Bem-vindo ao

All Blue

É com muito prazer que lhes damos os comprimentos ao nosso RPG. All Blue se trata de um RPG narrativo com o ambiente principal centrado em One Piece, obra de Eiichiro Oda.
Se divirta nessa nova aventura e se torne o novo rei pirata... Se puder!

Últimos assuntos
[Ficha] Dimitri RomanovOntem à(s) 11:31 pmporRedPandaÚltimo Baile Antes da GuerraOntem à(s) 11:06 pmporMendoncaBad KarmaOntem à(s) 11:06 pmporMendoncaIII - RagnarökOntem à(s) 10:45 pmporJean FragaNoturno ArtificialOntem à(s) 10:38 pmporShioriAkane NanamiOntem à(s) 10:28 pmporNoskire3 - Don't Stop Me NowOntem à(s) 10:28 pmporNoskireGrupo 6 - Akane, Agni e Aika Ontem à(s) 10:05 pmporNarrador De EventosCabras da Peste, Vol 5 - A face da desordemOntem à(s) 9:57 pmporSubaéZayn & suas gostosas!Ontem à(s) 8:37 pmporAki

Capitulo II: Sonho de Uma Noite de Verão.

Página 7 de 7 Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6, 7
Formiga
Imagem :
Capitulo II: Sonho de Uma Noite de Verão. - Página 7 Teste
Créditos :
16
Ver perfil do usuário https://www.allbluerpg.com/t1843-nymeria-nymph
Formiga
Desenvolvedor
Relembrando a primeira mensagem :



Capitulo II — Sonho de uma noite de verão


Agatha Baronesa [Agente] e Hany G. Drezat [Civil]

não possui narrador definido.
Fechada

Formiga
Imagem :
Capitulo II: Sonho de Uma Noite de Verão. - Página 7 Teste
Créditos :
16
Ver perfil do usuário https://www.allbluerpg.com/t1843-nymeria-nymph
Formiga
Desenvolvedor




Alek e Kenshin

A conversa naquele quarto ocorreu de forma orgânica, com cada existência colocando seus pontos na mesa e aparentemente iniciando um benéfico acordo. Samira deixava claro que o único lado a quem servia era o dela, pouco se fodendo para Governo ou Revolução. Do outro lado Agatha deixava claro seu descontentamento com algumas figuras importantes dentro do governo e como eles estavam lidando com tudo aquilo, como uma fiel devota, ela sabia que existiam maçãs podres dentro da organização.

Após deixar suas intenções claras, Harkness parecia esperar a volta da Limosa, enquanto Malkova voltou sua atenção para Akali (Akagi) - É simples e irei tentar resumir o máximo que eu puder. - Bradou a mulher olhando diretamente nos olhos de Samira - Essa mulher que você salvou é irmã da Srta Limosa e daquele rapaz que estava puto na sala, Antony. Eles são filhos de um cabeça cara da revolução que chegou aqui em Kano, porém, não conseguimos descobrir o motivo disso ainda. Eu preciso que você fique de olho nela, acredito que você esteja dentro da revolução como Huang pediu, certo? Preciso que me informe cada passo dela ou dos outros irmãos, o que você acabar ficando mais próximo. - A mulher era direta em suas palavras, puxando de um dos bolsos da sua vestimenta um pequeno caramujo acinzentado - Usarei isso para entrar em contato com você, ele é serve unicamente para falar com o meu. - Bradou a mulher se afastando de Malkova e indo em direção a Agatha - Com isso você vai ser capaz de falar comigo, Leo, Alex e todos os outros. - Entregou outro Baby Den Den de cor laranja para a selvagem, voltando sua atenção para Samira uma última vez - E você vai receber por isso o que recebe dentro do submundo, além de uma bonificação e algumas informações sobre artefatos, obras de arte e essas coisas, Huang me informou que você gosta dessas coisas. - Finalizou a mulher ouvindo a maçaneta girar sutilmente.

A porta se abriu com lentidão e com ela a face de Limosa era vista, diferente de antes, aquela sorriso ousado tinha dado lugar a uma expressão de tristeza – Perdão por lhe fazer esperar, essa situação acabou me deixando completamente aérea. – Bradou a mulher olhando diretamente para Agatha – Um momento, deixe-me falar com eles primeiro. – Suas palavras demonstravam claramente a tristeza que ela estava sentindo - Minha irmã está viva por sua causa, ela ainda está em risco, mas ficou acordado por breves momentos e me disse algumas coisas. – A mulher puxou das suas vestes um pequeno montante de dinheiro, entregando rapidamente para Samira – É pouco perto do que você merece, no entanto, aceite isso como o começo de uma relação. Sei que você pretende entrar na revolução, na verdade, completou o teste pedido nessa noite, dando cabo de um homem que poderia estragar nossos planos aqui em Kano. De qualquer forma, tenho um pedido para fazer. – Ela parou de falar e entregou a quantia no valor de um milhão e quinhentos mil berries para Samira – Quando minha irmã estiver melhor, preciso que tome conta dela. Temos nossos próprios guardas, porém, você se mostrou capaz de agir no momento necessário. O que me diz? – Indagou a mulher e independente da resposta, voltaria a caminhar em direção a Agatha – Mande meus agradecimentos para Huang, ela tem meu apreço por tentar nos ajudar. Bem, irei levar minha amiga comigo, temos alguns assuntos para tratar ainda... – Finalizou a mulher esperando que Agatha a acompanhasse para fora do quarto.

De qualquer forma, Malkova agora estava livre para ir onde quisesse ou até mesmo acompanhar a figura do governo - Estou indo até Huang, vem comigo? - Questionou a ruiva. Assim que estivesse fora do quarto Harkness seria levada até o cômodo onde outrora estava, vendo a irmã de Limosa deitada na cama, com o local do ferimento enfaixado e ainda na presença do velho médico, que estava ajeitando suas coisas para se retirar – Peço desculpa por tudo isso, sendo bem sincera, não esperava que as coisas chegassem a esse ponto... você deve querer saber do que se trata, certo? Então, não irei mais tentar lhe enrolar. – Bradou se aproximando da cama onde sua irmã estava – Somos três irmãos adeptos a revolução, nosso pai é um oficial que está perto de se tornar um comandante, isso depende do sucesso do nosso plano aqui em Kano. O que precisamos é continuar a fabricação da arma, que por sinal, eu menti para você quando falei que era um mero explosivo localizado... na verdade, é uma arma bioquímica, um vírus capaz de matar aqueles não imunizados ou que não tem o acesso ao antídoto com rapidez. Por isso é complicado de fabricar e principalmente transportar, não é algo que passe despercebido aos olhos de qualquer um! Por isso precisamos de você e Zou, fabricar nossa arma por lá nos dará acesso a locais importantes! Você ganhará dinheiro e tudo o que desejar se nos ajudar, mas, precisamos especificamente que nos dê acesso a ilha. – Ela era direta e extremamente reta em suas palavras, deixando claro os verdadeiros planos sórdidos da revolução.


Ryoma


A pequena Hany – que estava disfarçada como Boo – estava inserida em um combate quente, já que o hotel ia gradativamente sendo tomado pelas chamas. Diferente do desejado, o oponente da pequena não era mais um civil fracote, na verdade, suas ações mostravam que ele tinha experiência em combate, qual seria a verdadeira face daquele cidadão felino? De qualquer forma, as primeiras ações foram claras e de certa forma simples, já que a garota-peixe usou dos seus conhecimentos e habilidades para desviar e também redirecionar os golpes que vinham em sua direção, mostrando a Byakko um pouco de quem estava contra ele.

Como supracitado as chamas se espalharam pelo ambiente com velocidade, o material que o Hotel era feito parecia ter alguma facilidade em inflamar, algo que seria ruim para ambos os combatentes. O calor aumentava com certa velocidade, o que fazia Byakko – no meio da sua investida – procurar uma saída dali, afinal, sua raça não se dava tão bem assim com o calor. Em determinado ponto ele parou seu avanço de simplesmente correu na direção da porta, que estava parcialmente bloqueada por alguns detritos que haviam caído dali, mas, ele parecia decidido a passar pelo pequeno espaço existente. Ele conseguiu? Óbvio que não! A pequena Hany segurou o mesmo pelo seu rabo e puxou para trás, tendo uma noção que o felino tinha basicamente uns 30 centímetros a mais que ela, em questão de altura.

Enfim, a filha do mar não parou por ai, aplicando golpes simples como chutes nas pernas e até mesmo tentando acertá-lo nas partes íntimas, no entanto, ele conseguiu bloquear aquele último chute. Ainda preso, o selvagem liberou uma carga elétrica relativamente alta, que foi capaz de obrigar a pequena Boo a soltá-lo e fazê-la sentir os danos causados pela ação do homem, mas, ainda não era nada preocupante. Ao se desvencilhar da pequena Hany ele investiu novamente com velocidade, voltando com ações bem semelhantes às anteriores, com ataques utilizando suas garras afiadas. A garota-tubarão se manteve na mesma estratégia, abusando da sua velocidade para desviar e também mudar a trajetória dos ataques que vinham em sua direção, se mostrando bem superior ao felino no que tange a velocidade e movimentação, algo que visivelmente deixou o mesmo irritado.

Em determinado ponto daquele combate ele se moveu com um pouco mais de brutalidade, fazendo um movimento mais largo para atacar e dando a oportunidade que a garota precisava. Em um movimento com certa graciosidade, ela desferiu um golpe com um cutelo que visava atingir o tórax do seu oponente, porém, momentos antes de acertar, ela sentiu sua mão sendo atingida pelo joelho felpudo do oponente, o que barrou todo seu ataque. Byakko não parou por ali, estando próximo da garota ele encolheu completamente seu corpo, como se quisesse abraçar os seus joelhos e seus olhos foram tomados um brilho azul, o mesmo brilho existente na eletricidade que ele havia utilizado anteriormente – Estilo do Trovão – Tormenta Tempestuosa! – O homem gritou enquanto a energia em seu corpo parecia explodir em como uma verdadeira tempestade, eletrocutando a garota-peixe e também lançando-a para longe, fazendo com que a parte posterior do seu corpo se chocasse com as paredes em chamas do lugar.

A dor era algo que podia incomodar, suas vestes – a parte das costas – estavam em chamas naquele momento e era possível sentir a eletricidade percorrendo seu corpo. Seus sentidos estavam ligeiramente conturbados, parecia até mesmo uma espécie de paralisia momentânea – Estilo do Trovão – Lança Divina! – Ele gritou enquanto apontava ambas as mãos na direção da garota, disparando uma quantidade considerável de eletricidade que tomava rapidamente o formato de uma lança. O calor aumentava ainda mais e começava a de fato incomodar, já que a alta temperatura trazia consigo algumas adversidades complicadas. A lança de eletricidade voava com velocidade na direção da menina, que podia se mover, mas ainda sim sentia seu corpo danificado pelo ataque inimigo, mostrando que ela teria que dar tudo de si, se quisesse continuar viva.


Histórico:


Legenda:


Samira
Imagem :
Capitulo II: Sonho de Uma Noite de Verão. - Página 7 Orra5aa
Créditos :
54
Localização :
País de Kano
Ver perfil do usuário https://www.allbluerpg.com/t819-samira-malkova https://www.allbluerpg.com/t1510p15-capitulo-ii-sonho-de-uma-noite-de-verao#17597
Samira
Administrador







Ato XIX.



— Entendo, mfufu. — Sorria ao perceber que aquela... "Pessoa" do Governo tinha um pensamento muito próximo ao meu. Não sabia muito bem como chamar os integrantes do governo, então agradecia por não ter que demonstrar tais conhecimentos ainda. Ela parecia entender bem o que eu queria dizer quando me colocava apenas ao meu lado. Eu sabia muito bem que no ramo em que estava, tinha gente de todo o tipo, e que não dava para passar pano nem fechar os olhos pra tudo.

— É um prazer lhe conhecer, agora de verdade. — Dizia, com uma piscadela. É claro que eu sabia que ela estava usando um nome falso, pff.

Por fim, Akali explicava a respeito da relação da senhora Limosa com aqueles outros e a senhora Merlinda, sobre serem irmãs e todas fazerem parte da revolução junto de seu pai. — Pera aí... — Ficava um tanto quanto confusa, para falar a verdade. Tinha caído de cabeça naquela mansão, achando que estava no meio de integrantes do Governo, quando na verdade estava no meio de integrantes do Governo disfarçados de Revolucionários no meio deles.

— Faz sentido. — Pensava bem, tentando lembrar se tinha dito alguma coisa que pudesse ser suspeita para algum dos lados. "Preciso melhorar nessas coisas de infiltração", suspirava. "Já pensou se falo alguma merda?"

Recolhia o Den Den Mushi limitado que ela me entregava, guardando-o de imediato. — Gosto, gosto. Huang sabe pesquisar seu público. — Sorria, e era quase que na sequência que Limosa se aproximava, explicando o quadro em que sua irmã se encontrava.

— Ficarei ao lado dela, se assim deseja, minha senhora. — Responderia, embolsando o dinheiro que me era entregue. Com dinheiro na mão, era muito fácil servir os outros sem fazer cara feia. — Fico feliz pelo reconhecimento. — Essa parte era verdade, claro. Quem não gosta de um agrado?

Por fim, deixava Akali um pouco de lado. — Ahn... Vai dar não. Tenho que resolver alguns negócios... Pessoais. — Diria a Akali, me despedindo e então passando uma última vez próximo de Agatha. — Nos encontraremos novamente... Pela revolução. — Diria, sorrindo e mostrando o meu punho direito fechado e erguido.

Após isso, deixaria a mansão, saindo pela porta da frente. — Tenho que pagar um boleto. — Diria, caso fosse questionada.
Dirigiria-me mediante uso do Mapa de Kano para a área montanhosa da ilha. Seguindo todas as pistas que me foram dadas, imaginava ser por lá onde encontraria a caverna que buscava. Já tinha visto pelas informações que tinha recebido e pelas áreas do mapa de que se tratava de uma área de mineração.

— Ai ai... — Pegaria a foto do local, tentando visualizar as entradas em volta e compará-las com a entrada da caverna que via na fotografia. Lembrava ter visto alguma referência a um local úmido e com um riacho interno, então buscaria primeiro nas áreas montanhosas mais próximas do litoral, de forma que justificasse a existência de uma veia aquática.

Caso encontrasse algum lugar que parecesse promissor, aproximaria-me com cuidado, tentando identificar o solo antes de pisar e tentando realizar movimentos cuidadosos na tentativa de entrar na caverna. Lá dentro, faria uma nova comparação com a foto, descartando ou não a opção. Caso não se parecesse nem um pouco, seguiria para uma próxima, do contrário, continuaria examinando o seu interior em busca de possíveis pistas de onde poderia encontrar aquele tesouro, se é que ele existia de fato.






Objetivos
- Aprender Forja, Anatomia, Mecânica, Mecatrônica
- Conseguir um NPC Acompanhante com Condução e Navegação.
- Conseguir seguidores, talvez.
- Finalizar o tesouro que iniciei na aventura passada.
- Fazer alguns serviços.
- Me encontrar com Kenshin e Ryoma, e andar com o Ryoma no meu colo tal qual a imagem a seguir:
Capitulo II: Sonho de Uma Noite de Verão. - Página 7 Spy-X-family-anime-thumb
- Ir pra GL.



Histórico da Aventura
GANHOS

- Perícia Mecatrônica (Post nº 13)
- Perícia Mecânica (Post nº 14)
- Perícia Anatomia (Post nº 15)


PERDAS

- 1 Cigarro (Post nº 17)
- 1 Fósforo (Post nº 17)

ALTERAÇÕES

- Berries: ฿31.8150.000 -> ฿31.815.000
Nota Fiscal
- xxx B$ (xx - Post nº 01)
- 1.500.000 B$ (Agrado da Limosa? - Post nº 19)


- Localização: País de Kano

RELAÇÕES

Senhora Huang, Melinda, Barto, Senhora Limosa, Akagi Von Grann, Agatha Harkness

STATUS

PDV: 17.252 (+3.200 Raça) (+20.000 Formas Básicas) = 40.452
STA: 400
CONDIÇÕES: N/A
FERIMENTOS: N/A
CONTAGEM DE DEFEITOS: N/A

DIÁRIO DE BORDO

NOME DO BARCO

Autossuficiência:
Celeridade:
Estrutura:
Durabilidade:
Poder de fogo:

EXPERIÊNCIA

Experiência: 18 posts
Experiência Akuma no mi: 1 posts
Experiência Rokushiki: Não se aplica
Experiência Outro caminho: Não se aplica
Experiência Hakis: Não se aplica

Quantidade de Postagens do(s) Narrador(es): sei lá man

Resumo:

Total sexo




Mini-Ficha
Nome: Samira Evelynne Malkova
Alterego Submundo: N/A
Cargo/Distrito/Salário: Associada/None/2.600.000
Proficiências
História
Criptografia
Investigação
Falsificação
Furtividade
Lógica
Geografia

Qualidades e Defeitos
Qualidades
Versátil
Impassível
Atraente
Destemida
Prodígio
Talentosa
Pau para toda obra
Defeitos
Extravagante
Sonâmbulo
Devassa
Ambição
Teimosa

Profissão
Socialite do Submundo da Arqueologia: +30% em Tesouro; Conhecimento do submundo; Desconto na abertura de estabelecimentos; Desenvolve fama e carreira pública em Arqueologia como se fosse Civil normal.

Estilo de Combate
Artista Marcial
Chicoteadora

Acompanhantes e Seguidores
[Acompanhante]Arthur Chesire: Considera o rapaz o seu irmão mais novo. Tem bastante intimidade com ele, já que passaram grande parte de suas infâncias sendo escravos de um nobre de Sirarossa. A vida dos dois juntos teve muitos altos e baixos, se meteram em muitos bicos para sobreviver desde então. Mas decidiram sair de Illusia juntos e ganhar o mundo de alguma forma.


Akuma no Mi
- Sara Sara no Mi: Model Axolotl

Outro Caminho
N/A

Técnicas
N/A

Haki
N/A

Rokushiki
N/A

Atributos
Força: 1190 (+240 EDC) (+200 Arma) = 1630 Class. 11
Destreza: 715 Class. 7
Acerto: 20 (+240 EDC) = 760 Class. 7
Reflexo: 1 Class. 1
Constituição: 241 (+160 Raça) (+1000 Forma Padrão) = 1401 Class. 10

Agilidade: 380
Oportunidade de Ataque: 3
Redução de Dano: nem se dá ao trabalho
Resistência: 0
Penetração: 0

Cores do Template
fala
roxo
royalblue
blueviolet
hotpink
laranja
fala2
laranja2
sky




_________________

Capitulo II: Sonho de Uma Noite de Verão. - Página 7 Yz8SSU6
Ryoma
Imagem :
a
Créditos :
63
Localização :
Masquerade
Ver perfil do usuário https://www.allbluerpg.com/t308-hany-g-drezat https://www.allbluerpg.com/t2343-capitulo-i-poesia-com-uma-espada
Ryoma
Administrador
I ain't mean, bitch I'm focused

O desafio que Boo enfrentava era até um pouco absurdo. Seu controle sobre a eletricidade e toda a força que ele conseguia colocar em todos os ataques estavam no mesmo nível que Agatha, talvez até mais poderosos. Admitir estar complicado não fazia muito sentido para Hany, ela tinha total controle da sua força, mesmo entendendo como o gato se portava. "Felizmente eu me chamo Boo... Esse merda tá me irritando, vou acabar comendo ele se continuar assim." O calor das chamas ajudava muito no desenrolar do combate, ao menos isso dava vantagem para a pequena que ainda não tinha ideia do que faria para vencer isso. Sentir toda a energia dos ataques não fez muito bem, Boo era frágil e seu corpo pequeno não ajudava a aguentar tanta eletricidade. Poderes como os de Byakko não faziam sentido na cabeça dela, tudo isso era muito novo, mesmo seu controle básico sobre a água era estranho. Magias do tipo só existiam em livros, histórias de criança e semelhantes. O normal é pessoas não terem poderes assim, alguns são melhores por conta da raça, mas nem todos são especiais ou super poderosos.

O tempo pra pensar nessas coisas não era aquele, não devia ser. Boo foi lançada para longe, seu corpo doía, estava complicado de se mover e além desses problemas, a lança de eletricidade voando na sua direção deixava o clima tenso. "Tenho água ainda, vou jogar nele e... Continuar aqui dentro." A pouca quantidade de água não resolveria por completo o problema, Hany pensou apenas na possibilidade do gatinho se eletrocutar com a própria força, algo bem improvável e que não passava pela cabeça da garota-peixe. A lança divida ainda tinha chances de acertar Boo, sua vontade de esquivar-se existia, mas a merda do corpo não se movia como ela queria. Todo o esforço da pequena seria nisso, mover seu corpo, talvez até cortar alguma parte dos braços ou pernas para sentir a dor e acordar, fora morder e se socar quando necessário. Estando um pouco mais livre, sua primeira ação seria saltar para algum dos lados, torcendo para não ser afetada pela lança, rotacionando o corpo para caso fosse acertada, não ocorreria em uma parte muito importante e necessária.

A escapada inicial serviria para a jovem predadora iniciar outro avanço, querendo se manter perto, tendo ainda bastante cuidado. A qualquer sinal que a eletricidade do corpo de Byakko estivesse agindo, Boo ficaria simplesmente atenta, tomando cuidado para não tocar no corpo dele por muito tempo, além de saltar para longe de possíveis ataques para não sofrer paralisias novamente. Durante o avanço a pequena sacaria a garrafa de água, abrando esta e a lançando na direção do oponente quando estivesse num alcance interessante. A água não seria apenas jogada, pois com o controle que os peixes ensinaram, a garota daria um tipo de empurrão nela, esperando chegar no mink sem muitos problemas. Com a água resolvida, Hany seguiria seu avanço se não existissem mais problemas, buscando realizar um soco direto na barriga do alvo. O primeiro tinha muitas chances de se bloqueado, o foco dela seria mais no segundo golpe, uma rasteira básica pela direita, seguida da cabeçada que iria em qualquer local acessível do corpo de Byakko.

Mais uma vez a pequena híbrida aguardaria. Seu foco não era exatamente atacar, mas sim manter o alvo ali dentro. Com movimentos do corpo, mantendo-se na frente ou perto dele, chutando, socando, puxando ou até o empurrando para as paredes na intenção de o prender. Usando também dos próprios ataques de Byakko para atacar novamente, modificando a direção onde os golpes iniciais iriam acertar para que assim Hany conseguisse avançar num salto, levando seu joelho até o rosto do mesmo e logo em seguida se afastando. Dependendo do golpe ela se afastaria, usando o corpo ou um passo para trás/lado e logo em seguida realizaria um chute baixo pela esquerda, socando na direita por cima alguns instantes depois enquanto a atenção estivesse focada na perna, terminando com ela se afastando de leve. Boo não fugiria, seu único propósito era manter seu alvo ali o tempo necessário até ele não ter mais forças, assim a pequena poderia o finalizar e sair de lá.

Capitulo II: Sonho de Uma Noite de Verão. - Página 7 PBCMNpd

Histórico:
Objetivos, talvez, não sei:
Kenshin
Imagem :
Capitulo II: Sonho de Uma Noite de Verão. - Página 7 Ahri
Créditos :
00
Ver perfil do usuário https://www.allbluerpg.com/t360-agatha-harkness https://www.allbluerpg.com/t2343-capitulo-i-poesia-com-uma-espada
Kenshin
Desenvolvedor





Capitulo II: Sonho de Uma Noite de Verão.

As palavras e reações vindas da dita Samira, me deixava bastante interessada na mulher, o conjunto de pensamentos que a mesma apresentava e seu cheiro diferente, definitivamente era uma mulher que precisava ficar de olho. "Uma aliança que um dia pode mudar o mundo… Bom quem sabe!" Pensava me afastando um pouco da dupla para assim não dar tanta bandeira naquele lugar.

Akagi trocava algumas informações interessantes com a musculosa, o que me deixava bastante confortável, o plano seguia de forma uniforme e orgânica. Akagi parecia estar dominando bem as tarefas que tinham sido impostas a ela, a mesma vinha em minha direção entregando um den den mushi, informando que ele seria usado para falar com ela e os outros . - Isso vai ser bastante útil, obrigada! Pegava o caracol, guardando em meu bolso, a falta de tal artefato realmente me deixava meio agoniada por não conseguir as informações que eu queria em tempo hábil.

Limosa aparecia novamente nos aposentos, virava meu corpo na direção da mulher, o seu rosto agora não estava mais confiante, o ar de tristeza podia ser visto em seu rosto. "Interessante!" Pensava analisando os movimentos da mulher, ela estava instável, poderia usar isso contra ela, a forma como ela falava com as garotas.

O assunto com ambas terminava, fazendo com que as garotas fossem embora, me deixando sozinha com Limosa, sozinha até onde sei, aquele guarda poderia estar por aí, se espreitando pelos cantos, esperando o momento certo para agir. - Não se preocupe, entendo, as vezes os negócios são imprevisíveis, e demandam de uma mão feminina mais habilidosa. Dava um sorriso singelo, enquanto caminhava em direção a uma das cadeiras do local.

Me sentava escutando as palavras da mulher, a história se complementava, era muito mais que uma bomba, uma arma biológica. Era algo que poderia ser perigoso, mas isso não me assustava, eu estava ali, pronta para lidar com tudo aquilo, e quem sabe poder usar aquela arma contra eles mesmo. - Olha as coisas estão bem interessantes… Falava passando as mãos pelo meu cabelo.

- Olha limosa, não gosto de negociar com pessoas que mentem para mim… Acha mesmo que se com bombas destrutivas, já fico apreensiva com o que poderia fazer com nosso habitat, uma arma com um patógeno que pode acabar com todos não vacinados seria uma catástrofe muito pior. Falava levantando do local onde estava sentada.

- Limosa, existem muitas coisas que poderíamos fazer para poder com que esse acordo seja proveitoso para ambos os lados, mas preciso de confiança um no outro, e como falei não gosto de pessoas que mentem para mim. Olhava para ela de canto de rosto enquanto caminhava na direção da janela do local.

- Fazemos assim, permita que eu converse com seu pai, se ele é alguém tão importante para a revolução assim, precisaria negociar com ele diretamente, assim com uma amostra do patógeno e do antídoto, podemos determinar se realmente não é prejudicial para nossa raça e assim podendo produzir e estocar com segurança. Cruzava meus braços olhando para o horizonte.

- Minhas condições são muito simples, quero tratar com as pessoas que realmente podem me prometer a segurança de minha ilha e a destruição do governo. Me virava dando alguns passos na direção de Limosa. - Então Limosa, me leve ao seu pai, e com isso podemos sanar todas as dúvidas e enfim formar um acordo rentável e progressista para todos os lados! Falava com um sorriso no rosto. - Podemos fazer assim então?




Histórico:

_________________

Capitulo II: Sonho de Uma Noite de Verão. - Página 7 J09J2lK

"Ah, mas eu não quero ter dois caminhos ou ah, mas eu não quero ter caminho nenhum. Ué, você já pode porra, a única coisa que te impede de fazer isso é ser zé metinha e querer ficar comparando o tamanho do pau com o coleguinha pra compensar o ego frustrado." - Luquinhas, 2022
Formiga
Imagem :
Capitulo II: Sonho de Uma Noite de Verão. - Página 7 Teste
Créditos :
16
Ver perfil do usuário https://www.allbluerpg.com/t1843-nymeria-nymph
Formiga
Desenvolvedor




Kenshin

Agatha ouvia as palavras de Limosa com atenção, vendo uma oportunidade para usar aquele momento para obter ainda mais informações – Entendo... – Bradou a mulher mordendo seu lábio inferior, se mostrando desgostosa com toda a situação, uma ação já feita por ela algum tempo atrás – [color=orange]Mas, infelizmente não posso levá-la até ele, não nessas circunstâncias.[/color=orange] – Continuou a mulher voltando sua atenção unicamente para a agente – Se o conheço bem, ele agora está junto com Antony indo pessoalmente atrás dos causadores de todo esse caos. – Bradou a mulher com um olhar apreensivo – Amanhã posso fazer esse encontro acontecer, pela manhã, está bom para você? – Disse Limosa.

O ambiente no quarto continuava tranquilo, o doutor não demorava muito mais tempo para se retirar do ambiente, deixando as mulheres sozinhas novamente – Se quiser posso arranjar um quarto para você ou caso tenha outros assuntos a tratar, pode ir e depois retornar, deixo avisado na recepção. – Limosa continuava falando de maneira tranquila, mesmo que sua expressão estivesse tomada por uma certa apreensão – Amanhã às nove horas, aqui no hotel. – Finalizou a mulher.

Caso Agatha quisesse permanecer por ali, seria levada para o quarto onde ela estava anteriormente, tendo o melhor serviço de quarto possível. Caso resolvesse ir até outro lugar, ela estaria livre para ir, no entanto, seria possível notar que algo a observava de cima. Caso olhasse, notaria que Limosa estaria na janela do seu quarto, observando a raposa caminhar pelas ruas pouco movimentadas de Kano, porém, seria esse os únicos olhos que estavam na selvagem? Era algo a se pensar, tendo em mente as habilidades daquele guarda costa que estava com a mulher.

Alek


Samira finalmente entendia onde havia se metido, já que estava tratando com agentes do governo, dentro de um ambiente revolucionário. De qualquer forma, a brutamontes pegava tudo o necessário e se despedia do seu próprio jeitinho de Agatha, partindo dali juntamente com Akali (Akagi). Sem mais perguntas, as garotas se despediram e foram para direções diferentes, tendo Malkova partido em direção ao destino citado pelo finado Barto, o local onde ela encontraria o bendito tesouro.

O caminho até lá foi feito com tranquilidade, tendo a mulher observado que o silêncio havia tomado conta da cidade, pelo menos, de parte dela. O distrito de Juhua não demorou a dar suas caras, trazendo contigo seus aspectos que carregavam jazidas e cavernas que claramente serviam como pontos de mineração, do Governo e também de empresas privadas, já que era possível ver alguns maquinários que carregavam símbolos diferentes. O ambiente era grande e estava pouco povoado, tendo alguns seguranças espalhados pela região, tendo um espaçamento significativo entre eles, o que proporcionava uma facilidade de acesso para Samira.

Tendo seu mapa em mãos ela não teve dificuldade de encontrar uma das cavernas com particularidades que se assemelhavam às informações que ela tinha, principalmente, a pequena entrada de água vinda do mar. Como supracitado, o ambiente estava bem vazio, mas ao se aproximar das entradas de uma das cavernas presentes ali, era possível para mulher escutar as batidas que vinham do interior da mesma, sinalizando que alguns trabalhadores estavam por ali. Por fim, a Caverna estava ali e algumas tábuas estavam impedindo a passagem, mas era algo que não seria um problema para a brutamonte. O interior da caverna era bem parecido com as informações que Malkova tinha, era possível para a garota escutar o som de diferentes goteiras espalhadas pela região, além da clara umidade e causava um certo frio ao corpo da jovem. O lugar parecia não ter sido minerado em todo seu potencial, mas era possível notar algumas ferramentas espalhadas pelo caminho, ferramentas típicas que mineradores utilizavam.

Por fim, após caminhar por alguns minutos Samira encontraria um ponto idêntico ao mapa, levando a garota a crer que aquele era o ponto onde o tesouro estava escondido, mas, ela precisava saber se era no solo ou nas paredes do lugar, cabia a mulher desbravar aquela região.


Histórico:


Legenda:


Samira
Imagem :
Capitulo II: Sonho de Uma Noite de Verão. - Página 7 Orra5aa
Créditos :
54
Localização :
País de Kano
Ver perfil do usuário https://www.allbluerpg.com/t819-samira-malkova https://www.allbluerpg.com/t1510p15-capitulo-ii-sonho-de-uma-noite-de-verao#17597
Samira
Administrador







Ato XX.



"É aqui... Tenho certeza."

Agora que estava frente ao local, percebia muita semelhança para com a imagem na foto, algo surpreendente. "Consegui chegar até aqui...", pensava, olhando o local como se fosse uma grande ilusão aos meus olhos. Era incrível que eu realmente tivesse conseguido encontrar o lugar daquele tesouro, agora restava saber se realmente estava por ali.

Antes de mais nada, daria uma nova lida no diário do homem que escondeu aquele tesouro. Queria saber um pouco do que ele sentia ao escondê-lo, de sua história e de seus motivos, sentir como se ele estivesse ali comigo, compartilhando o mesmo local através do tempo. — Vai... Me mostra onde tá. — Deixava a imaginação fluir enquanto lia cada trecho do diário, tentando remontar os seus passos. Tentaria verificar se em algum momento ficava claro o local em que o homem tinha escondido o tesouro, para só então seguir a uma nova etapa.

A partir daí, caso tivesse um claro indicativo de onde tinha sido enterrado, recolheria uma picareta para quebrar em volta do local, caso fosse de pedra ou algum outro minério, ou uma pá, caso fosse mais fácil de cavar.
Caso não tivesse qualquer ideia de onde poderia estar, daria uma analisada mais complexa nos acidentes geológicos pelo local, tentando identificar aqueles que não parecessem ser naturais, mas sim gerados pela ação humana. Dessa maneira, tentaria minerar primeiro nesses locais, mas também passaria a buscar em outras áreas suspeitas caso não obtivesse sucesso.

Tomaria todo o tempo que tivesse para realizar aquela tarefa, utilizando-me de todas as ferramentas possíveis e necessárias, desde que disponíveis, para tal. O esforço se justificaria pelo desejo, pela ânsia de encontrar algo que ninguém mais viu.

— Está aqui... — Suspiraria, caso encontrasse algo de valor, e então continuaria até desenterrar completamente o tesouro e guardá-lo comigo.

Rolagem do Tesouro:

Quantidade aleatória (1,10) : 2

Bônus: +4 Profissão + 2 Investigação + 1 História + 1 Lógica + 1 Criptografia + 1 Geografia = + 10






Objetivos
- Aprender Forja, Anatomia, Mecânica, Mecatrônica
- Conseguir um NPC Acompanhante com Condução e Navegação.
- Conseguir seguidores, talvez.
- Finalizar o tesouro que iniciei na aventura passada.
- Fazer alguns serviços.
- Me encontrar com Kenshin e Ryoma, e andar com o Ryoma no meu colo tal qual a imagem a seguir:
Capitulo II: Sonho de Uma Noite de Verão. - Página 7 Spy-X-family-anime-thumb
- Ir pra GL.



Histórico da Aventura
GANHOS

- Perícia Mecatrônica (Post nº 13)
- Perícia Mecânica (Post nº 14)
- Perícia Anatomia (Post nº 15)
- Baby Den Den Mushi - Linha única com o Den Den da NPC Akagi (Entregue para realizar a missão. Post nº 18)


PERDAS

- 1 Cigarro (Post nº 17)
- 1 Fósforo (Post nº 17)

ALTERAÇÕES

- Berries: ฿31.815.000 -> ฿33.315.000


NOTA FISCAL

- xxx B$ (xx - Post nº 01)
- 1.500.000 B$ (Agrado da Limosa? - Post nº 19)


RELAÇÕES

Senhora Huang: Contratou Samira para alguns serviços em Kano pelo submundo. Demonstrou ter muitas relações com as principais figuras do país.
Senhora Merlinda: Iniciou Samira no Exército Revolucionário. Após alguns flertes, Merlinda acabou sendo alvejada por disparos de assassinos, sendo salva por Samira e levada até um local seguro à tempo de salvar sua vida.
Senhora Limosa: Irmã de Merlinda, é outra figura importante dos Revolucionários do País de Kano, ambas sendo filhas de outro figurão ainda não conhecido, mas que é alvo de Samira para parar a revolução iminente.

(Player)Agatha Harkness: Conheceu a mulher, uma agente do Governo, quando estava infiltrada entre os revolucionários de Kano. Descobriu que ambas tem objetivos acima das organizações em que estão inseridas, e firmou um pacto de ajuda mútua com a raposa.

STATUS

PDV: 17.252 (+3.200 Raça) (+20.000 Formas Básicas) = 40.452
STA: 800
CONDIÇÕES: N/A
FERIMENTOS: N/A
CONTAGEM DE DEFEITOS: N/A

DIÁRIO DE BORDO

NOME DO BARCO

Autossuficiência:
Celeridade:
Estrutura:
Durabilidade:
Poder de fogo:

EXPERIÊNCIA

Experiência: 20 posts
Experiência Akuma no mi: 20 posts
Experiência Rokushiki: Não se aplica
Experiência Outro caminho: Não se aplica
Experiência Hakis: Não se aplica

Quantidade de Postagens do(s) Narrador(es): sei lá man

Resumo:

Total sexo




Mini-Ficha
Nome: Samira Evelynne Malkova
Alterego Submundo: N/A
Cargo/Distrito/Salário: Associada/None/2.600.000
Proficiências
História
Criptografia
Investigação
Falsificação
Furtividade
Lógica
Geografia

Qualidades e Defeitos
Qualidades
Versátil
Impassível
Atraente
Destemida
Prodígio
Talentosa
Pau para toda obra
Defeitos
Extravagante
Sonâmbulo
Devassa
Ambição
Teimosa

Profissão
Socialite do Submundo da Arqueologia: +30% em Tesouro; Conhecimento do submundo; Desconto na abertura de estabelecimentos; Desenvolve fama e carreira pública em Arqueologia como se fosse Civil normal.

Estilo de Combate
Artista Marcial
Chicoteadora

Acompanhantes e Seguidores
[Acompanhante]Arthur Chesire: Considera o rapaz o seu irmão mais novo. Tem bastante intimidade com ele, já que passaram grande parte de suas infâncias sendo escravos de um nobre de Sirarossa. A vida dos dois juntos teve muitos altos e baixos, se meteram em muitos bicos para sobreviver desde então. Mas decidiram sair de Illusia juntos e ganhar o mundo de alguma forma.


Akuma no Mi
- Sara Sara no Mi: Model Axolotl

Outro Caminho
N/A

Técnicas
N/A

Haki
N/A

Rokushiki
N/A

Atributos
Força: 1190 (+240 EDC) (+200 Arma) = 1630 Class. 11
Destreza: 715 Class. 7
Acerto: 20 (+240 EDC) = 760 Class. 7
Reflexo: 1 Class. 1
Constituição: 241 (+160 Raça) (+1000 Forma Padrão) = 1401 Class. 10

Agilidade: 380
Oportunidade de Ataque: 3
Redução de Dano: nem se dá ao trabalho
Resistência: 0
Penetração: 0

Cores do Template
fala
roxo
royalblue
blueviolet
hotpink
laranja
fala2
laranja2
sky




_________________

Capitulo II: Sonho de Uma Noite de Verão. - Página 7 Yz8SSU6
Kenshin
Imagem :
Capitulo II: Sonho de Uma Noite de Verão. - Página 7 Ahri
Créditos :
00
Ver perfil do usuário https://www.allbluerpg.com/t360-agatha-harkness https://www.allbluerpg.com/t2343-capitulo-i-poesia-com-uma-espada
Kenshin
Desenvolvedor





Capitulo II: Sonho de Uma Noite de Verão.

A situação estava claramente em meu controle, Limosa era como um belo fantoche tendo suas cordas puxadas conforme meu desejo, mas tudo que indicava que ela era um peixe menor, lidar com ela não seria nada, precisava de muito mais, precisava encontrar o pai dela, e assim chegar mais perto de aniquilar os cabeças da revolução nessa ilha.

“Se o pai dela é cotado para comandante, preciso acabar não só com aquele garoto idiota, mas com ele também!” Minha mente não estava errada, mas antes mesmo de lidar com os revolucionários propriamente ditos, tinha que lidar com tal arma. - Certo entendo muito bem, mas Limosa saiba que meu investimento é algo que demanda um valor altíssimo… Falava pausadamente caminhando lentamente pela sala.

- Algo de tamanha importância quanto uma base na ilha escondida de Zou… Creio que seja algo muito mas muito valioso para estar lidando apenas com seu pai. Passava a mão pelos meus cabelos enquanto lambia meus lábios. - Uma reunião com o alto escalão da revolução dessa ilha seja mais apropriado para uma negociação desse tipo, já que vocês se mostraram péssimos intermediários… O semblante sério aparecia perante a mulher.

- Espero que consiga boa parte dos responsáveis para poder negociar comigo, se eu vou entrar como sócia disso tudo, preciso saber com quem estou negociando… Falava caminhando em direção da porta do local. - A final, não costumo deixar ser enganado duas vezes! Olhando pelo canto do meu olho deixava uma fina faísca escapar.

- Obrigada pela oferta, mas nos encontramos amanha, não me decepcione Limosa! Assim sairia do local, caminhando para o lado de fora do prédio.

O dia ainda era claro, não poderia perambular pela região da marinha, para assim não dar bandeira, com isso precisava esfriar minha cabeça para poder bolar os planos para o próximo dia. “O plano aparentemente está correndo bem, preciso saber dos demais para poder dar continuidade!” Pensava enquanto caminhava pelo local, balançando todas as minhas caudas de forma desorganizada.

Caminharia até alguma praça com bastante árvores, me sentando no banco que estivesse livre, e assim observando as pessoas a minha volta, esperando o tempo passar, para que eu pudesse me esgueirar pelas ruas até a base secreta, tentaria sentir o cheiro do local, memorizar todos aqueles aromas, ou identificar alguns conhecidos caso tivesse sido seguida, a verdadeira calmaria antes da tempestade.




Histórico:

_________________

Capitulo II: Sonho de Uma Noite de Verão. - Página 7 J09J2lK

"Ah, mas eu não quero ter dois caminhos ou ah, mas eu não quero ter caminho nenhum. Ué, você já pode porra, a única coisa que te impede de fazer isso é ser zé metinha e querer ficar comparando o tamanho do pau com o coleguinha pra compensar o ego frustrado." - Luquinhas, 2022
Formiga
Imagem :
Capitulo II: Sonho de Uma Noite de Verão. - Página 7 Teste
Créditos :
16
Ver perfil do usuário https://www.allbluerpg.com/t1843-nymeria-nymph
Formiga
Desenvolvedor
Kenshin

Após a interação Agatha partiu dali sem mais delongas, buscando por um lugar tranquilo para que pudesse despistar os olhos que estavam voltados para ela, pelo menos, era isso que ela esperava que estivesse ocorrendo. Ela não demorou para encontrar um lugarzinho tranquilo, com um chafariz em formato de dragão no centro daquela simplória praça, mas, que carrega uma beleza única. Poucas pessoas estavam ali, dava para ver apenas um casal trocando carícias e um rapaz que parecia admirar as estrelas. O lugar contava com um número considerável de árvores, mas não o bastante para proporcionar uma “fuga” fácil para a selvagem, no entanto, ainda sim contava com brechas interessantes e bem úteis. Por fim, ela encontrou a brecha para então partir pelas ruas, árvores e todos as localizações possíveis para que ela pudesse despistar um possível vigia, não tendo dificuldade para enganar qualquer um que pudesse estar em sua cola. Após alguns bons minutos ela conseguiu retornar ao Quartel General, dando de cara com um simples Agente que parecia estar de guarda aquela noite.


Alek


A busca pelo tesouro inicialmente se mostrou complicada, porém, o antagonista daquela busca logo deu suas caras. No velho baú a brutamontes encontrou uma pequena fortuna, além de alguns materiais interessantes, como uma boa conhecedora daquilo, Samira não tinha dificuldades para ver do que se tratava. Sem mais delongas, ela tinha tendo hábil para sair daquelas cavernas ou simplesmente permanecer por ali com seu querido tesouro, mas, aparentemente nada de útil além daquilo existia por ali. O som de trabalhadores nas redondezas ainda ecoava pela caverna, assim como a goteira existente não muito longe dali e o sussurro do vento que se espalhava pelo ambiente.


Ryoma


A pequena Boo continuava enfrentando o Felino que se mostrava cada vez mais astuto e cheio de cartas na manga, porém, ainda sim ele não parecia ser capaz de acompanhar completamente as ações da garota-peixe. As habilidades do antagonista eram estranhas para a garota, afinal, parecia que tinham acabado de sair de um livro! Aquilo iria a impedir de continuar? É claro que não, ela estava ali pronta para agir da melhor maneira que seu frágil corpo aguentasse. Em meio às ações a garota novamente mostrou porque serviu tão bem a Loki, agindo de maneira que a ofensiva do selvagem não desse frutos, pelo menos, não os que ele almejava.

O contra-ataque da menina foi sucinto, mantendo suas características marciais e foco, ela utilizou dos seus pontos fortes para continuar redirecionando os golpes de Byakko, observando os avançados do felino e evitando a eletricidade do que ele emanava do seu corpo. Claro, ela não conseguia negar completamente os danos provindos dos raios, no entanto, mostrava sua superioridade a cada segundo que aquela luta durava. Em determinado ponto do combate - mesmo que sentisse os efeitos da eletricidade do mink - ela conseguiu mostrar toda sua maestria no Karatê, acertando uma saraivada de golpes que lançavam o homem contra a parede, fazendo com que a parte posterior do seu corpo ficasse tomado pelas chamas, o que o fazia urrar de dor e ranger os dentes, colocando até mesmo uma quantidade signficativa de sangue para fora. Naquele ponto, a garota via que Byakko era experiente, porém, havia se mostrado muito juvenil perante a dor.

O combate continuou daquele ponto de maneira unilateral, ainda mais que as ações anteriores. O selvagem era resistente? Sim, ele aguentava bem as porradas da pequena Boo, mas havia um limite para tudo aquilo. As chamas se espalharam pelo seu corpo com velocidade, enquanto Hany não dava espaço para que ele pudesse fugir ou fazer um mísero contra-ataque sequer. Ela sentia dor? Sim, a cada golpe a eletricidade entrava em contato com seu corpo e fazia cada pequena parte dele se contorcer, mas naquele momento ela não parou, ela não podia se dar esse luxo. O fim do combate se deu com os olhos do homem virando e seu corpo sendo tomado pelas chamas, enquanto Hany sentia uma dor que talvez ela nunca estivesse experimentado, já que aquela eletricidade percorria todo seu ser de uma única vez. Seus sentidos pareciam levemente desconexos, mas ainda sim ela conseguia se movimentar com o mínimo de dignidade possível; o lugar continuava a ser consumido pelas chamas e por um momento ela se viu completamente presa, afinal, não tinha nenhum lugar que fosse possível usar como uma saída, pelo menos, até a chegada do herói no cavalo branco.

Leo invadiu o ambiente como um verdadeira brutamontes, criando um buraco grande o bastante para que Hany pudesse passar, mas, ele não deu tempo para que a garota se esforçasse ainda mais. O homem avançou pela entrada em um movimento extremamente rápido, algo que beirava o senso comum das artes marciais, mostrando que aquele agente tinha seus próprios segredos - Vamos sair daqui! - Concluiu o homem dando espaço para que Hany pulasse no seu colo ou simplesmente se apoiasse nele.




Kenshin

GANHOS

●Rokushiki: Soru - Turno 08 OK
● Rokushiki: Rankyaku - Turno 09 OK
● Proficiência Dramaturgia - Turno 11 OK
● Proficiência Intimidação - Turno 12 OK
● Baby Den Den Mushi - Entregue para realizar a missão - Turno 25 OK

PERDAS

● N/A OK

ALTERAÇÕES

● N/A OK

NOTA FISCAL

● N/A OK

RELAÇÕES

● N/A OK

STATUS

PDV: 100% OK
STA: 100% OK
CONDIÇÕES: N/A OK
FERIMENTOS: N/A OK
CONTAGEM DE DEFEITOS: N/A OK

DIÁRIO DE BORDO

NÃO POSSUI

Autossuficiência:
Celeridade:
Estrutura:
Durabilidade:
Poder de fogo:
Espaço de ocupação: 0/8

EXPERIÊNCIA

Experiência: 27 Turnos - 648 + (7x4) + (20x9) = 856
Experiência Mugetsu: 27 Turnos - 648 + (7x2) + (20x3) = 722
Experiência Rokushiki: 27 Turnos - 648 + (7x2) + (20x3) = 722

Alek

GANHOS

●Perícia Mecatrônica (Post nº 13) OK
● Perícia Mecânica (Post nº 14) OK
● Perícia Anatomia (Post nº 15) OK
●Baby Den Den Mushi - Linha única com o Den Den da NPC Akagi (Entregue para realizar a missão. Post nº 18) OK
● Recompensa do Tesouro - Já vem sendo feito desde a aventura passada, será entregue no último post - Turno 20 OK
Recompensas: 3.7500.000 B$ (15% do Teto do lvl5) + 01 Magnita e 01 Ferralina
Magtina:
Ferralina:


PERDAS

● N/A OK

ALTERAÇÕES

● Berries: ฿31.815.000 -> ฿36.690.000 OK
● 08 Cigarros > 07 Cigarros  OK


NOTA FISCAL

● 1.500.000 B$ (Agrado da Limosa - Post nº 19) OK
● 3.750.000 B$ (Tesouro - post 20) OK

RELAÇÕES

NPC's da Aventura:

Senhora Huang: Contratou Samira para alguns serviços em Kano pelo submundo. Demonstrou ter muitas relações com as principais figuras do país. OK

Senhora Merlinda: Iniciou Samira no Exército Revolucionário. Após alguns flertes, Merlinda acabou sendo alvejada por disparos de assassinos, sendo salva por Samira e levada até um local seguro à tempo de salvar sua vida. OK

Senhora Limosa: Irmã de Merlinda, é outra figura importante dos Revolucionários do País de Kano, ambas sendo filhas de outro figurão ainda não conhecido, mas que é alvo de Samira para parar a revolução iminente. OK

Jogador:

Agatha Harkness: Conheceu a mulher, uma agente do Governo, quando estava infiltrada entre os revolucionários de Kano. Descobriu que ambas tem objetivos acima das organizações em que estão inseridas, e firmou um pacto de ajuda mútua com a raposa. OK

STATUS

PDV: 100% OK
STA: 100% OK
CONDIÇÕES: N/A OK
FERIMENTOS: N/A OK
CONTAGEM DE DEFEITOS: N/A  OK

DIÁRIO DE BORDO

NÃO POSSUI

Autossuficiência:
Celeridade:
Estrutura:
Durabilidade:
Poder de fogo:
Espaço de ocupação: 0/8

EXPERIÊNCIA

Experiência: 20 turnos - 480 + (9x20)  = 660
Experiência Akuma: 20 Turnos - 480 + (3x20)  = 540


Ryoma

GANHOS

● Roupa Simples - Turno 01 OK
Kimono:
● Roupas - Turno 03 OK
Roupas:
● Proficiência Dramaturgia - Turno 06 OK
● Proficiência Disfarce - Turno 07 OK
● Mochila Preta 10U - Turno -7 OK
● Kit de Maquiagem Simples 05/05 Usos (Base + 3 Pincéis + Blusa + Pó Facial + Corretivo + Máscara de Cílios + Sombras Neutras, Opacas e nas Cores: Vermelho, Preto, Azul, Verde e amarelo + Batom de Cor laranja, Vermelho e Preto) - Turno 07
● 1 Canivete e 1 Cutelo - Us OKo comum para cozinheiros, não são armas de fato - Turno 21 OK
Canivete:
Cutelo:
● 1 Isqueiro 10/10 Usos - Turno 21
Isqueiro:
Relógio de pulso brilhante:


PERDAS

OK

ALTERAÇÕES

● Alteração na Aparência: Cor do Cabelo - Loiro OK
● Garrafa 09/10 > 00/10 usos restantes OK
● 8.121.000 >> 4.206.000 B$ OK

NOTA FISCAL

● 2.030.000 B$ (Compras - Roupas) - Turno 03 OK
● 70.000 B$ (Diária do Hotel)- Turno 04 OK
● 1.300.000 B$ (Compras - Mochila & Tinta) - Turno 07 OK
● 45.000 B$ (Comida) - Turno 21 OK
● 470.000 B$ (Canivete, Cutelo & Isqueiro) - Turno 21  OK

Fica com: 4.206.000

RELAÇÕES

● N/A OK

STATUS

PDV: 7505/9888 OK
STA: 400/400 OK
CONDIÇÕES: Paralizado I OK
FERIMENTOS: Dores pelo corpo 02/03 OK
Hematomas pelo corpo 03/04 OK
CONTAGEM DE DEFEITOS: N/A OK

DIÁRIO DE BORDO

NÃO POSSUI

Autossuficiência:
Celeridade:
Estrutura:
Durabilidade:
Poder de fogo:
Espaço de ocupação: 0/8

EXPERIÊNCIA

Experiência: 23 - 552 + (7x4) + (16x9) = 724

Quantidade de turnos do(s) Narrador(es): 27 - 5 créditos + 2 bônus = 7 créditos


Opinião sobre a Narração:
Jogadores:
Narrador: