Tópicos Recentes
Destaques
Klaus
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Akira
Sasha
Ás
Shiori
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Últimos assuntos
O Bando da Rainha CaolhaHoje à(s) 5:18 pmpor  ShiroIII - Death or ParadiseHoje à(s) 5:16 pmpor  Lyosha[P.D.N] Liu Feng - Marciano aceitou narrarHoje à(s) 4:33 pmpor  Jean FragaCabra da Peste, vol 4 - InterlúdioHoje à(s) 4:27 pmpor  SubaéCriação de AventurasHoje à(s) 4:23 pmpor  SashaI - Anjo CaídoHoje à(s) 4:20 pmpor  SashaOperação FireflyHoje à(s) 3:55 pmpor  GregarLiu FengHoje à(s) 3:22 pmpor  Jean FragaCap. 2 - Ascendendo às profundezasHoje à(s) 2:47 pmpor  Van四 - Morte e SangueHoje à(s) 2:37 pmpor  Koji
 :: Oceanos :: Blues :: West Blue :: Sirarossa
Página 1 de 1
Sasha
Ver perfil do usuário
Imagem : 1 - Dinheiro nunca é demais Giphy
Créditos : 17
Localização : Rota 6 - Piutôv
SashaRank B
https://www.allbluerpg.com/t340-sasha-sparks#1002 https://www.allbluerpg.com/
1 - Dinheiro nunca é demais Qui Mar 17, 2022 5:38 pm
1 - Dinheiro nunca é demais

Aqui ocorrerá a aventura do(a) Civil Bahko. A qual não possui narrador definido.

_________________



1 - Dinheiro nunca é demais WN4Utd7

Bahko
Ver perfil do usuário
Imagem : 1 - Dinheiro nunca é demais Ei3AZXeXkAEqmiF
Créditos : 05
BahkoCivil
https://www.allbluerpg.com/t1373-bahko https://www.allbluerpg.com/t1377-1-dinheiro-nunca-e-demais
Re: 1 - Dinheiro nunca é demais Qui Mar 17, 2022 6:20 pm
1 - Dinheiro nunca é demais
Uma moeda subiu ao ar, girando. O brilho prateado subiu e ao chegar ao ponto mais alto da parábola, caiu na direção da mão direita de um rapaz utilizando roupas verde escuras. Com muita habilidade, a virou sobre a parte de cima da mão esquerda e ao ver o resultado, um leve “chichichi” saiu da sua boca, com os ombros movendo-se levemente, mostrando ser uma risada. Após guardar a moeda dentro de um bolso interno das roupas, arrumou o chapéu para voltar a cobrir os olhos e começou a andar.

Tenho uma certa quantia, mas não é o suficiente. E precisarei me defender….”, pensou. Tendo nascido e criado na cidade de Sirarossa, sabia que algo de ruim poderia acontecer antes que algo pudesse acontecer. Olhando ao redor, caminhou sem muita pressa, sem um rumo definido. Sempre esteve acostumado a ter alguém o carregando de um lado para o outro com uma comitiva, então ter que caminhar sozinho pelas ruas estava se tornando uma experiência um tanto quanto estranha, mas ainda manteve a calma e continuou a caminhada, mantendo os passos firmes numa velocidade contínua.

Por baixo da sombra que seu chapéu causa, provavelmente seria difícil para as pessoas olharem seus olhos, mas estava sempre olhando de um lado para o outro, vendo as edificações extremamente cinzentas em meio aos rios. Por sorte, avistou o verde de uma vinícola que visitava quando era mais jovem em meio aos prédios, porém quando colocou a mão no bolso e sentiu a pequena quantia, soltou um leve suspiro para continuar seu caminho. “Ainda irei ter todo o dinheiro do mundo, até lá, vou guardar o máximo possível.”, pensou calmamente, sem deixar um mínimo de raiva transparecer em seu rosto.

Histórico:

Objetivos:



Sirarossa/???
Winter






_________________

1 - Dinheiro nunca é demais EfQJDT
Van
Ver perfil do usuário
Imagem : 1 - Dinheiro nunca é demais Q4frd31
Créditos : 22
VanPirata
https://www.allbluerpg.com/t641-boris-skalovski#4055 https://www.allbluerpg.com/t623-porradaria-confusao-e-fuga-1#4138
Re: 1 - Dinheiro nunca é demais Sab Mar 19, 2022 10:41 pm

NARRAÇÃO


Preto e branco, alto e baixo, sol e céu… Os eternos antagonistas tão distantes, mas entre eles uma infinidade de possibilidades. Assim como os grupos que lutam pela quebra de uma visão binária de vida, há também as pessoas forçadas a lutar contra este sistema indiretamente pois não aceitam a realidade imposta pelo berço familiar onde sua classe social é definida ao abrir os olhos. Na esmagadora maioria dos casos, uma vida simples e trabalhadora é o que se espera e na minoria entre as minorias, uma vida de futilidades, facilidades e riquezas te aguarda. Nosso herói Bahko foi agraciado pelo destino com seu sorriso mais gostoso e assim pôde apreciar uma vida de prazeres até que seu pai o abandonasse e agora ele vive como os demais que antes os serviam.

Assim como as pessoas que lutam para quebrar essa imposição de padrões, o ladino tinha sua própria guerra, onde ele buscava voltar a vida de luxo e riqueza com a qual nasceu. Diferente das pessoas ordinárias, o rapaz já esteve em uma vida de alto padrão e não conseguia abrir mão daquilo, podendo se considerar até mesmo uma avarento por isso. Da mesma maneira que um viciado não consegue largar o vício pela sensação que já viveu, Bahko lutava para recuperar o patrimônio perdido, porém, até onde iria sua determinação para tal fim? Seria ele capaz de trair, roubar, matar? Só o tempo dirá…

Ele caminhava pela ilha de Sirarossa, um lugar urbanizado e de certa forma avançado em comparação com outras ilhas. Estabelecimentos dos mais variados, muitos dos quais o jovem adulto frequentou como cliente e agora sequer teria como pagar um simples produto. Ele tinha poucos berris em sua posse, mas a confiança de um futuro melhor lhe dava forças para lutar pelos seus sonhos. Durante o trajeto, passou uma vinícola onde memórias tomavam seus sentidos, entretanto, a “onda” passou rapidamente ao ser reconhecido. No outro lado da rua, havia uma Pawn Shop, lugar onde as pessoas vão para penhorar ou comprar jóias e outras antiguidades.

- Ei, garoto… Você não é o filho daquele caloteiro fujão? Seu pai me deve 500 mil berris. Acho bom você me pagar!


1 - Dinheiro nunca é demais Npc


Em questão de segundos, todos na rua passavam a olhar para a situação e ver aquele rapaz de chapéu como um devedor digno de pena. Comentários como “a fruta não cai longe do pé” eram sussurrados pelos presentes ao mesmo que outros apenas observavam e até pareciam sentir pelo garoto, afinal a culpa não era dele e sim de seu genitor. Embora o tom do vendedor fosse agressivo, ele estava parado na porta de seu comércio e não parecia do tipo que cobraria fisicamente. Como o espadachim irá lidar com a situação?

Considerações:
Bahko:

_________________

1 - Dinheiro nunca é demais SV0Tlmo
Bahko
Ver perfil do usuário
Imagem : 1 - Dinheiro nunca é demais Ei3AZXeXkAEqmiF
Créditos : 05
BahkoCivil
https://www.allbluerpg.com/t1373-bahko https://www.allbluerpg.com/t1377-1-dinheiro-nunca-e-demais
Re: 1 - Dinheiro nunca é demais Dom Mar 20, 2022 4:25 pm
1 - Dinheiro nunca é demais
As ruas de Sirarossa nunca poderiam decepcionar. De todos os lugares que já visitou na vida, nenhum poderia se comparar aos da cidade extremamente urbanizada. Haviam gostos para todos os tipos, porém apenas para quem pudesse bancar, obviamente. Mais uma vez sentindo o pouco dinheiro nos bolsos interiores do grande casaco verde escuro, uma quase cara de amargo se formou, mas rapidamente voltou ao rosto neutro de quem encarava o local como uma mina de dinheiro, com diversas possibilidades.

O caminhar leve pelas ruas do jovem o levou até uma loja de penhores, que por um olhar simples, mas muito treinado, viu as joias que eram vendidas no local com outras antiguidades, sendo que sua atenção foi chamada por uma simples frase que despertou um certo desprezo ao rapaz. “Não lembro de meu pai dever dinheiro para este comerciante, mas não duvido que ele deva.”, pensou rapidamente. Esboçando um sorriso leve para o homem, Bahko tentaria manter uma certa distância com cerca de 2 metros do homem, ignorando os comentários em sua volta. Mantendo o costume, levou a mão direita para o bolso interno esquerdo para pegar sua moeda e a jogou para cima, para tentar consultar sua sorte.

Cara meu pai realmente deveria para ele, coroa eu não devo nada.”, deixaria seus pensamentos fluírem, para então pegar a moeda com a mesma mão direita e mostrar o resultado por cima da mão esquerda. Caso o resultado der coroa, já iria iniciar um diálogo simples com o homem. - Meu querido, infelizmente não me lembro desta dívida, afinal, meu pai era um comerciante muito influente por estas áreas, mas podemos conversar melhor sobre. Posso ser jovem, mas meus talentos não são poucos e com o que vi aqui, uma parceria não nos causaria problema algum. - Falaria com muita calma, com uma certa suavidade na voz.

Porém, se o resultado for cara, um leve frio subiria a espinha do rapaz, que após guardar a moeda, iria pegar o leque com a mão direita e cobrir uma parte de seu rosto, também iniciando uma conversa. - Claro que me lembro desta dívida, meu amigo. No momento, estou iniciando um comércio novo, com lucros altíssimos e um risco mínimo, que eu mesmo garanto o retorno do seu dinheiro! O que me diz dessa parceria? Se tiver um lugar mais íntimo, posso explicar melhor os detalhes. - Terminaria a fala estendendo a mão direita, mostrando estar disposto para continuar a conversa e explicar melhor o plano.

Histórico:

Objetivos:



Sirarossa/???
Winter






_________________

1 - Dinheiro nunca é demais EfQJDT
Van
Ver perfil do usuário
Imagem : 1 - Dinheiro nunca é demais Q4frd31
Créditos : 22
VanPirata
https://www.allbluerpg.com/t641-boris-skalovski#4055 https://www.allbluerpg.com/t623-porradaria-confusao-e-fuga-1#4138
Re: 1 - Dinheiro nunca é demais Dom Mar 20, 2022 6:52 pm

NARRAÇÃO

A escolha é uma ilusão. A vida é formada por inúmeros acasos e uma falsa sensação de livre arbítrio. Algumas raras pessoas levam esse caos à um nível ainda mais estratosférico ao deixar a sorte escolher o próprio destino. Dentre estes, alguns escolhem influenciadores, outros mecanismos midiáticos e por fim Bahko… Alguém cuja decisão está diretamente atrelada ao resultado de um lançamento manual de sua moeda querida. A sorte, ou diria, acaso escolheu o lado “cara” nesse arremesso e ele decidia sua linha de atuação baseado exclusivamente nesse jogo.

- Claro que me lembro desta dívida, meu amigo. No momento, estou iniciando um comércio novo, com lucros altíssimos e um risco mínimo, que eu mesmo garanto o retorno do seu dinheiro! O que me diz dessa parceria? Se tiver um lugar mais íntimo, posso explicar melhor os detalhes. -

- Como é que é? Você acha que eu sou idiota? - E como esperado de uma roleplay baseado em um battle shonen, POW! Um direto foi aplicado na testa do espadachim que só não atingiu o seu nariz devido o chapéu tampar parcialmente seu rosto. O impacto fez o rapaz cair e o tumulto nas ruas aumentar. - Filho de peixe, peixe é! Suma daqui e só volte quando puder pagar o que a sua família deve!

Exagerado na raiva e talvez por um suposto ego ferido - afinal o vendedor estava constrangido com a quantidade de pessoas ao seu redor e qualquer demonstração de fraqueza iria ferir seu frágil ego - uma atitude impensada e impulsiva foi cometida contra Bahko que não estava tão ferido assim, mas o impacto em seu orgulho talvez fosse devastador. Ninguém ofereceu ajuda e a maneira com a qual foi repelido pelo agressor fez todos pensarem que ele era um golpista igual o pai. Famoso efeito manada!

- Ei, kid… Posso ter sua atenção? Eu sei como você tem vivido… Uma vida tão imprudente, uma tragédia sem fim… - Um rapaz razoavelmente bem vestido com uma barba por fazer e olhar confiante aparecia estendendo a mão. Se o ladino olhasse ao seu redor, veria que a rua já estava praticamente vazia com todos voltando à sua rotina usual. Inclusive o próprio vendedor já tinha voltado bufando para o interior de sua loja de penhores. - Tem algo faltando né… Só o tempo vai alterar sua visão! - Suas palavras eram melodiosas e ele tinha um charme pitoresco. - Tenho uma proposta para você… O que acha de entrar para a minha família? - Disse entregando um cartão ao jovem. Caso ele pegue, verá escrito “Death Bat LTDA” e um endereço não muito longe dali.


1 - Dinheiro nunca é demais Aiber-1-190x266

O loiro sairia dali em direção ao endereço e caberia a Dahko decidir se aceitaria a ajuda ou não. Se ele optasse por seguir pela ilha, poderia ver outras lojas das mais variadas ofertas. Armas, acessórios, bebidas… Era uma ilha bem movimentada e repleta de atrações. Num beco mais à frente, poderia ver um pequeno grupo de pessoas numa roda olhando para algo que acontecia no chão. Seria algum tipo de aposta ou luta clandestina? Só olhando mais de perto para saber.
Considerações:
Bahko:

_________________

1 - Dinheiro nunca é demais SV0Tlmo
Bahko
Ver perfil do usuário
Imagem : 1 - Dinheiro nunca é demais Ei3AZXeXkAEqmiF
Créditos : 05
BahkoCivil
https://www.allbluerpg.com/t1373-bahko https://www.allbluerpg.com/t1377-1-dinheiro-nunca-e-demais
Re: 1 - Dinheiro nunca é demais Seg Mar 21, 2022 6:46 pm
1 - Dinheiro nunca é demais
Assim que a mão direita de Bahko saiu de cima da moeda e o rosto estampado na moeda foi revelado, um frio subiu a espinha do rapaz. Talvez a dívida sequer existisse e o homem estava aproveitando o momento para tentar ganhar dinheiro, mas a partir de agora, na mente de Bahko, a dívida realmente existe porque a moeda mostrou sua face. Mantendo a postura, começou a falar com muita calma, pensando palavra por palavra com uma proposta que poderia ser vantajosa para ambos, principalmente para o jovem falido, mas não adiantou de nada.

Mostrando sua indignação, o homem partiu para cima de Bahko e acertou um golpe no mesmo, que por pouco não acertou diretamente o nariz, mas a força ainda fez o rapaz cair. Continuando a gritar, o comerciante continuou trazendo insultos para Bahko, que mesmo sendo humilhado e sem nenhuma dignidade, manteve a compostura. “Pelo menos não perdi dinheiro.”, pensou calmamente. Quando estava prestes a levantar, viu um homem com uma aparência um tanto quanto desleixada, falando palavras suspeitas. "Duvido que saiba. A queda que sofri, jamais seria entendida por um plebeu qualquer….”, pensou, mas ainda sorriu para o homem, tentando mostrar uma certa simpatia.

A proposta pegou o rapaz desprevenido, não esperava que algo desse nível pudesse acontecer, então com muito cuidado pegou o cartão e leu o nome principal escrito. “Death Bat LTDA. Acho que nunca ouvi esse nome, mas só tem um jeito de saber.” Como tudo em sua vida, irá deixar a resposta ser tomada pela sua moeda. Após guardar o cartão, irá jogar a moeda para cima, dessa vez sendo cara um sim e coroa um não. Com muito cuidado, a moeda irá subir e após chegar no ponto máximo, irá pegar com a mão direita para exibir o resultado na mão esquerda.

Caso consiga uma resposta positiva, irá sorrir para o homem e esticar a mão direita. - Mas é claro, meu amigo! Como posso lhe chamar? Me chamo Bahko, um jovem empreendedor à procura de uma chance de sucesso. Desde pequeno, estudo para liderar as maiores empresas, mantendo sempre o lucro máximo para custos mínimos! Qual o ramo de trabalho da nossa família? - Falaria mostrando sua confiança em negócios, jogando seu carisma e lábia para cima do homem, sendo que após anos vendo seu pai negociando, já sabia como as coisas precisam ser faladas e já se colocando como alguém integrado à família.

Se a resposta for negativa, irá se levantar com muito cuidado e levar a mão ao chapéu, para o arrumar. - Agradeço pela oportunidade, mas minha sorte me diz para continuar sozinho nesta aventura. Se precisar de algum parceiro de negócios, estarei aqui! - Diria, para então continuar caminhando pela ilha, sempre olhando para os negócios à sua vista. Após chegar numa loja, irá procurar quem estivesse trabalhando lá, colocar o leque à frente de seu rosto  para iniciar as negociações. - Olá, estou à procura dos itens mais caros da sua loja. Sejam armas, bebidas ou qualquer tipo de bem, quero ver tudo do bom e do melhor! - Iria jogar o blefe, tentando mostrar uma pseudo fortuna e avaliar os itens ali, para saber do que se trata. Após ver as possibilidades mais caras, irá pedir para verificar as mais baratas e avaliar todos os itens, para então tentar iniciar uma barganha.

Já num beco mais a frente, ao ver a luta começando, irá passar os olhos primeiro pelos lutadores para avaliar a luta, apesar de não saber muito bem sobre, como as coisas estavam acontecendo para então procurar o responsável pelas apostas, provavelmente a pessoa com grandes quantias de dinheiro e um papel em suas mãos e irá tentar iniciar uma conversa. - Olá amigo, como estão as apostas? - Perguntaria, com muita calma. Tomando muito cuidado para não cair em riscos, irá analisar como a luta se encaminha e os gritos de apoio ou xingamentos, caso houvessem.  

Histórico:

Objetivos:



Sirarossa/???
Winter






_________________

1 - Dinheiro nunca é demais EfQJDT
Van
Ver perfil do usuário
Imagem : 1 - Dinheiro nunca é demais Q4frd31
Créditos : 22
VanPirata
https://www.allbluerpg.com/t641-boris-skalovski#4055 https://www.allbluerpg.com/t623-porradaria-confusao-e-fuga-1#4138
Re: 1 - Dinheiro nunca é demais Seg Mar 21, 2022 9:54 pm

NARRAÇÃO


O constrangimento é um sentimento cuja maioria das pessoas é incapaz de processar e agir controladamente ao sentí-lo. Bahko era uma exceção. Ele não ligava de ser julgado por outras pessoas e diante de uma agressão, sua preocupação inicial foi não perder o pouco dinheiro que ainda possuía. Um verdadeiro avarento é possível afirmar!  Contudo, ele não era só isso. Havia também um jeito caótico de levar a vida baseando suas escolhas em um simples lançar de uma moeda. Tal atitude era tão exótica que chamava a atenção de qualquer pessoa, inclusive a do representante da Death Bat.

- Vou tentar ajudá-lo com as coisas que não podem ser justificadas! - Respondeu o rapaz ao ouvir sobre o interesse do falido. Ambos pareciam estar na mesma vibe e sabiam lidar com a lábia muito bem.


1 - Dinheiro nunca é demais Avenged-sevenfold-logo


Então a dupla foi até o estabelecimento da empresa. Do lado de fora, havia apenas uma placa com o símbolo da empresa: Uma caveira com asas de morcego. O interior era simples, mas bonito. Tudo feito de madeira e bem conservado, luz de velas, sofás macios e uma estante repleta de livros clássicos.


1 - Dinheiro nunca é demais Fcfd17516a68d8cb918a9d2450d13bc3


Em seu interior, um jovem rapaz parecia preencher algum tipo de relatório enquanto terminava uma ligação ao desligar o den den mushi. Ele parecia frágil, mas seus olhos eram frios e profundos como se fosse alguém traumatizado e misterioso. Totalmente diferente do representante que Bahko conheceu.


1 - Dinheiro nunca é demais Tokyo-ghoul-ken-kaneki-waiter-papel-de-parede-9447_w635


- Bem-vindo à família! - Disse o loiro ao apresentar o espadachim para o funcionário que manteve sua expressão imutável.

- Diferente do sócio majoritário… - Olhou com desdém para o rapaz da barba por fazer. - Eu não tenho tempo a perder. Meu nome é Rev. Caso ele não tenha se apresentado, o nome dele é Matt Shadows. Não sei o que aconteceu para ele te trazer, mas suponho que esteja atrás de berris…

- Eu preciso avisar que não há nenhuma maneira de racionalizar…-

- Apenas… Ignore! - Levou a mão até o rosto em total sinal de reprovação. - Nossa empresa faz o que outros não… “podem”… fazer. É um serviço personalizado. Tenho um aqui sobrando. 500 mil berris. Se você não for um completo idiota, terminará em um dia. O que acha?

O rapaz então cruzou os dedos sob o queixo enquanto apoiava os cotovelos na mesa aguardando pela resposta do ladino. Se ele aceitasse, receberia metade do valor e um mapa com as coordenadas além de um pacote bem amarrado com nós impossíveis de desatar, ou seja, apenas o recebedor do pacote deveria ver o seu interior. Caso negue, Rev então perguntaria o que o garoto tinha em mente.

Considerações:
Bahko:

_________________

1 - Dinheiro nunca é demais SV0Tlmo
Bahko
Ver perfil do usuário
Imagem : 1 - Dinheiro nunca é demais Ei3AZXeXkAEqmiF
Créditos : 05
BahkoCivil
https://www.allbluerpg.com/t1373-bahko https://www.allbluerpg.com/t1377-1-dinheiro-nunca-e-demais
Re: 1 - Dinheiro nunca é demais Qua Mar 23, 2022 2:26 pm
1 - Dinheiro nunca é demais
Pela primeira vez em muito tempo, Bahko sentiu que poderia se apoiar em alguém. Ou melhor, ter alguém que poderia vender na primeira oportunidade. A resposta deixou o jovem ainda mais feliz, com a ajuda em algo que não pode ser justificado. Acompanhou o homem, mas tomando cuidado para não ficar muito perto, ao mesmo tempo que não ficou tão longe assim, com as mãos livres, exceto em ocasionais momentos que verificava se o dinheiro e a moeda estavam sempre nos bolsos interiores.

Quando chegou no local, a primeira coisa que fez foi: julgar. Mesmo sendo um lugar confortável e chique, com móveis de madeira, luz de vela e sofás macios, na cabeça do rapaz ainda era pequeno demais. Faltava espaço. A mesa de reuniões deveria ser o dobro, ou até o triplo do tamanho da atual, para mostrar o poder do dono. A mesa principal, um tanto quanto pequena, apenas suportava poucos itens, como um pequeno globo terrestre. Em sua antiga vida, Bahko iria mandar fazer um globo terrestre de mármore, com 3 metros de altura, apenas para exibir tudo o que poderia. Infelizmente, esta vida ficou para trás.

Prontamente, se apresentou para Rev, mostrando um sorriso sincero. - Olá Senhor Rev! Me chamo Bahko, como já me apresentei para seu sócio, sou um jovem empreendedor em busca de oportunidades de negócio. Então gostaria de saber, qual o ramo da nossa família? - Perguntou interessado, mas a proposta pegou o mesmo de surpresa. “500 mil berries? Por um serviço que posso finalizar em um dia?", pensou enquanto retirou o leque e cobriu seu rosto, para tapar o sorriso que lançou apenas nas pontas dos lábios, sem deixar os olhos se fecharem. Automaticamente, pegou a quantia e o pacote, para então perguntar. - Apenas para saber, estarei correndo riscos financeiros? Digo, existe a chance de eu ser procurado por alguém que saiba da informação e da quantia ou do produto que carrego? Se sim, irei precisar de ajuda física, creio que a família irá se preocupar quanto a minha integridade física ou mental, não é mesmo? - A experiência de negócios do rapaz começou a se mostrar, já vira várias vezes comboios de bancos ou de itens preciosos serem atacados e massacrados em poucos momentos, e obviamente, não iria querer passar pelo mesmo.

Caso receba uma resposta positiva, irá esperar alguém para o acompanhar ou receber a arma que lhe oferecerem para poder se defender, mas caso a resposta negativa chegue, irá relutar um pouco e tentar convencer a família para que lhe dê alguma proteção. - Não somos nós três da mesma família? O que eu faria para proteger e apoiar vocês, não está escrito. Sempre prezei muito minha família e é o mínimo que espero! - Mas de qualquer jeito, irá realizar o serviço, sempre tomando muito cuidado para seguir o caminho na rua em direção ao serviço.

Histórico:

Objetivos:



Sirarossa/???
Winter






_________________

1 - Dinheiro nunca é demais EfQJDT
Van
Ver perfil do usuário
Imagem : 1 - Dinheiro nunca é demais Q4frd31
Créditos : 22
VanPirata
https://www.allbluerpg.com/t641-boris-skalovski#4055 https://www.allbluerpg.com/t623-porradaria-confusao-e-fuga-1#4138
Re: 1 - Dinheiro nunca é demais Qua Mar 23, 2022 7:27 pm

NARRAÇÃO


- Olá Senhor Rev! Me chamo Bahko, como já me apresentei para seu sócio, sou um jovem empreendedor em busca de oportunidades de negócio. Então gostaria de saber, qual o ramo da nossa família? -

Com essas palavras, Bahko iniciou a sua relação com a empresa ao agarrar a oportunidade apresentada. A proposta agradou aparentemente o jovem que já botou o seu carisma para funcionar, embora Rev não parecesse do tipo influenciável facilmente.

- Bem-vindo à família! - Disse o loiro novamente.

- O ramo? Você é surdo? Eu já disse… Nós oferecemos serviços que outros não podem fazer.  - O contador não estava nada satisfeito com a indagação feita pelo novato.

- Apenas para saber, estarei correndo riscos financeiros? Digo, existe a chance de eu ser procurado por alguém que saiba da informação e da quantia ou do produto que carrego? Se sim, irei precisar de ajuda física, creio que a família irá se preocupar quanto a minha integridade física ou mental, não é mesmo? -

- Grandes riscos, grandes recompensas… Pequenos riscos, pequenas recompensas… Você acha que 500 mil berris é uma pequena ou grande recompensa?- Ele então voltou a preencher o que estava fazendo sem parecer se importar com a resposta, mas pelo interior da empresa e as vestimentas que usavam, certamente 500 mil não eram grande coisa.

- Então, você já percebeu isso? Você não pode vencer esta luta! - Matt então abriu um armário secreto atrás dos livros contendo um arsenal com todo o tipo de arma que se possa imaginar. Espada, faca, machado, bastão, escudo, revolver, etc. O que Bahko quisesse, estaria ao seu dispor.

O documento com as informações ainda estava sobre a mesa. Agora cabia ao garoto decidir se aceitaria uma missão sem apoio - usando apenas as armas disponíveis e suas próprias habilidades - ou recusaria e encerraria sua participação. Caso recusasse, as lojas e o beco ainda estariam lá. Se aceitasse as condições, bastaria pegar o pacote e o documento mostrando o endereço e a descrição da pessoa a quem deveria ser entregue.

Considerações:
Bahko:

_________________

1 - Dinheiro nunca é demais SV0Tlmo
Bahko
Ver perfil do usuário
Imagem : 1 - Dinheiro nunca é demais Ei3AZXeXkAEqmiF
Créditos : 05
BahkoCivil
https://www.allbluerpg.com/t1373-bahko https://www.allbluerpg.com/t1377-1-dinheiro-nunca-e-demais
Re: 1 - Dinheiro nunca é demais Sab Mar 26, 2022 6:18 pm
1 - Dinheiro nunca é demais
O empreendedor esperava uma resposta mais certeira do que apenas “fazemos negócios que os outros não podem fazer”, mas aceitou a resposta e apenas seguiu, já que segredos em negócios são coisas comuns no mercado. Quando ouviu “grandes recompensas, grandes riscos”, um leve sorriso apareceu no canto da boca, que logo foi coberto pelo leque, então falou enquanto cobria o rosto. - Dinheiro é dinheiro, e nunca é demais. Aceitou o serviço de bom grado. - Falou calmamente, mas ainda suspeitando quanto à periculosidade da missão.

Quando o armário foi aberto, o rapaz iria caminhar em direção ao mesmo para analisar as armas e tentar pegar o máximo possível das mesmas, mas apenas as melhores, obviamente. Usando os olhos treinados, focaria em espadas e adagas, com bainhas inclusas, colocando as espadas em sua cintura por debaixo do casaco e a as adagas nos bolsos internos de sua roupa, até em suas canelas. "Nunca se sabe o que pode acontecer, preciso estar bem preparado.", após isso, irá tentar pegar dois revólveres para colocar na cintura, esses sim deixando à vista. "Posso ganhar um belo dinheiro vendendo esses!", pensou calmamente.

Se fosse negado a possibilidade de pegar um grande número de armas, apenas pegaria uma espada e uma adaga, ainda das melhores, mas seguiria ainda para finalizar a missão. Após estar devidamente armado, aí sim iria pegar o documento com as informações e partir para a missão.

Porém, se alguém da "Família" lhe informar que ele deve pagar pelas armas, o rapaz automaticamente iria levantar as mãos e fazer uma cara triste. - Que tipo de família cobra para proteger uns aos outros? Somos irmãos, praticamente de sangue para mim! Para mim é um absurdo ser cobrado por tal! - Tentaria argumentar para conseguir o armamento gratuitamente, mas caso falhasse, ainda iria continuar com a missão, mas voltando para a loja onde iria tentar começar uma barganha.

Histórico:

Objetivos:



Sirarossa/???
Winter






_________________

1 - Dinheiro nunca é demais EfQJDT
Van
Ver perfil do usuário
Imagem : 1 - Dinheiro nunca é demais Q4frd31
Créditos : 22
VanPirata
https://www.allbluerpg.com/t641-boris-skalovski#4055 https://www.allbluerpg.com/t623-porradaria-confusao-e-fuga-1#4138
Re: 1 - Dinheiro nunca é demais Seg Mar 28, 2022 9:25 pm

NARRAÇÃO


A resposta sobre a posição da firma serviu temporariamente, embora não acalentasse as dúvidas profundas acerca do trabalho promovido na organização. Havia também a preocupação quanto a periculosidade do serviço, mas este ponto foi parcialmente resolvido com a disponibilidade da empresa no quesito autoproteção. Havia um armário secreto e dentro dele uma grande variedade de armas, as quais foram admiradas e aproveitadas rapidamente pelo jovem ambicioso. Em sua mente gananciosa, pensou em revender as armas e lucrar ainda mais, deixando claro sua intenção de não fazer daquelas pessoas sua nova família.

Embora o rapaz tivesse más intenções, nenhum dos funcionários parecia preocupado com a quantidade de armas obtidas por ele. Não pareciam se importar com isso, mostrando o quão desprezível aquele valor era para eles. Para Bahko, era uma nova fonte de dinheiro rápido. Ele pegou uma espada (a única que tinha ali), duas adagas e dois revólveres. Guardou por todo o seu corpo com as armas de fogo à mostra. Tanto Rev quanto Matt continuavam insensíveis para com a atitude do loiro.

- Key, Kid… - Disse Matt apontando para o sócio.

- Normalmente eu não ligo para esse tipo de coisa, mas se você mandar bem nessa missão, não precisará devolver esses equipamentos. Pense nisso como um bônus para te incentivar a ser… Eficiente! -

A pausa antes da última palavra tinha um certo tom dramático. Devidamente equipado, o ex-nobre partiu com o documento em mãos junto do pacote devidamente lacrado. As instruções eram bem simples.


Hotel Belucci Sprezzatura - Quarto 305. Bater cinco vezes na porta, sendo três rápidas e duas lentas. O pacote deve ser entregue em mãos para uma pessoa de luvas brancas. O entregador deverá sair do quarto o mais depressa possível sem esperar por respostas ou se deixar ser descoberto.

possível missão de disfarce e infiltração


A última frase no documento estava escrita com uma caligrafia diferente do restante, mostrando ser uma nota de rodapé ou anotação de alguém da empresa. O Hotel em questão era bastante famoso e ficava um pouco longe dali. Talvez algumas horas de caminhada ou menos se for num passo apressado. Entretanto, devido a fama do estabelecimento, entrar sem ser um hóspede ou funcionário era muito difícil. Como Bahko lidará com a situação?
Considerações:
Bahko:

_________________

1 - Dinheiro nunca é demais SV0Tlmo
Bahko
Ver perfil do usuário
Imagem : 1 - Dinheiro nunca é demais Ei3AZXeXkAEqmiF
Créditos : 05
BahkoCivil
https://www.allbluerpg.com/t1373-bahko https://www.allbluerpg.com/t1377-1-dinheiro-nunca-e-demais
Re: 1 - Dinheiro nunca é demais Ter Mar 29, 2022 7:12 pm
1 - Dinheiro nunca é demais
Devidamente armado, um leve sorriso apareceu no rosto do jovem, que então se sentiu pronto para partir à missão. Quando sua mão estava indo à maçaneta, ouviu a voz de seus “familiares”, então olhou para trás com um rosto muito calmo. A proposta de não “devolver” as armas caso consiga ir bem na missão, lhe pareceu uma proposta muito boa, principalmente por não ter que gastar dinheiro extra com armas. Depois de dar um leve aceno com a cabeça, abriu a porta e se despediu. - Que a Sorte nos guie para nossos destinos! - Falou, sem saber se veria sua nova “família” mais alguma vez.

A primeira coisa que fez assim que fechou a porta atrás de si mesmo, foi sacar a moeda e a jogar para cima, com um rosto muito calmo. “Coroa eu vendo os revólveres, cara eu mantenho eles.”, pensou muito calmamente. Nunca havia atirado com armas na vida, então a chance de conseguir um dinheiro extra agora lhe pareceu muito tentadora. Se a moeda cair como coroa, iria primeiro na direção de uma das lojas que viu antes, irá passar a parte de dentro do casaco no metal para esfregar o máximo possível, deixando as armas brilhando ao máximo e irá tentar começar a conversar com quem trabalha na loja. - Boa tarde! Estava de passagem e vi a loja, o que me deixou muito interessado. Notei que você trabalha com armas também, caso lhe interesse, tenho este ótimo conjunto de revólveres. - Irá colocar as duas em cima do balcão, caso houvesse um. - São novos, estão em um ótimo estado e por você, posso fazer um preço especial. - Mentiria, pois obviamente iria cobrar o máximo o possível.

Porém, se a resposta for negativa, iria andar em direção ao hotel com muita calma, mas não diretamente. A primeira coisa que iria fazer é passar na frente do mesmo pelo outro lado da rua, observando o local com muita calma e colocando o leque na frente do rosto, então daria a volta na rua para ver a entrada de trás, possivelmente a dos funcionários e quando visse tudo ao redor do hotel, iria caminhar para longe, cerca de 5 minutos a pé numa passada calma para analisar o que fazer a seguir.

Histórico:

Objetivos:



Sirarossa/???
Winter






_________________

1 - Dinheiro nunca é demais EfQJDT
Van
Ver perfil do usuário
Imagem : 1 - Dinheiro nunca é demais Q4frd31
Créditos : 22
VanPirata
https://www.allbluerpg.com/t641-boris-skalovski#4055 https://www.allbluerpg.com/t623-porradaria-confusao-e-fuga-1#4138
Re: 1 - Dinheiro nunca é demais Qua Mar 30, 2022 1:24 am

NARRAÇÃO


- Que a Sorte nos guie para nossos destinos! -

A despedida foi tranquila e em pouco tempo Bahko já estava nas ruas abusando de um hábito perigoso e extremamente caótico. A vida não era uma coisa binária, preta e branca… Muitos ousam dizer que há tons de cinza, mais de cinquenta inclusive. Entretanto, o ladino baseava suas ações em duas escolhas simples. Portando sua moeda, arremessou-a para cima pensando na possibilidade de vender a arma que acabara de pegar ou não e bem… Ele teria um dinheiro rápido agora!

- Boa tarde! Estava de passagem e vi a loja, o que me deixou muito interessado. Notei que você trabalha com armas também, caso lhe interesse, tenho este ótimo conjunto de revólveres. -

Disse ao chegar numa loja onde dentre seus produtos haviam armas de fogo, mas não sem antes limpar  o possível com as próprias roupas. O estabelecimento era bem simples, mas tinha algumas poucas peças de grande qualidade, embora a maioria fosse bastante comum, assim como os revólveres em posse do jovem.


1 - Dinheiro nunca é demais Venda10


- São novos, estão em um ótimo estado e por você, posso fazer um preço especial. -

- Tem razão, garoto… Mas se eu comprar, será para revender, preciso ter meu lucro. Posso te dar 125 mil por cada uma se quiser. Qualquer coisa além disso não é lucrativo.

A resposta do vendedor fazia sentido. Havia outros produtos na loja que poderiam ser úteis para o rapaz. Bastava procurar e encontraria possivelmente algo interessante. Caso ele desejasse, poderia só aceitar o valor e partir ou talvez iniciar uma tentativa de barganha - embora os revólveres não fossem tão valiosos assim. O que ele fará agora?

Considerações:
Bahko:

_________________

1 - Dinheiro nunca é demais SV0Tlmo