Bem-vindo ao

All Blue

É com muito prazer que lhes damos os comprimentos ao nosso RPG. All Blue se trata de um RPG narrativo com o ambiente principal centrado em One Piece, obra de Eiichiro Oda.
Se divirta nessa nova aventura e se torne o novo rei pirata... Se puder!

Últimos assuntos
[Ficha] Dimitri RomanovOntem à(s) 11:31 pmporRedPandaÚltimo Baile Antes da GuerraOntem à(s) 11:06 pmporMendoncaBad KarmaOntem à(s) 11:06 pmporMendoncaIII - RagnarökOntem à(s) 10:45 pmporJean FragaNoturno ArtificialOntem à(s) 10:38 pmporShioriAkane NanamiOntem à(s) 10:28 pmporNoskire3 - Don't Stop Me NowOntem à(s) 10:28 pmporNoskireGrupo 6 - Akane, Agni e Aika Ontem à(s) 10:05 pmporNarrador De EventosCabras da Peste, Vol 5 - A face da desordemOntem à(s) 9:57 pmporSubaéZayn & suas gostosas!Ontem à(s) 8:37 pmporAki

Capitulo 1 - O homem do terminal cinza!

Página 2 de 3 Anterior  1, 2, 3  Seguinte
Sasha
Imagem :
Berserker
Créditos :
76
Localização :
Rota 6 - 4ª Ilha Vedde
Ver perfil do usuário https://www.allbluerpg.com/t340-sasha-sparks#1002 https://www.allbluerpg.com/
Sasha
Rank B
Capitulo 1 - O homem do terminal cinza! Dom Jul 17, 2022 11:22 pm
Relembrando a primeira mensagem :



Capitulo 1 - O homem do terminal cinza!


Barnabas Benks[Civil]

não possui narrador definido.
Fechada

_________________



Capitulo 1 - O homem do terminal cinza! - Página 2 HGWnxh1

BarnabasBenks
Imagem :
Capitulo 1 - O homem do terminal cinza! - Página 2 Dorohedoro-full-753653
Créditos :
00
Localização :
Dawn Island - East Blue
Ver perfil do usuário https://www.allbluerpg.com/t2004-barnabas-benks#21424 https://www.allbluerpg.com/t2005-capitulo-1-o-homem-do-terminal-cinza#21428

Barnabas Benks
Capítulo 1 - O Homem do Terminal Cinza!












Aquilo que eu chamaria de luta não me daria tanto prazer como tudo que estava se passando ali, os socos e golpes trocados, a dor causada, a confusão causada e a sensação de caos, tudo aquilo me alimentava. Quando cada movimento como um animal selvagem era dado por mim, eu me sentia livre, bestialmente feliz e satisfeito, aquele movimento quadrúpede permeava em minha mente como se eu fosse aquele animal tanto citado, mas agora eu o encarnava e me sentia bem e um com ele, quando o avanço surgiu e as palavras de Belle e Butcher surgiram para mim em meus ouvidos foi que me situei, eu tinha me descuidado, estava empolgado e a besta em mim apenas reagiu.

Tudo aconteceu muito rápido, enquanto Belle e Butcher fundiam-se em um movimento meu corpo enrijeceu-se na região do impacto, foi como se eu fosse arremessado por um tiro de canhão, fortes e eficazes eles me tiraram do chão e a dor tão fácil de resistir em muitos casos agora foi no minimo excruciante, qualquer outro inimigo talvez perecesse e isso me fez feliz. Meu corpo (para mim) foi lentamente levantando-se do chão enquanto as nuvens foram se aproximando, era magnífico, mas eu compreendia, tinhamos acabado. Logo pude sentir o meu corpo caindo e minhas costas tocando ao chão, o gosto alcalino na minha boca indicava que os danos começavam a fazer o corpo ser cobrado, os resmungos dos dois indicavam que eles também tiveram dificuldade em dar aquele ultimo golpe, era de fato o fim, estávamos os três acabados.

Logo minha bocarra abriu, eu comecei a expressão uma feição magistralmente horrenda enquanto uma gargalhada começaria a ser dada enquanto meu corpo colocava-se sentado para recuperar um pouco a postura antes de começar a falar:




Capitulo 1 - O homem do terminal cinza! - Página 2 Yujiro-hanma




-- Bwhahahahahaha, vocês são divertidos garotos, divertidos e fortes... – Naquele momento eu tentava me colocar com cuidado lentamente para que não força-se ainda mais as feridas, era tarde da noite e o descanso parecia ser a opção mais viável e por isso iria de uma proposta após todo esse ocorrido fantástico – …a anos não me divirto tanto em um combate com pessoas da estirpe de vocês, me deixem pagar uma bebida e um jantar duvidoso aqui no terminal…. – E após me colocar de pé e caminhar até eles tentaria estender as mãos para ajuda-los enquanto complementava – …Não tinha me apresentado adequadamente, Barnabas Benks, será um prazer trabalhar com vocês.




Capitulo 1 - O homem do terminal cinza! - Página 2 Fighting-style




Nesse momento esperava uma resposta pois se positiva era a hora de sentar e conhecer os mascarados que eram meus parceiros, eles se provaram capazes de causar o terror, e destruir o terror, de me suportar como inimigo e adversário, eles eram máquinas de guerra, eles eram excelentes peões.

Supondo que o convite fosse aceito caminharia com os mesmos até a taverna que me encontrava antes, existia uma refeição a ser paga e lá não seriamos incomodados enquanto comecemos e bebêssemos um pouco para o outro dia, precisavamos estar prontos e um pouco de comida e descanso não seria nada ruim.

Lá pediria mais uns pratos e bebidas enquanto questionaria o que estavam ali presentes comigo :




Capitulo 1 - O homem do terminal cinza! - Página 2 Image




-- Apenas eu acredito que Ursula vai nos trair no ultimo segundo? – Falava com a tranquilidade de alguém que presumia que estávamos trabalhando para o inimigo e sabia que poderia sentir mais dores do que com os socos de Belle – Por que qualquer um no terminal cinza acreditaria nessa possibilidade.













Hp: 8200
SP: 200
Número de Postes: 08

Objetivos:


[ ] Aperfeiçoar um pouco minhas habilidades.
[X] Ter o primeiro combate com um inimigo "real".
[ ] Começar uma derrocada de nobres.
[ ] Fazer um comunicado na “Rádio Local”
[ ] Vencer o capitão da guarda real!
[ ] Conseguir recursos para comprar um Barco.

Considerações:

.

Ganos:
800 Mil Berries (Pagamento antecipado de um serviço)

.



Blindao
Imagem :
Capitulo 1 - O homem do terminal cinza! - Página 2 ZDZLMTU
Créditos :
07
Localização :
Segunda Rota ~ Lotda
Ver perfil do usuário https://www.allbluerpg.com/t296-thorkell-dragnar-godheim https://www.allbluerpg.com/t1057-4-capitulo-gigantorines-em-altai
Blindao
Tenente

Narração
Aventura



O combate havia cessado, isso ficava mais claro quando Benks soltou uma risada ensurdecedora. Tal fato é, que o povo começava a se dissipar devido ao êxtase do gigante. Alguns estavam furiosos, outro felizes, já que, lutar era algo normal no terminal em razão pela sobrevivência. Porem, aquela luta havia provido um sentimento de desafio, força e ímpeto. Algo que muitos não possuíam, mesmo com sua tenacidade pela sobrevivência, Barnabas com certeza era uma exceção.

O comentário do ruivo atiçava a dupla a ter que concordar. Ainda que Belle e Butcher estivessem acostumados a ter que enfrentar oponentes mais fortes, por outro lado, Benks não estava habituado a encontrar pessoas tão fortes e resilientes quanto ele. Porém, certamente isso era algum tipo de sinal dos céus enviado para ele. Inclusive, ele poderia agora atestar de que Ursula possuía bons olhos para escolher indivíduos... únicos.

O gigante agora havia aceitado eles, aceitado o fato da força deles e da mistura harmônica estranhamente peculiar deles. – Há-há-há-há-há! Prazer, Barbas! Sou Maybelle, mas pode me chamar só de Belle... você merece. Ela diria como se tivesse dado uma recompensa ao gigante, não fazendo muito sentido com sua lógica, mas sua loucura poucos entenderiam. Butcher por outro lado, colocava-se de pé e batia em suas calças tirando o pó e barro que haviam sutilmente manchado. – Ah cara... eu não entendo o dom daquela vadia em achar pessoas assim. Ele diria meio irritado, mas não que fosse o caso, era mais o habito dele.

Ele então se aproximava do gigante e estendia a mão de bom grado. – Ufs. Ele suspirava enquanto guardava seus martelos e estalava seu pescoço. - Porra, tu é foda. Infelizmente tenho que admitir. Butcher já havia enfrentando muitos oponentes fortes, mas poucos com a resiliência de Benks. Certamente havia apreciado o combate, ainda que não tivesse ímpeto em um primeiro momento.

O trio então retornava até aquela espelunca de merda, avistando outra vez o velho que era o dono, garçom, cozinheiro e ainda segurança do local. – Ora, você de novo grandão. Ele diria já caminhando para a cozinha para preparar outro prato. – Ah! Eu quero coxas de frango. Belle diria e então o velho virava a cabeça e diria. – Temos coxas... de ratos. Vai querer? Belle coçava sua cabeça pensativa, mas logo confirmava. – Tá, pode ser. Ainda que não fosse desfrutar do gosto, pelo menos era algo a se comer. – Pra mim só cerveja, valeu. Butcher diria, já se sentando em uma das mesas da taverna.

Ele começava a olhar o local. – Que lugar horrível, puta merda. Bom, melhor que uma cadeia. Ele diria tocando em um dos pedaços de madeira que era pregado na mesa para dar forma nela. – Eii, mas tu tá razinza hoje ein! Temos agora um novo amigo, seja mais amigável. Belle então socava o braço de Butcher que exprimia um grunhido de dor. – Tsk, que saco. Ele então viria tirar a mascara em formato de coração revelando seu verdadeiro rosto. Posteriormente, Belle também retiraria o seu. – E então, Barbas... um cara forte como você faz o que perdido nesse lixo? AH! Eu fiquei sabendo que tem um cara bastante infame nessas redondezas... dizem que ele luta igual uma besta! Ela diria de forma sincera, logo após ser servida pelo cozinheiro. - Sério?! Butcher diria, pois, ele já teria notado que seria Benks o autor deste boato.

O velho traria os pratos e bebidas, apesar do gosto de mijo da cerveja, pelo menos a comida era razoável e disto Benks sabia. Tanto que as coxas de rato surpreenderia o paladar da mulher. – Uauu, isso tá melhor do que imaginei. Ela diria começando a devorar bem rápido.


Histórico Barnabas:

_________________

Capitulo 1 - O homem do terminal cinza! - Página 2 Kd8ijKy_d
BarnabasBenks
Imagem :
Capitulo 1 - O homem do terminal cinza! - Página 2 Dorohedoro-full-753653
Créditos :
00
Localização :
Dawn Island - East Blue
Ver perfil do usuário https://www.allbluerpg.com/t2004-barnabas-benks#21424 https://www.allbluerpg.com/t2005-capitulo-1-o-homem-do-terminal-cinza#21428

Barnabas Benks
Capítulo 1 - O Homem do Terminal Cinza!












Tocante, Belle me via como um aliado e "parceiro", como explicar para alguém tão caótica que nesse momento a conveniência me era útil e era útil para eles? Bem, não era o momento, o mais certo a se dizer é que Ursula tinha o tino certo para formar equipes, para encontrar pessoas com potencial, e parecia que Butcher e eu tínhamos essa concordância incomum.

À medida que a conversa ia intensificando-se eu conseguia compreender um pouco mais dos que estavam à minha frente, o admitir de Butcher sobre minhas capacidades me vez ver que ele no fim tinha uma consciência plena de que seria melhor me ter como aliado, ou como inimigo poderia ser ainda mais complexo, mas para o bem de todos ali eu também compreendia isso sobre os dois a minha frente. Foi apenas ao chegar na velha taverna de poucas regalias que as coisas começaram a tomar um rumo mais cheio de mazelas do cotidiano, Belle buscava uma alimentação "razoável" mas era servida com pedaços de coxas de ratos para animar a noite, enquanto Butcher afogava seu mal humor em uma bebida agradável, tudo isso era para mim uma situação nova.  

O comentário de Belle me fez alargar o sorriso brevemente, sua inocência era algo admirável em um mundo tão caótico, mas não era a hora de me sentir “afetuoso”, por isso logo me dei o trabalho de responder a ela da forma que talvez intensifica-se a sua curiosidade:




Capitulo 1 - O homem do terminal cinza! - Página 2 Jack-hanma-jack-hammer




-- Belle, as vezes uma sociedade destrói tudo a sua a volta e cria demônios... – Nesse momento, com um olhar rápido para Butcher estava dando a deixa para que ele compreendesse com quem estava lidando e sua companheira também  –   …e esses demônios costumam cobrar a suas dividas da maneira mais cruel e eficaz…. – E com isso voltaria a olhar Belle fixamente enquanto complementava o raciocínio – …Existindo e indo atrás deles, então é isso que faço, sou o cobrador de impostos deles.

Nesse exato momento recostaria um pouco enquanto observava os dois na mesa e questionava com um tom tranquilo e objetivo para que nada pudesse sair do contexto naquele momento onde cada decisão era algo complexo :




Capitulo 1 - O homem do terminal cinza! - Página 2 Image




-- Mas vocês estão prontos para os desafios que vêm a seguir? – E era com essa pergunta que queria compreender o quanto eles sabiam dos problemas que teriam de enfrentar com os pensamentos de nosso contratante.













Hp: 8200
SP: 200
Número de Postes: 09

Objetivos:


[  ] Aperfeiçoar um pouco minhas habilidades.
[X] Ter o primeiro combate com um inimigo "real".
[  ] Começar uma derrocada de nobres.
[  ] Fazer um comunicado na “Rádio Local”
[  ] Vencer o capitão da guarda real!
[  ] Conseguir recursos para comprar um Barco.

Considerações:

.

Ganos:
800 Mil Berries (Pagamento antecipado de um serviço)

.
Blindao
Imagem :
Capitulo 1 - O homem do terminal cinza! - Página 2 ZDZLMTU
Créditos :
07
Localização :
Segunda Rota ~ Lotda
Ver perfil do usuário https://www.allbluerpg.com/t296-thorkell-dragnar-godheim https://www.allbluerpg.com/t1057-4-capitulo-gigantorines-em-altai
Blindao
Tenente

Narração
Aventura



A aura ameaçadora do gigante era perceptível, até mesmo para um cego. Butcher poderia não admitir, mas percebia isso com clareza. Por outro lado, Belle era despreocupada e bastante folgada. Ouvia as palavras do gigante ao tempo que balançava a cabeça e devorava as coxinhas de ratos. – Oho, oho. Saquei. Demônios então. Ela diria com os olhos cintilantes perante a explicação do gigante. Afinal, ela havia admirado a força do mesmo.

A mulher então batia na mesa com empolgação e proferia. – Aha! Então você é tipo um Emissário do Caos?! Ela parecia animada com aquilo, pois, ela realmente estava levando a sério o que o homem estava dizendo; apesar de estar mais filosofando. Butcher só tomava sua cerveja com gosto de mijo e então tocava na cabeça em razão de ter uma companheira tão... biruta. Mas ele gostava dela e confiava acima de tudo, aceitando seus defeitos.

O gigante então puxava papo ao questionar sobre os desafios que enfrentariam e a resposta era quase de imediato. – Pessoas como nós... sempre enfrentam desafios, então não será novidade se tudo dar na merda. Butcher diria e em seguida finalizava sua caneca de cerveja. – Tenho amigos na revolução e talvez eu vá para lá após este serviço. Belle está querendo virar pirata, mas a laia que está nos enchendo saco também são piratas. Ele diria em razão a divida que possuíam. Parecia algo mais complicado do que Benks imaginaria.

- Ei! Eu nunca disse que não iria contigo para revolução. Só não me agrada ter que seguir ordens. A mulher diria mostrando o rosto irritado, apesar de não ser diferente de ter que seguir as de Ursula, ela mostrava aborrecimento ainda que não fosse por motivo do seu companheiro. – Sei, sei. Enfim. Pirataria segue um fluxo sem sentido. Eu quero destruir aqueles vermes do governo que acham que são a ultima bolacha do pacote. Nos obrigando a passar fome e dizendo que agem em nome da lei. Hunf! Bando de sanguessugas. Por isso eu estou pensando em seguir o exercito revolucionário. Ele diria explicando um pouco seus planos e objetivos, ainda que não estivesse totalmente certo ou decidido sobre eles.


Durante a conversa do gigante e a dupla, o velho atendente viria encher o caneco de Butcher e de Belle, em seguida de Barnabas. Ele serviria a maioria que levantasse a mão em busca de saciar sua sede. O local estava com pouca gente, mas era notável as pessoas típicas que viviam no terminal cinza. Era possível até mesmo ver alguns sussurrarem por razão de reconhecer o gigante e sua má fama.


Histórico Barnabas:

_________________

Capitulo 1 - O homem do terminal cinza! - Página 2 Kd8ijKy_d
BarnabasBenks
Imagem :
Capitulo 1 - O homem do terminal cinza! - Página 2 Dorohedoro-full-753653
Créditos :
00
Localização :
Dawn Island - East Blue
Ver perfil do usuário https://www.allbluerpg.com/t2004-barnabas-benks#21424 https://www.allbluerpg.com/t2005-capitulo-1-o-homem-do-terminal-cinza#21428

Barnabas Benks
Capítulo 1 - O Homem do Terminal Cinza!












Minhas palavras saiam como um verdadeiro discurso ameaçador, perceberá que apenas após falar que na verdade estava externalizando tudo aquilo que era meu desejo ser para os nobres daquela ilha, os nobres daquele mar, quem sabe até mesmo daquele grande mundo que viviamos, mas ao me conter pude compreender que deveria mensurar melhor antes de falar.

Uma risada leve se formou quando Belle chegou a uma conclusão tão pontual sobre quem eu era, bem, ela tinha uma definição genial, “Emissário do Caos” me pareceu perfeitamente adequado ao que eu estava disposto a fazer a partir do momento que saísse daquele lugar, as palavras de Butcher por outro lado mostravam um homem revolto com aquilo que eles chamavam de liberdade mas era apenas “ vontades expostas sem propósito” e seu desejo de mudar algo para melhor fazia com que ele tivesse um ódio perene daqueles que diziam-se a justiça, eu me vi nele, quando jovem o ódio não estava centrado, nem me motivava, mas foi vendo a sociedade ao meu redor que tudo foi se encaixado.  

Quando as palavras finais vieram e meu questionamento final se consolidou eu pude escutar a resposta daqueles que eram destemidos para enfrentar o perigo e então era a hora de mais uma vez “ discursar “ mas não para inflamar pensamentos apenas e sim para dar uma proposta a que eles pudessem pensar :




Capitulo 1 - O homem do terminal cinza! - Página 2 292c374e828d0f424dc7411e87d14255166158c8r1-500-283-00




-- Vocês são figuras interessantes, destemidas, fortes mas não parecem ter compreendido a maior das perguntas ainda... – Com um respirar fundo me recostava na cadeira enquanto os observava e falava em um tom misto de tranquilidade e didática  –   …é melhor ser amado ou ser temido? – Muitos gostam do amor, ele é algo construído, regado, recíproco muitas vezes, mas eu não, aprendi que o medo cultivado faz com que o controle seja absoluto e por isso respondia aos dois a minha frente – O homem que controla os medos controla a alma dos aos seu redor.

E com essa deixa simples levantava-se deixando o suficiente de moedas para as bebidas serem pagas assim como a comida e complementaria para os dois que agora eram meus companheiros de trabalho:




Capitulo 1 - O homem do terminal cinza! - Página 2 Tumblr-p3lveq-Zaz-Z1usyygio1-r1-500




-- Eu fiz uma escolha e desejo fazer minha própria revolução, mas e vocês ? – E caminhando deixaria os dois ali, precisava encontrar um lugar para descansar antes de estar no horário correto no local de encontro, afinal  na volta de Ursula seria um tudo ou nada.













Hp: 8200
SP: 200
Número de Postes: 10

Objetivos:


[  ] Aperfeiçoar um pouco minhas habilidades.
[X] Ter o primeiro combate com um inimigo "real".
[  ] Começar uma derrocada de nobres.
[  ] Fazer um comunicado na “Rádio Local”
[  ] Vencer o capitão da guarda real!
[  ] Conseguir recursos para comprar um Barco.

Considerações:

.

Ganos:
800 Mil Berries (Pagamento antecipado de um serviço)

.
Blindao
Imagem :
Capitulo 1 - O homem do terminal cinza! - Página 2 ZDZLMTU
Créditos :
07
Localização :
Segunda Rota ~ Lotda
Ver perfil do usuário https://www.allbluerpg.com/t296-thorkell-dragnar-godheim https://www.allbluerpg.com/t1057-4-capitulo-gigantorines-em-altai
Blindao
Tenente

Narração
Aventura



O gigante parecia entusiasmado com o epiteto que Belle havia comentado. Ele então retornava a falar com proposito de discursar e cativar a atenção da dupla, o que de fato ocorria. Com uma pergunta simples, entrelaçado a uma profunda questão, Barnabas questionaria a dupla sobre suas pretensões.

- Amor? Bwahahahahahhaah. Butcher acabaria rindo com o que o gigante havia dito, não com intenção de caçoar ele, mas sim pela surpresa do comentário. [color=#cc0000]– Nem mesmo minha mãe me deu amor, acha mesmo que iria esperar isso da sociedade de merda que vivemos hoje. Psis. Nem fodendo. Ele diria agarrando o caneco com força. - Lobos só entendem quem é o mais forte! Eles devem ser domados pelo alfa que ostenta sua força na forma mais pura, simples assim. Ele estala os lábios e em seguida tomava mais cerveja, já mostrando estar um pouco sobre efeito do álcool. Apesar disto, ele diria algo que talvez Benks concordasse demasiadamente.

Neste meio tempo, Belle estava atracada nas coxas e terminava de comer ao limpar os lábios. – Parece legal. Seguir seu próprio rumo. Ela diria em resposta a “revolução” que o gigante exaltava. – Hah! To contigo cara! Vamos revolucionar os mares! O medo trará a nova ordem! Butcher diria, batendo o caneco na mesa e mostrando as bochechas já avermelhadas; até porque já havia bebido uns 4 canecos. – Seriamos tipo o trio: o Arauto do Caos; o Arauto da Loucura e o Arauto da Anarquia. Há-há-há-há-há. Belle diria de forma animada, ainda que ela estivesse imaginando muito a frente. Mesmo assim, ela não conteria suas falas em razão da empolgação.

Os mercenários viriam a por suas máscaras e esconder seu rosto outra vez. Butcher parecia empolgado, seja pela bebida ou pelas palavras do gigante, seu humor havia mudado da água para o vinho. – Vamos meter o pé! Ele diria se levantando e seguindo junto de Benks. – Belle ainda temos tempo pra dar uma banda, vamos lá infernizar aqueles merdas. O homem diria com uma intenção bastante maliciosa. – Tá bom. Maybelle apenas seguia o fluxo de seu aliado. – Ah! Nos vemos amanha então, espero que alcance sua revolução. Ela indagaria de forma direta, mas sincera. – Revolução é meu ovo! Eu vou *Hick* mostrar pra aqueles bundões o que é uma revolução. Butcher diria empunhando seus martelos, ele parecia sedento por uma boa briga. Diferente de antes que preferiria evitar se possível.

Antes que o grupo se separasse, inesperadamente, uma pequena brasa emergia da escuridão e seria do charuto que Ursula estava fumando. Ela ressurgia por um dos montes de lixos que estava próximo, estava escuro em razão de ser já um pouco tarde. - Até que enfim encontrei vocês, seus imprestáveis! A mulher diria atirando uma bituca do charuto no chão. - Mudança de planos... a parada vai rolar hoje e agora, dentre poucas horas. Estão prontos?! É agora ou nunca. Ela terminava de dizer parecendo um pouco ansiosa, provavelmente pela rapida mudança de planos.


Histórico Barnabas:

_________________

Capitulo 1 - O homem do terminal cinza! - Página 2 Kd8ijKy_d
BarnabasBenks
Imagem :
Capitulo 1 - O homem do terminal cinza! - Página 2 Dorohedoro-full-753653
Créditos :
00
Localização :
Dawn Island - East Blue
Ver perfil do usuário https://www.allbluerpg.com/t2004-barnabas-benks#21424 https://www.allbluerpg.com/t2005-capitulo-1-o-homem-do-terminal-cinza#21428

Barnabas Benks
Capítulo 1 - O Homem do Terminal Cinza!












Quando as palavras acaloram o coração, quando os desejos tomam a forma de coragem liquida é quando eu vejo o caos formar-se da maneira mais genuína e Butcher no auge de seus copos de cerveja parecia mostrar isso a cada gole, Belle por outro lado empolgava-se com a possibilidade de união e aventura, não posso negar, a tempos não me encontrava tão “feliz” e risonho como quando compartilhando com esses dois o meu tempo livre, mas a vida é repleta de momentos curiosos, esse era só mais um deles e eu tinha de ir.

Tal foi a minha surpresa ao me deparar com os mesmos me dispostos a “seguir a revolução” se essas lhe acolhesse, era mais um motivo para sorrir, mas não tínhamos tempo para isso, tão rápido quanto una notícia ruim ela surgiu.

Úrsula chegava não esbaforida mas com toda certeza acelerada para resolver suas questões, o trabalho não podia esperar, ele seria executado naquele mesmo instante.

Um sorriso largo se formou em meus lábios, tínhamos um bêbado, e dois lutadores, bem, teria de dar certo, do contrário morreremos e isso era no mínimo excitante, por isso falava:

-- Excitante pensar que todo o seu plano teve de ser acelerado Úrsula, isso deve tornar as consequências muito mais divertidas e imediatas… – A ironia nas palavras não depreciavam Úrsula mas sim a taxa de assertividade que teríamos, mas o inferno já tinha sido a minha morada, o que seria experimentar ele mais um dia ? – Vamos Úrsula, nos diga qual o plano de execução. – E ainda com um sorriso abismal mantinha-me empolgado para o que estava a vir, pois sem sombra de dúvidas seria algo no mínimo intenso de se lidar.

E enquanto acompanhava a mulher obviamente começava a me preparar para o que estava por vir. Arregaçar as mangas, e soltar a máscara era o próximo passo, deixar a horrenda aparência exposta seria uma forma de "marcar" a mente dos mais fracos, "o medo tem rosto e é horrível de se ver" era um lema a ser seguido, e apos me preparar iria complementar:

-- Diga que vamos ter adicional por cabeças cortadas e vai ter uma obra de arte pós moderna pós serviço. – Observando Úrsula esperava uma resposta, para que com isso pudesse delimitar o nível de violência que teria de trabalhar naquele serviço, afinal de contas um pouco de dor infligida nos inimigos sempre reconfortar o estresse de um trabalho duro.













Hp: 8200
SP: 200
Número de Postes: 11

Objetivos:


[ ] Aperfeiçoar um pouco minhas habilidades.
[X] Ter o primeiro combate com um inimigo "real".
[ ] Começar uma derrocada de nobres.
[ ] Fazer um comunicado na “Rádio Local”
[ ] Vencer o capitão da guarda real!
[ ] Conseguir recursos para comprar um Barco.

Considerações:

.

Ganos:
800 Mil Berries (Pagamento antecipado de um serviço)

.



Blindao
Imagem :
Capitulo 1 - O homem do terminal cinza! - Página 2 ZDZLMTU
Créditos :
07
Localização :
Segunda Rota ~ Lotda
Ver perfil do usuário https://www.allbluerpg.com/t296-thorkell-dragnar-godheim https://www.allbluerpg.com/t1057-4-capitulo-gigantorines-em-altai
Blindao
Tenente

Narração
Aventura



O gigante não tinha papas na língua, provocativo e ousado, acabou proferindo um comentário bastante petulante. A mulher mostrou uma face aborrecida e irada, mas evitou de responder para fins futuro. Ela precisava da força de Benks, afinal. Porém, poucos segundos foram suficientes para esses pensamentos sumir de sua mente e ela responder na mesma moeda. – Tsk. Espero que essas bolas estejam à altura, já que pagou de bonzão antes. Ela daria um sorriso sínico e ainda mais audacioso.

Durante seu percurso até o outro lado do terminal chegando próximo da floresta, Ursula explicaria o plano de forma simples e rápida. – Está vindo uma remessa para os nobres da cidade disputarem no leilão, essa remessa será um lote contendo diversas joias burguesas. Ela andava um pouco mais acelerada, atrás dela Benks e a dupla de mercenários. – Naturalmente, tem uns manés que estarão fazendo a escolta. Uns agentes de meia tigela, fácil para vocês lidarem. Enquanto vocês distraem, usarei essa oportunidade para roubar o lote. Ela explicava enquanto gesticulava com as mãos.

Dado momento, ela teria dito sobre o problema do plano. – A questão é que não tive tempo de subornar o cocheiro. Merda. Precisava que fosse amanhã, mas que bosta ter sido hoje. Ela parecia irritada, o que fazia sentido. – Como não tive tempo de subornar o cocheiro, temos que bolar um plano para abordar a carruagem de forma não tão suspeita. Porque se errarmos nisso, os agentes pegaram as joias e fugiram floresta a dentro. Será difícil lhes caçar a noite e ainda mais não tendo certeza com quem deles vai estar o lote. Ela diria puxando outro charuto e acendendo ele. – Ah, antes que perguntem... não faço ideia de quantos são. Provavelmente uns 5, mais que isso só se houver algo muito valioso. O que não estou sabendo, mas nunca se sabe. Ela terminaria de proferir ao tragar seu tabaco para acalmar seus nervos.

Por outro lado, Belle acabaria dando uma ideia bastante... louca. – Ah! E se eu fingir que fui atacada por um urso, ou javali... qualquer animal e ficar deitada no chão. Eles não deixariam uma donzela em perigo, né não?! Ela diria com bastante logica, o que era surpresa. – Bwahahahaha. Nada mal maninha *Hick* pensei que não havia mais um cérebro aí. Butcher diria com a voz um tanto alta. – Teu plano é bom, muito bom..., mas e se eles simplesmente te ignorarem, ou suspeitarem por não haver ferimentos? Ah claro, podemos fazer um ferimento para dar mais credibilidade. Ele diria tirando seu martelo e apontando para ela de forma extrovertida. – De qualquer forma, ainda sim seria difícil imitar ferimentos de uma fera. Agentes são astutos e ardilosos *Hick* tentar enganar eles nesse breu é o mesmo que cavar uma cova. Apesar do estado bêbado, o homem mascarado possuía um ponto e ainda pensava neste estado.

Logo chegava em uma via longa e larga que transpassava em meio a floresta como algo camuflado para esse tipo de situação. Havia arvores, relva e arbustos para todo lado, sendo possível esconder até mesmo Benks. Era uma desvantagem tê-lo para esse tipo de atraque, entretanto, uma vantagem no confronto. Ursula sabia disso, apesar de tudo. – Hmm, que merda. Consegui por sorte saber disso hoje, mas foi muito em cima do laço. Ursula diria tragando outra vez seu charuto mostrando um pouco de duvida em como abater sua presa.

Estava escuro, um breu absoluto. Dava para ver graças ao charuto da mulher e um pouco de iluminação da lua que adentrava poucos fios entre os arvoredos. Seria impossível ver a carroça sem antes estar quase em frente a eles. No entanto, por sorte ou destino, Benks era dotado com uma visão estupenda nesse tipo de situação. Apesar de não enxergar no escuro, qualquer misero ponto de luz permitia-o ver uma boa parte do que lá haveria.

Então o gigante, com sua envergadura avantajada, avistaria a carroça a algumas centenas de metros de distância. Havia um ponto de luz que era lançado pelos raios da lua e por algumas lamparinas que havia na carroça para iluminar o trajeto do cocheiro. Belle possuía ouvidos bastante aguçados e centrava-os em tentar escutar os cascos dos cavalos. – Estão vindo, não sei ao certo de onde ou o tamanho da carroça, mas são 2 cavalos e ouço um chicotear duplo, provavelmente só um cara na frente. Ela diria tentando expor ser apenas um cocheiro.



Histórico Barnabas:

_________________

Capitulo 1 - O homem do terminal cinza! - Página 2 Kd8ijKy_d
BarnabasBenks
Imagem :
Capitulo 1 - O homem do terminal cinza! - Página 2 Dorohedoro-full-753653
Créditos :
00
Localização :
Dawn Island - East Blue
Ver perfil do usuário https://www.allbluerpg.com/t2004-barnabas-benks#21424 https://www.allbluerpg.com/t2005-capitulo-1-o-homem-do-terminal-cinza#21428

Barnabas Benks
Capítulo 1 - O Homem do Terminal Cinza!












Úrsula continuava ousada e ferina, sim ela começou assim e não mudou com a seriedade do assunto introduzido, mas agora sentia-se a tensão  que o plano parcial estava prestes a causar. Enquanto caminhávamos e ela explicava situação conseguia ver o cenário e ele não era animador, a não ser que a distração somada ao confronto fosse funcional, bem foi ai que comecei a analisar as possibilidades e pouco a pouco um sádico sorriso começava a se formar em meus "Lábios".




Capitulo 1 - O homem do terminal cinza! - Página 2 4b4d6497875d3e6d5e854065038b07d64987116b-hq




O problema estava em como ganhar tempo, Belle tinha se colocado à disposição, Butcher e Úrsula achavam  arriscado e eu, bem, eu vi ali a oportunidade de causar a distracção mais verossímil possível. Eu me estiquei resolvi agir, um tabefe muito forte seria dado em Belle para que ela fosse arremessada ao meio da pista, enquanto meu sorriso ainda formado me faria parecer mais cruel do que de fato eu era, mas o que iria ocorrer era ainda mais hediondo.

Enquanto caminhava na direção de Belle a máscara era solta deixando cair no chão enquanto eu "babava"  como animal sedento indo na direção de Belle. Nos olhos desejo, lascívia, vontades, os suspensórios eram soltos e aquela altura do campeonato talvez Butcher e Úrsula compreendessem o que os guardas encontrariam na estrada.

Mesmo com a muita dificuldade em falar sem a máscara de contenção falaria para que Belle tivesse compreensão do que estava acontecendo, para que ela pudesse compreender que a besta que a atacou estava a ferindo para ser justificável, que naquele momento era uma fera e uma jovem indefesa:




Capitulo 1 - O homem do terminal cinza! - Página 2 HNw14sK




-- Consegue sentir o cheiro? Não,  esse é o cheiro de ser uma presa, de ser a refeição de corpo e alma, vamos, tire a máscara mostre para mim o rosto da minha refeição… – Se Belle embarcar na ideia facilmente ela aquilo seria uma baita distração,  afinal era um desejo ferir aquele corpo, aquela força, ver suas curvas sangrar, lascívia nem sempre  era sexo mas sempre era prazer e enquanto falava me aproximava lentamente para pagar os pulsos da mulher enquanto falava  ...Eu adoro a forma que vocês gritam antes de implorar... – E todas as ações eram feitas com calma, buscando o tempo preciso para apreciar ao máximo e claro, esperar as carruagens e guardas chegarem.

Era bom que Úrsula e Butcher estivessem atentos pois eram eles que dariam o destarte no confronto, Belle esperava que tivesse resistência, pois dois dedos poderiam ser quebrados em prol de ouvir alguns gritos e ter lágrimas leves saindo de seus olhos, tudo isso enquanto falaria:




Capitulo 1 - O homem do terminal cinza! - Página 2 Tumblr-ncbm3ijr4-P1rvryczo3-500




-- Vamos, encha meu coração de prazer, grite um pouco mais. – E os dedos quebrados seriam apertados para causar mais dor enquanto sorria olhando aquela mulher segurada em minhas mãos, como uma presa fácil naquele momento.













Hp: 8200
SP: 200
Número de Postes: 12

Objetivos:


[  ] Aperfeiçoar um pouco minhas habilidades.
[X] Ter o primeiro combate com um inimigo "real".
[  ] Começar uma derrocada de nobres.
[  ] Fazer um comunicado na “Rádio Local”
[  ] Vencer o capitão da guarda real!
[  ] Conseguir recursos para comprar um Barco.

Considerações:

.

Ganos:
800 Mil Berries (Pagamento antecipado de um serviço)

.
Blindao
Imagem :
Capitulo 1 - O homem do terminal cinza! - Página 2 ZDZLMTU
Créditos :
07
Localização :
Segunda Rota ~ Lotda
Ver perfil do usuário https://www.allbluerpg.com/t296-thorkell-dragnar-godheim https://www.allbluerpg.com/t1057-4-capitulo-gigantorines-em-altai
Blindao
Tenente

Narração
Aventura



Inesperadamente Barnabas assentava-lhe a bofetada na cara de Belle que voava para o meio da pista relvada. Butcher ficou confuso no que estava acontecendo, mas logo rompeu seu silencio. – Ei cara!!! Ficou maluco em atacar ela? A adrenalina havia subido seu cérebro, quase lhe fazendo esquecer a bebedeira. Por outro lado, Ursula sorria em razão de entender o que viria a seguir. - Nada mal brutamontes. Ursula diria apesar da improvisação.

Benks caminhava em direção a Belle que estava um pouco atordoada pela porrada. Enquanto isso Butcher empunhava seus martelos e estava prestes a atacar o gigante, mas nessa fração de segundos que hesitou, entendeu o que o gigante faria a seguir. Por sinal, o rosto de Ursula e sua tranquilidade apenas ratificavam o pressentimento do mascarado.

Quando Belle se levantou, pronta para sair na mão com gigante, logo ouviu suas palavras e não precisou de muito para raciocinar suas segundas intenções. – Ah! Saquei. Ela diria entendendo, enquanto a marca em seu rosto ficava um pouco mais avermelhada.

Poucos segundos se passavam até que o bater dos cascos, o estrondo do chicote, faria avistarem a carruagem poucos metros de distancia de Belle e Barnabas. – O que? O cocheiro diria surpreso por ver um gigante e uma mulher, logo entendendo que ela estava sendo vítima de agressão.

Nesse meio tempo, Ursula e Butcher deslocavam furtivamente pelas arvores tomando uma posição mais vantajosa. – Ahhh socorro! Socorro! Diferente de uma briga, Belle era uma péssima atriz. Entretanto, seja na calada da noite e por questões de discernimento, a situação estava seguindo favorável ao grupo. – E-Ei, o q-que e-está fazendo! O cocheiro diria para o gigante com excitação e medo do ser em sua frente.

Com falatório, a porta seria aberta por um dos agentes da guarnição. – Porque parou? Ele questionava logo olhando o gigante e a mulher em atrito. – Uh? Tsk. Cocheiro continue em frente. Ele descia da carruagem e fechava a porta. – Não me leva a mal, mas briga de casal não nos diz respeito.... poderia sair da frente. Temos prazo para chegar em nosso destino. O homem trajava roupas do governo e um terno bem digno de sua posição. Era alguém da Cipher Pol 1 ou 2.

Durante esse tempo, Ursula e Butcher se esgueiravam por trás da carruagem, evitando de serem descobertos com eficiência. Graças a sua excepcional visão, Benks era o único que percebia seus aliados estarem prontos para o bote.

Entretanto, com o cocheiro começando a movimentar sua carruagem para contornar o gigante e o homem caminhando ao seu lado, seria complicado para a mulher e o mascarado darem o bote agora. Barnabas havia tomado a frente, dado a oportunidade, mas com a atenção nele qualquer passo errado poderia fazer o plano falhar miseravelmente. Isso é se o gigante não soubesse lidar com a situação.

Histórico Barnabas:

_________________

Capitulo 1 - O homem do terminal cinza! - Página 2 Kd8ijKy_d
BarnabasBenks
Imagem :
Capitulo 1 - O homem do terminal cinza! - Página 2 Dorohedoro-full-753653
Créditos :
00
Localização :
Dawn Island - East Blue
Ver perfil do usuário https://www.allbluerpg.com/t2004-barnabas-benks#21424 https://www.allbluerpg.com/t2005-capitulo-1-o-homem-do-terminal-cinza#21428

Barnabas Benks
Capítulo 1 - O Homem do Terminal Cinza!












Tínhamos a vantagem, existia a possibilidade real de tudo que tínhamos planejado dar certo, mas as coisas ainda estavam no começo. O cocheiro encontrava-se inseguro pelo que via, suas palavras gaguejadas não eram de surpresa e sim medo, mas sua postura começava a se organizar quando o outro homem surgiu, sua falta de espanto ao me ver, somado a sua postura estóica indicava que ele assim como nós não era comum, o que me fez pensar rapidamente em como ganhar mais tempo, as coisas estavam começando a ficar difíceis de verdade.

Na parte de trás, Úrsula e Butcher estavam seguindo o plano, o sucesso dependia agora de como Belle e eu ganharíamos mais tempo, não éramos atores, mas tínhamos de ser convincentes. Segurar ela pelo pescoço foi a opção mais prática, seguido disso a levantar e arremessar seu corpo também foi uma forma de dar verdade a cena, a força usada era a mesma do tapa, o arremesso entretanto foi direcionado para frente, na direção da carruagem, enquanto observava a mesma se chocar e com um sorriso sádico caminharia na direção da carruagem tentando mostrar o horror que se aproximava para o homem que conduzia os cavalos, esperava também uma ação mínima de Belle enquanto ia em sua direção, proferindo as palavras:




Capitulo 1 - O homem do terminal cinza! - Página 2 HNw14sK




-- Você é uma vadia apetitosa MyBelle, eu vou provar do seu corpo antes de você implorar para morrer… – Tentaria socar a mesma com todas as forças, um soco reto, que facilmente seria desviado por ela se a mesma fosse capaz fazendo assim que eu atingisse atrás dela, esperava que ela fosse capaz e continuaria falando – ...Não fuja do seu destino vagabunda. – Era como se eu estivesse ensandecido, o sadismo tomava conta de mim enquanto estava agindo, esperando uma resposta genuína e ignorando o homem, apenas causando mais confusão por onde passo.













Hp: 8200
SP: 200
Número de Postes: 12

Objetivos:


[  ] Aperfeiçoar um pouco minhas habilidades.
[X] Ter o primeiro combate com um inimigo "real".
[  ] Começar uma derrocada de nobres.
[  ] Fazer um comunicado na “Rádio Local”
[  ] Vencer o capitão da guarda real!
[  ] Conseguir recursos para comprar um Barco.

Considerações:

.

Ganos:
800 Mil Berries (Pagamento antecipado de um serviço)

.
Blindao
Imagem :
Capitulo 1 - O homem do terminal cinza! - Página 2 ZDZLMTU
Créditos :
07
Localização :
Segunda Rota ~ Lotda
Ver perfil do usuário https://www.allbluerpg.com/t296-thorkell-dragnar-godheim https://www.allbluerpg.com/t1057-4-capitulo-gigantorines-em-altai
Blindao
Tenente

Narração
Aventura



O gigante se via na opção de propagar ainda mais dor em sua aliada, por motivo de convencer os telespectadores de que era uma briga real. Inesperadamente, Benks conseguia causar isso, apesar de sua falta de proficiência em questão de atuação, lábia e entre outros critérios, sua intenção sádica realmente era notada pelo cocheiro e guardas.

Belle havia evadido o soco de Benks, que possuía o intuito de atingi-la, mas com proposito de facilitar a esquiva. No entanto, a porrada atingirá o agente que voava em direção a carroça. Esse foi o estopim para que Butcher e Ursula iniciassem seu ataque. O cocheiro assustado largava os cavalos que relinchavam e batiam os cascos no solo relvado. Logo pois, dois agentes saiam de dentro da carroça com intuito de evitar o roubo, já que, a essa altura entenderiam de que se tratava disso.

Enquanto Belle rasgava as cordas que prendiam os cavalos com intuito de evitar uma fuga com veiculo, Butcher enfrentava um dos agentes enquanto Ursula tentava adentrar na carruagem, mas fora pega desprevenida pelas mãos do agente que havia sido atingido pelo soco de Benks. – Hoje não, ladra! Ele diria jogando-a no chão e parecendo que havia ignorado o gigante, mesmo que seu rosto estivesse com parte da marca em vermelho da porrada. – Vocês são ardilosos mesmo ein, fingindo atacarem uma mulher. Hunf. O agente diria, mas logo era atingido por uma sequencia de golpes que lhe faziam voar em direção a Barnabas. - Vai se foder, escroto. A mulher de cicatriz diria limpando o rosto, mostrando que de fato era forte suficiente para se cuidar.

Ursula se erguia com um sorriso enquanto arrancava a porta da carruagem puta da vida. – Aí seus lacaios de merda, passem pra cá as joias! Ela gritava e entrava para dentro da carruagem. Neste meio tempo, o agente usava o corpo do gigante como amortecedor. – Tsc. Bando de ordinários! O homem ficava de pé e então notava o gigante poucos centímetros atrás dele. – Hunn... não estou interessado em você, coisa horrenda. Ele diria cuspindo no chão e arrumando seu terno enquanto retornava a caminhar em direção a carruagem. Subestimar seus inimigos poderia ser um erro, mas o agente havia recebido um soco do homem sem sua real força, talvez por isso estivessem deduzindo que Benks era fraco. Ou talvez havia concluído que o real perigo ali era Ursula.


Histórico Barnabas:

_________________

Capitulo 1 - O homem do terminal cinza! - Página 2 Kd8ijKy_d
BarnabasBenks
Imagem :
Capitulo 1 - O homem do terminal cinza! - Página 2 Dorohedoro-full-753653
Créditos :
00
Localização :
Dawn Island - East Blue
Ver perfil do usuário https://www.allbluerpg.com/t2004-barnabas-benks#21424 https://www.allbluerpg.com/t2005-capitulo-1-o-homem-do-terminal-cinza#21428

Barnabas Benks
Capítulo 1 - O Homem do Terminal Cinza!












As coisas pareciam estar funcionando de fato,, o plano mesmo que improvisado parecia ter gerado a credulidade necessária, mas foi o ato do ataque que nos revelou, mas já não era sem tempo, meus dedos estavam coçando para um confronto, meus desejos de machucada estavam aflorados e era a hora de mostrar o sádico homem que eu era quando meu inimigo estava ao meu lado. Enquanto todos os meus aliados encontravam -se engajados em seus problemas, o homem tinha sido direcionado a minha direção e tinha me menosprezado, um tolo engano.

Minhas próxima a ações tinham de ser precisas, pois aquele homem tinha desdenhado de minhas capacidades, por isso um largo sorriso se abriu em minha bocarra e um tom de ameaça se formou quando falei em um tom agora severo e cruel:




Capitulo 1 - O homem do terminal cinza! - Página 2 F5334b71e622e9eeb763b3f0928aa41a9e724f9c




-- Você não entendeu não é mesmo… – Com toda a velocidade que podia socaria o mesmo da lateral esquerda com toda a força que podia ter em minha ira e então usando toda minha habilidade de briga chutaria o mesmo com a perna direita na direção oposta fazendo ele parecer um pimball enquanto falaria – ..eu sou o homem que você deveria se preocupar. – Enquanto falava preparava-se para acabar com o meu inimigo e receber seus contra golpes, pois nesse momento apenas a minha força seria capaz de bloquear os golpes físicos que tomaria.

Mesmo com tudo que poderia fazer, naquela luta restava apenas conter os homens mais fortes daquela batalha, para minha alegria os três pareciam estarem prontos para uma batalha intensa então falaria em alto e bom tom aos meus aliados:




Capitulo 1 - O homem do terminal cinza! - Página 2 Tumblr-inline-p6tjaf-YCTa1va0qqi-500




-- Deem cobertura a maldita mulher agora! – Tentava com isso deixar claro que as situações estavam sob controle era justamente as brechas de Ursula que precisavam de uma defesa massiva e capaz.













Hp: 8200
SP: 200
Número de Postes: 13

Objetivos:


[  ] Aperfeiçoar um pouco minhas habilidades.
[X] Ter o primeiro combate com um inimigo "real".
[  ] Começar uma derrocada de nobres.
[  ] Fazer um comunicado na “Rádio Local”
[  ] Vencer o capitão da guarda real!
[  ] Conseguir recursos para comprar um Barco.

Considerações:

.



Ganos:
800 Mil Berries (Pagamento antecipado de um serviço)

Perda:

20 Mil Berries ( Valores e gastos )
.
Blindao
Imagem :
Capitulo 1 - O homem do terminal cinza! - Página 2 ZDZLMTU
Créditos :
07
Localização :
Segunda Rota ~ Lotda
Ver perfil do usuário https://www.allbluerpg.com/t296-thorkell-dragnar-godheim https://www.allbluerpg.com/t1057-4-capitulo-gigantorines-em-altai
Blindao
Tenente

Narração
Aventura



O gigante não perdia tempo e logo esmurrava o Agente uma outra vez, que conseguiu bloquear com os braços, mas foi arremessado para o outro lado por motivo da força de Benks. A colisão entre as arvores era intensa, mais ainda que a própria força do golpe de Barnabas. O que resultava em um golfo de sangue e uma expressão em fúria estampada no rosto do Agente.

Enquanto isso, Ursula disputava com força o roubo da caixa de joias contra os outros dois agentes que estavam dentro da carruagem. Por sorte, graças o ataque de Benks que havia tirado do jogo, por hora, um dos agentes, Belle conseguia a oportunidade de socar as janelas do outro lado e esganar um dos agentes, possibilitando que Ursula ganhasse a disputa pela caixa, mas não antes de ser atingida por alguns bons golpes no rosto e ser arremessada para fora da carruagem e colidir entre algumas arvores.

Saindo de dentro do veiculo havia outro Agente, este um pouco mais encorpado tragando um grande cachimbo. – Hunf. Que vaca abusada! Ele diria tentando enxergar com a pouca iluminação que lá havia. Seus olhos apenas avistavam o gigante. – Pensei que a mulher era a chefe da quadrilha de vocês..., mas pelo visto é você. O homem que possuía cabelos esbranquiçados, óculos escuros e um terno relativamente barato diria, empunhando sua arma que era no mínimo bem peculiar. Parecia deduzir as coisas precipitadamente, mas talvez pela falta de luz e visão do ataque em si.

- Trevor! Skellat e Roy! Recuperem a caixa, isso é uma ordem. O homem diria em voz alta, o que Benks poderia entender que era o líder dos agentes na missão. Vamos dançar então... grandão. Ele diria com um sorriso esnobe no rosto, bastante relaxado e tragando seu enorme cachimbo.

Uma arrancada lenta poderia mostrar a Benks que o homem era um pouco lerdo, se comparado aos humanos normais que o sádico havia enfrentado, mas quando o cachimbo atingiu em cheio o tronco do gigante, notou imediatamente a força que naquele corpo residia. Afinal, Barnabas resistiu sem problemas por razão de sua resistência, mas seus pés foram arrastados relva a dentro, pouco mais de quatro metros haviam frenado. – Putz, que breu irritante. Não me surpreende que errei o local do ataque. Ele diria girando seu cachimbo e novamente dando uma tragada na estranha arma de combate e a repousando sobre seu ombro.


Histórico Barnabas:

_________________

Capitulo 1 - O homem do terminal cinza! - Página 2 Kd8ijKy_d
BarnabasBenks
Imagem :
Capitulo 1 - O homem do terminal cinza! - Página 2 Dorohedoro-full-753653
Créditos :
00
Localização :
Dawn Island - East Blue
Ver perfil do usuário https://www.allbluerpg.com/t2004-barnabas-benks#21424 https://www.allbluerpg.com/t2005-capitulo-1-o-homem-do-terminal-cinza#21428

Barnabas Benks
Capítulo 1 - O Homem do Terminal Cinza!












O soco apesar de bem encaixado não fora suficiente para inutilizar meu inimigo, mas com toda certeza ajudou nos passos seguintes, convenhamos que não esperava que fosse o suficiente mas agradei-me em ver a dor causada, porém agora eu tinha outra preocupação, um veterano entrou na luta, sua velocidade era mediana, sua aparência imponente, ele era o líder, mas quando experimentei da sua força a sua superioridade em combate estava presente, e isso me fez sorrir.




Capitulo 1 - O homem do terminal cinza! - Página 2 F5334b71e622e9eeb763b3f0928aa41a9e724f9c




Os braços estavam tão avermelhados que pude concluir que os danos seriam severos sem minha defesa sobre humana e por isso era a hora de lutar a sério como a muito não lutava. Os músculos do meu corpo rasgariam de leve as roupas superiores enquanto rasgava o restante delas com as mãos e observava meu inimigo, tudo isso enquanto caminhava na sua direção enquanto o observava com um olhar sádico e feliz por encontrar inimigo tão peculiar.

Após dar alguns passos meus calcanhares fincariam no solo para dar a base que precisava e era a hora de agir, o disparar na direção do inimigo ocorreria de maneira quase bestial, porém buscando brecar no último instante antes de alcançar o mesmo e chuteira o dolo para subir sujeira em sua face, avançando assim pela lateral para dar um bote com uma mordida voraz no mesmo na região abdominal tentando a rasgar com um puxar, enquanto jogava o corpo para o outro lado para socar assim o outro lado do abdômen do homem.




Capitulo 1 - O homem do terminal cinza! - Página 2 Fb9b732c09f82bafc89b55d3a3896a851405398004-full




Aproveitando o momento falaria em um tom macabro e sincero para o homem que me desafiava em meio meu surto de ira e sadismo somado a excitação da batalha:




Capitulo 1 - O homem do terminal cinza! - Página 2 Gon-hunter-x-hunter




-- Não é do meu feito o comer a carne daqueles que me desafiam… – Meu olhar fumegante e insano somado ao lamber dos meus lábios inexistentes sem a mascara com minha face horrenda fariam o papel de mostrar -se a ameaça que agora eu tinha me tornado e complementaria – ...mas hoje você vai ser minha refeição.









Hp: 8200
SP: 200
Número de Postes: 14

Objetivos:


[ ] Aperfeiçoar um pouco minhas habilidades.
[X] Ter o primeiro combate com um inimigo "real".
[ ] Começar uma derrocada de nobres.
[ ] Fazer um comunicado na “Rádio Local”
[ ] Vencer o capitão da guarda real!
[ ] Conseguir recursos para comprar um Barco.

Considerações:

.



Ganos:
800 Mil Berries (Pagamento antecipado de um serviço)

Perda:

20 Mil Berries ( Valores e gastos )
.