Tópicos Recentes
Destaques
Klaus
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Akira
Sasha
Ás
Shiori
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Últimos assuntos
Criação de AventurasHoje à(s) 7:49 pmpor  ShioriShiori MiyamotoHoje à(s) 7:35 pmpor  ShioriSasha SparksHoje à(s) 7:10 pmpor  Sashaficha Aika KinHoje à(s) 7:04 pmpor  mestrejFormika D. SmilinguidaHoje à(s) 7:02 pmpor  FormigaPorradaria e Fuga: Grand Line Drift. [3]Hoje à(s) 6:59 pmpor  NekkyotoSasha & Shiori: The Brave and The Bold.Hoje à(s) 6:51 pmpor  FormigaLoja de CréditosHoje à(s) 6:46 pmpor  SamiraCréditosHoje à(s) 5:33 pmpor  Formiga I — Te vejo por aí, caubói. Hoje à(s) 4:18 pmpor  Mendonca
Página 1 de 1
Lyosha
Ver perfil do usuário
Imagem : Pyatidrov Im-out-disappear
Créditos : 42
Localização : Lvneel
LyoshaAdministrador
https://www.allbluerpg.com/t1056-lyosha-bulgakov#10148 https://www.allbluerpg.com/t1725-iii-death-or-paradise#18228
Pyatidrov Seg Out 04, 2021 8:11 pm


Pyatidrov




INFORMAÇÕES

Nome: Pyatidrov
Sistema de Governo: Monarquia
Regente: Czar Ivan Krivonischenko
Densidade Populacional: Média
Religião: Nenhuma predominante
Clima: Ilha de Inverno
Temperatura Média: -50ºC
Geografia: Com um clima congelante por todo o ano, Pyatidrov não possui florestas, somente algumas poucas árvores espalhadas na parte mais oeste da ilha, sendo bastante montanhosa, com elevações e montes pequenos por quase toda a sua extensão, em especial a grande montanha ao sul da ilha. De três lados da ilha entram rios que vêm do mar, juntando-se com um rio que desce da alta montanha para formar um grande lago no centro da ilha.





HISTÓRIA

Pyatidrov nunca foi um lugar fácil de se viver. Desde sempre a ilha foi assolada por um inverno eterno que cobre sua superfície com neve e gelo, com temperaturas tão baixas que qualquer ser vivo que vive ali se adapta ou morre. Os primeiros humanos que chamaram a ilha de lar passaram por dificuldades extremas, lutando para sobreviverem, usando as peles dos animais que caçavam como agasalho. Além dos humanos, existia na ilha também uma tribo de mink mais antiga, que já se instalava aqui antes da chegada dos humanos, e por mais que seus corpos já possuíssem pelagens espessas, ainda sofriam com o inverno cruel, e se viam sempre em conflito com os humanos pelos recursos escassos, de modo que as duas tribos guerreavam entre si pela sobrevivência naquele ambiente hostil, com mortes de ambos os lados.

Entretanto, mesmo com a força superior dos minks, a balança virou quando os humanos descobriram sobre os Búfalos da Nevasca, uma espécie gigantesca de ruminantes que observaram em meio a nevascas sem sofrer nenhum problema com o frio mortal. Quando começaram a se juntar para caçar essas criaturas enormes, que podiam chegar a vários metros de altura, descobriram que sua pelagem era capaz de absorver o calor do ambiente, mesmo de um lugar congelante como aquele, e servia quase como um aquecedor pessoal para quem a vestia, substituindo então as muitas camadas de peles que os habitantes usavam para sobreviver ao frio. Os minks, que se organizavam de forma mais individualista que os humanos, não foram capazes de caçar os enormes búfalos, e mesmo com as disputas entre as duas espécies, como o grande animal fornecia não apenas pelagem como carne em abundância, decidiram colocar suas diferenças de lado e se unirem para sobreviver.

Com a introdução das peles dos búfalos, os habitantes da ilha inóspita finalmente conquistaram o inverno, permitindo caças mais frutíferas e a expansão da cidades, tornando-se enfim um reino estável das duas espécies no meio daquele inferno gelado, e conseguindo se abrir para o exterior quando se desenvolveram o suficiente para construírem um porto. Com a importação de metais e frutas, além de outros itens que não existiam na ilha, além de alguns outros em pouquíssima quantidade, a principal cidade da ilha tomou a forma como se conhece hoje, tão imponente quanto qualquer reino do exterior, e conseguiram produzir equipamentos para cortar e exportar o gelo em abundância na ilha, ao descobrirem sobre o Gelo Eterno produzido naturalmente no lago do centro da ilha. A pele e carne dos Búfalos da Nevasca e o Gelo Eterno se tornaram os principais bens de exportação da ilha, chamando a atenção do Governo Mundial, que começou a investir em anexar Pyatidrov.

Entretanto, o Czar da época temeu perder poder na ilha caso se juntasse ao Governo, recusando a proposta, o que não foi bem visto pela Gorousei, que ordenou a execução de um embargo na ilha, para cortar as importações e exportações, o que abalou profundamente a economia da ilha, que dependia de muitos bens que vinham de fora para se sustentar, o que causou uma guerra civil entre as forças do Czar e o povo, que queria preservar o estilo de vida minimamente decente que adquiriam quando abriram a ilha. Após muitas mortes no que ficou conhecido como Revolução Vermelha, por causa da neve tingida de vermelho com o sangue dos mortos após os conflitos, o Czar aceitou a demanda popular temendo perder sua vida, e aceitou se juntar ao Governo Mundial para que o embargo se encerrasse.

Como parte do acordo para o fim do embargo, além da anexação no Governo Mundial, a ilha recebeu uma base da marinha, que se tornou uma força militar oposta ao exército do Czar no reino. Com o comércio com o exterior após o fim do embargo Lukomorye continuou prosperando com o tempo, por mais que os cidadãos não tenham se esquecido da chantagem do Governo, e os Czares posteriores partilhem do sentimento, vendo os marinheiros na ilha com maus olhos, o que vez ou outra leva a desentendimentos entre os marinheiros e o Exército Branco, mas todos tentam controlar os ânimos o melhor possível para manter o convívio pacifico e não darem ao inverno brutal mais uma chance de vencer após tanto tempo.



LOCAIS IMPORTANTES

Lukomorye
A cidade principal da ilha, onde minks e humanos vivem juntos, localizada em uma das poucas áreas planas da ilha e de frente para o porto, é bastante desenvolvida, com muitas construções grandes e imponentes. Mas por mais avançada que tenha se tornado, o frio da ilha ainda é avassalador, com as ruas cobertas em camadas de neve e temperaturas tão baixas que congelam a água quase instantaneamente, fazendo os rios que vão para ali terem sua superfície congelada. Aqueles que não ficam devidamente protegidos da temperatura, seja com muitas camadas de roupas normais ou com peças de pele de Búfalo da Nevasca logo se veem com hipotermia, de modo que todos os habitantes estão sempre muito bem agasalhados. Um ditado popular na cidade diz “É dividir o calor ou morrer de frio”, que deixa claro o caráter comunitário de seus habitantes, que trabalham juntos para sobreviver naquele ambiente opressor, independentemente da raça, apesar da clara divisão entre os ricos (boiardos) e os trabalhadores (mujiques). Mas a característica mais impressionante sobre Lukomorye são suas auroras boreais, que ocorrem todas as noites sobre a cidade, em espetáculos visuais impressionantes, sendo considerada um paraíso por alguns e um inferno por outros.

Palácio da Aurora: Lar do Czar e sua família, também é onde o Exército Branco se localiza, com áreas de treinamento para os soldados e onde os batalhões recebem ordens do general Kozlov, que serve diretamente o Czar. É a maior construção da cidade, com suas duas torres principais tão altas que conseguem quase tocar a aurora boreal durante a noite, erguendo-se imponente entre o fenômeno de luz, de onde vem o seu nome. Também é onde muitos dos boiardos frequentam.

Estalagem Obnimat: Em Pyatidrov, a única forma de sobreviver é em união, lição que os humanos e minks precisaram aprender da maneira mais difícil, mas que os visitantes não precisam sofrer para entender. Para aqueles que chegam na cidade gélida, é possível se aconchegar na estalagem Obnimat, preparada e equipada para ajudar os visitantes a suportarem as provações da natureza e por preços muito abaixo do que se esperaria de um local tão bem equipado, com muitos quartos e com 4 refeições por dia.

Porto Congelado: O porto foi o que abriu as fronteiras para que a cidade se relacionasse com as outras ilhas do mundo e pudesse prosperar mesmo no inferno de Pyatidrov, já que antes disso, a água ao redor da ilha congelava em sua superfície, dificultando a aproximação dos navios, mas o porto se tornou um local seguro para os barcos atracarem, sendo feitas quebras regulares no gelo que se forma para desobstruir o caminho das embarcações.

Centro Comunitário: Em Pyatidrov todos trabalham juntos para sobreviver, e é no centro comunitário criado pelo antigo Czar que aqueles que precisam recebem ajuda. Quem não tem dinheiro ou condições para frequentar os restaurantes pela cidade, ou que não foi capaz de adquirir comida suficiente para o mês tem aqui a garantia de uma refeição decente, geralmente ensopados quentes, e os feridos podem ser tratados aqui, tudo de forma gratuita. Qualquer um capacitado pode se voluntariar para trabalhar no centro comunitário, recebendo pagamento do próprio Czar pelos serviços prestados.

Mercado de Peles: Um dos lugares mais importantes da ilha, não só para os nativos, como para os visitantes também, é um grande mercado situado na avenida principal da cidade, que leva para o Palácio da Aurora, onde se vendem não apenas pele de animais, mas também carnes e outros produtos que os moradores de Lukomorye compram para se abastecer. É aqui que se vende a carne e a pelagem dos Búfalos da Nevasca, que apesar de serem produtos caríssimos fora da ilha, aqui são apenas ligeiramente mais caros que produtos normais, sendo as principais compras feitas pelos habitantes, principalmente uma peça de vestuário feita da pele do búfalo chamada pelos habitantes de Telogreika, como um casaco longo que chega até os pés.

Quartel General G-63: Localizado próximo do palácio, tanto os marinheiros quanto o Exército Branco do Czar tem a mesma função na ilha: proteger os cidadãos e capturar criminosos. A grande diferença entre os dois é que os guardas do rei pouco se importam com criminosos do Governo Mundial desde que não façam confusão na ilha, por vezes até mesmo causando confusão com os marinheiros quando decidem caçar procurados que não fizeram nada na ilha quando isso gera mais problemas para os habitantes da cidade do que seria se não agissem. Muitas pessoas ainda vêem os marinheiros com maus olhos pela forma como forçaram sua entrada na ilha, gerando uma guerra civil sangrenta, e por isso são amplamente denegridos em detrimento do Exército Branco do Czar, mas os marinheiros seguem fazendo seu trabalho, sendo amados ou não.

Maly Kitezh
Localizada às margens do lago Svetloyar, o lago central da ilha, é uma cidadezinha pequena criada para facilitar a extração do Gelo Eterno, em vez dos trabalhadores terem que ficar indo e voltando de Lukomorye. É pequena e mais simples, onde moram apenas as famílias dos colhedores de gelo e o boiardo que comanda a extração do gelo. Cerca de uma vez por semana, caso o caminho não esteja obstruído por uma nevasca, uma caravana é enviada até a cidadezinha para recolher os blocos de Gelo Eterno para serem levadas para a cidade principal e exportados.

Lago Svetloyar: De todos os lugares da ilha, o Lago Sveltloyar é um dos locais mais fascinantes, devido ao fato de aqui ser produzido o que chamam de Gelo Eterno, um bloco de gelo que nunca derrete. Não se sabe ao certo como o processo ocorre, mas especula-se que tenha algo a ver com a mistura dos 3 rios que vem de pontos opostos da ilha, com água do mar, juntos do rio que vem da montanha Vyraj, com minerais específicos, além do frio intenso da ilha, que causa a peculiar formação do gelo. O que se sabe de fato é que a superfície do lago, quando congela por causa do frio, gelo cristais de gelo que se mantém intactos mesmo quando jogados no fogo ou largados no deserto, que são coletados pelos colhedores de gelo e exportados para o mundo todo, principalmente para refrigeração em longas viagens e para culinária.

Cantina dos Colhedores: Diferentemente de Lukomorye, onde as refeições comunitárias só são feitas pelas famílias em necessidade que não foram capazes de arrumar o próprio alimento, em Maly Kitezh, como todos os homens e mulheres trabalham com a coleta do Gelo Eterno e moram longe do mercado da cidade costeira, todos comem em comunidade em uma cantina com suprimentos que vem de Lukomorye, revezando turnos para comer a refeição enquanto outros continuam o trabalho de extração.

Mansão de Inverno: Todo o processo de extração do gelo do lago Svetloyar, por ser uma atividade muito lucrativa para a ilha, é supervisionada por um boiardo, que reside em uma mansão na cidade simples, sendo a única construção realmente bem feita em Maly Kitezh. Enquanto ele e seus homens não estão supervisionando o trabalho braçal, é na mansão bem abastecida que matam o tempo, vivendo com muito mais qualidade que os mujiques que também moram na cidade.

Tundra Cruel
Cobrindo a maior parte da extensão da ilha, a Tundra Cruel é uma extensa tundra gélida cheia de formações rochosas elevadas, como morros e montanhas, tornando a viagem pela ilha uma tarefa difícil e perigosa. Dos três rios que vem do mar, dois vem daqui, enquanto o terceiro vem de Lukomorye, e está repleta de animais selvagens adaptados ao frio extremo da ilha, entre eles os Búfalos da Nevasca, enormes ruminantes que podem chegar à 15 metros de altura com pelagem que serve como um aquecedor natural e com carne extremamente saborosa e com bastante gordura. Eles vivem principalmente perto da base da montanha, se alimentando da vegetação rasteira que sobrevive na tundra, e são extremamente dóceis, principalmente por nunca terem tido um predador. Entretanto, ao serem atacados, fogem em grande velocidade, e sua pelagem quente é bastante rígida, sendo quase impossível caça-los sozinho.

Montanha Vyraj: Também chamado de Pico do Mundo, é uma das maiores montanhas conhecidas, com seu topo chegando até as nuvens. Muitos já tentaram a escalar, mas poucos foram os que conseguiram voltar. É dela que nasce um dos quatro rios que formam o lago Svetloyar, com a superfície congelada e seguindo montanha abaixo por baixo da camada de gelo. Também é em volta da montanha que os Búfalos da Nevasca costumam se concentrar, já que nem mesmo as avalanches ocasionais fazem algo contra seus corpos quentes e massivos.

Rancho Gelado: Localizado na base da Montanha Vyraj, no lado oposto ao das cidades, se localiza um rancho enorme, com proporções muito maiores do que as de humanos, onde um gigante cria Búfalos da Nevasca, atividade muito mais tranquila do que a caça dessas criaturas, e é daqui que a maioria dos estoques da cidade vem. Toda a fazenda é de tamanho gigante, com currais grandes o suficiente para caber os búfalos colossais, de modo que qualquer um corajoso o suficiente para atravessar a tundra até aqui se vê estupefato pelas proporções do lugar.

Cabana da Vovozinha: Um dos locais mais temidos pelos nativos da ilha, a Cabana da Vovozinha é uma grande cabana de madeira com pernas feitas de várias tábuas pregadas que fica vagando pela tundra, em especial a parte oeste, onde existem algumas árvores, como se fosse uma criatura viva. É nela que mora uma lenda da ilha, chamada Matushka, uma velha bruxa temida por todos os moradores de Pyatidrov. Como não há como saber a localização da cabana por estar sempre em movimento, recomenda-se que todos fiquem sempre atentos aos arredores e fugirem caso avistem a cabana, e que mantenha sempre distância da parte oeste da ilha.



NPC's IMPORTANTES

Ivan Krivonischenko
Descrição: Ivan é a pessoa mais importante de toda a ilha, ocupando atualmente o cargo de Czar, a autoridade máxima em Pyatidrov, por vezes conhecido também como Czar Branco, adição feita pelas condições da ilha de inverno. É um homem sensato, que sabe o quão difícil é a vida dos mujiques, e que estimula a união para a sobrevivência, financiando o Centro Comunitário. Entretanto, sabe que é preciso de um governante forte para guiar o povo em situações difíceis, o que na ilha é o tempo todo, e sabe ser rígido quando é necessário. Assim como seus antecessores, tem um forte desgosto pela presença da marinha na ilha não por isso significar diminuição do seu poder, mas pela história de como se instalaram ali, e apesar de não os antagonizar diretamente, comanda o Exército Branco de forma a prejudicar o máximo possível a atuação dos marinheiros sem que isso fique demasiadamente óbvio.
Nível: 6
Estilo de Combate: Não Luta

Zinaida Krivonischenko Ivanova
Descrição: Filha única do Czar Branco, a Grã-Duquesa é a herdeira direta ao trono, destinada a casar-se e se tornar Czarina quando seu pai morrer. Assim como o Czar, acredita que o povo só conseguirá continuar sobrevivendo na ilha caso se mantenham unidos, e teme que uma nova guerra civil como a Revolução Vermelha ocorra novamente. Junto do seu urso de estimação domesticado e treinado, é vista constantemente passeando pela cidade, interagindo com o povo e até mesmo fazendo rápidos passeios fora da cidade. Mesmo que seu pai sempre a repreenda, a mulher tem confiança que Nesti, seu urso, sempre irá protegê-la e destroçar qualquer um que ouse a ameaçar.
Nível: 7
Estilo de Combate: Não luta

Nikolay Doroshenko
Descrição: Responsável por Maly Kitezh, é um dos muitos boiardos com muitas posses que enriqueceram com a abertura de Pyatidrov. É um homem mesquinho e egoísta, que pouco trabalha na supervisão da pequena cidade, preferindo passar seu tempo na mansão luxuosa e mandando seus homens fazer o trabalho no seu lugar. Por mais que não goste muito da ideia de ficar naquele fim de mundo longe da capital, às vezes descontando isso nos trabalhadores que produzem pouco, se mantém ali apenas por receber parte das vendas do Gelo Eterno, que é uma mina de ouro aos seus olhos.
Nível: 6
Estilo de Combate: Não Luta

Cheslav Kozlov
Descrição: General do Exército Branco, Cheslav é a autoridade máxima na força armada do Czar, recebendo ordens apenas do próprio regente da ilha.O mink caprino é uma força a ser temida pelos inimigos do Czar, e um herói admirado pelos cidadãos de Lukomorye. Seu senso de dever é sua característica mais marcante, obedecendo fielmente todas as ordens do Czar, confrontando constantemente as ações da marinha na ilha. Sua principal força vem de um martelo de duas mãos comprado do exterior especialmente para o mink, que é uma Arma Judge protótipo de qualidade Irídio e muito mais poder do que uma arma normal.
Nível: 9
Estilo de Combate:
Fly Away:

Fayina Fryodorova
Descrição: Fayina é a atual capitã que lidera o QG da marinha da ilha, filha de outros marinheiros que também serviram no QG. Mesmo que tenha um nome nativo e tenha nascido na ilha, os outros habitantes não a veem como uma deles pelo forte rancor que todos tem pelo Governo, que causou a Revolução Vermelha. É uma mulher muito rígida, que tenta não deixar o ódio velado de todos atrapalhar o seu trabalho, e age arduamente para reduzir a criminalidade e, principalmente, caçar os procurados que o Exército Branco vira a cara por não ter feito nada em solo da ilha, capturando-os antes que possam de fato causarem confusão para os habitantes. É grande, com 4 metros de altura, chamando atenção por onde quer que vá.
Nível: 8
Estilo de Combate: Espadachim
Matri Matri no Mi (Fruta da Matrioska):

Adrik Volkov
Descrição: Adrik é um dos principais moradores de Maly Kitezh, sendo o mais eficiente colhedor de gelo do lago Svetloyar, e considerado por todos como seu líder, que de fato organiza todo o trabalho, já que Nikolay mal dá as caras para supervisionar o serviço. Mesmo com o trabalho braçal exaustivo, o mink é muito otimista e carismático, sempre dando apoio para os seus companheiros e tentando fazer o trabalho ser divertido, com uma risada contagiante, e adorando cantar com todos enquanto corta blocos do gelo do lago.
Nível: 8
Estilo de Combate: Bárbaro (Picareta de gelo)

Loakim Andreev
Descrição: Dono da estalagem Obnimat, Loakim é quem recebe os viajantes que vem passar alguns dias na ilha gélida, pronto para recebê-los com camas quentinhas com cobertores de pele de Búfalo da Nevasca e várias refeições para que não sintam a opressão da natureza que a ilha impõe sobre todos. Cuida da estalagem com muito cuidado, e até mesmo vai ele mesmo fazer as refeições vez ou outra, sendo um grande cozinheiro e adorando ver a expressão de satisfação de seus clientes.
Nível: 7
Estilo de Combate: Lanceiro e Taekwondo

Viktor Kolevatov
Descrição: Um dos poucos homens-peixe da ilha, Viktor vem de uma linhagem de quebradores de gelo, homens-peixe que vieram para Pyatidrov por uma oferta do governo local para trabalharem quebrando o gelo que se forma no porto para que os navios possam ancorar. É um trabalho muito digno, apreciado por toda a população, e Viktor dá muito duro dele, com orgulho do seu ofício e muito amor pela sua pátria, já que pelas dificuldade que os nativos da ilha passaram, todos possuem mentalidade acolhedora e pouco ligam se ele é um homen-peixe, acolhendo-o igualmente para que possam sobreviver juntos ao frio rigoroso. É um homem-peixe baleia azul de 8 metros de altura, menor apenas que Igor, e que todos os dias quebra o gelo que se forma no porto.
Nível: 7
Estilo de Combate: Bárbaro

Zivon Popov
Descrição: Principal inimigo da marinha e do Exército Branco, Zivon Popov é um mink rato criminoso que vive roubando o que pode e matando quem presencia seus furtos, levando tudo que consegue para os esgotos da cidade para viver o melhor que pode junto do lixo e dos excrementos. É mesquinho e egoísta, odiando a ideia dos cidadãos de que todos precisam se ajudar para sobreviver, e prefere ajudar apenas a si mesmo, e mais ninguém. Também paranoico, atacando qualquer um que acredita que vai o atrapalhar ou lhe delatar.
Nível: 8
Estilo de Combate: Ladino e Atirador (Bestas)

Grigori Doroshenko
Descrição: Mesmo que a carne dos búfalos fosse o bastante para alimentar grande parte da população, não só de uma única carne pode-se viver, e além dos alimentos importados, vários moradores da cidade trabalham como caçadores pela Tundra Cruel, matando e trazendo carne de outras criaturas para a cidade, e o caçador mais conhecido é Grigori, que tem seu próprio grupo para ir na tundra caçar. É um caçador muito experiente, sabendo como encontrar suas presas, com uma personalidade fanfarrona e despreocupada, mas tem muito medo da Matushka, pois uma vez foi atacado por ela e quase perdeu a vida, ficando sempre atento à casa ambulante desde então quando sai para a caçar. É uma das poucas pessoas que de fato foi atacada pela Avó Inverno e viveu para contar a história.
Nível: 8
Estilo de Combate:
Multi Stab:

Igor Semyonov
Descrição: Igor é o único gigante da ilha, com 22 metros de altura, que cuida do Rancho Gelado, onde os Búfalos da Nevasca são criados de forma mais prática para serem abatidos e terem a pele e carne vendidas. Com seu tamanho colossal, mesmo os búfalos gigantes parecem ovelhas perto dele, e cuida de cada um deles com muito carinho, dando nomes afetivos para os búfalos. É bastante amigável com os humanos que atravessam a ilha para o visitar, mas não tolera que façam nada de ruim com seus animais. Vez ou outra usa seu gancho de escalada para subir na montanha Vyraj e sentar nela como se fosse uma cadeira para observar toda a ilha à distância.
Nível: 8
Estilo de Combate: Bárbaro (Gancho de Escalada)

Matushka, A Avó Inverno
Descrição: Uma grande lenda da ilha, todas as crianças de Pyatidrov aprendem a temer a Matushka, uma bruxa velha que ronda pela Tundra Cruel que dizem comer criancinhas, uma cantiga usada para garantir que os pequenos vão obedecer os pais e nunca sair sozinhos fora da cidade. Os adultos, entretanto, acreditam que a Matushka é real, com muitos relatos de avistamentos dela por aqueles que se aventuram fora da cidade, em especial os caçadores, que dizem que caso a encontrem, que sejam gentis e a obedeçam para sair vivo, do contrário a bruxa usaria seus poderes mágicos e a pessoa nunca mais seria vista. A verdade é que Matushka é uma velha moradora de Lukomorye que contraiu uma doença contagiosa ainda jovem e preferiu se isolar na tundra, usando sua akuma no mi para sobreviver e catar as ervas para seu remédio caseiro. Sempre que avista alguém, enquanto viaja em sua cabana andante tenta ser cortês, mas evitando contato para não espalhar sua doença, ajudando-os a voltar para casa com uma folha guia, mas se a pessoa é rude ou mal educada, ela se irrita e a ataca com sua akuma no mi, o que acabou gerando a lenda na cidade da Avó Inverno. Vive sozinha em sua cabana cheia de materiais de medicina para tratar sua doença, e todo dia dá a ordem de “cabana, ande por aí" para sua cabana, fazendo com que ela se levante com suas pernas artificiais.
Nível: 9
Estilo de Combate:
Granny's Warth:
Ode Ode no Mi (Fruta da Ordem):