Bem-vindo ao

All Blue

É com muito prazer que lhes damos os comprimentos ao nosso RPG. All Blue se trata de um RPG narrativo com o ambiente principal centrado em One Piece, obra de Eiichiro Oda.
Se divirta nessa nova aventura e se torne o novo rei pirata... Se puder!

Últimos assuntos

Capitulo 2 Nasce Uzurpatory! O pesadelo da Nobreza

Shiori
Imagem :
Capitulo 2 Nasce Uzurpatory! O pesadelo da Nobreza EEEWL0c
Créditos :
67
Ver perfil do usuário https://www.allbluerpg.com/t363-shiori-miyamoto#1109 https://www.allbluerpg.com/


Capitulo 2 - Nasce Uzurpatory! O pesadelo da Nobreza!


Barnabas Benks [Civil]

Não possui narrador definido.
Aberta

_________________

Capitulo 2 Nasce Uzurpatory! O pesadelo da Nobreza YHVeK1M

Capitulo 2 Nasce Uzurpatory! O pesadelo da Nobreza VYrwji0
BarnabasBenks
Imagem :
Capitulo 2 Nasce Uzurpatory! O pesadelo da Nobreza Dorohedoro-full-753653
Créditos :
00
Localização :
Dawn Island - East Blue
Ver perfil do usuário https://www.allbluerpg.com/t2004-barnabas-benks#21424 https://www.allbluerpg.com/t2005-capitulo-1-o-homem-do-terminal-cinza#21428

Barnabas Benks
Capítulo 2 - Nasce Uzurpartory! O pesadelo da nobreza!












Os ferimentos em meu corpo indicavam que eu tinha que tomar o dobro de cuidado para conseguir me manter vivo nesse “mundo” que estava me colocando, veja bem, eu era um ser capaz e forte, acima da média eu diria, mas aquele combate me fez rever os conceitos dos inimigos que teria de enfrentar, das dores que eu sentiria e de quão poderoso eu tinha de ser…era excitante e por baixo da máscara que cobria minha deformidade eu sorria satisfeito.

Butcher e Belle estavam em meu encalço enquanto eu caminhava, aquela dupla era esquisita, mas funcional, um metódico, boêmio, irritadiço e com uma mente estratégica brilhante, e uma sociopata, forte, com um senso de humor duvidoso e um comportamento “Arlequino”, não poderia ter melhor dupla em mãos, mas essa não era a hora de me questionar sobre minhas companhias, afinal, estávamos unidos pela “ causa maior “ agora, unidos pela criação do “ medo “ como a arma maior daquela sociedade imunda e isso era o que importava por hora, eles eram excelentes ferramentas.

Após alguns passos cansados e doloridos na direção do terminal cinza e mais longe do corpo do agente governamental que tinha derrotado e amputado a mão a pouco tempo atrás me dei ao trabalho de respirar e falar em um tom claro de para onde estávamos indo, afinal, provavelmente estávamos indo a uma armadilha daquele que se dizia “ interessado na besta que eu era “:




Capitulo 2 Nasce Uzurpatory! O pesadelo da Nobreza Saitama-drippy-walk




-- Um homem no terminal cinza me espera, mas pode ser uma armadilha… – De costas eu pareceria ainda maior, era uma parte clara da minha raça e minha intimidação natural, eu exalava uma certa imponência de um domador selvagem, mas não, não estava ali os domando apenas os informando algo que eles poderiam gostar – …então se for uma armadilha podemos acabar com todos lá, sem exceção.

Matar não era algo que me apetecia sempre, mas nunca fui do tipo de cara que apreciava traições por pequenezas, minha confiança para determinadas questões era dada uma vez, logo, trair significa não ter uma segunda chance, nunca, portanto acabar com o mal pela raiz era sempre uma boa solução para mim. Enquanto caminhava esperava a resposta dos dois as minhas costas, mas independente da resposta dos mesmos complementária uma afirmação que parecia clara para mim, mas era muito bom deixar claro para eles:

-- Vamos em busca dos recursos necessários para sair dessa pocilga… – Era óbvio que precisávamos de recursos, e se “aquele homem” estava disposto a nos fornecer ele em troca de algum favor era a hora de buscar esses recursos o quanto antes – …então quanto antes resolvemos isso melhor..












Número de Postes: 01

Objetivos:


[ ] Conseguir minha primeira missão!
[ ] Aprender as Habilidades: Atletismo e Zoologia!
[ ] Entrar para os Revolucionários!
[ ] Aprender o meu estilo de luta: Carnage!
[ ] Conseguir recursos para comprar um Barco.

Considerações: Olá Baby, espero que possamos ter uma aventura maravilhosa! Essa aventura será muito focada em aprender minhas novas parciais e a criação do meu estilo de luta. Então estou disposto a debater contigo no PV os planos para tudo isso se assim você quiser.

Saiba que estou à total disposição para você alinhar as coisas comigo, no mais sou muito grato por sua mestragem.

Vamos lá!

.



Ganos:

Perda:

.



Baby
Imagem :
Capitulo 2 Nasce Uzurpatory! O pesadelo da Nobreza 283fd55f0daf97bac1ede073d379452d
Créditos :
00
Localização :
Sirarossa
Ver perfil do usuário https://www.allbluerpg.com/t1784-violet-draken-gambino#18975



Uma batalha havia recém terminado e o gigante parecia imparável, seus companheiros o seguiam de bom grado, partiam na direção do terminal cinza, estranho era estar seguindo um bilhete entregue por alguém mais suspeito ainda. Butcher e  Maybelle não pareciam também se importar tanto com as coisas que estavam acontecendo, gostavam de toda aquela agitação. -Você consegue explicar para gente o que você ta falando sobre criação?- Maybelle parecia ainda curioso sobre uma pergunta não respondida, a chuva estava começando a cair aos poucos sobre o corpo e limpando as feridas das roupas, a desgraça do agente não demoraria para se espalhar pela cidade, mas eles não pareciam se importar com os incômodos.

O caminho para o terminal não demorou muito, chegando lá havia uma figura de costas com a mesma capa que o homem misterioso usava, porém sua altura era visível diferente, ela parecia ordenar algumas ordens para outros dois rapazes que estavam frente a ela, porém estes estavam com os rostos a vista, eram tão pequenos que comparado ao gigante seriam insetos apenas.
A mulher havia retirado sua cobertura  e erguerá com facilidade uma quantidade grande de bugigangas do chão e entregou para o garoto magricela. A mulher tinha um tapa olho, usava um casaco sobre os ombros e tinha uma presença autoritária entre os demais, a outra figura frágil era uma garota. Elas pareciam estar se preparando para algo, pois o garoto parecia ter se aquecido antes de pegar a grande bagagem.
Butcher parou seus movimentos na mesma hora observando a garota, apontou o dedo para ela e fechou a boca a comprimindo. -Aquela garota é a Karin, ela é conhecida na cidade e o menorzinho deve ser o seu irmão mais novo, eles são uma dupla que dizem ser assassina do grupo dos revolucionários, dizem que eles tinham morrido no combate contra Hyugin, mas parece que não.- Butcher parecia excitado por ver ambas as figuras vivas...

Histórico:

BarnabasBenks
Imagem :
Capitulo 2 Nasce Uzurpatory! O pesadelo da Nobreza Dorohedoro-full-753653
Créditos :
00
Localização :
Dawn Island - East Blue
Ver perfil do usuário https://www.allbluerpg.com/t2004-barnabas-benks#21424 https://www.allbluerpg.com/t2005-capitulo-1-o-homem-do-terminal-cinza#21428

Barnabas Benks
Capítulo 2 - Nasce Uzurpartory! O pesadelo da nobreza!












MyBelle parecia uma garota confusa no fim das contas, o conceito de criação para ela não se aplicava no que eu tinha dito anteriormente, bem, as vezes um homem solitário como eu faz analogias que tem sentido apenas para mim, explicar talvez fosse o melhor caminho e por isso eu “discursei” enquanto minhas ferramentas…ou melhor, minhas companhias escutavam eu sanar suas duvidas:




Capitulo 2 Nasce Uzurpatory! O pesadelo da Nobreza Unsteady-Agonizing-Gosling-size-restricted




-- Imagine que um povo, um cidade, uma nação, um mundo, lhe cria para ser um monstro, indesejável e desprovido de graça… –  As palavras me traziam as lembranças da fome, do ódio e da dor, do gosto insípido de minha própria urina que tive de beber para não morrer, da rigidez da carne de ratos que tive de mastigar e acima de tudo dos maus tratos que recebi em toda a minha “infância” sendo lembrado diariamente do monstro, da besta, do animal que eu era e por fim complementei  – …um dia você torna-se o que tanto falam, mas você pode apenas existir em sua insignificância ou ser exatamente aquilo que eles desejam e mostrar o verdadeiro medo a essa nobreza…o que acha de “criar o medo” e “usurpar” esse poder?.

Talvez a sociopata não compreendesse tudo o que disse, mas sei que Butcher compreenderia a sua maneira, talvez ele pudesse explicar para ela em um outro momento o que eu estava prestes a fazer. Sim, eu pretendia ser a revolução, ser o pior pesadelo daqueles que estavam no poder, mas não pelo ideal nobre de salvar o povo, mas pelo ideal puro de mostrar a eles o inimigo que eles criaram, mas isso era assunto para outro momento. Logo o terminal cinza começou a se aproximar e eu estava prestes a tentar seguir as instruções mal dadas por um papel tão duvidoso quanto o homem que tive o desprazer (ou sorte) de encontrar, mas às vezes o destino escreve certo por linhas tortas.

As minhas feridas estavam sendo lavadas pelas chuvas enquanto minhas roupas se umedeciam e eu conseguia sentir o frescor nos machucados e foi com essa sensação de alívio momentâneo que me deparei com uma imagem peculiar, uma mulher, ou assim sua silhueta me pareceu, ostentava os mesmo símbolos que o homem que encontrei e ordenava a dois fedelhos a fazerem algumas coisas, um sorriso se abriu e olhando para o lado dei sinal para Butcher ficar alerta, mas as palavras do mesmo me mostraram que era eu que devia ficar alerta com a mulher e suas companhias, por isso apenas segui a me aproximar sereno e com minhas feridas   :




Capitulo 2 Nasce Uzurpatory! O pesadelo da Nobreza Tumblr-mtv7g0-Q1hs1qfxxzto1-500




--Um homem disse que Akai Shin estaria aqui, que teria o que eu precisava… –  Minhas palavras eram uma deixa pontual quando me aproxima-se, Butcher e Belle deviam ficar alertas, esperava que fosse safos o suficiente para perceber que ali éramos o alvo, mas ainda sim, me entrepunha a eles para manter eles seguros…não, sou uma besta afinal, até ferramentas precisam do mínimo de cuidado e por isso complementava  – …ou será que encontrei a pessoa errada?.

Uma resposta positiva sempre seria algo maravilhoso, mas aprendi com muitas doses de desgraça que respostas negativas são mais comuns do que se pode imaginar, portanto minha próxima decisão foi nada mais nada menos que esperar para ver qual seria o próximo passo e independente da resposta complementaria para aqueles que estavam ali:

-- Bem, como me disse o homem “ a revolução não descansa” … –  Palavras que seriam ditas esperando maiores respostas dos presentes ali, sejam elas físicas ou verbais.












Número de Postes: 02

Objetivos:


[  ] Conseguir minha primeira missão!
[  ] Aprender as Habilidades: Atletismo e Zoologia!
[  ] Entrar para os Revolucionários!
[  ] Aprender o meu estilo de luta: Carnage!
[  ] Conseguir recursos para comprar um Barco.

Considerações: Com as novas mudanças de Atualização, minha permanência até o nível 3 nesta ilha e a conclusão de uma missão de “mudança estrutural” seria o ideal, podemos fazer então algo nesse gênero narrador? Além dos aprendizados que obviamente já faria nessa aventura?



.



Ganos:

Perda:

.
Terry
Imagem :
https://i.imgur.com/x2frSwS.png
Créditos :
00
Localização :
República de Hoxter - 1ª Rota
Ver perfil do usuário https://www.allbluerpg.com/t313-ren https://www.allbluerpg.com/t2120-kris-a-incrivel-ninja#22935
Terry
Capodecina



O ambiente do terminal cinza continuava aquele lixão de sempre. Pilhas de tralha para todos os lados e um odor extremamente desagradável, realmente aquela área era onde os residentes das partes mais ricas de Dawn jogavam fora tudo o que não queriam. Estava de noite, por isso não havia muita gente nas ruas, exceto, claro, pelo grupo de Barnabas e o pequeno trio que se colocava em seu caminho.

Ao ouvir as palavras do gigante, o trio voltou as atenções para ele. A mulher de tapa olho, por sua vez, respondeu em um tom calmo. - Recebemos ordens para encontrá-lo aqui, Barnabas Benks. - Ela falou, colocando as mãos nos bolsos. O garoto magricela e Karin observavam o grandalhão com um olhar de curiosidade, como se nunca tivessem visto alguém daquela raça em suas vidas.

A moça do tapa olho então continuou. - Tem certeza que sabe no que está se metendo? - Ela cruzou os braços antes de continuar. - Se decidir se juntar a nós, não haverá mais volta. Você se tornará um inimigo do governo, e será caçado como um animal pelo o resto da sua vida miserável. - A mulher parecia extremamente séria, cada palavra carregando um "peso" enorme. - Você está preparado para desistir de tudo pela nossa causa? Antes de qualquer outra coisa, preciso ouvir sua resposta.

O ar ficava tenso após as falas da revolucionária de tapa olho, com Butcher logo se metendo no meio daquela conversa. - Ei, essa caolha vagabunda tá muito folgada. Tá claro que ela não é daqui e mesmo assim já vem falando como se fosse a rainha do pedaço. - O rapaz alongou os punhos. - Que tal a gente dar uma lição nesses três? - Ele sugeriu, claramente ansioso por um confronto. Maybelle dava uma pequena risada histérica, antes de assentir com a cabeça, mostrando que concordava com o seu velho companheiro.

Histórico:


_________________

"The soon-to-be Empress of the Underworld"

Capitulo 2 Nasce Uzurpatory! O pesadelo da Nobreza Qi7A0wd
BarnabasBenks
Imagem :
Capitulo 2 Nasce Uzurpatory! O pesadelo da Nobreza Dorohedoro-full-753653
Créditos :
00
Localização :
Dawn Island - East Blue
Ver perfil do usuário https://www.allbluerpg.com/t2004-barnabas-benks#21424 https://www.allbluerpg.com/t2005-capitulo-1-o-homem-do-terminal-cinza#21428

Barnabas Benks
Capítulo 2 - Nasce Uzurpartory! O pesadelo da nobreza!












O silêncio de MyBelle no caminho mostrava que talvez eu tivesse sido eloquente demais para uma mente diminuta como a dela, mas também ela poderia não estar ligando, o que não me deixaria surpreso, igualmente. Caminhar nos corredores mal cheirosos do terminal em alerta na verdade era uma das minhas maiores preocupações naquele momento, nunca se sabe de onde pode vir a vingança do lixo, eu era um exemplo disso e por que outros exemplos não poderiam surgir.

Ao chegar no local e me deparar com os estranhos tive de lidar com as informações e o arriscado movimento de me mostrar “ vulnerável “ porém tive uma resposta que poderíamos dizer que era satisfatória e tudo aquilo me fez sorrir, entenda, ela era imponente, era pontual e acima de tudo era uma pessoa que me trazia a sensação de que compreenderia as palavras que sairiam de minha boca:




Capitulo 2 Nasce Uzurpatory! O pesadelo da Nobreza Sukuna-jujutsu-kaisen




-- Eu lhe pergunto “senhorita caolha” sabe o que vocês estão trazendo para vocês? – Suas palavras eram claras, existiam ideais e hierarquias, eu era apenas mais um dos muitos instrumentos que orquestravam aquele espetáculo que era os “ revolucionários contra o governo “, mas entenda, até mesmo a mais belas orquestras possuem solistas, neste exato momento ela estava deparando-se com o que poderíamos chamar de trio de baixos – O governo não será um problema para mim, pois quanto mais eu me “alimentar” mais eles vão ter o que de fato se preocupar em defender, mas uma vez um nobre me disse que a escolha de um homem baseia-se em ser temido ou amado…adivinhe senhorita, eu não escolhi ser amado…

Porém, foram as palavras de Butcher que me fizeram ter o sorriso tomado por um olhar severo. Minha mão deslizou pelo ar tão rápido quanto eu poderia, para que eu pudesse segurar seu pescoço. Uma “aura” assassina estaria presente em minhas ações, entenda, eu não era um homem de esconder as minhas intenções, Butcher poderia ser um “ seguidor “ que apreciava meus ensinamentos, mas naquele momento ele estava prestes a receber o mais “ visceral “ deles:




Capitulo 2 Nasce Uzurpatory! O pesadelo da Nobreza Gon




-- Nunca mais ouse entrepor uma conversa minha com alguém mais significativo que vocês… – Os meus dedos estalariam pouco a pouco a medida que eu apertava um pouco mais o pescoço “ quebradisso “ daquele humano enquanto eu complementaria com palavras claras – …por isso repita comigo “desculpe senhorita caolha”...vamos, seja um bom garoto sim?

Minhas palavras seriam como uma doma de um animal selvagem, era como se tentasse “adestrar” e aquele que poderia ser quase considerado um cachorro vadio, mas acima de tudo aquilo era uma “ameaça” clara e objetiva de que naquele momento era uma conversa onde a voz dele não seria permitida ecoar, porém esperaria o pedido de desculpas para soltá-lo, logo em seguida meu olhar voltaria para senhorita caolha enquanto abri mais uma vez um sorriso e soltando um intenso respirar enquanto complementaria:




Capitulo 2 Nasce Uzurpatory! O pesadelo da Nobreza Tumblr-pbkzdu-We9-W1usyygio1-540




-- Onde paramos? Ah! Se eu estava preparado não é mesmo ? Você me diz se estou ou não… – Sim, existia uma certa soberba nas palavras, mas quando se é o maior ser de um lugar se costuma soar coisas nesse tom, porém era uma mensagem clara, eu precisava saber se ela acha que uma ferramenta de minha estirpe seria útil afinal.












Número de Postes: 03

Objetivos:


[ ] Conseguir minha primeira missão!
[ ] Aprender as Habilidades: Atletismo e Zoologia!
[ ] Entrar para os Revolucionários!
[ ] Aprender o meu estilo de luta: Carnage!
[ ] Conseguir recursos para comprar um Barco.

Considerações: Olá Terry, espero que goste de ser meu narrador, vamos fazer uma aventura sem igual juntos.


.



Ganos:

Perda:

.
Terry
Imagem :
https://i.imgur.com/x2frSwS.png
Créditos :
00
Localização :
República de Hoxter - 1ª Rota
Ver perfil do usuário https://www.allbluerpg.com/t313-ren https://www.allbluerpg.com/t2120-kris-a-incrivel-ninja#22935
Terry
Capodecina



Barnabas aplicava sua força contra a garganta de Butcher, na intenção de puni-lo pela sugestão que havia dado. Maybelle não parecia muito preocupada com o velho conhecido, parecendo estar se divertindo ao ver aquela cena, afinal, ela era louca. - Foi mal! Foi mal! - Ele se desculpava, seu rosto já quase perdendo a cor graças a falta de ar, mas aquilo ainda não era o bastante para o gigante. - Desculpe! Desculpe senhorita caolha! - O humano enfim conseguia botar pra fora, antes de desmaiar por falta de ar.

Ao ouvir aquelas palavras, Barnabas afrouxou seus dedos, permitindo que Butcher voltasse a respirar perfeitamente. Ao ser libertado, ele logo caiu de joelhos ofegante. Naquele estado, estava claro que levaria alguns instantes pra ele se recuperar totalmente do choque pelo qual ele havia acabado de passar. O grupo de forasteiros no Terminal observava aquilo com interesse, sobretudo a mulher do tapa olho. - Mal nos conhecemos e já é tão leal assim? - Ela perguntou de forma retórica. - Gosto disso. - Seu tom era autoritário e ao mesmo tempo carregava uma dose de malícia e sarcasmo. - Minha organização precisa de mais homens como você, cães obedientes para soltarmos em nossos inimigos. Bestas sanguinárias dispostas a fazer de tudo pela nossa causa.

A caolha cruzou os braços. - Pois bem, venha comigo. Vou levá-lo pra conhecer nossos líderes. - Ela virou as costas para Barnabas e seus companheiros. - Por sinal, pode me chamar Ivy. Se te pegar me chamando de "senhorita caolha" novamente, não poderei garantir sua segurança, cão. - Barnabas via que ela possuía um chicote de couro preto preso em seu cinto. O magricela e a jovem que escoltavam Ivy fizeram pequenas referências para o grupo do gigante e foram atrás da humana, que agora já havia começado a andar na direção da saída do Terminal Cinza.

Butcher finalmente conseguia voltar a ficar de pé, e olhava para o gigante com um certo olhar de relutância quanto a seguir a tal de Ivy, mas decidiu que era melhor não falar nada por enquanto, especialmente depois de sua experiência recente. Agora, restava apenas a Barnabas a decisão de seguir ou não a mulher. Será que ela realmente estava levando ele até onde se encontravam os outros revolucionários? Ou será que se tratava apenas de uma armadilha?

Histórico:


_________________

"The soon-to-be Empress of the Underworld"

Capitulo 2 Nasce Uzurpatory! O pesadelo da Nobreza Qi7A0wd
BarnabasBenks
Imagem :
Capitulo 2 Nasce Uzurpatory! O pesadelo da Nobreza Dorohedoro-full-753653
Créditos :
00
Localização :
Dawn Island - East Blue
Ver perfil do usuário https://www.allbluerpg.com/t2004-barnabas-benks#21424 https://www.allbluerpg.com/t2005-capitulo-1-o-homem-do-terminal-cinza#21428

Barnabas Benks
Capítulo 2 - Nasce Uzurpartory! O pesadelo da nobreza!












A obediência é uma virtude admirável, compreenda, ver aquele homem quase perecer para compreender  seu lugar é um passo magnífico para a total obediência do mesmo, a dor ensina o devido lugar, ensina quão forte você deve ser e sinceramente, ele ainda precisava compreender a força que precisaria ter para entrar naquela conversa, uns chamariam de crueldade, eu chamaria de proteção, mas naquele momento não eram meus devaneios que mereciam atenção, pois a medida que eu soltava o pescoço de Butcher as palavras da “ Caolha “ se formavam em meus ouvidos.

Seu tom debochado, com uma certa seriedade e “autoridade” eram excitantes, compreenda, a lascívia não era algo que eu apreciava em demasia, mas suas falas me causavam um certo desejo si ne qua non, porém ela não compreendia o “ cão “ que ela estava pensando em adestrar, deixemos assim, aprendi ao longo da minha vida que deve-se dar ao “ rico “ o que ele deseja para que você possa usufruir do que precisa a primeiro momento,e por isso ao escutar as palavras finais da mesma olharia para ela enquanto falaria :




Capitulo 2 Nasce Uzurpatory! O pesadelo da Nobreza Unsteady-Agonizing-Gosling-size-restricted




-- Não um cão “Ivy” , talvez algo menos macio e algo mais direcionado… –  Minhas palavras soariam como um “ aviso prévio “ enquanto caminharia na direção que a mesma caminhava, meu olhar lateral para Butcher e MyBelle mostrariam que eu não estava totalmente louco, sinalizaria com a cabeça para que eles ficassem alertas, naquele momento estávamos caminhando para o desconhecido e o escuro e não gostaria de ser surpreendido mais do que o de costume. Enquanto caminhava, falaria então para mulher em busca de respostas  – Diga-me “Ivy”, “Akai Shin”, esse homem, o que ele fazia por aqui?

As perguntas ajudariam a passar o tempo,era uma forma prática de conseguir alguma pouca informação sobre essa “ revolução “ enaltecida por essa mulher, afinal de contas, era preciso que eu compreendesse os ideais que teria de lidar, porém independente de sua respostas comentaria de forma tranquila e clara:




Capitulo 2 Nasce Uzurpatory! O pesadelo da Nobreza F01153fc668198d53c1d0cfef6720d13




-- Espero que seus líderes possam me proporcionar um barco, existem outros “terminais” que gostaria de conhecer… – A deixa era clara, mostrava meu interesse em partida em algum momento, assim como em recursos para que eu pudesse prosseguir com meus devidos afazeres para além da “ revolução “, porém aguardaria a resposta (ou não) da retórica em silêncio.












Número de Postes: 04

Objetivos:


[  ] Conseguir minha primeira missão!
[  ] Aprender as Habilidades: Atletismo e Zoologia!
[  ] Entrar para os Revolucionários!
[  ] Aprender o meu estilo de luta: Carnage!
[  ] Conseguir recursos para comprar um Barco.

Considerações:


.



Ganos:

Perda:

.
Terry
Imagem :
https://i.imgur.com/x2frSwS.png
Créditos :
00
Localização :
República de Hoxter - 1ª Rota
Ver perfil do usuário https://www.allbluerpg.com/t313-ren https://www.allbluerpg.com/t2120-kris-a-incrivel-ninja#22935
Terry
Capodecina



O grupo caminhava seguindo Ivy, passando pelo Terminal Cinza e entrando nas florestas que ficavam próximas daquela área da ilha. A visibilidade ficava cada vez mais escura com a entrada naquela área, e para que não se perdessem, Ivy acendeu uma pequena lamparina a óleo que guardava em seu cinto. O grupo da mulher do chicote estava bem calado, porém Barnabas tinha perguntas para a recém chegada. Akai Shin ainda atiçava bastante sua curiosidade pelo visto, e ele queria saber o que aquele homem fazia por lá.

Ao ouvir isso, Ivy respondeu em um tom severo, sem nem se virar para o gigante. - Essa informação é confidencial. - A moça seguia, dando uma pequena pausa antes de continuar a falar. - Você só precisa saber que todas as atividades da nossa organização são voltadas para um só objetivo: acabar com a porcaria do governo mundial e tudo que ele representa. - Ivy clarificou, com um claro veneno em seu tom de voz. Butcher, por sua vez, não se atrevia a fazer qualquer som, com medo de sofrer mais um ataque do intimidador gigante.

Barnabas, em seguida, continuou seus questionamentos, dessa vez perguntando sobre barcos. - Temos barcos, não se preocupe quanto a isso. - Ela respondeu. - Se você sobreviver por tempo o suficiente nessa vida, com certeza vai acabar conhecendo muitos lugares. A revolução, afinal, deve acontecer no mundo inteiro. - Isso foi tudo o que ela se deu a liberdade de falar, dali pra frente continuando a guiar o grupo em silêncio.

O grupo andou por mais alguns minutos por aquela floresta escura, até que finalmente Ivy parou na frente de uma discreta caverna no meio do mapa. - Chegamos. - Ela anunciou, adentrando aquele lugar escuro em seguida. A abertura era grande o suficiente para que alguém do tamanho de Barnabas se encaixasse sem muita dificuldade, então ele não teve muitas dificuldades pra continuar seguindo a revolucionária.

Mais alguns minutos se passaram até que o grupo finalmente chegou em uma grande câmara no fundo da caverna, onde mais algumas lamparinas e tochas iluminavam o grande espaço onde todos se encontravam. Lá, sentadas nas pedras, haviam três figuras, uma delas já conhecida por Barnabas, os três tendo capas semelhantes cobrindo seus ombros.

Capitulo 2 Nasce Uzurpatory! O pesadelo da Nobreza NoLJgYN

Além dele, mais duas figuras também se faziam presentes. Um deles era um homem de meia idade que usava um terno preto e tinha uma expressão vacante nos olhos, fumando um cigarro enquanto fazia manutenção em sua pistola. A outra era uma moça de cabelos azuis vestindo trajes militares e um tapa olho, curiosamente cobrindo o olho direito assim como Ivy. A outra caolha, por sua vez, estava armada com um rifle de precisão que segurava com as duas mãos, como se estivesse de vigia. - Esses três são os líderes da nossa pequena expedição até Dawn. - Ivy explicou, colocando sua lamparina no chão e cruzando os braços.

Capitulo 2 Nasce Uzurpatory! O pesadelo da Nobreza TLpywCp

Capitulo 2 Nasce Uzurpatory! O pesadelo da Nobreza QotAr7m

- Bom trabalho, Ivy. - Falou o fumante, dando um trago em seu cigarro antes de continuar a falar. - Barnabas Banks, imagino que você queira alguns esclarecimentos depois de ter sido trazido até esse lugar tão remoto. - Seus olhos pouco expressivos fitavam os do gigante. - Nós queremos que você se junte a nossa organização, mas não seria justo exigir que você tome sua decisão sem contexo. - Ele cruzou suas pernas. - Então vou deixar que vocês nos faça algumas perguntas sobre nossa causa antes que se decida. Só não garanto que poderei responder todas.

Por fim, o homem jogou fora o cigarro e logo finalizou. - Ah, e outra coisa. Você já conhece o nosso esconderijo aqui na ilha, então se decidir sair daqui sem se juntar a nós… - O revolucionário escolheu não concluir seu raciocínio, com a moça de cabelos azuis apenas retirando a trava de segurança do rifle, ilustrando o que aquilo significava melhor do que qualquer palavra poderia. O velho conhecido de Barnabas e as duas crianças, por sua vez, assistiam a tudo sem fazer ou falar nada. Butcher parecia meio assustado, como se não soubesse a quem deveria temer mais naquela situação.

Histórico:


_________________

"The soon-to-be Empress of the Underworld"

Capitulo 2 Nasce Uzurpatory! O pesadelo da Nobreza Qi7A0wd
BarnabasBenks
Imagem :
Capitulo 2 Nasce Uzurpatory! O pesadelo da Nobreza Dorohedoro-full-753653
Créditos :
00
Localização :
Dawn Island - East Blue
Ver perfil do usuário https://www.allbluerpg.com/t2004-barnabas-benks#21424 https://www.allbluerpg.com/t2005-capitulo-1-o-homem-do-terminal-cinza#21428

Barnabas Benks
Capítulo 2 - Nasce Uzurpartory! O pesadelo da nobreza!












As palavras ríspidas daquela mulher já indicavam o que eu imaginava, ela era um “cão” adestrado para seguir as ordens com sua sensação de falso domínio total, mas tudo bem, era de se esperar de uma agente da “causa” aparente daqueles revolucionários, o objetivo mor de acabar com os poderes do governo era nobre, acredite, eu admirava tal desejo, mas as escolhas não me pareciam “fortes” o suficiente para outorgar essa bandeira para os outros que a seguiam.

Porém a sua resposta para o meu questionamento dos barcos me foi algo surpreendente saboroso de se ouvir, a possibilidade de ir para outras ilhas me empolgava, me dava mais “apetite” para conhecer o que estava ao meu redor e claro dar-lhes a oportunidade de conhecer o temor que eu causo, afinal a ordem provém do caos assim como o respeito pode prover do medo, mas foi o desafio imposto em suas palavras que me deixou ainda mais animado, sobreviver tempo suficiente para ver era algo que eu já fazia, mas será que os desafios agora seriam ainda mais intensos como o agente que enfrentei, bem, se sim, talvez eu devesse começar a “ criar “ uma contra medida para isso e por isso em meio a um riso cínico pontuei:




Capitulo 2 Nasce Uzurpatory! O pesadelo da Nobreza Artworks-000532620471-f395vr-t500x500




-- Tenho certeza que vou adorar cada segundo desse desafio de sobrevivência, “Ivy”… –  E o caminhar em silêncio tornou-se o habitual, era quase como se estivesse sozinho de novo nas pilhas e pilhas de lixo mal cheirosas que aquele terminal conseguia me propor, tudo isso envolto a desesperança de ter uma vida melhor, alguns chamariam de um pesadelo eu, bem, eu costumo chamar de lar. Não demorou muito para chegarmos e foi quando ela falou que eu pude concluir com um simplório  – …finalmente./i]

Com um sinal simplório deixaria claro aos meus seguidores que não deveriam seguir, era arriscado demais, a proteção deles seria útil mas minha “benevolência” permitiria que eles ficassem vivos se essa fosse a escolha errada e portanto eu seguiria sozinho com a revolucionária para dentro da caverna. Caminhar em direção ao que era desconhecido seria a minha escolha, me deparar com a escuridão mediana (devido as luzes de lamparinas ou tochas) para mim tornava o caminho basicamente “iluminado” o suficiente, porém foi ao ver as figuras a minha frente naquela antessala que me fez sorrir.

Apesar de um deles me ser “conhecido” os outros passavam a sensação que buscava, sim, eles eram estóicos e sérios, eles pareciam líderes, não caes como a mulher ali presente, não bestas como eu, eles eram os senhores daquele bioma e eu podia sentir com tranquilidade essa pressão…era magnífico e por isso apenas os escutei com atenção para que pudesse responder da melhor forma depois. Eles me deram a possibilidade de perguntas, e isso já era mais do que a vida tinha me dado, me deram a possibilidade de se juntar e também me deram a escolha de morrer , mas agora era a minha hora de falar:





Capitulo 2 Nasce Uzurpatory! O pesadelo da Nobreza E44b758cd7bb4bf9e599b355c9dbf132





-- Não tenho interesses em seus ideais, não me vejo salvando aquilo que vejo como ferramentas para o “bem maior”, não pretendo das esperanças seguidas de ações revolucionárias que buscam melhorar o bem estar de um povo, não, diferente de vocês eu não sou um "herói", eu estou longe disso... – Minhas palavras mostravam que era uma verdade, eu não estava ali buscando a união a eles e a seus ideias, eu estava ali para fazer exatamente o que eu sempre fiz, oferecer uma possibilidade, um serviço, uma ação, talvez isso nos unisse mas talvez…bem, talvez eu teria de dar muito orgulho a eles em sobreviver o máximo que conseguisse - -- …Mas eu tenho a vocês uma proposta que não vejo por que recusar, sua causa é minha causa em mudar e melhorar, você quê um povo sem os que o governam e eu penso em devora-los um a um, meus métodos não serão tão pacíficos, nem mesmo compreensíveis para alguns, mas se confiarem em mim, pouco a pouco vocês terão uma besta que pode mudar o rumo da guerra da revolução. – A proposta estava feita,minhas e palavras estavam ali para confirmar. Esperaria as respostas em busca de ter mais informação, de ver se compreenderam a proposta para mim clara de que seria aliados dele e não um subordinado qualquer, um associado a revolução.











Número de Postes: 05


Objetivos:


[  ] Conseguir minha primeira missão!
[  ] Aprender as Habilidades: Atletismo e Zoologia!
[  ] Entrar para os Revolucionários!
[  ] Aprender o meu estilo de luta: Carnage!
[  ] Conseguir recursos para comprar um Barco.


Considerações:


.




Ganos:

Perda:

.
Terry
Imagem :
https://i.imgur.com/x2frSwS.png
Créditos :
00
Localização :
República de Hoxter - 1ª Rota
Ver perfil do usuário https://www.allbluerpg.com/t313-ren https://www.allbluerpg.com/t2120-kris-a-incrivel-ninja#22935
Terry
Capodecina



O homem do terno preto buscou algo no bolso de seu paletó ao ouvir a resposta de Barnabas, sua expressão, apesar de ainda estóica, demonstrava uma certa satisfação com o que tinha ouvido. Ele logo retirou um isqueiro e um maço de cigarros, acendendo seu fumo e dando mais um longo trago antes de dar sua resposta. - Perfeito. - Ele então assentiu com a cabeça para a moça que segurava o rifle, fazendo com que ela logo removesse seu indicador do gatilho, e por fim guardasse a arma nas suas costas. O crepitar das tochas e as sombras dançantes no interior da caverna apenas aumentavam o suspense da situação, com uma pequena goteira sendo bastante audível no local.

Ele então voltou novamente seu olhar para o meio gigante. - Como eu imaginava, você é exatamente o tipo de pessoa que estamos procurando. - Ele deu mais um trago antes de continuar. - Às vezes, para derrotar monstros, você precisa de um monstro. - Ele fez uma pausa de alguns instantes. - Associado Barnabas Benks, bem vindo ao Exército Revolucionário. - Sua atenção voltou-se para a moça do chicote. - Ivy, leve as crianças embora, elas não são mais necessárias. - Agravain deu a ordem em seguida, fazendo a moça do chicote se virar. - Sim senhor, vamos. - Ela então pegou sua lamparina e começou a andar até a saída da caverna, com as duas crianças indo atrás.

Uma vez que aquele grupo havia saído de vista, Barnabas voltou a ser o foco da conversa. - Pode me chamar de Agravain, sou especialista em zoologia. - O revolucionário se apresentou. - Nossa atiradora se chama Morgan, ela é a mais rápida entre nós e de longe a mais atlética. Já Akai Shin, é o mais poderoso fisicamente. Juntos, somos os três oficiais encarregados das operações em Dawn.

Morgan continuou estóica, não tendo muita reação quanto ao que o outro oficial havia falado. Apenas fazendo uma leve reverência em respeito ao novo subordinado que o grupo havia acabado de recrutar. - Além de recrutar você, temos mais uma missão para realizar aqui nesta ilha. Imagino que ainda levará alguns dias até que a central nos dê o sinal para iniciá-la, então por enquanto pode considerar este lugar sua casa. Até lá, você está livre pra fazer o que quiser. - Agravain clarificou. O que faria o temível Barnabas dali pra frente?

Histórico:


_________________

"The soon-to-be Empress of the Underworld"

Capitulo 2 Nasce Uzurpatory! O pesadelo da Nobreza Qi7A0wd
BarnabasBenks
Imagem :
Capitulo 2 Nasce Uzurpatory! O pesadelo da Nobreza Dorohedoro-full-753653
Créditos :
00
Localização :
Dawn Island - East Blue
Ver perfil do usuário https://www.allbluerpg.com/t2004-barnabas-benks#21424 https://www.allbluerpg.com/t2005-capitulo-1-o-homem-do-terminal-cinza#21428

Barnabas Benks
Capítulo 2 - Nasce Uzurpartory! O pesadelo da nobreza!












Uma tensão breve se instalou no ar, tive a certeza nesse exato momento que as coisas estavam sendo pensadas, mas logo a resposta veio em meio a um trago, sorri satisfeito. Aquelas pessoas tinham a firmeza que imaginei que teriam, decidir endossar um monstro para destruir outro era um pensamento que me agradava, ser o homem mais inteligente da sala era uma regra para ser poderoso, mas deixar os outros sentirem-se no comando era primordial para a sobrevivência.

Mas logo a sala se esvaziava lentamente, quando Ivy foi dispensada e eu a vi se retirar falaria em um tom tranquilo e jocoso para a mesma avisar aos que me aguardavam lá fora:




Capitulo 2 Nasce Uzurpatory! O pesadelo da Nobreza K44nlcdiaaaa




-- Diga a eles que nos encontramos no bar do primeiro encontro em alguns dias, diga que eles podem ir bebendo por minha conta “Senhorita Caolha”, diga a eles que preciso de um tempo… – Um sorriso formaria-se em minhas feições horrendas enquanto observaria pela minha periférica os golpes que poderia tomar por falar a mesma o que falei, tudo bem, eu estava habituado com a dor, não reagiria de forma alguma, apenas riria se fosse atingido ou subjugado de alguma forma, bem, prosseguindo com isso olharia aos meus “ contratantes “ e sorria com tranquilidade enquanto falaria em um tom tranquilo em complemento a suas apresentações – …acho que tenho uma ideia para esses dias que estarei livres e vocês poderiam me ajudar acredito…




Capitulo 2 Nasce Uzurpatory! O pesadelo da Nobreza Artworks-000532620471-f395vr-t500x500




-- Sou um monstro, aceitei isso para mim, mas não sou uma “ besta “ simples, gosto de me alimentar, de conhecimento e peculiaridades. Zoologia é um estudo que me interessa, sei como domar animais, compreendê-los me ajudaria em muito, quem sabe domar humanos no futuro seja interessante… – As palavras saiam de minha boca com naturalidade, sim, eu pensava em domar seres sencientes depois, o medo era a ferramenta,mas compreender os seres inferiores seria um começo, então continuaria – …pessoas atléticas também poderiam me ajudar, veja bem, sou um homem forte e resistente, mas não sou o mais atlético, isso poderia melhorar meus movimentos, escaladas são sempre dificeis para homens altos, acreditem, mas você Akai Shin, você poderia me ajudar com um “ projeto “ muito pessoal, você disse que uma besta direcionada poderia ser útil, eu penso: “Se eu lutar como uma?”

Era um pedido simples, que precisava de treinamento, eu precisava me aperfeiçoar para ficar mais forte, aquele agente tinha me ensinado isso, era a hora de aprender com os meus erros, com as minhas lições, por pouco não morri, não temia a morte, mas quero abraçá-la e não ser sacudido por ela. Enquanto esperava a resposta, olhava para eles e retirava a minha máscara devagar, os poucos que viram a minha face morreram em sua maioria, com exceção de Butcher e MyBelle, logo, seria interessante partilhar de meu segredo disforme com mais pessoas.













Número de Postes: 06

Objetivos:


[ ] Conseguir minha primeira missão!
[ ] Aprender as Habilidades: Atletismo e Zoologia!
[X] Entrar para os Revolucionários!
[ ] Aprender o meu estilo de luta: Carnage!
[ ] Conseguir recursos para comprar um Barco.

Considerações:


.



Ganos:

Adentrei no Exército Revolucionário ( Post 5 )

Perda:

.



Terry
Imagem :
https://i.imgur.com/x2frSwS.png
Créditos :
00
Localização :
República de Hoxter - 1ª Rota
Ver perfil do usuário https://www.allbluerpg.com/t313-ren https://www.allbluerpg.com/t2120-kris-a-incrivel-ninja#22935
Terry
Capodecina




Agravain ergueu um pouco a sobrancelha ao observar o rosto horrendo do gigante Barnabas, aparentemente não estando preparado para presenciar aquilo, mas logo sua expressão voltou ao normal. Morgan e Akai Shin não esboçaram muita reação, se mantendo da mesma forma. As chamas das tochas e das lamparinas crepitavam enquanto o revolucionário recém recutado explicava sua ideia para os líderes ali presentes.

Ao terminar de ouvir aquilo, o homem de terno preto logo respondeu. - Claro, ajudar a desenvolver suas habilidades é algo que com certeza beneficiaria a causa do exército revolucionário. - Agravain comentou, com um sorriso de satisfação em seu rosto. - Dependendo do quão talentoso seja, não vai ser problema pra mim repassar parte dos meus conhecimentos em zoologia.

Em seguida, ele virou os olhos para Morgan e Akai Shin. - E vocês, de acordo? - Agravain perguntou. Shin apenas assentiu com a cabeça, já Morgan, quebrou o silêncio pela primeira vez. - Sim. - A moça de poucas palavras parou por aí, já deixando claras as suas intenções de cooperar com o plano. Em seguida, Ivy foi vista retornando para a antessala da caverna sozinha. - Passei sua mensagem. - Ela revelou para Barnabas, em um tom ainda desrespeitoso mesmo que agora o gigante fosse seu companheiro. E agora, qual conhecimento o meio gigante iria aprender primeiro?

Histórico:



_________________

"The soon-to-be Empress of the Underworld"

Capitulo 2 Nasce Uzurpatory! O pesadelo da Nobreza Qi7A0wd
BarnabasBenks
Imagem :
Capitulo 2 Nasce Uzurpatory! O pesadelo da Nobreza Dorohedoro-full-753653
Créditos :
00
Localização :
Dawn Island - East Blue
Ver perfil do usuário https://www.allbluerpg.com/t2004-barnabas-benks#21424 https://www.allbluerpg.com/t2005-capitulo-1-o-homem-do-terminal-cinza#21428

Barnabas Benks
Capítulo 2 - Nasce Uzurpartory! O pesadelo da nobreza!












Um sorriso torpe surgiu em meus “lábios”, tudo isso enquanto eu escutava atentamente as palavras daquele homem que dizia-se ser um grande zoologista, sim, ele compreendia sobre raças dominantes, mas ele compreendia que estava nas raças prestes a ser dominada? Bem, isso não era um assunto para essa hora, ele compreendia o que eu precisava e isso me bastava. Minha reação foi então categórica ao ouvir as repostas que estavam ali logo comecei a ficar de pé, pegando minha máscara e guardando enquanto olhava para cada um deles e decidia a ordem do que precisava aprender.

Meus coelhos recaíram primeiro ao zoologista, compreender os animais que precisava e as mecânicas que meu corpo precisariam ter seria essencial, logo deslizou pela caverna encontrando a atleta, ela me seria uma verdadeira forma de compreender os limites do meu corpo e com isso “equiparar” movimentos com o que ela pudesse me ensinar e por fim, ele, o homem que me faria usar a cabeça e modelar tudo para sobreviver, Akai Shin, o homem que exalava a confiança que eu precisava ter. Após decidir a ordem dos meus aprendizados caminharia lentamente na direção do homem zoologista e comentária de forma tranquila :




Capitulo 2 Nasce Uzurpatory! O pesadelo da Nobreza Yujiro




-- Uma besta primeiro tem que entender seus semelhantes não é mesmo? O que acha de termos uma conversa sobre aquilo que chamamos de “ Mundo Animal “, mas que eu chamo de casa? – O sorriso e o olhar bestial estavam presentes em mim, eu não conseguia mudar a minha natureza, mas com toda certeza eu estava prestes a torna-la ainda mais perigosa aos que não estavam preparados para enfrentá-la. A medida que a resposta fosse dada complementaria para o mesmo de forma tranquila porém imperativa, pois precisaria de espaço para poder aprender mais – …Não seria nada mal irmos a um lugar mais reservado para aprender o que for preciso, compreenda, sou um homem prático, mas gosto de privacidade para aperfeiçoar coisas.

Dito isso caminharia para onde fosse o homem de terno, assim poderia ter o tempo de estudo e o local adequado, compreender os animais seria a minha primeira forma de de moldar aquilo que seria preciso para me tornar o predador perfeito, uma besta que seria temida apenas por sua existência, o medo é uma arma até mesmo no meio animal e estava pronto para começar a usa-lo.













Número de Postes: 07

Objetivos:


[ ] Conseguir minha primeira missão!
[ ] Aprender as Habilidades: Atletismo e Zoologia!
[X] Entrar para os Revolucionários!
[ ] Aprender o meu estilo de luta: Carnage!
[ ] Conseguir recursos para comprar um Barco.

Considerações:


.



Ganos:

Adentrei no Exército Revolucionário ( Post 5 )

Perda:

.
Terry
Imagem :
https://i.imgur.com/x2frSwS.png
Créditos :
00
Localização :
República de Hoxter - 1ª Rota
Ver perfil do usuário https://www.allbluerpg.com/t313-ren https://www.allbluerpg.com/t2120-kris-a-incrivel-ninja#22935
Terry
Capodecina



Antes de responder a fala do meio gigante, Agravain pegou mais um cigarro de carteira que guardava no bolso de seu paletó e o acendeu sem muitos problemas usando o isqueiro que sempre carregava consigo. - Mundo animal, é? Conheço um bom lugar pra entrar em contato com a majestosa e perigosa fauna de Dawn. - Ele deu um trago antes de continuar a falar. - Venha comigo, tenho a localidade perfeita em mente.

Agravain então levantou-se, pegando uma das lamparinas ali presentes para então começar a andar na direção da saída da caverna. Caso fosse atrás dele, Barnabas seguiria o rastro do fumante até que finalmente chegassem no exterior daquele esconderijo provisório dos revolucionários. Mais uma vez, Barnabas se encontrava nas densas florestas que ficavam próximas ao Terminal Cinza.

Próximo de onde da dupla estava, a única fonte de iluminação vinha da lamparina. Ao redor deles, era possível ouvir os sons dos animais noturnos como corujas e morcegos. O ambiente era levemente sinistro, com o gigante tendo a sensação de que estava sendo observado a todo momento, embora o oficial revolucionário não parecesse se preocupar com nada disso. Por fim, Agravain sentou-se em uma pedra, colocou a lamparina bem do seu lado e tirou da jaqueta um pequeno caderno com anotações. - E então? Pronto pra começar os estudos? Ou prefere esperar até o amanhecer?

Histórico:


_________________

"The soon-to-be Empress of the Underworld"

Capitulo 2 Nasce Uzurpatory! O pesadelo da Nobreza Qi7A0wd