Tópicos Recentes
Destaques
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Últimos assuntos
 :: Oceanos :: Blues :: North Blue :: Flevance
Página 19 de 19 Página 19 de 19 Anterior  1 ... 11 ... 17, 18, 19
Kenshin
Ver perfil do usuário
Imagem : Os Monarcas - I Efeito Borboleta - Página 19 XqxMi0y
Créditos : 25
KenshinDesenvolvedor
https://www.allbluerpg.com/t360-agatha-harkness https://www.allbluerpg.com/t386-prologo-frenesi-da-raposa#1165
Os Monarcas - I Efeito Borboleta Seg Maio 10, 2021 10:03 pm
Relembrando a primeira mensagem :

Os Monarcas - I Efeito Borboleta

Aqui ocorrerá a aventura dos(as) Civil Daisuke Ito, Saori Ito e Alexander Lancaster Cavendish III. A qual não possui narrador definido.

_________________

Os Monarcas - I Efeito Borboleta - Página 19 J09J2lK

DarkWoodsKeeper
Ver perfil do usuário
Imagem : Os Monarcas - I Efeito Borboleta - Página 19 Ezgif.com-gif-maker_1
Créditos : 00
Re: Os Monarcas - I Efeito Borboleta Dom Out 10, 2021 9:52 pm
Badar Alluartie
Efeito Borboleta




A música parecia ter surtido efeito! Todos estavam dançando e se movendo no ritmo da melodia. Shinto puxou palmas compassadas com a batida da canção e tornou o momento ainda mais evolvente para o público! Eu toquei a todo o vapor com Elliot, que havia me desafiado para acompanhá-lo, algo que encarei como um jogo divertido.


Quando terminamos, recebemos uma salva de palmas, algo novo para mim. Eu nunca havia recebido aplausos de uma plateia tão grande. Na verdade, eu nunca havia me apresentado para uma plateia como aquela. Eram sempre as mesma performances para os Rare Hunters, e elas nunca eram musicais.


Tantas experiências novas juntas me deixaram extasiado, e eu devia aquilo a Elliot, que tocou de bom grado comigo. Ele parecia ter ficado nervoso no início quando eu chamei atenção, mas sua desenvoltura provou o quão bom músico ele era. Fui até Elliot após o final da nossa apresentação e falei:


- Você foi incrível, Elliot! obrigado por ter tocado comigo! Nunca vou esquecer da nossa apresentação! - lembrando da sua timidez, eu acrescentei - E não fica envergonhado. Você é um músico muito bom e todo mundo precisa te ouvir! Mas você só vai conseguir mostrar isso se tocar para os outros sem medo! Confia em mim, eu passei por isso também!

Eu então estenderia minha mão para um aperto de mão e, caso ele permitisse, eu o transformaria em um abraço. Enquanto isso, algumas pessoas contribuiram com dinheiro para Elliot. O que me fez comentar:


- Não se preocupa! O dinheiro é todo seu! - falei, esboçando um sorriso no rosto.


Antes que a atenção do público se dispersasse, eu diria:


- Obrigado a todos por ouvirem! Não se esquçam desse garoto! - apontei para Eliott- Ele é um músico incrível! Ahem... Mas eu vim aqui pra fazer mais do que só tocar música... E eu não vim sozinho! - Usei essa deixa para chamar Balto, Shinto e John para perto. - Tem outra coisa que vocês precisam ouvir! - me virando para Shinto e John, eu então sussuraria - Agora é com vocês.


Eu voltaria para perto de Eliott e perguntaria:


- Ei! Você topa tocar mais uma música? Podemos tocar algo suave para acompanhar a fala dos meus amigos! E eu não acharia ruim tocar contigo de novo!


Caso ele aceitasse, nós tocaríamos uma sonata para inspirar a plateia prestes a ouvir um discurso.


Música tocada: Isabella´s Lullaby


Informações

  • Falas
  • Pensamentos

  • Posts: 18

  • Ganhos: Masuku Kitsune (presente do evento), adaga da Shiranai
  • Perdas: Calçados com lâminas




Objetivos

  • Aprender pesca
  • Aprender zoologia
  • Ensinar um comando de caça a Balto
  • Encontrar o resto do bando
  • Adquirir uma arma principal (Lâminas da lua crescente) e facas (adagas) de arremesso
  • Adquirir uma flauta (ou ocarina ou outro instrumento de sopro)
  • Fazer uma performance (e tentar ganhar uns trocados hehehe)



"Só as feras estão além da mentira"     -Rexxar

▲ Thanks, Frankie @ Graphic Dreams ▲

_________________

Os Monarcas - I Efeito Borboleta - Página 19 3lcCq0g
Jean Fraga
Ver perfil do usuário
Imagem : Os Monarcas - I Efeito Borboleta - Página 19 UdcmuNR
Créditos : 01
Jean FragaEstagiário
https://www.allbluerpg.com/t581-maximus-cavendish-ito-iv https://www.allbluerpg.com/t301-os-monarcas-i-efeito-borboleta
Re: Os Monarcas - I Efeito Borboleta Qua Out 13, 2021 6:24 pm


Efeito Borboleta


- O Começo Do Fim  -

A forma como me direcionava ao homem não parecia ser a melhor, ponto a ser anotado para uma próxima aproximação.

Ainda assim, Kaplya parecia salvar nossa conversa comentando sobre a bebida do mesmo, assim como a existência de uma leve cordialidade no minerador.

— Tens certeza? – Dava uma tapinha sobre o ombro de Sveta – Nunca vi Kaplya perder em um campeonato de bebida, será... minimante interessante.

Vendo o primeiro copo sendo enchido, ia ao ouvido de Kaplya, — O primeiro eu tomo, porém se prepare para as próximas rodadas... – Erguendo-me, sorria pegando com a mão o copo.

— Temos um acordo então, prepare-se para ouvir o que temos a dizer! – Levando ao centro, esperava por um brinde, então caso fosse um copo médio/grande, tomaria em goles moderados, já no caso de um copo pequeno, tomaria de uma vez.

Com o sabor forte da bebida, faria uma cara amarga, porém que aos poucos se normalizava, — Vocês aqui não brincam hein... – Gargalhando ao fim, cumprimentava os demais mineradores que teriam se aproximado.

Ficando levemente animado mesmo com apenas um shot da bebida, eu envolvo Kaplya com meu braço, abraçando-o, — Certo... Tenho agora uma aposta pessoal com você Kaplya... - Apontando a garçonete, esperava que ela enchesse meu copo, assim, tomando mais uma dose, fazendo novamente uma careta, diria ao meu amigo - Se eu beber mais que você, tu não poderás reclamar deu sair com sua filha. - Torcia que a ideia funcionasse, visto que precisava ganhar tempo e acreditava ser uma boa forma de convence-lo a falar menos e beber mais.

Assim pegando a garrafa com minha mão, encheria tanto meu copo novamente como o copo de meu companheiro, fazendo assim até que estivesse tonto o suficiente para sequer notar que não estava em alto mar.


HistóricoInfo
Nº de Posts: 13
Ferimentos

  • N/A

Ganhos:

  • ฿S 2.000.000 - Roubado em jogo de apostas

Perdas

  • N/A





Última edição por Jean Fraga em Qui Out 21, 2021 8:28 am, editado 3 vez(es)
Madrinck
Ver perfil do usuário
Imagem : Os Monarcas - I Efeito Borboleta - Página 19 NYcylhF
Créditos : 06
MadrinckEstagiário
https://www.allbluerpg.com/t323-john-doe https://www.allbluerpg.com/
Re: Os Monarcas - I Efeito Borboleta Sex Out 15, 2021 9:32 pm
John Doe o Confeiteiro
Ascensão de um novo grupo



Eu estava bem alegre, que local incrível, e aquela musica que corria por todos os cantos da praça era magnifica, estava claro que o pequeno Badar tinha talento para aquilo, e aquele outro que estava a tocar junto com ele era juntamente esplendido, eu tinha até um pouco de inveja já que se o John não tivesse nascido escravo ou algo do gênero talvez ele desse um ótimo bailarino, músculos e sutileza em um só corpo, isso! Eu dava uma risada com um pensamento, seria interessante ver um fenômeno como aquele. Mas foco, temos um objetivo aqui e não só curtir o momento, eu ficava até um pouco feliz vendo que o Lobo estava a me seguir, mesmo eu ainda conseguisse lembrar com clareza aquela atitude fria de modo amargo em minhas memorias, urgh.

Eu aproveitava o momento, incentivava as pessoas a chegarem mais perto e achava engraçado o fato da mulher da comida para o Lobo, se eu fosse ela eu ficaria era com medo de uma criatura daquele tamanha MYAKAKAKA - Esse grandão mal humorado? Meu? Quem me dera, ele aqui é do garoto de cabelo branco que ta tocando musica juntamente ao outro- eu falava olhando a multidão que parecia estar achando bastante agradável a musica, eu também estava, a vontade de dançar ali era grande, mas acho que eu chamaria a atenção pro local errado, apreciando do começo até o fim, ouvindo o discurso de Badar e captando o recado, ele queria que eu e Shinto tomássemos as rédeas. Bom, eu não sabia como, Shinto claramente era o mais capacitado dali, mas acho que eu dar uma palavra ou duas não é de todo mal.

Passando pelas pessoas com calma e educação eu vou até o ponto aonde Badar estava, começando a falar num tom de voz alto e carismático - Caham, agradeço a todos que ficarem aqui para escutar, a musica foi boa não é? Alias, vocês dois estão de parabéns- eu dizia as ultimas palavras para a dupla de músicos - Oque será dito aqui é algo sério, não me aprofundarei em detalhes, mas deixarem nas mãos de meu outro companheiro falar sobre esse assunto com vocês, por favor o escutem com atenção- eu falava esperando assim então Shinto vir para fazer seu pronunciamento.




Thanks, Lollipop @ Sugaravatars


Historico:
Numero de posts:18
Ganhos: Espada Classica
Perdas:250 mil (Espada)
[/quote]

_________________

Os Monarcas - I Efeito Borboleta - Página 19 UvhbRwr
O Taverneiro
Ver perfil do usuário
Imagem : Não me incomode...
Créditos : 09
Localização : Fleavance - North Blue
O TaverneiroEstagiário
https://www.allbluerpg.com/t304-kaplya-sveta#877 https://www.allbluerpg.com/t301-os-monarcas-i-efeito-borboleta
Re: Os Monarcas - I Efeito Borboleta Seg Out 18, 2021 9:24 am
Segura minha pinga.

O zé pinguço maluco por alguma coisa queria me enfrentar em um campeonato de cachaça. Era a coisa mais insana que eu já tinha ouvido. Pelo menos desde o dia em que cogitaram que Haru sentia um carinho por Max.

Eu olho para o homem o medindo de cima abaixo. As regras dele eram estranhas, mas condizentes. Ele sabia o que bebia, conhecia sua fraqueza e certamente acreditava que um mink, pequeno, com cara de tonto fosse um oponente bobo. Bem...Era a hora da verdade.

Max toma a frente e toma um gole.

”Afinal de contas,quantos amigos você fez, Lukas?...

TODOS!
… Puta merda, Lukas…”


- Certo, Kaplya tomar os outros. Max, acende cigarro para Kaplya. Eu vou encher o meu traseiro de cachaça… Já pede um balde de água gelada para homem. Ele precisar.

Dou um tapa na mesa, puxo o papel e começo a montar o meu cigarro com o fumo, papel e muito cuidado. Coloco-o na boca e então deixo no canto direito. Olho para o homem e Max bebendo.

- Só uma coisa a mais… - Olho fixamente ao barman. - Tem amendoim?
Ousado Max fazia uma aposta comigo. Era claro que ele queria minha filha, mas em uma disputa dessas...

- Deixa a garrafa, moça... Vou ensinar uma lição a esses dois...

Descendo quente pela garganta era como passar um tempo com o genro que a gente não gosta. Era até interessante.

Entre um copo e outro olhava para ele, para o homem e para minhas mãos. Vamos lá, corpo... Você aguenta.

DetalhesFalas Kaplya
"Pensamento Kaplya" - Lukas
- Falas Lukas
*Histórico: POST 18 (10/10 - LUKAS)+(8/10 - KAPLYA)
Ganhos:2 espadas profissionais - durabilidade: média (+60 em força ou destreza por nível)+ 2  Rifles + 1 Espada, Roupa maneira, Máscara maneira - Presentes do Amigo Secreto, Perícia Investigação.
Perdas: 800.000 + (arma da Haru) 250.000 = 1.050.000 ฿S + Livros ( Investigação, Cartografia, Criptografia, Psicologia, artes de interrogatório, artes da lábia, artes da sedução e Falsificação) 1.000.000 - trocado pelos rifles = Total de gastos 1.050.000 ฿S
4 usos de fumo / Fósforo
Ferimentos: To benzão
*Objetivos:
- Comprar uma Espadinha
- Livros: Cartografia e Investigação
- Aprender as perícias Investigação e Cartografia
- Sair em uma aventura
- Me divertir


Kaplya Sveta
Nenhum caminho me assusta, nenhum desafio me impede.





_________________

Kaplya / Lukas Sveta
Hoyu
Ver perfil do usuário
Imagem : Os Monarcas - I Efeito Borboleta - Página 19 GX67lHH
Créditos : 21
HoyuEstagiário
https://www.allbluerpg.com/t378-leonheart-valentine https://www.allbluerpg.com/t419-here-comes-the-sun

OS MONARCAS – I EFEITO BORBOLETA



  • Alexander, Shiranarai e Haru


Theodore parecia estar gostando do caminho que as negociações tomavam, e enfim dizia sua exigência principal para ajudar naquela empreitada: um diamante. Conseguir algo assim seria muito bom para o grupo do monarca, mas naquele momento firmar o acordo estava em primeiro lugar na lista de prioridades, levando Alexander a aceitar o pedido. - Não me importo com as outras posses daqueles infelizes. Todas as outras coisas que me tomaram foram bens insignificantes, nada que realmente me preocupasse, mas esse diamante... Sofri muito para pôr minhas mãos nele. Pertenceu a um antigo rei da Grand Line, e é único no mundo. Se puder tê-lo de volta, não me preocupo com o resto. - Enquanto conversavam, ambos terminavam suas refeições, e empregadas começavam a recolher a mesa.

Mais ao lado, enquanto o rei cuidava da negociação e Shiranai ficava atenta aos arredores, Haru decidia conversar com o mordomo, que logo percebeu suas intenções e pediu que fosse direto ao assunto, enquanto ambos observavam o desjejum dos dois poderosos homens. - É um tanto audaciosa em perguntar sobre a origem de todo esse dinheiro. Meu senhor viajou muito em sua juventude, e fez negócios com muitas pessoas importantes. Digamos que, naquela época, ele fazia parte de um lado mais sombrio do mercado. Mas hoje em dia está aposentado, decidiu encerrar suas viagens pelo mundo e voltar para sua ilha natal para esbanjar da riqueza. Apesar de não lidar mais de forma tão direta em seus negócios, ainda é dono de uma franquia de artigos de luxo, em especial joias. - O mordomo contava sobre Theodore de forma contida, evitando propositalmente detalhes que pudessem ser comprometedores, e Shiranai, com seus ouvidos atentos, conseguia escutar a conversa inteira.

Ao tentar descobrir também sobre a estranha cicatriz do mordomo, ele virou-se novamente para ela e esboçou um sorriso de canto de rosto quase imperceptível. - Eu também tive minha cota de aventuras na juventude. - Em seguida virou novamente seu rosto para frente, como se aquela resposta fosse o suficiente. Com aquilo Haru entendeu que sua conversa com Alfonse havia sido encerrada ao mesmo tempo que o rei e o nobre se levantaram da longa mesa. - Meia noite? São realmente apenas algumas poucas horas. Até lá devo conseguir... Hmmm... Cerca de 100 homens. Se tivesse mais tempo poderia reunir um número maior, mas infelizmente nas condições atuais será apenas o que conseguirei reunir. Quanto as armas, não se preocupe, cuidarei de tudo. - Entretanto, logo em seguida soltava uma gargalhada. - Mas devo dizer, estou surpreso. Estava me questionando se, para uma pessoa como você, não seria mais prático conversar com o rei Lawriett e trazer parte do seu exército, mas se estão sendo caçados, isso explica muita coisa. Algo assim não seria rápido.

Logo Alexander comunicava que algum homem de confiança viria tratar sobre o acordo comercial e, após um aperto de mão para firmar um acordo, o ruivo deixava um papel indicando onde deveria enviar os homens. Com todo o acordo firmado, o trio finalmente deixava a moradia do nobre, sendo levados novamente pelo mordomo até a saída. Do lado de fora Alexander avisava a mink que não precisaria mais dela ali, o que até era estranho, mas não estava em posição de ir contra uma ordem, e logo se retirou, deixando o ruivo e Shiranai sozinhos. Os dois seguiram primeiro para uma agencia dos correios, que para sua sorte estava aberta 24h, e Alexander depositou uma correspondência na seção destinada à Ravenwatch, mas sua parada seguinte foi mais pessoal. Chegou até uma loja de arma, uma das poucas ainda aberta, e entrando sozinho, encontrou um senhor de óculos quase dormindo, mas lutando para vencer o sono. Ao se aproximar ele acordou com um susto.

- Opa. Ah, sim, bom dia. Digo, boa noite. O que vai querer? - Com o pedido do homem, o velho pegou um bloquinho e uma caneta, analisando em seguida o desenho meio bruto feito, já que o rei não tinha muito conhecimento em desenho ou pintura. - Acho que tenho algo parecido com isso sim. - Entrando por uma portinha nos fundos, logo voltou com uma bela foice que, na junção da lâmina com o cabo, parecia possuir um olho roxo esculpido com pedras preciosas. - Acho que é bem parecido com o desenho. Sai por B$ 1.200.000. - Pagando o preço, logo saiu e a deu de presente para sua acompanhante, gerando um momento bastante pessoal para os dois, que logo começavam a retornar para o esconderijo, tomando cuidado pelas ruas que passavam para não chamar atenção.

Separando-se dos outros mais cedo, Haru seguiu pelas ruas escuras de Flevence em direção à casa abandonada que usavam como base, mas no meio do caminho precisou parar. Uma movimentação à frente chamou sua atenção, e ao se esconder pode ver um grupo de homens da máfia fazendo patrulha pela região, como se estivessem rondando a ilha através do grupo que havia os desafiado. Sozinha, não havia como comprar aquela briga, então precisou fazer um desvio no seu trajeto, dando uma volta para não ser vista, e logo começou ouvir uma música. Seguido em seu desvio, acabou chegando na praça central, onde Badar, Shinto e John havia ido, e pode ouvir o fim da apresentação de Badar junto de outro garoto.


  • Badar, Shinto, John e Haru


Com o fim da melodia que a dupla havia tocado, os aplausos logo vieram, e o jovem de cabelo branco virou-se para sua dupla para o agradecer por ter-lhe acompanhando na canção. - Não é pra tanto... Não foi tão memorável assim... - Ele parecia tentar desviar dos elogios, puxando seu capuz mais para frente para se esconder, mas o comentário seguinte o fez ficar vermelho, sem saber como reagir. - Q-quem tá com vergonha? Eu não to com vergonha, tá legal? É só que... Você é muito despreocupado, não consigo ser assim. - Pessoas começavam a colocar dinheiro para o chapéu no chão de Elliot, que retribuiu com um sorriso diante do comentário de Badar, como que agradecendo por ficar com o dinheiro. Pela situação dele, parecia que realmente precisava daquilo, e parecia bem feliz com o que havia arrecadado. Sem perder tempo, Badar logo chamou a atenção de todos mais uma vez, primeiro elogiando mais uma vez Elliot, que se escondeu no capuz, mas em seguida pediu que ouvissem seus companheiros. Haru, que havia chegado a pouco, sabia que os outros não tinham noção de sua presença, e pode ver que, estranhamente, apenas John respondeu ao chamado do jovem.

O grande homem seguia para perto dos outros, anunciando que precisavam falar algo sério, e repassando a palavra para Shinto, mas o padre não tomava a dianteira, e logo as pessoas começavam a murmurar, preocupadas. Com um pedido de Badar, Elliot logo se preparou para tocar outra música. - Ah, claro. Algo suave, né? Puxa aí que eu acompanho. - Os dois começavam a tocar uma melodia delicada, como que convidando as palavras que tocariam aquelas pessoas, mas o padre não dava as caras, e sabiam que se demorassem muito para aproveitar aquele momento, tudo daria errado. Mesmo sem a ajuda de Shinto, que tinha experiencia nesse tipo de coisa, precisariam dar um jeito ali e agora, senão a oportunidade seria perdida. Tudo que precisavam era que algum dos outros três ali tivesse coragem para iniciar o discurso.


  • Kaplaya e Maximus


De frente para o líder dos mineradores, a oportunidade de trazerem aqueles homens para lutarem contra máfia estava depositada em uma estranha garrafa de bebida alcoólica com um tentáculo suspeito dentro. Certamente não era uma bebida normal, e a dupla até tinha a vantagem naquela disputa, podendo revezar entre as doses, mas o minerador parecia confiante. Tomando o primeiro copo em uma golada só, ele cerrou os dentes com força, suas veias saltando, mas logo bateu o corpo de novo na bancada. - Essa beleza é o que chamamos de Tentacachaça. Vão ver o quanto ela é especial. - A mulher, que parecia ser a dona do bar, pegou a garrafa da bebida suspeita e encheu outro copo, colocando-o na frente de Max, que se propôs a tomar primeiro, logo após firmar uma aposta paralela com o pai de Haru, deixando-o mais focado naquela disputa. Com o pedido do mink, a mulher colocou uma porção de amendoim pra ele, e Max deu o primeiro gole.

Assim que aquela bebida invadiu sua garganta, o ruivo achou que ia morrer. Era como se estivesse bebendo lava, enquanto a bebida ia queimando sua garganta por dentro. De longe, era a bebida mais forte que havia tomado em toda sua vida. Com a reação do homem, Jordan soltou uma gargalhada. - Dizem por aqui que tomar Tentacachaça é igual jogar roleta russa: a cada copo você tem 10% de chance de ir direto pro caixão. Vamos ver quanto vocês aguentam. - Após o minerador tomar sua segunda dose, foi a vez do velho mink, que assim como Max sentiu a bebida o queimando por dentro, diferente de qualquer outra bebida que havia tomado. Assim, os três prosseguiram a disputa, revezando entre si cada dose da bebida que parecia os rasgar por dentro, sentindo como se seus corpos estivessem pegando fogo, e logo começaram a suar sem parar, tendo a vista tonta, mesmo com poucas doses. Os três se viam completamente bêbados, e todos olhavam com cuidado quem seria o primeiro a cair.

Kaplaya fazia de tudo para que seu corpo aguentasse, mas sua visão ia ficando nublada, ia se distorcendo, lutando para não desmaiar, até que Jordan tomou mais uma dose, quase caindo do banquinho, e encheu o corpo do mink. Ele sabia que estava por um triz, e ao beber aquela dose, sua visão ficou escura. Os outros dois puderam ver o primeiro que caiu: o velho mink tomou para o lado, caindo com a cara bem em cima dos amendoins e não levantando mais. - Um já... hic... Foi. Quantas mais você... Hic... aguenta? Uma? Duas? - Max também estava em seu limite e sabia disso. Aquela bebida não era brincadeira, mas tudo que precisavam era que aquele homem caísse antes dele.

Jordan pegou sua dose e bebeu, mas logo que engoliu segurou o balcão com força, como se tentando aguentar com tudo que tinha, e passou o corpo para Max. Levando o corpo a boca, o ruivo duvidava que passasse daquela dose, já vendo a vista escurecer. - Haha. D-duvido que passe dess... - Enquanto o minerador cantava vitória, vendo a aguardente descer a garganta do seu adversário, repentinamente seu corpo ficou mais mole, e tombou para o lado. Todos os mineradores levantaram de repente, chocados, o levantando do chão quase que ao mesmo tempo que Max também caiu, vendo sua visão se apagando. Quando Kaplaya e Max acordaram, sentiram um banho de água gelada. Puderam se ver todos molhados, caídos no chão de madeira no bar, enquanto os mineradores os ajudavam a se levantar novamente, dando baldes a eles caso quisessem vomitar. Jordan já parecia ter acordado, e estava sentado em um dos bancos.

- Tomem isso, os dois. É uma mistura que faço que alivia o alcolismo. - A mulher que atendia os clientes no bar colocou na frente de ambos um pequeno copinho com um liquido marrom. - O gosto é horrível, mas depois de tudo isso, duvido que ainda sintam algo. - O minerador, por outro lado, parecia confuso, virando-se para a mulher. - Ai, minha cabeça. E aí, quem ganhou? - Entretanto, recebeu uma resposta grosseira. - Eu lá tenho cara de quem vai prestar atenção nisso? Só estava preocupada que vocês fossem sujar meu bar todinho. - Entretanto, um dos mineradores se manifestou. - Não foi dessa vez, chefe. O ruivo aguentou um pouquinho mais. Você tomou 13 doses, o peludo tomou 6 e o ruivo tomou 7, mas você caiu um pouquinho antes dele. - O homem cerrou os dentes, insatisfeito. - Bom, trato é trato. Venham pra nossa mesa, vamos ouvir vocês. - Com dificuldade, ele se levanta, seguindo com os outros mineradores de volta para a mesa onde estavam, a espera que os dois venham também.


Histórico:
Nome: Alexander Lancaster Cavendish III
Posts: 18

Ganhos:
-Espada
-Cigarros (10 unidades)
-1 isqueiros

Perdas:
-B$ 3.555.000
-1 unidade cigarro
-1 uso isqueiro


Histórico:
Nome: Maximus Cavendish Ito IV
Posts: 13

Ganhos:
-B$2.000.000 - Roubado em jogo de apostas - B$1.000.000 - Bebidas mineradores = B$1.000.000

Perdas:


Histórico:
Nome: Haru Kaplyanova
Posts: 18

Ganhos:
-Receita de remédio
-Livro sobre Medicina Tradicional
-Kit Médico (Bandagens {1/30 usos}; Talas {0/10 Usos}; 1 bisturi; Agulhas Esterelizadas {0/10 usos}; Estetoscópio; Morfina {1/5 usos}; Álcool 70% {1/20 usos}
-Botas Profissionais de Durabilidade Média (+60 em Força)
-Katana Clássica de Durabilidade baixa (+40 em Força)
-2 Smiles(droga)

Perdas:
-B$ 400.000 Berries (Botas Profissionais)
-B$ 850.000 Berries (Kit Médico)


Histórico:
Nome: Shiranai
Posts: 18

Ganhos:
-2 adagas clássicas - durabilidade: baixa (+40 em força ou destreza por nível)
-1 metro de couro (*Cordas vendidas por metro)
-1 óculos
-1 caneta
-1 mapa do local produzido
-2 calçados com lâminas
-Foice

Perdas:


Histórico:
Nome: Kaplaya Sveta
Posts: 18

Ganhos:
-2 espadas profissionais - durabilidade: média (+60 em força ou destreza por nível)
-2 Rifles
-1 Espada
-Livros ( Investigação, Cartografia, Criptografia, Psicologia, artes de interrogatório, artes da lábia, artes da sedução e Falsificação)
-Pericia investigação

Perdas:
-B$ 800.000
-B$ 250.000 (arma da Haru)
-B$ 5.000 (whiskey)
-4 usos de fumo / Fósforo
-B$ 100.000 (amendoim)


Histórico:
Nome: Badar Alluartie
Posts: 18

Ganhos:
-Flauta transversal (instrumento musical)
-B$ 2.000
-Duas Lâminas da lua crescente
-2 adagas clássicas - durabilidade: baixa (+40 em força ou destreza por nível)
-Livro pesca

Perdas:
-B$ 250.000


Histórico:
Nome: John Doe
Posts: 18

Ganhos:
-Espada Clássica

Perdas:
-B$ 250.000

Histórico:
Nome: Shinto
Posts: 16

Ganhos:
-Katana Clássica- durabilidade: baixa (+40 em força ou destreza por nível)
-Lança clássica -durabilidade: baixa (+40 em força ou destreza por nível)
-฿S 1.500.000 (abastado)

Perdas:
-B$ 500.000
Alexander III
Ver perfil do usuário
Imagem : Os Monarcas - I Efeito Borboleta - Página 19 8435c86a7b1241a5c499a96b90046594
Créditos : 07
Alexander IIIEstagiário
https://www.allbluerpg.com/t294-alexander-lancaster-caven https://www.allbluerpg.com/t301-os-monarcas-i-efeito-borboleta#910

GODS BLESS THE KING ♕


Os Monarcas - I Efeito Borboleta - Página 19 Ju8TseF


Ficava feliz que Shiranai supostamente havia gostado do meu presente, eu ainda não tinha certeza de como poderia me aproximar mais dela, afinal agora eu tinha reparado em meus sentimentos, mas o que fazer? Não era como se eu tivesse tido muitas experiências antes... Me pergunto como era a vida amorosa de Shiranai.

Andando com o devido cuidado para voltarmos para nosso esconderijo eu ficava um pouco pensativo nisso, tomando coragem então eu finalmente perguntava mesmo receoso com a resposta.

— Uhmm, ehh Shira... Co... Como é a sua vida amorosa? Já namorastes antes? Ou quem sabe já foi casada talvez? Ah tu não tens que responder se não quiser...

Que forma estranha de perguntar a ela Alexander seu boçal imundo, mas bem pelo menos eu fiz a pergunta certo? Mas e se ela já tiver tido vários namorados ou quem sabe já foi casada? Argh droga agora tenho medo da resposta.

Provavelmente chegaríamos logo no local e veria que estaríamos sozinhos, porem se tivesse com alguém vasculhando o local, puxaria Shira para longe e ficaria por perto para ver quando deixariam o local, porem se estivesse tudo limpo então iria para dentro do prédio.

— Quem diria que conseguiríamos 100 homens tão rapidamente.... Fico feliz que me ajudastes nessa minha empreitada com o nobre. Agora só temos de lutar e ganharmos mas antes de tudo...

Ficava em sua frente e então conversaria mais próximo dela.



Os Monarcas - I Efeito Borboleta - Página 19 D3ad8b0da64d1b030b63ca8f91adb03a

— Tens que me prometer que não vai morrer na luta, na verdade está mais para guerra, sinceramente não me importo o que vai acontecer comigo, mas tu tens que se cuidar certo? Protege a minha retaguarda e eu irei fazer o mesmo por ti fechado Gramona? Parando para pensar agora, o nome que pichavas nas paredes de Ravenwatch é o nome de sua deusa hm? Não te preocupes não fico bravo por ti ter outra religião sei que não é nativa de meu reino.

Coçava um pouco o pescoço meio envergonhado, fazia um bom tempo desde que nós não ficávamos sozinhos então eu estava levemente perdido sobre o que falar para aliviar o clima, mas então eu pensava em algo.

— Bem da última vez eu fiz perguntas sobre ti, agora nada mais justo de fazeres o mesmo certo? Vamos não se acanhe pode perguntar o que quiser, caso tenha algo que queira saber é claro.



Os Monarcas - I Efeito Borboleta - Página 19 8514de34d90b707318065789bca59c67

Sentaria em algum lugar que desse e ficaria de pernas de índio sorrindo para ela, com sua presença eu não era tão rei assim, sentia que podia ficar mais tranquilo, sinceramente estava curioso para ver quais seriam as perguntas, sentia que Shiranai era muito fechada comigo, talvez saber mais sobre mim ajudasse.



Histórico :
Posts: 19

Ganhos: Espada
Cigarros (8 unidades) e 1 isqueiros
Foice para a Shiranai

Perdas: 3,555,000

Objetivos:
♕ Conhecer mais de Shiranai
♕ Aprender acrobacia e hipnose
♕ Me aproximar de todos
♕ Trabalhar a cabeça de meus súditos

_________________

Os Monarcas - I Efeito Borboleta - Página 19 KMdYuOB

Os Monarcas - I Efeito Borboleta - Página 19 CHaNlHs