Tópicos Recentes
Destaques
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Últimos assuntos
I - The Rebel PathHoje à(s) 10:49 ampor  2Miaus[Pedido de Instrutor] - ShawHoje à(s) 12:03 ampor  Shaw[TUTORIAL] - SHAWOntem à(s) 11:59 pmpor  ShawOperação T.N.C.T.O.N.I.Ontem à(s) 10:47 pmpor  Wesker1º Capítulo: Alvorada dos Monstrorines!Ontem à(s) 9:22 pmpor  Blindao[FICHA] Nina SpadesOntem à(s) 8:51 pmpor  Shiro[Ficha] WolfgangOntem à(s) 7:03 pmpor  Wolfgang[Ficha] JaeggarOntem à(s) 4:39 pmpor  JaeggarAgnis CyrielleOntem à(s) 4:01 pmpor  Ryoma[TUTORIAL] JaeggarOntem à(s) 9:31 ampor  Maka
avatar
ConvidadoConvidado
[Ficha] Satellizer L. Bridget Ter Abr 20, 2021 12:42 am



Satellizer L. Bridget








Sobre o Personagem


Nome: Satellizer L. Bridget
Idade: 26
Género: Feminino
Mão Predominante: Direita
Risada: Muohoho. XhuaXhuaXhuaXhua.
Altura: 1.82
Peso: 72
Raça: Três Olhos
Origem: Grand Line Reverse
Localização: Flevance, North Blue
Grupo: Civil

Complementos



Aparência:
Em sua expressão naturalmente seria, Satellizer ostenta seus olhos violetas que ofuscam admiração por onde passa. Sua beleza é genuína, fazendo um contraste bastante exótico com sua personalidade. Sua pele é alva assim como os cabelos que além de possuírem uma cor incomum provinda de sua herança genética paterna, tem fios longos e lisos que combinam com sua alta estatura para os padrões naturais das mulheres. Seus lábios são avermelhados e finos, parecendo que possui um brilho próprio.

Falando em seu corpo, é magra com uma silhueta perfeita e alguns músculos aqui e ali, nada realmente tão grandioso assim que mereça destaque, mas são oriundos de seu treinamento na marinha quando pertencia a essa instituição militar. Porém, seus braços e costas constituem uma composição mais bem estruturada, pois tendo o hábito de utilizar armas de disparo como arcos, tais execuções desses movimentos moldaram seu corpo da melhor forma para tais músculos.

Todavia, se há algo que destaque acima de tudo em seu belo corpo, é seu busto. Ahh, esse é sem igual. Perfeitamente voluptuosos, proporcionais e firmes, há quem diga que é uma siliconada maldita, mas são palavras de gente feia e sem dinheiro para se siliconar. Fora isso, suas pernas são bem torneadas e de quadril um pouco largo, deixando calças ou outros tipos de roupas dessa região sempre esticadas devido ao volume das coxas que beiram para características avantajadas.

O traço mais marcante de Satellizer é seu terceiro olho no centro de sua testa. No entanto, tal área está sempre de algum modo fora de vista, pois as mechas de cabelos da franja formada em seu rosto, tampa facilmente o globo ocular que é fruto de preocupação para a mesma. Quando não é seu cabelo, é seu quepe ou até mesmo outros tipo de acessório para a cabeça, como um boné.

Seu vestuário muda conforme a ocasião, mas em seu dia-a-dia é comum vê-la com algo semelhante aos uniformes dos marinheiros, ou seja, não é um uniforme, é somente uma roupa que lembra aspectos militares, mas ressaltando, não é um uniforme da marinha, sendo de coloração negra para evidenciar ainda mais que não se trata de uma marinheira. Afinal, embora tenha deixado de ser por motivos maiores, ainda carrega em seu âmago o gosto de se expor como uma. E por isso seu vestuário atípico é tão importante para ela e sua vaidade.

O maior orgulho de Satellizer era ter sido uma marinheira. Dessa forma, a garota ainda usa roupas militares como antes. Entretanto, agora ela não é mais uma subalterna, se deu ao luxo de adquirir um tradicional quepe, além do mais chamativo das peças de roupa que é o sobretudo que porta em seus ombros com as costas escrito "Justiça" em um bordado branco que pediu para uma boa e gentil velhinha fazer para ela. A grande diferença, é que todo seu vestuário é negro. Uma forma de protesto que Satellizer encontrou contra a marinha e para se diferenciar deles.

Personalidade:
Satellizer é uma clássica militar que você encontra nos filmes e desenhos. Disciplinada, correta e pontual. Possui aquele típico hábito de acordar muito cedo mesmo com o sol ainda por nascer, e não faz corpo mole em arrumar sua cama e se preparar para o dia  que terá de encarar.

A jovem adulta é uma pessoa que sempre demonstrou ser inteligente como uma boa cientista deve ser. Portando uma mente fria digna de uma ex oficial da marinha, e ainda por cima ser sofisticada igual uma mulher bela que é, atribuindo sua vaidade própria mesmo não transparecendo isso em muitos casos. E em meio a tudo isso, é um pouco arrogante a seu modo, demonstrando nuances de orgulho.

Firme crente na Justiça Absoluta, é implacável em sua manutenção, vindo a ser conhecida por ter uma personalidade muito estóica. Possui um temperamento severo e algumas vezes cruel. Contudo, é capaz de conter-se.

Em geral a garota se comporta de maneira sociável, agradável e tranquila. Seu carisma e suas crenças na justiça costumam conquistar a confiança e o respeito de muitos soldados e líderes.

Satellizer tem uma forte aversão aos nobres, considerando-os mornos e "parasitas superprivilegiados". Vendo-os todos eles como seres triviais. Sua repulsa parte devido ao rei que ordenou seu sequestro e experimentos terríveis que lhe deixaram "marcas". Tudo isso em prol do egoísmo daquele ser que dizia ser honrado e nobre. Bobagens jogadas aos ventos, segundo seu pensamento.

Durante as batalhas, Satellizer é muito fria e tática, buscando soluções a distância sem se expor ao perigo real, usando de maneira adequada o ambiente e o que tiver no mesmo.

Apesar de seu comportamento frio, calculista e cruel em batalha, ela pode ser uma pessoa bastante compassiva com seus amigos e entes queridos. Sendo uma amiga leal.

Satellizer, à primeira vista, parece demonstrar relativamente pouca preocupada com o bem-estar de seus companheiros devido ao seu modo icônico de ser. Mas na realidade, a garota se preocupa com eles, vendo-os como aliados valiosos.

No entanto, se torna menos misericordiosa com seus inimigos se puder atacá-los. Não se importa de usar táticas desleais e está disposta a mentir ou enganar os seus inimigos para conseguir Justiça.

Sempre gostou de animais, pois vira e mexe, aparecia uma gata na sua casa, um macaco e até mesmo um urso panda enorme. Iam para visitar sua mãe, é claro, mas acabou se afeiçoando aos amigos dela e ganhando simpatia por animais, pois não sabia que se tratavam de mink's.

Em seu âmago, tenta esconder seu apreço por causar dor nos outros. Sim, uma verdadeira sádica que se excita vendo os demais sofrer desde que seja ela a causadora disso. Isto é fruto involuntário dos tempos em cativeiro sofrendo agressões e maus tratos por parte de seus raptores.

Apesar de todo militarismo que envolve o jeito de ser de Satellizer, a mulher mostra ter um lado muito mais tímido e sensível em situações singulares, que entrar em nítido contraste com sua natureza supostamente fria; seu lado mais suave surge principalmente quando ela está perto de alguém que ela aparenta ter um interesse mais aprofundado, vindo a mostrar seu lado mais feminino quando essas oportunidades surgem. E isso fica facilmente perceptível por seu rubor furioso destoar quando ela nutre fortes sentimentos por determinada pessoa, embora se recuse a admitir por estar desacostumada e ter que lidar com o fator que lhe causa mais preocupação, o toque.

Suas reações mais violentas e inconsequentes tendem a vir átona devido à afofobia intensa (medo de ser tocada). Seja lá quem for, Satellizer não suporta a ideia de ser tocada por ninguém, sendo raro os casos em que ela não fique apavorada, em outras palavras, depende muito da pesssoa que lhe toca. Em suma, isso também gerou sua reputação de ser uma pessoa fria e desalmada. Esses eventos lhe tornaram uma mulher mais dominadora para que possa evitar toques indesejados.

História:

Diário de Bordo

Satellizer veio da codorno, mentira, ela nasceu lindamente em uma ilha na Grand Line Reverse no Novo Mundo. Filha de uma mulher aventureira que saiu dos Blues quando ainda tinha apenas seus 16 anos, embarcando junto de sua irmã em desventuras com outros camaradas e vindo a se tornar uma pirata temida por suas engenhocas e pontaria. Porém, a garota nunca soube desse passado de sua mãe e do bando Pandamônio. Provavelmente queria proteger a pequenina de infortúnios que pudessem lhe trazer problemas. Tanto é que a jovem carrega o nome de seu pai, uma casta diferente daqueles nomeados com o famoso "D". Tal família é oriunda do reino Ravenview que fica nos Blues, e vem da linhagem real deste lugar que atualmente é governado por Ryuu L. Baruboa, primo legítimo de Satellizer que nem imagina carregar sangue nobre em suas veias. Uma característica marcante dos herdeiros do L. é a relação com haki que desenvolvem de maneira mais abrangente que as demais pessoas que adquirem essa habilidade.

A infância de Satellizer L. Bridget foi razoavelmente saudável. Influenciada por sua mãe, acabou tomando gosto pelo ramo da ciência, vindo desde nova a fazer suas primeiras bombas fedorentas para jogar no banheiro dos meninos malvados que lhe perturbavam o juízo devido a sua característica racial marcante. Em geral, a jovem Bridget era bem digamos... Agressiva. Não tolerava muito bem o fato de ser subestimada ou feita de idiota. Era como se Satellizer quisesse provar seu próprio valor ou que quem estava diante de tal pessoa, era ela e não um qualquer.

Os anos foram se passando, e Satellizer foi crescendo, obviamente. Se tornou uma bela mocinha, revelando que mesmo aos 12 anos, a genética puxada de sua mãe já lhe dava atribuições de uma mulher quase feita devido ao busto voluptuoso que se formava ainda tão nova. Aquilo indicava que a menina se tornaria um colírio para os olhos das pessoas ou a raiva e inveja de outras.

Dois anos mais tarde, um terrível e trágico acontecimento ocorreu. Satellizer foi avistada por um sujeito mal intencionado que ao observar o terceiro olho da garota, cresceu os olhos em cima dela. Ele era um cientista contratado por um rei de uma ilha vizinha. O mesmo contatou sua equipe e planejaram um sequestro, levando Satellizer embora daquela ilha para a outra na qual fariam experimentos com a pobre Três Olhos.

Foram pouco mais de um ano de desespero para a família da garota de cabelos alvos que foi atormentada em cativeiro. Os cientistas queriam entender como o olho adicional se formava na face daquelas pessoas. Consideravam feio e bizarro, contudo, ainda sim era tido como uma possível arma, pois a visão privilegiada que os detentores daquela raça possuíam, era de fato considerável, e o rei daquela ilha queria obter esse tipo de vantagem para seus militares. Algum transplante ou replicar, talvez.

Vivendo em um lugar tão isolado e escuro, acabou adquirindo capacidades singulares automaticamente. Todavia, os experimentos eram sempre muito exaustivos e doloridos. Seu olho vivia sendo tocado, assim como todo seu corpo em eventuais pesquisas. Aquilo gerou um pavor enorme na garota que não suportava mais ser tocada, principalmente nas práticas sádicas por parte de um dos cientistas que se saciava ao atormentar Satellizer. Isso resultaria em uma garota que viu naquilo, uma maneira de prazer também. Afinal, o homem ficava feliz em lhe causar dor, então o mesmo veio a ocorrer com ela quando teve as primeiras oportunidades de castigar alguém, saciava algum desejo macabro ou de pura vingança, quem sabe fosse por puro controle e posse de estar dominando alguém.

Felizmente, os dias de tormenta estavam chegando ao seu fim. Denúncias e ocorrências teriam sido feitas, e a marinha estava atrás de Satellizer a certo tempo. O local dos experimentos foi descoberto através de investigações e dessa forma conseguiram invadir o lugar, libertando várias pessoas, animais, etc. Entretanto, o rei não foi possível incriminar, já que nada fazia ligação com ele e ninguém entregou o mesmo por medo de serem executados por traição.

O homem que havia encontrado Satellizer, acabou se tornando seu herói e fonte de inspiração. Um capitão em ascensão que foi quem descobriu tudo e armou a invasão e resgate. Extremamente agradecida, viu naquele ato de coragem e valentia, um homem imponente que através da marinha conseguia realizar atos magníficos e altruístas. Decidiu a partir dali com seus quase 16 anos, que quando terminasse a escola, recuperando o ano perdido, se alistaria para as forças armadas no ano seguinte.

Em seus 18 anos, Satellizer fez como decidido, ingressou na marinha e viveu uma vida plena em seus primeiros anos como soldado. Conseguiu a muito custo servir na mesma tripulação de salvador, visando que ele se tornasse seu mentor para ser guiada por um caminho tênue com o do capitão que se tornava comodoro anos depois, e futuramente a nobre recruta descobriria que ele na verdade era um espião revolucionário. Mas a vida de um oficial é muito agitada e a tão sonhada interação de mestre e pupila nunca aconteceu de fato.

Só que isso não foi motivo para desânimo. A senhorita Bridget tentou como muitos outros, chamar atenção para subir na hierarquia ou ganhar a mentória do sujeito que admirava, foi ganhando notório respeito como soldado exemplar, além de ser condecorada por bravura e heroísmo em uma missão na qual se colocou em risco por seus compatriotas. Parecia que estava tudo indo como ela esperava que fosse. Mas acabou saindo de um jeito meio estranho e fora do que ela imaginava e pretendia.

Seus feitos chamaram atenção, e com isso uma nova missão foi lhe entregue pelo homem que ela queria que fosse seu mentor. Dizia que tinha um plano em mente, sendo enviada para uma ilha longínqua lá nos Blues. Então já que seu sonho de fadas não pôde se realizar, ela ficaria grata por essa chance.

Seria uma oportunidade perfeita para conhecer o mar natal de sua mãe e ganhar mais experiência fora de sua bolha. Passou um período fazendo sua viagem até a nova ilha que iria fortalecer com seus serviços, mas antes disso acabou se metendo em diversas situações, pois a viagem foi longa e precisou não somente de um navio que seguia para certos lugares, mas de vários. Por sorte a marinha tem facilidade para navegar. Seu destino concluia-se em um reino como qualquer outro.

Na nova ilha, Satellizer conheceu diversos tipos de pessoas e fez amizades com outras. Havia uma pessoa na qual a marinheira se dava bem, sendo a navegadora Laffrey, uma sargento da tripulação que lhe conquistou por seu jeitinho meigo e desleixado de ser. Já que Satellizer ostentava um estilo disciplinado quase ao extremo, provindo da influência que a marinha lhe causou, ambas formavam uma dupla controversa. Afinal, o contraste ao se comparar tais personalidades distintas é realmente intrigante a discrepância que se da para notar. Resumindo, não há ligação por outros motivos, mas sim por seus jeitinhos de serem.

Além da jovem navegadora, Satellizer teve a chance de conhecer uma garota de outra tripulação que seguia o mesmo ramo de Laffrey. Seu nome era Shiranai, uma subordinada do novo capitão que ingressava na tripulação por razões das quais a jovem desconhece. Ele foi transferido do navio da jovem Shira para ingressar nessa tripulação que a Três Olhos pertencia. Como Satellizer foi recepcionar o novo mandante do nosso navio a mando da sargento, pois eram da principal da frota daquele reino. Quanto a Shiranai, a mesma foi acompanhar seu ex superior para se despedir ou coisa parecida, e nesse instantes houve essa conexão rápida com a garota que parecia desgostosa com aquilo.

Por causa dessa mudança na tripulação, a marinha achou necessário apresentar ao rei o novo responsável pela frota. Satellizer esteve junto para acompanhar o homem com outros marujos para fazer escolta. Contudo, diferente do capitão que tinha acesso privilegiado a família real, a acompanhante pôde somente aguardar em algum lugar do palácio por alguns minutos. Minutos esses que lhe rendeu uma boa companhia com uma garota gentil chamada Saori. Ambas puderam conversar para matar o tempo enquanto a reunião não acabava.

Durante conversas jogadas aos ventos, algo chamava sua atenção. Quer dizer, algo não, alguém. Satellizer pôde observar uma jovem exótica, no mínimo. Possuía orelhas compridas e fofas. Um rabinho pequeno e uma beleza admirável. Por um instante Satellizer corou ao notar tal figura que vivia no palácio. Seu silêncio era notável ao fixar seus olhos na garota que desconhecia seu nome, mas tratava-se de Haru, uma mink que a tempos já vivia naquele reino. A delicadeza da donzela atiçou um lado da marinheira que ela ocultava dos demais, e começou a imaginar o qual prazeroso seria torturar aquela coisa tão frágil ao seu ver.

Após a reunião, ambas nunca mais conseguiram se encontrar, tampouco Satellizer teve outra chance de ir no palácio.

Tudo ia muito bem no reino e na tripulação, quando a garota dos olhos violetas acabou descobrindo sem querer um lado negro da frota e da marinha. Aquilo mexeu com ela, a deixando chocada. Pensou em recorrer à alguém, mas se viu em um beco sem saída. A única pessoa que ela poderia compartilhar, era Laffrey. Não que toda frota fosse culpada, mas arriscar confiar em qualquer um? Difícil. Sem delongas, Satellizer partilhou tudo com sua sargento e por algum tempo a dupla não sabia bem o que fazer.

Devido o colapso de princípios e valores, Satellizer após refletir muito e debater com sua amiga, tomavam finalmente suas decisões e pediam demissão da instituição com uma desculpa coerente.

Agora a garota jogava todo seu histórico da marinha na lata do lixo. Olhar para trás lhe deixava descontente, porém não tinha mais volta. Sem arrependimentos, seguiu para outra ilha em busca de começar uma nova vida confrontando toda marinha a sua maneira.

O incrível era como o destino era, em outras palavras, filha de peixe, peixinho é, ou seja, Satellizer mal sabia que acabaria seguindo os passos de sua mãe, Linchee Nasubi, e em dado momento se tornaria uma pirata. Todavia, ainda sim ostentaria o orgulho de uma verdadeira marinheira.

Características



Qualidades:
Três Olhos (Racial)
Sensibilidade (Racial)

Atraente (-1)
Visão nas Trevas (-2)
Mestre em Haki (-4)

Defeitos:
Aberração (Racial)
Valioso (Racial)

Sadista (+2)
Vaidoso (+2)
Afefobia (+3)
Em um período na qual sua origem racial foi motivo de experimentos em seu corpo, a garota foi desenvolvendo uma grande aversão ao toque humano. No começo, era somente um certo susto que passava breve, como se temesse o que sabia que ia acontecer nos experimentos. Entretanto, com o intensificar das experiências feitas, Satellizer acabava por passar muito tempo sendo examinada e os toques começavam a ser feitos com mais frequencia de maneira brusca como se ela fosse apenas um objeto para testar uma nova agulha de seringa ou coisa parecida.

As coisas foram piorando cada vez mais, e conforme isso ia acontecendo, a jovem reagia com gritos de pavor, recuo do corpo e um olhar com suas pálpebras expandidas, evidenciando um olhar arregalado e atónito.

Tudo piorou quando um cientista assediou a garota e tentou abusar da mesma. Felizmente, o homem não teve sucesso em seguir com suas ações mais ousadas, mas Satellizer desenvolveu sua fobia de maneira muito mais intensa, despertando um medo do toque alheio, não suportando ser tocada.

Atualmente a garota continua detestando ser tocada, porém ela aprendeu a se defender e se opor a quem acaba lhe tocando, e quando ocorre toques indevidos, a mesma na maioria das vezes reage automaticamente com violência, empurrando a pessoa para sair de perto dela enquanto a mesma se afasta e diz palavras em tom intimidador. É notável para os demais a mudança brusca de humor e de expressões nessas ocasiões.

Todavia, a moça não possuí receio dela mesma tocar em alguém. Contudo, algo raro de acontecer por motivos óbvios.


Atributos


Nível: 1
Experiência: 20

PdV: 140
STA: 100

Força: 0
Destreza: 5 + (2 Racial) + (3 EdC) = 10
Acerto: 10 + (4 Racial) + (3 EdC) = 17
Reflexo: 3 + (2 Racial) = 5
Constituição: 1

Agilidade: 11
Oportunidade de Ataque: 3
Redução de Dano: 0

Conhecimentos



Proficiências:
Mecatrônica
Explosivos
Mecânica
Química
Toxicologia

Cientista:
Os cientistas são mestres do conhecimento e da tecnologia. O maior objetivo de um cientista é expandir o horizonte da tecnologia atual e revolucionar o nosso modo de vida. Podem trabalhar para fazer engenhocas complexas, ou se juntar com outros profissionais para criar armas e navios tão avançados em relação aos outros que parecem mágicos aos olhos de um leigo.

Bônus: Jogadores cientistas podem usar o sistema de criação para criarem compostos químicos complexos, capazes de aplicar condições, além disso, podem usar o mesmo sistema para criar mecanismos e apetrechos inovadores.

Mascote


Nome do Mascote
Animal: Raça e especificações de seu mascote.
Altura: Altura de seu mascote.
Peso: Peso de seu mascote.
Porte: Porte do seu mascote.
Raridade: Raridade do seu mascote.
Aparência: Aparência do seu mascote.
Personalidade: Personalidade do seu mascote.
Atributos: Foco de atributo de seus personagens.

Comandos:
Lista de Comando complexos que foram ensinados ao seu mascote

Estilos de Combate



Atirador:
Atiradores são especialistas em combates a longa distância, utilizam armas como pistolas, rifles, estilingues, arcos, bestas, dardos e similares.

Técnicas


Nenhuma por enquanto.

Haki da Obervação


Não despertado.

Haki do Armamento


Não despertado.

Haki do Rei


Não despertado.

Berries: 250.000 ฿S



Itens



Cabeça:
- X -

Pescoço:
- X -

Tronco:
- X -

Braços:
- X -

Mãos:
- X -

Pernas:
- X -

Pés:
- X -

Inventário



10 U

Nome do Item:
Espaço:
Descrição:

Embarcações


Nenhuma por enquanto.

Menções no Jornal


Nenhuma por enquanto.

Photoplayer



Photoplayer:

[Ficha] Satellizer L. Bridget LJsKuNz

Relações



Players:
[url=Link da Ficha do Player]Nome do Personagem[/url] - Relação com o Player

NPCs:
[url=Link com a Aparencia se existir]Nome do NPC[/url] - Relação com o NPC

NPCs Importantes:
[url=Link com a Aparencia se existir]Nome do NPC[/url] - Relação com o NPC



Última edição por Bluz em Sex Maio 14, 2021 11:15 am, editado 10 vez(es)
Ryoma
Ver perfil do usuário
Imagem : a
Créditos : 17
Localização : Sirarossa
RyomaAvaliador
https://www.allbluerpg.com/t308-hany-g-drezat https://www.allbluerpg.com/t654-art-2-i-truly-hate-it
Re: [Ficha] Satellizer L. Bridget Seg Maio 10, 2021 9:20 pm
Negada.
- Explique com mais detalhes como a fobia afeta sua personagem no spoiler dos defeitos, como ela reage, quais são os efeitos do toque e por aí vai.
- Não altere o tamanho da fonte na parte das qualidades e defeitos, fica horrível de ler.
- Coloca o nome da profissão no título do spoiler.
- Essa de começar com roupa da marinha reserva não vai colar sem ser do grupo.
- Sua infâmia seria interessante se isso ai não te fizesse um pirata logo de cara e isso não rola aqui, fora que derrotar um capitão já é um pouco demais pra alguém no level 1. Altere essas paradas pra que encaixe melhor a situação de ser um civil, já que não é possível começar como pirata.
avatar
ConvidadoConvidado
Re: [Ficha] Satellizer L. Bridget Seg Maio 10, 2021 11:20 pm
Er... Em nenhum momento citei que a personagem matou um capitão, somente que o capitão faleceu. Motivos e causas desconhecidas, além de que seria irrelevante.

Fora isso, tudo pronto.
Skÿller
Ver perfil do usuário
Imagem : ALOU TESTANDO O TESTE TESTADOR DE TESTES TESTADOS
Créditos : 20
SkÿllerSoldado
https://www.allbluerpg.com/t272-annabelle-petit-barozzi https://www.allbluerpg.com/t303-voice-of-the-soul#875
Re: [Ficha] Satellizer L. Bridget Qui Maio 13, 2021 11:30 am
Tem coisas que tu vai ter mesmo que corrigir nessa história.
Tu é um civil, tua historia ingame (ou seja, quando começar a jogar) é de um civil, para tu ser um ex-marinhheiro tu precisa de ser expulso por motivos que não te tornem um criminoso ou então pedir demissão de forma formal. Desertar transforma vc automaticamente num procurado, principalmente se vc desertar numa missão onde todos os marinheiros morreram. mesmo que a marinha não sabia que tenha sido vc, vc será a principal suspeita.
Deu a entender na sua aparencia que nos seus tempos de marinheira vc usava uma farda com sobretudo com "justiça" nas costas. devo relembrar que isso é coisa de capitão. Pode colocar que usa um sobretudo com "justiça" como o capitao que te salvou usava (claro na cor negra). É importante relembrar que as suas roupas podem sim ser de estilo militar mas em nenhum momento vão ser confundidas com de marine (não falo da cor, falo da costura).
Pelo que eu entendi, Laffrey é uma npc. se esse for o caso fale que ela te ajudou a criar o veneno ou que um cientista de sua confiança te ajudou com o veneno. um veneno que é capaz de matar é muito forçado para um lvl 1. principalmente se for um veneno que foi ingerido por comida ou bebida, dando a entender que é um veneno sem sabor e sem cheiro. Como se isso n bastasse, vc mesmo fala na descrição de sua infamia que cometeu um crime e a marinha sabe disso.
Não vou implicar com o fato de vc falar que fez missões com sucesso como soldado, porém pelo que eu entendi em algum ponto da sua história vc se tornou relevante o suficiente para ser acompanhante do capitão. Considerando que existe uma sargento na sua historia e que vcs foram "uma dupla controversa" dá a entender que vc foi sargento ou tenente. Ambos os casos estão negados, esclareça isso na sua história.
A razão disso é que os feitos para ser sargento ou tenente são coisas que um personagem nivel 1 não seria capaz de fazer nem se fosse o ser humano mais sortudo da face da terra.

_________________

[Ficha] Satellizer L. Bridget O0yljIK

[Ficha] Satellizer L. Bridget WhdRXxk

Fala Annabelle
Pensamento Annabelle
Fala Lilith
avatar
ConvidadoConvidado
Re: [Ficha] Satellizer L. Bridget Qui Maio 13, 2021 10:10 pm
Bom, agradeço a avaliação e seu tempo. Algumas coisas vocês confudiu, mas tudo bem. Tentei deixar mais claro agora. E acredito que devido a tudo que alterei, Infame não seja mais necessário.
Skÿller
Ver perfil do usuário
Imagem : ALOU TESTANDO O TESTE TESTADOR DE TESTES TESTADOS
Créditos : 20
SkÿllerSoldado
https://www.allbluerpg.com/t272-annabelle-petit-barozzi https://www.allbluerpg.com/t303-voice-of-the-soul#875
Re: [Ficha] Satellizer L. Bridget Qui Maio 13, 2021 11:49 pm
Apos uma leitura da sua historia, percebi que existem alguns pontos ainda a serem corrigidos:
- Tem partes da história em primeira pessoa e partes em terceira pessoa, sem motivo aparente para tal, o que torna a leitura confusa e quebra a imersão do leitor, isso poderia ser ajustado.
- O completamento passivo-agressivo, a ironia e o sarcasmo que foi utilizado para fazer as "alterações" não vão nos levar à lugar algum. Altere de forma concreta os aspectos solicitados em vez de tentar dribá-los ou dar alfinetadas.
- A parte do veneno está confusa, de difícil compreensão e, aparentemente, com pouca coerência. Solicito que reformule essa parte.
- A parte da morte do capitão está confusa, sem coerência, coesão ou lógica. Solicito que também reformule essa parte.

historia escreveu:Por causa dessa troca mudança na tripulação, a marinha achou necessário apresentar ai rei o novo responsável pela frota. Satellizer esteve junto para acompanhar o homem com outros marujos para fazer escolta. Contudo, diferente do capitão que tinha acesso privilegiado a família real, a acompanhante pôde somente aguardar em algum lugar do palácio por alguns minutos. Minutos esses que lhe rendeu uma boa companhia com uma garota gentil chamada Saori. Ambas puderam conversa para matar o tempo enquanto a reunião não acabava.

Durante conversas jogadas aos ventos, algo chamava sua atenção. Quer dizer, algo não, alguém. Satellizer pôde observar uma jovem exótica, no mínimo. Possuía orelhas compridas e fofas. Um rabinho pequeno e uma beleza admirável. Por um instante Satellizer corou ao notar tal figura que vivia no palácio. Seu silêncio era notável ao fixar seus olhos na garota que desconhecia seu nome, mas tratava-se de Haru, uma mink que a tempos já vivia naquele reino. A delicadeza da donzela atiçou um lado da marinheira que ela ocultava dos demais, e começou a imaginar o qual prazeroso seria torturar aquela coisa tão frágil ao seu ver.

Tudo ia muito bem no reino, até que o capitão daquela tripulação vinha a falecer. Razão, causa, motivo ou circunstâncias ocorreu isso, bem... Não se sabe, pois o fato é que ele se foi e isso não tem nada a ver com Satellizer.

Laffrey por ser a segunda no comando, mas inexperiente de fato com tudo aquilo, sentiu-se na necessidade de pedir auxílio para sua amiga ao menos no começo até que tudo se normalizasse. Só que o destino era mais cruel do que se imaginava e acabava tendo informações intrigantes em suas mãos, vindo a descobrir e compartilhar com Satellizer que havia uma grande maracutaia sendo realizada por de baixo de seus narizes.

A garota dos olhos violetas teve a ideia de contatar seu salvador. Não sabia em quem confiar naquele reino, então sugeriu para Laffrey que acreditasse no homem que era exemplo de heroísmo para a marinheira. Uma carta foi enviada e depois de dias ou semanas, a garota recebia uma resposta e um pacote com algo dentro. Havia um recado que mudaria a concepção do que a marinheira achava a respeito da marinha em um todo, deixando-a chocada, principalmente com revelações que foram "atiradas" em sua mente.

A carta contava que na verdade ele era um membro dos revolucionários e que trabalhava como espião na marinha. Até mencionava o fato de não ter tempo sequer para poder instruí-la quando ainda estava na Grand Line em sua terra natal. Continuou dizendo sobre o capitão que bateu às botas, pois ele também estava envolvido e aparentemente quem havia feito o crime, foram os próprios marujos daquela embarcação. Devido ao acesso a essa e tantas outras informações, a garota pôde desmascarar a má indole do pessoa que havia por lá. Era indignante demais saber daquilo. Tanto tempo servindo a marinha para acabar notando que era mais um bando de verme fazendo o que não devia.

Por fim, a carta explicava sobre o pacote e o que continha dentro dele. Um veneno letal produzido pelos mais hábeis cientistas ao dispor do sujeio, que agia pouco a pouco até que a vítima perecesse caso não se tratasse. Nas últimas linhas havia uma citação de que: "às vezes a justiça é severa". Uma maneira motivar Satellizer a seguir em frente com o plano do veneno, pois o homem sabia do currículo dela e que a mesma saberia tomar os cuidados necessários para não se intoxicar.

Devido o colapso de princípios e valores, Satellizer tomava sua decição e armava realizar algo extremo e audacioso. Revoltada, se uniu com Laffrey que se convenceu através da carta e de todas as provas.

Armaram um jeito de aniquilar sua tripulação. Usaram o veneno misturando na água e na comida em oportunidades que tinham para não chamar atenção. Como a substância levaria algum tempo para agir e elas não queriam ser suspeitas de nada, decidiram juntas pedir demissão com alguma desculpa coerente. Dessa maneira criariam um lapso temporal entre a saída delas e o tempo que os marinheiros viessem a passarem mal, os caso ficassem mais graves e uma suposta intoxicação alimentar muito forte acabasse sendo motivo de todo aquele problema. Em suma, estariam fora do radar e teriam atingido vossos objetivos.

O capitao numero 2 morreu de causas desconhecidas. A sargento ficou no controle da tripulação. por 2 ou 3 semanas a marinha n enviou nenhum capitao para substituir o capitao que morreu. ninguem investigou a morte do capitao. Vc fala q tava rolando uma maracutaia debaixo do nariz de vcs mas n falou ao certo oq era. Pelas linhas seguintes da a entender que foram os tripulantes da marinha que causaram a morte do capitao (?) e por isso vc envenenou TODOS os tripulantes pq uma carta do capitao um chegou com o veneno. Em nenhum momento pensou em investigar e envenenar só os culpados do crime? E se eram todos os marines culpados pela morte, pq q eles deixaram vcs duas q n eram parte da maracutaia ficarem vivas?

_________________

[Ficha] Satellizer L. Bridget O0yljIK

[Ficha] Satellizer L. Bridget WhdRXxk

Fala Annabelle
Pensamento Annabelle
Fala Lilith
avatar
ConvidadoConvidado
Re: [Ficha] Satellizer L. Bridget Sex Maio 14, 2021 11:16 am
Falei pros amigos que na terceira eu pedia música, então não se ofenda

Novamente agradeço a avaliação e aproveite a música. Estamos aqui pra se divertir, afinal : )
Skÿller
Ver perfil do usuário
Imagem : ALOU TESTANDO O TESTE TESTADOR DE TESTES TESTADOS
Créditos : 20
SkÿllerSoldado
https://www.allbluerpg.com/t272-annabelle-petit-barozzi https://www.allbluerpg.com/t303-voice-of-the-soul#875
Re: [Ficha] Satellizer L. Bridget Sex Maio 14, 2021 10:54 pm

_________________

[Ficha] Satellizer L. Bridget O0yljIK

[Ficha] Satellizer L. Bridget WhdRXxk

Fala Annabelle
Pensamento Annabelle
Fala Lilith