Tópicos Recentes
Destaques
Klaus
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Akira
Sasha
Ás
Shiori
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Últimos assuntos
Registro de PhotoplayerHoje à(s) 5:40 ampor  RyomaRenHoje à(s) 5:30 ampor  Ryoma[Criações] - RenHoje à(s) 5:29 ampor  RyomaZaynHoje à(s) 5:26 ampor  RyomaAgatha HarknessHoje à(s) 5:20 ampor  RyomaAnnabelle Petit BarozziHoje à(s) 5:17 ampor  Ryoma''Sir'' Douglas WhitefangHoje à(s) 5:04 ampor  Ryoma[Criações] - ''Sir'' Douglas WhitefangHoje à(s) 5:04 ampor  RyomaJoe SinsHoje à(s) 5:01 ampor  RyomaBoris SkalovskiHoje à(s) 4:45 ampor  Ryoma
 :: Oceanos :: Blues :: West Blue :: Sirarossa
Página 3 de 4 Página 3 de 4 Anterior  1, 2, 3, 4  Seguinte
Kenshin
Ver perfil do usuário
Imagem : Cap. 1 - Aonde é que eu estou? - Página 3 XqxMi0y
Créditos : 26
KenshinDesenvolvedor
https://www.allbluerpg.com/t360-agatha-harkness https://www.allbluerpg.com/t1510-capitulo-ii-sonho-de-uma-noite-de-verao
Cap. 1 - Aonde é que eu estou? Dom Mar 27, 2022 9:04 pm
Relembrando a primeira mensagem :

Cap. 1 - Aonde é que eu estou?

Aqui ocorrerá a aventura do(a) Civil Nero Vil Gax. A qual não possui narrador definido.

_________________

Cap. 1 - Aonde é que eu estou? - Página 3 J09J2lK

"Ah, mas eu não quero ter dois caminhos ou ah, mas eu não quero ter caminho nenhum. Ué, você já pode porra, a única coisa que te impede de fazer isso é ser zé metinha e querer ficar comparando o tamanho do pau com o coleguinha pra compensar o ego frustrado." - Luquinhas, 2022

avatar
ConvidadoConvidado
Re: Cap. 1 - Aonde é que eu estou? Sab Abr 23, 2022 11:39 pm




Invasão

Hmm esse vilarejo até que é bem interessante - Pensava enquanto olharia para as ruas de Sirarossa. Eu não estava a procura de ninguém inicialmente, pra falar a verdade estava em busca de uma aventura, realizar meu sonho de me tornar o maior pirata de todos os tempos, mas para que eu pudesse realizar tal feito, eu precisava encontrar uma tripulação pirata, para que assim eu pudesse dar um belo "start" em meu sonho de me tornar um pirata.

Caminharia então pela cidade com desejo de ir em direção ao porto, caso tivesse pessoas próximas e trocassem olhares comigo eu as cumprimentaria apenas com um balanço de cabeça, afinal eu não era um cara de muitas palavras, na verdade eu costumava ficar calado na maior parte do tempo, falava mesmo apenas quando era necessário.

Caso meu caminho até o porto não tivesse nenhum obstáculo, ao chegar lá eu procuraria algum barco, que pudesse me levar para um novo destino.




Histórico:
Blindao
Ver perfil do usuário
Imagem : Cap. 1 - Aonde é que eu estou? - Página 3 OdRR37N
Créditos : 47
Localização : North Blue ~ Flevance
BlindaoSargento
https://www.allbluerpg.com/t296-thorkell-dragnar-godheim https://www.allbluerpg.com/t1057-4-capitulo-gigantorines-em-altai
Re: Cap. 1 - Aonde é que eu estou? Ter Abr 26, 2022 10:02 pm

Narração
Aventura



O tritão não perdia tempo e começava a buscar por algum navio que seguisse para a mesma ilha que ele almejava; Kano. Dado certo tempo, perguntando entre os marujos e comerciantes, grande parte seguiam para reinos como de Ilusia, Derlund, Toroa... até que um único navio, esse por sinal bem velho seguindo apenas uma rasa quantidade de homens, fariam uma parada em Kano. – Logo mais partiremos, se estiver disposto a ajudar este velho a manusear as velas, espaço há no navio para os que ajudam. Ele diria ignorando o garoto que estava com os olhos arregalados.

Após ouvir a resposta do homem ver o gorducho subir a rampa de acesso ao navio, Gax começava a falar com Feng e persuadir o mesmo em razão da situação que ele se encontrava. O garoto por sua vez, suava frio e estava bastante confuso. Todavia, seguia o fluxo sem questionar muito. Já Nero, estava visando usar o navio como guia durante sua viagem. Ele poderia adentrar pela rampa ou seguir pela forma mais difícil que seria através da água. Entretanto, apesar de ser um tritão, ainda sim seria uma tarefa árdua navegar pelas correntezas através da propulsão do navio por meio do vento.

De qualquer forma, o tritão poderia escolher, seja fazendo trabalho como pagamento da ida ou pela forma barata e mais árdua. No final, seria uma viagem rápida até o país de Kano. Poucas horas era necessárias através do navio, que ainda que fosse velho, era um escuna bastante reforçado.

Antes da partida de Gax, outro homem se aproximada do porto. Um, entre muitos, mas divergente da maioria, isso era um fato; assim como Gax entre os tritões. Davy era bastante perceptível pelo seus olhos ameaçadores, que mesmo na noite ainda poderia ser visto por aqueles que colidissem suas pupilas nas pupilas do rapaz. Quando chegou ao porto, após uma breve caminhada noturna pela cidade de Sirarossa, avistava uma leva de navios já partindo e ficando apenas uma ínfima quantidade de barcos.

Uma vez analisando o porto, logo avistou um tritão conversando com um humano que estava todo cagado, ainda que não soubesse o motivo, ele conseguia perceber que o tritão não estava fazendo mal ao rapaz; ainda que não agora. De qualquer forma, percebia o garoto sair andando como uma mosca perdida no fim na vida. Já o tritão, este que emanava um aura peculiar e suicida, caso olhasse para o lado poderia avistar o humano de longos cabelos azulados. Será que seria um encontro predestinado?


Histórico Gax:

Histórico Davy:

_________________

Cap. 1 - Aonde é que eu estou? - Página 3 2uAvx3T_d
avatar
ConvidadoConvidado
Re: Cap. 1 - Aonde é que eu estou? Qui Abr 28, 2022 12:39 pm




Invasão

A caminhava em Sirarossa, havia sido calma e tranquila aparentemente, havia conseguido chegar então até o porto, então começaria já analisando o local. *hmmm, então é aqui que é o porto afinal, receio que eu precise acabar me comunicando com alguém se eu quiser algum barco para poder sair dessa cidade, vejamos... por onde eu começo?!* - Pensaria enquanto ficaria analisando o porto ao redor. Ao analisar eu avistaria uma figura bastante estranha, um homem polvo enorme conversando com um homem que aparentemente já estava tremendo de medo, eu não imaginava o motivo para tal, mas eu percebia que aquele homem polvo estava fazendo mal ao rapaz, por mais que não naquele momento precisamente.

O Homem polvo emanava um aura diferente, bem peculiar e suicida, isso me despertaria um certo interesse por ele, pois parecia alguém forte, e se eu quisesse me tornar um grande pirata um dia, eu precisaria de alguém forte como companheiro. Me aproximaria dos barcos que estavam saindo e então perguntaria a alguém que estivesse ali:

- Pra onde estão indo os barcos?! Algum deles está indo pra Kano?




Histórico:
Jupges
Ver perfil do usuário
Créditos : 00
JupgesCivil
https://www.allbluerpg.com/t1419-nero-vil-gax https://www.allbluerpg.com/t1425p15-cap-1-aonde-e-que-eu-estou#16627
Re: Cap. 1 - Aonde é que eu estou? Qui Abr 28, 2022 3:48 pm



É o Vilgaxxx


Nero planejava ir na âncora, mas ir na rampa parecia significativamente mais fácil para o polvo, o único problema seria trabalhar, o tritão já tinha trabalhado umas 2 horas do seu dia. Gax então teve uma ideia genial, o homem-peixe entraria no barco se encostaria em algum canto pra tirar uma soneca merecida, assim não precisaria trabalhar.

Quanto a Feng, Nero simplesmente se esqueceu das instruções que deu a ele quando ficou surpreso com a facilidade que era entrar no barco, ainda assim o polvo esperava que ele não tivesse fugido, ou iria esperar quando se lembrasse da existência do garoto. Quanto ao homem de cabelo azul no meio da multidão, ele parecia ser só um caçador de recompensas qualquer, se quisesse caçar o polvo ele poderia ficar a vontade.

Se o cabeludinho azul se aproximasse muito do tritão Gax diria:
-PAROU AÍ EIN! Ta achando o que caçador de recompensas? Pode ir entrando no barco, eu vou manter um olho concentrado em você, e você não vai contar minha localização pra outros caçadores, ENTENDEU?
O homem poderia dizer o que quisesse, Gax apenas ignoraria e esperaria que ele entrasse no navio por conta própria, e se ele não fizesse de boa vontade, o homem-peixe agarraria ele e arremessaria para dentro do navio.

Caso conseguisse arremessar o homem com sucesso, Gax se posicionaria na saída da rampa para impedi-lo de fugir, então o polvo diria:
-Ótimo, que ótimo, eu encontrei alguém pra trabalhar pra mim, assim eu posso ficar aqui sem trabalhar! Estamos indo pra Kano por sinal... aproveite a viagem.
Nero então se sentaria no chão do barco e começaria a tentar dormir diante do homem de cabelo azul.

objetivos:
Atributos, vantagens e perícias:

Histórico:




Blindao
Ver perfil do usuário
Imagem : Cap. 1 - Aonde é que eu estou? - Página 3 OdRR37N
Créditos : 47
Localização : North Blue ~ Flevance
BlindaoSargento
https://www.allbluerpg.com/t296-thorkell-dragnar-godheim https://www.allbluerpg.com/t1057-4-capitulo-gigantorines-em-altai
Re: Cap. 1 - Aonde é que eu estou? Sab Abr 30, 2022 1:16 pm

Narração
Aventura



O jovem Davy se aproximava do tritão sem demonstrar medo, apesar da maioria ser o inverso dele. Entretanto, apesar do tritão não sentir medo do humano de madeixas longas azuladas, parecia se espantar com a súbita presença do rapaz, ainda que não estivesse sendo ameaçado, Nero sentirá a divergente aura do humano que se aproximava.

A resposta do homem-peixe era direta e clara, apesar de Davy apenas ter perguntando sobre o navio, o tritão parecia não ligar para isso; inclusive para Feng que havia fugido com bastante desorientação.

De qualquer forma, Nero haveria subido ao navio, pois, era mais prático e fácil do que desperdiçar energia sendo puxado pela âncora do navio mar adentro. Todavia, ainda que estivesse alerta com o rapaz, logo o tritão notava que ao subir a rampa o humano permanecia estagnado no porto sem subir. Talvez tivesse desistido, ou recuado perante o homem-peixe, independente, Gax agora estava no navio e logo eles partiriam para Kano.

A viagem era tranquila e as estrelas que cobriam todo céu eram tão belas quanto a lua que as preenchiam de forma sublime. Por outro lado, os marujos se movimentavam por algumas horas até que a grande maioria iria dormir; exceto o capitão. – Aí peixe! Fica de guarda junto ao navegador nessa noite, amanhã chegamos em Kano e sua ida está paga. Ele diria limpando o rosto com um pano que estava mais sujo que a bunda de um macaco. O velho gordo já estava acostumado com esses tipos de homens errantes que surgiam em seu barco mais que formigas em cubo de açucar.

Ainda que o tritão não escutasse ou recuasse seguir as ordens do capitão do navio, a viagem no fim seria sossegada. Logo ao por do sol da alvorada, já seria possível avistar as diversas ilhas que formavam um vínculos entre pontes e assim sustentavam o peculiar reino de Kano. Parecia ser um reino bastante prospero e rico, o que talvez pudesse chamar bastante a atenção do homem-polvo.


Histórico Gax:

Histórico Davy:

_________________

Cap. 1 - Aonde é que eu estou? - Página 3 2uAvx3T_d
Jupges
Ver perfil do usuário
Créditos : 00
JupgesCivil
https://www.allbluerpg.com/t1419-nero-vil-gax https://www.allbluerpg.com/t1425p15-cap-1-aonde-e-que-eu-estou#16627
Re: Cap. 1 - Aonde é que eu estou? Sab Abr 30, 2022 5:02 pm



É o Vilgaxxx


Uma geografia única aparecia no horizonte, Nero quase não podia acreditar que um lugar como aquele foi formado naturalmente, a grande muralha fazia da ilha uma espécie de fortaleza e isso enchia os olhos do tritão. Um dia tinha se passado desde que o homem-peixe acordou em Sirarossa, e depois de um dia inteiro ele conseguiu cumprir os objetivos que havia estabelecido menos um.

Era pra Gax trabalhar durante sua estadia no navio, mas ao invés disso ele dormiu. Agora ele podia discutir com o velho que provavelmente iria reclamar, ou ignorar, ou simplesmente fugir dessa situação pulando na água. Infelizmente para o tritão ele não fazia a menor ideia de onde a entrada estava, nem mesmo sabia se a entrada era visível ou se você precisava de algum tipo de identificação para entrar.

Dado as circunstâncias Gax preferiu ficar no navio, pelo fato dele ser velho e acabado não deveria aguentar uma subida na reverse mountain então Nero decidiu nem perguntar para onde iriam depois de Kano. O polvo esperaria até que o navio chegasse ao porto, ignorando qualquer reclamação, não movendo nem sequer um músculo enquanto esperava. Se você não se move não é notado, ou pelo menos é isso que Gax estava pensando.

objetivos:
Atributos, vantagens e perícias:

Histórico:




Blindao
Ver perfil do usuário
Imagem : Cap. 1 - Aonde é que eu estou? - Página 3 OdRR37N
Créditos : 47
Localização : North Blue ~ Flevance
BlindaoSargento
https://www.allbluerpg.com/t296-thorkell-dragnar-godheim https://www.allbluerpg.com/t1057-4-capitulo-gigantorines-em-altai
Re: Cap. 1 - Aonde é que eu estou? Dom Maio 01, 2022 3:14 pm

Narração
Aventura



A chegada no porto de Kano havia sido tranquila, logo Nero poderia notar o navio atracando junto a outros dois que viria de outras direções. Os marujos começavam a descer alguns carreamentos, mas grande parte da tripulação ignorava o tritão; seja por descuido ou habito de quase sempre ter um errante abordo.

O capitão ainda estava dormindo em sua cabine e se quer acordava mesmo quando o navio atracava, seja pelo porre de bebida na madruga ou cansaço das ultimas viagens. Independente, Gax agora estava livre para entrar na ilha, no mar ou ficar ali por mais algumas horas, podendo arranjar problema assim que o capitão acordasse, mas era uma possibilidade.

O cais de Kano era bastante largo e comprido, mostrando a riqueza que o reino detinha logo em sua chegada. Certamente encheria os olhos do homem peixe ao avistar pela primeira vez um porto tão... glamuroso. Alguns vendedores estavam próximos do navio, seja vendendo comida, ferramentas e entre outras coisas que os navegadores necessitavam.

Os comerciantes andarilhos sabiam que existiam alguns piratas na camufla ou homens de poucas palavras, exatamente por isso eles vendiam de forma silenciosa o que os outros precisavam, até mesmo coisas como drogas, bebidas e armas. Afinal, muitos desses navios carregavam consigo ex piratas ou pessoas infames que optavam por ficar nas sombras.

De qualquer forma, Nero poderia avistar esse grupo vendendo de navio em navio, e ainda percebendo que não haveria nenhum marinheiro no porto, seja pelo horário ou por outro motivo, era uma ótima oportunidade para sair do navio sem chamar muita atenção; apesar de que era difícil para um homem com 6 braços não chamar atenção.


Histórico Gax:

Histórico Davy:

_________________

Cap. 1 - Aonde é que eu estou? - Página 3 2uAvx3T_d
Jupges
Ver perfil do usuário
Créditos : 00
JupgesCivil
https://www.allbluerpg.com/t1419-nero-vil-gax https://www.allbluerpg.com/t1425p15-cap-1-aonde-e-que-eu-estou#16627
Re: Cap. 1 - Aonde é que eu estou? Ter Maio 03, 2022 5:13 pm



É o Vilgaxxx


Gax sairia do barco com pressa, claramente evitando o dono do barco que provavelmente não deveria se importar muito com sua saída. Ao sair ainda não teria percebido a falta de seu escravo, que neste momento já deveria estar num beco no meio do nada, cedo ou tarde ele iria notar mas por agora muitas distrações ocupavam sua cabeça. A primeira e mais importante era terminar o último de seus objetivos até chegar em Kano, objetivo esse que não foi terminado por pura inconveniência do destino.

Gax procuraria de vendedor em vendedor no porto pelos materiais que precisava, incluindo o kit de forja que estava querendo fazia tanto tempo, ao terminar de adquirir os itens procuraria por algum lugar quieto no porto, e caso não encontrasse retornaria até o navio. Ao adentrar no navio Nero procuraria por um lugar quieto para que pudesse forjar um projeto que havia pensado anteriormente, algo que em sua cabeça possibilitaria sua tão sonhada transformação em um dragão no futuro.
Spoiler:


Caso o dono do barco viesse incomoda-lo o polvo demoraria até responder por estar concentrado em seu projeto, após alguns momentos com a voz meio distraída Gax diria para o homem:
-Olha eu já falo com você, só me deixe terminar meu trabalho aqui por favor

Se não fosse possível para o tritão encontrar as mercadorias que precisava no porto, Nero percorreria pela ilha de Kano ansioso tentando achar uma forja ou alguma loja com artigos para ferreiros.

objetivos:
Atributos, vantagens e perícias:

Histórico:




Blindao
Ver perfil do usuário
Imagem : Cap. 1 - Aonde é que eu estou? - Página 3 OdRR37N
Créditos : 47
Localização : North Blue ~ Flevance
BlindaoSargento
https://www.allbluerpg.com/t296-thorkell-dragnar-godheim https://www.allbluerpg.com/t1057-4-capitulo-gigantorines-em-altai
Re: Cap. 1 - Aonde é que eu estou? Qua Maio 04, 2022 12:41 am

Narração
Aventura



Após descer do navio e andar até um dos vendedores ambulante, não precisando de muitos passos, pois, um deles já haveria abordado o tritão. – Yo. Parece que você é o tipo de homem que precisa de materiais para impor sua vontade, do que precisa... eu tenho tudo que sua mente desejar... desde que tenha grana para pagar. O humano portava uma casaco enorme seguido de algumas mochilas e diversos itens pelo corpo.

Não tardou para Gax pedir por um Kit de forja e apanhar os matérias necessários, pagando o preço de meio milhão de berris. – Foi bom fazer negocio com você, chará. O homem diria ao contabilizar a grana com um sorriso e logo seguindo seu caminho, sem mais perguntas, típico de um comerciante do mercado negro. Apesar de que não seria esse bem o caso.

De qualquer forma, Nero haveria retornado ao navio com objetivo de usufruir da forja e ninguém havia se importando de seu retorno. O capitão ainda estava dormindo e grande parte dos marujos haviam ido em algum bordel ou taverna que ainda estivesse aberto, gastar sues míseros trocos que mal havia ganhado.

Algumas horas haviam se passado e foco do tritão na forja era notável. Dado certo ponto, o bater do martelo na forja e o calor haveria chamado atenção de um dos tripulantes do navio, um homem de pele escura que era responsável pela forja. Logo ao descer e avistar o tritão e seus múltiplos braços, ele se acocava e ficava olhando para o homem-peixe.

Mesmo com a concentração de Nero, logo quando houvesse terminado de forjar, seria impossível não avistar o enorme humano a sua frente, devia medir por volta de dois metros e meio e uns 250 quilos em massa muscular, recheado com uma barriga de chope. – E aí cara. O homem negro possuía um belo topete aloirado, uma barba em forma de costeletas clássica, anéis chamativos e um colar bastante descolado. – Porque veio para esse país? Ele perguntava na maior cara dura.

Se Gax perguntasse o motivo da pergunta do homem, ele respondia. – Tô entediado. O capitão vai ficar dormindo agora até o cú faze bico. Ah, pode me chamar de Ork. Ele diria logo enfiando o dedo no nariz e tirando tato de forma despreocupada. Ele parecia não ligar para a raça de tritão ou muito menos para o fato da forja estar sendo usada sem ter pedido antes, ele parecia ser o tipo de cara que só se importava em matar o seu tédio.


Histórico Gax:

Histórico Davy:

_________________

Cap. 1 - Aonde é que eu estou? - Página 3 2uAvx3T_d
Jupges
Ver perfil do usuário
Créditos : 00
JupgesCivil
https://www.allbluerpg.com/t1419-nero-vil-gax https://www.allbluerpg.com/t1425p15-cap-1-aonde-e-que-eu-estou#16627
Re: Cap. 1 - Aonde é que eu estou? Qua Maio 04, 2022 7:39 pm



É o Vilgaxxx


Achar materiais em um porto movimentado como aqueles não era problema, e o capitão do navio nem ligou para a presença de Gax lá dentro, ele deveria ter um sono pesado pra não ouvir o som do metal batendo na forja. Mesmo assim Gax não foi silencioso o suficiente para passar desapercebido, não era como se ele estivesse tentando mas ao mesmo tempo não era como se ele quisesse ser incomodado.

Gax dava uma boa olhada no homem, desconfiado o tritão esperou em silêncio e ficou olhando para a peça forjada que deveria estar esfriando, quando viu que teria que esperar aceitou apenas falar com ele. Antes Nero perguntava o que ele estava fazendo e o homem respondia dizendo que estava entediado, Gax entendia bem como era se sentir assim, e logo se abria:
-Bom eu vim pra Kano para... para... hmmm

O homem-peixe percebia que não tinha uma resposta imediata para a pergunta, e se obrigava a pensar em uma rapidamente, depois de uns 10 segundos em silêncio o polvo voltava a falar:
-Eu vim pra Kano para subir aquela montanha que conecta nosso mar com a Grand Line, preciso me apressar se quiser enfrentar uns imperadores dos mares sobre os quais eu ouvi falar. Falando nisso vou precisar de um barco que aguente o tranco, e de um navegador também, você não conhece nenhum não?

A esperança de que o homem pudesse ajuda-lo era real, mas pensando em uma tripulação aquele tritão começou a dar falta de algo, aonde estava aquele pirralho trapaceiro chamado Feng? Ele deveria estar no barco mas porque o polvo não viu ele ainda?

objetivos:
Atributos, vantagens e perícias:

Histórico:




Blindao
Ver perfil do usuário
Imagem : Cap. 1 - Aonde é que eu estou? - Página 3 OdRR37N
Créditos : 47
Localização : North Blue ~ Flevance
BlindaoSargento
https://www.allbluerpg.com/t296-thorkell-dragnar-godheim https://www.allbluerpg.com/t1057-4-capitulo-gigantorines-em-altai
Re: Cap. 1 - Aonde é que eu estou? Qui Maio 05, 2022 9:41 pm

Narração
Aventura



O silêncio se perpetuou por segundos, que mais pareciam milênios. De qualquer forma, Nero parecia confuso quanto ao motivo que havia feito ele ir para Kano, pois, nem ele sabia afirmar o real motivo de sua ação. Destino? Acaso? Sonhos? incontáveis coisas levaram o tritão até Kano, até mesmo sorte.

Todavia, o tritão rapidamente narrou seus objetivos, não que fosse muito profundo, mas eram um ponto de partida. Ork fintava nos olhos de Gax que após suas palavras havia questionado se o mesmo sabia de algum barco ou navegador disponíveis para levarem ele até a reverse moutain. – Sei não, coisas complicadas não me atraem. Ele diria de forma breve e direta, pois, era típico de seu ego.

No entanto, dado alguns segundos em silêncio uma outra vez, Ork coçava sua testa e então retornaria falar. – Hun, talvez haja algum navio viajando para a Grand Line. Isso acontece com frequência, agora sobre aceitarem estrangeiro já não faço ideia. Ele terminava de dizer, ainda que houvesse tentado ajudar o tritão a sua frente, seu intelecto não era o ponto forte. – Vai pra lá porque? Ele perguntava mesmo não sendo da conta dele, outra vez, Ork só queria passar o tempo, e como estava entediado, conversa era um dos meios.


Histórico Gax:

Histórico Davy:

_________________

Cap. 1 - Aonde é que eu estou? - Página 3 2uAvx3T_d
Jupges
Ver perfil do usuário
Créditos : 00
JupgesCivil
https://www.allbluerpg.com/t1419-nero-vil-gax https://www.allbluerpg.com/t1425p15-cap-1-aonde-e-que-eu-estou#16627
Re: Cap. 1 - Aonde é que eu estou? Qui Maio 05, 2022 11:44 pm



É o Vilgaxxx


O homem não ajudou em muita coisa, para falar a verdade não ajudou em nada, agora era só arranjar uma desculpa pra pegar o projeto forjado e ir embora do barco.

Gax continuava a conversar com Ork, que dessa vez perguntava para Nero o porque de ir pra Grand Line, o polvo novamente pensava por um tempo e começava a falar:
-Bom os imperadores eu acho, se bem que deve ser a mesma coisa que enfrentar um rei do mar. Sabia que eu já matei dois reis dos mares? Um deles parecia até um dragão de tão grande, era azul, tinha dois chifres, cuspia fogo e tinha uma cicatriz em formato de X no peito.

Enquanto pensava no outro, o tritão se lembrou que deveria perguntar outra coisa que também era de extrema importância para o tripulante na sua frente:
-Ih eu me lembrei de algo, que eu não sei exatamente se foi uma memória ou devaneio. Mas você viu um garoto magrelo com cara de psicopata que não dorme no navio?

Caso Ork respondesse negativamente, Nero despertaria e ficaria atento, então começaria a correr vasculhando cada canto do barco para ver se encontrava Feng, e enquanto corria gritaria:-FENG! FENG!! FENG!!! ONDE ESTÁ O MEU ESCRAVO?

Se o tritão não conseguisse encontrar Feng, procuraria e caso encontrasse pegaria uma lanterna no navio, se ela estivesse apagada Nero colocaria o projeto criado em sua boca e morderia com força para criar uma faísca para acender a lanterna, nesse momento iria até a saída do navio e jogaria a lanterna na vela para começar um incêndio, correndo a fundo na ilha de Kano gritando:
-FENG ONDE ESTÁ VOCÊ MEU FILHO?



objetivos:
Atributos, vantagens e perícias:

Histórico:




Blindao
Ver perfil do usuário
Imagem : Cap. 1 - Aonde é que eu estou? - Página 3 OdRR37N
Créditos : 47
Localização : North Blue ~ Flevance
BlindaoSargento
https://www.allbluerpg.com/t296-thorkell-dragnar-godheim https://www.allbluerpg.com/t1057-4-capitulo-gigantorines-em-altai
Re: Cap. 1 - Aonde é que eu estou? Sex Maio 06, 2022 11:19 pm

Narração
Aventura



O enorme homem acocado arqueava um de suas sobrancelhas logo ao ouvir a história louca de Gax, qualquer tolo desacreditado riria ou caçoaria o tritão por sua mentira. Entretanto, Ork era do tipo que acredita em coisas como essa, tanto que logo seus olhos cintilavam por imaginar a cena de luta entre o homem polvo e o tal rei do mar.

Ork então se erguia e caminhava alguns passos até tocar sua mão próximo da forja, como se estivesse acariciando uma dama. – Lutar contra um rei do mar, huh. Você é um homem de sorte, ou um tritão de sorte, enfim. Ele diria dando de ombros. – Eu não sou bom em nada, exceto martelar contra o ferro. Quase sempre estou entediado, mas por sorte dobrar o aço me distrai sempre. Ele olhava para a forja quase como se fosse um parente, provavelmente era algo que fazia a muito e muito tempo.

Nero então recordaria do garoto, Feng, tal qual havia ficado na ultima ilha. – Garoto magricela? Hunn, acho que não. Dado a resposta, Gax começava a correr e gritar pelo garoto de forma desvairada. Ork apenas olhava por alguns instante até ignorar o que é que Gax estivesse fazendo.

Por outro lado, a gritaria de Nero teria enfim acordado o capitão do navio. – Mas que porra é essa?! O velho gordo sairia da cabine só de calção e uma regatinha suja com quase toda sua barriga de fora, não sabendo o que exatamente havia ocorrido. Quando se deram conta, o navio estava começando a pegar foto e os tripulantes corriam com baldes para tentar cessar o fogo.

Já Gax estaria longe gritando pelo porto o nome de Feng, pois, não havia encontrado o garoto; sua insanidade era realmente notável. Afinal de contas, teria tocado fogo no navio que teria lhe dado carona, um maníaco seria apelido para classificar o tritão. Era de manhã cedinha, por sorte haviam poucas pessoas, mas se abalavam com a gritaria do homem-peixe além de notarem a fumaça saindo do navio. Kano com certeza estava sendo visitada por uma entidade bastante enlouquecida da cabeça.


Histórico Gax:

Histórico Davy:

_________________

Cap. 1 - Aonde é que eu estou? - Página 3 2uAvx3T_d
Jupges
Ver perfil do usuário
Créditos : 00
JupgesCivil
https://www.allbluerpg.com/t1419-nero-vil-gax https://www.allbluerpg.com/t1425p15-cap-1-aonde-e-que-eu-estou#16627
Re: Cap. 1 - Aonde é que eu estou? Seg Maio 09, 2022 5:19 pm



É o Vilgaxxx


Gax continuaria correndo e gritando por mais uns 20 minutos, o que na cabeça dele parecia muito mais do que uma eternidade. O polvo andava e procurava pelo garoto em cada beco ou viela que encontrava, em cada rua ou esquina, só para depois de certo tempo entender que Feng provavelmente fugiu ainda no porto de Sirarossa. Essa realização deixou o tritão furioso, e naquele momento ele decidia que iria fazer da vida das pessoas da ilha um inferno.

A primeira coisa que ele queria fazer era invadir uma casa, então assim ele faria, procuraria por uma casa que parecesse mais luxuosa na ilha, que estivesse reformada ou com a pintura nova e procuraria por algum meio de entrar na casa. De longe ele observaria se alguma janela ou porta estava aberta e se esse fosse o caso ele escalaria a parede ou apenas entraria pela porta. Se não houvessem entradas óbvias o tritão iria até a porta e chutaria para tentar arrombar a casa.

Caso conseguisse entrar inicialmente o polvo iria até a cozinha da casa, ao chegar na cozinha procuraria por qualquer tipo de comida e colocaria na boca mastigando com pressa. Se encontrasse com algum morador nesse meio tempo pegaria o mesmo pelo pescoço, e jogaria em uma das paredes da casa gritando:
-EU SEREI BREVE! Isso é um assalto, me mostre aonde estão os itens de valor da casa e eu n preciso queimar ela abaixo. Resistência irá gerar mortes!

objetivos:
Atributos, vantagens e perícias:

Histórico:




Blindao
Ver perfil do usuário
Imagem : Cap. 1 - Aonde é que eu estou? - Página 3 OdRR37N
Créditos : 47
Localização : North Blue ~ Flevance
BlindaoSargento
https://www.allbluerpg.com/t296-thorkell-dragnar-godheim https://www.allbluerpg.com/t1057-4-capitulo-gigantorines-em-altai
Re: Cap. 1 - Aonde é que eu estou? Qua Maio 11, 2022 11:58 am

Narração
Aventura



O tritão permanecia correndo como um louco pelas pontes e ilhas interligadas de Sirarrose. Tal fato é, que em determinado ponto ele bateria seus braços de encontro com as pessoas que tentavam transpassar as pontes, derrubando algumas e até mesmo ferindo outras. Ainda que não houvessem muitas pessoas logo cedo de pé, ainda havia aquelas mais idosas que aproveitavam para desfrutar do por do sol. Essas que, infelizmente, se deparariam com a loucura desvairada do homem-peixe.

Havia um pequeno grupo de soldados patrulhando, pois, eram os que faziam a vigia durante a noite. Quando avistaram a algazarra do tritão, logo desconfiaram do sujeito e lhe seguiram a uma determinada distância.

Nero por sua vez, adentrou ferozmente em uma das casas mais simples de Kano, ainda que muito bela, abastada e bem construída, os senhores dentro tomavam um susto gigantesco. – O que está fazendo? Está é minha casa, saia daqui ou chamarei a marinha! O senhor era velho, mas não possuía temor diante do tritão.

Quando Gax começou a fazer exigências, sabe-se lá por qual motivo, o casal de idosos ficavam se entreolhando, desconfiados e bastante aflitos. – Eu não lhe darei nada! Tudo que está aqui foi adquirido com meu esforço! Guardas!!! Guardasssss!!! O senhor ficava gritando em voz alta, sendo possível ouvir do lado de fora.

Os marinheiros que haviam seguido Nero, logo conseguiam escutar as vozes dentro da casa e se aproximavam mais da residência. Certo ponto, ouviria o clamor por ajuda do civil e imediatamente chutavam a porta sem formalidades. – Você aí! Parado! Perturbação sonora logo de manhã e invasão a domicilio são crimes em Kano! Levante as mãos e saia para fora da casa agora! O marine era novo, tão novo quanto seu fiel camarada ao lado. O rapaz que falava portava uma espingarda básica da marinha, enquanto o outro ao lado portava em sua cintura uma espada longa.

A inexperiência dos rapazes quase estava obvia, principalmente por Nero estar habituado a ter que lidar com esse tipo de laia. Inclusive, teria que se acostumar ainda mais em razão de que logo começaria a ser caçado como um pirata pela marinha.

Histórico Gax:

Histórico Davy:

_________________

Cap. 1 - Aonde é que eu estou? - Página 3 2uAvx3T_d