Tópicos Recentes
Destaques
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Últimos assuntos
I - A Selvagem e o SonhadorHoje à(s) 10:25 pmpor  DioColorsHoje à(s) 8:42 pmpor  Shiori1º Chapter - Wild HuntHoje à(s) 8:24 pmpor  ÀsCabras da Peste, vol 1- Amanhecer do SulHoje à(s) 6:02 pmpor  DeepDesventura na Terra dos Sonhos - Grupo 8Hoje à(s) 5:29 pmpor  Narrador De EventosP.D.N. Homem Ciclista vai atropelar Hoje à(s) 5:28 pmpor  Admin1v9 Kirinha Adventures - 1° EpisódioHoje à(s) 5:18 pmpor  Kira[Pedido de Instrutor] AnakinHoje à(s) 4:15 pmpor  Anakin[TUTORIAL] - IonukyHoje à(s) 4:11 pmpor  Joker[TUTORIAL] - DennisHoje à(s) 4:09 pmpor  Joker
 :: Oceanos :: Blues :: North Blue :: Swallow
Página 2 de 3 Página 2 de 3 Anterior  1, 2, 3  Seguinte
Kenshin
Ver perfil do usuário
Imagem : I - A Selvagem e o Sonhador - Página 2 XqxMi0y
Créditos : 10
KenshinDesenvolvedor
https://www.allbluerpg.com/t360-agatha-harkness https://www.allbluerpg.com/t386-prologo-frenesi-da-raposa#1165
I - A Selvagem e o Sonhador Qua Maio 19, 2021 7:27 am
Relembrando a primeira mensagem :

I - A Selvagem e o Sonhador

Aqui ocorrerá a aventura dos(as) Agentes Adam James e Freya Lognach. A qual não possui narrador definido.

_________________

I - A Selvagem e o Sonhador - Página 2 J09J2lK

Dio
Ver perfil do usuário
Imagem : I - A Selvagem e o Sonhador - Página 2 C13e7f371b14f93e91808200631b8a81
Créditos : 07
DioInstrutor
https://www.allbluerpg.com/t462-adam-james https://www.allbluerpg.com/t466-i-a-selvagem-e-o-sonhador
Re: I - A Selvagem e o Sonhador Qua Maio 26, 2021 2:23 pm


Era óbvio que as pessoas ficaram irritadas de certa forma… Mas não era totalmente a minha culpa… Quero dizer… Na verdade é, mas né… Cada caso é um caso digamos assim. De toda forma, uma breve olhada sobre o time e eu já podia ver que a missão era um tanto quanto mais estranha que o esperado, pelo menos era a vibe que eu pegava ao olhar o Nobre Baixinho Arrogante com cara de teta, não que isso fosse um ponto positivo, é claro - Suave, segue o bonde que eu sigo olhando - Confirmava o comando de Lúcio ao coçar sutilmente o queixo com um sutil interesse em quem estava mais a frente.

I - A Selvagem e o Sonhador - Página 2 Tenor

Com o tempo, uma pequena dúvida ainda se mantinha em minha cabeça ao acompanhar o time e olhar ao meu redor e o Nobre com um certo olhar de estranheza, colocando as minhas dúvidas em questão antes que o embate fosse engajado - Por sinal… Que tipo de Animal a gente vai ter que recuperar ? Até por que a gente não é aqueles grupo maluco Ambientalista que devem existir em Toroa pra ficar atendendo esse tipo de pedido. - O que poderia parecer uma leve alfinetada que por sinal era uma mesmo, tinha um ponto de verdade… É meio estranho esse tipo de serviço ser proposto ao Governo, ou era um Animal muito raro ou o Nobre é muito folgado - Além de que… É meio estranho já existir a informação correta e até mesmo a quantia de membros para algo tão banal… Bom… Não sou eu para decidir isso, pelo jeito não é um grupinho qualquer - Conclui comigo mesmo no meio da frase para a solução de minha questão, tomando um pouco mais de atenção ao meu redor.

Ao acompanhar o grupo, mesmo sabendo que estava sobre a retaguarda, é possível que a função de revisar o grupo de uma visão mais periférica e abrangente acabasse sendo minha, deixando um pouco de lado a questão de “Olhar a frente”, a ideia era tomar cuidado com o perímetro do grupo e barulhos duvidosos de importância, não seria nada legal ter um gordinho ferido nas costas no meio da Floresta, não é mesmo ? Se ouvisse algum barulho de importância e periculosidade ao redor como passos, vozes e algo que lembrase que “Ia dar merda” - Calma aí, acho que ouvi alguma coisa - Comentaria sutilmente ao grupo a parar por breves instantes ao levantar a mão fechada - Vocês ouviram isso ? - Comentaria  novamente se ouvisse o barulho duvidoso mais uma vez.




Histórico:
Nome: Adam James
Posts: 04
Ganhos:
- N/A

Perdas:
- N/A

Dinheiro – Bolso: 250.000 B$

Inventário:
-

Qualidades::
-

Defeitos:
-

Perícias:
-

Saúde:
-  Ainda Vivo !

Cor da fala: - Fala

Objetivos:
• Espancar vagabundo na Rua e Receber por isso
• Dar um cheiro na Freya
• Aprender Perícias de Ferreiro
• Chorar por um par de Equipamentos de Graça
• Pontos de Interesse sobre Cientista que envolva a Flor chama Olhos de Rapina



_________________

I - A Selvagem e o Sonhador - Página 2 CcCiupc
Freya
Ver perfil do usuário
Imagem : I - A Selvagem e o Sonhador - Página 2 FbSLrsR
Créditos : 06
Re: I - A Selvagem e o Sonhador Dom Maio 30, 2021 12:15 am
Hunter
My mind is rage and glory. My heart is fire and pride. My body is grace and power.





Quando o primeiro agente se aproximou era o líder da missão, ele perguntou sobre ser realmente eu. E respondi apenas com um aceno de cabeça, confirmando minha identidade. Naquele ponto comecei a me irritar, porque alguém estava demorando, mas pior…

Depois do contratante chegar, esse cara ainda não tinha chegado e quem era? O cara barulhento… Bem, além de ser visivelmente alguém que está sempre falando, ainda tinha essa questão… Ele tinha baixo grau de comprometimento como bando…

Quando ele chegou meu olhar foi diretamente a ele, meus olhos dilataram levemente onde rangi levemente os dentes franzindo o rosto, mesmo assim, apenas torci o nariz, e fingi que nada tinha acontecido, apesar de não ter gostado nada, ele ainda seria util pra a caçada, mas se ele seguir me atrapalhando… Hum!!

De qualquer forma ele já foi repreendido, mas não parou de falar, parecia que o assunto dele era infinito , tinha mais informações, quando nos aproximávamos da caverna ele especificava como deveríamos agir a partir dali.-Certo, irei tentar ser breve na derrocada deles, quando encontrarmos.- comentei.

Assim que chegássemos perto mesmo da caverna reduziria minha velocidade e adotaria uma postura mais baixa, ia aproveitar das minhas patas macias, para fazer menos barulho com as pisadas, o objetivo, era simples, observar quem eram os inimigos, quantos estavam ali para então poder montar minha estratégia.

Era importante ter real noção do perigo central que cercava a gente antes de tomar um atitude, meu coração naquele ponto já estaria começando a bombear mais meu sangue, que se aquecia ferozmente a cada instante que observava o destino diante de mim. Meu corpo todo começava a se preparar.

As pupilas dilatam demonstrando o ar mais animalesco de felina, minhas garras preparavam enquanto eu claramente passava a mostrar os dentes de maneira inconsciente com um sorriso que demonstrava euforia e selvageria. Este era o ultimo preparativo antes de começar meu impulso e ataque que iria acontecer depois de compreender a situação inteira.

Histórico:
Nome do Player: Freya Lognach
Nº de Posts: 04
Contagem do Vício: 3/10
Ganhos:
• 2 Sacos com 10 Pirulitos cada.
• Martelo de Haste Longa (Arma Clássica) (Post Nº2)

Perdas:
• 100.000 B$

Proficiências:
• Acrobacia
• Briga
• Atletismo
• Sobrevivência
• Caça

NPCs: Nome do NPC/ Relacionamento
Extras:
Localização:

Objetivos:
- Conseguir comprar pirulitos.
- Fazer duas missões.





I'm a star that's just a black hole now!





_________________

I - A Selvagem e o Sonhador - Página 2 7292kUa
Achiles
Ver perfil do usuário
Imagem : I - A Selvagem e o Sonhador - Página 2 Da52343c7d1c5d679a3a8c0c40abf213
Créditos : 13
AchilesAvaliador
https://www.allbluerpg.com/t342-lucy-von-kral#1009 https://www.allbluerpg.com/t383-i-nao-existe-sombra-sem-luz#1160
Re: I - A Selvagem e o Sonhador Seg Maio 31, 2021 9:38 pm
Sonho Selvagem

Conforme andavam, o barulhento fazia uma pergunta que era sensata e ao mesmo tempo afrontosa, pelo jeito, ele realmente não queria lidar de um jeito amigável com nobres e fazia parte da personalidade de Adam. – Como você ousa falar desse jeito da minha preciosidade?! Deveria ser tarefa primordial a proteção delas e é por causa de vocês que ela foi capturada! Bando de incompetente. – O nobre se mostrava irritado e parecia ter comido uma pimenta muito ardida já que seu rosto ficava tão vermelho quanto um tomate. Lucio rapidamente tentava amenizar a situação que era imposta por James. – A nossa missão se trata de Penelope, a Arara Dourada. Ela é extremamente valiosa e o nosso dever é sempre prezar pela segurança de nossos nobres e ajuda-los no que podemos. – Confirmava o homem que parecia compartilhar um pouco a respeito da opinião de Adam, embora não as colocava em palavras. O motivo de ser possível perceber isso? Ele retrucava muito menos Adam do que quando deu a bronca em relação ao seu atraso.

O grupo inteiro se mostrava bastante atento em relação a qualquer inimigo que pudessem estar por perto ainda mais após o alerta de Lúcio sobre o acampamento e foi dessa forma que Freya rapidamente se escondia antes que a vissem atrás de um arbusto. A sua frente, três homens portando fuzis de assalto estavam presentes, eles vestiam roupas rasgadas e similares de uma combinação de camuflagem e foi por estas roupas que o grupo conseguiu chegar tão perto sem que os vissem.

Nesse momento, todos paravam, Lúcio rapidamente sacava sua arma, uma pistola 9MM prateada e o integrante mais jovem do grupo sacava uma faca de combate do seu calcanhar, porém a arma tremia mais do que vara bamba. O nobre parecia ficar mais quieto do que tudo, Adam perceberia que o mesmo teria entrado em pânico e sua pele estava mais branca do que antes, os inimigos tinham armas potentes.

A partir daquele momento, qualquer fala despertaria a atenção dos homens que devido aos passos silenciosos de Freya não haviam percebido em relação ao grupo de agentes se aproximando tão rapidamente. Se fosse buscado o comando de Lúcio para ataca-los, ele responderia com um aceno de cabeça em um Sim.

Os homens estavam espaçados entre cinco metros de distância de cada um virados para lados diferentes de maneira a manter a vigia em relação aos locais ao redor, um deles estava com um cigarro de palha aceso em sua boca e parecia estar em um momento mais relaxado, o mais a leste estava se mostrando mais inquieto e não parava de apontar a arma para qualquer farfalhar de folhas de árvore que se mexiam e o mais ao centro estava calmo, porém atento.


Histórico:
Dio:
Ganhos: Par de Sapatos (Arma Clássica) (Post Nº2)
Luvas de Combate (Arma Clássica) (Post Nº2)

Perdas:

Freya
Ganhos: 2 Sacos Contendo 10 Pirulitos Cada (Post Nº1)
Martelo de Haste Longa (Arma Clássica) (Post Nº2)
Proficiência: Física

Perdas: 100.000 B$ (Post Nº2)


_________________

I - A Selvagem e o Sonhador - Página 2 B7iCY2j
Freya
Ver perfil do usuário
Imagem : I - A Selvagem e o Sonhador - Página 2 FbSLrsR
Créditos : 06
Re: I - A Selvagem e o Sonhador Ter Jun 01, 2021 11:12 pm
Hunter
My mind is rage and glory. My heart is fire and pride. My body is grace and power.





Tínhamos aparentemente inimigos bem atentos e provavelmente no meu primeiro movimento iriam atirar ou talvez fazer coisa parecida. Era um cenário caótico, no entanto eu sabia exatamente como agir naquela situação, desvio de atenção antes de iniciar o ataque. Por isso me moveria alguns passos devagar para a esquerda, uns 2 ou 3 e lançaria meu machado jogando ele em uma outra direção com intuito de chamar atenção para ele. Enquanto embolaria pelo chão retomando posição e me levantando de uma vez.

O ataque visava iniciar um Dash em direção ao inimigo. Sim, iria usar de um impulso, flexionando meus joelhos e me atirando de uma vez com uma postura baixa, meu torax baixo era para o uso de um uppercut de uma única vez em direção ao guarda, um ataque veloz que visava acertar a parte alta de seu corpo.

I - A Selvagem e o Sonhador - Página 2 Vanessa-xi-special

Após o soco, rapidamente iria me mover um passo para trás, e desferir um segundo golpe colocando meu corpo na lateral, pisar firme no chão, dando uma cotovelada de uma única vez mirada ao centro do corpo do inimigo. Com objetivo de empurrar ele pra trás, ou simplesmente o derrubar, caso o primeiro inimigo tivesse já caído com o upercut, então essa cotovelada iria direcionada ao mais próximo, onde avançaria pra cima dele freando proximo onde repetiria a pisada firme e cotovelada.

I - A Selvagem e o Sonhador - Página 2 Angel-longelbow

Por fim, minha movimentação iria terminar com uma rasteira, onde miraria ou no inimigo primário, ou em qualquer um que estivesse ali por perto, onde avançaria me abaixando de uma vez, colocando as duas mãos no chão e só então fazendo um rápido giro em 360º com as minhas duas pernas, tentando também derrubar meus inimigos, era assim que queria trabalhar, derrubar para reduzir números, e talvez abrir oportunidades para os companheiros de caçada.

Meu sangue estava realmente em chamas, eu podia sentir o fluxo correr pelas minhas veias, era simplesmente delicioso, era como se meu corpo todo pudesse compreender aquela emoção. Por isso que a caçada é algo tão prazeroso pra mim, meu corpo responde e me sinto viva de verdade, ao menos é assim que eu entendo, uma das poucas certezas da vida.

I - A Selvagem e o Sonhador - Página 2 Bluemary-xi-c4

Eu também me prepararia pra caso fosse atacada, usando de movimentos rápidos, iria girar sobre meu próprio ombro e correr em quatro patas pra perder ainda menos tempo após o giro, esse seria feito para a direção mais conveniente, ou seja, direita, esquerda, diagonal ou lateral, o que saísse melhor no momento, principalmente para evitar projéteis, mas usaria em último caso para golpes próximos difíceis de esquivar. Para ataques de mais curto alcance iria me movimentar, para os lados, iria dar alguns passos rápidos para evitar o ataque, indo pra direita ou esquerda.

No pior dos casos me moveria para trás, porém sempre pronta pra fazer um jogo de pés e ir para um dos lados. Também reforçaria esses movimentos usando o meu tórax, de modo a jogar ele mais para trás, ou de lado, para além do jogo de pés meu tórax ainda se afastar mais, mas sem largar a postura, uma coisa que poderia realmente me ajudar a manter maior distância nos golpes mais altos.

Pra lidar com rasteiras eu saltaria pra trás, ou pra frente. Enquanto que se alguém tentasse me agarrar, aplicando algum movimento que fosse tentar me segurar, iria cravar as unhas nos ombros do atacante e o morderia, dando uma mordida direto no pescoço dele. E tentar causar dor para que ele afrouxasse o agarrão então iria usar o corpo dele como base, usando a força dos braços me impulsionaria para cima indo com o joelho mirado no rosto do meliante.

Se fosse derrubada, iria me levantar o mais rápido possível e seguir as minhas sequências. Se fosse acertada, visaria resistir a dor, para não perder o momento e conseguir encaixar meus golpes.

Histórico:
Nome do Player: Freya Lognach
Nº de Posts: 05
Contagem do Vício: 4/10
Ganhos:
• 2 Sacos com 10 Pirulitos cada.
• Martelo de Haste Longa (Arma Clássica) (Post Nº2)

Perdas:
• 100.000 B$

Proficiências:
• Acrobacia
• Briga
• Atletismo
• Sobrevivência
• Caça

NPCs: Nome do NPC/ Relacionamento
Extras:
Localização:

Objetivos:
- Conseguir comprar pirulitos.
- Fazer duas missões.





I'm a star that's just a black hole now!





_________________

I - A Selvagem e o Sonhador - Página 2 7292kUa
Dio
Ver perfil do usuário
Imagem : I - A Selvagem e o Sonhador - Página 2 C13e7f371b14f93e91808200631b8a81
Créditos : 07
DioInstrutor
https://www.allbluerpg.com/t462-adam-james https://www.allbluerpg.com/t466-i-a-selvagem-e-o-sonhador
Re: I - A Selvagem e o Sonhador Qua Jun 02, 2021 12:29 am


Nenhuma novidade por aqui de fato, apesar que os inimigos pareciam mais fortemente armados do que eu esperava encontrar de um simples grupo de ladrões… Estavam mais pra uma Guerrilha ! Tomando a calma e ainda não levando tudo aquilo muito a sério, apenas deixava a ação maior para os meus companheiros, focando a minha parte da missão como havia sido dita em cuidar do Nobre ao fazer um gesto de mãos rapidamente para Lúcio, dando a entender que não precisava se preocupar com o Gordinho.

No momento que o embate se iniciava pela parte de Freya, rapidamente eu já pegava a parte de trás da gola da roupa do Nobre e o puxava mais para próximo de mim ao olhar atentamente para em todas as direções que me fossem possíveis, não é um trabalho fácil proteger um Civil que não tem noção alguma de combate e por isso, como uma leve brincadeira, guiaria o Gordinho de um lado para o outro como se estivesse tirando sarro disso - Isso, agora pra direita e por fim… Um 360 !!! Gira Gordinho, Gira ! Carai, tu manja dos passes hein !! - Comentava com um sorriso no rosto no momento que olhava novamente ao meu redor e continuando a andar no meio do combate o arrastando, quero dizer… Guiando o Nobre de um canto ao outro. Para muitos isso poderia de fato parecer uma babaquice e na verdade era… Quero dizer, o maior problema de pessoas sem experiência de combate é elas simplesmente travarem em situações como essa por causa do pânico e a intenção obviamente era em manter ele em constante movimento para que pudesse se desviar e fugir do conflito da melhor forma que eu acreditava ser, ao mesmo tempo que eu me divertia é óbvio… - Relaxa que do Porquinho eu cuido ! - Comentaria alto o suficiente para deixar os meus companheiros mais tranquilos com isso, se é que isso adiantaria de qualquer forma.

Com as chances de um ataque direto vir na direção do Nobre eu rapidamente revidaria ao manter ele mais próximo de mim e dar um tapão na cabeça de qualquer inimigo que chegasse perto - Sai do meio ! Oshê menino desgraçado ! - Normalmente esses tipos de pessoas não tem muito respeito por aqui e é bem por isso mesmo que tinha que mostrar pra eles esse tipo de coisa, se não os cara fica meio arretado - Nun ta vendo que eu tou protegendo ele não ? -

I - A Selvagem e o Sonhador - Página 2 6jy0j2

Agora se o infortunado indivíduo viesse a mim eu já não seria tão gentil, meteria logo uma bica no saco ou na boca do estomago pra ele ficar ligeiro mesmo que aqui é POKAS, ta ligado ? - Sai de perto, ô Djanho ! -

I - A Selvagem e o Sonhador - Página 2 Tenor

Por mais que tais ações não fossem tão impactantes a situação do combate atual, a minha missão desde o começo era em cuidar e proteger do Nobre, o fato de eu deixar essa liberdade dos meus companheiros em não se preocupar com isso, poderia ser literalmente como se eu estivesse tirando uma pedra dos seus sapatos que por sinal… Essa Pedra Gorda maldita ainda podia surtar e começar a correr, por isso ficaria bem atento ao estado mental dele da forma que eu podia, sempre o acompanhando e se caso ele conseguisse fugir de mim, rapidamente o acompanharia só que dessa forma mais agressiva ao dar uma leve rasteira no Nobre e o empurrando pela cabeça com uma das mãos ao chão, de preferência de cara pra ficar mais mansinho e controlado - Ta querendo se matar ô Pão com Banha ? Relaxa a pança que eu vou te proteger e recuperar a sua Arara Dourada - Respondia rapidamente o levantando e voltando o controle da Guia após decifrar os meus arredores.



Histórico:
Nome: Adam James
Posts: 05
Ganhos:
Perícia Física (Post N°3)
Par de Sapatos (Arma Clássica) (Post Nº2)
Luvas de Combate (Arma Clássica) (Post Nº2)

Perdas:
- N/A

Dinheiro – Bolso: 250.000 B$

Inventário:
-

Qualidades::
-

Defeitos:
-

Perícias:
-

Saúde:
-  Ainda Vivo !

Cor da fala: - Fala

Objetivos:
• Espancar vagabundo na Rua e Receber por isso
• Dar um cheiro na Freya
• Aprender Perícias de Ferreiro
• Chorar por um par de Equipamentos de Graça
• Pontos de Interesse sobre Cientista que envolva a Flor chama Olhos de Rapina



_________________

I - A Selvagem e o Sonhador - Página 2 CcCiupc
Achiles
Ver perfil do usuário
Imagem : I - A Selvagem e o Sonhador - Página 2 Da52343c7d1c5d679a3a8c0c40abf213
Créditos : 13
AchilesAvaliador
https://www.allbluerpg.com/t342-lucy-von-kral#1009 https://www.allbluerpg.com/t383-i-nao-existe-sombra-sem-luz#1160
Re: I - A Selvagem e o Sonhador Qui Jun 03, 2021 7:03 pm
Sonho Selvagem

O momento que Freya estava esperando chegava e agora ela poderia mostrar a sua “fúria” para aqueles homens malévolos e o seu primeiro movimento após receber a permissão de Lúcio para que atacassem era se mover ligeiramente para o lado e jogar seu machado na outra direção, desviando a atenção deles e rapidamente um deles atirava no machado e antes que pudesse virar a sua mira para Lognach o mais a frente era acertado em um dash rápido que o levantava e fazia com que ele perdesse qualquer reação que poderia ter ficando até mesmo incrédulo de ter sido acertado tão de repente.

Os outros atiradores miravam rapidamente na mink que acertava um segundo golpe no homem que o derrubava no chão sem qualquer chance de defesa e parecia que ficaria ali durante um bom tempo dessa mesma forma. A movimentação mais baixa de Freya fazia com que a primeira rajada de balas em sua direção passassem reto e era quando Lúcio acertava um deles em seu torso para rapidamente Lognach derrubá-lo em sequência em uma rasteira giratória.

Enquanto a treta começava e Julian pensava que iria lidar com o nobre, Adam parecia ter esquecido sua função dentro da formação ou apenas a ignorava naquele momento já que queria “garantir a proteção” daquele lindo gordinho que era adorável até mesmo para uma flor. – Senhor, essa é a minha função. – Dizia o garoto todo inocente antes que visse James começando a arrastar o nobre por onde estavam para que ele “desviasse” das balas perdidas.

Nesse momento, o nobre sequer teria alguma reação sensata a não ser tentar acompanhar o movimento de sua gola que era fortemente puxada pelo agente enquanto a porradaria rolava a solta por ali e voltando para as ações de Freya que ainda tinha que lidar com o último dos batedores já que Lúcio teria acertado um tiro fatal no segundo homem que fora derrubado pela mulher. A mink rapidamente dava um pulo que fazia com que os tiros fossem completamente direcionados para o solo e era então que Lúcio entrava em combate com dois tiros nos joelhos do atirador e rapidamente cuidando para que ele soltasse o seu último suspiro de vida com um tiro em sua cabeça.

Restando apenas o primeiro homem que Freya tinha derrubado, Julian que mal se aguentava em perto diante de tanto tremor, conseguia pegar a arma que o homem tinha e a travava para que não fosse disparada acidentalmente. – Filhos da puta! Cães do Governo! – Gritava o homem caído no chão ainda se debatendo devido aos hematomas que foram criados pela mink. – Bom trabalho, Freya. – E fora então que ele virava e via que Julian não estava protegendo o nobre e Adam tinha parado de mover o nobre por ai segurando a sua gola e então tampava a sua cara com sua mão em um sinal de negação. – Mas que porra tu tá fazendo, Adam?! Caralho! Essa não era nem sua função! – E ele perdia toda a sua pose cordial ficando com uma raiva em seus olhos.

O nobre, por mais incrível que parecesse, estava quieto e ainad meio assustado com os tiros como se nunca tivesse os presenciado e estava em choque, no fim, Adam talvez estivesse correto embora não fosse a melhor maneira de protegê-lo. Porém, foi hilária. – Julian, veja se o nobre está bem. Freya, mantenha a guarda. James, venha aqui e interrogue esse maluco! – Gritava as ordens o líder da missão. – Seja rápido, talvez eles se liguem por causa dos barulhos. – Concluía.


Histórico:
Dio:
Ganhos: Par de Sapatos (Arma Clássica) (Post Nº2)
Luvas de Combate (Arma Clássica) (Post Nº2)
Proficiência: Física

Perdas:

Freya
Ganhos: 2 Sacos Contendo 10 Pirulitos Cada (Post Nº1)
Martelo de Haste Longa (Arma Clássica) (Post Nº2)

Perdas: 100.000 B$ (Post Nº2)

_________________

I - A Selvagem e o Sonhador - Página 2 B7iCY2j
Dio
Ver perfil do usuário
Imagem : I - A Selvagem e o Sonhador - Página 2 C13e7f371b14f93e91808200631b8a81
Créditos : 07
DioInstrutor
https://www.allbluerpg.com/t462-adam-james https://www.allbluerpg.com/t466-i-a-selvagem-e-o-sonhador
Re: I - A Selvagem e o Sonhador Dom Jun 06, 2021 6:39 am


As vezes eu me pergunto o que eu comi no café da manhã… Infelizmente não me lembro na maioria das vezes e isso me deixa indignado da cabeça, mas eu tenho certeza que a minha missão era proteger o Nobre e bom… Dando uma breve olhada no estado do Pedacinho de Bola de Carne andante, pelo menos pra mim eu estava fazendo isso, quero dizer… Mais ou menos - Ué… Mas essa é a minha função… Eu digo… Acho que é… Deu tudo certo, é o que importa ! - Resmunguei brevemente ao dar um joinha com as duas mãos e um sorriso escancarado. Tou começando a achar que o chefinho ali não tem noção do que tá fazendo, isso sim !

No entanto esse nem era o prato principal do dia, mal eu esperava que poderia ter a brilhantíssima oportunidade de Interrogar alguém ! Na realidade essa era a completa conclusão de que realmente James não tinha um pingo de noção na furada que ele se colocou, não é atoa que não sobe de patente… Mas vamos lá, deixa isso de lado e foca no que importa… Eu sempre quis fazer isso… Com uma breve aproximação, manteria um breve olhar sério direto nos olhos daquela pobre criatura ao movimentar sutilmente a minha cabeça de forma irregular, quase como se estivesse entrando em sua mente por uma via única de um caminho só, e sem um pingo de aviso faria a minha primeira ação… UM TAPÃO NA CARA JÁ DE INÍCIO SÓ PRA FICA LIGADO, MANJO ?! BAGULHO AQUI É SINISTRO, SELOKO !

I - A Selvagem e o Sonhador - Página 2 VOBMO4

Eerr… Ahaam… - Foi mal, foi mal… É que eu sempre quis fazer isso - Comentaria na dúvida de qualquer um ao ver o tapa sem sentido algum, o sentimento daquilo era como se estivesse realizando um sonho de criança, o sutil arder na minha mão era como uma explosão de emoções que até mesmo me dava uma vontade de chorar… Mas eu sou forte ! Não vou ! - Negócio é o seguinte… CADÊ A ARARA PORRA ! FALA ONDE É QUE ELA TÁ ! - Bradaria descontroladamente sobre o rosto do Interrogado - Se tu não falar… Eu vou te colocar no pneu e sabe o que eu vou fazer com ele ? - Apontando o dedo sobre a sua direção, daria um sutil sorriso no canto do rosto ao sentir o medo ecoar sobre a mente do seu olhar, não dando tempo dele sequer perguntar o que eu faria - Vou encher de suco de pera… Sabe o que vem depois ? FORMIGAS VÃO VIR TOMAR ESSE SUCO DE PERA ! EHEHEHE ! - Como se fosse o plano mais maléfico do mundo, ria de excitação ao deixar a mente daquele pobre infeliz imaginar o resultado disso tudo que por sinal… Não fazia o mínimo sentido.

I - A Selvagem e o Sonhador - Página 2 EuphoricNeedyHartebeest-size_restricted

Agora… Se isso ainda não fosse o suficiente, eu teria que ir para o Plano B… Um Plano extremamente difícil e complexo que eu não desejaria nem para o meu pior inimigo, mas infelizmente é algo que não tenho como fugir… Precisava concluir a minha missão aqui é assim será ! Por isso me aproximaria de James ao colocar minha mão direita sobre o seu ombro seriamente - Ele não quer falar… Vou ter que fazer aquilo… É partir pra coisa pesada e preciso de reforços… - Com a confirmação do mesmo, agora olharia para Julian que estava cuidando do Nobre - Julian, vem cá… E não deixe o Nobre ver isso… É muito pesado para meros mortais. - Com uma breve inspirada de ar, expirava o mesmo ao limpar os meus pulmões, me deixando pronto para o que estava para vir, dando as ordens necessárias - Julian você faz a batida e o James canta, preciso que vocês não deixem ele desviar o olhar… EU VOU DANÇAR ! - Com leves passos, seguiria o ritmo imposto já conhecido como a Dança da Morte… Se isso não funcionar eu não sei mais o que fazer - É melhor você falar onde a Arara está… Se não… Bagulho vai fica louco ! -




Histórico:
Nome: Adam James
Posts: 06
Ganhos:
Perícia Física (Post N°3)
Par de Sapatos (Arma Clássica) (Post Nº2)
Luvas de Combate (Arma Clássica) (Post Nº2)

Perdas:
- N/A

Dinheiro – Bolso: 250.000 B$

Inventário:
-

Qualidades::
-

Defeitos:
-

Perícias:
-

Saúde:
-  Ainda Vivo !

Cor da fala: - Fala

Objetivos:
• Espancar vagabundo na Rua e Receber por isso
• Dar um cheiro na Freya
• Aprender Perícias de Ferreiro
• Chorar por um par de Equipamentos de Graça
• Pontos de Interesse sobre Cientista que envolva a Flor chama Olhos de Rapina



_________________

I - A Selvagem e o Sonhador - Página 2 CcCiupc
Freya
Ver perfil do usuário
Imagem : I - A Selvagem e o Sonhador - Página 2 FbSLrsR
Créditos : 06
Re: I - A Selvagem e o Sonhador Dom Jun 06, 2021 2:57 pm
Hunter
My mind is rage and glory. My heart is fire and pride. My body is grace and power.





A luta foi rápida, eu havia conseguido derrubar um e o parceiro inabilitou o segundo e só então, consegui lidar com o terceiro mas ele foi derrubado. Naquele momento ainda com adrenalina no mais alto que queria pisar na cara daquele homem e quebrar seu pescoço com um chute. Meus olhos arregalados exibiram uma face psicótica, mostrando minhas presas, rangendo os dentes, enquanto começava a me mover em direção a ele.

A minha postura ao caminhar seria mais animalesca, onde apesar de me manter bípede, soltava um pouco o tórax que ficava levemente contraído para baixo, porem antes que eu fizesse qualquer coisa, a voz do superior me parabenizando, me trouxe de volta a realidade, onde voltei a postura normal.

Aos poucos meus olhos iam se acalmando, a adrenalina começando a baixar, e disse.-Não por isso. Temos trabalho a fazer.- e assim me recolhi ao silencio, com a respiração um pouco pesada me colocaria em guarda olhando para a entrada que eles estavam guardando em principal, mas mantendo a audição focada nos arredores e olhando de vez em quando para cada direção.

Enquanto isso iria recolher também meu martelo de guerra, ficando com ele em prontidão para iniciar a qualquer momento os golpes novamente. Eu realmente não sabia quanto tempo a busca por informações ia demorar, e ainda mais que o cara responsável por isso era o Barulhento. Além de tudo o que ele estava fazendo?

Eu acho que ele tá tentando torturar a gente? Ele quer uma música? O que isso tem haver? Talvez queira que o inimigo se sinta tão incomodado pelos sons e insanidade que se entregue pelo medo de eles continuarem? Realmente não sei do que se trata, mas esse cara realmente é proficiente em fazer interrogatórios?

Bem, apesar de me parecer estranho, não domino essa área… Então era melhor esperar que ele soubesse fazer isso, algum motivo havia pra ele ester aqui, por que até então ele parecia receber constantes represálias por suas ações, e não me admira, com toda essa forma esquisita de se portar era o mínimo.

Bem, apesar disso deixaria de lado o que estivesse acontecendo na tortura, pegando um pirulito e colocando ele na boca, era melhor pra meu foco e calma, me mantendo com o foco em avisar caso qualquer ataque acontecesse onde, rapidamente daria um aviso verbal.-Inimigos!!- me preparando pra começar o próximo combate. Afinal não dava pra ignorar novos combatentes chegando.

Histórico:
Nome do Player: Freya Lognach
Nº de Posts: 06
Contagem do Vício: 5/10
Ganhos:
• 2 Sacos com 10 Pirulitos cada.
• Martelo de Haste Longa (Arma Clássica) (Post Nº2)

Perdas:
• 100.000 B$

Proficiências:
• Acrobacia
• Briga
• Atletismo
• Sobrevivência
• Caça

NPCs: Nome do NPC/ Relacionamento
Extras:
Localização:

Objetivos:
- Conseguir comprar pirulitos.
- Fazer duas missões.





I'm a star that's just a black hole now!





_________________

I - A Selvagem e o Sonhador - Página 2 7292kUa
Achiles
Ver perfil do usuário
Imagem : I - A Selvagem e o Sonhador - Página 2 Da52343c7d1c5d679a3a8c0c40abf213
Créditos : 13
AchilesAvaliador
https://www.allbluerpg.com/t342-lucy-von-kral#1009 https://www.allbluerpg.com/t383-i-nao-existe-sombra-sem-luz#1160
Re: I - A Selvagem e o Sonhador Ter Jun 08, 2021 5:58 pm
Sonho Selvagem

Talvez Lucio teria se equivocado ao escolher o seu interrogador para aquele pobre homem que sequer teria se livrado da primeira dor para receber um tapa em sua cara logo em seguida. – Que porra é essa?! Tu vai morrer, caralho! – Gritava o homem caído que ainda sentia ambas as dores e sequer pensava em se levantar ou conseguia em seu estado.

- Que porra de ARARA, caralho?! – Dizia o homem ao ser questionado em relação ao pássaro do nobre e era o momento em que toda uma cena começava a se desenhar e o interrogado era perguntado o que aconteceria se fosse colocado no pneu. – O que diabos é um pneu? – Questionava o bandido e ainda não entendia o que era um pneu e começava se tremer quando envolvia o suco de pera e formigas porque simplesmente imaginava que o pneu era quase como uma câmara de tortura em um caixão de vidro.

E então a cereja do bolo acontecia e que deixava aquela cena inteira ainda mais estranha, curiosa, hilária, seja lá o que for o substantivo que poderia ser utilizado para descrevê-la. Adam, tocava em seu próprio ombro de uma forma seria como se imaginasse estar conversando com seu clone e começava a conversar com ele mesmo o que deixava todo mundo completamente sem entender até que Julian era chamado que ficava em um estado de surpresa e tinha quase que ser arrastado.

E assim que Julian era indagado para realizar o ritmo, ele começava e o garoto inocente de antes se perdia para uma voz quase angelical em uma batida de hiphop até o momento em que Adam começava a dançar de uma forma estranha na frente do interrogado que tinha uma expressão de uma pânico. – A Arara tá na porra da caverna, caralho. Tá numa gaiola com uns seis caras, lá! Foda-se. Me leva preso mas deixa esse maluco longe de mim. Caralho, sai fora! – E ele começava a tentar se arrastar para longe em direção a Freya como se quisesse receber um segundo golpe para desmaiar de uma vez e não ver mais aquela cena.

Freya esteve presenciando tudo nesse momento depois de quase atacar o corpo caído no chão uma segunda vez em seu estado de uma qauase-fúria e um instinto animal que daria medo em qualquer um. Seus questionamentos em relação aos atos de interrogatórios eram existentes em todas as mentes por ali e o nobre, por algum motivo, não reclamava nenhum pouco sobre as técnicas aplicadas ali como se fosse mil vezes melhor do que ver mais sangue ou agressão. – Tá. Bom trabalho, Adam. – Era o momento em que Lúcio algemava o homem e o amarrava com uma corda em uma das árvores. – Na volta nós trazemos ele.

Lognach estava atenta a qualquer inimigo longe e ainda não tinha ouvido ou visto nada, restava eles continuarem o caminho até a caverna ou formarem um plano já que agora sabiam quantos inimigos ou uma média de quantos poderiam ter devido as informações coletadas. – Brainstorming. Como devemos entrar dentro da caverna e como separamos os grupos? – Perguntava Lúcio querendo saber melhor sobre os seus agentes.


Histórico:
Dio:
Ganhos: Par de Sapatos (Arma Clássica) (Post Nº2)
Luvas de Combate (Arma Clássica) (Post Nº2)
Proficiência: Física

Perdas:

Freya
Ganhos: 2 Sacos Contendo 10 Pirulitos Cada (Post Nº1)
Martelo de Haste Longa (Arma Clássica) (Post Nº2)

Perdas: 100.000 B$ (Post Nº2)

Legenda:
Lúcio Tavares
Nobre Não-Nomeado
Julian d’ Angelo
Inimigos

_________________

I - A Selvagem e o Sonhador - Página 2 B7iCY2j
Dio
Ver perfil do usuário
Imagem : I - A Selvagem e o Sonhador - Página 2 C13e7f371b14f93e91808200631b8a81
Créditos : 07
DioInstrutor
https://www.allbluerpg.com/t462-adam-james https://www.allbluerpg.com/t466-i-a-selvagem-e-o-sonhador
Re: I - A Selvagem e o Sonhador Qui Jun 10, 2021 8:04 pm


É foda quando você se pergunta o quão bom, mas o QUÃO BOM você realmente é que você fica em duvida de quão bom é, na verdade eu não sou bom… EU SOU UM DEUS ! SOBERANO ENTRE AS ESTRELAS E OS MARES, UMA DIVINDADE ENTRELAÇADA A ESSE MUNDO EM QUE BUSCA O NOME DE UMA REDENÇÃO CHAMADA ADAM JAMES ! Sim, sim… É esse nível de bom que eu sou… Pobre criminoso, às vezes sinto pena dele de presenciar as minhas habilidades, mas na realidade ele deveria se sentir honrado, pois ninguém menos do que EU, fui a pessoa que o interrogou… Desde o início ele já sabia que não tinha como fugir ao dar todas as informações que precisávamos - Não precisa agradecer, eu sei que sou bom - Respondi a Lúcio com uma expressão de “SOU FODA, DIGDINDIGDIN”.

Aproveitando da pegada da situação ao citar o Brainstorming entrelacei os meus planos infalíveis ao grupo, que obviamente eram a melhor escolha em minha opinião - Bagulho é o seguinte… Dois grupos, um entra e o outro espera na porta da Caverna para não deixar ninguém fugir ou no caso de chegarem reforços. - Breve e ríspido como uma Iguana que obviamente não tem essas descrições… Eu acho… Comentaria logo dando em sequência sem esperar uma resposta dos outros ao apontar para qualquer direção randômica que sei lá se era a Caverna - Então só precisamos saber quem quer entrar lá comigo. Quem ta afim levanta a mão - Observaria a reação dos meus companheiros ao ouvir o meu plano, esperando a confirmação dos mesmos e quem estava afim de me acompanhar, tendo a possibilidade de até mesmo ninguém levantar as mãos, responderia de forma indiferente - Bom… Por mim é até melhor assim, vou lá sozinho e resolvo isso rapidinho. -

Todavia, se uma das mãos que se levantassem fosse uma mão gorda, sebosa e toda suada por ter sua vida ser arrancada pelo buraco debaixo do seu… Vamos deixar isso de forma ociosa por enquanto mas vocês sabem de quem eu estou falando - Não, você senta aqui, fica quietinho e come a grama pra ajudar na digestão, Ok ? Nada de ir pra lugar perigoso pra FUDER COM A MINHA VIDA, tá certo ? - O tratando quase como uma criança, dessa vez o guiará de forma mais gentil em que comentava ao limpar alguma pedra por perto e o fazendo sentar por ali - Isso, isso… Bom garoto - Deixando o Nobre de lado, dava um sinal de olhar para Lúcio cuidar dessa bugiganga sem fim e que eu realmente já tava de saco cheio em ser babá por aqui.

Com as coisas aqui resolvidas por alguém levantar a mão e seguir comigo ou qualquer caralhos de ideia melhor que a minha, em que obviamente eu acredito que não consigam ter… Só restava seguir em frente em busca da Arara - Então… Pra onde que é a Caverna mesmo ? - Perguntaria ao olhar os meus arredores com um olhar de deboche, onde no caso de claramente a maldita Caverna estivesse à minha frente responderia - Claro… Se não for essa aqui… Claro, claro… - Finalizaria coçando sutilmente a cabeça ao adentrar da mesma sem ligar muito, mas atento a detalhes que possam vir a ser de inimigos.






Histórico:
Nome: Adam James
Posts: 07
Ganhos:
Perícia Física (Post N°3)
Par de Sapatos (Arma Clássica) (Post Nº2)
Luvas de Combate (Arma Clássica) (Post Nº2)

Perdas:
- N/A

Dinheiro – Bolso: 250.000 B$

Inventário:
-

Qualidades::
-

Defeitos:
-

Perícias:
-

Saúde:
- Ainda Vivo !

Cor da fala: - Fala

Objetivos:
• Espancar vagabundo na Rua e Receber por isso
• Dar um cheiro na Freya
• Aprender Perícias de Ferreiro
• Chorar por um par de Equipamentos de Graça
• Pontos de Interesse sobre Cientista que envolva a Flor chama Olhos de Rapina



_________________

I - A Selvagem e o Sonhador - Página 2 CcCiupc