Bem-vindo ao

All Blue

É com muito prazer que lhes damos os comprimentos ao nosso RPG. All Blue se trata de um RPG narrativo com o ambiente principal centrado em One Piece, obra de Eiichiro Oda.
Se divirta nessa nova aventura e se torne o novo rei pirata... Se puder!

Noites em Hoxter

Página 2 de 3 Anterior  1, 2, 3  Seguinte
Sasha
Imagem :
Berserker
Créditos :
58
Localização :
Rota 6 - 4ª Ilha Vedde
Ver perfil do usuário https://www.allbluerpg.com/t340-sasha-sparks#1002 https://www.allbluerpg.com/
Sasha
Rank B
Noites em Hoxter Ter Ago 02, 2022 6:44 pm
Relembrando a primeira mensagem :



Noites em Hoxter


[Civil]Ren

não possui narrador definido.
Aberta

_________________



Noites em Hoxter - Página 2 9g2joTh


Terry
Imagem :
https://i.imgur.com/x2frSwS.png
Créditos :
15
Localização :
República de Hoxter - 1ª Rota
Ver perfil do usuário https://www.allbluerpg.com/t313-ren https://www.allbluerpg.com/t2120-kris-a-incrivel-ninja#22935
Terry
Capodecina
Re: Noites em Hoxter Sab Ago 13, 2022 8:58 am




legenda


narração.
"pensamentos".
-falas.


post - 8



O fato de que eu ainda sentia uma pitada de dor na lateral do abdômen e na cabeça mesmo estando sob efeito da minha Dádiva Lunar, que também me fornecia hipoalgia, era o suficiente para eu entender que aqueles ataques que eu havia sofrido tinham sido bem devastadores. Eu evitei mordê-los quando me agarraram para não acabar com meu disfarce, e também não tentei mais usar a minha eletricidade de outras formas por achar que não seriam necessárias aqui. Eu havia subestimado aquele bando, e agora eu sabia que teria que lutar com tudo se quisesse vencer, mesmo que isso comprometesse meu disfarce. O fato de que aqueles peixes pequenos conseguiram me causar tanto dano apenas aumentou ainda mais a minha vontade de infligir o máximo possível de dor neles antes de dar fim das as suas vidas, minha sede de sangue estava no ponto mais alto desde muuito tempo. - Meus parabéns, vocês desperdiçaram a única chance que vão ter de me matar. - Falaria em um tom sarcástico, um sorriso malicioso se formando em meu rosto. - Essa lutinha greco-romana de vocês não vai mais funcionar em mim, fiquem avisados.

Milena falou alguma baboseira sobre querer matar o povo de Zou ou algo do tipo, claramente era uma coelha piradinha e megalomaníaca. Enfim né, eu não me importava nem um pouco com as motivações dela, a única coisa em que eu estava focada no momento era em receber a recompensa por sua cabeça. - Consegue anular a eletricidade é? Eu duvido. - Comentaria, em um tom de desdém, dando de ombros. - Tenho certeza que você tá usando algum truquezinho de circo pra sugar meu electro. Tipo, você realmente não me parece muito inteligente, sabe? - Colocaria meu dedo no queixo antes de continuar. - Cê demorou um tempão pra perceber que eu também sou mink, não sei se teria capacidade pra dominar a tabuada, quanto mais o “ápice do mugetsu”. - Usaria um tom de puro deboche, fazendo uso de minha língua de prata para irritá-la e fazer ela perder a calma enquanto eu me levantava. - Só aparência, rodeada de homens, e nadica de nada na cabeça. Já conheci muitas meninas assim nas “casas de massagens” que frequentei. - Faria uma risadinha, orgulhosa pelo meu insulto velado que ela teria que ser realmente burrinha pra não entender. - Pra falar a verdade, acho que até em aparência eu te daria uma nota sete no máximo. Talvez seis. - Não pouparia esforços para tirar ela do sério, e então surpreendê-la com meu movimento seguinte. Mesmo assim, não abaixaria a guarda.

Com ela tendo caído ou não na minha artimanha, eu iniciaria meu ataque surpresa. Minha forma Sulong me permitia usar meu electro de uma forma ainda mais amplificada que o normal, então, talvez, mesmo que não conseguisse sobrecarregar Milena com energia, no mínimo seria capaz de distrair ela e seus subordinados um pouco para que eu pudesse atacá-los de forma convencional. Usando o máximo de todo o poder combinado do meu mugetsu e da forma Sulong, quando ela menos esperasse, eu liberaria uma instantânea explosão de eletricidade ao meu redor na intenção de cobrir cada centímetro da área do galpão.

Eu sabia que a coelha iria usar sua habilidade especial para anular todo esse electro, mas eu não planejava facilitar nem um pouco o seu trabalho. Imediatamente após emitir a explosão elétrica, eu usaria rapidamente a eletricidade nas minhas pernas para me propulsionar, como um foguete, na direção do subordinado mais próximo. Isso aumentaria ainda mais minha velocidade, e provavelmente não seria anulado pois Milena estaria muito ocupada com a explosão de eletricidade que eu teria liberado mais ou menos no mesmo instante. Minha forma Sulong tornava esse tipo de locomoção, antes impossível para mim, possível.

Assim que chegasse à distância corpo-a-corpo do meu inimigo, imediatamente miraria as garras da minha nekote em um ataque perfurante contra seu coração, tentando nem lhe dar tempo para reagir ao meu ataque. Em seguida, com sucesso ou não, continuaria usando as garras de ambas as minhas mãos para arranhar e perfurar suas áreas vitais como olhos, garganta, barriga e coração com a maior brutalidade e selvageria possíveis, me deliciando com o sofrimento daquele pirata.

Caso tentem novamente me agarrar, eu já estaria bem preparada para isso, e imediatamente colocaria todas as minhas forças na mandíbula para desferir a mordida mais poderosa que eu conseguisse no momento em qualquer parte do corpo do agarrador que estivesse ao meu alcance. Também tentaria colocar eletricidade no meio, apenas para tentar distraí-los da mordida de fato e acharem que se trata de um ataque elétrico. Eu morderia e morderia um toda a violência até me soltarem, também tentando fincar minhas garras aonde eu conseguisse em seus corpos, dilacerando-os com toda a selvageria. Caso tivesse a oportunidade e visse que a coelha estava prestes a disparar mais dardos de besta contra mim, eu mesma agarraria um de seus subordinados e tentaria usá-lo como escudo humano, usando minhas velocidade aumentada para imediatamente ir pra trás dele. Também aproveitaria para rasgar a parte de trás de seu pescoço se por acaso ele ainda estivesse vivo. Dessa vez, usaria novamente aqueles mesmos ataques, mas além de mudar a ordem deles pra ficar mais imprevisível, também tentaria acertá-los em pontos cegos como as costas e a nuca, usando minhas velocidade superior e propulsão para atacar pelas costas deles.

Se conseguisse me aproximar de Milena desse jeito, tentaria novamente surpreendê-la e ao invés de atacá-la com arranhões, perfurações ou mordidas, faria o que ela menos esperava e usaria uma técnica dependente do meu eletro, no intuito de não dar nem tempo a ela de usar sua anulação de eletricidade. Usaria meu Rakurai 落雷 instantaneamente e sem carregar, o que faria a técnica ter a metade da força, o que pra mim era bom pois meu intuito não era matar a coelha e sim levá-la viva. Enfim, usaria a poderosa lâmina de eletricidade sem perder tempo e a fincaria bem no ombro da minha inimiga, seguindo o ataque com arranhões nos joelhos dela para diminuir sua possibilidade de locomoção e fuga. Caso tentasse fugir, correria trás e tentaria ao máximo não perdê-la de vista.

O básico de minhas defesas seria mantido, afinal, elas funcionaram anteriormente de certa forma, eu apenas as adaptaria para funcionar em conjunto com minhas novas táticas. Ainda priorizaria a esquiva, principalmente quanto aos projéteis lançados por Milena. Faria o possível para sair da trajetória deles assim que percebesse que estavam vindo em minha direção, seja com rápidas passadas para os lados, rolamentos para trás, saltos rápidos, abaixando meu corpo ou dando um rápido pulinho. Também tentaria esquivar os possíveis ataques físicos que viriam, usando as mesmas estratégias. Caso visse que não teria tempo para esquivar, logo colocaria minha nekote na direção do ataque e tentaria bloqueá-lo ou apará-lo dessa forma. Tendo sido atingida por um golpe de curta distância ou não, eu não tardaria a contra atacar com um forte arranhão bem na barriga do atacante (desde que não fosse Milena, em seu caso eu miraria no joelho mais próximo).





histórico:

arma:

objetivos:


_________________

"The soon-to-be Empress of the Underworld"

Noites em Hoxter - Página 2 UNCo9W5
Formiga
Imagem :
Noites em Hoxter - Página 2 26613303cf
Créditos :
10
Ver perfil do usuário https://www.allbluerpg.com/t1843-nymeria-nymph
Formiga
Desenvolvedor
Re: Noites em Hoxter Seg Ago 15, 2022 1:59 pm



Ren sentia que aquele combate não era como nenhum outro que já teve até então, todo o bando se mostrava serem figuras de força significativa, afinal, ela conseguia sentir em seu próprio corpo o resultado dos ataques realizados pelos homens. Ainda faltavam sete pessoas à sua frente, sendo que a figura de maior renome se tratava da Duquesa, a coelha de habilidades estranhas. Ren estava em um misto de ir com tudo e manter o seu disfarce, mas, logo conseguiu entendeu que não sairia dali viva se não usasse todas suas habilidades, começando então com sua lábia singular e ousada, que rapidamente fez uma veia calibrosa saltar na testa da coelha, era possível para felina até mesmo ver as pálpebras da antagonista tremendo com intensidade - Puta! Veremos se você vai falar tanto assim depois que eu te encher de buracos! - Retrucou a outra selvagem com raiva em suas palavras.

A falsa caçadora não perdeu tempo e rapidamente espalhou sua eletricidade como uma verdadeira explosão, sendo acompanhada pela movimentação de Milena que logo utilizava sua eletricidade de cor carmesim para barrar todas as ações realizadas pela garota, anulando pouco a pouco toda aquela explosão. Como esperado por Ren, aquilo fez com que a figura de liderança daquele grupo voltasse sua atenção para suprir por completo toda a eletricidade, enquanto ela lidaria com seus capangas! A garota não demorou para partir em direção ao primeiro alvo com extrema velocidade, enfiando furiosamente a nekote no coração do homem, seguido de alguns golpes em partes sensíveis do seu corpo. Um segundo membro do bando da Duquesa se aproximou pelo seu flanco e estava prestes a aplicar um suplex mais uma vez, no entanto, a felina agora estava preparada para isso.

Ren agia de maneira selvagem, mordendo e usando suas características raciais para infligir o máximo de dor e danos aos seus inimigos - Morre caralho! - A voz feminina da coelha se espalhou pelo ambiente e Ren pode ver que a eletricidade da mulher envolvia pequenos dardos de metal - Vou te mostrar a porra do ápice! - Gritou a Mink enquanto realizava movimentos com as mãos, controlando os dardos metálicos que logo eram lançados com velocidade em direção a Ren, que por sua vez, usava um terceiro homem de escudo para aquele ataque, que por sinal, era facilmente perfurado pelo ataque da sua capitã - Cuidado seus merdas! Prestes atenção em como lutam. - A selvagem parecia cada vez mais irritada com toda a situação, afinal, ela estava em vantagem numérica e mesmo assim não conseguia superar as habilidades de Kris.

Ren não tardou a avançar em direção a coelha, que rapidamente deu um grande saltou para trás caindo de costas para parede que indicava o fim daquele galpão, abrindo a distância de alguns metros entre elas. Um dos tripulantes se colocava na frente da felina, entrando diretamente em um combate físico, mas era superado pelas habilidades da falsa caçadora que parecia estar cada vez mais próxima do seu objetivo, enquanto continuava o percurso desviando dos disparos realizados pela duquesa. Quando estava em uma distância ideal ela utilizou uma das suas técnicas, porém, com metade da força para não ceifar por completo a vida do seu alvo, no entanto, mais um tripulante se colocava entre ela e o seu objetivo, dessa vez, de costa - Vá…senhora. - Disse o homem enquanto sofria o ataque.

O brilho vermelho da eletricidade da Duquesa se misturava com tonalidades amarelas, verdes, azuis e pretas, que formavam uma espécie de arco-íris. Tudo acontecia muito rápido e a caçadora conseguia notar o corpo do seu inimigo sendo perfurado, assim como seu próprio abdômen, coxa direita, bíceps esquerdo e o seu ombro, por flechas carregadas com tal energia.


Noites em Hoxter - Página 2 Ishida-uryu-ishida


Uma explosão acontecia jogando-a metros para trás, seu corpo ainda estava sentindo os efeitos da Hipoalgia e ela conseguiu sentir os ferimentos ardendo, quando olhasse, veria que pequenas “chamas” que carregavam as cores citadas anteriormente queimavam sua carne e também parte da sua vestimenta, que deveria ser tirada se ela não quisesse ser queimada por completo - as partes queimadas são dos locais que foram atingidos. Ao olhar para Milena, Ren veria que a Coelha parecia estar utilizando alguma espécie de técnica, já que sua pelagem ganhava as cores citadas e a eletricidade da mesma cor revestia seu corpo, assim como uma espécie de arco elétrico existia em sua mão direita - Vamos acabar logo com isso… - Disse enquanto apontava o arco em direção a Ren e disparava incontáveis flechas e dardos elétricos com extrema velocidade, que atingiam até mesmo os dois últimos dos membros do seu grupo que estavam em seu caminho, perfurando seus corpos com extrema velocidade incontáveis vezes. Aquela enxurrada vinha na direção da garota que sentia que seria transformada e pó se fosse atingida.


Ferimentos:

Perfuração no Abdômen; Coxa direita; Bíceps esquerdo e em ambos os ombros.
PdV: 36.912/49.140
STA: 1430/1800
Condição: Queimado II

Histórico:
Terry
Imagem :
https://i.imgur.com/x2frSwS.png
Créditos :
15
Localização :
República de Hoxter - 1ª Rota
Ver perfil do usuário https://www.allbluerpg.com/t313-ren https://www.allbluerpg.com/t2120-kris-a-incrivel-ninja#22935
Terry
Capodecina
Re: Noites em Hoxter Seg Ago 15, 2022 2:31 pm




legenda


narração.
"pensamentos".
-falas.


post - 9



Finalmente restavam apenas eu e Milena no campo de batalha, mas apesar de ter perdido a vantagem numérica, a coelhinha ainda parecia conseguir tirar várias novidades da cartola. Além de ter conseguido me acertar com flechas eletrificadas e multicoloridas, ela ainda havia mudado a tonalidade do próprio pelo e conjurado um arco elétrico, que por sinal havia lançado uma chuva enorme de mais flechas elétricas na minha direção. Eu não tinha tempo a perder e teria que dar o máximo de mim se quisesse sair viva dali, ainda mais sabendo que minha Dádiva Lunar não duraria muito mais tempo.

Imediatamente, removeria com minhas garras todas roupas que estavam queimando no meu corpo e, agora que ela não estava concentrada em anular minha eletricidade, aproveitaria para usar mais uma técnica: o meu Shunkō 瞬閧, e além disso, voltar a usufruir do meu Radiant Waltz. Ao usar o Shunko, instantâneamente meu corpo receberia ainda mais poder, que junto da minha Dádiva Lunar, alavancaria minhas capacidades físicas ainda mais além do que antes. Novamente, sem perder mais nem um instante, usaria meu estilo de combate personalizado para gerar uma barreira de eletricidade em volta de mim, no intuito de me proteger da rajada utilizada por Milena. Além disso, como uma camada extra de proteção, cataria um dos corpos dos subordinados mortos da coelha e os ergueria na minha frente usando minha destreza, usando-os como escudos humanos e buchas de canhão. Minha última linha de defesa quanto a bloqueio seria minha nekote, que eu eletrificaria e usaria para tentar aparar as flechas que vinham na minha direção com rápidos golpes contra elas.

Mesmo com duas camadas de proteção e duas habilidades que aumentavam minhas capacidades físicas, eu ainda não me garantiria totalmente contra aquela enxurrada e usaria toda a minha velocidade para, por meio de propulsão, saltar para fora da área de alcance da rajada de flechas, carregando comigo meus escudos e tentando destruir com fortes golpes de garra qualquer barreira que tivesse no meu caminho como paredes frágeis ou montes de entulho. Enfim, minha estratégia era: juntar o aumento de poder da dádiva lunar com meu shunko para então tentar pular pra fora da área de alcance da rajada de flechas, caso não conseguisse, tentar bloquear os projéteis com minha barreira elétrica, se não fosse suficiente usaria o escudo humano, e se ainda não fosse possível tentaria bloquear aparando as flechas com rápidos arranhões de nekote contra elas. Além disso, restaria apenas tentar me esconder atrás de alguma estrutura poderosa como uma pedra maciça. Essa seria minha última linha de defesa.

Minhas defesas usuais ainda seriam as de sempre, novamente comigo apenas as adaptando para funcionar em conjunto com minhas novas táticas. Ainda priorizaria a esquiva, principalmente quanto aos projéteis lançados por Milena. Faria o possível para sair da trajetória deles assim que percebesse que estavam vindo em minha direção, seja com rápidas passadas para os lados, rolamentos para trás, saltos rápidos, abaixando meu corpo ou dando um rápido pulinho. Também tentaria esquivar  possíveis ataques físicos usando as mesmas estratégias. Caso visse que não teria tempo para esquivar, logo colocaria minha nekote na direção do ataque e tentaria bloqueá-lo ou apará-lo dessa forma. Tendo sido atingida por um golpe de curta distância ou não, eu não tardaria a contra atacar com um forte arranhão mirando no joelho mais próximo de Milena.

Mesmo que eu fosse atingida depois de tudo isso, faria o máximo possível para aguentar a dor, e assim que ela tivesse finalizado aquela técnica tão problemática, eu recomeçaria minha ofensiva, sorrindo diabolicamente por agora saber que agora só restavam nós duas. Depois de lamber os beiços e encará-la com um olhar assassino, me impulsionaria novamente em máxima velocidade na direção dela, já carregando um montão de eletricidade nas minhas mãos e ainda dando meu melhor para desviar de futuros projéteis que ainda pudesse soltar contra mim. Antes mesmo de chegar numa distância corpo a corpo dela, eu dispararia a eletricidade carregada na forma de um gigantesco relâmpago mirando bem no torso dela. Esse ataque, porém, era um isca, e eu já esperava que ela fosse ou anulá-lo já que se orgulhava tanto daquela habilidade, ou esquivar. De qualquer forma, o verdadeiro ataque viria logo em seguida depois que visse ela bloqueando ou esquivando.

Ao ver que o ataque anterior não havia tido efeito como esperado, eu não diminuiria nem um pouco meu avanço, e me aproveitaria da abertura para, ao chegar bem próxima dela, novamente tentar pegá-la de surpresa com uma cusparada bem em seus olhos. O objetivo disso era desorientá-la ainda mais para o golpe que estava por vir. Tendo tido sucesso ou não no movimento anterior, eu desferiria o arranhão mais poderoso da minha vida, mirando bem o joelho mais próximo dela e usando toda a minha força, meu intuito era novamente dar um fim naquela grande capacidade de locomoção dela. Milena era muito boa em escapar de mim, e isso precisava acabar já. Não pararia por aí, tentaria ao máximo agarrá-la fincando minhas garras da outra mão em seu corpo, e depois disso, usaria qualquer que fosse a minha característica física que me permitisse causar o máximo possível de destruição nos braços daquela pirata e deixá-la bem coladinha em mim. Fosse rasgando com minhas garras, mordendo-a até arrancar pedaços, amarrando meu rabo na perna dela e puxando-o pra tirar seu equilíbrio. Enfim, eu não mediria esforços para destruir os braços dela até que ela nunca mais conseguisse usar aquele arco na vida. Se conseguisse arrancar seus braços ou pernas fora, melhor ainda.

Já esperando que a maldita arrumasse alguma forma de se escapulir de mim mesmo depois dessa ofensiva super complexa, eu mais uma vez usaria todo o potencial tanto do meu shunko quanto do restinho da minha dádiva lunar para liberar mais uma gigantesca explosão de eletricidade para todos os lados, usando o máximo do meu alcance e a potência mais alta que eu conseguisse no momento. Com o golpe a atingindo ou não, ela com certeza novamente seria distraída por ele, o que me daria a oportunidade de mais uma vez avançar em alta velocidade em sua direção e tentar destruir seus braços e pernas tanto com minha nekote, quanto minhas presas, garras e segurando ela com meu rabo de gata agora que eu estaria apenas com a roupa de baixo. Usando o restinho da minha hipoalgia, eu também faria todo o esforço possível para segurar firme e aguentar qualquer dor que sentisse sem que elas prejudicassem minhas habilidades de luta e estratégias.





histórico:

arma:

objetivos:


_________________

"The soon-to-be Empress of the Underworld"

Noites em Hoxter - Página 2 UNCo9W5
Formiga
Imagem :
Noites em Hoxter - Página 2 26613303cf
Créditos :
10
Ver perfil do usuário https://www.allbluerpg.com/t1843-nymeria-nymph
Formiga
Desenvolvedor
Re: Noites em Hoxter Seg Ago 15, 2022 3:36 pm



Ren não estava em uma situação fácil e aquele show de cores chamava a atenção da protagonista, que por sua vez, não tardava a utilizar uma nova técnica para intensificar ainda mais suas qualidades físicas. Claro, ela sabia que o tempo da dádiva estava acabando, perdendo assim um grande trunfo que combinava com suas qualidades raciais e também seu método de lutar, ou seja, ela resolveu dar tudo de si naquele momento. A rajada de flechas elétricas vinha em sua direção com velocidade, o som da eletricidade se espalhava pelo ambiente como um verdadeiro zumbido, que ficava mais intenso na medida que mais flechas eram disparadas. Como Ren lidou com tudo aquilo? Bem, usando sua própria eletricidade para criar uma espécie de barreira, mas, também fez uso dos corpos sem vida dos aliados da coelha, que estavam cheios de furos para ser bem sinceros e com isso, tiveram sua utilidade diminuída.

A felina se esquivava, bloqueava e até mesmo utiliza sua eletricidade para se chocar contra os poderes da Duquesa, que continuava enviando rajadas e mais rajadas de flechas elétricas sem interrupção, algo que visivelmente teria um custo, já que era possível ver o sangue escorrendo pelo seu nariz. Segundos depois a antagonista parou com as rajadas e era possível ver com maior clareza as gotas do líquido rubro acertando o chão, mas sendo limpas com extrema velocidade por Milena, que parecia não querer demonstrar sua fraqueza. A cor da sua pelagem e também da eletricidade a sua volta não mudava, permanecendo com aquele mix de cores tão belos como o arco-íris, pelo jeito, ela também estava dando tudo de si naquele momento.

Ao ver que a Ninja partia em sua direção novamente, a Duquesa começou a soltar novas flechas, porém, uma por vez como fez antes com os dardos, mostrando que uma rajada tão intensa como a que fez outrora tinha um custo pesado. Ren continuou desviando e se aproximando aos poucos da criminosa, que estava com uma expressão raivosa em sua face, que piorava a cada flecha disparada. Ren não demorou para alcançar uma distância média para curta, lançando rapidamente um disparo elétrico contra a mulher, que criou uma barreira para se opor ao ataque da mulher. Aquilo era tudo que a felina desejava, já que cuspiu na cara de Milena e aplicou-lhe um golpe violento na altura do seu joelho, que dilacerou por completo a carne e os ossos ali existentes. O urro de dor era ouvido com clareza e aquilo poderia satisfazer os desejos mais sádicos da selvagem, que estava pronta para finalizar sua oponente e finalmente conseguir todo dinheiro que necessitava.

Ren parou? Claro que não! Aproveitando do pouco espaço entre elas a garota rapidamente se agarrou a Milena, rasgando seus membros e até mesmo mordendo, mordida essa que quase arrancou por completo o braço esquerdo da coelha, que gritou de dor e liberou uma intensa e descomunal quantidade de eletricidade como uma verdadeira explosão, mandando a felina pelos ar. Dava para ver a musculatura no braço da coelha e estava claro que seu antebraço estava conectado ao seu bíceps apenas por algumas tiras musculares. O sangue escorria pelo chão, ela se apoiava apenas em uma única perna já que na outra, seu joelho não existia mais - Você vai morrer aqui comigo. - Bradou a mulher enquanto seus pelos ficavam eriçados e aquele misto de cores se unia por completo, dando lugar a uma tonalidade vermelho sangue com algumas partes pretas - Eu irei te destruir e tudo o que estiver atrás de você. - Falou a Mink tendo seus olhos preenchidos com a mesma cor da eletricidade e uma imensa cabeça de dragão elétrica se formar ao seu redor - Dragão Carmesim Sem Fim. - As palavras da Coelha serviram como um gatilho para que seu corpo se movesse com velocidade, sendo levado pela própria eletricidade e aquele imenso dragão destruindo todo o cenário por completo. Ele era tão grande e com uma pressão tão forte que Ren podia sentir que seria difícil lidar com aquilo, ainda mais agora que sua dádiva tinha acabado.


Noites em Hoxter - Página 2 Naruto-8th

Ferimentos:

Perfuração no Abdômen; Coxa direita; Bíceps esquerdo e em ambos os ombros.
PdV: 31.722/49.140
STA: 1350/1800
Condição:

Histórico:
Terry
Imagem :
https://i.imgur.com/x2frSwS.png
Créditos :
15
Localização :
República de Hoxter - 1ª Rota
Ver perfil do usuário https://www.allbluerpg.com/t313-ren https://www.allbluerpg.com/t2120-kris-a-incrivel-ninja#22935
Terry
Capodecina
Re: Noites em Hoxter Seg Ago 15, 2022 3:48 pm




legenda


narração.
"pensamentos".
-falas.


post - 10



Minha estratégia havia funcionado, e eu tinha conseguido tanto sobreviver a chuva de flechas que a Duquesa havia arremessado, quanto infligir sérios danos ao seu joelho e ao seu braço. Eu estava extremamente satisfeita com todas as feridas que tinha aplicado na coelhinha, mas não tive tempo de deleitar naquilo. Apesar de meus avanços, naquele momento nem tudo eram flores. O fim da minha Dádiva Lunar removia minha hipoalgia, fazendo com que toda aquela dor imensa dos ferimentos que eu tinha sustentado até ali me atingisse toda de uma vez. Arregalaria os olhos e soltaria um altíssimo grito de dor, dor essa que vinha em sua maior parte do meu abdomem perfurado. Como se isso não bastasse, a exaustão causada tanto pelos ferimentos quanto pelo fim da forma Sulong dificultava ainda mais a minha vida, embora o meu Shunko ainda estivesse ativo. Porém, por mais debilitada que eu estivesse, eu ainda não tava fora do jogo.

Em um último ataque desesperado, Milena vinha pra cima de mim como um gigantesco touro desgovernado. Destruindo tudo que via pela frente na forma de uma enorme cabeça de dragão vermelha. Eu muito provavelmente perderia a luta na mesma hora se fosse atingida em cheio por aquela coisa, e na minha condição de exaustão e dor intensa eu não me via conseguindo fugir dali apenas correndo ou saltando. Eu precisava pensar em uma forma de escapar daquilo sem precisar correr. Foi aí que tive uma epifania, e como ela não estava usando sua anulação de eletricidade no momento, eu poderia muito usar essa estratégia que tinha acabado de bolar. Carregando rapidamente todo o restante de eletricidade que tinha nas palmas das mãos, usando o potencial do meu Shunko ao máximo, eu liberaria um relâmpago poderosíssimo de eletricidade contra o chão de onde eu estava, na intenção de fazer o impacto do meu golpe me atirar pra longe e, consequentemente, pra fora do área de efetividade do dragão carmesim. Mesmo que não conseguisse escapar totalmente ilesa daquele ataque, eu esperava ao menos me livrar da maioria do dano.

Noites em Hoxter - Página 2 OfENkiw

Se não fosse possível fazer isso, me restava apenas tentar escapar à moda antiga, forçando minhas pernas ao limite para que eu conseguisse correr pra algum lado, não para trás, no intuito de sair o quanto antes da trajetória de Milena. Caso visse que nada disso seria efetivo, restava tentar bloquear aquilo com tudo que me restava de força. Imediatamente ergueria mais uma barreira de eletricidade e posicionaria a minha nekote aberta bem na minha frente, na intenção de usar minha destreza ao máximo para parar o avanço da coelha e frear sua técnica. Essa era minha última linha de defesa.

Após a técnica dela, caso ainda estivesse em condições, andaria até Milena e verificaria se ela ainda estava viva, cutucando-a com minhas garras caso não tivesse certeza de início. Manteria sempre a guarda alta e estaria sempre pronta para esquivar ou bloquear qualquer outro golpe dela, e se necessário daria mais uns arranhões nela em áreas não letais até que ela ficasse inofensiva.

Se estivesse viva e consciente, com um sorriso triunfante e sádico no rosto, eu começaria a falar. - Você tem sorte, Milena. - Comentaria, ofegante, enquanto agarrava suas orelhas. - Se você não fosse mais valiosa pra mim viva do que morta, eu estaria te torturando beem lentamente agora. - Concluiria, ainda sentindo uma dor intensa, mas sabendo que eu ainda tinha coisas a fazer antes de tratar meus ferimentos. Se ela estivesse morta, eu suspirava fundo, um pouco frustrada por saber que receberia menos dinheiro. Apenas por desencargo de consciência, eu procuraria algum farrapo e cortaria com minhas garras para improvisar uma máscara. De qualquer forma, com ela viva ou morta, acordada ou desacordada, depois de colocar aquilo, eu agarraria novamente nas orelhas de Milena e a arrastaria até o quartel da marinha no intuito de coletar a recompensa, fazendo o possível para tentar aguentar a dor intensa que eu ainda sentia. Caso algum marinheiro no caminho venha perguntar sobre a situação, explicaria para ele que eu era uma caçadora de recompensas iniciante e estava indo entregar uma criminosa no quartel para receber o dinheiro.







histórico:

arma:

objetivos:


_________________

"The soon-to-be Empress of the Underworld"

Noites em Hoxter - Página 2 UNCo9W5
Formiga
Imagem :
Noites em Hoxter - Página 2 26613303cf
Créditos :
10
Ver perfil do usuário https://www.allbluerpg.com/t1843-nymeria-nymph
Formiga
Desenvolvedor
Re: Noites em Hoxter Seg Ago 15, 2022 10:26 pm



O combate até então tinha sido selvagem e aquele último movimento de Milena carregava essa selvageria da maneira mais genuína possível. A atiradora era alguém nitidamente dotada de peculiaridades interessantes, alguém experiente para mesclar suas capacidades a longa, média e curta distância, contudo, o local onde aquele embate ocorreu não foi um dos melhores para extrair todo seu potencial. A Duquesa utilizava seu último recurso sem pensar duas vezes, deixando que toda a eletricidade existente no seu corpo fosse utilizada como forma de externar seu ímpeto, como um imenso dragão destrutivo. Do outro lado a existência de Ren por si só já era um fator interessante, a pequena felina cresceu no submundo de maneira realmente assustadora, concluindo trabalhos difíceis e ganhando aliados, além de claro, alguns inimigos novos e perpetuando as antigas desavenças.

Naquele momento a falsa caçadora estava em uma situação arriscada, seu “trunfo” tinha acabado e seu corpo retornava ao estado normal, trazendo com ele toda a carga de algia decorrente dos ferimentos existentes em seu corpo até então, o que fez - por uma mera fração de segundos - a visão da selvagem escurecer de uma única vez, mostrando o peso que aquele combate carregava. Ela não tinha opções, além das dores seu corpo estava acometido pela exaustão que vinha após o uso da forma Sulong, afinal, todo poder forte tem um revés a altura. De qualquer forma, ela ainda tinha uma opção, já que bater de frente com aquela monstruosidade elétrica era a última coisa que ela queria, na verdade, sair da trajetória de ação daquela técnica realizada por Milena era a melhor das opções.

Bom, sem mais delongas, Ren acumulou todo seu ímpeto em forma de eletricidade em suas mãos, enquanto observava o dragão elétrico vindo destruindo tudo no seu caminho. A garota não demorou para liberar sua eletricidade de uma única vez, criando uma espécie de explosão que lançou a jovem lateralmente e com extrema selvageria, porém, que não a livrou completamente dos danos. Por mais rápido que fosse, a Duquesa estava vindo com tudo de si e sua técnica foi capaz de acertar toda a perna esquerda da mulher, queimando por completo tal área em uma velocidade assustadora. Seus pêlos foram destruídos e a pele ganhou uma coloração vermelha com extrema velocidade, assim como o surgimento de pequenas bolhas que se espalharam com velocidade igual. O ardor faria Ren gemer tão alto que toda Hoxter poderia ouvir o lamento da felina, era literalmente impossível mover aquela perna e sequer mover seu corpo por completo, mas, o pior ainda estava por vir.

BOOOM! Uma explosão ocorreu e o galpão desabou quase instantaneamente após o estrondo, caindo por cima de Ren que por sorte, estava próximo a algumas caixas que serviram como apoio. O choque mexeu com os sentidos da felina, o zumbido agudo tomou conta da sua audição e a poeira impregnou seu nariz. Aquilo durou por alguns segundos ou foram minutos? Não dava para ter certeza, mas, quando o zumbido começou a diminuir de maneira gradativa, ela conseguiu escutar uma voz conhecida ecoando pelas pequenas brechas existentes nos escombros - Onde está você? - Com o som era possível ouvir alguns barulhos, era como se alguém estivesse mexendo nos escombros do galpão ou o mais perto disso. De qualquer forma, não demorou para que Izzy encontrasse sua irmã, claro, ela havia evitado chamá-la pelo nome e a expressão preocupada em sua face demonstrada todo seu arrependimento por não ter chegado mais cedo - Você está bem? Venha, deixa eu te ajudar! - Falou a garota tirando mais alguns dos entulhos que cobriam a felina, puxando-a com um certo cuidado, mas, não deixando de fazer a falsa caçadora sofrer com as dores que se espalhavam pelo seu corpo.

Ren não se encontrava completamente consciente, era possível para garota sentir que suas vistas se apagavam em alguns momentos e ela parecia trocar de cenário pouco a pouco, mas, a voz de Izzy era algo recorrente em todos os momentos, parecia que a figura feminina estava querendo mantê-la acordada o mais rápido possível, contudo, não tinha total sucesso. Ela pode ver algumas pessoas a observando, porém, ela não conseguia ver com clareza e não se tratava unicamente da perda de consciência, mas sim por uma espécie de pano que estava cobrindo seus olhos e também sua face como um todo, provavelmente, algo feito por sua irmã. A protagonista pode sentir seu corpo sendo levado em diferentes momentos, e por fim, apagou de uma única vez.


. . .


Não era possível saber quantas horas tinham passado, pelo menos não no momento inicial em que Ren abrisse os olhos, tendo a visão de um teto de cor branca, com alguns detalhes de tom amarelo - Você nos preocupou! - Bradou Maria aparecendo no raio de visão da selvagem - Sim! Se não fosse pela teimosia da Izzy, você não estaria viva agora. - Continuou em um tom levemente autoritário e repreensivo, mas, que carregava um certo respeito pela sua superior - Fique calma, seu corpo estava um bagaço, mas conseguiram te ajudar. - Izzy bradava de maneira tranquila, aliás, era possível ver um sorriso largo na face da médica do grupo. Ren demoraria um pouco para se situar, mas, veria que ela se encontrava agora no quarto do Hotel Belucci, rodeada pelas duas e não era possível ver nenhum sinal da Milena, será que ela tinha ficado entre os escombros? Tudo aquilo tinha sido em vão? De qualquer forma, a dor aguda fazia seu corpo se contorcer por completo - Eu te dei um medicamento para dor, mas pelo grau dos seus ferimentos não vai adiantar muito. Então, peço que fique em repouso essa noite pelo menos. - Disse a médica. Caso Ren olhasse para seu corpo, veria que sua perna estava completamente enfaixada, assim como grande parte do seu corpo e ela parecia uma verdadeira múmia.

Ferimentos:

Perfuração no abdômen; coxa direita; bíceps esquerdo e em ambos os ombros.
Queimaduras de segundo grau na perna esquerda.
Escoriações pelo Corpo

Contagem: 01/05 Turnos

OBS: Todos os ferimentos foram devidamente tratados e levaram 5 turnos para curar por completo, a partir do terceiro turno você já consegue andar com maior tranquilidade, mas esforços acentuados terão uma penalidade no narrativo.
PdV: 23.258/49.140
STA: 1350/1800
Condições: -

Histórico:
Terry
Imagem :
https://i.imgur.com/x2frSwS.png
Créditos :
15
Localização :
República de Hoxter - 1ª Rota
Ver perfil do usuário https://www.allbluerpg.com/t313-ren https://www.allbluerpg.com/t2120-kris-a-incrivel-ninja#22935
Terry
Capodecina
Re: Noites em Hoxter Seg Ago 15, 2022 10:28 pm




legenda


narração.
"pensamentos".
-falas.


post - 11



- Cadê a pirata? - Era a primeira coisa que perguntaria, em um tom mortalmente sério, ao passo que tentava sentar na cama, sabendo que toda aquela luta teria sido em vão se a coelha tivesse escapado. Eu não me importava nem um pouco com o tempo que tinha passado desde que eu fiquei desacordada, naquele momento eu só queria era saber se todo aquele risco, tanto físico quanto de carreira, que eu corri pra tentar capturar a duquesa tinha servido pra alguma coisa ou não. Minha sede de sangue e sadismo ainda não haviam sido completamente saciados, e dependendo da resposta, ficariam até aumentados. Em outras palavras, eu já saberia que algum civil inocente de Hoxter ia ter momentos finais beeem desagradáveis assim que eu pudesse sair daquele cama.

Caso elas respondessem que Milena estava capturada e ainda em nossa posse, eu faria um pequeno suspiro de alívio. Bom, apesar de agora saber que meus 100 milhões não tinham saído do meu alcance, o fato de que eu tinha precisado da ajuda de terceiros pra sair daquela situação havia me deixado levemente (muito) mau humorada, afinal, além das meninas terem descumprido minhas ordens, todo o propósito de eu ter ido sozinha e disfarçada era pra tentar evitar qualquer ligação direto entre a caça de recompensas e meus negócios no submundo. Não era sobre algum senso orgulho como alguns guerreiros bobões tem por aí, que ficam bolados quando terceiros interferem em seus duelos por uma questão de honra. Meu problema era que meus planos haviam falhado parcialmente, o que significava que a culpa das coisas não terem saído perfeitamente, no fim das contas, foi minha. Como se não bastasse, meus ferimentos haviam sido tão graves que eu ia precisar ficar de cama por mais um dia inteiro.

Eu estava bem frustrada e irritada comigo mesma e mais ninguém, afinal, as garotas não tinham culpa de nada, e se elas não tivessem vindo, eu provavelmente ainda estaria soterrada debaixo daqueles escombros. Se eu tivesse mais poder, nada daquilo teria acontecido. Naquele momento, rapidamente faria uma nota mental para tentar desenvolver mais técnicas e habilidades super poderosas caso fosse preciso enfrentar outros inimigos daquele calibre, já que depois de tudo aquilo, a luta contra Milena havia me dado algumas boas ideias. Eu não pretendia mais brincar em serviço, e dali pra frente, eu ia me esforçar bastante para atingir o limite máximo do meu potencial destrutivo. Eu sabia que não podia permitir que meus negócios continuassem correndo o risco de serem prejudicados pela minha falta individual de força se quisesse continuar subindo na hierarquia da organização, ainda mais quando eu  tinha o otário do Barzini na minha cola o tempo todo e sabe-se-lá quem mais. Pela própria natureza do trabalho submundo, a possibilidade de eu ter inimigos ocultos e nem saber quem são era bem alta.

- Brigada. - Seria todo o agradecimento que eu expressaria a respeito, me dirigindo a Izzy e Bell com um sorriso claramente ultra forçado. Embora eu soubesse que elas mereciam algo mais concreto vindo de mim por terem me salvado, e eu estivesse verdadeiramente grata e planejasse agradecê-las de forma mais adequada em outro momento, meu estado psicológico atualmente não estava muito bom, e quanto menos eu pensasse na luta naquele momento, menor seria a chance de eu acabar acidentalmente falando alguma coisa que eu fosse me arrepender no futuro.

Eu queria jogar uma pá de terra em cima daquele assunto todo e encerrá-lo o mais rápido possível, então imediatamente daria minha palavra final sobre e já mudaria a direção da conversa. - Enfim, amanhã quero que vocês me levem até onde a Milena tá escondida. Quero ter eu mesma a satisfação de entregar aquela orelhuda nas mãos da marinha. - Finalizaria, fitando minha perna enfaixada por alguns instantes com um olhar afiado e cheio de rancor. Depois disso, voltaria a olhar pra Izzy, já mudando para uma expressão facial neutra. - Bom, já que vou ficar presa aqui por uma noite inteira, que tal você ir na cidade e me trazer alguns livros pra ler, mana? A Bell pode ficar aqui cuidando da minha recuperação. - Sugeriria, cruzando os braços. Se tem uma coisa que eu aprendi nessa vida foi a, quando só tem limão no armário, fazer uma bela limonada. - Me traz alguma coisa sobre intimidação e barganha, já faz um tempo que eu tô querendo aprender mais sobre esses assuntos. Pode usar meu dinheiro. - Finalizaria, para então deitar novamente na cama, me enrolando com os lençóis e tentando voltar a dormir, na esperança de que meu mau humor fosse desaparecer quando acordasse.





histórico:

arma:

objetivos:


_________________

"The soon-to-be Empress of the Underworld"

Noites em Hoxter - Página 2 UNCo9W5
Formiga
Imagem :
Noites em Hoxter - Página 2 26613303cf
Créditos :
10
Ver perfil do usuário https://www.allbluerpg.com/t1843-nymeria-nymph
Formiga
Desenvolvedor
Re: Noites em Hoxter Seg Ago 15, 2022 10:57 pm



As primeiras palavras que saíram da boca da felina não foram de agradecimento, na verdade, sua única preocupação era se todo seu esforço tinha sido em vão - Não, a Anzu está com ela em um local próximo. - As palavras de Izzy podiam confortar o coração atribulado da falsa caçadora - Não tinha certeza sobre como você queria lidar com isso, então, decidimos mantê-la presa. - Continuou a irmã da felina - E antes que pergunte a Izzy usou um disfarce, ela saiu pouco tempo depois que você e pelo que me contou, seguiu seus passos no local onde comprou o disfarce e também na marinha, mas, ela deu seu próprio jeitinho para conseguir seu disfarce. - Maria era sucinta em suas palavras e bem explicativa, deixando tudo às claras para a selvagem.

Ao olhar em volta ela conseguiria ver em cima de uma pequena cômoda, uma peruca loira com algumas mechas azuladas - Eu entendi o porque do seu disfarce, acabei me atrasando um pouquinho para roubar essa peruca e por isso, acabei te perdendo de vista e chegando atrasada lá no Leste. - Izzy também era direta em suas explicação - Quando for assim pode contar conosco, você sabe que somos boas de briga e estamos juntas nessa. - Maria mostrava seu apoio e balançava positivamente ao agradecimento da selvagem. Por mais que tentasse, dava para ver nitidamente que Ren não estava totalmente confortável com a situação - Certo, sem problemas. - Falou Izzy com um sorriso amarelado em sua face, querendo também disfarçar todo aquele clima.

De qualquer forma, a protagonista logo voltava para os lençóis, com o intuito de dormir. Era possível sentir algumas fisgadas e um ardor incômodo, mas, que não a impedia de dormir com certa tranquilidade, mesmo com todas as dificuldades que estava passando. Ela acordaria algumas vezes após algumas horas e caso observasse, notaria que os livros que ela pediu estavam logo no canto da cama, mas, ela se encontrava sozinha no quarto. Ela podia voltar a dormir? Sim, nesse caso, a garota acordaria logo pela manhã, vendo que Maria estava por ali e Anzu também, a peruca loira havia sumido, sinal que Izzy estava disfarçada cuidando de Milena.

Ferimentos:

Perfuração no abdômen; coxa direita; bíceps esquerdo e em ambos os ombros.
Queimaduras de segundo grau na perna esquerda.
Escoriações pelo Corpo

Contagem: 02/05 Turnos

OBS: Todos os ferimentos foram devidamente tratados e levaram 5 turnos para curar por completo, a partir do terceiro turno você já consegue andar com maior tranquilidade, mas esforços acentuados terão uma penalidade no narrativo.
PdV: 23.258/49.140
STA: 1350/1800
Condições: -

Histórico:
Terry
Imagem :
https://i.imgur.com/x2frSwS.png
Créditos :
15
Localização :
República de Hoxter - 1ª Rota
Ver perfil do usuário https://www.allbluerpg.com/t313-ren https://www.allbluerpg.com/t2120-kris-a-incrivel-ninja#22935
Terry
Capodecina
Re: Noites em Hoxter Ter Ago 16, 2022 12:01 am




legenda


narração.
"pensamentos".
-falas.


post - 12



Ao acordar, já podia sentir que minhas feridas haviam melhorado um pouco. Eu com certeza ainda não estava 100%, mas a melhora havia sido muito perceptível. Também via que Izzy tinha trazido os livros que eu pedi mais cedo, o que significava que agora eu teria alguma coisa pra ocupar minha mente ao invés de ficar remoendo aquela batalha eternamente. Sem esperar nem mais um segundo, depois de contar o meu dinheiro pra ver o quanto havia sido gasto nos livros, já pegaria pra ler aquele cujo assunto era intimidação, claro, apenas se fosse possível ter uma sessão de leitura naquela situação.

Aprendizado de perícia - Intimidação

Ao começar a ler, rapidamente percebi que existem várias formas de conseguir o que quero intimidando alguém. Eu já tinha visto pessoas intimidando outras muito bem na minha área de trabalho, só que eu mesma ainda não tinha muito conhecimento sobre como fazê-lo com máxima eficiência. No livro tinha escrito que demonstrações de força exageradas são muito efetivas, e além disso, demonstrar claramente o quão mais fraco e imponente aquele que você quer intimidar está em dado momento, é a chave do sucesso.

Eu já imaginava várias formas sobre como poderia usar todas aquelas sugestões em situações do meu cotidiano. Talvez lidando com algum subordinado espertalhão demais, um cliente que não quer pagar pelos serviços do distrito, ou até algum traidor que se recusa a revelar suas fontes e empregadores. Realmente já dava pra perceber que intimidação era uma habilidade que ajudaria bastante em meus negócios, tanto dentro quanto fora do submundo do crime. Ao fim do livro, eu já seria uma perita no assunto.

Fim do aprendizado de perícia

Descansaria o máximo quanto pudesse, no intuito de ajudar meu corpo a se recuperar. Caso já conseguisse andar novamente e visse Anzu e Mariabell presentes no quarto, imediatamente levantaria da cama, silenciosamente colocando minhas roupas e pegando meus pertences logo em seguida. Quando pronta, me dirigiria para elas, usando um tom quase alegre. - Bom dia garotas! - Cumprimentaria animadamente, porém sem nem tentar esconder em meu tom o sutil aspecto malicioso da minha felicidade. - E a Milena? Vamos fazer uma visita? Deve estar se sentindo muito sozinha, a coitada. - Daria a ordem, praticamente salivando para colocar as mãos nela novamente. - Bell, você vem comigo. E leve suas ferramentas de médica. - Complementaria, sem dar mais detalhes. Se tivesse algum disfarce disponível, usaria, se não, iria mesmo assim e dane-se.

Andando até o local onde ela estava sendo mantida, fantasiando sobre como melhor saciar aquele desejo por sangue que tinha aumentado mais e mais a cada segundo desde a luta, um sorrisinho de canto de boca estampado em meu rosto. Ao chegar lá, ignoraria completamente a presença de quem quer mais que estivesse lá e fixaria minhas atenções na coelha, ansiosa para, além de saciar minha ânsia por sadismo, descontar nela todas as minhas frustrações acumuladas antes de entregá-la pra marinha. Eu tinha pensado bastante em vendê-la pra algum colega do distrito da luz vermelha, mas eu realmente precisava do dinheiro e não imaginava que alguém na organização fosse pagar qualquer valor próximo 100 milhões por uma ordinária igual ela.

Verificaria se a coelha estava acordada ou não, se estivesse, andaria até ela e daria repetidos tapas em seu rosto até que acordasse. Por virtude de estar presa, também imaginei que ela fosse estar amarrada e amordaçada, e se esse fosse o caso, com uma expressão de pura catarse, cumprimentaria minha velha amiga. Se não estivesse amordaçada, eu mesma daria um jeito de achar um pano, nem que fosse da minha própria roupa, e amordaçaria ela pra evitar que ela gritasse. - Oi Milena, quanto tempo! Lembra de mim? - Cumprimentaria, em um tom propositalmente falso. - Como vai a vida? Tem feito muita coisa esses dias? - Continuaria, levantando seu queixo com meu dedo indicador e a olhando nos olhos, depois de alguns instantes, voltaria minha atenção para suas orelhas. - Sabe, sempre achei muito fofas essas orelhinhas que vocês minks coelhas tem. - Faria uma pequena carícia na orelha direita, ainda sorrindo. - Já sei! Que tal eu pegar uma pra mim? - Sugeriria.

- Bell, se prepara pra não deixar ela morrer. - Falaria isso, em minha face um semblante de puro êxtase. Eu imediatamente me prepararia pra separar Milena daquela parte de seu corpo com um arranhão de minha nekote, e faria o ato logo em seguida. O prazer, a satisfação e catarse que teria com aquilo eram praticamente indescritíveis, e eu tive que me segurar muito pra não sair gargalhando igual uma louca. Enfim, depois desse ato tão maravilhoso, minha sede de sangue havia sido saciada e tanto meu humor e estado psicológico pleno haviam sido praticamente quase restaurados à normalidade.

Depois que Bell terminasse de tratar a coelha, voltaria minha atenção para o resto das garotas, já bem mais tranquila. - Agora tá na hora de tirar o lixo para fora. - Declararia. - Ah, quase me esqueci. Vocês todas fizeram um ótimo trabalho meninas, nada disso teria sido possível sem vocês. - Agradeceria com uma sincera gratidão, fazendo uma pequena reverência. Como Izzy estaria disfarçada, caso eu não tivesse meu próprio disfarce em mãos, ordenaria que ela me desse o que estava vestindo ali mesmo, trocando de roupas com ela, pra eu mesma poder ir entregar Milena no quartel da marinha. Uma vez toda pronta pra sair, colocaria Milena nos ombros e andaria até a saída. - Se forem me seguir, façam isso de longe e tentem não ser vistas se não for necessário. - Explicaria, saindo do lugar e fazendo meu caminho até o QG da marinha.

Qualquer impedimento no meu caminho, como caçadores de recompensa atrás de roubar minha presa ou outros piratas tentando resgatar Milena, seria respondido imediatamente com a garganta da coelha sendo rasgada sem dó nem piedade pelas garras da minha nekote. Meu psicológico poderia estar quase totalmente normalizado, mas como a situação de Milena ainda não estaria totalmente resolvida, e meu temperamento não era naturalmente calmo, não seria preciso muita coisa pra que meu pavio queimasse por completo de novo.

Ao chegar no quartel, toda sorrisos como uma criança no dia de seu aniversário, perguntaria aos marinheiros locais sobre como entregar piratas para receber recompensa, e então seguiria as instruções deles. Jogaria Milena no chão como um saco de batatas assim que tivesse completado a “transação”, derrubando o cartaz bem em cima dela como se descartando lixo. Depois de pegar meu dinheiro e guardá-lo, faria um “tchauzinho” pra coelha antes de vazar, isso se ela estivesse acordada. Enfim, voltaria para meu quarto no Bellucci no intuito de ler o outro livro, feliz e satisfeita por todo aquele fiasco finalmente ter chegado ao fim.





histórico:

arma:

objetivos:


_________________

"The soon-to-be Empress of the Underworld"

Noites em Hoxter - Página 2 UNCo9W5
Formiga
Imagem :
Noites em Hoxter - Página 2 26613303cf
Créditos :
10
Ver perfil do usuário https://www.allbluerpg.com/t1843-nymeria-nymph
Formiga
Desenvolvedor
Re: Noites em Hoxter Qui Ago 18, 2022 2:55 pm



Ren acordava logo de manhãzinha e optava por ficar imersa em um aprendizado, usando um dos livros que estavam nas proximidades. Suas finanças não tinham sofrido muito danos, os livros custaram apenas seiscentos mil berries, os dois. De qualquer maneira, o tempo passou gradativamente enquanto a garota realizava sua leitura e também o aprendizado da nova proficiência, que provavelmente seria bastante útil daqui pra frente, principalmente agora que ela estava prestes a ter o valor que necessitava para comprar um território. Bom, sem mais delongas ela terminou e com isso seu descanso acabou, a garota visualizava Anzu e Maria como citado no turno anterior, levantando com dificuldades e vestindo-se lentamente, sentido as dores dos ferimentos recebidos durante a batalha do dia anterior.

- Bom dia! Vamos, a Izzy está com ela. - Falou Maria com um sorriso em sua face - Mas antes de ir temos um presente, a Milena reclamou e perguntou da ninja, então, presumimos que você se disfarçou assim. - Falou a mulher mostrando um pequeno saco plástico preto, onde dentro a mulher conseguia ver uma roupa simples de ninja de cor marrom, bem surrada e simples, mas que serviria para esconder a identidade da garota. Sem mais delongas, o trio partiu devidamente trajado - a Ren - enquanto as outras não pareciam disfarçadas, algo que podia tornar-se complicado, isso é, se toda trama por trás de Kris fosse descoberta. Elas caminharam por alguns minutos, afinal, por mais forte que a Ren fosse ela ainda sim estava limitada pelos ferimentos, seus passos eram ligeiramente lentos e a dor se espalhava gradativamente, mesmo que não chegasse perto do sofrimento que acometeu seu corpo logo após o combate.

Por fim, elas chegaram até um pequeno hotel bem simples, feito de madeira com alguns candelabros no interior, que faziam sua função de iluminação. Elas entraram sem falar muita coisa, afinal, a recepcionista parecia que não estava nem aí para quem tinha entrado, isso logo depois que Maria deu-lhe um determinado valor em dinheiro. Elas subiram dois vãos de escada e então foram recepcionadas por Izzy, que usava sua touca loira e fazia uma expressão de “??” em sua face - Por que vocês duas estão assim? - Ela falou baixinho - Relaxa, não vai sair daqui não. - Completou Anzu entrando no quarto e vendo Milena amarrada no canto do cômodo, seus olhos estavam vendados e sua boca amarrada, com o que parecia ser um pano no interior dela.

Quando Ren começou a falar, as garotas se moveram com certa velocidade, exceto Izzy que estava usando a peruca. Maria cutucou algumas vezes a irmã de Ren, que logo entendeu do que se tratava e tirou sua peruca, indo pro outro extremo do quarto onde Milena não conseguia ver, deixando Maria utilizar a peruca loira e comprida. Milena se debateu raivosamente ao ouvir a voz de Ren, reconhecendo com velocidade a ninja Kris, que fodeu com sua vida. A felina não demorou para tirar a venda e olhar diretamente nos olhos, enquanto brincava e insultava a coelha que estava simplesmente indefesa, totalmente exposta a qualquer tipo de maldade que Ren estava prestes a fazer, afinal, ela exalava sua sede de sangue e sadismo.

As ações da falsa caçadora findaram no arrancar de uma das longas orelhas da Coelha, que urrou de dor - da maneira que conseguia -, deixando que algumas lágrimas escorressem pelos seus olhos, assim como sangue que descia pela lateral da sua cabeça. Maria não tardou para fazer os cuidados médicos necessários, fazendo uso da pequena maleta médica que carregava, com itens simples e eficazes. As palavras de agradecimento da felina fizeram o trio expressar um grande sorriso em suas respectivas faces, ouvindo o restante das palavras da mulher e assentindo positivamente, deixando que Ren fizesse o resto.

Como supracitado a felina não estava em suas melhores condições e colocar Milena no ombro não foi um trabalho tão fácil assim, mesmo que ela tivesse força para fazer muito além disso. De qualquer forma, em passos lentos e cheio de dor a garota cortou as ruas de Hoxter chamando atenção, trajando suas vestes ninjas de cor marrom que cobriam seu corpo semelhante a uma burca, no entanto, ligeiramente mais apertada e com alguns detalhes característicos de ninja, algo bem maneiro. O caminho não ocorreram situações atípicas, na verdade, algumas pessoas reconheceram Milena e até mesmo aplaudiram a passagem de Kris, que poderia sentir algo diferente já que nunca tinha sido parabenizada daquela maneira, não por estranhos.

Ao chegar no Quartel ela foi recebida por dois marinheiros que rapidamente se prontificaram a pegar a criminosa, acompanhando a garota até o mesmo local onde ela conseguiu as informações no dia anterior e por sinal, o mesmo marinheiro que havia lhe atendido estava ali de serviço - Você capturou ela e eu ainda nem fui liberado, bom, meus parabéns. - Disse o homem com um sorriso no rosto - Espere um momento que irei pegar sua recompensa. - Continuou logo após verificar que se tratava da própria Duquesa. Alguns minutos chatos foram vividos por Kris, até que o rapaz voltava com um saco amarelo, com o cifrão estampado bem grande - Obrigado pelos seus serviços, aqui está. - Falou o homem entregando o dinheiro para mulher em sua totalidade, já que a criminosa ainda estava viva.

A partir daqui Ren simplesmente retornou até o hotel, ficando em seu quarto.

Ferimentos:

Perfuração no abdômen; coxa direita; bíceps esquerdo e em ambos os ombros.
Queimaduras de segundo grau na perna esquerda.
Escoriações pelo Corpo

Contagem: 03/05 Turnos

OBS: Todos os ferimentos foram devidamente tratados e levaram 5 turnos para curar por completo, a partir do terceiro turno você já consegue andar com maior tranquilidade, mas esforços acentuados terão uma penalidade no narrativo.
PdV: 23.258/49.140
STA: 1350/1800
Condições: -

Histórico:
Terry
Imagem :
https://i.imgur.com/x2frSwS.png
Créditos :
15
Localização :
República de Hoxter - 1ª Rota
Ver perfil do usuário https://www.allbluerpg.com/t313-ren https://www.allbluerpg.com/t2120-kris-a-incrivel-ninja#22935
Terry
Capodecina
Re: Noites em Hoxter Qui Ago 18, 2022 3:46 pm




legenda


narração.
"pensamentos".
-falas.


post - 13



De volta ao meu quarto no hotel Belucci, eu tava beem radiante agora que já tinha meu dinheiro em mãos. Eu mal podia esperar para gastá-lo na compra de um território ali em Hoxter, mas antes, eu ainda estava machucada e sofria fortes dores no corpo  que ainda eram bem incômodas, por isso, decidi descansar por mais algum tempo no quarto e aproveitar para ler o outro livro que Izzy havia trazido antes de fazer qualquer outra coisa. Pegaria o livro, colocaria minhas roupas de dormir e então voltaria para a cama. O assunto dele era barganha, algo que com certeza também iria me ajudar bastante nos negócios do submundo do crime.

Aprendizado de perícia - Barganha

O início do livro detalhava como o objetivo principal da barganha era você evitar sair no prejuízo em uma negociação. Às vezes, durante uma negociação, se você jogar suas cartas certinho, pode acabar saindo na vantagem enquanto faz a outra parte achar que o contrário aconteceu. Maximizar o lucro por meio de pechincha, ofertas tentadoras e afagos no ego da pessoa com quem você está negociando.

Conhecer o outro também era algo muito relevante, pois assim, você vai saber que tipo de tom usar nas palavras. Com algumas pessoas, bajulação funcionava, com outras, era melhor psicologia reverse, e já outras respondiam melhor a puro respeito e sinceridade. Enfim, saber o perfil da pessoa com quem você quer negociar era quase tão vital quanto ter todas as técnicas na cabeça. Ao fim daquele livro, eu já me via como alguém proficiente na arte da barganha.

Fim de aprendizado de perícia

Depois daquilo, tentaria descansar o máximo possível para que meu corpo continuasse recuperando. Também tentaria usar meus conhecimentos como ladra para imaginar a quem eu compraria o pequeno território que eu mirava. Eu já tinha feito ótimos contatos em Hoxter, então não imaginava que fosse ser tão difícil chegar nessa informação. Enfim, eu ficaria pensando em como lidaria com meu futuro território, que tipo de pessoas contrataria para trabalhar pra mim e onde seria a minha base. Eu estava bastante animada, e assim que estivesse sem dor, já começaria a dar passos concretos em direção a esse importante objetivo.






histórico:

arma:

objetivos:


_________________

"The soon-to-be Empress of the Underworld"

Noites em Hoxter - Página 2 UNCo9W5
Formiga
Imagem :
Noites em Hoxter - Página 2 26613303cf
Créditos :
10
Ver perfil do usuário https://www.allbluerpg.com/t1843-nymeria-nymph
Formiga
Desenvolvedor
Re: Noites em Hoxter Sex Ago 19, 2022 7:33 pm



A felina estava definitivamente feliz por ter o dinheiro necessário para concluir seu objetivo, que é a compra de um território ali em Hoxter. Territórios são locais onde o submundo controla, ganhando dinheiro de forma passiva de diferentes formas, por exemplo, pode ser um local onde ele permite que estabelecimentos funcionem em troca de uma quantia mensal ou simplesmente um Bordel, algo que fazia mais sentido dado o distrito que Ren era filiada.

De qualquer forma, a garota retornou ao Hotel Belucci e lá passou seu tempo descansando e aprendendo novas habilidades úteis, nesse caso, estamos falando do conhecido em Barganha. Ela relaxava seu corpo e deixava que ele se curasse naturalmente, sentindo com o passar do tempo a melhora, mas vendo que não estava 100% curada. O tempo passou cada vez mais rápido e Ren continuava com seu descanso, tendo mais um dia se passado com certa velocidade.

A felina entrava em seu terceiro dia desde que começou toda essa jornada, sentindo que seu corpo já se encontrava bem melhor que antes e as dores pareciam mais leves e quase inexistentes, algo bom para ela. Aquele dia provavelmente seria o dia em que ela teria uma propriedade no Submundo, no entanto, ainda era necessário ver o local e como tudo iria desenrolar para findar na compra real do sonho de Ren. De qualquer forma, era possível ver - naquela manhã do terceiro dia - que sua trupe estava toda reunida por ali, Anzu novamente trazia a refeição matinal bem colorida, com frutas, pães, ovos e todo tipo de alimentação saudável e gordurosa que a felina podia pensar.

Ferimentos:

Perfuração no abdômen; coxa direita; bíceps esquerdo e em ambos os ombros.
Queimaduras de segundo grau na perna esquerda.
Escoriações pelo Corpo

Contagem: 04/05 Turnos

OBS: Todos os ferimentos foram devidamente tratados e levaram 5 turnos para curar por completo, a partir do terceiro turno você já consegue andar com maior tranquilidade, mas esforços acentuados terão uma penalidade no narrativo.
PdV: 23.258/49.140
STA: 1350/1800
Condições: -

Histórico:
Terry
Imagem :
https://i.imgur.com/x2frSwS.png
Créditos :
15
Localização :
República de Hoxter - 1ª Rota
Ver perfil do usuário https://www.allbluerpg.com/t313-ren https://www.allbluerpg.com/t2120-kris-a-incrivel-ninja#22935
Terry
Capodecina
Re: Noites em Hoxter Sex Ago 19, 2022 7:50 pm




legenda


narração.
"pensamentos".
-falas.


post - 14



Faria meu café da manhã com o restante do grupo, meus ferimentos já quase que completamente curados. Hoje, eu planejava ir em busca de uma propriedade para comprar e transformar em minha base de operações aqui em Hoxter. - Bom, hora de ir ao trabalho. - Falaria animada, enquanto alongava um pouco meus braços ao sair da cama. Depois disso, pegaria todas as minhas coisas, incluindo o dinheiro de recompensa que havia recebido, vestiria meu paletó para parecer mais elegante, e voltaria meu olhar para as garotas. - Vamos? - Sugeriria, não esquecendo de trancar a porta do quarto de hotel depois que todo mundo saísse.

Para ser mais exata, meu objetivo era começar por ter uma casa de massagens ou boate do distrito da luz vermelha e expandir meus negócios daí. Aqui em Hoxter, a famosa Rua do Divórcio era o lugar onde eu provavelmente encontraria o que estava procurando. Como esse tipo de estabelecimento só abria durante à noite, esperaria no saguão do hotel Belucci até o sol se pôr antes de sair. Faria minhas refeições ali mesmo no hotel, pagando o dinheiro que fosse necessário para pagar a comida.

Uma vez que estivesse de noite, chamaria minhas companheiras e andaria até a Rua do Divórcio, em busca de uma casa de entretenimento adulto que não parecesse muito luxuosa. 100 milhões era bastante dinheiro, mas segundo meus conhecimentos nessa área, ainda seria apenas o suficiente para uma propriedade básica, pelo menos por enquanto. Enfim, evitaria os lugares de aparência mais luxuosa e procuraria algo um pouco mais normal. Caso achasse algum lugar assim, andaria até a entrada, com toda a confiança do mundo e um sorriso arrogante em meu rosto, imaginando que os outros membros do distrito que lá trabalhavam já ouviram falar da minha reputação na organização. Ao me aproximar de algum funcionário ou funcionária com aparência de gerente, imediatamente falaria, em um tom amigável porém ainda profissional para não desrespeitar ninguém.

- Boa noite, tenho negócios com o dono daqui. - Perguntaria, usando um tom cheio de convicção, como se nem cogitasse a possibilidade de me recusarem, e deixando minha língua de prata fazer o resto. Caso eles por algum motivo não estivessem a par do meu renome e não me deixassem falar com o dono, explicaria, ainda paciente, querendo manter boas relações com todos ali. - Meu nome é Ren, estou com o distrito da luz vermelha. Imagino que já deve ter ouvido falar de mim e do cargo que ocupo na organização. - Evitaria qualquer hostilidade por enquanto.

Também analisaria o ambiente inteiro do local, procurando coisas que eu sabia que poderiam melhorar quando eu comprasse, afinal, eu não pretendia que esse lugar fosse “básico” pra sempre. Além disso, prestaria atenção nos funcionários e se estavam fazendo alguma coisa errada, criando notas mentais para ir corrigir os erros depois da compra. Caso conseguisse falar com o dono do local, imediatamente colocaria os 100 milhões em sua frente. - Boa noite, por acaso estaria interessado em vender o estabelecimento? - Perguntaria, sem me apresentar, esperando que seu funcionário já tivesse o alertado sobre quem eu era ou que ele já soubesse da minha identidade, olhando-o nos olhos com um sorrisinho sarcástico, deixando implícito que ele não tinha muita escolha, tentando intimidá-lo com meu cargo no distrito.

- Pelo que avaliei, este lugar aqui vale no máximo uns 80 milhões, mas como acordei me sentindo generosa, tô disposta a dar 100 milhões nele. - Usaria tanto minha lábia e dramaturgia para fazê-lo acreditar naquela mentira quanto minhas habilidades em barganha para fazê-lo se sentir mais seguro em fazer a venda, acreditando que estaria em vantagem ao fazê-lo. Caso ele aceitasse, fecharia a compra imediatamente, dando-lhe os 100 milhões e apertando sua mão. - Foi um prazer fazer negócios com você.





histórico:

arma:

objetivos:


_________________

"The soon-to-be Empress of the Underworld"

Noites em Hoxter - Página 2 UNCo9W5
Formiga
Imagem :
Noites em Hoxter - Página 2 26613303cf
Créditos :
10
Ver perfil do usuário https://www.allbluerpg.com/t1843-nymeria-nymph
Formiga
Desenvolvedor
Re: Noites em Hoxter Sex Ago 19, 2022 8:24 pm



O corpo da felina se recuperava com relativa velocidade, o que mostrava um pouco das suas qualidades físicas, que pouco usava para ser sincero. Óbvio, ela não usava por puro capricho, mas o ramo escolhido pela mulher era completamente diferente. Aliás, o combate com Milena talvez realmente tenha despertado algo interessante em seu interior, um interesse em se tornar ainda mais forte, afinal, ela sabe que precisa de tal poder se quiser aumentar ainda mais sua influência no Submundo.

A mulher não demorou em comer tudo o que era necessário para um bom café da manhã, junto com suas fiéis escudeiras que não a deixaram sozinha - Vamos! - Falou a primeira enquanto se colocava de pé, sendo seguida por todas as outras. As garotas utilizavam roupas ligeiramente mais finas, assim como Ren que portava uma vestimenta que a colocava em outro patamar, combinando muito com os objetivos que ela tinha em mente para aquele dia. Diferente do esperado, a garota não buscava por um território no submundo, mas sim, uma propriedade devidamente legalizada e que rendesse bons frutos, algo que fosse capaz de expandir e tornar-se um ambiente que definitivamente pagaria suas contas pelo resto da vida. Ela não tinha intenção de conseguir um território? Claro que tinha, mas, aquilo viria em seu devido tempo.

As garotas passaram mais algum tempo no hotel e usufruíram dos benefícios do mesmo, mas é claro que a alimentação não sairia de graça, porém, tudo seria pago em breve, quando ela recebesse o valor no conforto do seu quarto. A noite não demorou a cair e o saguão do hotel se tornou movimentado, pessoas bem vestidas entraram e saíram dali com certa velocidade, alguns por outro lado permaneceram no ambiente para aproveitar os luxos que só o Hotel Belucci podia proporcionar. De qualquer forma, com o cair da noite era hora do grupo partir em busca do seu objetivo, sendo guiadas pela felina que andava bem melhor que antes, não parecia nem que tinha sofrido todos aqueles danos.

As ruas de Hoxter a noite eram ligeiramente mais movimentadas, diversos bares abertos com diferentes temas atraíam a atenção dos nativos e também dos turistas que passavam por ali, era algo realmente encantador e confortável. O distrito norte era lar de várias construções interessantes, como o Palácio Lubke e a própria rua dos Galantes, local onde Ren e sua trupe se encontrava naquele momento. O ambiente era movimentado, na verdade, naquela rua o número de pessoas era ainda maior do que nas demais áreas que elas tinham passado, só mostrando cada vez mais que a escolha da felina era assertiva, afinal, um local movimentado para sua área era tudo que ela mais precisava.

A garota passou a procurar por locais que a encantavam ou que se mostravam minimamente interessantes para seus planos. Ren encontrou um lugar que encaixava em seus padrões, a construção não era tão simples assim, mas a arquitetura do lugar era bem bela e chamava bastante atenção, principalmente pelas luzes laranjas que destoavam do estabelecimento dos outros. Ao entrar no lugar conseguiu ver que assim como o lado exterior, ali estava bastante cheio! Pessoas dançando, sentadas enquanto degustavam bebidas, mulheres e homens. Era possível até mesmo sentir o odor do dinheiro que o responsável pelo ambiente estava conseguindo, aquilo era definitivamente um lugar que Ren queria para ela - Com o chefe? Ele está logo ali atrás. - Uma figura masculina, jovem e de cabelos acinzentados falou de maneira bem tranquila com Ren, apontando para uma mesa no extremo direito do ambiente onde um homem de expressão ranzinza estava sentado, fumando um grande charuto, com algumas mulheres à sua volta.

- Comprar? - Indagou a figura assim que Ren se aproximou e colocou o dinheiro na mesa, fazendo sua oferta - Você só pode está maluca achando que ela venderia seu negócio por um valor tão irrisório como esse! - Continuou o homem se ajeitando naquela espécie de sofá, enquanto as garotas descansavam em seu colo - Eu já ouvi falar sobre você, mas, você não sabe onde está se metendo e muito menos sabe de quem é esse estabelecimento. Vamos, tire seu dinheiro daqui e vá procurar um necessitado que precisa dessa grana. - O homem era bem ríspido, seus cabelos esverdeados caíam sobre um dos seus olhos, deixando apenas o olho direito visível. Seu corpo era robusto e cheio de cicatrizes, sua pele era visivelmente mais espessa e eram possíveis ver grandes calos em suas mãos, o que mostrava que ele era algum tipo de lutador ou alguém que trabalhou a muito tempo com serviço braçal.

Estava claro para Ren que ela não conseguiria nada por ali, nada que não fosse uma boa briga. Ela teria que procurar por outros locais, aquele lugar era repleto de estabelecimentos de diferentes tipos, certamente ela conseguiria achar um que fosse interessante e estivesse à venda. Aliás, caso a garota continuasse a procurar pelas ruas de Hoxter, ela não demoraria a ver um estabelecimento ainda no centro da Rua do Divórcio, o lugar era de pequeno porte, mas sua estrutura contava com materiais bem acabados, visivelmente feitos com carinho e dedicação. O melhor ainda estava por vir, uma pequena placa era notável logo na porta, com um grande “vende-se” escrito à mão. O interior do local era decorado de cor púrpura e lamparinas com papel vermelho, fazendo com que a luz que saísse de lá fosse de tal cor. Era possível ver algumas pessoas sentadas, garçons servindo e mulheres pelo ambiente, inclusive, algumas até mesmo dançavam no palco, junto ao pole dance existente por ali. Um bar de porte médio estava no canto do ambiente, onde a garota conseguia ver um pequeno senhorzinho corcunda, com grandes rugas na região do seu queixo e bochecha direita.

Ferimentos:

Perfuração no abdômen; coxa direita; bíceps esquerdo e em ambos os ombros.
Queimaduras de segundo grau na perna esquerda.
Escoriações pelo Corpo

Contagem: 05/05 Turnos

OBS: Todos os ferimentos foram devidamente tratados e levaram 5 turnos para curar por completo, a partir do terceiro turno você já consegue andar com maior tranquilidade, mas esforços acentuados terão uma penalidade no narrativo.
PdV: 49.140/49.140
STA: 1800/1800
Condições: -

Histórico:


Última edição por Formiga em Sex Ago 19, 2022 8:26 pm, editado 1 vez(es)
Terry
Imagem :
https://i.imgur.com/x2frSwS.png
Créditos :
15
Localização :
República de Hoxter - 1ª Rota
Ver perfil do usuário https://www.allbluerpg.com/t313-ren https://www.allbluerpg.com/t2120-kris-a-incrivel-ninja#22935
Terry
Capodecina
Re: Noites em Hoxter Sex Ago 19, 2022 8:25 pm




legenda


narração.
"pensamentos".
-falas.


post - 15



Depois de uma tentativa fracassada de adquirir uma propriedade, continuei procurando junto com as garotas até encontrar uma que tinha uma placa de vende-se na frente. Eu não tinha me importado nem um pouco com o tratamento mal educado que eu havia recebido naquela outra espelunca, afinal, eu ainda estava super feliz e satisfeita depois de ter feito o que fiz com Milena, e não era um capanga linguarudo de um pocilga qualquer que ia conseguir me tirar do sério. Em um futuro próximo, eu sabia que todos os estabelecimentos daquela área estariam me pagando uma generosa taxa de "proteção" mesmo, então decidi que aceitaria aquilo como pedido de desculpas.

Já no novo local, procuraria alguma placa onde o nome do lugar poderia estar escrito. Encontrando ou não, iria até o velho atrás do bar pra procurar saber o que precisaria fazer para efetuar a compra. Ainda andaria de cabeça erguida e com um sorrisinho confiante no rosto, observando o trabalho dos funcionários pra identificar possíveis deficiências nos serviços que eu poderia consertar mais tarde. Também observava que o lugar tinha alguns caras trabalhando aqui como os garçons e o velhote do bar, algo que provavelmente não ia durar muito tempo graças a uma certa companheira minha. "Provavelmente é uma boa ideia mandar embora todos os funcionários homens assim que eu assumir como dona. Colocar a Anzu pra trabalhar junto de algum cara seria uma receita para o desastre." Refleti, tendo em mente o desprezo total por caras que a minha companheira Kuja possuía.

Enfim, andaria até o velho do bar e colocaria o dinheiro em cima do balcão, sem perder muito tempo. - Boa noite, meu nome é Ren. - Me apresentaria sem dar mais detalhes, não me importando em fazer os joguinhos que tinha feito no outro lugar, afinal, já sabia que este aqui tava à venda. - Vi a placa lá na frente e fiquei interessada em comprar este lugar. - Explicaria em um tom casual, cruzando os braços. - Minha oferta inicial e final é de 100 milhões de berries. É pegar ou largar. - Usaria uma tática diferente de barganha desta vez, na esperança que funcionasse melhor, sabendo também que as circunstâncias daqui eram diferentes. Caso ele não fosse o dono, pediria para ele me levar até o dono e repetiria esses diálogos com ele. Se por acaso ele não quiser vender, iria procurar um outro local.

Se conseguisse comprar o lugar, apertaria a mão do vendedor e pediria apenas que ele me desse todas as chaves e papelada referentes ao local, afinal, eu já tinha experiência em lugares assim por ter sido criada em um cabaré de Sirarossa. Eu não precisava de um tutorial sobre como administrar um clube como aquele, ainda mais depois de ter estudado tanto nos últimos tempos. Enfim, deixaria que o expediente atual terminasse antes de fazer qualquer outra coisa, aproveitando o tempo para observar o serviço dos funcionários atuais em uma das mesas junto com as minhas subordinadas, como se fossemos clientes comuns. Assim, também ficaria ainda mais fácil de observar quais eram os pontos fortes e fracos dos serviços, e especialmente onde daria pra melhorar.

Ao fim do expediente, me anunciaria como dona para todos os que trabalhavam ali e, depois que não tivessem mais clientes, juntaria todos na frente do palco. Já eu, subiria na plataforma para ficar mais fácil de dialogar com todos ao mesmo tempo. Oi gente! Sou a nova dona, podem me chamar de Ren. - Falaria dando uma risadinha, em um tom divertido, tentando gerar empatia para com os meus novos empregados. - A outra gatinha é a minha irmã Izzy, ela vai ficar responsável por instruir e tomar conta das dançarinas. - Apresentaria minha irmã, voltando meu olhar para ela, e então para minhas outras duas colegas.

- As loirinhas são Anzu e Mariabell. - Daria uma piscadinha para Bell. - Anzu vai ficar responsável pelo bar, e Mariabell vai assumir como garçonete. - Já esperaria que Bell, mimada como era, fosse imediatamente protestar quanto ao trabalho que eu estava dando pra ela. Mas eu já teria uma resposta em mente. - Relaxa Bell, vai ser divertido! - Tentaria convencê-la, usando um tom animado. - Pensa na grana extra que você vai fazer! - Finalizaria, sabendo que eu precisava colocar todas as moças para trabalhar, ainda mais tendo em mente que eu iria demitir todos os homens logo em seguida. - Quanto à segurança, bom, eu diria que *nós* já somos a segurança. Qualquer problema que vocês possam ter com clientes problemáticos, falem com uma de nós quatro que logo será resolvido. - Explicaria, cheia de convicção.

- Só mais uma última coisa antes de liberar vocês. - Avisaria, colocando minhas mãos na cintura. - Como a administração do local mudou, infelizmente também vai começar a ter mudanças em outros aspectos do nosso negócio. - Minha fala já ficaria um pouco mais séria e profissional. - Estou mandando embora todos os funcionários homens que temos atualmente. Agradeço pelos seus serviços, mas não precisam mais aparecer a  partir de amanhã. - Declararia, de forma seca. Caso algum deles se revoltasse, me voltaria para Anzu e pediria que ela retirasse o arruaceiro à força.

Enfim, depois disso, esperaria pra ver quais seriam as reações e/ou perguntas que as funcionárias restantes pudessem ter.






histórico:

arma:

objetivos:


_________________

"The soon-to-be Empress of the Underworld"

Noites em Hoxter - Página 2 UNCo9W5