All Blue RPG

Um RPG narrativo baseado no universo de One Piece, obra criada por Eiichiro Oda.
 
InícioCalendárioFAQProcurarMembrosGruposRegistarEntrar
Últimos assuntos
» Criação de Habilidades Passivas
Sinfonia No. 1: Abertura - Página 3 Emptypor Às Hoje à(s) 2:03 am

» Nero Warcry
Sinfonia No. 1: Abertura - Página 3 Emptypor Kira Hoje à(s) 1:33 am

» Nozda Okupora (FICHA)
Sinfonia No. 1: Abertura - Página 3 Emptypor Jupges Hoje à(s) 1:22 am

» [Ficha] Crisbella Rhode (Em construção)
Sinfonia No. 1: Abertura - Página 3 Emptypor Tomita Hoje à(s) 1:19 am

» Crie seu Estilo de Combate Único
Sinfonia No. 1: Abertura - Página 3 Emptypor Kira Hoje à(s) 1:03 am

» Apollonia D. Lupertazzi
Sinfonia No. 1: Abertura - Página 3 Emptypor Terry Ontem à(s) 11:35 pm

» [RP Player] - Tidus Belmont (Em Construção)
Sinfonia No. 1: Abertura - Página 3 Emptypor Tidus Ontem à(s) 8:10 pm

» Criação de Técnicas
Sinfonia No. 1: Abertura - Página 3 Emptypor Blindao Ontem à(s) 2:18 pm

» Crie sua Forma Zoan
Sinfonia No. 1: Abertura - Página 3 Emptypor Blindao Ontem à(s) 1:07 pm

» Crie seus mecanismos
Sinfonia No. 1: Abertura - Página 3 Emptypor Às Ontem à(s) 1:11 am

» [RP Player] Elsa Volkerbäll
Sinfonia No. 1: Abertura - Página 3 Emptypor Gal-Sal Sex Fev 23, 2024 11:45 pm

» Elsa Volkerbäll
Sinfonia No. 1: Abertura - Página 3 Emptypor Gal-Sal Sex Fev 23, 2024 11:44 pm

» Shang Zayang & Xia Ziyin
Sinfonia No. 1: Abertura - Página 3 Emptypor Gal-Sal Sex Fev 23, 2024 9:55 pm

» Yuno
Sinfonia No. 1: Abertura - Página 3 Emptypor Jean Fraga Sex Fev 23, 2024 7:35 pm

» Criação de Profissão Personalizada
Sinfonia No. 1: Abertura - Página 3 Emptypor Kenshin Sex Fev 23, 2024 5:31 pm

» RP Player - Doodles
Sinfonia No. 1: Abertura - Página 3 Emptypor Kenshin Sex Fev 23, 2024 3:40 pm

» [Ficha] Koko
Sinfonia No. 1: Abertura - Página 3 Emptypor Blind1 Sex Fev 23, 2024 12:17 pm

» Ficha de Chocho Kimiko
Sinfonia No. 1: Abertura - Página 3 Emptypor Akuma Nikaido Sex Fev 23, 2024 11:19 am

» Drak Skarhall
Sinfonia No. 1: Abertura - Página 3 Emptypor Blindao Qui Fev 22, 2024 6:58 pm

» RP Player - [Ficha] Apollonia D. Lupertazzi
Sinfonia No. 1: Abertura - Página 3 Emptypor Kenshin Qui Fev 22, 2024 1:30 pm


------------
- NOSSO BANNER-

------------


 

 Sinfonia No. 1: Abertura

Ir para baixo 
3 participantes
Ir à página : Anterior  1, 2, 3
AutorMensagem
Kenshin
Desenvolvedor
Kenshin


Imagem : Sinfonia No. 1: Abertura - Página 3 Ahri
Créditos : 45

Sinfonia No. 1: Abertura - Página 3 Empty
MensagemAssunto: Sinfonia No. 1: Abertura   Sinfonia No. 1: Abertura - Página 3 EmptySeg Jan 10, 2022 9:58 pm

Relembrando a primeira mensagem :

Sinfonia No. 1: Abertura

Aqui ocorrerá a aventura do(a) Marinheiro Azrael Zogan. A qual não possui narrador definido.

_________________

Sinfonia No. 1: Abertura - Página 3 J09J2lK
Ir para o topo Ir para baixo
https://www.allbluerpg.com/t360-agatha-harkness https://www.allbluerpg.com/t2343-capitulo-i-poesia-com-uma-espada Conectado

AutorMensagem
Formiga
Desenvolvedor
Formiga


Imagem : Sinfonia No. 1: Abertura - Página 3 Teste
Créditos : 21

Sinfonia No. 1: Abertura - Página 3 Empty
MensagemAssunto: Re: Sinfonia No. 1: Abertura   Sinfonia No. 1: Abertura - Página 3 EmptySex Jan 28, 2022 9:12 pm



Uh Puliça



O celestial continuava em seu combate acirrado, lidando com um oponente corpulento, que claramente não ligava para quem atingia em meio ao caos que estava o combate. Seu ataque estava prestes a acertar o marinheiro que saltou para trás, agindo com técnica para desferir alguns ataques com sua foice, visando acabar completamente com a vida daquele inimigo. A lâmina da sua foice atingia a carne do seu antagonista, perfurando o seu braço e rasgando cada vibra do seu músculo, no entanto, ela parecia travar no meio do caminho – VOCÊ NÃO VAI CONSEGUIR! – Gritou o homem nitidamente fazendo força no braço atingindo, usando daquele movimento para endurecer sua pele e impedir corte total do seu braço. Ele pulou para trás e seu corpo relaxou, deixando que a foice continuasse seu percurso e quase decepou seu braço por completo, deixando a parte do seu antebraço pendurada – MORTO! VOCÊ ESTÁ MORTO! – Gritou a figura enquanto observava o celestial.

Ele estava pronto para continuar o combate, porém, uma espécie de estrondo captou a atenção da maioria dos criminosos que estavam no ambiente. O som de passos pesados se aproximando indicaram aos inimigos que mais marinheiros estavam a caminho e a vantagem numérica que eles tinham estava prestes a acabar – HOMENS! VAMOS! – Gritou o tubarão dando um golpe extremamente pesado em Janna, fazendo-a voar por longos metros e se chocar em uma das casas que ali existiam. O grupo de inimigos então parti com velocidade para longe dali, se espalhando entre os becos das casas e correndo para longe. O tubarão partiu dando alguns saltos por cima das casas, escalando uma delas e partindo em fuga, sendo seguido por alguns marinheiros que não queriam deixá-los escapar. O oponente de Zogan também fugiu, aproveitando a movimentação dos seus aliados para se misturar entre os criminosos, mas uma sensação estranha acometia o marinheiro, ele sentia que uma hora ou outra iria encontrá-lo de novo.

Zogan teve o espaço hábil para fazer os primeiros socorros, rasgando suas roupas para ajudar nessa questão. Partindo logo em seguida em auxílio ao seu aliado que ainda estava enfrentando alguns inimigos remanescentes que não tinha conseguido espaço para fugir, o que proporcionou a Azrael usar um pouco mais da sua técnica com foice. Não demorou mais que alguns segundos para que o batalhão de apoio chegasse até ali, o grupo contava com cerca de trinta homens e um deles parecia seu lidar - Vamos continuar! Atrás deles. - Falou o homem de cabelos longos e amarelos, seguindo em direção aos becos e vielas existentes em sua frente. A maioria dos marinheiros estavam exaustos e outros feridos, inclusive a própria capitã que foi retirada do interior da casa por outros homens – MÉDICO! ELA PRECISA DE UM MÉDICO AGORA! – Gritou um deles enquanto colocava a mulher no chão, seu estado era deplorável, seu corpo estava ensanguentado e os ferimentos eram incontáveis.

Yama estava bem, alguns ferimentos em seu corpo, mas ele era resistente o bastante para não cair para aquilo. A situação era simples, aqueles homens que ficaram estavam por ali necessitando de ajuda, enquanto outros partiram com o batalhão na perseguição. Caso Zogan permanecesse ali ele teria bastante trabalho para ajudar da melhor maneira possível os marinheiros que precisavam dos seus conhecimentos, porém, caso fosse atrás junto com o restante do grupo, se veria imerso a uma espécie de emaranhado de becos, com curvas para todos os lados e parecendo mais um formigueiro do que ruas. Alguns focos de batalha podiam ser ouvidos por ele, mas ele precisava dar um jeito de chegar até esses pontos, correndo o risco de ser interceptado por inimigos ou até mesmo acabar caindo no meio deles.


Histórico:


Legenda:


Ir para o topo Ir para baixo
https://www.allbluerpg.com/t1843-nymeria-nymph Conectado
Dazor
Marinheiro
Dazor


Imagem : Sinfonia No. 1: Abertura - Página 3 350x120
Créditos : 05

Sinfonia No. 1: Abertura - Página 3 Empty
MensagemAssunto: Re: Sinfonia No. 1: Abertura   Sinfonia No. 1: Abertura - Página 3 EmptyTer Fev 01, 2022 10:47 pm

Pós-comabte


A luta estava bastante intensa e, após escapar da morte, consegui acertar um golpe para danificar de modo conciso meu inimigo: seu braço havia sido dilacerado. Mesmo com o dano recebido o brutamontes não pareceu se abalar, ele parecia uma besta e estava se preparando para atacar após urrar alguma coisa, eu soube que ele era forte quando conseguiu parar minha lâmina usando força bruta. Isso não havia me amedrontado, eu havia conseguido aplicar dano uma vez, outras vezes seriam mole. Entretanto, toda a dinâmica do combate mudou instantaneamente após um estrondo. Demorei para perceber que havia sido o líder dos malfeitores o autor, sinalizando retirada imediata.

Confesso que me perdi um pouco naquela bagunça: todos os bandidos correndo e tentando escapar de qualquer forma, correndo para os becos. Nossos reforços haviam chegado, vários marinheiros entrando em combate e virando a maré da situação, perseguindo os malfeitores. Eu sabia que ali, naquele momento, poderia me preocupar um pouco menos e foquei em ajudar Yama nos combates remanescentes para garantir que ficaria vivo. Felizmente eu não tinha praticamente nenhum ferimento, iria conferir e trocar as badagens daquele na lombar quando pudesse. Yama não parecia muito mal, então estava satisfeito com isso, infelizmente só Tobb não estava ali conosco. ~ Malditos malfeitores... Aproveitem essa folga, mas não irei parar até eliminar todos vocês. Pensaria, cerrando os punhos com descontentamento.

Então, nesse momento, iria na direção de Yama para tratar seus ferimentos, até ouvir alguns gritos: – MÉDICO! ELA PRECISA DE UM MÉDICO AGORA! Quando olhei na direção, vi várias pessoas e a capitã precisando de ajuda. Não pensaria 2 vezes e falaria para Yama: - Amigo, eu acho que você pode se cuidar agora, sua cabeça está sob seu pescoço, então tudo bem... Vou lá ajudar a capitã, já volto! Nesse momento avançaria rapidamente, correndo o máximo que podia na direção de Janna e gritaria no caminho - EU SOU MÉDICO, ME DEIXEM PASSAR! PRECISO DE SUPRIMENTOS PARA TRATAR A CAPITÃ! Chegaria até ela e começaria a tratá-la rapidamente. Faria seu diagnóstico, identificando ossos quebrados, hemorragias, cortes, roxos e tudo que pudesse naquele momento. Pediria para as pessoas ao meu redor suprimentos para cuidá-la, mas se não fosse possível, iria improvisar tudo. Bandagens seriam meu uniforme rasgado, tala seria pedaços de madeira, e álcool para esterializar seria até mesmo sakê se tivesse por perto. Por conhecer venenos, iria verificar também se ela não tinha nenhum sintoma de envenenamento. Faria de tudo para salvar a capitã, tentando mantê-la acordada com a minha voz, até sua saúde estabilizar: - Vamos capitã, você vai ficar bem! Você tem que se recuperar para dar o troco naquele maldito tubarão.

Conseguindo ou não salvá-la, em seguida iria olhar os feridos ao meu redor, ajudando e fazendo os primeiros socorros em quem eu pudesse, de forma improvisada se possivel. Não faria sentido perseguir os inimigos sem um plano, o melhor seria recueprar o máximo de companheiros possíveis para depois fazermos um ataque com força total. Ficaria com minha unidade e seguiria as ordens dos superiores, mas sempre prestando atenção em inimigos. Assim que pudesse, faria um relatório completo da minha experiência, inclusive falando do marinheiro que salvei e de seus atos suspeitos. Ele não poderia sair impune.

Considerações:
Objetivos:
Histórico:
Ir para o topo Ir para baixo
https://www.allbluerpg.com/t1018-azrael-zogan https://www.allbluerpg.com/t1021-sinfonia-no-1-abertura
Formiga
Desenvolvedor
Formiga


Imagem : Sinfonia No. 1: Abertura - Página 3 Teste
Créditos : 21

Sinfonia No. 1: Abertura - Página 3 Empty
MensagemAssunto: Re: Sinfonia No. 1: Abertura   Sinfonia No. 1: Abertura - Página 3 EmptyQui Fev 03, 2022 10:45 am



Uh Puliça



O ambiente caótico estava repleto de corpos sem vida e grunhidos de dor, algo realmente preocupante. O nosso protagonista não pensava duas vezes em partir em direção aos necessitados, principalmente da capitã que estava visivelmente destruída. Ele chegou com velocidade sendo acompanhado de outros homens que ofertaram itens necessários para um primeiros socorros, que foi realizado com técnica e agilidade por parte de Zogan. A situação da líder daquela missão era complicada, seus ossos estavam quebrados, seus órgãos internos não estavam bons o bastante e o líquido rubro da via escorria pelo seu corpo, no entanto, o auxílio do celestial foi algo crucial para que ela conseguisse se manter – na medida do possível – estável.

Mais pessoas chegavam, dessa vez um pequeno grupo composto por cinco membros que claramente faziam parte de alguma equipe médica - Você! Vi que estava ajudando a capitã, continue fazendo isso com os outros feridos! Precisamos estabilizá-los, uma equipe de resgate está vindo. - Falou uma mulher de cabelos azuis e pele imaculada como uma boneca de porcelana. Zogan tinha alguns itens doados pelos outros membros e também pela equipe, que voltava sua atenção para capitã – três dos cinco – e os outros dois partiam pelo campo de batalha cuidado daqueles que agonizavam de dor. Zogan provavelmente faria o mesmo e usaria de todo conhecimento obtido no passado para manter os defensores da lei com vida, mesmo que fosse um trabalho árduo, muito pior do que a batalha contra os inimigos momentos atrás.

O tempo passou e uma nova equipe chegou, com macas e outros itens do tipo para realizar o transporte dos feridos. Um homem robusto, com longos cabelos negros e tatuagens pelo corpo chegou ao local, ele vestia um traje da marinha e aparentava ser uma patente inferior a capitã, mas a aura ao redor dele indicava que era um homem forte - Todos escutem com atenção! - Falou um homem com uma voz imponente - Iremos retornar ao Quartel General, aqueles que puderem andar façam isso, quem estiver impossibilidade irá ser carregado. - Finalizou o homem sinalizando o caminho que deveriam tomar e os marinheiros que podiam andar já faziam isso, enquanto outros esperavam por a ajuda de um companheiro de farda.


Histórico:


Legenda:


Ir para o topo Ir para baixo
https://www.allbluerpg.com/t1843-nymeria-nymph Conectado
Dazor
Marinheiro
Dazor


Imagem : Sinfonia No. 1: Abertura - Página 3 350x120
Créditos : 05

Sinfonia No. 1: Abertura - Página 3 Empty
MensagemAssunto: Re: Sinfonia No. 1: Abertura   Sinfonia No. 1: Abertura - Página 3 EmptyQui Fev 03, 2022 9:39 pm

Re-Apresentação


A capitã visivelmente não estava bem e ao fazer seu diagnóstico tive a certeza disso. Porém eu era um médico capaz, com os recursos que me foram providos eu conseguiria mantê-la viva. - Segure as pontas, capitã, você não cairá hoje! Não sob a minha supervisão. E continuei fazendo meu trabalho até ser interrompido por um grupo que parecia ser os reforços médicos. Eles me interromperam, não deixaram eu terminar meu trabalho de recuperação de Janna, que ficaria perfeito, o que me deixou extremamente magoado. Eu havia ouvido as instruções de ajudar os outros feridos, mas só o que eu poderia pensar era: ~ Esses malditos vão realmente interromper meu trabalho perfeito? EU NÃO POSSO ACREDITAR... Eu tinha controle sob os meus sentimentos, mas não deixaria de chutar uma pedrinha ou outra enquanto me dirigiria aos demais feridos, até resmungando baixinho, mas não deixando ninguem me ouvir.

Em seguida faria meu trabalho de médico, tentando tratar os mais requisitados, indo na direção de Yama, pois queria saber se ele estava bem. Algo que buscaria era ver quais soldados ali eram fortes ou não, se fosse possível. Tentaria encontrar meu amigo e tratar seus ferimentos caso não estivesse inteiro, aproveitaria para analisar o meu próprio, que já sentia que estava bem melhor. Caso houvesse tempo, tentaria achar o corpo de Tobb, não queria que seu fim fosse tão lamentável e tentaria dar a ele um enterro digno, avisando os oficiais que cuidavam disso.

As coisas mudaram quando um homem grande e forte mandou todos de volta para o quartel-general. Eu não iria questionar suas ordens, ele parecia bem forte e intimidador, então ajudaria Yama ou algum soldado próximo que tivesse sua mobilidade reduzida e marcharia de volta ao quartel. No caminho eu buscaria avisar algum oficial sobre a traição e sobre os atos suspeitos daquele soldade de mais cedo. Ao chegar no quartel iria seguir todas as ordens, indo para onde tiver que ir ou fazendo os relatórios necessários, porém assim que tivesse uma chance, iria ao almoxerifado para buscar um uniforme inteiro e tomaria um banho. Eu não estava satisfeito com o resultado daquela batalha, então se tivesse a chance iria tentar participar de mais uma missão, mesmo que eu tivesse que me voluntariar. O mal não poderia ficar impune.

Considerações:
Objetivos:
Histórico:
Ir para o topo Ir para baixo
https://www.allbluerpg.com/t1018-azrael-zogan https://www.allbluerpg.com/t1021-sinfonia-no-1-abertura
Formiga
Desenvolvedor
Formiga


Imagem : Sinfonia No. 1: Abertura - Página 3 Teste
Créditos : 21

Sinfonia No. 1: Abertura - Página 3 Empty
MensagemAssunto: Re: Sinfonia No. 1: Abertura   Sinfonia No. 1: Abertura - Página 3 EmptySex Fev 04, 2022 2:18 pm



Uh Puliça



Zogan fez seu papel como um bom médico que era, ajudando da maneira que podia aqueles que necessitavam de cuidados. Nesse meio tempo percebeu que as dores em seu corpo haviam sumido e o ferimento causado pelo antagonista estava completamente curado. Yama estava relativamente bem, seu corpo estava ferido mas havia recebido os cuidados necessários, além disso, ele era um homem forte, não iria cair tão facilmente assim. A figura de liderança que surgiu naquele ambiente caótico, conseguiu acalmar os ânimos dos mais desesperados e controlar com maestria todo o ambiente. A fila estava seguindo seu caminho até o quartel general e Azrael ajudou seu amigo no trajeto, por melhor que estivesse, ainda sofria os incômodos causados pelos ferimentos em seu cor - Ele realmente se foi... - Disse o rapaz observando de longe alguns marinheiros colocando o corpo de Tobb dentro de um saco preto.

Naquele momento o protagonista teve uma real dimensão do caos que foi aquela batalha, percebendo um número alto de sacos pretos e ainda existiam homens cuidando dos outros mortos, aquilo era uma grande baixa na marinha. O quartel não demorou a dar suas caras e pelo caminho Zogan e outros marinheiros puderam perceber os olhares vindos dos moradores: alguns pareciam felizes com o estado deplorável dos defensores da lei; outros estavam preocupados e por fim alguns se mostravam indiferentes a situação, parecendo mais preocupados em retornar para o seu lar e sua rotina que foi interrompida pela batalha. De qualquer forma, a chegada ao quartel foi tranquila, os marinheiros que estavam em um bom estado foram liberados sem muitos problemas, enquanto outros continuaram a ser auxiliados pela equipe médica do quartel, sendo levados para enfermaria – como foi o caso de Yama –.

Zogan não foi chamado para fazer um relatório, pelo menos não naquele momento inicial, indo em direção ao almoxarifado atrás de novos trajes - Está achando que uniforme cai do céu? Não mesmo! Quando tivermos com mais em estoque, você será avisado. - Foi a resposta obtida de um velho ranzinza que cuidado do lugar, era possível ver que realmente não tinha muitos uniformes no estoque, será que algo estava impedindo a chegada de suprimentos para o quartel? Seria esse o resultado de ações por parte dos criminosos? Ou talvez fosse apenas uma má administração de recursos? De qualquer forma, o banho foi tomado e o máximo que ele podia fazer era lavar o seu próprio uniforme rasgado naquele momento, talvez, com as habilidades certas pudesse até mesmo costurar seu próprio traje. O dormitório onde Zogan estava era tomado pelo burburinho, marinheiros comentando sobre a missão que tinha sido realizada por Janna e também sobre a fuga dos malfeitores, pelo jeito nem mesmo o outro batalhão que partiu em perseguição, conseguiu encontrá-los.

O marinheiro estava livre por enquanto, tendo um tempo para pensar em todo o ocorrido, mesmo que estivesse focado e pronto para uma nova missão.


Histórico:


Legenda:


Ir para o topo Ir para baixo
https://www.allbluerpg.com/t1843-nymeria-nymph Conectado
Dazor
Marinheiro
Dazor


Imagem : Sinfonia No. 1: Abertura - Página 3 350x120
Créditos : 05

Sinfonia No. 1: Abertura - Página 3 Empty
MensagemAssunto: Re: Sinfonia No. 1: Abertura   Sinfonia No. 1: Abertura - Página 3 EmptySeg Fev 07, 2022 12:39 am

Tempo livre


Confesso que a volta para o quartel me deixou um pouco decepcionado. Ver que alguns do moradores da área não estavam torcendo por nós e feliz com nossas perdas me deixou enojado. ~ Como eles podem pensar assim? Ficar do lado dos malfeitores? Isso não faz o menor sentido... Queria ver o que fariam sem nossa proteção... Pensaria ao caminhar de volta para o quartel, encarando todas as pessoas que esboçassem felicidade ou alegria naquela situação. Eu não poderia fazer nada quanto àquilo, mas não tinha como deixar passar essa decepção.

Mais uma vez no quartel, porém eu não havia sido chamado para prestar um relatório ou qualquer coisa do tipo, eu tinha sido simplesmente liberado. No almoxerifado não haviam chegados novos uniformes, o que havia me feito pensar: ~ Gente, mas como assim eles não tem o item mais básico dos marinheiros? Isso não faz o menor sentido para mim... Aquele dia não estava sendo tão bom, tive que consentir e voltar para meu quarto, tomar banho e descansar um pouco, porém minha cabeça não conseguia parar e a única coisa que pairava na minha mente era como eu poderia fazer para ter uma vitória perfeita, e duas coisas importantes vieram a minha mente: agora tínhamos perdido o paradeiro dos malfeitores e eu não sabia como conduzir uma investigação para descobrir tais coisas. A outra era que eu não tinha a habilidade de me mover sorrateiramente, ocultar minha presença e desaparecer quando fosse preciso, sendo que estas seriam habilidades muito úteis.

Eu não poderia perder tempo fazendo nada esperando a próxima missão, então eu iria arrumar um jeito de aprender como fazer uma investigação e/ou melhorar minha furtividade. Para isso iria caminhar pelos campos de treino e pelo quartel-general, observando e tentando identificar se alguém fosse proficiente nisso e poderia me ensinar. Procuraria Yama também e perguntaria a ele se sabia e poderia me ensinar alguma dessas habilidades. Caso não fosse possível, iria em algum centro de informações da base perguntar para um oficial se poderia falar com algum investigador ou agente que soubesse bastante de furtividade. Iria fazer um pedido bem cordial e explicaria a situação que passamos e o motivo de eu querer melhorar minhas habilidades. Ficaria atento para ser chamado para missões também, não queria perder tempo com coisas adicionais, sendo esta a minha maior prioridade.

Considerações:
Objetivos:
Histórico:
Ir para o topo Ir para baixo
https://www.allbluerpg.com/t1018-azrael-zogan https://www.allbluerpg.com/t1021-sinfonia-no-1-abertura
Formiga
Desenvolvedor
Formiga


Imagem : Sinfonia No. 1: Abertura - Página 3 Teste
Créditos : 21

Sinfonia No. 1: Abertura - Página 3 Empty
MensagemAssunto: Re: Sinfonia No. 1: Abertura   Sinfonia No. 1: Abertura - Página 3 EmptyTer Fev 08, 2022 11:27 am



Uh Puliça



A situação de Zogan não era das melhores, em sua primeira missão acabou perdendo um dos seus companheiros de viagem e notou a precariedade da instituição em Kano, realmente, as coisas não estavam boas para os marinheiros. De qualquer modo, ele agora buscava por um professor que pudesse ensiná-lo algumas novas técnicas, como furtividade e investigação. Procurou no quartel general alguém que estivesse por ali treinando ou ensinando algum outro grupo de marinheiros, mas infelizmente não encontrou ninguém. Sua busca não parou por aí, indo até Yama que se encontrava na enfermaria – que estava lotada - E aí! - Falou o homem interagindo com o celestial, recebendo a informação sobre sua demanda - Ei amigo, você que está aqui a mais tempo, onde alguém pode aprender alguns truques novos? - Indagou para outro rapaz que estava na maca ao lado.

Enfim, a criatura angelical soube rapidamente onde ir, partindo em direção a uma espécie de centro de treinamento, um grande tempo anexado ao quartel general. Lá encontrou um homem alto, de cabelos pretos e algumas cicatrizes espalhadas pelo seu corpo; seus músculos eram grandes e bem construídos, mostrando a dedicação que ele teve em construir aquela armadura de carne. Ele estava realizando alguns exercícios básicos de calistenia em uma das barras metálicas espalhadas pelo lugar.

OBS: Dazor, no seu próximo post já pode realizar seu treino. Controlando o NPC para lhe ensinar tudo necessário para a Furtividade, só não pode usá-lo para receber nenhuma informação fora disso.


Histórico:


Legenda:


Ir para o topo Ir para baixo
https://www.allbluerpg.com/t1843-nymeria-nymph Conectado
Dazor
Marinheiro
Dazor


Imagem : Sinfonia No. 1: Abertura - Página 3 350x120
Créditos : 05

Sinfonia No. 1: Abertura - Página 3 Empty
MensagemAssunto: Re: Sinfonia No. 1: Abertura   Sinfonia No. 1: Abertura - Página 3 EmptyTer Fev 08, 2022 11:14 pm

Aprendizado



Não havia sido fácil encontrar um professor, procurei no quartel inteiro e somente depois de uma dica valiosíssima, eu consegui achar alguém que poderia me ajudar. Sua musculatura e porte físico eram invejáveis, ~ Será qual a sua especialidade? Certamente deve ser um lutador feroz. Pensei antes de abordá-lo.

~~ Início do Aprendizado ~~

Fui me aproximando com cuidado daquela grande figura, mas antes disso ouvi um barulho grande atrás de mim. Virei para conferir e não parecia nada, porém ao voltar meus olhos para onde estava o musculoso se exercitando eu percebi que ele havia sumido completamente. Eu já ia levantar a mão para coçar a cabeça, porém fui interrompido subitamente por uma voz bem grossa atrás de mim. - Quem é você e o que você quer comigo? Ele disse de modo firme e eu ainda estava confuso sobre como aquela montanha de músculos havia se movido tão sorrateiramente. - Eu, eu... Meu nome é Azrael, eu sou um Soldado da Marinha e me indicaram você para me ensinar sobre furtividade. Você poderia me ajudar com isso? Diria demonstrando humildade e respeito. Em seguida ele bateria nas minhas costas amigavelmente, já caminhando para minha frente bem sorridente, tendo uma estranha e súbita mudança de atitude. - Ah, então é isso? Vamos lá que vou te mostrar como fazer. E realmente, você precisa de ajuda porque eu já havia sentido sua presença de longe! Cordialmente, eu diria, mesmo após essa crítica: - Nossa, muito obrigado! Mas qual o seu nome?

Ele, após me ouvir, ignoraria completamente minha pergunta, começaria a andar em volta de mim e já começaria uma explicação: - Vamos começar! Para ser furtivo você deve ter um controle corporal bem preciso. Eu vi que você já tem algum físico, mas lhe falta ódio controle. São duas coisas basicamente que você tem que fazer: controlar sua respiração, que consequentemente irá mexer com sua frequência cardíaca, e controlar seus passos. Ele diria de forma confiante.  Quando você controla sua respiração, você fica menos perceptível e consegue omitir sua preença, desse jeito. Em seguida ele, de forma claramente exagerada, controlaria sua respiração, de modo a me mostrar como, e eu perderia completamente noção da sua presença, mesmo ele estando na minha frente, parecia algo surreal. - A segunda parte é controlar seus passos. Você deve pisar de forma suave, tentando diminuir o contato com o chão e não fazer barulho, assim... Depois de falar, ele caminharia de forma extremamente silenciosa ao meu redor, a ponto de eu perder onde ele estava. Eu só voltaria a vê-lo quando ele apareceu na minha frente dando um peteleco na minha testa. - Agora é sua vez! Esconda sua presença!

Ao ouvir as palavras daquela figura sem nome, eu iria esfregar o lugar do peteleco, mas nem poderia questionar suas habilidades. Eu sabia que dominar esses fundamentos iriam ajudar bastante no meu combate, portanto iria começar sem demora. - Vamos lá! Buscaria controlar a respiração fazendo do mesmo jeito que meu professor havia feito. Não era algo fácil de se fazer, só fui conseguir ter algum progresso na oitava tentativa. - Tenha mais calma, concentre-se na consciência do seu corpo. Diria ele buscando me ajudar. Continuaria praticando, até que conseguiria fazer como meu mestre, não parando de treinar mesmo com erros sucessivos. Após perceber meu sucesso, o professor diria: - Ótimo! Você consegue fazer isso, mas agora tente deixar mais natural, mais fluido. Tente ocultar sua presença como se fosse algo que você nasceu fazendo. Ouvindo isso, voltaria a treinar, omitindo e emitindo minha presença sucessivamente, mudando a frequência também, ficando mais tempo oculto e depois menos tempo, até pegar o jeito.

- E não é que você aprende rápido? Mas agora que vamos ver se você entendeu ou não. Vamos melhorar sua caminhada, faça desse jeito aqui... Diria ele se movimentando sem fazer um barulho. - Seu teste final vai ser conseguir assustar alguém chegando de surpresa. Diria ele em um ultimato. - Sem problemas! Eu falaria animado com a habilidade que estava aprendendo, e começaria a andar pelo espaço tentando entender meu jeito de caminhar. Eu via que não era fácil, as vezes pisava forte demais, o que fazia meu professor rir, outras vezes tinha contato demais com o chão. Eu tentaria mais umas 12 vezes, até que teria conseguido reproduzir a caminhada. Faltava agora assustar alguém para completar meu treinamento.

Ali no quartel eu tinha que tomar cuidado, por isso iria tentar com algum soldado para não ter problemas. As primeiras tentativas não foram fáceis, no último momento ou eu pisava errado, ou descontrolava a respiração, com o coração acelerando pela adrenalina, fazendo com que as pessoas me percebessem antes da hora, foi na quinta tentativa que conseguiria assustar completamente um soldado com minha aparição.  - Calma, calma! Eu queria dar um susto no meu amigo, acho que confundi você com ele! E me desuclparia e já saindo de fininho. Agora voltaria ao meu professor, falando: - Consegui! Muito obrigado por me ensinar, mas qual seria seu nome? Ele, já se afastando, diria: - Por nada! Meu nome vai ficar oculto, melhor assim! E desapareceria em seguida, pelo quartel. ~ Ele é habilidoso, mas que esquisitão... De qualquer forma gratidão pelos ensinamentos.

~~ Fim do Aprendizado ~~

Agora, depois de me munir com uma nova habilidade, iria ficar atento para possíveis chamados dos meus superiores. Eu queria fazer mais missões, avançar na hierarquia e fazer meu nome, não poderia ficar parado. Eu iria me apresentar imediatamente quando chamado, já munido de minhas armas para a próxima missão. Se fosse requisitada minha ajuda, também iria. Se fosse necessário fazer o relatório, o faria dando todos os detalhes frisando a parte da traição e do marinheiro suspeito.

Considerações:
Objetivos:
Histórico:
Ir para o topo Ir para baixo
https://www.allbluerpg.com/t1018-azrael-zogan https://www.allbluerpg.com/t1021-sinfonia-no-1-abertura
Formiga
Desenvolvedor
Formiga


Imagem : Sinfonia No. 1: Abertura - Página 3 Teste
Créditos : 21

Sinfonia No. 1: Abertura - Página 3 Empty
MensagemAssunto: Re: Sinfonia No. 1: Abertura   Sinfonia No. 1: Abertura - Página 3 EmptySex Fev 11, 2022 9:58 pm



Uh Puliça



O aprendizado do Celestial ocorreu de forma orgânica, adquirindo agora habilidades que tornavam seus passos mais suaves, quase que imperceptíveis. Por fim, logo após seu aprendizado o homem se mostrava ávido em busca de novas missões, cogitando a ideia até mesmo de fazer o relatório, coisa que ainda não tinha sido chamado para fazer. Não demorou muito para ser abordado por um marinheiro comum, aparentemente da mesma patente que a do nosso querido protagonista - O tenente Wiskas está lhe chamando, vá até sua sala. - Falou o homem dando toda a localização de onde a sala do tenente ficava. Não era longe do ponto inicial do marinheiro, sendo necessário subir alguns vãos de escada e virar em um corredor extenso, tonalizado com as cores típicas da marinha.

A porta estava entreaberta e pela pequena fresta Zogan pode ver parte do interior: uma mesa retangular de cor marfim com alguns documentos em cima, além de um pequeno porta retrato que estava virado na direção da cadeira do Tenente. Por sinal, o próprio estava repousado em sua confortável cadeira, assinando alguns papéis e logo notou a presença do marinheiro, antes mesmo que ele tivesse tempo de bater na porta - Por favor, entre. - Falou o homem com voz serena. Seus olhos verdes encontraram os do celestial, seu traje era bem simples, um uniforme da marinha com algumas medalhas em seu peito. Seu cabelo era grisalho, mas sua aparência não o retrata como um velho, na verdade, seu corpo era bem construído - Pode sentar, fique à vontade. - Continuou o homem.

O interior da sala era ligeiramente grande, contava com uma janela que dava para os fundos do Quartel General, o ambiente também contava com um pequeno armário sem portas fixado no parede, no qual carregava algumas premiações do homem - Lhe chamei aqui primeiro para fazer o relatório sobre tudo o que passou durante sua missão, aliás, meus parabéns. - Aquele elogio podia soar estranho para Zogan, já que eles acabaram deixando o inimigo escapar - São poucos os homens com determinação e coragem necessária para se jogar em meio a batalha, outros homens ficaram motivados com suas ações, você está em cerca de sete relatórios até agora. - Continuou o homem - Mas quero ouvir e que também documente tudo o que passou, mas antes, aqui está o pagamento pela sua missão. Por mais que a captura tenha dado errado, o cerco foi feito com maestria. - Concluiu o homem entregando alguns papéis onde era necessário assinar o nome, matrícula e tinha espaço necessário para que Zogan pudesse detalhar tudo o que passou.


Histórico:


Legenda:


Ir para o topo Ir para baixo
https://www.allbluerpg.com/t1843-nymeria-nymph Conectado
Dazor
Marinheiro
Dazor


Imagem : Sinfonia No. 1: Abertura - Página 3 350x120
Créditos : 05

Sinfonia No. 1: Abertura - Página 3 Empty
MensagemAssunto: Re: Sinfonia No. 1: Abertura   Sinfonia No. 1: Abertura - Página 3 EmptyTer Fev 15, 2022 12:29 am

Relatório


Após meu treino eu finalmente havia sido chamado para prestar meu depoimento, eu mal esperava por aquele momento em que poderia transmitir toda a experiência vivida durante a missão. Não iria demorar e iria direto para a sala indicada. Chegando lá eu pude perceber pela aparência do tenente Wiskas toda a sua experiência, ele tinha uma aura que não pertencia a uma pessoa comum. Logo de cara eu já fui surpreendido ao receber os parabéns daquela figura imponente. ~ Mas... Nós tivemos várias baixas, não completamos a missão e ainda estou recebendo os parabéns... Pensaria com ar de dúvida. Mas logo em seguida tudo ficaria claro, meu comprometimento e determinação acabou por ser notado por outros soldados.

Eu controlaria minhas emoções, ficando firme e demonstrando determinação para dizer: - Eu só cumpri meu papel de soldado, senhor! Fico feliz de poder ajudar meus companheiros. E após proferir tais palavras iria fazer uma continência. ~ Eu estou sendo notado! Espero que esse renome possa ser positivo no futuro! Pensaria animado, para em seguida começar meu relatório, fazendo ele com perfeição, dando todos os detalhes relevantes, como o marinheiro traidor e o porquê de minha suspeita; a traição por um de nós, a estratégia que usei para animar os marinheiros e ajudar a virar a batalha, o estilo de luta dos malfeitores e falaria da bravura da capitã Janna. Por fim perguntaria se ela já estava melhor e recuperada da batalha. Pediria desculpas pelas minhas roupas esfarrapadas, explicando a situação do almoxerifado.

Ao terminar diria que estava disponível para uma próxima missão, que estava animado para ajudar a corporação e eliminar o mal que estava ali na cidade. Ouviria as palavras e instruçòes do meu superior, seguria a risca tudo e faria os preparativos necessários para minha próxima missão ou tarefa. Mal poderia esperar para os próximos episódios de minha aventura!

Considerações:
Objetivos:
Histórico:
Ir para o topo Ir para baixo
https://www.allbluerpg.com/t1018-azrael-zogan https://www.allbluerpg.com/t1021-sinfonia-no-1-abertura
Formiga
Desenvolvedor
Formiga


Imagem : Sinfonia No. 1: Abertura - Página 3 Teste
Créditos : 21

Sinfonia No. 1: Abertura - Página 3 Empty
MensagemAssunto: Re: Sinfonia No. 1: Abertura   Sinfonia No. 1: Abertura - Página 3 EmptySex Fev 18, 2022 1:11 pm



Uh Puliça



O relatório foi feito por Zogan sem mais delongas, colocando todas as informações no papel e posteriormente perguntando sobre a capitã - Sim, ela está bem. Vai se recuperar! - Falou o homem em resposta à pergunta do protagonista - Sem problemas, estamos realmente com falta de suprimentos. Ultimamente a revolução tem dado trabalho, mas iremos superá-la como sempre fizemos. - Continuou o homem com um sorriso confiante no rosto, se mostrando um verdadeiro marinheiro. Enfim, o Celestial se colocou também a disposição para uma nova missão e aquilo foi ponderado pelo homem, que levou sua mão no queixo deixando que a expressão pensativa tomasse conta da sua face - Veja, entendo sua vontade... mas no momento acho melhor você pegar leve, pelo menos por enquanto. - Falou o homem abrindo a gaveta e pegando uma chave grande - Temos um depósito que está precisando de uma arrumação, sei que não é o que você quer, mas espero que se empenha na missão que estou lhe dando. Use esse tempo para refletir, descansar e também ficar bem emocionalmente para a próxima missão que irei lhe designar, que ocorrerá amanhã. - Concluiu o homem dando todas as instruções para que Zogan chegasse até o lugar, dispensando ele em seguida.

Enfim, caso fosse diretamente para o lugar, veria que o anexo não ficava muito longe dali, sendo um grande templo com arquitetura semelhante às demais existentes no lugar. A aparência do anexo estava ligeiramente destruída e o interior cheirava a mofo e poeira, além de ter um montante de caixas e itens diversos amontoados de maneira irregular. Talvez fosse até mesmo possível ele encontrar um uniforme novo para ele, mesmo que estivesse empoeirado, talvez pudesse servir. No lugar tinha copos, talheres, panelas e frigideiras, além de matérias para criação de armas – como lingotes metálicos -, enfim, uma série de itens. Ele teria que arrumar tudo aquilo, limpar o grande salão e ajeitar da maneira que achasse melhor para organização do lugar.


Histórico:


Legenda:


Ir para o topo Ir para baixo
https://www.allbluerpg.com/t1843-nymeria-nymph Conectado
 
Sinfonia No. 1: Abertura
Ir para o topo 
Página 3 de 3Ir à página : Anterior  1, 2, 3

Permissões neste sub-fórumNão podes responder a tópicos
All Blue RPG :: Oceanos :: Blues :: West Blue :: 80ª Filial da Marinha-
Ir para: