Bem-vindo ao

All Blue

É com muito prazer que lhes damos os comprimentos ao nosso RPG. All Blue se trata de um RPG narrativo com o ambiente principal centrado em One Piece, obra de Eiichiro Oda.
Se divirta nessa nova aventura e se torne o novo rei pirata... Se puder!

Últimos assuntos
Aventura dois: trabalhando até desmaiar.Hoje à(s) 1:18 ampormestrejCriação de TécnicasHoje à(s) 12:50 amporDiego KaminariBad KarmaHoje à(s) 12:10 amporNoskireOs Seis CaminhosHoje à(s) 12:01 amporToji3º - A Liberdade Que Atravessa a Ponte LupinaOntem à(s) 11:52 pmporSubaé[TDN] Yuuma D. YukinagaOntem à(s) 11:49 pmporDreamstainÚltimo Baile Antes da GuerraOntem à(s) 11:25 pmporNoskireCréditosOntem à(s) 11:13 pmporKenshinIII - RagnarökOntem à(s) 11:01 pmporNoskire[PEDIDO DE INSTRUTOR] UhtredOntem à(s) 9:28 pmporUhtred

III - Death or Paradise

Página 4 de 9 Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8, 9  Seguinte
Achiles
Imagem :
III - Death or Paradise - Página 4 Bf3w3iH
Créditos :
38
Localização :
Farol - Grand Line
Ver perfil do usuário https://www.allbluerpg.com/t1735-caitlyn-g#18385 https://www.allbluerpg.com/t2060-iv-you-ll-never-see-me-cry#22235
Achiles
Pirata
III - Death or Paradise Qui Maio 05, 2022 11:49 pm
Relembrando a primeira mensagem :

III - Death or Paradise

Aqui ocorrerá a aventura aberta do(a) Pirata Lyosha Bulgakov & do(a) Caçador(a) de recompensa Jyundee Kujoh. A qual não possui narrador definido.

Johnny Bear
Imagem :
III - Death or Paradise - Página 4 __original_drawn_by_guweiz__sample-4986df3030866c8f857038f03766407a
Créditos :
05
Ver perfil do usuário https://www.allbluerpg.com/t1115-jyundee-kujoh#10441 https://www.allbluerpg.com/t1725p60-iii-death-or-paradise
Re: III - Death or Paradise Sex Maio 20, 2022 7:46 pm

武士道 Bushido




O ritmo era acelerado, frenético para assim dizer, ao passo que conforme ações e palavras dentro de uma perseguição - embora não só em mérito desta, funcionavam em minha cabeça como lenha sendo atirada dentro da fornalha de uma locomotiva, ardiam labaredas dançantes alimentando-se, gerando e utilizando cada vez mais energia, cuja em metáfora correspondia ao ritmo cada vez mais ligeiro ao qual tomava minhas ações, aos poucos, pude sentí-las mais movidas pelas impulsão, não tão somente pelo raciocínio lógico ao que me devia desde o primeiro instante, embora já não conseguisse mais parar, era difícil organizar as informações na cabeça, manter a calma, além de pensar em outras diversas hipóteses ou cenários possíveis, abandonara um certo senso moral que havia parte de mim, sendo pouco cabível para ambas as partes sentar-se e analisar a questão como um todo, aos poucos da qual me fazia refém, já prestes a mudar.

Diferente de muitas outras que se pudessem seguir aumentando o ritmo, ocasionalmente influenciando ao erro, aquelas palavras tinham um peso diferente das demais, ainda naquela mesma metáfora, eram tão como uma pá cheia de neve sendo atirada sob o brilho de meu fogo, ardendo alto até ser abruptamente apagado pelo estalo. Era uma estranha sensação aquela, talvez o mais perto até então do que eu tive como uma “catarse”, diferente de uma reação em cadeia explosiva, era reconfortante ao mesmo tempo desesperador. Em pouco tempo estava por lembrar de questões, situações, palavras e muitas outras coisas que colocavam em dúvida a veracidade daquela afirmação, ao mesmo tempo que eu queria fazê-lo calar a pouca por mentiras ou talvez mais um plano metódico fúnebre a fim de me confundir e ganhar tempo, também era totalmente questionável, devido a muitas situações que antes, ao olhar desgarrado não passavam de situações comuns, agora completamente questionáveis.

Este sentimento, sem poder ter nada ao qual se agarrar, não podendo confiar na instituição que tanto me serviu, tampouco nas palavras dos meus “amigos” cuja índole agora estava por questionar, quis questioná-la inúmeras vezes nesses poucos segundos, formulava na minha cabeça, mas como faria e qual seria então minha reação ao fazê-lo? Se positivo devo desistir da fuga? Pressioná-la ou achar uma forma de fugir com Komi? - Se negativo deveria mesmo questionar tanto assim minhas memórias? O tempo que passaram fora, mas eles sabiam o nome dela, até mais do que eu, talvez estivesse certo, até tinha um apelido fofo de ceifeira para ela. Lyosha também era um pirata? Ou isso tão somente se resumia a condição de Mica? Estávamos sendo meramente enganados pelas mulher, mas ambos passavam bastante tempo juntos, não havia um caminho fácil, lógico ou sequer existente para mim, até mesmo as instituições de justiça me faziam questionar o que era mesmo certo e errado, estava lutando contra criminosos esse tempo todo ao passo que andava com outros, mera hipocrisia?

Se então isso me tornava igual a eles, por qual motivo então deveria lutar contra eles? Pela minha própria honra? Por um código que nem ao menos sei quem escreveu? O questionamento das coisas era algo irracional, de um estalo se fez, por pouco não me deixando cair ainda mais profundo em conceitos filosóficos, enfim havia algo para me agarrar, era no cabo daquela espada que segurei ainda mais firme. Arrebatando aquele tapa olho, não iria mudar em nada afinal, meu olho não poderia se reconstruir, mas tinha algum significado simbólico, era a cicatriz de quando falhei com um dever.

- 義 Gi, Acredite na justiça, mas não a que emana dos demais e sim na tua própria. Talvez todo esse tempo eu estivesse verdadeiramente errada, a justiça de vocês está errada. - Sussurrei, em meu erro de compreender o verdadeiro significado, sempre quis acreditar que não cabia a mim tomar esse tipo de decisão, dever sendo este das instituições de estabelecer um fio ao qual nunca devesse ser cruzado, mas se nem eles o faziam, então de que merda valia sua palavra?

- De fato não fazia ideia de que Mica era uma pirata procurada ou perigosa, mas não estou ajudando ela a fugir, estou ajudando uma inocente, Shuuko Komi, de um julgamento desleal e tendencioso que estão querendo levá-la, disse que iria protegê-la e é meu dever manter essa lealdade - Não há pesar no empunhar de minha espada, agora embainhada sob uma das mãos, firmes diferente de antes, querendo enfrentá-los de frente, sem estratégias para fugir, ou continuar driblando seus golpes, que tipo de guerreiro que luta dando as costas para seus oponentes, seja quantos fossem.

Assim que se fizesse necessário, meu primeiro movimento seria o de reconhecer os adversários, obtendo uma parâmetro geral de quantos seriam, unidades ou dezenas, não impactando diretamente nas minhas emoções, mas a estratégia a se repetir seria um pouco diferentes, abrir o caminho para Komi deixava de ser uma prioridade, tornando ao passo em que estava completamente obcecada em afastar os outros não somente da dupla mas como também de Furu, a concentração sendo uma postura ideal para poder definir com quantos golpes seriam necessários para afugentá-los.

Assim, meu primeiro movimento então seria pensando em um desarme, julgando ser um pouco difícil de muitos inimigos manterem uma sincronia, talvez ainda tomados pela adrenalina diferente de mim, que acabara de receber um banho de água fria, mas num primeiro momento meu golpe seria com o intuito de absorver o impacto e então empurrar a arma ou a parte do corpo do soldado usado como arma para a mesma direção da qual partiu, nesse pouco tempo de abertura tentaria encaixar um chute direto, rápido e certeiro mirando com a ponta dos pés diretamente no diafrágma.

Tentando usufruir ao máximo da minha movimentação esguia, um cenário de combate perto talvez fosse mais vantajoso para mim, mover os membros mais rápido ou tomar decisões que não exigisse tanto assim um espaço para ganhar energia e pressão, meus golpes envolviam mais precisão do que força acima de tudo, logo, encurtar a distância entre mim e meus oponentes seria vital, bem como me adaptar aos seus estilos de combate, era óbvio que também iria me deparar com soldados rápidos, mas com estes não tentaria competir velocidade e sim ritmo.

Não iria esperar sempre parar tomar um golpe e só então poder revidar, na verdade, sempre que perceptível uma abertura até mesmo no início da postura do inimigo, tentaria quebrá-la atacando por uma brecha, fosse num instante de preparo para o golpe, saque de uma arma ou distração com minha própria movimentação, mirando em pontos vitais para a movimentação de seu estilo de combate, ao menos nos mais aparentes, afinal, seria bem fácil perceber com qual arma e como o oponente vai bater se você pode presenciar que ele está portando uma espada. Então, sempre que possível, golpes restringindo movimentos, ao menos para quebrar postura e então utilizando de um soco ou chute, o que estivesse mais fácil alcance, para finalizá-lo.

Em caso de algum guarda revidar, tentar me atacar simultaneamente com outro sujeito ou durante meu movimento ofensivo, não hesitaria em tentar efetuar uma esquiva, mas pensando ainda mantendo a curta distância, um “dash” rápido para suas costas girando meu corpo ao mesmo momento que apontava-lhe minha espada, assim, mesmo que tentassem me interromper no instante do meu giro, eu poderia golpeá-lo com minha katana em algum momento dependendo da angulatura, mirando na bacia ou nas costas na altura da costela. Talvez os números não estivessem tanto contra meu favor, tentaria conduzi-los ao erro, ou talvez fazê-los hesitar na hora de um golpe, ficando por alguns momentos na linha entre um e outro, se possível, dessa forma alguém poderia pensar duas vezes antes de golpear, temendo acertar o colega de profissão atrás ou ao lado, dando o tempo necessário para criar a tal “brecha” que eu tanto buscava.

____________________________________________________________________


Dados:

Objetivos:






Shiori
Imagem :
III - Death or Paradise - Página 4 EEEWL0c
Créditos :
67
Ver perfil do usuário https://www.allbluerpg.com/t363-shiori-miyamoto#1109 https://www.allbluerpg.com/
Re: III - Death or Paradise Sex Maio 20, 2022 10:26 pm
III - Death or Paradise



Jyundee & Caitlyn

Gigipeto, tinha uma análise engraçada da situação, já que até agora nenhuma casa estava pegando fogo, mas isso era o de menos, já que nada disso importava, e sim o fato de que ela tinha um inimigo perigoso, ele se mantinha serio e pouco se importou com as provocações, seu primeiro ataque começava, as chamas começavam a subir, e cobriam aquela arma circular por completo, lançando ela como uma gigantesca roda de chamas que ia com toda a velocidade para cima da garota.

Ela usava a barreira que vinha fazendo até então, e a princípio era funcional, ela conseguia barrar as chamas mas a arma continuava girando, e logo em seguida, um segundo disparo de fogo vinha, os dois golpes se anularam, a eletricidade e as chamas por hora eram equivalentes, mas o alcance do seu oponente aos poucos ficaria maior.

Então vinha o contra ataque, ela saltava com tudo para pegar ele no topo da casa com uma investida em grande velocidade, e ele estendia a mão para o alto onde fazia as chamas começarem a girar em grande velocidade, fazendo uma movimentação que lembrava a de um redemoinho.

III - Death or Paradise - Página 4 Sabo-one-piece

Por conta da eletricidade o fogo não chegava a ferir a garota, já que ela dava duas grandes explosões elétricas que entravam em conflito de poder com as chamas, onde ambos se anulavam novamente, mas o ciclone de fogo acabava que apesar de menor ainda girava, sendo o suficiente para fazer com que ela perdesse um pouco do equilíbrio com o impacto giratório do fogo, porém ela logo se reposicionou indo de volta ao chão, mas a gata caiu de pé, sem ter perdido a postura.

O primeiro teste dos Clashs de poder mostravam que eram dois elementos equivalentes, o problema era que o calor, aos poucos faria ele ganhar espaço, e a maior quantidade de fogo, poderia talvez tornar esse combate.-Magnifica, magnifica, eu gostei de você, seus poderes são bem interessantes, sabe como se mover, é uma bela moça em?- disse ele batendo palmas que disparavam pequenas labaredas para o céu naquele instante, como se suas palmas tivessem soltado fogos de artifício.


Então ele prosseguia falando mas sem perder atenção na movimentação dela em nenhum momento.-Eu gostaria de saber, se você teria interesse em ser minha esposa. Você parece muito apropriada pra isso, nossos filhos poderiam combinar esses poderes, e ter poder suficiente para fazermos de tudo- ele puxava várias rosas de dentro do casaco e lançava para o alto e as pétalas iam aos poucos chegando ao chão. O que tinha pra se dizer dessa cena, é que ela foi de zero a cem muito rápido.

Enquanto isso na rua do lado, os clarões dominavam tudo, o céu era uma luta de chamas e raios, que parecia até mesmo uma briga de Deuses, mas Jyu tinha coisas mais importantes para se preocupar, do que com explosões na rua ao lado dominando o céu com clarões. Ela agora recebia a informação que mexia com sua cabeça, a loira com quem ela compartilhou sonhos, ideias e viajou junto, era na verdade o que ela caçava.

Sua mente se perdia nos pensamentos, o Bushido que ela seguia, seus pensamentos, tudo que lhe foi ensinado poderia se contradizer assim tão rápido? Tão fácil? Mas seus devaneios aos poucos se afunilaram como se seguissem um túnel, e terminavam no que ela estava protegendo, ela tinha que confiar no que esteve com ela todo esse tempo, sua espada.

Com isso segurou bem em seu cabo e se preparou dizendo em voz alta a quem ela estava protegendo. Ela lutava por Komi, não por Mihaela. Mesmo que talvez ela não pudesse confiar em nenhuma das duas, ela tinha certeza que aquilo se tratava de uma injustiça, a pequena moça parecia tão inofensiva quanto uma pluma caindo numa noite de inverno.

Por isso ela estava preparada, seu cérebro se tornava tão afiado quanto uma lâmina, mentalizando as posições de cada um de seus oponentes, ela podia ver, eram exatamente cinco inimigos que restavam pela frente, e quando o espadachim avançou. Ela podia ouvir seus passos graças a sua privilegiada audição, conseguindo destacar aqueles movimentos mesmo no meio da multidão, esse era o poder do foco.

Isso fazia com que sua precisão aumentasse, enquanto seu oponente falava.-Shuuko Komi é perigosa, é acusada de incitar rebelião e violência com ideias revolucionárias, suas ações trarão morte a muitos do reino, não posso infelizmente deixar que se vá. E se você vai ficar contra o reino sinto muito caçadora, mas terei de lhe considerar uma oponente.- ele falou isso com total respeito a mulher a sua frente, ele sabia de alguns dos atos heroicos que ela vinha praticando, já que sua fama estava se espalhando pelo lugar.

Ele se sentia triste, por ter de enfrentar alguém que originalmente considerou um exemplo de integridade e respeito. Seus passos se fortaleciam quando ele rapidamente foi em toda a velocidade sacando sua espada em um IAI, que a caçadora, com toda a sua precisão, movia num ritmo acelerado, batendo contra a espada dele de baixo pra cima a jogando para o alto.

A arma do oponente voava para o céu girando, girando e caindo novamente com a ponta cravada no solo, ele se afastou pra trás, abrindo então espaço para os outros soldados, o segundo que vinha com tudo era um lanceiro. Ao qual vendo sua movimentação com clareza a espadachim movia seu corpo para a lateral, bloqueando o movimento da lança que riscava pela lâmina da espada.

E era aí que estava a brecha que ela buscava, disparando um chute no joelho dele, o fazendo perder o equilíbrio e cair. Onde logo ela avançou pra cima do cara com o machadão, encurtando a distância para não permitir que eles tivessem tempo de tentar cercar ela, ou simplesmente pararem Mihael e Furu, na fuga que estava acontecendo.

O homem do machado rapidamente, veio com um golpe horizontal, que forçava a garota a se mover um passo para trás, mas abria a brecha necessária, quando ele finaliza o golpe, onde a arma estava longe do seu ponto de bloqueio, e com isso Jyu batia nas costelas dele, tendo seu giro interrompido, era o suficiente para jogar ele contra a parede na lateral.

Dois outros oponente vinham de uma só vez, e ela então avançava com um Dash quase desaparecendo e indo pras costas do boxeador, enquanto que o ladino ia se virando, mas era ali onde Jyu atacava com a lamina na perna do boxeador, o fazendo cair de joelhos, e acertando um soco logo em seguida girando a cintura e disparando o golpe, o suficiente para o nocauteando no chão.

O Ladino tentou então esfaquear ela, mas logo a garota atacou mantendo a distância curta, e acabando com a articulação do cotovelo deixando a mão que ele usava a faca sem força, em seguida conseguia encaixar um chute no diafragma que deixava o oponente no chão sem ar. Os cinco oponentes haviam sido derrotados depois das investidas, que haviam criado a brecha para que Mihaela desse todo seu gás, e conseguisse pegar uma distância, estando agora a quase 200 metros a frente, nesse espaço.

Lyosha Bulgakov

Aquela tinha sido a ofensa final, para tirar o rapaz do sério, ele sentia o peso que aquilo trazia, a sensação de ter sido desrespeitado no seu âmago, afinal aquilo era completamente inaceitável… Então o inimigo foi pego em uma brutalidade que não lhe tinha passado pela mente, ele viu o homem que argumentava calmamente passando a um agressor extremamente brutal.

A velocidade de Lyosha, fazia até mesmo com que ele sumisse aos olhos do grandalhão. Por alguns instantes, ele sentia sua perna se dobrar e em seguida o sangue começava a escorrer, os dois ataques colocavam a almôndega musculosa de joelhos, a dor vinha apenas depois quando ele acabava urrando.-UUURHG MAS QUE PORR…- E era com todo seu ímpeto e combate, que o rapaz saltou sobre seu oponente.

Que estava com os joelhos em seu salto ele cravava profundamente as duas lâminas, como se fossem presas de um grande predador, as duas espadas entravam atingindo a parte vital do oponente, que começava a soltar sangue pela boca enquanto sentia o chute final de Lyosha, que jogava seu corpo sem vida pelo chão, enquanto o sangue vazava dos cortes, que haviam acabado com algumas artérias.

A poça de sangue ia se formando abaixo do homem, que agora tinha olhos arregalados e inexpressivos, com seu rosto de lado, enquanto aquele mar vermelho ia escorrendo e tomando conta de parte da sala. Os movimentos haviam sido letais contra o grandalhão que não veria um amanhã novamente. Aquela era uma ira porém, uma ira controlada, onde em todo momento o pirata sabia exatamente o que estava fazendo.

A frieza que ele apresentava era que realmente mostrava o quão assustador era aquele homem, pois mesmo com todo aquele cenário, com toda a desgraça, seu racional não saia de controle nem por um segundo. Ele se abaixou e tornou o chão abaixo de si invisível, vendo que o próximo andar estava livre de oponentes, e tinha ali mais alguns baús, e também, havia caixotes grandes, era provável que o seu ouro estivesse por perto.

Dito isso ele descia, para o local, onde logo começava a encontrar algumas coisas, as primeiras caixas tinham cargas desprezíveis, mais roupas, mas finalmente um dos pequenos baús era relevante, havia um colar com um rubi na ponta, que provavelmente tinha sua corrente de prata de verdade.

Um anel com uma grande safira em conjunto com ele, também feito de prata, e ali também tinha uma pulseira de pérolas, bem bonita por sinal, tudo claramente parecia valioso. O outro baú tinha quatro colares de esmeralda. Era a primeira carga valiosa que ele tinha achado. Ele já conseguiria tirar alguma grana dali, com essas joias, que dariam um retorno bom provavelmente.

Mas tinha mais, num dos últimos baús, haviam as correntes de ouro, apenas 8 delas, mas já daria um valor razoável ao vender, certamente pagaria menos do que o que Godo iria pagar pelo metal, que deveria estar no próximo Deck abaixo, mas certamente já pagaria um valor relativamente bom. Cabia a ele agora decidir se voltaria para cima, ou se iria tentar pegar a peça mais valiosa. Os quilos de metal.



HistóricoPosts: 12
Nome: Lyosha Bulgakov
Nota Fiscal:
+4.060.000 B$ (em mãos) + 11.000.000 (Banco)
- 2.000.000 - Reabastecimento do Barco - (Turno 2)
- 250.000 - Kit de Arrombamento - (Turno 3)
Ganhos:
- Proficiência Arrombamento (Turno 1)
- Proficiência Atletismo (Turno 3)

Perdas:
-

Status:

PDV: 14.664/14.664
STA: 500/500
CONDIÇÕES: N/A
FERIMENTOS:
CONTAGEM DE DEFEITOS: 0/10

Dano Explicado: Danos restaurados depois do descanso longo.
—------

Posts: 12
Nome: Jyundee Kujoh
Dinheiro: 2.690.000
Ganhos:
-
Perdas:
-
Status:

PDV: 13.972/13.972
STA: 500/500
CONDIÇÕES:
FERIMENTOS: N/A
CONTAGEM DE DEFEITOS: 0/10

Dano Explicado:
—------
Posts: 10
Nome: Caitlyn Gigipeto
Nota Fiscal:
250.000 B$ (em mãos)
- 100.000 - Chocolate - (Turno 1)
+ Ganhou 2.500.000 - Trabalho concluído como Civil (Turno 4)
- 500.000 - Aço de boa qualidade pra adaga - (Turno 4)
Ganhos:
- Chocolate Branco (8/10) (Turno 1)
- Adaga Forjada


Perdas:
-

Status:

PDV: 9620/9620
STA: 400/400
CONDIÇÕES: N/A
FERIMENTOS:
CONTAGEM DE DEFEITOS: 08/10

Dano Explicado: .



_________________

III - Death or Paradise - Página 4 YHVeK1M

III - Death or Paradise - Página 4 VYrwji0
Achiles
Imagem :
III - Death or Paradise - Página 4 Bf3w3iH
Créditos :
38
Localização :
Farol - Grand Line
Ver perfil do usuário https://www.allbluerpg.com/t1735-caitlyn-g#18385 https://www.allbluerpg.com/t2060-iv-you-ll-never-see-me-cry#22235
Achiles
Pirata
Re: III - Death or Paradise Sab Maio 21, 2022 7:56 pm

Gigipeto na Área!


Estava certa em minhas proposições, o fogo com a eletricidade se anulava em meio a força e por isso não havia uma sobreposição e mesmo meu eletro tendo uma fraqueza diante de temperaturas quentes, quando usado da maneira que previa, era eficaz. De toda forma, nenhum dos dois lados sofriam danos e parecíamos ter uma pequena pausa e era esse momento que o piromaníaco agia de uma forma inusitada me chamando para ser sua esposa e criar belos filhos. – Epa! Epa! Epa! Pode tirar seu passarinho da chuva, cuzão! – Olhava sério para ele. – Você acha mesmo que um pássaro como você conseguiria aguentar uma gata como eu?! Há! Pássaro é comida de Felino, idiota.

Aquilo era uma completa idiotice, primeiro, ele vinha e dizia ser meu predador natural e então me convidada para fazer parte de sua família?! Me poupe! Um idiota e dos grandes, só pode... Já não bastasse os guardas me tirando do sério e me chamando de sarnenta e ainda ter que aturar um babaca como aquele na minha frente. – Vai ficar de papinho ou vai vir para cima?! – Gritava, provocando-o ainda mais do que já tinha feito.

Minha estratégia não se alteraria por completo, por isso, continuaria com a mesma tática de defesa de antes de esquivar utilizando a eletricidade como uma forma de ganhar tempo para conseguir me esguiar de seus golpes e explosões para forças maiores. Meus contra-ataques partiriam de imediato com um rápido avanço utilizando tanto da minha adaga como do eletro para acertar golpes não-letais em suas pernas e braços, procurando enfraquecê-lo e brincar um pouco com o passarinho fora da gaiola.

Esses contra-ataques seriam bem simples como cortes nas diagonais usando do peso do corpo para fortalece-lo e o eletro utilizaria principalmente com minhas garras para aumentar o meu alcance e atingi-lo com mais precisão.

Pelo o que eu tinha entendido até o momento era que nossas forças eram parelhas e os nossos pontos principais eram semelhantes já que nenhum dos dois tinha se acertado e tínhamos feito uma espécie de estudo sobre o outro. Por isso, aproveitaria da minha visão aguçada para procurar por brechas em seus movimentos em que eu pudesse aproveitar em um rápido avanço frontal e acertá-lo com maior impacto usando da minha adaga.

Em relação a quedas ou empurrões como já havia sofrido neste combate, tentaria manter sempre meu equilíbrio e posição fortalecendo minhas pernas para tentar agachar na hora do impacto e conseguir me manter de pé assim como da eletricidade para me impulsionar para a direção correta.


Status:

Ganhos/Perdas:

Objetivos:


_________________

III - Death or Paradise - Página 4 BhECXT7
Lyosha
Imagem :
III - Death or Paradise - Página 4 AO7UjML
Créditos :
35
Ver perfil do usuário https://www.allbluerpg.com/t1056-lyosha-bulgakov#10148 https://www.allbluerpg.com/t1725-iii-death-or-paradise#18228
Lyosha
Administrador
Re: III - Death or Paradise Dom Maio 22, 2022 5:33 pm




Greed island





———Independentemente do resultado final daquele saque, o espadachim sabia que nada lhe traria mais prazer do que aquela ocasião. Ver aquele brutamontes caído, sangrando como um porco enquanto sua vida se esvaia e uma poça carmesim se formava sob ele, era um momento extremamente satisfatório. Bem, fora isso, ouro, rubis e pérolas também eram um ótimo motivo para colocar um largo sorriso em seu rosto.

———O ladrão encheria os bolsos de sua calça e de seu terno com aquelas jóias, sem perder muito tempo nesse processo. Simplesmente pegaria tudo que parecesse ter algum valor, preferindo esperar um momento mais tranquilo e oportuno para fazer uma inspeção minuciosa e determinar quais itens desejaria manter para si e quais venderia.

———Tinha pressa para retornar e ajudar Alesya, a atiradora já estava segurando aqueles inimigos a um tempo considerável, mas, ao mesmo tempo, sentia que estava muito próximo de seu objetivo final. Sentia-se dividido quanto à escolha que deveria fazer. Sua companheira era mais valiosa que qualquer lucro que pudesse obter, não tinha um pingo de dúvida quanto a isso, mas ela tinha se arriscado justamente para criar a oportunidade que Lyosha pensava em desperdiçar.

———Após ponderar por um breve instante, o espadachim resolveu que deveria seguir em frente. A cozinheira era uma mulher que, assim como Mihaela, andava ao seu lado, não abaixo dele, de forma que deveria confiar plenamente na capacidade dela se virar, assim como fazia com a ceifadora. Era dessa forma que companheiros deveriam agir.

———Usaria a mesma estratégia de antes, tornando parte do chão daquele andar da embarcação invisível para saber exatamente aonde deveria ir e ganhar algum tempo, daí então, caso não avistasse nenhum inimigo, avançaria para executar o roubo da carga de metal. Com o saque em mãos, tornaria-se invisível junto do objeto e subiria os deques do navio tentando não chamar atenção.

———Chegando ao nível onde roupas da marinha e demais tecidos estavam armazenados, largaria a carga por um instante e usaria seu isqueiro para atear fogo naqueles trapos, esperando que isso pudesse atrair a atenção dos tripulantes e ajudar na sua fuga, além de que, neste ponto, começar incêndios estava virando praticamente sua marca registrada.

———Chegando ao nível onde roupas da marinha e demais tecidos estavam armazenados, largaria a carga por um instante e usaria se isqueiro para atear fogo naqueles trapos, esperando que isso pudesse atrair a atenção dos tripulantes e ajudar na sua fuga, além de que, neste ponto, começar incêndios estava virando praticamente sua marca registrada.

———Logo depois de atear fogo e tentar começar um incêndio, o ladrão pegaria a carga de metais novamente e tentaria retornar ao convés, movimentando-se furtivamente enquanto invisível, para ter uma boa ideia da situação antes de começar a agir.




Lyosha Bulgakov
13





_________________

III - Death or Paradise - Página 4 H4KRIvB
Johnny Bear
Imagem :
III - Death or Paradise - Página 4 __original_drawn_by_guweiz__sample-4986df3030866c8f857038f03766407a
Créditos :
05
Ver perfil do usuário https://www.allbluerpg.com/t1115-jyundee-kujoh#10441 https://www.allbluerpg.com/t1725p60-iii-death-or-paradise
Re: III - Death or Paradise Dom Maio 22, 2022 9:12 pm

武士道 Bushido




Por interesses de uma coroa enfim, ao que se dava um provável inconsciente medo do desconhecido, aos poucos desenhava um possível caso ou cenário que justificasse a prisão, talvez um protocolo premeditado que não existisse flexibilidade, havia uma certa linha ao qual o conhecimento podia alcançar em seu cunho comum, ultrapassá-lo ao meu prisma não infringia qualquer regra, contudo para aqueles de mente mais fechada, um passo para fora podia significar um medo incompreensível, mas também podendo significar uma vontade extrema de seus governantes em justificar um controle absoluto da mente de seus súditos, impedindo-os de algum dia evoluir intelectualmente e, eventualmente, confrontá-los.

Pouco se formava uma hipótese diferente, do qual conferisse Komi o poder de fala e convencimento, mal conseguia dispor da força de falar, de longe então sendo alguém com ideais revolucionários que fossem expostos à população, e mesmo que fossem, eu não tinha como remediá-los com minha própria balança naquele momento. Por mais que a dor em meu âmago fosse imensa - intangível, era necessário segurar as emoções, a dura traição de Mice e possivelmente Lyosha me pegavam de surpresa, podia entender a vontade dos dois, mas ainda haviam crimes que eu não tinha conhecimento e a depender de meus julgamentos posteriores, talvez fosse definir se nossos destinos iriam ou não se encontrar uma outra vez.

Apertava os lábios, imponente e assistindo a caminhada das duas, ao qual se criava um laço, como seria então posteriormente rompê-los? Não só por mim, mas também pela Shuuko. Iria me manter assistindo a caminhada um pouco mais longe, enfim deixando para trás os soldados já derrubados por uma forma que me veio, diferente das outras, agora compreendia que algumas situações e oponentes não são facilmente combatidos com palavras, é por isso que tenho uma espada, mas sem nenhum desdém àqueles ao relento, não regozijava de seus corpos caídos - Me desculpem, não vão levá-la -

Riscava a bainha, novamente guardando a lâmina, tornava a correr logo atrás delas, esperando para ver se então surgiria uma nova onda de guardas para nos seguir ou outros logo a frente bloqueando o caminho, era possível que mais reforços viessem até onde estamos agora, alertados pelos guardas caídos, mas isso não seria um problema se fossemos rápido, então na ausência de mais oponentes, iria auxiliar Mica a carregar Komi pelo caminho, mantendo uma inabalável concentração para não bombardeá-la com perguntas e acusações em tempo errado.


____________________________________________________________________


Dados:

Objetivos:






Shiori
Imagem :
III - Death or Paradise - Página 4 EEEWL0c
Créditos :
67
Ver perfil do usuário https://www.allbluerpg.com/t363-shiori-miyamoto#1109 https://www.allbluerpg.com/
Re: III - Death or Paradise Seg Maio 23, 2022 7:40 pm
III - Death or Paradise



Jyundee & Caitlyn

A garota tinha uma surpresa inusitada sobre o que estava acontecendo, o homem de repente vinha falar de casamento, sem qualquer base para isso, ela obviamente recusou a ideia, até por que mal sabia quem ele era, então o celestial deu de ombros, ligando em zero para a provocação. Ele realmente parecia desconsiderar qualquer tipo de tentativa de elevar seu humor para a fúria, provavelmente ele controlava suas emoções corretamente, com uma impassividade de se invejar.

Então dado o contexto onde a moça recusou sua proposta, ele continuou falando com calma, sobre esse mesmo assunto.-Bom, essa é sua resposta hoje!! Quem sabe outro dia não é mesmo?- falou ele enquanto a felina ia pra cima novamente, ele rapidamente tirou a perna da direção quando viu o golpe de adaga vindo e disparou chamas da sola dos pés uma enorme rajada, que forçou ela a usar a eletricidade.

E com isso foi empurrada de novo para o chão, não recebendo os danos, mas sendo bastante empurrada pelo contínuo raio de fogo que ia saindo do solado do pé dele.-Bem, já que não quer casar comigo… Ainda… Eu irei buscar inimigos valiosos. Pelo que sei se eu te capturar você ainda vale zero berries pra mim. Não vou seguir esse esforço sem recompensas. Além do mais consegui o que queria, fiz meus testes e você é forte, deve logo aparecer denovo nas manchetes.- ele então estendeu a mão para frente, e aquela arma esquisita que ele havia lançado começou a se erguer e voltou voando para a mão dele.

Será que ela tinha algum mecanismo? Ou isso fazia parte de algo haver com as chamas? Mais provável que tivesse haver com as luvas, e a própria.-Rapina localize o outro oponente, já lhe sigo.- e nesse momento a felina achou a brecha que buscou, onde ela saltou com toda a força contra o peito dele, mas logo vendo isso reagiu de supetão, soltando uma enorme quantidade de chamas do seu tronco de uma vez.

E com isso a explosão mais uma vez jogava a felina pra trás, que agachava sendo arrastada pelo chão, mas de pé, mantendo as pernas firmes assim como nas outras vezes, deixando uma marca de seus pés no chão. Ele então começou a planar com as asas, usando as chamas nas asas como propulsores auxiliado pelas chamas nos pés.-Os soldados foram pra lá, Há, me chamo Raphael Cardi. nos vemos logo mais.- e assim ele começou a acelerar para longe dali, acenando com a mão dando um tchauzinho, será que esse cara iria aparecer de novo? Ou será que ela ia persegui-lo?

Enquanto isso Jyu e Mika se afastavam dali, a espadachim sentia o peso do que estava acontecendo, ela tinha sua mente completamente cheia, de coisas que ela não podia entender completamente, haviam traições, problemas, uma Komi que ela não conhecia? Bem, era provável que fosse apenas um problema constitucional, talvez, no caso da moça do caderninho.

E com isso elas seguiam até o barco, despistando completamente os guardas. Ela se infiltrou dentro da escuna com as duas moças, levando elas a um quarto vago, onde logo ela repousava Komi, aparentemente a maior sova de problemas tinha passado. Mihaela não demorou, afinal, não tinha muito o que ela ficar fazendo antes de ir buscar o doutor peste.-Irei buscar o doutor peste, cuida dela aqui enquanto movo ele pra cá, não demoro.- disse ela saindo do quarto e cuidadosamente saltando pra fora do navio e correndo entre as casas pra não ser vista.

Ela desaparecia logo das vistas da caçadora, enquanto que Furu, começava a subir na cama e deitava ao lado de Komi, ele dava duas lambidas na mão dela com um olhar bastante preocupado, olhando de volta pra caçadora, como se ele sentisse que ela não tava tão bem naquele momento, ele aparentemente tinha gostado muito da arqueóloga, e sentia preocupação com sua recuperação.

Lyosha Bulgakov

O cenário finalmente estava como ele gostava, seu oponente, sangrando e morrendo, enquanto ele tinha as jóias em mãos. Logo não haviam razões para perder tempo, ele checava o andar mais abaixo, deixando invisível o piso, ele percebeu que não havia ninguém ali mais uma vez, então o serviço final era relativamente tranquilo.

Lá no último andar, ele buscou, os baús, a maioria deles tinha apenas alguns selos e marcadores, cartas e afins, mas um deles finalmente mostrou a grande bola de metal, era realmente metal maciço, só de segurar ele via que ali tinham muitos quilos do mineral, provavelmente próximo do que Godo falou, algo entre 8 a 10 quilos de ferro como ele tinha previsto.

Com a bola de ferro em mãos ele começava seu plano, subindo até o andar onde estavam os uniformes ateou fogo em tudo ali, iniciando um incêndio que logo mais começaria a chamar atenção, era provável que logo todos tivessem de parar para lidar com isso, mas por hora era o suficiente, para iniciar o problema, que iria se espalhando.

Então o rapaz finalmente chegou furtivamente na parte de fora, onde agora ele podia ouvir os tiros mais claramente, e já podia identificar a posição de Alesya, ela estava pegando cobertura atrás da cabine, enquanto ela disparava e girava pelos arredores, quando, os oponentes tentavam vir por um lado, ela disparava forçando eles a gerar aberturas, e escorregava pelo chão, passando entre eles.

Então tomava uma nova cobertura pra não acabar se tornando alvo de outras coisas e novamente atirava quando precisava correr, e deslizar pelo lugar, ela estava usando a geografia do lugar a seu favor, aproveitando o tempo que teve com poucos inimigos, para não acabar perdendo caso outros chegassem algo que aconteceu de fato. No momento havia o capitão do barco que estava com as roupas rasgadas, provavelmente tomou alguns raspões pela camiseta, mas nenhum dano como esperado.

Os dois homens que ele tinha visto antes de entrar estavam no chão, não dava pra saber se desmaiaram ou estão mortos, mas certamente não eram um problema. Dos cinco que subiram posteriormente, 3 ainda estavam ali com o capitão, mas não havia sinal dos outros dois, o que poderia indicar que eles foram buscar a marinha provavelmente, e isso seria problemático, se eles citassem um homem invisível era bem certo que o melhor amigo de Lyosha, o marinheiro velhinho viesse a aparecer por ali, agora pense o caos seria se os dois velhos se unissem contra ele, um capaz de encontrar sua posição, e outro invulnerável aos golpes do rapaz. Não sabendo a quanto tempo eles saíram, e nem que recursos tinham à disposição, talvez fosse inteligente vazar dali.

Além do mais o combate de Alesya era frenético, e ela já estava mantendo algo assim a bastante tempo, então talvez fosse sábio resolver isso logo, mas claro tudo dependeria da análise do rapaz sobre a situação.



HistóricoPosts: 13
Nome: Lyosha Bulgakov
Nota Fiscal:
+4.060.000 B$ (em mãos) + 11.000.000 (Banco)
- 2.000.000 - Reabastecimento do Barco - (Turno 2)
- 250.000 - Kit de Arrombamento - (Turno 3)
Ganhos:
- Proficiência Arrombamento (Turno 1)
- Proficiência Atletismo (Turno 3)

Perdas:
-

Status:

PDV: 14.664/14.664
STA: 500/500
CONDIÇÕES: N/A
FERIMENTOS:
CONTAGEM DE DEFEITOS: 0/10

Dano Explicado: Danos restaurados depois do descanso longo.
—------

Posts: 13
Nome: Jyundee Kujoh
Dinheiro: 2.690.000
Ganhos:
-
Perdas:
-
Status:

PDV: 13.972/13.972
STA: 500/500
CONDIÇÕES:
FERIMENTOS: N/A
CONTAGEM DE DEFEITOS: 0/10

Dano Explicado:
—------
Posts: 11
Nome: Caitlyn Gigipeto
Nota Fiscal:
250.000 B$ (em mãos)
- 100.000 - Chocolate - (Turno 1)
+ Ganhou 2.500.000 - Trabalho concluído como Civil (Turno 4)
- 500.000 - Aço de boa qualidade pra adaga - (Turno 4)
Ganhos:
- Chocolate Branco (7/10) (Turno 1)
- Adaga Forjada


Perdas:
-

Status:

PDV: 9620/9620
STA: 400/400
CONDIÇÕES: N/A
FERIMENTOS:
CONTAGEM DE DEFEITOS: 08/10

Dano Explicado: .



_________________

III - Death or Paradise - Página 4 YHVeK1M

III - Death or Paradise - Página 4 VYrwji0
Achiles
Imagem :
III - Death or Paradise - Página 4 Bf3w3iH
Créditos :
38
Localização :
Farol - Grand Line
Ver perfil do usuário https://www.allbluerpg.com/t1735-caitlyn-g#18385 https://www.allbluerpg.com/t2060-iv-you-ll-never-see-me-cry#22235
Achiles
Pirata
Re: III - Death or Paradise Seg Maio 23, 2022 8:40 pm

Gigipeto na Área!


E não é que o filho da puta era um chatão do caralho?! Porra! O bicho, vem, tira a minha lição contra as porras dos guardas, cria todo um papinho de mandachuva e daí fala: Quer casar comigo?! E do nada mete o vazari, que filho da mãe! E eu ainda não tinha nem conseguido acertar uma facada nele! – Xispa, fedô! Xispa! – Sinceramente, tinha perdido toda a minha vontade de seguir ou dar mais aulas para aqueles guardas como que eles deveriam se portar e talvez fosse melhor só meter o vazari também.

Ainda não tinha conseguido fazer as coisas que eu queria naquela ilha e se tornariam ainda pior se vissem meu rosto naquele momento que já deveria estar se espalhando entre os guardas reais, então, a melhor ideia era tentar me disfarçar de alguma maneira e o jeito mais fácil para tal era comprando roupas novas! HAHA! Que ideia genial!

Assim como meus pensamentos sugeriam, meu destino era até a loja feminina mais perto possível em que eu procuraria por uma espécie de cachecol preto que fosse possível usar quase como um hijabe e assim esconder um pouco do meu rosto e das minhas orelhas e uma capa branca para cobrir a minha cauda e parte das proporções do meu corpo, escondendo-me em vestimentas maiores e usando meu carismático sorriso para pagar pelo calor daqueles itens que sairia vestindo sem maiores preocupações.

- Droga, a biblioteca deve estar repleta de guardas essa hora... – Pensava comigo mesmo e então passava a mão em minha barriga e sentia um pouco da fome que o imenso exercício físico tinha me causado e então tentava me lembrar de alguma pousada ou similar um pouco mais afastada do centro da cidade em que eu pudesse descansar sem ser perturbada e ainda tirar um bom rango da estadia. – É para lá que eu vou. – Um pouco do tempo que tinha passado naquela ilha poderia me ajudar nesse quesito já que não era a primeira vez que caminhava por ali.

Eu olhava para minhas mãos e um pouco para minha adaga em meio ao caminho percebendo que não tinha me machucado naquele combate anterior e verificava o estado da minha nova arma para ver se tinha algo a ser aperfeiçoado ou arrumado naquele momento, de resto, apenas continuaria meu caminho, comendo mais um pedaço do chocolate em meio a ele já que precisava de algo para me dar uma melhor energia até lá.

Chegando na pousada ou similar me direcionaria até a atendente com um sorriso estampado por debaixo do pano, abaixando um pouco ele para falar sem sair abafado. – Boa tarde! Gostaria de um quarto para passar essa tarde e a noite, além de um belo rango. Quanto fica? – Perguntaria esperando saber dos horários da comida do qual esperaria tirando um breve cochilo em meu quarto enquanto esperava acordar no horário correto caso já não fosse.


Status:

Ganhos/Perdas:

Objetivos:


_________________

III - Death or Paradise - Página 4 BhECXT7
Johnny Bear
Imagem :
III - Death or Paradise - Página 4 __original_drawn_by_guweiz__sample-4986df3030866c8f857038f03766407a
Créditos :
05
Ver perfil do usuário https://www.allbluerpg.com/t1115-jyundee-kujoh#10441 https://www.allbluerpg.com/t1725p60-iii-death-or-paradise
Re: III - Death or Paradise Ter Maio 24, 2022 1:06 pm

武士道 Bushido




Doutor Peste há algum tempo para mim vinha sendo uma entidade contraditória, ao passo que meus companheiros gostavam bastante de denegrir a imagem do homem, ou simplesmente por mero repúdio à sua personalidade, não significava a completa repulsa, na verdade, as visitas e encontros cada vez mais frequentes me faziam questionar se ele era mesmo um indivíduo tão indesejável quanto pensei que fosse, se por algumas birras e desencontros, eventualmente ele seria uma figura marcante na nossa história, era duro ter que aceitar o fato de então a ajuda deste se fazer necessária, com sua fama tão posta abaixo, contudo de pouco era o feitio em julgar as pessoas sem antes conhecer, afinal ao olhos de uma pessoa mais ignorante, à minha frente eu tinha uma ameaça nacional.

Percebia a preocupação de Furu, embora a minha não fosse tão menor quanto, esboçar era uma condição diferente, afagava a cabeça do cachorro, confortando-o com, supostamente, palavras complexas demais para que ele pudesse compreender, mas sentia que lá no fundo ele parecia compreender o sentido em nosso tom de voz - É só um relaxante, Furu, você também respirou um desses quando estávamos enfrentando o guarda naquele beco, antes de você apagar, eram gases com o mesmo efeito… ou supostamente, são semelhantes - Pela descrição dubitável de Mica, dava a entender que era apenas um efeito que logo iria passar, mas nada era certeza até um diagnóstico preciso.

Era um aglomerado de mistos sentimentos entre a espera, mas me cabia apenas isso, não é como se tivessem poucas para serem resolvidas, eventualmente eu poderia sair e voltar depois de algumas delas, mas queria estar presente um pouco mais na vida de meus companheiros, aparentemente minha ausência tem custado diversas incertezas, não é como se eu estivesse disposta a arcar com mais uma, além de termos sérios assuntos para esclarecer.


____________________________________________________________________


Dados:

Objetivos:






Lyosha
Imagem :
III - Death or Paradise - Página 4 AO7UjML
Créditos :
35
Ver perfil do usuário https://www.allbluerpg.com/t1056-lyosha-bulgakov#10148 https://www.allbluerpg.com/t1725-iii-death-or-paradise#18228
Lyosha
Administrador
Re: III - Death or Paradise Ter Maio 24, 2022 5:16 pm




Fleeing is part of the struggle





———Lyosha sentia-se tranquilo ao perceber que Alesya estava bem e corria intacta pelo convés do Lions Gate, dificultando a vida dos seus inimigos com seus movimentos. O espadachim se via novamente diante de uma bifurcação, poderia tentar derrotar os tripulantes que ainda estavam no convés, tentando assim garantir uma fuga mais segura, ou simplesmente agarrar a sua parceira e sair dali o mais rápido possível.

———O problema em limpar o convés antes de fugir era que isso incluía lidar com o capitão daquela embarcação. O jovem pensava que o meio mais provável de nocautear Lionel era usar a carga de metal que havia acabado de roubar e fazer a mesma chocar-se contra a cabeça do homem, utilizando-se de toda a força que fosse capaz de empregar nesse movimento. Esperava que isso causasse uma concussão e lhe desse tempo de fugir, mas era um curso de ação arriscado.

———Depois de uma breve reflexão, percebeu que não valia a pena arriscar. A dama da sorte tinha lhe favorecido até aquele ponto, mas não daria margem para que ela rolasse os dados novamente. Ainda invisível, correria pelo convés tentando ir em direção a sua companheira. Percebendo que a atiradora tentaria usar alguma área como cobertura, tentaria antecipar seus movimentos para encontrá-la lá, caso contrário, simplesmente correria diretamente até ela.

———Assim que sua parceira estivesse dentro de seu alcance, usaria o braço livre para agarrar a cintura da mesma e perguntaria. - Sentiu minha falta? - Logo após o contato, faria a mulher ficar invisível e começaria a correr para fora do navio, carregando-a, pronto para pular a amurada do navio e aterrissar no porto.

———Após pousar, começaria a correr para dentro da cidade, não para o seu navio. Não queria deixar nenhum rastro para que o pudessem perseguir e achassem seus companheiros. Assim que sentisse que estava seguro, largaria a cozinheira e abandonaria a invisibilidade. - Foi divertido pra você? - Perguntaria, com um sorriso debochado no rosto, e escutaria atentamente o relato da atiradora, para saber se ela estava tão empolgada quanto antes.

———Assim que a mulher acabasse de falar, sugeriria que andassem logo, não desejava ficar muito tempo com a carga. - Vamos visitar nosso amigo Godo, quero me livrar de tudo isso logo. - Começaria a dirigir-se ao estabelecimento do ferreiro, chegando lá, cumprimentaria o artesão e venderia tanto a carga quanto as jóias, guardando para si apenas um colar de pérolas.




Lyosha Bulgakov
14





_________________

III - Death or Paradise - Página 4 H4KRIvB
Shiori
Imagem :
III - Death or Paradise - Página 4 EEEWL0c
Créditos :
67
Ver perfil do usuário https://www.allbluerpg.com/t363-shiori-miyamoto#1109 https://www.allbluerpg.com/
Re: III - Death or Paradise Qua Maio 25, 2022 7:56 pm
III - Death or Paradise



Jyundee & Caitlyn

Depois de todo aquele problema a felina foi embora também, pra que diabos ficar ali, se aquele passarinho tinha matado a vontade dela de seguir em alguma perseguição ou algo desse tipo. Então apenas se organizou para ir comprar roupas. E assim ela, quando chegou no local, não teve problemas em encontrar roupas que queria, pegando algo estilo uma máscara, uma capa branca, e pagando pelos itens, no valor de 200.000 de berries no total.

Saiu para buscar uma pousada, algo que não demorou a achar, e logo perguntou o valor, que a dona logo puxou ali o caderninho.-Pela comida e estadia, da cinquenta mil, a comida acontece cinco vezes: uma às 7:00 da manhã, essa já passou, outra meio dia que também já passou. E mais uma as 18:00 que estão servindo agora, e mais outra as 22:00 que vão servir mais tarde, se quiser comer a hora é agora. - e ela apontava pra uma cantina pouco luxuosa.

Era um lugar de qualificações bem básicas, estava servindo bife ao ponto, com arroz branco e feijão tropeiro, poderia já ser uma boa pedida antes de subir lá pro alto. O suco era de limão, o que poderia dar uma boa pedida também. Aí ia dela se ia comer essa refeição ou pular ela, varia da opção, mas ela recebeu a chave do lugar em que poderia dormir.

Se escolhesse subir, veria um quarto sem muito luxo, uma cama de solteiro simples, uma cozinha que era dividida por um balcão americano entre sala e cozinha, e um banheiro bem pequeno, com o básico de higiene necessário. Não era luxuoso mas também não era ruim, era o que poderíamos chamar de um quarto na média.

Enquanto isso no barco Jyu tentava trabalhar com Furu, acalmando ele sobre a situação, apesar de ela não ter total certeza sobre o assunto, e isso tudo ia apenas agravando a situação, ela tinha dúvidas e mais dúvidas sobre a situação. O tempo se passou até que a Loira chegou no barco seguida do já conhecido homem meio gordinho, de sorriso amarelo, que foi entrando.

Ele reconheceu a moça, vendo que ela agora tinha ficado loira, sendo ruiva pouco tempo atrás, quando a viu chegar junto desse grupo no porto.-Olha só, mudou o cabelo, foi pra combinar com a amiga?- disse ele brincando com a loirisse artificial da caçadora, que certamente teria outras razões, ele então examinou a moça, e começou a preparar um remédio.

Ele puxou uma maleta com diversas substâncias e foi misturando elas aos poucos ali dentro, ele coletou a saliva de Komi e fez muitos testes, e no fim chegou a um antídoto possível, fazendo ela beber tudo.-Os homens não estavam de brincadeira!! Com quem diabos vocês se meteram dessa vez moças? Eles deram um anestésico potente, mas se não fosse combatido em algumas horas podia levar a paradas cardíacas.- complementou ele finalizando o tratamento da moça, enquanto observava as últimas coisinhas, o pulso, batimentos e essas coisas.

Lyosha Bulgakov

O rapaz nesse ponto já havia tomado suas decisões,  e rapidamente correu até a cozinheira, agarrando ela e a deixando invisível, soltando ali o que parecia ser sua frase de efeito para o momento. A garota que parecia estar cansada logo respodina.-Achei que tinha ficado preso no banheiro. Nunca se sabe quando a natureza chama- falou em tom de brincadeira para com a situação, afinal ela tinha ralado bastante para segurar os oponentes lá em cima, então pra ela o tempo tinha corrido bem devagar também.

Então eles iam correndo dali e podiam ver a marinha começando a chegar no lugar, eles iam entrando com uma marcha de vários homens no Lions, e junto deles, adivinha? O velho com o olfato privilegiado. Certamente iria dar ruim, afinal realmente esse velho parecia estar investigando Lyosha, de alguma forma, era possível, que ele ainda fosse ver ele outra vez. Mas por hora ele havia evitado o problema.

Já distantes dali, ele tirava a mão da cozinheira, deixando agora que ambos ficassem visíveis, enquanto iam na direção de Godo, ele questionava o que a mulher tinha achado da situação até então, já que provavelmente foi a primeira vez em uma loucura tão grande assim.-Foi similar a estar numa caçada, só que, os animais eram um bando de leões muito rápidos, e um deles feito de chumbo. Eu nunca tinha tentado caçar um ser humano, mas foi bem emocionante.- disse com uma tranquilidade assustadora, soltando uma risadinha no final, ao ponderar a ideia que tinha levantado, afinal, era um cenário muito caótico de fato.

E no momento em que era comentado o lugar que eles estavam indo Alesya comentou algo sobre o tal ferreiro, algo que veio na mente dela na mesma hora.-Visitar o Godo Yeah. Keke por que ele fala “Yeah” no meio das frases? Até então eu não entendi de onde isso saiu.- disse rindo e ponderandop aquele comportamento esquisito que o ferreiro tinha, não que fosse incomum eles acabarem achando pessoas esquisitas assim.

Então quando eles chegavam ao local, Godo já ia pegando a balança, para poderem pesar a grande bola de aço, ele pesava ela e dava 9kg e 800 gramas, mas ele não fazia questão.-Foram nove quilos e oitocentas gramas Yeah, mas pagarei os dez milhões integrais Yeah, deixe-me averiguar as joias Yeah.- então ele iria pegar as joias pra dar aquela olhadinha em cada uma delas, ver se eram verdadeiras e estimar o valor.

Ele usava uma ferramenta de análise que lembrava tipo uma lupa, com várias lentes, para avaliar os valores, e como ele poderia cobrar, ele levava alguns minutos para cada uma, no final, estimando o valor.-Acredito que elas valham em torno de cinco milhões de berries Yeah, com isso dez milhões pelo metal, cinco milhões pelas jóias, e dois milhões pelo silêncio, ao todo dezessete milhões de berries.- ele pegava um montante de dinheiro, entregando ao jovem espadachim, colocando sobre o balcão para que ele pegasse, era quase o mesmo tanto que ele tinha recentemente gastado com sua escuna, e assim sua vida de furtos estava se mostrando lucrativa.



HistóricoPosts: 14
Nome: Lyosha Bulgakov
Nota Fiscal:
+4.060.000 B$ (em mãos) + 11.000.000 (Banco)
- 2.000.000 - Reabastecimento do Barco - (Turno 2)
- 250.000 - Kit de Arrombamento - (Turno 3)
Ganhos:
- Proficiência Arrombamento (Turno 1)
- Proficiência Atletismo (Turno 3)

Perdas:
-

Status:

PDV: 14.664/14.664
STA: 500/500
CONDIÇÕES: N/A
FERIMENTOS:
CONTAGEM DE DEFEITOS: 0/10

Dano Explicado: Danos restaurados depois do descanso longo.
—------

Posts: 14
Nome: Jyundee Kujoh
Dinheiro: 2.690.000
Ganhos:
-
Perdas:
-
Status:

PDV: 13.972/13.972
STA: 500/500
CONDIÇÕES:
FERIMENTOS: N/A
CONTAGEM DE DEFEITOS: 0/10

Dano Explicado:
—------
Posts: 12
Nome: Caitlyn Gigipeto
Nota Fiscal:
250.000 B$ (em mãos)
- 100.000 - Chocolate - (Turno 1)
+ Ganhou 2.500.000 - Trabalho concluído como Civil (Turno 4)
- 500.000 - Aço de boa qualidade pra adaga - (Turno 4)
Ganhos:
- Chocolate Branco (7/10) (Turno 1)
- Adaga Forjada


Perdas:
-

Status:

PDV: 9620/9620
STA: 400/400
CONDIÇÕES: N/A
FERIMENTOS:
CONTAGEM DE DEFEITOS: 02/10

Dano Explicado: .



_________________

III - Death or Paradise - Página 4 YHVeK1M

III - Death or Paradise - Página 4 VYrwji0
Achiles
Imagem :
III - Death or Paradise - Página 4 Bf3w3iH
Créditos :
38
Localização :
Farol - Grand Line
Ver perfil do usuário https://www.allbluerpg.com/t1735-caitlyn-g#18385 https://www.allbluerpg.com/t2060-iv-you-ll-never-see-me-cry#22235
Achiles
Pirata
Re: III - Death or Paradise Qui Maio 26, 2022 9:07 am

Gigipeto na Área!


As roupas não eram difíceis de serem encontradas e me deixavam bem animadas, com um sorriso no rosto era atendida pela recepcionista que me alegrava ao ver que o preço daquela pousada era bem barata e sinceramente eu estava só querendo um descanso mesmo, nem precisava ter muita qualidade. Com o valor desembolsado pela diária e a refeição, pagava para ela adiantado e recebia a chave de volta. – Tudo bem, com licença, vou ir lá então. – E me dirigia em direção ao refeitório.

Chegando ao refeitório percebia que a comida tinha um cheiro até que agradável onde eu pegava um prato e me servia tranquilamente de tudo o que eu tinha direito e um pouco mais, sentando-me em uma mesa solitária com um suco de limão em uma das mãos. – Aaaah... a melhor parte do meu dia. – Olhava salivando para o prato e então encarava aquele suco de limão. – Mas bem que podia ser de laranja, né... pô, mais docinho... fazer o que? – E começava a devorar o prato usando talheres e procurando apreciar o alimento aos poucos e sentava-me a mesa limpando a boca ao finalizar a refeição.

- É! Estava ótimo! – Acariciava a minha barriga como quem tivesse acabado de alimentar um monstro dentro e então ficava ali descansando um pouco antes de me levantar e ir em direção ao quarto indicado, abrindo-o com a chave e então adentrando para explorá-lo.

- Uma cama boa para dormir, mas antes deixa eu tomar um banho. – Diria, trancando a porta e qualquer janela com as luzes acesas e então retirando as vestes, lavando o que tinha que lavar e deixando secar da melhor forma que podia e escovando as presas que tinham que estar tinindo para arregaçar o pescoço de alguém no dia seguinte se fosse preciso. Seria então que me deitaria sem maiores questões apagando todas as luzes e dormindo, procurando descansar o máximo possível.

No dia seguinte, me preocuparia em abrir um pouco da janela para secar o resto das vestimentas antes de sair do quarto e então partiria em direção a forja novamente me escondendo com todas aquelas roupas e apenas as retirando quanto estivesse próxima dali. – Bom dia! – Falaria com um sorriso no rosto. – Methis! – Alegraria ao vê-la e uma questão desde o combate anterior me incomodava, minha adaga estava afiada e minhas mãos faltavam algo, eu odiava ficar presa a luvas ou botas, por isso, acreditava que precisava de algo para me dar uma força maior entre os dedos. – Me desculpe, mas não vim trabalhar hoje, na verdade, queria saber se por um preço, eu poderia usar a sua forja e alguns dos seus materiais para fabricar algo para mim. – Perguntava na maior cara de pau.



Status:

Ganhos/Perdas:

Objetivos:


_________________

III - Death or Paradise - Página 4 BhECXT7
Lyosha
Imagem :
III - Death or Paradise - Página 4 AO7UjML
Créditos :
35
Ver perfil do usuário https://www.allbluerpg.com/t1056-lyosha-bulgakov#10148 https://www.allbluerpg.com/t1725-iii-death-or-paradise#18228
Lyosha
Administrador
Re: III - Death or Paradise Qui Maio 26, 2022 5:43 pm




We're All Mad Here





———A tranquilidade demonstrada pela atiradora ao relatar a sua experiência era um tanto quanto preocupante. Lyosha sabia bem que ele mesmo não era exatamente uma figura ortodoxa, mas, entre sua trupe, Alesya parecia ser a pessoa mais normal. Começava a ter suas dúvidas depois de notar que a empolgação da mulher ainda persistia depois da situação que haviam acabado de enfrentar, de forma que começa a cogitar a possibilidade de que havia se tornado um imã de pessoas excêntricas e imprudentes. - Fico feliz que você tenha se divertido. - Reagiria desta forma as palavras da cozinheira, com um largo sorriso no rosto e sinceridade, afinal, se era dessa forma que ela pensava e agia, não precisava se preocupar mais com ela do que se preocupava com Mihaela.

———As observações sobre o vocabulário de Godo faziam com que uma singela risada escapasse. - Não faço a mínima ideia yeah. Estou tão perdido quanto você. - Responderia, entrando na brincadeira antes de começar a se deslocar até o estabelecimento daquela figura peculiar.

———O encontro com o ferreiro havia sido rápido e objetivo, sem maiores problemas e agradável para ambas as partes. O espadachim pegaria os dezessete milhões, refletindo sobre a lucratividade daqueles que agiam fora da margem da lei, para ele, chegava a ser ridículo fazer tanto dinheiro em tão pouco tempo. Esses valores ainda lhe pareciam algo estranho, mas tinha certeza que poderia se acostumar com isso.

———Após isso, abandonaria o local, mas não antes de se despedir apropriadamente. - Foi um prazer fazer negócio com você, Godo, como sempre. - Rumaria então para o Samsara, prestando atenção no porto e seus arredores. Notando uma presença muito grande de marinheiros por conta do incidente, faria com que ele e sua companheira ficassem invisíveis até alcançarem o navio, tentando assim prevenir qualquer problema.




Lyosha Bulgakov
15





Última edição por Lyosha em Qua Jun 01, 2022 6:46 pm, editado 1 vez(es)

_________________

III - Death or Paradise - Página 4 H4KRIvB
Johnny Bear
Imagem :
III - Death or Paradise - Página 4 __original_drawn_by_guweiz__sample-4986df3030866c8f857038f03766407a
Créditos :
05
Ver perfil do usuário https://www.allbluerpg.com/t1115-jyundee-kujoh#10441 https://www.allbluerpg.com/t1725p60-iii-death-or-paradise
Re: III - Death or Paradise Sex Maio 27, 2022 3:21 pm

武士道 Bushido




- Não, foi pra caçar um certo canibal na ilha que tinha tesão em loiras ou algo assim, todas a vítimas eram loiras - Não me importava tanto assim em ceder esse tipo de informação, apesar de confidencial, ela iria me prover um certo crédito ao responder a pergunta seguinte, minha intenção não necessariamente era de convencê-lo de convencê-lo de que a marinha tinha visíveis problemas estruturais, mas ao menos que fosse entender meu ponto e o de Mica, embora nem eu entendia direito o dela - Guarda local, a drogaram para levar sob a acusação de um crime meio absurdo e ambíguo, provavelmente meu rosto vai circular em cartazes pela região depois do que fiz mais cedo, também não estou nem um pouco a fim de continuar nessa ilha -

Possivelmente a vontade da maioria presente no cômodo, ainda deveríamos esperar por Lyosha, além do fato de eu não saber se era prudente ou não continuar com aquela carona, de qualquer forma, ainda tinha coisas que eu gostaria de fazer antes de partir, mas me exigindo acuidade em seguir pelas ruas, uma vez que elas já deveriam estar repleta de guardas a esse ponto - Acho que vou precisar de um disfarce se quiser continuar andando pelas ruas sem ser abordada em qualquer esquina. - Era minha deixa para questionar a um dos dois se conheciam alguém com o conhecimento necessário para me ensinar mais sobre isso - Senhor Doutor Peste conhece alguém que possa me ajudar com isso? -

Me daria ao luxo de prosseguir caminho caso me fosse apontada uma direção, tomando cuidado ao entrar pelas ruas afinal, não queria ser reconhecida facilmente, tentaria evitar locais mais populosos, me orientando um pouco por becos e ruelas. Do contrário, caso ninguém soubesse sobre alguém que pudesse me ajudar, iria apenas continuar a ficar sentada ao lado de Komi, aguardando pelo seu despertar.

____________________________________________________________________


Dados:

Objetivos:






Shiori
Imagem :
III - Death or Paradise - Página 4 EEEWL0c
Créditos :
67
Ver perfil do usuário https://www.allbluerpg.com/t363-shiori-miyamoto#1109 https://www.allbluerpg.com/
Re: III - Death or Paradise Sex Maio 27, 2022 11:38 pm
III - Death or Paradise



Jyundee

A situação dela era de um caos mental complicado, ela parecia ter que lidar com o fato de que ganharia um cartaz, de certa maneira expondo isso ao médico, o que ele achava levemente estranho, já que era quase como confessar ser uma criminosa, não era o tipo de pessoa que durava muito no mundo do crime.

Mas quem era ele pra julgar um cliente, pagando, clientes são sempre bem vindos no fim das contas.-Compreendo. Infelizmente esse não é um problema apenas dessa ilha, esse é um problema que eu poderia chamar de mundial. O Governo é um unico poder que tenta regrar todo o mundo, pense comigo, como um Governo Mundial, controla o mundo? Senão com força excessiva e desproporcional.- falou ele em um momento raro em que o Dr.Peste ficou sério, aquela pergunta que tinha despertado isso nele.

Apesar de tudo ele era um homem muito mais velho que ela, e tinha vivido o suficiente para ter muita história pra contar no meio de todo o caos que era ser um médico viajante.-Mas vou te dar um conselho, partindo de um homem mais velho e experiente, o mundo vai te decepcionar bastante ainda, então não tenha expectativas com os outros, acredite em si mesma, e as coisas vão ser melhores.- e com isso, ele tinha terminado o tratamento, cortando o efeito adverso em Komi.

Que agora caia no sono, já parando para dar aquela boa e velha descansada, já que ele deu alguns remédios que a fariam dormir de maneira calma. Nesse ponto que o papo mudava, para a possibilidade de criar um disfarce, algo que pudesse talvez manter ela na ilha por mais um tempo, sem correr o risco maximo.-Bem, eu conheço alguem sim, um mágico e ator, que é muito bom nessas coisas, se chama Mr.Wattson. Se você se interessar posso te levar até ele.- e com isso ela aceitava e iam se movendo para o local, eles iam num entra beco e sai beco, até chegar ao que parecia ser uma casa de shows, que estava covenientemente fechada.

O Dr entrava pelos fundos e guiava ela até o local, que parecia um tipo de sala de jantar, lá estava um homem trajando um terno, uma cartola, com uma bengala na mão, e um charuto que não estava aceso mas ele manipulava girando ele entre os dedos, livremente.-Doutor, o que traz o senhor aqui.- falou dando um sorriso. Que era retribuído pelo médico que explicava a situação.-Vim até aqui para trazer ela.- e agora era com a jovem Jyu, para ver o que exatamente queria do mago.

Caitlyn
Então a jovem moça decidiu passar sua comida pra dentro, deliciar-se com tudo antes de qualquer outra ação, ela até falava bem da comida, apesar de reclamar do suco, laranja aparentemente teria sido sua escolha de preferência. Então ela caminhou para o quarto já pronta para ir até lá explorar. Mas antes que pudesse entrar, ela ouvia a voz de duas garotas conversando.

Normalmente ela poderia ignorar, mas esse era um assunto que atrairia atenção, curiosidade e interesse.-A lojinha de livros da Pousada é legal, bom que eles ficam abertos até tarde. E os preços são muito baratos, bem mais que na biblioteca, o único problema é que falta um pouco de catálogo né?-Era uma informação valiosa, que a pousada tinha uma lojinha de livros, e aparentemente com valores realmente muito consideráveis e válidos de alguma forma..

Ela então explorava o quarto como de costume e tomava seu banho, a agua do chuveiro estava bem morna, numa temperatura gostosa, que era muito bom pra pele e pra relaxar, os músculos, depois de tudo isso eram agora 18:30, então ela tinha bastante tempo sobrando, se quisesse poderia ir até os livros. Checar eles, e talvez aprender algo antes de realmente avançar para sua soneca.

Se ela fosse pra loja, veria uma grande estante de livros por ali, tinha um pouco de tudo, e estava em promoção, cinco mil berries por livro, ela podia começar a fazer sua cestinha se quisesse, a atendente estava logo atrás do balcão, só esperando pelos resultados, os títulos dos livros que já saltaram aos olhos eram realmente todos úteis.

O primeiro chamava-se “A Arte da Movimentação e Equilíbrio, Torne-se um Acrobata”. A capa era bonita, era uma sombra de uma pessoa se equilibrando numa corda em meio ao céu noturno com uma bela lua desenhada. O segundo era: “Economize suas roupas e calçados, aprenda a costurar”. E assim vinha a lista: “Venenos? São mais do que apenas morte. Guia prático de como lidar com venenos.” E um médico com frasco roxo na capa.

O proximo, era: “Seja um mestre das poções, química do básico ao avançado”. Em seguida, Elementar meu Caro. “A arte da dedução, aprenda a lógica, e como organizar seus pensamentos”. E por fim “O mundo Magico das plantas”

Lyosha

A cozinheira como sempre acabava surpreendendo um pouco o jovem rapaz, sua forma pouco ortodoxa de enxergar aquela luta como uma caçada, e ainda ter se divertido, não era algo normal. Mesmo assim era esse tipo de pessoa que eles estavam atraindo para si. Pessoas não muito comuns, malucos talvez, ou simplesmente com um pequeno parafuso a menos.

Entretanto a descontração logo havia tomado conta dos dois enquanto ele respondia a brincadeira dela com outra brincadeira, e eles trocavam risadas até chegar no dito cujo, onde após tudo, ele recebeu seu dinheiro, e então fez sua frase cordial, na qual Godo respondeu em seguida.-O prazer foi meu Yeah volte sempre Yeah- deixando que eles fossem embora sem mais problemas, a vida lucrativa de bandido, era o que tinha pra eles hoje.

E caminhavam com cuidado até o porto, onde ele viu que os marinheiros se concentravam bem longe do Samsara, eles estavam tentando conseguir algo para o lado que ele tinha corrido e seguia a unica pista afavel. Mesmo assim por precaução ele ficou invisível finalmente entrando no seu Navio. Ele viu ao longe que Jyu tinha partido, e a Loira foi quem o recebeu por ali, mas claro, ela ainda não o tinha visto já que ele estava invisível.

Assim que ele desse as caras a Loira viria até eles, e ela parecia um tanto agitada, quer dizer, Mika sempre é agitada, mas um pouco mais que o normal. Até mesmo Alesya notava, soltando uma pergunta em tom de brincadeira.-Que que foi menina? Parece que viu um bicho.- E Mihaela sem perder muito tempo começava a falar a situação, que bem, provavelmente teria de ser resolvida por o homem de terno, afinal ele quem usa o terno no barco.-Então, é o seguinte, te contar um negócio, eu fui ajudar a Jyu a salvar uma amiga, que aliás tá desmaiada ali no quarto, só que ela agora sabe que a gente é pirata, tipo assim, ela não sabe tudo tudo, só sabe que a gente tem cartaz pela cabeça. - disse ela falando um tanto rápido, de modo que a história ficou mal contada, não era que estava ruim, só mal contada mesmo, ficando levemente estranha a cronologia dessa parada aí.



HistóricoPosts: 14
Nome: Lyosha Bulgakov
Nota Fiscal:
+4.060.000 B$ (em mãos) + 11.000.000 (Banco)
- 2.000.000 - Reabastecimento do Barco - (Turno 2)
- 250.000 - Kit de Arrombamento - (Turno 3)
+ 17.000.000 - Furto pra Godo - (Turno 14)
Ganhos:
- Proficiência Arrombamento (Turno 1)
- Proficiência Atletismo (Turno 3)

Perdas:
-

Status:

PDV: 14.664/14.664
STA: 500/500
CONDIÇÕES: N/A
FERIMENTOS:
CONTAGEM DE DEFEITOS: 0/10

Dano Explicado: Danos restaurados depois do descanso longo.
—------

Posts: 14
Nome: Jyundee Kujoh
Dinheiro: 2.690.000
Ganhos:
-
Perdas:
-
Status:

PDV: 13.972/13.972
STA: 500/500
CONDIÇÕES:
FERIMENTOS: N/A
CONTAGEM DE DEFEITOS: 0/10

Dano Explicado:
—------
Posts: 12
Nome: Caitlyn Gigipeto
Nota Fiscal:
250.000 B$ (em mãos)
- 100.000 - Chocolate - (Turno 1)
+ Ganhou 2.500.000 - Trabalho concluído como Civil (Turno 4)
- 500.000 - Aço de boa qualidade pra adaga - (Turno 4)
Ganhos:
- Chocolate Branco (7/10) (Turno 1)
- Adaga Forjada


Perdas:
-

Status:

PDV: 9620/9620
STA: 400/400
CONDIÇÕES: N/A
FERIMENTOS:
CONTAGEM DE DEFEITOS: 02/10

Dano Explicado: .



_________________

III - Death or Paradise - Página 4 YHVeK1M

III - Death or Paradise - Página 4 VYrwji0
Achiles
Imagem :
III - Death or Paradise - Página 4 Bf3w3iH
Créditos :
38
Localização :
Farol - Grand Line
Ver perfil do usuário https://www.allbluerpg.com/t1735-caitlyn-g#18385 https://www.allbluerpg.com/t2060-iv-you-ll-never-see-me-cry#22235
Achiles
Pirata
Re: III - Death or Paradise Sab Maio 28, 2022 1:34 pm

Gigipeto na Área!


- Lojinha de livros? – Dizia empolgada em voz baixa ao ver que não precisaria ir até a biblioteca de novo e percebia que ficava ainda melhor já que eu poderia ler no meu quarto tranquilassa. O banho era revigorante e ainda tinha um tempo antes de prosseguir para a minha caminha e posteriormente para a forja amanhã, então, o que custava ir até a lojinha um pouco antes do sono?! Colocaria novamente minhas vestes mesmo que algumas delas ainda estivesse molhada.

Era esse meu trajeto e chegava a vê-la e ficava boquiaberta com uma grande empolgação de poder comprar meus livrinhos e poder aprender sobre mais alguma coisa, estava curiosa em saber as diversidades daqueles livros então ia explorando um a um vendo qual me chamava atenção e alguns deles conseguiam penetrar em minha mente e falar: “Me pegue!”.

Eu olhava para o meu bolso e ele olhava para mim, minha mão começava a empilhar livro em cima de livro e então colocava no balcão da lojinha onde desembolsava o valor total aqueles livros usando do preço da promoção para fazer essa estipulação. – Hehe! Vou levar todos! Parecem muitos bons, principalmente esse da lua aqui!

Colocaria em uma sacola ou o que fosse e carregaria comigo em direção ao meu quarto onde rapidamente abriria o livro na primeira página e começaria a lê-lo com grande curiosidade deitada na cama após ter colocado minhas vestes mais uma vez para secar.

Aprendizado: Acrobacia

Leria com grande atenção procurando identificar os pontos principais do livro e a história com usos que poderia haver no meu cotidiano, desde os mais simples como subir em certos lugares, onde e como pular e outras coisas. De toda forma, não me preocuparia com o tempo passando e leria até o seu fim ou até cair de sono na cama dormindo até o dia seguinte.

Fim

Acordaria no dia seguinte limpando os olhos de remela e então deitando mais uma vez em minha cama onde ficaria por um longo tempo apenas descansando os músculos e procurando aproveitar mais um pouco da manhã antes de finalmente levantar e ir ao banheiro para fazer todas minhas necessidades básicas e abrir um pouco da janela para entrar um pouco de ar, abertura suficiente apenas para uma brisa sem que fosse possível ver o exterior.

- Aaaah, que preguicinha! – Coçava a parte de trás da minha orelha e então olhava para os livros, eles olhavam para mim, eu olhava de volta e falava. – É... hoje vai ser um ótimo dia para rushar alguns de vocês! – Riria sem me preocupar com mais nada, apenas começando um uni-duni-tê para saber qual livro seria o próximo!



Status:

Ganhos/Perdas:

Objetivos:


_________________

III - Death or Paradise - Página 4 BhECXT7