Bem-vindo ao

All Blue

É com muito prazer que lhes damos os comprimentos ao nosso RPG. All Blue se trata de um RPG narrativo com o ambiente principal centrado em One Piece, obra de Eiichiro Oda.
Se divirta nessa nova aventura e se torne o novo rei pirata... Se puder!

III - Death or Paradise

Página 8 de 9 Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8, 9  Seguinte
Achiles
Imagem :
III - Death or Paradise - Página 8 Bf3w3iH
Créditos :
38
Localização :
Farol - Grand Line
Ver perfil do usuário https://www.allbluerpg.com/t1735-caitlyn-g#18385 https://www.allbluerpg.com/t2060-iv-you-ll-never-see-me-cry#22235
Achiles
Pirata
III - Death or Paradise Qui Maio 05, 2022 11:49 pm
Relembrando a primeira mensagem :

III - Death or Paradise

Aqui ocorrerá a aventura aberta do(a) Pirata Lyosha Bulgakov & do(a) Caçador(a) de recompensa Jyundee Kujoh. A qual não possui narrador definido.

Johnny Bear
Imagem :
III - Death or Paradise - Página 8 __original_drawn_by_guweiz__sample-4986df3030866c8f857038f03766407a
Créditos :
05
Ver perfil do usuário https://www.allbluerpg.com/t1115-jyundee-kujoh#10441 https://www.allbluerpg.com/t1725p60-iii-death-or-paradise
Re: III - Death or Paradise Dom Jul 10, 2022 4:25 pm

武士道 Bushido




Adiante fez-se num tom descrente, mas pelo que se comprova, era de fato um poder anormal, em sua recôndita rendição à veracidade, ergui as mãos denotando o erro, não esquecendo de pouco fazer uma último comentário em escárnio de suas crenças hiperbólicas - Ok, eu me rendo, você agora me provou que rezas e rituais são mesmo poderosos, a quem dedico sacrifícios para poder parar o tempo ou coisa parecida? - Tornava o olhar ao então capitão, desta fez-se um cumprimento em respeito, percebendo que sua técnica era então a mais potente - Apesar de tudo, você ainda permanece tangível nesse estado? Komi disse algo sobre frutos do diabo, acho que seja mais fácil acreditar que vem daí suas habilidades, não d’um monumento ou alucinação qualquer, há de ser água do mar uma fraqueza? - Por mais que o tom pudesse parecer ameaçador, expondo-lhes a fútil fraqueza, como se de alguma forma o intuito fosse usar isso contra ele em algum momento, decerto a curiosidade me cercara, não pela malícia, mas o conceito de adquirir um poder de origem semelhante.

- Ser um pirata, mas seu pior inimigo se torna o mar em troca de algum poder, meio melodramático, existe alguma explicação plausível para esse tipo de coisa existir? Ou?... - A princípio, buscando por algo mais ligeiro e menos místico, fitava os outros companheiros em busca da resposta, na incerteza ou ausência daquela, tornara a cabeça lentamente para Mica, esperando de já uma de suas novas histórias, quase como se provocasse ela para que contasse alguma - Vai, eu sei que você quer falar alguma coisa sobre os frutos do ““DIABO””, diga, diga -



Dilemas morais não são bem um fardo se você souber como lidar com eles no fim das contas, transformações e suas fases, por mais que o destino estivesse por  postergar todo esse momento, fez-se como uma barragem em ruptura, tempos de negligência ruindo n’um só instante a causar estragos, bem como se fez os sentimentos. Padecer com o clima tenso entre alguns momentos fazia parte do processo de transformação, bem como o de própria aceitação, compreendia que por mais extenso que fosse aquele dilema, estendia-o desde muito tempo nessa aventura, mas colocando os pés no chão em questão de tempo, era apenas um dia depois da grande descoberta, para eles não era algo tão grandioso assim, mas como seria a reação de cada um ali sentir o próprio mundo desabar? Komi poderia acordar certo dia e descobrir que o próprio Tio trabalha conspirando com o governo, contra tudo o que já acreditava, para então ouvir deste coisas fazem parecer o reinado não tão ditatorial assim, e o grupo por qual ela antes lutava e defendia, começa a destrinchar em conspirações e corrupções bem na sua frente.

- Acredito que eventualmente você vá entender capitão, Hakuna Matata não resolve seus problemas, é só uma solução mais rápida, ou esse estilo libertino não me cai bem. Se você só enfrentar de uma vez o seu passado, não haverá mais nada para remoer  - Sorria diante da despedida dos dois, consciente de que no fim das contas não era bem sobre confrontar o próprio passado, mas sim a si mesmo, por mais que pudesse ser tedioso ou algo que muitos só querem deixar de trabalhar para então esquecer.
.
.
.
O ar um tanto sutil me levava a curiosidade e a descoberta dos planos da mulher, concentrava no meio da conversa totalmente desinteressantes focando no verdadeiro mistério, estava lá bem às minhas mãos e… Ue caceta, o que o meu cachorro estava fazendo ali? - Quando é que você chegou aqui, canalhinha? Não te deixei no barco? - Tomá-lo-ia pela coleira interrompendo um pouco sua interação com a felina, lembrava um pouco do que o guarda disse sobre ela ser sarnenta, dada sua reação não parecia tão verdade assim, mas eu não queria correr o risco de expor o pobre cachorro a esse tipo de companhia, até saber de verdade com quem estávamos lidando. O primeiro sinal de anormalidade era o fato de ter se dado tão bem com a Mica, gente boa não é, muito provavelmente.

- Fareja isso aqui no sigilo - Diria baixinho sussurrando para Furu enquanto as duas estavam ocupadas demais conversando sobre a tripulação, a loira gostava bastante de fantasiar e dar garbo aos relatos, então levaria tempo até que ela parasse de falar, ao apressar o canino o incentivo a descobrir o que havia na caixa, lhe dando um petisco já que ele era o mais patife entre nós, se bem que das intenções não sendo esta a mais nobre, apenas uma troca de favores na surdina.
____________________________________________________________________


Dados:

Objetivos:






Shiori
Imagem :
III - Death or Paradise - Página 8 EEEWL0c
Créditos :
67
Ver perfil do usuário https://www.allbluerpg.com/t363-shiori-miyamoto#1109 https://www.allbluerpg.com/
Re: III - Death or Paradise Seg Jul 11, 2022 6:47 pm


Lyosha & Jyundee

A mulher procurou algo racional, mesmo que claramente não existisse nada racional envolvendo aquilo, e no fim, presa em um ponto onde ela não sabia explicar questionava a Mika, sobre o que ela acreditava que era esse poder, por que esse poder veio até ele, e como ele se propagava.-Não consegue né? Mas pra sua sorte eu sei exatamente o que é uma fruta do diabo, inclusive eu expliquei pra ele.- disse ela fazendo uma cara completamente confiante.

Então iria começando a falar novamente sobre o assunto.-Akumas no mi são frutas que possuem demônios presos nelas, e quando você morde, o demônio na fruta, entra no seu corpo. Só existe um demônio de cada tipo, então você nunca vai ver duas frutas com o mesmo domínio, só existe um homem invisível e é ele. Porem existem coisas parecidas, como Fogo e Calor, são duas coisas diferentes no fim. Além disso, o demônio vem junto com uma maldição, o usuário não pode nadar, mas água do mar não o deixa fraco necessariamente, exemplo, se eu pegar um punhado de água do mar e tacar no Lyosha ele vai só ficar molhado. O efeito começa se a água ficar acima da cintura. E precisa ser em corpos de água parados, não adianta tentar afogar ele controlando montantes de agua, quer dizer até adianta, mas não vai ser pela perda dos poderes.- explicou ela de maneira bastante empolgada, ela tinha realmente tagarelado naquele momento, falado e falado e falado.

E iria falar ainda um pouco mais mesmo depois de falar pra um caralho, ali estava ela, pronta pra falar mais uma meia hora ou mais ainda. De qualquer forma o que ela dizia era também importante.-O negócio é que, não se pode comer dois frutos desse, senão os demônios brigam e você explode!! A morte é instantânea pra quem comer o segundo fruto. E eles são muito raros, a maldição neles faz com que você fique forte, mas a um preço alto, ele por exemplo, só encontra gente estranha e forte, onde quer que vá.- disse ela apontando pra o grisalho, que de fato tinha leve azar, toda hora brigando com uma quantidade elevada de inimigos correndo atrás dele.

O embate ideológico seguiu onde no fim nada de produtivo ia sair dali, a moça que estava de mal com a vida e cheia de problemas, era Jyu e certamente naquele momento era algo interno e pessoal, que ela mesma tinha de resolver, ainda mais pelo fato de que ela sempre seguiu leis e normas, então era algo dela naquele ponto. Nem mesmo Mika quis continuar com esse papo.

Caitlyn & Jyundee

Depois de estarem fora do barco a moça percebeu que o canino havia desobedecido ela, vindo atrás das moças, algo que ela logo foi lá pegar ele e retirar de perto da felina, afinal era incerto o boato sobre a doença que poderia acometer ela, a famosa Sarna. Então ela simplesmente não deixou o doguinho ficar por perto dela muito, e então todos rumaram de volta ao navio, onde a mulher pedia pro cachorro farejar as caixas, algo que ele fazia.

Principalmente quando ela lho oferecia, biscoitos, certamente aqueles sim eram o manjar dos Deuses que ele esperava, então em grande prontidão depois da oferta verdadeira que a espadachim tinha feito ele ia farejando as caixas, ele não sentia nada de incomum ali, apenas parecia comida, frutas, e coisas desse genero, então ele dava dois latidos Woof Woof, como forma de dizer que não tinha encontrado nada de incomum ali no convés. O que fazia sentido, mas a curiosidade da Espadacim não era infundada também, afinal para ela aqueles eram piratas.

Enquanto isso a felina perguntava sobre a mulher ser estessada sempre, e era mesmo o sujo falando do mal lavado nessa embarcação porra.-Sim Sim!! Ela é até meio doidinha, jogou dinheiro fora e tudo. Acredita na eficiência do governo, e que leis são justas, dá pra acreditar?- ela falou em tom jocoso, mas tinha um fundo de verdade naquilo, e um pouco de provocação, mas de toda forma, ela não estava buscando algum tipo de reação da espadachim, afinal estava em um papo com a sarnenta outra.

Então quando ela foi questionada sobre o tal capitão, ela reforçou a ideia de que ele voltaria rápido, afinal, eles estavam prontos para partir.-Ele deve demorar algumas poucas horas e quando ele voltar, partimos. Mas por hora não tem nada pra fazermos aqui, pode relaxar.- explicou ela, agora se retirando temporariamente dali, quando então tudo estava em paz por enquanto.

A Felina nesse tempo parava, e começava sua leitura, ficando ali algumas horas lendo, e ponderando o que exatamente o assunto, conseguindo aprender tudo que era necessário nesse período de tempo.

Lyosha

Na igreja, as coisas iam bem, mas Lyosha buscava conseguir as duas coisas, ele queria informação, e ele queria algo a mais, queria tudo, uma informação e um dinheiro, seu argumento era certeiro, apesar de que o homem ali esperava por aquilo, ele imaginou que uma barganha mais ou menos como essa fosse acontecer.

Afinal ele estava lidando com um pirata, e eles de certo iam tentar extorquir o quando fosse dele. Por isso as coisas estavam indo para o esperado. Então quando ele terminou de falar, o homem concordou com os termos.-Pois bem, eu lhe entrego o dinheiro e você me repassa a informação, em seguida, eu lhe conto o que tenho de informação, ficamos bem assim?- ele propunha a forma da troca.

Então tirava de dentro do sobretudo a quantia de cinco milhões e entregaria a Lyosha, deixando que ele agora falasse sua informação primeiro, antes de começar a contar a que tinha para falar. Ele aguardava todos os dados e quando tivesse eles, então iria falar o que sabia.-Veja bem, um dos nobres daqui, conhecido como Barão Grievus, está com sua mansão levemente vulnerável. Seu principal segurança acabou de deixar a ilha. Acontece que ele era um homem peixe e trabalhava no Teatro, que foi roubado, ele acabou sendo demitido, e decidiu deixar a ilha.- explicou ele para Lyosha, toda a questão que poderia se envolver, algo que de certa forma não era assim tão glamuroso.

A informação dele no entanto começaria soando bastante familiar para nosso espadachim, porque bem, ele conheceu um tal homem peixe segurança. Então a informação não havia terminado, ele repassava agora a localização da mansão, e pegava uma possível planta do lugar.-A mansão dele fica a sudeste da ilha, marquei aqui no mapa. E tenho uma versão da planta da casa, mas ela é de quatro meses atrás, houveram poucas reformas, então uma coisa ou outra pode ser diferente, mas o armazém e depósito estão no mesmo lugar.- e depois disso, se tudo estivesse de acordo, ele deixaria o rapaz ir, saindo pelo outro lado como se eles não tivessem se visto, indo pelos fundos da igreja.

Enquanto Lyosha voltava para a embarcação depois de algum tempo de caminhada junto com a pequena Komi, que o seguia sem muito alarde.

Lyosha, Caitlyn & Jyundee

Chegando no seu barco, ele finalmente podia ver, uma mulher gato, de cabelos roxos, sentada lendo um livro na sua embarcação, terminando de fechar ele no exato momento que ele subiu ali. Mika, conferindo o timão, velas e vendo se estava tudo certo para partirem e por fim a espadachim que estava perto das caixas com o doguinho que rolava no chão e ficava felizão com a barriguinha pra cima enquanto aproveitava depois de ter comido.

Tudo havia culminado para o momento da partida, algo que eles teriam de resolver, se iriam agora, ou se ainda tinham pendências, de qualquer forma, estavam quase lá, era hora de chegar na grande linha, mudar os ares, depois de tanto tempo naquela ilha inquisitória, e colocar a prova o tal do mistério da montanha vermelha e o mar agitado.

Spoiler:

_________________

III - Death or Paradise - Página 8 YHVeK1M

III - Death or Paradise - Página 8 VYrwji0
Achiles
Imagem :
III - Death or Paradise - Página 8 Bf3w3iH
Créditos :
38
Localização :
Farol - Grand Line
Ver perfil do usuário https://www.allbluerpg.com/t1735-caitlyn-g#18385 https://www.allbluerpg.com/t2060-iv-you-ll-never-see-me-cry#22235
Achiles
Pirata
Re: III - Death or Paradise Ter Jul 12, 2022 10:16 am

Gigipeto na Área!


- Leis são justas e o governo é bonzinho?! – Apenas repetia suas palavras, aquele comentário era infeliz e com certeza era algo que tirava meu pé perto da ruiva. Faltava ela dizer que gnomos eram reais e baús se encontram no fim do arco-íris...

Aquela conversa tinha seu fim e eu aproveitava do tempo para ter uma ótima leitura sobre átomos e fórmulas químicas e se tu misturar plum e plá faz KABUM!

Era o momento que uma pequena garotinha surgia junto a um homem mais velho e eu percebia sua aparência esbelta embora seus cabelos acizentados me lembrava a aparência de um ser com maior idade. – Grrrr... Tu que é o capitão? – Grunhia como um bom pirata já que ele deveria fazer algo desse tipo, afinal, é o que todos piratas fazem, não? – Me chamo Caitlyn, Mihaela tá me devendo um favor e disse que eu poderia pegar uma carona com vocês. – Cumprimentava agora de forma mais cordial.

Ter a emoção de estar saindo daqueles mares desgraçados era algo que me deixava mais agitada e leves faíscas de energia saiam de uma orelha para outra com a empolgação. – Não acho que deva ter problema, não é? – Por algum motivo, suas roupas me tinham uma perspectiva um tanto familiar e eu não entendia o porquê, pelo menos ainda.

Se ele me perguntasse o motivo que ela estivesse me devendo um favor, prontamente responderia. – Um guardinha maldito me chamou de sarnenta, daí eu bati nele e ajudei elas indiretamente a fugirem do lugar, o maldito ficou com um sorrisinho de orelhinhas de gato no peito e vai lembrar de mim durante um bom tempo. Aí nessa fuga eu puxei a atenção de mais milhares e, bom, isso ajudou elas. – Sorria como se isso que aconteceu não fosse nada demais, entretanto, por dentro, estava: “Porra, agora tenho uma recompensa! Porra! Não sei se isso é bom ou ruim! HIHIHI!”

E cada vez que eu lembrava disso era como se minhas faíscas ficassem cada vez mais agitadas e pulassem em uma frequência maior entre os pelos do meu corpo. – Ela disse que eu ainda precisava da sua permissão ou algo assim. – Complementava as informações me encostando novamente na amurada e esperando qualquer resposta.



Status:

Ganhos/Perdas:

Objetivos:


_________________

III - Death or Paradise - Página 8 BhECXT7
Lyosha
Imagem :
III - Death or Paradise - Página 8 AO7UjML
Créditos :
80
Ver perfil do usuário https://www.allbluerpg.com/t1056-lyosha-bulgakov#10148 https://www.allbluerpg.com/t1725-iii-death-or-paradise#18228
Lyosha
Administrador
Re: III - Death or Paradise Qua Jul 13, 2022 9:59 am





Witch's Cat





———A visão lhe causava um grande estranhamento, uma criatura humanóide que, apesar de parecer bastante com um humano, tinha traços felinos, como cauda e orelhas de gato. Nunca tinha tido essa visão antes, lhe parecia algo antinatural, ou melhor, natural demais. Tomava alguns instantes para observar a criatura e formar uma opinião, era uma aparência um tanto quanto bizarra, mas não necessariamente feia. Para a sua surpresa, a felina começava a falar com ele, perguntando sobre o seu posto naquela tripulação. - Eu? - Levaria a mão esquerda ao peito, indicando a si mesmo enquanto perguntava de forma dissimulada. - Bem, não me parece que você esteja aqui para tentar nos capturar, então, sim, sou o capitão. - Responderia, com um largo sorriso carismático no rosto.

———O motivo da pergunta não demorava para se revelar, algo inofensivo como uma carona e, para variar, Mihaela estava envolvida. Geralmente a resposta para essa pergunta seria sim, sem nenhum problema, não se incomodaria com mais uma alma em seu barco, mas nesse caso era diferente. - Na verdade existe, sim, um pequeno problema. - Declararia, em um tom completamente sério. - Eu sou um homem supersticioso, entende? Acredito em destino e coisas do tipo, o nosso próprio encontro pode ser predestinado. - Demonstraria um sorriso um tanto quanto arrogante. - Quando conheci Mica, que pelo visto você bem conhece, todos disseram que ela não traria nada além de azar, ela era uma mulher e, ainda por cima, uma bruxa. - Faria um pequeno suspiro. - Ela me traz muita dor de cabeça, isso é um fato, mas nenhum azar propriamente dito. Já que tenho uma bruxa a bordo, acho que não faz sentido barrar um gato preto como acompanhante. Apenas peço que faça a mesma promessa que ela, que esse navio não afundar por sua causa, desta forma não terei nenhum problema com sua companhia. - Finalizaria suas ressalvas com um sorriso no rosto e subiria a bordo do Samsara. Assim que pisasse no convés da embarcação, viraria-se para a felina mais uma vez. - Ah, tem só um pequeno detalhe que esqueci de mencionar, dois detalhes na verdade, vamos fazer uma pequena parada antes de deixar a ilha de vez, além disso, se você falhar em sua promessa, minha alma lhe assombrará pelo resto da eternidade. - Ofereceria seu sorriso mais amigável, como se a ameaça que havia acabado de fazer fosse apenas uma brincadeira.

———Já dentro do navio, olharia ao seu redor no convés e chamaria a atenção de todas as mulheres e cachorros que estivessem por ali. - Gostaria de pedir um momento da atenção de vocês, temos algo urgente para discutir. Por favor me encontrem na cozinha. - Declararia, sem gritar, mas em um tom que todos pudessem ouvir, daí então desceria para a cozinha. Chegando na cozinha, limparia a mesa e colocaria a planta da mansão aberta sobre ela, daí então, esperaria até que todos chegassem ao local.

———Quando todos estivessem reunidos, começaria a explicar seu plano. - O que está estendido sobre a mesa é a planta de uma mansão que, de acordo com os nossos colegas do exército revolucionário, está praticamente desprotegida. Como a maioria de vocês bem sabe, para nossos objetivos, precisamos de muito dinheiro, ainda mais quando alguns de nós simplesmente saem jogando dinheiro por aí. - Simplesmente não poderia perder essa oportunidade. - Também sei que é perigoso permanecer tempo demais por aqui, mas essa parece ser uma oportunidade fácil de fazer dinheiro rápido. - Observaria as pessoas ali reunidas, para tentar ler o clima da sala e saber se elas eram favoráveis ou não ao plano antes de continuar. - Essa mansão fica no sudeste da ilha, como marcado nesse mapa. - Revelaria o mapa entregue pelos revolucionários para que todos pudessem ter uma ideia clara do posicionamento da construção. - Podemos zarpar e contornar a ilha, até ficarmos próximos da mansão, daí então desembarcamos e, enquanto vocês distraem os poucos seguranças do local, uso minhas habilidades para realizar o roubo. - Falaria de forma confiante, como se tratasse de um trabalho simples de ser executado. - Depois disso é só fugir, com muito dinheiro no bolso. - Apesar de não perguntar expressamente a opinião dos tripulantes, estaria aberto a ouvir qualquer contraponto, mas, se ninguém resolvesse se opor a ideia, encararia a navegadora com um largo sorriso. - Mica, por favor, trace a nossa rota, não temos tempo a perder. - Pediria, de forma claramente animada e empolgante.




Lyosha Bulgakov
28





_________________

III - Death or Paradise - Página 8 H4KRIvB
Johnny Bear
Imagem :
III - Death or Paradise - Página 8 __original_drawn_by_guweiz__sample-4986df3030866c8f857038f03766407a
Créditos :
05
Ver perfil do usuário https://www.allbluerpg.com/t1115-jyundee-kujoh#10441 https://www.allbluerpg.com/t1725p60-iii-death-or-paradise
Re: III - Death or Paradise Qua Jul 13, 2022 9:19 pm

武士道 Bushido




Ao deleite do canino, seduzindo aquela ideia de haver algo errado, mesmo que ainda as confirmações do próprio farejador me dissessem o contrário, se fosse bem na hora dos levantes partidários, era garbosa a maneira com qual organizava as palavras, como quem tem acuidade no assunto mesmo que de pouco intelecto ou razão fizesse sua oratória. Arriscava soltar a besta de quatro patas ao colo de Komi, quem sabe a euforia do pequeno trouxesse um pouco mais de alegria em seu dia, curioso se dava ao fato de que os dois voltavam sem dar muitas explicações, presumi por poucos trejeitos, ter seguido tudo bem no fim das contas.

- Uma oportunidade fácil de fazer dinheiro rápido, uhul! Não poderia estar mais empolgada, você também não quer nos convidar para um sistema de pirâmide? - Afagava o áspero ensejo convidativo para o sarcasmo, dos males este parecia ser o pior, por qual motivo exatamente esperar boa fé n’uma ação de Revolucionários? Bem, não era exatamente essa a base de sustentação de meu verdadeiro desdém, até por quanto, muito fácil para Mica ou Lyosha seria distorcer um pouco sobre minha própria crença na justiça e não era bem sobre colocar à prova o caráter alheio a raiz do problema.

- Adoraria ver o desfecho disso, a marinha potencialmente aparecendo, vocês tendo que fugir - A condição era perfeita para ver tudo ruir, não é como se o expoente do plano fosse um problema, mas estava bem distante o meu desejo de ser parte de um grande roubo, sob a resposta de ser conivente com isso, não era necessariamente um incômodo, afinal eu poderia estar trabalhando em maneiras de atrapalhar ao máximo essas empreitadas dos nossos companheiros, sem necessariamente sujar as mãos, era animador.
____________________________________________________________________


Dados:

Objetivos:






Shiori
Imagem :
III - Death or Paradise - Página 8 EEEWL0c
Créditos :
67
Ver perfil do usuário https://www.allbluerpg.com/t363-shiori-miyamoto#1109 https://www.allbluerpg.com/
Re: III - Death or Paradise Sex Jul 15, 2022 9:42 pm



Lyosha, Caitlyn & Jyundee

O capitão havia voltado ao barco e para sua surpresa ele tinha encontrado a felina ali, a criatura que o fazia questionar o que exatamente ele estava vendo, não era bem que ele a achasse feia, mas certamente era muito diferente de tudo que ele viu, e então Mihaela que estava ouvindo a conversa ia se aproximando e falando quando ele dizia sobre o fato de que ela dava dor de cabeça.

Então ela logo comentava fazendo um barulho com a boca que era um sinal de negatividade, igualmente, sua cabeça balançava de um lado pro outro onde ela começava a corrigir a fala dele.-Você está vendo isso de um jeito negativo, eu não causo problemas, eu sou a solução dos seus problemas.- disse bastante confiante sobre o que estava prenunciando, tendo bastante certeza do que dizia.

E quando ele pronunciava que o barco não havia virado a garota então pronunciava as palavras.-Ainda...- e se ela fosse questionada sobre o que havia dito ela então se faria de doida.-Eu? Que? Disse nada não...- e ficaria assobiando desconfiada, olhando para a lateral, é claro que ela não acreditava que iria virar o barco foi só uma provocação boba, pra não perder o costume.

Enquanto isso acontecia Jyu pegava a besta de quatro patas, e soltava no colo de Komi que sorridentemente fazia carinho naquele bichinho foto, enquanto ele girou no colo dela e ficou mostrando a barriguinha, todo bobo, uma cena bonita, da pequena e sorridente arqueóloga, brincando com o Furu, os dois exalavam pureza naquele momento, era como se nenhuma maldade viesse deles, e realmente a arqueóloga não pensava em nada maligno.

Ela era altruísta em suas ações por mais que tivesse ajudado Lyosha e soubesse das consequências das informações que recebeu, ela pensou em tudo aquilo pra ajudar as pessoas que sofrem na ilha. Mas naquele momento sua mente estava na barriguinha fofa do doguinho, totalmente despreocupada com os demais afazeres.

Mas logo o clima todo mudava, onde Alesya se aproximava e a declaração da parada começava, com Jyu escutando todo o papo e Mihaela também, a garota via a felina mas como o negocio estava em fala de roubo antes de se apresentar ela escutava o que estava sendo dito. Com a finalização do homem que empolgadamente falava sobre sua conquista as outras duas moças empolgavam igualmente Mihaela e Alesya ficavam com um sorriso de orelha a orelha. Mesmo com as colocações de Jyu nenhuma delas se abalavam, deixando as respostas dessas pequenas farpas para o rapaz de terno. Já que estavam empolgadas com a fuga e finalmente saírem dos blues para a famosa grande linha.

E logo a navegadora dizia. -Pode deixar capitão!! Vou deixar tudo pronto pra zarpar nesse tempo. - e Alesya então também interagia com o momento que demonstrava mais uma conquista poderosa para o time.-Também estou pronta pra ajudar no que for preciso!!- e enquanto observava ela mudava seu foco levemente para a felina naquele momento.-Aliás, prazer, sou Alesya e você é?- questionou já que tinha visto ela pela primeira vez até então sem nenhum outro contato com a mesma dentro do barco.

Spoiler:

_________________

III - Death or Paradise - Página 8 YHVeK1M

III - Death or Paradise - Página 8 VYrwji0
Achiles
Imagem :
III - Death or Paradise - Página 8 Bf3w3iH
Créditos :
38
Localização :
Farol - Grand Line
Ver perfil do usuário https://www.allbluerpg.com/t1735-caitlyn-g#18385 https://www.allbluerpg.com/t2060-iv-you-ll-never-see-me-cry#22235
Achiles
Pirata
Re: III - Death or Paradise Sab Jul 16, 2022 12:28 pm

Gigipeto na Área!


Aproveitaria de um dos pedaços de chocolate do meu bolso enquanto conversava com o homem, vulgo capitão. – Só isso? Pô, pensei que vocês piratas eram gananciosos e viviam atrás de dinheiro. Tá tranquilo, o barco não afundará por minha causa, eu prometo. – Aquele pedido era um tanto estranho ao mesmo tempo que para mim não significava muita coisa já que não via eu sendo o real motivo da embarcação afundar.

E por sinal, ali estava a incrível ameaça ao reino e que todos os guardas deveriam temer! Ala! Junto com o cachorro! Porra, mas que medo!... – Pessoas poderosas tem uma característica em comum: são burras. – Comentava em um tom baixo criticando as cabeças do governo e balançando a minha negativamente.

De toda forma, o homem comentava em relação a uma possível “parada” que fariam em meio ao caminho e que seria algo relacionado a uma mansão e revolucionários e que, sinceramente, não me importava nenhum pouco em relação a este tipo de roubo ou assassinato ou “raid” ou seja lá o que os piratas costumam fazer além de gritar “Grrrr” e beber RUM. Haviam coisas mais importantes para mim do que isso, mas como uma boa inquilina, talvez eu ajudasse eles nisso já que a morte deles faria com que eu tivesse problemas em encontrar outro barco para além da montanha vermelha.

Em relação aos resmungos da ruivinha, coisas como aquela aconteciam com maior frequência do que eu gostava e ela não estava errada em imaginar que a marinha poderia aparecer. – Ah, mas isso não é um real problema. É só eu fazer VRUM e VULT e mais uma carinha de gatinho no peito de um miserável como ele que tudo se resolve. – Comentava em alto e bom som com um sorriso no rosto e as orelhas cada vez mais energéticas em empolgação, até que ser pirata estava começando a se tornar divertido quanto mais eu pensava nisso.

III - Death or Paradise - Página 8 Neon-valorant

Quando menos esperava, uma apresentação começava e era em relação a uma moça que não tinha percebido tão atentamente e deveria observar melhor seus detalhes para entender suas características físicas. – Prazer, me chamo Caitlyn G., mas pode me chamar de Gigi. – Abriria um sorriso. – Por sinal, além da Mihaela, não conheço o nome de nenhum de vocês ou sequer do bando. Qual seria? – Meus olhos iam aos poucos dirigindo para cada um, primeiramente para o capitão e depois seguindo para os demais já que isso tinha me fugido da mente até o presente momento.

De resto, apenas aguardaria até a nossa chegada e nosso desembarque para perto da mansão já com a minha adaga pronta em uma das mãos sorrindo para começarmos o combate.


Status:

Ganhos/Perdas:

Objetivos:


_________________

III - Death or Paradise - Página 8 BhECXT7
Lyosha
Imagem :
III - Death or Paradise - Página 8 AO7UjML
Créditos :
80
Ver perfil do usuário https://www.allbluerpg.com/t1056-lyosha-bulgakov#10148 https://www.allbluerpg.com/t1725-iii-death-or-paradise#18228
Lyosha
Administrador
Re: III - Death or Paradise Seg Jul 18, 2022 8:57 am





Either we're a team or we aren't





———A audácia das falas de Jyundee deixava Lyosha incrédulo, de forma que um sorriso audacioso e debochado surgia em sua face. - Seria um deleite se a marinha de fato aparecesse. Ao primeiro sinal dos defensores da lei, me entregaria na mesma hora e, quando interrogado, faria questão de dizer que você é a cabeça dessa pirâmide. - Apesar de demonstrar grande animação com a ideia, suas palavras continham um claro tom de deboche. - Nós somos um time, nenhum de nós cairá sozinho, para o bem ou para o mal. - Declararia, agora de forma muito mais sóbria.

———A promessa feita pela felina, de não afundar o barco, era o suficiente para tranquilizá-lo. - Nós amamos dinheiro, as coisas que o dinheiro pode comprar na verdade, mas nada adianta todo o dinheiro do mundo se estivermos mortos. - Elucidaria, diante da estranheza perante ao seu pedido e, ao ver a reação dela diante da colocação sobre a marinha, pronunciaria-se. - É, você e Mica se parecem muito, bem mais do que eu pensava na verdade. - Comentaria, com um sorriso no rosto, sentindo certa empolgação enquanto pensava, por outro lado, na dor de cabeça que aquelas duas seriam capazes de lhe causar juntas.

———Notando que não havia se apresentado, levava uma das mãos ao rosto, em um gesto dramático claramente exagerado. - Mil perdões, Caitlyn, esqueci de me apresentar já que estamos com pressa. - Encararia a mulher, agora sem exageros e com uma feição amigável. - Chamo-me Lyosha, sou o capitão dessa tripulação, ainda sem nome. É um prazer conhecê-la. - Apresentaria-se, com seu melhor sorriso, em sequência, deixaria os outros se apresentarem.

———Quando as introduções estivessem concluídas, faria a atenção do grupo voltar ao que realmente interessava. - Todo esse momento de companheirismo é muito bonito, mas acho que já passou da hora de zarparmos. - Quando a embarcação estivesse em movimento, chamaria novamente a atenção de seus tripulantes. - Komi e Jyundee, acredito que não seja do interesse de vocês envolver-se nessa empreitada, dito isso, Mica, você simplesmente vai entrar pela porta da frente e fazer o que faz de melhor, chamar atenção. Alesya, você vai dar cobertura para ela e garantir que nada de mal aconteça. - Encararia a felina, sem saber bem qual função deveria designar a ela, ou melhor, se deveria designar algo. - Se for de seu agrado, pode acompanhar Mihaela. - Sugeriria, sem usar um tom imperativo.

———Dito isto, restava o mais importante, a sua parte. - Após desembarcarmos, esperarei que vocês façam a sua parte, daí então entro furtivamente na mansão enquanto todos estão distraídos, sigo a planta da construção, pego o dinheiro e finalmente deixamos essa ilha para trás. - Seguiria o plano como o combinado, ficando invisível e movimentando silenciosamente até encontrar o lugar em que o dinheiro estava guardado. Levaria consigo suas ferramentas de arrombamento caso fosse necessário.




Lyosha Bulgakov
29





_________________

III - Death or Paradise - Página 8 H4KRIvB
Johnny Bear
Imagem :
III - Death or Paradise - Página 8 __original_drawn_by_guweiz__sample-4986df3030866c8f857038f03766407a
Créditos :
05
Ver perfil do usuário https://www.allbluerpg.com/t1115-jyundee-kujoh#10441 https://www.allbluerpg.com/t1725p60-iii-death-or-paradise
Re: III - Death or Paradise Seg Jul 18, 2022 8:10 pm

武士道 Bushido




- Na verdade, com todo esse dinheiro até mesmo um moribundo como você pode até ter um caixão bem garboso, ser enterrado de terno, um esforço valoroso para quem nunca mais vai sair de lá, quer dizer, acho que não. - De esforço genuíno para não atiçar as fantasias da loira, o comentário mais parecia um pensamento alto do que apropriadamente uma resposta àquele levantamento do capitão sobre a utilidade dos bens monetários no pós vida. Parando um pouco a se refletir, era um costume bem idiota,corpos se deterioraram dentro ou fora de enormes caixões de mármore.

Fez-se então um sucinto aceno, daquele em concordância com seu questionamento, não mais além se fez, os pormenores daquele plano me animavam, mas não necessariamente da mesma forma que os demais - Mais uma vez caía naquele velho questionamento de como passar o tempo, muito embora não pudesse, ao menos dessa vez, me dar ao luxo de intervir nos planos dos outros membros do bando, uma vez que seria muito fácil acabar sendo deixada para trás na ilha n’um momento de correria para fuga.

- Furu e Komi temos uma nova missão a longo prazo… - A pausa melodramática, dava ao clima um pesar, ainda que mais tenso meu tom fosse sereno, passando aquela impressão de urgência, com uma quebra de expectativa rápida na frase adiante - Arranjar um novo animal exótico - Antecedendo um possível aceno tristonho de Furu, continuei com as motivações para o caso - Um novo ajudante, Furu, algum que possa voar e acompanhar perseguições lá de cima, planejar ataques aéreos enquanto fazemos o trabalho do solo -
____________________________________________________________________


Dados:

Objetivos:






Shiori
Imagem :
III - Death or Paradise - Página 8 EEEWL0c
Créditos :
67
Ver perfil do usuário https://www.allbluerpg.com/t363-shiori-miyamoto#1109 https://www.allbluerpg.com/
Re: III - Death or Paradise Ter Jul 19, 2022 7:42 am



Lyosha, Caitlyn & Jyundee

Aquele primeiro momento as falas de Caitlyn, eram questões engraçadas, assim, Mihaela não se aguentava com a pergunta depois da colocação da felina, precisando questionar algo extremamente importante.-Então, por mal que me pergunte, você se considera uma pessoa poderosa?- ela falou isso como uma clara brincadeira com a colocação da felina, afinal, bem, era um modo engraçado de se pensar em pessoas poderosas.

Mas de qualquer forma, a parte do que Lyosha dizia e interagia com as duas, levantava um questionamento muito mais importante, se as pessoas não voltam a vida.-Olha, vaso ruim não quebra, dito isso, esse daí morrer, é uma coisa improvável. Mas pelo jeito vingativo do sujeito se ele morrer certamente vai virar um espirito vingativo e vai assombrar a gente por muito tempo!! E vai ser difícil de exorcizar.- disse até tendo um arrepio no final, por mais que inicialmente ela falasse por brincadeira e provocação, ela acreditava mesmo que o homem seria um espirito vingativo bem perigoso no fim das contas...

No entanto ela complementava um pouco essa parte que ela tratava do vida após a morte detalhando algumas coisas das quais ela leu em suas muitas passagens sobre ocultismo.-Mas essa não é a única forma de voltar a vida não, existem zumbis!! Sim, ZUMBIS!! Ele são carne podre ressuscitada, mas ainda com alguma consciência, dizem que alguns homes poderosos trazem eles de volta!! Pode ser frutas do diabo ou magia negra muito antiga, seja como for esse tipo também existe, e já ouvi falar de esqueletos vivos, que saem correndo sobre as águas!! É um tema muito completo, muito complexo. - claramente Jyu tinha falhado em não ativar o modo ocultista de Mika, que geralmente acabava se sobressaindo quando temas que lhe interessavam desse tipo surgiam. Mas logo era hora de zarpar dali se movendo mais para frente em direção a região onde a mansão ficava, onde nesse tempo eles conversavam.

Mas essa era uma pequena fração do papo, quando a historia diretamente rumava para o assalto, o planejamento vinha sendo feito aos poucos, ele ia distribuindo as funções, onde ele aproveitava o que existia de melhor em cada pessoa, as garotas confirmavam.-Pode deixar, vou arrombar a porta e dar bom dia pra eles.-disse ela com um sorrisão, claramente empolgada pra derrubar a porta de um desconhecido qualquer, que ficou desavisado na frente do grupo.

Enquanto que Alesya, por sua vez era mais contida, mas ainda assim estava empolgada, dava pra ver pelo olhar dela e um leve sorriso, enquanto elegantemente ela respondia. -Pode deixar, vou assegurar que elas se saiam bem na missão.- e agora ficava a cargo deles de como iriam progredir. Nesse momento eles chegavam na região, ali eles podiam ver a gigantesca mansão depois de alguns minutos de caminhada para dentro, era um ambiente bem vazio de outras casas, tendo praticamente um grande parque cheio de arvores na região, e um gramado, a casa tinha uma estrutura gigantesca, parecendo ser até mesmo uma pousada, pelo enorme numero de portas, mas eles sabiam qual porta queriam, era a da frente por onde eles tinham de entrar para poder seguir ao corredor correto.

Descendo do barco Lyosha partia invisível enquanto as outras três iam tranquilas até a porta, onde já viam dois seguranças parados lá, aparentemente eles não entendiam bem, mas Mihaela sabia bem o que fazer. A loira avançou na porta de uma única vez dando um enorme chute contra ela, e arrombando o local com um único chute, de forma completamente inesperada pra os homens ali presentes, enquanto lá do fundo Alesya disparou um tiro contra cada um deles com suas duas pistolas, acertando na coxa de cada um.

Então aquela era a deixa da felina já que de dentro do local, dois seguranças vieram correndo e passaram por Mihaela vindo em direção a Gigi. Lyosha por sua vez na confusão adentrou tranquilamente, já que estava invisível, e chegou até o lugar, caminhando entre os corredores até finalmente dar de frente com a porta trancada, ele de fato ia precisar arrombar aquele lugar, era um portão grande, feito de aço, e com uma fechadura simples, e dois ferrolhos por dentro, mas seu kit deveria dar conta do serviço.

Jyundee

Enquanto isso as duas que ficaram de fora de toda a confusão e o cachorro, batiam seu papo reto, sobre um próximo integrante da equipe, claro, aquele ali era o momento de terem um animal voador, mas de fato Furu não havia gostado tanto assim, murchando as orelhas e dando dois latidos que soavam em tom completo de desaprovação e um rosnado, como que não queria ser substituído. E apesar das explicações da moça, ele começou a fazer algo engraçado.

Ele começou a saltar alto, e correr pra pegar impulso e pular em cima da lateral do barco se pendurando e subindo novamente latindo pra Jyu Woof WOOOF aqueles latidos diziam claramente “viu eu consigo ver de cima também”, mas depois ele caia dali, embolando pelo chão e então ele percebia que talvez... só talvez... Ele não fosse um animal tão bom de altura assim, um amigo talvez não fosse tão ruim, desde que ele não tivesse de dividir muitos biscoitos.

No fim, ele apelou a fofura ficando com a barriguinha pro alto e língua de fora, enquanto olhava pra elas duas, aquela era claramente sua artimanha favorita, o ataque de fofura irresistível. Komi ficava com os olhinhos brilhando e sorridentemente, ela caminhava até ele ficando de cócoras e acariciando sua barriguinha por alguns instantes antes de escrever no caderninho sua resposta, que era também uma pergunta.

Um animal que veja do alto é uma opção boa, ele pode ajudar a rastrear pessoas, talvez um corvo seja uma boa pedida, dizem que eles conseguem memorizar rostos, acho que seria bom pra caçar alvos específicos como você faz normalmente, por que eles conseguem em teoria decorar os rostos mesmo por fotos ou pinturas, sua memória é muito boa, e são bons mensageiros pelo que li em alguns livros de história, muitos deles foram usados como mensageiros em reinos ao redor do mundo.

Explicou ela sobre a primeira coisa que lembrou dos seus livros de história, era animais interessantes e com uma boa pegada de ideia pensando na personalização do bicho pra a profissão de Jyu que era uma profissão muito interessante por sinal. No entanto haviam mais ideias que se passaram na mente da moça, mais um animal que veio a primeira memória. Era um que também era um bom caçador, esse era mais famoso, e talvez fosse mais o proposito, por mais que ela gostasse do corvo, talvez a caçadora tivesse mais afeição a outro tipo de animal.

Outro animal que pensei foi o falcão, eles são bons caçadores também, e eles tem algumas capacidades interessantes, enxergam de muito muito longe, também são bons rastreadores, sua memória não é bem como a dos corvos, mas pode servir muito bem pra umas caçadas curtas, mas não sei dizer o quanto disso se aplica, em ambos, tanto corvo quanto falcão, pois vi mais em livros de história como eles eram usados, não sou zoóloga.

Explicou ela o que tinha de conhecimento de animais voadores na mente, mas sabia que talvez a mulher quisesse dizer outra coisa quando citou exótico, talvez ela quisesse mais do que um falcão, águia ou corvo, algum tipo de suvenir diferenciado ou coisa desse gênero.

Spoiler:

_________________

III - Death or Paradise - Página 8 YHVeK1M

III - Death or Paradise - Página 8 VYrwji0
Achiles
Imagem :
III - Death or Paradise - Página 8 Bf3w3iH
Créditos :
38
Localização :
Farol - Grand Line
Ver perfil do usuário https://www.allbluerpg.com/t1735-caitlyn-g#18385 https://www.allbluerpg.com/t2060-iv-you-ll-never-see-me-cry#22235
Achiles
Pirata
Re: III - Death or Paradise Ter Jul 19, 2022 9:44 am

Gigipeto na Área!


- Poderosa? Nah, ainda não sou. Ainda não sou capaz de comandar frotas de embarcações ou apertar um botão e explodir uma ilha. – Comentava o real significado de poder para mim e dava uma risada entendendo a brincadeira. – Quer dizer então que vocês seriam Fantasmas Vingativos? – Brincava, já que o misticismo para mim era um conto de fadas e eu realmente não acreditava naquilo como ela dizia.- Chutar bundas e bater nas portas? Perfeito, eu acompanho a loira. – Sorria, causar estragos era sempre bem divertido.

As coisas começavam e antes que eu percebesse para onde o Capitão tinha ido, o bicho tinha sumido de vista. – Caramba, mas já foi embora? – Esse homem era bem esquisitinho, mal fica com a sua tripulação, hein?!

Mihaela era uma das minhas, ela chutava a porta e já brincava com os seguranças, Alesya era uma atiradora e demonstrava isso acertando os atiradores de longe. No entanto, eu, estava ali para causar o máximo de caos possível e isso já era visível com a energia envolvendo meu corpo aos poucos e o que eram apenas faíscas se tornavam uma corrente que girava pelo meu pulso.

Impulsionava o meu corpo em velocidade e com a adaga já sacada direcionava o primeiro golpe ao homem a minha frente fazendo com que aquela eletricidade que percorria fosse desferida em um golpe pesado em seu peito de forma a queimá-lo por dentro além da facada. Contra o segundo, aproveitaria de sua possível aproximação para me acertar pelas costas e balançaria o rabo em uma corrente elétrica semelhante a um chicote, lançando minimamente a minha energia para paralisá-lo por um mero segundo, tempo o suficiente para eu me virar e acertar a sua garganta com a minha adaga. Caso o homem não viesse me atacar nesse meio tempo que direcionava um ataque ao seu companheiro, avançaria em linha reta contra ele, realizando uma finta de um golpe direcionado a sua cabeça e então procurando acertar o seu calcanhar e passar para trás dele, onde utilizaria das minhas garras para acertá-lo pelas costas com uma mão e usando da adaga na mão oposta para acertar a sua coxa.

Em caso de defesas, procuraria me esquivar de seus ataques usando da minha velocidade e reflexos para impedir que as suas armas me acertassem e quando possível usar da eletricidade para lançar pequenos feixes em suas armas ou pele de forma a evitar que tomassem uma decisão tão prematura e tivessem que recuar diante da corrente ou servisse para paralisá-los tempo o suficiente para que o golpe não me acertasse.

Tomaria cuidado em utilizar a minha energia de forma mais expansiva já que não estava sozinha naquele ataque e não poderia me dar o luxo de acertar companheiros de equipe, principalmente aqueles que me dariam uma viagem para a Grand Line.


Status:

Ganhos/Perdas:

Objetivos:


_________________

III - Death or Paradise - Página 8 BhECXT7
Lyosha
Imagem :
III - Death or Paradise - Página 8 AO7UjML
Créditos :
80
Ver perfil do usuário https://www.allbluerpg.com/t1056-lyosha-bulgakov#10148 https://www.allbluerpg.com/t1725-iii-death-or-paradise#18228
Lyosha
Administrador
Re: III - Death or Paradise Qua Jul 20, 2022 9:06 am





Do you know how to pick a lock?





———A infiltração havia sido um sucesso, na verdade, não tinha como ter sido de outra forma. A habilidade de ficar invisível era uma dádiva que facilitava sua vida em muitos aspectos, incluindo invadir propriedades. Este fato somado às circunstâncias atuais, um grupo escandaloso e destrutivo na porta daquela mansão, fazia com que sua chegada ao lugar onde o dinheiro estava guardado estivesse garantida desde o início.

———Diante da porta trancada, abriria um largo sorriso, finalmente era hora de testar as suas habilidades. Separaria suas gazuas e demais ferramentas, deixando todas em fácil acesso, daí então encostaria com uma das mãos na tranca da porta, deixando-a parcialmente invisível, de forma que fosse capaz de enxergar o seu interior. Com a outra mão livre, pegaria a gazua mais apropriada e começaria a tentar abrir aquela fechadura, com atenção e delicadeza.

———Conseguindo destrancar a porta, seguiria em busca do dinheiro, usando o mesmo método para lidar com qualquer outra fechadura que encontrasse. Encontrando o que procurava, pegaria o seu prêmio e começaria a deslocar-se de modo a encontrar Mihaela e as demais. Chegaria na confusão ainda invisível e aproveitaria-se desse fato para executar alguns golpes de surpresa, ajudando a lidar com alguns inimigos caso fosse necessário. Com ou sem essa intromissão, apareceria diante delas com um sorriso arrogante. - Viram? Eu falei que ia ser fácil. - Se a situação estivesse controlada, simplesmente começaria a retornar para o navio, visivelmente animado.




Lyosha Bulgakov
30





_________________

III - Death or Paradise - Página 8 H4KRIvB
Johnny Bear
Imagem :
III - Death or Paradise - Página 8 __original_drawn_by_guweiz__sample-4986df3030866c8f857038f03766407a
Créditos :
05
Ver perfil do usuário https://www.allbluerpg.com/t1115-jyundee-kujoh#10441 https://www.allbluerpg.com/t1725p60-iii-death-or-paradise
Re: III - Death or Paradise Qua Jul 20, 2022 1:20 pm

武士道 Bushido




Os ataques apelativos de Furu botavam em pauta sua verdadeira posição como mascote primário, muito embora esse tipo de classificação sequer existisse, colocar em dúvida a própria atenção, julgando talvez não ser tão recompensador quanto antes, dava ouvidos aos seus lamentos, afagando aquela cabeça oca e repleta tão somente de felicidade enérgica por boa parte do dia - Não precisa disso atrapalhado, isso só vai dar prejuízo para mim, já que eu vou ter que comprar mais petiscos, geez! Vai ter que me ajudar a caça outra vez daqui a algum tempo. - Embora não tão reconfortante quanto um aceno gentil de um mimo materno, acredito que ele se sentiria melhor no fim das contas, até quando talvez percebesse que poderia se dar bem com o novo animal, até mais do que com os outros tripulantes.

A surpreendente análise me caía pelos ombros, tal difícil decisão a ser tomada, afinal uma gama de possibilidades apresentadas me seria útil por situações adversas, reconhecia já que era impossível ter tantas características boas em um só animal, a se optar por escolher aquelas nos quais se destacavam pela utilidade - São perfeitas sugestões , adoro a ideia dos corvos pela inteligência, mas acho que isso implicaria em alguns fatores em batalha. Por outro lado temos o Falcão que seria um bom combatente, embora eu também acredite que não seja o ideal, afinal não queremos ficar tanto tempo travando batalhas, queremos ataques rápidos e letais, mesmo que eu acredite que um Falcão possa nos proporcionar isso, acredito que temos também uma terceira alternativa -

Esta claro, sem desmerecer as lógicas anteriores, apontava os contras de cada opção, isto é claro não deixando de me opor à minha própria ideia em algum momento - Temos também a coruja, animal inteligente e muito silencioso, ela precisa de um ataque para ser eficiente, não produz som ao voar, é muito boa em enxergar alvos a distância assim como o Falcão, mas não é tão agressiva, acredito que tenha um alcance menor, dócil e hábitos noturnos - Por pouco levantando o que seria a ser levado em conta na hora da escolha - É claro que também tem os exóticos de cada lugar, que eu não faço ideia da existência, também não conheço muito sobre os animais - Ao passo que terminamos encarando uma a outra na ausência do conhecimento aprofundado sobre as espécies.

- Eu ainda acredito que você seja mais perfeita para esse trabalho do que eu - Ao fitar a malícia, meu plano era conivente com os conhecimentos geográficos da pesquisadora - Você conhece mais sobre as ilhas do que qualquer outro aqui, acredito que entendendo um pouco do terreno dá pra saber melhor sobre os animais que habitam e caçam por lá, não? - Não era de questionamento um estudo aprofundado sobre as leis da seleção natural, mas de uma análise básica é de se esperar que algumas características específicas sejam necessárias para que algum ser vivo se vire pelo local, como em ambientes mais quentes a ausência de uma pelagem pesada e uma retenção de líquidos melhor, bem como animais que habitam locais mais gélidos desenvolviam pelos enormes em troca constante - Acredito que características tão específicas seja bem difícil de se estipular, mas acho que, por exemplo, ilhas tão densas em vegetação existam aves caçadoras com uma visão mais aguçada, especialmente por exigir uma perspicácia mais naquele ambiente tão denso, então é de se esperar que se existam algumas com hábitos noturnos elas sejam ainda mais incríveis, não? -
____________________________________________________________________


Dados:

Objetivos:






Shiori
Imagem :
III - Death or Paradise - Página 8 EEEWL0c
Créditos :
67
Ver perfil do usuário https://www.allbluerpg.com/t363-shiori-miyamoto#1109 https://www.allbluerpg.com/
Re: III - Death or Paradise Qua Jul 20, 2022 11:13 pm



Lyosha & Caitlyn

Do lado de fora a porrada estava cantando. Mihaela bateu com o cabo da foice jogando um cara em cima do outro, enquanto que Gigi, deu seu Dash e estocada eletrocutando os dois mesmo que de forma levemente pelo acaso, já que ela queria fazer isso com o primeiro, mas acabou afetando o segundo como consequência do que estava acontecendo em volta.

E enquanto isso Alesya evitava que outros se aproximassem da cena de batalha, e os golpes elétricos explosivos, iam chamando bastante atenção fazendo com que muitos oponentes que iam vindo pela porta visassem de cara a felina, o que facilitava para as outras duas pegar os mais desprevenidos e desavisados.

Cada golpe era importante pra distrair e criar o momento mais oportuno possível para Lyosha, que nesse momento pegou seu kit de arrombamento aos poucos ele ia trabalhando com a posrta, ele levou apenas um minuto para conseguir arrombar ela finalmente chegando a entrada que ele queria, ali ele se deparava com mais um cofre, que dessa vez com equipamento adequado o procedimento era parecido.

Ele começou a trabalhar com o objeto o arrombando igual com a porta, e conseguiu algum dinheiro, não era muito, para o esperado de um nobre, apenas três milhões, e bastante joias, essa era a parte importante ali, haviam duas esmeraldas, em colares de ouro puro, uma adaga de prata completamente feita por isso.

Também havia ali anéis de rubi, com sua base em prata e outros em ouro, ou seja, certamente aquele não era um cofre de dinheiro, não deveria ser o local principal, ele deveria guardar a maior parte no banco. Entretanto não era viagem perdida, aquelas joias deviam valer uma nota, mas teriam de ser revisadas por um especialista, algo que certamente ficaria para outra ilha, em outros tempos.

Mas pela ideia deveriam valer algo em torno de três ou quatro milhões. De toda forma era ali que ele havia conseguido sua grana fácil, não haviam guardas, era como lanchar de graça, você não reclama e sempre é saboroso. E com esse dado feito ele saia do local tendo sido vitorioso.

As moças do lado de fora, se viraram bem, apenas segurando por algum tempo a porrada comia solta quando todas elas viam dois inimigos caindo com cortes, neles, aquele era o rapaz invisível saindo e liberando tudo, voltando a sua forma, e cantando a vitória pelo primeiro roubo fácil, depois de tanta batalha dura.

Mihaela então dava um sorriso mas logo apontava com a cabeça pra uma direção dizendo.-Beleza vamos vazar, pra não precisar ficar difícil !! Temos a montanha vermelha como inimigo.- Ela apontou para um lado e correu pra o outro passando o drible no guarda, no maior clima de enganação. Alesya que já estava distante ia se afastando atirando pra evitar que eles fossem perseguindo e abrindo caminho pra todo mundo vazar dali. E dessa forma eles estavam no barco, mais uma vez.

Jyundee

Durante aquele tempo de paz no barco, elas conversavam um assunto muito agradável, animais para se ter no barquinho. A ideia dela era muito boa, Komi gostava do que ela estava dizendo afinal, corujas são muito boas de fato, e tem o fator noturno que era muito bom e com isso ela comentava desse fato através das letras escritas no caderno.

Elas são excelentes e tem hábitos noturnos em maioria, isso pode ajudar bastante pra caçadas noturnas, e isso me faz pensar em um animal que não é uma ave, morcegos são excelentes, eles se movem muito rápido e identificam as coisas com sonares, ajudaria bastante nesse caso também, além disso dependendo da espécie eles podem ser combatentes bem perigosos.

Ela então pensava um pouco tentando buscar na memoria algo que ela tinha lido a algum tempo, ela pegou na mochila algo que lembrou naquele momento, era de um livro sobre uma viagem de homens que visitaram a grande linha em algumas ilhas selvagens e descreviam alguns animais.

Aqui, tem um lugar que aparentemente tem morcegos gigantes, dizem que da pra montar neles e voar em cima, e também, tem esse outro aqui Saparrow, um tipo de pardal gigante, se pensar bem, esse é uma forma de ter, um animal que você voa em cima, e pode ganhar até mais terreno.

E nesse caso ela tinha algumas imagens deles nos livros, pareciam ser animais de fato interessantes, ficavam enormes ao lado dos homens nas fotos, uma coisa que certamente poderia fazer uma diferença na forma de pesar, já que não precisava se limitar a comandar e entender os sinais, dava para voar neles.

Lyosha. Jyundee & Caitlyn

Então era nessa hora que chegava o grupo do furto, que entrava no barco, Mihaela já corria para as velas, e novamente começava a colocar o barco para ir funcionando.-Gigi puxa a ancora, aquela ali na esquerda. E Alesya solta aquela corda do pino enquanto direciono o barco pra corrente. Lyosha, puxa essa corda aqui do meu lado estou indo assumir o timão.- ela já repassava as ordens de navegação para eles, começando a organizar toda a partida, finalmente estava na hora de eles confirmarem se as lendas eram ou não reais.

Spoiler:

_________________

III - Death or Paradise - Página 8 YHVeK1M

III - Death or Paradise - Página 8 VYrwji0
Achiles
Imagem :
III - Death or Paradise - Página 8 Bf3w3iH
Créditos :
38
Localização :
Farol - Grand Line
Ver perfil do usuário https://www.allbluerpg.com/t1735-caitlyn-g#18385 https://www.allbluerpg.com/t2060-iv-you-ll-never-see-me-cry#22235
Achiles
Pirata
Re: III - Death or Paradise Sex Jul 22, 2022 9:22 am

Gigipeto na Área!


Plow! Pleq! Hayaaaa! A batalha tinha o seu início e o seu fim em uma velocidade bem mais rápida do que eu imaginava que seria um roubo. Lyosha mostrava-se bastante ágil já que sua velocidade era tão grande em realizar o furto que sequer percebia os seus movimentos ou os ouvia e apenas o percebia quando ele estava na minha frente em que eu piscava os olhos incrédula de que realmente não o tinha percebido, parecia até mesmo um felino se movendo!

Mihaela era um enorme emaranhado de beleza com violência e Alesya mostrava-se uma ótima atiradora. Minhas facadas tinham sido dadas com sucesso e pouco tempo depois estávamos na embarcação prontas para zarpar.

As ordens da navegadora eram dadas e a minha tarefa era de ser a encarregada de puxar a âncora e rapidamente faria a função correndo até a parte esquerda da embarcação e me posicionando como uma alavanca, cravando meus pés na amurada e então puxando a corda com o máximo de força até posicioná-la no descanso da ferramenta.

Se a minha força não fosse o suficiente para conseguir puxá-la sozinha, gritaria para a pessoa mais próxima para que esta me ajudasse. – Ajuda aqui, ô! Consigo sozinha não! – Caso a pessoa não me ouvisse, soltaria um leve choquinho para que sua atenção fosse voltada até mim e então repetiria a minha fala.

De resto, verificaria se a loira não necessitava de mais nenhuma outra função destinada a mim do qual me encarregaria de realizá-la com êxito e nesse meio tempo em que fosse ficar no descanso, aproveitaria para me segurar em uma posição fixa e de preferência longe da amurada. - Agora é só descansar. – Respiraria fundo tomando o ar do vento pelos meus cabelos enquanto descansava em um dos cantos.


Status:

Ganhos/Perdas:

Objetivos:


_________________

III - Death or Paradise - Página 8 BhECXT7