Bem-vindo ao

All Blue

É com muito prazer que lhes damos os comprimentos ao nosso RPG. All Blue se trata de um RPG narrativo com o ambiente principal centrado em One Piece, obra de Eiichiro Oda.
Se divirta nessa nova aventura e se torne o novo rei pirata... Se puder!

Últimos assuntos
Criação de AventurasOntem à(s) 11:33 pmporShioriII - Procura-se um BobôOntem à(s) 11:32 pmporShioriBad KarmaOntem à(s) 6:56 pmporMendoncaÚltimo Baile Antes da GuerraOntem à(s) 6:00 pmporMendoncaLolo BanditoOntem à(s) 4:41 pmporVrowkÉmile SixthornnOntem à(s) 12:13 pmporGrenyAlvorecerOntem à(s) 10:21 amporAuroraCaitlyn G.Ontem à(s) 7:49 amporAchilesCap. 6 - TerritorialOntem à(s) 12:30 amporDeepCausamortis I - Damnatio.Sab Fev 04, 2023 9:52 pmporShiori

Esse é meu jeito ninjaaaaa!

Página 2 de 5 Anterior  1, 2, 3, 4, 5  Seguinte
Achiles
Imagem :
Esse é meu jeito ninjaaaaa! - Página 2 U5pAFvq
Créditos :
12
Localização :
Farol - Grand Line
Ver perfil do usuário https://www.allbluerpg.com/t1735-caitlyn-g#18385 https://www.allbluerpg.com/t2432-i-a-gata-solitaria-e-o-robo-rabudo#27937
Achiles
Pirata
Esse é meu jeito ninjaaaaa! Seg Jun 27, 2022 7:40 pm
Relembrando a primeira mensagem :



Esse é meu jeito ninjaaaaa!


[Civil] Yuuma D. Yukinaga

não possui narrador definido.
Aberta

_________________

Esse é meu jeito ninjaaaaa! - Página 2 ZzfjDai

Dreamstain
Imagem :
Esse é meu jeito ninjaaaaa! - Página 2 Playli11
Créditos :
28
Localização :
Reino de Illusia - West Blue
Ver perfil do usuário https://www.allbluerpg.com/t1881-yuuma-d-yukinaga#19833 https://www.allbluerpg.com/t1947-esse-e-meu-jeito-ninjaaaaa
Re: Esse é meu jeito ninjaaaaa! Ter Ago 09, 2022 5:44 am
Esse é meu jeito ninjaaaaa!
e foi aqui que perdi as botas
- Ninshishishishi Ninshishsishi Olha só que fofinho.... Ninshishishishi Ninshishishishishi -  Olhando tudo daqui de cima só tenho algo a pensar... que merda está acontecendo aqui? Pelo menos o maldito bate forte Ninshishishi Faz um bom tempo que fiquei preso, provavelmente devo estar muito enferrujado ainda, porque não há outra justificativa para eu ter sido acertado pra um dos caras que mal estão conseguido se alimentar. Ou ainda estou enferrujado ou perdi a noção de como fazer umas acrobacias mas mesmo assim algo ainda me incomoda.

Deixa eu verificar rapidinho aqui se está tudo no lugar, aparentemente esse filho da puta só me machucou um pouquinho... isso é bom, essa energia do combate ainda me é satisfatória. Respire Yuuma e coloque as ideias nos locais corretos ... que dizer que os caras com uma bandana do Kin'iro no Sen agora são bonzinhos e estão fazendo a guarda dos necessitados?! Aquele mesmo bando de fanáticos dispostos a queimar a própria mãe numa fogueira para ganhar umas duas peças de cobre, aqueles mesmo caras ?! VAI SE FUDER !!! Compre a maior barra de metal que encontrar no mercado e vá se empalar vivo !!! Caralho !!! Mantenha as aparências ... assopre a vela e respire com calma, sinta a tranquilidade... essa foi rápida Ninshishishi Vamos pensar racionalmente... sem levar isso para o coração. Existem duas situações aqui que saltam aos olhos e uma que é idiota, eu torço que seja a idiota e os deuses estão pregando peças idiotas nesse pobre ninja... pelo menos a piada vai valer a jornada... assim espero.

Esse é meu jeito ninjaaaaa! - Página 2 R

No primeiro cenário um dos problemas que a Princesa falou são investidores e Piratas Ninshishishishi Tem mais gente nesse jogo que eu ainda não vi, tem alguém ganhando em cima desse conflito já é uma certeza para mim mas o bizarro é ter alguém investindo no lado que está apanhando e ganhando uma grana bem miudinha em cima de apenas 15 famílias de fudidos... isso tem cara da Kin'iro no Sen que conheço! Matando algo estando infiltrado, aparentemente o método não muda, empréstimos de algumas armas ou até mesmo alguns cascalhos e fazer o pobre arrombado se tornar mais pobre arrombado endividado e com isso enfraquecer eles pelas duas pontas. Eu até posso odiar aqueles safados mas não posso negar que seus métodos sujos me despertam até que uma certa admiração Ninshishishishishi Espero não estar apenas elevando demais a inteligência daqueles filhos da puta, como eu quero estar errado...

O que eu estava pensando mesmo ... isso não faz sentido... e se fizer vai ser triste. Essa possibilidade é a que a mais quero que eu esteja errado... já tem pouca gente na vila e já teve gente pulando fora dela aos bocados, de 60 pra 15 famílias é muito, eu reconheço que a ganancia é capaz de fazer pessoas boas fazerem coisas ruins ou apenas revelar o lado podre das pessoas, oferecer algo em troca de fuder aqueles próximos a você... isso é baixo. Vou fazer de conta que isso não está acontecendo, tem pessoas da própria vila infiltradas ajudando a acabar com a vida da sua própria família e desse pequeno grupo, já passaram por poucas e boas juntos e agora estão enfrentando esse problema juntos, se aliar com inimigo por algum motivo não é a ação de um rato mais sim de um desgraçado de um demônio. Pais contra filhos e amigos um contra os outros tem cara de Kin'iro no Sen, se um demônio esconder o rabo aposto que ele vai esquecer os chifres de fora, os detalhes contam a história Yuuma ...    

Ninshishishishishi Ninshishishishishi Eu sei lá qual é a cabeça desse idiota, se ele tá tomando leite de urso no café da manhã e está ficando louco, eu ainda não entendi aquele urso pastando ... jovens são idiotas... e essa possibilidade é idiota... eu sou idiota ... e tudo se resume a coisa mais idiota possível, afinal se um idiota jogar um prego um milhão de vezes pra cima é certeza dele acertar um pássaro em voo em algum momento. E se esse idiota catou essa bandana em algum canto e pra combinar com seu moicano ridículo resolveu adotar a peça? É possível... afinal não tem atitude mais idiota que colocar um objeto que não sabe o significado no pescoço, talvez ele só esteja levando isso como um troféu de algo que não sei o significado ainda ... mas aqueles Bandidos da Montanha de antes não carregavam algo assim com eles, principalmente o líder... e eram parte do Manto Dourado. Nessa altura da história não vai colar dizer que o Rapidflow é da Kin'iro no Sen , não faz nem sentido com a história de vida do cara. Só de pensar nessas possibilidades idiotas estou me sentindo mais idiota Ninshishishi

Esse é meu jeito ninjaaaaa! - Página 2 R

Voltemos a essa cena fofinha dos amiguinhos fofinhos com atitudes fofinhas, eu não vou deixar passar algo assim.  Vamos fazer a velha dança dos tolos... um sorriso no rosto como se estivesse aceitando toda esse bobagem, transmita pra fora o ar de sua tranquilidade e avance como uma ovelha... vou na direção do guardinha com a mão para frente tendo a mais clara e bela intenção de fazer um cumprimento, afinal a Thulia nos apresentou... sejamos cordiais. Caso ele aperte minha mão vou tentar segurar ela com máximo de força e avançar jogando meu corpo com a lamina da minha adaga na direção do seu pescoço, se não ganho em minhas ‘’habilidades atléticas’’ eu tenho mais segurança na arte do ataque surpresa... afinal ainda sou um ninja.

Esse é meu jeito ninjaaaaa! - Página 2 Tenor

Será que ainda tenho destreza pra limpar minha bunda? Vou tentar pegar o guardinha desprevenido e encostar a lamina da minha adaga no seu pescoço, ainda tenho destreza para não deixar escapulir a lamina na garganta do arrombado? Não quero cortar ninguém apenas é uma ameaça, não que eu seja bom nisso, mas uma lamina no pescoço ajuda bastante em deixar as conversas mais suaves, com a maior calma do mundo dos vivos sorrindo como antes vou falar com o guardinha – Então ... você pode se orgulhar a vontade de suas historinhas sobre vitorias, continue fazendo isso. Eles precisam dessa energia. – Daria uma leve e rápida gesticulação com a cabeça como se estivesse me referindo a Thulia ali ao lado, como um mero exemplo, para então retomar o assunto – Acho que de tanto ver bandidos aqui você está acabando se tornando mais como eles. – Faria uma vozinha bem idiota – ‘’ Você está armado? Para o seu próprio bem, não faça nada de errado, apenas entregue as armas e qualquer item que tiver ou eu serei obrigado a agir.’’ – Daria uma risadinha e voltaria a minha voz normal – Pra mim isso foi bem bandidinho barato –

- Se fosse apenas isso eu até deixaria passar ... mas essa bandana da Kin'iro no Sen que carrega consigo diz muito sobre as intenções de uma pessoa – Olharia bem fixamente para ele após o final da frase – Então sejamos rápido antes da minha mão ficar cansada e deslizar sem querer. Guarda Kanesho, aonde conseguiu essa bandana? – Não vou ferir ninguém aqui, eles que pensem em como iram tratar os seus, mas eu preciso ter essa resposta desse cara para ter uma noção do que nós estamos realmente tendo que lidar aqui, espero que não seja apenas um cara querendo pagar de malvadão . Eu preciso pegar essa bandana depois e levar para o Rapidflow me dizer se reconhece o seu símbolo, vou dizer a eles que de onde eu venho isso significa sinal de um grupo muito ruim... continuo sem revelar minha história.

Caso ele simplesmente seja apenas um garotinho mal educado e não pegue minha mão para um cumprimento irei dar alguns passos pra frente sorrindo com a intenção de um abraço, transmitindo pra fora o ar da minha tranquilidade, após consegui chegar próximo a uma área de alcance que considere apropriada tentarei movimentar meu braços rapidamente, um vai guiar a adaga até o pescoço e o outro para segurar um de seu braços... afinal se precisa de dois para manusear uma lança e quero ele preso de alguma forma. A conversa que terei com o merdinha se mantem a mesma que eu teria na situação em que ele aceita me cumprimentar, a arte do ataque surpresa é a minha escolha.

Não tenho muito tempo pra ficar brincando de amiguinhos em um vale nevado com ele, as pessoas aqui tem fome. Meus planos são longos e quero colocá-los logo em pratica, na pior hipótese só deixei alguém chateado, mas a pessoas mais importante já está chateada comigo ... será que algum dia Lucile ira me perdoar?


thanks, ♛ and ▲


Histórico:
BUILD:
mestrej
Imagem :
Esse é meu jeito ninjaaaaa! - Página 2 8bc098acf9cd103b55ca4613938621d2
Créditos :
7
Ver perfil do usuário https://www.allbluerpg.com/t1839-aika-kin#19539 https://www.allbluerpg.com/t2065-aventura-dois-trabalhando-ate-desmaiar#22198
mestrej
Marinheiro
Re: Esse é meu jeito ninjaaaaa! Ter Ago 09, 2022 1:21 pm


A manobra com a mão de Yumma mais do que deu certo e ele estava com o guarda com cara de bandido na ponta da faca o que fez Thulia dar um grito assustado e o Kanesho se tremer de medo no chão com a arma dele jogada longe.
– Acho que de tanto ver bandidos aqui você está acabando se tornando mais como eles. – Faria uma vozinha bem idiota – ‘’ Você está armado? Para o seu próprio bem, não faça nada de errado, apenas entregue as armas e qualquer item que tiver ou eu serei obrigado a agir.’’ – Daria uma risadinha e voltaria a minha voz normal – Pra mim isso foi bem bandidinho barato –

-Você é idiota ou o que? Isso se encaixa exatamente no tipo de coisa que um guarda fala! Se chama ser revistado idiota! Quando fui a cidade com a minha lança um marinheiro disse a mesma coisa pra mim! É você que nunca viu um guarda na vida!

-Ele se parece com um dandido por que ele rouba as roupas dos banidos para economizar dinheiro, esse pobretão!- acrescentou Thulia.

-Vocês que não me pagam o bastante como guarda.

-Você nunca derrotou um bandido sozinho! Alem disso todo guarda ganhou um pedaço de terra descente, você é o único que está reclamando!

-Eu tenho um dedo podre para plantar!

-Dedo podre é uma ova! Quando a gente era pequeno você fugia das aulas para ficar brincando de herói por ai!


- Se fosse apenas isso eu até deixaria passar ... mas essa bandana da Kin'iro no Sen que carrega consigo diz muito sobre as intenções de uma pessoa – Olharia bem fixamente para ele após o final da frase – Então sejamos rápido antes da minha mão ficar cansada e deslizar sem querer. Guarda Kanesho, aonde conseguiu essa bandana?

-Essa bandana? Eu ganhei em um ato heroico! Foi uma batalha épica, durou um dia inteiro, o cara tinha uns...

-Ele achou em uma arvore! – Interrompeu Thulia

-não corta o meu barato! – Gritou Kanesho

-Então para de ser mentiroso! – Gritou Thulia de volta

-tá bom, tá bom, um dia no mês passado eu tava sem fazer nada e subi na arvore perto do museu para cochilar, lá tinha um pano com uma caixa dentro, a caixa tinha um terno chique, um monte de armas esquisitas e essa bandana. O Uyehara, o dono da loja de armas da cidade me pagou uma boa grana pelas armas e o terno também rendeu um dinheiro, mas a bandana não vendeu então eu fiquei com ela, aquele mês eu comi que nem um rei. – Ele parou para rir uma risada estridente e irritante. - Acho que algum bandido deixou aquilo lá para conseguir se esgueirar para o museu no meio da noite com mais facilidade e tentar roubar a Arca do Clã Imagawa, eu só imagino a cara que ele fez quando percebeu que eu enchi a caixa com merda de vaca. – então ele riu ainda mais.

Então Thulia pisou com força no tornozelo de Kanesho fazendo-o estremecer e depois dar um gritão de dor.
-Não conta pro forasteiro sobre a Arca do Clã Imagawa idiota! É porque ninguém consegue ficar de bico calado sobre isso que o manto dourado, os piratas e tudo mais estão vindo aqui atazanar nossas vidas!

-Seu demônio isso dói!

-Eu sei, eu fiquei na escola e aprendi onde é que dói mais!
O que Yumma acha da suposição do Kanesho sobre a origem daquela caixa com suprimentos ninjas? De qualquer maneira o ninja pegou a banda do guardinha para si. E ele poderia fazer o que quisesse agora, os dois pareciam muito absortos em suas brigas par lidar com Yumma.


off:
Histórico:

_________________

-fala
-pensamento


Esse é meu jeito ninjaaaaa! - Página 2 XlBHzYe
Dreamstain
Imagem :
Esse é meu jeito ninjaaaaa! - Página 2 Playli11
Créditos :
28
Localização :
Reino de Illusia - West Blue
Ver perfil do usuário https://www.allbluerpg.com/t1881-yuuma-d-yukinaga#19833 https://www.allbluerpg.com/t1947-esse-e-meu-jeito-ninjaaaaa
Re: Esse é meu jeito ninjaaaaa! Ter Ago 09, 2022 7:33 pm
Esse é meu jeito ninjaaaaa!

A Arca, o ninja e um bando de fdp
Então era a opção mais idota... é ... o dia está maravilhoso mesmo, pelo menos me rendeu várias informações deliciosas. Essas peças de quebra cabeça estão ficando cada vez mais interessantes mas mesmo assim sinto que só estou vendo mais peças e menos encaixes, como esse povo fala pelos cotovelos com tanta facilidade? Na próxima vez vou ser um pouco menos agressivo.

Esse é meu jeito ninjaaaaa! - Página 2 R

Me mantive na mesma posição firme ouvindo todas as explicações da Princesa e do Espantalho, tanta informação que por um momento pensei que o Keisuke exagera em dizer que falo bastante, pelo menos agora sei que os guardas daqui ganharam um pedaço de terra para manter seus serviços... deve ter bastante terra sobrando mesmo, boa escolha de investimento porem péssima escolha de guarda. Os malditos estão tão ferrados que roubam roupas de bandidos, espera um momento... eu estou vestindo um sobretudo que saqueei de um bandido... não posso criticar muito esses arrombados Ninshishishishishishi Ninshishishishishishi Agora que as coisas me pareciam um pouco mais claras em relação a todo desentendimento com o Espantalho consigo ficar um pouco mais aliviado mas isso não quer dizer que vou sair da minha posição de imediato.



- Então era só isso mesmo, eu vou aproveitar que estou aqui e livrar o mundo da existência desse seu penteado ridículo. Só preciso de um corte bem rápido, eu te prometo que não vai sentir dor alguma. Ninshishishishishi  Ninshishishishishi – Levo minha mão rapidamente para a testa do Espantalho como se estivesse medindo a altura do corte – Brincadeirinha Ninshishishishishi Ninshishishishishi – Levantava o mais rápido possível, não  curto ficar assim tão coladinho de homens, ajeitava minha roupa e guardava minha adaga. Me aparece que só é isso mesmo que está acontecendo aqui, minha imaginação fértil custa a me fazer pensar demais em um jogo solitário, acho que já posso voltar a sorrir... preciso utilizar o que foi me dado – Espantalho ... você fez um ótimo trabalho, deveria realmente se vangloriar de seus feitos – Quanto mais barulhento ele for aqui melhor para pelo menos aumentar a moral desse povo – Você consegui roubar o tesouro secreto de um ninja tão habilidoso quanto o Senhor Keisuke, isso é um feito para poucos – Falaria tentando passar uma super empolgação, então com uma mudança levava minha voz lentamente de um tom descontraído para um tom mais sério até a última palavra para assim iniciar a próxima fala – Agora que você derrotou um ninja num jogo de raciocínio deve ser mais que capaz de derrotar eles também em um jogo de esconde-esconde, se você ou algum amiguinho vê esse símbolo da bandana em algum lugar devem se preparar para o pior e tentarem avisar o mais rápido possível para mim – Voltava a sorrir.

Agora não tenho mais nada a tratar com esse Espantalho olhava rapidamente para a Princesa e então faria um olhar confuso, quase como um cachorrinho, eu entendo e sei que ela não pode revelar o que a vila protege mas não custa nada tentar fazer um verde com ela para assim ouvir algo mais sobre a tal Arca, afinal esse povo fala pelo os cotovelos com muita facilidade Ninshishishishishi Ninshishishishi Aparentemente sai de uma confusão colossal com ninjas em Wano pra cair numa confusão com ninjas em outro lugar , estranhamente empolgante para mim , é como se todas as peças fossem se colando atraídas por uma coincidência maluca... agora entendo porque o Ueyahara tinha tantas ferramentas shinobi porem nada ainda me diz a respeito como o Rapidflow chegou aqui, eu pelo menos sei como cheguei, a não ser que ele seja parte desse clã da Arca Ninshishishishi Ninshishishishishi Isso continua divertido. Olhando fixamente para a Princesa com a mesma expressão confusa falaria – Há alguns segredinhos bem divertidos, eu percebi quando me puxou pelo braço suas reais intenções, também está fazendo um trabalho incrível em proteger aqueles que ama. Não é só um rostinho bonito Princesa – Joguei um verde, malditos Ninjas sedutores Ninshishishishi Ninshishishishi – Percebi que está ai extravasando enquanto briga com esse... cara ... extravasar um pouco é muito bom mesmo, eu te recomendaria pegar aquela lança e acertar ele aonde dói Ninshishishishi Teria um tempo pra me conseguir alguns livros?  Você parece saber aonde bater... quero aprender isso também, talvez com isso a gente tenha mais alguns assuntos interessantes para conversa mais tarde. Afinal ... topa sair depois para continuar esse passeio? - Antes mesmo de uma resposta eu irei guardar a bandana no bolso do meu sobretudo e garantir que ela esteja bem escondidinha lá dentro, vou olhar para ela com um sorriso largo e dizer – Não precisa me dizer a resposta agora, tenho assuntos para tratar, a gente se vê depois Princesa - Dava as costas e saia dali caminhando rápido, tenho mais informações a coletar Ninshishishishishi

Esse é meu jeito ninjaaaaa! - Página 2 R.e13a7078ed92c39fed49f210b96d021c?rik=koOs79z0Hh8Heg&riu=http%3a%2f%2f49.media.tumblr.com%2f375bd604c127679bff3c7d10e67a174a%2ftumblr_nyfr27E0LZ1t15wswo1_500

O que tem nessa Arca para chamar atenção daquele clã de filhos da puta? Talvez projetos de armas poderosas criadas para massacrar inúmeros inimigos de vez, algum veneno que mataria até um rei dos mares ou quem sabe algo mais magico, se eu não tivesse me determinado a ajudar essas pessoas acho que eu mesmo iria lá tentar dar uma espiadinha, deve ser algo magnifico. Com toda certeza o Keisuke sabe o que é esse clã Imagawa e também deve ter muita coisa para me contar sobre a atuação da Kin'iro no Sen por essas bandas, se ele tiver bem informado deve até me conseguir dizer coisas novas sobre o clã. Caminhar nessa missão sem informações sobre o que aqueles sanguessugas estão fazendo é algo que me dá um pouco de arrepio, infelizmente vou ter que torcer a mão e dizer que aquele Espantalho está provavelmente certo em sua teoria que eles tentariam uma invasão e roubo ao Museu... é um caminho mais logico na minha visão agora que sei o que eles provavelmente vieram atrás, ainda é tudo um conjunto de preposições... minha conversa com o Rapidflow deve esclarecer mais ainda as coisas.

Vou me dirigir ao hotel, na realidade de onde eu não deveria ter saído no início, e ao chegar lá vou ver se o Keisuke terminou sua reunião as portas quase fechadas... espero que ele não se irrite pelo fato de eu ter saído sem lhe avisar, se me questionar vou falar que sai com uma bela garota da vila e também lhe direi o nome, quero evitar de ser confundido com mais um espião. Assim que estiver de frente para ele irei calmamente lhe perguntar – Você tem tempo pra mais uma reunião? Prometo que essa vai ser rápida. Teria um local mais reservado para a gente conversar sobre um detalhe? Talvez a mesma sala de antes – Esperaria sua resposta, caso ele tivesse mais algumas coisas para resolver e não tivesse tempo para mim iria para o Museu.

Em caso dele aceitar uma reunião e me guiar até um local mais reservado assim que se fechasse portas e janelas iria retirar a bandana do bolso e mostrar para ele, sempre calmamente – Achei um dos seus rapazes da guarda com uma dessa, por sorte ele fala muito e me contou uma história maluca de como a adquiriu, pela história o dono dela ainda deve estar andando por ai – Guardava a bandana no meu bolso não deixava Keisuke a pegar para si, tinha outros planos para ela, mantendo ainda um semblante sério continuava a falar – Você deve conhecer o clã Kin'iro no Sen, um bando de fanáticos filhos da puta que fizeram minha vida e de mais várias pessoas bem mais difícil, eu pensei que eles tinham ido para o inferno... pelo menos foi o que eu ouvi – Me mantinha sério e também mantinha minha história de vida fora do foco – Eu sei que parece que quero aumentar sua preocupação sobre o que estamos para enfrentar ... e sim estou aumentando mesmo. Um passarinho me contou que eles devem estar atrás da Arca do Clã Imagawa, não que eu me importe com o conteúdo dessa tal Arca... mas Senhor Keisuke... com o que realmente estamos enfrentando aqui? O que faria aquele bando de desgraçados vim em uma vila fudida atrás de uma Arca? Deve ter algo muito louco detro dela.... – Mantinha um tom sério enquanto esperava a resposta do Rapidflow, acho que a última e primeira vez que ele me viu levando algo a sério foi no teste da vaca, com isso espero que ele veja que não estou brincando.

Esse é meu jeito ninjaaaaa! - Página 2 R

Eu quero acreditar que não vou ter uma reviravolta de última hora e descobrir que acabei de passar informações para a pessoa errada, por favor que o Rapidflow não esteja com os Kin'iro no Sen ... seria tão legal ele ser desse clã da arca. Sobre meu passado? Uma hora terei que contar ele a pelo menos alguém, estou o evitando ao máximo pois sei que estou cercado de pessoas ao quais ainda não confio totalmente. Se nesse momento falar sobre ele seja a melhor forma de reforçar meus argumentos fare pequenas menções ao que aconteceu em Wano, sem me ligar diretamente ao fim do clã e morte de seu líder sendo apenas uma testemunha do que aconteceu.  

thanks, ♛ and ▲


Histórico:
BUILD:
mestrej
Imagem :
Esse é meu jeito ninjaaaaa! - Página 2 8bc098acf9cd103b55ca4613938621d2
Créditos :
7
Ver perfil do usuário https://www.allbluerpg.com/t1839-aika-kin#19539 https://www.allbluerpg.com/t2065-aventura-dois-trabalhando-ate-desmaiar#22198
mestrej
Marinheiro
Re: Esse é meu jeito ninjaaaaa! Qua Ago 10, 2022 9:03 pm
mestrej escreveu:


Kanesho reclamou e se contorceu um pouco da piadinha sobre o cabelo dele e depois que o ninja saiu de cima dele ele apenas levantou e foi pegar a lança dele ficando um pouco emburrado até que foi elogiado por Yumma, que fez ele responder com as primeiras palavras humildes que ouviu de Keisuke.
-Ah, não foi nada demais, além disso duvido que era alguém tão habilidoso, o terno era pra um homem baixo e consideravelmente gordo, mas pode deixar que eu aviso para os ouros guardas.
Thulia claramente estava tendo dificuldades de entender o que ele tava falando, mas capitou as partes importantes.
-Ah, eu apenas aprendi anatomia cuidando dos feridos, o que resta de livros na vila esta no museu, se você quiser eu posso ensinar isso para você mais tarde, me encontra no museu que eu te dou uma aula.
Yumma retornou para Rapidflow encontrando-o desanimado sentado do lado de fora do hotel que eles tinham se separado antes, ninguém nem remotamente próximo a ele.
- Você tem tempo pra mais uma reunião? Prometo que essa vai ser rápida. Teria um local mais reservado para a gente conversar sobre um detalhe? Talvez a mesma sala de antes
-Fale aqui mesmo, o chefe da vila já foi e o hoteleiro saiu para fazer compras, na verdade não posso sair daqui da porta, ele me pediu para ficar de olho para ele uns 5 minutos.
Keisuke escutou tudo sem interromper e sem mudar de sua cara sem animo e então ele respondeu com desanimo.
-Eu não conheço esse clã que te atazana tano, vi um ou dois usando isso entre os invasores e admito que foram oponentes fortes, mas eu deixei Wano a muito tempo e mesmo naquela época eu não prestava muita atenção aos clãs. E não parece fora de lugar a ideia que tenha algum infiltrado entre os moradores, teve alguma rotação na cidade com as pessoas abandonando as terras por causa dos perigos e as pessoas vindo para cá pela terra barata. E o que tem na arca é historia meu garoto. O Clã Imagawa foi o primeiro clã de Wano, foram eles que inventaram o sistema de clãs e isso os deu muito poder na época antes de Wano ser Wano, foram tão poderosos que o fundador do clã quando ficou mais velho saiu de Wano com uma grande expedição para expandir o poder do clã para além de Wano, mas nunca voltou. A verdade é que o conteúdo da arca é atualmente desconhecido, pois ainda não foi possível abri-la, mas existe uma grande possibilidade que a arca leve a um tesouro escondido na região ou contenha conhecimentos antigos perdidos, claro pode não ter nada de valor também, mas é improvável. Eu mesmo vim para cá buscando a arca, pois a minha família tem um parentesco distante com os Imagawa, mas fiquei quando vi o que a busca pela arca esta fazendo com esse povo, mas não adianta mais o chefe da vila decidiu desistir, eles vão tentar negociar para vender a arca e a vila toda era por isso que ele estava me dispensando, eles apenas não sabem para quem vender ainda.


Histórico:
Rapidflow

_________________

-fala
-pensamento


Esse é meu jeito ninjaaaaa! - Página 2 XlBHzYe
Dreamstain
Imagem :
Esse é meu jeito ninjaaaaa! - Página 2 Playli11
Créditos :
28
Localização :
Reino de Illusia - West Blue
Ver perfil do usuário https://www.allbluerpg.com/t1881-yuuma-d-yukinaga#19833 https://www.allbluerpg.com/t1947-esse-e-meu-jeito-ninjaaaaa
Re: Esse é meu jeito ninjaaaaa! Qui Ago 11, 2022 4:55 pm
Esse é meu jeito ninjaaaaa!

Meu primeiro post de Nº 10!!!
Essa jornada se mostra cada vez mais inesperada mesmo, como eu iria imaginar que isso tudo poderia ir ao mesmo tempo até mim Ninshishishishishi ... Ocorreu uma mistura de sentimentos na minha cabeça de forma que ainda não consegui definir se é bom ou ruim mas uma coisa eu tenho certeza... só estou aqui graças a uma sequência de histórias malucas, apanhando bastante pelo caminho e não vai ser agora que vou deixar essa história ter esse final.



- Ei Rapidflow !!! Aperte os dentes !!! – Tentava lançar um magnifico soco na cara do Senhor Keisuke, meio que não me importo se vai pegar ou não, afinal esse movimento não é com intenções de machucar e sim passar uma mensagem – Acorde maldito!!!! Cadê aquele cara de antes ?! O mesmo cara determinado em ajudar essas pessoas, aquele mesmo maldito que me desafiou a fazer uma vaca obesa a levantar !!! – Independente do que aconteceu quando tentei dar o primeiro soco preparava meu braço para fazer o segundo, levantando a manga do sobretudo gritava para ele – Não desvie seu desgraçado !!! Talvez se eu bater forte o bastante consigo colocar seu cérebro de novo no lugar, eu só preciso tentar. Então...  aperte os dentes !!! – Tentava mandar um socão no Senhor Keisuke novamente.

Esse é meu jeito ninjaaaaa! - Página 2 R.6a1eff4a7ad2d101ca248dfbcbb8dd9a?rik=cWEQQoG6LkEQ3A&riu=http%3a%2f%2fpa1.narvii.com%2f6132%2f90fb5b97295ecf6b83234d278d2fe49a52980230_hq

- Você parece não saber o que está fazendo para se mesmo, não é hora de desistir !!! Chegamos tão longe e viemos de tão longe, aposto que você assim como eu deve ter passado por várias situações malucas antes de parar aqui, fomos preparados para momentos como esse – Apontava para ele com minha mão direita – Somos ninjas !!! Treinamos a vida toda para saber como superar situações como essa, não importa quantas vezes falhamos voltamos mais fortes e preparados para chutar a bunda de qualquer problema, então faça um favor a se mesmo e esmague esse desanimo !!! – Imaginava que meu pequeno discurso havia distraído Keisuke e tentava mais um soco, enquanto lembrava do pequeno combate com aquele Espantalho e como consegui dominar a situação utilizando o estilo de atuação ninja, é engraçado imaginar que vim nessa jornada já me ensinou tanto em tão pouco tempo, sorrindo eu gritaria para Keisuke enquanto executava o golpe – Aaaaaaaaaaahhhhhh !!! Nós somos a maior prova que o mais fraco pode derrotar o mais forte utilizando a cabeça, essa mesma cabeça que você se nega a usar !!! Então vamos nos preparar para pegar esses arrombados de guarda baixa e fazer eles terem medo de ninjas pelo resto de suas vidas !!! –

Gritei bastante e isso cansa... puta que pariu! Vou pegar um pouco de folego e tentar me acalmar o máximo possível, só preciso fazer minha respiração retornar a uma velocidade mais normal... isso agora tá difícil ... vamos lá, eu consigo. – E pensar que até pouco tempo atrás minha imaginação fértil gerou uma solução bem inesperada Ninshishishishi Ninshishishishi Eu pensei em treinar a Vila toda com alguns ninjutsus, para acabar com o problema atual e poder bater de frente com os que viriam Ninshishishishi Para ser sincero eu sei que isso é bem louco mas algo dentro de mim diz ‘’até que não é uma péssima ideia’’ Ninshishishishishi Ninshishishishishi – Tentava ajeitar minha postura e colocar a manga do sobretudo no lugar – Eu sei o quanto tudo foi difícil mas reconheço hoje que essas habilidades podem ser uma das chaves principais para que as pessoas encontrem sua própria liberdade e possam de novo sorrir – Começaria a gargalhar bem alto, sei que devo ter ferrado bastante minha garganta gritando mas nesse momento eu colocaria toda minha força de vontade e tentaria me manter sorridente e risonho – Ninjas são maneiros Ninshishishishi Ninshishishishishi –

Esse é meu jeito ninjaaaaa! - Página 2 R

Dava as costas para Keisuke – Parece que tenho outras coisas para fazer ... aaaahhh!!! Antes de eu ir... seu ancestral devia ser um cara maneiro. Ele deve ter entendido qual era a função do seu conhecimento e achou que isso não deveria caber só lá em Wano e precisava ser compartilhado com o mundo, pelo menos eu quero acreditar que foi algo do tipo. Ele deveria ser uma pessoa realmente fantástica. Dito isso ... vou indo, tenho uma vila para comprar. – Dava uma risada longa e virava apenas minha cabeça na direção de Keisuke – Você já foi pirata, as vezes a melhor estratégia numa situação difícil como essa é encher a boca dos filhos da puta de bala de canhão, explodir a porra toda !!! Eita ... esqueci que não temos um canhão Ninshishishishishi Ninshishishishishi. – Saia em direção ao museu, se ele quiser me acompanhar ou ficar na frente do hotel desanimado é liberdade dele apenas. – Um pouco de açúcar branco e nitrato de potássio cairia bem agora –

Vou indo até o museu, tenho um encontro com uma bela dama Ninshishshishishi Não sei como eu ainda estou de pé depois de ouvir essas informações vindas do Keisuke, estava certo em alguns dos meus pensamentos!!! Isso é muito recompensador Ninshishishi Ninshishishi Mas não lembro de ouvir algo assim naquela época na caverna, também nunca me interessei muito por essas histórias de origem durante meu treinamento, independentemente de estar certo ou errado foi isso que contaram para o Keisuke e por isso ele deve ter feito as escolhas em sua vida que o fizeram chegar aqui, devo apenas respeitar o que ele acredita ser verdade mesmo desconfiando de sua veracidade. Uma coisa está me incomodando bastante... se eles ainda não conseguiram abrir a Arca então pelo menos em teoria ela não passaria de um caixa mas se o interesse por ela é tanto então eles devem saber como abrir, não é algo muito inteligente fazer um barulho do cacete apenas para ter uma nova peça de decoração jogada em algum canto, e vindo o interesse de quem eu imagino é sinal que o que essa caixa guarda não deve ser algo nada seguro Ninshishishishi Novamente me passou pela cabeça que eu poderia também entrar nessa corrida e roubar a Arca primeiro  Ninshishishishi Ninshishishishishi

Indo pelo caminho até o museu irei tentar observar se estou sendo seguido, crianças e velhos ... tanto faz qualquer um ... mas o diferencial aqui é que tenho uma previsão em cabeça de como seria o provável infiltrado graças as informações sobre as roupas que o Espantalho havia me entregue antes, aquele bisonho realmente está me sendo bastante útil. Em caso de eu ser seguido vou usar essa oportunidade de ouro para poder desenferrujar minhas habilidades de furtividade e tentar atrai o possível perseguidor para um local mais afastado aonde eu possa tentar visualizar um oportunidade de criar uma distração e ocultamento, para só depois analisar a melhor forma de lidar com o cenário em que me encontrasse. Independente disso mantenho minha caminhada até o museu observando tudo como casas, estabelecimentos e pessoas com o mais puro objetivo de tentar saber como era Kledo no passado, preciso saber disso já que irei comprar essa Vila Ninshishishishishishi Ninshishishishishi

Esse é meu jeito ninjaaaaa! - Página 2 R.4b181c46887c33ad4d878b4799d61679?rik=3A3wRgDsPIXX9A&riu=http%3a%2f%2fgifimage.net%2fwp-content%2fuploads%2f2017%2f09%2fanime-walking-away-gif-3

Antes de eu chegar no museu será que acho alguma flor no caminho? Não quero chegar nesse encontro de mãos vazias Ninshishishi Se eu conseguir chegar no museu em segurança vou ver se Thulia já está no local, caso ela não tiver chegado ainda vou aproveitar para já começar a me preparar para os estudos e ir estudar esse museu. Estando lá dentro vou estudar suas possíveis entradas além da principal, se possui janelas ou possíveis entradas de luz e sol, quantos guardas fazem sua guarda, quais objetos estão expostos, como os itens ficam apresentados e o prato principal ... como a Arca do Clã Imagawa está exposta, de longe sem a tocar irei tentar supor qual material ela é feita, seu peso e porque caralhos não conseguiram abrir ela até agora. Quando eu era um bandido supor como fazer um roubo era fichinha, aqui tudo que irei tentar fazer é analisar todos os pequenos detalhes que possam me ajudar a entrar no local, sair em segurança, criar distrações e logico como vou levar comigo a Arca, afinal roubar e não conseguir carregar é algo vergonhoso. Nessa fase tudo é um planejamento... mais tarde analisarei fora do museu possíveis rotas de fuga e local para ocultar a Arca nesse percurso, um verdadeiro teste para meus conhecimentos de furtividade.

Caso seja bem recepcionado por Thulia ... torço para que eu tenha achado flores pelo caminho, assim que a ver lhe entregarei as flores e falarei com um tom descontraído – Já estava sentindo falta de sua companhia, antes dos estudos você poderia me apresentar o museu? Me parece que vai ser um passeio muito interessante ao seu lado – Oferecia meu braço novamente, antes ela simplesmente me puxou pelo braço para fora do hotel e me guiou... agora sou eu que ofereço meu braço por livre e espontânea vontade – Então o que temos aqui? – Lhe faria a pergunta, manteria minha estratégia de observar tudo como havia planejado antes sendo que a diferença agora é que tenho uma moradora ao meu lado. Meio que falando baixinho tentaria sussurrar em seu ouvido – Sobre a tal Arca ... o que você sabe? O que as pessoas falam sobre? Tem alguma lenda sobre ela? As pessoas amam criar histórias com coisas misteriosas como essa Arca – Estava disposição dela como bom ouvinte e observador.

Esse é meu jeito ninjaaaaa! - Página 2 R

Novamente caso o passeio chegasse ao fim normalmente e Thulia tivesse trazido consigo livros e materiais para estudo seria magnifico, sempre me dei melhor em aprender coisas com pergaminhos pois me parecia me ser mais rápido, como um bom viciado em leitura irei tentar ler e absorver o máximo sendo que tenho a vantagem de ter uma quase especialista ao meu lado para poder fazer perguntas. Em algum momento que eu perceber que meus estudos estão chegando ao fim irei lhe fazer um pergunta totalmente do nada como se não fosse importante – Princesa... se eu precisasse de materiais químicos como nitrato de potássio, pólvora e até mesmo álcool aonde eu acharia? Isso se tiver algo do tipo por aqui. – Jogava um verde totalmente suspeito, até queria ser questionado por ela caso levante alguma dúvida, falaria com um tom de voz como se não tivesse importância – É pra testar uma teoria – Caso ela continuasse a insistir qual teoria seria olharia bem em seus olhos e diria com um sorriso largo – Você estaria disposta a defender suas terras? Afinal o tempo é curto... me diga senhorita Thulia... em uma situação como essa voce preferiria ser um Urso ou apenas uma ovelha fofa? -  


Naquele momento eu precisava construir o mais rápido possível minha mão de possibilidades para algo maior que estaria por vir, é aquilo que chamo de fazer o bom preparo ninja.
thanks, ♛ and ▲


Histórico:
BUILD:
OFF:
mestrej
Imagem :
Esse é meu jeito ninjaaaaa! - Página 2 8bc098acf9cd103b55ca4613938621d2
Créditos :
7
Ver perfil do usuário https://www.allbluerpg.com/t1839-aika-kin#19539 https://www.allbluerpg.com/t2065-aventura-dois-trabalhando-ate-desmaiar#22198
mestrej
Marinheiro
Re: Esse é meu jeito ninjaaaaa! Seg Ago 15, 2022 5:02 pm


Yumma conseguiu acertar seus 3 socos no ninja mais velho, na primeira por que ele estava deprimido, no segundo por que o loiro estava meio lento pela dor e não acertou na defesa e por ultimo pegou o cara de surpresa. O ninja loiro pareceu, entre os socos, considerar as palavras do ninja mais novo, mas ele não deu uma resposta, pois no final estava muito ocupado xingando todos os antepassados de Yumma por vários minutos talvez. Rapidflow ficou sentado na frente da pousada mandando o novato a merda e segurando o nariz ensanguentado, mas quando Yumma começou a se afastar o mesmo realmente ficou serio e ficou encarando o nada, talvez ele estivesse considerasse as palavras de Yumma, mas por agora não era o momento das respostas.
O caminho para o museu era bastante longo, muitas plantações para todo o lado, mas várias delas com buracos, partes queimadas nelas, plantas quebradas, algumas pareciam doentes e mortas, ficou claro que o maior valor do lugar era sua produção agrícola e a mesma estava sendo fortemente prejudicada com todo esse conflito, algumas cruzes puderam ser encontradas pela trilha, indicando que talvez algumas daquelas plantações estivessem morrendo por não ter mais os fazendeiros que cuidavam delas. Quanto mais perto ele chegava do museu mais construções poderiam ser encontradas fazendo uma pequena cidade rural com um armazém geral, uma padaria, uma ou duas lojas e algumas casas, sendo que daria para notar que o lugar precisou de reparos com frequência. No centro da cidade estava o museu, ele era na verdade alguma casa grande antiga e a placa que indicava o lugar como museu também dizia que ali era a prefeitura e abaixo tinha uma placa pregada de maneira improvisada e um pouco chamuscada que indicava também ser a biblioteca, a intuição do ninja o apontou que talvez a antiga tenha sido queimada e eles tiveram que dar uma nova função para o museu.
museu:
Do lado do museu havia uma arvore alta e bem grande, além disso a cidade parecia ter sido toda reforçada de maneira improvisada, barreiras de maneira, cercas de galhos afiados, muros de sacos de areia, tudo espalhado de maneira a tentar proteger o lugar, conseguindo uma efetividade moderada pelo jeito, a experiência de Yumma apontava que aquelas fortificações talvez conseguissem segurar um pouco grupos fracos de inimigos
Thulia não estava lá e ao entrar no museu ele percebeu que as fortificações consistiam em algumas paredes de sacos de areia para afunilar grupos inimigos e restringir o caminho dos invasores para apenas a porta da frente, que era uma porta de madeira grossa e pesada, mas que já tinha marcas de ter sido golpeada e até mesmo ter sido colada inteira novamente. Haviam 4 guardas vestidos com roupas normais e usando armas improvidas (ferramentas agrícolas principalmente), eles pareciam ser delinquentes comuns que ganharam um emprego como segurança e os mesmos não pareciam muito organizados, na verdade parecia que eles ainda eram no fundo delinquentes pois ficaram fazendo pose e cara de mal para ele como se fossem uma gangue ao invés de guardas.
Caminhando um pouco pelo lugar dava pra ver que tinha janelas em todos os lugares e que as pessoas só não podiam pular para dentro por causa dos sacos de areia, mas a arvore do lado do museu era mais alta que os sacos de areia, porem ela estava longe o bastante para que pular dela para o museu fossem uma tarefa difícil.
O museu em si estava meio bagunçado, haviam escritórios de administração local entulhados de papeis, coisas quebradas e bugigangas não históricas, em outras salas estavam os livros da biblioteca, alguns em prateleiras boas e grandes, outros em prateleiras improvisadas e por fim alguns empilhados, parecia que haviam alguns que foram danificados por agua, outros tinham cantos queimados, alguns tinham uma camada grossa de pó do tipo que vinha de uma demolição, mas o interessante no museu era o que parecia ser a sua exposição original: a historia da região com menções de como aquela parte da ilha tinha sido colonizada como parte de uma tentativa do império de expandir seu fornecimento de comida entregando essas terras a um nobre que deveria cuidar da região (uma capitania basicamente) e explicava como essa mesma ideia foi tentada varias vezes com resultados ruins por vários motivos, basicamente com a cidade tendo que ser fundada varias vezes por pessoas diferentes que queriam aproveitar a terra fértil, mas não estavam preparadas para lidar com os problemas que isso acarretaria ou estavam muito ocupados com outros problemas para realmente investir o necessário para tornar essa terra rentável.
Foi no meio de andar pela exposição que Yumma viu o que ele realmente procurava, a arca que todos queriam e ficou claro por que ninguém tinha roubado e nem aberto a mesma: era feito de ferro bruto e grosso, tinha um mecanismo de trava enorme e muito bem reforçado que envolvia a tampa toda e tinha dois metro de largura, um metro, meio metro de comprimento e um metro de altura, deveria pesar uns 200 ou 300 quilos fácil, o tempo tinha estragado a maioria das figuras na caixa de metal, mas um símbolo de clã estava em várias partes do mesmo, então mesmo com a maioria danificado daria para indefira-lo.
símbolo:
 
Interessantemente era na sala mais próxima daquela arvore que estava o baú do clã. Foi nesse momento que Yumma ouviu alguém gritando como se estivesse mandando em alguém e os guardinhas delinquentes entraram na sala e cercaram Yumma mantendo uma boa distância do mesmo, e um homem baixinho e gordinho entrou falando de maneira meio amistosa, mas seria.
-Desculpe por isso, eu sou Jonun o arqueólogo que assumiu esse museu depois que o antigo arqueólogo morreu, os guardas deveriam ter impedido que você entrasse aqui sem acompanhamento, mas eles esqueceram que eu mandei eles fazerem isso. Você poderia se idênticar e dizer por que você esta aqui? Você não é daqui e tem muitos bandidos pela região.
Jonun:


Histórico:

_________________

-fala
-pensamento


Esse é meu jeito ninjaaaaa! - Página 2 XlBHzYe
Dreamstain
Imagem :
Esse é meu jeito ninjaaaaa! - Página 2 Playli11
Créditos :
28
Localização :
Reino de Illusia - West Blue
Ver perfil do usuário https://www.allbluerpg.com/t1881-yuuma-d-yukinaga#19833 https://www.allbluerpg.com/t1947-esse-e-meu-jeito-ninjaaaaa
Re: Esse é meu jeito ninjaaaaa! Sex Ago 19, 2022 2:54 am
Esse é meu jeito ninjaaaaa!

A Arca



Essa Arca... ela é intrigante, todas essas camadas e mecanismos para proteger algo... espero que quando for aberta não me depare com a receita de sopas de cogumelos da vovó. O Rapidflow fala que o que tem na Arca é ‘’ historia’’ e ele está bastante certo... essa mocinha só por seu rostinho já viu muita ‘’ historia’’, seria indelicado da minha parte não tratar essa jovem com o respeito que ela merece, afinal é também uma guerreira.

Esse é meu jeito ninjaaaaa! - Página 2 Tenor

- Interessante !!! – De proposito ignorava os demais presentes – Ela é tão magnifica quanto dizem as histórias – Me virava calmamente na direção do homem que havia acabado de falar, com um leve sorriso no rosto dizia – Eu que peço desculpas a você Professor Jonun, seus rapazes claramente ficaram mais relaxados por me conhecer. Me chamo Yuuma, cheguei hoje a vila como apoio ao Mestre Narisawa Keisuke – Isso foi nojento... ainda odeio ter que puxar o saco de alguém para conseguir algo, meio que não faz muito o meu jeito, mas nessa situação eu preciso vencer e conquistar tentando utilizar o pouco carisma que acho que tenho. Limpei a barra desses delinquentes, espero que eles tenham capturado minha tentativa, retomo a conversa agora com um posicionamento de tentar puxar esses lamentáveis para meu lado – Sou um especialista nas artes de defesa ninja, por isso o Mestre Narisawa me convocou a o acompanhar nessa terrível situação. O local está bem protegido e vigiado, seus guardas estão fazendo um ótimo trabalho, porém... – Cruzava os braços e inclinava a cabeça levemente para o lado, como se estivesse a pensar em algo, com um tom de voz mais lento diria – Talvez falte mais algo ali e aqui ... o Mestre já iniciou os treinos ninja com os guardas? Talvez eu devesse ... isso é assunto para depois ...  -

Esse é meu jeito ninjaaaaa! - Página 2 R

Descruzava os braços, deixava meus ombros mais relaxados e minhas mãos expostas, demonstrando minha tranquilidade perante a situação em que me encontrava, com um largo sorriso no rosto como de costume falava olhando para o tal Jonun – Vim aqui para verificar o local e ver a Arca com meus próprios olhos – Pelo menos agora não menti – Também marquei de encontrar a senhorita Thulia aqui , faz parte do meu método conhecer o máximo possível do local e seus moradores para poder criar uma segurança melhor – Não menti de novo, continuando – Pode ficar despreocupados, não irei atrapalhar a rotina e a vigília, só preciso de um pequeno espaço para dialogar com a senhorita e julgo que aqui é o local mais seguro para isso – Darei alguns passos na direção do Jonun – Eu vi que tem uma biblioteca, vou aguardar a senhorita Thulia aqui como prometido e então iremos para a lá -  

Que coincidência maldita esse cara ser bem parecido com a descrição do dono das roupas que o Espantalho achou, chega a ser idiota pensar que ele é o dono delas com apenas essa prova... bem que o dia hoje já se provou bastante idiota Ninshishishishishi Ninshishishishishishi Farei de conta que ele é apenas um suspeito por causa dessa única prova, isso meio que já faz eu ter um passo dado na investigação de saber se tem alguém infiltrado, melhor que nada. Ninshishishishi Ninshishishishishishishi Esqueci de coletar mais informações sobre esse possível ninja com o Espantalho nada que eu não possa tentar resolver aos poucos agora, se ele tivesse ainda no recinto perguntaria – Agora fiquei curioso... o antigo arqueólogo morreu, você deve amar muito seu trabalho e esse museu. – Tentaria me aproximar mais um pouco novamente – Aceitar se manter nesse local perigoso é um ato incrível de dedicação, o que te move Professor Jonun? – Joguei uma isca, quero ver como ele vai reagir a essa, se ele ainda estiver no recinto falarei calmamente – Vou ter que esperar a Senhorita Thulia chegar, você poderia me contar mais sobre essa Arca? Só enquanto ela não chega. – Vou continuar observando esse carinha só por garantia, talvez eu o pegue dando algum vacilo caso seja o ‘’ infiltrado’’, em algum momento propicio iria lhe perguntar – Como o antigo arqueólogo acabou batendo as botas? Pergunto com todo respeito, é apenas uma pesquisa por segurança -

Esse é meu jeito ninjaaaaa! - Página 2 R

Essa arvore deve ter visto muita história, deve saber até quem é o tal ninja baixinho, no caminho até esse momento que me encontro não vi muito mais novidades além de saber que não é uma tática de roubo e sim de deixar o ambiente tão desagradável ao ponto de expulsar e exterminar seus moradores, bando de arrombados, é uma situação totalmente filha da puta... em um outro momento eu avançaria de forma a achar logo os culpados e fazer eles serem enterrados na lama mas agora tem tantos pequenos detalhes envolvidos que eu posso acabar sendo o enterrado dessa história. E pelo que presenciei até o momento essa vila possui muito potencial para ser um local muito legal de se morar porem tiveram que se tornar um cenário de guerra, esse museu por exemplo está pronto para receber ataques vindos de fora... uma verdadeira gaiola com apenas uma saída... isso se eu não levar a arvore em consideração, vou atrás de algumas cordas mais tarde Ninshishishishi Ninshishishishishishi Entrar ali não me parece uma tarefa tão complicada tendo em mente que são pouquíssimos guardas mal treinados e que eu não poderia sair de lá de dentro por uma saída alternativa, visto que a portas e janelas estão bloqueadas, então poderia optar em sair e entrar pelo mesmo local ... o problema está em carregar essa caixa de trezentos quilos, sozinho eu tenho poucas chances de fazer isso.

Talvez eu pense em algo ... talvez não por agora... tantas coisas interessantes no mesmo local, talvez eu devesse tentar expiar essa prefeitura mais tarde... tenho muitas dúvidas não resolvidas mas por agora devo apenas me focar em analisar esse arqueólogo enquanto espero a Thulia chegar. Ela vai ser minha ferramenta de ligação mais importante com todo esse local e devo a tratar como uma das prioridades pelo menos por agora, caso eu possa esperar ela chegar e ela chegue seguirei a mesma ideia de interação imaginada antes.



thanks, ♛ and ▲


Histórico:
BUILD:
mestrej
Imagem :
Esse é meu jeito ninjaaaaa! - Página 2 8bc098acf9cd103b55ca4613938621d2
Créditos :
7
Ver perfil do usuário https://www.allbluerpg.com/t1839-aika-kin#19539 https://www.allbluerpg.com/t2065-aventura-dois-trabalhando-ate-desmaiar#22198
mestrej
Marinheiro
Re: Esse é meu jeito ninjaaaaa! Seg Ago 22, 2022 10:55 pm


O arqueólogo baixinho e gordinho não parecia estar muito impressionado com a conversa do garoto, mas também não tomou nem uma ação fora do padrão.


-O senhor Kensuke não avisou nada para nós então eu vou pedir que você se retire. Se for mesmo para você ajudar com algo volte com ele, mas se é para encontrar com a Thulia vá para a biblioteca logo.


O estranho arqueológico apontou enfaticamente para a porta com quem expulsa um moleque de uma loja.


– Agora fiquei curioso... o antigo arqueólogo morreu, você deve amar muito seu trabalho e esse museu. Essas palavras fizeram a sombrancelha do gordinho se contrair, mas de maneira geral ele parecia estar com uma cara de tédio.– Aceitar se manter nesse local perigoso é um ato incrível de dedicação, o que te move Professor Jonun? Outra contração.


-Você é meio enxerido né? Deixe-me dizer a você que ser arqueológico é um trabalho perigoso aqui e em boa parte do mundo. Tem sempre bandidos querendo os artefatos para vencer no mercado negro ou pior, são poucas as escavações que são seguras hoje em dia, então vir aqui quando meu colega morreu não era bem uma escolha.


– Vou ter que esperar a Senhorita Thulia chegar, você poderia me contar mais sobre essa Arca? Só enquanto ela não chega.


-Não há muito a dizer sobre isso até agora, como todos esses ataques teve bem pouco estudo, basta dizer que essa arca de metal com símbolos de um país estrangeiro foi escavada de uma das fazendas da região junto com partes de um barco, o conteúdo dela não é conhecido, pois não conseguimos abri-la ainda por que não estávamos nem uma chave ou algo assim, mas algo tão extravagante atraiu tudo quanto é tipo de pilantras pra cá, incluindo você. Que tal você sair do meu pé em chulé?


– Como o antigo arqueólogo acabou batendo as botas? Pergunto com todo respeito, é apenas uma pesquisa por segurança -


-teve disenteria depois de comer uns doces estragados. - respondeu rápido dando um olhar bravo para o ninja.



Uma vez que Yumma saísse da sala, Jonun deixou dois guardas na porta e mandou os outros dois ficarem seguindo Yumma. Os 4 ficaram fazendo cara de delinquente bravo o tempo todo com olho esbugalhado e lábio para fora e tudo, enquanto isso Jonun ficou examinando a arca e limpando-a com um pano, porém em um ponto o arqueólogo se levantou e pisou com força conta a base da arca, seria nesse momento que Yumma veria o último prego no caixão de seus planos, literais pregos fixando a arca no lugar, mas parecia que os pregos não eram tão fixos quanto pareciam a primeira vista, afinal Jonun estava chutando um que tinha se soltado de volta no lugar.



Thulia chegou uns 10 minutos depois, Yumma tinha arrumado os livros e estava tudo pronto para a chegada dela. Thulia pareceu interessada nos avanços do ninja, mas os guardas a incentivaram a levar Yumma direto para a biblioteca.


– Sobre a tal Arca ... o que você sabe? O que as pessoas falam sobre? Tem alguma lenda sobre ela? As pessoas amam criar histórias com coisas misteriosas como essa Arca


-Bem, a arca foi encontrada em uma fazenda do lado norte da aldeia, perto das montanhas mais altas, foi escavada depois de um deslizamento de terra. O pessoal andou cavando para todo o lado tentando encontrar mais coisas do tipo, principalmente a chave, mas com os ataques a nossa procura parou. Quanto a histórias bem, criaram os boatos mais cabeludos possíveis sobre o conteúdo e como ela veio parar aqui, mas nada confiável, eu parei de ouvir quando um dos nossos vizinhos disse que tinham yokais dentro.



Thulia então irá começar a aula dela.




Off: cortei a sua pergunta dos produtos químicos para você poder fazer seu aprendizado de proficiência, depois dele vc pode fazer novamente essas últimas parte de pedir produtos químicos.

Histórico:

_________________

-fala
-pensamento


Esse é meu jeito ninjaaaaa! - Página 2 XlBHzYe
Dreamstain
Imagem :
Esse é meu jeito ninjaaaaa! - Página 2 Playli11
Créditos :
28
Localização :
Reino de Illusia - West Blue
Ver perfil do usuário https://www.allbluerpg.com/t1881-yuuma-d-yukinaga#19833 https://www.allbluerpg.com/t1947-esse-e-meu-jeito-ninjaaaaa
Re: Esse é meu jeito ninjaaaaa! Qui Ago 25, 2022 4:06 am
Esse é meu jeito ninjaaaaa!

Estudando pra caramba e apanhando um bocado
Perca de tempo do caralho ... pelo menos agora tenho uma noção que os filhos da puta mantem esse local até que bem cuidado, como uma anotação para mim mesmo devo lembrar de trazer algumas ferramentas comigo numa próxima visita a esse projeto mal executado de fortaleza. Não queria deixar esse suspeito na minha lista de suspeitos, se ele tivesse me tratado um pouco melhor pensaria com um pouco mais de carinho também Ninshishishishi agora tudo que ele falou fica parecendo suspeito... principalmente a morte do seu colega anterior desse cargo. Morreu cagando depois de uns docinhos... extremamente suspeito.

Esse é meu jeito ninjaaaaa! - Página 2 813efb9ade453f7f4a67b3ede8c2cbf5

Até penso em algumas formas de entrar aqui e levar comigo essa caixa mas... meio que as peças parecem não se encaixar muito bem... a segurança é uma merda e os guardinhas são nojentos... Ninshishishishi Se o Manto Dourado não tomou esse museu algo me diz... corrigindo ... grita que tem alguma coisa errada, talvez eu não esteja pescando esse detalhe que falta, mas comprar essa vila até que me parece um ótimo negócio quando não se pode a conquistar na força, o que será que os impede? Talvez algo maior... essa situação é bastante complexa, o que me empolga ainda mais em coletar mais informações Ninshishishishi Ninshishishi Eu realmente quero ir depois nessa prefeitura, não esqueci que tenho minha própria proposta de compra Ninshishishishi Ninshishishishishi Independente de qual caminho eu siga como parte do meu movimento aqui devo antes me assegurar de chutar a bunda dos Kin'iro no Sen que estão aqui, cortar eles antes que se desenvolvam muito para outras bandas... esse povo já tem muitos problemas para resolver.

Estou realmente louco para já ir em busca de uma boa conversa com o líder dessa vila porem reconheço que por agora sou apenas uma pequeno vento aqui, não tenho nada assegurado que possa me ajudar a empurrar qualquer um dos meus planos ... chega a ser vergonhoso, principalmente quando se leva em consideração o tempo que já tenho caminhando de um lado para o outro mas não vou deixar isso me abala, sempre de cabeça erguida Ninshishishi Ninshishishishishishi Agora é hora de fazer alguns aliados e algumas bombas de fumaça Ninshishishi Ninshishishishi E a primeira já chegou aqui... ‘’as ondas no lago começam com uma pequena pedrinha’’ como diria um ancião daquela caverna, é hora de eu começar colocando meus movimentos para funcionar – Queria tanto poder ser guiado por você em mais um ótimo passeio mas seus amiguinhos infelizmente quebraram meu sonho – Falava para Thulia de forma bastante relaxada e a olhando mais atenciosamente, não estudei como identificar os reais sentimentos de uma pessoa enquanto estava em treinamento shinobi e também não sou um especialista nisso mas aparentemente a Princesa está prestando mais um pouco de interesse em mim, só vou poder dizer se isso é bom ou ruim testando Ninshishishishi Ninshishishi

Enquanto ouvia Thulia contar o que sabia sobre aquela arca e sua mitologia aproveitava para ir ajeitando os livros com mais um pouco de cuidado numa ordem maluca que criei na cabeça porem ela citou algo que me fez parar rápido e a olhar diretamente – Espera ai... yokai ?! – Ela havia acabado de falar uma palavra que me lançava com toda força de volta para minha terra natal – Faz muito tempo que não ouço essa palavra – Que inesperado... essa Princesa consegui me arrancar um sorriso nostálgico, lembrei das histórias que ouvia dos velhos bêbados, dos relatos malucos dos meus amigos de infância ao redor da fogueira e da minha mãe querida, amava parar para ouvir algumas histórias sobre yokais quando era pequeno, eu queria saber tudo sobre aquelas criaturas fantásticas, talvez fosse meu sangue de bisbilhoteiro apenas Ninshishishishi Ninshisihsishishi Mas nem forçando agora conseguia retomar alguma lembrança sobre essas histórias... o maldito tempo foi me castigando e esmagando tudo aquilo que eu gostava e agora tudo era apenas uma lembrança distante do meu antigo eu, quero acreditar que isso foi meu sacrifício para ser quem sou hoje... pensando assim nem me parece mais tão ruim Ninshishishishi Ninshishishishishi

Esse é meu jeito ninjaaaaa! - Página 2 Tenor

Ela pareceu muito especifica quando me falou essa palavra... ‘’yokais’’ ... podem ser bons ou ruins pelo que me lembro, talvez quem iniciou essa história tenha ouvido algo interessante sobre o conteúdo da caixa em algum lugar e a história deve ter se distorcido com o tempo, talvez yokais sejam um ótima forma de me guiar em tentar imaginar qual é o conteúdo dessa caixa... mas são tantos ... quem eu quero enganar? Nesse momento de agonia por uma resposta me abracei até mesmo a uma teoria maluca que apareceu, estou bastante ansioso mas tento manter a calma se não a história se tornara outra Ninshishishi – Eu ia amar ouvir você tentar me contar essa história dos yokais em um outro momento – Mantinha o mesmo sorriso que ela havia conseguido criar em mim no rosto enquanto a olhava fixamente com um olhar de real interesse – Já deixei tudo pronto, vamos a sua magnifica aula Professora Princesa –



Aprendendo: Anatomia

Da pilha de livros que havia conseguido reunir Yuuma escolhia um de capa azul escuro com uma tipografia extravagante, ‘’ Segredos do corpo humano’’ era o título estampado em sua capa com letras de cor dourada, então o jovem o abria com muita empolgação pois havia bastante tempo que não praticava sua leitura e logo de cara se encontrava com uma dedicatória: ‘’ Para meu querido amigo das terras geladas, aqui no sul realmente não faz frio. Dedico esse livro a você que nunca deixou de acreditar que um dia me tornaria um médico. ‘’ Yuuma mal consegui terminar a leitura do índice do livro era interrompido por Thulia, que retirava o livro de sua mão de forma suave e o entregava um pequeno diário de capa preta logo em seguida. – Essa leitura é muito avançada para você, pelo menos por agora, vamos começar por algo mais básico. – Mesmo com o livro nas mãos do ninja ela o abria e pulava algumas poucas páginas. – Bem ... acho que é aqui, isso não é um livro feito por um doutor renomado ou um especialista no assunto mas sim um diário em que fiz algumas anotações dos meus estudos em anatomia humana. – Ela pulava mais algumas páginas, nelas Yuuma poderia observar desenhos bem feitos e uma mudança na caligrafia ao decorrer de algumas páginas.

- Acho que você não foi a única dona desse diário. – Dizia o ninja enquanto encarava o objeto. – A letra muda ao passar das páginas, os desenhos hora parecem feitos com muito detalhes e horas parecem ser feitos sem muita habilidade. – Ele voltava seus olhos para sua professora e a encontrava limpando algumas lagrimas no canto dos olhos, o ninja então entendia que ali em suas mãos estaria o resultado de estudos feitos por muitas pessoas daquela pequena Vila e muito provavelmente de algumas que nem estariam mais ali, em um gesto de empatia ele levava uma de suas mãos para o ombro de Thulia e dizia sorrindo. – Então eu só tenho que agradecer e fazer os estudos deles valerem apena. – Thulia terminava de limpar suas lagrimas e esboçava agora um leve sorriso.

O diário possui algumas explicações bastante resumidas sobre o corpo humano indo da parte externa do corpo até a parte interna, começando com pele e suas divisões, nomes e funcionamentos de músculos e finalizando com órgãos sendo separados cuidadosamente por cada sistema ao qual compõem. Os resumos possuem em letra bem pequena porem legível de onde vieram suas referências, indicando livros da biblioteca que o fizeram chegar até aquela conclusão, em raros casos algumas constatações possuem em parêntese a frase ‘’Por experiência própria (...)’’  seguida de algum acontecimento presenciado por seu autor. Como um bom ponto de partida de estudos o diário cumpre de forma perfeita sua função de guia, o que não substitui a leitura dos livros referencias porem torna seu portador uma pessoa que consegui entender de forma básica o funcionamento do corpo humano.

Yuuma como um bom devorador de livros fez essa leitura de forma mais rápida em algumas horas, sua professora apenas o acompanhava lhe entregando livros referencias quando solicitados pelo ninja, nos momentos em que ele estava focado em seu aprendizado ela também fazia a leitura de um livro, ‘’ Desenvolvendo músculos de forma saudável’’, um livro com algumas ilustrações bastante detalhadas de exercícios e dos próprios músculos. – Então acho que terminei! – Gritava o shinobi. – Um músculo que move o membro para fora da linha mediana do corpo é chamado de? – Rebatia sua professora rapidamente, ela esperava a resposta do ninja de volta mas não conseguia um retorno. - Você agora deve saber os três tipos de músculos e alguns funcionamentos básicos mas está longe de poder dizer que terminou algo. – Entregava na mão de Yuuma o livro ao qual estava lendo anteriormente – Você vai ler e irei perguntar, simples? –

Enquanto fazia a leitura do livro Yuuma era perguntado por sua professora - O único músculo que apresenta contração voluntária é o? – Yuuma fazia uma pequena pausa na leitura e respondia rapidamente - O músculo estriado esquelético está associado aos ossos e sua contração só ocorre de maneira voluntária, de acordo com a nossa vontade. – Sua professora ria e apenas falava uma única palavra que se repetiu durante todo aprendizado – Certo !!! – Quando Yuuma errava alguma pergunta ele era presenteado com um tapa de força moderada na nuca, em algum momento o ninja incomodado com os tapas falou – Então ... se isso é o prêmio por errar deveria ter algum pra quando eu acertar, mas aparentemente ele nunca chega! – Sua resposta foi apenas as risadas de sua tutora que estava amando aquele momento.

E assim o tempo passou entre perguntas e livros, não necessariamente nessa ordem, Yuuma estava se divertindo muito devido ao fato de amar adquirir novos conhecimentos e Thulia estava amando poder extravasar descendo a porrada na nuca de Yuuma, os dois saíram ganhando naquele tempo que passaram juntos. – Acho que você está preparado, nunca vi uma pessoa devorar livros nessa velocidade. Por esse motivo apostei nessa abordagem mais agressiva – O ninja franzia a testa e retrucava – Abordagem agressiva ?! Bela desculpa pra extravasar um pouco Ninshishishi Ninshishishishi – Ambos riam

Fim do aprendizado

- Parece que o dia está bem melhor hoje Ninshishishi Ninshishishi- Falava para a Princesa enquanto ia até a biblioteca procurar livros sobre cadeados, trancas e baús... pra ser mais direto iria atrás de algum livro que me ensine como arrombar aquela maldita Arca! – Vou pegar alguns livros emprestados antes de ir embora, não tenho muito mais o que fazer hoje porem quero garantir uma boa leitura matinal de amanhã. – Evitava contar qual era meu real objetivo com aquela procura de livros, já que ainda não sei qual será a reação dela com minha futura proposta vou evitar colocar meu pé todo de vez dentro da agua. Caso achasse os livros guardaria eles comigo e me prepararia para o próximo destino porem antes... como se fosse a coisa mais comum do mundo perguntaria para a Princesa enquanto arrumava os livros – Princesa... se eu precisasse de materiais químicos como nitrato de potássio, pólvora e até mesmo álcool aonde eu acharia? Isso se tiver algo do tipo por aqui, estou pensando em fazer alguns experimentos amanhã. – Manteria ainda um semblante calmo e totalmente consciente que era bastante suspeito, caso ela venha a insistir em saber meus reais objetivos com aqueles materiais olharia bem em seus olhos e falaria com um largo sorriso no rosto – Você estaria disposta a defender suas terras? Afinal o tempo é curto... me diga Senhorita Thulia... em uma situação como essa você preferiria ser um Urso ou apenas uma ovelha fofa? – Caso sua escolha seja o ‘’ urso’’ me aproximaria dela totalmente calmo e falaria bem baixinho, de forma a apenas ela me ouvir – Preciso de sua ajuda, o tempo é curto. Eles pensam em vender a Vila – Imagino que ela também pode escolher o coelho, afinal eles são fofos Ninshishishishi Se essa for sua escolha apenas lhe daria um ‘’ Até logo’’ seguido de uma tentativa de beijo em sua mão e iria embora.

Esse é meu jeito ninjaaaaa! - Página 2 R.544aeb3ce0086a96977b29841cbde45e?rik=maXuPyimRDB3WQ&riu=http%3a%2f%2f31.media.tumblr.com%2ftumblr_m8wm9nCUGf1rrftqho1_500

Dependendo do horário iria ao encontro do Espantalho, o tal do bizarro do Kanesho, se Thulia tiver escolhido ser um ‘’ urso’’ e me acompanhar será muito bem aceita, caso for a escolha contraria essa minha visita fica para o dia seguinte sem a sua presença. Estou atrás de uma pessoa que compre minha ideia e queira ser um ‘’ herói’’, espero que esse cara não seja mais um barulhento de poucas ações, agora que não posso contar com o Rapidflow para ter braços e olhos extras me sobrou essa alternativa... mas pelo menos ele é um guarda e nativo daqui, só me falta descobrir se ele estaria afim de comprar essa briga. Tentaria lembra aonde encontrei o Espantalho, caso contrário não acredito que seja difícil de perguntar a alguém aonde encontrar uma figura tão diferente, comigo levo sempre a observação em tudo... todos e até minha sombra, não quero ser capturado de novo... pega muito mal ...

Se eu vier a encontrar o sujeito já mandaria com um lindo sorriso no rosto – Fala ai herói, você tem um minutinho pra ouvir algo que tenho a dizer? – Torcendo para que ele não esteja acompanhado ou que tenha um outro indivíduo que não me interessa direcionar minhas perguntas, caso isso aconteça apenas gesticularia para ele me seguir a um local mais afastado, bem baixinho e mais sério falaria com o mesmo – Você é a peça principal no meu MAIOR plano já feito. – Jogava as expectativas lá no alto – Porem só cabe a você aceitar me ajudar ou não, porem ira perder a chance de ser elevado e premiado pela eternidade nessa vila em quem sabe em todo Reino caso me diga ‘’ não’’. – Vou tentar lançar e brincar com os sonhos de heroísmos e vontade de reconhecimento que o Espantalho já demonstrou antes.

- Preciso de seu silencio e confiança independente do que estar por vir. Quase eu esqueci ... você me diz sim ou não?          



thanks, ♛ and ▲


Histórico:
FICHA RESUMIDA (Mais detalhes na original!):
mestrej
Imagem :
Esse é meu jeito ninjaaaaa! - Página 2 8bc098acf9cd103b55ca4613938621d2
Créditos :
7
Ver perfil do usuário https://www.allbluerpg.com/t1839-aika-kin#19539 https://www.allbluerpg.com/t2065-aventura-dois-trabalhando-ate-desmaiar#22198
mestrej
Marinheiro
Re: Esse é meu jeito ninjaaaaa! Sex Ago 26, 2022 11:43 am


O ninja ficou um tempão matutando sobre os vários inimigos que tinha entre ele e a arca e pesando se fazia ou não sentido de eles não terem conseguido a mesma ainda, afinal tinha o clã ninja maluco, o caminho dourado e uns caras ai querendo a mesma, mas era gente demais, da até dor de cabeça pensar em como isso funciona.


Em seguida ele teve uma ótima aula com a princesinha e foram super amigáveis entre eles, mas ai ele perguntou dos produtos químicos e ela olhou com cara de ``é serio?``.


-Tu não via encontrar material de bomba dando sopa por ai não e nem procure livros de arrombamento que aqui não tem. Tu é burro? Acha que é o primeiro idiota que sai fazendo bomba por aqui ou tenta arrombar aquela arca. Pode ir tirando o cavalinho da chuva. Todo mundo que ainda restou aqui é quem decidiu por um motivo ou outro proteger a vila rapaz, então não vem com esse discurso não que eu já dei soco em um ou dois bandidos, mas eles continuam voltando não importa o que a gente faça e ficam tentando planos mirabolantes para pegar a arca. Os moradores estão pensando em vender por que não estamos mais dando conta. Eu não quero vender, mas se o resto vender eu vou ter que vender também. Quer saber depois de ouvir isso eu não posso deixar de ir com você, nem que seja para te impedir de quebrar tudo em uma tentativa idiota de... seja lá o que é que você tá pensando.


Então nesse momento Thulia entrou no grupo do ninja muito mais para não deixar ele fazer merda do que realmente pensando que ele tinha uma boa ideia, mas fazer o que, era melhor do que nada. Então eles foram até o Kanesho por que Yumma decidiu chamar ele também para a equipe.


-Você é a peça principal no meu MAIOR plano já feito. Porem só cabe a você aceitar me ajudar ou não, porem ira perder a chance de ser elevado e premiado pela eternidade nessa vila em quem sabe em todo Reino caso me diga ‘’ não’’. Preciso de seu silencio e confiança independente do que estar por vir. Quase eu esqueci ... você me diz sim ou não?


Isso conquistou logo o espantalho que estufou o peito e logo começou a se gabar de ser um grande herói nato, claro que ele seria a escolha perfeita e etc, ao que Thulia logo deu um tapa na nuca dele e apontou que ele era um idiota e Yumma claramente estava apenas bajulando-o para conseguir o que queria, mas Kanesho não acreditou nela.



Histórico:


_________________

-fala
-pensamento


Esse é meu jeito ninjaaaaa! - Página 2 XlBHzYe
Dreamstain
Imagem :
Esse é meu jeito ninjaaaaa! - Página 2 Playli11
Créditos :
28
Localização :
Reino de Illusia - West Blue
Ver perfil do usuário https://www.allbluerpg.com/t1881-yuuma-d-yukinaga#19833 https://www.allbluerpg.com/t1947-esse-e-meu-jeito-ninjaaaaa
Re: Esse é meu jeito ninjaaaaa! Sex Ago 26, 2022 11:06 pm
Esse é meu jeito ninjaaaaa!

QUE SE FODA
- Juro que não queria fazer isso – Deixa eu enxugar esse suor da testa que o esforço máximo está acabando com minha cabeça – Acho legal e tal você supor algo sobre mim ou sobre o que irei fazer NINSHISHISHISHISHI Você é legal Senhorita Thulia, falo isso do fundo do meu coração... você é inteligente mas acusar que eu faria algo sem provas ou conhecimento nenhum te torna muito BURRA – Me afastava dela – Então ... esses meus ingredientes não servem para a desgraça de uma bomba !!! TU ACHA QUE VIM AQUI SEM SABER FAZER UMA BOMBA ???!!! No máximo daria para fazer algumas bombas incendiarias e a merda de algumas bombas de fumaça... TU ACHA QUE VOU EXPLODIR UMA ARCA DE METAL MACIÇO COM FOGO OU FUMAÇA ???!! - Vou pegar um folego e tentar pôr a cabeça de volta no lugar, isso não era pra me abalar mas a minha cabeça está cheia e tudo que queria evitar é de ter a caralha de um papagaio de pirata, sendo que pensei horrores em evitar que isso acontecesse. Posso ser idiota mais não sou burro ... isso jamais ...

- Então ... sejamos bons amigos e sorriremos uns para outros, talvez no final disso tudo acabaremos como bons amigos comemorando em um banquete, TALVEZ !!! – Assopre a flor e respire a tranquilidade – Eu sei que você desenvolveu algum tipo de empatia por mim, pra ser sincero eu até gosto disso... essa preocupação se vou ou não fazer merda. De onde tu TIROU ESSA ESPECULAÇÃO MALUCA ??!!! Eu quero os matérias químicos para meu uso pessoal, me sinto de bunda de fora sem carregar uma bomba de fumaça e vou lhe dizer como é estranho eu ser a merda de um ninja e não carregar a desgraça de um equipamento além de uma faca imunda de pão. – Pega folego de novo, ajeite sua respiração e lembre de reduzir seu fluxo sanguíneo, se concentre em manter a tranquilidade dentro de você, imagine ela como uma pessoa que queira te abraçar com um abraço leve e macio – Então Senhorita ... aonde eu quero chegar ... eu vim ajudar um amigo em salvar pessoas que não conhecia e pra lhe ser sincera eu estava com toda determinação do mundo para de fato fazer isso – Cuspia no chão – Se esse amigo desistiu e os moradores também aparentam terem desistido, não tem mais o que eu fazer aqui... estou por conta própria ... pra ser até mais sincero ainda contigo não tenho vínculos com ninguém daqui e ninguém daqui tem vínculos comigo, eu posso muito bem virar as costas ir fazer o que bem me entender e seguir em frente, SE EU FOSSE LA AGORA !!! E descesse a mão em geral, queimasse casas e mijasse na boca de todos aqueles arrombados a vila estaria livre de apenas esse problema... certeza que algum merda daqui iria bater palmas para mim ... mais saiba que para mim nesse caso ganhar alguma recompensa vinda de vocês só seria um bônus inesperado, eu tenho a liberdade de minhas escolhas e vocês as suas – Respire – Quer saber de uma coisa ... vou embora, não tem mais nada pra fazer aqui ... estou de saco cheio ... mas antes de ir ... Aí Espantalho!!! Tenho uma dica quente !!! Se tu tiver ainda aquelas roupas que estava com as coisas ninja de antes,vai no museu e tente tirar suas próprias conclusões ao olhar para seu arqueólogo, de onde eu venho matar gente envenenada é uma técnica padrão... arqueólogo anterior morreu comendo e chegou esse depois com o perfil semelhante ao dono das roupas da caixa que você achou, toma ai sua dica. Seja um herói que sempre quis ser – Ajeitava minha roupa – Vou indo ... se virem o Keisuke no caminho e quiserem falar sobre minha despedida falem... quer saber !!! FAÇAM O QUE QUISEREM FAZER !!! – Começaria a sair com minhas mãos no bolso – Antes de eu ir embora ... como você criou essa teoria sem fundamento que eu estaria buscando livros sobre arrombamentos se eu não achei nenhum e nem comentei sobre isso? Você está muito inclinada a achar que vou atrapalhar algum plano e até imagina melhor que qualquer um como, não queria dizer nada do tipo mas não me deixa escolha ... AI ESPATALHO !!! Se eu fosse você ficava de olho nas próprias costas, essa pessoa é muito suspeita... eu prenderia ela e faria vários interrogatórios só por garantia ... – Ia caminhando até qualquer lugar longe dessa vila – Só não quero mais ajudar e nem atrapalhar... fui !!! –

Sei que animais são ótimos em ataques surpresas assim como ninjas, essa virada de costa e ida embora serão sempre acompanhados da minha mão dentro do sobretudo... lá dentro guardo minha mão em repouso sobre o cabo da minha adaga, de forma tranquila e serena como estivesse apenas achado uma forma confortável de esquentar minha mão nesse frio de Illusia. Em caso de um avanço por raiva ou qualquer outra merda vindo de Thulia apenas esquivaria e seguiria meu caminho... o mesmo se aplica para o querido Espantalho porem ... bater em mim de mãos nuas ou arremessando algo é simples de se defender ... apenas esquivo para o lado oposto de seja lá qual merda seja mandada e vou embora , aquela esquiva de corpo inteiro com um passo em alguma direção que se afaste do agressor ... não tem segredo ... porem se ele me ataque com a lança que carrega a história é outra, mesmo num impulso de raiva isso é uma tentativa de me machucar de forma séria e quem sabe até me ceifar, sei lá o quanto esse cara pode estar com raiva.

Pensando melhor ... se eu bato nele de volta é um motivo pra ficar aqui preso, sei lá como um desses moradores vai reagir ao eu ter quebrado o nariz de um dos seus guardinhas ... quero evitar saber... se bater com uma estocada de lança vou esquivar do ataque apenas com um passo na diagonal indo para o lado esquerdo dele em seguida numa tentativa de se mover rápido flexionava meus joelhos para me impulsionar na direção do seu corpo, só quero me afastar da área de ataque possível para uma estocada, se eu consegui me aproximar bastante após o impulso irei aproveitar a força das minhas pernas mais o meu peso para lhe aplicar um encontrão mas não um simples encontrão... tentaria manter uma base mais rígida com minhas pernas após perceber que empurrei o espantalho, me focando em manter meu equilíbrio, para após conseguir aplicar esse ‘’golpe’’ pudesse me afastar de forma segura dele. A mão na minha adaga só serviria para aparar algum golpe com a lança em caso de perceber que esse mesmo golpe seria impossível de esquivar, tentaria sacar a adaga rapidamente e seguraria o golpe ou possíveis golpes que viriam.

Acredito bastante que todos os seres vivos devem possuir liberdade para fazer escolhas em suas vidas, isso é o que move minha linha de ensinamento de clã e escolhas para minha vida. Se a escolha deles é o caminho mais confortável não posso interferir pois essa minha intromissão pode ser considerada o fim da sua liberdade de escolha. Eu defendo que as pessoas precisam de liberdade para assim alcançar sua real felicidade, eu gosto de ajudar pessoas a alcançarem isso mas não estou disposto a quebra minhas próprias convicções apenas por um capricho de querer ver essa Vila livre de seus agressores, também não é uma garantia que seriam libertos de seus problemas. Pra evitar esse conflito em minha cabeça vou embora... sou uma pessoa egoísta e reconheço isso.

Se eu conseguisse sair de perto desses bolhas e da vila iria voltar para onde vim antes de me meter em toda essa história, afinal eu vim a pé com a companhia do Rapidflow e devo retomar o caminho a pé ... voltando pela trilha ... em direção a cabana ... passando pelo local que fiz meu primeiro treino devo chegar a cidade. Parece uma ótima forma de fazer alguns exercícios com pequenas corridas pelo caminho e sempre atento aos meus arredores para me esconder em caso de perceber algo fora do comum, observar se está tudo limpo e voltar a minha caminhada, pelos meus cálculos de antes devo chegar a noite lá então devo ir ciente que provavelmente vou precisar fugir de alguns animais selvagens... maldita faca de pão. Chegando a cidade independente do horário devo ir até a área comercial encontrar novamente o Uyehara.

O Espantalho me foi muito útil nesses poucos encontros... Ele vendeu as coisas da caixa para o Ueyahara, malditas coincidências... vou lá tentar verificar o que sobrou e tentar vender as minhas coisas para o mesmo. Talvez tenha alguma pista a mais com as coisas que o Espantalho vendeu para ele mas na real ... eu preciso de um local para vender essa katana e revolver pra com a grana pagar comida e um local para descansar, já que agora eu estou por conta própria... chega lá no velho Ueyara já sendo direto com um sorriso largo na cara – Tenho algumas coisas muito legais aqui comigo – Mostraria a katana e revolver – Armas ninja de melhor qualidade, feitas pelo único ferreiro de quatro braços de Wano, uma obra de arte . Deve atrair a atenção de algum colecionador, 120.000 ฿S cada uma... um oportunidade única, só estou fazendo esse precinho para você – Sorrindo tiraria a bandana do bolso e mostraria para Ueyahara – Venda casada... se levar as duas armas ganha essa bandana de brinde – Mostrava para ele a bandana em busca de alguma reação, já que ele não a comprou antes com o Espantalho, se houvesse alguma repulsa ou sinal de negação lhe perguntaria – Porque não ?! Compartilhe um pouco de sua infinita sabedoria com seu amigo cliente e futuro fornecedor -

Não desisti de quebrar a cara de alguns otarios da Kin'iro no Sen, após um bom descanso em alguma estalagem paga com meu dinheiro vou sair nas ruas e investigar por conta própria sobre os bandidos da Manto Dourado, tentar ir molhar o bico em uma taverna ... sinto falta dessas coisas que me fazem sentir vivo, alguma taverna bem afastada aonde eu sei que os meninos bonzinhos nem imaginam chegar perto, quero beber alguma coisa e tentar ouvir alguma outra relacionada ao Manto dourado ou até mesmo a própria "Alexia, a Trapaceira".




thanks, ♛ and ▲


Histórico:
FICHA RESUMIDA (Mais detalhes na original!):
mestrej
Imagem :
Esse é meu jeito ninjaaaaa! - Página 2 8bc098acf9cd103b55ca4613938621d2
Créditos :
7
Ver perfil do usuário https://www.allbluerpg.com/t1839-aika-kin#19539 https://www.allbluerpg.com/t2065-aventura-dois-trabalhando-ate-desmaiar#22198
mestrej
Marinheiro
Re: Esse é meu jeito ninjaaaaa! Seg Ago 29, 2022 8:43 pm


Yumma fez um monte de discurso e se manteve falando e se controlando e sendo esquisito e a Thulia ficou apenas fazendo cara de aborrecimento e viu ele ir embora. Como eles começaram a brigar ainda na biblioteca eles nem foram encontrar o espantalho, então apena Thulia ouviu o ataque de pelanca de Yumma.


Yumma não tem problemas em deixar a vila e nem em atravessar a floresta e as montanhas, mas levou algumas horas, ele saiu no meio da tarde da vila e já chegou umas 19 e poucas na cidade chegando a loja de armas que estava no processo para fechar. Uyehara estava na porta no meio de abaixar as grades para proteger as janelas e recebeu Yumma inicialmente com o mesmo jeito animado e amigável de quando ele vendeu para o rapaz, mas quando ouviu que estava lá pra vender essa atitude derreteu em um desanimo e quando viu as armas e ouviu o papo já ficou irritado.


- Você não me engana, eu tenho anos como lojista, isso ai é lixo, eu tenho um monte dessas armas, as vezes os mendigos acham coisas dessa qualidade nas lixeiras e trazem para mim. ฿S30.000 pelas duas armas e eu não quero a bandana, pode vender pro ferro velho pelo metal. Ninguém compra bandanas garoto e se compram querem personalizada. Uma bandana usada serve só para juntar poeira.


Independe de comprar ou não as armas Uyehara iria fechar a loja e ir para casa deixando Yumma para vagar pela cidade, ele encontraria uma pousada barata que tinha sua própria taverna administrada por um homem alto e careca e frequentada por um pessoal feio e fedido que parecia ter começado a beber logo cedo e ainda estavam bebendo. Não tinha musica e então os caras ali estavam jogando cartas e reclamando da vida, bem ao menos a maioria, tinham uns 4 dormindo, provavelmente de bêbados, um em uma cadeira em um canto, o qual estava mais bem vestido do que o resto dos homens ali, um jogado em cima de uma mesa, outro no chão, um em um barriu vazio e outro estirado na escada para o segundo andar onde ficavam os quartos. Yumma poderia fazer algumas coisas pelo bar, nos primeiros momentos ali, mas +/- uns 3 minutos depois de entrar ele ouviria o nome ‘’Alexia’’ sendo mencionado em uma conversa entre os jogadores de cartas de uma das mesas.




Histórico:

_________________

-fala
-pensamento


Esse é meu jeito ninjaaaaa! - Página 2 XlBHzYe
Dreamstain
Imagem :
Esse é meu jeito ninjaaaaa! - Página 2 Playli11
Créditos :
28
Localização :
Reino de Illusia - West Blue
Ver perfil do usuário https://www.allbluerpg.com/t1881-yuuma-d-yukinaga#19833 https://www.allbluerpg.com/t1947-esse-e-meu-jeito-ninjaaaaa
Re: Esse é meu jeito ninjaaaaa! Ter Ago 30, 2022 12:26 am
Esse é meu jeito ninjaaaaa!

Sono
Depois desse show de horrores só uma pesada para me apagar e fazer esquecer que meu dia foi totalmente chato e sem sentido. Poucos momentos da minha vida me senti um total lamentável... talvez há alguma graça em correr em círculos sem nenhum sentido, talvez isso faça sentido no final do dia e talvez eu esteja apenas pensando demais... pensar demais ainda é meu maior problema . Caralho ... preciso realmente de uma bebida ...

- Duas da barata, apenas pra forrar o estomago. Faz muito tempo que não bebo álcool – Fazendo um sinal de dois com minha mão falava para o dono da estalagem, pra quem estava até algumas semanas atrás sendo um escravo esse lugarzinho me faz se sentir um rei, tem gente animada, musica rolando e uns malucos jogando ... falta só umas gatinhas ... talvez me enganando isso só fique mais interessante. Caso meus dois copos cheguem logo virava um deles e mantinha o outro como um enfeite na minha mão esquerda, tenho que me manter um pouco sóbrio afinal é um saco trabalhar bêbado... Ninshishishishi Ninshishishishishi Nunca pensei que essa pescaria começaria tão rápido... Marcava uns dois tempos ali fitando melhor detalhe por detalhe do ambiente e tentando ouvir se ‘’ Alexia’’ foi apenas um nome jogado ao vento ou se viria com um acompanhamento.

Quando eu notasse que não iria conseguir coletar mais algo daquela conversa me aproximaria da mesa como um idiota... caminhando segurando meu copinho, ficaria ali tentando pescar com os olhos qual jogo estaria sendo jogado e com os ouvidos o assunto falado, isso por uns míseros dez segundo, logo após agir como um tonto falaria pra algum daqueles presentes na mesa – Que divertido? Faz tanto tempo que não vejo algo tão legal – Puxava uma cadeira próxima e sentaria de forma totalmente relaxada – Fiquei uns oito anos sendo escravo, sinto falta de um pouco de diversão assim, o pessoal inventava jogos com pedras e gravetos, regras nem um pouco criativas Ninshishishishshi A gente apostava o almoço do dia seguinte, eu sempre acabava ficando com fome – Viraria o copinho que me fazia companhia com tudo, na expectativa dessa bebida queimar até minha alma, após virar o copo já emendava – Me ensina a jogar... vai fazer a vida desse pobre um pouco mais feliz... - Não sei nada sobre jogos, nadinha ... essa afirmação foi real... cara... eu me sinto até um pouco triste com isso.

- Vai valer apena, eu prometo ... – Tirava o revolver da cintura e colocava sobre a mesa de forma totalmente despreocupada e idiota – Quando cheguei vi um cara deixar cair... ele olhou pra trás e acelerou o passo ... aquele maluco loiro devia estar envolvido com coisa errada. - Fazia uma expressão confusa e idiota, o máximo que eu conseguisse. – Quando você está sem grana certas coisas que são o lixo de uns se tornam nosso tesouro ... vocês conseguem entender? – Olharia para os presentes na mesa, me posicionava na cadeira de forma mais relaxada ainda na tentativa de emular cansaço, estar cansado de uma baita caminhada ajuda essa interpretação ser mais real – Me ensina o joguinho ai ... e vamos jogar uma partida ou duas e o revolver é de vocês, deve valer uns três ou quatro copos de uma boa bebida – Falava de forma totalmente idiota tentando emular uma inocência.

Caso minha proposta fosse rejeitava levantaria como um cão sem dono e tentaria levar comigo a cadeira para um local não muito afastado da mesa dos jogadores, ali eu sentaria e olharia para o teto como um idiota em busca de algo porem com os ouvidos bastante abertos a possíveis informações faladas, se daquele mato não sair cachorro até o final da noite vou apenas ao dono da estalagem pedir o quarto mais vagabundo e rezar para engasgar na própria saliva enquanto durmo, é assustadoramente bem possível. Caso seja aceito naquela mesa como um aprendiz da joguinho e até mesmo um jogador ficaria ali tentando me enturmar com os demais membros, o que me falta de carisma devo ter de histórias bizarras de bar e noitadas para contar.

- Tô bem fudido sem emprego, cês devem saber aonde eu consigo um trabalho show por aqui – Apoiava uma mão na minha katana – Eu sei cortar algumas coisas com essa menina aqui – Nem sei usar espadas Ninshishishi Ficaria ali curtindo e esperando pegar algumas informações em possíveis diálogos, não sou tão idiota pra chegar perguntando sobre Alexia do nada com as informações que já possuo, o lance aqui é cozinhar de pouco a pouco e demonstrar interesse mínimo ... só forçaria o assunto ou perguntar sobre a mesma com informações pescadas por mim quando estava na mesa ... aqui e agora não passo de um idiota, burro , que não serve para nada mas precisa de ajuda em encontrar seu lugar ... talvez eu tenha me descrevido sem querer Ninshishishishi Ninshishishishishi

Pra todos os efeitos sou um bosta ... quando terminasse minha interação com esses idiotas seja lá por qualquer motivo que pode ir desde eles irem embora ou uma bomba explodir na mesa... vou até o dono da estalagem pedir um quarto mais barato e fedido, não vou acompanhar estranhos e nem sair daqui hoje. Tentar dormir super despreocupado ... não tem muito que roubarem de mim e quem sabe até me matarem dormindo agora me parece interessante.




thanks, ♛ and ▲


Histórico:
FICHA RESUMIDA (Mais detalhes na original!):
Shroud
Imagem :
Esse é meu jeito ninjaaaaa! - Página 2 DeMbUHj
Créditos :
00
Localização :
Las Camp
Ver perfil do usuário https://www.allbluerpg.com/t1358-michelle-johnson#13920 https://www.allbluerpg.com/t1363-um-bom-argumento#14023
Shroud
Soldado
Re: Esse é meu jeito ninjaaaaa! Dom Set 11, 2022 2:12 am


Aquele bar parecia ser um recomeço, uma nova oportunidade para que Yuuma refizesse seus planos e tomasse decisões mais sensatas em relação a seus objetivos pessoais, também era um momento de descanso e talvez, um pouco de lazer. O ninja levantou a mão atraindo o olhar da garçonete que logo entendeu o desejo do cliente, dois copos de cerveja, do mais barato, e consequentemente, de pior qualidade. Não tardou até que a mulher voltasse para a mesa carregando consigo dois copos cheios da bebida que ainda contava com uma boa dose de espuma em seu topo, prontamente, o homem virou um dos copos esvaziando-o em poucos segundos, o gosto era um tanto amargo e envelhecido, como se o líquido estivesse guardado em baú ao fundo da taverna durante muito tempo, mas nem isso seria motivo suficiente para estragar sua estadia no local.

O ambiente como um todo era festivo, diversos grupos se dividiam entre mesas e cadeiras, cada qual com suas próprias conversas aleatórias, era difícil focar-se em um único diálogo quando várias vozes se reuniam em uníssono, mas o ninja tentou sua sorte. Uma turma em particular se acabava em risos enquanto jogavam cartas. Aqueles homens com aparência simples, porém, rústica lançaram olhares tortos para Yuuma, um tanto desconfiados, não interromperam em momento algum as falas do estranho sujeito que os abordava de maneira tão direta - e talvez indelicada -, eles se entreolharam quando a arma repousou sobre a mesa, cochicharam entre si como se tentassem entender o contexto da situação e quando finalmente voltaram suas atenções para o ninja, um sorriso pútrido brotou em seus lábios.

Você quer jogar? Certo, vamos jogar — disse o homem que distribuía as cartas — mas não queremos essa arma velha, pode ficar, não temos interesse nisso. Vamos fazer um trato, se você ganhar poderá nos fazer um pedido e nós o atenderemos, desde que esteja em nosso alcance, caso você perca, você é quem fica devendo uma pra gente, que tal? — propôs o homem brincando com as diversas cartas do baralho e exibindo suas habilidades naquele tipo de jogo — A regra é simples, você vai virar 3 cartas, cada uma possuí um valor, o total desses valores deve ultrapassar 20! Se o total for menos que 21, nós vencemos. Vamos. Vire suas cartas.

Yuuma D. Yukinaga:
Jogo:

_________________

Esse é meu jeito ninjaaaaa! - Página 2 RZdtC5v
Dreamstain
Imagem :
Esse é meu jeito ninjaaaaa! - Página 2 Playli11
Créditos :
28
Localização :
Reino de Illusia - West Blue
Ver perfil do usuário https://www.allbluerpg.com/t1881-yuuma-d-yukinaga#19833 https://www.allbluerpg.com/t1947-esse-e-meu-jeito-ninjaaaaa
Re: Esse é meu jeito ninjaaaaa! Seg Set 12, 2022 7:43 pm
Esse é meu jeito ninjaaaaa!

Brincando com a sorte



- Um pedido ?! – Interessante como as coisas hoje estão sendo inesperadas, não estou reclamando disso, mas não me sobrou muitas coisas interessantes pra se fazer na minha situação. Para quem ia apenas tentar bisbilhotar uma conversa, encher a cara e ir dormir isso já significa muito.

- Então ... é esse o jogo? Já me parece um pouco melhor que brincar com pedras e gravetos Ninshishishishi – Tentaria pegar alguma cadeira vazia que estivesse próxima – Já aviso de início que não tenho muito a oferecer de favores para vocês mas faria o que estivesse ao meu alcance - Dava uma risada bem alta com o que havia passado na minha cabeça, tentaria conter minha risada com uma das minhas mãos na boca, falaria o que havia pensado para eles logo em seguida – Espero que não seja nada sexual esse tal favor Ninshishishi Ninshishishishi – Estou sendo sincero comigo mesmo ... daqui vai sair algo que vai virar minha jornada Ninshishishishi E nem toda virada é boa.

Esse é meu jeito ninjaaaaa! - Página 2 R

Esses caras conhecem o jogo e não me parecem nem um pouco confiáveis, tem uma chance gigantesca do estrangeiro aqui ser enganado. Olhando de um ponto totalmente de fora sem ter um conhecimento sobre jogos isso para mim não passa de um teste de sorte, questiono o porquê das pessoas gostarem desse tipo de jogo afinal deixar tudo nas mãos da sorte não é nada muito inteligente ... espera ai ... estou fazendo isso também!!! O que está para acontecer agora vai entrar para os momentos da minha vida que mais me senti vulnerável. Eu sei que a malandragem chegara de algum lugar pois faria o mesmo com alguém novato Ninshishishishi Me sobraram poucas alternativas, pensando melhor ... vou tentar me divertir ... afinal é um jogo e eu vim aqui pra tentar me distrair um pouco, o resto me viro depois. Vou sentar na cadeira que peguei antes com um sorriso estampado no meu rosto, o meu mais sincero sorriso, agora irei tentar me divertir um pouco.

Esse é meu jeito ninjaaaaa! - Página 2 R

- Vamos jogar! – Gritava enquanto levantava o outro copo ainda cheio, dava um pequeno gole e então falaria de forma descontraída para aquele que distribuía as cartas – Não me parece tão complicado, aceito os termos. – Dava dois tapinhas na máscara de oni que carrego no ombro e falaria baixinho comigo mesmo – Me ajude a expulsar a má sorte, pelo menos dessa vez –

Agora observaria como seria feita a distribuição das cartas, enganar para mim é aceitável quando bem feito pois demonstra habilidade... como um ninja aprecio muito presenciar uma arte da enganação quando bem executada e o mesmo cuidado com a observação se manteria na hora da distribuição das cartas para os meus adversários. Um movimento estranho com os dedos ou a mão, uma carta que uma hora parece uma mas logo se torna outra, uma gesticulação que não aparenta ser normal ou até mesmo algo totalmente bruto e idiota como uma carta que não foi estregue pelo ‘’ distribuidor de cartas’’ sendo colocada no jogo por um dos jogadores de alguma forma, eu não sou idiota ao ponto de só apontar o dedo e gritar acusando alguém de ser culpado.... a jogada aqui é tentar entender como ele fez para ai então apontar aonde aconteceu seu vacilo detalhe por detalhe para as pessoas presentes, assim como um instrutor da caverna fazia quando errávamos algum ninjutsu... é estripar o erro e mostrar do que ele é feito. Tendo em mente que tenho que chegar a uma conclusão que ocorreu alguma trapaça até o fim do jogo, de preferência quando o resultado estiver para ser anunciado, me parece bastante desafiante ... acho que agora já comecei a achar uma diversão nesse joguinho Ninshishishishi Ninshishishishishishishi

Esse é meu jeito ninjaaaaa! - Página 2 R

Vamos lá... a situação aqui é ganhar ou perder, não tem uma outra opção. Caso eu venha a ganhar me manterei sorrindo e me divertindo com o momento, vou virar meu copo de cerveja e encarar os malditos presentes na mesa, agora seria minha vez de fazer uma jogada e colocar todas minhas cartas no jogo. Totalmente como se fosse a coisa mais tranquila a se comentar em uma taverna perguntaria para eles -  Vocês já ouviram o nome ‘’ Alexia, a Trapaceira’’? Vamos lá rapazes... não fiquem tímidos, só quero saber um pouco mais sobre essa moça – Ambiente aberto com gente desconhecida, talvez eu possa está botando uma bandeira gigantesca sobre minha cabeça... digamos que estou me colocando como uma isca já que não tenho outra boa disponível, falaria de forma totalmente relaxada enquanto procurava uma posição mais confortável na cadeira, observaria rapidamente a taverna enquanto esperava uma resposta. Após fazer uma leve observação retornaria para a mesa e encararia os presentes com um sorriso no rosto – Vamos lá ... eu quero meu favor -

Perdendo ... se eu perco fico calado esperando o que seria pedido, pra ser sincero estou bem curioso. Desde que não seja algo que fira meus princípios estou aceitando, não me restou muitas opções do que fazer, esperando que esse favor não envolva fazer uma merda muito grande e fora do meu alcance. Vamos ver que presente a sorte me reserva, estou bem empolgado independente de ganhar ou perder Ninshishishishishishi Ninshishishishishi  

Quantidade aleatória (1,20) : 4
Quantidade aleatória (1,20) : 11
Quantidade aleatória (1,20) : 8
thanks, ♛ and ▲


Histórico:
FICHA RESUMIDA (Mais detalhes na original!):