Tópicos Recentes
Destaques
Klaus
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Akira
Sasha
Ás
Shiori
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Últimos assuntos
O Bando da Rainha CaolhaHoje à(s) 7:08 pmpor  OniI - Hoist the Colours!Hoje à(s) 6:59 pmpor  John SilverOperação FireflyHoje à(s) 6:31 pmpor  WeskerIII - Death or ParadiseHoje à(s) 5:16 pmpor  Lyosha[P.D.N] Liu Feng - Marciano aceitou narrarHoje à(s) 4:33 pmpor  Jean FragaCabra da Peste, vol 4 - InterlúdioHoje à(s) 4:27 pmpor  SubaéCriação de AventurasHoje à(s) 4:23 pmpor  SashaI - Anjo CaídoHoje à(s) 4:20 pmpor  SashaLiu FengHoje à(s) 3:22 pmpor  Jean FragaCap. 2 - Ascendendo às profundezasHoje à(s) 2:47 pmpor  Van
 :: Oceanos :: Blues :: West Blue :: Sirarossa
Página 4 de 5 Página 4 de 5 Anterior  1, 2, 3, 4, 5  Seguinte
Achiles
Ver perfil do usuário
Imagem : Segunda Estrela à Direita - Página 4 Aecfe07ef5c7ca842816fd453e897a56
Créditos : 13
Localização : Lvneel - North Blue
AchilesAvaliador
https://www.allbluerpg.com/t1735-caitlyn-g#18385 https://www.allbluerpg.com/t1725-iii-death-or-paradise#18382
Segunda Estrela à Direita Qui Fev 03, 2022 10:46 pm
Relembrando a primeira mensagem :

Segunda Estrela à Direita

Aqui ocorrerá a aventura do(a) Agente Garfield "Gar" Wampus. A qual não possui narrador definido.

Liebe
Ver perfil do usuário
Imagem : Segunda Estrela à Direita - Página 4 UqAcZBh
Créditos : 19
LiebeAgente
https://www.allbluerpg.com/t1598-morgan-morozova#17144 https://www.allbluerpg.com/t1602-a-voz-dos-silenciados#17206
Re: Segunda Estrela à Direita Sex Fev 25, 2022 1:30 pm
Quando Maxuell assentira para a sua indagação, Garfield não perdeu tempo em se por em movimento. Fez uma mesura ligeira como demonstração de respeito para os presentes, e disparou pelos corredores da embarcação em busca da fujona.

Ele não sabia dizer exatamente o que sentia enquanto se deslocava no encalço de Patrícia; se por um lado sentia-se indignado por ter sido surpreendido com a habilidade da garota, por outro ele estava demasiadamente admirado com o feito. Ao mesmo tempo, sentia receio pelo acontecido, já que agora a herdeira de Vigrus, distante da proteção dos agentes, poderia estar correndo algum tipo de risco.

Gar não podia dar-se ao luxo de pensar demais. Tensionou os músculos das pernas a fim de correr o mais rápido que podia, trocando entre duas e quatro patas quando assim julgava conveniente. e afiou cada um dos seus sentidos ao máximo como tentativa de localizar Patrícia, mesmo sabendo que, possivelmente, eles poderiam não ser suficientes para a situação; se moça havia conseguido se esgueirar para tão longe estando ao lado dele, o que mais ela poderia fazer agora que estava sumida?

Com licença? Por acaso você viu uma moça de cabelo curtinho vestindo pouco pano e pedras rosas por aí? – Perguntaria sempre que se esbarasse com algum transeunte pelo navio, emendando um agradecimento quando viesse a receber uma negativa: – Não? Mesmo assim, obrigado!

Com a sua visão privilegiada, ele buscaria rastros que Patrícia pudesse ter deixado pelo caminho, assim como tentaria encontrar o seu cheiro através do olfato apurado. Sabia que ela era uma mulher silenciosa, mas mesmo assim aguçou a audição em busca de qualquer som anormal que pudesse denunciar a posição de quem procurava.

「 C O N S I D E R A Ç Õ E S 」
tentativa de localizar patrícia.

「 H I S T Ó R I C O 」
nome: gar[field] wampus.
aparência atual aqui.
post: 23.
capital: ฿ 1.950.000.

ganhos:
  1. treino de ambidestria » 01;
  2. treino de ambidestria » 02;
  3. treino de ambidestria » 03;
  4. treino de ambidestria » 04;
  5. treino de ambidestria » 05;
  6. ฿ 1.700.000 » missão 01;  
  7. arma » chicote prateado;
  8. aprendizagem » costura;
  9. aprendizagem » forja;

perdas:
  1. n/a.

ferimentos:
  1. n/a.

「 O B J E T I V O S 」
realizar até 3 missões;
treinar qualidade ambidestria;
adquirir proficiência “costura”; ✗
adquirir proficiência “forja”; ✗
obter informações sobre mika.
A SEGUNDA ESTRELA À DIREITA E ENTÃO DIRETO, ATÉ O AMANHECER
cactus
Shiori
Ver perfil do usuário
Imagem : Segunda Estrela à Direita - Página 4 CSDlXWh
Créditos : 05
Re: Segunda Estrela à Direita Sab Fev 26, 2022 9:52 am


Gar - O Jovem Místico



O felino partiu em sua jornada, onde ele buscava pela moça, mesmo que sua própria mente já tivesse um triplex construído através de seu sumiço, onde ele não tinha certeza de ser capaz de encontrar ela. De qualquer forma, ele fazia questionamentos a poucos tripulantes que via no barco, e todos eles respondiam sempre da mesma forma “nunca vi”, como se até mesmo desconhecessem uma tripulante como essa no barco.

O garoto levava alguns minutos nessa ronda, enquanto nenhum sinal era visto, não havia seu cheiro, nem pegadas na maioria dos casos, talvez ela tivesse sido tão rápida que não deixava rastros. Mas quando ele estava com poucas esperanças, ele via um fio grosso de cabelo preto, preso em um corrimão, talvez essa fosse a primeira falha e o cheiro finalmente parecia perto.

Então era provável que ela tivesse passado algum tempo ali, já que dessa vez tinha algum vestígio. Mas ainda por cima parecia que a porta havia sido aberta, e ela era uma daquelas portas que o jovem rapaz não conseguiu entrar antes. Era suspeito e talvez ela estivesse ali. O felino com sua única pista invadiria o ambiente ali veria finalmente como era o lugar.

Se tratava de um quarto com grande luxo, havia uma cama redonda, com espelhos no teto, coberta por lençóis vermelhos, almofadas muito acolchoadas uma cômoda grande e um tipo de estante de livros, devia ter sido posta ali como um passatempo pra quem entrasse ao lugar.

O chão era coberto por um tipo de carpete pelo material resistente a umidade, o esperado para um barco, mas chegava a ser bem macio, dava pra dormir ali naquele chão, que era melhor que muitas camas por aí. As paredes tinham um aspecto bonito, cobertas por um branco vivo e parecia recém pintado, mas certamente era apenas impressão, já que não havia cheiro de tinta.

Ele na verdade sentia o peculiar odor da garota, que lembrava uma fragrância de chocolate, não dava pra saber se era seu batom, ou sua refeição anterior, não tinha exatamente um por quê, mas esse era o principal cheiro que ela emanava. Ele inicialmente não via traços dela pelo quarto ali, não havia nenhum sinal, até que ele olhou para cima, vendo a moça que estava pendurada num canto de parede, no teto. E ela logo saltou dali, caindo por cima dele e consequentemente o derrubando, ficando sentada sobre sua barriga dando um sorriso.

Ela então dizia.-Estava me procurando?- sua franja caia enquanto seu rosto estava muito perto de Gar, que pela primeira vez podia ver seus olhos, eles eram verdes como esmeraldas, lindos e brilhantes, mas não durava muito até que ela se erguesse de cima dele e estendesse a mão para que ele se levantasse.

Ela apenas parecia tranquila sobre tudo aquilo como se o barco fosse um grande parque de diversões. E tudo aquilo fosse uma brincadeira, pra ela não parecia existir um perigo real, ou simplesmente algo assim. E a tranquilidade que ela tinha sobre tudo talvez fosse prepotência, talvez ela acreditasse que não pudesse ser pega.

Histórico:


Legenda:


_________________

Segunda Estrela à Direita - Página 4 YHVeK1M

Segunda Estrela à Direita - Página 4 VYrwji0
Liebe
Ver perfil do usuário
Imagem : Segunda Estrela à Direita - Página 4 UqAcZBh
Créditos : 19
LiebeAgente
https://www.allbluerpg.com/t1598-morgan-morozova#17144 https://www.allbluerpg.com/t1602-a-voz-dos-silenciados#17206
Re: Segunda Estrela à Direita Sab Fev 26, 2022 2:19 pm
Embora estive despendendo a sua completa energia para a busca da menina perdida, Garfield não conseguia afastar a angustia por enfrentar situação tão ultrajante. Seu empenho, por mais diligente que fosse, não demonstrava o resultado previsto; sem resquícios de pistas ou qualquer sinal da presença de Patrícia no grande navio, Garfield sentia que não conseguiria realizar aquela tarefa sozinho.  

Para piorar, nenhuma das almas vivas que encontrou pelo caminho parecia saber quem era a moça. De alguma forma Patrícia havia evaporado como fumaça, e agora conseguia transitar pela embarcação sem que a sua presença fosse notada por qualquer um, levando Gar a acreditar – sob uma ótica de autopiedade – que talvez o problema não estivesse inteiramente em seus sentidos, já que a garota demonstrou proeza ao ludibriar, literalmente, todo mundo.

O rapaz estava prestes a desistir da missão quando, finalmente, se deparou com o fio de cabelo perdido junto ao corrimão. Percebeu de imediato que se tratava da primeira e única pista que obtivera de Patrícia, o que ao mesmo tempo lhe despertou alívios e sinais de alertas. Sentia-se grato pelo achado, mas não deixou de cogitar a possibilidade de tratar-se de uma evidência plantada.

Ainda assim, ignorando as suas suspeitas, ele seguiu em frente, passando por lugares que não lhe eram estranhos, e deparou-se com uma das portas trancadas que havia tentado explorar mais cedo; desta vez aberta, ele não tardou em se meter para dentro, inspirando profundamente, apurando seus ouvidos, tudo na – tola – tentativa de não ser pego desprevenido. Não adiantou. Tudo mudou em questão de segundos.

Os olhos de aquamarine estudaram o ambiente rapidamente, reconhecendo o aspecto luxuoso de um quarto de descanso; pouco depois, fora atingido pelo aroma achocolato de um perfume familiar, e quando finalmente encontrou a sua fonte, foi surpreendido pela agilidade felina de Patrícia, que se jogou contra ele, prendendo-o contra o carpete caro que cobria o chão.

Mas que merda é essa? Você é doida? – Disparou, esquecendo-se completamente do vocabulário refinado de outrora; a voz propositalmente irritada, ele a fuzilou com o olhar. Atrás de Patrícia, o grande espelho preso ao teto refletia a imagem de um mink submisso, inteiramente refém da armadilha de uma simples humana, e Garfield sentiu a humilhação lhe apunhalar o orgulho de forma pungente. – Sai logo de cima de mim! Anda!

Ele então se levantou, dispensando a ajuda de Patrícia, e espalmou as próprias roupas para livrar-se da poeira do chão. Não se atreveu, no entanto, a desviar a atenção por um único instante, tentando manter-se vigilante para não ser surpreendido pela moça novamente.

Sim, eu estava te procurando, mas agora não sei se devo te levar de volta pro seu pai ou se deveria te matar aqui mesmo. – Proferiria, aborrecido, ainda que o seu tom tivesse voltado ao normal. Gar retomaria a expressão corporal indiferente que lhe era habitual, fitando-a com ar de descrença, antes de completar sarcasticamente: – Posso dizer que só encontrei o corpo. Acho que ninguém vai realmente se importar. – Provocaria. Não obstante, sem conseguir resistir a tentação, ele logo emendaria:

-- Como você fez isso? – Inquiria, procurando disfarçar a curiosidade latente em seu âmago. Colocar-se-ia então a analisá-la friamente, procurando encontrar sinais que viessem a entregar o truque utilizado em suas fugas, já ciente que haveria de ter algo místico por detrás da explicação. – Não tem como você me enganar completamente sem ter aprontado algo muito bizarro, e ainda se esgueirou por aí sem ser vista por ninguém. Eu quero saber como.

Manter-se-ia parado em frente à Patrícia, obstruindo a sua passagem, até que ela lhe revelasse seu segredo. De alguma forma, qualquer perigo iminente de um possível ataque parecia ter descido alguns bons degraus em sua lista de prioridades; para Gar, a única coisa que importava, naquele momento, era descobrir como a patricinha havia escapado de todos os seus três sentidos superdesenvolvidos.

「 C O N S I D E R A Ç Õ E S 」
patrícia ninja demais. gar tá puto ahuahuahua

「 H I S T Ó R I C O 」
nome: gar[field] wampus.
aparência atual aqui.
post: 24.
capital: ฿ 1.950.000.

ganhos:
  1. treino de ambidestria » 01;
  2. treino de ambidestria » 02;
  3. treino de ambidestria » 03;
  4. treino de ambidestria » 04;
  5. treino de ambidestria » 05;
  6. ฿ 1.700.000 » missão 01;  
  7. arma » chicote prateado;
  8. aprendizagem » costura;
  9. aprendizagem » forja;

perdas:
  1. n/a.

ferimentos:
  1. n/a.

「 O B J E T I V O S 」
realizar até 3 missões;
treinar qualidade ambidestria;
adquirir proficiência “costura”; ✗
adquirir proficiência “forja”; ✗
obter informações sobre mika.
A SEGUNDA ESTRELA À DIREITA E ENTÃO DIRETO, ATÉ O AMANHECER
cactus
Shiori
Ver perfil do usuário
Imagem : Segunda Estrela à Direita - Página 4 CSDlXWh
Créditos : 05
Re: Segunda Estrela à Direita Sab Fev 26, 2022 4:01 pm


Gar - O Jovem Místico



Gar depois de toda procura ainda se sentia humilhado no fim, ele ficou incrédulo a ponto de explodir e demonstrar sua raiva, nem mesmo aceitando a ajuda da menina que achava tudo aquilo muito divertido, afinal, ele ter ficado tão irritado era um bônus a mais pra ela.-Parece que não te ensinaram a brincar de Pique Pega yekiki- disse ela dando uma risada, desdenhando da fúria do felino.

E então era daí que vinham as ameaças as quais ela tinha um sorriso demoníaco no rosto enquanto falava, ela parecia adorar a ideia de mexer com alguém cabeça quente.-Ownt que fofinho, mas pocha, deixa eu fazer uma pergunta cê ta brabo?- dizia ela com uma tranquilidade e calma, e um sorriso sarcástico que poderia só ser mais provocativo, do que necessariamente conciliador.

Ela sentava sobre a cômoda e pegava uma maçã do bolso começando a comer, enquanto continuava falando.-Não é como se você me representasse ameaça gatinho… Você tem muito o que aprender.- e por fim, ele estava curioso, e não se segurava em querer saber como que ela fazia essas coisas, algo que realmente parecia para o jovem felino, algo completamente sobrenatural, afinal, ela sumiu.

E a moça até que ia explicar, mas não deixava de ser levemente provocativa antes.-Há, então era isso? Entendo, agora você quer saber em? Kikikiki Tudo bem, eu te conto.- então ela levantava e dava dois passos, fazendo um movimento de pés sinistros, muito rápidos e difíceis de acompanhar, e novamente ela sumia momentaneamente, como se os olhos não captassem ela, e então aparecia de pé nas costas do felino dando um soprinho no seu pescoço, bem de leve daqueles pra causar arrepio nos pelo.-To aqui.- disse novamente tomando certa distância.

Ela então finalmente começou a falar do assunto.-Eu aprendi muitas coisas com o senhor Gadou, ele é um mink Leão grandão, amigo do meu pai- sua natureza inquieta se mostrava sempre parecia que suas mãos não paravam, ela pegava um item daqui, olhava pra outro de lá, mexia nos próprios bolsos, estalava os dedos quando não tinha nada pra pegar nas mãos, ela tinha mãos realmente nervosas.-E misturei as coisas que aprendi com ele, com ensinamentos de um velho que conheci na Pousada do Macaco Manco em Karatê Island. Eu me interessei por ele, por que vi suas asas pretas grandes e ele fazia truques de mágica, eu originalmente queria treinar no dojo de Karatê dos Homem Peixe, isso tudo claro, sem meu velho deixar eu me inscrever.- disse ela fazendo agora uma expressão que mostrava seu incômodo com o final da frase.

Provavelmente era isso que levava ela a sua insubordinação, ser meio limitada pelo seu pai, e talvez mãe, apesar de nenhum dos dois ter citado uma progenitora até então.-Mas o que me interessou nele é que eu também tinha asas quando mais nova, e eu acabei perdendo elas na escola, não me lembro como, meu cérebro simplesmente deletou essa informação, provavelmente por um evento muito traumático. Meu velho não fala sobre minhas asas arrancadas, então eu só deixo isso pra lá, mas não me tira a curiosidade sobre isso.- E quando ia falando ela virava-se abaixando levemente a blusa e mostrando as duas cicatrizes, não dava pra ver todas, mas eram bem grandes.

O que demonstrava que aquilo foi arrancado de forma provavelmente muito dolorosa, e sem muita maestria no manuseio, o que levou provavelmente a dor extrema, explicava o por que de ela ter deletado isso da memória.-Mas algo que sei é que tinha algo haver com minhas asas serem negras. E esse mesmo fato, levou minha mãe a acabar sendo morta, eu mal a conheci. Bem, desculpe, eu divaguei do assunto KIKIKIKI.- ela acabava gargalhando consigo mesma e coçando a parte de trás da cabeça, meio desconcertada, de certo modo ela tinha entrado em todo um papo desnecessário para com o assunto.

Então ela começava a resumir a história, para que não acabasse seguindo pelo caminho longo, explicando a origem das coisas.-Resumindo é uma soma de habilidades, primeiro de tudo, vem os passos leves, uma técnica que me faz mover meu corpo sem fazer barulhos, é uma movimentação suave, que usa pisadas velozes mas com o peso perfeitamente distribuído da ponta dos pés para o calcanhar. Se você for como o Gadou, imagino que pra você isso seja mais fácil de realizar, de modo natural. A parte difícil pra mim foi conseguir manter uma memória muscular, pra efetivar isso, sem que fosse algo necessariamente consciente.- então ela demonstrava, pisando de maneira extremamente eficiente e rápida, seus passos praticamente não emitem sons perceptíveis, era realmente bizarro, mas sim felinos tinham capacidade de executar aquilo, em principal, com técnicas furtivas aprendidas.

E então ela começava a explicar a segunda parte da habilidade.-E o segundo passo é o momento da piscada, que é o que me faz sumir, basicamente no momento de um único piscar de olhos, eu sou rápida o suficiente pra sair do seu campo de visão. O que faz parecer que eu teleportei- e ela sumia de novo, novamente aparecendo atrás do rapaz, agora em cima da cômoda sentada com uma das pernas levantadas pisando sobre a madeira, com o joelho na altura do rosto, onde ela repousava os braços e a outra disposta normalmente despojada.

Segunda Estrela à Direita - Página 4 Unknown

Tendo demonstrado mais uma vez ela prosseguia, para explicar que ela elevou isso a níveis ainda mais altos do que apenas essa técnica permitia.-Mas isso por si só não é tudo, eu estudei anatomia, então eu consigo por meio de análise quase prever a hora que a pessoa vai piscar. E junto disso, eu tenho uma precisão temporal, inata, algo que não entendo bem, desde pequena eu sou assim, então consigo delimitar meu tempo de ação perfeitamente. Mas ainda mais, eu estudei desde criança, psicologia, psiquiatria, sociologia, e diversas outras ciências humanas, junto de artes medicas, o que me ajuda a entender diversas outras coisas. E o velho das asas grandes, ainda me ensinou como criar ilusões. - e sim todo esse papo era necessário para entender a arte que ela estava aplicando ali.

Sim, todo o papo era bem longo, realmente não se tratava de uma técnica e habilidade única, era uma soma de diversos fatores bem complicados.-Então aprendi como mudar o foco de atenção de alguém para o que eu quero, e a forçar a piscada, se precisar, usando fogo.- e ela simplesmente acendia uma chama no dedo indicador do nada, mostrando que ela era capaz de produzir chamar como se não fosse nada. Algo que para Gar especialmente isso não era tão impactante, já que ele como outros minks podia fazer eletricidade.

Depois de mostrar isso, ela levantava de onde estava, e então, terminava o assunto que havia durado até mais do que ela mesma esperava.-É isso, são muitas coisas que aprendi ao longo da minha vida.- explicou ela, como se pra ela tudo aquilo fosse simples ou basico.

Histórico:


Legenda:


_________________

Segunda Estrela à Direita - Página 4 YHVeK1M

Segunda Estrela à Direita - Página 4 VYrwji0
Liebe
Ver perfil do usuário
Imagem : Segunda Estrela à Direita - Página 4 UqAcZBh
Créditos : 19
LiebeAgente
https://www.allbluerpg.com/t1598-morgan-morozova#17144 https://www.allbluerpg.com/t1602-a-voz-dos-silenciados#17206
Re: Segunda Estrela à Direita Qui Mar 03, 2022 12:53 pm
As provocações de Patrícia fatalmente lhe tiravam do sério, mas Garfield usou todo o seu autocontrole para não avançar sobre a maldita. Discretamente ele controlava o fluxo de sua própria respiração, contando mentalmente até 10 para não perder a paciência completamente, enquanto a observava testar a sua impassibilidade com a ousadia de uma abastada privilegiada. Mordeu os lábios para comedir a ira no exato momento em que ela duvidou de suas capacidades de nocauteá-la.

Não obstante, antes que pudesse responder a altura tamanha afronta, Patrícia resolveu que lhe revelaria os mistérios de seu truque de mágica, e Gar decidiu que a sua curiosidade sobrepujava a raiva que sentia. Por isso ele se manteve em silêncio enquanto estudava os movimentos da contraparte, os olhos e os ouvidos atentos a cada gesto em busca de todos os seus segredos.

Ela se movia bem, isso ele constatou e admitiu para si mesmo. Assistiu-a trocar de passos de um jeito soturno e demasiado prático, desaparecendo imediatamente tal como havia feito mais cedo. Mas desta vez, ciente do que estaria por vir, Gar não se espantou; em vez disso, manteve-se parado e compenetrado, desligando seus olhos e os seus ouvidos para focar-se em seu nariz. Localizou-a ao mesmo tempo pelo olfato e pelo tato, sentindo o hálito quente roçar-lhe a nuca.

Era fato: a técnica de Patrícia conseguia confundir visão e audição, o que obviamente lhe era um problema. Ele se virou para encará-la novamente, na face um semblante indiferente, e ouviu pacientemente enquanto ela lhe relatava a sua história, ainda que seu interesse pelo contexto da moça lhe soasse dispensável; Gar não estava interessado em seu passado com um mink leão ou um mágico chinfrim, mas não ousou interromper o monólogo por medo de vê-la desistir de chegar às vias de fato.

Ainda assim, não pôde deixar de escutar com certo esmero os detalhes referentes às asas negras, único fragmento da conjunção que de fato chamou a sua atenção, muito provavelmente porque nunca havia ouvido falar naquilo antes. Suas orelhas se movimentaram em direção à Patrícia, demonstrando a sua concentração frente ao assunto, e seus olhos aquilinos estudaram as marcas de fendas em suas costas quando lhe foram mostradas.

Bom, isso explica a sua cara de pau ao quebrar recomendações simples. – Comentou, fazendo alusão à subversão de regras que Patrícia parecia ser adepta. Ela havia puxado ao pai, certamente, já que ele também havia demonstrado certa antipatia por condutas taxativas. Mesmo assim, o felino notou que seu emocional havia sido contaminado com algum grau de compaixão, o que o levou a emendar logo em seguida, desta vez mais suavemente: – Sinto muito pelo que ‘cê passou. Fico pensando como seria se arrancassem meu rabo...  Bizarro demais.

A patricinha estava traumatizada com a amputação, Gar refletiu, e ainda sentia amargura por causa disso. Não era para menos, considerou, já que, de acordo com ela, Vigrus poderia muito bem estar envolvido com tamanho ato bárbaro. Não obstante o devaneio foi deixado de lado, e finalmente a moça resolveu tecer as explicações de sua técnica.

Desta forma, com mais uma demonstração de suas capacidades, Patrícia elucidou detalhadamente como executava o seu desaparecimento, e sintetizou a causa como o resultado de um emaranhado de pequenas habilidades usadas em conjunto. Gar não se convenceu.

Eu acho que você está mentindo. – Disparou em bom tom, mantendo a tranquilidade na voz. Garfield era suficientemente teimoso para confrontar descaradamente a explicação de Patrícia; se ele determinou que haveria de existir uma razão sobrenatural por detrás da técnica, então é porque ela existia. Seria necessário mais do que meia dúzia de palavras para mudar a opinião do rapaz, e, mesmo assim, possivelmente ele ainda não se convenceria. – Ou ao menos você não está contando tudo.

Ele respirou fundo, colocando as mãos sobre a cintura num gesto de desapontamento. Percebeu que Patrícia não lhe revelaria o seu poder real – se por birra ou por prevenção, isso ele não saberia dizer; por isso Garfield precisaria dar um jeito de desvendar aquele mistério por conta própria. Teria a longa viagem até Kano para desmascará-la, e pretendia fazer isso de um jeito espetacular.

Ah, tanto faz também. Já não me interessa mais esse truquezinho bobo. – Mentiria, usando toda a sua habilidade de atuação para ocultar a intenção e soar verdadeiro. Deu de ombros como complemento, e seguiria falando:  – O que acha de voltarmos agora? Todo esse pique pega me deu fome.

Caso Patrícia consentisse, ele a conduziria para onde o restante da comitiva provavelmente estaria, onde procuraria descansar a mente e aliviar a própria tensão. Seu corpo ainda estava sendo acometido pela ansiedade, uma vez que, mesmo tendo encontrado a moça, eles ainda poderiam estar em perigo. No pior dos casos, seriam atacados durante o percurso até Vigrus; no melhor dos cenários, ele se livraria da responsabilidade integral de cuidar de Patrícia sozinho.

Independentemente do que viesse a seguir, Gar manteria todos os seus sentidos atentos para não ser pego desprevenido. Presunçoso como era, ele confiava em suas habilidades a ponto de duvidar que mais alguém além da patricinha poderia escapar-lhe dos seus tinos sensoriais.

「 C O N S I D E R A Ç Õ E S 」
levar em consideração a desvantagem "teimoso".

「 H I S T Ó R I C O 」
nome: gar[field] wampus.
aparência atual aqui.
post: 25.
capital: ฿ 1.950.000.

ganhos:
  1. treino de ambidestria » 01;
  2. treino de ambidestria » 02;
  3. treino de ambidestria » 03;
  4. treino de ambidestria » 04;
  5. treino de ambidestria » 05;
  6. ฿ 1.700.000 » missão 01;  
  7. arma » chicote prateado;
  8. aprendizagem » costura;
  9. aprendizagem » forja;

perdas:
  1. n/a.

ferimentos:
  1. n/a.

「 O B J E T I V O S 」
realizar até 3 missões;
treinar qualidade ambidestria;
adquirir proficiência “costura”; ✗
adquirir proficiência “forja”; ✗
obter informações sobre mika.
A SEGUNDA ESTRELA À DIREITA E ENTÃO DIRETO, ATÉ O AMANHECER
cactus
Shiori
Ver perfil do usuário
Imagem : Segunda Estrela à Direita - Página 4 CSDlXWh
Créditos : 05
Re: Segunda Estrela à Direita Qui Mar 03, 2022 2:58 pm


Gar - O Jovem Místico



Gar inicialmente era prático em suas palavras, considerando apenas parcialmente o que ouvia, mas no fim pensava um pouco e acabava falando sobre se compadecer, bem ele deveria entender aquilo. Apesar de que não vamos cobrar nada de muito diferente de dois adolescentes nessa situação.

O negócio era que o bichano não estava lá muito convencido. Ele achava mesmo que tinha algo a mais, algo sobrenatural, alguma coisa que seria impossível de entender-Bom, não te culpo por não entender keke É normal, quando a gente não consegue reproduzir, ter a sensação de que tem algo escondido.- disse ela, não demonstrando muita resistência para com a descrença de Gar.

Para ela era melhor até, afinal se ele não acreditava, ele iria buscar um truque que não estava lá, então sua "mágica" não diminuía a eficácia por conta do truque revelado, mesmo que essa fosse do tipo que mesmo sabendo o truque era difícil de se acompanhar. Ele demonstrava desinteresse e ela nem ligava muito pra situação.

Então concorda em voltar pra comer.-Já que você não tem interesse, vamos nessa. Quero comer também. Acho que devia ter pego mais maçãs.- então eles seguiram até a cozinha, onde Vigrus estava comendo ali um filé, e bebendo vinho branco. Max estava também sentado à mesa, mas parecia comendo a sobremesa já, era um Sundae de Morango… DENOVO.

A mesa tinha apenas eles dois, e havia comida pelo lugar, as carnes eram variadas, Havia filé de frango, fraldinha, e filé de gado. Além disso, havia bastante arroz no lugar, e uma salada bem variada separada em outros pratos, tomate, alface, batatas e outras coisas. Mas para acompanhamento de alguns pratos havia batatas fritas, e até purê de batata.

De bebidas, tinha vinho branco, sucos variados, manga, uva, goiaba, morango e laranja. A moça ao lado de Gar já foi sentando à mesa. Enquanto que nesse mesmo tempo todos percebiam a volta dos dois e o magnata falava.-Então voltaram, estava começando a me preocupar.- Disse com voz branda, enquanto que Max olhava com uma expressão diferente, ele ainda parecia incomodado com o ocorrido, por que ele sabia como do nada a missão entrou numa zona de risco. Principalmente se aquele comportamento virasse um padrão.

Histórico:


Legenda:


_________________

Segunda Estrela à Direita - Página 4 YHVeK1M

Segunda Estrela à Direita - Página 4 VYrwji0
Liebe
Ver perfil do usuário
Imagem : Segunda Estrela à Direita - Página 4 UqAcZBh
Créditos : 19
LiebeAgente
https://www.allbluerpg.com/t1598-morgan-morozova#17144 https://www.allbluerpg.com/t1602-a-voz-dos-silenciados#17206
Re: Segunda Estrela à Direita Qui Mar 03, 2022 4:11 pm
Garfield se deu conta de que estava numa disputa de ego, e por isso não se surpreendeu quando Patrícia rebateu seu ceticismo com uma resposta espinhenta, procurando provocá-lo um pouco mais. Mas ele limitou-se a arquear uma das sobrancelhas, como se a descrença da outra no que tange suas habilidades fossem supérfluas ou fruto de pura intriga. Por dentro, no entanto, ele sentia vontade de morrer; cada audácia de Patrícia lhe torcia o estômago um pouco mais, inflando-o num misto de raiva e antipatia.

Tudo isso ele mascarou atrás de um rosto sereno. Precisava se lembrar de que aquela menina era, antes de qualquer outra coisa, uma cliente importante, e por isso ele era obrigado a tratá-la com mais respeito. Havia demonstrado seu desafeto por ela em demasia, e precisava recalibrar as próprias emoções agora que seguiam em direção a quem lhe pagaria as contas.

Caminhou em silêncio por todo o trajeto, mantendo-se atento a cada gesto feito por Patrícia, tentando não deixar escapar de sua atenção mesmo os mais sutis deles. Ela não transparecia disposição para fugir uma vez mais, muito provavelmente porque também havia demonstrado sentir fome, mas a suspeita do felino já recaia permanentemente sobre ela. Patrícia não era confiável, ao menos não naquele contexto, onde seu trabalho e o seu dinheiro estavam em jogo. Talvez, ele ponderou, se ambos tivessem se conhecido em um momento diverso, Garfield poderia ter simpatizado com ela. Mas não ali.

Não demoraram para encontrar o magnata desfrutando de um robusto pedaço de carne e de uma taça de vinho incolor na presença de Maxuell, este que, por sua vez, degustava de um novo sundae de morango sem muito prazer. Gar torceu o nariz, sabendo que aquele alimento lhe causava indisposição, mas também notou que, apesar do sorvete, Max não esboçava traços de bom humor, o que levou o felino a ponderar se o seu aborrecimento era fruto da conjuntura promovida por Patrícia ou do péssimo gosto do sundae de morango.

Resolveu que a tranquilidade mental de seu chefe não era da sua conta, por isso limitou-se a seguir os passos da moça e juntou-se à mesa junto aos demais comensais. Enquanto se acomodava, elaborou rapidamente uma justificativa para a sua demora, suspeitando que Patrícia não se daria ao trabalho de explicar qualquer coisa para qualquer um. Ela não parecia ser do tipo que dava satisfações.

Sinto muitíssimo pelo atraso, senhor. A sua filha é um pouco mais difícil de encontrar do que supus. – Comentaria, resgatando o vocabulário polido ao admitir, pela primeira vez em voz alta, as capacidades da moça. – Acabamos trocando uma ou duas ideias antes de decidirmos voltar.

Findada a sua fala, ele procuraria por alguém que pudesse servi-lo, chamando um possível garçom com um gesto de mão, e pediria por um prato que pudesse saciá-lo – certamente carne, já que a sua dieta felina assim exigia. Por outro lado, caso houvesse alguma espécie de buffet e ele precisasse se servir por conta própria, ele também o faria imediatamente.

「 C O N S I D E R A Ç Õ E S 」
nada a declarar.

「 H I S T Ó R I C O 」
nome: garfield wampus.
aparência atual aqui.
post: 26.
capital: ฿ 1.950.000.

ganhos:
  1. treino de ambidestria » 01;
  2. treino de ambidestria » 02;
  3. treino de ambidestria » 03;
  4. treino de ambidestria » 04;
  5. treino de ambidestria » 05;
  6. ฿ 1.700.000 » missão 01;  
  7. arma » chicote prateado;
  8. aprendizagem » costura;
  9. aprendizagem » forja;

perdas:
  1. n/a.

ferimentos:
  1. n/a.

「 O B J E T I V O S 」
realizar até 3 missões;
treinar qualidade ambidestria;
adquirir proficiência “costura”; ✗
adquirir proficiência “forja”; ✗
obter informações sobre mika.
A SEGUNDA ESTRELA À DIREITA E ENTÃO DIRETO, ATÉ O AMANHECER
cactus
Shiori
Ver perfil do usuário
Imagem : Segunda Estrela à Direita - Página 4 CSDlXWh
Créditos : 05
Re: Segunda Estrela à Direita Sex Mar 04, 2022 12:15 pm


Gar - O Jovem Místico



A garota lhe deixava com as tripas revirando… Seria o sinal de amor? Bem, ele dizia ser desafeto, mas a linha entre amor e ódio é tênue. Independente dos sentimentos do felino a janta começava, e Gar falava o por que eles tinham demorado, algo que a moça quando terminava de ouvir dizia.-Estavamos sozinhos no quarto. Nós dois, adolescente, trocando um “papo” a saliva é essencial pra o contato humano.- disse ela mordendo o dedo mindinho.

Max já levava a mão ao rosto, ele sabia que aquilo era só provocação barata, mas sabia também que não era o tipo de coisa que um pai queria ouvir.-Mas não se preocupe eu fiquei por cima, sempre no controle!-Sim ela parecia só querer provocar o seu pai, que mordia a carne mastigava e engolia o pedaço, enquanto acompanhava de seu vinho.

Ele respirava profundamente, e Max se auto pacificou engolindo um morango inteiro ele então sorriu de novo, só entendendo que era uma questão de provocação, coisa de adolescentes. Então o magnata falava.-Eu sei que está me provocando, então pode parar. Você não é esse tipo de moça. Aliás, você até pode ter feito algo assim fora daqui, mas não com um rapaz que acaba de conhecer.- disse mais uma vez, engolindo mais vinho.

O pequeno Gar era servido nessa hora depois de ter feito seu pedido, recebendo sua boa comida e poderia desfrutar dela, mesmo que no meio daquele ambiente caotico.-Será que você me conhece mesmo? Acho que você tem estado meio longe pra saber sobre mim. Você não sabe o que sou capaz de fazer, por que você não se importa.- dizia ela também comendo, e completamente fora de postura e fineza, ela agarrou uma coxa de frango com as mãos ao maior estilo bárbaro.

Ela começou a devorar a coxa com violência. E claro a coisa continuava.-Eu sou um homem de negócio, é verdade. Mas sempre que tenho tempo te procuro, você quem nunca está lá, nem faz por onde, está ocupada demais vivendo sua vida rebelde.- era um bate boca bem chato, onde eles ficavam numa guerra fria, depois dessa frase os dois pareciam cessar as provocações. Mas aquilo certamente perturbou o jantar, a moça era realmente difícil, e talvez isso só fosse piorando ao longo dessa viagem.

Histórico:


Legenda:


_________________

Segunda Estrela à Direita - Página 4 YHVeK1M

Segunda Estrela à Direita - Página 4 VYrwji0
Liebe
Ver perfil do usuário
Imagem : Segunda Estrela à Direita - Página 4 UqAcZBh
Créditos : 19
LiebeAgente
https://www.allbluerpg.com/t1598-morgan-morozova#17144 https://www.allbluerpg.com/t1602-a-voz-dos-silenciados#17206
Re: Segunda Estrela à Direita Sex Mar 04, 2022 1:10 pm
Os olhos brilhantemente verdes estudavam o ambiente de forma astuta, procurando sinais de utensílios curiosos e gente que lhe parecesse interessante, ou qualquer elemento estranho que pudesse justificar a presença de um grupo como o seu naquele tipo local. Gar ainda não entendia a razão de estarem reunidos especificamente na cozinha; soava-lhe intrigante o fato de um magnata fazer as suas refeições fora de um cômodo apropriado. Talvez Vigrus fosse realmente um homem que veio do povo, Garfield ponderou, e acabara mantendo alguns costumes herdados de sua época humilde.

Permitiu-se devagar para não se intrometer nas rusgas familiares que se desenrolavam à sua frente. Fingiu não ouvir a nota de rodapé que Patrícia anexou à sua explicação no que tangia o atraso, ciente de que aquele comentário detinha veneno específico para o seu genitor; mas nem mesmo isso o privou de se sentir constrangido. Disfarçou, certamente, mantendo o controle da respiração para impedir o rosto de ruborizar, e agiu como se as palavras da patricinha não remetessem a ele.

Não obstante a troca de farpas escalou rapidamente para um tom mais intimista entre pai e filha, e o espírito fofoqueiro do felino não permitiu a ele se manter alhures da confusão. Picuinhas familiares o entretinham mais do que ele ousava admitir em voz alta, por isso procurou manter – a exemplo de seu chefe – uma postura convenientemente sonsa diante da situação. Patrícia evidentemente nutria rancor poluente contra quem lhe deu a vida, assim como Vigrus parecia sustentar uma densa camada de decepção em seu coração.

Outrossim, enquanto seus contratantes digladiavam-se em uma guerra fria cada vez mais tensionada, teve a sua atenção fisgada momentaneamente pelo prato que lhe serviam. Admirou-o um momento, inspirando profundamente para sentir seu aroma, e colocou-se a petiscar o alimento a fim de saborear concomitantemente o gosto da comida e da confusão.

Usava a mão esquerda para se servir sempre que necessário, manejando talheres, copos e guardanapos com ela a fim de aperfeiçoar sua destreza ambidestra. Sabia que a habilidade exigiria um treinamento árduo e constante para ser plenamente adquirida, por isso tratava de inserir pequenos treinamentos em cada momento que conseguia.

Desta forma, enquanto mastigava um suculento pedaço de carne, ele refletiu se deveria intrometer-se, ou não, na discussão. Até então, o felino mantinha uma neutralidade suíça que beirava a dissimulação, agindo como se não houvesse uma bestialidade absurda acontecendo à mesa, tanto pelo jeito bárbaro de Patrícia se alimentar quanto pelas palavras de pouco afeto trocadas por ela e o empresário. Do seu lado, limitava-se a usar a canhota para cortar as fibras do seu bife, encontrando certa dificuldade no ato simples como consequência da falta de hábito.

Aquilo o divertia, no entanto, e Garfield cogitou se seria interessante apimentar ainda mais a discussão, jogando na roda os relatos que a moça havia compartilhado, com ele, mais cedo; mas desistiu logo em seguida, sabendo que poderia causar mal estar irreversível com isso.

Senhor Vigrus – Proferiria por fim, chamando a atenção do magnata para si, antes de perguntar: – Por acaso há uma filial de seus negócios em Kano? Está indo como turista ou empresário? – Diria, fingindo curiosidade. Claramente, Gar tentaria desviar o assunto para um contexto mais saudável, contrariando toda a sua vontade de espairecer às custas dos white problems daquela gente. Precisava mostrar serviço, e achou que servir como bom diplomata poderia vir a causar uma boa impressão.  

「 C O N S I D E R A Ç Õ E S 」
tentativa de treinar ambidestria.  

「 H I S T Ó R I C O 」
nome: garfield wampus.
aparência atual aqui.
post: 27.
capital: ฿ 1.950.000.

ganhos:
  1. treino de ambidestria » 01;
  2. treino de ambidestria » 02;
  3. treino de ambidestria » 03;
  4. treino de ambidestria » 04;
  5. treino de ambidestria » 05;
  6. ฿ 1.700.000 » missão 01;  
  7. arma » chicote prateado;
  8. aprendizagem » costura;
  9. aprendizagem » forja;

perdas:
  1. n/a.

ferimentos:
  1. n/a.

「 O B J E T I V O S 」
realizar até 3 missões;
treinar qualidade ambidestria;
adquirir proficiência “costura”; ✗
adquirir proficiência “forja”; ✗
obter informações sobre mika.
A SEGUNDA ESTRELA À DIREITA E ENTÃO DIRETO, ATÉ O AMANHECER
cactus
Shiori
Ver perfil do usuário
Imagem : Segunda Estrela à Direita - Página 4 CSDlXWh
Créditos : 05
Re: Segunda Estrela à Direita Sab Mar 05, 2022 2:32 pm


Gar - O Jovem Místico



O clima tenso fazia todo mundo por ali ficar um tanto preocupado, Gar apesar de tentar ignorar, não deixava de se sentir constrangido e mesmo assim, ele disfarçava tentando respirar mais profundamente para não deixar escapar. Ele até pensou em alfinetar as pessoas nesse sentido, mas sabia que talvez tudo fosse por água abaixo.

Então ele se conteve, então puxou um outro assunto quando os ânimos acalmaram, querendo saber mais de seu contratante.-É algo de cunho pessoal, mas não banal como ser um turista. Tenho de resolver algo..-comentou já dando um gole no vinho.

Então ele continuava falando.-Não devo ficar muito tempo em Kano, é provável que logo mais já precise partir novamente. - comentou ele frisando o que estava acontecendo naquele momento, max terminara de comer e ficava de pé, em posição estratégica, ele ia para um ambiente onde ele tinha visão de todas as portas e janelas.

A noite dali pra dentro seria apenas um tempo de vigília, até a hora de dormir, onde Max combinaria com Gar os turnos.-Você faz a primeira vigília e eu faço a segunda. Não deve sair dessa região, para evitar que exista possibilidade de invasão, no caso veja algo me acorde.- Disse ele deixando claro que Gar tinha uma tarefa difícil.

Os outros dias de viagem, eram tranquilos, sendo algo simples, houveram duas noites de chuva no processo, e as vigílias foram um sucesso, os jantares e almoços eram sempre bem gostosos e luxuosos. Até que por fim, na manhã do último dia de viagem, eles viram o País de Kano.

Era uma bela paisagem, a grande muralha formada pelos pilares, as pontes que ligavam as ilhas, e a arquitetura belíssima. Era um lugar verdadeiramente bonito, no entanto seu clima quente poderia incomodar um pouco, fazia uma média de 30 graus na chegada deles, o que já poderia gerar leve incomodo pro peludo. Chegando ao local o desembarque iniciava e Max se aproximava de Gar.-Fique perto de mim, iremos escoltar o homem até a reunião e voltar pro barco.- disse ele fazendo um apontamento, para que Gar se prepara-se para segui-lo.

Histórico:


Legenda:


_________________

Segunda Estrela à Direita - Página 4 YHVeK1M

Segunda Estrela à Direita - Página 4 VYrwji0
Liebe
Ver perfil do usuário
Imagem : Segunda Estrela à Direita - Página 4 UqAcZBh
Créditos : 19
LiebeAgente
https://www.allbluerpg.com/t1598-morgan-morozova#17144 https://www.allbluerpg.com/t1602-a-voz-dos-silenciados#17206
Re: Segunda Estrela à Direita Sab Mar 05, 2022 3:41 pm
Os ânimos à mesa refletiam a sensação de tensionar uma corda, e Gar temeu que ela pudesse romper a qualquer momento, mas, quase subitamente, pai e filha, que há pouco estavam armados até os dentes um contra o outro, abandonaram a defensiva e suavizaram o clima do jantar, permitindo ao grupo relaxar durante a refeição.

Não demorou para que o elefante branco na sala se dissipasse, e a conversa se desenrolou aos trancos a partir da pergunta do mink. Vigrus a respondeu com pouco ânimo, revelando um lado seco até então ocultado dos demais. Garfield imaginou que a sua insatisfação era compreensível; o homem possivelmente ainda estava aborrecido com o pequeno conflito, e por isso o felino julgou que o mais adequado seria não estender a conversa.

Outrossim, quando sentiu-se satisfeito, agradeceu os responsáveis pela refeição e se retirou para próximo de Max, colocando-se ao seu lado. Seguiu seu exemplo e modificou a postura a fim de manter-se ligado a tudo que acontecia à sua volta, e assentiu com cabeça quando as instruções do superior alcançaram seus ouvidos.

Inquieto como era, Gar sabia que não conseguiria manter-se quase completamente ocioso durante a vigília, e tratou de voltar a treinar a sua ambidestria durante os seus turnos. Certamente ele não se permitia perder a atenção, sempre refinando os sentidos para captar tudo que acontecia ao seu redor, mas concomitantemente praticou os exercícios que fortaleceriam o seu lado esquerdo.

Dessa forma, ele caminhava de ponta cabeça quando precisava fazer uma ronda pelos corredores, depositando sempre um pouco mais de força no braço esquerdo com o intuito de deixa-lo resiliente. Segurava a perna direita atrás do quadril enquanto se equilibrava sobre o membro oposto, deslocando-se pelo ambiente desta forma, com pequenos pulinhos; caía de vez em quando, ao perder um pouco a postura, mas logo retomava a atividade em busca da perfeição.

Repetia os treinamentos sempre que estava acordado, e descansava profundamente quando lhe concediam seus horários de repouso. Percebeu que a viagem estava sendo demasiada agradável, e entendeu que o Destino protegia o seu barco contra espíritos malignos e zombeteiros. Às vezes, durante seus intervalos, ele se ajoelhava em agradecimento aos deuses por tamanha benção, crédulo de que suas preces eram as responsáveis pelo mar calmo no qual navegaram.

Quando, no último dia, chegaram à Kano, seus olhos brilharam ao se depararem com a imensa muralha que se erguia imponente à sua frente. Deslumbrado com a nova e exótica paisagem, tudo que encontrava pelo caminho lhe parecia espetacular. Kano detinha estilos e cheiros que Gar nunca antes havia encontrado, e tudo lhe parecia mágico e belo.

Foi durante o desembarque que Max o alertou de que a missão se expandia pelos territórios da ilha, e que deveriam escoltar o magnata até o local de sua reunião. Ao longo do trajeto, o felino sentiu as mazelas do calor condensado do ambiente, percebendo de imediato que sua constituição não havia sido historicamente adaptada para aquele tipo de clima. Foi o suficiente para que ele desejasse partir imediatamente.

Acabamos de chegar, mas eu não me importaria de partir. – Comentaria com Max quando tivesse a oportunidade, afastando, com as mãos, gotículas de suor de sua testa molhada. Seguiria as instruções que lhe seriam passadas da melhor forma possível, atuando como um sentinela impassível ao lado de Vigrus, e então retornaria para o barco quando assim lhe fosse orientado fazer. Gar não sabia se eles se hospedariam pela região ou não, por isso se manteria preparado para voltar ao mar o mais rápido possível.

「 C O N S I D E R A Ç Õ E S 」
tentativa de treinar ambidestria.  

「 H I S T Ó R I C O 」
nome: garfield wampus.
aparência atual aqui.
post: 28.
capital: ฿ 1.950.000.

ganhos:
  1. treino de ambidestria » 01;
  2. treino de ambidestria » 02;
  3. treino de ambidestria » 03;
  4. treino de ambidestria » 04;
  5. treino de ambidestria » 05;
  6. ฿ 1.700.000 » missão 01;  
  7. arma » chicote prateado;
  8. aprendizagem » costura;
  9. aprendizagem » forja;

perdas:
  1. n/a.

ferimentos:
  1. n/a.

「 O B J E T I V O S 」
realizar até 3 missões;
treinar qualidade ambidestria;
adquirir proficiência “costura”; ✗
adquirir proficiência “forja”; ✗
obter informações sobre mika.
A SEGUNDA ESTRELA À DIREITA E ENTÃO DIRETO, ATÉ O AMANHECER
cactus
Shiori
Ver perfil do usuário
Imagem : Segunda Estrela à Direita - Página 4 CSDlXWh
Créditos : 05
Re: Segunda Estrela à Direita Dom Mar 06, 2022 6:01 am


Gar - O Jovem Místico



Gar via um novo lado de Vigrus que até então ele não tinha presenciado, fosse pela conversa acalorada, fosse pelo contexto da resposta, a verdade era que o homem havia tido certa frieza ali. Bem, era justificável, afinal toda a noite tinha desandado, os outros dias o rapaz vigiava aproveitando para novamente treinar o braço opositor, fazendo testes até durante todos os dias em que ficou de vigilha.

Então com a chegada a missão de relance tinha se extendido aquela ilha, onde eles ficavam a frente da porta da reunião, servindo como seguranças, o assunto da reunião era algo que nem mesmo Gar ouvia com sua audição aguçada, o lugar tinha um bom isolamento acústico. E era grande o suficiente, para que nada da conversa. Ele só podia ver do lugar de onde ele estava os lábios se mexendo. Mas provavelmente isso incluía o tom de voz, já que quando algum deles dava uma risada mais alta, o felino era capaz de ouvir.

A sala era arredondada, e tinha duas mesas grandes colocadas uma ao lado da outra criando assim um palanque, uma parte era mais baixa onde estavam os dois e as mesas. E outra mais alta que era como um corredor próximo ao teto que circundava o ambiente circular onde os dois agentes ficavam. A conversa levou quase 4 horas, era provavelmente um limiar de profundo tédio durante esse tempo.

Por sorte nenhum deles tinha de agir ali, a conversa terminava com um aperto de mãos e Vigrus, conversava rapidamente com Max.-Vamos ter de partir novamente senhores, a coisa aqui já está resolvida, mas surgiu outro problema. Mas de negócios dessa vez.-Max assentiu com a cabeça e começou a caminhar de volta pro barco, trazendo o felino consigo.

Então já de volta ao barco Max comentava sobre o que Gar lhe dizia.-Parece que seu desejo vai se tornar real, já vamos embora da ilha.- O calor ainda era um incômodo chato, afinal, o clima só tinha ficado mais quente com o passar das horas até aquele momento. Todos embarcavam e o barco partia agora em direção a grande linha.

Enquanto o movimento começava, ele explicava com mais detalhes o que ia acontecer agora para Gar.-É o seguinte quero que durante o dia nós façamos rondas no barco, agora além do Vigrus, chegou um container que parece ser importante, sempre vigiar ele durante as rondas. A noite fazemos a mesma troca de turno, e ficamos de olho no container a distância.-tudo acertado a viagem tinha começado novamente.

Histórico:


Legenda:


_________________

Segunda Estrela à Direita - Página 4 YHVeK1M

Segunda Estrela à Direita - Página 4 VYrwji0
Rigel ~Tenho dado em casa
Ver perfil do usuário
Imagem : Vem dançar BB!
Créditos : 05
Re: Segunda Estrela à Direita Dom Mar 06, 2022 6:01 am
O membro 'Shiori' realizou a seguinte ação: Lançar dados


'Sorteio da rota' :
Segunda Estrela à Direita - Página 4 Unknown

_________________

Segunda Estrela à Direita - Página 4 King-dice-cuphead
Liebe
Ver perfil do usuário
Imagem : Segunda Estrela à Direita - Página 4 UqAcZBh
Créditos : 19
LiebeAgente
https://www.allbluerpg.com/t1598-morgan-morozova#17144 https://www.allbluerpg.com/t1602-a-voz-dos-silenciados#17206
Re: Segunda Estrela à Direita Dom Mar 06, 2022 7:35 pm
O tempo transcorrido nas terras de Kano não poderia ter sido mais tranquilo, e não demorou para que o grupo recebesse o sinal verde para continuar a viagem. Garfield se animou com aquela novidade, uma vez que já havia expressado o desejo de deixar a ilha o mais rápido que pudesse; sentia a quentura do Sol castigar a sua pele com determinação e maldade, levando-o a quase supor que o astro poderia estar agindo conscientemente para puni-lo. Ponderou se seria possível que a bola de fogo no firmamento fosse uma entidade viva, e a ideia lhe estremeceu a espinha.

Uma vez de volta ao navio, havia sido decidido que eles adentrariam nos domínios misteriosos da Grand Line, o que levou o rapaz a uma crise de excitação descomedida. Sentiu-se animado frente ao desconhecido, sabendo que agora haveria de encarar aventuras homéricas e inesquecíveis tão logo atravessassem as águas angustiantemente passivas que separavam a grande rota do resto do mundo; Calm Belt era como os mais sabidos as chamavam, e Gar não demorou para entender por que assim haviam sido nomeadas.

Por todo o trajeto, ele seguiu diligentemente tudo que seu superior lhe havia ordenado fazer. Aproveitaria seus turnos noturnos e os intervalos entre as rondas para exercitar a sua ambidestria, desta vez promovendo treinamentos de combate a fim de melhorar o seu lado esquerdo num cenário de lutas.

Empunharia seu chicote brilhante com a mão não dominante quando tivesse a chance, incitando-o em danças frenéticas e golpes rápidos através do ar, na esperança de vê-lo serpentear com cada vez mais precisão. Igualmente, não se importaria em conseguir colegas de treino, convidando transeuntes para conflitos controlados sempre que fosse possível; mesmo Patrícia, se ainda estivesse à bordo e com disposição, poderia ser uma boa parceira para aquele tipo de situação.

Com o mesmo empenho ele se manteria compenetrado em sua missão, que agora havia se desdobrado em duas; se antes ele não precisaria se preocupar com nada além de Vigrus e sua filha, agora ainda havia um container para atiçar a sua ansiedade. Procuraria sempre sustentar a eficiência de seus sentidos quando estivesse em serviço, aliando todos os artifícios de sua percepção para não ser surpreendido por imprevistos.

Não obstante todo o trabalho e treinamento, o pequeno felino rezaria, principalmente, para que chegassem à nova e desconhecida ilha o mais rápido possível. Havia algo nos segredos escondidos pelo futuro que lhe despertavam extremo fascínio, e não havia nada mais estimulante para Garfield que a chance de descobri-los.

「 C O N S I D E R A Ç Õ E S 」
tentativa de treinar ambidestria.  

「 H I S T Ó R I C O 」
nome: garfield wampus.
aparência atual aqui.
post: 29.
capital: ฿ 1.950.000.

ganhos:
  1. treino de ambidestria » 01;
  2. treino de ambidestria » 02;
  3. treino de ambidestria » 03;
  4. treino de ambidestria » 04;
  5. treino de ambidestria » 05;
  6. treino de ambidestria » 06;
  7. ฿ 1.700.000 » missão 01;  
  8. arma » chicote prateado;
  9. aprendizagem » costura;
  10. aprendizagem » forja;

perdas:
  1. n/a.

ferimentos:
  1. n/a.

「 O B J E T I V O S 」
realizar até 3 missões;
treinar qualidade ambidestria; ✗
adquirir proficiência “costura”; ✗
adquirir proficiência “forja”; ✗
obter informações sobre mika.
A SEGUNDA ESTRELA À DIREITA E ENTÃO DIRETO, ATÉ O AMANHECER
cactus
Shiori
Ver perfil do usuário
Imagem : Segunda Estrela à Direita - Página 4 CSDlXWh
Créditos : 05
Re: Segunda Estrela à Direita Seg Mar 07, 2022 4:33 am


Gar - O Jovem Místico



A viagem continuava nesse momento, onde eles poderiam ver o mundo pelo qual viajavam. Era verdade que realmente não tinha tido tempo de curtir Kano. Mas ele provavelmente sequer tinha interesse. O barco passava pelo calm belt, um ambiente onde praticamente não tinha correntes marítimas, era realmente, um lugar estranho, o barco do governo no entanto só conseguia cruzar aquele lugar por conta do Kairoseki em seu fundo.

Além disso eles ligavam alguns propulsores, o motor começava a fazer leve barulho que pra maioria passava despercebido, mas pra gar era algo notável, afinal sua audição era privilegiada. Ele também conseguia sentir que os ventos diminuíram bastante, praticamente inexistentes. Brisas leves, o que dava pra se imaginar que fosse por isso que as velas neste momento não davam conta.

Então a passagem durava alguns dias e ele vigiava quando precisava, e fazia seus treinos com a mão opositora, controlando seu chicote e tentando aplicar de maneira combativa, a modo de deixar ainda mais forte seus impulsos com ela. Os dias foram tranquilos, até que finalmente eles puderam avistar a ilha.

As amareladas pradarias, os picos gelados. Os rios que cruzavam o ambiente, era um lugar até que bonito, no entanto por ser dia, ainda estava quente, era em torno das quatro e meia da tarde quando eles pisaram ali. Era quente mas estava esfriando, no momento a temperatura não era incômoda.

O valor era algo em torno de 18 graus. Max vendo a ilha se aproximou de Gar e lhe dizia.-Você fez um bom trabalho garoto.- ele pegou um envelope contendo o salário por duas missões, e entregou na mão do felino, exatamente 3.400.000 berries. Era uma boa grana para que o felino pudesse usufruir durante aquele tempo.

Histórico:


Legenda:


_________________

Segunda Estrela à Direita - Página 4 YHVeK1M

Segunda Estrela à Direita - Página 4 VYrwji0