Bem-vindo ao

All Blue

É com muito prazer que lhes damos os comprimentos ao nosso RPG. All Blue se trata de um RPG narrativo com o ambiente principal centrado em One Piece, obra de Eiichiro Oda.
Se divirta nessa nova aventura e se torne o novo rei pirata... Se puder!

Últimos assuntos
Na busca por sinaisHoje à(s) 9:38 pmporOverLordOs Infernais - Um Tesouro Banhado em SangueHoje à(s) 8:30 pmporTerryCréditosHoje à(s) 8:22 pmporShiori~Voracity~Hoje à(s) 8:20 pmporShioriI know what I want and where I'm goingHoje à(s) 5:34 pmporAnthony DiorQuanto Vale o ShowHoje à(s) 4:40 pmporMendoncaRecomeçosHoje à(s) 3:08 amporFaktorIndicaçõesOntem à(s) 10:06 pmporKenshinCabras da Peste, Vol 5 - A face da desordemOntem à(s) 9:19 pmporFormiga7º Capítulo: The One Above All - Ato 2Ontem à(s) 9:18 pmporShiori

Kris, a Incrível Ninja

Página 4 de 6 Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6  Seguinte
Shiori
Imagem :
Kris, a Incrível Ninja - Página 4 EEEWL0c
Créditos :
46
Ver perfil do usuário https://www.allbluerpg.com/t363-shiori-miyamoto#1109 https://www.allbluerpg.com/
Kris, a Incrível Ninja Qua Ago 31, 2022 11:38 am
Relembrando a primeira mensagem :



Kris, a Incrível Ninja


Ren [Civil]

Não possui narrador definido.
Aberta

_________________

Kris, a Incrível Ninja - Página 4 YHVeK1M

Kris, a Incrível Ninja - Página 4 VYrwji0

Terry
Imagem :
https://i.imgur.com/x2frSwS.png
Créditos :
15
Localização :
República de Hoxter - 1ª Rota
Ver perfil do usuário https://www.allbluerpg.com/t313-ren https://www.allbluerpg.com/t2120-kris-a-incrivel-ninja#22935
Terry
Capodecina
Re: Kris, a Incrível Ninja Sab Set 10, 2022 4:30 am




legenda


narração.
"pensamentos".
-falas.


post - 23



A hora do ataque se aproximava cada vez mais, e agora faltava apenas acertar os últimos pontos antes de dar a ordem e partir pra base dos Galantes. Mais cedo naquele dia, eu tinha conseguido fazer um pequeno reconhecimento do exterior do bordel, o que significa que tive um bom tempo pra pensar na melhor forma de fazer aquilo tudo acontecer. Atacar de frente e às cegas era sempre uma opção, mas uma prodígio como eu era beem melhor e mais inteligente do que isso. O que eu tinha em mente era um belo ataque triplo, com nossas forças invadindo por três entradas ao mesmo tempo pra confundir e criar caos na cabeça dos inimigos.

O telhado deles era bastante fortificado, o que me fazia concluir que era uma área considerada importante pra eles. Por isso, talvez fosse uma boa deixá-la nas minhas mãos, afinal, eu lutava melhor quando tinha espaço pra me soltar totalmente e usar toda a minha força sem acidentalmente ferir algum aliado. E uma vez que eu tivesse me livrado dos sentinelas lá em cima, entraria eu mesma no prédio por alguma janela. As outras entradas eram a da frente e a dos fundos, e pra elas eu também já tinha um curso bem legal pra seguir. Parte do meu grupo iria atacar os guardas da frente no intuito de causar uma distração, e enquanto isso, a parte mais poderosa lançaria a verdadeira infiltração pela porta dos fundos. Uma vez com todo mundo lá dentro, o banho de sangue começaria de verdade.

A chegada de Agatha significava que restava apenas passar as últimas instruções pra que tudo pudesse ter início de fato. - Ótimo, só precisamos dar uma revisada rápida no plano e já começamos. - Responderia a minha colega, fazendo um sorriso confiante. - Hoje mais cedo fiz um reconhecimento no local, e percebi que algumas entradas são melhor protegidas que as outras. A porta dos fundos é o ponto mais fraco, então a maior parte da infiltração deve acontecer por lá. - Começaria a explicar, também indo direto ao ponto. - Yelenna, Bell e Izzy vão começar tudo lançando um ataque direto na porta da frente, servindo como distração e capturando a atenção dos Galantes. - Anunciaria o plano, cruzando os braços. - Enquanto isso, a maior parte das nossas forças vai se aproveitar da bagunça na entrada principal e atacar a porta dos fundos, com a Anzu, a Kuroda e o resto do pessoal do distrito do contrabando trabalhando pra adentrar o prédio o mais rápido possível.

Suspiraria fundo antes de continuar, olhando rapidamente para cima. - Já eu, vou usar meu Geppou pra subir até o teto e dar cabo dos sentinelas lá de cima. Depois disso, vou entrar por alguma janela e auxiliar na invasão. Nosso objetivo é exterminar todos os Galantes que tiverem lá dentro e atear fogo no local, pra então depois disso escaparmos antes que a marinha chegue. - Olharia para toda a coalização ali presente, fazendo uma pequena risadinha antes de concluir minha fala. - Todo mundo entendeu né? Bom, vamo lá. - Usaria um tom de voz não muito sério e até um pouco casual, afinal eu não estava nem perto de ser uma líder nata do tipo que fica dando altos discursos inspiradores, eu era apenas uma criminosa de alta patente prestes a ter uma bela noite de diversão. No meu rosto estava estampado um sorriso bem sádico, comigo louquinha pra cortar algumas gargantas.

Enfim, sairia do meu Clube junto de todo mundo, liderando o pessoal pela rua da divórcio, e iria então até as redondezas da base dos Galantes. Aguardaria nas sombras até que todos estivessem em posição, e então esperaria que o grupo de Yelenna lançasse seu ataque de distração. Uma vez que isso tivesse acontecido, tava na hora de eu entrar em ação enquanto Anzu e Kuroda iam pra porta dos fundos. Com toda a minha velocidade, eu usaria meu Geppou para chutar o ar e subir até ficar bem acima do telhado do bordel, carregando eletricidade em minhas mãos enquanto identificava as posições dos guardas de lá antes de lançar meu ataque, esperando que eles logo me percebessem. - Eu queria poder dizer que isso aqui é apenas negócios e nada pessoal, mas vocês quase mataram minha irmã, então… - Falaria de forma sarcástica e quase arrogante enquanto chamava suas atenções. - …É um pouquinho pessoal sim!

Liberando a eletricidade do meu mugetsu ao redor de todo o meu corpo, eu usaria minha acrobacia e Geppou pra saltar do ar e cair bem em cima de um dos inimigos, como um poderoso meteoro elétrico, brandindo minha nekote para então acertá-lo bem no peito. Uma vez no chão do telhado, sem demorar nem mais um segundo, dispararia três raios de eletricidade simultâneos das minhas mãos contra os outros oponentes, e caso eles esquivem ou bloqueiem, eu responderia criando uma explosão de eletricidade que cobrisse toda a superfície daquele telhado, para que sua única opção de fuga da minha técnica fosse pular de lá de cima.

Caso me atacassem, com certeza tentaria me defender. Primeiramente sempre priorizaria a esquiva, principalmente quanto aos projéteis lançados, afinal, eu já tinha visto eles com armas de fogo mais cedo. Faria o possível para sair da trajetória deles assim que percebesse que estavam vindo em minha direção, seja com rápidas passadas para os lados, rolamentos para trás, saltos acrobáticos rápidos e piruetas, e até abaixando meu corpo. Também tentaria esquivar os possíveis ataques físicos que viriam, usando as mesmas estratégias. Caso visse que não teria tempo para esquivar, logo colocaria minha nekote na direção do ataque e tentaria bloqueá-lo ou apará-lo dessa forma. Tendo sido atingida por um golpe de curta distância ou não, eu não tardaria a contra atacar com um forte arranhão bem na barriga do atacante.





histórico:

arma:

objetivos:


_________________

"The soon-to-be Empress of the Underworld"

Kris, a Incrível Ninja - Página 4 UNCo9W5
Formiga
Imagem :
Kris, a Incrível Ninja - Página 4 Teste
Créditos :
10
Ver perfil do usuário https://www.allbluerpg.com/t1843-nymeria-nymph
Formiga
Desenvolvedor
Re: Kris, a Incrível Ninja Dom Set 11, 2022 4:15 pm



Finalmente o momento da revanche havia chego e sem mais delongas, Ren começava a falar todo plano para os presentes no interior do clube, sendo sucinta em suas palavras e bem explicativa - Certo, faremos isso então! - Bradou Mari em um tom ligeiramente animado, porém, não superava a animação de Anzu e Yelenna, que pareciam ferver para dar o troco pelo atentado de alguns dias atrás. Kuroda se mantinha tranquila como sempre, aquela não era sua primeira aliança contra um inimigo em comum e com certeza não seria a última, como alguém do submundo, a mulher sabia que teria que enfrentar muita coisa para alcançar o poder que tanto desejava.

Com tudo pronto o grupo partiu pela rua do Divórcio, que por sua vez, estava bem vazia, pelo jeito, às informações de Izzy eram realmente verdadeiras. Claro, existiam algumas pessoas na rua que observavam aquele montante com certa curiosidade, já outras, estavam ligeiramente incomodados com o que poderia estar por vir, afinal, estava claro que um combate seria instaurado ali naquele ambiente, o que podia ser ruim para os negócios. De qualquer forma, quando todos chegaram e posição a treta não demorou de ser iniciava, com Yelenna partindo como um verdadeiro trem desgovernado, indo de encontro com os seguranças que estavam na porta e logo ficaram em alerta, vendo aquele pedaço ambulante de carne.

Ren por sua vez pisou no ar com velocidade, enquanto os guardas do terraço estava prestar a atacar os grupos que atacavam pela frente e por trás, entretanto, como uma verdadeira tormenta elétrica, a mulher desceu acertando todos que ali estavam. Os movimentos da felina carregavam toda sua sede de sangue e motivação por estar ali, afinal, eles queriam sua morte e por sorte não tiraram sua irmã. O combate no terraço foi unilateral, aqueles homens não tiveram nenhuma chance contra a selvagem elétrica, que sem demora ceifou a vida de todos eles. A “putaria” realmente estava espalhada pelo prédio de proporções elevadas, Anzu e Kuroda lutavam na parte de trás, enquanto o trio – e alguns homens de Agatha – resolviam os assuntos na parte de frente, ambos entrando no prédio com velocidade.

A felina não ficava para trás, aproveitando de uma janela aberta para encontrar acesso ao interior do lugar, que por sinal, carregava um certo luxo em sua estrutura. Era possível ver que uma festa realmente tinha acontecido por ali, afinal, algumas roupas estavam jogadas pelo ambiente, assim como garrafas e latas vazias, finalizando com algumas pessoas que estavam jogadas pelos cantos, completamente desacordadas e sem a mínima força para resistir a qualquer ataque que pudesse vir. O som dos disparos não demoravam de acontecer, assim como os gritos que claramente vinham dos Galantes, afinal, a grande maioria estava desesperado com toda aquela situação. No interior do ambiente Ren desviou de alguns ataques, homens e mulheres avançavam em sua direção sem suas vestes – ou apenas com algumas peças em seus corpos – utilizando suas mãos nuas, outrora armas brancas como espadas e pequenas facas.

A princípio Ren mostrava sua superioridade, no entanto, o lugar não era tão amplo assim, pelo menos, não aquela andar onde a mulher estava, que parecia ser formado majoritariamente por quartos e corredores. Ela esquivava, bloqueava e contra atacava na medida do possível, porém, os números dos inimigos eram bem superiores, ao ponto da garota sentir alguns cortes sendo criados em seu corpo. Enquanto ela ataca quem vinha pela frente, alguém chegava por trás e desferia um golpe, claro, ela era rápida e tinha bons sentidos e facilmente desviava desse golpe por trás, porém, outro vinha pelo outro lado e desferia um ataque. A situação não era difícil em termos de força, como dito, o perigoso mesmo eram os números superiores que os Galantes contavam naquele momento, principalmente no andar em que a felina estava, afinal, ela estava sozinha ali.

Ela também recebia alguns chutes e socos, que vinham de todos os lados possíveis, enquanto aquele corredor enchia de gente, com selvagem em seu centro. Ela precisava achar um jeito de lidar com aquela quantidade numerosa de inimigos, sem gastar suas cartas na manga, afinal, aqueles se tratavam apenas dos minions.

Histórico:
Terry
Imagem :
https://i.imgur.com/x2frSwS.png
Créditos :
15
Localização :
República de Hoxter - 1ª Rota
Ver perfil do usuário https://www.allbluerpg.com/t313-ren https://www.allbluerpg.com/t2120-kris-a-incrivel-ninja#22935
Terry
Capodecina
Re: Kris, a Incrível Ninja Dom Set 11, 2022 5:39 pm




legenda


narração.
"pensamentos".
-falas.


post - 24



A batalha havia finalmente começado. Os sentinelas do telhado acabaram não tendo apresentando qualquer problema pra mim, comigo tendo eliminado todos eles sem muita dificuldade. Agora já dentro do prédio, imaginava que os inimigos fossem começar a ficar um pouco mais desafiadores, mesmo que eu os tivesse pego literalmente de calças curtas. Graças aos seus grandes números eu vi que eles conseguiram fazer pequenos ferimentos em mim, mas nada muito preocupante por enquanto. - Olha só, parece que essa festa foi inesquecível mesmo em? - Comentaria em um tom de deboche, percebendo a ausência de roupas em alguns dos meus adversários. Pareceu que aquela havia sido exatamente o meu tipo favorito de festa, mas infelizmente eu tava ali pra massacrar e não festejar. - É uma pena que eu tô aqui pra exterminar vocês, eu adoraria ter participado! - Falaria em um tom brincalhão, com um sorriso cruel por baixo de minha máscara de ninja, me deleitando em fazê-los sofrer..

Sem perder mais tempo, assim que possível, ativaria novamente o meu electro, energizando minhas duas mãos ao mesmo tempo. Em mais um gracioso porém feroz movimento onde eu ergueria meus dois braços para o alto, e então dispararia duas descargas de energia elétrica ao mesmo tempo, dando a elas o formato de rajadas poderosas. Miraria uma para que ela acertasse os inimigos da frente, enquanto a outra deveria pegar os que estavam nas minhas costas, no intuito de acertar ambos os grupos ao mesmo tempo e impedir que caíssem todos em cima de mim. Depois disso, partiria primeiramente pra cima do grupo da frente.

Assim que chegasse à distância corpo-a-corpo dos meu inimigos, imediatamente miraria as garras da minha nekote em um arranhão lateral no intuito de acertar o torso de vários ao mesmo tempo, tentando nem lhes dar tempo pra reagir depois dos meus raios anteriores. Em seguida, com sucesso ou não, continuaria usando as garras de ambas as minhas mãos para arranhar e perfurar suas áreas vitais como olhos, garganta, barriga e coração com a maior brutalidade e selvageria possíveis, me deliciando com o sofrimento daqueles gangsterzinhos.

O básico de minhas defesas seria mantido. Priorizaria a esquiva, quando possível, mas já sabendo que talvez fosse um pouco complicado num lugar tão apertado. Faria o possível para sair da trajetória deles assim que percebesse que estavam vindo em minha direção, seja com rápidas passadas para os lados, rolamentos para trás, saltos rápidos, abaixando meu corpo ou dando um rápido pulinho. Caso visse que não teria tempo para esquivar, logo colocaria minha nekote na direção do ataque e tentaria bloqueá-lo ou apará-lo dessa forma. Tendo sido atingida por um golpe de curta distância ou não, eu não tardaria a contra atacar com um forte arranhão bem na barriga do atacante.

Caso tentem me agarrar por serem muitos, eu já estaria bem preparada para isso, e imediatamente colocaria todas as minhas forças na mandíbula para desferir a mordida mais poderosa que eu conseguisse no momento em qualquer parte do corpo do agarrador que estivesse ao meu alcance. Também tentaria colocar eletricidade no meio, criando uma onda circular de eletricidade poderosa ao meu redor para fazê-los sair de perto de mim ou nocauteá-los de possível. Caso a primeira mordida não tenha sido suficiente, eu morderia e morderia com toda a violência até me soltarem, também tentando fincar minhas garras aonde eu conseguisse em seus corpos, dilacerando-os com toda a selvageria.

Se eu visse que eles estavam prestes a disparar projéteis contra mim, eu mesma agarraria um dos peladões e tentaria usá-lo como escudo humano, usando minhas velocidade para fazer uma pirueta e imediatamente ir pra trás dele. Também aproveitaria para rasgar a parte de trás de seu pescoço se por acaso ele ainda estivesse vivo. Dessa vez, usaria novamente aqueles mesmos ataques, mas além de mudar a ordem deles pra ficar mais imprevisível, também tentaria acertá-los em pontos cegos como as costas e a nuca. Não faria nenhuma doideira super poderosa por enquanto, afinal, ainda não tava na hora de tentar colocar todo o prédio abaixo.





histórico:

arma:

objetivos:


_________________

"The soon-to-be Empress of the Underworld"

Kris, a Incrível Ninja - Página 4 UNCo9W5
Formiga
Imagem :
Kris, a Incrível Ninja - Página 4 Teste
Créditos :
10
Ver perfil do usuário https://www.allbluerpg.com/t1843-nymeria-nymph
Formiga
Desenvolvedor
Re: Kris, a Incrível Ninja Dom Set 11, 2022 5:56 pm



Ren não demorava para notar que aquele tipo de festa era algo que a agradava, uma pena não está ali para uma comemoração daquelas. Como supracitado no turno anterior, os números dos Galantes era algo que realmente preocupava a qualquer um, por mais pessoas que Kuroda conseguiu trazer, ainda sim parecia que eles não se equiparavam em números, principalmente Ren, que se encontrava sozinha contra vários. Aquilo era um problema? Sim e dos mais cabeludos, no entanto, a mulher tinha recursos suficientes para lidar com grandes hordas de inimigos.

Ela deixou que a eletricidade percorresse seu corpo, só aquele movimento já fazia alguns dos inimigos receberem a descarga elétrica unicamente por estarem em contato com a mulher, mas, o verdadeiro ataque estava por vir. Com um movimento cruel, a felina liberou duas rajadas – para ambos os lados do corredor – sem pensar duas vezes, fritando cada um dos antagonistas que ali estavam. Todos caíram com facilidade? Não, a selvagem notou que alguns resistiram aquela carga elétrica e continuaram seus caminhos, subindo por cima daqueles que caíram facilmente com o movimento da ninja, partindo para o combate corpo a corpo.

Lutar naquela distância não era um problema para a felídea, que sem delongas, moveu seu corpo com graça e a força necessária para cortar a carne dos seus inimigos, enquanto é claro, realizava os movimentos de esquiva da maneira que podia. Sua arma dilacerava os corpos dos homens e mulheres ali presentes, enquanto ela também utilizava dos recursos naturais provindos de sua raça: seus dentes e garras. Sim, um verdadeiro banho de sangue acontecia, a protagonista conseguia sentir suas vestimentas se encharcando cada vez mais com o líquido rubro da vida dos seus inimigos, enquanto pedaços dos seus corpos iam ficando pelo caminho.

Um ponto interessante daquelas ações era que em momento algum os membros do grupo Galante mostraram medo, como qualquer outro grupo faria! Eles mostraram porque comandavam Hoxter, continuando a ir pra cima como um verdadeiro exame de abelhas visando proteger sua rainha. O caos continuava e os gritos vinham de todos os lados, era possível escutar estrondos nos andares inferiores que faziam toda a estrutura tremer, realmente, o combate estava em outro patamar naquela investida contra o poderoso grupo.

Ren continuava de maneira brutal, recebia alguns golpes, mas ela estava na vantagem naquele momento, até claro, sentir que seus movimentos foram parados, sendo mais específico, os movimentos das suas pernas. Quando a garota olhasse para baixo, veria que duas mãos tinham atravessado o concreto existente abaixo dos seus pés, e ela subitamente era puxada, sentindo seu corpo destruir forçadamente o chão. BOOM! O som do seu corpo se chocando brutalmente contra o solo do segundo andar era algo que certamente chamou a atenção dos andares inferiores. Aliás, quando se deu por si, viu que o responsável por lhe puxar era um homem com um gosto de roupa peculiar, mas, dotado por uma musculatura invejável.  Ele parecia sozinho naquele ambiente, não falou em momento algum, apenas liberou um potente grito que antecedeu o soco dado no ar, liberando uma massa de tal elemento que empurrou o corpo da felina alguns metros para trás. Em suas mãos era possível ver duas soqueiras com pontas afiadas, o corredor onde ela estava era bem semelhante ao de cima, sendo estreito e com várias portas dispostas no mesmo. Por fim, ela conseguia ouvir os passos vindo do andar superior, parecia que os homens que tinham sobrevivido à chacina lá em cima estavam descendo, caso olhasse, ela veria que a escada que dava acesso ao andar onde ela estava ficava cerca de cinco metros atrás, ou seja, não demoraria muito para que ela ficasse cercada novamente. O homem então parecia preparar mais um soco, que aparentemente estava carregado da mesma massa de ar lançada antes por ele.

Histórico:
Terry
Imagem :
https://i.imgur.com/x2frSwS.png
Créditos :
15
Localização :
República de Hoxter - 1ª Rota
Ver perfil do usuário https://www.allbluerpg.com/t313-ren https://www.allbluerpg.com/t2120-kris-a-incrivel-ninja#22935
Terry
Capodecina
Re: Kris, a Incrível Ninja Seg Set 12, 2022 8:29 am




legenda


narração.
"pensamentos".
-falas.


post - 25



A infiltração na base dos Galantes continuava, e mesmo que eu estivesse indo muito bem contra as multidões de fracotes, eu sabia que era questão de tempo até aparecer o primeiro peixe grande. Eventualmente, um grandalhão sem muita noção de moda me puxou pro andar de baixo, em seguida me acertando com um peculiar socão de ar que me lançou pra longe sem dificuldade. Aí estava a verdadeira primeira grande pedra em meu caminho, o que me fazia concluir que eu realmente teria que me esforçar bastante daqui pra frente, embora ainda estivesse confiante na minha própria força. - Tô impressionada, aquele soco foi beem forte. - Comentaria em um tom de deboche, sorrindo bem animada com aquela perspectiva de luta. - Já estava na hora de algum de vocês me apresentar um bom desafio!

Depois de ser mandada pra trás com aquele soco de a, eu já tentaria me levantar e recompor minha postura de luta. Aparentemente aquele cara era bastante forte fisicamente, tendo conseguido fazer todo aquele estrago no edifício, o que significava que ele provavelmente teria a vantagem em um confronto de curta distância. Parece que eu ia precisar manter uma boa distância enquanto lutava com ela se quisesse maximizar minhas chances de vitória. Novamente começaria a carregar a energia que emanava do meu corpo, aquela batalha estava apenas começando, e eu tinha que terminar com ele o mais rápido possível pra poder garantir a segurança das minhas companheiras. O fato de que provavelmente tinham mais inimigos vindo me preocupava um pouco apesar da minha confiança, eu realmente não tinha tempo a perder.

Começaria novamente disparando uma rápida e óbvia rajada de energia elétrica diretamente na direção do fortão, já esperando que ele conseguisse bloquear ou esquivar. Afinal, ataque se tratava apenas de uma finta. Logo em seguida eu iniciaria meu verdadeiro ataque, imediatamente depois da finta, eu geraria uma longa lâmina de energia na minha mão esquerda e tentaria com ela perfurar o peito do inimigo com uma estocada de longe, sem me aproximar muito. Por fim, tentaria remover a lâmina de energia rapidamente e desferia um corte em seu torso usando a lâmina de raios, no intuito de abrir tudo.

Se por acaso ele ainda assim conseguisse se aproximar de mim, chegando em distância corpo a corpo, eu rapidamente geraria uma descarga elétrica em formato de redoma em volta do mim, no intuito de eletrocutar qualquer um que estivesse em um raio de três metros da minha posição, além disso, imediatamente contra atacaria com uma barragem de vários arranhões usando minhas duas mãos mirando o torso do inimigo, também tentando abocanhá-lo com minhas presas, perfurar seu corpo com a nekote e até eletrocutá-lo com todas as forças caso ele fosse tentar me agarrar.

Ao perceber que seria vítima de mais ataques como outro daqueles socos de ar, meu primeiro instinto seria tentar desviar, usando minha habilidades para retirar meu corpo da trajetória dos golpes inimigos, seja com passadas rápidas para os lados, abaixando minha cabeça, saltando para longe ou fazendo rápidos rolamentos para o lado oposto de onde vem o ataque inimigo.

Novamente, ao ver que não seria possível esquivar do soco aéreo ou outro golpe por qualquer motivo como a falta de espaço no corredor, eu tentaria bloquear colocando minha nekote em frente ao ataque, e se não fosse possível, tentaria defletir acertando no golpe um poderoso arranhão com a minha arma. Dessa vez também ficaria com a atenção redobrada para não ser pega de surpresa pelos inimigos que estavam pra chegar. Se por acaso eles tentem novamente me cercar e vir pra cima como abelhas, eu imediatamente criaria uma enorme explosão de energia ao meu redor, como fiz na luta contra Milena, no intuito de jogar todos pra longe e nocauteá-los.





histórico:

arma:

objetivos:


_________________

"The soon-to-be Empress of the Underworld"

Kris, a Incrível Ninja - Página 4 UNCo9W5
Formiga
Imagem :
Kris, a Incrível Ninja - Página 4 Teste
Créditos :
10
Ver perfil do usuário https://www.allbluerpg.com/t1843-nymeria-nymph
Formiga
Desenvolvedor
Re: Kris, a Incrível Ninja Seg Set 12, 2022 12:28 pm



Aquela guerra contra os Galantes continuava de maneira assustadora, afinal, era possível para Ren ouvir os sons das batalhas que estavam ocorrendo em diferentes ambientes daquele prédio. O grandalhão era dotado por uma musculatura invejável, porém, a felina era alguém experiente em combate, já tendo enfrentando os mais diversos oponentes ao longo da sua trajetória até aqui. Seu comentário debochado era ignorado pelo homem que como dito anteriormente, estava preparando mais uma leva de socos poderosos, mantendo-se focado unicamente em derrotar à intrusa.

A selvagem carregava seu corpo com energia novamente, disparando a eneriga como uma rajada elétrica na direção do brutamontes, que não desviou ou bloqueou de maneira defensiva, na verdade, lançou seu soco carregado que chocou diretamente contra a energia que vinha em sua direção, causando um estrondo agudo pelo ambiente. Aquele claro que não o ataque final da protagonista, que não tardou a gerar ainda mais energia e tentar daquela distância perfurar o seu peito, no maior estilo freeza. Aquilo deu certo? Sim, mas o brutamontes não caiu. Antes que ela pudesse prosseguir, notou que o peito do homem ganhava uma tonalidade escura, bem semelhante ao Haki que aprendeu com Yelenna a alguns dias atrás, aquilo era um sinal claro que o oponente em sua frente não era qualquer um.

Enquanto tudo aquilo acontecia a mulher ouviu um som de engrenagem ecoando pelo ambiente, rapidamente conseguiu notar que as janelas eram fechadas por algo metálico, parecendo uma placa sólida de tal material semelhante. Aliás, enquanto ela observava isso – metros atrás do grandão tinha uma janela e você conseguiu ver no momento em que a placa metálica desceu – ela notou que aquela figura robusta havia – literalmente – desaparecido - Soru! - Foi a última coisa que a garota conseguiu escutar antes de ver aquele brutamontes aparecendo na sua frente, desferindo um soco tão forte que jogou a mulher voando para trás. Naquela pequena fração de segundos ela conseguiu ver que ele havia apertado os dentes um contra o outro, sentindo toda aquela energia gerada pela mulher como uma espécie de redoma, mas, ele conseguia superar por pouco.

A selvagem voou para trás com ferocidade e se chocou contra a parede metálica que tampava uma das janelas, amassando um pouco a mesma, mostrando que não se tratava de simples ferro. Ren sentia o peso daquele golpe, mas ainda tinha muita lenha para queimar e estava pronta para continuar - Soco Aéreo! - Falou o homem mandando três massas de ar – em formato de socos – na direção da mulher, que desviou de maneira veloz, baixando a cabeça e saltando. BOOM! BOOM! BOOM! O estrondo do ar amassando a placa metálica viajou por todo o cenário, aquilo claramente foi mais forte que as primeiras ações do homem.

O sangue escorria pelo ferimento, assim como o líquido rubro da vida descia pelo canto da sua boca, o ferimento feito pela mulher cobrava seu preço. Antes que ele pudesse continuar, cerca de sete pessoas desciam as escadas e davam de cara com Ren, que que estava a cerca de três metros dela - Morraaa! - Gritou o primeiro deles avançando contra a mulher, que estava de costas para parede/placa de metal. O brutamontes parecia preparar algo, ele estava ligeiramente curvado, como se estivesse se concentrando unicamente em seu punho... algo grande parecia vir, Ren precisava lidar com aqueles sete homens e posteriormente contra seu principal oponente.


Histórico:
Terry
Imagem :
https://i.imgur.com/x2frSwS.png
Créditos :
15
Localização :
República de Hoxter - 1ª Rota
Ver perfil do usuário https://www.allbluerpg.com/t313-ren https://www.allbluerpg.com/t2120-kris-a-incrivel-ninja#22935
Terry
Capodecina
Re: Kris, a Incrível Ninja Seg Set 12, 2022 1:55 pm




legenda


narração.
"pensamentos".
-falas.


post - 26



A batalha continuava, e como eu já tinha imaginado desde antes, aquele grandão estava superando todas as minhas expectativas quanto a sua força. Isso significava que eu precisava urgentemente impedir ou atrasar a chegada daqueles reforços dos Galantes o quanto antes. Sem perder tempo, carregaria uma enorme de quantidade de energia nas minhas mãos e dispararia um raio duplo na direção da escada, na tentativa de além me livrar do idiota que tentava me atacar sozinho, fazer alguma parede desabar e criar uma barreira natural de escombros que os impedissem de chegar onde eu estava. - Que foi? Não se garante sozinho contra mim? - Faria uma piscadela sarcástica e um sorrisinho para o meu inimigo principal, provocando-o no intuito de deixá-lo com mais raiva e mais distraído.

Assim que terminasse isso, imediatamente iria pra cima do fortão com toda a minha velocidade, sabendo que talvez ficar longe dele fosse ainda pior do que lutar por perto graças aos seus socos aéreos. Eu o perseguiria ele com as garras erguidas e, ao chegar em curta distância, me concentraria bastante até conseguir envolver minha nekote com o Busoushoku no Haki, e então tentaria colocá-lo na defensiva com rápidos e destrutivos arranhões contra a parte superior de seu corpo como torso, gargante e olhos. Se possível, tentaria perfurar a lateral do seu torso com as garras da minha mão livre, e em seguida arranhar sua barriga com a nekote envolta com haki, na tentativa de causar sérios danos.

Se conseguisse me aproximar desse jeito mas aqueles ataques não tivessem sido suficientes para derrubá-lo, ainda tentaria novamente surpreendê-lo, e ao invés de atacá-la com mais arranhões, perfurações ou mordidas, faria o que ela menos esperava e usaria uma técnica que ainda não havia mostrado naquela luta. Criaria uma pequena faca de pura eletricidade verde em minha mão esquerda, e com meu Rakurai 落雷 totalmente carregado, fincaria a incrivelmente poderosa lâmina elétrica bem no peito do meu inimigo, seguindo o ataque com uma estocada na barriga usando a minha mão da nekote, que teria seu poder aumentado pelo meu Haki do Armamento.

Meu foco defensivo dessa vez não seria a esquiva já que o meu espaço ia ficando cada vez mais pequeno. Ao invés dela, eu usaria bloqueios e contra ataques. Ao perceber que seria vítima de mais ataques como outro daqueles poderosos socos de ar, eu logo decidiria por fazer uma defesa de duas camadas já que pelo visto uma só não tinha sido suficiente. Antes de tudo, criaria mais uma barreira elétrica circular em volta de mim, mas não ficaria só nessa. Além da barreira, eu ainda tentaria bloquear golpes que pudessem atravessá-la colocando mais uma vez minha nekote em frente ao ataque, e se não fosse possível, tentaria defletir acertando no golpe um poderoso arranhão com a minha arma. A diferença, porém, era que antes de realizar o bloqueio eu infundiria minha arma com haki para aumentar muito o seu potencial defensivo. Tendo tido sucesso ou não na defesa, imediatamente contra atacaria com uma série dupla de poderosos raios mirando no torso do Galante, usando ambos os meus braços para tal ataque.

Dessa vez também ficaria com a atenção redobrada para não ser pega de surpresa pelos inimigos que estavam pra chegar. Se por acaso eles tentarem novamente me cercar e vir pra cima como abelhas, eu imediatamente criaria uma enorme explosão de energia ao meu redor, como fiz na luta contra Milena, no intuito de jogar todos pra longe e nocauteá-los.





histórico:

arma:

objetivos:


_________________

"The soon-to-be Empress of the Underworld"

Kris, a Incrível Ninja - Página 4 UNCo9W5
Formiga
Imagem :
Kris, a Incrível Ninja - Página 4 Teste
Créditos :
10
Ver perfil do usuário https://www.allbluerpg.com/t1843-nymeria-nymph
Formiga
Desenvolvedor
Re: Kris, a Incrível Ninja Seg Set 12, 2022 2:16 pm



O grandalhão indicava que seria uma barreira problemática, isto é, se ele não tivesse sido perfurado pelo golpe anterior da felina. A mulher por sua vez não demorava em realizar suas ações, utilizando novamente da sua eletricidade para disparar com ferocidade contra os velhos inimigos e a própria estrutura, causando uma destruição significativa e liquidando de uma única vez com os mesmo, pelo jeito, a falta de alguém para lidar com toda aquela eletricidade estava cobrando seu preço.

Uma leve cortina de fumaça se formou após as ações da caçadora, mas, logo foi dissipada pela pressão vinda do musculoso, que parecia reunir aquela massa disforme em volta da sua mão, que claro, no final do processo tomava a forma de uma esfera. Ren não perdeu tempo e logo avançou na direção do homem, usando sua nova habilidade para revestir sua Nekote, sentindo um gasto demasiado de energia para isso, já que ela ainda era uma novata no uso de tal habilidade. De qualquer forma, no momento em que atacou o brutamontes fez o mesmo, ocorrendo um choque de energias naquele momento que abalou por completo a estrutura do lugar. Era possível ver o chão se despedaçar aos poucos, assim como as paredes, portas e tudo em volta da dupla.

Kris, a Incrível Ninja - Página 4 Gol-d-roger-edward-newgate

Ambos forçaram por alguns instantes seus golpes, entretanto, Ren logo percebeu que estava na vantagem, já que por tamanha força imposta naquele movimento, o homem cuspiu uma quantidade significativa de sangue, que desestabilizou por completo suas ações. O golpe da mulher teve sua continuidade, tendo sua arma por si só a capacidade de cortar a carne de qualquer ser vivo, tendo seu poder destrutivo potencializado pelo Haki, atravessou por completo o torso, tendo como alvos também a garganta e os olhos. A selvagem sentiu um prazer sádico percorrendo suas veias, principalmente ao notar que seus movimentos cortavam o homem como uma faca corta manteiga, o sangue jorrou pela área perfurada com certa selvageria, enquanto o rapaz caía sem vida de joelhos.

Infelizmente a mulher não teve tempo o bastante para se deliciar com aquele momento, pois, figuras do grupo inimigo surgiam pelo acesso do andar inferior, mas, logo eram lançados para trás pela explosão de energia criada pela selvagem, que estava atenta dessa vez. Era possível ouvir os sons dos combates no piso inferior, inclusive, estrondos que chamavam a atenção da mulher, aquilo claramente vinha de uma figura forte o bastante para fazer tudo tremer. Tiros, gritos de desespero e todos os tipos de efeitos sonoros existentes em um campo de batalha existiam por ali, assim como uma quantidade significativa de sangue espalhado pelo ambiente onde a felina estava.

Caso ela descesse, veria que Anzu estava por ali, enfrentando um inimigo de cabelos longos e pretos, ele trajava apenas uma calça que cobria até a altura do calcanhar e visivelmente estava colocando pressão na mulher. A principio não dava para ver o restante dos seus aliados, exceto por alguns homens de Kuroda que enfrentavam os galantes por ali.


Histórico:
Terry
Imagem :
https://i.imgur.com/x2frSwS.png
Créditos :
15
Localização :
República de Hoxter - 1ª Rota
Ver perfil do usuário https://www.allbluerpg.com/t313-ren https://www.allbluerpg.com/t2120-kris-a-incrivel-ninja#22935
Terry
Capodecina
Re: Kris, a Incrível Ninja Ter Set 13, 2022 8:00 am




legenda


narração.
"pensamentos".
-falas.


post - 27



O poder do Busoushoku Haki era mesmo impressionante. Por mais que eu ainda precisasse me esforçar muito para usá-lo, o aumento de força que ele me proporcionava era muito mais do que suficiente pra fazer tudo valer a pena. Foi só graças a esse poder que eu tinha conseguido limpar tão rápido os inimigos nesse andar, e agora, podia continuar a missão de extermínio sem mais delongas.

Ao descer para o andar de baixo, perceberia que Anzu tava tendo alguns problemas com o inimigo que enfrentava. O homem de longos cabelos pretos conseguia colocar bastante pressão na minha companheira, o que era beem impressionante levando em conta a força da Amazona mercenária. Pelo visto, parecia ser uma boa ideia que eu interferisse no combate a favor da minha subordinada e a ajudasse a despachar esse Galante.

- E aí, amiga? - Falaria, depois de fazer um salto acrobático para aterrissar ao lado dela. - Como a gente não tem muito tempo a perder, vou ter que me intrometer nesse encontro de vocês. - Brincaria, erguendo minha nekote, levantando a guarda, me preparando bem pra dar início ao combate. Eu ainda não tinha visto como esse novo adversário luta, então minha estratégia teria que ser um pouco mais generalista dessa vez.

Primeiramente, tentaria servir apenas como apoio para Anzu no intuito de vê-los lutando melhor, para então poder observar o estilo de luta do homem de cabelos longos. Carregaria muita energia em minhas mãos e, sem demora, dispararia dois raios de eletricidade contra meu adversário, no objetivo de fazê-lo precisar bloquear ou esquivar do golpe. Caso isso acontecesse, imediatamente daria o sinal: - Anzu, sua vez! - Esperaria então que minha companheira atacasse, e então observaria como ela se sairia naquela ofensiva contra meu inimigo.

Tentaria defender tanto a mim mesma quanto a minha companheira em caso de ataques inimigos. Ao perceber que um golpe inimigo estava vindo em nossa direção, fosse ele de curta ou longa distância, eu imediatamente revestiria minha nekote com Busoushoku Haki e colocaria a arma de frente ao ataque, no intuito de segurá-lo ou bloqueá-lo.

Ao perceber que o ataque mirava apenas em mim e não Anzu, minha prioridade seria a esquiva, e eu tentaria desviar fazendo um alto salta acrobático na direção oposto a da trajetótia do movimento, e caso não fosse o suficiente, complementaria a esquiva com rápidos rolamentos para os lados. Novamente, na possibilidade de eu sofrer um agarrão, morderia com toda a força o corpo do cabeludo, tentaria perfurá-lo com minhas garras e eletrocutá-lo com meu electro. Se tivesse a oportunidade, contra atacaria com mais um raio de energia mirado bem no peito do Galante.





histórico:

arma:

objetivos:


_________________

"The soon-to-be Empress of the Underworld"

Kris, a Incrível Ninja - Página 4 UNCo9W5
Formiga
Imagem :
Kris, a Incrível Ninja - Página 4 Teste
Créditos :
10
Ver perfil do usuário https://www.allbluerpg.com/t1843-nymeria-nymph
Formiga
Desenvolvedor
Re: Kris, a Incrível Ninja Ter Set 13, 2022 12:26 pm



- E aí, como foi lá em cima? - Indagou Anzu cuspindo um misto de saliva e sangue - Sem problemas, não estamos aqui para uma luta justa. - Falava de maneira racional e bem direta - Cuidado, ele luta estranho. - Pontuou antes que a figura antagonista avançasse contra as duas, sendo que Anzu rapidamente partiu em sua direção para um confronto direto. Ren não demorou em disparar sua energia contra o homem, porém, em um rápido movimento o rapaz deslizou pelo chão com maestria e graciosidade em suas ações, acertando em seguida o tronco da Amazona em diferentes pontos com extrema velocidade, fazendo-a liberar um gemido agudo de dor.

Kris, a Incrível Ninja - Página 4 Teppei-anime

Ela tentou agarrar o homem, mas como uma cobra, se moveu ao redor da mulher. A Amazona virou tentando acertar um chute com o calcanhar, entretanto, o homem se contorceu fazendo com que o movimento passe no vento, acertando dois golpes na altura da coxa da mulher, que ao depositar a força naquela perna para se manter de pé, se viu indo em direção ao solo - Merda! Esse cara... - A mulher falou enquanto visivelmente usava sua força para se manter em pé, sendo que a perna atingia tremelicava com certa selvageria.

Aquele antagonista era hábil, parecia ser traiçoeiro como uma cobra e difícil de ser atingido, o que complicava ainda mais toda situação. Ele avançou contra Ren em alta velocidade, mas, a jovem já estava preparada para um combate direto, usando seu Haki para revestir à arma em sua mão, buscando bloquear ou até mesmo segurar aquele ataque. O inimigo ao perceber a intenção a mulher – de algum jeito estranho ele parecia “sentir” a intenção de Ren e você conseguia perceber isso – ele parou e rapidamente mudou, deslizando e se contorcendo para se mover com velocidade em direção as costas da garota, buscando um agarrão severo. Nesse momento – novamente – antes de concluir sua ação, ele puxou as mãos para trás e rapidamente saltou, mas antes, disparou um raio bem no peito do homem.

Este por sua vez levou ambas as mãos na altura do peito, como se tentasse criar um escudo com seus membros momentos antes de ser atingido, sendo jogado para trás com selvageria. Ele ficou de pé logo em seguida, tendo um braço incapacitado pelo ferimento causado por Ren, era possível ver que o mesmo estava ligeiramente queimado, porém, o outro ainda continuava com sua utilidade. A figura antagonista olhou para os lados como se buscasse por algo, mas, pareceu não encontrar o que esperava, fazendo uma expressão de descontentamento. Ele correu com extrema velocidade, saltando em direção a escada e usando a parede como propulsão, indo para o andar inferior, deixando apenas Anzu – que ainda estava com o membro paralisado – e Ren por ali, além de claro, os homens de Kuroda que haviam saído vitoriosos contra os galantes presentes.


Histórico:
Terry
Imagem :
https://i.imgur.com/x2frSwS.png
Créditos :
15
Localização :
República de Hoxter - 1ª Rota
Ver perfil do usuário https://www.allbluerpg.com/t313-ren https://www.allbluerpg.com/t2120-kris-a-incrivel-ninja#22935
Terry
Capodecina
Re: Kris, a Incrível Ninja Ter Set 13, 2022 4:37 pm




legenda


narração.
"pensamentos".
-falas.


post - 28



O cabeludo, assim como Anzu havia me avisado, tinha um estilo de luta beem peculiar e parecia conseguir prever meus ataques antes deles acontecerem. Eu não fazia a menor ideia de como ele conseguia fazer aquilo, e já conseguia perceber que era uma habilidade altamente problemática. Mesmo comigo ajudando a minha companheira, ele conseguiu ferir a perna da amazona e paralisar o membro antes de fugir com o rabo entre as pernas. Mas pelo lado positivo, agora eu já sabia mais ou menos quais eram os truques e tinha como tentar combatê-los com mais efetividade. E Anzu era muito durona, eu confiava que ela ia conseguir se virar sem que eu precisasse estar sempre ao seu lado.

- Aguenta firme aí Anzu, vou atrás daquele cretino. - Falaria para a Kuja com muita convicção, sabendo que por enquanto era melhor que ela descansasse um pouco a perna e deixasse o inimigo pra mim. Também tinha percebido que os homens da Kuroda haviam sido vitoriosos, o que era um ótimo sinal pra gente. Bom, em seguida, iria correndo em toda a velocidade até o andar de baixo, no intuito de perseguir o homem "clarividente" de cabelos pretos.

Ao descer as escadas, eu já sabia que estaria entrando em território desconhecido, em um lugar onde um inimigo bem poderoso provavelmente estava esperando pra me pegar de surpresa. Por isso, focaria bastante na defesa. Meu foco defensivo dessa vez não seria a esquiva já que o meu espaço ia ficando cada vez mais pequeno, mas caso o espaço no andar de baixo fosse aberto, faria muito bom uso dele para desviar usando minhas piruetas e saltos carpados para escapar da trajetória de possíveis ataques inimigos. Se o espaço fosse pequeno, aí sim eu usaria bloqueios e contra ataques.

Ao perceber que seria vítima de mais ataques como tiros, socos, chutes, agarrões ou espadadas, eu logo decidiria por fazer mais uma defesa de duas camadas. Antes de tudo, criaria mais uma barreira elétrica circular em volta de mim, mas não ficaria só nessa. Além da barreira, eu ainda tentaria bloquear golpes que pudessem atravessá-la colocando mais uma vez minha nekote em frente ao ataque, e se não fosse possível, tentaria defletir acertando no golpe um poderoso arranhão com a minha arma. A diferença, porém, era que antes de realizar qualquer bloqueio eu infundiria minha arma com haki para aumentar significativamente o seu potencial defensivo.

Caso encontrasse lá o homem dos cabelos negros, no intuito de fazer sua habilidade especial ser menos útil, eu imediatamente avançaria em sua direção, mas não para atacá-lo com arranhões ou raios que eram facilmente esquiváveis, e sim para tentar me agarrar nele e perfurar seu torso com minhas garras revestidas por Busoushoku, e além disso, claro, aplicar nele as mordidas com a maior quantidade força que eu conseguisse acumular no momento, até mesmo arrancando pedaços se possível, me deliciando com toda a violência. Me seguraria bem nele e faria todo o possível para não soltá-lo, afinal, assim ficaria mais difícil para que ele evitasse meus golpes.

Continuaria super atenta para não ser pega de surpresa por possíveis outros inimigos que pudessem estar lá no andar de baixo. Se por acaso eles apareçam e tentam novamente me cercar e vir pra cima como abelhas, eu imediatamente criaria mais uma vez uma enorme explosão de energia ao meu redor, no intuito de jogar todos pra longe e nocauteá-los. Eu não tinha tempo pra perder com esse tipo de peixe pequeno.





histórico:

arma:

objetivos:


_________________

"The soon-to-be Empress of the Underworld"

Kris, a Incrível Ninja - Página 4 UNCo9W5
Formiga
Imagem :
Kris, a Incrível Ninja - Página 4 Teste
Créditos :
10
Ver perfil do usuário https://www.allbluerpg.com/t1843-nymeria-nymph
Formiga
Desenvolvedor
Re: Kris, a Incrível Ninja Ter Set 13, 2022 10:04 pm



- Pode deixar, vou pegar um ar e já estou indo! - Falou a mulher com um sorriso amargo no rosto, todos sabíamos o quanto ela gostava de um combate. Ren não demorou para perseguir o fugitivo, sendo seguida pelos homens de Kuroda que também desciam as escadas, claro, um tempo depois de Ren, já que a felina era muita mais veloz do que eles. De qualquer forma, o andar inferior era o salão principal do lugar, como dito por Izzy anteriormente, não parecia muito diferente do Clube Safira, era apenas maior e mais chique. Um grande balcão de madeira existia por ali, assim como cadeiras – que estavam em grande maioria jogadas e quebradas, dando um sinal do combate que estava acontecendo por ali – um número considerável de pessoas estavam por ali, que incluía Izzy, Maria e a própria Kuroda.

Mesmo com a existência de mais pessoas por ali, a felina estava focada em ir atrás do antagonista do andar superior, que por sua vez, estava literalmente no meio daquela bagunça, atacando os homens de Kuroda e a própria Mari, de maneira técnica e bem única, ele paralisava os movimentos dos seus inimigos por pequenas frações de segundos, o que proporcionava aos seus aliados acertar golpes certeiros. Ele rapidamente notou a presença de Ren por ali, mas, manteve sua expressão seria e fechada, enquanto continuava a combater todos que estavam ao seu redor.

A felina não demorou para voar em sua direção com velocidade, fazendo uma espécie de barreira de eletricidade e também imbuindo sua mão com o Haki do armamento, visando diminuir a distância o mais rápido que conseguia, já que ele era bem esguio e mostrou facilmente desviar dos ataques a longa distância da menina. De qualquer forma, com a velocidade depositada pela selvagem em seus movimentos, não foi difícil para ela alcançar o homem, que por um momento deu a entender que partiria em fuga, no entanto, mudou a posição e impulsionou na direção da mulher, desaparecendo das suas vistas – como o grandalhão – surgindo um pouco abaixo dos seus seios, desferindo uma sequência de golpes que naquele momento foi indefensável, jogando-a no ar a cada acerto.


Kris, a Incrível Ninja - Página 4 Naruto-vs-sasuke-gets-bets-up


Ren tomou aquilo de graça? Não, claro, ela não era uma das pessoas mais resistentes do mundo, porém, estava convicta de alguma forma aproveitar da oportunidade para retalhar seu oponente. Em meio aos golpes que recebeu, sua mão deslizou pelo vento e atingiu um dos braços do homem, que por sua vez, não contava com nenhum mecanismo de defesa, aliás, o braço atingido inclusive foi o mesmo ferido anteriormente pela própria selvagem, o que diminuiu ainda mais a força dos socos. De qualquer forma, sua nekote afiada atravessou a pele e a carne, atingindo diretamente os ossos e por pouco não arrancou completamente um braço. Parou por aí? Claro que não, o movimento da garota continuou e acertou a face do homem, mandando sua mandíbula para longe. A mulher não chegava a ser lançada para trás, no entanto, sentia a dor percorrendo seu corpo e por uma pequena fração de segundos, ela sentiu que estava completamente paralisada. Aquilo podia ter sido muito prejudicial? Sim, no entanto, ninguém ali parecia ir em sua direção para completar o ataque, para sorte da felina.

O homem caiu de joelhos enquanto o sangue ia se encontro com o chão, aquela era mais uma vitória para Ren. Alguns tiros eram ouvidos e ela conseguia ver que os homens de Kuroda se colocavam como escudos de carne na frente da mulher, caindo pelos disparos. Mari estava tendo certa dificuldade, assim como Izzy, afinal, o número de galantes era grande e aumentava quando um grupo de oito entrava pela porta frontal do lugar. A batalha parecia chegar cada vem em seu ápice, Ren precisava de alguma forma ajudar seus aliados a enfrentar os inimigos numerosos.


Histórico:
Terry
Imagem :
https://i.imgur.com/x2frSwS.png
Créditos :
15
Localização :
República de Hoxter - 1ª Rota
Ver perfil do usuário https://www.allbluerpg.com/t313-ren https://www.allbluerpg.com/t2120-kris-a-incrivel-ninja#22935
Terry
Capodecina
Re: Kris, a Incrível Ninja Qua Set 14, 2022 4:41 am




legenda


narração.
"pensamentos".
-falas.


post - 29



Embora eu tivesse recebido uns bons ataques do homem de cabelos longos, no final eu havia novamente prevalecido. Agora já em um lugar que parecia ser o andar principal da base dos Galantes, eu já podia ver Izzy, Bell, Kuroda e seus homens lutando contra uma quantidade cada vez maior de inimigos. A lealdade dos homens do distrito do contrabando, que se sacrificavam por sua chefe sem pensar duas vezes, era muito impressionante, e me fazia refletir um pouco sobre o quão efetiva Kuroda era como uma líder.

Os golpes que eu recebi daquele estranho oponente antes de matá-lo, pelo visto, tinham deixado meu corpo levemente paralisado. Talvez isso fosse ser um problema caso eu precisasse enfrentar algum Galante mais poderoso que o normal, mas por enquanto pareciam ser apenas mais fracotes que só fazem a diferença em grandes números, e esse tipo de otário eu conseguia derrotar sem nem mesmo precisar me mexer. - Oi meninas, quanto tempo que a gente não se vê! - Cumprimentava minhas aliadas, em um leve e sarcástico. - Os andares de cima já estão limpos, então não deve faltar muita coisa pra gente concluir esse servicinho. - Explicaria, tentando fazer o pessoal ali se animar pra continuar a luta.

Focaria primeiramente minha atenção nos oito inimigos que vinham entrando pela porta principal do lugar, e imediatamente começaria a carregar altas quantidades de pura energia elétrica na minha mão esquerda (ou direita caso a esquerda estivesse paralizada). Assim que enxergasse a oportunidade, dispararia uma onda espalhada de eletricidade, buscando acertá-los com um poderoso ataque em área que pudesse atingir todos eles de uma só vez, nocauteando-os ou até mesmo fritando seus corpos de vez. Meu intuito era diminuir a quantidade de inimigos para que os outros conseguissem lutar melhor, e caso esse grupo fosse eliminado, voltaria minha atenção para tentar eletrocutar os outros com relâmpagos singulares mais precisos mirando seus torsos.

Kris, a Incrível Ninja - Página 4 DrzI92A

Como eu estava com parte do meu corpo paralisado, não poderia usar esquiva, e por isso, eu daria uma maior prioridade ao uso de bloqueios e contra ataques. Ao perceber que seria vítima de mais ataques, eu logo decidiria por fazer uma defesa de duas camadas já que pelo visto uma só não tinha sido suficiente. Antes de tudo, criaria mais uma barreira elétrica circular em volta de mim, mas não ficaria só nessa. Além da barreira, eu ainda tentaria bloquear golpes que pudessem atravessá-la colocando mais uma vez minha nekote em frente ao ataque, e se não fosse possível, tentaria defletir acertando no golpe um poderoso arranhão com a minha arma. A diferença, porém, era que antes de realizar o bloqueio eu infundiria minha arma com haki para aumentar muito o seu potencial defensivo. Tendo tido sucesso ou não na defesa, imediatamente contra atacaria com uma série dupla de poderosos raios mirando no torso do Galante, usando ambos os meus braços para tal ataque.





histórico:

arma:

objetivos:


_________________

"The soon-to-be Empress of the Underworld"

Kris, a Incrível Ninja - Página 4 UNCo9W5
Formiga
Imagem :
Kris, a Incrível Ninja - Página 4 Teste
Créditos :
10
Ver perfil do usuário https://www.allbluerpg.com/t1843-nymeria-nymph
Formiga
Desenvolvedor
Re: Kris, a Incrível Ninja Qua Set 14, 2022 9:55 pm



O combate parecia cada vez caminhar em direção a derradeira vitória, Ren e sua trupe aos poucos ganhavam espaço na casa dos Galantes, que por sua vez, contava com um número interessante de soldados, porém, poucos pareciam de fato fortes o bastante para demonstrar algum perigo. A felina não pensou duas vezes e logo partiu ao ataque, porém, relatou algumas informações importante para sua trupe, que assentiram positivamente em sinergia.

A felina rapidamente focou sua atenção nos novos inimigos que atravessaram a porta com velocidade, enviando contra eles um ataque elétrico semelhante a uma onda. Alguns pulavam rodopiando no ar, enquanto outros eram atingidos com ferocidade pela eletricidade, tendo seus corpos danificados pelo poder da garota. A mulher estava momentaneamente incapacitada, por conta dos golpes do inimigo anterior, porém, ela não estava completamente desprotegida. Um do grupo que recém chegou – um dos que pularam para não serem atingidos pelo ataque elétrico – avançou na direção da felídea com velocidade, visando atingir um soco pesado na região do seu tronco. Aquilo atingiu a mulher? Não, como dito anteriormente, ela não estava completamente indefesa. Utilizando sua arma, a eletricidade e também o haki do armamento, ela bloqueou e contra-atacou com extrema velocidade, ceifando a vida do galante com facilidade.

Por um momento tudo pareceu que estava definido, a vitória parecia clara, já que a trupe de Ren ganhava cada vez mais vantagem, contudo, uma presença surgia na porta do lugar, que chamava a atenção principalmente de Kuroda – Richard Herzog! – Bradou a mulher olhando fixamente para a jovem figura que estava parado na porta, com ambas as mãos no bolso. Ele era bonito, seus cabelos loiros, seus olhos claros, seu look – camisa branca, jaqueta vermelha com alguns detalhes – e principalmente as joias espalhadas pelo seu pescoço e pulso – Yare, yare... não pensei que iria lhe rever tão cedo, pelo jeito, dessa vez não precisei procurar por problema! – Falou o jovem tirando ambas as mãos no bolso, mostrando que em suas mãos existiam alguns anéis brilhantes - Homens! Vamos mostrar para esse povinho a força dos Galantes! – Falou o homem avançando com velocidade na direção de um dos homens de Kuroda, atingindo com um chute tão forte que o mandou de um lado a outro da sala. Atrás dele cerca de quatro pessoas avançavam também, todos seres humanos com o mesmo estilo que o tal do Richard, todos claramente fortes.

Por sinal, Richard avançou tão veloz na direção de Kuroda que Ren por um momento o perdeu de vista, atingindo a mulher com um chute de cima para baixo que afundou seus pés no chão do lugar, seguido por um rodopio em pleno ar e um segundo chute em ângulo horizontal, que jogou a mulher contra o balcão. Os homens que seguiam o rapaz obliteravam por completos os números que Kuroda trouxe, eles até mesmo mostravam-se um problema para Izzy e a própria Mari, que não demoravam para entrar em um combate direto contra eles. A luta tinha alcançando um outro nível, Ren sentia que aquilo era problema, não seria fácil lidar com aquelas cinco pessoas.


OBS: Sinta-se livre dos efeitos dos golpes anteriores, pode narrar 100% bem.

Histórico:
Terry
Imagem :
https://i.imgur.com/x2frSwS.png
Créditos :
15
Localização :
República de Hoxter - 1ª Rota
Ver perfil do usuário https://www.allbluerpg.com/t313-ren https://www.allbluerpg.com/t2120-kris-a-incrivel-ninja#22935
Terry
Capodecina
Re: Kris, a Incrível Ninja Qui Set 15, 2022 9:55 am




legenda


narração.
"pensamentos".
-falas.


post - 30



O loirinho realmente chegou chegando, conseguindo inclusive jogar a Kuroda pra cima do balcão sem muita dificuldade, o que me fez precisar fazer um certo esforço pra engolir o riso ao presenciar aquela cena, já que a minha parceira do Contrabando era normalmente tão posuda e metida. "Ui ui, sou a chefona da parte sul da ilha. Já tenho meus meios pra subir de cargo no distrito e não preciso de sua ajuda." Imaginei rapidinho ela falando, em um tom comicamente orgulhoso enquanto eu tossia pra disfarçar. Também senti uma forte tentação de fazer piada com o fato dela ter sido tacada girando feito uma bola de futebol nos pés de um craque do esporte, mas isso talvez fosse deixar ela brava demais, e eu não queria isso de uma aliada no meio de um combate importante como aquele. Então eu consegui resistir, e ao invés disso, optei por um clássico trocadilho Sirarossense. - Olha só! Parece que a nossa Aga... “tha” precisando de uma ajudinha aqui! - Faria uma risadinha com o meu próprio chiste, embora não esperasse que os outros presentes fossem compreender meu senso de humor tão sofisticado e cheio de refino.

Voltando à seriedade, não precisava ser algum grande gênio pra concluir que aquele homem lindo ali era o líder dos Galantes, ou no mínimo o mais forte do grupo deles. Os aliados que ele trouxe também não eram nada fracos se comparados aos que eu tinha enfrentado até agora, com eles conseguindo dar muito trabalho até pras minhas subordinadas diretas e eliminando os homens da Kuroda, mesmo que eles fossem mais bucha de canhão do que qualquer coisa. Pra confirmar minhas suspeitas, perguntaria pra Izzy sem denunciar minha identidade. - É esse loirinho aí o chefe deles? - Esperaria então pela resposta da minha irmã.

Richard realmente parecia super gato, e eu tava mais impressionada com isso do que com a grande força dos chutes pra falar a verdade. Desde que coloquei os olhos nele, o canalha se recusava a sair de algumas partes mais “obscuras” da minha mente, partes essas que fantasiavam sem parar. “Gato, forte, estiloso, rico, confiante, carismático, trabalha mais ou menos na mesma profissão que eu... Mas que droga! Por que justamente esse cara teve que atacar meu clube e mandar atirarem na minha irmã? Sinceramente, eu trocaria a Kuroda por ele em um instante se já não tivesse tanto sangue ruim entre a gente…” Pensei rapidamente um pouco frustrada, tentando esconder as minhas bochechas levemente coradas. "Por que não podia ser um sapão feio igual o Barzini?"

Isso tudo, inclusive a lembrança do meu tão odiado ex, me fez lamentar um pouco ter que tirar a vida do meu novo inimigo, afinal, eu tinha um fraco beeem grande por aquele tipo de cara, esse tal Richard Herzog era exatamente o meu tipo, o cara perfeito pra mim, e eu estaria mentindo se dissesse que o meu maior instinto naquele momento não era começar a dar em cima dele loucamente e chamá-lo pra tomar uns drinques. Mas obviamente isso estava fora de questão, já que a minha missão ali era basicamente matar ele, todos os seus amigos, e então tocar fogo em sua base. Né, mesmo que, diferente de todos os outros Galantes até agora eu não necessariamente estivesse muito animada para enfrentá-lo, nessa altura do campeonato ele me mataria se eu não o fizesse, então não era como se eu tivesse muita escolha.

Ou eu matava ele, ou ele me matava. E eu também tinha que ficar lembrando constantemente que foi ele que ordenou o ataque contra o meu Clube que quase matou a Izzy. Me deixar ficar muito encantada com ele poderia ser fatal não só para mim, quanto também pra todas as minhas companheiras com quem eu me importava tanto. Talvez meu lado sádico fosse mais atiçado depois de tomar alguns chutes, mas eu tava bem confiante como sempre, não importa a força dele, depois do treinamento de Yelenna eu sabia que dava pra ganhar, ainda mais agora que estava livre da paralisia.

- Herzog, é? - Falaria, erguendo minha nekote. - Além de muito gato, você parece ser um pouco menos incompetente do que os seus outros amigos que me enfrentaram hoje. Gostei! - Misturaria sarcasmo e honestidade naquela fala, mas ainda usando um tom de deboche pra ver se eu conseguiria tirá-lo do sério. - Se você cair de joelhos e implorar, talvez eu possa poupar sua vida e te transformar em meu brinquedinho, o que acha? - Novamente usaria um tom brincalhão, testando as águas pra ver se aquilo seria o suficiente para irritá-lo, ou então talvez distraí-lo um pouco. - Prometo que vou cuidar muuito bem de você… - Falaria, deixando claro o teor sugestivo.

Como eu já sabia que ele ia recusar minha oferta, eu também já estava bem preparada para entrar em combate com ele. Izzy tinha me dito lá no Clube que o líder dos Galantes era muito bom com as pernas, o que significava que eu teria que prestar muita atenção nelas durante a luta. Ainda por estar levemente caidinha pelo Herzog, por enquanto tentaria deixá-lo pro final e focaria minhas atenções nos outros. A ideia era matá-los antes e deixar o bonitão vivo por mais tempo, afinal, existia sempre a chance de que ele fosse desistir, ou pelo menos era o que o meu lado devasso e pervertido gritava no meu subconsciente.

Quanto à minha estratégia de luta, eu ainda tinha umas duas ou três cartas na manga com relação a habilidades de luta que eu ainda não tinha demonstrado no ataque dessa noite. Minha Dádiva Lunar e minhas técnicas especiais eram as mais óbvias, mas depois da minha luta com Milena eu também tinha desenvolvido uma espécie de “estilo de combate” novo pra ajudar um pouco mais contra inimigos super fortes, algo que me praticamente me colocava no controle do “senhor das tormentas e tempestades”, ou algo parecido com isso. Eu sorriria confiantemente, ansiosa para poder estrear esse meu novo poder. No momento, porém, era mais inteligente continuar usando meus estilos usuais e o Busoushoku, afinal, a ideia no início de qualquer combate era mais ver o como exatamente os inimigos lutam, descobrir alguma forma efetiva de contra atacar aquele estilo, e então ir com tudo pro ataque. Pelo menos era o que tinha funcionado pra mim até então.

Como meu foco inicial seriam os amigos dele que davam trabalho pra Bell e Izzy, eu a princípio tentaria atacá-los de longe com meus raios para distrair a atenção deles e criar aberturas para que as meninas atacassem. No intuito de não ocupar minhas mãos e mantê-las livres para uma boa defesa caso precise, eu carregaria uma enorme quantidade de eletricidade na minha boa e dispararia uma série vários relâmpagos amarelados na direção dos colegas de Herzog. Eu já imaginava que eles não fossem o suficiente para derrotá-los, mas com eles esquivando ou defendendo, talvez Bell, Izzy e Kuroda conseguissem o tempo que precisam pra acertar alguns golpes.

Kris, a Incrível Ninja - Página 4 EclNewl

Mesmo que meu foco ofensivo fosse neles, eu já imaginava que Herzog viria pra cima de mim, ainda mais depois de todas aquelas provocações e piadas que eu tinha feito. Então ficaria super atenta a seus movimentos, principalmente de suas pernas. Assim que o enxergasse vindo em minha direção com um chute ou coisa do tipo, usaria meu Busoushoku para endurecer a parte do meu corpo que ele mirava e tentaria bloquear o golpe dessa forma. Caso fosse possível bloqueá-lo colocando minha nekote na frente do movimento, o faria, afinal, era mais seguro do que tomar um ataque direto e depender apenas do Haki.

Como a minha resistência não era das maiores, esquivas também eram uma ótima opção, embora eu estivesse levemente cética se seria possível esquivar com sucesso dos ataques de um inimigo supostamente tão poderoso, comigo tendo tido problemas com isso até com os fracotes dos andares anteriores. Parecia mais correto focar no bloqueio reforçado com Haki, mas caso visse que existia uma abertura, ao invés de fazer esquivas convencionais, eu usaria meu Geppou para me impulsionar rapidamente no ar e saltar pra longe do golpe inimigo como se fosse um trampolim, seguido de uma pirueta pra me aproveitar do maior espaço que o saguão me proporciava, tendo o golpe vindo de Herzog ou de qualquer um de seus colegas. Contra ataques também eram táticas vitais, e caso visse a oportunidade depois de uma esquiva ou bloqueio meu, eu responderia com um arranhão com a nekote bem no rosto do adversário, e caso ele estivesse longe de mim, seria um mais um raio elétrico da minha boca bem no peito dele.





histórico:

arma:

objetivos:


_________________

"The soon-to-be Empress of the Underworld"

Kris, a Incrível Ninja - Página 4 UNCo9W5