Tópicos Recentes
Destaques
Klaus
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Akira
Sasha
Ás
Shiori
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Últimos assuntos
O Bando da Rainha CaolhaHoje à(s) 5:18 pmpor  ShiroIII - Death or ParadiseHoje à(s) 5:16 pmpor  Lyosha[P.D.N] Liu Feng - Marciano aceitou narrarHoje à(s) 4:33 pmpor  Jean FragaCabra da Peste, vol 4 - InterlúdioHoje à(s) 4:27 pmpor  SubaéCriação de AventurasHoje à(s) 4:23 pmpor  SashaI - Anjo CaídoHoje à(s) 4:20 pmpor  SashaOperação FireflyHoje à(s) 3:55 pmpor  GregarLiu FengHoje à(s) 3:22 pmpor  Jean FragaCap. 2 - Ascendendo às profundezasHoje à(s) 2:47 pmpor  Van四 - Morte e SangueHoje à(s) 2:37 pmpor  Koji
 :: Oceanos :: Blues :: West Blue :: Sirarossa
Página 2 de 2 Página 2 de 2 Anterior  1, 2
Kenshin
Ver perfil do usuário
Imagem : Take 2 – Notas do Subterrâneo - Página 2 XqxMi0y
Créditos : 26
KenshinDesenvolvedor
https://www.allbluerpg.com/t360-agatha-harkness https://www.allbluerpg.com/t1510-capitulo-ii-sonho-de-uma-noite-de-verao
Take 2 – Notas do Subterrâneo Sab Jan 15, 2022 12:07 pm
Relembrando a primeira mensagem :

Take 2 – Notas do Subterrâneo

Aqui ocorrerá a aventura do(a) Civil Manae Liebe. A qual não possui narrador definido.

_________________

Take 2 – Notas do Subterrâneo - Página 2 J09J2lK

"Ah, mas eu não quero ter dois caminhos ou ah, mas eu não quero ter caminho nenhum. Ué, você já pode porra, a única coisa que te impede de fazer isso é ser zé metinha e querer ficar comparando o tamanho do pau com o coleguinha pra compensar o ego frustrado." - Luquinhas, 2022

Liebe
Ver perfil do usuário
Imagem : Take 2 – Notas do Subterrâneo - Página 2 UqAcZBh
Créditos : 19
LiebeAgente
https://www.allbluerpg.com/t1598-morgan-morozova#17144 https://www.allbluerpg.com/t1602-a-voz-dos-silenciados#17206
Re: Take 2 – Notas do Subterrâneo Sab Jan 29, 2022 10:29 pm
Uma vez mais Sally se esquivava sorrateiramente de uma de suas perguntas, o que ao mesmo tempo o divertiu e o deixou intrigado. A companhia da garota era agradável, ele concluiu; ela detinha boa aparência e uma personalidade que não o aborrecia – um conjunto de qualidades difícil de se encontrar em humanos. Talvez por isso ele tenha apenas sorrido de volta, compreensivo quanto ao fato dela não lhe fornecer mais detalhes sobre a desconhecida.

Lá fora, a trindade de equinos trotava em um ritmo repetitivo. O mink tentou deduzir o caminho que percorriam através das parcas informações que conseguia captar através dos seus sentidos, mas não demorou para que entendesse que o seu destino estava aquém de qualquer lugar que já havia conhecido. Sentia-se vulnerável naquela situação, mas mantinha a serenidade emoldurada em seu semblante bonito.

Também não me vejo sendo capacho da Marrinha, muito menos do Governo. – Explicou, o que não era mentira. Liebe não nutria afeição alguma pelo status quo vigente da sociedade, ao mesmo tempo em que era perfeitamente ciente de quem o mantinha operante. Decerto não seria difícil para alguém como ele progredir no berço do Estado, mas mesmo Liebe não ousava encarar a podridão institucionalizada e dissimulada do establishment. – Ao menos, no submundo, as pessoas não escondem o que verdadeirramente são. É um tabuleirro mais limpo, não concorda?

A conversa, no entanto, não demorou para encontrar novos ares, e Liebe se manteve em silêncio enquanto ouvia Sally dissertar as suas desventuras. Mantinha no rosto uma expressão impassível, mas por dentro ele se compadeceu verdadeiramente com a trajetória da ex-escrava, enxergando nela traços de sua própria história; feito escravo após a morte precoce dos seus genitores, ele também foi propriedade de outrem durante boa parte de sua existência. Detinha mágoas à luz da verdade, mas fora igualmente nos ensinamentos da época que sua individualidade se forjou – cheio de bons modos e de sotaque carregado, fingindo não ser um sujeito oportunista quando lhe convinha.

O destino não foi gentil contigo, ma chère, mas é deverras fascinante que tenha dado a volta por cima de forma tão magestrral. – Comentou ao fim do relato, permitindo que uma sombra de cumplicidade surgisse em seu olhar. Pela garota, um novo sentimento surgiu em seu âmago, algo que ele interpretou como admiração.

Chegaram ao local combinado não muito tempo depois. Liebe seguiu sua anfitriã para dentro da construção de concreto, observando os detalhes do que parecia ser uma oficina. Notou a discrição da mulher ao apresentar o que deveria ser o seu cartão de identificação, e manteve-se ao lado dela enquanto serpenteavam através de ferramentas, peças de carruagens e escadas, até finalmente acessarem o ambiente tão aguardado: o ringue.

Seus olhos estudaram o ambiente, correndo da jaula para os presentes, avaliando cada pequeno detalhe com seus olhos afiados. Sua audição, ele percebeu, parecia estar sendo afetada pela onda de gritos sobrepostos, a excitação escancarada na face da burguesia ao vivenciar a luta que se desenrolava na gaiola de metal. Alucinados, eles urravam como animais, e Liebe não conseguiu sentir outra coisa para além do nojo frente à falta de civilização. Às vezes, mesmo ele perdia a fé nas arapucas em que se metia.

Quando lutarrei, mademoiselle Sally? – Inquiria quando surgisse a oportunidade. – Já sabemos quem serrá meu adversárrio?  

「 C O N S I D E R A Ç Õ E S 」
aparência atual aqui.

traduções: minha querida; senhorita.

「 H I S T Ó R I C O 」
post: 08.
capital: ฿ 300.000.

ganhos:
  1. treino de ambidestria.

perdas:
  1. n/a.

ferimentos:
  1. n/a.

「 O B J E T I V O S 」
treinar qualidade ambidestria;
conquistar npc companheiro;
associar-se ao submundo;
obter soqueiras nível formidável;
obter uma boa quantia em berries.
NOTAS DO SUBTERRÂNEO
cactus

_________________

Morgan
Shiori
Ver perfil do usuário
Imagem : Take 2 – Notas do Subterrâneo - Página 2 CSDlXWh
Créditos : 05
Re: Take 2 – Notas do Subterrâneo Dom Jan 30, 2022 10:18 am


Liebe - The Grappler



A conversa entre eles dois seguia de maneira interessante, onde o rapaz dizia não gostar da marinha nem de outras organizações, comentando que as pessoas do submundo eram quem realmente são. A moça discordou daquela afirmação, traição, simulação e todas essas coisas eram comuns naquele meio. Mas ela não o desiludiu, apenas deu um sorriso posado sobre a frase, deixando que o assunto continuasse fluindo.

Então no fim toda a história dela era algo que pegava um pouco o Touro, já que ela tinha tido uma história realmente triste. Ele não contava nada sobre seu passado, apesar de se identificar com ela, deixando apenas claro que entendia o que ela tinha passado, mas sem informações que explicassem muito, apenas dizia que ela havia tido uma vida difícil, e a parabenizou de ter dado a volta por cima.

Mas aquela conversa não durou muito, logo estava descendo para o subsolo da oficina, onde agora sim, ele via do que se tratava. Ele conseguia sentir apenas nojo das pessoas que estavam ali, ele não entendia bem por que aquela selvageria era tão interessante para aquele grupo de pessoas.

Mas era necessário lutar pelo dinheiro. Então era ali que ele estava, com a volta da moça, ele logo perguntou quem iria enfrentar, e ela dizia.-Não sabemos, mas eles também não sabem, você foi registrado meio de última hora, então não temos certeza. Mas os dois lados estão as cegas, entretanto você é o proximo.- enquanto isso no hexágono, a luta seguia acontecendo, onde ela terminava num abraço de urso aplicado por um careca grandão.

Com a luta finalizada logo uma moça de vestido azul escuro entrava no palco, segurando um microfone ela começava a falar.-QUEEEEEEE LUTTAAAAAA!!! ESTÃO PRONTOS PRA MAIS??!!-A empolgação dela falando no microfone era muito clara, ela contagiava toda a plateia com suas palavras. E todo mundo vibrava, com gritos de emoção.

Então ela continuava falando.-Então vai começar o segundo confronto!! Entrando na Jaula, o home conhecido como A FERA ELEGANTE!!! Pesando 180 KG, e medindo dois metros e trinta SAAAAAAUUULOOOO CORTEZ!!!- Completava enquanto um rapaz careca de óculos escuro se movia para a arena. Ele usava um casaco extremamente chique, com pelos no colarinho e nas mangas, com roupa social por baixo, ele ia entrando no ringue.

Take 2 – Notas do Subterrâneo - Página 2 Latest

Então já lá dentro ele tirava as roupas elegantes, ficando só com um shortinho de lutador preto com listras douradas.-Do outro lado, temos sangue novo!!! Um estreante que irá lutar sua primeira partida!! Seu nome é MAAAAANAEEEE LIEEEEBEEEE!!!!- e Assim ela chamou o rapaz para adentrar a cúpula, o que iria fazer a luta começar em breve. Sally, então dizia logo em seguida.-Boa sorte. Essa é sua deixa.- disse sorridente deixando que o rapaz seguisse pro ringue para resolver aquela questão.

Histórico:


Legenda:


_________________

Take 2 – Notas do Subterrâneo - Página 2 YHVeK1M

Take 2 – Notas do Subterrâneo - Página 2 VYrwji0
Liebe
Ver perfil do usuário
Imagem : Take 2 – Notas do Subterrâneo - Página 2 UqAcZBh
Créditos : 19
LiebeAgente
https://www.allbluerpg.com/t1598-morgan-morozova#17144 https://www.allbluerpg.com/t1602-a-voz-dos-silenciados#17206
Re: Take 2 – Notas do Subterrâneo Dom Jan 30, 2022 2:35 pm
Era como se ele estivesse cego para o futuro, incapaz de deduzir qualquer desenlace que pudesse surgir daquela situação, configurada a partir de elementos totalmente desconhecidos para ele. Tudo lhe era novo, ainda que não fosse; mesmo que fosse habituado a frequentar ambientes sombrios, ele não conseguia encontrar familiaridade com o local ou com qualquer um dos presentes.

Não obstante, ele precisava se concentrar. Não tardaria para que a sua vez no ringue chegasse, e não seria proveitoso que se deixasse dominar pela ansiedade. De olhos fechados, ele se focou na própria respiração, improvisando exercícios meditativos a fim de manter a razão devidamente calibrada; voltou a abri-los quando ouviu os passos de Sally voltarem a se aproximar, e a encarou enquanto a ouvia responder seu questionamento.

Ele meneou a cabeça num gesto de compreensão, agora um pouco mais inteirado da situação em que se encontrava: faltando poucos minutos para ser jogado aos leões, ele sequer saberia quem seria o seu oponente. Deu de ombros ainda assim. Liebe sabia que, independentemente de quem o enfrentasse, a sua única obrigação permaneceria a mesma: limpar o chão com a cara do adversário.

Serria possível me arranjar alguma vestimenta mais adequada? Não querro danificar minha peça preferrida nesta brrincadeirra. – Pediria, as mãos indicando o couro perfeitamente ajustado ao seu corpo. Caso lhe fosse entregue um conjunto apropriado para o evento, Liebe se trocaria rapidamente – se num vestiário ou ali mesmo na frente de todos, para ele isso não faria diferença – e subiria para o ringue quando fosse chamado, a postura sempre altiva e comedida.

Ferra Elegante?” Ponderou enquanto se aproximava do centro da arena, avaliando cada detalhe do seu adversário. Reparou no tecido pomposo do casaco, bem como no colete tingido de um laranja tão marcado que saltava negativamente aos olhos. No rosto, o homem levava óculos de péssimo gosto. Ao final, uma combinação grotesca. “Decerto Besta Afetada lhe cairia melhor...”, concluiu debochadamente.

É um prrazer conhecê-lo, monsieur Cortez. Esperro que possamos fazer um belo espetáculo esta noite. – Diria quando a oportunidade chegasse, pouco antes de se preparar para o embate.

「 C O N S I D E R A Ç Õ E S 」
aparência atual aqui.

traduções: senhor.

「 H I S T Ó R I C O 」
post: 09.
capital: ฿ 300.000.

ganhos:
  1. treino de ambidestria.

perdas:
  1. n/a.

ferimentos:
  1. n/a.

「 O B J E T I V O S 」
treinar qualidade ambidestria;
conquistar npc companheiro;
associar-se ao submundo;
obter soqueiras nível formidável;
obter uma boa quantia em berries.
NOTAS DO SUBTERRÂNEO
cactus

_________________

Morgan
Shiori
Ver perfil do usuário
Imagem : Take 2 – Notas do Subterrâneo - Página 2 CSDlXWh
Créditos : 05
Re: Take 2 – Notas do Subterrâneo Seg Jan 31, 2022 12:23 am


Liebe - The Grappler



O rapaz buscava seu próprio foco, vindo esse do fato de que ele não se familiarizou em nada com o ambiente, mesmo assim ele tinha uma missão e ela que o levava adiante, mas logo ele se tocou de que iria prejudicar suas roupas se se mantivesse com elas. Então sua pergunta pertinente vinha para Sally. Que logo começava a se preparar.-Sim, vem comigo!!- E então ela levava ele para um vestiário com alguns armarios, ela abria um que tinha um cadeado daqueles de senha, o que indicava ser provavelmente da organização.

Ela então pegava alguns dos calções de lutador, deixando que o rapaz se trocasse, saído do lugar, ele originalmente olhou e qualquer um deles dava, tinham de muitas cores diferentes então ele podia escolher e se vestir. E agora com tudo pronto, ele seguiu pra o ringue, ele encontrou Sally no caminho que lhe proferiu algumas poucas palavras.-Boa sorte!! Vou estar na arquibancada. - onde tudo se afunilava, ele entrava e a plateia o encarava, as pessoas ali pareciam tentar entender o novo lutador.

E Liebe olhava seu oponente, ao qual ele zombou em sua mente, analizando seu título, que lhe fez certamente desdenhar do lutador. Mas lá dentro ele não repetia isso com palavras cumprimentando seu inimigo, que logo lhe respondia.-Willkommen mein Freund!! Essa é a Jaula de aço, a luta será memoravel!!- disse ele assumindo uma postura de ataque, onde ele colocava as mãos mais a frente do corpo, e firmava os dois pés no chão, com as palmas abertas e direcionadas.

Ele devia ter um estilo de combate estranho provavelmente. No entanto era perceptível que ele não estava subestimando o touro, os olhos dele estavam atentos de maneira a analisar Liebe, o campo e toda a luta. Então o Juiz do embate adentrava no ringue, enquanto a apresentadora saia. A Jaula era trancada, e logo o homem com a camisa listrada dizia.-A luta acaba quando um dos dois for nocauteado ou escolher rendição. Ambos de acordo? COMEÇEM!!- E assim se dava a largada da partida.

Toda a multidão nos arredores vibrava. Sally que estava mais perto da Jaula parecia preocupada, e a loira de Collant finalmente chegou do lado dela, agora ele conseguia ver ela com maior precisão, ela sentou-se ao lado de Sally, de modo a ficar protegendo ela, sempre atenta nos arredores, elas começavam a conversar na plateia, mas até então nada podia ser ouvido, mesmo com os bons sentidos de Liebe, os gritos eram muito altos pra se ouvir uma conversa de tão longe. Mas é, ali estava o fruto da curiosidade do touro desde então. Contudo a luta havia começado, e agora não dava mais para focar nesses detalhes, ele tinha um inimigo pra fazer beijar a lona nesses próximos instantes.

Histórico:


Legenda:


_________________

Take 2 – Notas do Subterrâneo - Página 2 YHVeK1M

Take 2 – Notas do Subterrâneo - Página 2 VYrwji0