Bem-vindo ao

All Blue

É com muito prazer que lhes damos os comprimentos ao nosso RPG. All Blue se trata de um RPG narrativo com o ambiente principal centrado em One Piece, obra de Eiichiro Oda.
Se divirta nessa nova aventura e se torne o novo rei pirata... Se puder!

Últimos assuntos

Ato 1 - Só vamo.

Sasha
Imagem :
Berserker
Créditos :
24
Localização :
Rota 6 - 4ª Ilha Vedde
Ver perfil do usuário https://www.allbluerpg.com/t340-sasha-sparks#1002 https://www.allbluerpg.com/
Sasha
Rank B
Ato 1 - Só vamo. Dom Maio 22, 2022 12:55 am
Ato 1 - Só vamo.

Aqui ocorrerá a aventura fechada do Civil Anthony Simon. A qual não possui narrador definido.

_________________



Ato 1 - Só vamo. 9g2joTh

Kouya
Imagem :
Ato 1 - Só vamo. RAqwDyy
Créditos :
07
Ver perfil do usuário https://www.allbluerpg.com/t1778-anthony-simon https://www.allbluerpg.com/t1800-ato-1-so-vamo
Kouya
Civil
Re: Ato 1 - Só vamo. Seg Maio 23, 2022 8:41 pm
Ato 1 - Só vamo. UcppiXc

Post: 01 | Localização: Stevelty | ( Falas - "Pensamentos" )

Ainda era de manhã quando cheguei na ilha, a viagem que tive com aquela companhia e viagens foi problemática, primeiro que tivemos que parar em várias ilhas, e algumas vezes no meio da noite sofríamos ataques e turbulências da chuva, felizmente eu não perdi a minha vida até aqui, seria um infortúnio dos grandes ter a notícia de minha morte atrelada a um simples naufrágio.

Pois bem, destino alcançado, ilha nova, "-Vida nova, um novo começo!" Ou foi o que eu pensei, já de longe ainda em alto mar, eu conseguia ver a nuvem de poluição que cobria a ilha, no caso, Stevelty. Foi me dito que ao menos era uma ilha segura, será? Com tamanha poluição e alguns pedaços de metal na areia das bordas da ilha, parecia que eu tinha encontrado um não muito seguro. Nem um símbolo da marinha por perto, ninguém vestido com roupas da marinha para investigar os barcos.

-Será que fui enganado? Comentei com uma voz baixa enquanto segurava minha mochila nas costas.

Eu fui o último a descer do barco e o único a vê-lo partir do porto para o mar novamente, seja lá que lugar fosse aquele eu teria que me acostumar, ao menos até sair de lá. Será que a pessoa que me recomendou esse lugar queria apenas brincar comigo? Não, ele não teria motivos para fazer algo assim, éramos amigos, mas tentarei entrar em contato com ele depois. Foi me dito que esse lugar tinha um certo avanço tecnológico, bem ao menos era possível ver algo do tipo.  

"-Robôs heim? Interessante, talvez eu deva dar uma olhada na.. Vamos ver aqui no bilhete... Centro Cientifico... E Guilda dos caçadores..." Eu comentava em meus pensamentos, esses dois lugares chamavam a minha atenção, uma delas por ser alvo voltado a tecnologia, e outro seria uma boa fonte de renda, mas eu sabia que alguns preparativos eram necessários.

Avançando naquele lugar eu iria de encontro com uma das filiais do banco atlas apenas para chegar minha conta e ver se aquele quem eu tinha que chamar de pai teria depositado o dinheiro nela, se sim ou se não meio que não importava. Após sair do banco minha primeira parada deveria ser no Centro Cientifico, ainda era cedo demais para eu procurar um emprego e conhecendo os humanos como eles são, duvido que estariam trabalhando durante a manhã.

Pois bem, vejamos o que esse lugar tem para oferecer... Mas onde eu encontro isso, eu não tenho realmente um mapa, apenas um pedaço de papel com alguns nomes dos locais comigo... Talvez perguntando para alguém possa me ajudar!

Enquanto eu pensava eu olhava ao redor primeiro me situando ali para depois procurar alguém, de preferência algum mink assim ele ou ela não se assustaria comigo, porém não descartaria os humanos, mas esses seriam em último caso. Após encontrar alguém eu iria me aproximar e acenar caso o indivíduo estivesse me vendo, ou tocar em seu ombro caso estivesse de costas.

-Olá, você pode me dizer onde fica o Centro Cientifico e se ele está aberto a essa hora? Eu perguntaria olhando para a pessoa enquanto inclinaria a minha cabeça para o lado levemente, uma de minhas mãos segurando o braço de minha mochila enquanto a outra ficaria dentro do bolso.

Ato 1 - Só vamo. EelLhaz
Ato 1 - Só vamo. LmTF5NO
KARADRUZ

Histórico:



Última edição por Kouya em Seg Jun 13, 2022 9:47 pm, editado 3 vez(es)
Shroud
Imagem :
Ato 1 - Só vamo. DeMbUHj
Créditos :
43
Localização :
Las Camp
Ver perfil do usuário https://www.allbluerpg.com/t1358-michelle-johnson#13920 https://www.allbluerpg.com/t1363-um-bom-argumento#14023
Shroud
Soldado
Re: Ato 1 - Só vamo. Seg Maio 23, 2022 11:05 pm
Entre a evolução e a ignorância

A vida nunca foi fácil para a grande maioria dos humanos, mas para as criaturas conhecidas como minks tudo era ainda pior, muito devido a ignorância das pessoas e temor perante o que pouco conheciam e sequer davam oportunidades, entretanto, isso nunca foi empecilho para que Anthony buscasse seu lugar ao sol. Seu passado era trágico, mas havia ficado para trás, colocar seus pés em Stevelty significava recomeçar ainda que as novidades lhe deixassem um tanto quanto atordoado. Quando a embarcação atracou o que os olhos do felino puderam captar fora uma ilha comum banhada pela recente luz do sol que havia nascido a pouco tempo e portanto muito de seus moradores ainda se davam o luxo de aproveitar o sono. O felino rumou em direção a cidade, tudo que tinha consigo era um sonho e um pedaço de papel com alguns escritos que em nada lhe ajudavam a se localizar.

No ambiente urbano a grande maioria dos edifícios mantinham suas portas e janelas fechadas, o dia estava relativamente frio, uma brisa gélida soprava o rosto daqueles que tinham a coragem necessária para estar na rua tão cedo, porém aquilo talvez nem fosse algo que o incomodasse devido a seus pelos. Naquele instante, se o humanos rumando para lá e para cá já eram poucos não seria tão difícil concluir que as chances de se deparar com um conterrâneo de sua espécie seria quase impossível, dessa forma, muito a contragosto o grande tigre viu-se sem saída e obrigado a pedir ajuda para aqueles que mais odiava. Uma velha senhora jogava do alto de sua sacada comida para os pombos enquanto um sujeito do outro lado da rua parecia se irritar com a ação da mais velha — Ei sua velha maluca, pare de alimentar esses bichos, são ratos com asas — bravejava sem perceber figura que se aproximava; a velha por sua vez notava a chegada de Anthony e como se tivesse esquecido a panela no fogo fechou sua janela rapidamente — isso mesmo velhota, vá costurar e fazer coisas mais úteis — concluiu o rapaz limpando as mãos acreditando que o recuo fora devido a suas palavras, entretanto, quando girou sobre os próprios calcanhares se viu diante uma montanha de carne e osso e focinho.

Seu rosto demonstrou claro espanto, os olhos arregalados, a boca aberta, as mãos que se projetavam a frente de seu corpo como se desejasse afastar aquele ser de perto de si, mas permaneceu imóvel e sem fala, a voz que saia de sua garganta era escassa e interrompida entre grunhidos, tudo que conseguiu fazer diante o questionamento do mink fora apontar para sua esquerda antes de sair correndo. Mesmo com tão pouco fora fácil notar um grande edifício ai final da rua. Chegando em frente ao local nenhuma surpresa, fechado, assim como os arredores, todavia, Anthony estava tão absorto em seus objetivos que não havia notado a presença de duas figuras que estavam lhe acompanhando a sabe-se lá quanto tempo — Finalmente ele nos notou, mano — disse o primeiro — Sim mano. Você ai, identifique-se para os Irmãos Capeta, mano — continuou o segundo — somos caçadores de recompensa, se for um pirata, acabou pra você mano — terminou o primeiro deles passando o polegar pela garganta passando sua mensagem.  
Histórico Anthony Simon:
NPCs:

_________________

Ato 1 - Só vamo. RZdtC5v
Kouya
Imagem :
Ato 1 - Só vamo. RAqwDyy
Créditos :
07
Ver perfil do usuário https://www.allbluerpg.com/t1778-anthony-simon https://www.allbluerpg.com/t1800-ato-1-so-vamo
Kouya
Civil
Re: Ato 1 - Só vamo. Ter Maio 24, 2022 12:39 am
Ato 1 - Só vamo. UcppiXc

Post: 02 | Localização: Stevelty | ( Falas - "Pensamentos" )

Infelizmente eu via sem opções de com quem interagir ali, sério mesmo que só existia humanos? Bem, é possível que sim já que são a raça mais populosa até então. A senhora de idade apenas me viu e correu com medo para dentro de sua casa, previsível de humanos, mas eu não iria julgá-la tanto, pessoas velhas tendem a temer a evolução do mundo, no caso ver outra raça andando por aí.

Eu apenas balancei minha cabeça negativamente e novamente olhei para o outro humano, o mesmo correu porem me deu uma direção, cheguei lá e estava fechado, humanos realmente são tão preguiçosos assim? Nah, provavelmente seria o frio que estava a fazer. Eu escutei as vozes e logo me virei, primeiro minha cabeça olhando para baixo para ver quem falava comigo e logo meu corpo seguindo o movimento, minha mão ainda no bolso enquanto a outra segurava a mochila nas costas.

-Hm? Piratas? Eu perguntei com um tom de desgosto, não de piratas, mas da situação no geral, mas duvido que os dois ali conseguissem diferenciar.

Eu olhava para os dois humanos ali, eles não estavam com medo de um grande tigre? Interessante, se for assim provavelmente deve existir outros minks nesse lugar para eles estarem assim tão à-vontade.

-Não, não sou um pirata, nem barco tenho, e como podem ver, estou sozinho, um pirata não teria coragem de vir aqui, não acham? Eu diria isso sem mudar o tom de minhas palavras enquanto meus olhos ficariam lentamente analisando as vestimentas e movimentos dos dois humanos.

Enquanto isso eu iria me escorar em um dos pilares da porta do centro cientifico, procurando esperar até que o local abra ou alguém que trabalhe ali apareça, isso claro, se nem um imprevisto aparecer.

-E vocês, porque acham que sou um pirata? Um grande tigre sozinho e aparentemente sem nem uma arma ou companheiros, piratas andam juntos sabe? E com isso eu usaria um pequeno sorriso no rosto ao terminar as últimas palavras enquanto cruzaria meus braços na frente de meu peito e encararia os dois, mostrando os músculos na qual meus genes e treinamento tinham me dado.

Não sei se um lugar como aquele, vazio e sem vigilância seria ideal para uma conversa, muito provavelmente aqueles dois eram apenas arruaceiros bancando os corajosos ou bandidos tentando me roubar. Hah! Que pena ao descobrirem que não carrego nada comigo, ficariam desapontados se esse fosse o objetivo deles. Porem se estivessem falando a verdade sobre serem caçadores de recompensa, sorte minha que minha cabeça não tem um preço, mas para desencargo de consciência talvez fosse bom procurar saber mais sobre eles, vamos ver até onde eles vão antes de tentar fazer algo comigo.

Ato 1 - Só vamo. EelLhaz
Ato 1 - Só vamo. LmTF5NO
KARADRUZ

Histórico:



Última edição por Kouya em Seg Jun 13, 2022 9:56 pm, editado 3 vez(es)
Shroud
Imagem :
Ato 1 - Só vamo. DeMbUHj
Créditos :
43
Localização :
Las Camp
Ver perfil do usuário https://www.allbluerpg.com/t1358-michelle-johnson#13920 https://www.allbluerpg.com/t1363-um-bom-argumento#14023
Shroud
Soldado
Re: Ato 1 - Só vamo. Qua Maio 25, 2022 12:50 am
Entre a lei a família

Os irmãos capeta, como a dupla havia se anunciado, eram claramente excêntricos e pareciam particularmente incomodados com a presença de Anthony na ilha, havia algo além do fato dele ser um mink, os homens pareciam prontos para reagir, mas não tinham motivo para tal e pelo menos naquele instante a comunicação era a arma mais afiada de ambos os lados — Ele pode ser um inimigo infiltrado mano, — contou o primeiro — mas e se não for mano? — indagou o segundo, pouco podia-se tirar daquele diálogo, mas os irmãos tinham uma boca grande — Todo mundo sabe sobre o bando pirata de minks, mano, não vem com esse papinho que você pode muito bem ser um infiltrado, sacou, mano? — ele apontou seu punho em direção ao tigre.

Antes que pudessem soltar mais informações a porta do Centro Científico abriu-se, de lá saiu uma homem alto de cabelos grisalhos, olhos cinzentos escondidos por detrás de um óculos com lentes redondas e um grande jaleco branco, ele bocejava enquanto fitava o trio em frente ao estabelecimento — Irmãos Capeta? O que fazem aqui tão cedo? E…hm, quem é você? — perguntou ele enquanto encarava Anthony e coçava sua nuca — ainda está cedo demais para vocês estarem fazendo bagunça, voltem para a guilda, eu tomo conta desse aqui — seu tom de voz era impassível e ainda que estivesse dando ordens não parecia ser nenhum pouco imperialista em sua fala, os irmãos se entreolharam e assentiram com sim com a cabeça deixando o local sem mais palavras.

O homem deu as costas para Anthony mas estava claro que estava deixando-o entrar, dentro do local percorreram um longo corredor até adentrarem a última porta em seu fim, uma cozinha, um ambiente quente e aconchegante que exalava um cheiro de café recém feito, esse do qual o homem serviu duas xícaras, pousando-as delicadamente sobre a mesa enquanto bebericava — Então, você está com eles? — perguntou o homem sem rodeios — digo, os minks piratas, não os irmãos capeta, aliás, não se preocupe com eles, são pessoas boas apesar do jeito — deu um pequena risada entre um gole e outro — sabe, estamos num momento delicado, então se não quer se meter em confusão, aconselho que deixe a ilha, pelo menos nas próximas semanas, tem muito coisa a ser resolvida e não vamos ter ajuda do governo e tampouco da marinha, mas você não parece ser um turista, o que te traz a nossa não tão calorosa Stevelty? — mais uma vez, seu jeito de conduzir a conversa era leve ao mesmo tempo que parecia ser uma pessoa dura e por isso conduzia o rumo do diálogo e as informações aparentes.

Histórico Anthony Simon:
NPCs:

_________________

Ato 1 - Só vamo. RZdtC5v
Kouya
Imagem :
Ato 1 - Só vamo. RAqwDyy
Créditos :
07
Ver perfil do usuário https://www.allbluerpg.com/t1778-anthony-simon https://www.allbluerpg.com/t1800-ato-1-so-vamo
Kouya
Civil
Re: Ato 1 - Só vamo. Qua Maio 25, 2022 3:52 pm
Ato 1 - Só vamo. UcppiXc

Post: 03 | Localização: Stevelty | ( Falas - "Pensamentos" )


Enquanto os dois conversavam entre si ignorando minhas simples perguntas eu ficava observando-os, enquanto mantinha meus braços cruzados e apoiava meu corpo em uma das pilastras do lugar. Não demorou muito para que eu pudesse escutar algo da conversa. "Infiltrado, eu?." Indaguei em meus pensamentos.  

-É tão difícil de acreditar que alguém está apenas tentando recomeçar a vida? Eu perguntei sem realmente ter alguma esperança que eles fossem responder as minhas perguntas e logo foi isso o que aconteceu, novamente.

-Se eu fosse um pirata eu realmente não estaria aqui, eu estaria fazendo problema em algum lugar da cidade... Respondi ao irmão capeta após o aviso dele, depois disso eu apenas ignorei os dois e suas palavras. Me mostrar os punhos.. Esses têm coragem, mas talvez seja só ignorância, melhor nem se preocupar com eles.

Minhas orelhas logo se viraram em direção ao som da porta que se abria, aquele homem com uma aparência sonolenta parecia conhecer a dupla que tinha me abordado. Eu virei minha cabeça em sua direção e o observei, certamente ele era algum cientista devido a suas roupas, é melhor eu ficar em bons termos com ele, mesmo que ele seja um humano, ao menos ele não me deu motivos para odiá-lo como um.. Ainda..

-Me chamo Anthony Simon, acabei de chegar em Stevelty, procurando recomeçar a vida, e não, eu NÃO sou um pirata! Eu olhei para a dupla enquanto balançava minha cabeça negativamente, tentando colocar mais ênfase em minhas palavras.

Não demorou para os dois saírem do local a pedido do homem, bem, assim é bem melhor ao menos. Eu o segui adentro do centro, indo sempre alguns passos atrás dele, meus olhos observando ao redor, vendo como era a arquitetura do lugar e talvez achando algo interessante para olhar, como algum projeto cientifico que eles estavam fazendo.

A sala onde ele me levou era simples, uma cozinha bem aconchegante, a temperatura da sala era perfeita para uma manhã fria, e o cheiro do café era algo que eu sentia falta dês de que sai na viagem até aqui.  

-Obrigado pelo café. Agradeci enquanto pegava a xícara em minhas mãos. Não demorou muito para que eu tomasse um gole, soprando o liquido escuro constantemente para esfria-lo nas bordas para assim não queimar minha língua enquanto o cientista fazia o mesmo.

-É, eu percebi que eles apenas queriam usar de palavras em vez da violência, não é uma escolha ruim, mas acho que eles precisam de um pouco mais de treino do que sair acusando os outros.. Eu dei de ombros na última parte de minhas palavras. -E não, piratas não é comigo, é muito trabalho e as dificuldades da vida já são o suficiente pra mim.

Eu observei o homem ali tomar seu café rapidamente praticamente sem queimar a língua, um gole atrás do outro, isso que é habilidade...  Pensei em fazer o mesmo, mas não, melhor não tentar bancar o durão a esse ponto.

As palavras daquele homem ficaram em minha mente por alguns segundos antes que eu pudesse responder suas perguntas. "Momento delicado, sem ajuda da marinha ou governo.. Parece sério..." Comentei em meus pensamentos brevemente tentando imagina que tipo de cenário aquele lugar se encontrava, provavelmente era sobre os piratas minks, porem logo respondi suas perguntas..

-Sim está certo que não sou um turista, e lugares não tão calorosos são bons para meu pelo haha! Com uma pequena risada eu tomei outro gole do café antes de colocar a xicara de volta na mesa, movendo minha mão para meus bolsos em busca do pedaço de papel que eu carregava comigo.

-Eu vim até esse lugar para recomeçar a vida, sair de onde eu me sentia preso, conhecer o mundo ao menos. Um amigo meu que me recomendou este lugar e por sinal ele ja passou alguns anos aqui, segundo as palavras dele Stevelty seria o lugar perfeito para mim já que tenho vontade em desenvolver o caminho cientifico, construir maquinas, aprender algo com produtos químicos, coisas do gênero.. Comentei enquanto entregava o pedaço de papel para ele.

-Centro cientifico seria a minha primeira parada para aprender algo novo, e a Guilda dos caçadores seria minha forma de sustento. Falei olhando para o homem enquanto eu pegava o papel de volta caso ele tivesse terminado de olhar o mesmo, ou caso o ele nem sequer tivesse dado atenção ao pedaço de papel. -Mas voltando a parte de Stevelty, pelo o que você comentou a situação parece tensa, as pessoas não parecem gostar muito de minks por aqui, é até estranho você estar aberto a uma conversa com um, humanos tendem a ter medo de um tigre falante de 4 metros. Comentei para o ele.

-Se tiver algo que eu possa fazer para ajudar só precisa me dizer, eu prefiro ficar de boas com a população do que arrumar brigas, ainda mais se isso for me beneficiar como caçador. Eu sorria guardando o papel em meu bolso e olhava brevemente para a sala e a porta de saída.

-Este lugar parece bem deserto a essa hora, é culpa do clima? Espero que a guilda dos caçadores não esteja fechada também a essa hora já que preciso me registrar.. Eu olhava para o homem enquanto ele terminaria seu café.

Aquele lugar ao menos parecia calmo, porem certamente ficaria cheio de pessoas alguma hora, será que eu deveria observar o lugar, como é um centro de pesquisa talvez eu pudesse aprender algo novo, ou ver se eles têm alguma loja que vende algo daqui.

Ato 1 - Só vamo. EelLhaz
Ato 1 - Só vamo. LmTF5NO
KARADRUZ

Histórico:



Última edição por Kouya em Seg Jun 13, 2022 9:55 pm, editado 1 vez(es)
Shroud
Imagem :
Ato 1 - Só vamo. DeMbUHj
Créditos :
43
Localização :
Las Camp
Ver perfil do usuário https://www.allbluerpg.com/t1358-michelle-johnson#13920 https://www.allbluerpg.com/t1363-um-bom-argumento#14023
Shroud
Soldado
Re: Ato 1 - Só vamo. Ter Maio 31, 2022 1:27 am
Entre a lei a família

Anthony não queria encrenca, apenas reaver sua vida da maneira que acreditava melhor para si, o homem à sua frente permitiu com que o felino tivesse a sua vez de fala e ouviu tudo atentamente enquanto findava com o café restante, sorriu ao fim, demonstrando acreditar em cada uma de suas palavras — Caçador hm? — vociferou ele interessado — nesse caso acredito que teria sido melhor você ter ido junto aos Irmãos Capeta, eles são alguns dos tantos caçadores que trabalham no clã daqui — ele se levantou apanhando as duas canecas e levando-as a pia onde puxou um bucha e sabão para lavá-los — não, a culpa é desse novo bando de minks que você vem ouvindo tanto, eles estão a algumas semanas mirando uma de novas invenções em particular, e por conta disso decidimos por interditar o local na esperança que pudéssemos vencê-los pelo cansaço — o homem parecia preocupado com aquela situação — fiquei encarregado de cuidar do lugar, apesar de não guardarmos mais nossas pesquisas aqui. Enfim, sinto muito por não poder ajudá-lo mais… — antes que pudesse terminar a frase uma garota com vestes parecidas com a do homem apareceu no local invadindo de uma maneira ansiosa e desesperada — Dr. Vlad, temos um invasor na sala de pesquisa principal… — ela ignorou completamente a presença do enorme tigre assim como Vlad que deixou as louças para trás e saiu correndo junto a menina.

Diante o corredor, a sinalização acima das portas indicava a numeração de cada uma das salas, “Sala 1”, “Sala 2”, “Sala 3”, “Sala Principal” e diante desta uma grande quantidade de papéis se colocava no chão se estendendo como um tapete, o responsável por isso era uma figura misteriosa, um homem extremamente alto de cabelos negros e bagunçados, o que mais chama atenção é a bandana que cobre seus olhos e suas vestimentas de monge negras com detalhes em azul claro, não demorou para que ele largasse todas aquelas páginas e se virasse sua atenção ao trio que ia ao seu encontro — Entendo, então vocês moveram todas as pesquisas? Kuakuakua — ele jogou os papéis ao alto e abriu seus braços elevando seu nariz ao topo e respirou profundamente — Ah, Doctor Vld, Nerise e…um novo cheiro, quem é? Definitivamente não é um humano kuakuakua — ele parecia extasiado — mais um bichinho para ser domado, colocado em uma coleira, atender aos meus comandos, ah, que satisfação. Esse cheiro exala… — ele deu uma breve pausa puxando muito do ar para seus pulmões — sangue — ele estendeu sua mão na direção do trio como um convite — venha ser mais um dos meus bichinhos!!!


Histórico Anthony Simon:
NPCs:

_________________

Ato 1 - Só vamo. RZdtC5v
Kouya
Imagem :
Ato 1 - Só vamo. RAqwDyy
Créditos :
07
Ver perfil do usuário https://www.allbluerpg.com/t1778-anthony-simon https://www.allbluerpg.com/t1800-ato-1-so-vamo
Kouya
Civil
Re: Ato 1 - Só vamo. Qui Jun 02, 2022 2:01 pm
Ato 1 - Só vamo. UcppiXc

Post: 04 | Localização: Stevelty | ( Falas - "Pensamentos" )

Pelo visto teria sido melhor eu ir com os irmãos capeta, porem com a situação atual eu não acho que um mink aparecendo na guilda dos caçadores fosse uma boa primeira impressão por agora, porém aquilo não iria me abalar, afinal não seria a primeira vez que aquilo aconteceria, e provavelmente nem a última.

-Bem, eu ainda não sei como as coisas funcionam aqui, mas já pensaram em criar algum sistema de defesa? - Perguntei após ele falar sobre ter que defender o lugar, porem logo fui interrompido por uma garota que apenas me ignorou, provavelmente era algo comum ignorarem minks, ou fosse apenas a minha imaginação.

Eu segui os dois, olhando as diversas salas no corredor, meus passos eram leves e silenciosos quase como se eu não estivesse seguindo-os. "Um invasor... Era de se esperar cedo ou tarde..." Falei em meus pensamentos ao adentrar a sala e observar os papeis no chão, o homem no meio dela iniciando seu monologo que infelizmente me dava um pouco de nojo, me lembrando dos monólogos das lutas clandestinas nas quais eu participei no passado.

-Doutor, esses papeis são importantes? Podem ser reescritos depois? - Eu perguntaria enquanto fixava meu olhar no suposto inimigo, uma de minhas preocupações era com os objetos da sala, e como eles já tinham movido todas as pesquisas de lugar eu não sei o que ainda seria de importante, mobília, paredes, teto ou chão, provavelmente tudo já que é uma construção privada.

Prevendo que uma luta ali estava para acontecer, eu não poderia fugir se eu quisesse me tornar um caçador, recuar agora não cairia bem na minha ficha é claro. -All right, all right, certo, certo, que tal parar o monologo de doutor macaco louco e dizer o que você quer, e só pra deixar claro, tu realmente não fazes meu tipo viu? - Eu falaria coçando minha cabeça um pouco para no fim arrumar meu cabelo com a mão, movendo meus dedos para cima e para trás, mantendo a forma dos meus pelos.

Meus instintos apenas me diziam uma coisa, "CUIDADO", bem, não é como se eu não entendesse bem a mensagem da sala, está bem na cara que vai ser porradaria e ao mínimo algo dali vai quebrar.

-Doutor Vlad, sei que não sou um caçador oficial, e seria bom chamar um oficial, mas que tal eu ajudar a segurar esse aqui? Ele precisa de uma coleira, olha a bagunça que ele fez! - E com isso eu sorriria, uma forma de deboche aos comentários do inimigo e de suas ações na sala.

"Domado e coleira, bichinho e comandos? Certamente você não faz meu tipo, humano imundo, nem sua vida ou seu sangue derramado seria suficiente para te ajudar agora.." Meu sangue começava a ferver, meus pelos ficando ouriçados, e então um grande surto de energia cobriria meu corpo, o rancor que tinha em meu coração por aqueles que me maltrataram apenas virava um combustível que quase infinito, me dava mais motivos para lutar contra pessoas que nem ele.

Meu corpo assumia uma posição de luta, afinal já estava na hora de parar com o papo, um invasor é um invasor.

Joelhos dobrados e punhos abertos, minhas garras saltando para fora enquanto a íris de meus olhos apenas dilatava, abrindo por completo, minha atenção totalmente focada nele agora.

Eu ficava ali parado em posição de ataque como um predador pronto para dar o bote, apenas esperando o momento certo. Será que ele atacaria primeiro, ou eu teria que atacar? Eu sou confiante em desviar de ataques e desferir alguns, mas não sei os reais limites desse cara, melhor ficar esperto.

Caso ele atacasse eu procuraria desviar e redirecionar seus ataques, usando do peso de meu corpo para parar ele caso possível, socos e chute, patadas e cabeçadas, não importa o lugar em seu corpo, muitas partes doem e eu não teria medo de usar seus pontos fracos e sensíveis para causar dor.

Caso fosse preciso eu atacar primeiro isso seria um trabalho fácil, usando de meu reflexo para desferir golpes em seus pontos fortes apenas para enganar e atacar em seus fracos, golpes baixos ou sujos, dedadas nos olhos ou chutes nas partes baixas até mesmo usar minhas garras para rasgar sua pele e faze-lo sangra, não importa o meio, ele iria sentir a dor do meu rancor.

Ato 1 - Só vamo. EelLhaz
Ato 1 - Só vamo. LmTF5NO
KARADRUZ

Histórico:

Shroud
Imagem :
Ato 1 - Só vamo. DeMbUHj
Créditos :
43
Localização :
Las Camp
Ver perfil do usuário https://www.allbluerpg.com/t1358-michelle-johnson#13920 https://www.allbluerpg.com/t1363-um-bom-argumento#14023
Shroud
Soldado
Re: Ato 1 - Só vamo. Qua Jun 15, 2022 10:34 pm


A vida não seguia um script certeiro e se encontrar numa situação delicada como aquela com certeza não fazia parte dos planos de Anthony, mas com certeza sabia que teria de lidar com figuras como aquele sujeito que colocava como um antagonista de sua história de vida. Primeiramente o grande felino preocupou-se com os diversos papéis que se estendiam pelo chão, alguns deles até mesmo abaixo dos pés do homem ao centro da sala, o doutor balançou a mão a frente de seu rosto como quem gostaria de dizer 'não se preocupe, não são importantes', — Esse cara é um sujeito perigoso, não baixe sua guarda em momento algum, ele pareceu gostar de você — comentou Vlad dando carta branca para que o mink agisse contra o invasor, a conexão entre aqueles dois era claramente algo antigo que Anthony jamais conseguiria entender por completo apenas sendo um espectador daquela conversa de tão poucas palavras e um discurso extenso onde claramente os minks eram apenas animais.

É de fato uma pena que você não queira tomar uma tigelinha de leite, — sua expressão corporal era exagerada tal qual o ator principal de peça de teatro, ele parecia completamente confortável em seu palco e pouco importou-se com a postura ofensiva que Anthony tomava, qualquer um vendo um tigre daquele tamanho colocar suas garras de fora ficaria no mínimo preocupado, todavia, aquele sujeito aparentemente possuía uns parafusos a menos na cabeça. Sem demonstrar qualquer interesse em lutar, o felino parecia ter um caminho aberto para atacar, usando de seu forte corpo e recursos naturais para a batalha, o aspirante a caçador investiu contra o humano que mantinha sua guarda aberta, o ataque parecia certeiro, apenas alguns metros separavam Anthony de sua presa, entretanto, como uma flecha que corta o vento um novo personagem introduziu-se na história. Sua pelagem era predominantemente amarela, orelhas pontudas, um focinho delicado e olhos pequenos e azuis, de fato se tratava de outro mink, uma cheetah colou-se no caminho de Anthony e seu adversário, protegendo-o.

Ao notar a figura, também era impossível deixar passar o acessório colocado em seu pescoço, uma coleira metálica com um pequeno ponto de luz vermelho piscando de tempos em tempos se encontrava no pescoço da cheetahXih Tuh, ah, meu amado amigo, eu sabia que poderia contar com você, acreditei que teríamos um novo irmão conosco, mas ele parece não gostar de mim, isso machuca meu coração, sabia? — novamente retomou seu monólogo, o mink expressava raiva em seus olhos, toda sua postura era irritadiça como se viesse sofrendo um longo estresse contínuo, não respondeu uma palavra a seu 'amigo' — bem, Dr. Vlad adiantou-se e me fez perder a viagem, vamos embora, Xih! — um sorriso colocou-se entre os lábios do homem que ancorou-se às costas de seu 'aliado' e do mesmo jeito que havia entrado, foi-se embora.

Dr. Vlad parecia pouco surpreso com o acontecido, pelo contrário, haviam muitas informações das quais aquele homem aparentava manter apenas para si, mesmo após a ida do inimigo, o cientista não deu maiores satisfações a Anthony, resguardou-se em ajoelhar-se e recolher a bagunça que atingia aquela sala — Bom, Anthony, certo? Não irá demorar para a cidade começar a funcionar de fato, se quiser posso pedir para minha assistente guia-lo até os caçadores de recompensa, tenho uma faxina para fazer!

Histórico de Anthony:
NPCs:

_________________

Ato 1 - Só vamo. RZdtC5v
Kouya
Imagem :
Ato 1 - Só vamo. RAqwDyy
Créditos :
07
Ver perfil do usuário https://www.allbluerpg.com/t1778-anthony-simon https://www.allbluerpg.com/t1800-ato-1-so-vamo
Kouya
Civil
Re: Ato 1 - Só vamo. Sab Jun 25, 2022 4:37 pm
Ato 1 - Só vamo. UcppiXc

Post: 05 | Localização: Stevelty | ( Falas - "Pensamentos" )


Não existia muito oque eu pudesse fazer no fim daquela situação, mesmo com minha disposição a lutar parecia que minhas habilidades ainda não eram o suficiente, bem eu não iria me estressar com aquilo mais que o necessário afinal o inimigo fugiu e eu sequer sabia oque estava acontecendo, eu procurei respirar fundo e me acalmar, o surto de energia que mexia com meus pelos logo parava e então meu pelo abaixava ainda necessitando um certo cuidado para não ficarem muito ouriçados, usei minhas mãos para tal ato, arrumando meu cabelo e os pelos do pescoço com movimentos simples.

Eu olhei para o doutor se abaixando para pegar os papeis eu fiz o mesmo durante alguns segundo, o conteúdo dos papeis era algo que eu realmente não entendia muito, números e cálculos com alguns desenhos, a maioria dos papeis eram apenas anotações aleatórias de ideias, não dei muita importância e logo entreguei os papeis a ele.

-Tem certeza que ele não vai voltar, doutor? Perguntei recolhendo a mão após entregar os papeis, eu olhava para sua ajudante ainda na sala. -Pois bem, acho que é melhor ir para a a guilda dos caçadores e repassar o acontecido. A situação não me dava muitas opções de como prosseguir, ir ate as autoridades locais seria a melhor opção, "Mas fazer um B.O praticamente não resultaria em nada, é necessário fazer algo mesmo.." Pensei caminhando ate a porta, após as respostas do doutor, para então ser guiado ate a base dos caçadores pela jovem moça.

-Você sabe me dizer se a base dos caçadores tem minks trabalhando nela? Eu não quero passar a impressão errada já que o negocio dos piratas minks tá acontecendo.. Perguntei para a moça usando um tom de voz calmo enquanto caminhava, meus olhos procurando decorar o caminho ate ali. "Espero que eu possa fazer algo, ao menos um trabalho." Comentei em minha mente sobre conseguir trabalhar como caçador.



Ato 1 - Só vamo. EelLhaz
Ato 1 - Só vamo. LmTF5NO
KARADRUZ

Histórico: