Bem-vindo ao

All Blue

É com muito prazer que lhes damos os comprimentos ao nosso RPG. All Blue se trata de um RPG narrativo com o ambiente principal centrado em One Piece, obra de Eiichiro Oda.
Se divirta nessa nova aventura e se torne o novo rei pirata... Se puder!

Capitulo II: Sonho de Uma Noite de Verão.

Página 3 de 7 Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6, 7  Seguinte
Formiga
Imagem :
Capitulo II: Sonho de Uma Noite de Verão. - Página 3 26613303cf
Créditos :
10
Ver perfil do usuário https://www.allbluerpg.com/t1843-nymeria-nymph
Formiga
Desenvolvedor
Relembrando a primeira mensagem :



Capitulo II — Sonho de uma noite de verão


Agatha Baronesa [Agente] e Hany G. Drezat [Civil]

não possui narrador definido.
Fechada

Ryoma
Imagem :
a
Créditos :
40
Localização :
Pais de Kano
Ver perfil do usuário https://www.allbluerpg.com/t308-hany-g-drezat https://www.allbluerpg.com/t1972-capitulo-iii-solsticio
Ryoma
Administrador
Nada me assombra

O momento foi fofo. As ações dele estranhamente aqueciam o coração de Hany, que não o considerava nada importante, ele era penas o substituto de Agatha por um tempo, alguém que não conseguia nem chegar aos pés da raposa. E mesmo assim, ali estava ela, rindo e agradecendo as ações do loiro. – Shaa, você não sabe do que ta falando. Um dia eu vou te mostrar como eles trabalham, espero que não se arrependa. – o sorriso nos lábios dela era brincalhão, sentir o sangue do agente descer após uma mordida a fazia sorrir ainda mais, mesmo sabendo que não era o certo, parecia muito bom em sua mente. Somente um parceiro de verdade não precisava ser fixo, existiam muitas pessoas no mundo que conseguiam caminhar ao lado da garota-peixe, todos eles do seu jeito especial. Somente a força não determinava um bom companheiro, o resto até parecia inútil, mas podia muito bem definir quem eram os melhores para a acompanhar em suas aventuras. "Vem sendo divertido, espero que continue assim." Foram brincadeiras bobas até então, nada realmente a fez odiar o rapaz e isso bastava por hora. Hany ainda tinha muito para se preocupar, momentos como estes acalmavam o coração da pequena, esquecendo-se por algum tempo a quantidade de problemas que o futuro lhe traria. O sorriso em seu rosto aumentava, Leo diferia de Loki e sua mãe, ficando muito longe de Agatha. Seu jeito de agir era único, ao menos para a pequena predadora, que ainda não conhecia tanta gente assim. – Também gostei, posso fingir que essa é a cor real e trocar após entrar, como se fosse um novo começo. – soava como uma boa ideia para ela.

Sério? Assim fica mais fácil, me considerar próxima do mar. – o aprendizado das técnicas de controle da água eram realmente complicadas, precisando de qualquer auxílio que os homens-peixes conseguiam proporcionar. – Boo é uma das minhas pelúcias que teve um fim ruim, foi a única que ganhei do meu irmão. É a única coisa que me lembra dele, não tenho fotos, nem cartas. Até quando recebi o presente ele não estava lá. – a relação com esse irmão não parecia boa, era até estranho falar dele aqui. Hany sorria, deixando um pouco da tristeza transparecer em seu semblante. – Vai ser fácil lembrar, foi algo importante pra mim. Vou manter esse nome, Hiko. – Leo era muito mais fácil, complicar muito a irritaria, ao menos aquele nome soava melhor, mais fácil e simples. Não tanto quanto o real, isso seria difícil. O problema da cauda era facilmente resolvido por conta da habilidade que muitos meio-peixe tinham de esconder essas partes, assim como os dentes de tubarão serem trocados por de humano, Hany só precisava esforçar-se um pouco para trazer a cauda para dentro, basicamente tornando-se uma humana se alguns ajustes fossem feitos com maquiagem para esconder a saída da cauda de tubarão. A garota até mesmo faria uma demonstração rápida de como funcionava, perguntando-se o quão estranho aquilo pareceria. – É simples até, tipo trocar os dentes, não gosto de esconder, mas é importante pra missão. – matar por causa disso seria ótimo, só não o ideal, chamar muita atenção com mortes logo após entrar na organização a faria uma das possíveis responsáveis por tais atos.

Durma bem, to pensando em adiantar a pintura. Assim eu durmo quando o cabelo secar, ou nem durmo. Ter insônia é foda. – um último sorriso foi mostrado antes de Hany o deixar para dormir, aproveitando aquele momento tranquilo para realmente levar a tinta até o banheiro onde começaria a trabalhar na pintura completa de seu cabelo. "Amanhã lavo ele outra vez, tentar tirar o cheiro para o deixar real, ou próximo disso." Com cuidado e muita calma a pequena garota-peixe começaria a aplicar a tinta no cabelo, retirando até a camisa do uniforme que Leo a deu para evitar sujar se preciso. Assim que a tinta fosse aplicada, algum tempo seria dado para que o efeito desse certo, Hany até olharia a caixa de onde veio a tinta comprada por seu parceiro, esperando ter instruções de tempo e como fazer tudo. Com sorte ela faria certo, aguardando o necessário e logo após lavando por completo o cabelo por algum tempo. Todos os pontos sujos seriam limpos, talvez até precisando de outro banho rápido e então a jovem híbrida retornaria ao quarto, vestindo a camisa novamente cuidando do cabelo com uma toalha para acelerar o tempo para secar. – Vai ficar foda, certeza. – ela estava evitando olhar em qualquer espelho, simplesmente esperando secar completamente antes de ter que checar o resultado.

No momento em que ao toque o cabelo estivesse seco, Hany iria ao banheiro checar, ou até mesmo usaria algo do quarto mesmo para ter noção do resultado. Bom ou não a pequena apenas aguardaria mais um tempo, deitada em sua cama sem muita ideia do que fazer. Como o sono nunca foi algo fácil na vida dela, pensar muito nisso a deixaria irritada, então por ter simplesmente aceito essa condição, ela faria uma vigília por algum tempo. Cuidar do loiro dormindo tinha seu valor, mesmo ele não precisando disso, fazia sentido para a garota-tubarão cuidar daquilo pela sua fata de sono. Qualquer som estranho do lado de fora do quarto seria rapidamente checado, analisando as janelas, ou simplesmente a porta, esperando escutar melhor ou apenas abrir o quarto para analisar que merda estava rolando. Em algum ponto a híbrida saíria do quarto, dando uma volta pelo hotel despreocupadamente, parecia até querer se cansar com isso, ou apenas analisar como as coisas estavam de uma vez. O hotel era até grande, talvez mais clientes estivessem por aí, não significava que causariam problemas, esse pensamento a acertaria em cheio no meio da noite, resolvendo fechar os olhos, deitar na cama e dormir abraçada num travesseiro, deixando a escuridão lhe abraçar. Durante o descanso ficava claro que o corpo dela transpirava muito, além dela se mover bastante de forma estranha, recuando de algo ao ponto de até cair da cama em algum momento.

Capitulo II: Sonho de Uma Noite de Verão. - Página 3 QuwpnQE

Histórico:
Objetivos, talvez, não sei:
Samira
Imagem :
Capitulo II: Sonho de Uma Noite de Verão. - Página 3 Orra5aa
Créditos :
26
Localização :
País de Kano
Ver perfil do usuário https://www.allbluerpg.com/t819-samira-malkova https://www.allbluerpg.com/t1510p15-capitulo-ii-sonho-de-uma-noite-de-verao#17597
Samira
Administrador







Ato III.



Com a saída de Chesire, que parecia já ter algo para fazer na ilha, eu me direcionava ao meu quarto, recolhendo a minha chave. — Não me importo. — Respondia ao homem, informando-o não ter problemas com roupas usadas. Não era como se eu realmente quisesse gastar algum dinheiro naquelas vestimentas. Na verdade, eu pretendia apenas lucrar dali pra frente, sendo essa uma das minhas prioridades para o momento.

A mente se abstraía aos poucos. O pensamento vagueava pela possibilidade de encontrar um tesouro naquelas terras de Kano, e talvez ser contatada o mais breve possível para novos serviços que lhe renderiam algum dinheiro extra. Aos poucos, os olhos se fechavam.

Ao acordar, abria os olhos e me posicionava na cama de um sobressalto. Olharia para os lados rapidamente, um pouco confusa, mas podia perceber que Arthur estava dormindo ao lado, com a mesma aparência suja de antes, mas com algumas marcas de batom que adicionavam uma camada extra ao problema. "Buceteiro safado."

Deslizava as pernas para fora da cama e seguraria a toalha em meu corpo, para que não escorregasse ao me pôr de pé. Pelo quarto, procuraria pelas vestimentas que teriam sido deixadas por Byakko, despindo-me da toalha que cobria o meu corpo e então vestindo aquelas coisas da forma que conseguisse. Indo até a minha mochila, recolheria minhas correntes, as quais enrolaria em volta do antebraço direito, e trajaria minhas luvas de couro, afivelando-as.

"O mapa...", procuraria por aqueles documentos que levavam ao tesouro, e então voltaria a observá-los por alguns instantes. Lembrava de ter visto algo como uma caverna numa das ilustrações do diário do tesouro, e tentaria posicionar o mapa de Kano bem ao lado do mapa do tesouro para que pudesse ter uma vista melhor de como um se relacionava com o outro. Analisando os mapas um pouco melhor, tentaria criar alguma noção de onde poderia encontrar esse "X" que marcava o local.
Por fim, guardaria minhas coisas de volta à mochila, e então a passaria pelo tronco, prendendo-a no ombro diagonalmente e saindo do quarto, trancando-o com a minha chave.

Sairia rapidamente daquele lugar, rumo a conhecer a ilha. Vez ou outra faria associações dos locais que via com os locais descritos no mapa, e faria esse caminho de forma bem "turista" mesmo, afinal, não tinha qualquer ideia de onde poderia me encontrar com o submundo do local. Caso visse alguém que remetesse de alguma forma ao submundo, de acordo com o conhecimento que possuía a tal respeito, aproximaria-me. — Como tá? — Perguntaria, despretenciosa, na intenção de primeiro saber com quem estaria lidando.
No entanto, caso não encontrasse com pessoas ou locais mais propícios, tentaria entrar em algum bar noturno - se fosse de noite -, ou apenas seguiria até o que parecesse ser o centro da ilha, aproveitando para apreciar a passagem e dar uma boa atenção aos arredores.





Objetivos
- Aprender Sociologia, Carpintaria, Marcenaria, Arquitetura.
- Conseguir um NPC Acompanhante com Pilotagem e Navegação.
- Conseguir seguidores, talvez.
- Finalizar o tesouro que iniciei na aventura passada.
- Fazer alguns serviços.
- Me encontrar com Kenshin e Ryoma, e andar com o Ryoma no meu colo tal qual a imagem a seguir:
Capitulo II: Sonho de Uma Noite de Verão. - Página 3 Spy-X-family-anime-thumb
- Ir pra GL.



Histórico da Aventura
GANHOS

-

PERDAS

-

ALTERAÇÕES

- Berries: ฿16.8150.000 -> ฿16.815.000
Nota Fiscal
- xxx B$ (xx - Post nº 01)
- xxx B$ (xx - Post nº 01)


- Localização: País de Kano

RELAÇÕES


STATUS

PDV: 16.532 (+3.200 Raça) (+20.000 Formas Básicas) = 39.732
STA: 400
CONDIÇÕES: N/A
FERIMENTOS: N/A
CONTAGEM DE DEFEITOS: N/A

DIÁRIO DE BORDO

NOME DO BARCO

Autossuficiência:
Celeridade:
Estrutura:
Durabilidade:
Poder de fogo:

EXPERIÊNCIA

Experiência: 3 posts
Experiência Akuma no mi: 1 posts
Experiência Rokushiki: Não se aplica
Experiência Outro caminho: Não se aplica
Experiência Hakis: Não se aplica

Quantidade de Postagens do(s) Narrador(es): sei lá man

Resumo:

Total sexo




Mini-Ficha
Nome: Samira Evelynne Malkova
Alterego Submundo: N/A
Cargo/Distrito/Salário: Associada/None/2.600.000
Proficiências
História
Criptografia
Investigação
Falsificação
Furtividade
Lógica
Geografia

Qualidades e Defeitos
Qualidades
Versátil
Impassível
Atraente
Destemida
Voz Melodiosa
Carismática
Duro de Matar
Prodígio
Defeitos
Extravagante
Sonâmbulo
Devassa
Ambição
Teimosa

Profissão
Socialite do Submundo da Arqueologia: +30% em Tesouro; Conhecimento do submundo; Desconto na abertura de estabelecimentos; Desenvolve fama e carreira pública em Arqueologia como se fosse Civil normal.

Estilo de Combate
Artista Marcial
Chicoteadora

Acompanhantes e Seguidores
[Acompanhante]Arthur Chesire: Considera o rapaz o seu irmão mais novo. Tem bastante intimidade com ele, já que passaram grande parte de suas infâncias sendo escravos de um nobre de Sirarossa. A vida dos dois juntos teve muitos altos e baixos, se meteram em muitos bicos para sobreviver desde então. Mas decidiram sair de Illusia juntos e ganhar o mundo de alguma forma.


Akuma no Mi
- Sara Sara no Mi: Model Axolotl

Outro Caminho
N/A

Técnicas
N/A

Haki
N/A

Rokushiki
N/A

Atributos
Força: 1190 (+240 EDC) (+200 Arma) = 1630 Class. 11
Destreza: 715 Class. 7
Acerto: 20 (+240 EDC) = 760 Class. 7
Reflexo: 1 Class. 1
Constituição: 241 (+160 Raça) (+1000 Forma Padrão) = 1401 Class. 10

Agilidade: 380
Oportunidade de Ataque: 3
Redução de Dano: nem se dá ao trabalho
Resistência: 0
Penetração: 0

Cores do Template
fala
roxo
royalblue
blueviolet
hotpink
laranja
fala2
laranja2
sky




_________________

Capitulo II: Sonho de Uma Noite de Verão. - Página 3 Yz8SSU6
Kenshin
Imagem :
Capitulo II: Sonho de Uma Noite de Verão. - Página 3 Ahri
Créditos :
51
Ver perfil do usuário https://www.allbluerpg.com/t360-agatha-harkness https://www.allbluerpg.com/t1972-capitulo-iii-solsticio#21373
Kenshin
Desenvolvedor





Capitulo II: Sonho de Uma Noite de Verão.

- Nossa será mesmo que é bom em tudo… Soltava com uma voz maliciosa, e logo em seguida mordia meu lábio inferior dando um breve sorrisinho. A pesar de ser bastante habilidoso o rapaz ainda era jovem, mostrava certa imaturidade para lidar com certo tipos de elogios, nada que o tempo não resolvesse.

Os treinamentos seguiam de forma orgânica, fazendo me lembrar completamente de como utilizar o rankyaku, uma habilidade ofensiva bastante prática fazendo com que meu corpo se tornasse mais afiado. “Não que usar minha eletricidade já não desse um aumento de alcance para meus golpes, mas ter o seu fator cortante me será bastante útil!” Pensava ao ver a lâmina sair de minhas pernas seguindo em direção ao alvo.

- Muito obrigada pelo treinamento! Falava dando uma grande suspirada, sentindo alguns dos meus músculos puxando, tinha sido bastante exaustivo, e sabia que não poderia pedir por um terceiro, não estava a fim de causar uma possível lesão em meus músculos.

O local já estava amais vazio, mantendo apenas alguns agentes ainda treinando, antes de ir descansar ainda tinha algumas coisas a resolver, referente a missão. “Eu preciso de um bom banho, mas sinto que antes de dormir ainda preciso lidar com algumas coisas!” Pensava enquanto limpava o suor com as costas da minha mão.

Precisava encontrar Mistake para poder reforçar algumas coisas antes de dormir, assim seguiria para  aparte onde se encontrava o grupo de agentes que estavam colhendo informações. Procuraria a mulher pelo local até encontrá-la, assim que conseguisse me aproximaria falando. - Mistake, tenho alguns agentes em campo colhendo informações e agindo já em mus planos, preciso comunicar com alguns deles, que devem estar com seus babys den den mushi… Dava uma pausa olhando os den den mushi espalhados pela sala.

- ...Pelo teor da conversa presumo que tenha algum den den mushi branco, para que assim possamos passar as informações de modo mais sigiloso possível, existe alguma possibilidade de eu poder usá-lo? Esperava a resposta da mulher, caso a resposta seja negativa para qualquer uma das informações falaria. - Bom então precisarei de papel e caneta, e seu agente mais confiável para sair entregando as cartas pela ilha. Levava a mão pensando na forma que iria seguir dali para frente.

Caso o uso o den den mushi branco fosse autorizado, caminharia para em direção ao mesmo, e assim começaria a fazer minhas ligações. O primeiro que ligaria seria para Alex. - Espero que tudo esteja correndo de acordo com o comando, tenho alguns nomes para se ficar de olho na nobreza Cheng Samioko e a família E-Taee os observe, tente encontrar ligação deles com nossos alvos, se eles forem fornecedores em potencial para a revolução devem ser identificados e eliminados… Esperava que estivesse entendido logo desligaria para poder seguir para o próximo grupo.

Em seguida ligaria para Leo, esperava que o garoto me atendesse em local apropriado. - Olá, como estão as coisas ai? Dava uma pequena pausa para saber como estava sendo o primeiro dia, a final a missão deles era a mais perigosa, se infiltrar diretamente no inimigo, mas a pergunta não era para duvidar das capacidades da dupla, pois se tinha uma coisa que cofiava era na profissionalidade e força da pequena garota. - Estamos bem estabelecidos e acobertados o plano segue tranquilamente! Dava uma pausa e logo em seguida falaria os nomes que estavam nos arquivos para que a dupla ficasse de olho e tentasse se aproximar mais, e assim construir um certo elo com o inimigo e por fim dar um fim neles.

Bom já a ultima dupla não tinha o porque eu ligar, infelizmente não havia conseguido nada que fosse pertinente aos mesmos, e se tratando de Akagi ela era uma agente dessa ilha, tenho certeza de que a mesma tem a capacidade de poder nos encontrar nessa localização. Mas caso eu não conseguisse fazer as devidas ligações, tentaria fazer algumas cartas e entregar ao agente mais responsável da cega e assim dar as especificações de meus agente para que ele possa reconhecer e entregar.

Assim que terminasse, seguiria para o vestiário onde poderia me lavar, e dar uma breve descansada para assim poder voltar a minha preparação, tinha que aprender mais algumas coisas antes de conseguir de fato ir para campo nessa missão. “Seduzir as pessoas talvez não vá ser o suficiente para essa missão, preciso aprender como atuar melhor para poder conseguir deslizar entre as histórias!” Ir só com os meus conhecimentos poderia ser perigoso, assim que tivesse de banho tomado, pediria para que a cega me apresentasse seu melhor ator, para assim poder iniciar uma treinamento.



Histórico:

_________________

Capitulo II: Sonho de Uma Noite de Verão. - Página 3 J09J2lK

"Ah, mas eu não quero ter dois caminhos ou ah, mas eu não quero ter caminho nenhum. Ué, você já pode porra, a única coisa que te impede de fazer isso é ser zé metinha e querer ficar comparando o tamanho do pau com o coleguinha pra compensar o ego frustrado." - Luquinhas, 2022
Formiga
Imagem :
Capitulo II: Sonho de Uma Noite de Verão. - Página 3 26613303cf
Créditos :
10
Ver perfil do usuário https://www.allbluerpg.com/t1843-nymeria-nymph
Formiga
Desenvolvedor



A Selvagem e a Garota-Tubarão



Kenshin


Agatha notava facilmente que o rapaz não era muito bom com as palavras, diferente da postura que tinha ao ensinar e também a notável força que reside em seu interior. O treinamento ocorreu com tranquilidade, extraindo uma quantidade de esforço significativa da selvagem, mas que no fim, aprendeu o necessário para utilizar aquela técnica. Sem mais delongas, sua mente não parava em nenhum momento, desde que chegou em Kano ela já estava trabalhando pouco a pouco em prol dos seus planos, criando e conduzindo cada pequeno detalhe da sua estratégia. O rapaz acenou com um sorriso no rosto em resposta ao agradecimento da raposa, deixando que ela pudesse seguir seu caminho, voltando sua atenção para o restante dos agentes que estavam presentes no local.

Não muito longe dali ela pode avistar Mistake conversando com alguns dos seus subordinados, pausando a conversa para que Agatha pudesse falar o que precisava - Certo, sim, temos acesso a esse tipo de item por aqui. - Bradou de maneira bem tranquila, indicando com a mão o lugar no canto daquela sala de controle, onde ela poderia ver um dos caramujos disponíveis. A primeira ligação  ocorreu com facilidade, pelas tom de voz de Alex, ele não tinha tido nenhum problema até então, acabando por ouvir com atenção as palavras da sua superior, afirmando que ficaria atento a tais nomes - Deixe comigo, ainda não encontramos nada, mas é só o primeiro dia. - Bradou o homem antes que Harkness desligasse.

A ligação para Leo chamou algumas vezes, no entanto, não foi atendida. Talvez era um sinal que ele já tinha começado sua parte? Ou algo de ruim aconteceu com o homem? Bem, não tinha como ela saber naquele momento, restava apenas confiar que ele e Hany estavam bem. Para Akagi e sua dupla nenhuma ligação foi feita, afinal, ela não contava com informações úteis para a ruiva, finalizando o uso do caramujo naquele momento. Ela desistiu? Claro que não, utilizou do método mais antigo e escreveu a punho uma carta para Leo, entregando para Mistake que repassou para um dos seus homens, um agente de altura pequena e barriga saliente, que ostentava um bigode longe e curvado com orgulho - Ele é o melhor para achar as pessoas, com certeza irá encontrá-los. - Disse a mulher de maneira bem tranquila e aparentando confiar em suas palavras.

Enfim, logo após todas as ações citadas anteriormente, a selvagem partiu em direção ao vestiário do lugar, que foi encontrado com facilidade, dadas as localizações fáceis e sinalizadas. O decorrer das ações foram realizados com total sucesso, sendo feito em um ambiente simples, mas que supria todas as necessidades possíveis para proporcionar um conforto aos agentes residentes daquela base, além de contar com um grande espelho preso em uma das paredes. De qualquer forma, Agatha ainda sim não estava satisfeita, era necessário aprender algumas novas habilidades para que ela pudesse de fato se disfarçar dentro da nobreza, afinal, ela precisava criar um personagem e fazer jus a ele, não podendo cometer deslizes. Ao voltar em busca de Mistake, ela encontraria a mulher em uma das salas do Quartel, o ambiente era grande e contava com uma grande mesa redonda com cerca de nove cadeiras dispostas; o ambiente parecia ser uma espécie de refeitório ou o mais perto disso, tendo três fogões no extremo direito, cinco geladeiras e todos e uma grande dispensa, pelo jeito, ali era a cozinha do quartel - Oi, precisa de alguém para ensinar atuação? Bem... vejamos. - Falou de maneira pensativa enquanto ajeitava sua postura na cadeira.

Ela parou por alguns segundos enquanto continuava com a expressão pensativa em seus olhos, era possível para Agatha sentir que ela – Mistake – estava olhando diretamente para sua alma, uma sensação realmente estranha - B17 é quem você procura, ele está na sala de controle. Cabelos brancos, olhos verdes e corpo esguio, é bem fácil de achar... ou simplesmente você chama por B17 que ele irá responder. - Finalizou a mulher dando as orientações necessárias para Agatha.


Alek


Samira teve um bom tempo de descanso, acordando e dando de cara com seu irmão jogado na cama, mostrando todo seu domínio na arte da bucetagem, pelas marcas em seu pescoço. De qualquer forma, ela pode ver um pequeno saco laranja ao lado da porta – pela parte de dentro – pelo jeito Byakko tinha realmente trazido o que prometeu, mostrando ser uma figura de palavra. A vestimenta era simples, se tratava de um longo Kimono preto e bem confortável, aliás, mesmo sendo uma roupa usada, não contava com traços que deixavam isso claro. A mulher não parou por aí, fazendo todas suas ações com êxito e ficando pronta para sair por Kano em busca do tesouro, bem, tendo foco no tesouro pelo menos.

Ao sair, Cherise ainda permanecia dormindo e logo no corredor ela pode notar a presença de uma figura pequena, de cabelos amarelos e vestes simples, parecia ser uma garota comum. Pelas pequenas janelas dispostas na parede do ambiente onde estava, a brutamontes conseguiu notar que era noite, vendo que a ilha estava iluminada da sua própria maneira – um misto de energia elétrica e tochas espalhadas pelos estabelecimentos. Enfim, ao sair, ela conseguia ver que mais alguns clientes estavam presentes no salão, vendo que Byakko a olhava por alguns momentos com um sorriso largo em seu rosto, fazendo um “joinha” com ambas as mãos, como se estivesse aprovando o look da mulher.

Já na rua, ela pode ver um lugar realmente acolhedor, sim, essa provavelmente era a primeira impressão que  Kano passava, pelo menos, aquele bairro onde ela estava. O ambiente estava movimentado e era possível ver um número considerável de singularidades, principalmente crianças que corriam de um lado ao outro, participando das mais diversas brincadeiras possíveis. Os estabelecimentos estavam abertos e o misto de energia elétrica e tochas espalhadas pelo lugar, dava uma cara única e bem cativante para toda cidade. Ao caminhar – observando o mapa e todas as informações que ela tinha sobre o tesouro – notou que existiam dois pontos onde ela podia ir, ambos localizados ao norte de Kano, quase no outro extremo da sua localidade atual.

Não apenas isso, Malkova foi capaz de ter total certeza que o mapa estava atualizado, já que alguns nomes existentes no mesmo estavam certos, tendo estabelecimentos no locais indicados, porém, aqueles estabelecimentos de menor proporção parecia que foram deixados de fora do mapa, algo justificável. A mulher caminhou por algum tempo passando pelos mais diversos comércios possíveis, até mesmo uma loja de peças íntimas e itens voltados a arte do sexo, um lugar que Arthur certamente gostaria de visitar em algum momento. Tabernas? Bem, haviam várias espalhadas pelas ruas por qual a mulher passou, dos mais diferentes tamanhos e especialidades, tendo também algumas “casas de massagem”, que deixavam claro o serviço existente por ali. No entanto, nem tudo eram flores em Kano! Em determinado ponto – perto de uma das tabernas marcadas no mapa – ela pode ver uma cena típica do seu mundo, em um pequeno beco dois homens agrediam um outro rapaz, eles falavam em alto e bom-tom que o pobre coitado estava devendo e se ele não pagasse, algo de realmente ruim iria ocorrer com ele.

O homem foi liberado pela dupla segundos depois a frase dita por um dos homens – duas figuras que pareciam dois armários, tendo no mínimo quatro metros de altura cada um – e foi aí que Samira notou que o devedor se tratava de um homem-peixe, provavelmente da espécie mais gordinha, pela barriga redonda que ele carregava. Naquele lugar ela pode se sentir estranhamente em casa, parecia que as coisas funcionavam de uma maneira “aberta”, porém, mesmo assim passava uma sensação que ali era um lugar tranquilo, mas alguém experiente e vivida como ela sabia que não era bem assim. Algumas mulheres eram vistas passando acompanhadas de alguns homens, na verdade, eram elas que estavam servindo de acompanhante para eles, utilizando uma vestimenta visivelmente mais ousada, entrando em uma das casas de banho existentes por ali, que mais parecia um antro de fontes termais, carregando uma placa com o nome “Casa de Banho Lyú”.

Por fim, Samira tinha espaço necessário para caminhar por onde quisesse.


Ryoma


Hany estava feliz com a companhia de Leo e aquilo era visivelmente recíproco, já que o rapaz parecia se importar cada vez mais com a pequena garota-tubarão. De qualquer forma, ele adormeceu por um tempo, enquanto Hany resolveu fazer o necessário para sua missão: pintar o cabelo de loiro. Claro, ela podia ter esperado Leo acordar ou até mesmo chamá-lo para ajudar, mas a protagonista era alguém independente e sempre agia da maneira que queria. No banheiro ela pode encontrar todas as instruções na embalagem do produto, ensinando como passar e o tempo que deveria ser separado para que o produto fizesse efeito, sinalizando também os ricos daquela ação.

Enfim, o tempo necessário para aquela ação foi consideravelmente grande, já que Hany teve que repetir o processo algumas vezes e ter atenção a todo momento, enquanto notava que seu cabelo ia mudando de cor, até chegar no tom que ela desejasse. Tudo foi bem? Mais ou menos! O cabelo se manteve no lugar, porém, uma coceira e ardência atingiram o couro cabeludo da garota, algo que realmente foi incômodo no primeiro momento, mas que gradativamente diminuiu. O que ela fez depois disso? Dormiu! Brincadeira, infelizmente ela carrega uma problemática chamada insônia, que a impede de dormir na maioria das vezes. Ela permaneceu por ali observando Leo, parecia estar criando um sentimento de proteção com o rapaz, algo realmente genuíno vindo de uma figura que até então, tinha gostado de poucas pessoas.

O tempo parecia passar devagar a partir daquele momento, o que acabava intensificando os sons exteriores e logo ela saiu do quarto para caminhar, dando de cara com uma figura que vestia um Kimono e era bem grande, uma mulher, aparentemente mais uma das hóspedes do lugar. Elas cruzaram o caminho, seguindo seus respectivos destinos e bem... Hany não conseguia encontrar muita coisa no hotel. Ele era bem simples, no próprio corredor ela encontrou um banheiro comunitário e também o que era pra ser uma despensa, mas que contava com algumas caixas vazias, outras caixas com roupas e por fim, poucos produtos de limpeza na prateleira inferior. Pelas janelas dispostas na parede do corredor, era possível para garota identificar que era noite e também que a rua estava movimentada, mesmo que ela não conseguisse ver a rua em si, apenas ouvir a voz das pessoas e as gargalhadas das crianças.

De qualquer forma, ao retornar pro quarto ela conseguia ouvir algo tocando, parecia ser um caramujo, que por sinal aparentava estar no bolso de Leo. Antes mesmo que ela pudesse alcançar o item ou tentar acordar o rapaz, ele mesmo despertava no susto, tateando a parte inferior do seu corpo em busca do item que ainda tocava, no entanto, quando foi finalmente alcançado, ele parou - Droga! Deve ter sido a Agatha, espero que ela possa ligar de novo. - Bradou o homem sentando-se na cama, seus olhos tinham remelas e ele estava nitidamente com sono - Você já... - Começou a falar e pausou no meio do caminho, quando finalmente observou Hany e viu que seus cabelos estavam com outra coloração - Ficou perfeito! Parabéns Boo! - Disse com um sorriso no rosto e esfregou seus dedos nos olhos, limpando-os para que pudesse enxergar com mais clareza a pequena - É, parece que ela não irá ligar novamente, tenho um sono pesado e acabo deixando passar essas ligações, o contrário de você pelo jeito. - Brincou o rapaz - O que acha de irmos em Kevin logo agora? Preciso ficar acordado para caso Agatha ligue novamente eu possa atender e bem... - Ele levantou da cama, puxando um pouco a cortina para o lado  Está noite e a rua está bem movimentada, não deve ser problema irmos até lá. - Finalizou o rapaz.  


Histórico:


Legenda:

Kenshin
Imagem :
Capitulo II: Sonho de Uma Noite de Verão. - Página 3 Ahri
Créditos :
51
Ver perfil do usuário https://www.allbluerpg.com/t360-agatha-harkness https://www.allbluerpg.com/t1972-capitulo-iii-solsticio#21373
Kenshin
Desenvolvedor





Capitulo II: Sonho de Uma Noite de Verão.

A comunicação com a primeira dupla tinha sido bem tranquila, já com a dupla de Hany não tinha conseguido ter nenhuma resposta, aquilo poderia significar muita coisa, desde que eles estivessem em perigo, ou simplesmente já estavam em campo. Por sorte ainda poderia recorrer a métodos antigos como os de cartas para poder encontrar. - Bom, só me resta a confiar nele então! Falava para a cega enquanto entregava a carta ao rapaz o qual ela tinha escolhido para tal missão.

“Creio que deve ter acontecido nada, a final Hany está com o garoto, se ficassem em perigo tenho certeza de que a garota faria um grande rastro de sangue!” Independente do rumo que o lado da garota tomasse, ainda seria um trunfo para meu plano a final duvido que os revolucionários desconfiariam que uma meio tritão fosse trabalhar em conjunto do governo.

- Antes de continuar com meus afazeres, tomarei um banho! Falaria assim então seguindo para o vestiário do local.

A base era bem sinalizada, era muito difícil se perder naquele lugar, sem muita dificuldades encontrava o vestiário. O lugar era bastante simples, mas tinha o suficiente para poder suprir minhas necessidades, caminhando até o canto do local, começava a retirar minhas roupas as colocando do lado. “As coisas estão correndo relativamente bem…” Pensava enquanto levava a minha mão até o registro do chuveiro.

Deixando a água cair em meu corpo, começava a pensar no que tinha visto até agora, estava bastante surpresa com o tanto de recursos que o governo tinha na ilha, mas que ainda não haviam pego os revolucionários na ilha. “Ou incompetência… Ou existem traidores dentre o governo mundial, talvez aquele capitão…” Ainda de fato não podia confiar em ninguém naquela ilha além das pessoas que havia trago.

Logo mais tinha terminado meu banho, agora sentia mu corpo bem mais leve, balançava minhas caudas rapidamente retirando o excesso de agua que havia nelas, em seguida passava a toalha pelo meu corpo. - Vamos para a segunda parte de preparação! Soltava terminando de me secar e voltando a me vestir.

Pronta novamente, seguia onde estava Mistake, como tinha ciência que só com meus conhecimentos atuais não seriam o suficiente para poder concluir a missão conversava com a mulher para a possibilidade de poder aprender dramaturgia. - Ótimo, quanto antes eu começar logo podemos dar inicio aos trabalhos em campo! Falava em resposta a mesma que informava onde poderia encontrar uma pessoa com os conhecimentos necessários para me ensinar.

Aprendizado Proficiência: Dramaturgia

Seguiria então até o local informado, procurando pelo tal B17, assim que o encontrasse me apresentaria ao mesmo e logo falaria. - Mistake faloque você poderia me ensinar tudo sobre a arte da dramaturgia certo? Assim esperava a resposta do mesmo, logo então se o mesmo pedisse para o seguir o faria. Quando o rapaz começasse a passar os seus conhecimentos sobre o assunto prestaria o máximo de atenção tanto na parte teórica quanto na parte prática, onde faria oque o rapaz pedisse para ser feito, logo então ficando ali o tempo necessário para concluir o aprendizado.

- Oque sabe sobre intimidação! Falava tentando puxar assunto para uma possível outro aprendizado.




Histórico:

_________________

Capitulo II: Sonho de Uma Noite de Verão. - Página 3 J09J2lK

"Ah, mas eu não quero ter dois caminhos ou ah, mas eu não quero ter caminho nenhum. Ué, você já pode porra, a única coisa que te impede de fazer isso é ser zé metinha e querer ficar comparando o tamanho do pau com o coleguinha pra compensar o ego frustrado." - Luquinhas, 2022
Ryoma
Imagem :
a
Créditos :
40
Localização :
Pais de Kano
Ver perfil do usuário https://www.allbluerpg.com/t308-hany-g-drezat https://www.allbluerpg.com/t1972-capitulo-iii-solsticio
Ryoma
Administrador
Nada me assombra

Proteger alguém que felizmente conseguia dormir era natural para quem estava acostumada a ficar acordada noites seguidas, dormir bem e sem problemas sempre foi um desafio, algo distante que ocorreu poucas vezes nos últimos anos. Suas melhores noites foram recentes, como se aquela nova vida houvesse dado a Hany um mental diferente, alcançando algo agradável com pessoas que a apoiavam da própria maneira. Ser rodeada por quem não a julgava por sua raça era bom, talvez mais do que a pequena pensava. Explorar o hotel foi melhor, mais interessante e esclareceu as dúvidas da garota sobre outros hóspedes. A ignorar foi correto no momento, o foco dela era outro, não existia motivo para se aproximar de desconhecidos que provavelmente só atrapalhariam o disfarce e o local seguro que haviam escolhido para a missão. "Não. Estamos bem, não tem problema algum." O som do pequeno animal carregado por Leo surgiu, por mais estranho que fosse, Hany não queria o acordar naquele momento e até ousou aproximar-se na tentativa de atender a ligação rapidamente. Infelizmente não deu certo, seus braços eram muito pequenos, ou ela apenas foi lenta.

A ligação perdida não devia ser problemática como não houve outra tentativa, isso se aquela não fosse a segunda, já que Hany não ficou no quarto era complicado saber. – Dormir não é bem meu forte, tenho o corpo perfeito pra ação. – dizia enquanto dava socos no ar, com as mangas da camisa cobrindo completamente suas mãos. – Vou ficar bem, ando dormindo bem, deve ajudar a ficar uns dias com pouco descanso. – a mudança gerla tinha a feito prestar muita atenção no cabelo, tocando nele várias vezes durante a conversa. – Tenta tocar nele, preciso saber se tenho que lavar outra vez, ou deixo assim. – o cheiro da tinta podia incomodar algumas pessoas, ficaria meio óbvio e ela não queria bem isso. – Já vou pegar as roupas novas, vão ficar perfeitas com o cabelo. – vestir roupas novas e limpas deixava o clima bem melhor. Talvez a qualidade fosse muito boa para algo como a revolução, mas era o melhor que ela tinha naquele momento. Suas ações dependeriam do que Leo, ou Hiko lhe responder, ficando próxima dele para poder checar o cabelo. Precisando tomar um novo banho, mesmo rápido, Hany o faria sem falar muito, aproveitando para trocar a camisa do loiro pelas roupas novas que seriam as usadas na tentativa de entrar na revolução.

Sim, é o ideal. – partir para o encontro com Kevin fazia sentido agora com tudo pronto e melhor esquematizado. O banho a faria trocar de roupas no banheiro, agora se não fosse preciso lavar-se, Hany apenas retiraria a camisa e vestiria as várias camadas de roupas brancas que lhe carregariam por toda a infiltração. Ela apenas não se vestiria daquela forma se Leo fosse contra, talvez ir até Kevin já disfarçada acabasse sendo um erro, ou o loiro apenas quisesse algo diferente. Se preciso, faria até a maquiagem logo, cuidando para criar uma aparência e até sensação diferente para quem colocasse os olhos nela, fugindo muito da fofa e inocente feição que Hany tinha. Como parceira de Leo, naquela missão, não existia nenhuma chance da garota-peixe simplesmente ignorar a opinião do rapaz. – Perfeito. Hora de convencer o nosso amigão. – sem lança, sem luva, sem a mochila antiga e principalmente sem a maleta com as roupas. Boo era uma pessoa diferente, não precisava de nada daquilo, sua mochila nova e o kit de maquiagem serviam pro serviço. Até mesmo a garrafa de água seria deixada no quarto, junto do dinheiro. Carregar tanto dinheiro assim a deixava bem longe do que um revolucionário parecia aos olhos dela. – Fica esperto com o comunicador, precisamos ser discretos, atende rapidim se der. – muito barulho os fariam ser notados, chamar tanta atenção seria horrível logo no começo das coisas. Se muitas pessoas soubessem da ida deles até Kevin traria  algumas complicações.

Capitulo II: Sonho de Uma Noite de Verão. - Página 3 QuwpnQE

Histórico:
Objetivos, talvez, não sei:
Samira
Imagem :
Capitulo II: Sonho de Uma Noite de Verão. - Página 3 Orra5aa
Créditos :
26
Localização :
País de Kano
Ver perfil do usuário https://www.allbluerpg.com/t819-samira-malkova https://www.allbluerpg.com/t1510p15-capitulo-ii-sonho-de-uma-noite-de-verao#17597
Samira
Administrador







Ato IV.



De alguma forma, o País de Kano era bem bonito em seu cenário noturno. Por minha caminhada tinha a possibilidade de ver diversos estabelecimentos que não imaginava encontrar daquela maneira, e alguns que até me passavam algum interesse em conhecer, mas que eu certamente poderia deixar para algum dos outros dias que permaneceria na ilha, afinal, ainda precisaria arrumar uma embarcação que me levasse a Grand Line. Essa era a parte complicada, sem dúvidas. "Talvez eu devesse fazer uma embarcação..."

O pensamento vagueava em minha mente até que eu me via chegando a uma área ainda mais agradável que as anteriores. Em um beco próximo, podia ouvir o som da coerção: Impacto seco contra carne, xingamentos e ameaças. "Estou no lugar certo", pensava, ao continuar me aproximando. Em volta, podia ver algumas acompanhantes passeando de braços dados com seus clientes, o que me trazia um reconforto ainda maior em relação a onde eu deveria estar no momento.

"Casa de Banho Lyú", podia ler em uma das placas frente a um estabelecimento em que um casal entrava. Me apressaria aos trotes para alcançar os dois armários que saíam do beco após cobrar um homem-peixe barrigudo. Chegando um tanto mais próximo deles, anunciaria: — Ei, macetões. — Levantaria o olhar, tentando enxergar seus olhos sem que tivesse uma torcicolo no dia seguinte. — Quem é o chefe de vocês? — Iria diretamente ao ponto, sem me importar demais com as reações adversas que eles pudessem ter. — Sou associada do John de Derlund. — Completaria. Não entregaria de cara o teor do meu interesse, afinal, podia ser aquele tipo de informação que não era legal de todo mundo ficar sabendo. "Qual é o nome mesmo...?" Ponderava. "Secreta?"

Após informar os dois brutamontes, seguiria o meu caminho em direção à casa de banho próxima. — Estarei ali, por via das dúvidas. — Continuaria minha intenção caso não houvesse qualquer interrupção dos dois, entrando no local e então seguindo para a recepção para que pudesse receber as instruções corretas do local. De início, já daria uma boa investidada pelo interior do local. Tiraria minhas roupas e as guardaria em um armário para guardar pertences pessoais, caso houvesse um, e me vestiria com alguma toalha acessível, ou roupão.

No entanto, caso os brutamontes me indicassem a algum outro local, ou me interrompessem de alguma outra forma, ficaria disposta a ouvir o que tinham a falar, ou a dispor o meu tempo para resolver a situação com eles antes de prosseguir. Também tomando notas mentais caso eles me revelassem onde poderia encontrar com o chefe deles.





Objetivos
- Aprender Sociologia, Carpintaria, Marcenaria, Arquitetura.
- Conseguir um NPC Acompanhante com Pilotagem e Navegação.
- Conseguir seguidores, talvez.
- Finalizar o tesouro que iniciei na aventura passada.
- Fazer alguns serviços.
- Me encontrar com Kenshin e Ryoma, e andar com o Ryoma no meu colo tal qual a imagem a seguir:
Capitulo II: Sonho de Uma Noite de Verão. - Página 3 Spy-X-family-anime-thumb
- Ir pra GL.



Histórico da Aventura
GANHOS

-

PERDAS

-

ALTERAÇÕES

- Berries: ฿16.8150.000 -> ฿16.815.000
Nota Fiscal
- xxx B$ (xx - Post nº 01)
- xxx B$ (xx - Post nº 01)


- Localização: País de Kano

RELAÇÕES


STATUS

PDV: 16.532 (+3.200 Raça) (+20.000 Formas Básicas) = 39.732
STA: 400
CONDIÇÕES: N/A
FERIMENTOS: N/A
CONTAGEM DE DEFEITOS: N/A

DIÁRIO DE BORDO

NOME DO BARCO

Autossuficiência:
Celeridade:
Estrutura:
Durabilidade:
Poder de fogo:

EXPERIÊNCIA

Experiência: 4 posts
Experiência Akuma no mi: 1 posts
Experiência Rokushiki: Não se aplica
Experiência Outro caminho: Não se aplica
Experiência Hakis: Não se aplica

Quantidade de Postagens do(s) Narrador(es): sei lá man

Resumo:

Total sexo




Mini-Ficha
Nome: Samira Evelynne Malkova
Alterego Submundo: N/A
Cargo/Distrito/Salário: Associada/None/2.600.000
Proficiências
História
Criptografia
Investigação
Falsificação
Furtividade
Lógica
Geografia

Qualidades e Defeitos
Qualidades
Versátil
Impassível
Atraente
Destemida
Voz Melodiosa
Carismática
Duro de Matar
Prodígio
Defeitos
Extravagante
Sonâmbulo
Devassa
Ambição
Teimosa

Profissão
Socialite do Submundo da Arqueologia: +30% em Tesouro; Conhecimento do submundo; Desconto na abertura de estabelecimentos; Desenvolve fama e carreira pública em Arqueologia como se fosse Civil normal.

Estilo de Combate
Artista Marcial
Chicoteadora

Acompanhantes e Seguidores
[Acompanhante]Arthur Chesire: Considera o rapaz o seu irmão mais novo. Tem bastante intimidade com ele, já que passaram grande parte de suas infâncias sendo escravos de um nobre de Sirarossa. A vida dos dois juntos teve muitos altos e baixos, se meteram em muitos bicos para sobreviver desde então. Mas decidiram sair de Illusia juntos e ganhar o mundo de alguma forma.


Akuma no Mi
- Sara Sara no Mi: Model Axolotl

Outro Caminho
N/A

Técnicas
N/A

Haki
N/A

Rokushiki
N/A

Atributos
Força: 1190 (+240 EDC) (+200 Arma) = 1630 Class. 11
Destreza: 715 Class. 7
Acerto: 20 (+240 EDC) = 760 Class. 7
Reflexo: 1 Class. 1
Constituição: 241 (+160 Raça) (+1000 Forma Padrão) = 1401 Class. 10

Agilidade: 380
Oportunidade de Ataque: 3
Redução de Dano: nem se dá ao trabalho
Resistência: 0
Penetração: 0

Cores do Template
fala
roxo
royalblue
blueviolet
hotpink
laranja
fala2
laranja2
sky




_________________

Capitulo II: Sonho de Uma Noite de Verão. - Página 3 Yz8SSU6
Formiga
Imagem :
Capitulo II: Sonho de Uma Noite de Verão. - Página 3 26613303cf
Créditos :
10
Ver perfil do usuário https://www.allbluerpg.com/t1843-nymeria-nymph
Formiga
Desenvolvedor



A Selvagem e a Garota-Tubarão



Kenshin

Sem muita demora Agatha estava pronta para um novo ensinamento, procurando o professor indicado por Mistake e o encontrando no lugar dito pela mulher – Só um momento. – Respondeu o professor finalizando algumas anotações, deixando em sua mesa. Após alguns segundos ele levantou, levando a raposa para uma sala livre e então começando a ensinar toda arte da dramaturgia, passando cada detalhe necessário para que ela pudesse fingir todos os sentimentos, afinal, B17 era um professor muito bom. O tempo necessário passou para que ela pudesse de fato aprender tudo, tendo suas dúvidas respondidas ao longo do aprendizado e também realizando algumas tentativas, falhando e acertando de maneira proporcional. No fim, a Agente já buscou enganar um outro aprendizado, indagando ao homem sobre uma nova habilidade – Sim, isso é bem mais fácil quando já sabe Dramaturgia. – Bradou o rapaz buscando na estante existente no cômodo um pequeno livro marrom – Dê uma lida e então começo a explicação. – Finalizou o rapaz.


Ryoma

- Está saindo um pouco de tinta ainda. - Bradou o agente observando sua mão manchada como loiro usado na pintura. De qualquer forma, a garota-tubarão logo tomou mais um banho bem rápido, vestindo suas novas roupas e encarnando a Boo sem nenhum problema, mudando todo seu modo de agir para que pudesse de fato convencer Kevin. Após estar completamente pronta, a dupla partiu em direção ao hotel, vendo que a noite dominava o céu e a lua cheia brilhava com intensidade. As ruas de Kano estavam movimentadas, as tabernas e restaurantes estavam cheios, mostrando que o lugar era bem cheio na noite. Não demorou muito para que eles chegassem no destino, sendo recebidos por outro recepcionista - Precisamos falar com Kevin, ele já está nos esperando. - Falou Leo com um olhar tranquilo.

A dupla foi levada então a um quarto no primeiro andar, tendo o número 09 preso na porta. Um verdadeiro brutamontes abriu a porta, onde os protagonistas puderam ver Kevin sentado no interior do quarto - Hey! Podem entrar. - Falou Kevin acenando e liberando a passagem da dupla - Como estão e bem... É você? HAHAHAH, pelo menos a aparência vi que deu um jeito. - Continuou o homem observando a nova Hany, que agora se chamava Boo - Ou será que não é a Hany? Não, não seria enganado tão fácil assim! Vi vocês hoje cedo. - Disse que Kevin observando a pequena Boo - Ensinei alguns truques a ela, agora ela está pronta para se infiltrar sem problemas. - Kevin continuou observando - Ainda preciso ver com meus próprios olhos, vamos lá, me diga quem é você. - Finalizou o homem.


Alek

Samira não teve dificuldade para encontrar uma cena com qual ela estava acostumada, aquele clima típico do submundo indicava que ela tinha encontrado um dos seus objetivos - Fala aí. - Bradou um dos brutamontes com uma cara enfezada, ele limpava sua mão como se estivesse tirando uma impureza - Esses peixes de merda, não aprendem nunca. – Completou antes mesmo que a mulher pudesse falar sua segunda frase – Nosso chefe? O dono da casa de banhos é a senhora Huang. – Falou o segundo armário, que até então estava calado – Ah, você faz parte então. – Bradou o homem que ainda parecia limpar suas mãos – Não é bem assim, vai que ela é alguma canalha? Sabe que não dá pra ser assim. – Falou o segundo homem – cabelos longos que iam até a cintura, enquanto o outro utilizava um corte militar.

A mulher não recebia muitas informações interessantes, na verdade, ela era deixada de lado, já que os dois começaram um pequeno debate sobre qual método era o mais eficiente – Espere! Não podemos deixar você ir assim. – Falou o rapaz que era contra o modo de agir do brutamontes de cabelo grande – Você agora me é suspeita, chegar assim falando do nada... Nem sei quem é John e muito menos qual família é Derlund! – Disse o homem com uma cara fechada e sobrancelhas curvadas para baixo – Pode dizer o que quis dizer com chefe? Por acaso está atrás da senhora Huang? Quais suas intenções? – Todas as frases foram ditas de maneira acelerada, sendo que nessa última leva de palavras, o homem teria segurado Samira pelo braço ou simplesmente agarrando seu ombro.

A mulher tinha perguntas que precisava responder, já que aparentemente tinha se metido em uma confusão. Alguns olhares eram direcionados aquela cena, curiosos e também algumas figuras com expressões fechadas, que estavam espalhados pelos estabelecimentos ao redor.


Histórico:


Legenda:

Kenshin
Imagem :
Capitulo II: Sonho de Uma Noite de Verão. - Página 3 Ahri
Créditos :
51
Ver perfil do usuário https://www.allbluerpg.com/t360-agatha-harkness https://www.allbluerpg.com/t1972-capitulo-iii-solsticio#21373
Kenshin
Desenvolvedor





Capitulo II: Sonho de Uma Noite de Verão.

Como a cega tinha informado, encontrar o rapaz não havia sido complicado, muito pelo contrário tinha sido bem fácil. O mesmo parecia bem ocupado fazendo algumas anotações, uma coisa que não podia negar era que a equipe do governo presente na ilha era bem assídua com seu trabalho, oque reforçava meu pensamento que provavelmente poderia ser um traidor entre nós.

"A partir da minha infiltração terei de bolar um plano para evitar possíveis vazamentos!" Pensava enquanto esperava o rapaz terminar suas anotações. "Provavelmente terei de avisar do que eu quero fazer com minutos de antecedência, assim evitar esses tipos de transtornos!" Pensava percebendo que o rapaz havia terminado e pedia para que eu pudesse segui-lo até uma sala específica.

Enfim na sala, o agente me passava todo o conteúdo teórico e prático de como deveria atuar, criar um personagem para poder mascarar minhas verdadeiras intenções, coisas que eu fazia com meus conhecimentos em sedução, mas agora complementava com algo bem mais complexo e profundo. "Existem tantas formas de atuação!" Pensava nas possibilidades de personalidades que poderia incorporar em meus disfarces, definitivamente dramaturgia poderia vir a ser uma grande carta na manga.

- Isso vai ser muito importante para as minhas próximas missões! Soltava após praticar um pouco com o jovem rapaz.

- Muito obrigada pelos seus ensinamentos! Agradecia ao mesmo, mas sentia que não tinha acabado, precisava de mais para poder complementar totalmente uma nova personagem que iria agir diretamente com a principal nobreza.

Aprendizado Proficiência: Intimidação.

Pedia para que o rapaz me ensinasse intimidação, às vezes desarmar as pessoas apenas com o olhar poderia vir a ser uma arma bastante útil, ainda mais dependendo da interpretação que iria ter, nem sempre luta física seria o suficiente.

- Que bom iniciamos pela dramaturgia então! Dava um pequeno sorriso abafado pegando o livro que o rapaz havia se aproximado de mim.

Assim começava a leitura assídua sobre o conteúdo que estava dentro do livro, entender os fundamentos da intimidação faria com que eu conseguisse me impor diante a qualquer desafio. Repetiria a leitura quando encontrasse algo que não tivesse entendido, em seguida praticaria bastante com o rapaz, praticando falas poses e expressões para que assim tivesse domínio de tal conhecimento.

Assim que tivesse terminado o aprendizado, agradeceria ao rapaz, e sem muita cerimonia sairia do local à procura da mulher cega. “Creio que agora esteja tudo pronto, tenho total propriedade de interpretar alguém da nobreza!” Pensava caminhando calmamente à procura da mulher, agora precisava preparar o disfarce antes de poder ir dormir, para que o próximo dia fosse exclusivamente para a minha introdução na alta sociedade da ilha.

- Podemos dar início aos preparos do meu disfarce… Parava em frente a mulher colocando a mão na cintura esperando oque a mesma iria falar. - Preciso de algumas tintas e algumas roupas escuras, tinta preta e tinta branca de preferência! Esperava que a mulher conseguisse as coisas que tinha pedido, precisava ser algo mais fixo do que perucas, afinal precisava passar credibilidade, assim esperava as falas da mesma para saber quais segmentos iríamos tomar nesse preparo.



Histórico:

_________________

Capitulo II: Sonho de Uma Noite de Verão. - Página 3 J09J2lK

"Ah, mas eu não quero ter dois caminhos ou ah, mas eu não quero ter caminho nenhum. Ué, você já pode porra, a única coisa que te impede de fazer isso é ser zé metinha e querer ficar comparando o tamanho do pau com o coleguinha pra compensar o ego frustrado." - Luquinhas, 2022
Samira
Imagem :
Capitulo II: Sonho de Uma Noite de Verão. - Página 3 Orra5aa
Créditos :
26
Localização :
País de Kano
Ver perfil do usuário https://www.allbluerpg.com/t819-samira-malkova https://www.allbluerpg.com/t1510p15-capitulo-ii-sonho-de-uma-noite-de-verao#17597
Samira
Administrador







Ato V.



"Senhora Huang...?"

Meu semblante rapidamente se tornava o de uma intrínseca curiosidade. Tinha feito um péssimo julgamento ao pensar que a a casa de banhos seria de algum homem, e já até tinha criado sua imagem em minha mente como a de um homem em torno de seus quarenta, bem conservado, com músculos e barba. Talvez essa fosse a imagem de um homem poderoso que mais se apresentava em minha mente, mas que pelo visto não era condizente com a realidade.

"Interessante...", pensava, deixando os dois armários de lado e dando as costas aos dois, seguindo em direção à casa de banhos enquanto eles discutiam entre si algo a respeito de ter facilmente dado aquela informação para mim.

— Espere! Não podemos deixar você ir assim. — Um deles alertava, e, apesar de eu tê-lo ouvido, preferia fingir demência e seguir em frente. Não eram pessoas com as quais eu deveria me preocupar demais. Continuavam falando algumas outras baboseiras, mas duvidava que fizesse alguma diferença, eu entraria na casa de banhos de qualquer manei.... — Ahn?! — Virava-me ao perceber o toque firme do homem em um de meus ombros, que interrompia o continuar de minha movimentação. Suas palavras saltavam de maneira atropelada, questionando a respeito de minhas intenções para com a chefe deles. Aparentemente o que eu tinha perguntado não tinha ficado tão claro, ou talvez eles estivessem se negando a entender... De uma maneira ou de outra...

Posicionaria a mão canhota por cima da mão com a qual o homem se agarrou em meu ombro, mantendo-a na mesma posição. Apesar de estar de costas para os homens, moveria o rosto lateralmente, fitando-os com frieza, de baixo para cima com o canto dos olhos. — Vocês são burros, ou o quê...?! — A voz sairia de forma imponente, deixando clara a minha intenção de pegá-los despreparados com uma ofensa. No instante seguinte, já estaria aplicando os meus conhecimentos das artes marciais para, mantendo a mão esquerda por cima de sua mão e agarrando o seu pulso, levaria a palma da mão direita para trás, por baixo de seu cotovelo. Além disso, naturalmente faria com que minha cauda se revelasse de dentro de minhas vestes, esticando-se até a gola da camisa do homem, agarrando-a também. Ao aplicar dominância sobre esses três pontos de seu corpo, realizaria um movimento rápido para a frente, inclinando o meu corpo menor e puxando o corpo do Senhor Armário 2 por cima dele.

Capitulo II: Sonho de Uma Noite de Verão. - Página 3 Morote-Seoi-Nage

O intuito seria o de trazê-lo ao chão em um único movimento, rápido e potente, de forma que o impacto da parte superior de seu corpo ao chão, tal como a velocidade e a força do movimento, pudessem trazê-lo ao nocaute instantâneo e sem respostas.

— Não se metam no meu caminho, cretinos. — Rosnaria, recolhendo o rabo e me virando novamente na direção da Casa de Banhos, pisando por sobre o homem que teria derrubado, caso desse certo.





Objetivos
- Aprender Sociologia, Carpintaria, Marcenaria, Arquitetura.
- Conseguir um NPC Acompanhante com Pilotagem e Navegação.
- Conseguir seguidores, talvez.
- Finalizar o tesouro que iniciei na aventura passada.
- Fazer alguns serviços.
- Me encontrar com Kenshin e Ryoma, e andar com o Ryoma no meu colo tal qual a imagem a seguir:
Capitulo II: Sonho de Uma Noite de Verão. - Página 3 Spy-X-family-anime-thumb
- Ir pra GL.



Histórico da Aventura
GANHOS

-

PERDAS

-

ALTERAÇÕES

- Berries: ฿16.8150.000 -> ฿16.815.000
Nota Fiscal
- xxx B$ (xx - Post nº 01)
- xxx B$ (xx - Post nº 01)


- Localização: País de Kano

RELAÇÕES


STATUS

PDV: 16.532 (+3.200 Raça) (+20.000 Formas Básicas) = 39.732
STA: 400
CONDIÇÕES: N/A
FERIMENTOS: N/A
CONTAGEM DE DEFEITOS: N/A

DIÁRIO DE BORDO

NOME DO BARCO

Autossuficiência:
Celeridade:
Estrutura:
Durabilidade:
Poder de fogo:

EXPERIÊNCIA

Experiência: 5 posts
Experiência Akuma no mi: 1 posts
Experiência Rokushiki: Não se aplica
Experiência Outro caminho: Não se aplica
Experiência Hakis: Não se aplica

Quantidade de Postagens do(s) Narrador(es): sei lá man

Resumo:

Total sexo




Mini-Ficha
Nome: Samira Evelynne Malkova
Alterego Submundo: N/A
Cargo/Distrito/Salário: Associada/None/2.600.000
Proficiências
História
Criptografia
Investigação
Falsificação
Furtividade
Lógica
Geografia

Qualidades e Defeitos
Qualidades
Versátil
Impassível
Atraente
Destemida
Voz Melodiosa
Carismática
Duro de Matar
Prodígio
Defeitos
Extravagante
Sonâmbulo
Devassa
Ambição
Teimosa

Profissão
Socialite do Submundo da Arqueologia: +30% em Tesouro; Conhecimento do submundo; Desconto na abertura de estabelecimentos; Desenvolve fama e carreira pública em Arqueologia como se fosse Civil normal.

Estilo de Combate
Artista Marcial
Chicoteadora

Acompanhantes e Seguidores
[Acompanhante]Arthur Chesire: Considera o rapaz o seu irmão mais novo. Tem bastante intimidade com ele, já que passaram grande parte de suas infâncias sendo escravos de um nobre de Sirarossa. A vida dos dois juntos teve muitos altos e baixos, se meteram em muitos bicos para sobreviver desde então. Mas decidiram sair de Illusia juntos e ganhar o mundo de alguma forma.


Akuma no Mi
- Sara Sara no Mi: Model Axolotl

Outro Caminho
N/A

Técnicas
N/A

Haki
N/A

Rokushiki
N/A

Atributos
Força: 1190 (+240 EDC) (+200 Arma) = 1630 Class. 11
Destreza: 715 Class. 7
Acerto: 20 (+240 EDC) = 760 Class. 7
Reflexo: 1 Class. 1
Constituição: 241 (+160 Raça) (+1000 Forma Padrão) = 1401 Class. 10

Agilidade: 380
Oportunidade de Ataque: 3
Redução de Dano: nem se dá ao trabalho
Resistência: 0
Penetração: 0

Cores do Template
fala
roxo
royalblue
blueviolet
hotpink
laranja
fala2
laranja2
sky




_________________

Capitulo II: Sonho de Uma Noite de Verão. - Página 3 Yz8SSU6
Ryoma
Imagem :
a
Créditos :
40
Localização :
Pais de Kano
Ver perfil do usuário https://www.allbluerpg.com/t308-hany-g-drezat https://www.allbluerpg.com/t1972-capitulo-iii-solsticio
Ryoma
Administrador
I can't sleep comfortably these days

É, a tinta ainda estava saindo e um banho foi preciso, algo bem rápido para não tomar muito o tempo da dupla. Kevin estava esperando, enrolar muito podia deixar uma impressão errada sobre os dois, que não tinham muito a mostrar até o momento. Boo, bem, ela não estava completa. Seria impossível montar algo de um dia pro outro, Hany fez o máximo que deu e encaixou alguns modos de agir que ela viu antes, tentou ajeitar a maquiagem da melhor forma para destacar pontos que antes não eram tão destacados assim no seu rosto natural. Só de pôr um pouco de maquiagem as coisas já mudariam, pois, a beleza natural dela deixaria tudo melhor. Os detalhes a mais basicamente tirariam Hany de qualquer suspeita, tudo dela era natural, não existia nada que a garota-tubarão fazia de falso e isso deixava o disfarce ainda melhor. – Esconder a cauda e estamos prontos. – rapidamente ela concentrava-se para trazer sua cauda ao interior, escondendo-a como se nem mesmo existisse mais, adicionando alguns detalhes com maquiagem para que mesmo se fosse vista sem aquelas roupas, ainda não pareceria tanto uma garota-peixe, seria apenas uma humana comum.

O exterior estava bem movimentado, deixar o quarto trancado e seguro foi a melhor escolha. O ponto de encontro não ficava tão longe, toda a caminhada até lá seria tranquila se nenhum dos dois estivesse querendo causar problema. Kano mostrou-se uma ilha calma, tinham poucos problemas que podiam ser vistos logo de cara, pois a população parecia sempre alegre, festejando e andando por aí. Toda essa felicidade nas ruas a incomodava. Por sorte a chegada no destino foi rápida, os dois eram levados para dentro, afastando-se das ruas e dos civis. O primeiro andar, no quarto nove, tudo seguiu tranquilamente, terminando com a dupla no quarto, de frente para Kevin. A reação dele não podia ser outra, aquela não parecia, nem se comportava como Hany. Lá, no fundo, ainda era ela, mas seu exterior mostrava outra coisa. – Eu? – era quase um sussurro, diferente da forma animada e sorridente, Boo mostrava algo frágil, baixo e até um pouco perdido pelas perguntas do sujeito na sua frente. – Acredito que está enganado, vamos logo com isso. – a apresentação. Não era bem necessária, mas estava óbvio que Kevin divertia-se com isso. – Boo, pode me chamar de Boo… – proferiu com calma, baixo o bastante para apenas as pessoas ali escutarem, evitando qualquer barulho desnecessário ao falar.

Por algum tempo aquelas palavras iam ser as únicas da garota. Por mais óbvio que fosse, ela não tinha intenção de falar sua vida inteira para um desconhecido, uma simples apresentação bastava. Seria até estranho uma garota chegar num desconhecido, se apresentar e ainda contar de onde veio, quem é sua família e todos estes detalhes inúteis. "Isso é cansativo." Dormir pouco, ou nem mesmo dormir tinha a deixado levemente irritada, querendo continuar logo com o objetivo. – Vamos fazer isso ainda hoje, sr. Kevin? – a leve irritação podia ser escutada, era como se ela apenas não quisesse perder tempo com uma conversa inútil. Mesmo seus olhos mostrando pouca vida, Boo tinha, até então, deixado claro que estava com pressa, ou até irritada com toda aquela brincadeira. Como ela não sentia necessidade de falar mais nada, apenas permaneceria quieta até ser questionada. Se fosse algo sobre sua família, a tristeza em seu semblante ficaria clara. – Mortos, todos eles. – explicar mais a fundo era inútil. De onde veio? Bem, ela só podia estar em um barco, Sirarossa era a única ilha que a mente pequena de Hany conhecia melhor do que as outras, ao menos lá ela poderia inventar coisas com base no que existia. O importante para ela seria seguir logo com o combinado, avançando bem com Leo ou Hiko para conseguirem avançar no serviço que lhes foi dado.

Capitulo II: Sonho de Uma Noite de Verão. - Página 3 PBCMNpd

Histórico:
Objetivos, talvez, não sei:
Formiga
Imagem :
Capitulo II: Sonho de Uma Noite de Verão. - Página 3 26613303cf
Créditos :
10
Ver perfil do usuário https://www.allbluerpg.com/t1843-nymeria-nymph
Formiga
Desenvolvedor



A Selvagem e a Garota-Tubarão



Kenshin

Agatha dedicava seu tempo e atenção em aprender novos conhecimentos, dessa vez, relacionado a Intimidação. Sinceramente? Acabou por ser algo bem fácil para a raposa aprender, talvez por sua personalidade ou pelo foco que sua mente estava em criar uma nova faceta, para que seus objetivos pudessem se tornarem algo real. De qualquer forma, após o tempo necessário ela estava apta para intimidar qualquer um, se bem que, talvez ela já conseguisse realizar tal façanha. Após obter o novo conhecimento, partiu em busca da mulher para lhe perguntar algumas coisas, na verdade, ter alguns itens que eram necessário para seus panos - Bem, não temos. - Bradou Mistake de maneira curta e grossa - Terá que esperar um pouco, preciso pedir para que um dos B vá comprar. - Concluiu a mulher passando a ordem para o homem que estava ao seu lado, um mink roedor de estatura baixa e uma cara bem feinha.

Bom, ela permaneceu ali por alguns minutos, que se tornaram horas que certamente podiam deixar qualquer um entediado, porém, no fim a espera foi paga com os materiais que ela pediu, tendo tintas de cores variadas e vestes escuras, desde calças até sobretudo. Tudo estava organizado – separado em itens – em cima de uma mesa de madeira em uma das salas, Mistake ainda estava por ali - Espero que se divirta, vou agilizar o meu lado. - Bradou a mulher saindo do ambiente, deixando a raposa sozinha no cômodo para lidar com seus próprios assuntos.

Alek

A maldita da lagartixa tinha ficado puta com o toque do brutamontes, usando suas habilidades marciais e também os poderes provenientes da sua Akuma, para lidar com facilidade com a dupla. Sim, Samra conseguiu subjugar aqueles com tamanha facilidade que chamou ainda mais atenção das figuras que estavam no ambiente, tendo algumas expressões assustadas e outras de curiosidade indo em sua direção. Ela passou por cima dos seus antagonistas como se fossem simples baratas, demonstrando toda sua superioridade, sem se importar com os olhos que existentes por ali.

Bom, a entrada na casa de banho foi algo bem tranquila, levando a mulher para um ambiente ligeiramente mais quente – mesmo se tratando da recepção – o chão dava lugar a um piso com textura rochosa e cor acinzentada; um grande balcão irregular – exceto a parte superior – feito de rochas se fazia existente, tendo algumas partes um brilho único de cor branca, parecia ser um metal diferente, que acabava trazendo um certo charme a construção. Uma porta estava clara como o dia, localizada logo atrás do balcão, mas não era possível ver o que existia após a mesma, já que a visão acabava sendo barrada por uma espécie de cortina, feita de forma artesanal e com alguns materiais que se assemelhavam a miçangas, com cores variadas do começo ao fim. Uma segunda porta pôde ser vista logo à direita – após a entrada – e parecia dar acesso às fontes termais, por fim, uma escada – próximo a porta das fontes – parecia dar acesso ao primeiro andar do estabelecimento, mas contava com dois armários de guarda.

Não demorou para que Samira pudesse escutar passos pesados vindo do piso superior e mais homens e mulheres aparecem no lugar, tendo alturas, aparências e raças distintas - Esperem! - Uma voz feminina ecoou pelo ambiente – que contava com umas dez pessoas, além de tu lagartixa – Acredito que tenha tido um equívoco aqui, pude ver lá de cima suas habilidades... me chamo Huang, você sabe do que isso aqui se trata certo? - Bradou a mulher de pele escura, longos cabelos encaracolados e olhos verdes, que combinavam com o vestido que a mesma utilizava - Procurando por um trabalho? Tenho algo em mente para ser feito, além de pessoas para indicar. - Ela era simples e direta em suas palavras, não parecia com medo ou acanhada, na verdade, ela pareia bem confiante - Não imagino que veio aqui me matar ou algo do tipo, pelo jeito, é nova por aqui? Ou por acaso preciso castigar minha rede de informações? Não, eles não são tão doidos de não me passar uma informação como essa. - Continuou a falar, de certa forma em determinado momento ela parecia estar falando sozinha - Vamos lá, desembucha, o que você tá querendo? - Indagou com um olhar ligeiramente mais selvagem, sendo acompanhada pelo grupo que estava ao seu redor.

Ryoma

A pequena Boo e seu aliado Hiko não demoraram para chegar até Kevin, realizando o pequeno teste proposto pelo homem com facilidade. Hany não pestanejou em responder algumas perguntas, agindo de maneira completamente diferente de antes, adotando uma postura que de fato, não tinha ligação com sua vinda anterior até o hotel - Perfeito! - Falou o homem com um sorriso no rosto, vendo que a faceta chamada Boo, tinha sido realmente convincente - Com isso não tenho mais o que ser contra, aqui, daqui a duas horas no distrito Zhúzi, leste de Kano. - Bradou Kevin entregando um pequeno papel para Hiko (Leo) - Vocês vão falar com um homem chamado Luke, em um pequeno bar chamado “Porta do Inferno”, só olhar as placas. Digam a seguinte frase “Tio K nos mandou aqui”, vocês terão acesso ao verdadeiro lugar e não estarão sozinhos, aproveitei para mandar outras figuras adeptas a revolução. - Continuou o falatório - Os planos mudaram pequena Boo, preciso que você dê cabo de uma pessoa chamada Emillie Frontier Delapapu, ela é responsável pelas informações do exército, pelo menos, de parte dela e bem... temos um problema que precisa ser resolvido. - Ele parou por alguns instantes - Acredito que é só isso, qualquer coisa, vocês não me conhecem e foram indicados por alguém, apenas servir como ponte em prol da revolução. - Disse em um tom animado, uma mentira deslavada.fundo


Histórico:


Legenda:

Kenshin
Imagem :
Capitulo II: Sonho de Uma Noite de Verão. - Página 3 Ahri
Créditos :
51
Ver perfil do usuário https://www.allbluerpg.com/t360-agatha-harkness https://www.allbluerpg.com/t1972-capitulo-iii-solsticio#21373
Kenshin
Desenvolvedor





Capitulo II: Sonho de Uma Noite de Verão.

Com o fim dos aprendizados, estava totalmente pronta para poder dar início ao plano prático, agora precisava conseguir me disfarçar a personagem que iria fazer estava em formulação em minha cabeça. "Agir como a nobreza não vai ser tão difícil assim, ter participado de tantas festas com a condessa em fim serviriam de algo!" Devaneava enquanto caminhava em direção a cega.

O fato de que a senhorita Valentina querer que eu me socializasse com os nobres, era mais para aprender como eles se comportavam, e sinceramente, eram piores do que os minks mais selvagens que eu tinha conhecido.

Logo com uma conversa prévia com a mulher, a mesma informava que não tinha os utensílios que eu havia pedido, aquela informação me deixava relativamente surpresa, tanto que arqueava uma das minhas sobrancelhas ao escutar. um lugar tão preparado quanto aquele não tinha itens tão comuns e necessários para diversos tipos de missão.

-Entendo, mas aproveita para pedir em grandes quantidades, se infiltrar com algo mais fixo como tinturas é bem proveitoso… Falava calmamente colocando a mão direita em minha cintura.

Mistake então apresentava o agente que buscaria as tinturas para a missão, um mink roedor se apresentava, rapidamente franzia minhas sobrancelhas, criando um pouco de eletricidade em meus olhos. - Devo estar cansada, por não ter sentido o odor de um mink roedor! Soltava curto e grosso olhando na direção do mesmo.

O rapaz então saia para fazer as devidas compras, me restava ficar ali sentada e esperando que o mink trouxesse o que tinha pedido. Alguns minutos se passaram, transforma em horas, horas que poderia ser usado para poder estar em campo, aquilo estava me deixando bastante impaciente, a cada minuto que se passava era um minuto desperdiçado que poderia estar sendo investido na missão de alguma forma.

- Puta que pariu, antes eu mesma tinha ido comprar! Soltava me levantando já sem paciência, quando o roedor enfim chegava, o mesmo entregava o meu pedido, pegava os itens com total descaso com o mink que estava em minha frente. - Eficiência é algo que provavelmente tenha de aprender! Bem ríspida saia indo para a sala que seria usada para criar meu disfarce.

Fechando a porta do local, começaram os preparativos para o meu disfarce. - Algo mais neutro é necessário, tirar as características marcantes da minha pelagem… Dava uma pequena devaneada olhando para as tintas à minha frente.

Pegava os potes que continham o descolorante, e a tinta branca, assim iniciando os trabalhos para poder mudar minha aparência, assim fazendo todos os processos, em meus cabelos e em minhas caudas, para que assim a tinta nos mesmos parecesse natural. tendo assim os cabelos e as caudas brancas, deixando bem neutro.

Mas para contraste, precisava das roupas escuras, olhava para os conjuntos de roupas, tentaria pegar o que mais parecesse a nobreza, que também pudesse lembrar a nobreza local, para que pudesse transparecer um ato cordial para com a sociedade que estava vindo fazer a "Aliança". Assim que tivesse com a tinta seca e os cabelos e caudas tranquilas para poder me vestir, me vestiria com a roupa que se encaixasse mais com os meu desejos.

Pronta sairia pela porta, seguindo na direção da Mistake. - Creio que esse seja o visual perfeito para seguirmos… Falava assim colocando a mão na cintura e esboçando um grande sorriso. - Prazer Lady Sith! Assim esperava as instruções que a mulher viria a dar para que pudéssemos dar finalmente início à infiltração.



Histórico:

_________________

Capitulo II: Sonho de Uma Noite de Verão. - Página 3 J09J2lK

"Ah, mas eu não quero ter dois caminhos ou ah, mas eu não quero ter caminho nenhum. Ué, você já pode porra, a única coisa que te impede de fazer isso é ser zé metinha e querer ficar comparando o tamanho do pau com o coleguinha pra compensar o ego frustrado." - Luquinhas, 2022
Samira
Imagem :
Capitulo II: Sonho de Uma Noite de Verão. - Página 3 Orra5aa
Créditos :
26
Localização :
País de Kano
Ver perfil do usuário https://www.allbluerpg.com/t819-samira-malkova https://www.allbluerpg.com/t1510p15-capitulo-ii-sonho-de-uma-noite-de-verao#17597
Samira
Administrador







Ato VI.



— Te matar? — Olhava assustada para a morena gasosa que descia as escadas acompanhada de uma caralhada de gente. — Eu nem te conheço. — Concluía, honestamente. — Estou aqui para isso. — Diria, olhando em volta e percebendo o ambiente que acabara tendo deixado de lado a partir da chegada daquela galera toda. Por fim, a porta à direita da entrada parecia ser o acesso às fontes termais, e provavelmente um bom lugar para conversar e conhecer alguém.

Imediatamente espaçaria meus braços para trás, deixando que o kimono branco deslizasse pelos membros, segurando-o ao revelar os ombros e começando a me despir. — Meu nome é Samira, sou nova nessa ilha e estou aqui atrás de contatos... Vamos conversar, senhora Huang? — Diria, indicando a entrada das fontes termais e me virando na direção da porta à direita, enquanto já seguraria as pontas da faixa que segurava as vestes em meu corpo, puxando-as e desfazendo o nó. Faria isso enquanto evitaria a galera no meio para trilhar meu caminho até as fontes termais, sem problematizar demais o que estava acontecendo.

Ao entrar no lugar, terminaria de despir meu kimono, por fim deixando-o em uma região seca próxima da água e mergulhando a ponta do pé direito. — A água tá ótima, gente. — Indicaria, ao olhar para trás uma última vez, por cima dos ombros, e então desceria até mergulhar quase que completamente o meu corpo, até que cobrisse o busto com a água morna. Encontraria alguma área confortável de me sentar por entre as pedras, e aos poucos me acostumaria com a temperatura sobre minha pele. — Aaaahhh... Incrível... — Relaxaria por alguns instantes, fechando os olhos. — Mas então... Estou aqui profissionalmente. Vim da ilha de Derlund, os panacas lá fora acharam que era uma família, mfufu. — Diria, onde quer que Huang estivesse, não descartando a possibilidade de que ela não tivesse entrado nas fontes, ou algo tivesse me impedido de também entrar.

— E você? A cultura local me deixa curiosa. — Esboçaria um sorriso com o canto dos lábios.





Objetivos
- Aprender Sociologia, Carpintaria, Marcenaria, Arquitetura.
- Conseguir um NPC Acompanhante com Pilotagem e Navegação.
- Conseguir seguidores, talvez.
- Finalizar o tesouro que iniciei na aventura passada.
- Fazer alguns serviços.
- Me encontrar com Kenshin e Ryoma, e andar com o Ryoma no meu colo tal qual a imagem a seguir:
Capitulo II: Sonho de Uma Noite de Verão. - Página 3 Spy-X-family-anime-thumb
- Ir pra GL.



Histórico da Aventura
GANHOS

-

PERDAS

-

ALTERAÇÕES

- Berries: ฿16.8150.000 -> ฿16.815.000
Nota Fiscal
- xxx B$ (xx - Post nº 01)
- xxx B$ (xx - Post nº 01)


- Localização: País de Kano

RELAÇÕES


STATUS

PDV: 16.532 (+3.200 Raça) (+20.000 Formas Básicas) = 39.732
STA: 400
CONDIÇÕES: N/A
FERIMENTOS: N/A
CONTAGEM DE DEFEITOS: N/A

DIÁRIO DE BORDO

NOME DO BARCO

Autossuficiência:
Celeridade:
Estrutura:
Durabilidade:
Poder de fogo:

EXPERIÊNCIA

Experiência: 6 posts
Experiência Akuma no mi: 1 posts
Experiência Rokushiki: Não se aplica
Experiência Outro caminho: Não se aplica
Experiência Hakis: Não se aplica

Quantidade de Postagens do(s) Narrador(es): sei lá man

Resumo:

Total sexo




Mini-Ficha
Nome: Samira Evelynne Malkova
Alterego Submundo: N/A
Cargo/Distrito/Salário: Associada/None/2.600.000
Proficiências
História
Criptografia
Investigação
Falsificação
Furtividade
Lógica
Geografia

Qualidades e Defeitos
Qualidades
Versátil
Impassível
Atraente
Destemida
Voz Melodiosa
Carismática
Duro de Matar
Prodígio
Defeitos
Extravagante
Sonâmbulo
Devassa
Ambição
Teimosa

Profissão
Socialite do Submundo da Arqueologia: +30% em Tesouro; Conhecimento do submundo; Desconto na abertura de estabelecimentos; Desenvolve fama e carreira pública em Arqueologia como se fosse Civil normal.

Estilo de Combate
Artista Marcial
Chicoteadora

Acompanhantes e Seguidores
[Acompanhante]Arthur Chesire: Considera o rapaz o seu irmão mais novo. Tem bastante intimidade com ele, já que passaram grande parte de suas infâncias sendo escravos de um nobre de Sirarossa. A vida dos dois juntos teve muitos altos e baixos, se meteram em muitos bicos para sobreviver desde então. Mas decidiram sair de Illusia juntos e ganhar o mundo de alguma forma.


Akuma no Mi
- Sara Sara no Mi: Model Axolotl

Outro Caminho
N/A

Técnicas
N/A

Haki
N/A

Rokushiki
N/A

Atributos
Força: 1190 (+240 EDC) (+200 Arma) = 1630 Class. 11
Destreza: 715 Class. 7
Acerto: 20 (+240 EDC) = 760 Class. 7
Reflexo: 1 Class. 1
Constituição: 241 (+160 Raça) (+1000 Forma Padrão) = 1401 Class. 10

Agilidade: 380
Oportunidade de Ataque: 3
Redução de Dano: nem se dá ao trabalho
Resistência: 0
Penetração: 0

Cores do Template
fala
roxo
royalblue
blueviolet
hotpink
laranja
fala2
laranja2
sky




_________________

Capitulo II: Sonho de Uma Noite de Verão. - Página 3 Yz8SSU6
Formiga
Imagem :
Capitulo II: Sonho de Uma Noite de Verão. - Página 3 26613303cf
Créditos :
10
Ver perfil do usuário https://www.allbluerpg.com/t1843-nymeria-nymph
Formiga
Desenvolvedor



A Selvagem e a Garota-Tubarão



Kenshin


Já joguei algumas informações sobre a sua chegada, consegui adicionar seu nome na lista do simplório evento que ocorrerá hoje, daqui a algumas horas. Não é nada demais, mas a princípio você será vista e conhecida. - Falou Mistake de maneira tranquila.

A mulher parou por alguns segundos - Você será acompanhada por um dos meus homens, pelo menos nesse início, ele irá agir como uma espécie de segurança. O evento irá ocorrer próximo a praça Gúshi, não tive acesso completo a lista de convidados, mas ao que puder ver, irá contar com algumas figuras interessantes da nobreza, que podem lhe abrir algumas portas, talvez. - Bradou a mulher de maneira bem simples - Espero que consigo as informações que busca, afinal, se alguns nobres estiverem apoiando a revolução por baixo dos panos, precisamos desmascará-los o quanto antes. - Finalizou Mistake mantendo a serenidade em suas palavras. Agatha poderia que permanecer mais algum tempo por ali ou ela simplesmente podia se adiantar indo até o local onde o evento ocorreria, sendo guiada pelo Agente B13, um homem corpulento, de cabelo curto e espetado.

Caso resolvesse adiantar seus passos, caminharia por uma Kano a noite, tendo um número considerável de pessoas na rua – desde crianças até idosos que vagavam com tranquilidade. O lugar era bem receptivo e de certa forma aconchegante, tendo um número alto de barracas espalhadas por todo percurso, onde podia encontrar comidas típicas da ilha e algumas iguarias. A praça era um ponto turístico de Kano e estava ligeiramente cheia, em suma, jovens casais que aproveitavam com tranquilidade a noite de lua cheia. O lugar contava com um campo florido e algumas estátuas, onde – pelos nomes na parte inferior – mostravam que aquelas figuras homenageavam antigos reis do lugar. Não muito longe da praça era possível ver o Palácio Real em toda sua magnitude, mas, ele ficava a uma distância razoável do ambiente. Não parando por ai, aquela região parecia bem mais “chique”, contava com alguns estabelecimentos de grife, restaurantes nitidamente da alta patente e hotéis que variavam suas cores, em suma, contando com bastante luxo – O evento irá acontecer naquele prédio. – Falou B13 apontando para um prédio em uma distância mediana, ele contava com três andares e um terraço todo decorado com plantas e uma iluminação especial, nem tão forte, nem tão fraca. Dois homens estavam na porta do prédio e aparentemente eram os seguranças do lugar, tendo um deles carregando uma pequena prancheta.

Caso resolvesse continuar por ali, iria permanecer no quartel.


Alek


Samira não demorava a mostrar que estava ali com outros fins, sendo algo totalmente diferente do pensado por Huang - Ah! Entendo... bem, esses últimos tempos estão complicados, perdoe minha falta de educação. - Bradou a mulher com uma tranquilidade genuína em suas palavras, na verdade, sua fala parecia até ser carregada por um pouco de sarcasmo - Claro, prazer Samira. Vocês podem ir, alguém ajuda os dois lá fora. - Continuou a mulher acompanhando a protagonista que se despia aos poucos, indo em direção às fontes termais. Ao atravessar a porta ela conseguia ver várias fontes distintas, de diferentes tamanhos e construídas por rochas de cor marfim; o bafo quente do ambiente não era incômodo, na verdade, se mostrava bem confortável como deveria ser e claro, ela não estava sozinha naquela imensidão - Infelizmente não irei te acompanhar nesse banho, no entanto, ficarei por aqui. - A mulher continuou falando com sua voz doce, sentando-se na borda da fonte escolhida por Samira – uma de tamanho médio, que estava vazia no momento - Nossas águas são aquecidas na temperatura ideal, fico feliz que tenha gostado. - Huang estava ligeiramente mais receptiva, quiçá estivesse planejando utilizar das habilidades de Malkova - Eles são recém contratos, ultimamente alguns ratos estão colocando seus dentinhos para fora, então, o clima acaba sendo complicado para quem não está acostumado... aliás, vi que lidou com facilidade com eles, presumo que além dessa força única, você tenha experiência no ramo. - Continuou a mulher balançando os pés que entraram em contato com a água.

Alguns seguranças se mostraram presentes por ali, o que chamou a atenção dos outros clientes, mas que logo ficaram tranquilos ao notar a presença de Huang por ali - Eu sou uma simples gerente desse estabelecimento, nasci e cresci em Kano. Não tenho uma história difícil ou de superação, tudo foi sempre muito fácil, sou boa com as palavras. - Ela observou ao redor, acenando para alguns clientes que falavam com ela a distância - Já conheceu toda Kano? Aqui temos uma cultura realmente única, não vai achar nada igual nos outros mares, talvez na Grand Line tenha algo semelhante? Não sei ao certo.  Se posso dar uma dica, perto da praça Gúshi você encontra uma barraquinha pequena e bem simples, é a barraca do Senhor Linn, ele tem o melhor prato de carne de toda ilha. - Comentou voltando seu olhar para Samira - E então... qual seu ramo de trabalho? Já é filiada a algum dos distritos? Presumo que não, já que veio de Derlund e isso normalmente acontece na Grand Line, no entanto, dada suas habilidades você pode ter vindo de lá. - Bradou tomando uma expressão pensativa, ela claramente tentava "metaforar" a jovem Malkova - Mas então, que tipo de trabalho você prefere? Eu tenho um em mente, preciso lidar com um certo alguém, mas é algo um pouco complicado. Porém, sei de algumas pessoas que precisavam de alguns serviços mais simples, que pagam bem também. - Concluiu a mulher dando espaço para que Samira pudesse digerir todas as informações e também responder o necessário.


Histórico:


Legenda:



Última edição por Formiga em Sex 6 Maio 2022 - 23:50, editado 1 vez(es)