Tópicos Recentes
Destaques
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Últimos assuntos
Página 1 de 1
Skÿller
Ver perfil do usuário
Imagem : ALOU TESTANDO O TESTE TESTADOR DE TESTES TESTADOS
Créditos : 20
SkÿllerSoldado
https://www.allbluerpg.com/t272-annabelle-petit-barozzi https://www.allbluerpg.com/t303-voice-of-the-soul#875
Alexander Lancaster Cavendish III Seg Maio 10, 2021 7:06 pm



Alexander Lancaster III ♕








Sobre o Personagem


Nome: Alexander Lancaster Cavendish III
Idade: 19
Género: Masculino
Mão Predominante: Ambidestro
Risada: HmhmhmHâhâhâhâ
Altura: 1,90
Peso: 90 KG
Raça: Humano
Origem: Reino de Ravenwatch
Localização: Flevance - North Blue
Grupo: Civil

Complementos



Aparência:
Alexander possui seus 90Kg, distribuídos igualmente por toda a extensão de seus 1,85m e tudo isso inserido em um corpo de 19 anos de idade. Para seus traços mais detalhados, porém, possui olhos castanhos avermelhados fortes e penetrantes, bem como cabelos carmesim, que mais lembram labaredas de fogo. Tais mechas cobrem suavemente os brincos que lhe adornam as orelhas, e retiram um pouco a atenção dos seus dentes caninos que são maiores que o normal.

Seus traços, no geral, são marcados, talvez pelo fato de ter um corpo torneado aos olhos de quem vê, seu físico é definido, por conta dos extensos treinos. Toda essa composição estrutural fica coberta por roupas ornamentadas, afinal, sendo da realeza, preza muito por sua aparência, o que lhe faz sempre estar limpo, perfumado, bem arrumado e ostentando seu porte altivo e elegante.

Entretanto, a forma de se comportar e vestir não é a única coisa que está sempre presente com ele. Alexander também carrega consigo um pequeno pano de cor rubra, usado para limpar sua boca, ou mesmo disfarçar o sangue que é expelido por conta de sua doença.

Personalidade:
Alexander, apesar de novo, já é muito maduro para os padrões de sua idade, afinal, desde seus 3 anos, já era considerado o rei de todo um país. Justamente por esse motivo, o rapaz não cede à pressão, ou esboça reações negativas à expectativas que são impostas sobre si, contudo, isso não o impede de, por vezes, se forçar demais para correspondê-las. Seu perfeccionismo, no entanto, não é isento de um preço, e ele o cobra ao refletir tais padrões em seus súditos e outras pessoas que o cercam. Pode ser considerado até severo quando espera algo de alguém, mas no fundo de seu íntimo também mora certa empatia e compaixão, que deixa emergir quando acha necessário.

Provavelmente por conta de sua posição social, tende a ser frio com desconhecidos, e extremamente arrogante com aqueles que não demonstram o devido respeito para com sua pessoa, rebaixando-o ou o ensinando como governar. Fato esse que lhe rende a fama de ser uma pessoa difícil de lidar. Mas ainda assim, é humilde o suficiente para reconhecer seus erros, bem como aceitar concelhos daqueles que considera mais sábios. Além disso, na maioria das vezes, prioriza o pensamento antes de ações e falas, sendo que em alguns momentos, principalmente quando aqueles que ama estão em risco, tem uma natureza mais impulsiva.

Treinado para ser um grande e respeitável regente, tem muita dificuldade em demonstrar suas fraquezas para aqueles com quem não possui contato. A maior delas, e a que mais odeia possuir, é sua doença misteriosa e degenerativa, que o transforma interiormente em um ser débil e enfraquecido, quando surge uma crise. Apesar de ser um rei, entretanto, ainda é um rapaz de 19 anos e, como tal, possui vontades comuns de um jovem, mesmo que não as mostre. Apesar de ser frio e arrogante, mostra sua verdadeira natureza para aqueles que são muito próximos, ou por quem possui um carinho especial. Até porque, não é difícil vê-lo se apegando àqueles que vivem ao seu redor, ainda que não demonstre seu afeto de forma comum, se esforça para tal, uma vez que um de seus maiores medos é ser odiado pelos que ama.

Assim como qualquer regente que se preze, seu maior sonho é ser um grande líder, daqueles amados por seus súditos e capaz de prover a felicidade de todos que o cercam, mesmo que precise pagar um preço alto para isso. Como sabemos, a realeza envolve muita burocracia e diplomacia, e é claro que Alexander foi versado nessas artes, bem como aperfeiçoou seu carisma e genialidade, a fim de se tornar não só um líder, como também um gênio em quesitos de soberania. Por isso, sempre preconiza a resolução de conflitos por meio de diálogos, mas isso não quer dizer que irá hesitar em empunhar sua espada e erguê-la contra seu inimigo. Afinal, adota para si o mantra de seu pai: "Um rei deve ser temido, respeitado e amado."

Pode parecer que ele possui uma personalidade bem definida, principalmente para os padrões impostos por sua idade. Contudo, existem situações em que Alexander pode se transformar completamente, como ao se embriagar por exemplo ou em combate. Neste primeiro caso, ele se porta como um verdadeiro adolescente, cheio de alegria e ignorando completamente as convenções sociais ou a imagem que passa. Já no segundo, se torna ainda mais frio e objetivo, eliminando qualquer ressalva que tenha com relação a matar seus inimigos, é realmente como seus soldados chamavam os mais bravos "máquina de guerra".

História:
Alex nasceu em um berço de ouro, literalmente, já que seu pai, Henrique, era irmão gêmeo de um rei, chamado Ricardo. Tudo parece bonito até ai, mas isso só dura até a verdade vir à tona, e ela é a seguinte: O pai de nosso protagonista era no mínimo ganancioso, e acaba se apaixonando pela rainha, Elizabeth Lancaster, a esposa do regente, e irmão gêmeo do patriarca. A rainha e seu cunhado, então, se envolvem em um perigoso e proibido romance, que gera um fruto, o que viria a ser chamado de Alexander Lancaster Cavendish III.

Ricardo, já abençoado com seu progenitor, e herdeiro, não poderia ter ficado mais furioso, mas sua ira não dura muito, uma vez que é interrompida junto com a vida do regente, ceifada pelo pai de Alexander. Henrique há muito já cobiçava o trono do irmão, por isso, apenas uniu o útil ao agradável, e executou seu plano. Contudo, uma vez cumprido, deixava uma ponta solta, aquela que poderia usurpar o trono de seu amado filho. Lembram do herdeiro de Ricardo? Pois bem, seu nome era Arthur Lancaster Cavendish II, e agora não mais ostentava o título de príncipe e futuro soberano. Pelo contrário, no momento, tudo o que lhe restava era correr por sua vida.

Mas o novo rei Henrique não estava convencido de que seu filho tinha proteção suficiente de seus inimigos, por isso, resolveu designar um guarda costas e espião para garantir sua paz de espírito. Um mink diminuto e muito competente, sendo um dos melhores do reino, que respondia pelo nome de Kaplya Sveta. Uma relação de mestre e serviçal começava, mas era inevitável que evoluísse para algo mais profundo, afinal, o futuro regente era apenas uma criança, e como tal, acabou se apegando àquele que o protegia diariamente.

A árvore familiar de Alexander acabou ficando com uma parte faltante, que foi preenchida por uma bela história de conto de fadas, em que ele sempre foi o legítimo herdeiro do trono, e seu irmão, apesar de existente, era apenas um bastardo. Tal falácia foi disseminada por todo o reino, e os súditos acreditaram, o que deu à Henrique e seu filho a credibilidade necessária para que se mantivessem no trono, além de esconder as reais ações hediondas do rei.

O pequeno príncipe, então, foi criado como o verdadeiro herdeiro daquelas terras, desde sempre demonstrando ser um verdadeiro prodígio naquela arte, e possuía facilidade em lidar com os adultos que o cercavam, usando de seu carisma e enorme aptidão à liderança que, inclusive, era reconhecida por todos do reino.

Tudo parecia dar certo para o pequeno príncipe e sua família, mas o que ninguém poderia parar, no entanto, foi o mal que recaiu sobre sua linhagem, uma doença avassaladora que já havia ceifado a vida de vários antes dele. A patogenia era denominada "Ruína de Reis" e era passada geneticamente através da família de seu pai. Por falta de conhecimento, ou mesmo por estarem inseridos em um reino bastante religioso, encararam aquilo como uma maldição, e ela, infelizmente, atingia Alexander.

O diagnóstico veio aos 4 anos de idade, e isso acabou roubando-lhe alguns prazeres da infância. Contudo algum tempo depois já com 7 anos, sua sorte foi o encontro inesperado que protagonizou com os irmãos Ito, Maximus e Saori, bem como o futuro sacerdote e médica de seu reino, Shinto e Haru, respectivamente. Todos possuíam quase a mesma idade, e eram apenas crianças alegres que passavam seus dias brincando, distraindo o futuro rei de suas dores agonizantes.

Mas mesmo com tantas brincadeiras e diversões, o fato de ter uma doença degenerativa permanecia imutável, e isso o fez amadurecer cedo, uma vez que sabia que sua vida não se estenderia por muitos anos. Unindo isso ao fato de que seu pai ficou acamado, o rapaz começou a dedicar bastante de seu tempo ao aprendizado de várias artes políticas. Aos 12 anos já detinha o título de rei em Ravenwatch, mesmo com seu pai ainda parcialmente vivo.

Alexander sabia que o atual rei morreria, e não mais teria um tutor para lhe guiar. Com isso, começou a treinar tudo o que podia: etiqueta, persuasão, psicologia, discurso, técnicas de batalha, como oprimir um oponente ou dar medo em alguém.... Enfim, as capacidades de um líder. Mas nem só de intelectualidade vive o Homem, e o futuro rei não era diferente. Decidido a não depender de seus guardas para tudo, ele começou a treinar a arte da espada, bem como seu corpo, e logo se destacou naquilo também, preconizando duelos curtos, por lhe faltar energia.

Ainda assim, mesmo com suas incapacidades, resolveu participar de um torneio que ocorreu em outro reino. Ele lutou com vários outros guerreiros e, dentre eles, estava Ryuu L. Baruboa, o príncipe daquele reino, que assim como Alexander, não se escondia atrás de seus guardas e serviçais, mas se mostrava em batalha. No fim, os dois lutaram bravamente, mas Alexander não mais podia continuar, e Ryuu ficou ferido, com isso, um empate foi declarado, e a partir desse dia, os dois se consideraram rivais em armas e regência.

Depois de seu retorno à Ravenwatch, os dias seguiram pacatos como sempre, até que o momento chegou em que precisou dar adeus a um de seus amigos mais antigos. Maximus enfrentou o que muitas pessoas apenas imaginam em seus piores pesadelos, e decidiu resolver tais assuntos com suas próprias mãos. Temendo o perigo, deixava sua irmã, Saori, para trás, e Alexander prometia cuidar dela até que o amigo voltasse, gerando uma dívida de favor por parte do jovem Ito.

Alexander por ter passado muito tempo com Maximus começou a reparar que ambos eram muito parecidos, e aos poucos duvidas em sua cabeça foram plantadas, eles poderiam ser irmãos ou mesmo parentes de alguma forma? Com isso na cabeça certo dia o pequeno garoto perguntou ao rei, sua reação foi estranha, e disse que era melhor conversarem sobre isso em outro momento, porem este momento jamais chegou.

Naquele mesmo ano, o rei alcançava o final de sua jornada, no ápice de seus 45 anos de idade, algo muito incomum para a "maldição". Haru, a mink médica quase particular de Alexander, acabava ficando ainda mais preocupada com a manifestação da doença, e começava a tratar o jovem com mais afinco, mesmo que contra sua vontade. A única pista que possuíam era o tratamento misterioso que funcionou com a falecida irmã da medica, mas isso em nada ajudava no prognóstico.

De qualquer forma, sabiam que não era ali naquela terra que conseguiriam achar a cura e, por isso, uma busca por um regente substituto era iniciada. Incumbiu seu espião e fiel escudeiro com essa missão, enquanto ele mesmo descobria que nem tudo era resolvido com burocracia, e saía pelas ruas ostentando seu rosto coberto por uma máscara, com o intuito de deixar o reino o mais arrumado possível para seu substituto.

Aquilo se estendeu por algum tempo, até que atingiu seus 15 anos de idade, e foi nessa época em que começou a sentir os primeiros sinais reais de sua doença. A agonia era corrosiva, as dores beiravam o insuportável, mas ele mantinha as aparências de rei forte e competente, para isso tratou de treinar extensivamente seu corpo para que pudesse parecer saudável aos olhos de seus súditos. Contudo, em alguns momentos a doença era mais forte que sua determinação, e até precisava ficar acamado. Para muitos, isso pode parecer um destino cruel, mas Alexander encarou de outra forma. Durante seu tempo preso à cama, desenvolveu uma amizade com Shinto, seu padre, que lhe ensinava diversas coisas sobre sua religião.

Aprendeu sobre Hemoris, o deus do sangue, da purificação e da guerra. Mas também ouviu falar de Luminis, a deusa da luz, da vida, amor e sabedoria. Quanto mais aprendia, mais acreditava naquilo tudo, e aquela fé que se formou dentro de si, foi de suma importância para que não se desesperasse durante esses tempos sombrios. Assim como na religião, Alexander decidia que deveria adotar para sua vida algumas coisas ali descritas, como sua forma de portar. Por vezes deveria ser impetuoso como Hemoris, mas em outras ocasiões, seria necessário o amor de Luminis. Sua fé não é inteiramente hemória ou lumínea, na verdade, decidiu que o melhor para si era um equilíbrio entre os dois, ou como o Padre Shinto o ensinou, um helúmineo.

Por sorte, a hora do futuro rei ainda não havia chegado, e essa fase era superada por ele. Finalmente se via livre daquela cama, agora com 19 anos e um novo fogo que ardia em seu peito por conta de um desejo que nutriu: Ser o melhor rei que pudesse, mesmo com seu pouco tempo de vida. Mas não qualquer rei, que regeria um pedaço de terra, isso seria muito simples. Seu objetivo real era virar o rei de todos os mares e todas as ilhas, o grande rei dos piratas. Mas claro que no caminho procuraria a cura para sua doença, afinal, queria viver para ver seu reinado.

De volta à ativa, e com um substituto já definido, o rei cuidava dos últimos assuntos antes de sua jornada. Em uma espécie de despedida, colocava sua máscara e saía pelas ruas fazendo justiça. Contudo, nessa noite se deparou com algo inquietante: Um grupo de escravos. Após dar cabo de seus donos, o rei os libertava e lhes concedia trabalho, mas um em específico chamava sua atenção. Como não tinha nome, o rei concedia tal honra ao pobre escravo, mas o forte de Alexander nunca foi sua criatividade, por isso, o nome escolhido foi literalmente "joão ninguém", mas em sua língua natal, logo, o ex escravo agora se chamava John Doe, e ganhava um emprego no castelo, sob os cuidados do regente.

Suas ações noturnas, contudo, não passavam despercebidas, e certo dia uma tal de Gramona começava a fazer as mesmas coisas que ele, mas de forma menos violenta, pichando muros com protestos. De qualquer forma, a marinha o procurou para discutir esses justiceiros que surgiam pelo reino, mas Alexander simplesmente não conseguia prestar atenção na conversa, isso porque se deparou com uma mulher como nunca tinha visto antes. Tudo nela chamava a atenção do ruivo: Seus cabelos prateados, os olhos azuis e penetrantes, até mesmo as curvas cuidadosamente escondidas pelo uniforme da marinha, ele estava hipnotizado.

Antes que se desse conta, já conversava com a mulher de forma tão natural que até mesmo ele se surpreendia, afinal, não era de seu feitio. A conexão foi quase imediata, mas havia algo no caminho dos dois, e era a marinha, organização essa que Alexander jamais acreditou, mas a moça insistia em ver a bondade em seus amigos, por isso, o rei decidiu se manter calado por ora, não queria deixá-la chateada. E bem, seu plano deu certo, uma vez que as conversas e encontros continuavam, e em um deles descobriu seu nome, Shiranai. A moça o visitava constantemente, e apesar de não saber o que fazer, o rei se sentia alegre em sua presença. Como poderia não ficar? Com uma bela e simpática mulher ao seu lado.

A última noite de estadia no reino chegava, e com ela, o fim das aventuras justiceiras de Alexander. Em sua última empreitada, porém, esbarrou com a famosa Gramona, e em um momento em que tudo desandou, os dois acabaram iniciando um combate. O embate foi tão intenso que no fim ambos acabaram perdendo suas identidades forjadas. A máscara de Alexander caía, bem como o capuz de Gramona, e era aí que os dois se reconheciam, a mulher que atuava como justiceira era Shiranai.

Ela ainda queria provar para o rei que os marinheiros eram leais e bem-intencionados e, por isso, entrava no bar próximo de onde se encontraram. Segundo ela, aquele era o local em que os marinheiros costumavam se reunir, logo, os acharia por lá. Alexander era deixado sobre um telhado, esperando que Shiranai voltasse. Durante sua espera, porém, ouvia alguns barulhos altos vindos do interior da construção. Pouco tempo depois a moça saía, e ela parecia transtornada e perdida.

Alexander rapidamente compreendia a situação e a envolvia em um abraço reconfortante, enquanto sussurrava no ouvido de Shiranai algumas palavras, que para ela, poderiam não fazer sentido, mas que carregavam com si uma certa confiança. Elas eram "Tu és como Hemório uma justiceira, prometo a ti que, se me seguistes, terá a justiça que tanto procuras, talvez não hoje ou amanhã, mas um dia serei rei de tudo, e não deixarei os imaculados apodrecerem as minhas terras, trarei o que eu e tu tanto desejamos, cuidarei de ti. Então o que me diz?"

Ainda que desconfiada e hesitante, ela acabava aceitando, e por mais que percebesse a falta de confiança em sua pessoa, o rei não se importava, afinal, o que ele buscara era a companhia que lhe fazia tão bem, a confiança poderia vir depois, se assim ela desejasse. No fim, ele a levava até seu castelo, onde terminava de arrumar as últimas coisas para só então reunir todos os seus súditos que o acompanhariam naquela jornada. E com um rei substituto já no comando, ele se via livre para perseguir seu novo sonho, bem como buscar a cura de sua doença.

Características



Qualidades:
♕ Versátil (Racial)Você pode somar até 9 pontos de defeito, conseguindo dessa forma gastar 9 pontos de qualidade em vez de 7.
♕ Abastado (- 1 Ponto)Antes de Alexander sair do reino de Ravenwatch, ele ordenou que uma pequena quantia dos impostos de seus cidadãos fosse entregue a ele de tempos em tempos. ฿ 1.500.000
♕ Carismático (- 2 Pontos)Você tem uma espécie de magnetismo natural que faz com que algumas pessoas gostem de você sem motivo aparente.
♕ Liderança (- 2 Pontos)Você é um líder nato, é capaz de conquistar o respeito e confiança de seus subordinados, quando você dá ordens, elas não são questionadas. Personagens seguindo suas ordens recebem bônus narrativo.
♕ Prodígio (- 2 Pontos)Você é mais inteligente do que a média e tem facilidade em adquirir novos conhecimentos, em termos mecânicos, é capaz de aprender uma proficiência extra a cada nível ímpar, além de ter termos menos rígidos para tal aprendizado.
♕ Ambidestro (- 1 Ponto)Você possui uma destreza elevada, sendo capaz de dominar igualmente a coordenação de ambos os lados do corpo.
♕ Atraente (- 1 Ponto)Você é considerado belo pelos outros, seja pela sua aparência, porte físico ou estilo, você é capaz de despertar interesses românticos ou ser tratado mais favoravelmente por conta disso.

Defeitos:
♕ Doença degenerativa (3 Pontos)Alexander tem uma doença genética passada por várias gerações em sua família, considerada uma maldição e nomeada como “A ruina dos reis”, já que seus antepassados da realeza também morreram com ela, existe uma porcentagem de 88% da doença ser herdada pelo filho de uma vítima da condição.

A mesma consiste em distúrbios resultantes do acúmulo de determinadas substâncias químicas relacionadas às proteínas de glóbulos vermelhos, uma proteína mutante dos eritrócitos, e ela que transporta oxigênio no sangue.

Essa mesma molécula modificada chega no cérebro e altera o centro de dor do paciente, causando os sintomas listados a baixo, porém o que de fato mata a vitima é a dor excruciante no fim da vida, já que todos os receptores já estão infestados dessa proteína.

Os sintomas dessa doença variam, mas alguns deles são: dores fortes de cabeça, fraqueza, vômitos de sangue, dor intensa no peito e uma mancha preta conhecida como a “marca” que se alastra a cada ano que passa ficando cada vez mais extensa e negra.

Os pacientes que possuem essa condição têm uma vida curta, com as dores mais agudas e mais frequentes. A partir da faixa de 30 anos de idade, os receptores de cortisol da vitima são afetados, aumentando o estresse no organismo.

Não é muito incomum que no final de suas vidas os pacientes chegavam a se suicidar por tamanha dor, ou viveriam à base de analgésicos fortes pelo resto de seu doloroso tempo.

É suposto que existe uma cura no novo mundo, não é um fato concreto, mas Alexander se apega a ideia de que talvez, um dia, consiga lidar com sua condição.
♕ Ambição (2 Pontos)Alexander, por não ter muito tempo restante, desde o momento em que descobriu a sua condição, colocou duas ambições para sua vida, o primeiro ser o maior rei de todos os tempos, de vários locais e chegar a ser o rei dos piratas, e sua segunda ambição é achar a cura para a sua doença, já que supostamente, existe uma no novo mundo.
♕ Vaidoso (2 Pontos)Você sente a necessidade de estar sempre limpo e bem arrumado, não suportando ficar sujo ou desgrenhado.
♕ Extravagante (1 Ponto)Você chama atenção por onde quer que passe, seja pela sua aparência ou seus hábitos, você causa uma impressão difícil de esquecer.
♕ Insônia (1 Ponto)Por causa das dores de sua doença que normalmente acontecem quando está nas madrugadas, Alexander tem muita dificuldade de dormir bem.


Atributos


Nível: 1
Experiência: 400

PdV: 3.600
STA: 2.000

Força: 280 (+100 Racial) (+40 EDC) = 420 [Habíl]
Destreza: 0 [Incompetente]
Acerto: 20 (+60 Racial) (+40 EDC) = 120 [Regular]
Reflexo: 40 (+40 EDC) = 80 [Regular]
Constituição: 60 [Regular]

Agilidade: 100
Oportunidade de Ataque: 3
Redução de Dano:

Conhecimentos



Proficiências:

♕ Etiqueta
♕ Persuasão
♕ Discurso
♕ Ameaça
♕ Psicologia

Diplomata:
Um diplomata é um negociador em sua grande maioria tem intenções pacificas e serve para acordos de grande escala, seja entre ilhas, governos ou reinos, este trabalho tem a característica de ser muito difícil, então um grande conhecimento e estudo se deve saber para atuar na área. A principal função deste trabalho é substituir uma figura de poder dentro da organização que ele atua, e tirar o maior proveito das reuniões e relações. Contudo esse mesmo oficio pode ser usado de forma menor para simples acordos, um diplomata tem uma facilidade em sempre tirar o maior proveito possível de apertos de mãos.
Bônus: Narrativamente o diplomata tem mais facilidade de fechar negócios que nem sempre sejam exatamente favoráveis para o mesmo, tende a sempre extrair a melhor oferta ou contrato para quem ele representa, podendo alcançar descontos muito altos ou mesmo mais vantagens na negociação seja ela qual for.
ProficiênciasNecessárias: Ameaça, Barganha, Discurso, Etiqueta, Lábia, Persuasão, Psicologia.
Adicionais: Leitura labial, Administração, Lógica, Sedução.

Mascote


Nome do Mascote:
Animal:
Altura:
Peso:
Porte:
Raridade:
Aparência:
Personalidade:
Atributos:

Comandos:
N/A

Estilos de Combate



Espadachim:
Espadachins são especialistas em combates de curta distância, as formas de se manejar uma espada variam muito de acordo com quem a empunha, utilizam katanas, montantes, rapieiras, sabres e similares.

Taekwondo:
Usuários de taekwondo são especialistas em combates de curta distância, fazem de seu próprio corpo uma arma para lutar, mais especificamente suas pernas. Utilizam botas, joelheiras e similares.

Técnicas


Nenhuma por enquanto.

Haki da Obervação


Não despertado.

Haki do Armamento


Não despertado.

Haki do Rei


Não despertado.

Berries: 5.250.000 ฿S

Itens



Cabeça:
- X -

Pescoço:
- X -

Tronco:
- X -

Braços:
- X -

Mãos:
- X -

Pernas:
- X -

Pés:
- X -

Inventário



10 U

Nome do Item:
Espaço:
Descrição:

Embarcações


Nenhuma por enquanto.

Menções no Jornal


Nenhuma por enquanto.

Photoplayer



Photoplayer:

Alexander Lancaster Cavendish III Nh4A2aT

Relações



Players:
Arthur Lancaster Cavendish II - Um garoto que como ele vivia no castelo quando pequeno, eles não se falavam tanto, porem Alexander sempre teve vontade de ficar mais próximo do garoto, certo dia o mesmo desapareceu e quando foi perguntado aos seus pais disseram que ele teve de ir para outro reino pela vontade de seus pais, desde então eles nunca mais se viram.

Maximus Cavendish Ito IV - O primeiro amigo com maior contato de Alexander, em sua infância os dois brincavam sempre juntos e com isso um apego a ele foi criado, uma promessa foi feita entre os dois e o pagamento ainda não foi feito, Alexander tem grandes duvidas sobre eles serem tão parecidos e pensa que não é apenas um acaso da vida.

Haru Kaplyanova - Uma mink coelha que também fez parte da infância de Alexander como a futura medica pessoal do mesmo, ela é uma das únicas pessoas que sabe sobre a sua doença e ele tem uma confiança grande na mesma.

John Doe - Um escravo resgatado por ele, Alexander não sabe exatamente o que pensar do pobre rapaz, porem sabe que ele pode vir a ser uma ferramenta muito útil quando adquirir sua independência psicológica.

Kaplya Sveta - O espião e fiel conselheiro de Alexander, desde muito novo o Mink felino está presente em sua vida e o ajudando em tudo o que ele precisa, Alexander confiaria a sua vida ao mesmo sem pestanejar.

Ryuu L. Baruboa - O maior rival de todos de Alexander, é da realeza como ele de um reino que não era tão prospero quanto, apesar de terem suas diferenças Cavendish gosta da presença do mesmo e espera ansioso pelo dia de sua batalha final.

Saori Ito - Irmã mais nova de Daisuke, ficou muito próxima a ela pelos anos que ele teve de cuidar da mesma quando seu irmão mais velho teve de sair para resolver assuntos pessoais, tende a ser mais carinhoso e paciente com ela por costume de convivência, praticamente uma irmã mais nova para ele, mesmo que seja de sua idade.

Shinto - A entidade suprema de sabedoria religiosa para Alexander, Shinto desde novo já anda ao lado de Lancaster o ensinando sobre os deuses o que é certo e errado, um conselheiro que tem muita confiança e expectativa do rei.

Shiranai - A primeira mulher que Alexander surgiu um interesse onde ele não sabe explicar o que seja, mas o que não é apenas amizade isso ele entende, sente uma calma e confiança com ela, tem muito medo de que ela o odeie ou descubra de sua condição atual e perca a sua fé nele.

NPCs:
[url=Link com a Apar%C3%AAncia se existir]Nome do NPC[/url] - Relação com o NPC

NPCs Importantes:
[url=Link com a Apar%C3%AAncia se existir]Nome do NPC[/url] - Relação com o NPC


_________________

Alexander Lancaster Cavendish III O0yljIK

Alexander Lancaster Cavendish III WhdRXxk

Fala Annabelle
Pensamento Annabelle
Fala Lilith
Alexander III
Ver perfil do usuário
Imagem : Alexander Lancaster Cavendish III 9d66b7fdb3617e5cd4c1be07206f0805
Créditos : 07
Alexander IIIEstagiário
https://www.allbluerpg.com/t294-alexander-lancaster-caven https://www.allbluerpg.com/t301-os-monarcas-i-efeito-borboleta#910
Re: Alexander Lancaster Cavendish III Sab Maio 15, 2021 5:11 pm
Queira pedir para adicionar os 5 milhões a minha ficha pelo evento da vakinha por favor XD

Prova: https://www.allbluerpg.com/t357-evento-de-abertura-little-cow#1478

_________________

Alexander Lancaster Cavendish III KMdYuOB
Ryoma
Ver perfil do usuário
Imagem : a
Créditos : 21
Localização : Sirarossa
RyomaAvaliador
https://www.allbluerpg.com/t308-hany-g-drezat https://www.allbluerpg.com/t654-art-2-i-truly-hate-it
Re: Alexander Lancaster Cavendish III Sab Maio 15, 2021 5:38 pm
Atualizado.
Alexander III
Ver perfil do usuário
Imagem : Alexander Lancaster Cavendish III 9d66b7fdb3617e5cd4c1be07206f0805
Créditos : 07
Alexander IIIEstagiário
https://www.allbluerpg.com/t294-alexander-lancaster-caven https://www.allbluerpg.com/t301-os-monarcas-i-efeito-borboleta#910
Re: Alexander Lancaster Cavendish III Sex Maio 21, 2021 9:26 pm
Olá tudo bão? Eu queria modificar a minha ficha já que ainda estou no segundo post da minha aventura

Prova: https://www.allbluerpg.com/t301p20-os-monarcas-i-efeito-borboleta

Eu queria trocar a qualidade influente para a qualidade abastado que custa 1 ponto também

♕ Abastado (- 1 Ponto)Antes de Alexander sair do reino de Ravenwatch, ele ordenou que uma pequena quantia dos impostos de seus cidadãos fosse entregue a ele de tempos em tempos

_________________

Alexander Lancaster Cavendish III KMdYuOB
Ryoma
Ver perfil do usuário
Imagem : a
Créditos : 21
Localização : Sirarossa
RyomaAvaliador
https://www.allbluerpg.com/t308-hany-g-drezat https://www.allbluerpg.com/t654-art-2-i-truly-hate-it
Re: Alexander Lancaster Cavendish III Sab Maio 22, 2021 2:18 am
Atualizado.
Alexander III
Ver perfil do usuário
Imagem : Alexander Lancaster Cavendish III 9d66b7fdb3617e5cd4c1be07206f0805
Créditos : 07
Alexander IIIEstagiário
https://www.allbluerpg.com/t294-alexander-lancaster-caven https://www.allbluerpg.com/t301-os-monarcas-i-efeito-borboleta#910
Re: Alexander Lancaster Cavendish III Sex Jun 11, 2021 11:01 pm
Olá queria pedir uma att de ficha XD

Nova build depois da att:

Código:
[b]Experiência:[/b] 400

[b][color=#5ad07d]PdV: 3.600[/color][/b]
[b][color=#7d5ad0]STA: 2.000[/color][/b]

[b]Força:[/b] 280 [color=#99cc00](+100 Racial)[/color][color=#ff6600](+40 EDC)[/color] = 420 [Habíl]
[b]Destreza:[/b] 0 [Incompetente]
[b]Acerto:[/b] 20 [color=#99cc00](+60 Racial)[/color][color=#ff6600] (+40 EDC)[/color]= 120 [Regular]
[b]Reflexo:[/b] 40 [color=#ff6600](+40 EDC)[/color]= 80 [Regular]
[b]Constituição:[/b] 60 [Regular]

[b]Agilidade:[/b] 100
[b]Oportunidade de Ataque:[/b] 3
[b]Redução de Dano:[/b]

Daisuke resetou então preciso fazer algumas mudanças na historia.

História:
Alex nasceu em um berço de ouro, literalmente, já que seu pai, Henrique, era irmão gêmeo de um rei, chamado Ricardo. Tudo parece bonito até ai, mas isso só dura até a verdade vir à tona, e ela é a seguinte: O pai de nosso protagonista era no mínimo ganancioso, e acaba se apaixonando pela rainha, Elizabeth Lancaster, a esposa do regente, e irmão gêmeo do patriarca. A rainha e seu cunhado, então, se envolvem em um perigoso e proibido romance, que gera um fruto, o que viria a ser chamado de Alexander Lancaster Cavendish III.

Ricardo, já abençoado com seu progenitor, e herdeiro, não poderia ter ficado mais furioso, mas sua ira não dura muito, uma vez que é interrompida junto com a vida do regente, ceifada pelo pai de Alexander. Henrique há muito já cobiçava o trono do irmão, por isso, apenas uniu o útil ao agradável, e executou seu plano. Contudo, uma vez cumprido, deixava uma ponta solta, aquela que poderia usurpar o trono de seu amado filho. Lembram do herdeiro de Ricardo? Pois bem, seu nome era Arthur Lancaster Cavendish II, e agora não mais ostentava o título de príncipe e futuro soberano. Pelo contrário, no momento, tudo o que lhe restava era correr por sua vida.

Mas o novo rei Henrique não estava convencido de que seu filho tinha proteção suficiente de seus inimigos, por isso, resolveu designar um guarda costas e espião para garantir sua paz de espírito. Um mink diminuto e muito competente, sendo um dos melhores do reino, que respondia pelo nome de Kaplya Sveta. Uma relação de mestre e serviçal começava, mas era inevitável que evoluísse para algo mais profundo, afinal, o futuro regente era apenas uma criança, e como tal, acabou se apegando àquele que o protegia diariamente.

A árvore familiar de Alexander acabou ficando com uma parte faltante, que foi preenchida por uma bela história de conto de fadas, em que ele sempre foi o legítimo herdeiro do trono, e seu irmão, apesar de existente, era apenas um bastardo. Tal falácia foi disseminada por todo o reino, e os súditos acreditaram, o que deu à Henrique e seu filho a credibilidade necessária para que se mantivessem no trono, além de esconder as reais ações hediondas do rei.

O pequeno príncipe, então, foi criado como o verdadeiro herdeiro daquelas terras, desde sempre demonstrando ser um verdadeiro prodígio naquela arte, e possuía facilidade em lidar com os adultos que o cercavam, usando de seu carisma e enorme aptidão à liderança que, inclusive, era reconhecida por todos do reino.

Tudo parecia dar certo para o pequeno príncipe e sua família, mas o que ninguém poderia parar, no entanto, foi o mal que recaiu sobre sua linhagem, uma doença avassaladora que já havia ceifado a vida de vários antes dele. A patogenia era denominada "Ruína de Reis" e era passada geneticamente através da família de seu pai. Por falta de conhecimento, ou mesmo por estarem inseridos em um reino bastante religioso, encararam aquilo como uma maldição, e ela, infelizmente, atingia Alexander.

O diagnóstico veio aos 4 anos de idade, e isso acabou roubando-lhe alguns prazeres da infância. Contudo algum tempo depois já com 7 anos, sua sorte foi o encontro inesperado que protagonizou com os irmãos Ito, Maximus e Saori, bem como o futuro sacerdote e médica de seu reino, Shinto e Haru, respectivamente. Todos possuíam quase a mesma idade, e eram apenas crianças alegres que passavam seus dias brincando, distraindo o futuro rei de suas dores agonizantes.

Mas mesmo com tantas brincadeiras e diversões, o fato de ter uma doença degenerativa permanecia imutável, e isso o fez amadurecer cedo, uma vez que sabia que sua vida não se estenderia por muitos anos. Unindo isso ao fato de que seu pai ficou acamado, o rapaz começou a dedicar bastante de seu tempo ao aprendizado de várias artes políticas. Aos 12 anos já detinha o título de rei em Ravenwatch, mesmo com seu pai ainda parcialmente vivo.

Alexander sabia que o atual rei morreria, e não mais teria um tutor para lhe guiar. Com isso, começou a treinar tudo o que podia: etiqueta, persuasão, psicologia, discurso, técnicas de batalha, como oprimir um oponente ou dar medo em alguém.... Enfim, as capacidades de um líder. Mas nem só de intelectualidade vive o Homem, e o futuro rei não era diferente. Decidido a não depender de seus guardas para tudo, ele começou a treinar a arte da espada, bem como seu corpo, e logo se destacou naquilo também, preconizando duelos curtos, por lhe faltar energia.

Ainda assim, mesmo com suas incapacidades, resolveu participar de um torneio que ocorreu em outro reino. Ele lutou com vários outros guerreiros e, dentre eles, estava Ryuu L. Baruboa, o príncipe daquele reino, que assim como Alexander, não se escondia atrás de seus guardas e serviçais, mas se mostrava em batalha. No fim, os dois lutaram bravamente, mas Alexander não mais podia continuar, e Ryuu ficou ferido, com isso, um empate foi declarado, e a partir desse dia, os dois se consideraram rivais em armas e regência.

Depois de seu retorno à Ravenwatch, os dias seguiram pacatos como sempre, até que o momento chegou em que precisou dar adeus a um de seus amigos mais antigos. Maximus enfrentou o que muitas pessoas apenas imaginam em seus piores pesadelos, e decidiu resolver tais assuntos com suas próprias mãos. Temendo o perigo, deixava sua irmã, Saori, para trás, e Alexander prometia cuidar dela até que o amigo voltasse, gerando uma dívida de favor por parte do jovem Ito.

Alexander por ter passado muito tempo com Maximus começou a reparar que ambos eram muito parecidos, e aos poucos duvidas em sua cabeça foram plantadas, eles poderiam ser irmãos ou mesmo parentes de alguma forma? Com isso na cabeça certo dia o pequeno garoto perguntou ao rei, sua reação foi estranha, e disse que era melhor conversarem sobre isso em outro momento, porem este momento jamais chegou.

Naquele mesmo ano, o rei alcançava o final de sua jornada, no ápice de seus 45 anos de idade, algo muito incomum para a "maldição". Haru, a mink médica quase particular de Alexander, acabava ficando ainda mais preocupada com a manifestação da doença, e começava a tratar o jovem com mais afinco, mesmo que contra sua vontade. A única pista que possuíam era o tratamento misterioso que funcionou com a falecida irmã da medica, mas isso em nada ajudava no prognóstico.

De qualquer forma, sabiam que não era ali naquela terra que conseguiriam achar a cura e, por isso, uma busca por um regente substituto era iniciada. Incumbiu seu espião e fiel escudeiro com essa missão, enquanto ele mesmo descobria que nem tudo era resolvido com burocracia, e saía pelas ruas ostentando seu rosto coberto por uma máscara, com o intuito de deixar o reino o mais arrumado possível para seu substituto.

Aquilo se estendeu por algum tempo, até que atingiu seus 15 anos de idade, e foi nessa época em que começou a sentir os primeiros sinais reais de sua doença. A agonia era corrosiva, as dores beiravam o insuportável, mas ele mantinha as aparências de rei forte e competente, para isso tratou de treinar extensivamente seu corpo para que pudesse parecer saudável aos olhos de seus súditos. Contudo, em alguns momentos a doença era mais forte que sua determinação, e até precisava ficar acamado. Para muitos, isso pode parecer um destino cruel, mas Alexander encarou de outra forma. Durante seu tempo preso à cama, desenvolveu uma amizade com Shinto, seu padre, que lhe ensinava diversas coisas sobre sua religião.

Aprendeu sobre Hemoris, o deus do sangue, da purificação e da guerra. Mas também ouviu falar de Luminis, a deusa da luz, da vida, amor e sabedoria. Quanto mais aprendia, mais acreditava naquilo tudo, e aquela fé que se formou dentro de si, foi de suma importância para que não se desesperasse durante esses tempos sombrios. Assim como na religião, Alexander decidia que deveria adotar para sua vida algumas coisas ali descritas, como sua forma de portar. Por vezes deveria ser impetuoso como Hemoris, mas em outras ocasiões, seria necessário o amor de Luminis. Sua fé não é inteiramente hemória ou lumínea, na verdade, decidiu que o melhor para si era um equilíbrio entre os dois, ou como o Padre Shinto o ensinou, um helúmineo.

Por sorte, a hora do futuro rei ainda não havia chegado, e essa fase era superada por ele. Finalmente se via livre daquela cama, agora com 19 anos e um novo fogo que ardia em seu peito por conta de um desejo que nutriu: Ser o melhor rei que pudesse, mesmo com seu pouco tempo de vida. Mas não qualquer rei, que regeria um pedaço de terra, isso seria muito simples. Seu objetivo real era virar o rei de todos os mares e todas as ilhas, o grande rei dos piratas. Mas claro que no caminho procuraria a cura para sua doença, afinal, queria viver para ver seu reinado.

De volta à ativa, e com um substituto já definido, o rei cuidava dos últimos assuntos antes de sua jornada. Em uma espécie de despedida, colocava sua máscara e saía pelas ruas fazendo justiça. Contudo, nessa noite se deparou com algo inquietante: Um grupo de escravos. Após dar cabo de seus donos, o rei os libertava e lhes concedia trabalho, mas um em específico chamava sua atenção. Como não tinha nome, o rei concedia tal honra ao pobre escravo, mas o forte de Alexander nunca foi sua criatividade, por isso, o nome escolhido foi literalmente "joão ninguém", mas em sua língua natal, logo, o ex escravo agora se chamava John Doe, e ganhava um emprego no castelo, sob os cuidados do regente.

Suas ações noturnas, contudo, não passavam despercebidas, e certo dia uma tal de Gramona começava a fazer as mesmas coisas que ele, mas de forma menos violenta, pichando muros com protestos. De qualquer forma, a marinha o procurou para discutir esses justiceiros que surgiam pelo reino, mas Alexander simplesmente não conseguia prestar atenção na conversa, isso porque se deparou com uma mulher como nunca tinha visto antes. Tudo nela chamava a atenção do ruivo: Seus cabelos prateados, os olhos azuis e penetrantes, até mesmo as curvas cuidadosamente escondidas pelo uniforme da marinha, ele estava hipnotizado.

Antes que se desse conta, já conversava com a mulher de forma tão natural que até mesmo ele se surpreendia, afinal, não era de seu feitio. A conexão foi quase imediata, mas havia algo no caminho dos dois, e era a marinha, organização essa que Alexander jamais acreditou, mas a moça insistia em ver a bondade em seus amigos, por isso, o rei decidiu se manter calado por ora, não queria deixá-la chateada. E bem, seu plano deu certo, uma vez que as conversas e encontros continuavam, e em um deles descobriu seu nome, Shiranai. A moça o visitava constantemente, e apesar de não saber o que fazer, o rei se sentia alegre em sua presença. Como poderia não ficar? Com uma bela e simpática mulher ao seu lado.

A última noite de estadia no reino chegava, e com ela, o fim das aventuras justiceiras de Alexander. Em sua última empreitada, porém, esbarrou com a famosa Gramona, e em um momento em que tudo desandou, os dois acabaram iniciando um combate. O embate foi tão intenso que no fim ambos acabaram perdendo suas identidades forjadas. A máscara de Alexander caía, bem como o capuz de Gramona, e era aí que os dois se reconheciam, a mulher que atuava como justiceira era Shiranai.

Ela ainda queria provar para o rei que os marinheiros eram leais e bem-intencionados e, por isso, entrava no bar próximo de onde se encontraram. Segundo ela, aquele era o local em que os marinheiros costumavam se reunir, logo, os acharia por lá. Alexander era deixado sobre um telhado, esperando que Shiranai voltasse. Durante sua espera, porém, ouvia alguns barulhos altos vindos do interior da construção. Pouco tempo depois a moça saía, e ela parecia transtornada e perdida.

Alexander rapidamente compreendia a situação e a envolvia em um abraço reconfortante, enquanto sussurrava no ouvido de Shiranai algumas palavras, que para ela, poderiam não fazer sentido, mas que carregavam com si uma certa confiança. Elas eram "Tu és como Hemório uma justiceira, prometo a ti que, se me seguistes, terá a justiça que tanto procuras, talvez não hoje ou amanhã, mas um dia serei rei de tudo, e não deixarei os imaculados apodrecerem as minhas terras, trarei o que eu e tu tanto desejamos, cuidarei de ti. Então o que me diz?"

Ainda que desconfiada e hesitante, ela acabava aceitando, e por mais que percebesse a falta de confiança em sua pessoa, o rei não se importava, afinal, o que ele buscara era a companhia que lhe fazia tão bem, a confiança poderia vir depois, se assim ela desejasse. No fim, ele a levava até seu castelo, onde terminava de arrumar as últimas coisas para só então reunir todos os seus súditos que o acompanhariam naquela jornada. E com um rei substituto já no comando, ele se via livre para perseguir seu novo sonho, bem como buscar a cura de sua doença.


O que foi mudado na história:
7 parágrafo da história de:
O diagnóstico veio aos 4 anos de idade, e isso acabou roubando-lhe alguns prazeres da infância. Contudo algum tempo depois já com 7 anos, sua sorte foi o encontro inesperado que protagonizou com os irmãos Ito, Daisuke e Saori, bem como o futuro sacerdote e médica de seu reino, Shinto e Haru, respectivamente. Todos possuíam quase a mesma idade, e eram apenas crianças alegres que passavam seus dias brincando, distraindo o futuro rei de suas dores agonizantes.

Para:

O diagnóstico veio aos 4 anos de idade, e isso acabou roubando-lhe alguns prazeres da infância. Contudo algum tempo depois já com 7 anos, sua sorte foi o encontro inesperado que protagonizou com os irmãos Ito, Maximus e Saori, bem como o futuro sacerdote e médica de seu reino, Shinto e Haru, respectivamente. Todos possuíam quase a mesma idade, e eram apenas crianças alegres que passavam seus dias brincando, distraindo o futuro rei de suas dores agonizantes.

11 Parágrafo de:
Depois de seu retorno à Ravenwatch, os dias seguiram pacatos como sempre, até que o momento chegou em que precisou dar adeus a um de seus amigos mais antigos. Daisuke enfrentou o que muitas pessoas apenas imaginam em seus piores pesadelos, e decidiu resolver tais assuntos com suas próprias mãos. Temendo o perigo, deixava sua irmã, Saori, para trás, e Alexander prometia cuidar dela até que o amigo voltasse, gerando uma dívida de favor por parte do jovem Ito.

Para

Depois de seu retorno à Ravenwatch, os dias seguiram pacatos como sempre, até que o momento chegou em que precisou dar adeus a um de seus amigos mais antigos. Maximus enfrentou o que muitas pessoas apenas imaginam em seus piores pesadelos, e decidiu resolver tais assuntos com suas próprias mãos. Temendo o perigo, deixava sua irmã, Saori, para trás, e Alexander prometia cuidar dela até que o amigo voltasse, gerando uma dívida de favor por parte do jovem Ito.

E adicionado isso entre os parágrafos 11 e 12
Alexander por ter passado muito tempo com Maximus começou a reparar que ambos eram muito parecidos, e aos poucos duvidas em sua cabeça foram plantadas, eles poderiam ser irmãos ou mesmo parentes de alguma forma? Com isso na cabeça certo dia o pequeno garoto perguntou ao rei, sua reação foi estranha, e disse que era melhor conversarem sobre isso em outro momento, porem este momento jamais chegou.

Queria adicionar a realação com players e com suas fichas linkadas já que antes eu não podia fazer isso (todas as relações se encontram na historia do personagem)

Código:
♕ [url=https://www.allbluerpg.com/t362-arthur-lancaster-cavendish-ii][b]Arthur Lancaster Cavendish II[/b][/url] - Um garoto que como ele vivia no castelo quando pequeno, eles não se falavam tanto, porem Alexander sempre teve vontade de ficar mais próximo do garoto, certo dia o mesmo desapareceu e quando foi perguntado aos seus pais disseram que ele teve de ir para outro reino pela vontade de seus pais, desde então eles nunca mais se viram.

♕ [url=https://www.allbluerpg.com/t581-maximus-cavendish-ito-iv][b]Maximus Cavendish Ito IV[/b][/url] - O primeiro amigo com maior contato de Alexander, em sua infância os dois brincavam sempre juntos e com isso um apego a ele foi criado, uma promessa foi feita entre os dois e o pagamento ainda não foi feito, Alexander tem grandes duvidas sobre eles serem tão parecidos e pensa que não é apenas um acaso da vida.

♕ [url=https://www.allbluerpg.com/t311-haru-kaplyanova][b]Haru Kaplyanova[/b][/url] - Uma mink coelha que também fez parte da infância de Alexander como a futura medica pessoal do mesmo, ela é uma das únicas pessoas que sabe sobre a sua doença e ele tem uma confiança grande na mesma.

♕ [url=https://www.allbluerpg.com/t323-john-doe][b]John Doe[/b][/url] - Um escravo resgatado por ele, Alexander não sabe exatamente o que pensar do pobre rapaz, porem sabe que ele pode vir a ser uma ferramenta muito útil quando adquirir sua independência psicológica.

♕ [url=https://www.allbluerpg.com/t304-kaplya-sveta][b]Kaplya Sveta[/b][/url] - O espião e fiel conselheiro de Alexander, desde muito novo o Mink felino está presente em sua vida e o ajudando em tudo o que ele precisa, Alexander confiaria a sua vida ao mesmo sem pestanejar.

♕ [url=https://www.allbluerpg.com/t356-ryuu-l-baruboa][b]Ryuu L. Baruboa[/b][/url] - O maior rival de todos de Alexander, é da realeza como ele de um reino que não era tão prospero quanto, apesar de terem suas diferenças Cavendish gosta da presença do mesmo e espera ansioso pelo dia de sua batalha final.

♕ [url=https://www.allbluerpg.com/t285-saori-ito][b]Saori Ito[/b][/url] - Irmã mais nova de Daisuke, ficou muito próxima a ela pelos anos que ele teve de cuidar da mesma quando seu irmão mais velho teve de sair para resolver assuntos pessoais, tende a ser mais carinhoso e paciente com ela por costume de convivência, praticamente uma irmã mais nova para ele, mesmo que seja de sua idade.

♕ [url=https://www.allbluerpg.com/t370-shinto][b]Shinto[/b][/url] - A entidade suprema de sabedoria religiosa para Alexander, Shinto desde novo já anda ao lado de Lancaster o ensinando sobre os deuses o que é certo e errado, um conselheiro que tem muita confiança e expectativa do rei.

♕ [url=https://www.allbluerpg.com/t380-shiranai][b]Shiranai[/b][/url] - A primeira mulher que Alexander surgiu um interesse onde ele não sabe explicar o que seja, mas o que não é apenas amizade isso ele entende, sente uma calma e confiança com ela, tem muito medo de que ela o odeie ou descubra de sua condição atual e perca a sua fé nele.

E por último, mas não menos importante, queria adicionar minha profissão que foi aprovada.

Código:
[b]Nome:[/b] Diplomata
[b]Proficiências necessárias:[/b] Ameaça, Barganha, Discurso, Etiqueta, Lábia, Persuasão, Psicologia.
[b]Proficiências adicionais:[/b] Leitura labial, Administração, Lógica, Sedução
[b]Descrição:[/b] Um diplomata é um negociador em sua grande maioria tem intenções pacificas e serve para acordos de grande escala, seja entre ilhas, governos ou reinos, este trabalho tem a característica de ser muito difícil, então um grande conhecimento e estudo se deve saber para atuar na área. A principal função deste trabalho é substituir uma figura de poder dentro da organização que ele atua, e tirar o maior proveito das reuniões e relações. Contudo esse mesmo oficio pode ser usado de forma menor para simples acordos, um diplomata tem uma facilidade em sempre tirar o maior proveito possível de apertos de mãos.
[b]Bônus:[/b] Narrativamente o diplomata tem mais facilidade de fechar negócios que nem sempre sejam exatamente favoráveis para o mesmo, tende a sempre extrair a melhor oferta ou contrato para quem ele representa, podendo alcançar descontos muito altos ou mesmo mais vantagens na negociação seja ela qual for.

Prova: Antepenúltimo post da pagina: https://www.allbluerpg.com/t229p10-criacao-de-profissao-personalizada

_________________

Alexander Lancaster Cavendish III KMdYuOB
Ryoma
Ver perfil do usuário
Imagem : a
Créditos : 21
Localização : Sirarossa
RyomaAvaliador
https://www.allbluerpg.com/t308-hany-g-drezat https://www.allbluerpg.com/t654-art-2-i-truly-hate-it
Re: Alexander Lancaster Cavendish III Sab Jun 12, 2021 9:56 pm
Atualizado.

Alexander Lancaster Cavendish III ZbnQSBs