Tópicos Recentes
Destaques
Klaus
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Akira
Sasha
Ás
Shiori
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Últimos assuntos
四 - Morte e SangueHoje à(s) 1:21 ampor  Koji6º Capítulo: Gigantes versus Dragões!Ontem à(s) 11:23 pmpor  Sashaficha Aika KinOntem à(s) 10:50 pmpor  mestrej2° - De Dawn a Shells - Uma viagem para conhecimento.Ontem à(s) 10:39 pmpor  SaruNo Maidens?Ontem à(s) 9:38 pmpor  IzumiCap. 2 - Ascendendo às profundezasOntem à(s) 9:23 pmpor  VanKaoru KageyamaOntem à(s) 9:09 pmpor  Kaoru[Pedido de instrutor] - TaliyahOntem à(s) 9:00 pmpor  nothawaiian[TUTORIAL] - TaliyahOntem à(s) 8:56 pmpor  nothawaiianPorradaria e Fuga: Grand Line Drift. [3]Ontem à(s) 8:46 pmpor  Van
 :: Oceanos :: Blues :: West Blue :: Sirarossa
Página 2 de 4 Página 2 de 4 Anterior  1, 2, 3, 4  Seguinte
Kenshin
Ver perfil do usuário
Imagem : Take 1 – Soneto a Quatro Mãos - Página 2 XqxMi0y
Créditos : 26
KenshinDesenvolvedor
https://www.allbluerpg.com/t360-agatha-harkness https://www.allbluerpg.com/t1510-capitulo-ii-sonho-de-uma-noite-de-verao
Take 1 – Soneto a Quatro Mãos Dom Jun 06, 2021 1:42 pm
Relembrando a primeira mensagem :

Take 1 – Soneto a Quatro Mãos

Aqui ocorrerá a aventura do(a) Civil Manae Liebe. A qual não possui narrador definido.

_________________

Take 1 – Soneto a Quatro Mãos - Página 2 J09J2lK

"Ah, mas eu não quero ter dois caminhos ou ah, mas eu não quero ter caminho nenhum. Ué, você já pode porra, a única coisa que te impede de fazer isso é ser zé metinha e querer ficar comparando o tamanho do pau com o coleguinha pra compensar o ego frustrado." - Luquinhas, 2022

Onigami
Ver perfil do usuário
Imagem : Take 1 – Soneto a Quatro Mãos - Página 2 483939c4b2902d706cfeb1b9d2ca66609d85f3b31a271b56af638a664f00a5a2
Créditos : 05
Localização : Sirarossa - West Blue
Re: Take 1 – Soneto a Quatro Mãos Sex Jul 02, 2021 4:17 pm
SONETO A QUATRO MÃOS

Seguiria minha irmãzinha para fora do quarto me alongando um pouco enquanto andava. Ficaria feliz de poder andar com Kou e com um tritão tubarão-baleia. Olharia ao redor curioso, mas só veria aqueles mesmos panfletos do show de mais cedo. Embora apreciasse a música, preferia muito mais a voz da senhorita Mika. Não tinha tido muito tempo para falar com os outros, e queria saber o que havia se passado depois de tantos anos. Já iria erguer a voz para puxar assunto com Kou, mas ela perguntaria primeiro, para minha conveniência.

- Oh, faz bastante tempo que não vejo vocês mesmo. Aconteceu bastante coisa desde que eu saí do Orfanato... Eu estive morando em Derlund esse tempo todo com minha nova família. Eles são pesquisadores, então eles ajudaram bastante nos meus estudos! – Diria, enquanto brincava com o pingente em meu pescoço. – Eles me ajudaram tanto... Sou muito grato. Nós morávamos perto da costa e eu podia ficar perto do mar. Eles me ensinaram bastante coisa. Ah, minha mãe é uma sereia e meu pai é um tritão, aliás! – Sorriria olhando para Kou e olhando para Shachi por um segundo para ver se ele comentaria algo.

- Bom, saí de lá pra poder fazer meus próprios projetos... Mas e você? Como passou nos últimos anos? – Passaria a oportunidade de fala para ela e ouviria sua história com grande interesse. – Nossa, que ótimo que achou uma família que tem seus mesmos interesses. Acho que tivemos sorte! – Digo com um sorriso, dando um leve tapinha nas costas dela. – Pausaria também para ouvir a história de Shachi, caso ele quisesse se pronunciar.

Assim que chegássemos a ver Mika, meus olhos se voltariam para ela durante a conversa e ouviria atentamente e em silêncio de início. Com “boquinha de siri” como dizem. – Bom, eu tenho alguns planos para o futuro, mas ainda vou precisar de bastante dinheiro. Talvez possamos atuar como um grupo itinerante. Creio que as pessoas vão gostar bastante de te ouvir! A Kouzinha aqui é artista, então ela pode ajudar também. Podemos fazer alguns shows abertos e chamar a atenção de jornalistas. – Me expressaria depois de ouvir as aspirações de Mika, animado com a possibilidade de trabalhar com ela e dizendo todas as ideias que me vinham à cabeça.




Objetivos:

Histórico:

Personagem:


_________________

Take 1 – Soneto a Quatro Mãos - Página 2 PSOJ2CV
Madrinck
Ver perfil do usuário
Imagem : Take 1 – Soneto a Quatro Mãos - Página 2 NYcylhF
Créditos : 11
MadrinckEstagiário
https://www.allbluerpg.com/t323-john-doe https://www.allbluerpg.com/
Re: Take 1 – Soneto a Quatro Mãos Dom Jul 04, 2021 9:32 pm
Sirarossa
18:44
chovendo



Kani e Kou
A Primeira falha sendo o suficiente para fazer Kou se sentir frustada, a mesma desistia ali mesmo de procurar algo de entretenimento para o Trio e começar um novo plano para passar o tempo, uma conversa para conhecer eles, oque parecia também ser uma ideia na cabeça de Kani, mesmo que Kou tivesse tomado a iniciativa, e Kani assim sendo começava a contar um pouco de seu passado após sua adoção, e até mesmo comentando algo bem interessante de ter os seus pais como seres aquáticos, oque momentaneamente atraiu a atenção de Shachi que falava - Um tritão e uma sirena adotaram um humano? Primeira vez que ouço isso, até mesmo de onde eu vim- mas após aquilo ele ficava calado, talvez não era o objetivo dele realmente falar com a Dupla de irmãos, mas acabou que ele não conseguiu manter o silencio.

De todo modo Kou também contava seu passado, Shachi dessa vez não demonstrava interesse diferente de Kani que ficava alegre com a historia de adoção de Kou, mas Shachi também tinha prestado atenção em ouvir a historia da pequena garota, entretanto quando chegou finalmente na vez do tritão do grupo ele ficava calado por alguns segundos, talvez pensativo, até que por fim falava - Posso dizer que eu não tinha a melhor vida do mundo, mas sou amigo de longa data de Mika, acabei que quando ela me chamou para viajar os mares junto com ela eu aceitei na hora, e bom, estou até hoje seguindo ela. Além do mais ela é minha melhor amiga, de resto, acho que não vou querer me aprofundar muito- Shachi parecia lentamente se afrouxar, seu rosto que mais cedo quando todos os irmãos se reuniram era somente ranzinza e serio, tinha se tornado, naquele momento, bem mais gentil e carismático, mesmo que ainda mostrando certa seriedade e foco.

O Grupo por fim chegava no salão de danças, os papagaios alaranjados naquele momento começavam a tocar uma musica bem mais animada e de ritmo alegre, alguns hospedes que se encontravam no salão se levantavam para dançar ao ritmo da musica, muitos mostrando grande habilidade na dança. Mas, no bar que ficava no centro do salão, lá estava a perceptível Mika, com todos os seus tentáculos sentados em um assento, a mesma mesmo aos longe demonstrava um grande tédio, provavelmente a busca por algo que a entretece tinha falhado igual a tentativa do trio.


Mika
A Jovem sereia com todos os seus tentáculos se encontrava sem nada para fazer, chegando ao nível de "brincar" com sua água somente molhando seus lábios, mas antes o silencio que estava no salão era finalmente rompido quando a Banda começava a tocar, uma verdadeira musica animada, não tanto quanto a que Mika tinha tocado no palco, mas a musica era agradável e seu ritmo fazia que muitas pessoas antes em suas mesas se levantassem para começarem a dançar, mostrando que vários casais ali no salão tinham grande habilidades na dança, todavia Mika começava a falar com os barmen, tal que agora a atendia era diferente do anterior um homem negro bem mais alegre e animado com um grande sorriso no rosto, talvez pela musica ou talvez ele já fosse assim, de qualquer modo ele te respondia com eficacia - Senhorita, no terceiro andar temos uma sala de jogos, desde poker até algumas modalidades e atividades para amigos ou familiares- ele falava aquilo se preparando para continuar seu trabalho, mas ele continuava em sua frente, se aquietando um pouco e pensando, ele talvez quisesse te falar mais outro local interessante para se visitar no hotel, mas balançava a cabeça e continuava seu trabalho, como se não fosse uma boa ideia te contar oque quer que ele estivesse pensando.


Kou Kani e Mika
Mas não se passava sequer alguns segundos depois da pequena conversa com o barmen quando a grande Sereia era abordada alegremente por seus amigos, algumas palavras sendo trocadas e agora os quatros andando juntos para se divertirem e passarem o tempo até a hora de dormir, Shachi que naquele momento mostrava estar um tanto quanto mais relaxado por saber que sua amiga estava bem e em segurança andava mais próxima da mesma, com um olhar um pouco mais vigilante para os arredores, mas a conversa continuava, Mika que agora puxava um novo assunto recebia com prontidão a sugestão de Kani, não era uma má ideia, e alias, era como muitos cantores ou bandas começavam suas carreiras. Agora o grupo por inteiro junto andavam pelo primeiro andar do Hotel, que naquele horário estava muito mais calmo e tranquilo, com espaço o suficiente até mesmo para Mika andar com seus tentáculos soltos.

Liebe
O Touro que agora se sentia bem enjoado após se tocado em tão poucos minutos, se encontrava no momento no meio de duas pessoas que tinham uma voz bem familiar, e pensando um pouco, a voz que antes tinha dito toneladas de dinheiro captado pela orelha do touro, era muito parecida com o do careca, mas Liebe tinha sua atenção ao homem que demonstrava mais ostentação e que bebia com delicadeza o seu vinho enquanto analisava o Mink. De toda forma o olhar era quebrado quando o pequeno careca chamava a atenção falando com o Mink Touro - Olha, talvez você não seja muito de receber propostas como essas, mas o meu caro amigo aqui na minha frente é muito curioso em questão dos Mink, mas a curiosidade dele é muito diferente da qual você imagina... Como posso dizer, ele gosta de ver vocês, uma raça tão "interessante" lutarem entre si- O Careca dava uma pausa enquanto molhava seus beiços com o vinho dando um tempo para o Chifrudo pensar sobre oque antes tinha sido e tentar entender a situação.

- Sendo breve para não roubar o seu tempo trabalhando, eu dou uma proposta, você estaria proposto a participar de uma pequena batalha? Sem muito perigo eu prometo caso esteja preocupado em não se machucar demais, é que meu amigo fica realmente bem eufórico vendo Minks em situações violentas, e como você tem um corpo certamente bem cuidado e... Musculoso, acredito eu e ele que você seria perfeita para uma pequena luta noturna, rápida e para esquentar o sangue nessa noite fria sabe?- enquanto o careca dava novamente uma pausa para apreciar de seu vinho, o outro homem assentia com a cabeça, tendo algumas banhas de seu corpo balançando entre o processo, em seu rosto demonstrava um grande sorriso, provavelmente esperançoso que o Mink Touro aceitasse a proposta, mas ele mesmo assim segurava a excitação.

- A, e é claro, você vai receber uma quantia de dinheiro, se fizer isso te darei 50 mil berries, mas se quiser arriscar numa batalha um tanto quanto mais...selvagem? Acho que é uma palavra muito pesada...Uma batalha um pouco mais arriscada, eu te pagarei um pouco mais, e claramente a luta será somente após você terminar seu expediente para que você não tenha problemas em seu trabalho, de toda forma não tem que responder agora, pense um pouco sobre o assunto te darei uma meia hora para se decidir.- com aquilo o careca por fim se calava tomando seu vinho e observando Liebe esperando sua resposta, a cara do homem demonstrava seriedade, mostrando obviamente que ele fazia aquela proposta para muitos minks.

Enquanto aquela conversa ocorria um cantor, um mink com grandes orelhas de coelho começava a cantar, as roupas a qual ele vestia era apropriadamente iguais ao de Liebe. O Mesmo parecia um tanto quando receoso em frente a tantas pessoas, mas lentamente soltava mais e mais sua voz, cantando uma musica calma e serena que preenchia o ambiente, os clientes que pareciam aproveitar da musica começavam a murmurar ao ritmo da musica.
Thanks, Lollipop @ Sugaravatars

_________________

Take 1 – Soneto a Quatro Mãos - Página 2 UvhbRwr
Blossom
Ver perfil do usuário
Imagem : Take 1 – Soneto a Quatro Mãos - Página 2 JDtjoSC
Créditos : 09
Localização : Sirarossa
BlossomCivil
https://www.allbluerpg.com/t510-kou-chiharu#2057 https://www.allbluerpg.com/t582-take-1-soneto-a-quatro-maos#2990
Re: Take 1 – Soneto a Quatro Mãos Qua Jul 07, 2021 9:50 pm


 
Post 03

 

 
Soneto a Quatro Mãos

 
Apesar de ter sido tristemente ignorada por eles sobre a pergunta de Mika, a história de Kani havia me chamado bastante atenção. Realmente ele teve bastante sorte com a sua adoção. A melhor parte é que ele estava feliz e ouvir as palavras dele com seu sorriso radiante me deu um pouco mais de tranquilidade. - Fico imaginando como deve ter sido incrível a vida do menino caranguejo ao lado de seus pais marítimos. - Realmente me importo muito com meu irmão e, ouvir seu relato, me deixou com um semblante mais relaxado. Shachi falou bem rasamente sobre sua relação com Mika e para mim não era uma surpresa já que ele mal falava com a gente mesmo. Entretanto, ainda permaneceria com meu sorriso orgulhoso. Com o sucesso em achar Mika, deixaria a mesma falar primeiro.

Após as falas de minha parceira, começaria a dizer minha opinião também. - "Estou querendo dar início na minha carreira artística e quero levar isso como uma profissão." - Ao escutar meu irmão, concordaria com suas palavras acenando com a cabeça. - "Acho que o Kani tem razão, se formamos um grupo itinerante podemos chamar a atenção de vários jornalistas por passar em vários locais. Será bem favorável para nós." - Diria algo que possivelmente seria algo bem óbvio mas era para mostrar apoio e credibilidade à ideia de Kani. - "Podemos começar nossos objetivos imediatamente ou nos entretermos por enquanto." - Esperaria eles responderem e daria uma pequena desviada no olhar para Kani, com uma ideia na cabeça.

A música estava até que agradável para algo que não tinha dado a devida fiabilidade anteriormente, talvez por estar preocupada com Mika primeiro. Se Kani mostrasse estar disposto a tirar um pouco do tempo para se divertir, iria rapidamente até ele se estivéssemos mais distantes. - "Meu querido irmão, não passamos tanto tempo juntos mas podemos aproveitar para uma pequena distração." - Apontaria levemente para o salão do hotel onde possivelmente ainda teriam algumas pessoas dançando. - "Podemos ficar que nem aquelas pessoas aproveitando a agradável música." - Terminaria de falar e me viraria para os outros dois parceiros. - "Se quiserem podem vir também, depois podemos voltar aos nossos objetivos." - Diria com um sorrisinho simpático no rosto. Caso tivesse uma resposta negativa de primeira, insistiria novamente. - "Acho que é um bom momento para aproveitar uma das pequenas atrações de hoje, pode ser bem divertido!"

Com as últimas palavras, esperaria uma resposta positiva e iria para um canto do salão com ele(s) caso a proposta fosse aceita. Mesmo tendo uma pouquíssima experiência de dança tentaria mexer os braços e pernas no ritmo da música, tentando imitar um dos casais que mostrava ter mais habilidade para dançar. Se Kani tentasse dançar animadamente comigo, iria junto com ele e tentaria seguir os seus movimentos de maneira mais lenta mas, à medida que iriamos dançando, começaria a aumentar a velocidade dos passos. Se ele não aceitasse o convite, apenas continuaria ouvindo o que eles tinham a dizer de seus objetivos e ambições com o rosto levemente irritado.
   


Histórico:


Personagem:

 
  Code by Arthur Lancaster



_________________

Take 1 – Soneto a Quatro Mãos - Página 2 Fofa210

FalasPensamentos ㅤ Ações
Revescream
Ver perfil do usuário
Imagem : Take 1 – Soneto a Quatro Mãos - Página 2 8687920f66effefe7ee46ffb3324edf8d9df87ef
Créditos : 11
Localização : Na Federal.
RevescreamAssociado
Re: Take 1 – Soneto a Quatro Mãos Qua Jul 07, 2021 10:21 pm


Soneto a Quatro Mãos
Passatempo II
Legendas
Falas Pensamentos
Olhares atentos eram trocados entre a sereia e seu grupo, que finalmente parecia estar traçando os seus primeiros passos juntos, a sugestão de Kani conseguia arrancar Mika um genuíno sorriso para seu agrado; todavia, por mais animada que essa ideia se mostrasse aparentar, a possibilidade de nenhum dos três conseguir auxiliar um ao outro no início tinha altas chances de virar uma realidade – mesmo com os pontos levantadas por Kou – o que fazia Mika reconsiderar seu pensamento e meditar um pouco antes responder.

Essa sugestão é maravilhosa, Kani querido, no entanto, acredito que precisamos entender o que cada realmente deseja alcançar para então planejarmos formas de atrair o sucesso. — Ponderava em voz alta, direcionando seu olhar para a dupla de irmãos menores. — Acredito que o meu já foi devidamente apresentando, também sou uma artista por natureza, que busca se tornar conhecida pela música. — Dizia ainda sorrindo, com seu timbre ecoando um leve sereno nas palavras, antes de dirigir seu olhar terno para a Chiharu.

Eu tinha ouvido do Arth que nosso grupo tinha interesses em comum, então já considerava a hipótese de vocês também serem artistas. — Confessava. — Que estilo de artista você seria, pequena Kou? Uma modelo? Uma cantora também?! — Indagava entusiasmada, com seus olhos brilhando como estrelas no fundo. Mesmo antes de Kou conseguir responder, Mika já estaria direcionando sua atenção também para Kani outra vez. — Essa pergunta também vale pra você, e se não incomoda perguntar, para que deseja conseguir tanto dinheiro? — Calava-se em seguida, aguardando as respostas que viriam após isso.

Terminando o assunto referente as profissões futuras, Kou sugeria para que todos aproveitassem a noite juntos – que na visão de Mika seria o ideal, pois não tinha porque sair do hotel naquele horário – entretanto, a ideia de dançar junto as outras pessoas do salão incomodava Mika por diversos motivos. — Desculpem-me... Eu adoraria poder dançar com vocês, mas acontece que não sou muito boa nisso... Até espero um dia poder aprender, como uma profissional. — Falava um tanto contida, expressando uma sonoridade constrangida em sua voz. — No entanto, descobri que no terceiro andar existe um salão dedicado a jogos, como Poker e outros variados, eu adoraria jogar qualquer coisa desde que seja com vocês. — Esboçava um sorriso, antes de um bocejo escapar de seus lábios e o desfazer. — Eu também sinto que vou adormecer em breve... quanto menos movimentação pra mim será melhor.

Finalizaria por ali, mantendo sua atenção a qual seria a decisão que o grupo teria. Sem nenhum desejo em permanecer naquele lugar, caso a maioria optasse pela dança, Mika se despediria novamente e seguiria para o salão de jogos com ou sem companhia, interessada em descobrir como era tal cômodo naquela hospedagem; no entanto, se maioria escolhesse a sala de jogos, Mika seguiria em concordância ao destino sem mais interjeições.



Objetivos:

Ponto-Situação do Personagem:

Considerações:

_________________

Take 1 – Soneto a Quatro Mãos - Página 2 Arknights-thorns-wallpaper-2400x600-76313_137

"O Homem Mais Bonito do Mundo!"
Onigami
Ver perfil do usuário
Imagem : Take 1 – Soneto a Quatro Mãos - Página 2 483939c4b2902d706cfeb1b9d2ca66609d85f3b31a271b56af638a664f00a5a2
Créditos : 05
Localização : Sirarossa - West Blue
Re: Take 1 – Soneto a Quatro Mãos Sab Jul 10, 2021 6:26 pm
SONETO A QUATRO MÃOS

Enquanto caminhávamos, ficaria feliz de ter conseguido arrancar um pequeno comentário de Shachi e escutaria sua história com atenção, mesmo que estivesse mais para uma descrição vaga que combinava bem com seu temperamento sério e postura mais discreta. Mesmo assim, eu esperava poder conhecer mais daquele tritão no futuro.

Uma vez indagado sobre minha ocupação e aspirações pessoais, ficaria um pouco corado e pensaria por alguns segundos antes de responder apropriadamente. – Bom, eu não sou bem um artista... Mas considero meu trabalho uma arte. – Começaria buscando passar confiança na voz. – Eu sou um cientista. No momento me especializo em engenharia e áreas biológicas, mas mesmo assim, sei que posso ajudar na sua empreitada de forma mais técnica, nos bastidores... Mas se quiser eu também posso aprender a cantar, haha! – Daria uma risadinha curta para me acalmar um pouco antes de falar sobre meus planos. Eu tinha grandes ambições, mas falar delas para outras pessoas que não fossem meus irmãos dava um pouco de ansiedade.

- O dinheiro é para ajudar nas minhas pesquisas, eventualmente. Tem algo que eu quero muito fazer no futuro. Pretendo criar uma cidade perfeita onde todos podem conviver e mudar esse mundo com minhas invenções! – Diria com convicção, levantando um punho para o alto. - ...E também quero uns caranguejos gigantes! – Deixaria escapar no finalzinho, pensando em adquirir um amigo exótico quando tivesse bastante dinheiro. – Mas no meio tempo, preciso de companheiros e dinheiro. E também gostaria de ajudar meus irmãos e a senhorita. – Direciono um sorriso meigo para Mika e após declarar minhas ambições, me voltaria novamente para Kou, que parecia desejar descontrair um pouco.

- Dançar? Bom, eu só sei dançar de um jeito, mas parece divertido. – Apesar da proposta de sair e jogar parecer boa também, sentia que precisava passar um pouco mais de tempo com minha irmãzinha primeiro. – Ah, senhorita Mika. Acho que vou ficar pelo salão com a Kouzinha até o fim da música, mas logo podemos ir de encontro novamente! – Diria levantando o polegar em um sinal afirmativo e dando uma piscadinha de um olho só. – Vamos lá, maninha! – Iria até a pista para dançar ao lado de Kou. Embora eu fosse um pouco desajeitado, tentaria imitar as outras pessoas que também se movimentavam por lá. Na falta de habilidade o suficiente para fazer os passos, começaria a me mover como um siri, cujos movimentos eu conhecia bem melhor. Faria uma base aberta com as pernas e começaria a mover meus braços de um lado para o outro, em uma dança levemente cômica.

Take 1 – Soneto a Quatro Mãos - Página 2 Tenor




Objetivos:

Histórico:

Personagem:


_________________

Take 1 – Soneto a Quatro Mãos - Página 2 PSOJ2CV
Liebe
Ver perfil do usuário
Imagem : Take 1 – Soneto a Quatro Mãos - Página 2 UqAcZBh
Créditos : 19
LiebeAgente
https://www.allbluerpg.com/t1598-morgan-morozova#17144 https://www.allbluerpg.com/t1602-a-voz-dos-silenciados#17206
Re: Take 1 – Soneto a Quatro Mãos Qua Jul 14, 2021 10:19 am
Sirarossa, West BlueSoneto a Quatro Mãos
Com o corpo ainda inclinado sobre a mesa, Liebe deixou que sua cabeça tombasse levemente para o lado contrário ao do homem pomposo, permitindo que sua atenção também chegasse ao falador. O discurso permitiu ao mink reconhecer a voz que havia captado mais cedo, assimilando-a como assinatura daquele com quem conversava – um subalterno que mediava reuniões para o seu chefe viciado em rinhas de galo.

O mink tombou o seu corpo para trás, relaxado. Mantinha seus olhos fixados no serzinho falante, atento a cada palavra dita, a fim de encontrar dualidades e segundas intenções em qualquer tipo de entrelinha. Cruzou as pernas, levando uma das mãos ao cabelo, alinhando as madeixas entre os seus chifres, e sorriu um sorriso discreto, voltado a conquistar a empatia dos homens através da simpatia. A oferta era simples, porém vulgar. Ainda assim, não era nenhuma novidade frente às condições que sua raça enfrentava ao longo da sua relação histórica com os humanos.  

Interessante foi o adjetivo utilizado pelo seu interlocutor para definir o seu povo, e Liebe agradeceu mentalmente por não estar num local reservado; caso contrário, teria atravessado o corpo daquela criatura com seus chifres sem pensar duas vezes. Ele estava acostumado a ser encarado como uma peça expositiva de uma vitrine, mas isso não o isentava de se sentir ofendido quando a situação ocorria. Em verdade, por mais que Liebe sexualizasse a si mesmo como forma de obter dinheiro, ele ainda se irritava quando o tratavam daquela forma. Minks não eram animais de zoológico ou mercadorias de entretenimento, ele gostaria de dizer. Em vez disso, alargou o sorriso um pouco mais, fingindo ter sido atraído para a proposta.

Dinheiro é dinheiro, independentemente da quantia, não é mesmo?” Procuraria dizer quando a oportunidade surgisse. Seus olhos transitavam de um homem para o outro, ainda estudando-os igualmente, mas sua voz haveria de se tornar menos mansa e sedutora ao mudar o contexto da conversa. Liebe reservava seu charme para quem estava interessado em tê-lo, e por isso permitiria que a tonalidade de seu humor acompanhasse as novas nuances que a conversa exigia. “Aceitarei a oferta de bom grado. Não sei ao certo quando meu expediente aqui no... clube acabará, mas estarei pronto o mais rápido possível para vocês. Tenho certeza que serei capaz de deixá-los verdadeiramente abismados com a minha performance.

Dito isso, Liebe não se acanharia ao se levantar, procurando fazer uma nova mesura, respeitoso frente às figuras. Suas grandes orelhas se moverem instintivamente quando a nova música começou a tocar, levando-o a olhar de soslaio o cantor que havia subido ao palco – um mink coelho de voz afinada que Liebe ainda não havia conhecido. Ele tinha um certo charme, ponderou o Touro, antes de voltar a se concentrar nos dois à sua frente. “Por hora, peço licença, para que eu possa voltar ao trabalho. Espero que desfrutem do restante da noite, e não se acanhem em me chamar, caso precisem,” finalizaria, educado, olhando-os nos olhos.

Tão logo fosse dispensado pela dupla, Liebe voltaria a transitar entre as mesas, em busca de pedidos ou serviços que pudessem ser feitos para ele. Ainda pensava sobre a proposta que havia recebido, ponderando possíveis meios de arrancar mais dinheiro daqueles humanos asquerosos.


Controle
Histórico
Ganhos:

  1. Saleiro » 02 | 10.
Perdas:

  1. Nenhuma.
Objetivos
Adquirir espada;
Adquirir proficiência em Física;
Desenvolver a qualidade Precisão Temporal;
Obter o máximo de dinheiro possível.


n o m e

MANAE LIEBE

p o s t

NÚMERO 06

o u t f i t

CLIQUE AQUI

 






_________________

Morgan
Madrinck
Ver perfil do usuário
Imagem : Take 1 – Soneto a Quatro Mãos - Página 2 NYcylhF
Créditos : 11
MadrinckEstagiário
https://www.allbluerpg.com/t323-john-doe https://www.allbluerpg.com/
Re: Take 1 – Soneto a Quatro Mãos Qui Jul 15, 2021 9:42 pm
Sirarossa
18:50
chuvendo



Mika Kani e Kou
O Trio se mantinha ainda na sua conversa sobre como ficar popular como artistas, enquanto Kani explicava o seu objetivo de modo claro para sua amiga. Shachi naquele momento ficava mais resguardado ao silencio já que ele não tinha objetivos parecido com o Trio para opinar em nada, mas claramente ele parecia estar afim de conversar mas não sabia como se introduzir na conversa. De todo modo Kou após da suas opiniões e Mika apreciar as mesmas, a pequena garota fazia sua proposta para o mais novo modo que ela tinha achado para se divertir.


Era claro que a dança não era o forte de ninguém ali, Mika se negando a dançar e Shachi um bom companheiro que era sempre querendo ficar ao lado de sua amiga decidia por estar do mesmo lado dela, enquanto isso Kou e Kani estavam ambos de acordo em dançarem juntos, e era ali que a dupla se separava. Shachi e Mika indo para o terceiro andar junto para a sala de jogos enquanto Kou e Kani iam ambos em meio ao salão de dança.

Os irmãos inicialmente tentavam seu melhor para imitar sequer os passos de dança que os outros casais faziam, entretanto aquilo acabava por os dois se estabanarem e baterem na cabeça um do outro, e aquilo já era o suficiente que eles não tinham o necessário para dançarem de modo chique e formal, Kani então inovava começando a dançar no estilo de movimento dos caranguejo chamando bastante atenção de muitos casais ali que encaravam Kani e consequentemente Kou de maneira desconfiada, Kou que ficava ali dançando com Kani que parecia se divertir muito com a sua mais inovação engraçada.

Liebe

O Mink continuava com suas deduções sobre a dupla de homens a qual ele estava sentando junto, tudo oque o pequeno careca falava parecia ser a pura verdade, não querendo esconder nenhuma coisa de você até onde tudo se mostrava. Mas o Mink touro facilmente se sentia deveras irritado com as palavras a qual o Homem utilizava para ele, mas para a felicidade do careca o Homem touro se segurava para não o empalar ali mesmo. De toda forma continuando com o seu falto carisma para os dois ele por fim saia de lá dando a ideia de que tinha aceitado a proposta para os homens, o gordo que naquele momento estava bem feliz com a resposta ganha.

Voltando para seu trabalho e pegando alguns pedidos pelas mesas que passavam, sendo elas respectivamente Mesa 4, 6 e a 9, todas pedindo garrafas de vinho ironicamente, e era claro que Liebe dedicado ao seu trabalho, mesmo que ainda aprofundado aos seus pensamentos ele tinha passado por todas as mesas e os únicos pedidos tinham sido a daquelas 3 mesas. Enquanto isso o Mink Coelho começava a cantar um pouco mais calmo para trazer um ambiente mais tranquilo para o local, enquanto o mesmo começava a dançar de modo sensual encima de um pequeno palco.

Agora tudo que faltava era continuar de modo resumidamente monótono o vai e vem de pegar pedidos e cumpri os mesmos, tirando o fato dos olhares, comentários e raramente mãos que teriam de ser enfrentadas aquela noite.

Mika
Agora separada de Kou e Kani novamente, Shachi e Mika iam até o terceiro andar por um longo e extensivo caminhada por escadas de detalhes de mármore e ouro, o corrimão sendo de uma madeira de provável alta qualidade, mas depois de andar um tempo com o Shachi calado dando a entender que estava formulando alguma coisa em mente para te falar, mas para a felicidade de Mika a dupla já se encontravam no gigantesco e extenso salão de jogos aonde o numero de pessoas que se encontravam ali mostrava ser muito mais requintado e numeroso do que o salão de dança do primeiro andar.

O Salão de jogos tinham dezenas de mesas para jogos de azar, uma forma de perder ou ganhar dinheiro com facilidade, sendo tais mesas de azar aonde se encontravam as pessoas mais ricas e também a maioria das pessoas, nos cantos da Sala por outro lado tinham objetos tanto quanto diferentes, bancadas numerosas e muito bem construídas aonde cada uma era uma modalidade diferente para crianças, famílias e amigos jogarem juntos. Todavia voltando mais a questão do salão, o local era claramente muito caro, lustres e colunas eram detalhadas com cristais e partes de ouro,o piso sendo um mármore polido que mesmo sem nenhum detalhe em sua superfície tinha o seu valor, quadros e decorações chegavam ao mesmo nível do que já foi dito antes.

- Caramba, eles não pegam leve no orçamento ein, mas então Mika, vamos fazer oque?- Shachi perguntava enquanto ficava na sua frente olhando tudo aquilo com muita admiração, mas uma coisa além de se notar era as pessoas. Todos ali encaravam Shachi e Mika, além do mais era raro ver a raças de vocês num local como aquele, muitos sussurrando e alguns sussurros que chegavam aos ouvidos de Mika mesmo estando na entrada - São empregados da boate escondida daqui? Por que saíram de lá? Tão de folga e tão passeando por aqui?- os outros comentários não eram muitos amigáveis e sim um pouco preconceituosos diga-se de passagem, Shachi que até aquele momento parecia já ter percebido os sussurros mas não entendido oque estavam sussurrando tanto.

Thanks, Lollipop @ Sugaravatars

_________________

Take 1 – Soneto a Quatro Mãos - Página 2 UvhbRwr
Onigami
Ver perfil do usuário
Imagem : Take 1 – Soneto a Quatro Mãos - Página 2 483939c4b2902d706cfeb1b9d2ca66609d85f3b31a271b56af638a664f00a5a2
Créditos : 05
Localização : Sirarossa - West Blue
Re: Take 1 – Soneto a Quatro Mãos Ter Jul 20, 2021 11:50 am
SONETO A QUATRO MÃOS

- Oof! – Diria ao bater a cabeça contra a de Kou, sentindo um pouco de dor e passando minha mão na parte acertada. – Você tá bem? – Perguntaria para ela e depois daria uma risadinha. Nós claramente não éramos muito bons nisso, mas era divertido me movimentar de forma desajeitada com minha antiga companheira de orfanato. Continuaria com minha curiosa dança decápode por mais alguns minutos para tentar fazer minha irmãzinha rir. Logo notaria os olhares dos casais no salão e ficaria com um pouco de vergonha.

- Oh, acho que estamos atraindo atenção de novo. Vou sair de fininho... – Eu diria, aproveitando os meus movimentos siritásticos para sair de ladinho da pista de dança, esperando que Kou viesse junto. – Foi divertido, mas acho que ainda tenho que aprender a me mover melhor, haha! – Riria baixo, coçando a cabeça uma vez que estivéssemos longe o suficiente dos outros. – Bom, ainda temos muitas coisas para explorar nesse hotel! Quer ir ver a senhorita Mika e o senhor Shachi ou ir para outro lugar? Podemos invadir a cozinha e libertar os caranguejos e lagostas!

Embora eu quisesse ver os meus dois novos companheiros do mar, ainda queria passar um tempo com minha relação de longa data, então apenas esperaria uma resposta e concordaria com que a pequena artista decidisse. Tínhamos um tempo antes de ficar muito tarde, e embora eu ainda estivesse um pouco cansado, tinha energia o suficiente para mais um pouco de aventura.




Objetivos:

Histórico:

Personagem:


_________________

Take 1 – Soneto a Quatro Mãos - Página 2 PSOJ2CV
Blossom
Ver perfil do usuário
Imagem : Take 1 – Soneto a Quatro Mãos - Página 2 JDtjoSC
Créditos : 09
Localização : Sirarossa
BlossomCivil
https://www.allbluerpg.com/t510-kou-chiharu#2057 https://www.allbluerpg.com/t582-take-1-soneto-a-quatro-maos#2990
Re: Take 1 – Soneto a Quatro Mãos Qua Jul 21, 2021 10:27 pm


 
Post 04

 

 
Soneto a Quatro Mãos

 
Gostaria de ter respondido Mika antes mas acredito que teríamos um bom tempo para papear sobre diversos tipos de arte, inclusive a pintura. Afinal nosso grupo tem muita diversidade nessa área. Ao chegar perto de Kani para uma dança, acabaríamos nos trombando e batendo nossas cabeças. Deve ter sido bem engraçado para alguém mas para nós, dois cabeçudos, foi um pouco dolorido... e talvez um pouco cômico também. - "Aiê!" - Colocaria a mão na cabeça no local que foi acertado também por instinto. - "Estou bem, obrigada."

Afasto-me um pouco e pararia a minha tentativa de dança para observar os movimentos de Kani, que seriam bem imprevisíveis. - Sinto que o Kani nasceu caranguejo e virou humano sem querer. Além de não falar sobre outra coisa, sua dança era muito parecida com os passos de um. - "KWAHAHAHAHA! Irmãozinho você é hilário!" - Responderia ele depois de dar uma gargalhada com sua dança. Estava tão entretida com aquilo que demoraria para perceber os olhares reprováveis. - "Certo... vamos indo." - Seguiria Kani esperando que nós ficássemos longe do salão de dança.

Após manter uma distância consideravelmente boa para não chamar tanta atenção, começaria a responder Kani. - "Realmente foi bem divertido, mesmo não sendo nenhuma loucura parece que muita gente não gostou." - Diria flexionando o meu braço para repousar uma mão em meu próprio ombro, sentindo um pouco de desconforto na cabeça. - "Bom, acho que deveríamos dar uma beliscada em alguma comida antes de continuarmos. Nem lembro qual foi a última vez que comi. Vamos ver eles uma outra hora ou até depois de nos alimentar." - Afirmaria dando um sorriso envergonhado. - "Podemos ver se aqui tem algum espaço para nós dois matarmos a fome, mas não garanto que vamos conseguir libertar seus amigos, KWAHAHA!" - Daria uma risada pela ideia ser um pouco inusitada, não querendo caçoar dos gostos de meu irmão.

Seguiria com ele até um local que mostraria um mapa ou até uma localização de onde estava pontos importantes do hotel, procurando pelo espaço de alimentação. Se não conseguisse achar nada ou se o local não estivesse por perto, iria até a recepção perguntar ao atendente. - "Boa noite, aqui possui um restaurante para hóspedes ou um local parecido? Onde fica?" - Perguntaria calmamente apesar de estar com um pouco de pressa. - "Muito obrigada, tenha um bom expediente." - Agradeceria de forma carismática se me respondessem. Caso tivesse sucesso em encontrar o local, entraria prontamente junto com Kani e procuraria por uma mesa para nós dois com um leve receio de não cumprir mais ainda as etiquetas do ambiente. Se não tivesse nenhum lugar para saciarmos a fome, ficaria um pouco confusa e iria até o bar pedir por um petisco. Tinha até um salão de jogos e não tinha um lugar para comer?
   


Histórico:


Personagem:

 
  Code by Arthur Lancaster



_________________

Take 1 – Soneto a Quatro Mãos - Página 2 Fofa210

FalasPensamentos ㅤ Ações
Madrinck
Ver perfil do usuário
Imagem : Take 1 – Soneto a Quatro Mãos - Página 2 NYcylhF
Créditos : 11
MadrinckEstagiário
https://www.allbluerpg.com/t323-john-doe https://www.allbluerpg.com/
Re: Take 1 – Soneto a Quatro Mãos Qua Jul 28, 2021 8:49 pm
Sirarossa
19:10 com chuva fraca




A Dupla naquele momento já afastada o suficiente do salão de dança, tal que em meio ao trajeto no lugar de ouvirem comentários de reprovação eram pequenas risadas e maioria dos comentários que envolviam o tema de juventude criativa. Muitas das pessoas que não tinham medo de falar em tom de voz alto ainda comentavam que queriam ter tal energia que a dupla de irmãos tinha. Todavia aquilo já não era tão importante e os mesmo já estavam muito longe para continuar ouvindo as dezenas de comentários e conversas que tinham sido criadas somente com a dança de vocês.  

Passeando ainda pelo primeiro andar enquanto trocavam palavras era possível perceber pelas janelas que a chuva começava a diminuir, talvez em pouco tempo as nuvens de chuva já iriam ter passado pela ilha e as ruas da cidade por fim estariam livres para andar normalmente, mas aquilo não era o objetivo dos irmãos, achando o mapa do primeiro andar do Hotel, que logo ao lado tinha um maior ainda que mostrava aonde pontos de interesse do edifício de cada andar se encontrava, o que os dois mais queriam se encontrava no segundo andar, que pelo mapa parecia ser quase que completamente dedicado a esse restaurante, sendo que o resto do andar era simplesmente corredores.

E Agora sabendo aonde tinham que ir os irmãos subiam poucas escadas para a sorte deles, por que subir dezenas de escadarias não seria muito bom para as pernas de ninguém, todavia dando maior atenção ao restaurante em si, o local era tão bonito quanto qualquer outro local do Hotel, mesas de madeira de alta qualidade com panos brancos e vermelhos encima para dar um ar que se olhado por cima todas as mesas formariam um tabuleiro de xadrez, mas não era só isso. Todas as mesas tinham jarros com belas flores indo de belas rosas a lindas orquídeas, candelabros tinham ornamentos de ouro e os lustres eram tão brilhantes naquele momento por causa da iluminação que era difícil enxergar os mesmos.

A Movimentação lá estava certamente boa, garçons iam e viam com bandejas em mãos recheadas de deliciosas comidas chiques e com cara de caro, mas para a felicidade de Kani e Kou tinha mesa o suficiente para os dois se acomodarem e aproveitarem um encontro, quero dizer, um jantar no melhor hotel da ilha, agora os dois acomodados em uma mesa e em cadeiras claramente confortáveis, em poucos instantes um garçom ia até vocês e perguntavam - Oque vão querer meus jovens? Talvez eu possa recomendar alguns pratos do cardápio que são bons para encontros- o Garçom falava de modo calmo e gentil, mesmo que seu vocabulário não fosse tão chique quanto as roupas que ele usava, todavia ele entregava dois cardápios para vocês dois e esperava pacientemente a resposta sobre a pergunta anterior dele.






Thanks, Lollipop @ Sugaravatars

_________________

Take 1 – Soneto a Quatro Mãos - Página 2 UvhbRwr
Onigami
Ver perfil do usuário
Imagem : Take 1 – Soneto a Quatro Mãos - Página 2 483939c4b2902d706cfeb1b9d2ca66609d85f3b31a271b56af638a664f00a5a2
Créditos : 05
Localização : Sirarossa - West Blue
Re: Take 1 – Soneto a Quatro Mãos Seg Ago 02, 2021 4:01 pm
SONETO A QUATRO MÃOS

Enquanto andava pelo corredor, ouviria as vozes das pessoas falando sobre nós lentamente ficando mais baixas. Ficaria um pouco curioso sobre o que estavam falando. Talvez quisessem aprender minha fabulosa dança siritástica? De qualquer forma, tentaria não prestar tanta atenção no momento, afinal Kou ainda queria comer, e não sabia por quanto tempo o restaurante ainda estaria aberto.

Sairia de lá e notaria o cenário de fora. Parecia que estava ficando com menos chuva, o que era bom, já que Sirarossa já era fria o suficiente para o meu gosto. – Tomara que amanhã esteja um pouco menos frio... – Pensaria pra mim mesmo, já planejando algumas coisas para fazer no próximo dia. Ainda tinha que conseguir alguns recursos e um trabalho antes de seguirmos para as próximas ilhas e eventualmente para a Grande Rota. E se possível, queria mais um companheiro crustáceo.

Depois de subir algumas escadas, olharia o andar do restaurante e ficaria visivelmente impressionado. – Uau. Eles têm um salão inteiro para isso. E é bem decorado. – Diria, dando um pequeno assobio enquanto me aproximava de uma das mesas para me sentar. Ao ser abordado pelo garçom, ficaria um pouco envergonhado com o mal-entendido e tentaria me clarificar. – Ah, não, não. Ela é minha irmã. – Diria com as bochechas vermelhas. – Mas pode indicar um prato, por favor! – Sorriria gentilmente para evitar desconfortos. Passaria os olhos por cima do cardápio por alguns segundos, tentando ver algumas opções baratas para aquele hotel que provavelmente tinha preços caríssimos. – O que vai querer, Kou? – Perguntaria, olhando por cima do cardápio.




Objetivos:

Histórico:

Personagem:


_________________

Take 1 – Soneto a Quatro Mãos - Página 2 PSOJ2CV
Blossom
Ver perfil do usuário
Imagem : Take 1 – Soneto a Quatro Mãos - Página 2 JDtjoSC
Créditos : 09
Localização : Sirarossa
BlossomCivil
https://www.allbluerpg.com/t510-kou-chiharu#2057 https://www.allbluerpg.com/t582-take-1-soneto-a-quatro-maos#2990
Re: Take 1 – Soneto a Quatro Mãos Seg Ago 02, 2021 7:02 pm


 
Post 05

 

 
Soneto a Quatro Mãos

 
Parece que depois de nossa chegada começou um bom falatório na pista de dança. Mesmo que já não desse para continuar ouvindo os comentários, preferi não dar tanta importância e apenas pensar sobre o ótimo momento que tive com meu irmão. Aquilo seria uma boa historinha para contar e possivelmente tirar algumas risadas de alguém. Observando a janela durante a pequena conversa com Kani, pude notar que a chuva, que havia me dado um leve trabalho anteriormente, estava começando a cessar aos poucos. Felizmente, mesmo que a chuva continuasse, ela não seria nossa preocupação já que estávamos abrigados em um belo hotel.

Com sucesso em encontrar o mapa do hotel, entraríamos no restaurante que, por surpresa, era um andar inteiro! Não daria para disfarçar o rosto de admiração por toda a beleza do local depois de encontrar uma mesa e conseguir analisar bem a arquitetura. - "Pois é! Certamente quem decorou sabia mesmo o que estava fazendo." - Responderia Kani com minha leve observação. Assim que me acomodasse, ficaria olhando para as mesas e para as flores que tinham em cada uma, provavelmente parecendo uma criança olhando um doce. Aquele lugar parecia uma obra de arte. - Um lugar desses até que parece bem acessível. - Após pensar brevemente, voltaria a atenção para Kani e a razão de estarmos aqui: ter boa uma refeição.

Rapidamente, seríamos abordados por um garçom que queria fazer um bom trabalho e atender da maneira mais eficiente nós, os clientes. Uma recomendação de pratos até poderia ser uma boa ideia mas em encontros? Ficaria levemente incomodada com a colocação que ele nos colocou mas, meu querido irmão, corrigiria ele prontamente. Mesmo com a correção, queria deixar tudo totalmente compreendido, reforçando as palavras dele. - "Exatamente, somos apenas dois irmãos querendo ter um jantar tranquilo." - Kani já haveria pedido uma sugestão do garçom mas não queria comer nada que ele recomendasse diretamente.

Ajeitaria o cardápio em mãos e logo daria uma breve leitura. Se houvesse alguma ilustração ou fotografia dos alimentos, procuraria olhar para elas primeiro antes de ler sua descrição, na finalidade de encontrar algo que me agradasse. Caso houvesse alguma massa num preço mais coerente e que tivesse como seu acompanhamento nenhum tipo de fruto do mar, mostraria para Kani e faria a sugestão de trazer o suficiente para conseguirmos degustar juntos para mesmo garçom, devolvendo o cardápio após a decisão. Ao terminar de fazer nosso pedido, daria um pequeno suspiro lembrando do erro do funcionário de assumir que era um encontro, provavelmente porque somos uma dupla de homem e mulher. - "Que situação inconveniente..." - Diria levemente envergonhada para Kani assim que garçom fosse embora.
   


Histórico:


Personagem:

 
  Code by Arthur Lancaster




Última edição por Blossom em Ter Ago 03, 2021 2:11 am, editado 1 vez(es) (Motivo da edição : Quote.)

_________________

Take 1 – Soneto a Quatro Mãos - Página 2 Fofa210

FalasPensamentos ㅤ Ações
Madrinck
Ver perfil do usuário
Imagem : Take 1 – Soneto a Quatro Mãos - Página 2 NYcylhF
Créditos : 11
MadrinckEstagiário
https://www.allbluerpg.com/t323-john-doe https://www.allbluerpg.com/
Re: Take 1 – Soneto a Quatro Mãos Qua Ago 18, 2021 8:47 pm
Sirarossa
19:15 com chuva fraca



O Garçom se admirava por estar errado, rapidamente se desculpando para os dois - Mil perdões por esse meu erro, para me desculpar vou garantir dar alguns aperitivos grátis pelo inconveniente- ele falava enquanto pegava um caderninho de bolso anotando o pedido de Kou enquanto respondia Kani - Um bom guisado suíno com legumes no estilo de Sirarossa, é muito gostoso e não é muito caro ele falava esperando a resposta do garoto, terminando por fim de anotar o pedido de Kou que tinha sido um macarrão com um nome muito complicado para se pronunciar ou até mesmo ler, mas pela descrição resumidamente dizia que era muito delicioso e suculento.

Dependendo da resposta de Kani, sendo aceitar aquela sugestão ou escolher algum alimento no cardápio, que era muito grande e que tinha dezenas de pratos, sopas e bebidas que iam de preços bem acessíveis até preços exorbitantes, e assim ele partia deixando vocês dois, agora vocês tinham tempo de sobra para conversar enquanto seus pratos eram preparados. Enquanto isso no fundo do restaurante uma pequena banda tocava uma musica suave e calma, algo que combinava com o ambiente que a dupla se encontrava com certeza.

E era claro que não era somente a musica que ambientava o local, conversas soltas preenchiam o grande restaurante, alguns falando sobre familias ou coisas do cotidiano, outras que falavam com animação aventuras em alto mar, era claro que naquele restaurante para quem prestava atenção era um tesouro de historias e conversas, todavia era igualmente infernal aquele local quando estivesse cheio, podendo imaginar o quão sofredor eram os dias dos garçons atendendo muitas vezes clientes arrogantes, exemplos? Era só olhar para os lados, homens e mulheres tratando os pobres garçons de modo precário. Oque estragava um pouco o clima agradável do local.



Thanks, Lollipop @ Sugaravatars

_________________

Take 1 – Soneto a Quatro Mãos - Página 2 UvhbRwr
Liebe
Ver perfil do usuário
Imagem : Take 1 – Soneto a Quatro Mãos - Página 2 UqAcZBh
Créditos : 19
LiebeAgente
https://www.allbluerpg.com/t1598-morgan-morozova#17144 https://www.allbluerpg.com/t1602-a-voz-dos-silenciados#17206
Re: Take 1 – Soneto a Quatro Mãos Qua Ago 25, 2021 9:45 am
Sirarossa, West BlueSoneto a Quatro Mãos
Os acontecimentos da noite transcorriam de forma tranquila, e não demorou para que Liebe se acostumasse ao trabalho de servente. Era um bom garçom, disso ele já não tinha dúvidas, e o seu comportamento receptivo parecia ser um chamariz adequado para a graça dos clientes. Transitava entre as mesas com a elegância e a malícia que aprendera na alta classe, abrindo sorrisos sugestivos aqui e ali, gracejando e rodopiando, vez ou outra flertando quando uma mão mais atrevida resolvia se aventurar por seus pelos morenos. De vez em quando, lançava olhares para a mesa dos seus preferidos – o carequinha baixinho e o seu amigo, atento aos seus próximos passos.

Mas a dupla não parecia disposta a respirar novos ares, e, por isso, Liebe resolveu preencher a sua atenção com outras atividades. Os pedidos estavam escassos, ele notou depois de algum tempo, e nenhuma outra mesa parecia necessitar de seus serviços além da 4, da 6 e da 9. Um calafrio percorreu a extensão de sua espinha, e Liebe sentiu seu coração acelerar quando a ansiedade lhe beijou o juízo. Aqueles eram, afinal, numerais não muito bem vistos por quem detinha crença no destino, e o mink era uma das pessoas a associá-los ao imaginário do diabo.

Sacou o saleiro mais uma vez, removendo-o de um dos esconderijos de sua roupa de couro, e jogou algumas pitadas do mineral sobre o ombro, repetindo a prece que já havia feito naquele mesmo lugar. Que mau presságio terrível. Preciso me distrair antes que enlouqueça, concluiu em pensamento, e resolveu se deslocar pelo pub a procura de uma mesa de bilhar.

Caminharia com calma, deslizando entre os fregueses, atento a seus cheiros e a seus segredos, enquanto tentaria encontrar a recreação dos adultos naquele ambiente. Seus ouvidos captaram a nova melodia do roedor cantor, e Liebe se concentrou na canção como tentativa de acalmar seu coração. Não havia muito o que fazer, ponderou; se não encontrasse um possível salão de jogos, resolveria finalmente voltar para a presença dos homens que lhe convocaram mais cedo. Liebe estava relativamente aborrecido com o trabalho de garçom, e manter seus volumes expostos – aqueles abaixo do cóccix – já não lhe desperta mais o mesmo encanto do início da noite. Necessitava, em vez disso, de adrenalina e sangue quente; se entre lençóis ou espadas, para ele isso não importava.

Controle
Histórico
Ganhos:

  1. Saleiro » 03 | 10.
Perdas:

  1. N/A.
Ferimentos:

  1. N/A.
Objetivos
Adquirir espada;
Adquirir escudo;
Adquirir proficiência em Acrobacia;
Desenvolver a qualidade Precisão Temporal;
Afiliar-se ao Distrito da Luz Vermelha;
Obter o máximo de dinheiro possível.


n o m e

MANAE LIEBE

p o s t

NÚMERO 07

v e s t e

JOCKSTRAP

l o c a l

SUBSOLO DO HOTEL BELUCCI SPREZZATURA

c o m

NINGUÉM
 






_________________

Morgan
Onigami
Ver perfil do usuário
Imagem : Take 1 – Soneto a Quatro Mãos - Página 2 483939c4b2902d706cfeb1b9d2ca66609d85f3b31a271b56af638a664f00a5a2
Créditos : 05
Localização : Sirarossa - West Blue
Re: Take 1 – Soneto a Quatro Mãos Sab Set 04, 2021 8:35 pm
SONETO A QUATRO MÃOS

Por um momento sentiria um leve lapso, como se estivesse sonhando acordado ou imaginando coisas. De certo me lembrava de estar fazendo alguma outra coisa, em algum outro lugar. Minha família me viria a cabeça, além de nossa companheira Mika, mas tudo teria passado em um microssegundo, como se tivesse sido apenas um devaneio. Deixando esses pensamentos de lado, me voltaria para o homem que estava atendendo a mim e minha irmã, voltando a realidade.

Balançaria a cabeça levemente para o garçom, gostando da ideia de receber alguns aperitivos de graça, mas nem tanto da sugestão, já que sou adepto do ovolactovegetarianismo. – Agradeço a sugestão, mas acho que vou com alguma outra opção, só com vegetais. – Diria, procurando alguma salada ou massa que poderia consumir sem a adição de carne e a um preço acessível. – Ah, gostaria de um suflê de vegetais, por favor. – Me decidiria, entregando o cardápio de volta para o garçom. – E peço que não traga nada com carne. Especialmente frutos do mar! – Avisaria, tentando soar gentil para compensar a situação estranha.

Esperaria ele se retirar e ouviria as reclamações de Kou. – É, realmente foi um tanto constrangedor. Mas não devemos deixar isso tirar a diversão dessa noite. – Tentaria animá-la com um pequeno sorriso, embora ainda estivesse um tanto incomodado com o jeito que as outras pessoas tratavam o pessoal do hotel. Claro, a música era alta o suficiente para distrair disso, mas ainda assim não me deixava muito confortável. – Hum... Não sei se estou gostando tanto desse lugar. Talvez seja melhor comermos rápido e sair daqui. Tenho certeza de que deve ter mais coisas para explorar em outros andares. – Diria para minha irmã enquanto esperava a comida chegar com os braços cruzados.




Objetivos:

Histórico:

Personagem:


_________________

Take 1 – Soneto a Quatro Mãos - Página 2 PSOJ2CV