Tópicos Recentes
Destaques
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Últimos assuntos
[Kit] ChrolloHoje à(s) 1:29 ampor  HooliganColorsHoje à(s) 12:17 ampor  Shiori1v9 Kirinha Adventures - 1° EpisódioHoje à(s) 12:14 ampor  KiraMazushi: Por um punhado de berriesHoje à(s) 12:08 ampor  Wild Ragnar[Tutorial] VincentOntem à(s) 11:57 pmpor  VincentCréditosOntem à(s) 11:36 pmpor  HooliganTutorial - HooliganOntem à(s) 11:32 pmpor  Dio1º Chapter - Wild HuntOntem à(s) 11:22 pmpor  ÀsHere Comes The SunOntem à(s) 11:14 pmpor  RavenbornDesventura na Terra dos Sonhos - Grupo 5Ontem à(s) 10:37 pmpor  Narrador De Eventos
Página 1 de 1
Skÿller
Ver perfil do usuário
Imagem : ALOU TESTANDO O TESTE TESTADOR DE TESTES TESTADOS
Créditos : 15
SkÿllerSoldado
https://www.allbluerpg.com/t272-annabelle-petit-barozzi https://www.allbluerpg.com/t303-voice-of-the-soul#875
Saori Ito Seg Maio 10, 2021 1:25 pm



Saori ❀








Sobre o Personagem


Nome: Saori Ito
Idade: 19 anos
Género: Feminino
Mão Predominante: Direita
Altura: 1,67 m
Peso: 56 kg
Raça: Humana
Origem: Reino de Ravenwatch
Localização: Ilha Flevance - North Blue
Grupo: Civil

Complementos



Aparência:
Saori é uma jovem garota cuja aparência exala a sutil beleza da primavera. Em seus 1,67m de altura e 65kg, apresenta uma silhueta bem desenhada e voluptuosa de seios avantajados, cintura fina e quadril largo. A pele é clara e imaculada como a de uma boneca de porcelana, em que as bochechas e lábios são naturalmente rosados, sustentados pelo rosto de traços delicados. Os olhos são como duas grandes pedras de jade, verde-claros e intensos, marcados por cílios volumosos. Os cabelos recebem uma tonalidade cor-de-rosa tal qual as pétalas de uma cerejeira, mesclando para um verde-limão nas pontas; são lisos, sedosos, volumosos e compridos, atingindo até abaixo da cintura.

Por ser vaidosa, sente-se melhor quando está bem arrumada, seja para passear ou simplesmente ficar em casa. Habitualmente se encontra usando alguma maquiagem, ainda que de leve, como para uniformizar seu tom pálido e ressaltar sua boca rósea, mas com cuidado para não fugir dos tons naturais de seu rosto. É uma grande apreciadora de fragrâncias florais, principalmente as de aroma doce e sutil, à vista disso costuma estar sempre perfumada.

Normalmente, Saori se veste com roupas mais tradicionais da cultura japonesa como kimonos e afins. Adota um estilo mais delicado com suas vestimentas através de saias e vestidos rodados, mas sempre destacando as belas curvas de seu corpo — principalmente os seios. É comum a ver trajada por um haori branco, o mesmo usado por sua mãe, e por baixo um vestido roxo-escuro semelhante a um uniforme, desabotoado na parte do decote; além de meias três-quartos verdes e uma sandália de madeira. Também gosta de dividir seu cabelo em três longas mechas e as deixa trançadas.

Personalidade:
Dona de um sorriso meigo que acalenta qualquer coração, tem um temperamento afável, tanto que normalmente cora as bochechas com facilidade. Seu jeito manhoso e delicado é como um imã, atua ao lado de sua aparência, atraindo olhares por onde passa. Uma garota amável que se preocupa com o bem-estar das pessoas que ama, principalmente de seu irmão. Entretanto, debaixo de todo esse mar de rosas, existem os espinhos afiados de seu passado.

A tragédia que ocorreu na adolescência de Saori foi uma experiência marcadamente traumática, agravada por sua memória fotográfica que a permite lembrar de cada detalhe vivido naquele acontecimento. O que acabou por desencadear alguns traços que hoje fazem parte de sua personalidade. Há um medo profundo de que o ocorrido de outrora se repita, então ela se resguardou numa postura tímida a fim de evitar novas relações, como forma de proteger as pessoas que se aproximam. Por outro lado, a sua essência mais serena deu origem a um comportamento impassível em situações de sobrevivência, em que colocar a razão sobre a emoção é fundamental, assim fez quando teve que agir em prol de sua vida.

Embora a timidez tenha virado um traço forte de sua personalidade, Saori é sempre gentil com os outros, e consegue ficar mais comunicativa com aqueles que — apesar da dificuldade — são capazes de transmitir segurança a ela. Afinal, sempre foi uma menina muito adorável; de uma forte ligação com a família. À vista disso, perder seus pais significou um dano muito grande, levando-a a depositar todo seu apego em uma única pessoa: seu irmão. E agora é capaz de tudo para continuar ao lado dele.

Seu passado à parte, Saori é extremamente inteligente, dona de uma mente brilhante, tanto que nas mais diversas situações ela se destaca pelo seu raciocínio rápido e genioso. Estrategista nata. Até porque, além de sua memória ter uma capacidade eidética, ela é uma garota-prodígio, apresentando não só facilidade mas também vontade de adquirir novos conhecimentos. Por conta do seu trauma, ainda não mostrou sua aptidão cognitiva na capacidade máxima. E há uma luta constante para mudar essa realidade, esperando que um dia consiga revisitar as memórias daquela época sem que seja de uma forma prejudicial.

Uma curiosidade da pessoalidade de Saori é o seu gosto por uma especiaria muito simbólica: o chá. É normal vê-la empunhando uma xícara enquanto degusta a bebida, decifrando com minúcia as sensações contidas nos ingredientes. O sabor e o aroma, na maioria das vezes composto de notas florais, conseguem confortar o seu ânimo. Para ela, é quase uma terapia nos momentos mais difíceis, em que as recordações do passado acabam inquietando sua mente.

História:


FASES DA PRIMAVERA

Não foi em um dia de primavera que Saori floresceu. Seus espinhos surgiram antes mesmo das pétalas se abrirem, em meio a uma noite fria de inverno.

Ela cresceu no Reino de Ravenwatch, junto ao seu irmão mais velho, Maximus. Ambos nasceram na família Ito, conhecida pelo seu amplo comércio. Mas, apesar de ser um sobrenome influente no meio, não eram bem vistos pelos olhos da realeza local.

Maximus assumia um papel além do fraterno para Saori, cuidando dela e da casa enquanto seus pais cumpriam longas horas de trabalho. Desde pequena ela o idolatrava. Para a menina, talvez seu irmão significasse até mais do que seu pai ou sua mãe.

Quando ainda eram crianças, Maximus prometeu que a protegeria, e honrou sua palavra ano após ano.

Mas não era como se os pais esquecessem de seus filhos. Nos momentos que sobravam da rotina de labuta, a família Ito se reunia. Porém, ao invés de ocasiões de lazer e descontração, treinavam o corpo e a mente de modo laborioso. Foi assim que Saori aprendeu a manusear o chicote, ensinada por sua mãe, enquanto Maximus praticava estilos de luta corpo a corpo com seu pai. No tempo em que estudava as técnicas de um chicoteador, ela observava as artes marciais que Maximus empenhava. E assim memorizou boa parte das técnicas de taekwondo.

Ela nunca questionou os exercícios militares, contanto que pudesse ver as pessoas que ama reunidas já era o bastante. E nesses momentos entendeu a maior peculiaridade que corria em seu sangue. A memória eidética em sua capacidade máxima era proporcionada por um determinado gene, herdado pelos Ito a cada geração. Ou como seus pais apresentaram: a memória perfeita.

Nada era esquecido, seja algo que tenha sido visto ou meramente ouvido.

Porém, para a infinita frustração de Saori, ela descobriu logo cedo que uma bênção também poderia se tornar uma maldição.

Numa certa noite, quando tinha por volta dos seus quatorze anos de idade, seus pais chegaram apressados em casa. Tentaram esconder o desespero, mas seus olhares irrequietos entregaram o sentimento de angústia que se instalava ali. Ainda que Saori e Maximus não estivessem entendendo, mantiveram-se em silêncio, apenas seguindo os passos dos mais velhos.

Dentro de um armário e sob uma pilha de roupas, os irmãos foram colocados. Um beijo na testa dos dois selou a despedida, que não teve tempo para cordialidade. Instantes depois, barulhos começaram a soar alto, eles atravessavam os cômodos da casa, e reverberavam pela fresta da porta entreaberta do móvel. O tilintar de lâminas. O grito dos pais.

O estado de choque envolveu ambos os irmãos, assegurando que não haveria choro por aquele quarto.

Após alguns minutos, que mais pareceram horas, um silêncio inquietante se ergueu. Então uma figura, cuja aparência estava oculta por vestes negras, adentrou o quarto. Mãos manchadas de sangue vasculharam o lugar. A falta de minúcia do disfarçado, acarretada pela pressa em executar sua tarefa, acabou por deixar o armário passar despercebido. Junto a um resmungo, ele saiu.

Maximus ousou se levantar e deixar o esconderijo. Ele segurou Saori pela mão. O gesto compartilhou coragem entre os dois, e os incentivou a desbravar a casa. Passando pelos escombros — vestígios das lutas que houveram por ali —,  depararam-se com uma cena perturbadora: seus pais prostrados no chão, sobre a poça do próprio sangue.

Os olhos de Saori se recusaram a testemunhar aquilo, diferente de Maximus que pareceu confrontar o desespero. Ainda que de maneiras distintas, a experiência traumática envenenou os dois.

Ambos permaneceram imóveis. Mas a ação daqueles que abalaram a família Ito ainda não havia acabado.

Enquanto Saori relutantemente tampava seu rosto com as mãos, Maximus quebrou as correntes do medo. Em um ato de bravura, ele puxou sua irmã e a colocou sobre as costas.

Fogo foi ateado. A fumaça começou a circular pela casa. O cheiro tão característico subiu pelas paredes.

Saori estava pela primeira vez desnorteada, mas seu irmão foi o alicerce para que ela, pelo menos naquele momento, conseguisse superar o seu emocional. Ela o agarrou pelos ombros e, engolindo as lágrimas que corriam sobre seu rosto, apontou para onde ele deveria correr.

Longe de casa, os dois andaram pelo reino. Foram ao único lugar onde sabiam que encontrariam abrigo: o castelo de Ravenwatch. Lá foram recebidos um grande amigo de infância, Alexander Lancaster III,  herdeiro do reino. Embora a família real não gostasse dos Ito, a amizade genuína dos três sempre prevaleceu.

Sem conseguir conter seus anseios, Maximus estava determinado quando decidiu iniciar sua jornada em busca de respostas, partindo para longe do reino. A princípio, foi contra a vontade de sua irmã, mas com o tempo ela entendeu que ele precisava daquilo, e o deixou livre para trilhar seu propósito.

Saori passou os dias no castelo com um vazio incessante no coração. Ela não queria perder mais ninguém que amava.

Na maior parte do tempo, permanecia sozinha, evitando qualquer tipo de socialização. Encontrou nos livros uma maneira de preencher sua mente, ofuscando as lembranças que eram tão nítidas. Assim a biblioteca se tornou o seu ambiente favorito, lugar onde passava dias e até noites.

Era costume dos serviçais do reino servirem chá em momentos pontuais. Pouco a pouco, Saori foi pegando gosto pela bebida. Até que uma xícara de chá tornou-se indispensável como acompanhamento de sua leitura.

Não só as ficções capturaram a atenção da garota. A leitura revelou conhecimentos fascinantes para Saori. Ela aprendeu sobre a história, as regiões, até sobre a cultura das ilhas que compõem o mundo. Esse interesse se uniu ao desejo latente de reencontrar Maximus. Com os conhecimentos necessários acerca dessas disciplinas, ela poderia ajudá-lo a desvendar as respostas que tanto queria.

No ínterim de sua rotina na biblioteca, acabou conhecendo outros moradores do castelo.

Dentre eles havia Haru, uma garota-coelho, que foi a responsável por trazer um pouco de conforto ao seu coração. A de orelhas rosas e felpudas contou sobre sua raça e sua história de vida, a qual assemelhava-se à de Saori. Ambas perderam pessoas importantes de maneira trágica.

Junto à Haru, conheceu Kaplya, pai adotivo dela. Um mink rabugento, porém com um enorme coração. Ele foi uma peça fundamental para a compreensão de algumas questões. Como membro da guarda nobre, ele soube de informações a respeito dos Ito. A família de Saori não era composta por comerciantes comuns. Seus pais eram donos de lojas no submundo.

A informação chocou Saori. Mas havia sentido, afinal, agora ela conseguia encaixar algumas peças que faltavam em sua história. Porém, ainda havia perguntas sem respostas, que nem mesmo o mink conseguiria responder.

Ela voltou-se às suas pesquisas, indo cada vez mais a fundo nos livros de conhecimentos técnicos, munindo-se com um arcabouço teórico que lhe permitiria investigar e compreender os mais diversos assuntos.

A partir de sua aventura na biblioteca, encontrou o seu ofício. Ou melhor dizendo, a arqueologia resgatou Saori, estendendo a mão para a garota que desejava um dia ser capaz de seguir os passos do irmão.

Outro dos moradores, que Saori não pôde deixar de notar, foi Shinto. Um rapaz mais quieto e reservado. Ela o conheceu enquanto bisbilhotava as seções de religião e história. Não trocaram muitas palavras, apenas olhares, mas sentiu um clima diferente ao lado dele. Um ar enigmático exalava de Shinto.

Foi também na biblioteca que conheceu um rapaz bastante intrigante, John Doe, um servo de Alex recém chegado no castelo. John a encontrou no seu momento de estudo, enquanto bebia seu chá diário. Naquele momento, o garoto aproximou-se portando uma bandeja cheia de biscoitos quentinhos. Saori, apesar da timidez, aceitou os doces, pegando um em formato de coração e outro de gatinho. Estavam deliciosos.

Novas relações à parte, ano após ano, Alex tornou-se para Saori um reflexo de Maximus. Estavam tão próximos naquele convívio, que a amizade parecia transcender os limites sanguíneos. Agora, eles eram como irmãos. E dada a proximidade, ela sabia da severa doença que o afligia. Ela não admitiria perdê-lo também. Haru compartilhava do mesmo sentimento, e não é à toa que ambas se juntaram na mesma aventura: encontrar a cura do príncipe.

Alexander viu em seus súditos e amigos mais próximos confiança para não desistir. A determinação de todos engrandeceu seu ânimo, e o ergueu do leito que o reprimia durante tanto tempo. Ele pôde acreditar que encontraria a cura, e que poderia ser o melhor rei de todos os tempos.

Saori não recuaria. Ela estava junto ao grupo de Alex. O primeiro passo foi num lugar similar ao Reino de Ravenwatch, onde suas cidades eram totalmente brancas e governadas por um jovem rei, a ilha de Flevance.

Características



Qualidades:
❀ Versátil — RacialVocê pode somar até 9 pontos de defeito, conseguindo dessa forma gastar 9 pontos de qualidade em vez de 7.
❀ Atraente — 1Saori é dona de uma beleza exuberante, muito mais atraente do que a média. Ela consegue despertar, ainda que sem a intenção, os interesses românticos ou ser tratada mais favoravelmente por conta disso.
❀ Impassível — 1Apesar do trauma, Saori é uma pessoa calma que consegue ter um bom raciocínio mesmo em situações graves como ameaças, provocações ou acontecimentos drásticos, sua razão sempre consegue dominar a sua emoção e ela sempre é capaz de tomar as suas decisões com clareza.
❀ Voz Melodiosa — 1A voz de Saori é agradável, destaca-se pelo seu tom sereno. Ainda que a garota não tenha uma personalidade impositiva, ter uma voz agradável se une harmoniosamente com sua bela aparência e seu carisma natural, tornando-a capaz de dissolver qualquer coração.
❀ Carismática — 2Saori tem uma espécie de magnetismo natural que faz com que algumas pessoas gostem dela sem motivo aparente.
❀ Prodígio — 2Ela é mais inteligente do que a média e tem facilidade em adquirir novos conhecimentos, em termos mecânicos, é capaz de aprender uma proficiência extra a cada nível ímpar, além de ter termos menos rígidos para tal aprendizado.
❀ Memória Fotográfica — 2Saori nunca se esquece de algo que tenha visto ou escutado, mesmo que tenha sido por um breve momento. Ao folhear um livro, por exemplo, ela é capaz de lembrar com exatidão cada frase de cada página que bateu o olho.

Defeitos:
❀ Vaidosa — 2Saori sente a necessidade de estar sempre limpa e bem arrumada, não suportando ficar suja ou desgrenhada.
❀ Apegada — 2Saori ama seu irmão, não medindo esforços para protegê-lo e continuar ao lado dele. Perdê-lo seria uma experiência traumática que pode deixar sequelas. Maximus, o irmão mais velho de Saori, é a única pessoa que restou de sua família. Eles sempre foram muito unidos, juntos compartilhando momentos felizes e enfrentando momentos difíceis. Portanto, ela é capaz de tudo para ficar ao lado dele.
❀ Tímida — 2Saori tem dificuldade em iniciar interações sociais e odeia estar sob os holofotes de qualquer situação, fazendo tudo o possível para permanecer não notada. Resultado mais aparente do seu trauma. A garota se fechou para relações sociais mais íntimas, já que tem medo de que tudo se repita com as pessoas que se aproximarem demais. Recuar desses relacionamentos é como uma maneira de proteger aqueles que estão a sua volta, principalmente os que despertam a empatia dela.
❀ Traumatizada — 3Saori tem um acontecimento traumático que marcou sua vida. Ela não gosta de revisitar essas memórias e muito menos falar sobre, sempre foge de situações que a lembrem os acontecimentos traumáticos e faz de tudo possível para evitá-los e esquecê-los. Perder seus pais de uma maneira tão brutal e injusta marcou o passado de Saori, quando tinha apenas quatorze anos. Essa tragédia foi uma experiência demasiadamente traumática, agravada por sua memória fotográfica que a permite lembrar de cada detalhe que viveu naquela época. Há um medo profundo de que o acontecimento se repita e ela perca outras pessoas que ama.


Atributos


Nível: 1
Experiência: 400

PdV: 4.400
STA: 100

Força: 0 • Incompetente
Destreza: 100 +80 = 180 • Regular
Acerto: 100 +40 +60 = 200 • Regular
Reflexo: 100 +40 +60 = 200 • Regular
Constituição: 100 • Regular

Agilidade: 200
Oportunidade de Ataque: 3
Redução de Dano:

Legenda: RacialEdCArmasBonificaçõesAkuma no MiEscala de Poder

Conhecimentos



Proficiências:
❀ Estratégia
Saori tem conhecimentos avançados de estratégia, sabendo utilizar bem o ambiente ao seu favor e a melhor forma de utilizar os recursos que tem ao seu dispor.

❀ Lógica
Através de indução e dedução, Saori é capaz de resolver um problema intelectual.

❀ História
Saori conhece marcos importantes da história da humanidade, além disso, após uma breve pesquisa, pode descobrir a história da ilha em que se encontra.

❀ Geografia
Capaz de compreender as características geográficas de um lugar, paisagem, território ou região, Saori sabe identificar coisas como o tipo de solo e bioma.

❀ Investigação
Através de provas e evidências, Saori consegue deduzir um fato que já ocorreu e seguir pistas existentes para solucionar um enigma.

Arqueólogo:
Os arqueólogos são aqueles que estudam as sociedades, culturas e a história da humanidade por meio de de textos, vestígios e experiências. Arqueólogos conseguem compreender e decifrar linguagens antigas, além de saber identificar artefatos que eventualmente sejam capazes de encontrar.

❀ Bônus: Jogadores arqueólogos são os únicos capazes de encontrar o caminho para as ilhas do céu que não tem sua existência divulgada publicamente, além disso, também são os únicos que podem interagir com os Poneglyphs.

Mascote


Nome do Mascote
Animal: Raça e especificações de seu mascote.
Altura: Altura de seu mascote.
Peso: Peso de seu mascote.
Porte: Porte do seu mascote.
Raridade: Raridade do seu mascote.
Aparência: Aparência do seu mascote.
Personalidade: Personalidade do seu mascote.
Atributos: Foco de atributo de seus personagens.

Comandos:
Lista de Comando complexos que foram ensinados ao seu mascote

Estilos de Combate



Chicoteador:
Chicoteadores são especialistas em combates de média distância, que se baseiam em seu controle da arma e movimentação rebuscada para lutar, utilizam chicotes e similares.

Taekwondo:
Usuários de taekwondo são especialistas em combates de curta distância, fazem de seu próprio corpo uma arma para lutar, mais especificamente suas pernas. Utilizam botas, joelheiras e similares.

Técnicas


Nenhuma por enquanto.

Haki da Obervação


Não despertado.

Haki do Armamento


Não despertado.

Haki do Rei


Não despertado.

Berries: 5.250.000 ฿S

Itens



Cabeça:
- X -

Pescoço:
- X -

Tronco:
- X -

Braços:
- X -

Mãos:
- X -

Pernas:
- X -

Pés:
- X -

Armas:
- X -

Inventário



10 U

Nome do Item:
Espaço:
Descrição:

Embarcações


Nenhuma por enquanto.

Menções no Jornal


Nenhuma por enquanto.

Photoplayer



Mitsuri Kanroji (Demon Slayer):

Saori Ito 9ba02df5e50acb2f864b888c7513af5a

Relações



Players:
Alexander: Amigos de infância; junto de Daisuke formavam um trio inseparável. Alexander acolheu Saori no castelo depois do massacre da família Ito. Então os anos que se passaram morando juntos fortaleceu a amizade e a proteção dos dois, tanto que ela o considera como um irmão mais velho — apesar deles terem a mesma idade.

Maximus: Irmão mais velho de Saori; é a última pessoa que restou de sua família e em quem a garota depositou todo o seu apego e esperança. Desde criança, eles sempre foram muito unidos, passando juntos por momentos bons e ruins. À vista de tudo o que aconteceu com os dois, hoje ela é capaz de tudo para continuar ao lado dele.

Haru: Grandes amigas; Haru se tornou alguém de confiança em momentos difíceis para Saori. Ambas perderam pessoas importantes em suas vidas, e por isso possuem propósitos semelhantes. Hoje elas formam uma verdadeira dupla dinâmica.

John: Foi um simpático rapaz que ofereceu alguns biscoitos quentinhos para Saori, quando a encontrou em seu momento de estudo na biblioteca. Ainda que eles não tenham interagido muito, o breve momento já serviu para fomentar uma possível amizade.

Kaplya: Entre amigos e conhecidos; Kaplya, assim como outros membros da realeza, não via com bons olhos os Ito. Porém, a convivência de Saori no castelo amoleceu o coração do mink rabugento, e hoje ele a vê como uma boa pessoa.

Shinto: Apenas um flerte ou é recíproco? Shinto desperta sentimentos diferentes em Saori, os quais ela não consegue decifrar. Quando crianças, conheciam-se apenas de vista, mas depois que ela se mudou para o castelo, passaram a se encontrar na biblioteca. Apenas olhares, nada mais, porém o fato de estarem no mesmo ambiente já parece causar arrepios em Saori.

NPCs:
[url=Link com a Aparencia se existir]Nome do NPC[/url] - Relação com o NPC

NPCs Importantes:
[url=Link com a Aparencia se existir]Nome do NPC[/url] - Relação com o NPC


_________________

Saori Ito O0yljIK

Saori Ito WhdRXxk

Fala Annabelle
Pensamento Annabelle
Fala Lilith
Saori
Ver perfil do usuário
Imagem : Saori Ito S4MHZOv
Créditos : 13
SaoriDesigner
https://www.allbluerpg.com/t285-saori-ito https://www.allbluerpg.com/t301-os-monarcas-i-efeito-borboleta
Re: Saori Ito Ter Maio 18, 2021 8:56 am
Hey! Gostaria de pedir para adicionar os 5.000.000 ฿S do evento de abertura little cow. Agradeço desde já ~♡

_________________

Saori Ito LZVuJBY
Ryoma
Ver perfil do usuário
Imagem : a
Créditos : 13
Localização : Sirarossa
RyomaAvaliador
https://www.allbluerpg.com/t308-hany-g-drezat https://www.allbluerpg.com/t316-art-1-forget
Re: Saori Ito Ter Maio 18, 2021 5:11 pm
Atualizado.
Saori
Ver perfil do usuário
Imagem : Saori Ito S4MHZOv
Créditos : 13
SaoriDesigner
https://www.allbluerpg.com/t285-saori-ito https://www.allbluerpg.com/t301-os-monarcas-i-efeito-borboleta
Re: Saori Ito Seg Maio 31, 2021 7:02 pm
Favor atualizar os meus atributos. ~♡

Código:
[b]Nível:[/b] 1
[b]Experiência:[/b] 400

[b][color=#5ad07d]PdV:[/color][/b] 4.400
[b][color=#7d5ad0]STA:[/color][/b] 100

[b]Força:[/b] 0 [color=pink]• Incompetente[/color]
[b]Destreza:[/b] 100 [color=#99cc00]+80[/color] = 180 [color=pink]• Regular[/color]
[b]Acerto:[/b] 100 [color=#99cc00]+40[/color] [color=#ff6600]+60[/color] = 200 [color=pink]• Regular[/color]
[b]Reflexo:[/b] 100 [color=#99cc00]+40[/color] [color=#ff6600]+60[/color] = 200 [color=pink]• Regular[/color]
[b]Constituição:[/b] 100 [color=pink]• Regular[/color]

[b]Agilidade:[/b] 200

_________________

Saori Ito LZVuJBY
Ryoma
Ver perfil do usuário
Imagem : a
Créditos : 13
Localização : Sirarossa
RyomaAvaliador
https://www.allbluerpg.com/t308-hany-g-drezat https://www.allbluerpg.com/t316-art-1-forget
Re: Saori Ito Seg Maio 31, 2021 8:40 pm
Atualizado.

Saori Ito ZbnQSBs
Saori
Ver perfil do usuário
Imagem : Saori Ito S4MHZOv
Créditos : 13
SaoriDesigner
https://www.allbluerpg.com/t285-saori-ito https://www.allbluerpg.com/t301-os-monarcas-i-efeito-borboleta
Re: Saori Ito Sab Jun 05, 2021 11:37 pm
Olá! Bom, meu irmãozinho resetou (esse aqui), passou de Daisuke para Maximus, então gostaria de pedir alguns ajustes na minha ficha:

No defeito Apegada:
Spoiler:
Saori ama seu irmão, não medindo esforços para protegê-lo e continuar ao lado dele. Perdê-lo seria uma experiência traumática que pode deixar sequelas. Maximus, o irmão mais velho de Saori, é a única pessoa que restou de sua família. Eles sempre foram muito unidos, juntos compartilhando momentos felizes e enfrentando momentos difíceis. Portanto, ela é capaz de tudo para ficar ao lado dele.

Na História:
Spoiler:
Não foi em um dia de primavera que Saori floresceu. Seus espinhos surgiram antes mesmo das pétalas se abrirem, em meio a uma noite fria de inverno.

Ela cresceu no Reino de Ravenwatch, junto ao seu irmão mais velho, Maximus. Ambos nasceram na família Ito, conhecida pelo seu amplo comércio. Mas, apesar de ser um sobrenome influente no meio, não eram bem vistos pelos olhos da realeza local.

Maximus assumia um papel além do fraterno para Saori, cuidando dela e da casa enquanto seus pais cumpriam longas horas de trabalho. Desde pequena ela o idolatrava. Para a menina, talvez seu irmão significasse até mais do que seu pai ou sua mãe.

Quando ainda eram crianças, Maximus prometeu que a protegeria, e honrou sua palavra ano após ano.

Mas não era como se os pais esquecessem de seus filhos. Nos momentos que sobravam da rotina de labuta, a família Ito se reunia. Porém, ao invés de ocasiões de lazer e descontração, treinavam o corpo e a mente de modo laborioso. Foi assim que Saori aprendeu a manusear o chicote, ensinada por sua mãe, enquanto Maximus praticava estilos de luta corpo a corpo com seu pai. No tempo em que estudava as técnicas de um chicoteador, ela observava as artes marciais que Maximus empenhava. E assim memorizou boa parte das técnicas de taekwondo.

Ela nunca questionou os exercícios militares, contanto que pudesse ver as pessoas que ama reunidas já era o bastante. E nesses momentos entendeu a maior peculiaridade que corria em seu sangue. A memória eidética em sua capacidade máxima era proporcionada por um determinado gene, herdado pelos Ito a cada geração. Ou como seus pais apresentaram: a memória perfeita.

Nada era esquecido, seja algo que tenha sido visto ou meramente ouvido.

Porém, para a infinita frustração de Saori, ela descobriu logo cedo que uma bênção também poderia se tornar uma maldição.

Numa certa noite, quando tinha por volta dos seus quatorze anos de idade, seus pais chegaram apressados em casa. Tentaram esconder o desespero, mas seus olhares irrequietos entregaram o sentimento de angústia que se instalava ali. Ainda que Saori e Maximus não estivessem entendendo, mantiveram-se em silêncio, apenas seguindo os passos dos mais velhos.

Dentro de um armário e sob uma pilha de roupas, os irmãos foram colocados. Um beijo na testa dos dois selou a despedida, que não teve tempo para cordialidade. Instantes depois, barulhos começaram a soar alto, eles atravessavam os cômodos da casa, e reverberavam pela fresta da porta entreaberta do móvel. O tilintar de lâminas. O grito dos pais.

O estado de choque envolveu ambos os irmãos, assegurando que não haveria choro por aquele quarto.

Após alguns minutos, que mais pareceram horas, um silêncio inquietante se ergueu. Então uma figura, cuja aparência estava oculta por vestes negras, adentrou o quarto. Mãos manchadas de sangue vasculharam o lugar. A falta de minúcia do disfarçado, acarretada pela pressa em executar sua tarefa, acabou por deixar o armário passar despercebido. Junto a um resmungo, ele saiu.

Maximus ousou se levantar e deixar o esconderijo. Ele segurou Saori pela mão. O gesto compartilhou coragem entre os dois, e os incentivou a desbravar a casa. Passando pelos escombros — vestígios das lutas que houveram por ali —,  depararam-se com uma cena perturbadora: seus pais prostrados no chão, sobre a poça do próprio sangue.

Os olhos de Saori se recusaram a testemunhar aquilo, diferente de Maximus que pareceu confrontar o desespero. Ainda que de maneiras distintas, a experiência traumática envenenou os dois.

Ambos permaneceram imóveis. Mas a ação daqueles que abalaram a família Ito ainda não havia acabado.

Enquanto Saori relutantemente tampava seu rosto com as mãos, Maximus quebrou as correntes do medo. Em um ato de bravura, ele puxou sua irmã e a colocou sobre as costas.

Fogo foi ateado. A fumaça começou a circular pela casa. O cheiro tão característico subiu pelas paredes.

Saori estava pela primeira vez desnorteada, mas seu irmão foi o alicerce para que ela, pelo menos naquele momento, conseguisse superar o seu emocional. Ela o agarrou pelos ombros e, engolindo as lágrimas que corriam sobre seu rosto, apontou para onde ele deveria correr.

Longe de casa, os dois andaram pelo reino. Foram ao único lugar onde sabiam que encontrariam abrigo: o castelo de Ravenwatch. Lá foram recebidos um grande amigo de infância, Alexander Lancaster III,  herdeiro do reino. Embora a família real não gostasse dos Ito, a amizade genuína dos três sempre prevaleceu.

Sem conseguir conter seus anseios, Maximus estava determinado quando decidiu iniciar sua jornada em busca de respostas, partindo para longe do reino. A princípio, foi contra a vontade de sua irmã, mas com o tempo ela entendeu que ele precisava daquilo, e o deixou livre para trilhar seu propósito.

Saori passou os dias no castelo com um vazio incessante no coração. Ela não queria perder mais ninguém que amava.

Na maior parte do tempo, permanecia sozinha, evitando qualquer tipo de socialização. Encontrou nos livros uma maneira de preencher sua mente, ofuscando as lembranças que eram tão nítidas. Assim a biblioteca se tornou o seu ambiente favorito, lugar onde passava dias e até noites.

Era costume dos serviçais do reino servirem chá em momentos pontuais. Pouco a pouco, Saori foi pegando gosto pela bebida. Até que uma xícara de chá tornou-se indispensável como acompanhamento de sua leitura.

Não só as ficções capturaram a atenção da garota. A leitura revelou conhecimentos fascinantes para Saori. Ela aprendeu sobre a história, as regiões, até sobre a cultura das ilhas que compõem o mundo. Esse interesse se uniu ao desejo latente de reencontrar Maximus. Com os conhecimentos necessários acerca dessas disciplinas, ela poderia ajudá-lo a desvendar as respostas que tanto queria.

No ínterim de sua rotina na biblioteca, acabou conhecendo outros moradores do castelo.

Dentre eles havia Haru, uma garota-coelho, que foi a responsável por trazer um pouco de conforto ao seu coração. A de orelhas rosas e felpudas contou sobre sua raça e sua história de vida, a qual assemelhava-se à de Saori. Ambas perderam pessoas importantes de maneira trágica.

Junto à Haru, conheceu Kaplya, pai adotivo dela. Um mink rabugento, porém com um enorme coração. Ele foi uma peça fundamental para a compreensão de algumas questões. Como membro da guarda nobre, ele soube de informações a respeito dos Ito. A família de Saori não era composta por comerciantes comuns. Seus pais eram donos de lojas no submundo.

A informação chocou Saori. Mas havia sentido, afinal, agora ela conseguia encaixar algumas peças que faltavam em sua história. Porém, ainda havia perguntas sem respostas, que nem mesmo o mink conseguiria responder.

Ela voltou-se às suas pesquisas, indo cada vez mais a fundo nos livros de conhecimentos técnicos, munindo-se com um arcabouço teórico que lhe permitiria investigar e compreender os mais diversos assuntos.

A partir de sua aventura na biblioteca, encontrou o seu ofício. Ou melhor dizendo, a arqueologia resgatou Saori, estendendo a mão para a garota que desejava um dia ser capaz de seguir os passos do irmão.

Outro dos moradores, que Saori não pôde deixar de notar, foi Shinto. Um rapaz mais quieto e reservado. Ela o conheceu enquanto bisbilhotava as seções de religião e história. Não trocaram muitas palavras, apenas olhares, mas sentiu um clima diferente ao lado dele. Um ar enigmático exalava de Shinto.

Foi também na biblioteca que conheceu um rapaz bastante intrigante, John Doe, um servo de Alex recém chegado no castelo. John a encontrou no seu momento de estudo, enquanto bebia seu chá diário. Naquele momento, o garoto aproximou-se portando uma bandeja cheia de biscoitos quentinhos. Saori, apesar da timidez, aceitou os doces, pegando um em formato de coração e outro de gatinho. Estavam deliciosos.

Novas relações à parte, ano após ano, Alex tornou-se para Saori um reflexo de Maximus. Estavam tão próximos naquele convívio, que a amizade parecia transcender os limites sanguíneos. Agora, eles eram como irmãos. E dada a proximidade, ela sabia da severa doença que o afligia. Ela não admitiria perdê-lo também. Haru compartilhava do mesmo sentimento, e não é à toa que ambas se juntaram na mesma aventura: encontrar a cura do príncipe.

Alexander viu em seus súditos e amigos mais próximos confiança para não desistir. A determinação de todos engrandeceu seu ânimo, e o ergueu do leito que o reprimia durante tanto tempo. Ele pôde acreditar que encontraria a cura, e que poderia ser o melhor rei de todos os tempos.

Saori não recuaria. Ela estava junto ao grupo de Alex. O primeiro passo foi num lugar similar ao Reino de Ravenwatch, onde suas cidades eram totalmente brancas e governadas por um jovem rei, a ilha de Flevance.

Nos players conhecidos:
Spoiler:
Maximus: Irmão mais velho de Saori; é a última pessoa que restou de sua família e em quem a garota depositou todo o seu apego e esperança. Desde criança, eles sempre foram muito unidos, passando juntos por momentos bons e ruins. À vista de tudo o que aconteceu com os dois, hoje ela é capaz de tudo para continuar ao lado dele.

Código:
[b][url=https://www.allbluerpg.com/t581-maximus-cavendish-ito-iv#2951]Maximus:[/url][/b] Irmão mais velho de Saori; é a última pessoa que restou de sua família e em quem a garota depositou todo o seu apego e esperança. Desde criança, eles sempre foram muito unidos, passando juntos por momentos bons e ruins. À vista de tudo o que aconteceu com os dois, hoje ela é capaz de tudo para continuar ao lado dele.

_________________

Saori Ito LZVuJBY
Ryoma
Ver perfil do usuário
Imagem : a
Créditos : 13
Localização : Sirarossa
RyomaAvaliador
https://www.allbluerpg.com/t308-hany-g-drezat https://www.allbluerpg.com/t316-art-1-forget
Re: Saori Ito Dom Jun 06, 2021 5:55 am
Atualizado.

Saori Ito ZbnQSBs