Tópicos Recentes
Destaques
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Últimos assuntos
Página 1 de 1
Antestor
Ver perfil do usuário
Imagem : Tutorial de técnicas 0aaeb1e6ea9b8ed6776845ebe8eeb6011f0fe274_00
Créditos : 24
AntestorDesenvolvedor
https://www.allbluerpg.com/t273-eric-flamesguard https://www.allbluerpg.com/t303-voice-of-the-soul
Tutorial de técnicas Seg Abr 12, 2021 3:49 pm

Técnicas



Atenção: Esse tópico tem mais de um post.

O que são as técnicas?

Na obra, é comum ver os usuários utilizando de diversos tipos de “golpes especiais” ou técnicas, que seriam golpes que normalmente requerem um maior esforço e/ou concentração para se utilizar e aqui no fórum, não é diferente. Há diversos tipos de técnicas, sejam elas defensivas, sejam elas ofensivas, simples ou mais complexas, a gama de possibilidades é bastante ampla do que se enquadra como uma técnica. O Gomu Gomu no Pistol do Luffy, por exemplo, por mais simples que seja pode ser considerado uma técnica, bem como o Gear Second ou Gear Third, que são ambas técnicas bem mais complexas. No fórum, será possível criar técnicas de buff, debuff, dano de alvo único ou de dano em área de efeito. Ao longo desse tópico discorreremos a respeito de cada um dos tipos.

Características das técnicas

Todas as técnicas, independente da maneira como funcionam, possuem características em comum quanto a maneira como devem ser descritas e implementadas no sistema. Essas características são utilizadas como forma de atribuir um equilíbrio às técnicas, além de permitir o seu balanceamento geral. São elas:

Descrição: É o texto central da técnica, que traz uma narrativa parcial daquilo que acontece do início ao fim da técnica. A Descrição de uma técnica é a característica que determina a sua repercussão, invasibilidade e possibilidades nos parâmetros narrativos, sendo estes os subfatores avaliativos que serão levados em consideração para determinar a força da descrição. Em outras palavras, descrição é “o que a técnica se propõe a fazer”.
Repercussão: A força dos efeitos gerados pela técnica. O estrago que ela causa, não se limitando à destruição.
Invasibilidade: O quão invasiva a técnica é ao(s) alvo(s). Um chute é menos invasivo que um disparo de senbon que visa atingir um nervo, e o último é menos invasivo que uma canção que “congela a alma”.
Possibilidades: O quão boa a técnica é em causar repercussões secundárias. Um chute tem baixa possibilidade, um chute que empurra o alvo tem mais possibilidades, um chute que empurra o alvo e causa sangramento interno mais ainda. Note que em diversos casos é possível que o efeito secundário seja avaliado com base em seu próprio nível de repercussão.

Restrição: Divide-se em três subfatores (Componentes, requisitos e penalidades) que são igualmente importantes e são responsáveis pelo balanceamento entre o bônus e o ônus da técnica. Quando uma restrição precisar ser “mais severa”, o jogador terá a liberdade para aumentar em qualquer um dos três subfatores, ou um pouco em ambos. Com a evolução do personagem, os requisitos de técnicas mais antigas se tornam cada vez mais leves.
Componentes: Aqui devem ser especificados quais artifícios, proficiências, poderes, akumas, EDCs o usuário faz uso na execução e no funcionamento da técnica. Esse campo é importante, além de tudo, para justificar formas de sua técnica de ultrapassar os limites impostos pelo Rank.
Requisitos: Engloba tudo aquilo que se vê necessário para que a técnica aconteça. Aqui entram aquelas restrições condicionais para que a técnica seja executada, seja efetiva e/ou seja possível. Em outras palavras, o requisito é “o que o usuário precisa fazer para que a técnica execute aquilo que ela se propõe.”
Penalidades: Está diretamente relacionado com aquelas restrições que dizem respeito a algo que o usuário perde ou recebe de “punição” ao executar ou ao falhar na execução da técnica. Basicamente, as penalidades são “os sacrifícios” do usuário em prol da execução/funcionamento da técnica, podem ser narrativos ou numéricos.

”Exemplo”:

Diable Jamble:

Tutorial de técnicas Bdefe7799cc55a97d1471e2ba26dc1df1166c21b_00
Nome: Diable Jambe.
Rank: 4.
Descrição: O usuário gira sobre o eixo da perna direita, usando a velocidade de seu giro e o atrito com o solo para fazer a perna incandescer superficialmente, aumentando a força de seus chutes e de suas ofensivas.

Componentes: Perna, EDC Taekwondo, etc, etc.
Requisitos: O usuário precisa girar sobre a perna direita por no mínimo 3 segundos; Pode ser interrompido durante o giro, cancelando a técnica; Precisa se concentrar apenas na rotação, não podendo agir defensivamente enquanto isso.
Penalidades: Ao fim do giro, uma leve tontura faz o seu Reflexo diminuir em 5%.
Dano: N/A.
Bônus: 20% em Força por 2 turnos.
Custo: X stamina.

Rank de técnicas

Técnicas de Rank 1: São técnicas simples e de fácil execução, sem movimentações complexas. São apenas um pouco mais fortes que um golpe normal, algo que se reflete na descrição da técnica. Basicamente, nesse nível, você ainda não tem experiência suficiente em um combate real para que consiga criar técnicas de nível superior.
▸ Técnicas de Alvo Único são feitas com descrições fracas  e podem ter restrições amenas. Enquanto que técnicas de Dano em Área podem ser realizadas nesse nível com restrições medianas.
▸ Técnicas de buff podem ser realizadas de maneira simples e dispensando explicações pseudocientíficas complexas.

Exemplos: Party Table Kick Course do Sanji, Ittoryu Iai: Shishi Sonson do Zoro, Gomu Gomu no Pistol do Luffy.

Técnicas de Rank 2: Aqui você provavelmente já passou por algumas batalhas ou adquiriu experiência com isso de alguma outra forma, de qualquer maneira, a partir desse nível você se torna capaz de utilizar os seus mais diversos conhecimentos para o combate, podendo fundir suas proficiências para tornar suas técnicas mais dinâmicas ou dar a elas um poder narrativo um pouco maior.
▸ Técnicas aqui podem alcançar um grau acima de descrição, que apesar de ainda ser “descrição fraca”, agora podem ter uma força maior em sua repercussão. As restrições continuam no mínimo amenas, mas podem ser mais rigorosas para fins de diminuição de custo. Isso vale para AOE e buff.
▸ Nesse Rank começa a ser possível criar técnicas de debuff que podem causar alguma Condição I (Tabela da relação RankxCondições abaixo), mas que mantenha sua coerência descritiva e baixa invasibilidade.

Exemplos: Ichi/Ni Gorilla do Zoro, Gatling Gun do Luffy, Extra Hachis do Sanji.

Técnicas de Rank 3: São técnicas com um grau mais refinado de complexidade, havendo um esforço moderado e com restrições maiores, normalmente precisando de uma boa concentração antes da execução da técnica. Nesse rank, sua experiência em combate lhe possibilitou ter o primeiro gostinho do que é ultrapassar os limites humanos e alcançar uma força “superior”.
▸ Técnica começam a poder mover massas disformes de ar, enquanto que as restrições devem aumentar um nível para refletir o esforço que seu corpo precisa fazer para que isso seja possível.
▸ Buffs podem possuir explicações mais complexas, assim como os debuffs, que ganham um nível mediano de invasibilidade a partir daqui.

Técnicas de Rank 4: Esse Rank representa o seu primeiro grande pico de poder. Em relação ao Rank anterior, neste todos os medidores de força da técnica alcançam um novo nível de poder, equivalente a descrição mediana. Técnicas que causam uma sobrecarga física ou mental após a utilização passam a ser muito mais comuns. Passa a ser possível moldar a massa de ar criada, além de ser possível usar a fricção na criação de golpes incandescentes.
▸ Se torna possível criar rajadas de vento, lâminas de ar e fricção nas técnicas.
▸ Repercussão, invasibilidade e possibilidades podem alcançar o nível mediano ao mesmo tempo, e como consequência, as restrições devem se tornar mais pesadas como forma de acompanhar.
▸ Debuffs podem causar até Condição II.

Exemplos: Ashura do Zoro, Gear Second do Luffy, Diable Jambe do Sanji, Tatsumaki do Zoro, Hyakuhachi Pound Ho do Zoro.

Técnicas de Rank 5: Nesse Rank de poder a sua força começa a se tornar quase que descomunal durante o uso das técnicas. Você passa a poder realizar golpes com bastante poder destrutivo e de uma complexidade maior, que passam a requerer um bom controle de suas capacidades físicas, refletindo em penalidades ou restrições severas para o seu uso.
▸ Sua técnica agora pode alcançar uma alta repercussão, apesar de ainda manter os outros subfatores medianos. Em contrapartida, penalidades severas devem ser aplicadas, como Luffy ficar pequeno ao usar Gear Third ou Chopper perder o controle no Monster Point. Também é possível que, ao invés das penalidades se tornarem severas, as restrições o façam, requerindo que você utilize algum buff como preparo.

Exemplos: Sanzen Sekai do Zoro (Thriller Bark), Gear Third (Técnicas do) do Luffy, Monster Point (Pré-timeskip) do Chopper.

Técnicas de Rank 6: No Rank 6, a sua maior experiência se reflete em um melhor uso em conjunto tanto de Akumas no Mi, Haki, etc. quanto de suas técnicas especiais de níveis anteriores. Nesse nível as técnicas de Link ou que dependem de alguma outra forma de buff e/ou habilidades extras passam a ser quase que de lei, dessa forma tornando possível usar e abusar de suas novas capacidades. As técnicas alcançam uma maior complexidade em seu funcionamento, permitindo o uso de sua criatividade de forma quase que sem limites, e as técnicas de vento dos níveis anteriores se tornam mais fortes, podendo ser maiores e até capazes de cortar estruturas.
▸ Técnicas de dano e buff alcançam um alto nível de possibilidades, além da força já obtida de níveis anteriores, tornando possível que até os seus efeitos secundários possuam repercussões de alto nível. Restrições acabam não possuindo uma grande diferença desse nível para o anterior.
▸ Debuffs podem causar até Condição III.

Exemplos: Bien Cuit: Grill Shot do Sanji, Gomu Gomu no Jet Gatling do Luffy, Kokujo: O Tatsumaki do Zoro

Técnicas de Rank 7: A partir desse ponto todas as suas capacidades descritivas alcançam o nível alto ao mesmo tempo, não mais necessitando que você escolha entre um ou outro. Dessa maneira, esse é o nível em que acontece uma grande virada na maneira como suas técnicas agem sobre o ambiente e sobre si mesmo, algo que vem com altas restrições mas que gera técnicas que podem ser o grande diferencial para definir uma luta. Suas técnicas tem uma enorme complexidade envolvida, combina diversos elementos do seu arsenal de forma primorosa, e são bastante destrutivas para seus adversários e para o ambiente ao seu redor.
▸ Técnicas de dano e buff alcançam um patamar muito alto, suas técnicas agora possuem Repercussão, Possibilidades e Invasibilidade de nível alto ao mesmo tempo.
▸ Restrições apenas um pouco maiores que do rank anterior, ainda no grau mediano.

Exemplos: Red Hawk do Luffy, Nigiri: Toro Samon do Zoro, Poêle à Frire: Spectre do Sanji, Monster Point (Pós-Timeskip) do Chopper.

Técnicas de Rank 8: Neste rank suas habilidades obtém um nível extremo em repercussão, é aqui onde se começa a encontrar as habilidades mais destrutivas para seus oponentes e para o ambiente, estando entre as técnicas mais poderosas do mundo, em contrapartida, condições mais severas para a realização das mesmas começam a surgir aqui também, além da complexidade do rank anterior e da combinação de diversos elementos serem o padrão nesse rank, soluções extremamente criativas e inusitadas também podem ocorrer pelos usuários de técnicas desse rank.
▸ Técnicas de dano e buff alcançam um patamar extremamente alto, suas técnicas agora possuem podem possuir Repercussão de nível extremo.
▸ Restrições para esse Rank de técnica possuem o grau severo.

Exemplos: Gear Fourth do Luffy, Ichidan Sanzen Daisen Sekai do Zoro, Dai Enkai: Entei do Ace.

Técnicas de Rank 9: Um passo atrás das técnicas lendárias e mais destrutivas do mundo, técnicas desse rank tem repercussão e possibilidades extremas, ainda que não se possa ter uma alta invasibilidade. Poucos chegam a poderem usar técnicas desse rank e quando usam, pode ter certeza que vai arregalar os olhos de todos aqueles que estão à sua volta (isso se eles não forem afetados por ela). A geografia do local é extremamente afetada ao usar técnicas em áreas e o oponente que receber uma técnica de alvo único terá problemas em se manter de pé (isso se ele sobreviver). Técnicas desse rank são um show de maestria em diversos elementos, seja ele o estilo de combate, akuma, haki e etc. pondo a prova os limites do conhecimento do usuário nesses aspectos.
▸ Técnicas de dano e buff alcançam um patamar extremamente alto, suas técnicas agora possuem podem possuir Repercussão e Possibilidades de nível extremo.
▸ Restrições para esse Rank de técnica possuem o grau severo.

Exemplos: Yasakani no Magatama de Kizaru, El Thor de Enel, Ice Block: Peasant Beak de Aokiji.

Técnicas de Rank 10: O nível mais forte de técnica, os personagens que são capazes de utilizar tais técnicas normalmente são sem dúvidas os mais fortes do mundo. Os feitos por causa dessas técnicas são capazes de mudar completamente a geografia de um local, às vezes chegando até mesmo mudar uma ilha por completo por causa da tamanha força dos usuários desse rank de técnica (Punk Hazard, Marineford). Para técnicas de alvo único, dobram (o já imenso) poder destrutivo do usuário, para técnicas em área é quase impossível de se fugir da área de efeito, podendo ter repercussões avassaladoras, assim como possibilidades e invasibilidade. No entanto, apesar da potência dessas técnicas, o efeito colateral para o usuário também é severo. O pico de Haki, Akuma no Mi, EdCs são encontrados aqui e aqueles que usam essas técnicas podem bater no peito e dizer que são os melhores no que fazem e os efeitos das técnicas desse rank com certeza farão todos aqueles que a presenciaram lembrar-se da mesma de alguma forma.
▸ Técnicas de dano e buff alcançam um patamar extremamente alto, suas técnicas agora possuem podem possuir Repercussão, Possibilidades e Invasibilidade de nível extremo.
▸ Restrições para esse Rank de técnica possuem o grau severo.
▸ Debuffs podem causar até Condição V.

Exemplos: Shima Yurashi do Barba Branca e Raigo do Enel.



Catherine
Ver perfil do usuário
Imagem : Tutorial de técnicas 484e66abbd9bf25a6e4484da58bd46cc1e50c13b
Créditos : 13
CatherineAvaliador
https://www.allbluerpg.com/t320-catherine-petit-barozzi-n https://www.allbluerpg.com/t299-i-juros-simples
Re: Tutorial de técnicas Seg Abr 12, 2021 4:35 pm

Técnicas



Slots de Técnica

Segue adiante a quantidade de slots de técnicas que o personagem recebe por nível.

Tutorial de técnicas A5lq7dt

Técnica de Dano em Alvo Único

Técnicas de alvo único são técnicas que se focam ativamente em causar dano em apenas um personagem. Segue abaixo a quantidade de bônus percentual para cada rank de técnica.

Tutorial de técnicas S6jmaX2

Técnicas de Dano em Área de Efeito

Técnicas de dano em área são técnicas que se focam em causar dano a uma ampla área e a diversos inimigos de uma vez. Narrativamente são um pouco mais fáceis de se acertar do que as técnicas de dano em alvo único, porém causam menos dano. Segue abaixo a quantidade de bônus percentual para cada rank de técnica.

Tutorial de técnicas WrLCWlb

Condições em Técnicas

Algumas técnicas impõem certas condições contra o inimigo, causando efeitos negativos para o seu adversário. Segue abaixo os ranks de técnica necessários para impor cada nível de condição

Tutorial de técnicas NBD3Axo

Técnicas de Buff

Técnicas de buff são técnicas que aumentam as capacidades do personagem por um certo período de tempo. Não podem existir técnicas de buff para Constituição. Por padrão, toda técnica de buff dura dois turnos, mas também é possível criar técnica de buff de “liga/desliga”. Note que um mesmo atributo só poderá ser beneficiado numericamente por 1 técnica por vez, permitindo acúmulo de efeitos narrativos, mas não de bônus numéricos.

Tutorial de técnicas 3hpb91i

Link Skills

Link skills são técnicas que só podem ser utilizadas após o uso de alguma outra skill, majoritariamente buffs, mas também podendo ser dependentes da aplicação de debuff anterior no alvo ou de alguma sequência de técnicas. Técnicas que possuem nos requisitos algum Link Skill tem o seu custo em Stamina um pouco mais reduzido e deve ter especificado em sua área de “Componentes” que faz uso de outra técnica. (Exemplo: Buff Gear Second, Link Skill Jet Pistol)

Capacidade de Carga em Técnicas

Para saber o quanto empurra/levanta/carrega em uma técnica deve-se usar o cálculo da capacidade de carga (veja o cálculo em Atributos), juntamente do bônus em percentual da técnica. Se o bônus deixar o atributo com um número quebrado, arredonde para baixo para fins de saber quanto é a capacidade de carga do personagem durante a técnica.

Reavaliação de Técnicas

A experiência que você adquiriu ao longo do tempo e com o passar dos usos repetitivos de suas técnicas lhe permite a elaboração de novas maneiras de executá-la sem que o mesmo esforço seja necessário. Ao alcançar um novo Rank de Técnica referente a 2 níveis acima do Rank de uma técnica que você criou antes, será possível passar a técnica por Reavaliação, diminuindo assim suas restrições e aprimorando suas funções.

Tutorial de técnicas X9ApA5P

Técnicas em Conjunto

As técnicas em conjunto são técnicas utilizadas por dois ou mais personagens.Ao fazer uma técnica em conjunto deve possuir nos componentes os nomes dos personagens que fazem parte da técnica, não sendo possível substituir os mesmos para a realização e seguir as regras para cada rank de técnica. Para o atributo a ser bonificado, deverá ser escolhido também apenas o atributo de um personagem do conjunto, no entanto, as restrições serão divididas entre os demais participantes da técnica.