Bem-vindo ao

All Blue

É com muito prazer que lhes damos os comprimentos ao nosso RPG. All Blue se trata de um RPG narrativo com o ambiente principal centrado em One Piece, obra de Eiichiro Oda.
Se divirta nessa nova aventura e se torne o novo rei pirata... Se puder!

Últimos assuntos
Criação de AventurasOntem à(s) 11:33 pmporShioriII - Procura-se um BobôOntem à(s) 11:32 pmporShioriBad KarmaOntem à(s) 6:56 pmporMendoncaÚltimo Baile Antes da GuerraOntem à(s) 6:00 pmporMendoncaLolo BanditoOntem à(s) 4:41 pmporVrowkÉmile SixthornnOntem à(s) 12:13 pmporGrenyAlvorecerOntem à(s) 10:21 amporAuroraCaitlyn G.Ontem à(s) 7:49 amporAchilesCap. 6 - TerritorialOntem à(s) 12:30 amporDeepCausamortis I - Damnatio.Sab Fev 04, 2023 9:52 pmporShiori

III - Ragnarök

Página 3 de 3 Anterior  1, 2, 3
Shiori
Imagem :
III - Ragnarök - Página 3 EEEWL0c
Créditos :
24
Ver perfil do usuário https://www.allbluerpg.com/t363-shiori-miyamoto#1109 https://www.allbluerpg.com/
III - Ragnarök Ter Out 25, 2022 3:53 pm
Relembrando a primeira mensagem :



III - Ragnarök


Liu Feng [Pirata]

Não possui narrador definido.
Fechada

_________________

III - Ragnarök - Página 3 YHVeK1M

III - Ragnarök - Página 3 VYrwji0

Noskire
Imagem :
III - Ragnarök - Página 3 Medium_item_724846_140d3890d6
Créditos :
20
Ver perfil do usuário https://www.allbluerpg.com/t1577-akane-nanami#16810 https://www.allbluerpg.com/t1440-i-uma-divida-familiar#14929
Noskire
Rank E
Re: III - Ragnarök Seg Nov 28, 2022 9:36 pm

Avante! — Bradava o grisalho, atacando pela lateral enquanto Liu Feng girava e atacava todos à sua frente. — Falta pouco, Noi! — Gritava para a mulher logo ali. — Já está tudo pronto! — Avisou Kane, também avançando contra os dois tenentes restantes.

Com os dois oficiais ocupados, foi trivial para o louco avançar para além deles em direção aos atiradores mais atrás, que começavam a se dispersar. — Atirem! — Bradava o sargento e uma saraivada de projéteis vinha na direção de Liu Feng. Vários ele conseguiu desviar com sua espada, alguns ele conseguiu esquivar mas um atingiu a lateral da sua barriga e outro a sua coxa direita.

Principalmente o último tiro fazia o pirata parar por um momento, sentindo dor a cada passo. Ainda assim, seu feito, seu avanço e sua expressão amedrontava os soldados atiradores, fazendo com que a grande maioria fugisse. — Recuem e disparem de um lugar seguro! — Ordenava o sargento, mas suas palavras pareciam não alcançar seus subalternos.

Distraído com os soldados fujões, Noi aproveitava para acertar o sargento com um combo bem peculiar. Ela pisava em seu pé com a sola da sua sandália de salto alto, abaixava-se levemente, subindo com a cabeça na direção do queixo do marinheiro e finalizava tentando joelha-lo entre as pernas. Galzo conseguia impedir o último ataque pressionando o joelho da mulher com suas coxas e respondia com um forte tapa, jogando-a ao chão. — Quieta, mulher! — Bradava.

Ele se voltava para Liu Feng bem na hora em que a espada do louco atingiu sua perna, abrindo um grande corte em sua coxa esquerda. O sargento soltou um grito de dor por entre os dentes, mas se forçou a permanecer firme. O pirata tentava mais um chute, mas o marinheiro conseguia bloquear com sua arma, contra-atacando com um corte diagonal que o pirata desviava com um rolamento lateral. — Nunca! Todos vocês serão presos hoje! — Bradava. — Esse mal que vocês carregam deve ser retirado deste mundo!

Apesar de não ter acertado o chute, Galzo havia soltado as correntes de Noi para poder enfrentar o louco, segurando com ambas as mãos o cabo de sua espada. Um pouco mais atrás, Mercy pareceu surgir das sombras e, andando abaixada, alcançou Noi, ajudando-a a se levantar e guiando-a um pouco mais para longe do sargento, que ainda não tinha percebido a celestial. Mais atrás, Alduin e Kane haviam derrotado os dois tenentes restantes, mas um novo grupo de marinheiros haviam aparecido pela retaguarda e agora os dois tentavam impedir o avanço destes, isolando Galzo e Liu Feng na base da plataforma.

Liu Feng:
Jean Fraga
Imagem :
III - Ragnarök - Página 3 0eae7937a59e215aa08ddd3aa5edc78b
Créditos :
11
Ver perfil do usuário https://www.allbluerpg.com/t2452-ellie#27532 https://www.allbluerpg.com/t2453-i-edgerunners#27537
Re: III - Ragnarök Qua Nov 30, 2022 10:13 pm

III - Ragnarök | Post - 16 | Musica

Não estava nos objetivos tomar aqueles dois tiros, porém não havia momento melhor para toma-los, precisava manter o foco e acabar com essa batalha.

Mas a mensagem havia sido passada, com os rabos entre as pernas os porcos fugiam amedrontados e pelo menos por agora precisava resistir aos danos sofridos.

Com Noi sendo levada juntamente de Mercy, só faltava fazer uma coisa, sobreviver! Com isso em mente gritaria para Kane — Iniciar Plano de retirada Kane! IMEDIATAMENTE!! — Cessando minhas falas voltava a olhar para Galzo com um olhar sério.

Meu inimigo deixou de ser você Galzo... você é fraco, fique com minha Katana, mas não esqueça de me entrega-la no futuro — Ainda que ele fosse meu inimigo, toda a caminhada que havia feito para chegar aqui era feroz e aquele ultimo sorriso transpareceria isso.

III - Ragnarök - Página 3 Fd25016963a8acabdac1b30bcef0ba72
Com aquele machucado sobre a perna, dificilmente Galzo conseguiria nós acompanhar e por isso não perdia mais tempo, juntar-me-ia com Alduin e Kane.

Kane agora é sua hora de brilhar! Faça seu papel nessa batalha e nos guie para a liberdade!! — Aproximar-me-ia de Roff, falando em seu ouvido — Não perca nosso tempo avisando Flint e seus capangas que a fuga começou, eles serviram de sacrifico para que consigamos fugir — E para Alduin lhe dava uma nova missão — Encontre Mercy e Noi e faça questão de escolta-las de perto durante nossa fuga.

Foquem em fazer o que estou mandando! Eu protejo vocês!! — Animado continuaria correndo com meu grupo, seguindo os passos de Kane, daria uma atenção em especial para Mercy, Noi e Alduin, tentando sempre mantê-los na minha vista.

III - Ragnarök - Página 3 Dragon-ball-super-vegeta

Se preciso disparando para cima dos inimigos que estivessem tentando para-los e com socos e chutes derrubaria um após o outro, durante a fuga buscaria uma espada entre os corpos e achando logo a pegaria, rapidamente entendendo seu peso e ponto de equilíbrio.

E não só para mim, mas caso avistasse um machado ao chão, pegaria-o entregando para Noi, sua força seria a nossa carta na manga para que a fuga desse certo, já que poucos sabiam da sua real força  — Eu disse que voltaria para salva-los... Minha Imperadora.

Com a nova arma em mãos, como um explorador na selva, continuaria tomando a frente e com pesados cortes horizontais buscava abrir caminho.

III - Ragnarök - Página 3 Samurai-x-dash

Dados:
Objetivos:

_________________

III - Ragnarök - Página 3 YQAIlvY
Noskire
Imagem :
III - Ragnarök - Página 3 Medium_item_724846_140d3890d6
Créditos :
20
Ver perfil do usuário https://www.allbluerpg.com/t1577-akane-nanami#16810 https://www.allbluerpg.com/t1440-i-uma-divida-familiar#14929
Noskire
Rank E
Re: III - Ragnarök Qui Dez 01, 2022 9:58 pm

Quando Liu Feng gritava sobre fugir, o marinheiro dava um leve sorriso. — Finalmente desistiu de proteger a sua aliada? Mas isso não ser— O sargento olhava para trás e via Mercy e Noi juntas, com a celestial mexendo na tranca das correntes. Enquanto o marine corria para cima das duas mulheres, Liu Feng corria na direção contrária.

O louco dava a ordem para Kane, que meneava a cabeça em concordância. Também sussurrando, explicou: — Os pequenos acharam um lugar, eles vão mostrar o caminho. — Apontando numa direção específica, Liu Feng via um dos pequenos a uns dez~quinze metros de distância, escondido entre uns barris e caixotes caídos durante a fuga dos civis da praça. O garoto apontava para uma rua lateral à praça, indicando o caminho a seguir. Lá, teria outro garoto apontando o caminho e assim em diante.

Noi aparecia ao seu lado, ainda algemada, mas com um sorriso no rosto. — Impaciente como sempre! — Alduin jogava um marine para longe e também se aproximava, colocando a mão sobre o ombro da mulher. — Finalmente livres! — Para o que ela respondia: — Quase. — Mais atrás Mercy gritou: — Dá para me ajudar?! — A celestial lutava contra Galzo, que mesmo ferido conseguia a pôr contra a parede. Alduin seguiu a ordem de Liu Feng e foi auxiliar a ruiva.

Começando a fuga, foi fácil para o pirata pegar uma espada largada que substituísse a sua. Mas um machado de nada servia, pois Noi ainda estava acorrentada, embora conseguisse correr ao seu lado sem problemas. Liu Feng e Kane seguiam lutando contra os marinheiros que surgiam na sua frente, com a mulher entre eles, impossibilitada de lutar. Alduin e Mercy ficaram para trás enfrentando Galzo.

Mais à esquerda do louco Flint gritava: — RECUAR! — Ele não tinha visto Liu Feng ou Noi, mas os dez minutos prometidos haviam passado. Seus subalternos começaram a se reunir num grupo mais conciso, mas não pareciam ter uma rota de fuga pré-definida. Enquanto isso, os marinheiros pareciam vir de todos os lados, o Capitão não havia mentido quando falou que a praça seria cercada. Além disso, Liu Feng também percebeu que o capitão pirata aliado estava bem cansado, pois sua voz estava bem arrastada.

Liu Feng:
Jean Fraga
Imagem :
III - Ragnarök - Página 3 0eae7937a59e215aa08ddd3aa5edc78b
Créditos :
11
Ver perfil do usuário https://www.allbluerpg.com/t2452-ellie#27532 https://www.allbluerpg.com/t2453-i-edgerunners#27537
Re: III - Ragnarök Qui Dez 01, 2022 11:52 pm

III - Ragnarök | Post - 17 | Musica

As coisas realmente começavam a funcionar, os garotos designados para nossa fuga faziam o que havia sido planejado com maestria, durante o combate haviam encontrando um lugar para se esconderem e agora, poderíamos fugir pela rota.

Seguindo as direções dadas pelos garotos tudo ia ocorrendo bem por mais que passássemos por muitos contratempos durante a operação tinha companheiros que me ajudavam a superar os problemas.

Não deixava de me preocupar com Alduin e Mercy, por mais fortes que fossem, não podia perde-los, então ficaria atento a situação deles sempre que conseguisse.

Olharia para Kane e diria — Segura isso, devolva para Noi quando ela se libertar — Em silencio tomaria a frente e vendo o cerco de marinheiros se formando, pensando numa formação que seria boa.

Olhava ao lado notava que Flint também iniciava sua fuga com seus companheiros, então gritaria para meus aliados — LEMBRAM DA FORMAÇÃO EM SETA QUE FIZEMOS PARA FUGIR DO PRESIDIO?! VAMOS USALA DE NOVO!!! OS MAIS FORTES NAS EXTREMIDADES E NO CENTRO OS MAIS FERIDOS, VAMOS PROTEGER QUEM PRECISAMOS E ASSIM VAMOS ATRAVESSAR AS BARREIRAS COMO UMA FLECHA!!

Sendo a ponta da flecha, meu objetivo era fazer com que não parássemos de fugir, assim com a espada, com as mãos e até mesmo com minhas pernas eu atacaria marinheiro por marinheiro.

Meu foco não era matar, eu precisava abrir espaço e se preciso mataria, com cortes horizontais buscaria cortar no meio os marinheiros que ficassem a minha frente, mas sempre com movimentos pesados, para caso não conseguisse corta-los que ao menos eu conseguisse tira-los da nossa frente.

Com meus punhos usaria dos socos de uma polegada que havia aprendido durante meus treinamentos para afastar inimigos e com rasteiras tentaria derrubar marinheiros, correndo por cima deles.

Ficaria atento a seguir o trajeto planejado ao lado de Kane, olhando a volta e sempre checando como estavam meus amigos, saindo da frente e indo até eles se preciso.

AVANTE GUERREIROS!! VAMOS BUSCAR A TÃO DESEJADA LIBERDADE! — Incentivando-os durante aquele caos queria manter suas convicções fortes e centradas — NÃO PAREM!! TEREMOS TEMPO PARA DESCANSAR E AGORA NÃO É ESSE MOMENTO! VAMOS! COMIGO!!!

Me animando com o que eu mesmo falava continuava correndo e fazendo meu papel essencial naquela fuga, abrir espaço. Se fossem inteligentes os homens de Flint e até mesmo ele seguiria pelo caminho que abríamos.

Conforme começássemos a se distancia, diminuiria a velocidade da fuga, dando espaço para que meus aliados recobrissem o folego e até mesmo para despistar os marinheiros, ficar correndo igual malucos poderia deixá-los mais em alerta.

Assim fazendo um sinal de silencio e olhando para todos, buscava o que pedia, o silencio, teríamos tempo para conversar depois, agora precisávamos sobreviver.

Dados:
Objetivos:

_________________

III - Ragnarök - Página 3 YQAIlvY
Noskire
Imagem :
III - Ragnarök - Página 3 Medium_item_724846_140d3890d6
Créditos :
20
Ver perfil do usuário https://www.allbluerpg.com/t1577-akane-nanami#16810 https://www.allbluerpg.com/t1440-i-uma-divida-familiar#14929
Noskire
Rank E
Re: III - Ragnarök Sex Dez 02, 2022 8:10 pm

Liu Feng começava a última etapa daquele plano: A Fuga! Correria, gritaria, troca de golpes… Era tudo uma tremenda confusão enquanto o louco e seus aliados forçavam o avanço diante de uma barreira aparentemente interminável de marinheiros. Devido a isso, a velocidade de avanço deles diminuiu pela metade e não demorou até que Mercy e Alduin aparecesse, avançando até a ponta da formação para dar suporte.

Alduin estava com um corte em seu antebraço esquerdo, muito provavelmente um pequeno brinde de despedida de Galzo, que não estava por ali para ser visto. Embora sangrasse, não parecia ser grave e sua destra permanecia desferindo golpes em todas as direções. Mercy corria ao lado de Noi, tentando soltá-la mais uma vez, mas o movimento constante e as paradas bruscas a atrapalhavam. Depois de algumas tentativas em vão, ela dava um grito de exasperação e desistia. — AHHH! Assim não dá, precisamos parar! — Mas não ali, obviamente.

Sempre que Liu Feng alcançava um dos garotos, este se juntava ao grupo, geralmente indo para o meio da formação. Flint e os seus começaram a seguir o louco, com um minuto de atraso. Um punhado de piratas do Tirano ficaram para trás, mas este não pareceu se importar muito com isso. — Recuem! Sigam a Mercy! — Gritava.

O grupo conseguia, mesmo no meio de toda aquela confusão, alcançar um dos corredores laterais da praça. O mais difícil havia sido feito, agora só haviam marinheiros atrás deles, pois as laterais estavam protegidas pelos prédios e adiante as ruas estavam quase que vazias. E foi nesse momento que Sunny reapareceu nos céus, gritando: — Shining Sky! — O sol pareceu englobar toda a ilha quando a luz atingiu as retinas dos piratas e os cegaram completamente.

Liu Feng sentiu a mão de um dos garotos pegando na sua, puxando-o em uma direção específica. — Por aqui, por aqui! — Kane, ao seu lado, gritou: — Sigam nossas vozes. Vamos, corram, corram! — O grupo permaneceu adiante, correndo a trancos e barrancos, atingindo paredes e obstáculos, até que o efeito da akuma do capitão começasse a desvanecer, devolvendo-lhes a visão vagarosamente.

Pela quantidade de garotos que haviam passado, deveriam estar na metade do caminho. Os marinheiros ainda os seguiam de perto, atacando os retardatários que faziam o possível para se defender e permanecer correndo, sendo estes a maioria do bando de Flint. — Este marinheiro é problemático. — Reclamou Noi, com Alduin emitindo um grunhido de concordância. Kane ainda estava por ali, assim como Mercy e Flint, mas o grupo dos piratas parecia menor. — Cadê a merda desse esconderijo? Vamos ter que correr até a porra da Grand Line? — Reclamava o Tirano, mais atrás.

Liu Feng:
Jean Fraga
Imagem :
III - Ragnarök - Página 3 0eae7937a59e215aa08ddd3aa5edc78b
Créditos :
11
Ver perfil do usuário https://www.allbluerpg.com/t2452-ellie#27532 https://www.allbluerpg.com/t2453-i-edgerunners#27537
Re: III - Ragnarök Sex Dez 02, 2022 9:01 pm

III - Ragnarök | Post - 18 | Musica

A organização dos meninos me surpreendia, ainda que com problemas na fuga as coisas iam se desenrolando e o crédito maior disse era o bom planejamento dos garotos, nessa etapa os verdadeiros heróis eram eles.

Nem mesmo Sunny que tentava nos atrapalhar conseguia, os meninos estavam prontos para os mais diversos contratempos e já começava a imaginar como agradeceria eles, mas ainda não era hora de se desconcentrar.

A fuga não havia sido concluída e naquele corredor apertado se não aumentássemos a distância com os marinheiros, seria questão de tempo até que nossas forças se esgotassem, dando espaço para uma captura fácil.

Era quando ouvia a voz de Flint que tinha uma ideia, talvez a mais improvisada e com maior chance de erro, uma falha nisso poderia trazer severos problemas mas às vezes temos que acreditar no destino e tentar.

Enquanto ainda corríamos olharia para Alduin, dizendo — Alduin, eu preciso das sua força uma última vez, me jogue para cima! — Sorrindo para ele e passando minha confiança naquele plano, eu me preparava.

Fechava os olhos por alguns segundos respirando e me concentrando, então acenava com o rosto em afirmação e dizia — Agora! — Correria na direção dele e quando sentisse seu empurrão para cima, eu chutaria seus ombros para subir mais.

No ar giraria meu tronco ficando de frente para nossa retaguarda, fixando meu olhar em Flint era como se despedisse dele e de seus companheiros, sua ajuda havia sido essencial mas era agora que libertaria Mercy de suas algemas.

Com a espada que havia pego ao chão sendo segurada pelas minhas duas mãos, eu a arremessaria na vertical, por cima de minha cabeça e tentando aplicar o máximo de força. Meu alvo era o centro do peito de Flint, usaria ele como uma isca para os marinheiros, afinal, ele era um pirata de recompensa alta e acertando-o poderia causar um choque em seus capangas que acabariam parando para ajudá-lo, abrindo o espaço necessário entre nós.

Com a tentativa feita, acertando ou não, antes de cair giraria meu corpo, ficando de frente para a rota de fuga, assim, posaria com um rolamento e logo dispararia, voltando para minha posição de antes, ficando no meio dos meninos e ao lado de meus aliados.

Dando certo, complementaria — Continuem correndo! Quando estivermos perto do esconderijo diminuam a velocidade, não queremos ser perseguidos para sempre! — Não me preocupava tanto, pois os únicos que sabiam do esconderijo eram os meus aliados.

Voltando o olhar para Mercy, eu diria com um sorriso no rosto — Eu disse que te libertaria, garotinha! Agora cabe a você decidir se vai querer continuar conosco.

Dados:
Objetivos:

_________________

III - Ragnarök - Página 3 YQAIlvY
Noskire
Imagem :
III - Ragnarök - Página 3 Medium_item_724846_140d3890d6
Créditos :
20
Ver perfil do usuário https://www.allbluerpg.com/t1577-akane-nanami#16810 https://www.allbluerpg.com/t1440-i-uma-divida-familiar#14929
Noskire
Rank E
Re: III - Ragnarök Sab Dez 03, 2022 9:45 pm

A fuga continuava, com os piratas correndo e lutando por sua liberdade, enquanto os marinheiros os perseguiam em busca do oposto. Alduin aceitava a ordem do capitão com um mero aceno, já tendo uma ideia do que ele provavelmente tentaria. Com a afirmação, Alduin parava e se virava para Liu Feng, dando-lhe "pézinho" e jogando-o para o alto com toda a sua força.

O louco subia algo em torno de doze metros, quase alcançando a altura dos prédios laterais de três andares, girando em torno do próprio eixo para olhar para trás. Por um segundo, Sunny conseguiu atrair a atenção do pirata, embora o marinheiro não fosse o seu alvo. O loiro "saltava" com aquele estranho poder, indo de prédio em prédio, se sustentando em suas bordas com suas mãos. Parecia um macaco se movendo com destreza e agilidade, pulando de galho em galho, com a diferença que seu poder fazia-o avançar numa velocidade surpreendente. Era questão de segundos até ele alcançar o grupo.

Liu Feng, retornando o foco para Flint mais abaixo, mirava e disparava sua espada. Seu "voo" inesperado havia atraído a atenção de todo o grupo, inclusive Flint e os marinheiros mais atrás. A expressão do Tirano mudou de curiosidade para surpresa e, quase que imediatamente, para puro ódio. Ele ainda tentou bloquear o golpe com sua própria espada, mas não teve muito sucesso.

As espadas se chocaram, produzindo um alto tinido de metal contra metal. Pego de surpresa, com pouco tempo de reação, Flint não conseguiu bloquear com uma boa base e seu braço foi jogado para o lado, sua espada voando para longe enquanto a ex-espada do louco ia para o outro. Além disso, a espada lançada ainda havia aberto um corte em seu antebraço direito e a força do impacto havia o jogado para trás, derrubando-o sobre os patifes que vinham mais atrás. — EU VOU LHE MATAR, FILHO DA PUTA!

Liu Feng caiu, amortecendo a queda num rolamento e vendo os piratas de Flint parando ao redor do patrão, como imaginado. Alduin deu uma enorme gargalhada. — BWAHAHAHA! Eu pensei que você ia atacar o akumado! — Por falar nele, olhando pelo ombro, Liu Feng conseguia ver Sunny pendurado num prédio acima de Flint, alternando o olhar entre os dois capitães, decidindo-se quem perseguir.

O capitão marinheiro demorou quase cinco segundos para se decidir, um tempo longo o suficiente para despertar a ansiedade até mesmo do pirata louco, mas por fim ele se deixou cair, indo para cima de Flint e sua trupe. Mercy estava estupefata, de olhos arregalados e respiração pesada, olhando para trás com frequência, mas nada disse.

O grupo do louco permaneceu correndo e dobraram uma esquina adiante, ainda seguindo as indicações dos últimos garotos. A corrida durou mais uns dez minutos, quando encontraram um dos garotos mais velho num estreito beco, onde só dava para passar um por vez. O garoto estava diante de um buraco na parede e gesticulava para que o grupo entrasse. Liu Feng foi o primeiro, seguido por Noi, Alduin (que andava esfregando os ombros no estreito beco), Mercy, os garotos e Kane. Por último, o garoto que estava lá fora também entrou e puxou uns grandes sacos de lixo, cobrindo o buraco e mergulhando o recinto na penumbra.

Os piratas ficaram praticamente cegos perante a escuridão, ainda mais depois da luz extrema em que haviam sido submetidos contra aquele capitão loiro, mas com o passar dos minutos suas visões foram se acostumando. Vez ou outra um dos garotos faziam "shhh" e era possível ouvir o leve tilintar de metal enquanto Mercy tentava soltar Noi, o que terminou com um audível click. Alguns marinheiros também passaram por aquele beco e nas ruas ao redor, com sua marcha sendo escutada pelos piratas e fazendo com que eles, principalmente os garotos, se retesassem na expectativa.

O grupo se viu num porão de teto baixo numa casa abandonada. O cheiro de mofo e lixo era quase insuportável, mas havia destino pior para aquele grupo lá fora. Havia uma escada levando para o andar superior, onde era possível ver algumas janelas, todas barradas com tábuas já podres devido ao tempo, com pouca iluminação passando pelas frestas.

Alduin se sentou num canto, pois não conseguia ficar em pé sem bater a cabeça no teto. Noi se aproximou de Liu Feng, finalmente livre, abraçando-o e dando-lhe um beijo, mas sem nada falar. O grupo por inteiro permanecia em silêncio. Mercy começava a subir as escadas, um degrau por vez, cada um rangendo um pouco mais do que o anterior. Kane contava os garotos, suspirando aliviado quando percebia que todos estavam ali.

Liu Feng:
Jean Fraga
Imagem :
III - Ragnarök - Página 3 0eae7937a59e215aa08ddd3aa5edc78b
Créditos :
11
Ver perfil do usuário https://www.allbluerpg.com/t2452-ellie#27532 https://www.allbluerpg.com/t2453-i-edgerunners#27537
Re: III - Ragnarök Dom Dez 04, 2022 11:56 pm

III - Ragnarök | Post - 19 | Musica

Eu venci... exatamente como eu planejei... DraDraDraDra... — O sentimento de satisfação ia crescendo dentro de mim, o calor ia se aumentando e um sorriso satisfatório ia surgindo em meu resto.

III - Ragnarök - Página 3 FrankKlutzyDuiker-size_restricted

Flint é o exemplo de um opressor, aquele que bota sua liberdade acima dos outros, até mesmo subjugando-os se preciso, minha justiça não é e nunca será imparcial, qualquer um que tentar acabar com isso será ceifado por mim.

Voltava meu olhar para Mercy enquanto fugíamos e não a julgava por ficar calada, talvez fosse a primeira vez em anos que ela sentia isso, um sentimento tão natural que sequer damos valor quando somos pequenos, mas que só aqueles que tiverem tirado a força sabem dar o real valor.

Eu na hora lembrava do que Mercy havia me dito antes de partimos “Apenas se lembre da sua promessa!” ..., assim havia feito e agora ela poderia decidir que caminho seguir, conosco ou sozinha ela poderia experimentar de novo a liberdade jamais imaginou ter depois de todos esses anos.

Voltando a realidade respondia Alduin — DraDraDra! Flint é um dos muitos opressores que existem... Talvez agora perdendo a liberdade que tinha ele entenda o que até hoje já fez... Obrigado por ter acredito em mim Alduin. — Continuava correndo com o grupo, seguindo os garotos.

Acabávamos entrando num porão de uma casa abandonada, ou era ao menos o que conseguia entender conforme meus olhos se acostumavam com a baixa luminosidade.

Estávamos salvos, mas ainda não conseguia relaxar com as marchas do lado de fora, fazia questão de contar os garotos para ter certeza que não havíamos esquecido nenhum e só conseguia relaxar quando sentia o macio abraço de Noi.

Não dizia nada naquele momento devolvendo o beijo que recebia eu fazia questão de gastar alguns minutos olhando em seus olhos — Eu disse que salvaria vocês... minha imperadora — Cochichando em seu ouvido daria um beijo sobre seu pescoço.

Então me afastando não questionaria Mercy e sua decisão de subir, talvez a parte de cima fosse ser nosso esconderijo final, mas o resto só subiria quando as patrulhas acabassem.

Dando o espaço que ela precisasse aguardaria com os garotos no porão, de vez em quando sorrindo para os mais novos tentando acalma-los.

E quando os sons externos cessam, apontaria para a escada e então falaria bem devagar e o mais baixo que conseguisse — Suba um de cada vez, com calma e sem fazer barulho — Por via das duvidas ficaria no pé da escada, ajudando um por um, segurando qualquer um que se desequilibrasse ou coisa do tipo.

No fim, quando todos estivessem no andar de cima, eu subiria também com calma e então diria — Sentem-se e formem um circulo — Ficaria de pé no meio do circulo e quando todos estivessem ali, continuaria — A luta pode ter acabado, a fuga pode ter acabado, mas ainda não estamos seguros, a paz só chegará quando partimos dessa ilha.

Por isso tiraremos esse resto de dia para uma coisa, recuperar as energias, com isso em mente, partiremos para o farol amanhã, mas antes de dormirem — Voltaria meu olhar para Noi — Noi, a maravilhosa medica que havia comentando com vocês iria verificar os ferimentos de vocês e também fazer os curativos necessários para passarem a noite.

Apontava para mim, continuando — Até mesmo eu me machuquei, então também precisarei dos cuidados dela, por isso, não tenham vergonha em receber os cuidados dela... Dito isso, amanhã iremos decidir como vamos para o farol e o que precisaremos.

Por fim, descansem, vocês merecem, foram tão fortes quanto qualquer guerreiro que eu já tenha conhecido e como forma de presenteá-los, Alduin irá contar uma boa e velha história para vocês dormirem — Sorriria lembrando da noite anterior, recordando-me de como eles dormiram bem após ouvirem minha história.

Dispensados e bom descanso a todos — Sentando num canto esperaria pelos cuidados básicos de Noi — Obrigado meu amor, você poderia chamar Kane e Alduin aqui assim que os garotos dormirem? E não deixe de ver como esta Mercy, ela deve ter se machucado durante a batalha.

Aguardaria pelos dois, então já deixaria algumas coisas programadas — Pois bem, já amanhã precisamos partir, por isso eu quero você, Alduin, calcule quanto de comida vamos precisar para sobreviver durante a viagem, converse diretamente com Mercy, ela é uma boa navegadora e saberá te dizer quantos dias de viagem iram ser.

Voltando meu olhar para Kane complementaria — Já de você, eu preciso que você reúna os garotos que hoje traçaram toda nossa rota de fuga, em principal aqueles que não foram vistos pelos marinheiros, após temos despista-los naquele beco que entreguei Flint como isca.

Esses garotos iram até o porto em busca de algum navio que faça o trajeto até o farol, um barco que possa comportar nossa tripulação, se necessário até dois. Não esqueça de falar para eles não se preocuparem com dinheiro, eu tenho o quanto for preciso.

Por fim, eu quero que você e mais dois garotos saiam pela manhã para conseguir os itens medicinais que Noi precisar, afinal, ela irá acabar qualquer tratamento que tenha ficado em aberto na noite de hoje.

Alduin com a lista pronta entregue-a para os garotos que vão até o porto, eles iriam comprar o que for preciso e Kane, vá até Noi para descobrir tudo que ela precisa... não se esqueça disso — Ofegante entregaria cinco milhões de berries para o garoto — Divida esse valor para conseguir o que Noi precisa e o que Alduin precisa — Dando mais dois milhões acabaria de falar — Use o que sobrar mais isso para conseguir garantir nossa viagem até o farol.

Verdadeiramente ofegante eu até mesmo sentia minha garganta meio seca, ficando em silencio por enquanto ouviria tudo que eles teriam a falar.

Dispensados — Relaxaria olhando para o teto, sabendo que provavelmente dormiria novamente no chão, ao menos ficava feliz em saber que essa seria uma das ultimas vezes, feliz ainda mais por ter todos meus companheiros a minha volta.

Por hora não iria atrás de Mercy, a garota virá até mim quando fosse a hora. Ela precisa desse espaço, mas já sabia que ficaria profundamente magoado caso ela nos deixasse, ela é uma de nós, a minha pequena garotinha que agora pode voar com suas asas.

Deitaria lateralmente ficando de frente para as janelas e os garotos, precisava estar numa posição que se necessário acordaria pronto para lutar e protege-los.

Aguardando Noi, abraçaria por trás e então lentamente cairia no sono, precisava descansar porque o dia que estava por vir poderia ser tão importante quanto hoje foi.

Dados:
Objetivos:

_________________

III - Ragnarök - Página 3 YQAIlvY
Noskire
Imagem :
III - Ragnarök - Página 3 Medium_item_724846_140d3890d6
Créditos :
20
Ver perfil do usuário https://www.allbluerpg.com/t1577-akane-nanami#16810 https://www.allbluerpg.com/t1440-i-uma-divida-familiar#14929
Noskire
Rank E
Re: III - Ragnarök Seg Dez 05, 2022 11:01 pm

Horas passaram com o grupo ali embaixo, esperando ansiosamente. Os marinheiros continuavam marchando para lá e para cá e por duas vezes passaram pelo estreito beco, a poucos centímetros do grupo, mas sem ver a passagem oculta. Mercy voltou em menos de quinze minutos depois da sua subida, se aproximando de Liu Feng e Noi, que ainda estava ao seu lado. — Não há ninguém. Era meio óbvio, mas não custava checar. — Ela sussurrava. — Há vários cômodos empoeirados, algumas camas e mesas e é isso. Não há água no encanamento. — Informava, seguindo para um canto e esperando com o restante do grupo.

Os piratas vez ou outra se reuniam em dupla ou trio, cochichando entre si, mas no geral permaneciam quietos. A noite já começava a cair quando eles finalmente resolveram subir, pois já fazia um bom tempo desde que o último destacamento havia passado próximo aquela casa. No que deveria ser a sala da casa, Liu Feng se dirigiu aos garotos. — HO HO! Eu até já sei qual vai ser! — Disse o grandalhão ao ser citado. Sua voz alta, apesar de estar sussurrando.

O grupo partia, se dividindo em pequenos grupos e escolhendo seus quartos. Noi encontrou no antigo banheiro um kit médico velho e incompleto, mas que seria o suficiente, e com ele tratou dos ferimentos do capitão com perícia, apenas o último dando algum trabalho. — Esse vai doer, cerre os dentes. — Avisou, enfiando o bisturi na carne do louco. Sua pele parecia queimar, mas ele sabia que precisava aguentar sem emitir um som e fez o possível para isso. Após dois segundos de puro sofrimento, Noi retirou a bala da sua coxa e colocou álcool, o que fez o ferimento arder ainda mais. Com um sorrisinho no rosto, ela lhe deu mais um beijo, como recompensa por aguentar aquele tormento. Terminando de tratar Liu Feng, se despediu e foi cuidar dos demais.

Após algo em torno de uma hora, os "tenentes" daquela tripulação retornavam: Noi, Alduin, Mercy e Kane. Ainda com a voz baixa, eles discutiam sobre o que era necessário e como fariam para conseguir tudo isso no dia seguinte. Kane ficava encarregado dos cinco milhões, já tendo até mesmo escolhido os garotos que iriam com o grupo no dia seguinte; Mercy ficava com os dois milhões. A celestial havia dito apenas o necessário, ficando no canto em silêncio por quase todo aquele tempo. Com aquilo terminado, todos iam dormir. Noi puxava Liu Feng pela mão até um quarto central no andar superior, com uma cama de solteiro. Eles se deitaram abraçados e dormiram pouco depois, felizes com a presença e o toque um do outro.

~ x ~

O louco acordou com uma pesada mão no seu peito. Noi ainda estava nos seus braços, dormindo, mas quando ele abriu os olhos, se deparou com Alduin encarando-o alarmado. Pela luz que via através das fendas na janela, deveria ser o início do alvorecer. Sentia a garganta seca e a barriga doía de fome, já que havia passado o dia anterior inteiro sem se alimentar. Seu corpo estava dolorido devido ao combate e seus lábios estavam rachados. — Mercy sumiu! — Disse, sem aviso prévio.

Liu Feng:
Jean Fraga
Imagem :
III - Ragnarök - Página 3 0eae7937a59e215aa08ddd3aa5edc78b
Créditos :
11
Ver perfil do usuário https://www.allbluerpg.com/t2452-ellie#27532 https://www.allbluerpg.com/t2453-i-edgerunners#27537
Re: III - Ragnarök Ter Dez 06, 2022 10:45 pm

III - Ragnarök | Post - 20 | Musica

Abrindo os olhos um vento forte batia contra mim, por instantes perdia o equilíbrio me segurando nas rochas pontiagudas daquela montanha, olhava a minha volta perdido.

O que tinha acontecido? No piscar anterior estava na casa abandonada prestes a dormir, ainda olhando a volta planícies extensas rodeavam aquela montanha que subia.

Olhando acima faltavam poucos metros até o pico mais alto e olhando para baixo, a descida seria uma eternidade, levando isso em conta, finalizaria a subida.

E era chegando ao topo que entendia onde estava, um sorriso de felicidade se abria em meu rosto, era Penglai, minha terra natal.

Os campos verdes contrastavam com as plantações de arroz, em pequenas carroças muitos civis passavam com suas mercadorias, ao fundo uma linda e magnifica cidade coberta de cerejeiras, o chão das rodovias eram quase que completamente rosas.

Mas aquilo não estava certo, não era a realidade que Penglai se encontrava, rapidamente o céu ia se fechando e novamente sentia um vento forte, desta vez vindo das minhas costas.

Ficava na beira do precipício quando virava de costas, me deparando com ele, Isshin.

III - Ragnarök - Página 3 6cb90ce0095692ff726a653b46d2d4f8

Ia entendo que tudo aquilo não passava de um sonho — O que aconteceu? Você passou dias sumidos... achei até mesmo que você teria ido embora sem concluir com sua parte do contrato.

As risadas do dragão chegavam a tremer a montanha e uma fina chuva com trovões começava.

Você está seguindo o caminho certo garoto e eu queria ver como você agia sem minha supervisão — Eu resmungava ouvindo aquilo — Isshin, chegou o meu momento... a era de Liu Feng começou e não há nada que possa parar isso.

Eu sei garoto..., mas não deixe essa confiança subir a cabeça, afinal, atrás de você está todo o nosso sonho, não vá joga-lo no lixo por laços mundanos... não se torne um herói... heróis não existem.

[...]

Estava prestes a responde-lo quando acordava assustado segurando a mão de quem me encostava, era Alduin então lentamente soltava-o conforme me apoiava com os cotovelos no chão.

Mercy sumiu... Não chegava a me preocupar, ela sabia o que seria melhor para ela — Está tudo bem Alduin... Ela é uma pessoa livre agora e depois de anos presa a Flint, não cabia a mim decidir se ela ia ficar conosco ou não — Falava com dificuldade quando sentia minha boca seca.

Ouvia o barulho dos garotos e pela animação eles pareciam estar se alimentando — Vá auxilia-los no café, ao fim, cheque se precisamos comprar mais para viagem que estamos prestes a fazer — Dispensando-o acariciaria os cabelos de Noi, dando um beijo sobre sua nuca — Bom dia doutora, vamos tomar café? — Levantando estenderia a mão para ajudá-la.

Durante minha caminhada eu me alongaria, tentando analisar melhor o ambiente, livros não seriam uma má ideia para passar o tempo durante a viagem.

Bom dia, preparados para a verdadeira aventura?! — Sorria olhando para os garotos e todos que estivessem comendo — Se alimentem bem pois a viagem de barco pode ser longa, no farol, comemoraremos tudo que passamos até agora.

Pegando algo sobre a mesa para me alimentar, faria questão de antes disso tomar água, assim com a comida em mãos, vasculharia a casa, checando uma ultima vez se não encontrava Mercy ou qualquer rastro que a garota poderia ter deixado para trás.

Dados:
Objetivos:

_________________

III - Ragnarök - Página 3 YQAIlvY
Noskire
Imagem :
III - Ragnarök - Página 3 Medium_item_724846_140d3890d6
Créditos :
20
Ver perfil do usuário https://www.allbluerpg.com/t1577-akane-nanami#16810 https://www.allbluerpg.com/t1440-i-uma-divida-familiar#14929
Noskire
Rank E
Re: III - Ragnarök Qua Dez 07, 2022 8:23 pm

Alduin ficava perplexo. Após um momento para organizar seus pensamentos, ele se acalmava e se agachava ao lado da cama. — Eu pensei… — Ele hesitava por um momento. — Depois do que aconteceu ontem, eu pensei que ela seguiria com a gente. Não entendo por que ela partiria sem dizer nada para ninguém. No meio da madrugada. E se a reconhecerem e a prenderem? Ela tinha umas asas nas costas, não tinha? Vai ser difícil esconder aquilo! — Preocupava-se, mesmo com aquela que os havia abandonado.

Com ou sem respostas, ele daria um profundo suspiro, aceitando o inevitável, e se levantaria. Com um aceno de cabeça, seguiria as indicações do capitão, deixando-o sozinho com Noi. Enquanto ele saia, Liu Feng podia notar Kane no lado de fora quarto, encostado na parede e parcialmente escondido, embora não parecesse ser de propósito. Quando Alduin chegava ao lado do garoto, o arruaceiro dizia: — Eu disse que ela não era confiável! — Reclamava, seguindo Alduin para a cozinha enquanto a conversa dos dois se perdia na distância.

Novamente a sós, Liu Feng levava seu tempo para acordar Noi, que abria os olhos e um largo sorriso assim que o via. — Bom dia, capitão! — Ela respondia na mesma medida, provocando-o. Os dois permaneciam mais alguns minutos na cama, sem querer levantar daquele paraíso e ter de enfrentar mais um dia de lutas e fugas, mas por fim a realidade vencia e eles também seguiam para a cozinha.

No primeiro andar, o louco pôde ver o que parecia ter sido um escritório: Uma mesa central, uma cadeira quebrada e algumas prateleiras. A quantidade de teias de aranha e mofo naquele cômodo era algo surpreendente, mas também havia alguns velhos livros visíveis. Ele poderia retornar ali, caso quisesse, e verificar se tinha sorte em conseguir algum legível para si.

Os próximos trinta, quarenta minutos foi com o grupo todo reunido — menos Mercy, claro — em torno de uma grande mesa bamba, comendo e conversando baixinho. Alguns dos garotos mais novos haviam saído bem cedinho e comprado pão, queijo, água e leite numa padaria ali perto. Não era uma refeição propriamente dita, muito menos um banquete, mas para fugitivos era mais do que poderiam exigir. Por outro lado, aquela refeição simples havia custado pouco, o que compensaria em parte os dois milhões que Mercy havia levado consigo.

Se separando do grupo um pouco antes do fim do desjejum, Liu Feng foi até o quarto que a celestial havia escolhido para si. Coincidentemente, era o mais próximo das escadas que levavam ao porão e aquela passagem oculta no estreito beco. Escondido embaixo da cama estavam as suas antigas roupas, mas não havia nenhum armário ou similar naquele quarto onde ela pudesse ter pego roupas novas para vestir. Então, a não ser que tenha fugido nua ou simplesmente desaparecido em pleno ar, ela deve ter achado alguma muda de roupas em outro quarto e levado para aquele durante a sua subida, quando estava só. Será que ela não confiava na palavra do louco de que seria livre? Será que havia retornado para Flint? Bem, seus motivos para fazer aquilo apenas ela saberia. Talvez nem ela soubesse.

Liu Feng:
Jean Fraga
Imagem :
III - Ragnarök - Página 3 0eae7937a59e215aa08ddd3aa5edc78b
Créditos :
11
Ver perfil do usuário https://www.allbluerpg.com/t2452-ellie#27532 https://www.allbluerpg.com/t2453-i-edgerunners#27537
Re: III - Ragnarök Seg Dez 12, 2022 7:17 pm

III - Ragnarök | Post - 21 | Musica

Confraternizava momentaneamente com os garotos, eles todos pareciam bens na medida do possível, ainda que sentisse a ausência de Mercy, algo no caminho até a cozinha chamava minha atenção.

Por isso, ao fim da refeição levantaria contente com o inicio de manhã que tivemos — Pois bem, descansem mais um pouco, pela manhã e durante o começo da tarde as ruas ainda estarão bem movimentadas, por isso partiremos ao pôr do sol — Apontava para Kane, um pouco chateado com as palavras que ele havia dito anteriormente — E se Mercy voltar até a hora que formos partir, você irá pedir pessoalmente desculpas para ela — Virando-me de costas e tomando meu rumo.

Iria até o escritório que havia visto anteriormente, pensava desde a noite anterior como partiria da ilha sem ser perseguido, talvez encontrasse algo que pudesse me ajudar nisso.

Com essa ideia em mente, vasculharia o ambiente em busca de livros que pudessem me ensinar mais sobre a arte das sombras, coisas como disfarce, furtividade e até mesmo interrogatório, afinal, cedo ou tarde seria bom saber tirar informações valiosas de porcos mentalmente fracos.

Ao fim da busca, iria caminhar pelo local em busca de Mercy antes de finalmente sentar em algum canto para ler. Suas antigas roupas me davam duas linhas de pensamento, a primeira era que ela desejava se desvincular de tudo que a relembrava do passado e com isso poderia estar em algum cômodo que ainda não havia vasculhado, ou... talvez com as novas roupas que havia encontrado ela teria partido para conseguir uma forma de partir daqui, seja sozinha ou até mesmo para todos nós.

Fato era, se ela fosse voltar eu deveria aguardar e já tinha em mãos uma forma de fazer esse tempo passar, no fim, mesmo que Mercy não voltasse, eu precisava aguardar até um horário mais propicio para nossa fuga.

Decidido do que faria, no cômodo que antes pertencia a Mercy, sentaria sobre a cama, ou até mesmo no chão, olhando livro por livro até que decidisse qual seria o escolhido.

Dados:
Objetivos:

_________________

III - Ragnarök - Página 3 YQAIlvY
Noskire
Imagem :
III - Ragnarök - Página 3 Medium_item_724846_140d3890d6
Créditos :
20
Ver perfil do usuário https://www.allbluerpg.com/t1577-akane-nanami#16810 https://www.allbluerpg.com/t1440-i-uma-divida-familiar#14929
Noskire
Rank E
Re: III - Ragnarök Ter Dez 13, 2022 7:51 pm

Kane não pareceu muito feliz com a exigência de Liu Feng, mas permaneceu calado, baixando a cabeça. O louco se separou do restante do grupo e caminhou até o escritório daquela casa abandonada. Com certeza dezenas de vagabundos já haviam passado ali ao longo dos anos para surrupiar qualquer objeto de valor que lá havia. Para a sorte do pirata, nenhum deles pareciam se interessar por livros velhos e empoeirados.

Depois de alguns minutos de busca e tosse, o louco conseguiu encontrar alguns livros que chamaram a sua atenção. Com uma pilha de cinco livros sob os braços, seguiu para o quarto de Mercy, onde se sentou na cama e começou a leitura. Pouco depois, Noi apareceu na entrada, sorrindo para o capitão e indo se deitar ao seu lado. — Eu espero que você não esteja com mais saudade dela do que sentiu de mim! — Advertia, embora ainda com um leve sorriso no rosto.

Havia poucas frestas na janela tampada com tábuas e pregos, mas era luz o suficiente para que Liu Feng pudesse ler a vontade. Noi apenas ficou deitada ali, observando, mas sem atrapalhá-lo de forma alguma, embora pudesse responder alguma possível dúvida do louco, fosse sobre os livros ou sobre o contexto em que eles se encontravam.

Liu Feng:
Jean Fraga
Imagem :
III - Ragnarök - Página 3 0eae7937a59e215aa08ddd3aa5edc78b
Créditos :
11
Ver perfil do usuário https://www.allbluerpg.com/t2452-ellie#27532 https://www.allbluerpg.com/t2453-i-edgerunners#27537
Re: III - Ragnarök Qua Dez 14, 2022 4:22 am

III - Ragnarök | Post - 22 | Musica

Não se preocupe quanto a isso Noi... Você é única — Inflando o ego da moça sorria voltando minha atenção para os livros.

Por onde começar? Era então que me decidia, abrira os livros que focavam na arte do disfarce, para sair dessa ilha vivo, eu precisaria disso imediatamente.

[Aprendizado da proficiência: Disfarce.]

Abrindo o livro me surpreendia, diferente dos livros lidos até agora, este continha mais ilustrações, explicando em sua maioria formas de utilizar panos e remendos de formas interessantes para criar um bom disfarce.

Queria tentar na pratica, então retirando a camisa, após uma leitura começaria a tentar.

O livro falava muito que o importante na hora de se disfarçar é esconder os detalhes mais marcantes, dando espaço para que os detalhes menos chamativos tomem contam da imagem criada pelas pessoas.

Buscava entender em meu rosto o que poderia ser isso e logo ia juntando algumas opções, inicialmente meu olho de cor carmesim, que contrastava com meu olho verde, partindo para baixo, a cicatriz que tinha nos lábios, era isso que precisava esconder na face.

Partindo para uma analise corporal, incialmente a mudança de roupa já seria suficiente, na verdade, pensava em algo até melhor, quem sabem com mais mudas de roupas, eu conseguisse mudar visualmente a minha fisionomia, dando a entender que sou mais gordo do que realmente sou.

Era uma ideia boa que guardaria para a hora de partir, de toda forma, voltava minha concentração novamente ao livro, vendo varias ilustrações de disfarces para o rosto e com a camisa que tinha pego anteriormente tentaria um deles.

Inicialmente dobraria a camisa formando um triangulo combinando uma ponta com a outra, em seguida, soltaria o pano sobre a cabeça, descendo-o até a testa, posicionando-o entre a linha do cabelo e a linha das sobrancelhas.

Em seguida enrolaria o lado direito em volta do queixo, assim puxando o lado esquerdo para baixo com força, focava na força pois caso não a usasse ele facilmente iria se desfazer.

Finalizando, eu enrolaria o lado esquerdo sobre o rosto, cobrindo tudo no espaço do meu pescoço até abaixo dos olhos, dando um ultimo acabamento para no meu caso esconder meu olho carmesim, eu inclinaria o pano, assim cobrindo também meu olho.

Ao fim, amarraria as duas pontas atrás da minha cabeça, assim finalizando o processo.

Com o tato entenderia o que havia conseguido cobrir e o que havia ficado de fora, essa técnica se chamava Shemagh, normalmente usado com um pano mais longo e fino.

Refazendo o processo mais algumas vezes, partiria para o restante do livro, prestando bastante atenção nas ilustrações e também nos comandos escritos, dando um foco maior nos disfarces corporais, já que me sentia seguro em proteger meu rosto com o que havia aprendido.

Quando acabasse o livro, faria questão de ler ele mais uma vez como forma de revisão, então, fechá-lo-ia levantando e esticando a coluna.

[Fim do Aprendizado da proficiência: Disfarce.]

Será se da tempo de ler mais um livro? — Olharia pela janela tentando ter uma noção de que horas era, procurando pelo sol no céu, afinal, teríamos que partir no fim da tarde, começo da noite.

Se sobrasse tempo partiria para os livros de furtividade, o ponto final para que conseguisse fazer uma fuga com sucesso.

Dados:
Objetivos:

_________________

III - Ragnarök - Página 3 YQAIlvY
Noskire
Imagem :
III - Ragnarök - Página 3 Medium_item_724846_140d3890d6
Créditos :
20
Ver perfil do usuário https://www.allbluerpg.com/t1577-akane-nanami#16810 https://www.allbluerpg.com/t1440-i-uma-divida-familiar#14929
Noskire
Rank E
Re: III - Ragnarök Qui Dez 29, 2022 10:03 pm

INFORMAÇÕES BÁSICAS

Aventura: https://www.allbluerpg.com/t2251-iii-ragnarok
Participantes: https://www.allbluerpg.com/t1620-liu-feng#17327
Localização da Aventura: East Blue :: Polestar


JEAN

GANHOS

● Aprendizado Disfarce [P22] Ok

PERDAS

● Espada Básica (Equipada) [P18] Ok

ALTERAÇÕES

● Recompensa 14.500.000 ฿S > 25.000.000   Ok

NOTA FISCAL

● -7.000.000 B$ Dado aos NPCs [P19] Ok

EXPERIÊNCIA

Experiência: 528 xp posts
xp caminho  528 Xp Adicionado

Quantidade de turnos do(s) Narrador(es): 22 posts ( 4 créditos + 2 posts pra tu usar quando quiser)


opinião: