All Blue RPG

Um RPG narrativo baseado no universo de One Piece, obra criada por Eiichiro Oda.
 
InícioCalendárioFAQProcurarMembrosGruposRegistarEntrar
Últimos assuntos
» [Narrada/Fechada] 1 - Vozes
Cap 1 ~ Piratas Indomáveis em Sabaody - Página 2 Emptypor Ryanletony Sáb Abr 20, 2024 11:15 pm

» [Narrada/Fechada] Força x Magnética
Cap 1 ~ Piratas Indomáveis em Sabaody - Página 2 Emptypor Shiro Sáb Abr 20, 2024 12:33 pm

» [Narrada/Fechada] Sigam as Borboletas
Cap 1 ~ Piratas Indomáveis em Sabaody - Página 2 Emptypor Wesker Sex Abr 19, 2024 7:42 pm

» Zulkras
Cap 1 ~ Piratas Indomáveis em Sabaody - Página 2 Emptypor Takamoto Lisandro Ter Abr 16, 2024 1:40 pm

» [TUTORIAL] - MAURICE
Cap 1 ~ Piratas Indomáveis em Sabaody - Página 2 Emptypor Maurice Seg Abr 15, 2024 12:06 am

» [Narrada/Aberta] Lia, a Guerreira do Mar
Cap 1 ~ Piratas Indomáveis em Sabaody - Página 2 Emptypor mestrej Sáb Abr 13, 2024 6:07 pm

» Cap 1 ~ Piratas Indomáveis em Sabaody
Cap 1 ~ Piratas Indomáveis em Sabaody - Página 2 Emptypor Blind1 Ter Abr 09, 2024 7:00 pm

» [TUTORIAL] - Erj Euclid
Cap 1 ~ Piratas Indomáveis em Sabaody - Página 2 Emptypor Erj Euclid Ter Abr 09, 2024 3:28 pm

» [Autonarrada/Fechada] - A Duke's Return and a Queen's Will.
Cap 1 ~ Piratas Indomáveis em Sabaody - Página 2 Emptypor Kenshin Sex Abr 05, 2024 11:58 pm

» RP Player - Ficha Yang (Douglas)
Cap 1 ~ Piratas Indomáveis em Sabaody - Página 2 Emptypor Takamoto Lisandro Sex Abr 05, 2024 8:44 pm

» Crie sua Forma Zoan
Cap 1 ~ Piratas Indomáveis em Sabaody - Página 2 Emptypor Jonas Hatake 007 Sex Abr 05, 2024 7:38 am

» [FICHA] - Kuro Dragunov
Cap 1 ~ Piratas Indomáveis em Sabaody - Página 2 Emptypor OverLord Qua Abr 03, 2024 9:08 pm

» Mr.Joy
Cap 1 ~ Piratas Indomáveis em Sabaody - Página 2 Emptypor gmasterX Qua Abr 03, 2024 2:46 pm

» [Ficha NPC Companheiro] Meghan Strongbody
Cap 1 ~ Piratas Indomáveis em Sabaody - Página 2 Emptypor Tanaka Qua Abr 03, 2024 12:10 pm

» Registro de Photoplayer
Cap 1 ~ Piratas Indomáveis em Sabaody - Página 2 Emptypor Mizzu Qua Abr 03, 2024 11:50 am

» [FICHA] Meera
Cap 1 ~ Piratas Indomáveis em Sabaody - Página 2 Emptypor Mizzu Qua Abr 03, 2024 11:45 am

» Meera
Cap 1 ~ Piratas Indomáveis em Sabaody - Página 2 Emptypor Mizzu Qua Abr 03, 2024 11:45 am

» [FP] - Ajaw "Jack" K'iin
Cap 1 ~ Piratas Indomáveis em Sabaody - Página 2 Emptypor Mizzu Qua Abr 03, 2024 11:12 am

» [Narrada/Aberta] Mei Homi, Mei Fera. Revo Total
Cap 1 ~ Piratas Indomáveis em Sabaody - Página 2 Emptypor Sagashi Ter Abr 02, 2024 9:51 pm

» Claire Allim Rac
Cap 1 ~ Piratas Indomáveis em Sabaody - Página 2 Emptypor King Ter Abr 02, 2024 6:21 pm


------------
- NOSSO BANNER-

------------


 

 Cap 1 ~ Piratas Indomáveis em Sabaody

Ir para baixo 
3 participantes
Ir à página : Anterior  1, 2, 3  Seguinte
AutorMensagem
Blindao
Comodoro
Blindao


Imagem : Cap 1 ~ Piratas Indomáveis em Sabaody - Página 2 WZJ0
Créditos : 11
Localização : Segunda Rota ~ Lotda

Cap 1 ~ Piratas Indomáveis em Sabaody - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Cap 1 ~ Piratas Indomáveis em Sabaody   Cap 1 ~ Piratas Indomáveis em Sabaody - Página 2 EmptySeg Mar 04, 2024 5:48 pm

Relembrando a primeira mensagem :


Cap 1 ~ Piratas Indomáveis em Sabaody

Participantes: Drak e Nero
Localização: Aquipélago Sabaody - Paradise
Modalidade: Padrão
Invasão Livre: Ligada

_________________

Cap 1 ~ Piratas Indomáveis em Sabaody - Página 2 ZRyhvMK
Ir para o topo Ir para baixo
https://www.allbluerpg.com/t296-thorkell-dragnar-godheim https://www.allbluerpg.com/t1057-4-capitulo-gigantorines-em-altai

AutorMensagem
Blind1
Civil
Blind1


Imagem : Cap 1 ~ Piratas Indomáveis em Sabaody - Página 2 Images-1
Créditos : 1

Cap 1 ~ Piratas Indomáveis em Sabaody - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: Cap 1 ~ Piratas Indomáveis em Sabaody   Cap 1 ~ Piratas Indomáveis em Sabaody - Página 2 EmptySeg Mar 11, 2024 11:59 pm



~ NARRAÇÃO: V ~

No mundo turbulento dos mares, onde rivalidades podem inflamar conflitos, o imperador Drak Skarhall demonstrou uma habilidade valiosa ao se recusar a iniciar uma guerra em retaliação à discriminação sofrida por Hera, uma estimada tripulante. Embora as atitudes preconceituosas tenham se manifestado na Happy Face, o capitão dos Piratas Indomáveis optou por seguir uma rota diplomática, reconhecendo a complexidade das relações entre os poderosos da Grand Line Paradise.

Conduzidos por membros da Happy Face, nossos protagonistas foram escoltados até uma área reservada, decorada com um luxo peculiar e um toque excêntrico que caracteriza a casa de leilões. A equipe da Happy Face, ciente da preferência de Drak por espaços amplos, providenciou um ambiente arejado e uma mesa esculpida em detalhes extravagantes, cercada por assentos requintados.

— Bem-vindos, senhoras e senhores, a mais uma exibição magnífica da Happy Face! — Bingo, o palhaço demoníaco, emergiu no palco da Happy Face com um sorriso sádico que se estendia de orelha a orelha. Seus olhos, carregados com uma intensidade perturbadora, percorriam a multidão como se buscasse alvos específicos entre os compradores e curiosos.

— Hoje, teremos uma seleção de mercadorias incomparáveis, prontas para serem leiloadas ao mais alto lance. Mas antes de começarmos, um aviso: preparem-se para um show que irá desafiar seus limites de entretenimento! — Discursou, recebendo como resposta uma quantia de aplausos esmagadora.

[...]

Não muito longe dali... Em um laboratório improvisado no subterrâneo da Happy Face, Ayana e Marvin discutiam sobre atender ou não ao pedido de Drak.
 
— Ayana, pense nisso. Um imperador como Drak veio pessoalmente à nossa ilha para provar nosso sorvete, se conseguirmos surpreendê-lo, isso poderia elevar ainda mais nossa marca. Estamos falando de uma oportunidade única de conquistar um Yonkou como cliente. — Dizia Marvin, entusiasmado.

— Marvin, eu aprecio sua visão, mas ainda não me sinto totalmente recuperada. Essa ideia de criar algo novo e surpreendente parece tentadora, mas não sei se estou pronta para isso. — Ayana, ainda um pouco relutante, ponderava sobre seu estado de recuperação.

— Compreendo, Ayana. Não queremos forçar nada, vamos começar devagar. Que tal prepararmos um sorvete especial, algo que os surpreenda e, ao mesmo tempo respeite seu estado atual? Afinal, queremos impressioná-los, mas não podemos comprometer sua saúde. — Marvin, percebendo a hesitação de Ayana, tentou passar toda a tranquilidade necessária para ela.

Aqui, se Nero justificasse o uso de seu mantra, ele poderia, quem sabe, ter acesso à essa conversa.

[...]

Retornando ao salão principal da Happy Face onde seres humanos e diversas outras raças eram exibidas como atrações especiais da noite, uma atmosfera festiva pairava sobre o recinto, enquanto os escravos, cabisbaixos e abatidos, aguardavam os lances que definiriam seus destinos naquela noite de espetáculo. A plateia, composta por compradores potenciais, observava com um misto de curiosidade mórbida com empolgação.

O palhaço demoníaco começou sua performance, ora apresentando os escravos como estrelas da noite, ora descrevendo suas habilidades e características únicas. Ele se movia entre os escravos, ressaltando as habilidades diversas que estavam disponíveis para os futuros compradores. Seus gestos teatrais e voz cativante preenchiam o ambiente com excitação.

— Senhoras e senhores, preparem-se para testemunhar verdadeiras maravilhas! Este ferreiro talentoso, com mãos ágeis que forjam obras-primas, está pronto para trazer sua habilidade incomparável ao mais sortudo entre vocês. — Ele apontava para um escravo anão. A platéia reagiu imediatamente com interesse, ansiosos para adquirir um talento tão valioso.

— Ah, e que tal este gigante imponente? Um guerreiro formidável, capaz de defender sua propriedade com força e coragem. Com ele ao seu lado, você se sentirá seguro e protegido! — Os olhos dos compradores brilharam ao observar o gigante, cuja presença imponente ressaltava sua força e determinação.

— B$7.000.000 pelo ferreiro. — Disse uma voz ao fundo. — B$15.000.000 — Cobriu outro. — B$50.000.000 pelo gigante. — Apressou-se um terceiro. — Isso não é nada, eu ofereço B$80.000.000. — E assim os lances ecoavam, marcando o início de uma noite de transações onde as habilidades e atributos únicos dos escravos eram destacados, proporcionando uma mistura fascinante de interesses e intenções naquela casa de leilões.

[...]

Em meio aos lances e discursos poderosos de Bingo, Ayana e Marvin finalmente traziam até a mesa reservada para os indomáveis, extravagantes recipientes metálicos.

— Senhores, é com imenso prazer que apresentamos a nossa mais nova e ousada criação: o Magma Inferno. Este sorvete não só possui um sabor ardente como o magma, mas também promete proporcionar uma experiência única e inigualável. Esperamos que apreciem cada mordida desta explosão de sabores. — Com uma reverência respeitosa, eles apresentaram a mais recente criação da Sorveteria Ice Queendom, exibindo com orgulho o sorvete ardente.

Seu aspecto poderia ser visto pelos piratas como um espetáculo de cores vibrantes, com tons de vermelho e laranja reluzindo como magma fervente. O cheiro exalava uma mistura irresistível de doçura e calor, prometendo uma experiência única e inesquecível.

— A preparação deste sorvete foi feita com todo o cuidado e dedicação. É um verdadeiro deleite para os amantes de sabores intensos e exóticos. Por favor, desfrutem! — Marvin acrescentou, com entusiasmo. — Sabemos que os Piratas Indomáveis têm uma influência significativa nessa região, e seria uma honra ter nosso estabelecimento associado a uma tripulação tão renomada. Podemos discutir os detalhes mais tarde, mas acreditamos que essa parceria seria benéfica para ambas as partes. O que acham da ideia? — Sugeriria Marvin, observando atentamente as reações de Drak e Nero ante o sabor do sorvete.



_________________

Cap 1 ~ Piratas Indomáveis em Sabaody - Página 2 Kokosign

Cap 1 ~ Piratas Indomáveis em Sabaody - Página 2 8vJQCMp
Ir para o topo Ir para baixo
Blindao
Comodoro
Blindao


Imagem : Cap 1 ~ Piratas Indomáveis em Sabaody - Página 2 WZJ0
Créditos : 11
Localização : Segunda Rota ~ Lotda

Cap 1 ~ Piratas Indomáveis em Sabaody - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: Cap 1 ~ Piratas Indomáveis em Sabaody   Cap 1 ~ Piratas Indomáveis em Sabaody - Página 2 EmptyTer Mar 12, 2024 2:31 pm




~~ Fukutsu no Kaizoku ~~

Yonkou

Notava a insatisfação de Nero, mas ele ainda era muito jovem. Força era o que mandava nos mares, na verdade em qualquer lugar. Mas usar a força sem um misero cérebro é o mesmo que qualquer um com um pingo de poder. Basta ver quantos piratas fortes perecem no mar, não por falta de poder, mas sim por falta de “saber usa-la” e “convicção.”

A balança sempre penderá para o lado mais forte, até mesmo o governo rege os mares desde sempre com esse tipo de logica, eles simplesmente puseram amarras em seus cachorros e dizem ser em prol do povo. “Quanta hipocrisia.” Em verdade, o governo sempre agiu por princípios próprios, tal fato é que CP0, CP9, existem em uma ramificação diferente com ideais muito mais obscuros. Se não fosse o caso, eles não existiriam.

Cap 1 ~ Piratas Indomáveis em Sabaody - Página 2 UTCijJt

Emanava um sorriso surpreso pela pergunta do meu imediato. ~ Comprar? Falava em resposta para Nero ao ouvir suas palavras. ~ E quem disse que irei comprar algo? Ora, Nero... esse pivete acha que pode me comprar com alguns trocados. Entenda uma coisa, meu amigo... existem lobos em pele de cordeiro. Existem cordeiros em pele de lobo. Qual deles você acha que esse garoto é? Perguntaria para Nero em relação ao dono do local. ~ Um lobo em pele de cordeiro, é logico. Se ele pudesse nos vender por dinheiro, faria isso sem pensar duas vezes, não deixe se enganar pela boa lábia e cordialidade dele. Ponderaria gesticulando com o dedo, explicando de forma sagaz ao tempo que traria à tona toda vasta experiencia de vida que detinha.

Com um sorriso diabólico, retornava falar. ~ Drakakakaka! Mas veja bem... eu nunca disse que ia comprar algo ou muito menos “não” fazer algo. O que eu gosto, eu pego. O que eu não gosto, eu destruo. Você sabe que eu sou assim. A expressão no rosto diria tudo, não por sadismo, vingança ou qualquer coisa do tipo, mas sim pelo simples fato de que falaria com meu rosto o seguinte: o forte é livre, sempre.

Sem delonga, a apresentação começava por parte do dono do local. “O paspalho é bom em oratório.” Pensei por um instante, relaxado e com os olhos fixados no palco. No entanto, Nero haveria me falado sobre a conversa da sorveteira e seu irmão. “Heh. Nunca pedi para ela fazer algo magnânimo, só que me servisse sorvete.” Coçava a barba por alguns instantes. ~ Darararararara. Agora estou mais ansioso pelo sorvete. Comentaria e em seguida, o leilão começava.

Com inicio do leilão, seguido dos escravos e lances, meu rosto cada vez mais ficava sério; e aborrecido. O que havia amenizado minha irritabilidade havia sido a enorme taça de sorvete trazia por Ayana. ~ Ooooh! Era algo bastante belo, pelo visto gostoso. Marvin começava a falar sobre uma parceria, e eu só saboreava o sorvete com enorme jubilo.

Cap 1 ~ Piratas Indomáveis em Sabaody - Página 2 9JbWu27

Mas tão rápido quanto aquela taça se esvaziava, a felicidade ia junto. ~ Estupendo! Valeu a pena ter vindo até aqui para experimentar. Diria para Ayana, brevemente dando uma analisada em seu... busto. Afinal, um homem ainda é um homem. Em seguida, olhava para Marvin e respondia. ~ Certo, certo. Me parece interessante, vá até meu navio. Fale com Hera. Esse tipo de negociação é com ela. Então retornando a exibir uma expressão demoníaca. ~ Até porque esse lugar não irá durar por mais tempo, se o que estou presumindo acontecerá aqui. Faria um sinal com a mão para os irmãos saírem.

Cap 1 ~ Piratas Indomáveis em Sabaody - Página 2 KGoQq1Q

A saída de Ayana e Marvin, olharia para Bingo enquanto expressava hostilidade. Entretanto, não teria me levantando, continuando sentado de forma despojada ao largar a taça no chão. Mas antes de ouvir os estilhaços de vidro, liberaria uma onda de Haoshoku poderosa o suficiente para atingir até mesmo as construções; levando todos aqueles burgueses e fracos de espíritos pro além. ~ Me responda uma coisa... que tipo de homem vende pessoas e acredita que isso é digno? Meus olhos transmitiam voracidade, enquanto a voz hostilidade. Porém, o corpo estava calmo e com os braços apoiado na guarda do banco.

É claro que eu sabia que o forte sobrepuja o fraco, mas isso não é desculpa para tratar que nem lixo. Um guerreiro tem que ter dignidade senão, não passa de um selvagem sem princípios. Por mais que haja momentos de fúria, chacina e vingança em certos momentos, em sua maioria o que deve prevalecer é a convicção. Dito isto, que tipo de convicção é essa que tira a liberdade das pessoas e vende por alguns míseros bellys? E ainda mostra prazer nesse tipo de evento. Isso é tão... repugnante. ~ Eu to cagando para o que você faz, fez ou fará. Afinal, não estava aqui antes e nem estarei amanhã. Porém! Eu não sei o motivo de você achar que isso me agradaria. O que você acha Nero? Fala para esse paspalho o que pode me irritar mais que desafiarem meu poder.

Eu já vi isso outras vezes, já fui em incontáveis arenas e até mesmo vim de uma ilha que força era tudo. Contudo, nunca me agradou isso. Ver pessoas perderem a liberdade. Não seria preferível a morte? Do que ser mandado e tratado como lixo. Para mim não existia coisa pior do que perder algo que todos nascem por direito. Não me entenda mal, sei que isso ocorre pelo mundo todo e os fracos devem pagar por sua fraqueza. Entretanto... não significa que devo aceitar ou ter prazer em ver isso pessoalmente.




Histórico:


_________________

Cap 1 ~ Piratas Indomáveis em Sabaody - Página 2 ZRyhvMK
Ir para o topo Ir para baixo
https://www.allbluerpg.com/t296-thorkell-dragnar-godheim https://www.allbluerpg.com/t1057-4-capitulo-gigantorines-em-altai
Kira
Pirata
Kira


Imagem : Cap 1 ~ Piratas Indomáveis em Sabaody - Página 2 D1p9O2Y
Créditos : 11

Cap 1 ~ Piratas Indomáveis em Sabaody - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: Cap 1 ~ Piratas Indomáveis em Sabaody   Cap 1 ~ Piratas Indomáveis em Sabaody - Página 2 EmptyTer Mar 12, 2024 5:58 pm

A Calamidade


Enquanto nos sentávamos, o leilão começava, era como se um evento grandioso estivesse prestes a começar, aplausos, pessoas em euforia, como se de fato tudo o que fosse acontecer ali não fosse a maior podridão da face da terra.

Eu analisava a tudo e a todos, observando as pessoas, e o próprio palhaço ao qual dava vida a aquele show de horrores, meu semblante não era nada além de uma cara séria e um olhar penetrante, afinal, se tinha algo que me irritava, essa era uma delas. Porém, em meio a todo o alvoroço, eu conseguia captar uma conversa entre Ayana e Marvin, que pareciam estar se preparando para criar um novo tipo de sabor de sorvete para nos impressionar.

Me aproximei de forma discreta de Drak, e sussurrei em seu ouvido o que eu tinha captado, e o mesmo me respondeu da forma que eu já imaginava, com muito mais vontade de tomar o sorvete da menina. Voltei a manter meu mantra ativo, para sempre ter informações, afinal, estávamos em um lugar bem problemático, e ter informações antes de acontecimentos era algo excelente.

Logo o show de horrores começou, Bingo começou a anunciar às pessoas em cima do palco como escravos, e como se fossem objetos, todos a nossa volta pareciam felizes e animados com o que viam e com a possibilidade de adquirir aquelas pessoas como se fossem uma mercadoria barata, Drak então começou a me dizer sobre seu ponto de vista e como eram suas ações e formas de pensar, e então eu o respondi. -Foi exatamente o que eu quis dizer… Por mim eu já teria dizimados todos esses vermes desse lugar, isso aqui me tirou totalmente do sério. Eu entendia o pensamento de Drak, e até mesmo compartilhava do mesmo.

Porém, meu limite para aturar essas coisas era bem menor que o dele, era nítido em minha voz o ódio que percorria, mas ali ainda haviam pessoas inocentes, não só os escravos como também Ayana e Marvin, esses que logo se aproximaram de nós, com um novo tipo de sorvete, os dois pareciam animados com aquilo, como se nada tivesse acontecido com a menina anteriormente.

-Ora ora… Isso foi mais rápido do que imaginei. Comentei enquanto pegava a tigela de sorvete com minha mão direita e a passava para a mão esquerda, logo começando a comer, daria uma primeira provada. -Hmm… O gosto é realmente interessante! Isso está realmente bom. Provel mais uma vez e logo o sorvete ia acabando, e ao final eu concluí meu pensamento. -O sabor está ótimo… Porém, eu sinto que faltou alguma coisa… Algo mais eletrizante eu diria… YEHAHA! Dizia enquanto gargalhava.

Drak respondia ao menino sobre a tal parceria que ele estava tentando propor, mas era óbvio que o cabeça de magma não ia resolver isso ali, e nem muito menos agora, deixando a tarefa para Hera, o que de fato era simples, e claro, tiraria os dois daquele lugar, já esperando pelo que viria. O esquentadinho começou a explicar como agia e a demonstrar um entusiasmo no que viria a fazer, eu o ouvia, e logo me senti em êxtase para destruir tudo ali dentro, meu semblante era diabólico, com um sorriso sádico que ia de orelha a orelha, demonstrando minhas intenções, tanto quanto as de Drak.

Cap 1 ~ Piratas Indomáveis em Sabaody - Página 2 Esa%2Bsonrisa....

Mantendo meu mantra ativo, utilizava meu haki da observação para prever movimentos futuros feitos por qualquer um ali, e isso me daria plena vantagem para agir e interromper quem quer que fosse. Drak, por sua vez, despejava toda sua hostilidade em cima de todos os presentes naquele lugar, usando seu haki do rei para já eliminar muitos daqueles que estavam por ali.

Enquanto eu, após ver quem ainda continuou de pé e quem não, apenas cuidei para derrubar aqueles que permaneciam, deixando apenas Bingo de fora do meu ataque, eu fazia com que os raios se alastrassem pelo lugar, atravessando os corpos daqueles ainda de pé que não fosse o próprio Bingo, Drak e os escravos, os fazendo perecer ali mesmo, carbonizando seus corpos tanto interna quanto externamente, deixando o caminho livre para que Drak pudesse agir como quisesse enquanto eu lhe daria cobertura.

Cap 1 ~ Piratas Indomáveis em Sabaody - Página 2 _NGB8Y

Ao final, me colocaria de pé ao lado do Yonkou, enquanto meu olhar se voltava para Bingo, meus olhos cerrados demonstravam um olhar afiado e penetrante, eu estava totalmente sério, afinal, ele conseguiu me irritar profundamente, mesmo que tivesse sido tão cordial. Qualidade essa, vinda do homem, que demonstrava que talvez ele não fosse tão bom assim em algo mais físico, e talvez refletisse sua fraqueza e medo, mas que no final, nunca me enganou.

Meu mantra estaria sempre ativo, buscando quaisquer informações, externas a aquele local ou internas, enquanto utilizava meu haki da premonição para antecipar movimentos ou tentativas de ataques ou qualquer coisa contra mim ou Drak, e estaria pronto para agir com todo o ímpeto e vontade de matar que eu tinha.

Aquele era o cenário que eu mais adorava, a guerra, era ali onde a vida deixava de existir para muitos, e é o lugar onde eu mais me sinto vivo. Mas agora, Drak precisava decidir o que faríamos, para mim, seria um massacre, mas, talvez ele tivesse outra forma de agir.





Histórico:

Ganhos/Perdas:

Objetivos:


_________________

Cap 1 ~ Piratas Indomáveis em Sabaody - Página 2 E7c86S3

Pensamento
Fala
Extras
Ir para o topo Ir para baixo
https://www.allbluerpg.com/t2842-nero-warcry#30069
Blind1
Civil
Blind1


Imagem : Cap 1 ~ Piratas Indomáveis em Sabaody - Página 2 Images-1
Créditos : 1

Cap 1 ~ Piratas Indomáveis em Sabaody - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: Cap 1 ~ Piratas Indomáveis em Sabaody   Cap 1 ~ Piratas Indomáveis em Sabaody - Página 2 EmptyQua Mar 13, 2024 7:15 pm



~ NARRAÇÃO: esqueci, só sei contar até 5 ~

Enquanto Drak observava o evento do leilão se desenrolar diante de seus olhos, uma mistura de emoções fervilhava dentro dele. A visão dos escravos sendo apresentados como mercadorias despertava uma profunda aversão em seu coração, alimentando sua determinação em se opor àquela prática desumana.

Nero, por sua vez, mantinha sua postura firme, observando com desdém a forma como as pessoas ao seu redor tratavam os escravos como objetos. Ao compartilhar suas opiniões com Drak, Nero expressou seu próprio limite para tolerar tais atrocidades, deixando claro seu desejo de punir aqueles que perpetuavam o comércio de escravos.

A prova do sorvete que principalmente Drak tanto antecipava parecia ter sido quase esquecida. A cena do leilão dominava a mente de nossos protagonistas, obscurecendo temporariamente qualquer outro pensamento. O sabor do sorvete, que antes dançava em sua mente como uma promessa de prazer e deleite, agora parecia distante e quase insignificante diante da gravidade da situação diante de seus olhos.

Os olhos de Marvin brilhavam com a perspectiva de novas oportunidades e parcerias lucrativas. Ele mal conseguia conter sua animação ao pensar nas possibilidades que essa colaboração poderia trazer. Por outro lado, Ayana parecia mais reservada. — Marvin, certamente estamos abertos a explorar novas oportunidades de negócios. No entanto, acredito que seria prudente elaborarmos uma proposta mais detalhada antes de tomarmos uma decisão tão importante. — Disse.

— Precisamos garantir que todos os aspectos sejam cuidadosamente considerados e que possamos apresentar uma oferta que seja verdadeiramente vantajosa para ambas às partes. — Sua expressão neutra, embora não expressasse abertamente suas preocupações, mostrava que Ayana estava ciente das sutilezas nas entrelinhas das palavras de Drak.

Com um aceno discreto, a dupla partiu consciente de que o momento não era propicio para negociações e que o cenário exigia uma avaliação cuidadosa das próximas ações.

Agora livre daqueles dois, Drak liberou uma onda avassaladora de Haoshoku, sacudindo não apenas as mentes dos presentes, mas também as próprias estruturas da casa de leilões. O poderoso Haki reverberou pelas paredes e pelo chão, causando rachaduras nas fundações e fazendo com que os vidros estremecessem antes de estilhaçarem. O ambiente ao redor pareceu tremer diante da intensidade do poder liberado por Drak, enquanto os presentes ficaram atordoados e paralisados pelo choque.

Inspirado pelo movimento de Drak, Nero liberou seus raios, irradiando luz na escuridão com sua intensidade. Um após o outro, os presentes foram atingidos, tombando inerte no chão enquanto o odor de queimado pairava no ar. No entanto, alguns indivíduos mais capazes lograram exito em contornar os raios elétricos.

Com o rugido dos trovões e tremores ecoando pelos corredores, a atmosfera festiva que antes envolvia a casa de leilões foi rapidamente substituída por um cenário de caos e desordem. O que antes era um espetáculo de entretenimento havia se transformado definitivamente em um campo de batalha.

Com o dano às estruturas da casa de leilões e com a fuga de alguns, as sirenes do prédio foram acionadas, ecoando por todo o ambiente e alertando sobre a situação caótica que se desdobrava ali. Logo após o acionamento das sirenes, equipes da Marinha se mobilizaram rapidamente com um número razoável de soldados em pontos estratégicos ao redor do prédio.

A ação foi executada de forma eficiente e coordenada, visando conter a situação caótica que se desenrolava no interior da Happy Face, um ponto bastante estratégico de Sabaody e garantir a segurança dos civis e dos próprios agentes. — Atenção! Isto é a Marinha! Rendam-se imediatamente e liberem todos os reféns! Caso contrário, seremos obrigados a tomar medidas mais drásticas! — Disse um oficial do lado de fora, empunhando um megafone.

Em uma resposta imediata, membros altamente capazes da Shadow Hand se posicionaram estrategicamente ao redor do palco central, formando um cerco protetor ao redor do gerente da casa de leilões. — Por favor, parem! Eu só estava fazendo meu trabalho, apenas seguindo ordens... Tenryuubitos, eles são os verdades responsáveis pelo que acontece aqui. — Com lágrimas nos olhos e a voz trêmula, Bingo começou a falar com uma pitada de desespero.

— Por favor, eu imploro, não me machuquem. Eu só estava tentando... tentando... ajudar! Sim, isso mesmo, eu só queria ajudar! Eu sei que parece estranho, mas... mas vocês precisam acreditar em mim. Eu não queria todo esse tumulto, toda essa destruição. Por favor, me dêem uma chance de explicar, de fazer as coisas direito. — As palavras de Bingo saíam de sua boca em meio a soluços e mãos trêmulas levantadas em um gesto de rendição enquanto ele lutava para encontrar alguma maneira de acalmar os ânimos exaltados ao seu redor.

Foi quando uma figura enigmática emergiu das sombras, avançando silenciosamente em direção a Bingo. Habilidosa e determinada, essa nova personagem extraiu de suas vestes uma pequena esfera metálica, ornamentada com intricados padrões gravados em sua superfície. Com um movimento rápido e preciso, ela lançou a esfera em direção ao chão, na altura dos pés do Yonkou, onde ela se chocou com uma força controlada liberando instantaneamente uma densa cortina de fumaça que se espalhou rapidamente pelo ambiente.

A fumaça, escura e opaca, envolveu Drak e os demais presentes, obscurecendo suas visões temporariamente e criando uma atmosfera de confusão e caos. Enquanto a fumaça se dissipava lentamente, revelando os contornos indistintos da sala, a figura já havia desaparecido nas sombras. Enquanto isso, um dublê, meticulosamente maquiado para se assemelhar a Bingo, permaneceu no seu lugar.

Enquanto Nero concentrava sua tempestade elétrica, os adversários buscavam formas de detê-lo. Dois membros da Shadow Hand se aproximaram sorrateiramente por trás, aproveitando a distração causada pela fumaça. Um deles brandia uma longa lança, enquanto o outro segurava um par de algemas elétricas. O primeiro avançou com a lança, mirando diretamente nas costas de Nero. Com um movimento rápido e preciso, ele tentou perfurar o pirata, buscando neutralizá-lo com um golpe certeiro. Enquanto isso, o segundo se aproximou rapidamente, lançando as algemas em direção às mãos de Nero, na esperança de imobilizá-lo e neutralizar sua ameaça.

Ao mesmo tempo, um grupo de seguranças dos senhorios se organizou para um ataque coordenado. Armados com pistolas de choque e bastões elétricos, eles avançaram em direção a Nero em uma formação compacta, buscando cercá-lo e enfraquecer sua resistência com uma chuva constante de descargas elétricas. Seus ataques eram rápidos e precisos, visando neutralizar o pirata antes que ele pudesse causar mais danos ao local.

Dos escravos anteriormente mencionados, o anão aproveitou de sua agilidade e habilidade furtiva para se mover rapidamente entre os combatentes, buscando uma oportunidade de escapar. Desviando-se dos golpes e evitando ser notado, ele procurava por chaves ou qualquer objeto que pudesse libertá-lo das algemas, mantendo-se atento a possíveis rotas de fuga.

Enquanto isso, o gigante, imponente e poderoso, buscou enfrentar os adversários de frente, usando sua força para abrir caminho entre os oponentes. Com golpes poderosos e uma determinação inabalável, ele avançou através do tumulto, buscando uma maneira de se libertar das algemas e garantir sua própria segurança.

Em meio a onda de ataques voltadas contra Nero, ele pôde testemunhar, através do seu Haki da Observação, um lampejo de visão - vide regra - onde um marinheiro se destacava entre os demais, avançando de forma determinada e derrubando as barreiras de contenção que haviam sido montadas ao redor da Happy Face.

— Finalmente, uma oportunidade de mostrar meu valor e ganhar reconhecimento! Um confronto direto com um Yonkou é tudo o que eu preciso para me destacar e ascender na hierarquia da Marinha. Esta é a minha chance de deixar minha marca na história e provar meu valor como um verdadeiro defensor da justiça absoluta! — Nero poderia sentir o entusiasmo do marinheiro, alimentado pela perspectiva de ganhar fama ao enfrentar um Yonkou como Drak ou até mesmo seu número dois, Nero.

Como irá se desenrolar toda essa trama? As escolhas de Drak e Nero com certeza estavam moldando o curso dos acontecimentos e o cenário está cada vez mais tenso. O que o futuro reserva para Drak, Nero e os demais envolvidos nesse tumulto na casa de leilões?



_________________

Cap 1 ~ Piratas Indomáveis em Sabaody - Página 2 Kokosign

Cap 1 ~ Piratas Indomáveis em Sabaody - Página 2 8vJQCMp
Ir para o topo Ir para baixo
Kira
Pirata
Kira


Imagem : Cap 1 ~ Piratas Indomáveis em Sabaody - Página 2 D1p9O2Y
Créditos : 11

Cap 1 ~ Piratas Indomáveis em Sabaody - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: Cap 1 ~ Piratas Indomáveis em Sabaody   Cap 1 ~ Piratas Indomáveis em Sabaody - Página 2 EmptyQua Mar 13, 2024 9:49 pm

A Calamidade


Finalmente tudo começava e o campo de guerra se formava, o cheiro de queimado subia até minhas narinas, demonstrando que os corpos daqueles afetados pela eletricidade disparada por mim haviam deixando esse mundo. -Agora sim, está ficando com cara de campo de guerra de verdade, e olha que nem comecei a brincar a sério. Comentei em voz alta enquanto me movia pelo leilão.

Cap 1 ~ Piratas Indomáveis em Sabaody - Página 2 C42684ae92ae2b3c2fc3b270b158f742

Meu corpo emanava eletricidade por onde eu passava, demonstrando de fato o monstro que eu era e o que estavam enfrentando naquele momento. Em meio a todo o alvoroço e pessoas mortas, Bingo parecia ser o mais afetado, pelo menos psicologicamente, já que o mesmo pedia por sua vida de todas as formas possíveis, chorando e soluçando como um bebê, enquanto tudo ali ia ao chão.

Nesse momento eu apenas tinha ainda mais raiva do mesmo. -Ajudar, você diz… Eu também quero te ajudar, vou ajudá-lo a passar dessa para a outra vida. Minhas palavras carregavam convicção e em forte tom demonstraram que eu de fato iria cumprir o que estava dizendo, e era nesse momento que uma mulher chegava até o local com uma espécie de bola em sua mão. A mesma tinha algumas escrituras que não vem ao caso agora, e quando foi lançada, ao tocar o chão, a mesma criou uma cortina de fumaça gigantesca, que atrapalhava minha visão, assim como a dos demais.

Porém, como meu mantra estava ativo, eu sabia exatamente onde ele estava, com quem estava e para onde estava indo, e era então que eu bradava. -Não adianta correr palhaço… Eu sei exatamente onde você está e para onde vai, sua hora vai chegar, eu não preciso ir atrás de você agora, mas logo irei. Disse enquanto me voltava para o campo de batalha agora gerado, enquanto alguns outros homens tentavam sua sorte, e… Que Deus os tenha, agora.

Um carregando uma lança tentou vir com tudo em minha direção para perfurar meu corpo, e mesmo que tentasse vir de forma sorrateira eu já o havia previsto através do mantra, e então agia de forma veloz, me movendo como um trovão para sair de sua direção o fintando lateralmente enquanto me reposicionava. Já o outro, carregava uma algema elétrica, o que me fazia dar um leve sorriso, sorriso esse que demonstrava minha essência dentro de um combate.

E na tentativa de acertar as algemas em meus braços, eu me movia novamente, passando pelo mesmo e então ficando entre o lanceiro e o da algema, os agarrando pelo pescoço, um em cada mão, enquanto a eletricidade percorria todo meu corpo, de forma frenética, eu os erguia do chão, os levando até a altura que meus braços alcançam. Como se isso já não fosse o suficiente, outros homens tentavam vir em minha direção me atacando com armas de choque, e enquanto eu erguia os dois anteriores, eu soltava uma gargalhada diabólica. -YEHEHAHAHAHA!... Vocês realmente acham que isso me afeta? Talvez eles não soubessem, mas meu corpo era completamente feito de eletricidade, e aquilo nada mais era do que um agrado a mim.

Deixando que me acertassem, comecei a carbonizar os dois que estava segurando com minhas mãos, enquanto apertava seus pescoços, seus corpos começavam a queimar de dentro pra fora, sobrando apenas os ossos tostados, e era quando eu apertava mais minha mão, quebrando o resto que sobrou de sua coluna espinhal, deixando que os crânios queimados caíssem no chão.

Cap 1 ~ Piratas Indomáveis em Sabaody - Página 2 ZJuCfY

-Gostaram do show? Agora é a vez de vocês! Exclamei enquanto me voltava aos demais, despejando uma carga elétrica sobre eles, para finalizar o combate com aqueles que não passavam de um aquecimento, para assim, chegar até quem realmente fosse importante para gastar minha energia em um combate de verdade.

Cap 1 ~ Piratas Indomáveis em Sabaody - Página 2 P37E7eR

Ao fim da descarga elétrica, eu me sentia ainda mais vivo, ao ver todos aqueles corpos pelo chão e sabendo que mais uma vez eu saí vitorioso. Porém ao fundo uma voz ecoava pelo local falando por um megafone, era alguém aparentemente poderoso, e avançava com ímpeto até onde estávamos. -Parece que tem alguém interessante chegando, Drak, quer cuidar dele, ou eu cuido? Comentei com meu capitão, esperando sua resposta para saber se eu ia ou não agir contra aquele cara.

Meu mantra ainda permanecia ativado, afinal, eu não podia deixar que informações novas não chegassem até nós, e assim manteria, além de estar focado no marinheiro novo que se aproximava, assim como no paradeiro de Bingo, eram coisas interessantes para aquele momento, e uma diversão dessas não pode simplesmente ser ignorada.





Histórico:

Ganhos/Perdas:

Objetivos:


_________________

Cap 1 ~ Piratas Indomáveis em Sabaody - Página 2 E7c86S3

Pensamento
Fala
Extras
Ir para o topo Ir para baixo
https://www.allbluerpg.com/t2842-nero-warcry#30069
Blindao
Comodoro
Blindao


Imagem : Cap 1 ~ Piratas Indomáveis em Sabaody - Página 2 WZJ0
Créditos : 11
Localização : Segunda Rota ~ Lotda

Cap 1 ~ Piratas Indomáveis em Sabaody - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: Cap 1 ~ Piratas Indomáveis em Sabaody   Cap 1 ~ Piratas Indomáveis em Sabaody - Página 2 EmptyQui Mar 14, 2024 10:01 pm




~~ Fukutsu no Kaizoku ~~

Yonkou

A situação havia desenrolado de forma problemática, até certo ponto eu havia evitado. No entanto, meu ímpeto eclodia tão violentamente quanto um vulcão. Por sorte deles, que apenas meu Haki havia sido liberado. Afinal de contas, se meu poder tivesse sido liberado... sem duvidas que restariam apenas cinzas a essa hora.

A marinha agia rápido, após as sirenes ecoarem, eles fortificavam os arredores do leilão e logo enunciavam.  “Hoh, eles realmente querem tentar me prender?” Ponderei por alguns instantes ao tempo que cruzava as pernas enquanto os braços repousavam sobre a guarda do banco.

Por outro lado, Bingo o responsável pelo leilão implorava pela sua vida. Eu até havia pensado que por se tratar do dono e de sua lábia, residia alguma força em seu espirito. “Que frustrante. Além de me aborrecer, é um fraco igual os outros.” Um pequeno suspiro viria ao longo dos pensamentos.

Cap 1 ~ Piratas Indomáveis em Sabaody - Página 2 IxGSqLb

No entanto, algo me dizia, instintivamente, que aquele paspalho estava atuando; desde sempre. “Então é assim que você vai jogar... garoto?!” Ponderei ao tempo que manifestava meu kenbunshoku no haki, prevendo alguns segundos o que iria acontecer. ~ Drakakakaka! Que interessante, mas desapontante. Proferi calmamente enquanto Nero abatia algumas formigas e, em seguida, uma figura misteriosa rompia das sombras e jogava algum tipo de dispositivo de fuga.

Uma cortina de fumaça emergira próximo a mim, enquanto eu preservava um pequeno sorriso intrigado pelo momento. É claro que eu poderia dizimar a cortina e todo aquele lugar, mas qual seria a graça disso? Até porque, de certa forma, havia perdido o interesse naquele pivete. Afinal, os fortes são dignos de minha atenção; e aqueles com forte determinação e espirito destemido. O que não era o caso.

Estava relaxado, apesar do alvoroço e da fumaceira, até porque eu já haveria previsto até certo ponto e conseguirá pressentir o espirito daqueles próximos a mim. Percebendo a fuga rápida e eficaz do proprietário do leilão. ~ Hmm. Rápido como uma lebre, quem diria. Comentei, pois, além da lábia o pivete tinha alguma manobra para situações como esta.

Os escravos começavam a fugir, já que, havia evitado de lhes atingir com meu poderoso haki. Já havia os ajudado demasiadamente, agora era usarem suas forças e convicoções para buscarem sua liberdade. Afinal, não sou justiceiro, herói ou muito menos um rebelde para ter como objetivo libertação desses indivíduos. Simplesmente não gostava do que havia visto e, por esta razão, havia feito algo.

Todavia, meus objetivos eram outro! Eu serei o maior pirata de todos os tempos, o meu poder rompera os céus e meu nome ecoara até mesmo nos confins do inferno. Mas até lá... anuncies como esta ainda podem ocorrer, apesar de não ser o foco.

Estava prestes a me levantar e ir embora, até que um marinheiro adentrou o leilão e pronunciou suas intenções. ~ Uffs. Sempre tem alguns moleques desse tipo; extremamente tolos ou corajosos. Proferia ao tempo que me levantava do banco e colocava as mãos no bolso. ~ Já chega disso Nero. Isso foi muito decepcionante, apesar que o sorvete valeu a pena esperar. Ponderaria em voz alta até caminhar rumo em direção ao marinheiro.

Os passos seriam calmos e a expressão serena. Entretanto, o olhar seria acirrado e destemido. ~ Vá para casa garoto, enquanto ainda estou lhe dando a chance. Além de burro é imprudente. Desafiar a presença de um Yonkou sem ordem direta de algum Almirante ou vice-almirante, simplesmente tentando fazer fama em nome da marinha? Humph. Não é à toa que as ilhas andam uma merda. Exatamente por esse tipo de fracote que o governo está decaindo. Passaria por ele já desviando o olhar e ignorando a presença dele, como se fosse um inseto qualquer. ~ Vambora Nero. Como eu sabia que ele não havia recebido ordem? Bom... entrar naquele lugar sem uma tática descente, com certeza só alguém com poder suficiente para isso, ou seja, um Almirante. O que óbvio não era o caso.

Saindo para fora do leilão, olharia para os soldados e ergueria o dedo. ~ Vocês têm duas opções. A primeira: me deixar passar e ir embora. Segunda: ficar no meu caminho e serem dizimados junto com essa ilha. O que preferem? Ameaçava-os de forma imponente, já que, não me importava de arrastar todo este bosque para provar meu argumento. Além de que, queria testar aqueles bundões se realmente estavam seguindo ordens cegamente ou se tinham um pingo de decência em proteger as pessoas daquele lugar. Afinal, não é para isso que a marinha carregava o símbolo de “justiça” em suas costas.

Havia a chance de ser alvejado pelo marinheiro de antes, seja na hora de passar por ele ou diante os soldados do lado de fora. Independente, simplesmente o deixaria me atingir. ~ Jovem... jovem demais. Falaria com uma expressão de decepção. ~ Talvez mais algumas décadas para fortalecer esse pequeno corpo e uns mil anos seu espirito. Proferia de forma persuasiva, não debochando, apensar mostrando a realidade em que ele achava viver e que vivia. Simples como as rochas que blindam o vulcão.





Histórico:


_________________

Cap 1 ~ Piratas Indomáveis em Sabaody - Página 2 ZRyhvMK
Ir para o topo Ir para baixo
https://www.allbluerpg.com/t296-thorkell-dragnar-godheim https://www.allbluerpg.com/t1057-4-capitulo-gigantorines-em-altai
Blind1
Civil
Blind1


Imagem : Cap 1 ~ Piratas Indomáveis em Sabaody - Página 2 Images-1
Créditos : 1

Cap 1 ~ Piratas Indomáveis em Sabaody - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: Cap 1 ~ Piratas Indomáveis em Sabaody   Cap 1 ~ Piratas Indomáveis em Sabaody - Página 2 EmptySáb Mar 16, 2024 1:03 pm



~ NARRAÇÃO: VII ~

Nero, em um movimento ágil e preciso, antecipou os ataques dos adversários, desviando habilmente de uma lança e fintando lateralmente para evitar o golpe. Com um leve sorriso, ele enfrentou outro oponente armado com algemas elétricas, demonstrando sua confiança no combate. Enquanto a eletricidade percorria seu corpo, Nero agarrou os dois adversários pelo pescoço, erguendo-os do chão com facilidade.

Mesmo cercado por outros atacantes, ele riu diabolicamente, revelando sua natureza elétrica. Deixando-se ser atingido pelas armas de choque, Nero carbonizou os inimigos em suas mãos, reduzindo-os a ossos tostados com um aperto firme, antes de deixar seus crânios queimados caírem no chão. A forma como ele enfrentou os ataques com calma e até mesmo aproveitando a situação para subjugar seus inimigos, revelou não apenas sua força física, mas também sua inteligência tática.

Em contraste com a postura mais agressiva de seu vice-comandante, Drak, o capitão dos Piratas Indomáveis, demonstrou uma abordagem cautelosa e estratégica ao optar pela retirada.

A passagem da dupla pela linha de contenção da Marinha foi surpreendentemente tranquila, com os marinheiros mantendo uma postura disciplinada e permitindo sua passagem sem incidentes. Enquanto isso, os seguranças da Happy Face assumiram a responsabilidade de iniciar a contagem e a retirada dos corpos, demonstrando eficiência e profissionalismo diante da situação caótica que se desdobrara na casa de leilões. Essa coordenação entre as diferentes facções presentes no local refletia uma certa calmaria em meio ao caos, indicando uma resolução temporária para os eventos tumultuados que ocorreram ali.

Enquanto os marinheiros observavam a passagem de Drak e Nero, um sentimento de ansiedade tomava conta daqueles de baixa patente. Alguns deles, desejosos em agir e prender o Yonkou e seu Comandante, sentiam-se frustrados e até mesmo impotentes diante da ordem de permitir a passagem. Uma sensação de afobação pairava no ar, misturada com um sentimento de impunidade. Esses marinheiros sabiam que deviam obedecer às ordens superiores, mas não podiam deixar de se sentirem incomodados por estarem escapando ilesos diante de seus olhos.

Entre os oficiais de patente mais alta, havia um misto de resignação e preocupação, conscientes de que havia consequências maiores a serem consideradas e que a prioridade no momento era garantir a segurança e a ordem pública. Dentro desse grupo estava Dorian Black, que encarou as palavras de Drak com uma expressão séria e determinada, levando sua destra ao pomo de sua espada, pronto para prosseguir com seu plano de desafiar o Yonkou.

No entanto, antes que pudesse manifestar sua intenção, uma voz autoritária ecoou por entre os marinheiros ao seu redor. — Vice-Almirante Black, pare imediatamente! — Dorian virou-se para ver seu superior, o Vice-Almirante Kaen Yaibaou, aproximando-se com passos firmes. O antigo comodoro engoliu em seco, mas seu olhar ainda refletia uma chama de determinação. — Mas, senhor... — Dorian tentou argumentar.

Em um ponto final, Kaen ergueu sua mão, interrompendo-o. — Não quero ouvir desculpas, Vice-Almirante Black. Se eu permitir que você prossiga com esse duelo, haverá um derramamento de sangue e eu serei obrigado a lidar com formulários e burocracias desagradáveis pelo resto da minha vida. — Com sua postura habitualmente desinteressada, Kaen apareceu diante do Yonkou com uma expressão indiferente, como se o tumulto ao redor não fosse de seu interesse, pelo contrário, tivesse sido um grande favor.

— Sou o Vice-Almirante Kaen Yaibaou, responsável pelo QG em Sabaody e encarregado da patrulha nesta área dos bosques sem lei. — Apresentou-se em um tom de voz monótono e desinteressado. — Não tenho intenção de interferir em suas atividades. Podem seguir seu caminho sem obstáculos. — Sua atitude relaxada e sua disposição em permitir a passagem do Yonkou destacava sua abordagem pragmática diante da situação.

Aqui, Nero poderia observar que, apesar do semblante monótono e da atitude aparentemente desinteressada de Kaen, ele emanava uma aura de força indiscutível. O poder contido em sua presença tranquila era evidente, sugerindo uma habilidade formidável e uma autoridade inabalável.

— Preparem-se para limpar o local e restabelecer a ordem. Certifiquem-se de que os feridos sejam atendidos e os danos sejam avaliados. — Kaen virou-se para seus subordinados e emitiu ordens concisas, colocando um ponto final nessa página da história.

[...]

Em uma cena que acontecia longe dali, o Abyssal, navio dos Piratas Indomáveis, estava em plena atividade. — Ei, você viu aquela briga lá embaixo no convés? Parece que o Johnson está tentando provar que pode levantar mais peso que o Murphy de novo! — Alguns estavam ocupados limpando o convés, esfregando cada centímetro de madeira com vigor para garantir que o navio continuasse brilhante. — Aposto uma garrafa de rum que o capitão vai ficar furioso quando perceber que alguém pegou o último pedaço de bolo de carne da cozinha antes dele. — Outros carregavam suprimentos e bagagens, transportando-os de um lado para o outro com força e agilidade.

Boros estava de pé ao lado de Hera, com uma expressão séria enquanto segurava uma prancheta e uma caneta. Com um ar de autoridade, ele examinava atentamente uma lista de tarefas, marcando itens conforme eram concluídos. — Verifiquem se todas as velas estão em perfeito estado. — Murmurou, traçando uma linha com a caneta ao lado de um item na lista. Seus olhos escuros varreram o convés do navio, observando atentamente cada detalhe. — Confirmem se os suprimentos foram devidamente armazenados e organizados. — Continuou ele, enquanto sua caneta riscava o papel em movimentos precisos.

Apesar da intensidade do trabalho, havia uma atmosfera de camaradagem a bordo. Os Vassalos Indômitos compartilhavam sorrisos e piadas enquanto trabalhavam, demonstrando um senso de unidade e propósito.



_________________

Cap 1 ~ Piratas Indomáveis em Sabaody - Página 2 Kokosign

Cap 1 ~ Piratas Indomáveis em Sabaody - Página 2 8vJQCMp
Ir para o topo Ir para baixo
Blindao
Comodoro
Blindao


Imagem : Cap 1 ~ Piratas Indomáveis em Sabaody - Página 2 WZJ0
Créditos : 11
Localização : Segunda Rota ~ Lotda

Cap 1 ~ Piratas Indomáveis em Sabaody - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: Cap 1 ~ Piratas Indomáveis em Sabaody   Cap 1 ~ Piratas Indomáveis em Sabaody - Página 2 EmptySáb Mar 16, 2024 9:14 pm




~~ Fukutsu no Kaizoku ~~

Yonkou

Era fácil notar que a face dos marinheiros ansiava pelo ato de detenção de minha presença. No entanto, estavam cientes de sua falta de poder e autoridade. Desta forma, sua única solução seria abaixar a cabeça como um bom cachorro do governo. ~ Foi o que pensei. Diria olhando para os soldados, apesar da raiva, medo e indignação, sua única opção era aceitar o inevitável. Afinal, pelo menos eles tinham a consciência de proteger os habitantes desta ilha.

Todavia, como sempre, há aqueles que são rebeldes e que almejam fazer seu nome nestes mares. Eu já enfrentei muitos desses, todos viraram cinzas. Dentre eles, o mesmo garoto de antes, estava com sua mão na bainha de sua espada pronto para retira-la e tentar sorte; pobre criatura. “Hoh, será que tem bolas suficiente para isso?” Pensei comigo, logo notando a presença de outro vice-almirante.

Diferente do outro moleque, este com mais sagacidade e entendimento das coisas, frenava o ímpeto do seu subordinado. ~ Darararara! Ouça seu superior, paspalho. Proferia com um sorriso macabro no rosto. Afinal, estava pouco me importando se ele iria me atacar ou não, mas de uma coisa era certa... sua morte seria inevitável caso debandasse em minha direção.

O Vice-Almirante do Q.G. de sabaody se apresentava e no mesmo tempo estava caminhando em frente e ignorando ele e o resto, até que... suas ultimas palavras cessaram meus passos. ~ Podem seguir em frente?? Proferia retirando as mãos do bolso e cruzando os braços. ~ Acho que devo ter entendido errado, ou será que é impressão minha?! Coçava a barba enquanto estava de costas para os vice-almirantes. ~ Nero será que eu ouvi bem? Eles disseram que eu fui “permitido” seguir meu caminho? Será que havia álcool naquele sorvete para eu estar recebendo “permissão” de alguém! Então baixava os braços, ouvindo a resposta de Nero.

Cap 1 ~ Piratas Indomáveis em Sabaody - Página 2 3772c5bcac5fb9ff6fda0135f714cfcf

Virava sutilmente o rosto e fintava nos olhos do marinheiro. ~ Hmm. Hoje está sendo um dia beeeem irritante. Então o rosto começava a borbulhar, afinal de contas... não existia nada mais que eu odiasse do que a falta de liberdade; e era isso que eu havia entendido de suas palavras. Como se ele fosse meu dono, ou meu superior. ~ Drakakakaka. Quanta petulância, desgraçado. Diria logo expressando um rosto maléfico, logo após os borbulho cessarem.

Cap 1 ~ Piratas Indomáveis em Sabaody - Página 2 115828

Me virava de frente e então andava alguns passos lentamente até ficar poucos metros de distância, fintando de cima com certa hostilidade. ~ Por um acaso eu pedi permissão? Acha que eu me importo com o que você diz ou acha que tem autoridade para dizer? Então sutilmente deslizava o pé direito alguns centímetros ao lado, liberando uma pequena carga e magma que derreteria o solo. ~ Eu sou uma força avassaladora da natureza! Eu sou a justiça desses mares! Eu sou a lei, a ordem e o poder! Começaria a discursar em voz alta, fazendo com que todos escutassem.

Cap 1 ~ Piratas Indomáveis em Sabaody - Página 2 Yamamoto-bleach

Apoiava as mãos na cintura e inclinava um pouco o tronco. ~ Eu sou o juiz, o carrasco e a morte! Eu sou o soberano dessas águas! Eu sou o topo da montanha que muitos almejavam chegar! Então a carga de magma sairia um pouco mais da ponta do pé enquanto corroía em parte o solo. ~ Eu serei uma lenda! E você acha que pode me permitir algo!!? Então o rosto sério expressaria a raiva do momento. Por consequência, uma onda de calor começava a ser liberada por motivo dos borbulhos e pequenas erupções em algumas partes do corpo, causando a irradiação e aumentando a potência da temperatura do ambiente.





Histórico:


_________________

Cap 1 ~ Piratas Indomáveis em Sabaody - Página 2 ZRyhvMK
Ir para o topo Ir para baixo
https://www.allbluerpg.com/t296-thorkell-dragnar-godheim https://www.allbluerpg.com/t1057-4-capitulo-gigantorines-em-altai
Kira
Pirata
Kira


Imagem : Cap 1 ~ Piratas Indomáveis em Sabaody - Página 2 D1p9O2Y
Créditos : 11

Cap 1 ~ Piratas Indomáveis em Sabaody - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: Cap 1 ~ Piratas Indomáveis em Sabaody   Cap 1 ~ Piratas Indomáveis em Sabaody - Página 2 EmptyDom Mar 17, 2024 6:15 pm

A Calamidade


Toda a diversão finalmente parecia ter seu fim, mas um gosto amargo se via em minha boca, o gosto de uma vitória, sem muita relevância, algo que para mim era horrível, apesar de ter gostado de me soltar um pouco, claro, não usei nem um terço do que poderia ter utilizado, mas ainda assim deu para me divertir brevemente.

Quando alguém que parecia interessante se fazia presente, Drak o ignorava como um inseto qualquer. -YEHAHA! Eu sabia que faria isso… Comentei enquanto gargalhava e seguia junto a Drak para fora do local, ele certamente estava irritado, e isso era de fato entendível. -Certo! vamos indo. Respondi ao mesmo, enquanto ele me chamava para irmos embora.

Eu ainda queria matar Bingo, aquele paspalho fugiu do lugar como um cachorro fugindo da carrocinha, e isso me irritou, mas se Drak não estava se importante com ele, eu também não ia, e então segui junto do Yonkou para o lado de fora do leilão, ou o que era o leilão não é?

Passamos pelo garoto que ansiava por ter seu nome dito ao mundo como aquele que derrotou um Yonkou, o mesmo parecia tão determinado, seu olhar demonstrava isso, porém, eu não sentia que sua força era o suficiente para derrotar Drak, nem mesmo a mim naquele lugar, mas quem sabe no futuro? Potencial ele tem. -Agradeça ao seu Deus garoto, e a seu superior… Esse seria o seu fim, antes mesmo de ter iniciado algo importante. Comentei com o garoto enquanto caminhava de forma relaxada, erguendo meus dois braços em direção a minha nuca, apoiando minha cabeça sob minhas mãos.

Do lado de fora, alguém que realmente poderia tornar aquela batalha ainda mais divertida, um vice almirante se fazendo presente, claro que era por nossa causa, mas mais parecia estar ali para salvar a vida daqueles sob seu comando. O mesmo começou a falar o que bem entendia, como se nós nos importássemos com suas palavras, e ao olhar para o mesmo, eu o analisava, abaixando minhas mãos e as colocando na cintura e então inclinando meu tronco na direção do homem, o analisando de perto. -Seria divertido… Dizia em um tom debochado, com um leve sorriso sarcástico no rosto.

Continuei então minha caminhada ao lado de Drak, até que o homem finalmente disse algo que fez Drak parar, e eu sabia exatamente o que era aquilo, e apenas torcia para que ele matasse aquele idiota por ali mesmo. -Sim, eu ouvi isso, Drak! Parece que ele acha que está nos fazendo um favor. Meu olhar era afiado como o de um demônio, e logo um sorriso sádico aparecia no rosto, enquanto olhava para Drak e o dizia. -Vai matá-lo aqui e mostrar que ninguém nos dá permissão para nada?

Cap 1 ~ Piratas Indomáveis em Sabaody - Página 2 D58ce-16373556376978-1920

Drak então começou a expressar toda sua fúria, não só em palavras, mas também em ações, seu corpo começava a borbulhar em magma, enquanto proferia suas palavras, eu o olhava e logo dava um breve passo para trás, apenas para evitar daquilo respingar em mim, enquanto o Yonkou esbravejava contra do vice almirante que parecia normal ao ouvir suas palavras.

Minhas ações ali seriam totalmente ignoradas, quando Drak ficava desse jeito, só algumas coisas podiam fazer ele voltar ao normal, ou ele desintegraria aquele que ousou o tirar do sério, ou um pedido de desculpas vindos da pessoa, que talvez fosse ignorado, ou Hera… Mas como ela não estava por ali, eu seria o diabinho no ombro dele apenas esperando o que suas ações nos trariam, afinal, ele é o capitão. -Sabe muito bem que se quiser lutar aqui e agora, eu estou disposto a assumir essa guerra ao seu lado… Mas realmente acha que vale a pena? Dizia ao homem enquanto meu sorriso maléfico se mantinha no meu rosto, à espera de sua resposta.





Histórico:

Ganhos/Perdas:

Objetivos:


_________________

Cap 1 ~ Piratas Indomáveis em Sabaody - Página 2 E7c86S3

Pensamento
Fala
Extras
Ir para o topo Ir para baixo
https://www.allbluerpg.com/t2842-nero-warcry#30069
Blind1
Civil
Blind1


Imagem : Cap 1 ~ Piratas Indomáveis em Sabaody - Página 2 Images-1
Créditos : 1

Cap 1 ~ Piratas Indomáveis em Sabaody - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: Cap 1 ~ Piratas Indomáveis em Sabaody   Cap 1 ~ Piratas Indomáveis em Sabaody - Página 2 EmptySeg Mar 18, 2024 6:56 pm



~ NARRAÇÃO: VIII ~

O Imperador do Mar, em um acesso de fúria ardente, desencadeou sua ira tanto em palavras quanto em ações. Seu corpo se transformou em um verdadeiro vulcão em erupção, lançando magma em todas as direções enquanto confrontava o vice-almirante Kaen, a quem atribuiu uma interferência em sua liberdade de ação, interpretando suas palavras como uma tentativa de controle sobre seus movimentos e decisões.

A tensão no ar ficou palpável, com todos ao redor aguardando um desfecho dessa intensa troca de provocações e desafios. Alguns marinheiros menos acostumados a enfrentar situações tão intensas, logo sentiram seus corpos suarem e suas mentes se encherem de preocupação diante da imponente presença do Yonkou. Alguns buscaram desesperadamente por espaço ou qualquer tipo de refúgio para escapar do calor sufocante, enquanto outros, paralisados pelo temor do que poderia acontecer a seguir, mal conseguiam se mover.

Os que permaneciam de pé olhavam com preocupação para seus companheiros caídos, enquanto lutavam para manter sua própria compostura diante da situação angustiante. — Por favor, Vice-Almirante Kaen, ponha um fim nisso! — Clamou um marinheiro, com sua voz embargada pelo desespero enquanto observava seus colegas desmaiados no chão. — Eles não aguentam mais, estão desmaiando! Não podemos continuar assim! — Seu apelo era carregado de angústia e ansiedade, ecoando pelo ar tenso enquanto ele buscava desesperadamente uma solução para a situação insustentável em que se encontravam.

Kaen suspirou, parecendo absorto em seus pensamentos enquanto observava a cena diante de si. Num sussurro quase inaudível, ele murmurou para si mesmo: — Os relatórios de incidentes serão um verdadeiro pesadelo... — Sua expressão séria e composta rapidamente deu lugar a uma careta de surpresa, enquanto ele começou a se abanar freneticamente, como se estivesse subitamente tomado por um calor insuportável. — Quente demais! — Exclamou ele, enquanto agitava as mãos em frente ao rosto em uma tentativa de dissipar o calor.

Kaen, então, com um gesto tranquilo, interrompeu o clima tenso com um pedido de desculpas. — Me desculpe. — Disse, ainda abanando o rosto para afastar o calor. — Vejo que minhas palavras foram infelizes. — Seu pedido de desculpas, apesar de breve, carregava consigo um tom de sinceridade. — Aqui em Sabaody, estamos acostumados com todo tipo de personalidade forte que cruza nosso caminho. Não tenho dúvidas de que vocês têm suas próprias prioridades e interesses. — Disse, fitando Drak com seriedade.

Kaen prosseguiu, expressando sua disposição para resolver o impasse de forma pacífica, mostrando-se aberto a encontrar um terreno comum, onde ambos os lados pudessem se beneficiar. — Sugiro que deixemos essa tensão de lado por enquanto. Sabaody oferece muitas outras atrações além deste confronto que poderiam ser do interesse de uma dupla tão notável como vocês. Estou certo de que podemos encontrar uma maneira de cooperar sem precisar recorrer à violência. — Propôs.

Nero, o outro ator relevante, observava a cena com cautela e atenção. Consciente do perigo iminente representado pelo magma que começava a borbulhar ao redor do Yonkou, ele recuou um passo para evitar qualquer respingo que pudesse atingi-lo. Enquanto aguardava as próximas ações de Drak, Nero permanecia alerta e preparado para agir conforme necessário. Sua oferta para assumir a batalha ao lado do seu capitão, apesar da imensa ira deste último, demonstrava não apenas uma lealdade inabalável, mas também uma coragem indomável diante das circunstâncias adversas.

Ao final deste embate verbal intenso, a decisão de prosseguir ou não com o confronto repousaria nas mãos de Drak. Sua determinação em preservar sua liberdade e soberania é de fato compreensível, assim como a necessidade de Kaen de manter a ordem e a segurança na área sob sua jurisdição. Embora Drak esteja certo sobre o Vice-Almirante necessitar de uma autorização para agir, a ideia de morrer sem lutar certamente não está entre suas opções. O que o futuro reserva para nossos protagonistas está prestes a se desenrolar.




_________________

Cap 1 ~ Piratas Indomáveis em Sabaody - Página 2 Kokosign

Cap 1 ~ Piratas Indomáveis em Sabaody - Página 2 8vJQCMp
Ir para o topo Ir para baixo
Blindao
Comodoro
Blindao


Imagem : Cap 1 ~ Piratas Indomáveis em Sabaody - Página 2 WZJ0
Créditos : 11
Localização : Segunda Rota ~ Lotda

Cap 1 ~ Piratas Indomáveis em Sabaody - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: Cap 1 ~ Piratas Indomáveis em Sabaody   Cap 1 ~ Piratas Indomáveis em Sabaody - Página 2 EmptySeg Mar 18, 2024 11:31 pm




~~ Fukutsu no Kaizoku ~~

Yonkou

A tensão do ar só pedia para o calor, já que, estava realmente esquentado as coisas. Nero me conhecia bem e me instigava a aniquilar tanto aqueles paspalhos quanto aquela ilha, sabia bem que ele só queria eletrocutar o máximo deles possível. Afinal, ele era desse tipo. Todavia, era sempre bom contar com essa garra maníaca dele.

Os marinheiros começavam a tombar pelo excesso de calor e, apesar de alguns mais resilientes, demonstravam a dificuldade em permanecer de pé. Tal fato visto, fazia com que o vice almirante pensasse e chegasse a uma conclusão, obvia ainda mais após as suplica de seu subordinado. O pedido de desculpa era até rápido, porém, sincero e eu apreciava esse tipo de coisa. ~ Drakakakaka! Vejo que é astuto mesmo, nada mal. Proferia após a gargalhada, aliviando meu estresse e frenando a emissão de calor. ~ Certo, certo. Vejo que entendeu bem e que apenas se expressou mal. Disse brevemente.

Após cessar os borbulho no corpo e o magma que estava corroendo o chão, me aproximava do vice almirante e dava um tapa em seu ombro de forma carismática. ~ Pensei que fosse um homem abrupto e vingativo, mas é mais sagaz do que parece. Muito bom, continue assim e sia vida será longa. Elogiaria ele apesar do tapa empoderado de minha parte. ele parecia ser forte, mas ainda nada que pudesse me ameaçar. ~ Você salvou muitas vidas hoje e boa parte da ilha, se orgulhe disto. Até mais! Terminaria de proferir ao virar de costas e começar a caminhar em direção a onde havia deixado o navio.

Cap 1 ~ Piratas Indomáveis em Sabaody - Página 2 Ffc18a6fb7b05a7950529fb144a766db

Ignoraria caso Nero causasse algum caos extra, já que, seria justo pelo insulto do garoto outrora. Afinal de contas, eu mesmo iria deixar um belo presente para eles. Uma vez que erguia meu braço para cima, revestido com haki, acumularia uma gigantesca quantidade de magma para gerar uma erupção poderosa o suficiente para que caísse em cima da casa de leiloes. ~ O que eu não gosto, eu destruo. Darararara. Comentaria baixando braço e apenas ouvindo a erupção da lava impactar com o leilão e derrete-lo no processo. ~ Estamos quites. A ideia era só deixa-lo ocupado o suficiente para não tramar nada contra nós, além de que iria gerar bastante serviço para o vice almirante.

Após ir embora, andaria sentindo a raiva e tensão dissipar. ~ Ahh me sinto melhor agora. Enfrentar aquele cara poderia ter sido interessante, mas sinceramente... não parecia ser tudo aquilo. Provoquei um pouco ele, Nero, mas pelo visto ele estava focado em evitar destruição. Esse tipo de pessoa é entediante. Mas de vez enquanto encontramos uns desse tipo. Conversava com meu braço direito enquanto seguíamos até o navio, passando pelas árvores e tentando lembrar o local exato do porto.




Histórico:


_________________

Cap 1 ~ Piratas Indomáveis em Sabaody - Página 2 ZRyhvMK
Ir para o topo Ir para baixo
https://www.allbluerpg.com/t296-thorkell-dragnar-godheim https://www.allbluerpg.com/t1057-4-capitulo-gigantorines-em-altai
Kira
Pirata
Kira


Imagem : Cap 1 ~ Piratas Indomáveis em Sabaody - Página 2 D1p9O2Y
Créditos : 11

Cap 1 ~ Piratas Indomáveis em Sabaody - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: Cap 1 ~ Piratas Indomáveis em Sabaody   Cap 1 ~ Piratas Indomáveis em Sabaody - Página 2 EmptyTer Mar 19, 2024 6:55 pm

A Calamidade


O impasse finalmente tinha seu fim, da forma mais horrível possível, pelo menos para mim, claro! Drak parecia ir ficando cada vez mais calmo enquanto conversava com o vice-almirante, e enquanto isso seu magma começava a diminuir, seu corpo começou a voltar ao normal, mas ainda assim era problemático.

O pedido de desculpas do marinheiro era algo que eu já esperava, mas sinceramente achei que veria algo melhor… ”Nah… Bom, parece que a brincadeira vai ficar pra outro momento.” Pensava comigo mesmo, enquanto começava a caminhar junto de Drak em retorno ao navio. -Certamente! Achei que ele faria alguma coisa a respeito… Mas me enganei… Isso mostra o porquê das coisas estarem dessa forma por aqui, ele não tem vontade de resolver os problemas como devem ser resolvidos, precisa de um punho de ferro para isso, coisa que ele não parece ter. Comentei explicando meu ponto de vista para Drak, enquanto caminhava ao seu lado bem tranquilo.

Mantinha meu mantra ativado, pois ainda poderiam haver idiotas tentando fazer seu nome, ou buscando vingança, era apenas um desencargo de consciência meu, afinal, melhor prevenir do que remediar. Enquanto caminhávamos, eu começava a carregar uma nuvem imensa em cima da ilha com eletricidade, meu foco? Destruir a casa de leilões. Porém, Drak estendia seu braço para cima, o cobrindo de haki e então disparava contra a mesma, a fazendo virar cinzas.

-Canalha! Eu pretendia destruir ela também… YEHEHAHA! Exclamei para o gigante, enquanto a nuvem começava a se tornar branca novamente, as cargas elétricas começavam a se dissipar e então nossa caminhada continuava acontecendo até o navio.

Aquela ilha, apesar de ser bem interessante, ainda era muito chata, poderiam ter acontecido muitas coisas mais divertidas, mas no final, apenas matamos alguns idiotas sem valor algum, mas ainda assim deixamos nossa marca perante a marinha. O que nos resta agora? Seguir nosso caminho! Seja ele qual for, Drak saberia para onde deveríamos ir agora.





Histórico:

Ganhos/Perdas:

Objetivos:


_________________

Cap 1 ~ Piratas Indomáveis em Sabaody - Página 2 E7c86S3

Pensamento
Fala
Extras
Ir para o topo Ir para baixo
https://www.allbluerpg.com/t2842-nero-warcry#30069
Blind1
Civil
Blind1


Imagem : Cap 1 ~ Piratas Indomáveis em Sabaody - Página 2 Images-1
Créditos : 1

Cap 1 ~ Piratas Indomáveis em Sabaody - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: Cap 1 ~ Piratas Indomáveis em Sabaody   Cap 1 ~ Piratas Indomáveis em Sabaody - Página 2 EmptyQua Mar 20, 2024 11:09 pm



~ NARRAÇÃO: IX ~

Após o confronto tenso e imponente, Drak, com sua característica intensidade, optou pela diplomacia em vez da violência, reconhecendo, talvez, a astúcia do Vice-Almirante Kaen. No entanto, sua fúria não permaneceu adormecida por muito tempo e, em um gesto repentino e avassalador, dirigiu um poderoso ataque de magma à Happy Face, envolvendo-a em chamas e caos.

O magma, ao atingir o telhado com uma força avassaladora, derreteu instantaneamente parte da estrutura e criou uma cascata incandescente que se espalhava pelas paredes e pelo chão. O calor intenso vaporizou a água do entorno e deixou no ar um cheiro acre de metal derretido. As estruturas metálicas se retorceram e se deformaram sob a pressão do magma, enquanto as chamas se alastraram em todas as direções.

O dano causado pela ação de Drak era visível e imediato. O telhado começou a ceder sob o peso do magma derretido e as paredes próximas ao ponto de impacto se distorceram com o calor intenso. Dentro do prédio, o pânico se espalhou à medida que os últimos frequentadores buscaram fugir do perigo iminente. A fumaça negra e espessa subiu aos céus, anunciando a devastação que havia sido causada.

Após a devastação na casa de leilões, que reverberaria por toda a ilha, deixando para trás uma marca indelével de sua presença, Drak e Nero seguiram em direção ao seu navio, o Abyssal. No entanto, antes de alcançarem seu destino, adentraram no Bosque 17, conhecido por seu ambiente hostil e repleto de perigos, onde, em uma clareira isolada, encoberta pelo denso emaranhado de árvores retorcidas dos Bosques sem Lei, repousava o majestoso Abyssal, navio imponente dos Piratas Indomáveis.

À medida que a dupla se aproximava, os piratas notavam sua presença e paravam por um momento, deixando suas atividades para observá-los com curiosidade e respeito. Um pirata de cabelos desgrenhados e olhos brilhantes os saudou com um aceno. Outro, um homem robusto com uma cicatriz atravessando o rosto, ergueu um punho cerrado para o alto e gritou. — Drak-sama! Nero-sama! Bem-vindos de volta a bordo do Abyssal! Estamos prontos para seguir suas ordens! — Sua voz ecoou pelo convés, seguida por uma onda de aplausos e murmúrios de concordância por parte dos demais tripulantes.

Boros, o leal líder dos Vassalos Indomáveis, avançou em direção ao capitão com uma expressão determinada. — Todos os serviços do navio foram checados e estão em perfeitas condições. O estoque foi reabastecido, as velas foram reparadas e os quartos estão prontos para receber a tripulação. Nossa cozinha também está funcionando sem problemas, garantindo que todos tenham refeições adequadas durante nossas jornadas pelos mares. — Garantiu.

E então, ele pareceu se lembrar de uma nova informação que estava se esquecendo. — Além disso, gostaria de informar que um brutamontes e uma moça delicada deixaram um presente: um carrinho de sorvetes repleto do que disseram ser alguns de seus maiores sucessos e mencionaram se tratar de um pedido de desculpas pelo ocorrido na casa de leilões. — Nesse instante ele se voltaria para Nero. — Ah! Já ia me esquecendo: eles falaram sobre uma nova criação, que teria partido de uma recomendação sua, Nero-sama. Eu mesmo provei do seu sabor eletrizante e posso garantir que foi uma experiência única e revigorante para minhas papilas gustativas. — Concluiria.

Com a casa de leilões Happy Face em cinzas e a embarcação Abyssal pronta para zarpar mais uma vez após o árduo trabalho dos tripulantes, a decisão agora está nas mãos do capitão. Estariam eles prontos para enfrentar o mar novamente e seguir em frente com sua jornada ou teriam ainda alguns assuntos pendentes para resolver em Sabaody? O destino e o mundo aguardavam ansiosos por suas próximas escolhas.




_________________

Cap 1 ~ Piratas Indomáveis em Sabaody - Página 2 Kokosign

Cap 1 ~ Piratas Indomáveis em Sabaody - Página 2 8vJQCMp
Ir para o topo Ir para baixo
Kira
Pirata
Kira


Imagem : Cap 1 ~ Piratas Indomáveis em Sabaody - Página 2 D1p9O2Y
Créditos : 11

Cap 1 ~ Piratas Indomáveis em Sabaody - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: Cap 1 ~ Piratas Indomáveis em Sabaody   Cap 1 ~ Piratas Indomáveis em Sabaody - Página 2 EmptyQui Mar 21, 2024 1:27 pm

A Calamidade


Era hora de seguirmos nosso destino, Sabaody parecia divertida mas já havia mostrado tudo o que tinha para mostrar. Em meio a nossa caminhada, o bosque dezessete que tinha fama por ser um dos mais perigosos e sem lei, parecia mais um jardim florido, no qual ninguém ousava chegar perto de mim ou Drak.

Enquanto nos aproximávamos do navio o bando nos davam as boas vindas, era bom estar com aqueles que lutam ao nosso lado desde sempre. -Estamos de volta! Diria levantando a mão direita em resposta aos homens ali presentes. -Alguma coisa a relatar? Tiveram problemas? Questionei aos homens presentes esperando alguma resposta sobre.

Logo, estávamos dentro do navio. -Boros, Johanm está bem? Aquele cientista idiota continua trancado no quarto estudando? Questionei a Boros diretamente, já que o mesmo ficou encarregado de observar as necessidades do cientista, a meu pedido anteriormente.

Porém, acima de qualquer preocupação, estava na hora de decidirmos o nosso destino. -O que você pretende fazer, Drak? Quer ir para o novo mundo e verificar nossas ilhas, ou pretende continuar dominando outras ilhas por aqui? Tenho algumas em mente que seriam interessantes se tivéssemos como base na grande linha. Comentei com o gigante, esperando sua resposta e decisão, e eu o seguiria independente de qual fosse.





Histórico:

Ganhos/Perdas:

Objetivos:


_________________

Cap 1 ~ Piratas Indomáveis em Sabaody - Página 2 E7c86S3

Pensamento
Fala
Extras
Ir para o topo Ir para baixo
https://www.allbluerpg.com/t2842-nero-warcry#30069
Blindao
Comodoro
Blindao


Imagem : Cap 1 ~ Piratas Indomáveis em Sabaody - Página 2 WZJ0
Créditos : 11
Localização : Segunda Rota ~ Lotda

Cap 1 ~ Piratas Indomáveis em Sabaody - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: Cap 1 ~ Piratas Indomáveis em Sabaody   Cap 1 ~ Piratas Indomáveis em Sabaody - Página 2 EmptySex Mar 22, 2024 10:16 pm




~~ Fukutsu no Kaizoku ~~

Yonkou

Após obliterar o leilão, por motivos pessoais é claro, seguia de volta para o navio junto de Nero. ~ Drakakakakaka! É mesmo, quem diria que seria mais rápido que você hein. Disse para o faisquento após ele comentar sobre o desejo em destruir o leilão também.

Não demorou muito para avistar o navio, percebendo que não houvera hostilidade de terceiros. Por outro lado, saudações em nossa chegada ferviam de nossos camaradas. ~ Darararara. Excelente! Proferia subindo a rampa da embarcação.

Boros informava que os irmãos da sorveteria haviam deixado um presente para nós. ~
Ohh! Que interessante.
Proferia logo indo em direção ao carinho de sorvete com os olhos cintilantes durante o tempo que Nero conversava com o rapaz. ~ Isso é muito bom. Apanhava com a mão os potes e começava a devora-los sem formalidades. ~ Uhnnmmm. Espetacular! Lambia os lábios e deixaria o suficiente para os tripulantes apreciarem também. ~ Boros pode distribuir um para cada um. De preferencia aos que se destacam dos outros. Era complicado liderar, já que, talvez não desse para todos. Mas eu era justo, desde que fosse reciproco. No entanto, era uma oportunidade de mostrar aos que menos se dedicavam que recompensas seriam dadas aos mais esforçados.

Após degustar o sorvete, satisfeito, sentava-me em uma cadeira criada por mim semelhante à de um Rei. A seguir, Nero viria falar comigo sobre os nossos próximos passos. ~ Hmm. Não to sentindo muita vontade de retornar ao novo mundo... podemos ver uma dessas ilhas que menciona para ver seu potencial. Coçava a barba enquanto olhava de relance para ele. ~ Entretanto, é sábio não deixarmos nossos territórios sem nossa presença por muito tempo. Complementaria erguendo o dedo. ~ Hah! Gostaria de ver alguém desafiar meus domínios, seria uma faca em meu tédio. Drakakakakaka! Gargalharia imaginando uma guerra ensandecida, cuja a tempos não participava.

Após levantar a mão, sinalizaria para o navegador. ~ Vambora camarada! Pode pisar fundo para a ilha que Nero achar melhor. Então cerrava os olhos e o sorriso emergiria de forma maléfica. ~ Espero que seja um local digno de nossa ida.





Histórico:


_________________

Cap 1 ~ Piratas Indomáveis em Sabaody - Página 2 ZRyhvMK
Ir para o topo Ir para baixo
https://www.allbluerpg.com/t296-thorkell-dragnar-godheim https://www.allbluerpg.com/t1057-4-capitulo-gigantorines-em-altai
 
Cap 1 ~ Piratas Indomáveis em Sabaody
Ir para o topo 
Página 2 de 3Ir à página : Anterior  1, 2, 3  Seguinte

Permissões neste sub-fórumNão podes responder a tópicos
All Blue RPG :: Oceanos :: Grand Line Paradise :: Arquipélago Sabaody-
Ir para: