritava como uma criancinha.

-Ta fraco hein? É só uma costuradinha pô… Se controle…

Colocaria uma mão sobre as costas de Subaé, soltando peso suficiente para segurar ele no lugar, sem impedir que respirasse, enquanto isso pegaria um pernil assado da mesa e começaria a comer ele com generosas mordidas.

-Ta boa a comida cheff… Mas falltou um pouco de pimenta para ter um gosto top mesmo… Hein… Tem alguma pimentinha ai pra eu por na minha carne? Gosto da minha comida bem quente… Inclusive se essa comida fosse mais picante seria melhor, experimenta depois injetar a carne com uma mistura de manteiga e pimenta, trás aquele toque picante e amacia a carne…

Ouviria então a história de Blade e então diria a minha:

-Pô eu comi e briguei em bares por dez anos para poder ficar mais forte para não perder nenhum companheiro bundão em combate… Né, capetão bundão…

Pegava então algumas pimentas de enfeite nos pratos, enchia um caneco de cerveja preta e começava a comer as pimentas como biscoitos usando a cerveja preta como se fosse leite, cerveja corta o efeito de picância exagerada de pimenta, então o sabor de uma cerveja forte com uma pimenta forte era delicioso e equilibrado. Após umas cinco pimentinhas, pegava outro pernil e uma pratada de arroz, picava umas pimentas no arroz e comia tudo com o resto da garrafa de cerveja preta.

Ouvia então nos perguntarem sobre o por que estou na ilha e respondi:

-Me falaram que em Petra Yuni tinha uns bares bem maneiros, então vim aqui em busca de uma boa briga e bebida… A melhor luta até o momento foi com o cozinheiro aqui né… KUKUKU… A profissão de cozinheiro deve chamar os caras mais durões hein KUKUKUKU…

Após ouvir sobre o leilão, assim como a fala do capetão, diria:

-Sabia de nada não… E Subaé, você tem uma tara estranha em coisas mágicas né não? Fora que o pequeno ali falo pra você pegar leve e tu nem tá comendo direito pra melhorar rápido, ou você acha que eu não to vendo você dar sua carne pra cadela do Blade?

Após a fala sobre Josuk, diria:

-Josuk é o merdinha que correu? O cara nem me encarou ainda, manda ele trazer todo mundo que eu vou ensinar uma coisinha ou outra pra ele… Fora que… Fantasia capetão? Somos um tritão de quatro metros de altura e mais de quatrocentos quilos, um lobo de três metros e um capetão cabrito… Vai enfiar a gente num vestido porra? Não tem como se camuflar com esse grupo capetão… Como eu disse, deixa ele vim, eu viro ele do avesso e fica tudo de boa.

Se em algum momento entrasse alguém que fosse nos atacar ou ameaçar, viraria meia garrafa de vodka na minha mão direita, usando a pele entre meus dedos para segurar o líquido na mão, depois atacaria me jogando em direção a pessoa e movimentaria a mão direita horizontalmente, moldando o líquido como uma lâmina contra o pescoço do alvo, em seguida aproveitando a distração de meu ataque, encaixaria um gancho de esquerda visando erguer o alvo do chão, girar ele sobre mim acompanhando meu punho e o jogar no chão atrás do meu corpo.

Histórico:
Nome: Deep Scaleback
Posts: 8
Ganhos: chicote de ferro
Perdas:
Players conhecidos:Subaé, Blade
NPC's:
Extras:


_________________

Cabras da Peste, vol 1- Amanhecer do Sul - Página 5 WBoszKt
Jupges
Ver perfil do usuário
Imagem : Beowulf the Magician
Créditos : 00
Blade
Lobão
-Sobre o Palácio de Sal, bem eu tinha assuntos a tratar com o Josuk, agora que somos inimigos não vai adiantar muito conversar, mas eu ainda devo esclarecimento pro cara que me deu o serviço. Só não acho que ele vai ficar contente já que era sobre a filha dele.

Blade falava um pouco sobre o Palácio de Sal para seu capitão, enquanto observava o duende na mesa, meio hipnotizado. Deep respondia ele falando que brigou nos bares, e Blade olhou para o cozinheiro com uma expressão irônica, dando tapinhas nas costas do tritão.

O lobo observava Subaé dando carne para Lua, e olhava Deep contestando enquanto se pronunciava, -Ah deixe ele dar comida pra ela, se não fosse por ela eu teria perdido um dedo ou dois ali. Sobre a pergunta do porque Blade veio pra Petra o lobo respondia, -Eu estava dormindo em outra ilha, aí eu tive um pesadelo e acordei em Petra não me pergunte como, só sei que quando acordei e vim para a cidade, por sorte um conhecido meu estava lá e me deu abrigo. Sabe ainda penso no porque de ter acordado em Petra, as vezes sou sonâmbulo e nem sei.

Sobre o leilão Blade escutava quieto enquanto enfiava comida na boca, meio sem vontade de comer, pois depois da luta havia perdido o apetite. Olhou pro duende e falou, -Vem cá? Tu consegue fazer redemoinhos ou coisa assim? Fiquei curioso

Sobre as fantasias de Subaé, Blade apenas respondia, -Tu tá de sacanagem né? Olha nessa eu me vejo obrigado a ir com o Deep, ah não ser q tu tenha uma fantasia de grávida, aí o Deep vira a mamãe, eu fico dentro da barriga dele e tu se finge de papai. Blade falava com o tom mais irônico o possível, enquanto se preparava para ir para o Palácio de Sal pensando em alguma desculpa.






objetivos:

-reunir-se com a trip
-ensinar meu dog um comando de cão de guarda
-e aprender uma perícia se possível (Acrobacia)

Atributos, qualidades e perícias:
Hp:2800
Sta:100

Força: Esquece
Destreza:420
Agilidade:160
Acerto:280
Reflexo:40
Constituição:20

perícias:
• Adestramento: Você é capaz de ensinar um animal domado a executar diversas tarefas, como, por exemplo, servir de montaria, servir de animal de carga, atacar, caçar e executar diversas outras funções.
• Doma: Você é capaz de domesticar ou tornar mansa uma criatura selvagem, fazendo com que ela deixe de ser hostil contra você ou seu grupo momentaneamente.
• Ilusionismo: Você é capaz de realizar truques e enganar uma plateia. Podem ser coisas simples, como fazer uma moeda surgir ‘‘do nada’’ em sua mão até truques complexos com fumaça e espelhos.
• Discurso: Você domina a arte das palavras, sendo capaz de expressar suas ideias, vontades, sentimentos e objetivos com precisão. Com sua dicção e articulação é capaz de se comunicar com exatidão com pessoas e grupos, podendo cativá-los dependendo da mensagem que deseja passar.
• Veterinária: Você consegue tratar de ferimentos animais, desde que tenha em mãos os materiais necessários, independentemente da complexidade dos ferimentos.

Os artistas dominam a arte do canto, dança, artesanato ou outras áreas. Artistas são mestres do entretenimento, sendo capazes de se expressar nas mais diversas formas e cativar aqueles que o cercam
Vantagens e coisas ruins:

Qualidades :

Carismático (2 Pontos):
Você tem uma espécie de magnetismo natural que faz com que algumas pessoas gostem de você sem motivo aparente.
Visão na Penumbra (1 Ponto):
Você é capaz de enxergar com clareza em ambientes com pouca iluminação. Desde que não seja uma escuridão completa, você consegue distinguir coisas e pessoas com relativa precisão. Mecanicamente, esta qualidade reduz a condição Cego em uma categoria quando a causa do efeito em questão for relacionado a falta ou obstrução de luz.
Visão Aguçada (1 Ponto):
Você tem capacidades visuais sobre-humanas, sendo capaz de enxergar com clareza e precisão mesmo em grandes distâncias, além disso, costuma ver detalhes não notados pelos outros. (Metade do custo para Minks)
Olfato Aguçado (1 Ponto):
Você tem capacidades olfativas que são capazes de rivalizar com um cão farejador, sendo capaz de distinguir aromas e cheiros com clareza e precisão mesmo em médias distâncias. (Metade do custo para Minks e cegos)
Renome(1 Ponto):
Você é conhecido localmente de forma positiva, seja por um feito ou sua origem, não importa se você é filho de um herói lendário ou ajudou a capturar uma gangue de criminosos locais. As pessoas tendem a confiar facilmente em você, além de lhe tratarem bem e respeitarem enquanto seu comportamento for coerente.
Blade é bem conhecido pelos lugares aonde passa, pelos seus truques e pela sua fama de gente boa.
Impassível (1 Ponto):
Você é uma pessoa calma que não tem o seu humor alterado por ameaças, provocações ou acontecimentos drásticos, sua razão sempre consegue dominar a sua emoção e você sempre é capaz de tomar as suas decisões com clareza. Isso não significa que você não possa sentir raiva ou outros sentimentos extremos, apenas consegue ter um controle maestral sobre os mesmos.
Qualidades de Raça:
Garras e presas: Minks caninos possuem presas e garras afiadas que podem ser utilizadas como armas naturais.

Alpha (Machos): Você naturalmente se destaca como um líder dentro do seu círculo de amigos. Não quer dizer que você seja um líder nato, mas aqueles que confiam em você sentem quase que uma aura de liderança vinda de você. Infelizmente, devido a sua natureza, quando outro Mink Canino (especialmente de outra “raça”) entra no seu círculo de amigos vocês têm a tendência a ter uma pequena rivalidade saudável nos primeiros momentos.

Electro: Minks tem a capacidade de produzir choques elétricos a partir de seu corpo, de forma não contínua e por meio de liberação única. Os Minks não são capazes de manipular essa eletricidade, apenas gerá-la e transferi-la para outro corpo através de contato direto. O Electro pode ser utilizado uma vez por página e não gera nenhum bônus de atributo, apenas narrativo.

Idioma Silvestre: Você é capaz de se comunicar com criaturas mamíferas similares a sua subespécie através de certo esforço. É importante frisar que essa qualidade garante apenas a capacidade de comunicar-se com as criaturas, não controlá-las.

Defeitos:

Extravagante (1 Ponto):
Você chama atenção por onde quer que passe, seja pela sua aparência ou seus hábitos, você causa uma impressão difícil de esquecer.
Apegado (2 Pontos):
Você ama algo ou alguém, não medindo esforços para proteger e recuperar o alvo de seu apego emocional. Perder algo que ama é uma experiência traumática que pode deixar sequelas.
Blade ama seus companheiros e amigos de verdade, sejam eles membros da sua tripulação ou um pet
Intolerância Racial (2 Pontos):

Blade tem ódio e repulsa contra minks felinos, também desgosta dos animais que lembram ele dos mesmos, um preconceito antigo de Blade
Leal(2 Pontos):
Existe algo ou alguém, uma pessoa ou organização, que você coloca acima de si mesmo, não se importando com o fato de ignorar seus valores ou se sacrificar para proteger essa relação.

Blade é leal ao seu bando e ao seu capitão
Defeitos de Raça:
Preconceito: Você tem uma aparência incomum quando comparado aos humanos e alguns podem lhe achar repugnante, assustador ou até mesmo uma aberração. Alguns humanos podem lhe destratar e serem hostis simplesmente pelo fato de você ser diferente deles, entretanto, é importante notar que nem todos pensam e agem desse jeito.

Atípico: Devido ao fato dos Minks não serem tão comuns e não se tratar de uma raça tão populosa, eles têm um alto preço no mercado de escravos, o que sempre pode vir a ser um problema.

Sensíveis ao calor: Devido a sua pelagem, os Minks são mais suscetíveis a sofrer efeitos adversos relacionados ao calor e altas temperaturas.

Forma Sulong: Como parte da tribo Mink seu corpo tem uma interação muito única com a lua que nenhuma outra raça tem, uma vez que você tenha contato visual com a lua, desperta-se em eu interior os instintos mais primitivos, selvagens e violentos fazendo com que você perca a sua razão agindo como uma besta furiosa que ataca tudo e todos ao seu redor com uma fúria sanguinária, suas características físicas selvagens mostram-se mais aparentes e justifica-se o medo e o preconceito que existem contra os minks, pois aqueles incapazes de dominar a besta anterior, dificilmente serão vistos como algo além disso.

Durante a transformação passada ao se ter o contato visual direto com a lua, você sentirá uma espécie de sede de sangue imensa, atacando a todos ao seu redor que não sejam Minks, sendo assim todas as noites você terá de ser cauteloso pois a sua razão pela noite estará sempre em cheque. Mecanicamente a fúria dura três turnos e após o término, do quarto turno até o momento em que você possa tratar da condição, você estará sobre o efeito de Exausto I.


Histórico:
Nome: Blade
Posts: 8
Ganhos:
Perdas:
Players conhecidos: Deep, Subaé, Regia, Mikazuki
NPC's:
Extras:

_________________

Cabras da Peste, vol 1- Amanhecer do Sul - Página 5 Images?q=tbn:ANd9GcSZI6OOh5xIjYMLHU1XzVDX9tZwMDdP5BvSWg&usqp=CAU
Moonchild
Ver perfil do usuário
Imagem : Cabras da Peste, vol 1- Amanhecer do Sul - Página 5 JwJyx37
Créditos : 02
MoonchildCivil
https://www.allbluerpg.com/t460-kawazakana-mikazuki https://www.allbluerpg.com/t348p20-cabras-da-peste-vol-1-amanhecer-do-sul
I will take the dive
This small bathtub feels deep today
Singing na na na na na
I’m thinking of you
Then I’m diving

I wanna know you
From your surface
To the other side of the ocean, oh I

Take the dive
I’m dreaming with my eyes open
Breathing in your air
Amanhecer do Sul"Eu o sepultei nas profundezas do mar. Enterrei todos vocês no mesmo túmulo naquele dia."
Apesar de Eve falar demais e eu estar mais estressado que o normal por causa do encontro repentino de antes, eu não a impedi de continuar tagarelando sobre o lugar; quanto mais ela falasse, mais informado eu ficava e consequentemente mais fácil seria para cumprir o meu objetivo naquela cidade. O nome gigantesco do grupo que comandava o lugar entrou por um ouvido e saiu pelo o outro (só consegui registrar mentalmente o raio laser, que achei engraçado), mas entendi que não seria qualquer novato pelas redondezas que faria o que quisesse pelo lugar. Subaé e seu bandinho pareciam ter tido sorte de terem se metido com alguém aparentemente influente, porém sem muito poder bruto. Um grupo organizado e de respeito jamais seria humilhado de tal maneira por causa de um doente, um baiacu gordo e um lobo com complexo de cachorrinho obediente e...

"O que eu estou pensando?" — me questionei mentalmente ao perceber que estava descendo a ofensa àqueles caras do nada. Não era completamente de graça ao ponto de me fazer sentir algum tipo de culpa, afinal de contas eles mostraram claramente que ainda eram completamente alinhados ao caos e eu não concordo com isso, mas talvez eu estivesse me deixando levar demais por aquilo tudo. Não fui até ali para ficar deixando influências do passado ofuscarem o meu foco no que realmente importa.

Eve parecia interessada em me mostrar uma vista privilegiada do Palácio de Sal. Eu sabia que existia esse lugar na cidade, algo como um ponto turístico, mas não tinha me planejado para conhecê-lo nem nada do tipo. Eu a acompanhei pelas escadarias quase como um zumbi. Ainda estava pensando em como eu poderia agir sem chamar a atenção de mais ninguém, principalmente dos Cabras da Peste que pareciam ainda ter assuntos para resolver na cidade. Só quando chegamos bem alto e eu percebi não ter mais escadas que eu realmente voltei para a realidade. Pensei que aquele era o mais alto que chegaríamos, mas Eve parecia ir além. Com a mão direita apoiada na cintura, observei a garota se jogar pelo vazio no chão e manobrar de forma astuta até chegar no próximo pavimento. Sorri de canto de boca em puro nervosismo pensando que talvez ela esperasse que eu fizesse aquele mesmo trajeto a imitando.

Não iria acontecer. Apesar de preferir agilidade sobre a força, eu sou melhor fazendo isso com os dois pés no chão manobrando sentindo a firmeza sob meus pés. Aquelas acrobacias já iam um pouco além do meu treinamento, embora eu tivesse um óbvio interesse em aprimorar meu corpo para fazer aquilo. Quando a corda veio em minha direção, eu não questionei muito. Eve parecia magrela e apesar de eu não ser tão pesado assim... bem, fiquei desconfiado se ela conseguiria mesmo me suspender. Para ela estar oferecendo, imaginei que tivesse confiança o suficiente naquilo, então apenas amarrei a corda na cintura e me preparei para ajudá-la como fosse necessário: seja escalando em alguns pontos que eu considerasse mais firmes ou até evitando me mexer demais. Poderia até parecer uma cena cômica para quem vê de fora, mas não liguei muito. Sendo sincero, estava até que me divertido com aquilo; foi o suficiente para eu esquecer o incidente de antes, então meu humor clareou rapidamente.

— Da próxima vez eu vou ter aprendido a como escalar isso. — comentaria com um sorriso no rosto — Não vou dar mais tanto trabalho. — concluí. Esperaria então que ela me mostrasse em que direção olhar. Vi algumas construções altas, mas não sabia qual exatamente era o dito Palácio. Curioso, eu pretendia observar bem a cidade daquele ponto claramente privilegiado.
ATRIBUTOS
PdV: 140
STA: 100

Força: 0 (Incompetente)
Destreza: 9 (+4) (+3) (+2) = 18 (Regular)
Acerto: 5 (+2) (+3) = 10 (Regular)
Reflexo: 5 (+2) = 7 (Regular)
Constituição: 1 (Regular)

Agilidade: 8
Oportunidade de Ataque: 3
Redução de Dano: 0

QUALIDADES
Nadador Nato (Racial)
Você é capaz de respirar debaixo d’água e ganha 10% de agilidade ao se locomover dentro d’água.

Cuspe Potente (Racial)
Você possui a capacidade de ingerir líquidos e, enquanto armazená-los em sua boca, será capaz de cuspi-los com grande força e velocidade, fazendo com que causem impactos similares aos causados por munições de pistolas.

Senso de Direção (1)
Você nunca se perde e sempre é capaz de se orientar, as vezes até parece que você tem uma bússola dentro da cabeça.

Prontidão (2)
Você está sempre pronto para agir ou reagir, alcançando o ápice da sua velocidade ou força em questão de poucos instantes. Mecanicamente, reduz a condição lento em uma categoria, se a condição aplicada for categoria III ou inferior.

Mestre em Haki (4)
Assim que você desbloquear a especialização do Haki da Observação ou do Haki do Armamento, você pode escolher seguir dois caminhos de especialização simultaneamente. Nesse caso, os efeitos narrativos se acumulam, mas os bônus de atributo concedidos não. Nessa hipótese, o melhor atributo entre os dois será considerado sempre.

DEFEITOS
Atípico (Racial)
Devido ao fato dos Meio Homens-Peixe não serem tão comuns e não se tratarem de uma raça tão populosa quanto os humanos, eles têm um alto preço no mercado de escravos, o que sempre pode vir a ser um problema.

Segregação (Racial)
Pelo fato de ser um meio homem-peixe, você é proibido de ingressar na Marinha ou no Governo Mundial (contudo ainda pode fazer a vida como um Caçador de Recompensas).

Compulsivo (1)
Você tem uma mania, hábito ou ritual simples que precisa executar ao menos uma vez a cada duas páginas, como, por exemplo, roer as unhas.
Compulsão: enrolar o cabelo em algum dedo

Perfeccionista (1)
Você não pode ver nada fora de seu devido lugar, qualquer coisa que pareça afetar a harmonia ou a ordem lhe causam um profundo incômodo.

Vaidoso (2)
Você sente a necessidade de estar sempre limpo e bem arrumado, não suportando ficar sujo ou desgrenhado.

Improdutivo (3)
Você tem problemas de inspiração e criativade ao planejar qualquer obra, além disso, libera um espaço para projetar criações apenas em níveis impares.

PROFICIÊNCIAS
Cartografia: Você pode ler, criar e reproduzir mapas com precisão.

Condução: Você sabe conduzir, pilotar, manobrar e manejar veículos com apenas um pouco de treino. Para navegar, é necessário que alguém com condução assuma o timão do navio.

Geografia: Você é capaz de compreender as características geográficas de um lugar, paisagem, território ou região, sabendo identificar coisas como o tipo de solo e bioma.

Navegação: Você sabe se localizar e que direção deve seguir para chegar no ponto que almeja, além disso, sabe ler e interpretar mapas. Sabe coordenar o manejo de um navio, dizendo quando subir ou baixar velas e quando ficar a favor ou contra o vento.

Atletismo: Você tem um corpo atlético e conhece bem os seus próprios limites, consegue correr, saltar e escalar com as mãos nuas, desde que os feitos sejam coerentes com seus atributos físicos.
[ ] Me reunir com a tripulação (objetivo cancelado)
[ ] Aprender Acrobacia (Proficiência)
[ ] Conseguir uma máscara
Nome: Mikazuki
Posts: 5
Ganhos: Nada por enquanto
Perdas: Nada por enquanto
Players Conhecidos: Ninguém por enquanto
NPC's: Ninguém por enquanto
Extras: Nada por enquanto

_________________


Formiga
Ver perfil do usuário
Imagem : Cabras da Peste, vol 1- Amanhecer do Sul - Página 5 FTKZRir
Créditos : 03
FormigaEstagiário
https://www.allbluerpg.com/t529-yuura-mimiko#2306 https://www.allbluerpg.com/t536-i-desventuras-em-sirarossa#2350




Cabras da Peste

Vol 01 - Amanhecer do Sul


Dia 01 || Arosa - Petra Yuni || Clima: Quente || Início de Tarde
N° de Postagens do Narrador: 08


Deep - Subaé - Blade

O reencontro do famigerado grupo continuava de maneira tranquila, todos pareciam famintos e se "empanturravam" de comida – Au-AuAuAuAu (Ei! Me dá mais comida, lutei por você.) – Latiu Lua enquanto encarava seu dono, a cachorra parecia bem e pronta para mais uma batalha, se fosse necessário é claro – Os cozinheiros são sempre os mais fortes. – Tulin ria enquanto mostrava seu bíceps definido, claro, embaixo da capa de gordura que revestia o braço do homem – O Leilão será feito pela família Vrunc, na verdade, não é bem uma família... Eles são estranhos, mas, se tratam como família. – Pausou por um momento dando outro gole em sua caneca com leite – O último foi a dois anos atrás, eles ofereceram de tudo. Joias, ingredientes exóticos, barcos, serviços e principalmente... – Parou fitando a dupla de minks com um olhar sério – Escravos. – Concluiu carregando seu rosto com uma expressão pesada, um misto de descontentamento, raiva e tristeza – Suas “iguarias” como chamaram, são Minks das mais variadas espécies, foi lá que recebi um ferimento que tirou quase  minha vida, infelizmente não fui capaz de proteger minha família. – Com os olhos tomados por água o homem levantou sua camisa, mostrando uma cicatriz que tinha cerca de trinta centímetros, começando próximo à auréola do peito e descendo pelo abdômen – Quase perdi meu coração, na verdade eu perdi um pedaço pelo que fiquei sabendo. Não sei como fiquei vivo, mas aqueles desgraçados tiraram tudo o que eu tinha de mais precioso. – Fechou seus punhos e então era notável a presença da ceia inchada em sua testa, parecia que a fúria percorria seus vasos sanguíneos e extravasaram pela boca, com uma tosse – Eles vão me pagar, não sei quando, mas vão. – Limpou com sua camisa.

Peri subia no ombro do tritão – Aqueles desgraçados da desgraça tentaram me pegar, se não fosse o Tulin eu estava fudido. Eles vão se fude ou eu não me chamo Zahir. – Bufava demonstrando toda sua raiva – Você não se chama Zahir, imbecil. – Falou o ruivo, ambos riram. Mais algumas palavras eram trocadas e um clima harmonioso e confortável tomava conta do lado cal após as palavras de Blade e Deep, com relação à ideia do Subaé de se disfarçar – Eu tenho que concordar com o lobo, a notícia já deve ter se espalhado que o Josuk foi temporariamente derrubado por um grupo nada convencional. – Tulin levantou ajeitando suas vestes – Vocês precisam tomar cuidado com ele, talvez ele esteja nesse exato momento falando com os caçadores para pegar vocês ou está tramando algum plano, mas com certeza ele não é um homem que vai baixar a cabeça dessa maneira, ele é espero. – Começou a recolher as panelas e tigelas vazias – E com os Vrunc também, vocês têm apenas duas opções: entrar no leilão como compradores ou como mercadoria, cuidado com a segunda opção. – Concluiu indo em direção a cozinha, o som dos itens sendo colocados em cima de uma espécie de mesa ou plataforma foram audíveis ao quarteto que estava no salão, seguido pelo som de água – Palácio de Sal? Também vou lá. – Disse Peri animadamente – Tenho um caloteiro para cobrar, ele só vive lá aquele fudido. Vai me ajudar, bodão? – Reclamou.

Aparentemente tudo estava tranquilo, nenhum som estranho vinha do exterior da taberna. Apenas era perceptível que a movimentação de pessoas havia aumentado consideravelmente - Se for levar a garrafa precisa pagar mais 150mil berries, dou um desconto na bebida para você. - Bradou Tulin voltando com um pano jogado no ombro esquerdo, a garrafa na mão de Subaé ainda tinha cachaça suficiente para mais 8 usos.


Mika

Mika talvez se surpreendesse com a facilidade que Eve teve para puxar seu corpo – Não esperava não é? Eu sei, todos ficam surpresos. – Se vangloriava a garota de cabelos pretos enquanto dava a mão ao rapaz, o puxando de vez para o terraço – Seja bem-vindo ao meu doce lar. – Bradou de maneira tranquila. O homem via um terraço grande, organizado e tendo metade dele coberto com uma pequena cobertura de telha na cor vermelha – Eu mesma que fiz! Bom, não tudo. – Falou com um sorriso no rosto enquanto andava até o muro que rodeava toda parte descoberta – Ali, aquele é o palácio de Sal, bonito? – Questionou apontando para a imensa estrutura branca e dourada – Vejo ele diariamente já tem alguns anos e mesmo assim não perde o encanto. – Seus olhos brilhavam observando o ponto turístico de Petra – Você não quer aprender logo não? – Falou segurando o homem pelas mãos e puxando para o meio do terraço – Olha! – Apontou – A maioria das casas aqui na cidade tem ‘pontos’ acessíveis apenas com acrobacias, não sei quem inventou, entretanto, principalmente nesse bairro isso é bem comum. – Mikazuki via algumas pessoas vestidas de maneira estranha, porém, dava para ver que faziam parte do grupo dos baderneiros – Alguns grupos têm seus vigias, já outras pessoas com certos traumas, preferem viver em locais como esse, acaba sendo um pouco mais seguro. – Pisou de maneira sutil e o chão afundava – Ainda mais com essa belezinha aqui. – Estacas de metal surgiam nos muros e elas pareciam eletrificadas – Ninguém invade meu domínio! – Gargalhou com ambas as mãos na cintura.


Cabras da Peste, vol 1- Amanhecer do Sul - Página 5 09d453fdea8349671b36c06746afd080


Pressionou o gatilho no chão novamente e as estacas voltaram para dentro dos muros – Veja, a acrobacia é fácil. Você só precisa de três coisas! – Deixou o dedo indicador esticado centímetros a frente do seu rosto – Flexibilidade. – Esticou o dedo do meio – Domínio do corpo. – Esticou por fim o anelar – Coragem. – Após a última palavra deu um salto seguido por uma cambalhota, caindo com seus joelhos flexionados. Olhou para o muro e partiu correndo, pulou (tomando impulso no muro) e saltou em direção ao prédio vizinho, caindo rolando no chão e rapidamente ficando de pé – Pule para cá, mas antes olhe meus próximos passos. – Gritou correndo novamente tomando o impulso necessário para escalar uma pequena parede que existia no terraço, tendo o apoio de um pé na mesma lançou seu corpo para cima e com o auxílio das mãos, subiu na pequena laje – Tcharãmmmm! – Abriu os braços – Aqui a vista é até melhor, olhe, da para ver a casa dos Vrunc. – Gritou novamente esperando que Mika a seguisse.



LegendasTulin  ~ Aparência
Peri Erê ~ Aparência
Sem nome
Josuk
Boron
Yagger
NPC's
Chadd ~ Aparência
Lua
Nome (??)
Josuk
Eve




Histórico Geral:
Bella:
Número de POST: 03
Ganhos: -
Perdas: -

Blade:
Número de POST: 08
Ganhos: Adaga Gasta - POST 05
Perdas: -

Deep:
Número de POST: 08
Ganhos: Chicote Gasto - POST 05
Perdas: -

Mikazuki:
Número de POST: 05
Ganhos: -
Perdas: -

Regia:
Número de POST: 04
Ganhos:
Arma - POST 04 do Narrador:

[/color]
Cabras da Peste, vol 1- Amanhecer do Sul - Página 5 3FgOgPo
[color=#EBDE1B]

Arma: Cimitarra
Descrição: Uma espada comum, possuindo 80cm de lâmina.
Tipo da Arma: Acuidade
Qualidade: Clássica
Durabilidade: Baixa
Dano: +2 em força por nível

Estado: Nova
Perdas: 250.00 (Duzentos e cinquenta mil) - POST 04 - Espada


Subaé:
Número de POST: 08
Ganhos: 01 (UM) comprimido referente a doença Degenerativa.
Frasco com 03 (TRÊS) comprimidos referentes a doença Degenerativa.
Perdas: 200.000 B$ (Duzentos Mil)
Dinheiro Atual: 4.800.000 B$ (Quatro milhões e Oitocentos mil)
Dependência: 01/15
Doença Degenerativa: 01/10

FICHAS - NPC:
Arrasta pro lado que tem mais!


ApresentaçãoMe chamo Jozuk, tenho 25 anos e desde que me entendo por gente vivo nas ruas. Nunca fui bom de luta, sabe? Porém, tenho uma inteligência acima da média, pelo menos é o que dizem por aí. Em meio ao caos de Arosa consegui driblar essa falta de habilidade conseguindo pessoas para ficar ao meu lado, um deles  é Boron, um dos melhores espadachins a minha disposição.

Meu maior desejo? Dinheiro, preciso ter MUITO dinheiro para por o maldito do Bafudi no seu devido lugar, aquele miserável um dia pagará por todo o incomodo que me causa diariamente.


InformaçõesEdC: ??
Qualidades: Carismático | Memória Fotográfica
Defeitos: Avarento | Ambição | Cabeça Quente | Devasso | Inimigo


NPCJosuk


ApresentaçãoApresentar? Não sou bom nisso, vou tentar! Me chamo Boron, esse foi o nome que Josuk me deu, não lembro de onde eu vim, apenas me recordo de estar a beira da morte e sentir a mão do homem que se tornou meu Salvador e aquele ao qual dedico minha vida.

Me tornei sua espada, independente da necessidade estarei pronto para realizá-la. Algo que eu goste? Ah… do Josuk, mas ele não sabe disso, ele prefere híbridos de peixe ou coisas desse tipo, argh, que nojento.

Não sou dotado de habilidades marciais, mas dou meu sangue diariamente em treinos para afiar a minha técnica. Talvez essa seja a única coisa que me faça bem além de ser débito ao meu líder, a sensação de manejar uma espada, de enterrá-la no coração dos meus inimigos, é algo que me satisfaz .


InformaçõesEdC: Espadachim
Qualidades: Destemido | Senso de Direção | Hipoalgia
Defeitos: Leal | Obediente | Inimigo

NPCBoron


ApresentaçãoOi! Meu nome é Benjamin, mas pode me chamar de Bem. Não sou muito de falar sobre mim… mas vivo em Petra desde que nasci, ao longo do tempo almejei que esta ilha se tornasse grande, mas a única coisa que cresceu foi a criminalidade e a desigualdade.

Deixa eu ver… tenho um animalzinho deficiente, seu nome é Jurema, vai gostar de conhecê-la.

InformaçõesEdC: ??
Qualidades: Senso de Direção | ?? | ??
Defeitos: ?? | ?? | ??

NPCBen


ApresentaçãoApresentação? Eu tô fora. Vocês não precisam saber sobre mim! Tá maluco que eu vou dar informação pra um bando de aleatório que provavelmente deseja meu mal ou vocês acham que eu não sei como lidam com NPC's? Essa não é minha primeira aventura não meus queridos, me deixem em paz enquanto adestro esse cachorro humano.


InformaçõesEdC: ??
Qualidades: Senso de Direção | ?? | ??
Defeitos: ?? | ?? | ??


NPCSem Nome


ApresentaçãoVocê quer dançar? Se você dançar eu me apresento! Iiiih, não quer dançar? Então vai se *****, tome no seu **. Se prepare para dançar forçadamente! Giahahahahahhaha


InformaçõesEdC: Chicoteador
Qualidades: Prontidão | Visão Aguçada | Hipoalgia
Defeitos: Atormentado | Louco


NPCSem nome


ApresentaçãoOiiiii! Seja bem vindo, que baita confusão está acontecendo aqui né? Meu nome é Eve, prazer. Eu sou… bom, isso você vai saber no futuro! hihihihihi. Que isso não seja tímido, chegue mais perto, olha aqui… você pode me ajudar? Hihihihi.


InformaçõesEdC: ??
Qualidades: Meiga | Atraente | Voz Melodiosa
Defeitos: ?? | ?? | ??


NPCEve


Emme

Log de combate:

Blade:

• Ataque surpresa no queixo
• Ataque na região do abdômen

Ferimentos:

• Por enquanto tá safe

Inimigo- Sem nome
Ferimentos: Garganta rasgada no dente.

• No céu tem pão? (Morto)

Subaé:

Ferimentos:

• Corte no posterior da coxa esquerda – 03/04
• Corte diagonal na região das costas – 01/06 [Tratado]

Boron:
Ferimentos:Tiro no joelho / Lesão na testa / Dores nas regiões golpeadas

• Foi marretado pelo combo (Morto)

Deep:

Ferimentos:

• Corte Superficial no rosto
•Algumas escoriações pelo corpo causadas pelo chicote


Inimigo – Sem nome
Ferimentos: Todos

• Foi de ralo (Morto)

_________________

Cabras da Peste, vol 1- Amanhecer do Sul - Página 5 Y3cDX2G


Certificurso:
Curso Narrador AB, 2021
Cabras da Peste, vol 1- Amanhecer do Sul - Página 5 EBEAdF4X4AYyK13
Deep
Ver perfil do usuário
Imagem : Deep Scaleback
Créditos : 00



O banquete prosseguia tranquilo apesar do papo pesado, o taverneiro humano falava de escravos, obviamente algum conhecido querido fora pego, teria perguntado se era a primeira vez que ele via isso, já que sendo tritão convivo com preconceito todo o dia, mas a carne estava suculenta demais para parar de morder, só para dar uma puxada de orelha.

Notava uma movimentação crescente de pessoas do lado de fora do estabelecimento, o movimento se intensificou nas vendas, ou problemas estão se preparando ao nosso redor.

Em seguida diria pro cozinheiro do local:

-Falto só uma sobremesa mais forte manja, lembro de uma receita de minha mãe, eclair au poivre, um eclair com chocolate e pimenta, não como desde muitos anos atrás, se eu soubesse fazer eu até faria mas…. Pera… Tu sabe fazer doce tão bem quando sabe dar um soco o parceiro? Me ensina?




Esperaria a resposta do cozinheiro e se ele pedisse dinheiro para me ensinar, cutucaria o capetão para que pagasse e diria:

-Paga ae capetão, normalmente eu bato nas pessoas para pegar o que quero, mas não da pra espancar por uma aula…




Se não fosse conseguir minha aula, diria:


-Faz assim capetão… Paga aí, resolve suas coisas, vou sair na frente, respirar um ar, observar o movimento, para vocês não serem os primeiros a saírem lá fora… Afinal de contas vocês parecem ser meio frágeis com relação a arranhões…


Dizendo isso sairia do local primeiro e observaria os arredores, forçaria os músculos do corpo para posicionar bem as escamas e formar uma base firme, no caso de certo atacado ao sair ou depois.

Caso algum inimigo me atacasse, avançaria em sua direção tentando pegar ele com minhas mãos, erguer de cabeça no chão.

Fora um ataque, observaria os arredores e seguiria o Subaé andando à sua direita, levemente para trás.

Se alguém esbarrar no caprino ou o insultar, pegaria a pessoa pelo colarinho, tentaria a erguer até estar da minha altura se necessário, soltaria ar pelas narinas como um touro furioso e jogaria o ser pro lado para sair da frente

Histórico:
Nome: Deep Scaleback
Posts: 9
Ganhos: chicote de ferro
Perdas:
Players conhecidos:
NPC's:
Extras:




Última edição por Deep em Sex Jun 11, 2021 11:28 pm, editado 1 vez(es)

_________________

Cabras da Peste, vol 1- Amanhecer do Sul - Página 5 WBoszKt
Subaé
Ver perfil do usuário
Imagem : Cabra da Peste
Créditos : 02
SubaéCriador de Conteúdo
https://www.allbluerpg.com/t354-subae?highlight=subaé https://www.allbluerpg.com/t348-cabras-da-peste-vol-1-amanhecer-do-sul#1033

Amanhecer do sul, Post 9


Já havíamos terminado de comer, e eu estava catando os tomates cerejas que sobraram da salada quando Tulin nos explicou sobre o leilão da família Vrunc. Me empolguei ao ouvir sobre, afinal, leilões são cheios de gente importante, dinheiro e coisas de valor. Mas quando ouvi sobre os escravos, a fúria tomaria conta de meu corpo fazendo que eu arremessasse a bandeja da salada na parede.

-Burgueses desgraçados! Ninguém tem o direito de roubar a liberdade de alguém…

Eu sei que não sou um exemplo de boa pessoa, na verdade sou um sádico miserável, mas até piratas cruéis tem seus “limites”, e a escravidão é o meu limite.

Morrer é melhor do que não ser livre. Além disso, festas não acontecem onde a liberdade não existe.

Ao fim da conversa, eu ergueria Peri e o colocaria em cima de meu chapéu de couro, entre os chifres - Se segure firme, duende - Diria para ele - É claro que eu te ajudo, só precisa apontar quem é que eu preciso chutar.

Pegaria o frasco com os remédios que Josuk me deu e entregaria para o velho anão perneta - Ei velhote, você é um médico né? Pois bem,  o cara de tábua me deu esses remédios canábicos, mas eu suspeito que estejam envenenados. Verifique pra mim a procedência dessas pílulas já que tu vai estar sem fazer nada enquanto eu ando nesse sol.

Assim que levantasse da mesa,  olharia para Deep, Blade e Lua - E aí meu povo, simbora? Peixão, tu vem com a gente? - Diria.

Seguiria rumo a porta do estabelecimento quando Tulin veio me cobrar o valor da garrafa.
Colocaria a minha mão em seu ombro amigavelmente antes de falar - Meu amigo, eu sei que é muito importante pagar o que devemos. Mas o que acha de eu te pagar com sangue? - Atribuiria toda a minha lábia na minha fala, olharia seriamente nos olhos de Tulin e lhe daria uns tapinhas no ombro para descontrair - Não me entenda mal, não estou te ameaçando. Minha proposta é : Me entregue esta garrafa e em troca eu prometo que vou fazer os Vrunc sangrarem.

De certa forma eu já esperava que o comerciante aceitasse a minha proposta, mas para falar a verdade eu pouco me importo em qual seria a sua resposta, apenas continuaria andando e deixaria o homem para trás.

- O velho perneta está comigo, pense nisso como uma garantia de minha palavra.

Se Tulin insistisse em me cobrar pela bebida eu entregaria apenas metade do dinheiro solicitado (75.000 B$) - Isso é tudo o que tenho, agora me deixe em paz.

Durante o caminho eu puxaria conversa com aqueles que estivessem caminhando comigo para não deixar o clima tenso.
-Ei Blade, que assunto é esse que você tem pra resolver no palácio? Tem alguma forma que eu possa ajudar?

Voltando a minha atenção para Peri, perguntaria - Ei velhote, onde é que eu posso encontrar livros de Geografia e Astronomia? Eu preciso estudar um pouco sobre navegação e já estou enrolando esse estudo há uns cinco anos.

Caso eu e meu grupo sejamos atacados em algum momento, eu apenas seguraria o meu chapéu para certificar que o anão não caísse com os meus remédios e sairia correndo para onde houvessem mais pessoas, a fim de me misturar na multidão e despistar seja lá quem quer que tenha vindo me atacar.

- COOORREE CAMBADA!!!! SE A GENTE SE DESENCONTRAR, NOS ENCONTRAMOS LÁ!


Histórico::
Páginas: 2
Posts: 9

Ganhos:
-Uma dose de remédio canábico(Post 3)
-Frasco com 3 comprimidos de remédio canábico (Post 5)
Perdas:200.000 B$ (Post 7)

Dinheiro Atual: 4.800.000 B$ (Quatro milhões e Oitocentos mil)


Proficiências:
- Acrobacia
-Ameaça
-Atletismo
-Briga
-Lábia

Qualidades:
-Carismático
-Prodígio
-Talentoso
-Destemido
-Electro
-Idioma silvestre
-Chifres curvos
-Cabeça dura

Defeitos:
-Doença degenerativa
-Sadista
-Cabeça quente
-Dependente (15 posts)
-Extravagante
-Apegado (ao chapéu)
-Feio
-Preconceito
-Atípico
-Sensível ao calor
-Forma sulong.
-Roubar remédios da farmácia
-Encontrar o bonde
-saciar vício
-Aprender proficiências Geografia e Astronomia  
-Prender o anão perneta dentro de uma garrafa. (NPC companheiro)
-começar a desenvolver liderança
240/240100/1009/1015/15

_________________

Jupges
Ver perfil do usuário
Imagem : Beowulf the Magician
Créditos : 00
Blade
Lobão
Blade olhava para Lua e acenava negativamente com a cabeça, ela já comeu carne demais por hoje. O mink ouvia sobre os escravos e dizia, -Eu rezo pela vida deles, afinal não posso salvar todo mundo e nem faço questão. O lobo falava isso meio triste mas estava sendo realista, não tem muito o que fazer quanto aos escravocratas.

E depois disso ouvia o bode prometendo fazer os Vrunc sangrarem, nesse momento Blade puxaria ele pra perto e dizia, -Tá comendo merda porra! Conta comigo, somos um, dois, três, quatro, cinco se contar com o duende. Já eles são uma família de escravocratas, quem tu acha que sangra capitão? Blade falava isso com medo do capitão ignorar, já que se ele fosse enfrentar os Vrunc, Blade teria que ir junto.

Sobre a pergunta de Subaé, Blade levantaria sua mão e acenaria negativamente com a cabeça, -Isso é problema meu capitão, deixa que quando eu chegar lá eu resolvo, mas se prepara pra lutar, porque tem haver com o Josuk vai saber se ele vai estar lá ou não.

Depois de responder Subaé, Blade guiaria o caminho até o Palácio de Sal, chegando lá o lobo procuraria pelo Chadd, se o achasse iria até ele, se não achasse ele perguntaria por ele pra ir até o homem. Conseguindo se aproximar Blade diria, -Chadd... me diz que sua filha não precisa daqueles remédios. Me diz que é só uma gripezinha que ela tinha pegado., após a introdução Blade explicaria o que aconteceu, que Josuk tinha começado uma briga com um velho amigo dele, este estava atrás de Blade nesse momento, e que antes que o lobo pudesse conversar, Josuk foi embora. A história poderia sofrer algumas alterações aqui e ali, como se eles fossem os mocinhos da história, e como se Josuk fosse o grande vilão, mas não era problema por agora.

E caso Chadd não estivesse lá, o lobo olharia pro duende e diria, -O que tu queria fazer aqui? O cara que eu preciso encontrar não está no Palácio de Sal agora, mas aqui provavelmente é seguro, então vamos fazer as coisas com paciência.

Caso fosse uma armadilha, o lobo sairia correndo do Palácio de Sal junto com seu capitão, se bem que essa era menos provável, já que Josuk não deu nem tempo do mink explicar que Chadd havia contratado ele pra buscar o remédio.

Durante a longa e quente caminhada até o Palácio de Sal, Blade tentaria sempre se esquivar do Sol infernal de Petra Yuni, buscando sempre uma sombrinha em qualquer canto.






objetivos:

-reunir-se com a trip
-ensinar meu dog um comando de cão de guarda
-e aprender uma perícia se possível (Acrobacia)

Atributos, qualidades e perícias:
Hp:2800
Sta:100

Força: Esquece
Destreza:420
Agilidade:160
Acerto:280
Reflexo:40
Constituição:20

perícias:
• Adestramento: Você é capaz de ensinar um animal domado a executar diversas tarefas, como, por exemplo, servir de montaria, servir de animal de carga, atacar, caçar e executar diversas outras funções.
• Doma: Você é capaz de domesticar ou tornar mansa uma criatura selvagem, fazendo com que ela deixe de ser hostil contra você ou seu grupo momentaneamente.
• Ilusionismo: Você é capaz de realizar truques e enganar uma plateia. Podem ser coisas simples, como fazer uma moeda surgir ‘‘do nada’’ em sua mão até truques complexos com fumaça e espelhos.
• Discurso: Você domina a arte das palavras, sendo capaz de expressar suas ideias, vontades, sentimentos e objetivos com precisão. Com sua dicção e articulação é capaz de se comunicar com exatidão com pessoas e grupos, podendo cativá-los dependendo da mensagem que deseja passar.
• Veterinária: Você consegue tratar de ferimentos animais, desde que tenha em mãos os materiais necessários, independentemente da complexidade dos ferimentos.

Os artistas dominam a arte do canto, dança, artesanato ou outras áreas. Artistas são mestres do entretenimento, sendo capazes de se expressar nas mais diversas formas e cativar aqueles que o cercam
Vantagens e coisas ruins:

Qualidades :

Carismático (2 Pontos):
Você tem uma espécie de magnetismo natural que faz com que algumas pessoas gostem de você sem motivo aparente.
Visão na Penumbra (1 Ponto):
Você é capaz de enxergar com clareza em ambientes com pouca iluminação. Desde que não seja uma escuridão completa, você consegue distinguir coisas e pessoas com relativa precisão. Mecanicamente, esta qualidade reduz a condição Cego em uma categoria quando a causa do efeito em questão for relacionado a falta ou obstrução de luz.
Visão Aguçada (1 Ponto):
Você tem capacidades visuais sobre-humanas, sendo capaz de enxergar com clareza e precisão mesmo em grandes distâncias, além disso, costuma ver detalhes não notados pelos outros. (Metade do custo para Minks)
Olfato Aguçado (1 Ponto):
Você tem capacidades olfativas que são capazes de rivalizar com um cão farejador, sendo capaz de distinguir aromas e cheiros com clareza e precisão mesmo em médias distâncias. (Metade do custo para Minks e cegos)
Renome(1 Ponto):
Você é conhecido localmente de forma positiva, seja por um feito ou sua origem, não importa se você é filho de um herói lendário ou ajudou a capturar uma gangue de criminosos locais. As pessoas tendem a confiar facilmente em você, além de lhe tratarem bem e respeitarem enquanto seu comportamento for coerente.
Blade é bem conhecido pelos lugares aonde passa, pelos seus truques e pela sua fama de gente boa.
Impassível (1 Ponto):
Você é uma pessoa calma que não tem o seu humor alterado por ameaças, provocações ou acontecimentos drásticos, sua razão sempre consegue dominar a sua emoção e você sempre é capaz de tomar as suas decisões com clareza. Isso não significa que você não possa sentir raiva ou outros sentimentos extremos, apenas consegue ter um controle maestral sobre os mesmos.
Qualidades de Raça:
Garras e presas: Minks caninos possuem presas e garras afiadas que podem ser utilizadas como armas naturais.

Alpha (Machos): Você naturalmente se destaca como um líder dentro do seu círculo de amigos. Não quer dizer que você seja um líder nato, mas aqueles que confiam em você sentem quase que uma aura de liderança vinda de você. Infelizmente, devido a sua natureza, quando outro Mink Canino (especialmente de outra “raça”) entra no seu círculo de amigos vocês têm a tendência a ter uma pequena rivalidade saudável nos primeiros momentos.

Electro: Minks tem a capacidade de produzir choques elétricos a partir de seu corpo, de forma não contínua e por meio de liberação única. Os Minks não são capazes de manipular essa eletricidade, apenas gerá-la e transferi-la para outro corpo através de contato direto. O Electro pode ser utilizado uma vez por página e não gera nenhum bônus de atributo, apenas narrativo.

Idioma Silvestre: Você é capaz de se comunicar com criaturas mamíferas similares a sua subespécie através de certo esforço. É importante frisar que essa qualidade garante apenas a capacidade de comunicar-se com as criaturas, não controlá-las.

Defeitos:

Extravagante (1 Ponto):
Você chama atenção por onde quer que passe, seja pela sua aparência ou seus hábitos, você causa uma impressão difícil de esquecer.
Apegado (2 Pontos):
Você ama algo ou alguém, não medindo esforços para proteger e recuperar o alvo de seu apego emocional. Perder algo que ama é uma experiência traumática que pode deixar sequelas.
Blade ama seus companheiros e amigos de verdade, sejam eles membros da sua tripulação ou um pet
Intolerância Racial (2 Pontos):

Blade tem ódio e repulsa contra minks felinos, também desgosta dos animais que lembram ele dos mesmos, um preconceito antigo de Blade
Leal(2 Pontos):
Existe algo ou alguém, uma pessoa ou organização, que você coloca acima de si mesmo, não se importando com o fato de ignorar seus valores ou se sacrificar para proteger essa relação.

Blade é leal ao seu bando e ao seu capitão
Defeitos de Raça:
Preconceito: Você tem uma aparência incomum quando comparado aos humanos e alguns podem lhe achar repugnante, assustador ou até mesmo uma aberração. Alguns humanos podem lhe destratar e serem hostis simplesmente pelo fato de você ser diferente deles, entretanto, é importante notar que nem todos pensam e agem desse jeito.

Atípico: Devido ao fato dos Minks não serem tão comuns e não se tratar de uma raça tão populosa, eles têm um alto preço no mercado de escravos, o que sempre pode vir a ser um problema.

Sensíveis ao calor: Devido a sua pelagem, os Minks são mais suscetíveis a sofrer efeitos adversos relacionados ao calor e altas temperaturas.

Forma Sulong: Como parte da tribo Mink seu corpo tem uma interação muito única com a lua que nenhuma outra raça tem, uma vez que você tenha contato visual com a lua, desperta-se em eu interior os instintos mais primitivos, selvagens e violentos fazendo com que você perca a sua razão agindo como uma besta furiosa que ataca tudo e todos ao seu redor com uma fúria sanguinária, suas características físicas selvagens mostram-se mais aparentes e justifica-se o medo e o preconceito que existem contra os minks, pois aqueles incapazes de dominar a besta anterior, dificilmente serão vistos como algo além disso.

Durante a transformação passada ao se ter o contato visual direto com a lua, você sentirá uma espécie de sede de sangue imensa, atacando a todos ao seu redor que não sejam Minks, sendo assim todas as noites você terá de ser cauteloso pois a sua razão pela noite estará sempre em cheque. Mecanicamente a fúria dura três turnos e após o término, do quarto turno até o momento em que você possa tratar da condição, você estará sobre o efeito de Exausto I.


Histórico:
Nome: Blade
Posts: 9
Ganhos:
Perdas:
Players conhecidos: Deep, Subaé, Regia, Mikazuki
NPC's:
Extras:

_________________

Cabras da Peste, vol 1- Amanhecer do Sul - Página 5 Images?q=tbn:ANd9GcSZI6OOh5xIjYMLHU1XzVDX9tZwMDdP5BvSWg&usqp=CAU
Formiga
Ver perfil do usuário
Imagem : Cabras da Peste, vol 1- Amanhecer do Sul - Página 5 FTKZRir
Créditos : 03
FormigaEstagiário
https://www.allbluerpg.com/t529-yuura-mimiko#2306 https://www.allbluerpg.com/t536-i-desventuras-em-sirarossa#2350




Cabras da Peste

Vol 01 - Amanhecer do Sul


Dia 01 || Arosa - Petra Yuni || Clima: Quente || Início de Tarde
N° de Postagens do Narrador: 09


Todos

A conversação continuava de maneira tranquila, apesar das palavras carregadas de Tulin, o clima não havia mudado - Doce? Parece que o destino lhe trouxe aqui meu companheiro, você está na presença do melhor confeiteiro de Petra, quiçá do mundo. - Disse o ruivo orgulhoso e mantendo seu peito estufado - Não cobrarei pelos ensinamentos, mas não posso deixar de cobrar pela garrafa. As coisas não estão muito boas para os comerciantes da região, por mais que meu estabelecimentos não seja alugado, ainda preciso pagar uma "taxa de segurança", creio que vocês já entenderam o que quero dizer. - Falou de maneira tranquila logo após ouvir as palavras de Subaé, pegando o valor de 75mil das mãos do Mink - No entanto, se precisarem de um par de braços, pode contar comigo. Na verdade, voltem aqui antes do leilão se realmente forem fazer algo. - Finalizou caminhando em passos calmos até a cozinha, chamando o tritão no caminho.



Blade e Subaé

A dupla de Minks junto com o velho e aparentemente novo membro da trupe, saíram do bar logo após finalizar a comilança e se depararam com um clima tão tranquilo quanto aquele que dominava o interior da taberna do Tulin, Peri estava no ombro de do bode analisando os comprimidos pedidos pelo mesmo, olhava de maneira concentrada, cheirava e até mesmo dava algumas lambidas no remédio - Acho que está certo, não costumo errar, mas também não dou garantia. Porém, comigo aqui, morrer você não vai se tomar e for algo de ruim. - Deu o diagnóstico mostrando certa confiança no trabalho feito, bom, era isso que ele tentava passar pelo menos - Livros? - Pensou alto enquanto coçava seu pescoço - Você pode achar em algumas lojas na cidade, até mesmo em algumas barracas é possível achar. - Respondeu saltando em direção a Lua, caindo próximo ao seu pescoço e ali ficando sentado, acariciando o animal - Que cachorrona. - Pontuou.

No caminho o grupo notava o alto fluxo de gente transitando pelas ruas, pessoas comprando e outras oferecendo produtos que variavam bastante, alimentos, roupas, armas, cosméticos, pintos (animal) coloridos. Não demoravam para que pudessem ter o vislumbre que o Palácio de Sal causava, dada sua beleza única e encantadora. Suas cores brilhantes estavam ainda mais chamativas pelo forte sol que pairava sob suas cabeças -Ficou sabendo de briga com o pessoal do Josuk…? - Algumas frases eram escutadas saindo da boca das pessoas que passavam por eles, se tivessem alguma dúvida sobre a dimensão dos seus atos, agora teriam a certeza que tudo aquilo tinha dado o que falar.

O interior do palácio não tinha muita gente, contudo, Subaé principalmente podia notar alguns olhares em sua direção carregados com um certo desgosto, algumas pessoas tamparam os narizes ao passarem pelo Mink - Que fedor! - Gritava um dos homens sentados procurando da onde vinha tal cheiro - Você peidou? - Perguntou o mesmo para a mulher que lhe acompanhava, recebendo quase que instantaneamente um tapa na cara e vendo em seguida a bela moça ruiva saindo do recinto - BLADEEEEE! - O grupo escutava um grito vindo de um homem alguns metros à frente deles, parecia meio bêbado, mas nada muito diferente de antes VENHAM, VENHAM! - Gritava enquanto empurrava o grupo na direção contrária de onde ele estava, que doido. Os levava para próximo à entrada do palácio, onde tinha alguns bancos e uma pequena mesa disponível para eles - Conseguiu os remédios? Josuk não encheu o saco? - Indagou antes que Blade pudesse falar.

Chadd escutava toda a história contada pelo canino, enquanto olhava fixamente para Peri, na verdade ambos estavam se encarando - Nunca vi um anão. - Soltou o que estava preso em seus pensamentos - Tá afim de ver minha segunda perna? Arrombado! - Bradou em um tom agressivo o pequeno homem, mostrando o dedo do meio para o homem - Só não te dou uma coça, porque você é amigo do meu amigão aqui. - Falou Chadd colocando a mão no ombro de Blade - Odeio anões e você é o primeiro que eu encontro. - Concluiu. Sua atenção voltava para o lobo - Não conseguiu? Já esperava… não, minha filha na verdade melhorou um pouco, entretanto, ainda precisa do remédio. Mas você não pode pedir mais a Josuk, enfim, eu dou um jeito. - Disse em um tom tranquilo, não parecia preocupado ou incomodado com toda a situação que tinha ocorrido - Ainda bem que o Boron morreu, não gostava dele mesmo e nem ele de mim, menos um para me preocupar. - Falou olhando ao redor, como se procurasse por alguém - Ei! Alin, venha cá. - Chamou Chadd.

Se prestassem atenção podiam ver uma mulher alta, com o corpo dotado por curvas que deixariam qualquer ser vivo louco, sua roupa se resumia a um conjunto de blusa e saia longa na cor preta. Uma grande trança cobria parte do seu rosto e se estendia até a altura da sua cintura, tendo a coloração azul bebê, assim como os olhos da beldade que caminhava na direção do grupo como se desfilasse por uma passarela - Oi Chadd! E aí pessoal, todos bem? - Sua voz doce entrava pelos ouvidos dos que ali estavam - Essa é Alin e ela é minha… chefe? Podemos dizer isso por enquanto. - Falou o homem com um sorriso no rosto - Aliás,, o que vão fazer amanhã à noite? Estão precisando de um trabalho? Irei acompanhar a senhorita aqui em um leilão e preciso de mais gente para fazer a segurança dela, o que acham? - A oferta tinha sido feita - Se aceitarem vocês precisam tomar um banho, principalmente você. - Apontou Chadd para Subaé.



Deep

Deep estava na cozinha e lá tinha uma percepção melhor do tamanho do local, uma área espaçosa e com itens muito bem separados e organizados existia na cozinha do Cheff - Confeitaria é algo simples e ao mesmo tempo complicado, você como um cozinheiro sabe que com pequenos erros na dosagem dos ingredientes, pode por todo o prato a perder. Além disso muita das vezes precisará usar sua criatividade para atender a expectativa do cliente.- Tulin falava de maneira calma enquanto lavava suas mãos na pia - Com doce esse detalhe requer uma atenção ainda maior, normalmente no preparo do prato existe todo um acompanhamento, por exemplo, em uma torta. Além da massa, existe a presença do recheio, da cobertura, do glacê e todos esses componentes tem como obrigatoriedade estarem em sintonia, deve ser algo doce, contudo, não perdendo o ponto e se tornando algo enjoativo na primeira garfada. - Enquanto falava o ruivo pegava alguma ingredientes nos armários e ia colocando balcão na extremidade do cômodo que estavam - Venha cá. - Tirou da geladeira um bolo com cerca de 10Kg, era grande - Tenho uma encomenda para amanhã e você fará o recheio e a cobertura, entretanto, te mostrarei o passo a passo. - Então o homem começava a preparar um recheio de chocolate, colocando na panela leite condensado e pó de cacau, manteiga e creme de leite, misturando até que ficasse no ponto - Você vê que está bom quando percebe duas coisas, que o leite condensado engrossou e que está soltando do fundo da panela, veja, prove e sinta o sabor, a textura. - Entregou uma colher, dando espaço para que o tritão provasse - Não pode ser algo líquido, se não derrama, essa é a textura ideal para que nossos clientes possam sentir o recheio. Agora, é sua vez! Preciso de mais recheio de chocolate e também de morango. - Falou se afastando um pouco mais, porém, a uma distância que pudesse ver o modo com que Deep cozinhava - O recheio de morango eu preciso que seja levemente mais doce que o de chocolate. - Finalizou.


LegendasTulin  ~ Aparência
Peri Erê ~ Aparência
Sem nome
Josuk
Boron
Yagger
NPC's
Chadd ~ Aparência
Lua
Nome (??)
Josuk
Eve
Alin ~ Aparência
Personagens random




Histórico Geral:
Bella:
Número de POST: 03
Ganhos: -
Perdas: -

Blade:
Número de POST: 09
Ganhos: Adaga Gasta - POST 05
Perdas: -

Deep:
Número de POST: 09
Ganhos: Chicote Gasto - POST 05
Perdas: -

Mikazuki:
Número de POST: 05
Ganhos: -
Perdas: -

Regia:
Número de POST: 04
Ganhos:
Arma - POST 04 do Narrador:

[/color]
Cabras da Peste, vol 1- Amanhecer do Sul - Página 5 3FgOgPo
[color=#EBDE1B]

Arma: Cimitarra
Descrição: Uma espada comum, possuindo 80cm de lâmina.
Tipo da Arma: Acuidade
Qualidade: Clássica
Durabilidade: Baixa
Dano: +2 em força por nível

Estado: Nova
Perdas: 250.00 (Duzentos e cinquenta mil) - POST 04 - Espada


Subaé:
Número de POST: 09
Ganhos: Frasco com 03 (TRÊS) comprimidos referentes a doença Degenerativa.
Perdas: 200.000 B$ (Duzentos Mil) - Comida em Tulin
75.000 B$ - Garrafa de cachaça com 07 usos.
Dinheiro Atual: 4.725.000 B$
Dependência: 02/15
Doença Degenerativa: 02/10

FICHAS - NPC:
Arrasta pro lado que tem mais!


ApresentaçãoMe chamo Jozuk, tenho 25 anos e desde que me entendo por gente vivo nas ruas. Nunca fui bom de luta, sabe? Porém, tenho uma inteligência acima da média, pelo menos é o que dizem por aí. Em meio ao caos de Arosa consegui driblar essa falta de habilidade conseguindo pessoas para ficar ao meu lado, um deles  é Boron, um dos melhores espadachins a minha disposição.

Meu maior desejo? Dinheiro, preciso ter MUITO dinheiro para por o maldito do Bafudi no seu devido lugar, aquele miserável um dia pagará por todo o incomodo que me causa diariamente.


InformaçõesEdC: ??
Qualidades: Carismático | Memória Fotográfica
Defeitos: Avarento | Ambição | Cabeça Quente | Devasso | Inimigo


NPCJosuk


ApresentaçãoApresentar? Não sou bom nisso, vou tentar! Me chamo Boron, esse foi o nome que Josuk me deu, não lembro de onde eu vim, apenas me recordo de estar a beira da morte e sentir a mão do homem que se tornou meu Salvador e aquele ao qual dedico minha vida.

Me tornei sua espada, independente da necessidade estarei pronto para realizá-la. Algo que eu goste? Ah… do Josuk, mas ele não sabe disso, ele prefere híbridos de peixe ou coisas desse tipo, argh, que nojento.

Não sou dotado de habilidades marciais, mas dou meu sangue diariamente em treinos para afiar a minha técnica. Talvez essa seja a única coisa que me faça bem além de ser débito ao meu líder, a sensação de manejar uma espada, de enterrá-la no coração dos meus inimigos, é algo que me satisfaz .


InformaçõesEdC: Espadachim
Qualidades: Destemido | Senso de Direção | Hipoalgia
Defeitos: Leal | Obediente | Inimigo

NPCBoron


ApresentaçãoOi! Meu nome é Benjamin, mas pode me chamar de Bem. Não sou muito de falar sobre mim… mas vivo em Petra desde que nasci, ao longo do tempo almejei que esta ilha se tornasse grande, mas a única coisa que cresceu foi a criminalidade e a desigualdade.

Deixa eu ver… tenho um animalzinho deficiente, seu nome é Jurema, vai gostar de conhecê-la.

InformaçõesEdC: ??
Qualidades: Senso de Direção | ?? | ??
Defeitos: ?? | ?? | ??

NPCBen


ApresentaçãoApresentação? Eu tô fora. Vocês não precisam saber sobre mim! Tá maluco que eu vou dar informação pra um bando de aleatório que provavelmente deseja meu mal ou vocês acham que eu não sei como lidam com NPC's? Essa não é minha primeira aventura não meus queridos, me deixem em paz enquanto adestro esse cachorro humano.


InformaçõesEdC: ??
Qualidades: Senso de Direção | ?? | ??
Defeitos: ?? | ?? | ??


NPCSem Nome


ApresentaçãoVocê quer dançar? Se você dançar eu me apresento! Iiiih, não quer dançar? Então vai se *****, tome no seu **. Se prepare para dançar forçadamente! Giahahahahahhaha


InformaçõesEdC: Chicoteador
Qualidades: Prontidão | Visão Aguçada | Hipoalgia
Defeitos: Atormentado | Louco


NPCSem nome


ApresentaçãoOiiiii! Seja bem vindo, que baita confusão está acontecendo aqui né? Meu nome é Eve, prazer. Eu sou… bom, isso você vai saber no futuro! hihihihihi. Que isso não seja tímido, chegue mais perto, olha aqui… você pode me ajudar? Hihihihi.


InformaçõesEdC: ??
Qualidades: Meiga | Atraente | Voz Melodiosa
Defeitos: ?? | ?? | ??


NPCEve


Emme

Log de combate:

Blade:


Ferimentos:

• Por enquanto tá safe

Subaé:

Ferimentos:

• Corte no posterior da coxa esquerda – 04/04 (Curado)
• Corte diagonal na região das costas – 04/06 [Tratado]


Deep:

Ferimentos:

_________________

Cabras da Peste, vol 1- Amanhecer do Sul - Página 5 Y3cDX2G


Certificurso:
Curso Narrador AB, 2021
Cabras da Peste, vol 1- Amanhecer do Sul - Página 5 EBEAdF4X4AYyK13
Deep
Ver perfil do usuário
Imagem : Deep Scaleback
Créditos : 00


O cozinheiro Tulin, aceitava me ensinar confeitaria, o que somado a sua capacidade de luta, me fazia começar a ter algum apreço por ele, até comecei a decorar seu nome,  ele falava então que tinha que pagar por sua segurança, o que me trazia uma surpresa.

-Como assim? Você brigou bem… Pra que pagar por segurança? Só descer a porrada neles… Ohhh, seu probleminha de tossir as tripas… Façamos assim, me ensina, banca os ingredientes gastos e me aponta os caras… Vou fuder o rabo deles com meu chilli… Assim você fica de boa… Não sou bom de pagar dinheiro, mas sou bom de devolver favores, principalmente os de descer a porrada em alguém.

Acompanhava Tulin pra cozinha enquanto os outros saiam, o local era bem maior do que parecia, eu conseguiria trabalhar ali tranquilamente, caso eu não gostasse da pirataria e da pancadaria. Tulin começava uma receita para iniciar meu treinamento, ele iniciava a cobertura e o recheio, me mostrando alguns básicos da confeitaria:

~Aprendizado: Confeitaria~


Eu experimentava o recheio e cobertura do bolo de morango com chocolate e ouvia Tulin me dizer que precisava do recheio de morango mais doce.

-Entendo, confeitaria funciona igual culinária comum então, coisas mais ácidas se equilibra com gordura e coisas amargas com doce, por isso você colocou mais manteiga na cobertura de chocolate e mais açúcar no morango, assim quando juntos eles se equilibram, mas não ficam sempre juntos pra ficar com gosto de nada.

-Exatamente… Mesmo conceito de um prato salgado, no entanto na confeitaria o buraco é mais embaixo compreende, tudo é medido e exato, devido ao excesso de açucar e a presença de gorduras, facilmente os pratos azedam ou amargam por erro de proporção, já misturar doce com amargo gera azedo, assim como misturar gorduroso com azedo gera amargo, então se sobrar o mínimo que seja o sabor se perde.

Experimentava o recheio ouvindo a explicação e fazia uma cara feia.

-Pera não posso só ir na intuição e no olho?

-Não, precisa pelo menos verificar os pesos com bastante cuidado, normalmente usando uma balança.

-Por isso nunca consegui fazer sequer algo próximo do que minha mãe fazia, sempre azedava. Quanto de açúcar eu coloco no recheio de morango então?

Tulin puxava uma balança rústica de pesos com alguns pesinhos.

-Temos trezentos gramas de morangos ali, eles tem o próprio açúcar já, mas queremos um pouco mais, a proporção para fazer o creme sem amargar seria um por três, um de açúcar para três de fruta ou dois por três se não fosse uma fruta no recheio, já que como eu disse as frutas trazem o próprio açúcar.

-Então no caso são cem gramas de açúcar? Aquele pesinho ta escrito “100 g” uso ele?

Pegava o pesinho de cem gramas e colocava de um lado da balança para pesar no outro cem gramas de açúcar.

-Não, pera, você precisa por o açúcar para medir num copo, para não perder nada ou sujar a balança, então precisa por um copo idêntico junto do peso, para ignorar ele.

Eu ficava meio aborrecido com o quanto de cuidado se precisava com confeitaria, estava acostumado a despedaçar carne, jogar com sal no fogo e apenas adicionar os temperos até ficar com o gosto que queria, com certeza não dá pra fazer algo de confeitaria enquanto bêbado.

Experimentava o creme do recheio após adicionar o açúcar pesado e mexer, notava que o sabor era bem cítrico e docinho, algo tropical, mas minha língua implorava por refrescância.

-E se a gente colocar uma folha de hortelã?

Tulin ria perante minha fala enquanto provava o creme também.

-Você está aprendendo confeitaria, mas claramente já é um cozinheiro acostumado com sabores meu caro, realmente a hortelã vai trazer um toque muito interessante, mas ela é bem ácida e diferente de um prato salgado, o doce não possui sal para neutralizar a acidez, será preciso colocar uma leve pitada de sal para ficar apenas o sabor refrescante.

Tulin adicionava a folha de hortelã e me deixava provar, realmente vinha um gosto ácido incômodo, não era forte, mas estragava o gosto, ele então jogava uma leve pitada de sal, mexia e me dava pra provar novamente, era como mágica, o sabor estava delicioso.

-Realmente sem compensar os sabores com as dosagens certas, fica uma merda, é algo bem mais delicado que uma culinária comum. Mas ainda não tem o sabor dos doces de minha mãe, o sabor era delicioso, mas era como se o sabor desse um soco na sua cara.

-Um soco na cara? Qual era o doce?

-Acho que se chamava eclair au poivre, era uma criação dela na época de pirataria…

-HAHAHA… Entendo… Não é um doce comum esse ai, nunca ouvi falar dele na realidade, mas deve ser algo forte pra fortalecer o corpo pra se aventurar no mar… O “poivre” no nome significa pimenta, então deve ser um doce de picância bem acentuada… Você equilibra o sabor, mas deixa eles equilibrados porém fortes, esses estão equilibrados, porém suaves, o equilíbrio não é sempre suave como em pratos salgados. Mas me diga, sabe fazer uma massa brisée? Preciso que faça para a torta.

-Massa brisée eu sei fazer, uso para tortas salgadas, manteiga, sal, água e farinha… Mesma receita para um doce?

-Sim, como a massa é neutra… Sem açúcar… É perfeita para salgados ou doces, pois eleva o sabor do recheio.

Pegava os ingredientes da bancada e preparava a massa que eu sabia fazer, Tulin me dava uma forma, a qual eu untava e colocava a mas cobrindo o fundo e as beiradas logo antes de por no forno para pré-assar. Quando a massa começava a dourar, me aprontava para tirar ela do forno e Tulin me impedia.

-Opa, não não, deixa ela ficar bem douradinha, o creme e recheio doces que não possuírem ovos como esses, não precisam ser cozidos, mesmo os que possuem ovos precisam ser cozidos bem menos que um recheio de carne ou vegetais para tortas salgadas, então para recheios com ovos você precisaria deixar a massa quase pronta e para recheios como esse você a deixa já pronta… Ela não voltará mais pro forno.

Esperei mais alguns minutos prestando atenção na coloração da massa e no momento que esta estava perfeitamente cozida, a retirei do forno e peguei a panela de recheio para virar dentro da massa.

-Não… Doces são mais frágeis, deixe a massa descansar e esfriar para não dar choque térmico no recheio que já estava desligado e gelando, depois não vire a panela, isso vai por ar demais no recheio e como ele não tem uma consistência gelatinosa, ele ficará seco, você iria querer ar na massa se fosse um recheio ou  massa mais molhada, para deixar fofinho, mas esse recheio vai é secar se tiver muitas bolhas de ar…

Eu realmente precisa de muita paciência para confeitaria, não era a toa que não conseguia fazer bons doces mesmo sendo bom cozinheiro, é uma arte diferente. Esperei a massa esfriar e coloquei o recheio em colheradas suaves, após rechear toda a massa, coloquei a cobertura de chocolate sob a observação de Tulin, fui bem delicado na colocação e me garanti que ficasse bem lisinha a camada de cobertura de chocolate. Tulin me passo então uma caixa na qual coloquei com muito cuidado a torta que já estava pronta para entrega.

-HAHAHA você consegue ser delicado no fim das contas, mas basicamente é isso, como você já sabe lidar bem com culinária normal e construir sabores, para fazer doces basta aprender que precisa tomar cuidado total com quantidades e preparos devido a delicadeza dos pratos.

~Fim do aprendizado~


-Entendo Tulin, é bem complicadinho de acostumar e com certeza não posso fazer um doce bêbado como poderia fazer um churrasco, mas é até tranquilo… Hein… Que tal se você me emprestar uns ingredientes para eu fazer o doce de minha mãe?Lembro como o que ela usava de ingredientes e sabendo o cuidado do preparo, creio que posso fazer, ai eu vou atrás dos cara por você já com meus lanchinhos, como tem bastante pimenta e canela, deve até dar uma esquentada nos meus passos de dança…




Histórico:
Nome: Deep Scaleback
Posts: 10
Ganhos: chicote de ferro, proficiência: confeitaria
Perdas:
Players conhecidos:
NPC's:
Extras:



Última edição por Deep em Dom Jun 20, 2021 12:36 pm, editado 1 vez(es)

_________________

Cabras da Peste, vol 1- Amanhecer do Sul - Página 5 WBoszKt