Bem-vindo ao

All Blue

É com muito prazer que lhes damos os comprimentos ao nosso RPG. All Blue se trata de um RPG narrativo com o ambiente principal centrado em One Piece, obra de Eiichiro Oda.
Se divirta nessa nova aventura e se torne o novo rei pirata... Se puder!

Avance! O resgate dos pacientes de Flevance!

Página 2 de 3 Anterior  1, 2, 3  Seguinte
Achiles
Imagem :
Avance! O resgate dos pacientes de Flevance! - Página 2 Bf3w3iH
Créditos :
38
Localização :
Farol - Grand Line
Ver perfil do usuário https://www.allbluerpg.com/t1735-caitlyn-g#18385 https://www.allbluerpg.com/t2060-iv-you-ll-never-see-me-cry#22235
Achiles
Pirata
Relembrando a primeira mensagem :



Avance! O resgate dos pacientes de Flevance!


[Revolucionário] Askrad Norvdant

não possui narrador definido.
Fechada

_________________

Avance! O resgate dos pacientes de Flevance! - Página 2 BhECXT7

Midnight
Imagem :
Avance! O resgate dos pacientes de Flevance! - Página 2 PA8ijUL
Créditos :
05
Ver perfil do usuário https://www.allbluerpg.com/t912-askrad-novrdant#7749 https://www.allbluerpg.com/t908-faisca-exordial
Revo Nation
O
s dias passavam lentamente naquele navio ,seja pela ansiedade da ação ou apreensão do que haveria a seguir, pelo que ouvira falar de Flevance não só o exército revolucionário tinha força, mas o Governo também, afinal era a última ilha antes da Grande Rota, a última chance dos usurpadores do poder de barrar os chamados “criminosos” ou dissidentes das ideias libertárias.

Observava as ilhas e ouvia as canções e histórias conforme passávamos, Rubeck era a primeira, interessante no mínimo, um mundo bem diferente de Minion ou de Lvneel, um local curioso para cozinheiros e promissor para a causa, talvez fosse um bom lugar para procurar depois que resgatasse os pacientes em Lvneel. Os cidadãos da ilha lutavam para produzir a cerveja e seus lucros roubados para manter a estrutura do Governo Mundial e fomentar os marinheiros que viviam como marionetes. Quantos coitados.

Juntava-me no cair da noite com os marinheiros, entre o carteado e bebidas (afinal toda resenha merecia uma bebida). Sentava-me na roda, tentando buscar meu lugar entre os ali viventes e então tomava um gole do alcoólico. – O que nos espera de Lvneel senhores? Ouvi falar pouco de lá, a comida é tão boa quanto a que faço para vocês? Perguntava aguardando os comentários? – Algum lugar que deveria lembrar de visitar?

Por fim, passava o resto da noite ouvindo as memórias dos marujos, esperava que a noite caísse e a manhã nascesse, então seria hora de partir. Pegava minhas coisas, instrumentos, limpava a cozinha e saia do barco olhando pelo porto, talvez houvesse alguém do exército a minha espera, então olharia em volta em busca de algo ou alguém tentando chamar minha atenção. Mas caso não, restaria ir em direção a alguma taverna para fazer o bom exercício da escuta.

+ LEGENDA: - Falas "Pensamentos
HistóricoPost: 8
Nome: Askrad Novrdant
Profissão: Cozinheiro
Proficiências: Culinário | Preparo | Degustação | Pesca | Caça
Qualidades: Adaptável | Prodígio | Olfato Aguçado | Afinidade com Haki
Defeitos: Perfeccionista | Ambição | Heroico

Ganhos Proficiência Acrobacia, Promoção Rebelde


Perdas:



Localização: North Blue - Ilha Flevance

Objetivos
  • Completar 3 missões
  • Aprender 2 proficiências
  • Desenvolver mais as relações com os NPC
  • Conseguir NPC acompanhante


NPC’s
  • Glowr: Oficial do exército que designou as missões para Askrad. Encontrou-o nas Minas de Flevance quando estava afetado pelo Chumbo Branco, deu a ele uma refeição e foi nesse momento que ele se identificou e passou suas ordens. O loiro considera o superior como um bom amigo e admira-o pelas suas habilidades intelectuais.
    cias da doença, talvez incapaz de deixar Flevance ou de lutar pela causa novamente.


Kekzy
Imagem :
Avance! O resgate dos pacientes de Flevance! - Página 2 53866911
Créditos :
32
Ver perfil do usuário https://www.allbluerpg.com/t1432-ichiji-tekina-kachi#14870 https://www.allbluerpg.com/t1440-i-uma-divida-familiar#14929
Kekzy
Narrador



Rubeck, Swallow, Minion... Askrad via muitas ilhas à distância enquanto navegava, sendo a última a que te trazia tantas memórias. Vê-la no horizonte fazia aflorar sentimentos involuntários, trazendo tantas memórias, boas e ruins. No mais tardar, quando a situação em Lvneel abaixasse, o seu desejo de voltar ali poderia se concretizar. Algumas milhas náuticas de distância eram tudo que os separava. Cedo ou tarde a oportunidade viria.

Este era o último dia de viagem e logo abarcariam em Lvneel. A ilha já estava à vista e o almoço tinha sido servido há pouco por Novrdant para os seus companheiros, os quais estavam muito satisfeitos com as refeições servidas durante a viagem. Por isso, o cozinheiro era tratado com bastante respeito na embarcação e ao indagar sobre a situação em Lvneel, logo o respondia. — Dificilmente, hahaha! - um dos navegantes alisava a barriga. — Já faz quase um mês, então não sei sobre... algum tempo atrás cheguei a escutar rumores que um dos sobrinhos da Rainha Cordelia se casaria com uma das sobrinhas da Rainha de Minion... uma tentativa de aproximar as duas famílias reais acho... - contava o marujo mais velho. — Se for visitar algum lugar, o Teatro e a Biblioteca são os pontos turísticos abertos, mas você ainda pode visitar a parte externa do Castelo Real e a Torre Carmesim, onde a família vive e os guardas reais treinam, vale a pena ver - comentava.

Com as informações em mãos, o barco finalmente chegava ao seu destino final: Lvneel. Ao longo podia-se ver, na parte mais alta da ilha, um grande castelo, o qual certamente era o Castelo Real mencionado. Nele era possível ver uma grande torre carmesim, a qual era acoplada ao castelo. De longe já pareciam grandiosos, de perto então... o problema era que só se podia chegar um pouco perto, pois o espaço era restrito e bem vigiado.

Ao descer no porto, Askrad podia notar que alguns dos marujos descarregavam mercadorias, outros iam cuidar de seus afazeres, assim como o restante dos transeuntes do porto. Uma pessoa em particular lhe chamava a atenção após algum tempo, notando que era encarado pela figura de uma mulher, pacientemente aguardando sob a tenda de uma barraca de pescados, com o olhar o acompanhando. Se se aproximasse dela, ela gesticularia discretamente com os ombros como se convidasse para que a seguisse e viraria, seguindo caminho.


Controle



Personagem: Askrad Novrdant
Nº de Posts: 08

Profissão: Cozinheiro
Proficiências: Culinária, Preparo Degustação, Peça e Caça

Qualidades: Adaptável, Olfato Aguçado, Afinidade com Haki e Prodígio.
Defeitos: Perfeccionista, Heroico e Ambição.

Ganhos: Proficiência - Acrobacia (Post 01); Promoção - Rebelde (Post 01); Missão - Treinamento dos Associados/Estâgio Docência (Post 02 ao 05); Proficiência - Briga (Post 06);
Perdas:

Carteira: B$ 18.625.000

NPC's: NPC Importante Berthold Algenor; Bannele; Yirkas; Loiro.
Extras: 3/3 de Flevance para Lvneel


Off





_________________

Avance! O resgate dos pacientes de Flevance! - Página 2 LFGLcBq
Midnight
Imagem :
Avance! O resgate dos pacientes de Flevance! - Página 2 PA8ijUL
Créditos :
05
Ver perfil do usuário https://www.allbluerpg.com/t912-askrad-novrdant#7749 https://www.allbluerpg.com/t908-faisca-exordial
Revo Nation
Os
boatos incialmente me deixavam um pouco perturbado, primeiro por que sabia agora que a rainha de Minion ainda estava viva, e por outro lado ela não estava contente apenas com seu domínio, ela desejava mais poder e poder na política significava sangue e aliança, pelo jeito ela estava disposta a sacrificar sua própria família nesses acordos sujos do mundo dos regentes, “vender” seus sobrinhos para fazerem garantir o poder temporal, isso fazia a raiva dentro de mim remexer-se, mas não era hora para isso, talvez valesse outra história outrora.

Conforme o barco aproximava-se da ilha já era possível ver ao longo da costa o lugar descrito, um suntuoso palácio e a tal torre carmesim, o que ela tinha de especial para ser destacada entre os aposentos? Palácios não eram feitos assim atoa, lembrava da minha época de cozinheiro que cada lugar da construção tinha sua função mesmo que ela possa soar inútil. Isso me fazia perguntar, onde os pacientes estariam? Em algum hospital local? Ou em alguma instalação secreta? Um hospital poderia ser uma resposta, mas o Governo estaria tendo um bom trabalho em escondê-los em uma ilha tão falada, com certeza a coroa deveria estar apoiando-os de alguma forma, talvez Lihito já estivesse bem mais adiantado e soubesse de mais informações.

Ao pisar fora do barco tomava um instante para respirar fundo o ar dali, não só isso, era engraçado notar que mesmo com climas tão diferentes Lvneel e Minion tinham de fato coisas em comum, uma arquitetura aparecida em relação as casas simples de trabalhadores honestos e que rodeavam um suntuoso palácio, serviços mais “humanos” por assim dizer ficavam na região do porto, tais como tavernas e bordeis enquanto o centro era reservado para coisas mais nobres, evitando que os regentes tivessem muitos problemas ao se deslocarem eventualmente fora do castelo. A plebe sempre tinha o resto e se possível seria jogada ao mar, enquanto a nobreza poderia descansar na sua terra firme e protegida.

Eis que entre as divagações algo passava inicialmente despercebido, porém depois retraia minha atenção, um olhar fixo em minha direção, inicialmente pensava se não era o inimigo, mas ao notar o semblante, não conseguia sentir agressão vindo dele, quase como um instinto. Tomava a liberdade de dar alguns passos em sua direção e notava o sinal dado, talvez uma companheira da resistência?
Decidia então seguir ela, começava a andar pelas ruas, passando suavemente a mão no cabo da espada, atento para algum golpe no meio do caminho o qual tentaria desviar com um salto usando as paredes de apoio. Porém ao pararmos logo a indagaria. –A quem devo essa honrosa recepção? Ainda mais uma dama tão bela.

+ LEGENDA: - Falas "Pensamentos
HistóricoPost: 9
Nome: Askrad Novrdant
Profissão: Cozinheiro
Proficiências: Culinário | Preparo | Degustação | Pesca | Caça
Qualidades: Adaptável | Prodígio | Olfato Aguçado | Afinidade com Haki
Defeitos: Perfeccionista | Ambição | Heroico

Ganhos Proficiência Acrobacia, Promoção Rebelde, Proficiência Briga


Perdas:



Localização: North Blue - Ilha Flevance

Objetivos
  • Completar 3 missões
  • Aprender 2 proficiências
  • Desenvolver mais as relações com os NPC
  • Conseguir NPC acompanhante


NPC’s
  • Glowr: Oficial do exército que designou as missões para Askrad. Encontrou-o nas Minas de Flevance quando estava afetado pelo Chumbo Branco, deu a ele uma refeição e foi nesse momento que ele se identificou e passou suas ordens. O loiro considera o superior como um bom amigo e admira-o pelas suas habilidades intelectuais.
    cias da doença, talvez incapaz de deixar Flevance ou de lutar pela causa novamente.


Kekzy
Imagem :
Avance! O resgate dos pacientes de Flevance! - Página 2 53866911
Créditos :
32
Ver perfil do usuário https://www.allbluerpg.com/t1432-ichiji-tekina-kachi#14870 https://www.allbluerpg.com/t1440-i-uma-divida-familiar#14929
Kekzy
Narrador



Muitas divagações podiam ser formuladas ao pisar pela primeira vez em uma nova terra. Askrad se encontrava imerso nesses pensamentos, quase que alheio aos arredores, até a súbita realização que estava acompanhado. Cauteloso como era, se aproximou com a mão sobre o cabo da espada, ato ao qual a mulher não se importou e continuou o seu caminho após se certificar que estava sendo seguida pelo cozinheiro.

O destino não era canto algum da cidade, pois distanciavam-se das ruas e cada vez mais adentravam ruelas e caminhos não usuais, saindo do círculo comercial da ilha e chegando às periferias. O destino final, no entanto, era ainda mais além, para além da cidade, na floresta que circundava a capital. Ali ficava o local conhecido como a "Última Clareira" - talvez se referisse apenas ao fato de ser uma clareira, talvez por ser a última esperança dos iluminados que romperam as amarras deste mundo e lutavam pela revolução.

A mulher não era muito de falar, mas nem por isso deixava de trocar algumas palavras com Askrad. — Não tenho interesse em velhos, pode cortar o papo furado — era curta e grossa. Até o momento, Novrdant pouco tinha visto seu rosto, quase sempre visualizando apenas as suas costas amparadas pelo guarda-sol aberto. Era como se preferisse se proteger do cozinheiro do que do sol. — Se você durar ao menos uma missão nessa cidade macabra eu penso em me apresentar — disse, completamente poucas ideias. — Apesar que, pelo escutei, você pode ter chances. Se estiver bem acompanhado, mais ainda — foi quando romperam o limiar da floresta para a clareira.

Ali se encontrava mais que uma clareira, era uma fortaleza improvisada. A mata das margens era densa e servia bem de camuflagem para ocultar as barricadas que formavam a barreira externa. Eram grandes escudos de madeira com estacas que pareciam lanças para que não fossem puladas. Tudo era coberto com vegetação para que fosse difícil ser percebida à distância. Certamente era possível ver, mas só ao estar atento e saber para onde e o que olhar. As copas das árvores ao redor possuíam plataformas e proteções para sentinelas e atiradores estrategicamente posicionados, valendo-se da folhagem para se ocultarem.

No centro da clareira se estendia um acampamento, com tendas, fogueira, varais, bonecos de treino, dentre outras atividades. — Esse lugar imundo é a base do Exército para o qual você foi designado, o Comandante Lihito deve estar ocupado para recebê-lo, ele é bastante ocupado, está sempre fazendo algo. Enquanto isso você irá obedecer a mim. — passando pelo acampamento, Askrad atraia muitos olhares. Alguns pareciam curiosos, outros hostis, já outros amigáveis, acompanhados de acenos ou um assentir de cabeça. — Não se incomode, é sempre assim com gente nova, parte do pessoal aqui está sempre de guarda alta contra novo pessoal, principalmente os mais velhos — comentava.

A gótica guiava Askrad até uma grande tenda, onde havia mesas, documentos, armas, den den mushi, aparelhos e itens diversos. — Essa espelunca é onde as coisas acontecem, um transtorno — resmungava. — Então, quer um tempo para se habituar e conhecer o lugar ou já está pronto para a ação? Descansar as costas? — indagava, esperando uma resposta do revolucionário. — Conseguimos informações importantes sobre os pacientes transportados de Flevance para Lvneel, mas ainda não descobrimos exatamente onde estão sendo mantidos em cativeiro. Temos uma boa noção e já limitamos bastante as opções, com você aqui temos pessoal suficiente para determinar a localização exata na próxima operação. Podemos cobrir todos os pontos restantes de uma vez. Estarei comandando essa missão e tomando conta de vocês, é uma missão de investigação, tudo que precisamos agora é excluir possibilidades e definir o local que atacaremos em breve — comentava.


Controle



Personagem: Askrad Novrdant
Nº de Posts: 09

Profissão: Cozinheiro
Proficiências: Culinária, Preparo Degustação, Peça e Caça

Qualidades: Adaptável, Olfato Aguçado, Afinidade com Haki e Prodígio.
Defeitos: Perfeccionista, Heroico e Ambição.

Ganhos: Proficiência - Acrobacia (Post 01); Promoção - Rebelde (Post 01); Missão - Treinamento dos Associados/Estâgio Docência (Post 02 ao 05); Proficiência - Briga (Post 06);
Perdas:

Carteira: B$ 18.625.000

NPC's: NPC Importante Berthold Algenor; Bannele; Yirkas; Loiro.
Extras: 3/3 de Flevance para Lvneel


Off





_________________

Avance! O resgate dos pacientes de Flevance! - Página 2 LFGLcBq
Midnight
Imagem :
Avance! O resgate dos pacientes de Flevance! - Página 2 PA8ijUL
Créditos :
05
Ver perfil do usuário https://www.allbluerpg.com/t912-askrad-novrdant#7749 https://www.allbluerpg.com/t908-faisca-exordial
Revo Nation
A
quela mulher com certeza não era a melhor anfitriã da ilha, pelo contrário, seu pavio curto somado com o estranho caminho tomado deixavam o clima ainda mais estranho, se não soubesse para que eu estava ali começaria a duvidar no mesmo momento sobre ter caído ou não em uma armadilha.

Após alguma andança chegávamos ao que tinha ouvido anteriormente de meu antigo superior, a base do quartel revolucionário, a Última Clareira. Bom, ouvir que havia revolucionários resistindo da forma possível dentro de uma floresta era uma coisa, viver era completamente outra. Qualquer general de guerra ficaria impressionado com o nível de organização dali. A base possuía conceitos de defesa bem aplicado, o espaço poderia não ser o mais amplo, mas era muito otimizado, de certa forma assemelhava-se a um castelo, mesmo que sem torres ou construções suntuosas, era seguro igual. Por um momento até perdia a concentração na minha guia, parando para observar a engenhosidade do local, mas logo a voz dela cortava a brisa, obrigando-me a concentrar em sua voz e suas indicações.
Pelo jeito que ela falava deveria ser a segunda em comando, seu cheiro de certa forma transmitia um misto de confiança e medo, sua atitude demonstrava sua força naturalmente, o tipo de mulher pela qual homens matavam e morriam por ela e pelas mãos dela. Dava mais alguns passos agora reparando de relance nos outros olhares, alguns pareciam não muito felizes pela chegava de um estrangeiro, o que era até entendível já que o segredo era imprescindível para a sobrevivência das tropas ali e outros talvez ansiassem por alguma mudança.

De todo modo, meu papel ali era claro, entender a missão e como poderia auxiliar nos resgaste, não era meu objetivo permanecer em Lvneel além disso. – Acho que seria bom descansar um pouco, fazer alguma comida gostosa, isso pode animar as tropas e aparentemente diminuir essa barreira entre eles e “um estrangeiro”. Dizia dando uma leve risada quanto ao termo no final. Todavia prontamente a expressão em meu rosto mudava quando ela começava a falar sobre os pacientes, as tropas dali realmente tinham sido eficientes, não só sabiam o local como já tinham um plano de ação definido, ou será que era apenas ela o cérebro por trás da operação? Além disso, de certa forma essa cadeia de ações não parecia muito com Lihito, ou ele estaria esperando para dar seu toque somente no assalto?

- Nada a acrescentar, fico ao aguardo das suas ordens, comandante. Vamos resgatar aqueles pobres pacientes o quão antes, há pessoas esperando pelo retorno deles em Flevance. Sabemos algo a respeito das forças que espreitam o local dos sequestrados? Agentes do Governo? Marinha?

+ LEGENDA: - Falas "Pensamentos
HistóricoPost: 10
Nome: Askrad Novrdant
Profissão: Cozinheiro
Proficiências: Culinário | Preparo | Degustação | Pesca | Caça
Qualidades: Adaptável | Prodígio | Olfato Aguçado | Afinidade com Haki
Defeitos: Perfeccionista | Ambição | Heroico

Ganhos Proficiência Acrobacia, Promoção Rebelde, Proficiência Briga


Perdas:



Localização: North Blue - Ilha Flevance

Objetivos
  • Completar 3 missões (1/3)
  • Aprender 2 proficiências
  • Desenvolver mais as relações com os NPC
  • Conseguir NPC acompanhante


NPC’s
  • Glowr: Oficial do exército que designou as missões para Askrad. Encontrou-o nas Minas de Flevance quando estava afetado pelo Chumbo Branco, deu a ele uma refeição e foi nesse momento que ele se identificou e passou suas ordens. O loiro considera o superior como um bom amigo e admira-o pelas suas habilidades intelectuais.
    cias da doença, talvez incapaz de deixar Flevance ou de lutar pela causa novamente.


Noskire
Imagem :
Avance! O resgate dos pacientes de Flevance! - Página 2 Medium_item_724846_140d3890d6
Créditos :
64
Ver perfil do usuário https://www.allbluerpg.com/t1577-akane-nanami#16810 https://www.allbluerpg.com/t1440-i-uma-divida-familiar#14929
Noskire
Rank E

Sendo como era, a mulher ouvia o novato e, meio segundo depois, já o respondia: — Não recebemos nenhum relato sobre agentes na ilha e o capitão responsável pelo QG da ilha é jovem e tolo. Não conseguiu nos derrotar nem uma única vez e não espero que vá conseguir. — Dizia, finalmente fechando seu guarda-sol e o colocando sobre uma mesinha próxima. Com os dois de frente um para o outro e com apenas uma estreita mesa entre eles, Askrad conseguia finalmente observar melhor o rosto da mulher, principalmente os seus olhos púrpuras profundos e incomuns.

No entanto, o capitão dos capas sangrentas, Gillian, é um pé no saco! — Informava, sem papas na língua. — Ele serve diretamente à rainha, é um cachorro obediente, mas não deve ser subestimado. — Já que estavam conversando sobre a futura missão, ela puxava uma cadeira dobrável e se sentava, indicando para o homem onde havia uma segunda, mas deixando-o decidir se preferia se sentar ou não. Se pegasse a cadeira e a abrisse, veria alguns documentos em seu assento.

Tudo indica que os pacientes estão sob os cuidados de Gisella, uma médica da ilha. Ela também é a diretora do Hospital Público e a rainha confia nela. Uma boa pessoa, mas muito ingênua. É bem capaz dela ter recebido os pacientes sem saber toda a história. — Ela gesticulava com a destra, como se aquilo não fosse importante, e prosseguia: — Além do hospital, existem algumas instalações menores espalhadas pela cidade para pesquisas específicas. Já descartamos algumas, mas restam verificar três delas, que é o que faremos amanhã! O mais provável é que estejam protegidas pelos capas carmesins, mas a presença de marinheiros também é possível.

Por fim, ela se levantava e gesticulava na direção da porta: — Ainda é cedo, então tire o resto do dia para cozinhar ou fazer o que quiser, amanhã partiremos ao raiar do dia!

Controle

Personagem: Askrad Novrdant
Nº de Posts: 10

Profissão: Cozinheiro
Proficiências: Culinária, Preparo, Degustação, Pesca e Caça
Qualidades: Adaptável, Olfato Aguçado, Afinidade com Haki e Prodígio.
Defeitos: Perfeccionista, Heroico e Ambição.

Ganhos: Proficiência - Acrobacia (Post 01); Promoção - Rebelde (Post 01); Missão - Treinamento dos Associados/Estâgio Docência (Post 02 ao 05); Proficiência - Briga (Post 06);
Perdas:

Carteira: B$ 18.625.000

NPC's: NPC Importante Berthold Algenor; Bannele; Yirkas; Loiro.
Extras: 3/3 de Flevance para Lvneel


Posts Kekzy: 09
Post Noskire: 01
Midnight
Imagem :
Avance! O resgate dos pacientes de Flevance! - Página 2 PA8ijUL
Créditos :
05
Ver perfil do usuário https://www.allbluerpg.com/t912-askrad-novrdant#7749 https://www.allbluerpg.com/t908-faisca-exordial
Revo Nation
A
resposta da morena me fazia arquear a sobrancelha por um instante, pelo jeito tanto o Governo quanto a Marinha pareciam não ser tão fortes quanto as forças revolucionárias, mas aparentemente existia uma força paralela, capas sangrentas, seria uma força paramilitar? Mas não pareciam estar aliados as tropas revolucionárias, talvez fossem justiceiros?

- Esses capas carmesins..o que são exatamente? Perguntava curioso de braços cruzados encarando a moça. Será que esse era o motivo também do exército não ter tomado o Governo de Flevance até o momento? Com o Governo e a Marinha negligenciando o local tomar a parte militar seria fácil, mas para ser um empecilho ao comandante Lihito então não deveriam ser uma tropa farroupilha brincando de armas.

A história acabava ficando mais nefasta do que imaginava anteriormente, agora parecia que de certa forma até a rainha estava envolvida afinal se os capas fossem uma organização dela, ela com certeza deveria estar sabendo sobre os pacientes. Além disso, para usar pessoas de bom coração de uma forma tão cruel! Imperdoável! Pelo jeito a rainha daquela ilha não era tão benevolente quanto ouvia falar.

Resolvia então tirar aquele resto de dia para cozinhar para as tropas, seria algo nutritivo, simples e bom, juntaria alguns legumes como cenoura, batata e outros vegetais em uma panela, os refogaria com alguma gordura e então despejaria a água colocando após isso algumas ervas frescas que encontrasse. Por fim, deixaria cozinhar por um tempo e adicionaria quanto pudesse de leite para cozinhar uma espécie de gissado as tropas. Essa era uma atividade que gostava de fazer, todos ali vivíamos na ilegalidade, não tínhamos lugar na sociedade de acordo com o Governo Mundial, éramos lixo apenas por lutarmos pela liberdade e contra o terror. Todos ali mereciam uma boa e quente refeição antes da luta afinal poderia ser a última.

Enchia uma cumbuca ( se a achasse) e então procuraria pela moça de antes, se a encontrasse entregaria a comida a mesma. – Obrigado por hoje. Oficial? Perguntava tentando adivinhar a patente dela já que não conhecia nem seu nome. Mas bastava um sorriso gentil do meu lado e sei que em breve ela se abriria. Então, após ajudar no serviço do dia, iria dormir.

No outro dia, despertaria e já me arrumava para o combate, verificava se meus cintos estavam bem presos e olhava para a espada duas vezes, era uma espada já com marcas de batalha, mas teria de servir. Caminhava então para fora da cabana até a moça de antes. – Então, o plano é entrarmos de fininho nesses laboratórios e colhermos provas ?

+ LEGENDA: - Falas "Pensamentos
HistóricoPost: 11
Nome: Askrad Novrdant
Profissão: Cozinheiro
Proficiências: Culinário | Preparo | Degustação | Pesca | Caça
Qualidades: Adaptável | Prodígio | Olfato Aguçado | Afinidade com Haki
Defeitos: Perfeccionista | Ambição | Heroico

Ganhos Proficiência Acrobacia, Promoção Rebelde, Proficiência Briga


Perdas:



Localização: North Blue - Ilha Flevance

Objetivos
  • Completar 3 missões (1/3)
  • Aprender 2 proficiências
  • Desenvolver mais as relações com os NPC
  • Conseguir NPC acompanhante


NPC’s
  • Glowr: Oficial do exército que designou as missões para Askrad. Encontrou-o nas Minas de Flevance quando estava afetado pelo Chumbo Branco, deu a ele uma refeição e foi nesse momento que ele se identificou e passou suas ordens. O loiro considera o superior como um bom amigo e admira-o pelas suas habilidades intelectuais.
    cias da doença, talvez incapaz de deixar Flevance ou de lutar pela causa novamente.


Noskire
Imagem :
Avance! O resgate dos pacientes de Flevance! - Página 2 Medium_item_724846_140d3890d6
Créditos :
64
Ver perfil do usuário https://www.allbluerpg.com/t1577-akane-nanami#16810 https://www.allbluerpg.com/t1440-i-uma-divida-familiar#14929
Noskire
Rank E

Eles são a guarda real, não ficou claro? — Ela indagava como se Askrad tivesse cinco anos. Ainda assim, estendia a resposta um pouco mais. — Essa ilha sofre nas mãos dos monarcas por séculos. Os crimes mais covardes e pútridos que você imaginar já foram cometidos pelos reis. Eles tratam a população como se fossem brinquedos que pudessem usar e jogar fora a qualquer momento. — Ela cuspia no chão, irritada. — A nova rainha se faz de boa e conseguiu enganar muitos dos civis, mas seus atos falam por si só! Ela vem estabelecendo impostos abusivos e desnecessários, o abuso de poder por parte de sua guarda real ainda é algo constante e a captura dessas cobaias é só mais um de seus crimes! Ela pode enganar alguns civis, mas nós não seremos enganados! — Ela dava um tapa tão forte na mesa que algumas canecas e mapas que estavam mais no canto caíam. Após um segundo de silêncio, ela se recompunha e dizia: — Bem, eu tenho mais coisas para fazer agora. — E, com a deixa, Askrad partia.

O cozinheiro achou três homens responsáveis pela alimentação da tropa e todos lhe apertaram a mão com um largo sorriso no rosto, até parecia que o revo era uma celebridade ou algo assim. A verdade é que nenhum dos três sabiam cozinhar e se livrar daquela responsabilidade era uma benção. Ainda assim, não pouparam esforços em ajudar o verdadeiro cozinheiro a preparar uma refeição gostosa e nutritiva.

Enquanto suas mãos se ocupavam com tarefas já realizadas milhares de vezes, os olhos do revolucionário percorriam o acampamento. Havia algo diferente ali do que havia visto em Flevance: Os revos se juntavam em grupos, o que era algo comum em qualquer lugar, mas estes grupos se mantinham fechados, afastados, como se não fossem iguais ou como se não confiassem uns nos outros, como se estivessem ali, compartilhando aquele espaço, porque não havia nenhuma outra opção. E, após alguns minutos, finalmente conseguiu perceber melhor o motivo.

Askrad conseguiu perceber a existência de três tipos de pessoas naquele assentamento: Havia os revolucionários, obviamente, com os seus sonhos e ideais; havia os desafortunados, pessoas humildes que provavelmente não tinham um berrie sequer no bolso e que preferiam viver ali do que largados na sarjeta da cidade; e os delinquentes, ou como quisesse chamar, que faziam barulho, empurravam os outros ao passar e estavam sempre cochichando, de olhos afiados procurando sua próxima vítima. Apesar de foras da lei, os revolucionários sempre tinha um código que seguiam, e aqueles últimos não pareciam ter isso.

De qualquer forma, o cozinheiro terminou o seu serviço e os seus novos três ajudantes começaram a distribuir a comida para todos. Askrad levava uma cumbuca a mais para uma pessoa em particular, ainda a encontrando na mesma tenda de antes. Ela recebia com ambas as mãos, cheirando o conteúdo e erguendo o lábio inferior numa expressão de "Nada mal!". Ela não o corrigia.

Caminhando pelo lugar, Askrad ouviu diversos elogios à janta, embora a maioria que os fizesse sequer notasse o loiro. Ao menos, sabia ser elogios sinceros. Um dos associados lhe mostrava o caminho até uma grande tenda com uma dúzia de sacos de dormir. Não seria a noite mais confortável, mas daria para o gasto. Com o cansaço da viagem e todas aquelas informações adquiridas, não demorou para o espadachim cair no sono.

- x -

Sentiu uma mão apertar o seu braço e acordou num sobressalto. O homem à sua frente fazia apenas um gesto e ia embora. Ainda estava frio e escuro, com a maioria das pessoas ao seu redor dormindo tranquilamente, mas o revo se levantou e foi para o lado de fora, com a espada bem amarrada na cintura.

No dia anterior, a oficial havia dito existir três lugares que precisavam ser verificados. De acordo com isso, haviam três grupos naquela clareira, prontos para partir. Cada qual era composto de um líder e três revolucionários, doze pessoas no total. A mulher estava mais à esquerda, um homem forte e de expressão séria estava mais à direita e o que parecia ser Lihito, o comandante daquela base, estava no meio. Quando Askrad saiu de sua tenda, o comandante já ultrapassava os limites do acampamento, levando seus três subalternos consigo. Tudo indicava que ele não era um homem paciente.

Bom dia, flor do dia! — Dizia a mulher, obviamente com ironia. — Será que podemos ir agora? — O raiar do dia veio uns cinco minutos após eles partirem, cada grupo seguindo em uma direção. — É basicamente isso. — Respondia. — Primeiro observamos os arredores, depois invadimos. — Complementava.

Além dela e do próprio Askrad, haviam mais dois revos no grupo: O primeiro era um homem com várias tatuagens e cicatrizes, com uma espada parcialmente encoberta pela capa e com cara de poucos amigos; a outra era uma jovem ruiva com uma arma nas costas que era quase do seu tamanho, não parecia ter mais de dezesseis.

Controle

Personagem: Askrad Novrdant
Nº de Posts: 11

Profissão: Cozinheiro
Proficiências: Culinária, Preparo, Degustação, Pesca e Caça
Qualidades: Adaptável, Olfato Aguçado, Afinidade com Haki e Prodígio.
Defeitos: Perfeccionista, Heroico e Ambição.

Ganhos: Proficiência - Acrobacia (Post 01); Promoção - Rebelde (Post 01); Missão - Treinamento dos Associados/Estâgio Docência (Post 02 ao 05); Proficiência - Briga (Post 06);
Perdas:

Carteira: B$ 18.625.000

NPC's: NPC Importante Berthold Algenor; Bannele; Yirkas; Loiro.
Extras: 3/3 de Flevance para Lvneel


Posts Kekzy: 09
Post Noskire: 02
Midnight
Imagem :
Avance! O resgate dos pacientes de Flevance! - Página 2 PA8ijUL
Créditos :
05
Ver perfil do usuário https://www.allbluerpg.com/t912-askrad-novrdant#7749 https://www.allbluerpg.com/t908-faisca-exordial
Revo Nation
L
ihito parecia ser um tipo de comandante hábil, porém distante de suas tropas, seu modo de agir era controverso mesmo dentro do exército, mas seus homens mostravam ter certa devoção a sua filosofia e suas ordens. Isso fazia-me pensar no que aquela mulher dissera ontem, havia a própria tropa da regente, só que não explicava todo o quebra-cabeça, se tratava-se apenas de tropas locais explicaria por que a atuação da Marinha não era tão forte, mas e quanto ao Governo Mundial? Se eles quisessem as cifras destruiriam essas capas mais rápido do que podiam falar, ainda assim por que o Governo estaria tão distante? Ou será que a Oficial estava errada nesse ponto?

- Sim. Respondia brevemente enquanto alongava os braços, notava que além dela parecíamos ter mais duas visitas, a primeira era de um homem tatuado, sua cara parecia delatar alguns anos de luta. Todavia a outra visita era quem me fazia até de certa forma ficar assustado, olhava para aquela pequena garota e não conseguia dissociar da imagem da minha filha. Era assustador pensar nisso, assustador pensar que desde cedo ela estava fadada a enfrentar o terror da guerra, o lugar dela era brincando com amigos, não com um fuzil. A visão de minha Erya brincando imediatamente me vinha a mente e com força conseguia sair daquele pequeno dilúvio de memórias antes que me afogasse. – ...Meu nome é Askrad.É um prazer.

Sem falar mais nada, agora com um olhar sério olhava exclusivamente para a frente e caminhava até pouco diante da Oficial. – Precisamos mesmo levar ela? É perigoso para onde vamos, não? Dizia rispidamente olhando nos olhos da superior. – Não precisamos levar uma criança para o campo de batalha! Falava em um tom mais baixo, mas com uma nítida irritação na voz.

Por fim, se a Oficial seguisse com a escolha não teríamos muita opção, então caminharia junto para perto do grupo tomando posição junto deles começando a tentar observar ao redor buscando por exemplo militares ou pessoas que parecessem de alguma forma estar guardando os arredores, pessoas repetidas, padrões, algo nessa medida.

+ LEGENDA: - Falas "Pensamentos
HistóricoPost: 12
Nome: Askrad Novrdant
Profissão: Cozinheiro
Proficiências: Culinário | Preparo | Degustação | Pesca | Caça
Qualidades: Adaptável | Prodígio | Olfato Aguçado | Afinidade com Haki
Defeitos: Perfeccionista | Ambição | Heroico

Ganhos Proficiência Acrobacia, Promoção Rebelde, Proficiência Briga


Perdas:



Localização: North Blue - Ilha Flevance

Objetivos
  • Completar 3 missões (1/3)
  • Aprender 2 proficiências
  • Desenvolver mais as relações com os NPC
  • Conseguir NPC acompanhante


NPC’s
  • Glowr: Oficial do exército que designou as missões para Askrad. Encontrou-o nas Minas de Flevance quando estava afetado pelo Chumbo Branco, deu a ele uma refeição e foi nesse momento que ele se identificou e passou suas ordens. O loiro considera o superior como um bom amigo e admira-o pelas suas habilidades intelectuais.
    cias da doença, talvez incapaz de deixar Flevance ou de lutar pela causa novamente.


Noskire
Imagem :
Avance! O resgate dos pacientes de Flevance! - Página 2 Medium_item_724846_140d3890d6
Créditos :
64
Ver perfil do usuário https://www.allbluerpg.com/t1577-akane-nanami#16810 https://www.allbluerpg.com/t1440-i-uma-divida-familiar#14929
Noskire
Rank E

O cozinheiro dizia seu nome e os outros dois se apresentavam, embora de forma breve. — Momo. — Dizia a mais jovem, timidamente. — Oliver. — Cuspia o outro, com uma voz extremamente grave. A líder do bando permanecia em silêncio, revirando os olhos sem ninguém ver.

Quando Askrad foi questionar sua superior, ela gargalhou alto, o que era pior do que qualquer resposta. Por fim, disse: — Eu até entendo os mais jovens idealistas que acreditam que a revolução é um passeio na parque, mas você?! — Ela parava de caminhar para gesticular na direção do cozinheiro. — Pensei que era mais sábio do que isso, mas já que me enganei, deixe-me lhe explicar… — Ela se aproximava, parando a apenas alguns centímetros do homem. — Estamos. Na. Porra. De. Uma. Guerra! — Sua fala era pausada, mas nada educada. — Já que paramos para o chá, quer contar sua história, Momo?

A ruiva parecia relutante, mudando o peso de um pé para outro, mas por fim contava: — O último rei condenou meu pai à guilhotina…E o motivo? — Pressionou a líder. — Porque ele usou uma camisa azul no terceiro dia da semana. Deveria ser verde. Meu pai era daltônico… — Apesar do relato, a jovem parecia mais apática do que triste. A líder então metia o dedo no peito do loiro. — Aí está sua resposta. Ela veio até nós e a acolhemos como fazemos com todos! Você vai tirar dela o desejo de lutar?! — Sem esperar por resposta, ela se virava e seguia caminho, com os outros dois a acompanhando. O tal do Oliver apenas grunhiu ao passar por Askrad.

O grupo chegou na cidade alguns minutos depois. Ainda era bem cedo e havia pouco movimento, embora as padarias e algumas outras lojas já estivessem abertas. Alguns garotos também corriam de um lado para outro, entregando ou vendendo jornais por alguns berries. — Estou indo. — A mais jovem informava para a líder, seguindo num caminho diferente deles.

A mulher liderou os dois homens por ruelas estreitas e sujas, com um ou outro mendigo dormindo no caminho, mantendo-se sempre que possível distante das ruas principais. Parou no fim de um beco, gesticulando para que os dois se aproximassem.

Estavam em uma zona residencial, num bairro bem pobre da região. Ainda assim, à frente do grupo havia uma espécie de armazém que se destacava facilmente dos arredores: Era um prédio alto e largo, ocupando o quarteirão inteiro, de aparência nova e limpa. As casas ao redor eram tão pequenas e sujas que pareciam brinquedos quebrados ao redor daquela construção.

Havia uma grande porta na entrada, com dois guardas de capas azuis, armadura e espada. — Aqueles são os capas sangrentas. — Sussurrou, embora a cor não batesse com o esperado. Havia janelas no topo, mas era muito alto para que vissem algo através delas, quase dez metros do solo. A esquerda, direita e atrás do armazém o grupo não conseguia ver nada daquele ponto. Após essa observação inicial, a mulher recuava um pouco antes de informar o restante do plano.

Sigam por essas ruas laterais e deem a volta em busca de qualquer informação útil. Pode ser uma outra entrada, uma janela baixa, uma fresta na parede, qualquer coisa. — Ela parecia impaciente, apesar dos dois homens apenas ouvirem esta primeira parte. Mais uma vez, Askrad sentia como se, para ela, ele tivesse cinco anos. — Se encontrem atrás do armazém e troquem informações, tentem descobrir o que puderem e retornem para cá. Não atraiam atenção! — Após um segundo de silêncio, indagava: — Dúvidas?

Controle

Personagem: Askrad Novrdant
Nº de Posts: 12

Profissão: Cozinheiro
Proficiências: Culinária, Preparo, Degustação, Pesca e Caça
Qualidades: Adaptável, Olfato Aguçado, Afinidade com Haki e Prodígio.
Defeitos: Perfeccionista, Heroico e Ambição.

Ganhos: Proficiência - Acrobacia (Post 01); Promoção - Rebelde (Post 01); Missão - Treinamento dos Associados/Estágio Docência (Post 02 ao 05); Proficiência - Briga (Post 06);
Perdas:

Carteira: B$ 18.625.000

NPC's: NPC Importante Berthold Algenor; Bannele; Yirkas; Loiro.
Extras: 3/3 de Flevance para Lvneel


Posts Kekzy: 09
Post Noskire: 03
Midnight
Imagem :
Avance! O resgate dos pacientes de Flevance! - Página 2 PA8ijUL
Créditos :
05
Ver perfil do usuário https://www.allbluerpg.com/t912-askrad-novrdant#7749 https://www.allbluerpg.com/t908-faisca-exordial
Revo Nation
N
ão era nosso direito ignorar o desejo de luta dela, é ? A frase dita pela mulher fazia Askrad refletir por um momento junto do fato. De fato, os regentes exerciciam sua tirania de acordo com seus veraneios, se chovessem podiam matar, mas se fizesse sol poderiam poupar vidas. Não havia justiça, não havia ponderação em seus julgamentos e isso me enojava. Todavia, será que alimentar o desejo de vingança daquela garota era o certo? Ela viveria atrás dessa sombra, seria seu sonho, viveria assim tal como eu vivia e esse é o motivo por odiar essa ideia. Olhava para a jovem garota caminhando enquanto o grupo se movia. “E no momento que ela se vingar, o que será dela?” pensava enquanto voltava a caminhada ignorando sem querer o outro membro do grupo.

O grupo se movia até dentro da cidade, a vida parecia normal ali, crianças correndo, pessoas vendendo, tudo conforme deveria ser em um mundo pacífico. E ai notava que a mais nova se destacava do grupo, me fazendo imaginar o que deveria ser essa missão dela, talvez por ela portar uma arma desejasse tomar distância para nos apoiar caso alguma coisa acontecesse? Continuávamos nossa caminhada e minha atenção era dragada para dois guardas, exibiam capas azuis e andavam armados pelas ruas. De fato, em outras ilhas esse papel seria claramente da Marinha, mas aqui esse papel de policiamento parecia ser dessa guarda, o que me deixava com uma “pulga atrás da orelha”, afinal eles eram a força militar da ilha e estavam as ordens da rainha apenas e não do Governo Mundial, em outras linhas desde que aceito pela rainha ou escondido dela, poderiam simplesmente eliminar qualquer um ou cometar qualquer abuso.

“Os capas sangrenta...” pensava enquanto olhava para a capa azul, a Oficial tinha falado deles na noite anterior, um grupo truculento aos mando da rainha, em outras palavras a cor da alcunha deles não vinha de suas vestes, mas sim de seus atos, que hipócritas.

Então, começava a andar pela rua da direita, o prédio que estávamos circundando deveria ser o do suposto laboratório e com sorte os capturados de Flevance deveria estar lá. Lembrava dos meninos em Flevance, eles deveriam estar afoitos agora a espera dos amigos, por isso eu não poderia falhar aqui e tinha que completar essa tarefa logo. Começava olhando primeiro as possíveis portas naquela rua, se havia algum movimento de entrada e saída por alguma porta dos fundos, por algum funcionário, lixo, cozinha, qualquer coisa assim. Tentava observar isso enquanto ia caminhando lentamente pela rua. E se nesse interim visse os guardas, tentaria olhar ao redor para ver se havia algum café em que pudesse parar e pedir uma bebida para me passar como civil, ou então me restaria a opção de um beco para tentar chamar o mínimo de atenção.

Após ter passado essas análises, me restaria ao local combinado e então pararia ao lado de Oliver e relataria o que tivera descoberto ao longo da caminhada. – E você? Perguntava brevemente esperando a resposta do homem, teríamos que achar alguma brecha, algum caminho, tínhamos que achar.


+ LEGENDA: - Falas "Pensamentos
HistóricoPost: 13
Nome: Askrad Novrdant
Profissão: Cozinheiro
Proficiências: Culinário | Preparo | Degustação | Pesca | Caça
Qualidades: Adaptável | Prodígio | Olfato Aguçado | Afinidade com Haki
Defeitos: Perfeccionista | Ambição | Heroico

Ganhos Proficiência Acrobacia, Promoção Rebelde, Proficiência Briga


Perdas:



Localização: North Blue - Ilha Flevance

Objetivos
  • Completar 3 missões (1/3)
  • Aprender 2 proficiências
  • Desenvolver mais as relações com os NPC
  • Conseguir NPC acompanhante


NPC’s
  • Glowr: Oficial do exército que designou as missões para Askrad. Encontrou-o nas Minas de Flevance quando estava afetado pelo Chumbo Branco, deu a ele uma refeição e foi nesse momento que ele se identificou e passou suas ordens. O loiro considera o superior como um bom amigo e admira-o pelas suas habilidades intelectuais.
    cias da doença, talvez incapaz de deixar Flevance ou de lutar pela causa novamente.


Noskire
Imagem :
Avance! O resgate dos pacientes de Flevance! - Página 2 Medium_item_724846_140d3890d6
Créditos :
64
Ver perfil do usuário https://www.allbluerpg.com/t1577-akane-nanami#16810 https://www.allbluerpg.com/t1440-i-uma-divida-familiar#14929
Noskire
Rank E

Sem dúvidas, os dois homens partiram, um para cada lado. Askrad começou seguindo pelas ruelas, mas por fim foi até a rua principal e seguiu até um pequeno estabelecimento que tinha na esquina, pedindo por um café e se encostando no balcão enquanto esperava. Nesse meio tempo, observou os arredores, ocupado principalmente e convenientemente pelo grande armazém.

A face esquerda da construção era quase uma cópia da sua face frontal, embora muito maior. As muitas janelinhas lá no topo deviam permitir a ventilação daquele espaço que, de outra forma, seria um inferno. Contudo, para quem passava pelo lado de fora, se tornava quase impossível saber o que se passava lá dentro. Por sinal, Askrad viu dois homens passarem à sua frente, comentando curiosos sobre aquela grande construção. Pareciam civis, sem armas ou perigo em seus olhos.

Deste lado, havia uma estreita escada que levava a uma porta cerca de dois metros acima do solo, guardada por mais um capa sangrenta. Além disso, era tudo igual: parede e janelas no topo. O cozinheiro também notou um guarda fazendo uma ronda no sentido horário ao redor do armazém, sendo que pouco depois deste ir para a frente do local, outro guarda surgiu lá de trás, refazendo os passos do primeiro.

A moça que trabalhava no café terminava de coar e lhe passava uma xícara bem quente com um líquido escuro e amargo. Ela também lhe passava um potinho com açúcar, caso o loiro quisesse. O café era de uma qualidade razoável e havia sido usado mais água do que o correto, mas não era de todo ruim. Levando em consideração o local e o preço, também não dava para se esperar algo muito superior a isto.

Terminando seu drink e pagando sua dívida, o cozinheiro seguiu adiante até a parte traseira do armazém. Lá não havia nenhuma porta ou outro tipo de entrada e apenas os guardas da ronda passavam esporadicamente. Oliver já o esperava em um beco sujo e fumando um cigarro. Sempre que um dos guardas surgia, ele se abaixava e se ocultava atrás de um monte de lixo jogado por ali de qualquer jeito.

Do meu lado não tinha nada. — Informou, com sua voz grave. Agora Askrad tinha uma noção do motivo. — Contei quatro guardas. Dois na frente, dois rodando. — O loiro informava sobre o quinto no passo que o guarda dobrava a esquina, deixando a parte traseira do armazém não vigiada. Nisso, Oliver começava a desembainhar sua espada. — Que tal a gente pegar o próximo soldadinho e fazer ele falar? — Dizia, tirando toda a sua espada da bainha e cuspindo o cigarro, ainda aceso, na pilha de lixo ao seu lado.

*Para ficar melhor de visualizar, o armazém seria mais ou menos assim:
Avance! O resgate dos pacientes de Flevance! - Página 2 Industrial-building-against-the-blue-sky-factory-picture-id1166857000
Não é tão 'futurista', dado o universo de OP, mas dá para ver na lateral a mesma entrada que você viu. A escada é de madeira, assim como as portas.

Controle

Personagem: Askrad Novrdant
Nº de Posts: 13

Profissão: Cozinheiro
Proficiências: Culinária, Preparo, Degustação, Pesca e Caça
Qualidades: Adaptável, Olfato Aguçado, Afinidade com Haki e Prodígio.
Defeitos: Perfeccionista, Heroico e Ambição.

Ganhos: Proficiência - Acrobacia (Post 01); Promoção - Rebelde (Post 01); Missão - Treinamento dos Associados/Estágio Docência (Post 02 ao 05); Proficiência - Briga (Post 06);
Perdas: 10.000 berries (Cafézinho)

Carteira: B$ 18.615.000

NPC's: NPC Importante Berthold Algenor; Bannele; Yirkas; Loiro.
Extras: 3/3 de Flevance para Lvneel


Posts Kekzy: 09
Post Noskire: 04
Midnight
Imagem :
Avance! O resgate dos pacientes de Flevance! - Página 2 PA8ijUL
Créditos :
05
Ver perfil do usuário https://www.allbluerpg.com/t912-askrad-novrdant#7749 https://www.allbluerpg.com/t908-faisca-exordial
Revo Nation
O
café era águado, completamente aguado, a torra em si não era ruim, porém o preparo estava aquém do digno para aqueles grãos. Enquanto cozinheiro real, eu tinha provado alguns pratos ruins e os corrigidos antes de chegar as bocas da realeza, e por isso conseguia suportar gostos desagradáveis e isso me fazia pensar se não valia a pena desviar o foco da minha missão para dar umas dicas para a barista. Entretanto, quando pensava nisso, lembrava dos pacientes e era por eles que eu estava ali.

Então, continuava a observar o movimento, daquele lado parecia ter dois acessos, o mais fácil pela escada e um outro pelo teto, em relação a guarda não era do mais bem guardado, havia apenas dois dos lacaios do Governo local que se revezavam. Isso me fazia pensar se aquele era de fato o lugar onde eles estavam, ou se havia alguma armadilha, algo não parecia me bater direito.

Por fim, depois que a ronda se repetia, percebia que era hora de retornar. Sendo assim, pagava a conta e voltava para Oliver, onde encostava na parede perto do mesmo e ouvia suas palavras, olhando o fluxo local. – Temos duas entradas, por cima ou por uma escada lateral, aparentemente a de cima deve ser a menos avistada. Dizia enquanto pausava para virar enquanto a guarda passava e por fim continuava. – Dois guardas rondam por ali, ambos se revezam, não parecem ser dos mais atentos. Falava enquanto ponderava sobre a proposta do outro, talvez pudéssemos arrancar o máximo possível se investíssemos, mas não parecia o momento ideal, afinal poderíamos colocar o grupo e nosso sigilo em risco, além disso a falta de uma ronda mais reforçada me deixava inquieto.

– Não sei, acho que vamos acabar com nosso disfarce, por serem poucos na ronda eles notariam a falta de outro. Vamos reagrupar e juntar as informações, me parece arriscado avançarmos assim. Além disso, ou essas capas sangrentas são muito bons, ou para um lugar guardando pacientes secretos está pouco guardado, algo me incomoda.

Então, esperava pelo outro para ver se ele decidira ir contra ou a favor da decisão e ambos os casos não me restaria outra a não ser acompanha-lo.

+ LEGENDA: - Falas "Pensamentos
HistóricoPost: 14
Nome: Askrad Novrdant
Profissão: Cozinheiro
Proficiências: Culinário | Preparo | Degustação | Pesca | Caça
Qualidades: Adaptável | Prodígio | Olfato Aguçado | Afinidade com Haki
Defeitos: Perfeccionista | Ambição | Heroico

Ganhos Proficiência Acrobacia, Promoção Rebelde, Proficiência Briga


Perdas:



Localização: North Blue - Ilha Flevance

Objetivos
  • Completar 3 missões (1/3)
  • Aprender 2 proficiências
  • Desenvolver mais as relações com os NPC
  • Conseguir NPC acompanhante


NPC’s
  • Glowr: Oficial do exército que designou as missões para Askrad. Encontrou-o nas Minas de Flevance quando estava afetado pelo Chumbo Branco, deu a ele uma refeição e foi nesse momento que ele se identificou e passou suas ordens. O loiro considera o superior como um bom amigo e admira-o pelas suas habilidades intelectuais.
    cias da doença, talvez incapaz de deixar Flevance ou de lutar pela causa novamente.


Noskire
Imagem :
Avance! O resgate dos pacientes de Flevance! - Página 2 Medium_item_724846_140d3890d6
Créditos :
64
Ver perfil do usuário https://www.allbluerpg.com/t1577-akane-nanami#16810 https://www.allbluerpg.com/t1440-i-uma-divida-familiar#14929
Noskire
Rank E

O grandalhão fazia um estalo com a língua, recolocando sua espada na bainha e assumindo uma postura mais ereta. — Que saco. Missão de merda. — Reclamou, antes de recuar no beco e dar a volta no armazém pelas ruas laterais. Askrad o seguiu de perto.

Não demorou até retornarem para a líder do grupo, que indagou e ouviu sobre as informações coletadas. — Pode ser uma armadilha, de fato. Por outro lado, não acho que Gisella deixaria um bando de incompetentes dentro da instalação, atrapalhando-a. — Ela pensava por mais um momento, finalmente decidindo-se e dando meia volta. — Vamos.

O grupo refazia o caminho de volta, com a garota encontrando-os no mesmo ponto que havia se separado deles. A volta foi realizada em completo silêncio, com o grandalhão de cara fechada por não ter se exercitado nem um pouco.

Chegaram a base um minuto antes do comandante, que estava com um feio corte no braço e apenas um outro revo com ele. Aquela que liderava Askrad e seu grupo mudou bastante sua postura, correndo até Jean. — Jean, o que houve?Fomos descobertos, mas achamos as cobaias.

Controle

Personagem: Askrad Novrdant
Nº de Posts: 14

Profissão: Cozinheiro
Proficiências: Culinária, Preparo, Degustação, Pesca e Caça
Qualidades: Adaptável, Olfato Aguçado, Afinidade com Haki e Prodígio.
Defeitos: Perfeccionista, Heroico e Ambição.

Ganhos: Proficiência - Acrobacia (Post 01); Promoção - Rebelde (Post 01); Missão - Treinamento dos Associados/Estágio Docência (Post 02 ao 05); Proficiência - Briga (Post 06);
Perdas: 10.000 berries (Cafézinho)

Carteira: B$ 18.615.000

NPC's: NPC Importante Berthold Algenor; Bannele; Yirkas; Loiro.
Extras: 3/3 de Flevance para Lvneel


Posts Kekzy: 09
Post Noskire: 05
Midnight
Imagem :
Avance! O resgate dos pacientes de Flevance! - Página 2 PA8ijUL
Créditos :
05
Ver perfil do usuário https://www.allbluerpg.com/t912-askrad-novrdant#7749 https://www.allbluerpg.com/t908-faisca-exordial
Revo Nation
O
liver parecia um cara mais agitado e explosivo, sua vontade de agir e possivelmente de sangue ao mesmo tempo apreciam armas poderosas, mas essa mistura também era bem perigosa. Ao misturar agressividade e euforia poderíamos ter sabores que animam a alma, porém essa mesma alquimia podia levar a resultados muito longe do que seria o ideal.

De todo modo, de volta a líder, ouvíamos o que ela tinha a dizer, parecia que ela entendia meu ponto de vista, havia algo incomodando ali, por que não tínhamos visto nada demais. Se a rainha de fato estava querendo estar acima do Governo, não havia sentido em deixar uma guarda tão baixa, afinal ela não seria alvo apenas dos revolucionários, mas talvez dos próprios agentes secretos.

Eis que o grupo voltava para a base, tínhamos informações, e agora poderíamos partir para ações. Entretanto, o comandante surgia de volta para as barracas, o que gerava certo alvoroço, em especial por parte da antes quieta oficial. Parecia que era com ele que o lado mais delicado dela desabrochava, talvez ela tivesse alguma relação de admiração ou afetiva com ele? Não dava para saber. De todo modo, essa também era uma decisão esperta do lado de Jean. Por um lado, ele conseguia dividir suas forças e cobrir mais áreas, pelo outro conseguia fazer com que ela, que deveria ser sua segunda força principal, ficasse longe de si, o que evitaria que ela por exemplo se ferisse em seu lugar.

Ficava um pouco mais de longe, de braços cruzados, esperando as novidades. Mas, ao ouvir sobre as cobaias, meu corpo institivamente ia para frente, tentando chegar até o grupo. – Onde estão? Era o que saia de imediato de minha boca. Ficava um pouco perplexo ao notar que eles já tinham essa informação, será que estávamos mesmo procurando no lugar certo antes? [color=#FFF464]– As crianças estão bem? [/b]Perguntava um pouco mais eufórico agora pensando no ferimento de Litho, se ele se feriu, possivelmente haviam combatentes ali e com isso alguma das cobaias poderia se ferir. Não poderia cumprir minha promessa com aqueles três em Flevance, não dessa forma. – Por favor me conte tudo. Falava olhando agora para o homem como se suplicasse por respostas.

[...]

Após ouvir a explicação, pensava um pouco nas palavras, no que tinha recebido de informação. Era o suficiente para invadir? O suficiente para enfrentarmos? – Então, temos tudo que precisamos? Não sei se poderemos ter problemas demais se entrarmos agora, parece que querem nos atrair para algum lugar errado, ou que a realeza daqui gosta de brincar de esconde-esconde com seus objetivos.

+ LEGENDA: - Falas "Pensamentos
HistóricoPost: 15
Nome: Askrad Novrdant
Profissão: Cozinheiro
Proficiências: Culinário | Preparo | Degustação | Pesca | Caça
Qualidades: Adaptável | Prodígio | Olfato Aguçado | Afinidade com Haki
Defeitos: Perfeccionista | Ambição | Heroico

Ganhos Proficiência Acrobacia, Promoção Rebelde, Proficiência Briga, Missão – Treinamento de rebeldes


Perdas:



Localização: North Blue - Ilha Lvneel

Objetivos
  • Completar 3 missões (1/3)
  • Aprender 2 proficiências
  • Desenvolver mais as relações com os NPC
  • Conseguir NPC acompanhante


NPC’s
  • Glowr: Oficial do exército que designou as missões para Askrad. Encontrou-o nas Minas de Flevance quando estava afetado pelo Chumbo Branco, deu a ele uma refeição e foi nesse momento que ele se identificou e passou suas ordens. O loiro considera o superior como um bom amigo e admira-o pelas suas habilidades intelectuais.
    cias da doença, talvez incapaz de deixar Flevance ou de lutar pela causa novamente.