Bem-vindo ao

All Blue

É com muito prazer que lhes damos os comprimentos ao nosso RPG. All Blue se trata de um RPG narrativo com o ambiente principal centrado em One Piece, obra de Eiichiro Oda.
Se divirta nessa nova aventura e se torne o novo rei pirata... Se puder!

Grupo 5 - Thorkell, Subaé e Douglas

Página 2 de 2 Anterior  1, 2
Shiori
Imagem :
Grupo 5 -  Thorkell, Subaé e Douglas  - Página 2 EEEWL0c
Créditos :
67
Ver perfil do usuário https://www.allbluerpg.com/t363-shiori-miyamoto#1109 https://www.allbluerpg.com/
Grupo 5 - Thorkell, Subaé e Douglas Ter Nov 08, 2022 10:17 pm
Relembrando a primeira mensagem :

Aqui ocorrerá a Batalha dos Participantes: Thorkell Dragnar Godheim, Subaé e ''Sir'' Douglas Whitefang

Fichas do Grupo:


_________________

Grupo 5 -  Thorkell, Subaé e Douglas  - Página 2 YHVeK1M

Grupo 5 -  Thorkell, Subaé e Douglas  - Página 2 VYrwji0

Narrador De Eventos
Imagem :
Grupo 5 -  Thorkell, Subaé e Douglas  - Página 2 350x120
Créditos :
00
Ver perfil do usuário https://www.allbluerpg.com/
Off: desculpe se não fiz um primeiro post de combate que atendesse a todos, aconteceu muita coisa de uma vez e eu acabei me enrolando, vou tentar fazer um post melhor dessa vez, nesse caso, vou descrever os resultados de suas ações de acordo com a ordem de postagem, não vai sair perfeito, mas vai ser mais organizado. Inclusive isso beneficiou vcs tbm pq eu esqueci de usar uma das passivas do bicho.


A escuridão até tentou aumentar, mas os guerreiros a contornaram facilmente, o que foi ótimo para Douglas que avisava seus amigos sobre o terreno que estava ficando um pouco destruídos pelos movimentos pelo gigante, mas principalmente apontando para a localização do demônio, então ele atirou 3 vezes com o canhão, o primeiro tiro passou direto pela ilusão da criatura, o segundo tiro no entanto a criatura desviou, se entregando no processo, porem logo em seguida aconteceu verdadeiro jogo dos copos da criatura e suas ilusões fazendo com que ele perdesse a criatura novamente e fazendo-o errar seu último tiro, então o mesmo parou e tocou seu violão fazendo com que todos os seus aliados se sentissem intensamente motivados.


Enquanto isso o gigante virou o maior lampião do mundo para se tornar uma ameaça ainda maior, banir a escuridão e colocando seus aliados em grande calor, não feriria seus aliados, pois os mesmos estavam em seu interior e apenas o exterior do gigante estava em chamas.


O gigante avançou atacando com sua grande lança em uma estocada que atravessou uma das ilusões, então ele fez um movimento de corte contra outra das criaturas, conseguindo descobrir a mesma na tentava e erro, mas para seu azar com ela conseguindo desviar do corte, mas seu 4 movimento tinha um alvo claro, então ele conseguiu atingir a mesma contra o chão e com seu quinto movimento prendendo-a entre suas asas, diminuindo em muito a sua capacidade de fugir, claro sua armadura iria durar apenas mais alguns minutos antes dele ter que se esforçar para mantê-la (a técnica diz dois turnos, então ela termina no inicio do próximo turno, vou contar seu gasto de estamina para estendê-la no próximo post).


Então o demônio começou a atacar loucamente tentando escapar, golpeando com o machado 4 vezes conta o peito do gigante e não se queimando no processo devido a sua resistência demoníaca, conseguindo quebrar bastante a armadura, mas ela ainda resistindo por mais algum tempo.


Já o bode bebeu uns corotes e fez a realidade ir a loucura, criando um pântano que baniu a escuridão temporariamente e adicionou uma grande vantagem para seus aliados e ele mesmo para identificar a criatura, fez o demônio ao cair no chão ficar coberto de lama e parecer lutar para não se afogar na agua suja antes de se levantar.


Subaé tentou impedir os ataques da criatura de atacar o gigante, mas a sua lama parece não ter tido efeito na proteção do mesmo devido ao poder extenso da criatura, porem girar uma arma tão grande fez o mesmo ficar completamente coberto de lama e ele ficou preso, sem poder esquivar dos golpes do bode que estava o atingindo com bolas de lama e esmagando-o, porem a criatura do nada desapareceu e reapareceu a certa distancia, ela parecia estar com alguns machucados aqui e ali de ter sido atingida pelos dois, além de cansada e um pouco suja de lama, mas tinha fugido da lentidão e prisão usando seu teleporte. Ela ofegou por alguns momentos e estava tentando se livrar do máximo possível de lama antes de convocar suas ilusões e tentar se misturar com elas, mas agora estava mais fácil adivinhar qual delas era o verdadeiro.



Ataques do demônio: 5790+20-3117-5% x4= 10.233 -> 5% devolvido (511)
Ataque do gigante: 5115 +15% -1000= 4.882
Ataques do bode: 3.681x4= 14.724

HP Thorkell: (157580+14.697)
STA: 2000/1510 (-180 técnica)= 1330
HP subaé: 45586
STA: 1.520

NYCALOTH
PDV: 174.701
STA: 530/1800 -40 = 490
Blindao
Imagem :
Grupo 5 -  Thorkell, Subaé e Douglas  - Página 2 ZDZLMTU
Créditos :
07
Localização :
Segunda Rota ~ Lotda
Ver perfil do usuário https://www.allbluerpg.com/t296-thorkell-dragnar-godheim https://www.allbluerpg.com/t1057-4-capitulo-gigantorines-em-altai
Blindao
Tenente
Tenente
Thorkell
A Fortaleza Bélica
戦争の要塞
“Ultrapasse seus limites aqui e agora!”

Grupo 5 -  Thorkell, Subaé e Douglas  - Página 2 KDvFd0W

Havia criado uma réplica dentro de minha fortaleza que daria suporte e auxiliaria os aliados, inclusive elogiando um deles. ~ Thorororo! Tu é dos bons hein, pinguço! Falaria para o cabeça de bode enquanto riria amigavelmente, por motivo do garoto ter criado um mega pântano. ~ Você tem uma boa mira também, rapaz. Diria para o outro, expressando um sorriso ao tempo que minha replica talvez deixassem eles me achando bastante bizarro, não que eu ligasse de todo jeito.

Já a criatura eu olharia nos olhos e diria. ~ Háh! Minha armadura está em frangalhos, tenho que admitir que tu é raçudo, Thororororo! Gargalharia por razão de estar desfrutando da batalha. Então alternaria para minha outra técnica, já que, a atual estaria fragmentada. ~ Giant King’s Fortress! Transformaria todo meu corpo em uma nova forma, esta por sinal mais robusta e de tamanho ainda maior que a atual. ~ Veja em primeira mão meu verdadeiro poder! Kekekeke! Indagaria ao tempo que meu corpo estaria finalizando a transmutação.

Giant King's Fortress (Primeiro Turno):

Essa técnica era ainda mais poderosa que a anterior, já que, além de encouraçar ainda mais meus músculos, ela também me fornecia a habilidade “divisão de danos” quando atingido pelos inimigos. Além disso, esta técnica possibilitava uma enorme surpresa aos olhos dos adversários, deixando-os pasmos com a edificação corporal. Dragon Rise permaneceria ativa, se alastrando agora por toda a nova edificação física, iluminando ainda mais o ambiente.

Dentro da fortaleza, minha replica, lideraria meus aliados para agora unirmos ainda mais nossas capacidades com intuito de surrar aquele monstro. ~ Aí garoto-bode! Faça o pântano nos deslizar em direção ao alvo constantemente. Sobre as solas dos pés, conciliando meu estilo de luta War Fortress, criaria muralhas que se assemelhassem a uma prancha; em cada pé. ~ Agora você aí camarada... utilize os canhões com arpões/redes para dificultar o voo daquela besta! Se ele tivesse êxito seria uma boa forma de manter a criatura presa a nós, ocasionando bastante dificultada em suas manobras aéreas.

Enquanto isso, do lado exterior, meu corpo estaria em movimento buscando atacar o inimigo. Surfando pelo pântano com minha maestria em navegação, senso de direção e instintos, tentaria atacar a besta com um corte pela diagonal de cima para baixo. A lança havia diminuído de tamanho, em visto que eu havia aumentando de altura, mas ainda sim graças a minha enorme envergadura avantajada agora, na verdade seria muito mais fácil atingir o monstro; isso em teoria é claro.

Durante minha investida, ativaria minha habilidade “aspecto temível” para abalar o psicológico, podendo aumentar ainda mais o impacto mental na criatura e assim facilitar nossos ataques para atingir seu verdadeiro corpo. Por sinal, agregaria a outra habilidade “toque pútrido” em minhas mãos e arma para aumentar o dano dos golpes e ainda envenenar a besta se possível.

Após desferir o golpe de cima para baixo sempre tentando identificar o alvo entre as ilusões, recebendo suporte de meus aliados para tal ação, caso houvesse acertado/errado eu buscaria usufruir do Soru para aumentar ainda mais a agilidade do corpo por meio do surfe, sendo algo bastante único de se ver. Afinal de contas, meu tamanho atingirá 50 metros de altura e um ser dessa magnitude navegando em um pântano realmente seria algo bastante peculiar e singular ao mesmo tempo. ~ THORORORORO! Parece estar se borrando todo, vê se não bobeia agora lagartixa, se não eu vou te domesticar na base do soco! Diria aproveitando do estado, possivelmente, pasmo da criatura.

O próximo ataque seria um soco em seguida do corte em diagonal. A porrada surgiria como um sopapo na horizontal com intuito de colidir contra a besta e suas ilusões, por razão da extensão do braço e do punho em movimento lateral. Caso a criatura houvesse esquivado, usaria o Soru para tentar antecipar seus próximos passos/voo com proposito de agarrar e jogar no chão lamacento em busca de soterrar outra vez a criatura. ~ Vambora cabeça de bode! Deixa-o preso aí que eu vou atacar ele com tudo!!! Minha réplica diria para o aliado, durante o tempo que estaria usufruindo do Geppou para ganhar altura.

Grupo 5 -  Thorkell, Subaé e Douglas  - Página 2 Tengai-shinsei-gif

Uma vez acionado o Rokushiki para me levantar aos céus em uma grande altura, manejaria a minha forma para cair rumo ao alvo; a besta. ~ Cho Sokuten... Começaria a cair com um rolamento insano e então aderiria a especialização do Rokushiki. ~ TEKKAI!!! Quase como um meteoro de larga escala que atinge tudo e todos em sua colisão devastadora. Por efeito da habilidade estar vinculada ao Tekkai, era improvável que o baque do meu próprio ataque gerasse danos a mim mesmo. De qualquer forma, ignoraria caso mesmo assim fosse refletido uma parte em mim.

A ideia era gerar um impacto com todo meu peso e força de ataque com proposito de afundar a criatura por razão da poderosa colisão e asfixiar o monstro no pântano lamacento. Mesmo se não atingisse diretamente, provavelmente geraria uma onda de dano em área capaz de suprir o golpe direto. Sem exclusão, o haki do armamento estaria ativo sobre a lâmina da arma e em meus punhos quando usados em virtude dos ataques. Já sobre os danos, esta minha atual forma era muito mais rígida, robusta e resistente que as outras. Tal fato é, a blindagem estaria a cargo de receber todos os danos. Para fortificar ainda mais sempre que notasse ser atingido, usufruiria do Tekkai para revestir ainda mais minhas defesas.

Arsenal:
"Tenhamos a fortaleza das rochas; não a força das ondas... O mérito está em resistir e proteger; e jamais desistir de seus sonhos.."
傷物語
Marinheiro


OFF:

_________________

Grupo 5 -  Thorkell, Subaé e Douglas  - Página 2 Kd8ijKy_d
Oni
Imagem :
Grupo 5 -  Thorkell, Subaé e Douglas  - Página 2 0g5XGJQ
Créditos :
49
Ver perfil do usuário https://www.allbluerpg.com/t693-sir-douglas-whitefang#4758 https://www.allbluerpg.com/t697-quem-liga-para-karate#4784
Oni
Pirata
''SIR'' DOUGLAS WHITEFANG - 03




Do lado de fora, a luta parecia emocionante. Berros demoníacos, alterações místicas no cenário, ilusões e afogamento em lama que não existia instantes antes.

Todavia, do lado de dentro, eu fazia um enorme esforço para conseguir continuar tocando meu violão enquanto o castelo em que eu estava se movia sem parar.

Sempre que Thorkell curvava o corpo para a frente, eu tinha de correr e me segurar em algo para não ser arremessado até uma parede. Quando ele se curvava para trás, era pior ainda! E o desgraçado curvava o corpo para trás sempre que gargalhava. E como ele gargalhava!

Além disso, se eu parasse de tocar o violão, talvez isso significasse que eu devesse ir para o lado de fora e lutar junto a eles! E eu odeio ter que fazer meu próprio trabalho! Por isso mesmo me surpreendi no momento em que o gigante me elogiou pela minha mira. E eu sequer tinha acertado qualquer tiro! - Hm. Não preciso dos seus elogios. Eu trabalho sozinho. - Seguiria atirando, mas um pouco corado, devo confessar.

O gigante era mesmo admirável.

Espero que ele não seja marinheiro.

Pegaria arpões e redes para colocar nos canhões, obedecendo Thorkell mais do que eu já obedeci até mesmo à minha própria mãe. Afinal, ela não seria capaz de me dar uma surra como ele.

Seguiria aquela que ainda estava suja de lama do entrave anterior, usando minha Memória Fotográfica para gravar como o padrão da lama estava nela. Utilizando minha Noção Exata do Tempo, aguardaria o momento em que percebesse a criatura o mais concentrada possível no ataque de Thorkell para ela ser atingida pela rede, calculando para atirar de forma que o golpe dele se sincronizasse ao meu.

Esperaria ela estar concentrada no ataque dele para ser ainda mais difícil de se esquivar do meu, mirando de preferência em seu peitoral, de maneira a travar suas asas do lado de trás.

Tentaria isso por diversas vezes, até perceber que ela estava presa.

Uma vez que ela estivesse presa ou caso percebesse que por algum motivo não conseguiria prendê-la, começaria a atirar com os arpões.

Miraria sempre após o ataque de um aliado, ainda sincronizando para que o arpão atingisse o oponente logo após. Isso porque, se durante o ataque percebesse por algum motivo (como ausência de movimento dos olhos de uma possível ilusão, por exemplo, diante de um ataque direcionado especificamente a ela) que ele iria acertar uma ilusão, eu já estaria atirando em uma das outras duas, tendo 50% de chance de acertar ao invés de 33%, com muito mais chance de me utilizar da surpresa para acertá-la. E, se me parecesse que realmente se tratava do monstro original durante o ataque, o faria também para surpreendê-la.

Meu alvo seria principalmente as asas.

Após essas investidas, voltaria a tocar o meu violão me utilizando do Clamor da Batalha para que meus aliados estivessem especialmente motivados para atacar cada vez mais. Meu maior pesadelo seria acertar muitos tiros e acabar, de alguma forma, recebendo mais protagonismo naquele combate. Por isso, tocaria meu violão para voltar a ser um mero suporte.

Clamor da Batalha:


_________________

Grupo 5 -  Thorkell, Subaé e Douglas  - Página 2 N7yl9g2

Grupo 5 -  Thorkell, Subaé e Douglas  - Página 2 T7y7CNR
Subaé
Imagem :
Grupo 5 -  Thorkell, Subaé e Douglas  - Página 2 Cantinho_foto
Créditos :
07
Localização :
Nos bares de então
Ver perfil do usuário https://www.allbluerpg.com/t354-subae?highlight=subaé https://www.allbluerpg.com/t2151-cabras-da-peste-vol-5-a-face-da-desordem
Subaé
Criador de Conteúdo

3: Lamento Sertanejo



MInhas ações precisavam ser feitas com prudência para não atrapalhar o resto de meu time. NUnca me importei em apanhar, mas se eu levar algum dano agora o feitiço do meu tomo iria se desfazer e voltaríamos para a escuridão, eu não posso arriscar isso, sendo assim, permaneceria dentro da fortaleza, observando tudo pela “varanda”, dentro da boca.

Utilizaria a lama do pântano, acumulando-a como uma grande onda sob o gigante-fortaleza, de forma que sua nova forma conseguisse navegar em minha lama, e assim, eu o guiaria até o demônio fazendo a maré de lama avançar progressivamente, elevando a fortaleza do chão.

Ao mesmo tempo, dentro da fortaleza, iria produzir uma torrente de lama que iria cobrir as redes, balas de canhões e as pontas das lanças, desta forma, assim que o oponente seja atingido pelos projéteis, eu iria controlar a lama para que corram pelo corpo do Nycalotch prendendo seus pulsos a suas asas, assim como iria prender um calcanhar ao outro.

Iria puxar mais de um tentáculo de lama do chão enviando-os na direção do oponente com a intenção de agarrar um de seus membros - ou até mesmo mais de um - para puxá-lo com brutalidade para o chão, onde ele ficaria preso.

Por fim, depois de todas as ações de meus companheiros, eu iria acumular toda a minha energia e forca em meu braço direito e então iria saltar da “varanda” usando o geppou para me aproximar do demo com muita velocidade, onde, por fim, iria desferir um poderoso golpe em sua face, ou peitoral, o que for mais fácil.

Grupo 5 -  Thorkell, Subaé e Douglas  - Página 2 My-hero-academia-all-might

-Lamento Final do Sertanejo!!!

Lamento Final do Sertanejo:






info:






PdV: 59.290 / 59.290
STA: 1.600 / 1.600
Doença: 10/10
Vício: 15/15




45.586/59.2901.335/1.60007/1012/15


_________________

Grupo 5 -  Thorkell, Subaé e Douglas  - Página 2 Unknown

Tabela de preços:
Narrador De Eventos
Imagem :
Grupo 5 -  Thorkell, Subaé e Douglas  - Página 2 350x120
Créditos :
00
Ver perfil do usuário https://www.allbluerpg.com/

Graças ao feitico do mago a escuridão não estava mais ali para atrapalhar os 3 e os mesmos não poderia fortalecer a criatura que não estava conseguindo se livrar completamente da sujeira e as folhas estavam ajudando a identifica-lo no meio de suas ilusões, irritando muito a criatura.
O demônio ouvindo o que o gigante gritou para ele e vendo a armadura se desfazer para que o mesmo pudesse se transformar em um castelo ainda maior aproveitou a oportunidade e atacou repentinamente, se teleportanto e usando da invisibilidade o Nycaloth se move para a lateral do gigante, e disparou um golpe veloz mirado na barriga, o impacto, visou abrir o local, causando efeitos de dor que levou ao sangramento (sangramento I), o corte é feito de forma precisa, e poderosa, para não só empurrar para trás com o impacto, mas cortar, com tudo que ele tem. É a precisão de um cirurgião aplicada com a brutalidade de um açougueiro.
O golpe pegou bem no momento entre uma forma e outra e mesmo sendo reduzido pelas proteções normais e habilidades do grande marinheiro foi capaz de lhe abrir uma ferida que sangrava, além de atrasar para 15 segundos a transformação do mesmo. O fogo do gigante não afetava o demônio do inferno.
Corte Fulminante:

Dito isso o ataque de Nycaloth pode até ter conseguido causar um ferimento em baixo da armadura do gigante, mas também ficou extremamente perto dos guerreiros, abrindo uma brecha enquanto ele atacava, Douglas estava tocando seu violão naquele momento, então não pode aproveitar o mesmo, assim como Subaé estava ocupado criando a onda de lama, dando espaço para a criatura recuar, o que cominou na esquiva perfeita da criatura de todos os golpes da lança do gigante, soco e agarão, recebendo golpes nos braços de pedra durante seus golpes um total de 4 vezes, embora ele tenha sido atingido pelo golpe meteoro e afundado no pântano graças a seus aliados.
Douglas por sua vez atirou com os arpoes e redes e com grande chance de acerto, mas tendo os dois primeiros tiros errando por pouco e acertando o seu terceiro tiro que causou um corte em um dos braços menores da criatura, mas não parecia ser algo muito profundo, mas isso fez com que a lama de Subaé pudesse se agarrar ao monstro que perdeu sua velocidade e teve que lutar para se libertar, sendo atingido por 2 tentáculos de lama que o puxaram para o chão, deixando que o mesmo fosse atingido pelo golpe meteoro do gigante. Quanto a criatura conseguiu voltar a superfície ela ainda foi atingida na cara com o soco supremo do bode voltando para o fundo.
Por algum tempo parecia que ela não iria voltar, mas ela acabou teleportando de volta para cima, agora meio machucada, definitivamente cansado e se debatendo como um cachorro para se livrar da lama que estava por todo o seu corpo e fazia sua velocidade quase sumir, agora seria fácil acerta-lo, na verdade ele estava praticamente imóvel agora pela combinação de tudo que recebeu.


Ataques da criatura:
Ataques1: 5790+60%+1000 penetração-1881-5%-5%+ sangramento 1 (Perda de 1.206 dos PdV atuais por turno) = 7.565 + 1.206
Ataque 2: 5790-10%/3+1000 penetração-1881-5%-5% = 946
Ataque 3: 5790-10%/3+1000 penetração-1881-5%-5% = 946
Ataque 4: 5790-10%/3+1000 penetração-1881-5%-5% = 946
Ataque 5: 5790-10%/3+1000 penetração-1881-5%-5% = 946
HP do gigante= 148.809 (+48.816 extra da técnica) (sangramento 1)
SP:2000/1026

Ataque do gigante:
5115+5% (criatura imune a veneno) +15% + Amedrontamento I + Pasmo II -1000 = 5.176

Ataque ''Sir'' Douglas Whitefang:
2201-1000 = 1201

Ataque Subaé:
Ataque 1: 2723-1000 +lento 1 + paralisado 1 = 1723
Ataque 2: 2723-1000 +lento 1 + paralisado 1 = 1723
Ataque 2: 2723+70%-1000 +lento 1 + paralisado 1 = 4.629

NYCALOTH
PDV: 160.249
STA: 70

Off: a criatura não vai mais conseguir desviar dos ataques, pelo menos por enquanto, a escuridão volta no final da próxima rodada e dependendo da rolagem ele pode conseguir voltar a se mexer.
Off 2: Subaé sua técnica esta com o bônus errado, mas eu ignorei isso.
Blindao
Imagem :
Grupo 5 -  Thorkell, Subaé e Douglas  - Página 2 ZDZLMTU
Créditos :
07
Localização :
Segunda Rota ~ Lotda
Ver perfil do usuário https://www.allbluerpg.com/t296-thorkell-dragnar-godheim https://www.allbluerpg.com/t1057-4-capitulo-gigantorines-em-altai
Blindao
Tenente
Tenente
Thorkell
A Fortaleza Bélica
戦争の要塞
“Ultrapasse seus limites aqui e agora!”

Grupo 5 -  Thorkell, Subaé e Douglas  - Página 2 LIrRVea

Aquele demônio era bastante astuto, afinal. Aproveitou do momento em que estava formalizando minhas estruturas físicas na nova forma blindada para me alvejar. ~ Hoo. Belo ataque, bichano. Kekekeke! Apesar do ferimento, graças minha tolerância e tenacidade, não seria nenhum problema continuar com a batalha. Muito pelo contrário, mais um incentivador para desfrutar ainda mais do embate. ~ Tá na hora de sentar a rola na sua fuça, desgraçado! Proferia expressando um sorriso tenebroso enquanto compreendia o estado em que o inimigo se encontrava: praticamente imobilizado.

Ainda preservando minha técnica Dragon Rise para continuar conduzindo calor da forja e queimando o corpo, além é claro de iluminar o local para nossa investida, andaria em direção a criatura e então desferiria um golpe de cima para baixo semelhante a uma queda de guilhotina. Enquanto isso, dentro da fortaleza, minha replica surgiria. ~ Aí garoto! Continue tocando esse instrumento, a musica é bem agradável. Ah! Manda bala nos canhões também! Thororororo! Mostraria o dedo polegar de forma positiva para encorajar e motivar o aliado. ~ Ótima tática em usar o pântano a nosso favor, camarada! Agora vamos meter a porrada nesse maldito e encher a cara depois! Indagaria para motivar o aliado para continuar causando dano de dentro da fortaleza. Afinal, eu serviria de guardião enquanto ele poderia preservar sua vida e continuar causando dano sem preocupação.

One-headed Dragon (R):

Com meu primeiro avanço, que havia boas chances de acertar pelo fato de o demônio estar acorrentado a lama entre outros, retrocederia a ponta da lança e usaria então o Shigan: Ban Cue. Através da arma para penetrar o corpo da criatura, empalando-o ao meio. Em seguida, tracionaria a lança, dando um peteleco na besta caso viesse cravejada na ponta da arma e então usaria outro ataque; necessário me distancia um pouco caso ele estivesse muito próximo. ~ One-headed Dragon... Posicionaria a lança com objetivo de desferir na diagonal para enterrar o alvo com a colisão. ~ Meat Grinder!

War Fortress: Bone Breaker!:

Deixando os aliados alvejarem a besta após meu ataque, nesse momento, apanharia minha lança em uma forma diferenciada e então usaria minha outra técnica. ~ War Fortress... Tensionaria meus músculos com intuito de reforçar e liberar um rompante ataque capaz de gerar ainda mais estragos. ~ Bone Breaker! Uma estocada extremamente rápida e destrutiva teria como foco o corpo da besta, seja onde fosse que atingisse. Afinal de contas, minha altura estava muito desproporcional em comparação ao oponente. Contudo, era uma vantagem ainda melhor para conseguir aplicar os ataques e técnicas durante as penalidades que o oponente se encontrava.

War Fortress: Sky Devourer!:

Com um salto poderoso para trás, criando distancia suficiente entre a besta e eu, mudaria novamente a pegada sobre a haste da lança com a finalidade de agarrar sua ponta final. – Não acabou não, guaipeca! Kekeke! Indagaria já acumulando força suficiente para aplicar minha técnica final. ~ War Fortress: Sky Devourer! Eclodiria um ataque a distância extremamente rápido em 180 graus com proposito de dilacerar o alvo com o impacto.

Usaria boa parte de meu arsenal de técnicas para devolver os danos que aquele abestado havia me causado, não muito por sinal, mas suficiente para me fazer levar a sério a batalha. Como sempre, tentaria me unir aos ataques dos aliados e não lhes atrapalhar durante sua investida, vice-versa, mas sim conciliar com os mesmos aproveitando de cada movimento de forma elaborada e pensada. Usando os instintos e envergadura para sempre preservar uma distância boa e capaz de alvejar adequadamente o inimigo a frente, tanto eu quanto meus parceiros.

Cada ataque meu seria revestido com o haki do armamento, minha proficiência com ele não era muito elevada, exatamente por isso usaria uma camada fina sobre a lâmina para conservar o poder de ataque minimizando a área coberta. Eficaz, de certa forma. Inclusive, usaria o haki do armamento junto ao Tekkai para situações onde fosse alvejado. Era improvável a besta conseguir se soltar e atacar durante nossas investidas, mas considerando a hipótese usaria minhas habilidades defensivas para revestir o poder de ataque e defesa.

Arsenal:
"Tenhamos a fortaleza das rochas; não a força das ondas... O mérito está em resistir e proteger; e jamais desistir de seus sonhos.."
傷物語
Marinheiro


OBS:

_________________

Grupo 5 -  Thorkell, Subaé e Douglas  - Página 2 Kd8ijKy_d
Subaé
Imagem :
Grupo 5 -  Thorkell, Subaé e Douglas  - Página 2 Cantinho_foto
Créditos :
07
Localização :
Nos bares de então
Ver perfil do usuário https://www.allbluerpg.com/t354-subae?highlight=subaé https://www.allbluerpg.com/t2151-cabras-da-peste-vol-5-a-face-da-desordem
Subaé
Criador de Conteúdo

4: O começo do fim

Depois de todos os nossos ataques, o oponente parecia estar mais cansado do que outrora, o que por consequência fazia com que o mesmo estivesse um pouco mais lento. Ainda assim, ainda não é a hora para cantar vitória, afinal, o demônio ainda está vivo, e agora o meu braço direito está inutilizado por conta do socão que eu dei na fuça desse bicho.

Seja como for, utilizaria do geppou para rondar o mesmo conforme arremessasse bolas de lama em sua face, com o intuito de atrapalhar sua visão, além de distraí-lo do real perigo, que é o gigante-fortaleza. Caso a minha lama acerte o oponente, iria fazer com que a mesma corra por seu corpo prendendo suas asas uma na outra a fim de impossibilitar, ou pelo menos atrapalhar o seu voo.

Enquanto isso, usaria a lama espalhada no chão para criar uma poça sob o monstro, a qual iria usar para segurá-lo, evitando ou atrapalhando sua esquiva.Continuaria rondando e atirando lama no Nycalotch, saltando em círculos ao seu redor até que o mesmo fosse acertado pela técnica brutal do marinheiro.

O meu corpo estaria parcialmente transformado em lama a todo momento, de maneira que seja possível moldar a minha forma em feixes líquidos que iriam se afastar da direção de possíveis golpes que fossem desferidos contra mim, escorrendo pelo ataque da mesma maneira que a água se molda e escorre por nossa mão ao lavá-la.

Caso seja impossível desviar, iria transformar totalmente o meu corpo no elemento pantanoso para me desfazer em mil gotas ao ser acertado. Feito isso, as gotas e charcos de lama iriam escorrer até a criatura, vindo simultaneamente de muitos pontos diferentes enquanto subissem por seu corpo. As pequenas porções de lama começariam a se acumular no peitoral do monstro, formando novamente o meu corpo, que, estaria próximo o suficiente para olhar profundamente em seus olhos.

Olhar Hipnótico:

Grupo 5 -  Thorkell, Subaé e Douglas  - Página 2 Majin-boo-majin-boo-regeneration

Caso ele evite olhar em meus olhos e vire a cara, mesmo eu estando perto de sua face, transformaria meu pescoço em lama e esticaria a minha cabeça posicionando-a frente a trente com a sua.

Grupo 5 -  Thorkell, Subaé e Douglas  - Página 2 Fab6f970da08017b653d79fcce6d1bec

Caso ele feche os olhos, iria segurar seus ombros ao transformar minhas mãos em poças antes de fazer a lama em seu corpo subir até sua cabeça, lugar este onde faria minhas mãos surgirem para segurar suas pálpebras e forçar a abertura dos olhos.

Por fim, iria desfazer todo o meu corpo mais uma vez, transformando-me em uma massa de lama sem formato definido. Então, percorreria pela cabeça do oponente, imergindo a mesma em uma bola de lama que iria cobrir toda a sua cabeça (tipo uma máscara de espantalho) a fim de sufocá-lo e privar-lhe da visão.

Grupo 5 -  Thorkell, Subaé e Douglas  - Página 2 Ht_sBg

Independente do quanto ele se debata, ou de quantas vezes ele tente desfazer a máscara de lama, eu retornaria meus pedaços à sua face, como um simbionte que se nega a abandonar o hospedeiro.

Grupo 5 -  Thorkell, Subaé e Douglas  - Página 2 Ae6a8d48de27f63f4ec7b2f799a7737499f4968c
[/size]



info:






PdV:  59.290 / 59.290
STA: 1.600 / 1.600
Doença: 10/10
Vício: 15/15




45.586/59.2901.335/1.60006/1011/15

_________________

Grupo 5 -  Thorkell, Subaé e Douglas  - Página 2 Unknown

Tabela de preços:
Oni
Imagem :
Grupo 5 -  Thorkell, Subaé e Douglas  - Página 2 0g5XGJQ
Créditos :
49
Ver perfil do usuário https://www.allbluerpg.com/t693-sir-douglas-whitefang#4758 https://www.allbluerpg.com/t697-quem-liga-para-karate#4784
Oni
Pirata
''SIR'' DOUGLAS WHITEFANG - 04




Nunca deixe nenhum moralista te dizer o que fazer. Acredite nos seus sonhos. A covardia compensa. Crianças, sejam como eu. Sejam vagabundos. Aquele era o momento mais assustador da minha vida e eu estava ultrapassando ele me aproveitando do esforço dos outros.

Minhas ações seriam simples: atiraria três balas de canhão contra o rosto do monstro.

Então, voltaria a tocar meu violao, usando meu Clamor da Batalha para que meus oponentes atacassem mais empolgados, apenas voltando a atirar balas de canhão se fosse necessário para deixar o ambiente iluminado.




Clamor da Batalha:


_________________

Grupo 5 -  Thorkell, Subaé e Douglas  - Página 2 N7yl9g2

Grupo 5 -  Thorkell, Subaé e Douglas  - Página 2 T7y7CNR
Narrador De Eventos
Imagem :
Grupo 5 -  Thorkell, Subaé e Douglas  - Página 2 350x120
Créditos :
00
Ver perfil do usuário https://www.allbluerpg.com/
Quantidade aleatória (1,100) : 9
Narrador De Eventos
Imagem :
Grupo 5 -  Thorkell, Subaé e Douglas  - Página 2 350x120
Créditos :
00
Ver perfil do usuário https://www.allbluerpg.com/



A criatura estava presa pela lama que a envolvia e se debatia na mesma, quase que cantando vitória o grupo se parabenizou dentro da fortaleza logo antes do gigante atravessar o demônio com sua lança e a cabra o circular com ataques de lama, mas a felicidade poderia vazar de suas faces, pois antes do golpe o demônio desapareceu enquanto sua voz rouca vinha de trás deles.

Spoiler:

-Sabe… Meio cruel de quem os mandou aqui, lhes dar habilidades sem as explicar perfeitamente, mas é um tanto ingênuo da parte de vocês não buscar as entender antes desse combate, bem, talvez não tenham tido tempo… Mas esse pântano é ilusório criança… E sinceramente… Cansei de brincar…

O demônio ajeitava a postura, abria as asas e fixava o olhar frio era quase como se desse pra sentir o ar vibrar com a tensão, aonde foi a criatura que estava ali até agora? Apesar da tensão o demônio parecia esperar pra ver a reação dos outros, sendo assim o time prosseguiu suas ações, Subaé tentou circular o demônio com seu geppou para chamar a atenção, dito e feito, após uns pulos no meio do ar, a criatura jogava seu machado contra o peito do pirata que o acertava e fazia contato com seu corpo real, o empurrando no ar para muito longe.

O gigante tentava um simples ataque de estocada com ban cue, um ataque direto e reto, mas as duas mãos direitas da criatura agarravam a lança antes de o tocar, segurando a lâmina com os dedos e a palma longe do corte, o marinheiro até conseguia mover levemente a arma, mas era como se sua força apesar de próxima, ainda fosse inferior a do demônio, que por fim acabava soltando a lança quando o dono dela puxava, o demônio então pulava rumo ao rosto da fortaleza e levava as mãos ao ar enquanto rodopiava desviando facilmente de três bolas de canhão disparadas por Douglas.

Enquanto isso, Subaé era empurrado para longe pelo machado poderoso que parecia cravar contra seu peito sem se importar com seu poderes de lamas e até mesmo impedindo o pirata de se transformar em lama para sair do golpe, cem, duzentos, trezentos, quinhentos metros e o machado continuava a empurrar o pirata, até que ele começou a girar e mudar de direção formando um arco e voltando ao combate com Subaé ainda preso a lâmina sentindo seus ossos da costela contra o ferro. O machado voltava ainda mais rápido do que tinha ido pra longe e se aproximou assim que o demônio pulou rodopiando.

O machado parava nas mãos de seus usuário que golpeava o rosto de Thorkell com o machado e Subaé, tanto o machado como o rosto coberto de haki do seu companheiro eram capazes de o acertar o que fazia Subaé virar um sanduíche entre os dois e se tornar uma mancha de lama no rosto da fortaleza antes de se remodelar agora com um corte muito feio e doloroso no peito, a velha cabra ainda tentava se remodelar perto de Nycaloth para olhar em seus olhos, mas com um sorriso rouco a criatura se tornava invisível, nem Subaé nem Thorkell consideravam essa possibilidade, portanto não tinham muito o que fazer perante aquela risada rouca que sumia com a sua visão sobre o oponente.

O que fariam agora?




Atributos:


Blindao
Imagem :
Grupo 5 -  Thorkell, Subaé e Douglas  - Página 2 ZDZLMTU
Créditos :
07
Localização :
Segunda Rota ~ Lotda
Ver perfil do usuário https://www.allbluerpg.com/t296-thorkell-dragnar-godheim https://www.allbluerpg.com/t1057-4-capitulo-gigantorines-em-altai
Blindao
Tenente
Tenente
Thorkell
A Fortaleza Bélica
戦争の要塞
“Ultrapasse seus limites aqui e agora!”

Grupo 5 -  Thorkell, Subaé e Douglas  - Página 2 LIrRVea

“Então esse arrombado sabe falar?! Que surpresa hein.” Pensava comigo ao ouvir as palavras da criatura com o decorrer da batalha. Suas habilidades pareciam ser infinitas, mesmo que ainda lhe carecesse em força.

Giant Overhead:

Começava a alterar a minha respiração assim que notasse que o demônio havia sumido, pois, serviria para liberar o potencial de minha capacidade de absorção de oxigênio, ou seja, melhorando ainda mais minhas capacidades ofensivas. ~ Giant Overhead! Era necessário, já que, o demônio era bastante escorregadio.

A pele blindada em rocha se tornaria avermelhada e os olhos buscavam o paradeiro do adversário. ~Thororororo! Tá se escondendo de mim é? Ora, venha me pegar bichano! Estou bem aqui, parado igual uma fortaleza! Começava a provocar o demônio com intuito de tentar descobrir sua localização, seja pelos olhos, audição, instintos e/ou ser atacado pelo mesmo. Inclusive, ativaria a habilidade do “santuário do ódio” com intuito de penalizar a besta e ainda aprimorar meus ataques.

Ainda encouraçado com minha forma, aguardaria pelo ataque e/ou avanço da criatura e tentaria acompanhar seus movimentos. Caso assim notasse, usufruiria de minha habilidade especializada para revestir minhas defesas e refletir o dano contra o oponente. ~ Tekkai Utsugi! Endurecendo ainda mais a fortaleza e ainda danificando, possivelmente, o ataque do adversário.

War Fortress:

Na situação de ter sido atingido e retribuído o ataque, então desferiria um poderoso Shigan com minha forma avantajada, era provável que meu dedo engolisse o alvo por inteiro em prol de gerar distancia entre mim e ele, já movimentando minha mão até o final da haste da lança e então utilizar minha técnica. ~ War Fortress... Canalizando minha força e movimentando meu corpo na posição ideal, caso necessário usaria o Soru para me aproximar dentro do alcance ideal ou me afastar com intuito do mesmo objetivo. ~...Sky Devourer! Lançaria a técnica junto da ativação da habilidade “canalizar divindade” com a finalidade de reforçar ainda mais o ataque, atribuindo consistentemente o Haki sobre a lâmina da lança.

A técnica consistia em um rápido movimento em 180 graus com proposito de partir o alvo ao meio. O ataque possuía tamanha força, e envergadura, que mesmo a uma distância razoável ainda poderia conseguir atingir o oponente. Buscando é claro antecipar seus movimentos e desferir o corte em sua direção. Chegando até mesmo segurar o golpe caso não houvesse avistado a criatura e então liberado quando sentisse ela ou avistasse.

Sempre tentaria acompanhar os movimentos furtivos e evasivos do oponente para acrescentar meus ataques nessas brechas. Caso gerasse a oportunidade, eu visaria agarrar a criatura e deixar os aliados o alvejarem. ~ Mandem bala nesse desgraçado! A minha replica dentro da fortaleza diria para meus aliados atirarem sem preocupações, já que, eu estava revestido com minha armadura que me protegia sempre. Exatamente por isso não me preocupava em ser atingido como consequência. Uma vez que o monstrengo fosse atingido, ou não, eu o jogaria no chão com um soco em queda livre com intuito de soterrar ele e meu braço. Usaria minha força e peso para tentar deixa-lo contido.

Como sempre, danos em meu corpo eu simplesmente ignoraria e centralizaria minha atenção na ofensividade. Buscaria pisar com firmeza e manter meu corpo ereto, mesmo após ser alvejado por ataques, usando os pés mais afastados e equilibrando dentro do possível. A lança seria agarrada pela haste, seja em qual parte for, sempre com cautela e bastante segurança.

Apesar de meu domínio com haki não ser elevado, eu tentaria revezar entre a lança imbuída para o ataque e uma partição do corpo para defesa, nunca os dois juntos, já que, era algo árduo de se fazer. Todavia, quando fosse atacado eu usaria para blindar a defesa. Já quando eu atacasse, usaria a camada na lança para fortificar o poder dos golpes.


Arsenal:
"Tenhamos a fortaleza das rochas; não a força das ondas... O mérito está em resistir e proteger; e jamais desistir de seus sonhos.."
傷物語
Marinheiro

_________________

Grupo 5 -  Thorkell, Subaé e Douglas  - Página 2 Kd8ijKy_d
Oni
Imagem :
Grupo 5 -  Thorkell, Subaé e Douglas  - Página 2 0g5XGJQ
Créditos :
49
Ver perfil do usuário https://www.allbluerpg.com/t693-sir-douglas-whitefang#4758 https://www.allbluerpg.com/t697-quem-liga-para-karate#4784
Oni
Pirata
''SIR'' DOUGLAS WHITEFANG - 05




A criatura estava invisível. Mas ela certamente teria de vir atacar.

Por isso, meu primeiro movimento seria soltar balas de canhão no chão sobre a frente e nos arredores, de maneira a fazer com que a fumaça das balas criasse uma cortina para revelar os movimentos da criatura para meus companheiros, que poderiam se guiar pela distorção dos detritos.

Além disso, caso o monstro atacasse o gigante em algum momento, como forma de compensar a minha falta de capacidade para atingir a criatura, buscaria sincronizar os meus ataques aos de Thorkell ou aos da própria criatura, usando minha Noção Exata do Tempo para disparar a bala logo após ela ter sido acertada ou logo após ela acertar um golpe. Ademais, caso ela houvesse sido agarrada ou algo do gênero, aproveitaria da brecha para dar o máximo de tiros que eu conseguisse nela.


Ficaria dando tiros aleatórios no cenário para iluminá-lo ou possivelmente revelar a localização da criatura. Revezaria tal ação com tocar meu violão para inspirar meus aliados a lutarem melhor.



Inspiração de Combate:


_________________

Grupo 5 -  Thorkell, Subaé e Douglas  - Página 2 N7yl9g2

Grupo 5 -  Thorkell, Subaé e Douglas  - Página 2 T7y7CNR
Subaé
Imagem :
Grupo 5 -  Thorkell, Subaé e Douglas  - Página 2 Cantinho_foto
Créditos :
07
Localização :
Nos bares de então
Ver perfil do usuário https://www.allbluerpg.com/t354-subae?highlight=subaé https://www.allbluerpg.com/t2151-cabras-da-peste-vol-5-a-face-da-desordem
Subaé
Criador de Conteúdo

5: Tsukybode infinito



Meu avanço foi interrompido pelo machado, que ao cravar em meu peito, me levou em uma jornada vergonhosa até o gigante-fortaleza. Onde fui amassado igual um marimbondo, me tornando uma mancha de lama nas paredes do mesmo.

Rapidamente, sem nem voltar para a minha forma normal, iria me dividir em duas poças de lama. Depois, iria escorrer pelas paredes a fim de usar o orifício mais próximo, escorrendo como um redemoinho por ele, para entrar no forte.

Grupo 5 -  Thorkell, Subaé e Douglas  - Página 2 Euavortexreprodaily

Estando dentro do Gigante-fortaleza controlaria a lama que ficou no exterior para que fosse até o chão. Depois, iria para uma varanda ou janela para ter acesso visual do que estava acontecendo no lado de fora. Feito isso, usaria mais uma vez o domo para criar um mar de lama a céu aberto com 5m de profundidade. As cinco luas do cenário iriam refletir o meu olhar, um olho retangular e opaco. Desta forma, caso ele olhasse para alguma das luas que nos rodeiam, iria cair no meu genjutsu caprino.

Grupo 5 -  Thorkell, Subaé e Douglas  - Página 2 C8ecce76d3376262c5b69b02f908d488

Grupo 5 -  Thorkell, Subaé e Douglas  - Página 2 AstonishingThoroughIrishwolfhound-max-1mb

Realidade Ilusória:

Olhar Hipnótico:


Depois de beber mais um pouco da birita em meu cantil, iria usar o mar de lama para ocultar a direção dos meus próximos ataques, que seriam feitos usando a lama que ficou no lado de fora. A grande poça de lama seria dividida em cinco porções. Tês seriam responsáveis por rondar o cenário a fim de atacar sorrateiramente o demônio pelas costas, prendendo suas asas. As outras duas porções de lama ficariam por perto, rodeando o gigante, a fim de impedir o avanço do inimigo caso ele se aproxime demais, seja ele ou suas armas.





info:






PdV: 59.290 / 59.290
STA: 1.600 / 1.600
Doença: 10/10
Vício: 15/15




47.131/59.2901.335/1.60007/1010/15

_________________

Grupo 5 -  Thorkell, Subaé e Douglas  - Página 2 Unknown

Tabela de preços: