Tópicos Recentes
Destaques
Klaus
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Akira
Sasha
Ás
Shiori
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Últimos assuntos
四 - Morte e SangueHoje à(s) 1:21 ampor  Koji6º Capítulo: Gigantes versus Dragões!Ontem à(s) 11:23 pmpor  Sashaficha Aika KinOntem à(s) 10:50 pmpor  mestrej2° - De Dawn a Shells - Uma viagem para conhecimento.Ontem à(s) 10:39 pmpor  SaruNo Maidens?Ontem à(s) 9:38 pmpor  IzumiCap. 2 - Ascendendo às profundezasOntem à(s) 9:23 pmpor  VanKaoru KageyamaOntem à(s) 9:09 pmpor  Kaoru[Pedido de instrutor] - TaliyahOntem à(s) 9:00 pmpor  nothawaiian[TUTORIAL] - TaliyahOntem à(s) 8:56 pmpor  nothawaiianPorradaria e Fuga: Grand Line Drift. [3]Ontem à(s) 8:46 pmpor  Van
 :: Oceanos :: Blues :: West Blue :: Sirarossa
Página 1 de 5 Página 1 de 5 1, 2, 3, 4, 5  Seguinte
Achiles
Ver perfil do usuário
Imagem : Segunda Estrela à Direita Aecfe07ef5c7ca842816fd453e897a56
Créditos : 13
Localização : Lvneel - North Blue
AchilesAvaliador
https://www.allbluerpg.com/t1735-caitlyn-g#18385 https://www.allbluerpg.com/t1725-iii-death-or-paradise#18382
Segunda Estrela à Direita Qui Fev 03, 2022 10:46 pm
Segunda Estrela à Direita

Aqui ocorrerá a aventura do(a) Agente Garfield "Gar" Wampus. A qual não possui narrador definido.
Liebe
Ver perfil do usuário
Imagem : Segunda Estrela à Direita UqAcZBh
Créditos : 19
LiebeAgente
https://www.allbluerpg.com/t1598-morgan-morozova#17144 https://www.allbluerpg.com/t1602-a-voz-dos-silenciados#17206
Re: Segunda Estrela à Direita Sex Fev 04, 2022 12:25 pm
Então esta é Sirarossa. Como é feia, não? E o cheiro também não é dos melhores.

Gar estava animado. Era a sua primeira vez naquela ilha, cuja estrutura estava encapsulada sob a forma de uma imensa cidade industrial. Tudo cheirava a novidade, a aventura, a problemas. Os olhos curiosos vagariam ao seu redor, procurando pontos de referência e rostos que julgasse interessantes. Com um sorriso escancarando o seu entusiasmo pueril, ele andaria pelo ambiente vagarosamente, tocando objetos incomuns aqui e acolá, atento a tudo que lhe fosse desconhecido.

O espírito explorador haveria de levá-lo ao seu primeiro trabalho. Pois sim: Gar não havia pisado em Sirarossa a passeio; seus superiores o mandaram para a região em nome da Cipher Pol 3, onde deveria realizar a sua primeira missão de campo. Sua possível tarefa? O pequeno não fazia a menor ideia. Tudo que lhe fora informado é que seu empregador – ou um representante do trabalho – o encontraria tão logo ele desembarcasse na ilha.

Despreocupado como era, Gar não se importava de esperar. Não estava ansioso para começar a trabalhar, e não sabia verdadeiramente se queria pegar no pesado; tratava-se, afinal, de um garoto que adorava flertar com a vida mansa. Além disso, ele ainda precisava procurar por algumas pistas que pudessem levá-lo até Mika, a sua irmã desaparecida. Tudo ao seu tempo, disse para si mesmo em pensamento.

Por ora, ele poderia se dar ao luxo de ser apenas um turista.

「 C O N S I D E R A Ç Õ E S 」
aparência atual aqui.
nada a declarar.

「 H I S T Ó R I C O 」
post: 01.
capital: ฿ 250.000.

ganhos:
  1. n/a.

perdas:
  1. n/a.

ferimentos:
  1. n/a.

「 O B J E T I V O S 」
realizar até 3 missões;
treinar qualidade ambidestria;
adquirir proficiência “costura”;
adquirir proficiência “forja”;
obter informações sobre mika.
A SEGUNDA ESTRELA À DIREITA E ENTÃO DIRETO, ATÉ O AMANHECER
cactus
Shiori
Ver perfil do usuário
Imagem : Segunda Estrela à Direita CSDlXWh
Créditos : 05
Re: Segunda Estrela à Direita Sab Fev 05, 2022 8:17 pm


Liebe - The Grappler



O clima da ilha era interessante, agora faziam uns 14º mais ou menos, e a brisa oceânica era fria, fazendo com que o porto tivesse um clima agradável, as pessoas por ali andavam bem agasalhadas. Ele podia notar que muitos pareciam ser pessoas bem apessoadas, ou seja, já que pareciam estar envolvidos com algo corporativo.

Ali havia uma quantidade enorme de barcos que poderiam chamar sua atenção, mas para além disso, era normal ver pessoas saindo com mercadorias constantemente, e até mesmo montando suas barracas na frente dos próprios barcos, ou em lugares específicos do grande calçadão.

Era possível ver que se tratava mesmo de uma cidade comercial muito próspera. Mas além disso o rapaz esperava por alguém que não levaria muito tempo para se apresentar. A pessoa que chegou até ele era um homem de cabelos negros, olhos de mesma cor, um cabelo muito bem cuidado e arrumado.

Ele vestia um terno simples, mas claramente bem cuidado, não tinha um amassado nele, nem sequer um fio solto. Até mesmo seu cabelo, parecia que cada fio foi organizado pra estar naquele modo. Era falsamente caótico, era como se fosse um tipo de caos ordenado, sim, estranho, mas era isso.

Segunda Estrela à Direita 238ffeb2f0e8d5e97b5404e5e3e3a16a

De qualquer forma o cara começou a falar assim que viu.-Você é Gar Wampus correto?- disse ele esperando uma resposta vinda do rapaz, que parecia estar esperando alguém, e talvez essa pessoa fosse ele. Então depois disso, diria.-Certo, venha comigo então, eu vou lhe levar para discutirmos suas missões.-E assim ele guiaria o rapaz até o quartel. Onde lá sim ele sentaria atrás de uma mesa.

Esperando que o rapaz explicasse sua situação ali na ilha antes de começar a falar sobre os assuntos.-Então você veio aqui pra completar a minha equipe certo?-disse esperando receber mais informações sobre o rapaz, além do que já estava na ficha dele.


Histórico:


Legenda:


_________________

Segunda Estrela à Direita YHVeK1M

Segunda Estrela à Direita VYrwji0
Liebe
Ver perfil do usuário
Imagem : Segunda Estrela à Direita UqAcZBh
Créditos : 19
LiebeAgente
https://www.allbluerpg.com/t1598-morgan-morozova#17144 https://www.allbluerpg.com/t1602-a-voz-dos-silenciados#17206
Re: Segunda Estrela à Direita Sab Fev 05, 2022 9:08 pm
Sirarossa era intensa, pulsante e viva. Embora ele tivesse uma pequena noção da estrutura da ilha antes de finalmente conhecê-la, seria mentira dizer que Gar esperava encontrar um ambiente que borbulhasse gente de todos os cantos. Enquanto caminhava pelo porto, teve a sensação de que, a cada segundo, novas pessoas surgiam de cada buraquinho que encontrava, como se Sirarossa fosse um imenso formigueiro, e isso o animou.

Desfilou por entre as barraquinhas dispostas pelo lugar, os olhos amendoados piscando longamente sempre que se deparavam com um objeto desconhecido. Estava eufórico com tantas possibilidades, e sentia-se intrigado em meio a tantas pessoas diferentes. Olhou para o mar, admirando as imensas embarcações que iam e vinham o tempo todo; algumas, ele notou, eram tão grandes que quase poderiam esconder o sol.

De repente ele se virou, girando nos calcanhares, quando a voz estranha o alcançou. Deparou-se com um homem alto, de compleição esguia e traços delicados, cuja presença ele não sentiu se aproximar. Incomodou-se por isso – o menino não gostava de ser surpreendido. Sentiu o coração palpitar, a ansiedade ameaçando dar as caras; ele sempre se sentia meio assim, desconfortável, quando era abordado por estranhos.

Não obstante ele abriu um imenso sorriso, colocando qualquer sintoma de timidez no bolso escondido da parte de trás, e permitiu que suas habilidades de encenação elaboradas entrassem em ação. Gesticulou o corpo em uma mesura exagerada, levando a cabeça para frente, e voltou a encarar o rapaz com uma expressão travessa esculpida no semblante.

Esse é o meu nome! – Respondeu, jovial e divertido, confirmando a suposição do estranho. Os olhos analisaram apressadamente a vestimenta de seu interlocutor, estudando os detalhes da costura, a qualidade do tecido, e se surpreendendo com o que a sua mente – pouco instruída no assunto – concluiu: parecia ser produto caro. Era um moço caro aquele, pensou. Haveria de ter algumas coisas valiosas, pensou novamente. Talvez algo que Gar precisasse mais do que ele, certamente.

O pensamento serviu de entretenimento enquanto caminhava ao lado do estranho, mas mesmo assim Gar manteve a atenção devida na conversa que se seguia. O homem o orientou para uma nova construção, onde, logo Gar descobriria, viria a ser a central da Cipher Pol. Ali, o menino estudaria a arquitetura, procurando nuances que só seus olhos de gato seriam capazes de enxergar, até que finalmente chegasse ao destino final.

Meus superiores me enviaram para integrar o quadro da ilha, sim, senhor. – Verbalizou, meneando a cabeça de forma afirmativa. Ainda em pé, caso fosse lhe indicado algum lugar para se sentar, ele o faria com as pernas cruzadas; se não, manter-se-ia ereto, os braços para trás, a cauda balançando ansiosamente atrás de si.

Me pediram para que seguisse as suas orientações da melhor forma possível. – Explicou singelamente. A verdade é que Gar não fazia a menor ideia de que tipo de serviço ele deveria prestar naquela ilha, por isso resolveu listar um pouco as suas habilidades: – Sou um agente especializado em infiltração e coleta de informações, além de servir como um excelente batedor. Também sou bom em... apreender discretamente pertences das outras pessoas, quando necessário. – Diria, tomando cuidado para não usar o termo roubar na elaboração do argumento. Ladinagem, afinal, não era uma competência louvável para se colocar no currículo de ninguém.

「 C O N S I D E R A Ç Õ E S 」
aparência atual aqui.
nada a declarar.

「 H I S T Ó R I C O 」
post: 02.
capital: ฿ 250.000.

ganhos:
  1. n/a.

perdas:
  1. n/a.

ferimentos:
  1. n/a.

「 O B J E T I V O S 」
realizar até 3 missões;
treinar qualidade ambidestria;
adquirir proficiência “costura”;
adquirir proficiência “forja”;
obter informações sobre mika.
A SEGUNDA ESTRELA À DIREITA E ENTÃO DIRETO, ATÉ O AMANHECER
cactus
Shiori
Ver perfil do usuário
Imagem : Segunda Estrela à Direita CSDlXWh
Créditos : 05
Re: Segunda Estrela à Direita Dom Fev 06, 2022 3:41 pm


Liebe - The Grappler



Vendo o homem que chegou ali para lhe chamar, ele não deixava de pensar que poderia furtar ele, afinal ele parecia meio rico. Mesmo assim, ele o seguia até o quartel daquela cidade, que era um pouco diferente do esperado para a maioria das pessoas, basicamente o lugar era… Uma mansão grande e branca, com um símbolo da marinha e governo.

Então aquilo parecia meio que muito diferente de todos os lugares que normalmente portavam a bandeira do governo mundial, ou da marinha, não chegava a ser feio, só estranho. Ele entraram pela porta e o garoto viu que por dentro era uma série de corredores, com portas fechadas. Até onde eles seguiram não dava pra ver muito mais que isso, já que se fosse querer buscar mais informações teria que explorar.

Então com tudo em vigor, a sala do superior era normal, uma escrivaninha, uma cadeira bem acolchoada. E uma estante de livros, era tudo ali, não havia luxo no ambiente de trabalho, provavelmente por conta de como era a situação do governo na ilha.-Entendi, então suas habilidades são para esse tipo de área. Bem, o que preciso que você faça é parecido. Quero que você cobre impostos de algumas pessoas da ilha.- ele então pegava uma ata com relação de nomes.

Entregando ela para o garoto Gar. Ele então começava a explicar como a ata funcionava e o que ele deveria fazer com ela.-Essa Ata consta o nome de 50 pessoas da rua Falcon. Nela tem também o valor que elas devem pagar, e um local pra você fazer um x nos que pagarem. Aqueles que não estiverem em casa, jogue um envelope por baixo, esse envelope deixa claro que eles precisam vir aqui no quartel acertarem suas dívidas.- E assim ele entregou um saquinho com 50 envelopes nele, para que o rapaz jogasse por baixo das portas.

Então com tudo explicado, ele começou a dar as instruções de como chegar ao local que ele precisava.-Você deve seguir a esquerda da saída, no sentido de quem sai do QG. E vai seguir reto até a primeira ponte, nela assim que você atravessar, faça uma dobra para a esquerda novamente. Então você vai seguir até uma placa escrita “Folster” chegando nela vai ter uma rua a direita, entre nela. Então depois disso siga direto, e verá uma rua com duas pontes nela que fica isolada do lugar por essas duas pontes, ou seja só se acessa ela por elas. E vai ter a placa “Rua Falcon”- explicou ele com detalhes em como chegar na tal rua que precisava, o que ia ser de importância para ele. Entretanto era uma missão muito simples, talvez isso fosse algo para Gar se familiarizar com a ilha.

Por fim, ele olhou para o rapaz e questionou se não haviam restado dúvidas para ele naquele momento.-Alguma dúvida garoto?- e assim ele esperava para saber se tudo estava certo, ou se precisaria passar mais informações.



Histórico:


Legenda:


_________________

Segunda Estrela à Direita YHVeK1M

Segunda Estrela à Direita VYrwji0
Liebe
Ver perfil do usuário
Imagem : Segunda Estrela à Direita UqAcZBh
Créditos : 19
LiebeAgente
https://www.allbluerpg.com/t1598-morgan-morozova#17144 https://www.allbluerpg.com/t1602-a-voz-dos-silenciados#17206
Re: Segunda Estrela à Direita Dom Fev 06, 2022 4:36 pm
Franziu o cenho, escondendo a frustração. Gar sabia que deveria atender às ordens daquela pessoa independentemente de suas intenções, mas era igualmente verdade que ele estava sem a menor vontade de seguir naquele serviço espantosamente... tedioso. Cobrar impostos não era excitante. Ele não queria cobrar impostos. Dane-se os impostos.

Mas a insatisfação se manteve reclusa na privacidade do pensamento. Em vez dela, Gar externalizou um aceno de cabeça como indicativo para a confirmação da missão. Havia entendido os pormenores das instruções, e os seguiria da melhor forma que conseguisse.  

Com as mãos livres, ele recolheu a lista de devedores e os saquinhos com os envelopes de cobrança, olhando dentro dele instintivamente como inferência de sua curiosidade exagerada; fingiu contar o número de itens, como se para encontrar uma justificativa para seu gesto automático. Tentou disfarçar, à luz da verdade, e aproveitou para menear a cabeça negativamente quando lhe inquiriram sobre possíveis dúvidas.

O senhor poderia me emprestar uma caneta? – Pediu, controlando-se para não gaguejar. Mantinha a cabeça baixa, constrangido demais para encarar os olhos de seu superior, a bochecha levemente ruborizada. – Para fazer as marcações na ata. – Emendou, apressado. Poderia tentar surrupiar alguma por aí, mas resolveu que tentaria andar na linha... ao menos por enquanto.

Quando finalmente fosse dispensado, ele voltaria para as ruas de Sirarossa tranquilamente, aproveitando o percurso para admirar a arquitetura minimalista do quartel. Gar notou que não havia luxo nem requinte na estrutura, e lembrou-se de que também não havia sinal de coisas caras no escritório do seu chefe, o que lhe era demasiado decepcionante. Gar sempre pensara que o Governo fosse uma instituição super rica, mas ele ainda não havia se deparado com nada grandioso desde que entrara na Cipher Pol. Talvez todo o ouro fosse reservado para cargos mais importantes, refletiria.

Uma vez fora do prédio, ele respiraria fundo, aproveitando-se do clima afável para relaxar um pouco antes de iniciar a missão. Logo em seguida, partiria pelo caminho que lhe fora passado, obrigando seu cérebro a trabalhar com diligência. Primeiro à esquerda. Siga reto. Vire à esquerda novamente.

Ele seguiria pelo percurso traçado mantendo-se atento ao que acontecia ao seu redor, uma expressão de turista bobo estampada no semblante; queria simular inocência enquanto caminhava pelo mar de pessoas, onde tentaria cruzar o caminho de algum desavisado que lhe parecesse ter muita grana. Encontrando-o, deslizaria discretamente a mão para dentro de seu bolso, de onde tentaria tirar alguma coisa de valor.

Talvez eu devesse tentar fazer algo produtivo enquanto ‘tô por aqui. – Ponderaria, os olhos atentos em busca do nome Foster que deveria estar estampado em algum lugar. De súbito, jogaria o corpo para frente, permitindo que suas mãos encontrassem o solo, e ficaria de cabeça para baixo. Sentiu o seu peso forçar um pouco mais o seu lado esquerdo, confirmando uma suspeita que ele já nutria há um bom tempo – um dos lados do seu corpo era menos desenvolvido que o outro.

Caminharia daquela forma por um tempo, fazendo daquele um exercício capaz de trabalhar igualmente toda a sua musculatura, cujo objetivo nada mais seria do que forçar o seu lado esquerdo a acompanhar o progresso do lado direito. Manter-se-ia daquele jeito até chegar à ponte que procurava, sem se importar caso algum transeunte emitisse qualquer opinião a respeito da sua ação inusitada.

Gar voltaria a caminhar de forma tradicional quando encontrasse o seu destino. Isolada por duas pontes, ele entraria na rua Falcon e começaria o seu trabalho, batendo duas vezes em cada porta a fim de anunciar a sua chegada. Caso abrissem, apresentar-se-ia com agente do governo e explicitaria o motivo de sua visita; se não fosse atendido, procuraria passar o envelope para dentro da residência como lhe fora instruído. Tomaria cuidado para realizar todas as suas ações com a mão esquerda, na esperança de melhorar seu domínio sobre ela.

Não parecia uma tarefa difícil.  

「 C O N S I D E R A Ç Õ E S 」
tentativa de treinar ambidestria.

「 H I S T Ó R I C O 」
post: 03.
aparência atual aqui.
capital: ฿ 250.000.

ganhos:
  1. n/a.

perdas:
  1. n/a.

ferimentos:
  1. n/a.

「 O B J E T I V O S 」
realizar até 3 missões;
treinar qualidade ambidestria;
adquirir proficiência “costura”;
adquirir proficiência “forja”;
obter informações sobre mika.
A SEGUNDA ESTRELA À DIREITA E ENTÃO DIRETO, ATÉ O AMANHECER
cactus
Shiori
Ver perfil do usuário
Imagem : Segunda Estrela à Direita CSDlXWh
Créditos : 05
Re: Segunda Estrela à Direita Seg Fev 07, 2022 4:48 pm


Liebe - The Grappler



O rapaz já não gostou de sua primeira tarefa, algo que fazia toda essa ideia parecer chata. No entanto, era verdade dizer que essa não foi sua única decepção, afinal ele não achou nada de valor ali. Então apenas parecia tempo perdido, mas apenas perguntava ao homem à sua frente, já que era o que parecia ser possível. Pedindo uma caneta.

Ele sem demora pegou uma caneta na gaveta, e entregou ao rapaz, dizendo.-Claro, sem preoblema.- e assim com tudo pronto ele saiu do lugar analisando a estrutura do Quartel que ele acabava de deixar pra trás. Era só uma mansão simples, o que era ainda mais decepcionante.

Claro por que? Era uma pergunta, a questão estava mais na própria ilha do que realmente no governo. Mas tudo seguia bem, ele passava por muitas pessoas enquanto caminhava ali perto do QG, seguindo as instruções, a maioria deles parecia possíveis presas, no entendo, ele viu um rapaz específico, que parecia apressado. Ele praticamente disparava para onde estava indo.

Gar acompanhava ele como se não quisesse nada, enfiando a mão no bolso que alcançava era o bolso de trás, ele puxava, e tinha um lenço. Era apenas um lenço branco, que ele não poderia usar pra mais que limpar o suor. Então a historia seguia, com nosso mink fazendo um tipo de treinamento depois de achar a primeira placa, e ir treinando até que finalmente estava na rua.

Ele podia ver as duas pontes, e o lugar que os dois rios se cruzavam, formando praticamente uma elipse que fica isolada do resto da cidade se não fosse pelas pontes, é claro. haviam algumas poucas árvores, e arquitetura das casas não difere muito do que ele viu até agora. Exceto pelas lojas, que eram um pouco maiores, carregavam cores mais vivas em alguns casos, e tinham sempre placas.

Ali ele podia ver também que as casas estavam numeradas de acordo com sua ata, onde facilitava pra ele entender de que se tratava cada valor e de quem ele teria de cobrar em um primeiro momento. Ali era menos movimentado que o que ele tinha visto até então, dava uma sensação de calmaria, com poucas pessoas que entravam e saiam das lojas em alguns momentos.

Histórico:


Legenda:


_________________

Segunda Estrela à Direita YHVeK1M

Segunda Estrela à Direita VYrwji0
Liebe
Ver perfil do usuário
Imagem : Segunda Estrela à Direita UqAcZBh
Créditos : 19
LiebeAgente
https://www.allbluerpg.com/t1598-morgan-morozova#17144 https://www.allbluerpg.com/t1602-a-voz-dos-silenciados#17206
Re: Segunda Estrela à Direita Seg Fev 07, 2022 5:45 pm
Sacou o paninho branco do próprio bolso e limpou o rosto, passando-o delicadamente pela região onde o suor escorrera. A princípio, Gar havia ficado consideravelmente desapontado por não conseguir nada de valor com o furto casual, mas o destino aparentemente já sabia que aquele item viria a lhe ser útil. Era sempre surpreendente, ele refletiu, como os astros acertavam tudo o que ocorria na vida dele...

Parou de caminhar subitamente. Lembrou-se de que não havia lido o horóscopo daquele dia, e sentiu um calafrio subir-lhe a espinha. Não havia previsão sobre lencinho nenhum. Ele estava completamente às cegas frente ao campo minado das possibilidades. Colocou o tecido no bolso, os dedos sutilmente trêmulos; um gemido de pânico escapuliu de seus lábios.

Voltou a sua atenção para a própria respiração, tentando controlar o pico de ansiedade que tivera. Em seguida, tentou afastar os pensamentos sabotadores enquanto voltava a caminhar pelas ruas da região isolada de Sirarossa, levando agora nas mãos a ata e os envelopes imperativos para a realização do trabalho.

Tudo bem! Está tudo sob controle. Se for para acontecer algo ruim, não teria como eu evitar de qualquer jeito, né? Destino é destino”, matutou consigo mesmo, procurando não se deixar abater. Certa vez, disseram-lhe que ele detinha o ascendente em um signo de fogo, o que o traduziria numa alma alegre e otimista. Desde então, era o que ele sempre tentava ser.

Encaixou a máscara de espontaneidade no rosto quando pisou em frente à primeira casa. Bateria duas vezes contra a madeira com a mão esquerda – já que ele não desistiria de deixá-la mais usual – e abraçaria os papéis e a caneta contra o peito enquanto aguardasse; surgindo alguém pelo portal, abriria um sorriso educado, antes de cumprimentar:

Olá, senhor[a]. Me chamo Gar Wampus. Fui enviado para que a gente possa colocar os impostos em dia. – Diria singelamente, soando o mais agradável que a sua dramaturgia permitiria. Por reflexo, deixaria que os olhos amendoados deitassem sobre o interior do recinto à sua frente, incapaz de ignorar a própria indiscrição.

Por outro lado, caso seu chamado não inferisse em uma resposta, ele deslizaria o envelope, que detinha as orientações para o comparecimento no quartel, sob a porta, tomando o cuidado para não amassá-lo com seus dedos esquerdos, e seguiria para a próxima casa, obedecendo ao padrão numérico entre elas, e repetiria o processo.

Esse lugar me parece mais bonito que o resto da cidade. Talvez eu encontre uma namoradinha por aqui. Ou um namoradinho. – Gracejaria durante a caminhada, rindo para si mesmo, os olhos felinos atentos para floreios mais bem elaborados nas fachadas das lojas locais.

「 C O N S I D E R A Ç Õ E S 」
reforço do treinamento de ambidestria.

「 H I S T Ó R I C O 」
post: 04.
aparência atual aqui.
capital: ฿ 250.000.

ganhos:
  1. treino de ambidestria;
  2. lenço branco;  

perdas:
  1. n/a.

ferimentos:
  1. n/a.

「 O B J E T I V O S 」
realizar até 3 missões;
treinar qualidade ambidestria;
adquirir proficiência “costura”;
adquirir proficiência “forja”;
obter informações sobre mika.
A SEGUNDA ESTRELA À DIREITA E ENTÃO DIRETO, ATÉ O AMANHECER
cactus
Shiori
Ver perfil do usuário
Imagem : Segunda Estrela à Direita CSDlXWh
Créditos : 05
Re: Segunda Estrela à Direita Ter Fev 08, 2022 5:20 pm


Gar - O Jovem Místico



Gar havia percebido algo que lhe abalou, ele não checou seu horóscopo, e isso era certamente perigoso, ele se sentiu à mercê do destino, como se todas as coisas, fossem lhe derrubar. Mas apesar disso ele conseguia se acalmar, imaginando que no fim, o destino sempre seria o mesmo, que ele tivesse visto ele ou não.

Por isso seguiu firme em sua tarefa, ele ia de porta em porta cobrando o que era necessário, ele batia na porta, se apresentava e recebia o dinheiro. Em outros momentos ele precisava jogar o papel por baixo da porta da pessoa, algo que aos poucos ia acontecendo com o passar do tempo.

Ele demorava pra terminar a primeira rua, e logo partia para o outro lado, e não haviam problemas no que fora cobrado, as pessoas recebiam ele por ali com certa facilidade. Aceitando pagar ou simplesmente nem estavam em casa. Tudo aconteceu de modo simples, onde ele foi feliz ao final, tendo cobrado tudo certinho.

Seu pensamento naquele momento era bem realista, ele pensava que poderia arrumar alguma pessoa naquele lugar, afinal ele era mais bonito, e realmente alguem aparecia… Não exatamente alguém que o buscava para algo a mais, no entanto ela procurava informações.-Oi moço. Sabe me dizer onde fica a loja de calçados Couro Ligeiro?- questionou meio perdida, tentando achar algum lugar.

Era uma moça bem pequena, mede em média 1,55, mas tinha um corpo bonito, longos cabelos negros que tocavam perto das pontas de seus pés. Olhos vermelhos, que pareciam brilhar. Cílios bem arrumados, e uma sobrancelha sem falhas, claramente feita a pouco tempo. Suas unhas eram longas e estavam pintadas por um esmalte vermelho. Que fazia contraste a toda a sua aparência meio gótica, já qie ela vestia uma camiseta preta, com mangas cheias de pequenos rasgos. Uma saia preta, e meia calça daquelas quadriculadas, meio preto-transparente.

Era um Look bem pra essa vibe, que era completada pela botinha de cano longo preta, com caveiras na parte onde ficam os cadarços. Realmente uma coisa bem diferente da maioria das pessoas que ele viu na cidade até agora.

Histórico:


Legenda:


_________________

Segunda Estrela à Direita YHVeK1M

Segunda Estrela à Direita VYrwji0
Liebe
Ver perfil do usuário
Imagem : Segunda Estrela à Direita UqAcZBh
Créditos : 19
LiebeAgente
https://www.allbluerpg.com/t1598-morgan-morozova#17144 https://www.allbluerpg.com/t1602-a-voz-dos-silenciados#17206
Re: Segunda Estrela à Direita Ter Fev 08, 2022 8:20 pm
O dia transcorria de forma especialmente tranquila. Batendo de porta em porta atrás dos trocados do Governo, Gar logo notou que a população de Sirarossa era bem diferente do que ele preconcebera antes de andar pela ilha. Em verdade, ele estava surpreso com a leniência e a apatia aparente do povo, já que ele conhecera, ao longo dos anos, gente que via no Estado um assunto indigesto; mas ali, não havia traços de rebeldia, mesmo que a população fosse surpreendente densa.

Insistindo em utilizar a mão esquerda, ele marcava os nomes de quem quitava os impostos com um x bem desenhado; usava a mesma mão para empurrar o envelope por debaixo das portas, sentindo um leve desconforto entre os dedos como resposta à falta de usabilidade daquela região. De casa em casa, ele finalizou as funções que lhe foram delegadas, e sentiu-se satisfeito ao final dela. Para um novato, ele havia se saído bem em sua primeira missão.

Pelas calçadas ele continuou o seu caminho, contando os tostões recebidos para ter certeza de que não havia sido passado para trás; afinal, como o bom ladrãozinho que era, seria demasiado irresponsável, de sua parte, confiar na boa fé de gente que ele sequer conhecia. Foi quando a fragrância distinta alcançou seu olfato acentuado. Snif. Snif.

Olhou em volta, buscando a fonte; foi quando a encontrou se aproximando justamente dele. Um pouco mais baixinha que o rapaz, de feições que Gar considerou fofas, uma veste que remetia ao cenário underground de uma cidade absurdamente urbanizada. Ele corou quando ela lhe dirigiu a palavra, deixando propositalmente a emoção evidenciada em seu rosto.

Oi, moça. – Cumprimentou, sorrindo para ela. Manteve a voz controlada, resgatando a serenidade conquistada pelo seu conjunto elaborado de skills, e continuou: – Não faço a menor ideia. Acabei de chegar aqui, na verdade.

Analisou-a discretamente, examinando os detalhes de suas expressões, tentando ler seu comportamento. Ela era bonita, disso ele não tinha dúvida, e também não parecia ser da região. Agindo quase por instinto, ele voltou a controlar o timbre que saía de sua garganta, dizendo:

Eu posso te ajudar a procurar, se quiser. – Ofereceu-se por impulso, arranjando um cavalheirismo que ele sequer sabia que tinha. Tentaria verificar as horas através do sol ou procurando um relógio, na esperança de conseguir descobrir se deveria ou não voltar logo para o quartel. – Finalizei o meu trampo de hoje, sabe? E tenho alguns minutos sobrando. – "Trampo, seu imbecil?", amaldiçoou-se mentalmente. Caso ela aceitasse a oferta, Gar tentaria utilizar os seus sentidos aprimorados para encontrar o local o mais rápido possível.

Queria surpreendê-la.

Impressioná-la.

「 C O N S I D E R A Ç Õ E S 」
reforço do treinamento de ambidestria.

「 H I S T Ó R I C O 」
post: 05.
aparência atual aqui.
capital: ฿ 250.000.

ganhos:
  1. treino de ambidestria;
  2. lenço branco;  

perdas:
  1. n/a.

ferimentos:
  1. n/a.

「 O B J E T I V O S 」
realizar até 3 missões;
treinar qualidade ambidestria;
adquirir proficiência “costura”;
adquirir proficiência “forja”;
obter informações sobre mika.
A SEGUNDA ESTRELA À DIREITA E ENTÃO DIRETO, ATÉ O AMANHECER
cactus
Shiori
Ver perfil do usuário
Imagem : Segunda Estrela à Direita CSDlXWh
Créditos : 05
Re: Segunda Estrela à Direita Qua Fev 09, 2022 1:20 pm


Gar - O Jovem Místico



Gar fez todo seu trabalho usando a mão esquerda para aquilo, de modo que ele ia tentando ganhar habilidade escrevendo e fazendo o X no papel onde ele precisava, para que sua ata ficasse completa. Ele sentia que seu trabalho fora bem sucedido. Afinal era muito bom para um agente iniciante, havia feito tudo sem muitos problemas.

Mas no meio do caminho havia um cavalheirismo, e havia um cavalheirismo no meio do caminho. Uma sensação que nem mesmo ele sabia ao certo que tinha lhe fazia se prontificar a ajudar. Uma coisa que o dominou por alguns instantes, e inclusive ele não era da ilha então… Ele ia ter o mesmo tipo de problema que ela…

Entretanto já metido naquela furada, ele tentava entender o horário, e olhava pra o céu, de modo que ele não via nada pois era um dia nublado. Além do mais ele não tinha uma precisão temporal para avaliar melhor aquilo, nem era alguém bom em astronomia, é claro, ele até sabia mais ou menos que era de manhã, porém como estava nublado, era difícil definir o horário exato. Então ele buscava algum relógio.

E com sua visão privilegiada, ele enxergava dali os ponteiros do relógio do pulso de um dos caixas que estava numa das lojas da região a alguns poucos metros dali. Onde ele viu que já eram 9:00 da manhã. Enquanto a pequenina já deu um sorrisão ouvindo a resposta dele e dizendo.-Háaa muito obrigadaaaaa!!!- ela deu um abraço de lado e um beijinho na bochecha do felino.

E então ela o soltou e apontou a direção mostrando pra onde ela acreditava que fosse o lugar. Explicando a situação.-Falaram que era naquela direção assim- e Gar tentava usar sua visão aguçada para mais uma vez achar o lugar, ele via muitas lojas, mas havia uma curva onde uma casa bem alta tapava a visão, então ele tinha um aspecto de visão limitado de onde eles estavam.

E não havia um bom ângulo dali, o lugar ficava atravessando a ponte e seguindo para a direita, ela prestava atenção no garoto, sugerindo algo.-Acho que se formos mais pra perto, fica melhor né? Por causa da curva ali, aquela casa quase fecha a rua.- disse ela pensativa colocando o dedo indicador sobre o labio enquanto observava o felino.

Histórico:


Legenda:


_________________

Segunda Estrela à Direita YHVeK1M

Segunda Estrela à Direita VYrwji0
Liebe
Ver perfil do usuário
Imagem : Segunda Estrela à Direita UqAcZBh
Créditos : 19
LiebeAgente
https://www.allbluerpg.com/t1598-morgan-morozova#17144 https://www.allbluerpg.com/t1602-a-voz-dos-silenciados#17206
Re: Segunda Estrela à Direita Qua Fev 09, 2022 5:25 pm
Os ponteiros do relógio demarcavam a metade da manhã, o que deixou o rapaz feliz, já que isso significava poder se dar ao luxo de passar algum tempinho perambulando pela cidade. Gar olhou para a estranha à sua frente, que havia aceitado a sua oferta singela, e sorriu timidamente para ela.

De na... – Começou a dizer, antes de ser surpreendido pelo gesto afetuoso da garota. Ficou estático, deixando-a abraçá-lo, e não demorou para que Gar percebesse que ele havia prendido a respiração. Só conseguiu soltar o ar quando a moça se afastou, o que o permitiu voltar a relaxar sutilmente.  

Agora mais controlado, forçando a concentração para manter os hormônios em rédea curta, ele escaneou, com os olhos de gato, o cenário à sua volta, concentrando-se na direção que a estranha havia indicado. Não obstante, para seu azar, havia uma imensa construção que obstruía a sua visão, o que não apenas o frustrou, como também acabou por colocar uma pulga atrás de sua orelha esperta.

Acho que não tem problema dar uma checada, né. – Concordou com a garota. Colocar-se-ia ao lado dela caso decidissem procurar a loja juntos, afiando os sentidos mais ainda, a fim de evitar surpresas no caminho. Em verdade, Gar estranhou o fato de a desconhecida ter uma ideia da direção que deveria seguir, mas, mesmo assim, ainda não ter se dado ao trabalho de ter ido até lá.

Você não chegou a olhar por este lado, mesmo sabendo que poderia ser por aqui? – Inquiria durante a caminhada, os ouvidos e o nariz atentos a tudo que pudesse lhe soar suspeito. Desconfiado como era, Gar sempre se mantinha preparado para emboscadas e fugas, mesmo quando agia precipitadamente, como era o caso daquela situação. – Meu nome é Gar, aliás. Gar Wampus.

Decerto o jovem mink haveria de ficar a fim da roqueira, mas isso não o tornaria um idiota. Ele estava, afinal, desfilando por Sirarossa com um montante dos impostos do Governo; um prato cheio para vigaristas interessados em tirar proveito de um adolescente inocente. O único problema é que de inocente, Gar não detinha nada além do semblante pueril. Ele sabia que precisaria se manter em vigília constante, independentemente do contexto em que se encontrasse.

Desta forma, caso a menina pretendesse assaltá-lo, fosse sozinha ou com a ajuda suja de outrem cidadão, ele daria um jeito de escapar pelos telhados, saltando sobre cadeiras, estandartes, painéis... Qualquer coisa que pudesse levá-lo para cima.   

「 C O N S I D E R A Ç Õ E S 」
nada a declarar.

「 H I S T Ó R I C O 」
post: 06.
aparência atual aqui.
capital: ฿ 250.000.

ganhos:
  1. treino de ambidestria 01;
  2. treino de ambidestria 02;
  3. lenço branco;  

perdas:
  1. n/a.

ferimentos:
  1. n/a.

「 O B J E T I V O S 」
realizar até 3 missões;
treinar qualidade ambidestria;
adquirir proficiência “costura”;
adquirir proficiência “forja”;
obter informações sobre mika.
A SEGUNDA ESTRELA À DIREITA E ENTÃO DIRETO, ATÉ O AMANHECER
cactus
Shiori
Ver perfil do usuário
Imagem : Segunda Estrela à Direita CSDlXWh
Créditos : 05
Re: Segunda Estrela à Direita Qui Fev 10, 2022 1:27 pm


Gar - O Jovem Místico



Gar, começava bem, mas sua desconfiança surgia em poucos segundos, ele realmente não estava pra pensar em grandes tramas, ou para se meter em problemas ali. Então mesmo que um pouco de libido tivesse talvez surgido. Ele agia com impassividade, se preocupando de forma excessiva com a situação.

De qualquer forma, naquele instante, a moça só parecia seguir sem se preocupar com nada, e ele por sua vez fazia questionamentos sobre as decisões dela.-Na verdade eu não tenho certeza se é ali. Por isso pedi ajuda.- exclamou ela sem parar pra pensar, só jogando pra fora a situação. Algo que bem, Gar poderia só ter dito não saber na verdade.

Mas naquele ponto eles já estavam indo, então tudo ia correndo normalmente, a moça respondia a ele falando seu nome também.-Meu nome é Sophie, é um prazer.- e quando eles dobravam a esquina. Apesar de todos os medos de Gar, aquela era apenas uma esquina, e eles davam de frente com a loja que ela estava procurando.

Então a menina deu um sorrisão ficando muito satisfeita com o que aconteceu.-Achei era aquela ali!! Muito obrigada Gar!! Nos vemos por aí.- e ela saiu correndo em direção a loja muito empolgada, o que diabos ela ia comprar ali era uma incógnita, mas no fim não eram pessoas querendo roubar ele… Ainda…

Então quando isso acontecia pequenas gotas de água começavam a cair… Sim isso mesmo, a água vinha lentamente molhando Gar, a chuva estava começando e ia com toda certeza ficar mais grossa. Então era bom o gato sair da chuva pra não se molhar, até porque não era uma boa molhar o dinheiro também… Por ele na bolsa poderia proteger ele, era só correr para o QG afinal.

Histórico:


Legenda:


_________________

Segunda Estrela à Direita YHVeK1M

Segunda Estrela à Direita VYrwji0
Liebe
Ver perfil do usuário
Imagem : Segunda Estrela à Direita UqAcZBh
Créditos : 19
LiebeAgente
https://www.allbluerpg.com/t1598-morgan-morozova#17144 https://www.allbluerpg.com/t1602-a-voz-dos-silenciados#17206
Re: Segunda Estrela à Direita Sex Fev 11, 2022 12:34 pm
Contrariando qualquer sinal de perigo, jogado pelo destino, que Gar possa ter interpretado como inferência de sua mente crédula, a menina, cujo nome descobriu ser Sophie, não poderia ser vista como outra coisa senão como uma civil comum. Talvez, no fundo, a expectativa do rapaz tivesse ludibriado a sua mente; parecia-lhe uma proposta de aventura incomum ser abordado por uma moça bonita que se revelaria, posteriormente, como uma integrante de uma sórdida gangue submundana. Mas não era nada disso. Em verdade, Gar detinha uma imaginação demasiado aprimorada, e isso haveria de ser assentido.

Dito isso, ele virou a esquina e se deparou com a loja almejada por Sophie; esta, por sua vez, não perdeu tempo e disparou em direção a ela, sumindo porta adentro. Gar suspirou, desapontado. Ele ainda estava curioso quanto à desconhecida, mas, ao que parecia, a reciproca não era verdadeira; Sophie só tinha olhos para o sapato que provavelmente compraria na Couro Ligeiro. Não havia romance nem mistério para Gar naquele contexto.

Desistiu de sua história de amor no exato instante que a primeira gotícula gorda de água despencou do céu em direção ao seu nariz. Olhou para cima; os olhos fendados miraram a garoa a se insinuar nas nuvens de aspecto leitoso, ameaçando a iminência de uma chuva preocupantemente densa. Não pensou duas vezes.

Ele dispararia de volta para o Quartel da Cipher Pol em velocidade máxima, aliando seu condicionamento físico às suas habilidades acrobáticas para desviar dos obstáculos dispersados pelo seu caminho. Correria feito um gato selvagem – as quatro patas se alternando rapidamente, escalando e pulando quando fosse preciso, ao estilo escapista que lhe era inerente.

Gar fugiria, obviamente, do véu de água que o intimidava, bravateando envolvê-lo em uma capa molhada se ele vacilasse na rua. Procuraria refazer o mesmo percurso, usando o olfato apurado para reconhecer cheiros semelhantes que pudessem facilitar a sua volta, e correria ligeiro até a segurança do prédio governamental. Uma vez lá, iria diretamente ao seu superior, a fim de concluir o seu trabalho, já que o dinheiro dos impostos ainda estava sob sua posse.

Com licença? – Anunciar-se-ia tão logo desse três batidinhas sutis na porta do escritório do seu chefe. Caso fosse atendido, ele se apresentaria, oferecendo a quantia e a ata do serviço, rezando para que ela se mantivesse intacta, apesar do chuvisco que pudesse tê-la alcançado. Procuraria, igualmente, algum ambiente onde pudesse se secar, caso estivesse demasiado molhado; se faria isso antes ou depois de ir ao encontro do seu superior, isso dependeria do quão encharcado ele estaria.

「 C O N S I D E R A Ç Õ E S 」
nada a declarar.

「 H I S T Ó R I C O 」
post: 07.
aparência atual aqui.
capital: ฿ 250.000.

ganhos:
  1. treino de ambidestria 01;
  2. treino de ambidestria 02;
  3. lenço branco;  

perdas:
  1. n/a.

ferimentos:
  1. n/a.

「 O B J E T I V O S 」
realizar até 3 missões;
treinar qualidade ambidestria;
adquirir proficiência “costura”;
adquirir proficiência “forja”;
obter informações sobre mika.
A SEGUNDA ESTRELA À DIREITA E ENTÃO DIRETO, ATÉ O AMANHECER
cactus
Shiori
Ver perfil do usuário
Imagem : Segunda Estrela à Direita CSDlXWh
Créditos : 05
Re: Segunda Estrela à Direita Sex Fev 11, 2022 4:09 pm


Gar - O Jovem Místico



Gar notou que sua história de amor, talvez fosse algo distante, talvez as coisas que ele não tinha como saber, se suas fantasias fugiram da realidade. Ou se ele estava certo e apenas nada aconteceu. Ele tinha interesse em conhecer aquela pessoa, saber mais sobre ela, e talvez conseguir uma boa história.

Mas o destino separava eles muito cedo, afinal, as gotas de água fariam diferença naquele cenário. Ele precisava cuidar das coisas que ele tinha consigo. Então já se preparou guardando o dinheiro de forma eficiente e começando a avançar em direção ao QG. Ele usava seu nariz, aproveitando de seu olfato para chegar mais fácil no lugar.

A chuva logo começou a cair com maior pressão molhando as roupas de Gar naquele instante, que ia sentindo as gotas molharem seus cabelos e caírem sobre o solo. Sua audição fazia com que ele notasse mais facilmente a chuva ficando cada vez mais forte, a cada gota que tocava o solo. Mas não demorou muito até ele finalmente voltar ao lugar.

E assim que chegou com rapidez ele já adentrou o lugar. E caminhou até a sala do superior, onde deu algumas batidas na porta já recebendo permissão para entrar. Ele via o homem relaxado agora, com os dois pés sobre a mesa, todo esticado na cadeira enquanto lia uma revista com capa suspeita. Era uma capa com uma moça de biquíni desenhada, uma tal de Play Marine… Mas de qualquer forma ele fechou aquilo rapidamente. E guardou na gaveta, Gar só viu por conta de sua visão aguçada.

De toda forma ele retomou a compostura começando a falar com o garoto para saber como a missão tinha ido, era provável que ele não tivesse tido problemas, mas era uma questão de protocolos.-E então como foi a missão deu tudo certo?- diria ele esperando o relatório por parte do mink enquanto ele focava em ouvir ele de maneira tranquila.

Quando Gar terminasse de falar, ele receberia o dinheiro dos impostos e pegaria um envelope embaixo da mesa, onde ele entregaria o primeiro salário do rapaz contendo um bom dinheiro.-Esse é seu salário, contém um milhão e setecentos mil berries nesse envelope. Troque de roupa pra não pegar um resfriado e vá até a forja do QG, ela fica mais aos fundos, peça que o ferreiro faça uma arma pra você. Depois volte aqui e vamos nos preparar para a próxima missão.-comentou ele finalizando essa história. E fazendo um sinal positivo com a cabeça.

Histórico:


Legenda:


_________________

Segunda Estrela à Direita YHVeK1M

Segunda Estrela à Direita VYrwji0