Tópicos Recentes
Destaques
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Últimos assuntos
yatto
Ver perfil do usuário
Imagem : [Ficha] - Lucky Fae836cf4478d88b3ce2251a8788aa7f
Créditos : 02
Localização : Sirarossa
yattoInstrutor
https://www.allbluerpg.com/t849-lucky https://www.allbluerpg.com/t809-moda-casual-de-luxo
[Ficha] - Lucky Ter Out 05, 2021 7:32 pm



Lucky








Sobre o Personagem


Nome: Lucky.
Idade: 24 Anos.
Género: Masculino.
Mão Predominante: Ambidestro.
Risada: Riamranranranranran
Altura: 1,74m.
Peso: 85 Kg.
Raça: Celestial
Origem: -x-
Localização: Reino de Ilusia - West Blue.
Grupo: Civil

Complementos



Aparência:
Lucky tem o cabelo de cor azul que dependendo da claridade de onde esteja pode dar a impressão de ser mais claro ou escuro, as pontas de seus cabelos têm coloração amarelo e laranja. Tem a pele branca, olhos de coloração laranja, não apresenta ser muito corpulento, porem possui músculos bem aparentes sem muito volume. Em suas costas possui um par de asas negras grandes que ultrapassam a altura de sua cabeça e termina próximo do fim de suas canelas.  Possui uma tatuagem de percorre todo seu braço esquerdo de cor azul com detalhes em laranja. Tatuagem essa que é formada por sombras de coloração azulada e flores de mesma coloração com detalhes em laranja. Em suas vestimentas possui uma regata de coloração negra simples, possui suspensórios de coloração azul escuro. Por cima disto sempre está bem vestido pois assim gosta de estar. Geralmente está com uma camisa social amarela simples que possui certo tom de elegância, tem uma aparência de vestimenta com grande valor investido. Por cima um terno de coloração negra com detalhes floridos em sua gola, flores com caules e folhas verdes com flores de coloração amarela. Em suas pernas está sempre completando de mesma cor uma calça social negra combinando com seu terno. Em seus pés está sempre de sapatos sociais negros sempre brilhosos.

Personalidade:
Lucky é uma pessoa de fácil convivência, apesar de gostar de falar bastante ele geralmente não é uma pessoa que se vangloria de si mesmo, ao contrario onde muitas vezes demonstra ser uma pessoa insegura consigo mesmo. Contudo, quando resolve falar tem uma certa magica em suas palavras que o fazem ter mais confiança e passar mais confiança para aqueles que o estão ouvindo, algo que aprendeu em seu passado. Devido sua natureza ele sempre se mantem atento as coisas ao seu redor, sempre preparado para um ataque surpresa ou que necessite de rapidamente uma ação primordial, considera-se como uma pessoa precavida. Desde pequeno tem certa habilidade em memorizar e aprender as coisas com facilidade, por isso muitas vezes fica desinteressado em coisas que não lhe chamam a atenção.

Devido a sempre estar com duvidas sobre sua própria segurança e resultado de seu passado traumático o mesmo tem sempre problemas para conseguir dormir, a insônia é uma companheira que tem por perto e muitas vezes demonstra uma aparência cansada ou de pouco interesse ao seu redor. Contudo, sempre está em busca de manter sua aparência em dia, não pode deixar um cadarço desatado ou que seu terno fique sujo, seu cabelo não pode estar desengonçado e tampouco demonstrar ser uma pessoa que não se cuida. Devido a seu passado traumático não consegue manter relações sentimentais com as pessoas com facilidade, acha que as coisas normais são muito simples e tampouco importantes demais, não consegue compreender preocupações normais das pessoas e sentimentos alheios. Acha que as coisas são simples e muitas vezes fala coisas e faz coisas que podem machucar sentimentalmente as pessoas sem perceber.

Para cuidar do estresse que é sua preocupação diária sobre ser perseguido mais uma vez ele começou a fumar para acalmar sua cabeça, precisando sempre estar com um maço consigo e de sentir o gosto da nicotina para que se sinta melhor. Caso não consiga suprir seu vicio o mesmo começa a se sentir estranho e passar mal, por isso sempre está preocupado se possui um maço consigo sempre.

História:
O som do mar era o primeiro som que conseguia escutar, como se o próprio oceano estivesse falando com ele o mandando acordar ele abria os olhos. Sentado ao chão ele observava o mar, o toque suave da areia em seu corpo, o cheiro característico do sal misturado com a água o fazia estar em transe por algum tempo. Ali ele ficava, parado apenas observando o mar. Ele tentava falar algo mas não conseguia, não porque estava impedido por alguma coisa, mas porque não sabia exatamente o que dizer. Suspirava, apoiado por seu braço esquerdo contra a areia ele lentamente tentava levantar por si só. Caia contra o chão, estava fraco, não tinha força suficiente para isso. Apenas nesse momento sentia que a areia em contato com seus lábios ressecados o causavam um pouco de dor, seu estomago também dava o recado, não conseguia lembrar a ultima vez que tinha conseguido comer algo. Porem tinha algo muito mais importante que ele não estava conseguindo se lembrar naquele momento – Quem sou eu? – Eram suas primeiras palavras. Engolia em seco enquanto olhava para uma visão que até pouco tempo estava ignorando, flamingos, um monte deles em beira mar. Sentia algo escorrer de seus olhos, não sabia o porque mas aquela visão o fazia derramar lagrimas.

Com o braço esquerdo ele começava a tentar enxugar as lagrimas, a água do mar fazia seus olhos arderem um pouco o fazendo ter uma visão distorcida, porem algo chamava sua atenção, seu braço esquerdo tinha algo que diferente. Uma tatuagem – Ai minha cabeça – Ele gritava, com a mão direita em sua face ele tinha lembranças, um cheiro insuportável, podre, sangue e merda em todos os lugares, sorriso maléficos atrás de barras de ferro que batiam com força causando um som aterrorizante. Logo ele voltava a si, por alguns segundos tinha ido a um lugar diferente de onde estava, um local assustador. Ele tentava se levantar mais uma vez, mais um fracasso. Percebia que o sol estava começando a adotar uma coloração rosada, não demoraria muito para a escuridão da noite ser sua nova companhia.

Olhando para trás ele percebia uma grande floresta, conseguia agora escutar alguns barulhos, porem sentia que se continuasse naquele local não conseguiria comida e muito menos abrigo para o frio da noite. Com suas ultimas forças ele se arrastava, com ambos os braços ele em um ritmo lento se esgueirava em um ritmo lento adentrando a floresta, se fosse para morrer de fome, sede e frio que pelo menos tentasse sua sorte na floresta.

Dentro o solo continuava sendo de areia até começar a mudar, a floresta que ele achava que estava era na verdade um mangue, a lama começava a dar espaço e as raízes grossas da vegetação começavam a forçar o mesmo a se esgueirar entre elas. Seu corpo coberto de lama e o que mais estivesse ali deixava sua pele de cor clara adotar um tom escuro, afinal, não estava utilizando qualquer vestimenta. Novamente uma lembrança, já esteve em condição semelhante, contudo, estava coberto de merda, sua face em um resto de espelho quebrado demonstrava que apenas o branco de seus olhos eram possíveis de ser avistados. Ele voltava a consciência, esteve mais tempo naquele estado do que deveria, conseguia ver pelas aberturas do topo do mangue que a noite já se fazia presente e a única iluminação que conseguia ter era de raros besouros luminosos que uma hora ou outra se faziam presentes.

Ele se deitava contra uma pequena abertura de uma arvore, tinha espaço apenas para a parte superior de seu corpo, mas pelo menos tinha cobertura suficiente para se apoiar em algo que não fosse lama. Seu estomago continuava a fazer barulhos, sua resposta era simples, dava uma mordida na arvore e começava a mastigar a madeira. Novamente uma lembrança voltava, estava comendo algo que até mesmo aquela arvore parecia mais apetitosa, nem mesmo sabia se aquilo era comida de verdade. Em uma bacia de metal enferrujada ele vomitava e logo voltava para si para se encontrar coberto de seu próprio vomito de coloração verde como a raiz que estava mastigando.

Ele colocava sua cabeça para trás, já estava para perder a consciência de novo, quando olhou para o céu e viu a lua que estava gigante, amarela como se estivesse de olho naquele ser que lutava para viver – Se eu sair daqui vivo, eu vou matar todos eles, todos aqueles filhos da puta. – Nem ele mesmo sabia exatamente porque tinha falado aquilo, mas com toda a certeza do mundo tinha o sentimento de que tinha que dizer aquilo. Suas pálpebras começavam a se tornar pesadas e logo a escuridão tomava conta mais uma vez.

De repente estava em uma sala escura, o fedor era o que mais o incomodava, não sabia dizer o que era mas poderia apostar que não era mais cheiroso do que um corpo morto. Ao seu lado uma pessoa que se agarrava a seu braço esquerdo, não tinha cabelo, mas pelo tamanho do busto poderia apostar que era uma garota. – Jane... – Ele falava enquanto sentia algo bater em sua cabeça e como em um susto ele acordava novamente. O céu já estava ficando claro, tinha sonhado com algo estranho, estava mais para um de seus lapsos que tinha tido até o momento. Ele engolia em seco. Porem algo chamava mais sua atenção, um barulho, os pássaros que tinha encontrado aquele dia, poderia apostar – Eu quero ver eles de novo. – Como tinha feito para chegar até ali ele novamente se agarrava a seus braços e ia em direção a praia, rastejando como uma lagarta ele ia lentamente até conseguir ver a luz da praia inundando o inicio do mangue.

Atravessando as últimas raízes ele estava na praia, os pássaros voavam como se estivessem assustados, porem as lagrimas no rosto do jovem demonstravam que não eram com ele que estavam assustados, mas com uma embarcação que vinha ao longe – Preciso me ajudar a ser ajudado. – Ele falava mais uma vez baixinho, já não tinha mais nem forças para isso. Continuava a se arrastar até a água, contudo precisava chamar atenção de alguma forma. Balançava seus braços para cima mas não notava qualquer diferença na rota da embarcação que não tinha qualquer aparência de que estava indo em sua direção. – Vamos lá, me vejam desgraçados. – Ele juntava o que tinha de suas forças e sentava-se na areia. Ele continuava a tentar gritar para chamar atenção, mas de nada adiantava. – Que se foda... – Com o apoio do braço esquerdo ele tentava mais uma vez se levantar. Todo tremendo ele começava, estava conseguindo e com algum tempo passado ele finalmente estava de pé. – Isso... vou conseguir. – Ele continuava a chamar a atenção da embarcação com seus braços, porem não era nada além disso que conseguia.

Contudo tinha força de vontade para continuar, em uma vez, com mais intensidade ele gritava – AAAAAAAAHHHHHHHH – e balança seus braços, porem, apenas nesse momento notava que algo mais que seus braços também se mexiam, algo que vinha de origem de suas costas, um par de asas negras que estavam tão escuras e cobertas de lama como seu próprio corpo. Ao ver aquilo ele desmaiava mais uma vez. Estava mais uma vez naquele quarto escuro, conseguia ver uma cena que preferia ter que arrancar um de seus próprios braços para não ter que testemunhar aquilo. Com uma faca que a muito tempo não tinha mais fio para cortar algo alguém com um sorriso no rosto cortava das costas da garota que ele mesmo tinha identificado como Jane. Ela chorava e gritava, suas asas grandes e de coloração rosada eram cortadas como se estivesse depenando uma galinha.

Como em um susto novamente ele acordava, estava em uma cama. Ele olhava ao redor e percebia paredes feitas de madeira, um vela em um pequeno criado mudo e uma pessoa que o olhava atentamente no fim do quarto. Um homem já velho, barba grande e grisalha com um livro em mãos. O homem levantava-se e saia do ambiente. Demorava alguns segundos e trazia consigo uma pequena vasilha de madeira, dentro, algo que tinha uma aparência muito melhor do que as cascas que tinha comido a pouco, um caldo fino, mas com diversos tipos de legumes e carnes diferentes – Coma, vai lhe fazer bem. – O homem falava com um sorriso no rosto.

Dia 365

Já tinha feito aproximadamente um ano desde que tinha sido resgatado. Estava vivendo uma vida tranquila com uma tripulação pirata chamada Velhos Lobos do mar, um bando de velhos que ainda praticavam a pirata como seu meio de vida mas sua principal motivação era a busca pela liberdade. Contudo nunca esquecera das palavras que tinha dito, tinha prometido se vingar das pessoas que o tinham aprisionado no passado. Tinha algumas informações sobre as pessoas que o tinham feito passar por tanto sofrimento e por isso iria em busca de poder para conseguir realizar seus feitos.

Aprendeu o estilo de luta de seu salvador e mestre Kaiyen, um estilo que pessoas de sua espécie utilizavam a muitos anos, seu mestre o instruiu para que no futuro pudesse se defender, apesar do mesmo não gostar de lutas, aprendeu tambem a arte da espada com um dos membros do bando, Zenir, um senhor com um gosto peculiar por polvos. Aprendeu a arte de manusear o ferro e instrumentos mecânicos, seu mestre também era um homem que era fascinado por tecnologia e pela habilidade de manusear o fogo para criar coisas e não apenas destruir. Contudo não aprendeu apenas as boas coisas de seu mestre, adquiriu o gosto por cigarros, acalmava o mesmo enquanto estava tendo suas crises psicológicas sobre seu passado. Assim como seu mestre o mesmo agora dependia de estar sempre fumando para que estivesse bem.

Devido a seu passado traumático agora se vestia da melhor maneira que o dinheiro pudesse pagar, depois de viver literalmente na merda ele agora nunca mais gostaria de passar por aquilo de novo e por isso estava sempre vaidoso consigo mesmo, apenas estar sujo já lembrava o mesmo do passado e isso não o fazia se sentir bem. Porem o que o mais deixava frustrado era insônia, seu passado traumático o tinha feito duvidar de tudo e de todos, tinha dificuldades de dormir com medo de sonhar com o passado e de ser pego de surpresa enquanto estava em um momento de fragilidade. Porem, agora tinha se tornado uma pessoa que tinha uma grande habilidade com a voz, desde que tinha começado a falar sobre o futuro e sobre objetivos as pessoas ao seu redor pareciam gostar de seu tom de voz e de como falava, atribuía isso ao jeito que tinha sido ensinado por Kaiyen.

Agora uma nova jornada se iniciava para o mesmo, iria se despedir do bando que o tinha ajudado e iria começar por si só uma aventura em busca de liberdade e vingança. Afinal, tinha prometido para si mesmo que iria fazer todos pagarem pelo que ele tinha sofrido no passado. Tinha agora adotado o nome de Lucky, afinal seu mestre sempre o chamava de garoto sortudo e sua nova vida iria dar um fim para o trauma de seu passado.

Características



Qualidades:
Alado (Racial) Você detém um par de pequenas asas nas suas costas, entretanto, elas não são funcionais ao ponto de permitirem que você seja capaz de voar. Apesar disso, suas asas permitem que você plane curtas distâncias, reduzindo a velocidade de suas quedas e o eventual dano causado por elas.

Profeta (Racial) De maneira independente de sua escolha, ao seguir por um caminho do Kenbunshoku Haki,  no momento em que você alcançar a experiência necessária para adquirir a especialização de " Premonição", você ira adquirir esta habilidade mesmo que tenha escolhido outro caminho, entretanto, ela não evoluirá, ficando sempre no nível de especialização.

Ambidestro (1 Ponto) Você possui uma destreza elevada, sendo capaz de dominar igualmente a coordenação de ambos os lados do corpo.

Liderança (2 Pontos) Você é um líder nato, é capaz de conquistar o respeito e confiança de seus subordinados, quando você dá ordens, elas não são questionadas. Personagens seguindo suas ordens recebem bônus narrativo.

Prontidão (2 Pontos) Você está sempre pronto para agir ou reagir, alcançando o ápice da sua velocidade ou força em questão de poucos instantes. Mecanicamente, reduz a condição lento em uma categoria, SE a condição aplicada for categoria III ou inferior.

Prodígio (2 Pontos) Você é mais inteligente do que a média e tem facilidade em adquirir novos conhecimentos, em termos mecânicos, é capaz de aprender uma proficiência extra a cada nível ímpar, além de ter termos menos rígidos para tal aprendizado.

Defeitos:
Exótico (Racial) Você não sofre preconceito devido a sua aparência ser similar a de um ser humano comum, entretanto, você ainda é capaz de fascinar ou espantar alguns e possui um alto valor pelo seu corpo no mercado de escravos, o que é sempre um problema.

Insônia (1 Ponto) Você tem extrema dificuldade para dormir e, por conta disso, está frequentemente cansado. Em termos mecânicos, todas as condições de sonolento aplicadas em você sobem uma categoria.

Vaidoso (2 Pontos) Você sente a necessidade de estar sempre limpo e bem arrumado, não suportando ficar sujo ou desgrenhado.

Frígido (2 Pontos) Você tem extrema dificuldade para entender os seus sentimentos e os sentimentos das pessoas ao seu redor, consequentemente, tem grande dificuldade para se relacionar e compreender os outros em questões emocionais.

Dependente (2 Pontos) (Cigarro) Você é viciado em alguma substância e precisa fazer uso contínuo da mesma para manter sua sanidade. Caso não sacie sua dependência no tempo estipulado, você começa a sentir os efeitos da abstinência, equivalente ao estado da condição Intoxicado II. Você deverá então se atentar a boa interpretação de seu personagem em abstinência, que durará até que você faça uso de seu objeto de dependência.


Atributos


Nível: 1
Experiência: 400

PdV: 3200
STA: 100

Força: 200 +40 +60
Destreza: 0
Acerto: 100 +40 +60
Reflexo: 60 +80
Constituição: 40

Agilidade: 170
Oportunidade de Ataque: 3
Redução de Dano: 0

Conhecimentos



Proficiências:

Mecatrônica: Sistemas eletromecânicos automatizados, combustíveis (carvão, vapor, dial, eletricidade, etc) e afins. Você sabe utilizar dos conceitos da eletrônica e da mecânica para desenvolver e projetar máquinas, equipamentos e dispositivos que utilizem desses aparatos. Em outras palavras, você sabe a teoria por trás das tecnologias mais simples até as mais avançadas.
Forja: Você é capaz de moldar metais para transformá-los em armas e objetos úteis, além de conseguir reconhecer as propriedades dos metais que tem em posse.
Mecânica: Roldanas, alavancas, engrenagens e afins. Você sabe construir, desmontar, fazer a manutenção e reparar máquinas, equipamentos e dispositivos que utilizem desses aparatos e dos conceitos de Dinâmica para seu funcionamento. Basicamente você sabe onde encaixar cada peça para fazer um dispositivo funcionar.
Costura: Você sabe costurar, além disso, é capaz de projetar e confeccionar diversas peças de roupa e adereços. Sabe trabalhar com diversos tipos de tecidos e malhas.
Ameaça: Através de olhares, linguagem corporal ou falas, você é capaz de causar medo propositalmente em algumas pessoas, sendo assim capaz de manipulá-las de tal forma.

Ferreiro:
Os ferreiros são aqueles que dominam a técnica de moldar metal para criar objetos, sendo capazes de forjar diversos tipos de armas e itens com relativo grau de complexidade.

Bônus: Jogadores com a profissão de ferreiro podem criar uma arma simples na metade dos posts necessários para fazer uma arma simples, recebem a bonificação de 40 pontos em força ou destreza nas armas que criarem e a durabilidade de suas armas é sempre alta, além disso, podem usar a área de criação para fabricar projetos complexos.

Mascote


Nome do Mascote
Animal: Raça e especificações de seu mascote.
Altura: Altura de seu mascote.
Peso: Peso de seu mascote.
Porte: Porte do seu mascote.
Raridade: Raridade do seu mascote.
Aparência: Aparência do seu mascote.
Personalidade: Personalidade do seu mascote.
Atributos: Foco de atributo de seus personagens.

Comandos:
Lista de Comando complexos que foram ensinados ao seu mascote

Estilos de Combate



Espadachim:
Espadachins são especialistas em combates de curta distância, as formas de se manejar uma espada variam muito de acordo com quem a empunha, utilizam katanas, montantes, rapieiras, sabres e similares.

Kami no Tekken:
Esse estilo de combate é bastante comum nos celestiais que viviam na Red line, mas todos os celestiais têm a capacidade de aprender a controlar sua Piromancia. Com partes de seus corpos concentrados de fogo, o estilo é famoso pelo controle na batalha, para dominar os adversários antes de atingir um golpe fatal o usuário desfere chutes e socos rápidos e giratórios de forma bastante ofensiva, assim como usa de suas asas em  em uma tentativa de espalhar suas poucas chamas pelo campo de batalha, as chamas no entanto compreendem até a 1,5 metros do corpo do celestial.

Técnicas


Nenhuma por enquanto.

Projetos


Nenhuma por enquanto.


Haki da Observação


Não despertado.

Haki do Armamento


Não despertado.

Haki do Rei


Não despertado.

Berries: 250.000 ฿S

Itens


Tratam-se dos itens equipados em seu personagem

Cabeça:
- X -

Pescoço:
- X -

Tronco:
- X -

Braços:
- X -

Mãos:
- X -

Pernas:
- X -

Pés:
- X -


Inventário



10 U

Nome do Item:
Espaço:
Descrição:

Embarcações


Nenhuma por enquanto.

Menções no Jornal


Nenhuma por enquanto.

Photoplayer



Photoplayer:
[Ficha] - Lucky Valentina-remenar-magnet-cover-by-valentina-remenar

Universo Envolvente



Aventuras:

[url=link da aventura]nome da aventura[/url]
Extras:
[url=coloque o link aqui]Tipo (Conto/Inimigo/Evento/etc) - Nome do Tópico[/url]

Relações



Players:
[url=Link da Ficha do Player]Nome do Personagem[/url] - Relação com o Player

NPCs:
[url=Link com a Aparencia se existir]Nome do NPC[/url] - Relação com o NPC

NPCs Importantes:
[url=Link com a Aparencia se existir]Nome do NPC[/url] - Relação com o NPC



Link da sua Instrução ou última ficha: https://www.allbluerpg.com/t328-ye-qiu#956
Skÿller
Ver perfil do usuário
Imagem : ALOU TESTANDO O TESTE TESTADOR DE TESTES TESTADOS
Créditos : 30
SkÿllerSoldado
https://www.allbluerpg.com/t272-annabelle-petit-barozzi https://www.allbluerpg.com/t303-voice-of-the-soul#875
Re: [Ficha] - Lucky Qua Out 06, 2021 5:08 pm
Aprovado aqui seu reseteiro: https://www.allbluerpg.com/t849-lucky#6908

_________________

[Ficha] - Lucky O0yljIK

[Ficha] - Lucky WhdRXxk

Fala Annabelle
Pensamento Annabelle
Fala Lilith